Edilson Alves de Menezes Junior

Doutorando em História Social pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (PPGH-UFF), licenciado e bacharelado pela mesma instituição, inclusive pela qual obteve título de mestre. Membro do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas sobre Marx e o Marxismo, seção dedicada ao estudo do Pré-Capitalismo (NIEP-Marx-PréK) e do grupo Translatio Studii. Desenvolve o projeto intitulado "O Estado feudal e as relações de poder senhorio-campesinato no reino da França (séculos XI-XIII)", sob orientação do professor Mário Jorge da Motta Bastos, com bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Atuando, sobretudo, acerca dos seguintes temas: Idade Média, França feudal, estruturas e relações de poder e dominação, Estado e teoria do Estado, feudalismo, aristocracia feudal, etc.

Informações coletadas do Lattes em 07/08/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em História

2019 - Atual

Universidade Federal Fluminense
Título: O Estado feudal no reino da França: estruturas de poder e dominação na dialética campesinato-aristocracia (1180-1226),
Mário Jorge da Motta Bastos. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Mestrado em História

2017 - 2019

Universidade Federal Fluminense
Título: O Estado feudal e as relações de poder senhorio-campesinato no reino da França (séculos XI-XIII),Ano de Obtenção: 2019
Mário Jorge da Motta Bastos.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Idade Média; França feudal; Estruturas e relações de poder e dominação; Estado e teoria do Estado.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Poder e Sociedade.

Especialização interrompida em 2023 em Especialização em Ensino de História

2022 - Atual

Colégio Pedro II
Ano de interrupção: 2023

Graduação em Abi - História

2012 - 2016

Universidade Federal Fluminense
Título: O Estado monárquico francês e as relações de poder senhorio-campesinato (séculos XI-XIII)
Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Formação complementar

2022 - 2022

BNCC e os anos finais: História. (Carga horária: 40h). , Ministério da Educação, MEC, Brasil.

2020 - 2020

Extensão universitária em Educação Brasileira. (Carga horária: 60h). , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS, Brasil.

2020 - 2020

Extensão universitária em História do Rio Grande do Sul. (Carga horária: 60h). , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS, Brasil.

2020 - 2020

Extensão universitária em Didática. (Carga horária: 60h). , Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, IFRS, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Idade Média.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: França feudal (séc. XI-XIII).

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Estruturas e relações de poder e dominação.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Estado e teoria do Estado.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Feudalismo.

Participação em eventos

VI Jornada NIEP-Marx-PréK. O enquadramento camponês nas relações de vassalidade no reino da França (séculos XII-XIII). 2017. (Exposição).

V Semana de História da UFF. O Estado feudal no reino da França (séc. XI-XIII): problemas candentes, crítica historiográfica e teoria do Estado. 2017. (Exposição).

XII Semana de Estudos Medievais. As relações intra-aristocráticas no reino da França (séc.XI-XIII): dialética, teoria do Estado e novas perspectivas. 2017. (Exposição).

III Encontro Internacional e V Nacional de Estudos Medievais do Translatio Studii. 2014. (Simpósio).

Colóquio Internacional Marx e o Marxismo 2013: Marx hoje, 130 anos depois. 2013. (Congresso).

Comissão julgadora das bancas

Paulo Henrique de Carvalho Pachá

BASTOS, M. J. M.PACHÁ, P. H. C.; VEREZA, R. R.. O Estado feudal e as relações de poder senhorio-campesinato no reino da França (1180-1226). 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Renata Rodrigues Vereza

BASTOS, Mario Jorge da Motta;VEREZA, R.; FREITAS, Edmar Checon; CARVALHO, J. C.. O Estado feudal e as relações de poder senhorio-campesinato no Reino da França (1180-1226). 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História Social) - Universidade Federal Fluminense.

Renata Rodrigues Vereza

BASTOS, Mario Jorge da Motta;VEREZA, R.; PACHA, P. H.. O Estado feudal e as relações de poder senhorio-campesinato no reino da França (1180-1226). 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História Social) - Universidade Federal Fluminense.

Renato Rodrigues da Silva

SILVA, Renato R.; BASTOS, M.J.M.; VEREZA, Renata. O Estado feudal e as relações de poder senhorio-campesinato no Reino da França (1180-1226). 2019. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Fluminense.

Renato Rodrigues da Silva

Da Silva, Renato R.; PACHA, P. H. C.; BASTOS, M.J.M.. O Estado feudal no reino da França: estruturas de poder e dominação na dialética campesinato-aristocracia (1180-1226). 2022. Exame de qualificação (Doutorando em História) - Universidade Federal Fluminense.

Mário Jorge da Motta Bastos

BASTOS, M. J. M.; VEREZA, R. R.; SILVA, R. R.. O Estado Feudal e as Relações de Poder Senhorio-Campesinato no Reino da França (1180-1226). 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

Mário Jorge da Motta Bastos

BASTOS, M. J. M.PACHÁ, P. H. C.; SILVA, R. R.. O Estado feudal no reino da França: estruturas de poder e dominação na dialética campesinato-aristocracia (1180-1226). 2022. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

Mário Jorge da Motta Bastos

BASTOS, M. J. M.; VEREZA, R. R.;PACHÁ, P. H. C.. O Estado Feudal e as Relações de Poder Senhorio-Campesinato no Reino da França (sécs. XI-XIII). 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

Foi orientado por

Mário Jorge da Motta Bastos

O Estado Feudal Francês na Idade Média Central; Início: 2019; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Mário Jorge da Motta Bastos

O Estado Feudal e as Relações de Poder Senhorio-Campesinato no Reino da França (1180-1226); 2019; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos;

Mário Jorge da Motta Bastos

O Estado Monárquico Francês e as Relações de Poder Senhorio-Campesinato (séc; XI-XIII); 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos;

Mário Jorge da Motta Bastos

O Estado Monárquico Francês e as Relações de Poder Senhorio-Campesinato; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em História) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos;

Produções bibliográficas

  • MENEZES JUNIOR, EDILSON ALVES DE . Bailios, prebostes e senescais: a territorialização do poder senhorial e as comunidades rurais (séc. XII-XIII). VOZES, PRETÉRITO & DEVIR , v. 13, p. 70-91, 2021.

  • MENEZES JUNIOR, EDILSON ALVES DE . Da aparência fenomêmica à sistematicidade do poder aristocrático: crônicas e cartulários acerca do reinado de Filipe Augusto (1180-1223). POLITÉIA (UESB) , v. 19, p. 65-85, 2021.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . Por um balanço historiográfico da Escola francesa: a medievalística e a caracterização política do medievo no século XX. REVISTA HYDRA , v. vol. 4/ nÂ, p. 513, 2020.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . O Estado Feudal Na Dinâmica Consenso-Dissenso Da Aristocracia Francesa (1180-1224). Revista Multidisciplinar Mundo Livre , v. vol. 05, p. 79-79, 2019.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . Os conflitos sociais enquanto reprodução e movimento dialético da formação social feudal no reino da França (1180-1226). REVISTA ÁGORA (VITÓRIA) , v. CDU 93/99, p. 138, 2019.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . Estado, geopolítica feudal e dominação social: as inflexões historiográficas da Escola francesa (séc. XII-XIII). Roda da Fortuna , v. 08, p. 23-54, 2019.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . A violência como mecanismo de reprodução classista e estatal na Idade Média Central (séc. XI-XIII). In: Colóquio Internacional Marx e o Marxismo 2019 Marxismo sem tabus ? enfrentando opressões, 2019, Niterói. A violência como mecanismo de reprodução classista e estatal na Idade Média Central (séc. XI-XIII), 2019.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . L?ÉTAT N?EST CE PAS MOI: DA CRÍTICA AO CONCEITO DE MONARQUIA FEUDAL A TESE DO ESTADO FEUDAL (1180-1226). In: XIII Encontro Internacional de Estudos Medievais, 2019, Salvador. Anais do XIII Encontro Internacional de Estudos Medievais Sobre Margens, Diversidades e Ensino, 2019. v. 4. p. 241-261.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . Teoria do Estado em perspectiva na Idade Média Central (séc. XI-XIII). In: XIII Jornada de Estudos Históricos Professor Manoel Salgado - PPGHIS UFRJ, 2018, Rio de Janeiro. Teoria do Estado em perspectiva na Idade Média Central (séc. XI-XIII), 2018.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . A Teoria do Estado e as formas estatais não centralizadas na Idade Média (séculos XII-XIII): problemas teóricos e historiográficos para além do medievo. In: I Encontro fluminense de teoria da história e historiografia, 2018, Rio de Janeiro. A Teoria do Estado e as formas estatais não centralizadas na Idade Média (séculos XII-XIII): problemas teóricos e historiográficos para além do medievo, 2018.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . O Estado feudal no reino da França (séc. XI-XIII): problemas candentes, dialética e teoria do Estado. In: V Semana de História da UFF, 2017, Niterói. Anais da V semana de história da UFF, 2017. v. 5. p. 166-176.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . Bailios, prebostes e senescais: territorialização do poder senhorial e as comunidades rurais (séc. XII-XIII). VOZES, PRETÉRITO & DEVIR , 2021.

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . A violência política no reino da França (1180-1223). 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . A violência como mecanismo de reprodução classista e estatal na Idade Média Central (séc. XI-XIII). 2019. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . Por uma teoria do Estado feudal (séc. XII-XIII): novos caminhos de reflexão história sobre poder e dominação na Idade Média. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . As relações pessoais da aristocracia e a forma estatal: novas perspectivas a um velho problema (Reino da França, séculos XII-XIII). 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . A Teoria do Estado e as formas estatais não centralizadas na Idade Média (séculos XII-XIII): problemas teóricos e historiográficos para além do medievo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . O Estado feudal no reino da França (séc. XI-XIII): problemas candentes, crítica historiográfica e teoria do Estado. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . O enquadramento camponês nas relações de vassalidade no reino da França (séculos XII-XIII). 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . As relações intra-aristocráticas no reino da França (séc.XI-XIII): dialética, teoria do Estado e novas perspectivas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • MENEZES JUNIOR, E. A. . O Estado monárquico francês e as relações de poder senhorio-campesinato (séculos XI-XIII). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Federal Fluminense. , Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, São Domingos, 24210201 - Niterói, RJ - Brasil, Telefone: (021) 27961194

Experiência profissional

2019 - Atual

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Doutorado CNPq - PPGH UFF, Carga horária: 40

2015 - 2016

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista PIBIC/CNPq, Carga horária: 20

Outras informações:
Resumo: A proposta do trabalho foi analisar a natureza, formação e características do Estado francês nos séculos XI-XIII. Propomo-nos a contribuir ao debate acerca do Estado e da monarquia na Idade Média, entendendo-os não como estranhos à lógica feudal, mas sim como oriundos desta, em vista de contribuir a elucidação do que seria o que chamamos de Estado medieval ? entendido fundamentalmente como instrumento de dominação de classe ? e avançar nas análises institucionalistas e normalistas sobre o tema, calcadas ainda nos ?modelos? do Estado moderno ou do Império Romano, ou mesmo superar aquelas vertentes que negam sua existência na Idade Média.

2018 - 2019

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista CAPES - mestrado PPGH-UFF, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - 2014

Universidade Federal Fluminense

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitoria, Carga horária: 20

Outras informações:
Pesquisa de fontes, catalogação e disponibilização ao público docente e discente (Coordenadora: Larissa Viana) O projeto consiste no levantamento de fontes, bibliografia e recursos audiovisuais como filmes, documentários, mapas e iconografias que auxiliem o professor e fomentem a divulgação da história da América. Os públicos-alvo são os docentes e discentes do ensino superior ao ensino fundamental. Objetivamos oferecer materiais tanto para preparação de aulas quanto para as pesquisas. Quanto ao conteúdo selecionado, o foco dessa pesquisa é a divulgação de fontes e materiais sobre áreas periféricas do continente americano. O projeto estará calcado na análise do processo de independência e construção do Estado-Nação da Venezuela, privilegiando a composição classista de sua sociedade e as disputas de diversos grupos sociais entre si no processo de construção de sua independência.

2017 - Atual

Colégio Valladares

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 2

2017 - Atual

Pré-Vestibular Social do CEDERJ

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: contrato, Carga horária: 4