Débora Fernanda Avila Troca

Bacharel em Oceanologia. Possui mestrado e doutorado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande (2013). Linha de pesquisa Análise de Risco de invasões biológicas, Sistemas de Informações Geográficas, Modelagem de Nicho Ecológico. Atualmente é bolsista de Pós-Doutorado no Programa de Pós-graduação em Gerenciamento Costeiro com interesse nas linhas de pesquisa: Determinação de Áreas Ideais ao Desenvolvimento da Piscicultura e Análise de Risco da Aquicultura.

Informações coletadas do Lattes em 06/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Oceanografia Biológica

2009 - 2013

Universidade Federal do Rio Grande
Título: Análise de risco de invasão de peixes exóticos cultivados no entorno da Lagoa dos Patos (RS)
João Paes Vieira Sobrinho. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: PISCICULTURA; Espécie Invasora; Impactos ambientais; GEOGRAFIC INFORMATION SYSTEMS.Grande área: Ciências Exatas e da TerraGrande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Sistema de Informações Geográficas. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca / Subárea: Aqüicultura / Especialidade: Piscicultura. Setores de atividade: Pesca e Aqüicultura; Pesquisa e desenvolvimento científico.

Mestrado em Oceanografia Biológica

2007 - 2009

Universidade Federal do Rio Grande
Título: LEVANTAMENTO DO CULTIVO DE PEIXES EXÓTICOS NO ENTORNO DO ESTUÁRIO DA LAGOA DOS PATOS (RS) E AVALIAÇÃO DO RISCO POTENCIAL DE FUGA PARA O AMBIENTE NATURAL,Ano de Obtenção: 2009
JOÃO PAES VIEIRA SOBRINHO.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: ESPÉCIE EXÓTICA; PISCICULTURA; LAGOA DOS PATOS.Grande área: Ciências Exatas e da Terra

Graduação em Oceanologia

1998 - 2006

Universidade Federal do Rio Grande
Título: VIABILIDADE DA UTILIZAÇÃO DO CARÁ GEOPHAGUS BRASILIENSIS NO CONTROLE DE JUVENIS DO CARAMUJO POMACEA CANALICULATA EM ÁREAS DE RIZIPISCICULTURA - UMA COMPARA^ÇÃO COM A CARPA CYPRINUS CARPIO
Orientador: PROF. DR. MÁRIO ROBERTO CHIM FIGUEIREDO

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2013

Pós-Doutorado. , Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil. , Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. , Grande área: Ciências Exatas e da Terra

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Modelagem de Biodiversidade. (Carga horária: 24h). , Instituto de Pesquisas Ecológicas, IPÊ, Brasil.

2012 - 2012

ArcGIS Desktop I e ArcGIS Desctop II - versão 10. (Carga horária: 40h). , Academia GIS Imagem, IMAGEM, Brasil.

2010 - 2010

Métode de Análise de EIA/RIMA(s). (Carga horária: 8h). , Associação Brasileira de Oceanografia, AOCEANO, Brasil.

2009 - 2009

Bases para Redação e Publicação Científica Interna. (Carga horária: 24h). , Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.

2009 - 2009

Training on the use of GIS in Fisheries and Aquacu. (Carga horária: 80h). , Fisheries and Aquaculture Department - FAO, FAO, Brasil.

2007 - 2007

Impactos Sócio-Ambientais da Aquacultura. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.

2002 - 2004

Horas de Embarque - 180 h. (Carga horária: 180h). , Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Ciências Ambientais.

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Espécies Invasoras.

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Aqüicultura.

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Piscicultura.

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Sistema de Informações Geográficas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

TROCA, D. F. A. . X Encontro Nacional de Gerenciamento Costeiro. 2017. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Simpósio Pesca no Litoral Norte e Perspectivas.Aquicultura Sustentável: Responsabilidade Ambiental na Piscicultura. 2015. (Simpósio).

XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA. Situação atual da invasão de peixes não nativos na Lagoa dos Patos, RS, Brasil. 2014. (Congresso).

XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA. Análise multicritério aplicada ao estudo do risco de invasão de peixes não nativos cultivados na região costeira do Rio Grande do Sul. 2014. (Congresso).

XX ENCONTRO BRASILEIRO DE ICTIOLOGIA.Potential of distribution of carp common Cyprinus carpio and nile tilapia Oreochromis niloticus in Brazil. 2013. (Encontro).

XX ENCONTRO BRASILEIRO DE ICTIOLOGIA.Modelos de distribuição potencial do tambaqui: uma ferramenta para uma aquicultura responsável. 2013. (Encontro).

2nd World Conference on Biological Invasions and Ecosystem Functioning. THE RUSSIAN DOLL EFFECT: GRASS CARP Ctenopharyngodon idella PREDATION ON THE GOLDEN MUSSEL Limnoperna fortunei. 2011. (Congresso).

World Aquaculture. Potential Invasive Non-native Fish Farmed in the Coastal Region of Rio gRande do Sul, Brazil. 2011. (Congresso).

XIX Encontro Brasileiro de Ictiologia.Potencial Invasivo dos Peixes Cultivados na Região Costeira do Rio Grande do Sul. 2011. (Encontro).

IV Congresso Brasileiro de Oceanografia. Análise de Risco de Invasão de Peixes Exóticos no Estuário da Lagoa dos Patos (RS). 2010. (Congresso).

IX Mostra da Produção Universitária.Determinação do Potencial Invasivo da Carpa Cyprinus carpio (Linnaeus 1758) utilizando o protocolo FISK. 2010. (Encontro).

Primer Congreso Uruguayo de Zoología. Potencial invasivo das espécies de peixes não-nativos cultivadas no entorno da Lagoa dos Patos (RS). 2010. (Congresso).

XII Congresso Brasileiro de Limnologia. Identificação das espécies exóticas presentes nas pisciculturas do entorno do estuário da Lagoa dos Patos, RS. 2009. (Congresso).

Seminário de Estudos Limnológicos em Clima Subtropical.LEVANTAMENTO DO CULTIVO DE PEIXES EXÓTICOS NO ENTORNO DO ESTUÁRIO DA LAGOA DOS PATOS (RS) E AVALIAÇÃO DO RISCO POTENCIAL DE FUGA PARA O AMBIENTE NATURAL - RESULTADOS PARCIAIS PARA RIO GRANDE. 2008. (Seminário).

VII MOSTRA DA PRODUÇÃO UNIVERSITÁRIA. CARACTERIZAÇÃO DA PISCICULTURA NO ENTORNO DO ESTUÁRIO DA LAGOA DOS PATOS (RS) ? RESULTADOS PARCIAS PARA REGIÃO DE RIO GRANDE E PELOTAS. 2008. (Congresso).

XIX Semana Nacional de Oceanologia. 2007. (Outra).

I MOSTRA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA - FURG. 2002. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

WALTER, T.; DOMINGUES, M. V. L. R.; TAGLIANI, P. R. A.;TROCA, D. F. A.. Comissão de Seleção do Curso de Pós-Graduação em Gerenciamento Costeiro 1° Sem 2015. 2014. Universidade Federal do Rio Grande.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Mário Roberto Chim Figueiredo

FIGUEIREDO, M. R. C.; Garcia, Alexandre Miranda; VIEIRA SOBRINHO, João Paes. VIABILIDADE DA UTILIZAÇÃO DO CARÁ GEOPHAGUS BRASILIENSIS NO CONTROLE DE JUVENIS DO CARAMUJO POMACEA CANALICULATA EM ÁREAS DE CULTIVO DE ARROZ IRRIGADO. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanologia) - Universidade Federal do Rio Grande.

Carlos Roney Armanini Tagliani

TROCA, D. F. A.; TAGLIANI, C R A; VIEIRA, J. P.. Análise de Risco de Invasão de peixes exóticos cultivados no entorno da Lagoa dos Patos (RS(). 2013. Tese (Doutorado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

FERNANDO GERTUM BECKER

Becker, F. G.; GARCIA, A. M.; TAGLIANI, C. R.; CASTELLO, J. P.; SIQUEIRA, M. F.. Análise de risco de invasão de peixes exóticos cultivados no entorno da Lagoa dos Patos (RS). 2013. Tese (Doutorado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

Bernardo Baldisserotto

VIEIRA, J. P.; FIGUEIREDO, M. C.;Baldisserotto, Bernardo. Levantamento dos cultivos de peixes exóticos no entorno do estuário da Lagoa dos Patos (RS) e análise de risco de invasão. 2009. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

Alexandre Miranda Garcia

CASTELLO, J. P.;VIEIRA, J. P.; Baldisserotto, Bernardo;GARCIA, A. M.. Levantamento dos cultivos de peixes exóticos no entorno do estuário da Lagoa dos Patos (RS) e análise de risco de invasão. 2009. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

Alexandre Miranda Garcia

Vieira, João P;GARCIA, A. M.; TAGLIANI, C.; CASTELLO, J. P.; POERSCH, L. H.; Becker, Fernando; SIQUEIRA, M. F.. Análise de risco de invasão de peixes exóticos cultivados no entorno da Lagoa dos Patos (RS). 2013. Tese (Doutorado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

Alexandre Miranda Garcia

GARCIA, A. M.VIEIRA, J. P.; FIGUEIREDO, M. R. C.. Viabilidade da utilização do cará Geophagus brasiliensis no controle de juvenis do caramujo Pomacea canaliculata em áreas de rizipiscicultura: uma comparação com a carpa Cyprinus carpio.. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanologia) - Universidade Federal do Rio Grande.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Ana Paula da Silva Alves

Subsídios à gestão da piscicultura de espécies não nativas em uma região costeira subtropical; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em GERENCIAMENTO COSTEIRO) - Universidade Federal do Rio Grande; (Orientador);

Cilene de Oliveira Ortiz

Analise de risco de invasão por espécies exóticas e planejamento espacial da piscicultura na região sul do RS; 2015; Orientação de outra natureza; (Gestão Ambiental) - Universidade Federal do Rio Grande, Universidade Federal do Rio Grande; Orientador: Débora Fernanda Avila Troca;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Mário Roberto Chim Figueiredo

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DE IMPACTO NO AMBIENTE NATURAL DO CULTIVO DE PEIXES EXÓTICOS NO ENTORNO DO ESTUÁRIO DA LAGOA DOS PATOS (RS); ; 2008; Dissertação (Mestrado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Mario Roberto Chim Figueiredo;

Mário Roberto Chim Figueiredo

VIABILIDADE DA UTILIZAÇÃO DO CARÁ GEOPHAGUS BRASILIENSIS NO CONTROLE DE JUVENIS DO CARAMUJO POMACEA CANALICULATA EM ÁREAS DE CULTIVO DE ARROZ IRRIGADO; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Oceanologia) - Universidade Federal do Rio Grande; Orientador: Mario Roberto Chim Figueiredo;

JOAO PAES VIEIRA SOBRINHO

LEVANTAMENTO DOS CULTIVOS DE PEIXES EXÓTICOS NO ENTORNO DO ESTUÁRIO DA LAGOA DOS PATOS (RS) E ANÁLISE DE RISCO DE INVASÃO; 2009; Dissertação (Mestrado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: João Paes Vieira Sobrinho;

JOAO PAES VIEIRA SOBRINHO

ANÁLISE DE RISCO DE INVASÃO DE PEIXES EXÓTICOS CULTIVADOS NO ENTORNO DA LAGOA DOS PATOS (RS); 2013; Tese (Doutorado em Oceanografia Biológica) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: João Paes Vieira Sobrinho;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • LANG DOS SANTOS, MAURICIO ; LEMOS, VALÉRIA MARQUES ; TROCA, DÉBORA FERNANDA AVILA ; VIEIRA, João Paes . First record of the Sea Chub, Kyphosus atlanticus (Sakai & Nakabo 2014) (Perciformes, Kyphosidae), in the extreme south of the Brazilian coast. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION , v. 13, p. 1-5, 2017.

  • 2016 LEMOS, VALERIA M. ; AVILA TROCA, DEBORA F. ; CASTELLO, JORGE PABLO ; PAES VIEIRA, JOAO . Tracking the southern Brazilian schools of Mugil liza during reproductive migration using VMS of purse seiners. Latin American Journal of Aquatic Research , v. 44, p. 238-246, 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

TROCA, D. F. A. . Oficina de Análise de Risco da Introdução do Tambaqui na bacia do rio Tocantins. 2012.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Análise de risco de invasão por espécies exóticas e planejamento espacial da piscicultura na região Sul do RS, Descrição: A demanda por proteína gerada pelo crescimento acelerado da população mundial está levando ao desenvolvimento desenfreado das atividades produtivas, entre elas a aquicultura e consequentemente a implantação de cultivos de maneira descontrolada, sem cuidados na escolha de áreas propícias para o desenvolvimento da atividade, o que pode gerar sérios problemas ao ambiente e aos próprios cultivos. No Brasil as principais espécies utilizadas nos cultivos são exóticas e no Rio Grande do Sul as carpas representam cerca de 90% da produção total. A capacidade de crescimento produtivo na região costeira do estado neste setor é grande, entretanto parece não haver preocupação com o ordenamento da atividade por parte dos órgãos gestores. O que se percebe é que as ações governamentais estão focadas somente no incentivo ao setor produtivo, entretanto parece que os efeitos ao meio ambiente não estão sendo considerados. O momento é propicio para a instalação de um planejamento que assegure o desenvolvimento responsável do setor. Para isto, este trabalho visa contribuir com os tomadores de decisão através da indicação das áreas favoráveis, social e ambientalmente à execução da atividade, assim como, pretende realizar indicações do risco de invasão associado à presença das espécies exóticas cultivadas. O risco de invasão será considerado como o somatório entre a pressão de propágulo, o potencial invasor, os impactos potenciais e a similaridade ambiental entre os locais de distribuição nativa ou onde a espécie exótica é sabidamente estabelecida com o local a ser estudado. A indicação dos locais favoráveis à piscicultura será realizada a partir da definição de critérios de aptidão e restrições, o que torna possível o desenvolvimento de mapas temáticos com as áreas aptas ambientalmente ao desenvolvimento da atividade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Coordenador.

  • 2012 - Atual

    A pesca da tainha (Mugil liza) na região Sul do Brasil: Subsídios para o Grupo Técnico de Trabalho - GTT Tainha, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) João Paes Vieira Sobrinho em 31/10/2014., Descrição: Este projeto propõe desenvolver pesquisas sobre o recurso pesqueiro Tainha (Mugil liza) na região Sul do Brasil, produzindo subsídios para construir um modelo ecossistêmico com o uso de ferramentas estatísticas bayesianas, visando fornecer subsídios técnicos para o GTT Tainha atingir as seguintes metas: a) A análise e realização de estudos que permitam avaliar a situação dos estoques de tainha na região sudeste e sul em vista do impacto da atividade pesqueira, considerando os dados biológicos e pesqueiros necessários para subsidiar a gestão da pesca de tainha; b) Compilar e avaliar informações sócio-econômicas da pescaria ao descrever as áreas de atuação da frota industrial, da pesca artesanal e de subsistência, sua dinâmica e características. A experiência recente do grupo proponente é resultado da execução de dois projetos pretéritos aprovados pelo CNPq, e que resultaram na realização de dois workshops/encontros sobre o Recurso Tainha (FURG em abril de 2012 e Mar del Plata Novembro de 2012). Para atingir os objetivos científicos propostos no presente projeto, que dizem respeito a: i) aspectos relativos aos dados biológicos e pesqueiros necessários para subsidiar a gestão da pesca de tainha. (Monitorar a saúde genética do estoque Sul da tainha; Identificar a área de desova (~ massa d água) da tainha do sul do Brasil; Determinar variações no padrão de recrutamento mensal dos juvenis no RS; Testar a Hipótese de recrutamento constante no Estuário da Lagoa dos Patos; Testar a Hipótese ( sumidouro vs. habitat intermediário ) para o recrutamento da tainha na costa gaúcha), e ii) aspectos relativos às informações sócio-econômicas da pescaria (Descrever as áreas de atuação da frota industrial, da pesca artesanal e de subsistência, sua dinâmica e características; Determinar, em função dos parâmetros dinâmicos já estudados, e com as novas informações, o potencial de captura sustentável da tainha; Desenvolver um modelo ecossistêmico para o Recurso Tainha; Desenvolver um mod.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (0) Doutorado: (5) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Coordenador / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Valéria Marques Lemos - Integrante / Jorge Pablo Castello - Integrante / Paulo Kinas - Integrante / Fábio Lameiro Rodrigues - Integrante / Cassiano Monteiro-Netto - Integrante / Ana Cecília Giacometti Mai - Integrante / Leonardo Moraes - Integrante / Luis Marins - Integrante / Mauro Cesar Marins Oliveira - Integrante / Paulo Ricardo Schwingel - Integrante / Patricia Sfair Sunye - Integrante / Laura V. de Miranda - Integrante.

  • 2010 - 2011

    ANÁLISE DE RISCO E ROTULAGEM ECOLÓGICA DA AQÜICULTURA CONTINENTAL > NO ENTORNO DA LAGOA DOS PATOS, RS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) João Paes Vieira Sobrinho em 30/04/2015., Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2011

    ANÁLISE DE RISCO E ROTULAGEM ECOLÓGICA DA AQÜICULTURACONTINENTAL, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) João Paes Vieira Sobrinho em 30/04/2015., Descrição: Desenvolver uma análise de risco da introdução de peixes exóticosprovenientes dos cultivos aquáticos continentais no entorno da Lagoa dos Patos, RS, Brasil. Caracterizar a região de estudo através de levantamento de dados bióticos e abióticos (levantamento bibliográfico e complementação em saídas de campo). Mapear e caracterizar as atividades de pisciculturas desenvolvidas nas áreas da região de estudo. Comparar os requerimentos biológicos das espécies potencialmente invasoras com os parâmetros ambientais do local de estudo. Desenvolver uma metodologia de análise de risco de bioinvasão. Criar subsídios para estabelecer uma Rotulagem Ecológica para a aqüicultura na região.Criar subsídios para as agências governamentais na regulamentaçãodos processos referentes a introduções de espécies exóticas. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Limnificação e ação antrópica no Estuário da Lagoa dos Patos: Consequências de longo prazo no recrutamento, invasão de espécies e interações tróficas, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Clarisse Odebrecht - Coordenador / Paulo César Abreu - Integrante / José H Muelbert - Integrante / Carlos E Bemvenuti - Integrante / Osmar Moller - Integrante / Carlos Eiras Garcia - Integrante / Muxagata Erik - Integrante / Margareth Copertino - Integrante / UIlrich Seeliger - Integrante / Eduardo Resende Secchi - Integrante / Elisa Fernandes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2012

    Ordenamento da aquacultura no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande do Sul, Descrição: Descrição: a) Determinar possíveis impactos das espécies exóticas cultivadas no entorno do estuário da Lagoa dos Patos, através de análises de risco. b) Levantamento das principais espécies de organismos cultivados na região estuarina da Lagoa dos Patos e georreferenciar os locais de produção; c) Estabelecer quais são as áreas mais propícias para os cultivos de camarões e peixes, através do cruzamento de informações sócio-econômicas e ambientais, utilizando SIG como ferramenta; d) Realizar o monitoramento da qualidade de água que entra e sai das unidades de cultivo, e determinar: O aporte de nitrogênio e fósforo para o ambiente e seus efeitos sobre as comunidades fitoplantônicas; O aporte de matéria orgânica para o meio ambiente e seus efeitos sobre as comunidades de macro-invertebrados bentônicos; Determinar se o tempo entre os ciclos de cultivo de camarões, realizados durante a primavera e verão, permite a recuperação das comunidades bentônicas; e) Aplicação de modelos matemáticos, baseado no aporte de matéria orgânica e nitrogênio para o ambiente, efeitos sobre a comunidade bentônica e nas condições hidrodinâmicas regionais, para determinar a área máxima de cultivos que podem ser estabelecidos na região estuarina da Lagoa dos Patos; f) Emprego de isótopos estáveis na avaliação de possíveis alterações na biota (macrófitas, macro-invertebrados bentônicos e peixes) ocasionadas pelos efluentes de despejo de cultivos de camarões e peixes; g) Realizar estudos para aumentar a eficiência das bacias de sedimentação no tratamento de efluentes de aquacultura, com base na produção de microalgas, plantas halófitas e microorganismos;. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Débora Fernanda Avila Troca - Integrante / João Paes Vieira - Integrante / Alexandre Miranda Garcia - Integrante / Luís Henrique da Silva Poersch - Coordenador / Wilson Wasielesky - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Rio Grande, Laboratório de Ictiologia. , Av Itália Km *, 96201-900 - Rio Grande, RS - Brasil, Telefone: (53) 32336539, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - Atual

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor

  • 2013 - Atual

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: PNPD, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2013 - 2013

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: bolsista extensão, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2009 - 2013

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Bolsista Capes, Enquadramento Funcional: Bolsista, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2007 - 2009

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Bolsista CNPq, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1999 - 2003

    Universidade Federal do Rio Grande

    Vínculo: Bolsa Trabalho, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20

    Atividades

    • 03/2017

      Ensino, GERENCIAMENTO COSTEIRO, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, TE GC II: Redação Científica

    • 11/2013

      Pesquisa e desenvolvimento , Pós-Graduação Em Gerenciamento Costeiro, .,Linhas de pesquisa

    • 07/2015 - 12/2015

      Ensino, GERENCIAMENTO COSTEIRO, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, TE - Tópicos Especiais II - PPGC

    • 11/2001 - 04/2003

      Estágios , Reitoria, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.,Estágio realizado, bolsa de trabalho.