José Ricardo de Souza Barradas

Possui graduação em Ciências Biológicas - Bacharelado (2009), mestrado em Zoologia (2012) e doutorado em Zoologia (2016) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Trabalhou no Centro de Biologia Ambiental da Universidade de Lisboa, Portugal, quando atuou como pesquisador visitante na categoria de estudante de doutorado sanduíche. Tem experiência nas área de ecologia - ênfase em ecologia aplicada, estatística, biologia computacional, bioinformática, programação e desenvolvimento de algoritmos automáticos em linguagem R e VBA, análise de grandes bancos de dados, e modelagem matemática - aplicação e desenvolvimento de modelos.

Informações coletadas do Lattes em 30/11/2018

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Biociências (Zoologia)

2012 - 2016

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Título: Crescimento polifásico de peixes: relações ecológicas e taxonômicas
Orientador: Nelson Ferreira Fontoura
com Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Crescimento polifásico; Modelagem matemática.Grande área: Ciências Biológicas

Mestrado em Biociências (Zoologia)

2010 - 2012

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Título: Revisão de modelos probabilísticos de distribuição: uma aplicação para peixes migradores,Ano de Obtenção: 2012
Nelson Ferreira Fontoura.Bolsista do(a): Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

Graduação em Ciências Biológicas

2006 - 2009

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Título: Modelos matemáticos e distribuição de peixes migradores: uma nova ferramenta de ajuste e otimização de parâmetros
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Extensão universitária em Getting and Cleaning Data. , Johns Hopkins University, JHU, Estados Unidos.

2017 - 2017

Cultivo de Camarões em Sistema de Bioflocos. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.

2016 - 2016

Extensão universitária em Data Scientist Toolbox. , Johns Hopkins University, JHU, Estados Unidos.

2016 - 2016

Extensão universitária em R Programming. , Johns Hopkins University, JHU, Estados Unidos.

2009 - 2009

Extensão universitária em Microbiologia Aplicada. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

2009 - 2009

Ciências Forenses. (Carga horária: 8h). , Integra Cursos, INTEGRA, Brasil.

2007 - 2007

Extensão universitária em Natureza em Foco - Curso básico de fotografia. (Carga horária: 35h). , Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

2007 - 2007

Atualizações em Biotecnologia. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Computacional.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Linguagens de Programação.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Estatística.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Bioinformática.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Ecologia Aplicada.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Oficina de Análises Multivariadas. 2015. (Oficina).

XXI Encontro Brasileiro de Ictiologia. 2015. (Encontro).

XXI Encontro Brasileiro de Ictiologia.Crescimento polifásico: alterações no padrão de crescimento como indicadores de maturação sexual. 2015. (Encontro).

V Jornadas Ibéricas de Ictiologia. Making Fish Ecology Easier: Exctracting Roproduction Information From Length-Weight Relationship. 2014. (Congresso).

XX Encontro Brasileiro de Ictiologia. 2013. (Encontro).

XIX Encontro Brasileiro de Ictiologia. 2011. (Encontro).

IV Congresso Brasileiro de Oceanografia. 2010. (Congresso).

I Workshop Brasileiro sobre Lixo Marinho. 2010. (Outra).

V Mostra de Pesquisa e Pós-Graduação da PUCRS.Distiuição Probabilística de Peixes Migradores: Uma Proposta para Sitemas Bivariados. 2010. (Outra).

Sobre moscas e peixes: o surgimento dos vertebrados. 2009. (Outra).

V Jornada de Iniciação Científica - Meio Ambiente - FZB / FEPAM.Distribuição Presumida de Dourado (Salminus brasiliensis) na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai. 2009. (Outra).

X Salão de Iniciação Científica da PUCRS.Distribuição Presumida do Grumatã (Prochilodus lineatus) na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai. 2009. (Outra).

XXI Salão de Iniciação Científica da UFRGS.Padrão de distribuição da piava (Leporinus obtusidens) na bacia hidrográfica do rio Uruguai atavés de modelo probabilístico. 2009. (Outra).

BioChat. 2008. (Outra).

IX Salão de Iniciação Científicia PUCRS.Distribuição Presumida da Piava (Leporinus obtusidens) na Região Hidrográfica do Alto Uruguai (RS/SC) Através de Coeficientes de Distribuição da Bacia do Rio Jacuí. 2008. (Outra).

Paisagismo urbano, legislação ambiental e biodiversidade. 2008. (Seminário).

II Semana Acadêmica Interdisciplinar. 2006. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Fabrício Borghetti

BARRADAS, J. R. S.FONTOURA, N. F.. Análise da comunidade sazonal de aves costeiras no litoral Sul do Rio Grande do Sul. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Aluno: Ingrid Corrêa Lersch

BARRADAS, J. R. S.; FONTANA, C. S.. Observação do hábito alimentar entre Chlorostilbon aureoventris, Glossophaga soricina e Anoura caudífera em bebedouros artificias para pássaros em região específica da cidade de Porto Alegre, RS, Brasil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

FERNANDO GERTUM BECKER

Becker, F. G.; VIEIRA, João P; SCHULTZ, Uwe. Crescimento polifásico em peixes: relações ecológicas e taxonômicas. 2016. Tese (Doutorado em Biociências (Zoologia)) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Nelson Ferreira Fontoura

Revisão de modelos probabilísticos de distribuição: uma aplicação para peixes migradores; 2010; Dissertação (Mestrado em Biociências (Zoologia)) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul,; Orientador: Nelson Ferreira Fontoura;

Nelson Ferreira Fontoura

Crescimento polifásico de peixes: relações ecológicas e taxonômicas; 2016; Tese (Doutorado em Biociências (Zoologia)) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Nelson Ferreira Fontoura;

Lucas Gonçalves da Silva

(Co-orientação, Iniciação Científica) Distribuição Presumida de Peixes Migradores na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai (Co-orientação); 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Lucas Gonçalves da Silva;

Eliane Romanato Santarém

Micropropagação e metabolismo secundário de plantas medicinais; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Orientador: Eliane Romanato Santarem;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CARVALHO, BARBARA M. DE ; BARRADAS, J. R. S. ; FONTOURA, N. F. ; SPACH, HENRY L. . Growth of the silverside Atherinella brasiliensis in a subtropical estuary with some insights concerning the weight-length relationship. ANAIS DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIENCIAS , v. 89, p. 1, 2017.

  • GARRIDO, C.T. ; MORASSUTTI, A.L. ; BARRADAS, J.R.S. ; GRAEFF-TEIXEIRA, C. . Evaluating host-parasite co-adaptation relationships involving Angiostrongylus costaricensis. JOURNAL OF HELMINTHOLOGY , v. 1, p. 1-5, 2017.

  • BARRADAS, JOSÉ R. S. ; LERMEN, ISABEL S. ; LARRÉ, GABRIEL G. ; MARTINS, THAÍS P. ; FONTOURA, NELSON F. . Polyphasic growth in fish: a case study with Corydoras paleatus (Siluriformes, Callichthyidae). Iheringia. Série Zoologia (Online) , v. 106, p. 1-5, 2016.

  • BARRADAS, JOSÉ RICARDO S. ; SILVA, LUCAS G. ; HARVEY, BRET C. ; FONTOURA, NELSON F. . Estimating migratory fish distribution from altitude and basin area: a case study in a large Neotropical river. Freshwater Biology (Print) , v. 57, p. 2297-2305, 2012.

  • RODRIGUES, L. H. R. ; BARRADAS, J. R. ; ALVES, T. P. ; FONTOURA, N. F. . Modelagem estatística de distribuição de peixes migradores como subsídio ao licenciamento de barramentos na bacia Camaquã, RS. REGA. Revista de Gestão de Águas da América Latina , v. 8, p. xx-xx, 2011.

  • GONÇALVES, L. ; BARRADAS, J. R. S. ; FONTOURA, N. F. . Distribuição Presumida de Peixes Migradores Através de Modelos Probabilísticos. In: IV Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação da PUCRS, 2009, Porto Alegre. Anais da IV Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação da PUCRS. Porto Alegre: PUCRS Virtual, 2009. v. CD-ROM.

  • BARRADAS, J. R. S. ; GONÇALVES, L. ; FONTOURA, N. F. . Distribuição Presumida do Grumatã (Prochilodus linetaus) na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai. In: X Salão de Iniciação Científica da PUCRS, 2009, Porto Alegre. Anais do X Salão de Iniciação de Iniciação Científica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: ediPUCRS, 2009.

  • GONÇALVES, L. ; ALVES, T. P. ; BARRADAS, J. R. S. ; FONTOURA, N. F. . Distribuição Presumida do Dourado (Salminus brasiliensis) e do Grumatã (Prochilodus lineatus) na Região Hidrográfica do Alto Uruguai (RS/SC) Através de Coeficientes de Distribuição da Bacia do Rio Jacuí (RS).. In: III MOSTRA DE PÓS-GRADUAÇÃO PUCRS, 2008, Porto Alegre. Anais do IX Salão IC PUCRS e III Mostra de Pós-Graduação PUCRS. Porto Alegre: PUCRS VIRTUAL, 2008.

  • BARRADAS, J. R. S. ; ALVES, T. P. ; GONÇALVES, L. ; FONTOURA, N. F. . Distribuição Presumida da Piava (Leporinus obtusidens) na Região Hidrográfica do Alto Uruguai (RS/SC) Através de Coeficientes de Distribuição da Bacia do Rio Jacuí (RS).. In: IX SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PUCRS, 2008, Porto Alegre. Anais do IX Salão de Iniciação Científica PUCRS. Porto Alegre: PUCRS VIRTUAL, 2008.

  • BARRADAS, J. R. S. ; GONÇALVES, L. ; FONTOURA, N. F. . Distribuição Presumida do Dourado (Salminus brasiliensis) na Bacia Hdrográfica do Rio Uruguai. In: V Jornada de Iniciação Científica - Meio Ambiente - FZB / FEPAM, 2009, Porto Alegre. Anais V Jornada de Iniciação Científica - Meio Amebiente - FZB / FEPAM. Porto Alegre: DISC PRESS Comércio Fonográfico Ltda., 2009. v. CD-ROM.

  • BARRADAS, J. R. S. ; GONÇALVES, L. ; FONTOURA, N. F. . Padrão de Distribuição da Piava (Leporinus obtusidens) na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai através de modelo probalilístico. In: XXI Salão de Iniciação Científica da UFRGS, 2009, Porto Alegre. Anais do XXI Salão de Iniciação Científica da UFRGS, 2009.

  • Carvalho, B. M. ; BARRADAS, J. R. S. ; FONTOURA, N. F. ; Spach, H. L. . Growth of the Silverside Atherinella brasiliensis in a subtropical estuary with some insights concerning the weight-length relationship. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso) , 2017.

  • BARRADAS, J. R. S. ; Lermen I. S. ; Larré, G. G. ; Martins, T. P. ; FONTOURA, N. F. . Crescimento polifásico: alterações no padrão de crescimento como indicadores de maturação sexual. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • BARRADAS, J. R. S. ; HAIMOVICI, M. ; FONTOURA, N. F. . Making fish ecology easier: extracting reproduction information from length-weight relationship. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BARRADAS, J. R. S. ; MORRONE, F. B. . Introdução ao R. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2012 - 2016

    Crescimento polifásico de peixes: relações ecológicas e taxonômicas, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Nelson Ferreira Fontoura em 01/08/2012., Descrição: Dados de peso e comprimento são a base da maioria dos programas de amostragens de peixes, sendo a relação entre essas variáveis uma importante ferramenta em biologia de pesca. As relações de peso-comprimento são utilizadas para avaliação de cálculo de biomassa de um estoque e comparações de histórias de vida de populações entre diferentes regiões. O presente estudo objetiva descrever padrões de crescimento em peixes pertencentes a diferentes grupos taxonômicos, identificando a relação de crescimento com atingimento de maturidade sexual, mudança na biologia alimentar e padrão de ocupação de hábitat. A identificação de padrões de crescimento e suas relações com diferentes condicionantes ecológicos ampliaria significativamente o entendimento da biologia das espécies, contribuindo para criação e manutenção de bancos de dados de peixes. O padrão de crescimento será descrito por: W = [(a1 . L^b1) . Fw] + [(a2 . L^b2) . (1 ? Fw)], onde W é o peso; a1 e a2 são os coeficientes de proporcionalidade relativos a cada estágio de crescimento; L é o comprimento; b1 e b2 são os coeficiente de alometria relativos a cada estágio de crescimento; Fw é a equação interruptora, descrita por: Fw = [1 + e(Rsc . ( L ? Psc ))]^-1, onde Rsc é a taxa de mudança de estágio; L é o comprimento; Psc é o comprimento que corresponde ao ponto de mudança de estágio. A obtenção de dados de comprimento e peso será realizada através de revisão bibliográfica e contato com pesquisadores de outras instituições. Dados brutos serão trabalhados nos softwares Microsoft Excel for Mac 2011 e R. O modelo de crescimento polifásico será ajustado por rotinas estatísticas desenvolvidas neste estudo utilizando algoritmos dedicados envolvendo seleção assistida de valores-semente e minimização de variância através do ambiente de programação R.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: José Ricardo de Souza Barradas - Integrante / Nelson Ferreira Fontoura - Coordenador.

  • 2010 - 2012

    Revisão de modelos probabilísticos de distribuição: uma aplicação para peixes migradores, Descrição: Tendo em vista as limitações dos modelos LOGIT, representado pela equação P = e(b0+b1x1+b2x2+...+bixi) .(1+e(b0+b1x1+b2x2+...+bixi))?-1,onde: P é a probabilidade de ocorrência da espécie (0-1); x1, x2 e xi são os descritores ambientais de ocorrência; b0, b1, b2 e bi são coeficientes de calibração do modelo, e LOGITm, representado pela equação P = e(b1 . (Altitude - PMFAltitude) + b2 . (Área de Bacia ? PMFÁrea de Bacia)) . (1 + e (b1 . (Altitude - PMFAltitude) + b2 . (Área de Bacia ? PMFÁrea de Bacia)))?-1, onde: P é a probabilidade de ocorrência da espécie (0-1); b1 e b2 são coeficientes relativos à altitude e área de bacia, respectivamente; PMF é o ponto de mudança de fase de cada parâmetro, já descritos em literatura, para predição de distribuição probabilística de espécies em situações-limite devido a mecanismos compensatórios consequentes do desenho desses modelos, o objetivo deste trabalho foi propor um novo modelo estatístico para distribuição de espécies de peixes migradores e compará-lo com os modelos citados acima. Foi utilizada a base de dados disponível derivada do projeto PEIXES MIGRADORES E POTENCIAL HIDRELÉTRICO: GESTÃO INTEGRADA DA BACIA URUGUAI (RS/SC), sendo esta composta por 167 pontos distribuídos por todo o território brasileiro da bacia hidrográfica. O modelo proposto neste estudo (Logistic Product ? LP) é respresentado pela seguinte equação: P = (1 ? b0) + b0 . (1 + e(TAXAAltitude . (Altitude ? PMFAltitude)))?-1 . (1 + e(-TAXAÁrea de Bacia . (Área de Bacia ? PMFÁrea de Bacia)))?-1, onde: P é a probabilidade de ocorrência da espécie (0-1); b0 é uma fração da probabilidade de ocorrência não explicada por qualquer dos descritores; TAXA é um parâmetro indicativo da velocidade relativa de mudança de estado ausente/presente; PMF é o ponto de mudança de fase de cada parâmetro.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: José Ricardo de Souza Barradas - Integrante / Nelson Ferreira Fontoura - Coordenador.

  • 2009 - 2011

    Papel efetivo de uma espécie no fluxo de matéria e energia: demonstração do conceito de nicho isotópico através de Astyanax fasciatus, Descrição: O principal objetivo da pesquisa é testar o conceito de nicho isotópico, considerando a variação ontogenética, utilizando o lambari Astyanax fasciatus como modelo experimental. É de extrema importância para a ciência o conhecimento do fluxo de matéria e energia para que se obtenha sucesso em qualquer tentativa de intervenção para o manejo e gestão de ecossistemas aquáticos. Porém, para tanto, se faz necessário o conhecimento da biologia de cada espécie integrante deste sistema para que assim se elabore a matriz básica da cadeia ou teia trófica, elemento essencial para que se quantifique o fluxo de matéria e energia ao longo dos diferentes níveis tróficos. A caracterização do nicho de uma espécie não deve basear-se apenas em indivíduos adultos, pois estes correspondem a apenas uma pequena fração dos indivíduos da espécie. O conceito de nicho isotópico (δb), sintetiza em um único valor uma média ponderada do nível trófico e fonte primária de carbono para uma determinada espécie, considerando a variação ontogenética do hábito alimentar, a curva de crescimento em peso e a curva de sobrevivência para a espécie, a partir do resultado das seguintes equações: δb15N = ∫ δt15N(t) / ∫ Bt(t); δ15Nt = δ15Nmin + (δ15Nmax - δ15Nmin) / (1 + EXP(-Θ.(t-tm))); Bt = Wt . Pt; Wt = a.(Linf (1 ? EXP(?k(t-to))))^b; Pt = EXP(- M.t); onde: ∫ representa a integral definida da idade 0 ao tempo máximo de vida da espécie. δ15Nt é a assinatura isotópica na idade t; δ15Nmin é a assinatura isotópica de animais jovens; δ15Nmax é a assinatura isotópica de animais adultos; e é a base dos logaritmos naturais; Θ é a constante relacionada à taxa de mudança no hábito alimentar; t é a idade dos indivíduos; tm é a média de idade na mudança de δ15Nmin para δ15Nmax; Bt é a biomassa por recruta; Wt é o crescimento em peso; Pt é a probabilidade de um animal nascido chegar até a idade t; a é o coeficiente de proporcionalidad. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: José Ricardo de Souza Barradas - Integrante / Nelson Ferreira Fontoura - Coordenador / Tanilene Sotero Pinto - Integrante / Cibele Boeira Batista - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Quantificando o papel efetivo de uma espécie no fluxo de matéria e energia: demonstração do conceito de nicho isotópico através de Cyanocharax alburnus (Teleostei, Characiformes), Descrição: O principal objetivo da pesquisa é testar o conceito de nicho isotópico, considerando a variação ontogenética, utilizando o lambari Cyanocharax alburnus como modelo experimental. É de extrema importância para a ciência o conhecimento do fluxo de matéria e energia para que se obtenha sucesso em qualquer tentativa de intervenção para o manejo e gestão de ecossistemas aquáticos. Porém, para tanto, se faz necessário o conhecimento da biologia de cada espécie integrante deste sistema para que assim se elabore a matriz básica da cadeia ou teia trófica, elemento essencial para que se quantifique o fluxo de matéria e energia ao longo dos diferentes níveis tróficos. A caracterização do nicho de uma espécie não deve basear-se apenas em indivíduos adultos, pois estes correspondem a apenas uma pequena fração dos indivíduos da espécie. O conceito de nicho isotópico (δb), sintetiza em um único valor uma média ponderada do nível trófico e fonte primária de carbono para uma determinada espécie, considerando a variação ontogenética do hábito alimentar, a curva de crescimento em peso e a curva de sobrevivência para a espécie, a partir do resultado das seguintes equações: δb15N = ∫ δt15N(t) / ∫ Bt(t); δ15Nt = δ15Nmin + (δ15Nmax - δ15Nmin) / (1 + EXP(-Θ.(t-tm))); Bt = Wt . Pt; Wt = a.(Linf (1 ? EXP(?k(t-to))))^b; Pt = EXP(-M.t); onde: ∫ representa a integral definida da idade 0 ao tempo máximo de vida da espécie. δ15Nt é a assinatura isotópica na idade t; δ15Nmin é a assinatura isotópica de animais jovens; δ15Nmax é a assinatura isotópica de animais adultos; e é a base dos logaritmos naturais; Θ é a constante relacionada à taxa de mudança no hábito alimentar; t é a idade dos indivíduos; tm é a média de idade na mudança de δ15Nmin para δ15Nmax; Bt é a biomassa por recruta; Wt é o crescimento em peso; Pt é a probabilidade de um animal nascido chegar até a idade t; a é o coeficiente de proporcionalida. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: José Ricardo de Souza Barradas - Integrante / Nelson Ferreira Fontoura - Coordenador / Tanilene Sotero Pinto - Integrante / Cibele Boeira Batista - Integrante.

  • 2007 - 2010

    Peixes migradores e potencial hidrelétrico: gestão integrada da bacia Uruguai (RS/SC), Descrição: OBJETIVO Elaboração de um modelo numérico e cartas de distribuição presumida para espécies de peixes migradores da bacia hidrográfica do rio Uruguai em função de condicionantes geomorfológicos e antrópicos. JUSTIFICATIVA O presente estudo busca identificar a distribuição longitudinal de peixes migradores de longa distância na bacia hidrográfica do rio Uruguai, a qual apresenta um potencial hidroelétrico estimado em 16.500 MW, dos quais apenas 16% são aproveitados (MMA, 2006; dados de 1996). O projeto já conta com orçamento aprovado através do Edital Universal 2007, processo 473265-2007-9 (R$ 100.000,00). ABORDAGEM METODOLÓGICA Serão efetuadas dez expedições a campo para tomada de dados e validação do modelo. Para as regiões do planalto com inviabilidade de navegação, as expedições serão efetuadas aproveitando-se a malha rodoviária e seus pontos de cruzamento com os rios em análise. Nestes pontos serão identificados pescadores locais para a realização de entrevistas. A probabilidade de ocorrência de cada espécie de peixe migrador ao longo da bacia do rio Uruguai será estimada através de regressão logística multivariada (Logit) considerando as variáveis independentes altitude, a área da sub-bacia de montante. Cada variável será convertida em imagem georreferenciada em formato raster (MNT) sendo o modelo logístico de probabilidade de ocorrência ajustado utilizando-se a rotina LOGIT de operação estatística de imagens do software Idrisi Andes (ajuste por máxima verossimilhança através do algoritmo de Newton-Raephson.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: José Ricardo de Souza Barradas - Integrante / Nelson Ferreira Fontoura - Coordenador / Lucas Gonçalves da Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2009

Destaque do XXI Salão de Iniciação Científica da UFRGS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Departamento de Biodiversidade e Ecologia. , Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 12, Bloco C, sala 173, Partenon, 90619900 - Porto Alegre, RS - Brasil, Telefone: (51) 33203500, Ramal: 4146, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2008 - 2009

    Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Bolsista Iniciação Científica PIBIC/CNPq

  • 2007 - 2008

    Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

  • 2006 - 2006

    Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Atividades

    • 07/2007 - 01/2008

      Estágios , Departamento de Biologia Celular e Molecular, Laboratório de Biotecnologia Vegetal.,Estágio realizado, Estágio realizado sob a orientação da Profª. Drª. Eliane Romanato Santarém (480 horas).

    • 09/2006 - 12/2006

      Estágios , Departamento de Biodiversidade e Ecologia, Laboratório de Botânica.,Estágio realizado, Estágio realizado sob a orientação do Prof. Dr. Cláudio Augusto Mondin (120 horas).

  • 2009 - 2009

    Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 10

    Atividades

    • 09/2009 - 12/2009

      Estágios , Instituto de Biociências, Centro de Ecologia.,Estágio realizado, Estágio realizado em Ecologia de Paisagem sob orientação do Prof. Dr. Fernando Gertum Becker..

  • 2009 - 2009

    Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Estágio Curricular, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 10

    Atividades

    • 03/2009 - 07/2009

      Estágios , Centro de Pesquisa de Viamão, .,Estágio realizado, Estágio realizado na área de piscicultura intensiva sob orientação do Msc. Paulo Souza Chagas Pinto (150 horas).