MELYNA CHAVES LEITE

Bacharel em Biomedicina pela Universidade Federal de Pernambuco (2013), Mestre em Biologia de Fungos pelo Programa de Pós Graduação em Biologia de Fungos na Universidade Federal de Pernambuco (2016). Doutora em Medicina Tropical na Universidade Federal de Pernambuco. Integrante do grupo de pesquisa Fungos de Interesse Médico e Leveduras de Interesse Médico e Biotecnológico. Tem experiência nas áreas de Microbiologia com ênfase em Micologia Médica e Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: micoses em imunodeprimidos, leveduroses sistêmicas, taxonomia de leveduras, detecção de fatores de virulência e susceptibilidade a drogas antifúngicas.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Medicina Tropical

2016 - 2020

Universidade Federal de Pernambuco
Título: Leveduras Clínicas do Complexo Candida parapsilosis: virulência e controle por ação do D-Limoneno como bloqueador da morfogênese, aderência e crescimento
Rejane Pereira Neves. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil.

Mestrado em Biologia de Fungos

2014 - 2016

Universidade Federal de Pernambuco
Título: FORMAÇÃO DE BIOFILME POR LEVEDURAS EMERGENTES: DESENVOLVIMENTO, ARQUITETURA E RESPOSTA AO TRATAMENTO,Ano de Obtenção: 2016
Orientador: Rejane Pereira Neves
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em Biomedicina

2009 - 2013

Universidade Federal de Pernambuco
Título: Candidemia Nosocomial em Unidade de Terapia Intensiva e Caracterização dos agentes etilógicos quanto a antifúngicos e novas formulações
Orientador: Rejane Pereira Neves

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

TEMA: O IMPACTO DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO NO LABORATÓRIO DE MICROBIOLOGIA,. (Carga horária: 1h). , Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em Atualizações em Patologia. (Carga horária: 182h). , Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.

2011 - 2011

Identificação de Microorganismos Interesse Biotec. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.

2010 - 2010

Estudo de casos em Citopatologia. (Carga horária: 15h). , Conselho Regional de Biomedicina de Pernambuco, CRBM, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Lê Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

LEITE, M. C. . SOS Esporotricose:I Ciclo de Palestras. 2017. (Outro).

LEITE, M. C. . IV Encontro Pernambucano de Micologia. 2016. (Outro).

LEITE, M. C. . II Diálogo de Extensão do CCB: vamos integrar?. 2015. (Outro).

LEITE, M. C. . III Encontro Pernambucano de Micologia. 2014. (Outro).

LEITE, M. C. . Curso Vivenciando o diagnóstico de micoses. 2013. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

30 Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2019. (Congresso).

I Congresso Internacional Multiprofissional em Saúde. Produção de toxina killer por leveduras biotecnológicas e efeito microbicida frente a leveduras patogênicas. 2014. (Congresso).

I Diálogo de Extensão do CCB. Entensão: Vamos Conhecer?,. 2014. (Outra).

III Simpósio Internacional de Microbiologia. 2012. (Simpósio).

I Workshop de Sul-Americano de Microbiologia Polar. 2012. (Outra).

XX CONIC. 2012. (Congresso).

XXI Congresso Latino Americano de Microbiologia. Determinação da produção de proteína killer por leveduras isoladas de frutos para aplicação industrial. 2012. (Congresso).

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - Polo UFPE.Bancada de Micologia Médica. 2011. (Outra).

VIII Congresso Alagoano de Biomedicina. 2011. (Congresso).

XVIII Semana de Biomedicina - UFPE. 2011. (Outra).

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Oficina Conhecendo o DNA. 2010. (Oficina).

XII Congresso Brasileiro de Biomedicina. 2010. (Congresso).

XVII Congresso de Iniciação Científica da UFPE. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: MARIA DA CONCEIÇÃO ALEXANDRE CASTRO

LEITE, M. C.; Neves,RP. Candidemia nosocomial: diagnóstico com proteômica aplicada na identificação e resistência das leveduras. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Tropical) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Ramon Vieira Galdino

MACEDO, D. P. C.; SANTOS, B. S.;LEITE, M. C.. Caracterização microestrutural de biofilmes de Bacillus subtilis através da técnica de ressonância magnética nuclear. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Anna Carolinne Santana Neves

LEITE, M. C.; SILVA, C. M.; Macêdo, D.P.C.. Micafungina na neonatologia: Revisão de literatura e perspectivas. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Eliana Chaves Cordeiro Manso

LEITE, M. C.; Santos, F.A.G.; SILVA, C. M.. ATIVIDADE ANTI-CANDIDA DE EXAGUANTES BUCAIS COMERCIAIS E SUAS IMPLICAÇÕES NA SAÚDE ORAL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Eloisa Simoes Alves

Parahym, A.M.R.C.; LIMA NETO, R.;LEITE, M. C.. Etiopatogenia e epidemiologia da esporotricose no Brasil: uma revisão de literatura. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Pamella Karollaynne Madalena Damasco

LEITE, M. C.; MAGALHAES, O. M. C.; Santos, F.A.G.. Efeito antifungico dos extratos de plantas medicinais frente a culturas de Trichophyton mentagrophytes mantidas na Micoteca URM. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Milena Melo Antunes

LEITE, M. C.; Ximenes-Vilela, P. B.; Macêdo, D.P.C.. Atividade proteásica por cepas de Cryptococcus e seu impacto na patogenicidade - uma revisão de literatura. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Natalice Margareth Teixeira Varela

LEITE, M. C.; SILVA, M. N.; Macêdo, D.P.C.. Expressão de protease e hemolisina como fatores de virulência por especies clinicas de Candida. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Adryelle Idalina da Silva Alves

SILVA, M. N.; Ximenes-Vilela, P. B.;LEITE, M. C.; Macêdo, D.P.C.. Avaliação dos fatores de virulência e sensibilidade antifungica frente a isolados clínicos do complexo Candida parapsilosis.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco.

LEITE, M. C.. Parecerista Ad Hoc dos resumos inscritos no V Encontro Pernambucano de Micologia. 2019. Universidade Federal de Pernambuco.

LEITE, M. C.. Parecerista Ad Hoc de trabalhos inscritos no IV Enexc UFPE 2018. 2018. Universidade Federal de Pernambuco.

LEITE, M. C.. Avaliador de trabalhos JEPEX. 2018. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

LEITE, M. C.. Avaliador de trabalhos JEPEX. 2017. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

LEITE, M. C.. Avaliadora Ad Hoc de ações extensionistas da Universidade Federal de Pernambuco. 2015. Universidade Federal de Pernambuco.

LEITE, M. C.; Santos, F.A.G.; SILVA, M. N.; XIMENES, P. B.; BUONAFINA, M. D.. XX Ciência Jovem. 2014. Espaço Ciência.

LEITE, M. C.. Universidade/Sociedade em Diálogo: Ensino/Pesquisa/Extensão: indissociabilidade possível e necessária - XIV Encontro de Extensão (ENEXT). 2014. Universidade Federal de Pernambuco.

LEITE, M. C.; OLIVEIRA, R. N. D.; SILVA, S. T.. VII FENECIT(Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia). 2011. Colégio Anglo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Mariele Porto Carneiro Leão

Carneiro-Leão, M.P. Candidemia nosocomial em unidades de terapia intensiva e caracterização dos agentes etiológicos quanto a antifúngicos e novas formulações. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco.

Ana Maria Rabelo de Carvalho

Neves. RP; Lima-Neto, R.G.;Carvalho-Parahym, A.M.R.; SILVA, C. M.; MACEDO, D. P. C.. FORMAÇÃO DE BIOFILME POR LEVEDURAS EMERGENTES: DESENVOLVIMENTO, ARQUITETURA E RESPOSTA AO TRATAMENTO. 2016. Dissertação (Mestrado em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco.

Danielle Patrícia Cerqueira Macêdo

NEVES, R. P.MACÊDO, D. P. C.; SILVA, C. M.. FORMAÇÃO DE BIOFILME POR LEVEDURAS EMERGENTES: DESENVOLVIMENTO, ARQUITETURA E RESPOSTA AO TRATAMENTO. 2016. Dissertação (Mestrado em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco.

Carolina Maria da Silva

NEVES, R. P.; MACEDO, D. P. C.;SILVA, C.M.; PARAHYM, A. M. R. C.; LIMA-NETO, R. G.. Formação de biofilme por leveduras emergentes: Desenvolvimento, arquitetura e resposta ao tratamento. 2016. Dissertação (Mestrado em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco.

Rejane Pereira Neves

NEVES, R. P.Macedo, D.P.C.Silva, C.M.Parahym, A.M.R.CLIMA-NETO, R. G.. Formação de Biofilme por Leveduras Emergentes: Desenvolvimento, Arquitetura e Resposta ao Tratamento. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco.

Mario Ribeiro de Melo-Junior

NEVES, R. P.;MELO-JÚNIOR, M. R.. Candidemia nosocomial em unidade de terapia intensiva e caracterização dos agentes etiológicos quanto a antifúngicos e novas formulações.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco.

Fabíola Maria Marques do Couto

NEVES, R. P.COUTO, F. M. M.. Caracterização Fenotípica e perfil de Sensibilidade antifungica de leveduras clínicas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Danielle Timoteo de Melo

Determinação da atividade antifúngica do fluconazol frente a isolados clínicos de Candida spp; ; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em I Curso de Especialização em Micologia) - Universidade Federal de Pernambuco; Orientador: Melyna Chaves Leite de Andrade;

Gabriela Cristina de França

Esporotricose em Pernambuco: Perfil epidemiológico e diagnóstico Laboratorial; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco; Orientador: Melyna Chaves Leite de Andrade;

Maysadora Maria Sobral

Identificação polifásica de isolados do complexo Sporothrix schenckii e avaliação da sensibilidade antifúngica; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Pernambuco; Orientador: Melyna Chaves Leite de Andrade;

Mayara Barbara da Silva

PROSPECÇÃO DE FUNGOS ANEMÓFILOS EM CENTRO DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL DE HOSPITAL ESCOLA DE PERNAMBUCO; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Pernambuco; Orientador: Melyna Chaves Leite de Andrade;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Rejane Pereira Neves

Formação de Biofilme por Leveduras Emergentes: Desenvolvimento, Arquitetura e Resposta ao Tratamento; 2016; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Biologia de Fungos) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rejane Pereira Neves;

Rejane Pereira Neves

Leveduras clínicas do complexo Candida parapsilosis: virulência e controle por ação do d-Limoneno como bloqueador da morfogênese, aderência e crescimento; 2020; Tese (Doutorado em Medicina Tropical) - Universidade Federal de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Orientador: Rejane Pereira Neves;

Rejane Pereira Neves

Caracterização fenotípica e perfil de sensibilidade antifúngica de leveduras clínicas; ; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal de Pernambuco; Orientador: Rejane Pereira Neves;

Rejane Pereira Neves

Potencial fermentativo e produção de proteína killer por leveduras para aplicação industrial; ; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biomédicas) - Universidade Federal de Pernambuco; Orientador: Rejane Pereira Neves;

Rejane Pereira Neves

Micologia Médica - Monitoria; 2011; Orientação de outra natureza; (Biomedicina) - Universidade Federal de Pernambuco, PROACAD-UFPE; Orientador: Rejane Pereira Neves;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • INÁCIO, CICERO P. ; DINIZ, MADI V. ; ARAÚJO, PAULO SERGIO R. ; BARROS, MARILANE S. ; ANDRADE, MELYNA C. L. ; LIMA-NETO, REGINALDO G. ; MACÊDO, DANIELLE PATRÍCIA C. ; NEVES, REJANE P. . Bloodstream Infection of a Cancer Patient by Cystobasidium minutum: A Case Report and Literature Review. MYCOPATHOLOGIA , v. 1, p. 1-4, 2020.

  • SILVA, L. C. ; MONTE, P. R. A. ; LEITE-ANDRADE, M.C. ; NEVES, R. P. ; MACIEL, M. A. V. ; LIMA, J. L. C. ; COSTA, L. F. . Analysis of fungal contamination in subways of the metropolitan region of recife-pe, Brazil. Journal of Bacteriology & Mycology: Open Access , v. 7, p. 26-29, 2019.

  • COSMO ANDRADE, JACQUELINE ; DA SILVA, ANA RAQUEL PEREIRA ; AUDILENE FREITAS, MARIA ; DE AZEVEDO RAMOS, BÁRBARA ; SAMPAIO FREITAS, THIAGO ; DE ASSIS G. DOS SANTOS, FRANZ ; LEITE-ANDRADE, MELYNA C. ; NUNES, MICHELLÂNGELO ; RELISON TINTINO, SAULO ; DA SILVA, MÁRCIA VANUSA ; DOS SANTOS CORREIA, MARIA TEREZA ; DE LIMA-NETO, REGINALDO GONÇALVES ; NEVES, REJANE P. ; MELO COUTINHO, HENRIQUE DOUGLAS . Control of bacterial and fungal biofilms by natural products of Ziziphus joazeiro Mart. (Rhamnaceae). COMPARATIVE IMMUNOLOGY MICROBIOLOGY AND INFECTIOUS DISEASES , v. 65, p. 226-233, 2019.

  • Lacerda Filho, Armando Marsden ; CAVALCANTE, CECÍLIA MENELAU ; DA SILVA, ANDREY BATISTA ; Inácio, Cicero Pinheiro ; DE LIMA-NETO, REGINALDO GONÇALVES ; DE ANDRADE, MELYNA CHAVES LEITE ; Magalhães, Oliane Maria Correia ; DOS SANTOS, FRANZ DE ASSIS GRACIANO ; NEVES, REJANE PEREIRA . High-Virulence Cat-Transmitted Ocular Sporotrichosis. MYCOPATHOLOGIA , v. 00, p. 00, 2019.

  • LEITE-ANDRADE, MELYNA C. ; INACIO, C. P. ; CALIXTO, F. ; SEPULVEDA, D. P. L. ; Santos, F.A.G. ; BUONAFINA, M. D. ; LIMA NETO, R. ; NEVES, R. P. . Large Aortic Prosthesis Fungal Vegetation Due to Candida parapsilosis: An Uncommon Presentation. MYCOPATHOLOGIA (DORDRECHT. ONLINE) , v. 1, p. 1-2, 2019.

  • AUDILENE DE FREITAS, MARIA ; COSMO ANDRADE, JACQUELINE ; IDALINA SILVA ALVES, ADRYELLE ; DE ASSIS G. DOS SANTOS, FRANZ ; CHAVES LEITE-ANDRADE, MELYNA ; LIMA SALES, DÉBORA ; NUNES, MICHELLÂNGELO ; RICELI VASCONCELOS RIBEIRO, PAULO ; DOUGLAS MELO COUTINHO, HENRIQUE ; FLAVIANA BEZERRA MORAIS-BRAGA, MARIA ; PEREIRA NEVES, REJANE . Use of the natural products from the leaves of the fruitfull tree Persea americana against Candida sp. Biofilms using Acrylic Resin discs. SCIENCE OF THE TOTAL ENVIRONMENT , v. 703, p. 134779, 2019.

  • DE FREITAS, MARIA AUDILENE ; SILVA ALVES, ADRYELLE IDALINA ; ANDRADE, JACQUELINE COSMO ; LEITE-ANDRADE, MELYNA CHAVES ; LUCAS DOS SANTOS, ANTONIA THASSYA ; FELIX DE OLIVEIRA, TATIANA ; DOS SANTOS, FRANZ DE ASSIS G. ; SILVA BUONAFINA, MARIA DANIELA ; MELO COUTINHO, HENRIQUE DOUGLAS ; ALENCAR DE MENEZES, IRWIN ROSE ; BEZERRA MORAIS-BRAGA, MARIA FLAVIANA ; PEREIRA NEVES, REJANE . Evaluation of the Antifungal Activity of the Licania Rigida Leaf Ethanolic Extract against Biofilms Formed by Candida Sp. Isolates in Acrylic Resin Discs. Antibiotics , v. 8, p. 250, 2019.

  • LEITE DE ANDRADE, MELYNA CHAVES ; SOARES DE OLIVEIRA, MARCOS ANDRE ; SANTOS, FRANZ DE ASSIS GRACIANO DOS ; XIMENES VILELA, PAMELLA DE BRITO ; DA SILVA, MICHELLANGELO NUNES ; MACÊDO, DANIELLE PATRÍCIA CERQUEIRA ; DE LIMA NETO, REGINALDO GONÇALVES ; NEVES, HENRIQUE JONH PEREIRA ; BRANDÃO, ILDNAY DE SOUZA LIMA ; CHAVES, GUILHERME MARANHÃO ; DE ARAUJO, RENATO EVANGELISTA ; NEVES, REJANE PEREIRA ; ANDES, DAVID R. . A new approach by optical coherence tomography for elucidating biofilm formation by emergent Candida species. PLoS One , v. 12, p. e0188020, 2017.

  • Neves,RP ; LIMA NETO, R. ; SILVA, V. K. A. ; LEITE, M. C. ; Santos, F.A.G. ; Macêdo, D.P.C. . Cryptococcus laurentii fungaemia in a cervical cancer patient. The Brazilian Journal of Infectious Diseases (Impresso) , v. xx, p. xx, 2015.

  • LEAL, A. F. G. ; LEITE, M. C. ; MEDEIROS, C. S. Q. ; CAVALCANTI, I. M. F. ; WANDERLEY, A. G. ; MAGALHAES, N. S. S. ; NEVES, R. P. . Antifungal activity of a liposomal itraconazole formulation in experimental Aspergillus flavus keratitis with endophthalmitis. Mycopathologia (1975. Print) , v. 1, p. 1-5, 2014.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

LEITE-ANDRADE, MELYNA CHAVES ; SILVA, M. N. . Micoses Superficias: da Coleta ao Diagnóstico. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

DE ANDRADE, MELYNA CHAVES LEITE ; Santos, F.A.G. . ?Curso de Atualização em Micologia Médica: Prática Laboratorial e Diagnóstico Micológico. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

LEITE-ANDRADE, M.C. . Métodos de isolamento, identificação e preservação de fungos de interesse medico. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

LEITE-ANDRADE, M.C. ; SILVA, M. N. . Micologia Medica: diagnostico, isolamento e identificação. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Descoberta e desenvolvimento de novos compostos antifúngicos com capacidade de reversão de resistência antifúngica, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rejane Pereira Neves em 14/03/2019., Descrição: Os mecanismos biológicos envolvidos em infecções fúngicas ainda não são totalmente compreendidos. Além disso, uma grande preocupação envolve a compreensão epidemiológica e a caracterização de espécies emergentes de Candida. Em particular, as infecções sistêmicas por leveduras emergentes como Candida auris, C. ciferrii, C. famata, C. guilliermondii, C. haemulonii, C. lusitaniae, e C. pelliculosa entre outras, as quais elevam a taxa de mortalidade, especialmente quando associada com patologias subjacentes graves, uso de dispositivos médicos e resistência antifúngica. Assim, identificar tendências epidemiológicas associadas ao surgimento de resistência aos fámacos antifúngicos reflete diretamente na melhor sobrevida dos pacientes com candidíase sistêmica e, desse modo no menor índice de mortalidade. Então, para melhorar o arsenal terapêutico estudos prévios têm sido desenvolvidos com a cercosporamida, um produto natural isolado de um fungo fitopatógeno Cercosporidium henningsii (Sugawara et al., 1991). Este produto foi identificado como um agente antifúngico de amplo espectro exibindo valor médio de Concentração Inibitória Mínima (CIM) entre 89 g/mL (Conover et al., 1992) e 10 g/mL (Sussman et al., 2004) frente C. albicans. Interessantemente, ele parece agir como um potente inibidor ATP-competitivo CaPkc1 com uma IC50 de 44nM (Sussman et al., 2004). Ademais, cercosporamide inibiu PKC humana (IC50 = 1 M) e PKC (IC50 = 0.3 M; Sussman et al., 2004) e depois pareceu inibir outras quinases humanas, incluindo Mnk1/2, Jak3, GSK3, ALK4 e Pim1, de intervalos nanomolares a baixo micromolar. Este projeto reúne três grupos de pesquisa com conhecimentos clínicos, tecnológicos e científicos diferentes e complementares para construir uma sólida colaboração internacional entre a UFPE, a Universidade de Nantes na França e a Universidade Javeriana na Colômbia, no campo da micologia médica, proteômica e desenvolvimento de medicamentos. Os pesquisadores e a mobilidade dos estudantes de doutorado nos permitirão aproveitar ao máximo a experiência de cada equipe, colocando a UFPE na fronteira do conhecimento em desenvolvimento de novos antifúngicos, alcançando uma posição robusta no cenário mundial com destaque as patentes e produções científicas... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Reginaldo Lima Neto - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador / Franz de Assis Graciano Santos - Integrante / Cícero Pinheiro Inácio - Integrante / Danielle Patrícia Cerqueira Macedo - Integrante / Heloísa Ramos Lacerda de Melo - Integrante / Maria Amélia Vieira Maciel - Integrante / Teresinha Gonçalves da Silva - Integrante / Maria Rosângela Cunha Duarte Coelho - Integrante / Isabelle Ourliac-Garnier - Integrante / Pascal Marchand - Integrante / Claudia Marcela Parra Giraldo - Integrante / Rafael Matos Ximenes - Integrante / Bruna Rodrigues de Sousa - Integrante / Eduardo Marques Araújo - Integrante / Maria Jose Jimenez - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Outra.

  • 2018 - Atual

    PROSPECÇÃO DE LEVEDUROSES EM PACIENTES CRÍTICOS: ABORDAGENS ÕMICAS COM ÊNFASE NO DIAGNÓSTICO E ESTRATÉGIAS PARA CONTROLE DE BIOFILME E ALVOS TERAPÊUTICOS FÚNGICOS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rejane Pereira Neves em 14/03/2019., Descrição: Nas últimas décadas, a incidência de infecção fúngica em pacientes críticos tem aumentadosubstancialmente acarretando altos índices de mortalidade, sobretudo em pacientes internos emUnidades de Terapia Intensiva (UTI). O período prolongado de permanência no ambientehospitalar, principalmente em UTI favorece o desenvolvimento destas infecções, destacando-seaquelas causadas por leveduras, as quais contribuem para o agravamento e deterioração dascondições clínicas. E st a s podem ser de origem endógena ou adquirida por instrumentosinvasivos e no próprio ambiente hospitalar. Ass i m, muitas vezes, estão associadas aprocedimentos terapêuticos, como uso de sondas, cateteres e ventilação mecânica, bem comouso de antibióticos de amplo espectro e tratamento empírico ou profilático com antifúngico.Certamente, condições diversas são determinantes no potencial patogênico destas leveduras,como a formação de biofilme, na qual os microrganismos formam agregados unicelularesgerando estruturas multicelulares que aderem às superfícies, ocorrendo em resposta a umavariedade de condições e resistência das cepas aos antifúngicos, conferindo importanteconsequência clínica. Desde as décadas de 1970 e 1980 vem se buscando o melhorentendimento acerca dos mecanismos de ação no potencial de virulência e patogenicidade dosfungos, sobretudo das leveduras. As leveduras do gênero Candida correspondem por até 80%dos casos de infecção fúngica invasiva e, desta forma, vem conduzindo ao crescente índice demortalidade. A espécie historicamente mais frequente é C. albicans, contudo mudanças aindapouco esclarecidas têm ocorrido e, assim, têm surgido relatos importantes incluindo outrasespécies consideradas raras ou incomuns, no entanto, as causas e mecanismos envolvidos nãoforam determinados. As razões para a mudança no padrão de distribuição das espécies deleveduras, ainda estão obscuras, uma vez que o espectro de espécies incomuns se tornam cadavez mais diversificado, a partir do surgimento de espécies emergentes como C. auris, C.pelliculosa, C. haemulonii, C. guilliermondii, C. lusitaniae, C. famata, C. visvanatii, al.... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Armando Marsden Lacerda Filho - Integrante / Oliane Maria Correia Magalhães - Integrante / Reginaldo Lima Neto - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador / Franz de Assis Graciano Santos - Integrante / Danielle Patrícia Cerqueira Macedo - Integrante / Guilherme Maranhão Chaves - Integrante / Francisco Jaime Bezerra Mendonça Junior - Integrante / Nelson Manuel Viana da Silva Lima - Integrante / Rossana de Aguiar Cordeiro - Integrante / cristina maria de souza motta - Integrante.

  • 2017 - Atual

    NOVO STATUS DA ESPOROTRICOSE: DA DOENÇA NEGLIGENCIADA À INTERVENÇÃO ROBUSTA NO DIAGNÓSTICO E INOVAÇÃO TERAPÊUTICA, Descrição: A presente proposta visa estabelecer um modelo assistencial viável ao Sistema Único de Saúde que forneça um diagnóstico precoce, sensível e de baixo custo, por meio da detecção in situ através de alvos moleculares específicos, análise do perfil proteômico (MALDI TOF IM) e Optical Coherence Tomography (OCT) a partir das amostras clínicas, bem como a avaliação da efetividade de antifúngicos comerciais pouco investigados ainda não utilizados na prática clínica, além de novos agentes antifúngicos frente a isolados do complexo S. schenckii. Por fim, a prevenção, tratamento, epidemiologia e a divulgação em mídia digital, valida todas as técnicas propostas. Os ensaios serão conduzidos a partir das coletas do material biológico, a critério médico, de pacientes atendidos na rede pública de Recife-PE e que apresentem lesões subcutâneas localizadas ou disseminadas. A nova proposta diagnóstica será desenvolvida no Laboratório de Micologia Médica da Universidade Federal de Pernambuco, sendo diretamente, a partir das amostras biológicas, realizada reação em cadeia da polimerase (PCR) pela utilização de primers específicos; espectrometria de massas por MALDI IMAGING SPECTROMETRY (MALDI-IMS) com a aquisição de dados de massa de metabólitos, lipídeos e proteínas detectadas no material biológico com geração de imagens de alta resolução; e realizada a tomografia com o OCT para detecção do microrganismo através da incidência de luz infravermelha, retroreflectiva em escala de micron originando imagens 2D de alta resolução para observação de pequenos detalhes estruturais. As novas técnicas de diagnóstico micológico serão validadas pela confirmação da doença pelo padrão ouro, ou seja, pela obtenção do agente etiológico em sua forma micelial em cultura. Assim, os isolados serão identificados por taxonomia polifásica através de características morfofisiológicas, moleculares (sequenciamento parcial do gene da calmodulina) e proteômica por espectrometria de massa MALDI-TOF MS. Paralelamente, será realizada a avaliação da sensibilidade antifúngica para determinação da concentração inibitória mínima frente aos isolados através de testes de sensibilidade antifúngicos in vitro padronizados pelo documento M27-A3 do Clinical Laboratory Standards Institute (CLSI), o qual ainda não contempla cut off para MICs de Sporothrix spp. Dessa forma, a proposta será capaz de impactar os pilares da esporotricose com o diagnóstico sustentado pela implementação de novas tecnologias e o tratamento precoce, fornecendo subsídios para a identificação de produtos e plataformas tecnológicas que representem nichos estratégicos para o desenvolvimento da saúde em Pernambuco... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (10) . , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Armando Marsden Lacerda Filho - Integrante / Oliane Maria Correia Magalhães - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador / Michellângelo Nunes da Silva - Integrante / Franz de Assis Graciano Santos - Integrante / Ana Maria Rabelo de Carvalho Parahym - Integrante / Ana Paula Santiago Rocha - Integrante / DE LIMA NETO, REGINALDO GONÇALVES - Integrante / Maria Daniela Silva Buonafina - Integrante / Carlos Alberto Tiburcio Valeriano - Integrante / Maria Audilene De Freitas - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2017

    PROSPECÇÃO DE LEVEDURAS CLÍNICAS EMERGENTES: ABORDAGENS FENOTÍPICAS E GENOTÍPICAS APLICADAS EM MODELOS BIOLÓGICOS COM ÊNFASE EM ESTRATÉGIAS DE CONTROLE DA FORMAÇÃO DE BIOFILME E ALVOS TERAPÊUTICOS FÚNGICOS, Descrição: Caracterização de leveduras clínicas emergentes com abordagens fenotípicas, genotípicas e proteômicas e avaliação o potencial de virulência quanto à formação e tratamento de biofilmes... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Reginaldo Lima Neto - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador / Carolina Maria da Silva - Integrante / Franz de Assis Graciano Santos - Integrante / Ana Emília de Medeiros Roberto - Integrante / Danielle Patrícia Cerqueira Macedo - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Caracterização Fenotípica e perfil de Sensibilidade antifungica de leveduras clínicas, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador.

  • 2011 - 2012

    Potencial fermentativo e produção de proteína killer por leveduras para aplicação industrial, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador.

  • 2011 - Atual

    Candidemias Nosocomiais em Unidade de Terapia intensiva: Ocorrência, grau de patogenicidade e estudo proteômico e genômico das leveduras expostas à ação de novas substâncias, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador / Daniele Macêdo - Integrante / Reginaldo Lima Neto - Integrante.

  • 2008 - 2012

    Aspergilose experimental, efeito antifúngio do Itraconazol in vitro e tratamento por liberação controlada, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Melyna Chaves Leite de Andrade - Integrante / Rejane Pereira Neves - Coordenador / André Ferraz Goiana Leal - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Honra ao mérito ao trabalho intitulado PERFIL DAS DERMATOFITOSES DIAGNOSTICADAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE MICOLOGIA MÉDICA SYLVIO CAMPOS, RECIFE PE., CINASAMA -CONGRESSO INTERNACIONAL DE SAÚDE E MEIO AMBIENTE.

2017

Honra ao Mérito ao trabalho intitulado "AVALIAÇÃO DA AÇÃO INIBITÓRIA DE TOXINAS KILLER NA CAPACIDADE DE ADERÊNCIA DE CANDIDA ALBICANS ISOLADAS DE PACIENTES COM CANDIDEMIA", CONGRESSO NACIONAL DE SAÚDE E MEIO AMBIENTE.

2011

3 lugar exposição de poster - Estudo clínico, diagnóstico e epidemiológico dos casos de onicomicoses relatadas no departamento de micologia médica da UFPE, Congresso Alagoano de Biomedicina.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2013 - 2013

Hospital das Clinicas de Pernambuco

Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30

Outras informações:
Estágio Curricular

2008 - 2012

Universidade Federal de Pernambuco

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20