Liliane Martins de Brito

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996), mestrado em Recursos Genéticos Vegetais pela Universidade Federal de Santa Catarina (2006) e doutoranda do programa de pós-graduação em Agronomia - Produção Vegetal, do setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná. Atualmente é professora do ensino básico técnico e tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense Campus Videira. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, atuando principalmente nos seguintes temas: biologia geral, biologia vegetal, viticultura, cultivo in vitro.

Informações coletadas do Lattes em 21/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Agronomia (Produção Vegetal)

2013 - Atual

Universidade Federal do Paraná
Título: Interação entre o fungo micorrízico arbuscular Glomus clarum e Cylindrocarpon destructans em porta enxertos de videira micropropagados,
Flávio Zanette. Coorientador: João Peterson Pereira Gardin. Palavras-chave: Fungo micorrízico arbuscular; Cylindrocarpon destructans; Pé-preto da videira.Grande área: Ciências Agrárias

Mestrado em Recursos Genéticos Vegetais

2004 - 2006

Universidade Federal de Santa Catarina
Título: Comportamento viticola e enologico das variedades Chardonnay, Pinot Noir e Cabernet Sauvignon, na localidade Lomba Seca, em São Joaquim (SC).,Ano de Obtenção: 2006
Aparecido Lima da Silva.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Aperfeiçoamento em Formação Pedagógica para Docentes das Áreas Especí

2007 - 2008

Universidade do Vale do Itajaí
Título: Formação Pedagógica para a Docência das Áreas Específicas de Viticultura e Fruticultura de Clima Temperado do Currículo do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional. Ano de finalização: 2008

Graduação em Agronomia

1992 - 1996

Universidade Federal de Santa Catarina
Título: Tipificação das Unidades Familiares de Produção: em busca do Desenvolvimento Rural e Cooperativo.
Orientador: Ademir Antônio Cazella

Ensino Médio (2º grau)

1990 - 1990

Colégio Geração

Ensino Médio (2º grau)

1988 - 1989

Colégio Rainha do Mundo

Ensino Fundamental (1º grau)

1978 - 1987

Colégio Rainha do Mundo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2009 - 2009

Educação e Afeto, Nutrindo o Afeto na Escola. (Carga horária: 20h). , Secretaria de Estado do Desenvovimento Regional de São Joaquim, SDR, Brasil.

2006 - 2006

Enoturismo na Região dos Vinhos do Porto e do Dour. (Carga horária: 40h). , Universidade de Trás-os- Montes e Alto Douro, UTAD, Portugal.

2006 - 2006

Workshop Empretec. (Carga horária: 80h). , Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Florianópolis, SEBRAE/SC, Brasil.

2001 - 2001

Certificação de Produtos Orgânicos II. (Carga horária: 40h). , Farm Verified Organic do Brasil, FVO-BRASIL, Brasil.

2000 - 2000

Certificação de Produtos Orgânicos I. (Carga horária: 40h). , Farm Verified Organic do Brasil, FVO-BRASIL, Brasil.

2000 - 2000

Curso Formação de Formadores Módulo I. (Carga horária: 50h). , Escola Sindical Sul, CUT, Brasil.

2000 - 2000

Curso Formação de Educadores Técnicos e Assessores. (Carga horária: 40h). , Escola Sindical Sul, CUT, Brasil.

1999 - 1999

Indústria Artesanal de Frutas e Hortaliças. (Carga horária: 40h). , Centro de Treinamento de Araranguá da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Ex, EPAGRI/CETRAR, Brasil.

1999 - 1999

Rizipiscicultura. (Carga horária: 40h). , Centro de Treinamento de Araranguá da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Ex, EPAGRI/CETRAR, Brasil.

1999 - 1999

Silvicultura. (Carga horária: 36h). , Centro de Treinamento de Araranguá da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Ex, EPAGRI/CETRAR, Brasil.

1998 - 1998

Instrumentos Pedagógicos Para Uso Com Agricultores. (Carga horária: 40h). , Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo Centro de Estudos e De, CEPAGRO/CEDAG, Brasil.

1998 - 1998

Histologia. (Carga horária: 96h). , Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC/CCB, Brasil.

1997 - 1997

II Aprofundamento para monitores que atuam nas CFR. (Carga horária: 40h). , Secretaria Estadual de Educação, SEED, Brasil.

1997 - 1997

I Aprofundamento para monitores que atuam nas CFRs. (Carga horária: 40h). , Secretaria Estadual de Educação, SEED, Brasil.

1997 - 1997

Capacitação para monitores da CFR. (Carga horária: 40h). , Secretaria Estadual de Educação, SEED, Brasil.

1996 - 1996

Extensão universitária em Uso Silviaquiagropastoril do Solo Catarinense. (Carga horária: 20h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1996 - 1996

Instrumentos Pedagógicos para o Uso com Agricultor. (Carga horária: 30h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1996 - 1996

Estágio de Conclusão de Curso: Tipificação das Uni. (Carga horária: 184h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1995 - 1995

Extensão universitária em Cooperativismo de Crédito Rural. (Carga horária: 80h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1993 - 1993

Extensão universitária em Manejo Integrado de Pragas. (Carga horária: 10h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1993 - 1993

Extensão universitária em Manejo Ecológico do Solo. (Carga horária: 10h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1993 - 1993

Estágio Curricular de Vivência. (Carga horária: 204h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

1992 - 1992

Extensão universitária em Manejo Ecológico do Solo. (Carga horária: 10h). , Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina, CCA/UFSC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem.

Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Vegetal.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Feira de Iniciação Científica e Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Câmpus Videira a.CONSERVAÇÃO DAS FRUTAS DE CAROÇO AMEIXA FORTUNE (Prunus salicina L.), PÊSSEGO BARBOSA (Prunus persica L. Batsch) e NECTARINA BRUNA (Prunus persica var. Nucipersica), ATRAVÉS DA FRIGOCONSERVAÇÃO, EM PAPUÃ NO MUNICÍPIO DE FRAIBURGO, SANTA CATARINA.. 2012. (Outra).

Feira de Iniciação Científica e Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Câmpus Videira a.MICROPROPAGAÇÃO IN VITRO DO PORTA ENXERTO DE VIDEIRA PAULSEN 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), EM MEIO DE CULTURA MS (Murashige & Skoog, 1962) COM DIFERENTES SUBSTÂNCIAS ANTIFÚNGICAS. 2012. (Outra).

Feira de Iniciação Científica e Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Câmpus Videira a.RESGATE DA MEMÓRIA SOBRE A PRODUÇÃO DA UVA E DO VINHO A PARTIR DA DÉCADA DE 1940 NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA - SC. 2012. (Outra).

9 Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado. 2010. (Seminário).

II Simpósio Catarinense de Vinhos Finos de Altitude. 2007. (Simpósio).

I Seminário Catarinense de Uvas e Vinhos Finos de Altitude. 2006. (Seminário).

6 Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado. 2005. (Seminário).

X Congresso Latino-Americano de Viticultura e Enologia. 2005. (Congresso).

IV Seminário das Associações das Casas Familiares Rurais. 1997. (Seminário).

IV Seminário das Associações das Casas Familiares Rurais. 1997. (Seminário).

I Workshop - Grupo de Pesquisa em Fruteiras.Enraizamento in vitro, ex vitro e estudos histológicos. 1997. (Outra).

Seminário sobre o Planejamento Agrícola, o Cooperativismo de Crédito e o Desenvolvimento Rural. 1995. (Seminário).

Seminário Tecnologias e Agricultura Sustentável. 1995. (Seminário).

XIII Seminário de Extensão Universitária da Região Sul - SEURS.Promoção do Cooperativismo de Crédito Rural entre as Unidades Familiares de Produção Agrícola. 1995. (Seminário).

Encontro sobre Agricultura Sustentável. 1994. (Encontro).

IV Congresso Latinoamericano y Caribeño de Entidades Estudantiles de Agronomia (CLACEEA). 1994. (Congresso).

Seminário sobre Crédito Rural Cooperativo. 1994. (Seminário).

XII Seminário de Extensão Universitária da Região Sul (SEURS).Semana da Agronomia. 1994. (Seminário).

13 Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Ciências Agrárias. 1993. (Congresso).

36 Congresso Naciional dos Estudantes de Agronomia (CONEA). 1993. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Flávio Zanette

ZANETTE, F.DESCHAMPS, C.; CAUDURO. Y.;MACHADO, Marília Pereira. MICORRIZAÇÃO DA VIDEIRA PARA RESISTÊNCIA À DOENÇAS DE RAIZ. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal do Paraná.

Marilia Pereira Machado

ZANETTE, F.DESCHAMPS, C.Oliveira, Y.MACHADO, M. P.. Efeitos no desenvolvimento do porta-enxerto P1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), devido ao fungo micorrízico arbuscular Rhizophagus clarus, durante a aclimatização ex vitro. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal do Paraná.

Glaciela Kaschuk

ZANETTE, F.; DOLINSKI, M. A.; ALVES, G.;KASCHUK, Glaciela; BIASI, L. A.; COSTA, M. D.. Interações entre Cylindrocarpon sp., micro-organismos promotores de crescimento e porta-enxertos de videira. 2017. Tese (Doutorado em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal do Paraná.

Murilo Dalla Costa

ZANETTE, F.; DOLINSKI, M. A.; ALVES, G.; KASCHUK, G.; BIASI, L. A.;DALLA COSTA, MURILO. Interações entre Cylindrocarpon sp., micro-organismos promotores de crescimento e porta-enxertos de videira. 2017. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Universidade Federal do Paraná.

Luiz Antônio Biasi

Biasi, Luiz AntonioZANETTE, Flávio; DOLINSKI, M. A.; ALVES, GISELDA; COSTA, M.D.; KASCHUK, G.. Interações entre Cylindrocarpon sp., micro-organismos promotores de crescimento e porta-enxertos de videira. 2017. Tese (Doutorado em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal do Paraná.

Yohana de Oliveira-Cauduro

ZANETTE, F.; DESCHAMPS, C.;OLIVEIRA-CAUDURO, Y.MACHADO, M. P.. Efeitos no desenvolvimento do porta-enxerto P1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), devido ao fungo micorrízico arbuscular Rhizophagus clarus, durante a aclimatização ex vitro. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal do Paraná.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Paula Carolina Kath

INTERAÇÃO ENTRE O FUNGO MICORRÍZICO ARBUSCULAR Glomus clarum e Fusarium oxysporum f; sp herbemontis EM PORTA-ENXERTOS DE VIDEIRA MICRO PROPAGADOS; Início: 2013 - Instituto Federal Catarinense; (Orientador);

Willian Carlos Donatti

Conservação das frutas de caroço ameixa fortune (Prunus salicina L; ), pêssego barbosa (Prunus persica L; Batsch) e nectarina bruna (Prunus persica var; Nucipersica), através da frigoconservação, em Papuã no município de Fraiburgo, Santa Catarina; ; 2012; Iniciação Científica - Instituto Federal Catarinense; Orientador: Liliane Martins de Brito;

Julia Thomé

MICROPROPAGAÇÃO IN VITRO DO PORTA ENXERTO DE VIDEIRA PAULSEN 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), EM MEIO DE CULTURA MS (Murashige & Skoog, 1962) COM DIFERENTES SUBSTÂNCIAS ANTIFÚNGICAS; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ensino Médio Integrado em Agropecuária) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense Campus Vide; Orientador: Liliane Martins de Brito;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Julia Thomé

Propagação in vitro do Porta- enxerto de Videira Paulsen 1103 e Controle do Crescimento de fungos no meio de cultura; 2012; Iniciação Científica - Instituto Federal Catarinense; Orientador: Julia Thomé;

Luiz Antônio Biasi

Interações entre Ilyonectria liriodendri, micro-organismos promotores de crescimento e porta-enxertos de videira; 2017; Tese (Doutorado em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Luiz Antonio Biasi;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • PEDROTTI, E. L. ; MARTINS, L. . Enraizamento in vitro e ex vitro dos porta-enxertos de macieira M.7, M.9 e Marubakaido.. Revista Brasileira de Fruticultura (Impresso) , Jaboticabal, v. 23, p. 11-16, 2001.

  • MARTINS, L. ; MARTINS, M. ; SANTOS, R. . Um estudo para subsidiar a conservação da Sophronitis coccinea - (Lindley, J.) Reichenback, (1864) (Orchidaceae). In: Congresso de Ecologia do Brasil, 2003, Fortaleza. VI Congresso de Ecologia do Brasil. Fortaleza, 2003.

  • GAZELLA, A. A. ; MARTINS, L. ; SILVA, L. C. P. ; ESMERALDINO, D. M. ; BEVILÁQUA, C. ; MILDE, G. A. . Articulação da Extensão Universitária com Projetos Estratégicos de Desenvolvimento da Região Sul. In: Seminário de Extensão Universitária da Região Sul - SEURS, 1995, Curitiba. Anais do XIII Seminário de Extensão Universitária da Região Sul. Curitiba, 1995. p. 190-191.

  • MARTINS, L. ; LEEPKALN, H. ; CARDOSO, J. H. ; MEYER, I. E. ; VIANA, M. P. . Semana da Agronomia. In: Seminário de Extensão Universitária da Região Sul - SEURS, 1994, Florianópolis. XII Seminário de Extensão Universitária da Região Sul. Florianópolis, 1994. p. 31-31.

  • MARTINS, L. ; MARTINS, M. ; SANTOS, R. . Um Estudo para Subsidiar a Conservação da Sophronitis coccinea - (LINDLEY, J.) REICHENBACK (1864) (ORCHIDACEAE). 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MARTINS, L. . Enraizamento in vitro, ex vitro e estudos histológicos. 1997. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MARTINS, L. ; PEDROTTI, E. L. . I Workshop Grupo de Pesquisa em Fruteiras. 1997. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • GAZELLA, A. A. ; MARTINS, L. ; SILVA, L. C. P. ; ESMERALDINO, D. M. ; BEVILÁQUA, C. ; MILDE, G. A. . Promoção de Cooperativismo de Crédito Rural entre as Unidades Familiares de Produção Agrícola. 1995. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • MARTINS, L. ; LEEPKALN, H. ; CARDOSO, J. H. ; MEYER, I. E. ; VIANA, M. P. . Semana da Agronomia. 1994. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • MARTINS, L. . Tificação das Unidades Familiares de Produção Agrícola: Em busca do desenvolvimento rural e cooperativo 1996 (Relatório de Estágio de Conclusão de Curso de Agronomia).

  • CAZELLA, A. A. ; MARTINS, L. ; SILVA, L. C. P. . O Cooperativismo de Crédito Rural entre as Unidades Familiares de Produção Agrícola 1996 (Relatório de Pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

LUZ, J. T. ; BRITO, F. A. ; MARTINS, L. ; MARCONDES, T. . Instrumentos Pedagógicos para a Agricultura de Grupo. 1999.

CAZELLA, A. A. ; MARTINS, L. ; SILVA, L. C. P. . O Cooperativismo de Crédito Rural entre as Unidades Familiares de Produção Agrícola. 1996.

MARTINS, L. . Tipificação das unidades familiares de produção agrícola: em busca do desenvolvimento rural e cooperativo. 1996.

LUZ, J. T. ; BRITO, F. A. ; MARCONDES, T. ; MARTINS, L. ; BOTEGA, M. P. V. . Instrumentos Pedagógicos. 1998 (Agricultura de Grupo) .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2013 - Atual

    INTERAÇÃO ENTRE O FUNGO MICORRÍZICO ARBUSCULAR Glomus clarum e Fusarium oxysporum f.sp herbemontis EM PORTA-ENXERTOS DE VIDEIRA MICRO PROPAGADOS, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2012 - 2013

    CONSERVAÇÃO DAS FRUTAS DE CAROÇO AMEIXA FORTUNE (Prunus salicina L.), PÊSSEGO BARBOSA (Prunus persica L. Batsch) e NECTARINA BRUNA (Prunus persica var. Nucipersica), ATRAVÉS DA FRIGOCONSERVAÇÃO, EM PAPUÃ NO MUNICÍPIO DE FRAIBURGO, SANTA CATARINA., Descrição: A conservação pela utilização do frio ou frigoconservação ou armazenamento refrigerado é o mais utilizado, por ser um método destinado tanto ao consumo ?in natura? quanto para a industrialização. O presente trabalho tem como objetivo avaliar as condições de funcionamento da câmara fria utilizada para o armazenamento de frutas de caroço em frigorefrigeração e registrar os índices mínimos de maturação no início da colheita e no posterior armazenamento, verificando o comportamento das diferentes cultivares ou lotes em relação às características externas de maturação e qualidade das frutas. Os estudos serão conduzidos na câmara fria localizada na comunidade Papuã, interior do município de Fraiburgo, em Santa Catarina, entre meados de 2012 a 2013. O levantamento da instalação frigorífica acontecerá pelo registro do tipo de produto comercializado ou estocado, e uma descrição geral da situação existente: tipo e quantidade de produto armazenado; volume mensal de produto armazenado; condições externas e internas de temperatura de bulbo úmido e seco; volume e tipo de material isolante utilizado nas câmaras; piso da câmara; iluminação; equipamento utilizado no sistema frigorífico; número de funcionários por câmara; gás refrigerante. Para obtenção das informações referentes ao funcionamento da câmara serão utilizados os seguintes instrumentos devidamente aferidos: termômetro de bulbo seco e bulbo úmido, para determinar as condições externas e internas da câmara, paquímetro para medir o diâmetro da tubulação, trena para medidas de diâmetro e comprimento. Os controles periódicos mensais da qualidade das frutas de caroço acontecerá através de análises de frutas quanto às condições de armazenamento, verificando o comportamento das cultivares de pêssego barbosa, de nectarina bruna e de ameixa fortune, ou lotes em relação às características externas de maturação e determinar a qualidade interna e externa das frutas através de análises sobre os sólidos solúveis totais, a firmeza de po. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

  • 2012 - Atual

    RESGATE DA MEMÓRIA SOBRE A PRODUÇÃO DA UVA E DO VINHO A PARTIR DA DÉCADA DE 1940 NO MUNICÍPIO DE VIDEIRA - SC, Descrição: A cidade de Videira foi resultado de trocas culturais e interações sociais a partir da chegada dos migrantes, principalmente descendentes de italianos. As manifestações culturais foram compartilhadas por todos os integrantes dos grupos comunitários, nas áreas ocupadas pelos migrantes, na construção coletiva de um novo espaço de vida. Os traços culturais vinculados à produção de uva e do vinho, os costumes e as tradições da cultura, são atualmente perceptíveis no espaço regional e construídos através do tempo. Assim, a presente pesquisa visa analisar as transformações geográficas e culturais a partir do resgate da memória decorrentes da introdução da uva e do vinho a partir da década de 1940 no município de Videira ? SC. Este estudo se justifica por permitir a coleta e a preservação da memória dos vitivinicultores, contribuindo para a preservação do patrimônio histórico e cultural. Com a sistematização dessas informações, mais pessoas poderão ter acesso a história da cidade de Videira, a partir de 1940 referente a produção de uva e vinho. Para tanto, será realizado levantamento bibliográfico e documental nos órgãos públicos e acervos particulares que possuem informações sobre o assunto em pesquisa. Então, serão selecionadas as principais famílias produtoras, as quais serão entrevistas com base em um roteiro direcionado sobre a produção da uva e do vinho, da percepção da transformação espacial, das áreas e técnicas de cultivo, da elaboração do vinho e sua relação com a cultura no período histórico definido na pesquisa. Estas entrevistas serão transcritas e comparadas com outras evidências históricas encontradas no levantamento documental. Espera-se que, a partir das entrevistas possa-se analisar as transformações ocorridas no espaço geográfico e nas técnicas de produção da uva e do vinho. Como também, poder comparar os relatos e acervo pessoal dos entrevistados com outros materiais como fotografias, artigos de jornais, rótulos, equipamentos e materiais do Museu do. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2011 - 2012

    MICROPROPAGAÇÃO IN VITRO DO PORTA ENXERTO DE VIDEIRA PAULSEN 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), EM MEIO DE CULTURA MS (Murashige & Skoog, 1962) COM DIFERENTES SUBSTÂNCIAS ANTIFÚNGICAS, Descrição: A técnica da micropropagação através da cultura de tecidos é uma alternativa para a propagação em grande escala de diversas espécies, com alto grau de sanidade e com custo reduzido. O presente trabalho teve como objetivo o estabelecimento de um protocolo de regeneração in vitro de mudas de Paulsen 1103 (Vitis berlandieri x Vitis rupestris), a partir de segmentos nodais de material juvenil, observando seu comportamento em meio de cultura com diferentes substâncias antifúngicas. Brotações apicais de mudas de dois anos de idade foram desinfestadas com água destilada, detergente Tween 20 e 1,5% de hipoclorito de sódio (NaOCl) , durante 15 min, visando o estabelecimento de culturas assépticas. O experimento avaliou o comportamento in vitro do porta-enxerto de videira Paulsen 1103 em diferentes substâncias antifúngicas (0,003% de hipoclorito de sódio e 0,125% de Tebuconazole) em meio de cultura MS DSD (Murashige & Skoog, 1962) com a metade das concentrações de sais. Este trabalho foi conduzido no laboratório de Cultura de Pesquisa do IFC Câmpus Videira, com o apoio da Vitro Planta. A metodologia de desinfestação dos segmentos nodais não conseguiu controlar a contaminação fúngica ao serem introduzidos no meio de cultura, sugerindo um controle anterior das matrizes com fungicidas. O tratamento com hipoclorito de sódio a 0,003% não controlou o desenvolvimento de fungos em 100% das amostras. O tratamento com Tebuconazole a 0,125% controlou o desenvolvimento de fungos em todas as amostras, porém findou intoxicando os explantes da videira, indicando a necessidade de estudos posteriores.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Federal Catarinense - Campus Videira. , Rodovia SC 303, Km 05, Campo Experimental, 89560000 - Videira, SC - Brasil, Telefone: (49) 35334900, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2011 - Atual

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense Campus Vide

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnoló, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2011 - Atual

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense Campus Vide

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor do Ensino Básico Técnico e Tecnológ, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 07/2013

      Pesquisa e desenvolvimento , Ensino Médio Integrado em Agropecuária IFC Videira, .,Linhas de pesquisa

    • 07/2012

      Pesquisa e desenvolvimento , Ensino Médio Integrado em Agropecuária IFC Videira, .,Linhas de pesquisa

  • 2007 - 2010

    Escola de Educação Básica Manoel Cruz

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor ACT, Carga horária: 15

  • 2006 - 2010

    São Francisco Comércio de Vinhos Ltda

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Administração, Carga horária: 10

  • 2000 - 2001

    Escola Sindical Sul

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Outro (formadora), Carga horária: 5

  • 2000 - 2000

    Escola Sindical Sul

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Outro (Formadora), Carga horária: 10

    Atividades

    • 08/2000 - 03/2001

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Conhecimentos gerais da agricultura, Solo, As principais culturas do planalto serrano, Agroecologia, Conhecimentos Gerais de português, matemática, história, geografia e ciências sociais

    • 01/2000 - 05/2000

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Conhecimentos Gerais da Agricultura, Solo, As principais culturas do planalto serrana, Agroecologia, Conhecimentos Gerais de português, matemática, história, geografia e ciências sociais.

  • 1999 - 2000

    Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Outro (Instrutor SINE), Carga horária: 10

    Atividades

    • 09/1999 - 01/2000

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Conhecimentos Gerais sobre agricultura, Solo, As principais culturas da região serrana, Agroecologia, Conhecimentos Gerais de português, matemática, história, geografia e ciências sociais.

  • 1998 - 1999

    Casa Familiar Rural de Sombrio

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Outro (monitora), Carga horária: 10

    Outras informações:
    A atuação na CFR de Sombrio compreende o período de agosto de 1998 a abril de 1999 com vínculo institucional, carteira assinada, e o período de maio de 1999 a maio de 2000 sem este vínculo, como profissional contratado.

    Atividades

    • 08/1998 - 04/1999

      Direção e administração, Inexistente, Inexistente.,Cargo ou função, Monitoria.

    • 08/1998 - 04/1999

      Ensino,,Disciplinas ministradas, Assuntos gerais da agricultura, Solo, Principais culturas do extremo sul catarinense, Principais criações do extremo sul catarinense, Agroecologia

    • 08/1998 - 04/1999

      Outras atividades técnico-científicas , Inexistente, Inexistente.,Atividade realizada, Acompanhamento técnico das famílias de agricultores associadas.