Thais Letícia dos Santos

Mestranda em Engenharia de Sistemas Agrícolas pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" - ESALQ/USP. Bacharel em Ciências Atmosféricas pela Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI (2016). Atua na área de meteorologia com ênfase em agrometeorologia.

Informações coletadas do Lattes em 26/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Engenharia de Sistemas Agrícolas

2017 - Atual

Universidade de São Paulo
Título: Variabilidade espaço-temporal da precipitação pluvial, umidade do solo e produtividade estimada de culturas agrícolas.,Orientador:
Felipe Gustavo Pilau.

Graduação em Ciências Atmosféricas

2012 - 2016

Universidade Federal de Itajubá
Título: Validação de variáveis atmosféricas simuladas com o RegCM4 sobre o Oceano Atlântico Sudoeste
Orientador: Michelle Simões Reboita

Ensino Médio (2º grau)

2008 - 2010

Colégio Ângulo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

In-Situ and Remote Sensing Precipitation Measurements. , Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.

2018 - 2018

Treinamento em Sistemas de Fluxo Eddy-Covariance. (Carga horária: 7h). , Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo, ESALQ - USP, Brasil.

2018 - 2018

Treinamento em Torre de Fluxo Eddy Covariance. (Carga horária: 24h). , Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo, ESALQ - USP, Brasil.

2017 - 2017

Treinamento na ferramenta ?Mendeley?,. (Carga horária: 2h). , Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo, ESALQ - USP, Brasil.

2017 - 2017

II Workshop Modelagem de Sistemas Agrícolas. (Carga horária: 40h). , Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, ESALQ - USP, Brasil.

2014 - 2014

Interpretação de imagens de satélite: identificação do tipo de nuvens. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal de Itajubá, UNIFEI, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Simpósio Nacional de Agricultura Digital. 2019. (Simpósio).

2.ª edição do ESALQSHOW - Fórum de Inovação Tecnológica do Agronegócio Sustentável. Painel: Agrometeorlogia de Precisão. 2018. (Feira).

KICK-OFF MEETING ? BRAZILIAN YIELD GAP ATLAS. 2018. (Encontro).

1º Simpósio de Biologia.Mudanças Climáticas e Eventos Extremos. 2017. (Simpósio).

2ª Reunião Científica do Projeto SOS-CHUVA. 2017. (Outra).

X Workshop Brasileiro de Micrometeorologia.VARIABILIDADE ESPACIAL DA PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA EM ÁREA CULTIVADA E AVALIAÇÃO DA ESTIMATIVA DE PRECIPITAÇÃO POR RADAR METEOROLÓGICO EM PIRACICABA ? SP. 2017. (Outra).

VI SIC VI SIC - Simpósio Internacional de Climatologia..Modelos empíricos para a estimativa da radiação solar global para a cidade de Machado, Minas Gerais.. 2015. (Simpósio).

I Seminário de Recursos Naturais, Sustentabilidade e Tecnologias Ambientais. 2014. (Seminário).

III SCIAT - Seminario de Ciencias Atmosfericas. 2013. (Seminário).

II SCIAT - Seminario de Ciencias Atmosfericas. 2012. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Gabriela Antonello Pantano

PILAU, F. G.;SANTOS, T. L.; GRUBET, D. A. V.. Variabilidade espaço-temporal da precipitação pluvial e implicação na produtividade da Soja. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Roger Rodrigues Torres

REBOITA, M. S.TORRES, R. R.DIAS, C. G.. Validação de variáveis atmosféricas simuladas com o RegCM4 sobre o Atlântico Sul. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Atmosféricas) - Universidade Federal de Itajubá.

Michelle Simões Reboita

REBOITA, M. S.; Torres, R.;DIAS, C. G.. Validação de variáveis atmosféricas simuladas com o RegCM4 sobre o oceano Atlântico Sul. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Atmosféricas) - Universidade Federal de Itajubá.

Sérgio Nascimento Duarte

PILAU, F. G.; CHERUBIN, M. R.; BATTISTI, R.;DUARTE, S. N.. Variabilidade espacial e temporal da precipitação em Piracicaba (SP) e influência sobre a produtividade estimada da soja.. 2020. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Departamento de Engenharia de Biossistemas da ESALQ/USP.

Maurício Roberto Cherubin

PILAU, F. G.; DUARTE, S. N.; BATTISTI, R.;CHERUBIN, M.R.. Variabilidade espacial e temporal da precipitação em Piracicaba (SP) e influência sobre a produtividade estimada da soja. 2020. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciências (Engenharia de Sistemas Agrícolas)) - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

Rafael Battisti

PILAU, F. G.; DUARTE, S. N.;BATTISTI, R.CHERUBIN, M. R.. Variabilidade espacial e temporal da precipitação em Piracicaba (SP) e influência sobre a produtividade estimada da soja. 2020. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Engenharia de Sistemas Agrícolas) - ESALQ/USP.

Cassia Gabriele Dias

REBOITA, M. S.; TORRES, R.;DIAS, C. G.. Validação de variáveis atmosféricas previstas com o RegCM4 sobre o oceano Atlântico sudoeste. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Atmosféricas) - Universidade Federal de Itajubá.

Sonia Maria de Stefano Piedade

GIMENEZ, L. M.;PIEDADE, SÔNIA M. DE S.; FREITAS, E. D.. Variabilidade espacial da precipitação, umidade do solo e produtividade de culturas agrícolas. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia de Sistemas Agrícolas) - Universidade de São Paulo.

Leandro Maria Gimenez

GIMENEZ, L. M.; PIEDADE, S. M. S.. Variabilidade espacial da precipitação, umidade do solo e produtividade de culturas agrícolas. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia de Sistemas Agrícolas) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Felipe Gustavo Pilau

Variabilidade espacial da chuva e impactos na produtividade agrícola; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas Agrícolas) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Michelle Simões Reboita

Validação das Variáveis Atmosféricas Simuladas com o RegCM4 sobre o Oceano Atlântico Sudoeste; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Atmosféricas) - Universidade Federal de Itajubá; Orientador: Michelle Simões Reboita;

Michelle Simões Reboita

Supervisão de estágio obrigatório da graduação; 2016; Orientação de outra natureza; (Ciências Atmosféricas) - Universidade Federal de Itajubá; Orientador: Michelle Simões Reboita;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • REBOITA, M. S. ; CAMPOS, B. ; SANTOS, T. L. ; GAN, M. A. ; CARVALHO, V. S. B. . Análise sinótica e numérica de um VCAN no Nordeste do Brasil. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA FÍSICA , v. 10, p. 041-059, 2017.

  • SANTOS, T. L. ; BISCARO, T. S. ; PILAU, F. G. . Variabilidade espacial da precipitação pluviométrica em área cultivada e avaliação da estimativa de precipitação por radar meteorológico em Piracicaba ? SP.. In: X Workshop Brasileiro de Micrometeorologia, 2017, Santa Maria. Anais X Workshop Brasileiro de Micrometeorologia.

  • BIANCHINI, V. J. M. ; SOUZA, T. T. ; PEREIRA, R. A. A. ; SANTOS, T. L. ; MARIN, F. R. . Conversão da radiação fotossinteticamente ativa para a produção de fitomassa de milho em Piracicaba/SP. In: XX CBAGRO - Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2017, Juazeiro-BA/Petrolina-PE. Anais Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2017.

  • CEREGATO, L. M. ; SANTOS, T. L. ; PILAU, F. G. . Caracterização dos períodos de estigem na cidade de Piracicaba - SP. In: 26º Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP, 2018, Piracicaba. Anais do 26º Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP, 2018.

  • SANTOS, T. L. ; PEREIRA, R. A. A. ; OLIVEIRA, G. M. ; MARTINS, F. B. . Modelos empíricos para a estimativa da radiação solar global para a cidade de Machado, Minas Gerais.. In: VI SIC - Simpósio Internacional de Climatologia,, 2015, Natal-RN. Anais do VI SIC, 2015.

  • OLIVEIRA, G. M. ; PEREIRA, R. A. A. ; SANTOS, T. L. ; MARTINS, F. B. . Número de horas frio em Campos do Jordão ? SP pelo método trigonométrico e de regressão.. In: VI SIC - Simpósio Internacional de Climatologia, 2015, Natal-RN. Anais do VI SIC, 2015, 2015.

  • CAMPOS, B. ; CARVALHO, V. S. B. ; OLIVEIRA, G. M. ; SANTOS, T. L. . The impact of typical synoptic weather systems on the wind profile over South-Eastern Brazil, applied to wind power generation.. In: EWEA - Wind Power Forecasting Technology Workshop, 2013, Rotterdam. EWEA - Wind Power Forecasting Technology Workshop - Anais, 2013.

  • SANTOS, T. L. . Palestra: Mudanças Climáticas e Eventos Extremos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Previsão Imediata de Tempestades Intensas e Entendimento dos Processos Físicos no Interior das Nuvens. O SOS- CHUVA (Sistema de Observação e Previsão de Tempo Severo), Descrição: Este projeto visa aproveitar a oportunidade de compra final do "leasing" do radar de dupla polarização para desenvolver pesquisa em previsão imediata de tempestades com base no conhecimento adquirido sobre as propriedades físicas das nuvens no projeto temático CHUVA. A base desta pesquisa é o radar de dupla polarização operando em Campinas, por 24 meses (duas estações chuvosas) para capturar eventos intensos de precipitação que forneçam as bases para o estudo dos processos físicos no interior das nuvens visando aprimorar a previsibilidade em curto prazo, a detecção de severidade e a estimativa de precipitação com radar e satélite em alta resolução temporal e espacial. De forma inédita esse projeto irá instalar detectores de granizo para criar uma base de dados que forneça informações não somente sobre a ocorrência de granizo, mas também do seu tamanho. Além das diversas componentes de estudo, sejam elas ligadas a eletrificação, propagação, crescimento do volume de alguns hidrometeoros, como as taxas de crescimento do topo e dos processos microfísicos, este estudo visa desenvolver o SIGMA-SOS. O SIGMA SOS é um sistema de informações geográficas que integra os dados medidos bem como as previsões em curto prazo e os avisos meteorológicos. O Brasil comprou e está ainda ampliando a rede de radares de dupla polarização para monitorar eventos extremos de tempo. Contudo, o conhecimento sobre esse sistema é ainda incipiente e este projeto irá realizar pesquisa empregando esse tipo de instrumento, formar alunos nessa área e desenvolver ferramentas inéditas para uso deste instrumento. A interface com a componente agrícola abre uma nova perspectiva de uso destes sistemas em uma área de grande importância para o Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Thais Letícia dos Santos - Integrante / Luiz Augusto Toledo Machado - Coordenador / Felipe Gustavo Pilau - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Trabalho classificado para a fase internacional do 26º SIICUSP, Universidade de São Paulo.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal de Itajubá, Instituto de Recursos Naturais. , UNIFEI, Pinheirinho, 37500903 - Itajubá, MG - Brasil, Telefone: (35) 36291707

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2016 - 2016

Instituto de Astroomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 40

Outras informações:
Estágio desenvolvido no Laboratório de Micrometeorologia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas sob orientação do Professor Doutor Amauri Pereira de Oliveira durante o período de 26 de Janeiro a 26 e Fevereiro de 2016. As atividades desenvolvidas durante o estágio são referentes ao processo de aferição dos instrumentos de radiação da Plataforma Micrometeorológica do IAG.

2017 - 2017

Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 6

Outras informações:
Estágio no Programa de Aperfeiçoamento de Ensino (PAE), na competência de monitora da disciplina de Meteorologia Florestal do curso de Engenharia Florestal, da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", sob orientação do professor Dr Felipe Gustavo Pilau.