Thais Mara Souza Pereira

Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE. Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE (2019). Graduada em Geografia pela Universidade Federal de Campina Grande-UFCG (2016). Integrante do grupo de pesquisa Paisagem e Geossitemas - PAISAGEO pela Universidade Federal de Pernambuco e do Grupo de Pesquisa Gestão e Ordenamento Ambiental - GEOAMB pela Universidade Federal de Campina Grande. Possui experiência na área de Geografia Física, com ênfase em Biogeografia, Geomorfologia, Geossistemas e Análise Integrada da Paisagem. Atua na área de Monitoramento, sustentabilidade ambiental e levantamentos geoambientais.

Informações coletadas do Lattes em 18/06/2022

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Geografia

2019 - Atual

Universidade Federal de Pernambuco
Título: PAISAGENS DO ESTADO DA PARAÍBA, NORDESTE DO BRASIL: contribuição à luz da teoria Geossistêmica,
Lucas Costa de Souza Cavalcanti. Palavras-chave: mapeamento; Semiárido; geossistema.

Mestrado em Geografia

2017 - 2019

Universidade Federal de Pernambuco
Título: PANORAMA GEOAMBIENTAL E RIQUEZA DA VEGETAÇÃO RUPESTRE DE PLANTAS E LÍQUENS SERRA DO PARÁ, SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE- PE,Ano de Obtenção: 2019
Profª. Drª. Eugênia Cristina Gonçalves Pereira.Coorientador: Profª. Drª. Maria de Lourdes Lacerda Buril. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil. Palavras-chave: Paisagem; Florística; Liquens; Afloramentos rochosos; Caatinga.

Graduação em Geografia

2012 - 2016

Universidade Federal de Campina Grande
Título: Riqueza e Diversidade de Vegetações em afloramentos rochosos no município de Esperança-PB
Orientador: Débora Coelho Moura

Ensino Médio (2º grau)

2008 - 2010

Escola Estadual Monsenhor José da Silva Coutinho

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Introdução à modelagem do terreno no software Global Mapper. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.

2018 - 2018

Inglês Básico. (Carga horária: 60h). , Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.

2016 - 2016

Curso Pronúncia da língua inglesa para aprendizes brasileiros - Básico. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2015 - 2015

Conceitos Cartográficos. (Carga horária: 4h). , Instituto dos Cegos de Campina Grande, ICCG, Brasil.

2015 - 2015

Curso Inglês geral com enfoque comunicativo através de jogos e atividades l. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2014 - 2014

Elaboração de Base de Dados Georreferenciada. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2014 - 2014

Métodos e Técnicas em Pesquisas Sociais. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Aplicações do software Arcgis Desktop 10. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Introdução ao Sensoriamento Remoto. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Introdução ao Geoprocessamento. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Utilização de receptor GPS para análise espacial. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Novas ferramentas do Erdas Imagine 2011. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Elaboração de MDE com o uso do ArcView. (Carga horária: 5h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

2013 - 2013

Estatística Descritiva Básica Aplicada a Pesquisa. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geotecnologias.

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO. ANÁLISE FITOGEOGRÁFICA DAS PLANTAS MEDICINAIS COMERCIALIZADAS NAS FEIRAS LIVRES DE CAMPINA GRANDE-PB, BRASIL. 2016. (Congresso).

II Workshop de Recursos Naturais do Semiárido.Uso da palma forrageira (Opuntia fincus indica Mill) para recuperação de áreas degradadas no Semiárido Paraibano. 2016. (Outra).

II WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE ÁGUA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO,.ATUAÇÃO DO PODER PÚBLICO NA GESTÃO HÍDRICA: ESTUDO DE CASO NO TANQUE DO ARAÇÁ, ESPERANÇA-PB. 2016. (Outra).

I Workshop de Recursos Naturais do Semiárido.ESTIMATIVA DO POTENCIAL DE CAPTAÇÃO DAS ÁGUAS DE CHUVAS EM REGIÕES SEMIÁRIDAS: ESTUDO DE CASO NA ESCOLA IRINEU JOFFILY. 2015. (Outra).

Congresso Internacional de Educação e Inclusão. A INSERÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLA IRINEU JOFFILY (ESPERANÇA PB). 2014. (Congresso).

I AMOSTRA DE RECURSOS PEDAGÓGICOS EM GEOGRAFIA. 2014. (Exposição).

I AMOSTRA DE RECURSOS PEDAGÓGICOS EM GEOGRAFIA. Região Subtropical: Biomas Pampas. 2014. (Exposição).

II SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO- SEPE. 2013. (Outra).

II SEMINARIO DE GEOGRAFIA E ENSINO DA UFCG.PRODUTIVISMO ACADÊMICO: UMA "CORRIDA" À PRODUÇÃO ACERELADA DE ARTIGOS E TRABALHOS POR ACADÊMICOS. 2013. (Seminário).

II Seminário de Geografia e Ensino da UFCG. 2013. (Seminário).

I SEMINARIO REGIONAL COMÉRCIO, CONSUMO E CULTURA DAS CIDADES. 2013. (Seminário).

SIMPÓSIO INTERNACIOANAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA.MAPEAMENTO PARTICIPATIVO NO ASSENTAMENTO CÍCERO ROMANA I. 2013. (Simpósio).

Simpósio Internacional de Geografia Agrária. 2013. (Simpósio).

XII Sepe: Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão. 2013. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Laís Angélica de Andrade Pinheiro Borges

MOURA, D. C.;BORGES, L. A.; SILVA, J. B.. Riqueza e diversidade de vegetação rupestre em afloramentos rochosos no município de Esperança-PB. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande.

Lucas Costa de Souza cavalcanti

CAVALCANTI, L. C. S.. Panorama geoambiental e riqueza da vegetação rupestre de plantas e líquens da Serra do Pará, Santa Cruz do Capibaribe-PE. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Priscylla Karoline de Menezes

CAVALCANTI, L. C. S.;MENEZES, P. K.; CORREIA, A. C. B.; SOUZA, B. I.. ATLAS DAS PAISAGENS DA PARAÍBA, NORDESTE DO BRASIL: uma contribuição à luz da Teoria dos Geossistemas. 2021. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Janaína Barbosa da Silva

MOURA, D. C.; BORGES, L. A. A. P.;SILVA, J. B.. RIQUEZA E DIVERSIDADE DE VEGETAÇAO RUPESTRE EM AFLORAMENTOS ROCHOSOS NO MUNICÍPIO DE ESPERANÇA-PB. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande.

Iane Paula Rego Cunha Dias

Biril, Maria de Lourdes Lacerda; DIAS, I. P. R. C.; Pereira, E.C.G;I.P.R.Cunha. PANORAMA GEOAMBIENTAL E RIQUEZA DA VEGETAÇÃO RUPESTRE DE PLANTAS E LIQUENS DA SERRA DO PARÁ, SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE- PE. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Debora Coelho Moura

MOURA, D. C.; SILVA, J. B.; BORGES, L. A. A. P.. Riqueza e Diversidade de Vegetação Rupestre em Afloramentos Rochosos no município de esperança-PB. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande.

Eugenia Cristina Goncalves Pereira

PEREIRA, E. C. G.; CAVALCANTI, L. C. S.; Cunha, I. P. R.. Panorama geoambiental e riqueza da vegetação rupestre de plantas e liquens da Serra do Pará, Santa Cruz do Capibaribe, PE. 2019. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Eugenia Cristina Goncalves Pereira

PEREIRA, E. C. G.; Cunha, I. P. R.; CAVALCANTI, L. C. S.. Panorama geoambiental e riqueza da vegetação rupestre de plantas e liquens da Serra do Pará, Santa Cruz do Capibaribe, PE. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Brenda Henrique de Souza

COMPOSIÇÃO FLORISTICA EM ÁREAS DE AFLORAMENTOS ROCHOSOS SOBRE O IMPACTO DA MINERAÇÃO NA PARAÍBA; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande; Orientador: Thais Mara Souza Pereira;

WÍLIAM FERNANDES PEREIRA

RIQUEZA E DIVERSIDADE FLORÍSTICA DE TRECHO DE MATA CILIAR DO RIACHO DA BARRA, AFLUENTE DO RIO PARAÍBA (BARRA DE SÃO MIGUEL ? PB); 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande; Orientador: Thais Mara Souza Pereira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Maria de Lourdes Lacerda Buril

Panorama geoambiental e riqueza da vegetação rupreste de plantas e liquens da Serra do Pará, Santa Cruz do Capibaribe- PE; 2019; Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco; Coorientador: Maria de Lourdes Lacerda Buril;

Lucas Costa de Souza cavalcanti

Geossistemas do Planalto da Borborema; Início: 2019; Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco; (Orientador);

Adalto Moreira Braz

Paisagens do Estado da Paraíba, Nordeste do Brasil: contribuição à luz da teoria geossistêmica; Início: 2021; Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Pernambuco; (Coorientador);

Janaína Barbosa da Silva

Monitoria do LABINFO-CADIGEOS; 2012; Orientação de outra natureza; (Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande; Orientador: Janaina Barbosa da Silva;

Debora Coelho Moura

RIQUEZA E DIVERSIDADE DE VEGETAÇÕES EM AFLORAMENTOS ROCHOSOS NO MUNICÍPIO DE ESPERANÇA-PB; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande; Orientador: Debora Coelho Moura;

Debora Coelho Moura

Resgate Floristico da Vegetação de Floresta Estacional no Municipio de Campina Grande-PB; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Debora Coelho Moura;

Debora Coelho Moura

RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Geografia) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Debora Coelho Moura;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • PEREIRA, W. F. ; PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. ; PEREIRA, J. A. V. . ANÁLISE GEOAMBIENTAL DA SUB-BACIA DO RIACHO DA BARRA AFLUENTE DO RIO PARAÍBA NORDESTE DO BRASIL. GEOAMBIENTE ON-LINE , v. 39, p. 1-24, 2021.

  • SILVA, J. A. L. ; LIMA, V. L. A. ; MARINHO, F. J. L. ; AZEVEDO, P. V. ; PEREIRA, THAÍS MARA SOUZA . USO DA ENERGIA SOLAR PARA DESTILAÇÃO DE ÁGUAS SALINAS NO SEMIÁRIDO PARAIBANO. ACTA GEOGRAFICA , v. 15, p. 65-78, 2021.

  • SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, THAÍS MARA SOUZA ; AZEVEDO, P. V. . Biogas production with the use of animal manure: a practice for obtaining socioeconomic and environmental benefits. BOLETIM DE GEOGRAFIA (UEM) , v. 39, p. 1-13, 2021.

  • SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, T. M. S. ; AZEVEDO, P. V. . EFICIÊNCIA DA GESTÃO HÍDRICA ATRAVÉS DE CISTERNAS DE PLACAS. REVISTA GEOGRÁFICA ACADÊMICA , v. 15, p. 26-38, 2021.

  • MOURA, D. C. ; SOUZA, M. S. C. ; PEREIRA, THAÍS MARA SOUZA ; MARQUES, A. L. ; PONTES, R. A. S. ; LUCENA, M. F. A. ; COSTA, C. R. G. . Fitogeografia de Bromelia L. (Bromeliaceae) no Estado da Paraíba Brasil. Journal of Forests , v. 8, p. 131-140, 2021.

  • RODRIGUES, E. M. ; MOURA, D. C. ; CORREIA, I. G. ; DINIZ, F. C. ; PEREIRA, T. M. S. . Variabilidade climática no Semiárido Brasileiro e as politicas públicas de convivência com a estiagem. Revista de Geociências do Nordeste , v. 5, p. 22-33, 2019.

  • PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. ; MELO, J. I. M. ; SILVA, J. A. L. . Riqueza e Diversidade Florística em afloramentos rochosos no município de Esperança-Paraíba. Acta Geográfica , v. 13, p. 90-103, 2019.

  • SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, T. M. S. ; AZEVEDO, P. V. . USE OF BIO-WATER AS SOCIAL TECHNOLOGY FOR SEMI-ARID REGIONS. Caminhos da Geografia (UFU. Online) , v. 20, p. 242-250, 2019.

  • SANTOS, F. M. ; SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, T. M. S. ; MACEDO, D. R. G. ; MACEDO, R. N. . Análise do uso dos recursos tecnológicos como metodologia no ensino-aprendizagem. ESPACIOS (CARACAS) , v. 39, p. 5, 2018.

  • ALVES, A. P. A. ; PEREIRA, T. M. S. ; MARQUES, A. L. ; MOURA, D. C. ; MELO, J. I. M. . SUCESSÃO ECOLÓGICA EM ÁREA DE EXPLORAÇÃO MINERAL DO SEMIÁRIDO PARAIBANO (BRASIL). Acta Geográfica , v. 12, p. 75-93, 2018.

  • SOUZA, E. B. ; PEREIRA, T. M. S. ; RODRIGUES, E. M. . PRÁTICA DOCENTE NO ENSINO DE GEOGRAFIA: REFLEXÕES A PARTIR DE ESCOLAS ESTADUAIS PARAIBANAS. PARA ONDE!? (UFRGS) , v. 10, p. 09-15, 2018.

  • SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, T. M. S. ; MARINHO, F. J. L. ; LIMA, V. L. A. ; AZEVEDO, P. V. . PRODUCTION OF POTABLE WATER WITH THE USE OF SOLAR DESALINIZERS IN THE BRAZILIAN SEMI-ARID. REVISTA DE GEOGRAFIA (RECIFE) , v. 35, p. 134-153, 2018.

  • PEREIRA, T. M. S. ; SILVA, J. A. L. ; MOURA, D. C. . Fitogeografia e análise integrada da paisagem em afloramentos rochosos no semiárido paraibano. Revista Brasileira de Meio Ambiente , v. 4, p. 002-015, 2018.

  • PEREIRA, T. M. S. ; SANTIGO, M. S. ; SILVA, J. A. L. ; MOURA, D. C. . Tanques de pedra: tecnologia social voltada a gestão hídrica. Revista Brasileira de Meio Ambiente , v. 4, p. 016-023, 2018.

  • MOURA, DÉBORA COELHO ; PEREIRA, THAÍS MARA SOUZA ; FARIAS, GEORGE CORREIA DE ; LEITE, JOAQUIM EFIGÊNIO MAIA . Abelhas e espécies melitófilas da mata ciliar do riacho Salgadeira, município de Alcantil, Paraíba. REVISTA VERDE DE AGROECOLOGIA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL , v. 13, p. 392-398, 2018.

  • SOUSA, S. G. ; SILVA, M. L. G. ; PEREIRA, T. M. S. ; BARBOSA, M. P. ; LISTO, F. L. R. . SUSCETIBILIDADE A ESCORREGAMENTOS E RISCO DE QUEDA DE BLOCOS NO GEOSSÍTIO COLINA DO HORTO, JUAZEIRO DO NORTE/CE. Estudos Geográficos (UNESP) , v. 16, p. 174-192, 2018.

  • SILVA, J. A. L. ; DAMASCENO, J. ; REINALDO, L. R. L. R. ; GOMES FILHO, M. F. ; MACEDO, D. R. G. ; PEREIRA, T. M. S. . Avaliação dos impactos socioambientais advindos da extração mineral em áreas próximas aos centros urbanos: estudo de caso no município de Pedra Lavrada-PB. ESPACIOS (CARACAS) , v. 38, p. 32, 2017.

  • PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. ; SILVA, J. A. L. ; RODRIGUES, E. M. ; MELO, J. I. M. . RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE ? PB. REVISTA GEOGRÁFICA ACADÊMICA , v. 11, p. 1-12, 2017.

  • LIMA, F. N. ; SILVA, J. B. ; PEREIRA, T. M. S. . EXPANSÃO TERRITORIAL URBANA NOS POLOS EDUCACIONAIS DO SEMIÁRIDO PARAIBANO. BOLETIM DE GEOGRAFIA (ONLINE) , v. 35, p. 18, 2017.

  • PEREIRA, T. M. S. ; SILVA, J. B. ; SILVA FILHO, A. P. C. . AS DINÂMICAS RURAIS NO CONTEXTO DO DESENVOLVIMENTO: ESTUDO DE CASO DO ASSENTAMENTO CÍCERO ROMANA I - PARAÍBA. REVISTA GEOGRÁFICA ACADÊMICA , v. 8, p. 47-58, 2014.

  • SANTOS, A. M. ; SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. . SOCIOECONOMIC AND ENVIRONMENTAL IMPACTS FROM MINERAL EXTRACTION. In: Débora Coelho Moura; Ailson de Lima Marques; Joé Antônio Vilar Pereira; Erimágna de Morais Rodrigues. (Org.). Applications of physical geography in the state of Paraiba-Brazil. 1ed.: Editorial Board, 2020, v. 1, p. 1-8.

  • SOUZA, B. H. ; MOURA, D. C. ; CORREIA, I. M. G. ; GOMES, A. S. ; EVARISTO, J. S. ; PEREIRA, T. M. S. ; MELO, J. I. M. . Análise florística em afloramentos rochosos da Paraíba, Brasil: um estudo de caso no município de Olivedos-PB. In: Débora Coelho Moura; Ailson de Lima Marques Cássio; Ricardo Gonçalves da Costa. (Org.). Representações geográficas do Semiárido brasileiro. 1ed.São Paulo: Saraiva, 2019, v. 1, p. 1-82.

  • PEREIRA, T. M. S. ; SILVA, J. A. L. ; MACEDO, D. R. G. ; MACEDO, R. N. . USO DA PALMA FORRAGEIRA (OPUNTIA FINCUS INDICA MILL) PARA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NO SEMIÁRIDO PARAIBANO. In: Carlos Antonio Costa Santos; Virgínia Mirtes de Alcântara Silva. (Org.). Recursos naturais do semiárido: estudos aplicados ambientais do semiárido. 2ed.CAMPINA GRANDE: EDUFCG, 2017, v. II, p. 1137-1151.

  • PEREIRA, T. M. S. ; SILVA, J. A. L. ; MEDEIROS, M. C. S. . ESTIMATIVA DO POTENCIAL DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA EM REGIÕES SEMIÁRIDAS: ESTUDO DE CASO NA ESCOLA IRINEU JOFFILY. In: Carlos Antônio Costa dos Santos; Madson Tavares Silva; Virgínia Mirtes de Alcântara Silva. (Org.). Recursos naturais do semiárido: estudos aplicados ambientais do semiárido. 1ed.CAMPINA GRANDE: EDUFCG, 2016, v. 1, p. 660-.

  • SOUZA, E. B. ; PEREIRA, T. M. S. ; SILVA, J. B. . Dinâmica Espacial do Processo de Escoamento da Produção Agrícola de Associações do município de Itabaiana-PB. Fórum Internacional do meio Ambiente- Conferência da Terra. IIed.Itatuba: Barlavento, 2015, v. III, p. 1481-.

  • SOUZA, E. B. ; PEREIRA, T. M. S. . Articulação teoria-prática: o estágio supervisionado na Formação Docente em Geografia. In: V Congresso Nacional de Educação, 2018, Recife-PE. Anais do V Congresso Nacional de Educação. Recife: Editora Realize, 2018. v. 1. p. 1-12.

  • SOUZA, E. B. ; PEREIRA, T. M. S. ; RODRIGUES, E. M. . Prática Docente no Ensino de Geografia: reflexões a partir de escolas estaduais paraibanas. In: Encontro Nacional da Associação de Pós graduação em Geografia- ENANPEGE, 2017, Porto Alegre. Anais do XII Encontro Nacional da Associação de Pós graduação em Geografia- ENANPEGE, 2017.

  • RODRIGUES, E. M. ; PEREIRA, T. M. S. ; SOUZA, E. B. ; MOURA, D. C. . Análise das variáveis climáticas do Cariri paraibano e as relações com as políticas públicas de Escassez hídrica. In: XII Encontro Nacional da Associação de Pós-graduação e Pesquisa em Geografia-ANPEGE, 2017, Porto Alegre. Anais do XII Encontro Nacional da Associação de Pós-graduação e Pesquisa em Geografia-ANPEGE. Porto Alegre, 2017. v. XII.

  • RODRIGUES, E. M. ; PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. ; DINIZ, F. C. . O clima no município de Cabaceiras e as políticas públicas desenvolvidas pela articulação no Semiárido para convivência com a estiagem. In: II Congresso Internacional da diversidade do Semiárido, 2017, CAMPINA GRANDE. Anais do II Congresso Internacional da diversidade do Semiárido. Campina Grande: Realize, 2017. v. 1.

  • PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. ; RODRIGUES, E. M. . ANÁLISE FITOGEOGRÁFICA DAS PLANTAS MEDICINAIS COMERCIALIZADAS NAS FEIRAS LIVRES DE CAMPINA GRANDE-PB, BRASIL. In: I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO, 2016, Campina Grande - PB. I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO. Campina Grande - PB: Editora Realize, 2016. v. I.

  • SOUZA, M. S. C. ; PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. . TEORIA DOS REFÚGIOS FLORESTAIS: ANÁLISE FITOGEOGRÁFICA DO PARQUE NACIONAL SERRA DA CAPIVARA ? PI E DO PARQUE ESTADUAL MATA PAU DO FERRO- PB. In: I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO, 2016, Campina Grande - PB. I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO. Campina Grande - PB: Editora Realize, 2016. v. I.

  • RODRIGUES, E. M. ; PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. . VARIABILIDADE CLIMÁTICA NO MUNICÍPIO DE SERRA BRANCA-PB, SEMIÁRIDO BRASILEIRO. In: I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO, 2016, Campina Grande - PB. I CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO. Campina Grande - PB: Editora Realize, 2016. v. I.

  • PEREIRA, T. M. S. ; SILVA, J. A. L. . ATUAÇÃO DO PODER PÚBLICO NA GESTÃO HÍDRICA: ESTUDO DE CASO NO TANQUE DO ARAÇÁ, ESPERANÇA-PB. In: II WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE ÁGUA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO, 2015, Campina Grande. II WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE ÁGUA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO, 2015. v. II.

  • SILVA, J. A. L. ; PEREIRA, T. M. S. ; CABRAL, L. N. ; MEDEIROS, M. C. S. . O USO DE BARRAGENS SUBTERRÂNEAS PARA GESTÃO HÍDRICA NO SEMIÁRIDO. In: II WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE ÁGUA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO, 2015, Campina Grande. Anais Workshop Internacional sobre Água no Semiárido Brasileiro, 2015. v. II.

  • SILVA, J. A. L. ; MEDEIROS, M. C. S. ; CABRAL, L. N. ; PEREIRA, T. M. S. ; LIMA, V. L. A. . Gestão Hidrica a partir da captação das águas de chuvas em tanques de pedra. In: II Workshop Internacional sobre águas no semiárido brasileiro, 2015, Campina Grande. Revista do II Workshop Internacional sobre águas no semiárido brasileiro. Campina Grande: Editora Realize, 2015. v. II.

  • PEREIRA, T. M. S. ; MOURA, D. C. . RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB. In: XII Congresso de Iniciação Científica da UFCG, 2015, Campina Grande. XII Congresso de Iniciação Científica da UFCG., 2015. v. 12.

  • PEREIRA, T. M. S. ; CARVALHO, L. E. P. . A INSERÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLA IRINEU JOFFILY (ESPERANÇA PB). In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO E INCLUSÃO, 2014, Campina Grande-PB. Anais CINTEDI - (2014). Campina Grande: Realize: Eventos Cientificos e Editora, 2014. v. 1.

  • PEREIRA, T. M. S. ; MORAES, R. D. ; SILVA, J. B. . MAPEAMENTO PARTICIPATIVO NO ASSENTAMENTO CÍCERO ROMANA I- ESPERANÇA-PB. In: VI SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA VII SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA 1ª JORNADA DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 2013, João Pessoa. VI SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA VII SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA 1ª JORNADA DE GEOGRAFIA AGRÁRIA. v. VI.

  • PEREIRA, T. M. S. ; NASCIMENTO, S. F. ; SILVA, J. B. . Produtivismo Acadêmico: Uma corrida à produção acelerada e artigos e trabalhos por acadêmicos. In: II Seminário de Geografia e Ensino da UFCG, 2013, Campina Grande. II Seminário de Geografia e Ensino da UFCG, 2013. v. II.

  • PEREIRA, T. M. S. ; BURIL, M. L. L. ; PEREIRA, E. C. G. . REGISTRO DE LIQUENS FOLIOSOS EM AFLORAMENTOS ROCHOSOS NO AGRESTE PERNAMBUCANO, BRASIL. In: Encuentro Latino Americano de Liquenólogos, 2017, Iquique. Anais do Encuentro Latino Americano de Liquenólogos, 2017. v. XIII.

  • PEREIRA, T. M. S. ; CARVALHO, L. E. P. . A INSERÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLA IRINEU JOFFILY (ESPERANÇA PB). 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PEREIRA, T. M. S. . MAPEAMENTO PARTICIPATIVO NO ASSENTAMENTO CÍCERO ROMANA I. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PEREIRA, T. M. S. . PRODUTIVISMO ACADÊMICO: UMA 'CORRIDA' À PRODUÇÃO ACERELADA DE ARTIGOS E TRABALHOS POR ACADÊMICOS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PEREIRA, T. M. S. . Noções Básicas da Cartografia Social?. 2013. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    ANÁLISE BIOCLIMÁTICA DOS AFLORAMENTOS NO PICO DO JABRE-PARAÍBA, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se realizar uma análise bioclimática dos afloramentos no Pico do Jabre - Paraíba. Os afloramentos rochosos ocorrem em todo o brasil e na região Nordeste em áreas de clima Tropical Quente e Seco, que são submetidos ao intemperismo físico, e principalmente ao desgaste erosivo das rochas graníticas e gnáissicas, os quais foram intemperizados ao longo da história paleoclimática da região. Este tipo de ambiente, apresenta pequenos fragmentos com vegetação rupestre, que estão adaptadas as aos extremos ambientais. Estes ambientes, mesmo estando no bioma Caatinga apresentam um isolamento ecológico, principalmente em áreas de Inselbergs, o qual é considerado o ponto mais alto do Nordeste setentrional e o ponto culminante do Estado da Paraíba, atingindo a altitude de 1.197 m, apresenta poucos estudos florísticos e fitossociológicos, especialmente com as florestas montana. Uma análise ambiental, sobre os afloramentos rochosos requer uma investigação dos elementos ecológicos, que envolvem as paisagens inseridas nos Inselbregs da Depressão Sertaneja. Para a realização desta análise bioclimática será necessário aferir medidas dos elementos ecológicos como (temperatura do solo e ar, umidade do ar, radiação solar por afloramentos rochosos nos municípios estudados). Além de realizar uma análise das variáveis pluviométricas dos municípios estudados correlacionado com os eventos de El Nio e La Nia, ou seja, com número de anos mais secos ou chuvosos, de no mínimo 30 anos. Neste sentido, estudos detalhados sobre as características das variáveis edafoclimáticas, encontradas nos afloramentos rochosos são fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação do bioma Caatinga.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Coordenador / ERIMÁGNA DE MORAIS RODRIGUES - Integrante / Ailson de Lima Marques - Integrante / John da Silva Evaristo - Integrante / Brenda Henrique de Souza - Integrante / Aureliana Santos Gomes - Integrante / Wiliam Fernandes - Integrante.

  • 2018 - Atual

    RELAÇÃO SOLO-ALTITUDE E FITOECOLOGIA NO BREJO DE ALTITUDE ?PICO DO JABRE (PB), Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se caracterizar as interações relevo-solos-fitoecologia do Parque Estadual Pico do Jabre. Nesse sentido, o conhecimento e conservação da biodiversidade biológica da Caatinga é um dos maiores desafios da ciência brasileira. A Caatinga é o único bioma endêmico brasileiro, porém o menos conhecido e o mais degradado, principalmente para os remanescentes disjuntos da Mata Atlântica, que são os Brejos de Altitudes, os quais formam uma paisagem de exceção. O brejo de altitude Pico do Jabre é considerado o ponto mais alto do Nordeste setentrional e o ponto culminante do Estado da Paraíba, atingindo a altitude de 1.197 m, apresenta poucos estudos florísticos e fitossociológicos, especialmente com as florestas montanas e nenhum trabalho que relacione solo-paisagem através das superfícies geomórficas e fitogeografia. Para isso os procedimentos metodológicos serão: Trabalhos de campo e análise geoambiental, no qual serão realizados seis; delimitação das superfícies geomórficas no qual evidenciará a distribuição dos solos a partir de numa topossequência representativa ao longo dos 9 compartimentos de vertentes; Delimitação das unidades geoambientais de vulnerabilidade antrópica, no qual evidenciara as relações da paisagem com os tipos de usos; Delimitação Fitofisionômica da Vegetação, que evidenciará as ralações fitogeográficas ao longo da topossequência, e Delimitação da zona de amortecimento da Unidade de Conservação, que criará uma zona de restrições fundamentais a conservação do Unidade de Conservação. Entre os resultados esperados estão a compartimentação da paisagem, inferir como os gesossistemas são e interagem e evidenciar as restrições de usos e ocupação necessários a preservação da Unidade de Conservação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Coordenador / ERIMÁGNA DE MORAIS RODRIGUES - Integrante / Ailson de Lima Marques - Integrante / John da Silva Evaristo - Integrante / Brenda Henrique de Souza - Integrante / Aureliana Santos Gomes - Integrante / GABRYELLE DE FARIAS SOUSA - Integrante.

  • 2018 - Atual

    DIVERSIDADE FLORÍSTICA NO INSELBERGS DO PICO DO JABRE-PARAÍBA, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se realizar uma análise da diversidade florística dos afloramentos no Pico do Jabre-Paraíba. No Brasil estes afloramentos rochosos ocorrem em ampla distribuição, desde as regiões Nordeste até ao Sul. Estes ambientes, mesmo estando no bioma Caatinga apresentam um isolamento ecológico, principalmente em áreas de Inselbergs, o qual é considerado o ponto mais alto do Nordeste setentrional e o ponto culminante do Estado da Paraíba, atingindo a altitude de 1.197 m, apresenta poucos estudos florísticos e fitossociológicos, especialmente com as florestas montana. Uma análise ambiental, sobre os afloramentos rochosos requer uma investigação dos elementos ecológicos, que envolvem as paisagens inseridas nos Inselbergs da Depressão Sertaneja. Dessa forma, o tema proposto é de grande relevância, pois, do ponto de vista prático, o mapeamento e análise da diversidade florística destes afloramentos se tornará uma ferramenta de informações sobre o processo adaptativo da vegetação rupestre na área estudadas estudada. Os estudos serão realizados no município de Maturéia. Será realizada uma análise da diversidade florística, através de coletas florísticas em três meses nos períodos de estiagens e três meses no chuvoso, além de analisar as categorias fitoecológicas dos espécimes registrados e identificar a riqueza e similaridade florística, comparando-as com as registradas em diversos afloramentos rochosos na Paraíba. Os resultados previstos para esse projeto deverão ter um grande impacto no desenvolvimento geoambiental e no conhecimento da capacidade de adaptação da vegetação rupestre específica das áreas dessa região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Coordenador / ERIMÁGNA DE MORAIS RODRIGUES - Integrante / Ailson de Lima Marques - Integrante / John da Silva Evaristo - Integrante / Brenda Henrique de Souza - Integrante / Aureliana Santos Gomes - Integrante / GABRYELLE DE FARIAS SOUSA - Integrante / Iluliane Maria Gadelha Correia - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB, Descrição: Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Thais Mara Souza Pereira - Integrante / Debora Coelho Moura - Integrante / Sérgio Murilo Santos de Araújo - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - 2015

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Cientifica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
TITULO DO PROJETO: RESGATE FLORÍSTICO DA VEGETAÇÃO DE FLORESTA ESTACIONAL NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE - PB Nesta proposta de projeto busca-se conhecer através do resgate florístico a cobertura florestal que existiu nos fragmentos florestais no município de Campina Grande-PB, nos períodos de 1980 a 2010. O município apresenta uma Floresta Estacional Decidual, que possui uma composição florística própria, embora seja enriquecida por elementos da Caatinga, recobrindo as encostas ou as serras isoladas entre 500-600 m de altitude. Este tipo fitofisionômico, está em pequenos fragmentos, associados às áreas não produtivas e muito susceptíveis as alterações antrópicas, no caso do extrativismo e especulação imobiliária. Neste sentido é necessário haver estudos detalhados sobre composição florística e a ecologia das comunidades vegetais através do resgate florístico das exsicatas depositadas em Herbários, fundamentais para embasar quaisquer iniciativas de preservação e conservação de remanescentes florestais. Serão realizadas visitas aos herbários das Universidades Federais da Paraíba, Campus Areia, João Pessoa, Universidade Estadual da Paraíba, Campus Campina Grande, além de técnicas de Geoprocessamento para análise da localização geográfica dos exemplares encontrados nos fragmentos florestais que existiu ou existente no município de Campina Grande. Palavras chave: Sustentabilidade Ambiental; Fragmentação Florestal; Expansão Urbana .

2016 - 2016

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Monitoria da Disciplina Fundamentos para o Estudo em Biogeografia

2014 - 2014

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Membro Atuante, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Projeto de Extensão PROEXT 2014 TÍTULO: SAÚDE PÚBLICA NA MICRORREGIÃO DE CAMPINA GRANDE: ÁGUA E SUA CORRELAÇÃO COM DOENÇAS HÍDRICAS Coordenadora: Profa Dra Janaína Barbosa da Silva

2014 - 2014

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Monitoria da Disciplina intitulada Estudo de Campo

2013 - 2014

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 12

Outras informações:
Participação do Programa de Monitoria do Laboratório Multiusuário de Cartografia Digital, Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto no Laboratório de Pós Graduação do Centro de Humanidades da UFCG

2013 - 2013

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 12

Outras informações:
Participação do Programa de Monitoria do Laboratório Multiusuário de Cartografia Digital, Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto no Laboratório de Pós Graduação do Centro de Humanidades da UFCG

2012 - 2012

Universidade Federal de Campina Grande

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Participação do Programa de Monitoria do Laboratório Multiusuário de Cartografia Digital, Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto no Laboratório de Pós Graduação do Centro de Humanidades da UFCG

2016 - 2016

Centro Educacional Monteiro Lobato

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora de Geografia, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

2017 - Atual

Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestranda em Geografia, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

2015 - 2015

Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Irineu Joffily

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora de geografia, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - 2014

Escola Municipal de Ensino Fundamental Olimpia Souto

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora de Geografia, Carga horária: 20

2019 - 2019

Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Cônego Nicodemos Neves

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora de Geografia, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.