Lilian da Rosa

Possui Licenciatura em História (2011) pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões. Possui Mestrado (2015) e Doutorado (2019) em Desenvolvimento Econômico, na área de História Econômica, pela Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Desenvolvimento Econômico e História Econômica, atuando principalmente nos seguintes temas: política econômica, historiografia brasileira e desenvolvimento econômico, Ditadura militar (1964-1985), história agrária e história das drogas com ênfase na história do cânhamo e da maconha. Desde 2019, atua na Red de Estudios Sobre Drogas en América Latina (REDESDAL). Atualmente é Pós-doutoranda no Programa de História Econômica da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo e professora substituta no Departamento de Economia da Universidade de Brasília.

Informações coletadas do Lattes em 27/05/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Doutorado em Desenvolvimento Econômico

2015 - 2019

Universidade Estadual de Campinas
Título: Terra e ilegalidade: agricultura de maconha em Alagoas e Pernambuco (1938-1981)
Ligia Maria Osório Silva. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Agricultura de Maconha; História Econômica; Terra; Ilegalidade.

Mestrado em Desenvolvimento Econômico

2013 - 2015

Universidade Estadual de Campinas
Título: A trajetória do setor ervateiro na Província do Rio Grande do Sul,Ano de Obtenção: 2015
Lígia Maria Osório Silva.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: História Econômica; Rio Grande do Sul; Erva-Mate; Conflitos de Terra.

Graduação em História

2007 - 2010

Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Título: Leonel Rocha, o poder do mato configurado no caudilho a pé
Orientador: Jussara Jacomelli

Curso técnico/profissionalizante em Curso Normal - magistério

2001 - 2005

Colégio Franciscano Nossa Senhora Aparecida

Pós-doutorado

2020

Pós-Doutorado. , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Econômica.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Agrária.

Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Drogas.

Organização de eventos

ROSA, L. . Seminário de apresentação do Observatório dos Conflitos Rurais em SP e Planejamento do Dossiê 2016-2017. 2018. (Outro).

GARCIA, E. P. ; ROSA, L. ; ATTUX, R. R. F. ; BUENO, S. V. ; COSTA, T. B. S. . 100 Anos da Revolução Russa - Industrialização, Tecnologia e Sociedade. 2017. (Outro).

ROSA, L. . Visões Interdisciplinares da Maconha: Evidências, Valores e Fantasias. 2015. (Outro).

Participação em eventos

45 Encontro Anual da ANPOCS.Agricultores de Cannabis na ótica dos Processos Crime na ótica dos Processos Crime da Comarca de Belém de São Francisco. 2021. (Encontro).

8 Congresso Internacional da Abramd. Cultivos ilícitos na América Latina: experiências, políticas públicas e impactos sociais. 2021. (Congresso).

II Semana Científica do Agreste Pernambucano. Aspectos sociais e da saúde coletiva sobre a atual regulamentação da Cannabis no Brasil. 2021. (Congresso).

Seminário Internacional de Pós-doutorado do Programa de Pós-graduação em História Social da USPda.Produção de linho cânhamo na América portuguesa (1716-1822). 2021. (Seminário).

28 Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP - SIICUSP.Avaliadora do do 28 Simpósio Internacional de Iniciação Científica e Tecnológica da USP - SIICUSP. 2020. (Simpósio).

44 Encontro Anual da ANPOCS. Agricultura ilegal de maconha em Alagoas e Pernambuco (1938-1981). 2020. (Congresso).

X Encontro de Pós-Graduação em História Econômica & 8ª Conferência Internacional de História Econômica. Levantamento geográfico da produção de linho cânhamo na América Portuguesa (1716-1822): análise preliminar. 2020. (Congresso).

XI Congresso de História Econômica do Programa de Pós-graduação em História Econômica da USP. Considerações sobre a organização produtiva da Real Feitoria do Linho Cânhamo (1783-1824). 2020. (Congresso).

XXVII Congresso de Iniciação Científica da UNICAMP. Avaliadora de trabalhos inscritos no evento. 2019. (Congresso).

7ª Conferência Internacional de História Econômica e IX Encontro de Pós-Graduação em História Econômica. Cultivo do cânhamo no Brasil. 2018. (Congresso).

IV Seminário Internacional de Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico.A Comissão Parlamentar de Inquérito da grilagem da Bahia: primeiras notas. 2018. (Seminário).

Métodos especiais em História - Usos de psicoativos na história: fontes, métodos e bibliograficas.Cultivo ilegal de maconha: um problema agrário no sertão nordestino. 2017. (Outra).

XIX Território Aberto.Até que ponto o 'agro é pop' se a luta pela terra persiste e derrama sangue. 2017. (Simpósio).

6ª Conferência Internacional de História Econômica e VIII Encontro de Pós-Graduação em História Econômica. O pensamento de Celso Furtado sobre o Golpe civil-militar de 1964 e suas implicações para o Nordeste. 2016. (Congresso).

II Seminário Internacional Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico.Aspectos históricos da ocupação em Mato Grosso. 2016. (Seminário).

I Jornada Pensamento Político Brasileiro.Interpretações de Celso Furtado sobre o Golpe civil-militar de 1964 e suas interpretações para o Nordeste. 2016. (Simpósio).

Fórum Visões Interdisciplinares da Maconha: Evidências, Valores e Fantasias. 2015. (Outra).

III Escola de Primaverados Intérpretes do Brasil: os brasis e suas interpretações.. 2015. (Seminário).

Seminário de Desenvolvimento Econômico e Governança Fundiária.A Governança Fundiária durante o período da Ditadura Militar: uma análise da Embrapa Semiárido. 2015. (Seminário).

7 Encontro de Economia Gaúcha.O complexo ervateiro na Província do Rio Grande do Sul oitocentista visto sob as impressões de viajantes. 2014. (Simpósio).

7 Encontro de Economia Gaúcha. 2014. (Encontro).

Debate Brasil: da ditadura militar a redemocratização. 2009. (Oficina).

Jango em 3 atos: a história se impõe!. 2009. (Outra).

Piso Salárial Profissional Nacional e Qualidade de Ensino. 2009. (Outra).

Teatro e Escrita: Novos olhares sobre a Dramaturgia Brasileira. 2009. (Outra).

X Festival Internacional do Folclore. 2008. (Encontro).

Seminário Internacional de Educação Infantil: a arte de interpretar e aprender com o mundo infantil. 2005. (Seminário).

1 EMAC - encontro matemático de Canguçu. 2004. (Oficina).

7 Seminário: saúde e cidadania da mulher. 2004. (Seminário).

Curso Educação Integrada no meio rural. 2004. (Outra).

Dificuldades de Aprendizagem em Matemática. 2004. (Outra).

Educação integrada no meio Rural..Formação Continuada para Professores de Escolas Rurais, Projeto Educampo. (Carga horária: 52h).. 2004. (Oficina).

I Conferência de Educação Ambiental de Canguçu. 2004. (Outra).

III JOPEFRA: III Jornada Pedagógica Franciscana. 2003. (Oficina).

Participação em bancas

Aluno: Aline Ribeiro de Oliveira

ROSA, L.; ROSA, PABLO O.. Maricauá, liamba e dirijo: práticas criminalizadas em torno de substâncias psicoativas no pensamento social no Amazonas (1950-1970) parintins. 2021. Exame de qualificação (Mestrando em Sociedade e Cultura na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas.

Aluno: Daniel Silva Oliveira

ROSA, L.. As regras do jogo: o marco regulatório do capital estrangeiro no Brasil (1951-1964). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Comissão julgadora das bancas

Breno Antônio Sponchiado

SPONCHIADO, B. A.. Leonel, Rocha, o poder do mato configurado no caudilho a pé. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões Campus de Fre.

Milena Fernandes de Oliveira

SILVA, L. O.; MIRANDA, M. E.;OLIVEIRA, M. F.. A formação do complexo ervateiro no Rio Grande do Sul (1865-1870). 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Desenvolvimento Econômico) - Instituto de Economia-Universidade Estadual de Campinas.

Milena Fernandes de Oliveira

GIMENEZ, D. M.; SILVA, L. O.;OLIVEIRA, M. F.. A formação do complexo ervateiro na província do Rio Grande do Sul (1822-1889). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Fernando Cézar de Macedo Mota

SILVA, L. M. O.;MACEDO, F. C.; ALVES, V. E. L.; FRAGA, P. C. P.; CARNEIRO, H. S.. Terra e ilegalidade: agricultura de maconha em Alagoas e Pernambuco. 2019. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Fernando Cézar de Macedo Mota

SILVA, L. M. O.;MACEDO, F. C.; CARNEIRO, H. S.. Cultivo da maconha no sertão pernambucano. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento Econômico) - Instituto de Economia da UNICAMP.

Márcia Eckert Miranda

SILVA, L. O.; OLIVEIRA, M. F.;MIRANDA, MARCIA ECKERT. A formação do complexo ervateiro na Província do Rio Grande do Sul (1822-1889). 2015. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Denis Maracci Gimenez

GIMENEZ, D. M.. A trajetória do setor ervateiro na província do Rio Grande do Sul (1822-1889). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Econômica) - Universidade Estadual de Campinas.

Denis Maracci Gimenez

SILVA, Ligia M. Osório;GIMENEZ, D. M.; OLIVEIRA, Milena F.. Economia e sociedade da erva mate na provincia do Rio Grande do Sul. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Denis Maracci Gimenez

GIMENEZ, D. M.. A importância do complexo ervateiro na formação econômica da Província do Rio Grande de Sul (1835-1889). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Paulo Cesar Pontes Fraga

SILVA, L. M. O.; Carneiro, H. S.;FRAGA, P. C. P.; ALVES, V. E. L.; MOTA, F. C. M.. TERRA E ILEGALIDADE: AGRICUTURA DE MACONHA EM ALAGOAS E PERNAMBUCO (1938-1981). 2019. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Foi orientado por

Ligia Maria Osorio Silva

A importância do complexo ervateiro na formação econômica da Província de São Pedro (1835-1889); 2013; Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Ligia Maria Osorio Silva;

Ligia Maria Osorio Silva

Reflexos da Ditadura Militar nos conflitos agrários do Nordeste; 2019; Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Ligia Maria Osorio Silva;

Jussara Jacomelli

Leonel da Rocha, o poder do mato configurado no Caudilho a pé; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em História) - Universidade Regional integrada - Campus Frederico Westphalen; Orientador: Jussara Jacomelli;

Produções bibliográficas

  • ROSA, L. . Celso Furtado, o Golpe de 1964 e a Ditadura Militar. REVISTA DO INSTITUTO DE ESTUDOS BRASILEIROS , p. 63-83, 2022.

  • ROSA, L. ; SOUZA, T. S. . Evolução do setor ervateiro durante o século XIX: uma análise dos avanços tecnológicos na cadeia produtiva. História Econômica & História de Empresas (ABPHE) , v. 22, p. 9-40, 2019.

  • ROSA, LILIAN DA ; OSÓRIO SILVA, LIGIA MARIA . Ascensão e declínio da exportação ervateira da província do Rio Grande do Sul na segunda metade dos oitocentos. Geosul , v. 34, p. 435-458, 2019.

  • CORREA, E. G. (Org.) ; TEIXEIRA, G. S. (Org.) ; PIMENTEL, G. B. (Org.) ; PEREIRA, G. G. (Org.) ; JARSCHEL, H. (Org.) ; REIS, L. F. (Org.) ; ROSA, L. (Org.) ; VEIGA, P. R. V. (Org.) ; SALATA, R. (Org.) ; AUGUSTO, T. N. A. (Org.) ; SOUZA, V. N. C. (Org.) . Lutas sociais no campo, São Paulo: 2014-2015. 1. ed. Campinas: IFCH/Unicamp, 2017. 88p .

  • ROSA, L. . Maconha: origem e trajetória. In: Luciana Saddi, Maria de Lurdes de Souza Zemel. (Org.). Maconha: os diversos apectos, da história ao uso. 1ed.São Paulo: Blucher, 2021, v. , p. 159-167.

  • REIS, L. F. ; ROSA, L. ; TEIXEIRA, G. S. . A financeirização das usinas, seus impactos na sociedade e no trabalho. In: Ellen Gallerani Corrêa; Gabriel da Silva Teixeira; Gabriela Balvedi Pimentel; Giovana Gonçalves Pereira; Haidi Jarschel; Leonardo Ferreria Reis; Lilian da Rosa; Patrícia Regina Vanneti Veiga; Rosemeire Salata; Tuani Guimarães de Ávila Augusto. (Org.). Lutas Sociais no Campo, São Paulo: 2014-2015. 1ed.Campinas: IFCH/Unicamp, 2017, v. , p. 53-64.

  • ROSA, L. ; GODOY, S. D. . Uma leitura do patrimônio histórico e cultural do município de Palmeira das Missões. In: Jussara Jacomelli. (Org.). Território e Patrimônio Histórico e Cultural no Norte do Rio Grande do Sul. 1ed.Frederico Westphalen: Editora da URI, 2009, v. , p. 49-70.

  • ROSA, L. . Patrimônio histórico de Palmeira das Missões. A Madrugada, Palmeira das Missões, p. 3 - 3, 15 ago. 2008.

  • ROSA, L. ; GODOY, S. D. . Palmeira das Missões: município mãe. Jornal Frederiquense, Frederico Westphalen, 25 jun. 2008.

  • ROSA, L. . Agricultores de Cannabis na ótica dos processos crime da Comarca de Belém de São Francisco na década de 1980. In: 45 Encontro Anual da ANPOCS, 2021, Remoto. Anais do 45 Encontro Anual da ANPOCS, 2021.

  • ROSA, L. . Levantamento geográfico da produção de linho cânhamo na América Portuguesa (1716-1822): análise preliminar. In: X Encontro de Pós Graduação em História Econômica e 8ª Conferência Internacional de História de Empresas, 2020, Osasco. Encontro de Pós-graduação em História Econômica, 2020. p. 1-18.

  • ROSA, L. . Proibição e permanência: a produção e o uso de Cannabis pós-proibição de 1938. In: 44 Encontro Anual da ANPOCS, 2020, Remoto. Anais do 44 Encontro Anual da ANPOCS, 2020.

  • ROSA, L. . Considerações sobre a organização produtiva da Real Feitoria do Linho Cânhamo (1783-1824). In: XI Congresso de História Econômica do Programa de Pós-graduação em História Econômica da USP, 2020, São Paulo. Anais Digitais do XI Congresso de História Econômica do Programa de Pós-graduação em História Econômica da USP, 2020. p. 439-454.

  • ROSA, L. . A Comissão Parlamentar de Inquérito da grilagem da Bahia: primeiras notas. In: IV Seminário Internacional de Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico, 2018, Campinas. Coletânea do IV Seminário Internacional de Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico, 2018.

  • ROSA, L. . Cultivo do cânhamo no Brasil. In: 7ª Conferência Internacional de História Econômica e IX Encontro de Pós-Graduação em História Econômica, 2018, Ribeirão Preto. Anais da 7ª Conferência Internacional de História Econômica e XI Encontro de Pós-Graduação em História Econômica, 2018.

  • ROSA, L. . O pensamento de Celso Furtado sobre o Golpe civil-militar de 1964 e suas implicações para o Nordeste. In: 6ª Conferência Internacional de História Econômica e VIII Encontro de Pós-Graduação em História Econômica, 2016, São Paulo. Anais da 6ª Conferência Internacional de História Econômica & VIII Encontro de Pós Graduação em História Econômica, 2016.

  • ROSA, L. ; FERNANDES, V. B. ; SIMIQUELI, R. R. ; BUENO, A. P. ; REYDON, B. P. . Aspectos históricos da ocupação em Mato Grosso. In: II Seminário Internacional Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico, 2016, Campinas. Coletânea do II Seminário Internacional Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico, 2016.

  • ROSA, L. . O complexo ervateiro na Província do Rio Grande do Sul oitocentista visto sob as impressões de viajantes. In: 7 Encontro de Economia Gaúcha, 2014, Porto Alegre. Anais do 7 Encontro de Economia Gaúcha, 2014.

  • ROSA, L. . Interpretações de Celso Furtado sobre o Golpe civil-militar de 1964 e suas implicações para o Nordeste. In: I Jornada Pensamento Político Brasileiro, 2016, São Carlos. Caderno de Resumos da I Jornada Pensamento Político Brasileiro, 2016. p. 38-38.

  • ROSA, L. ; FRAGA, PAULO. C. P. . Ações policiais de combate à Cannabis nas páginas do Diário de Pernambuco (1938-1981). Revista de História da Unisinos , 2022.

  • ROSA, L. . Agricultores de Cannabis na ótica dos processos crime da Comarca de Belém de São Francisco na década de 1980. 2021. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROSA, L. . Producao de linho canhamo na America Portuguesa (1716-1822). 2021. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ROSA, L. . Agricultura ilegal de maconha em Alagoas e Pernambuco (1938-1981). 2020. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROSA, L. . Levantamento geográfico da produção de linho cânhamo na América Portuguesa (1716-1822): análise preliminar. 2020. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROSA, L. . Considerações sobre a organização produtiva da Real Feitoria do Linho Cânhamo (1783-1824). 2020. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ROSA, L. . Cultivo do cânhamo no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ROSA, L. . A Comissão Parlamentar de Inquérito da grilagem da Bahia: primeiras notas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ROSA, L. . O pensamento de Celso Furtado sobre o Golpe civil-militar de 1964 e suas implicações para o Nordeste. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • ROSA, L. ; FERNANDES, V. B. ; SIMIQUELI, R. R. ; BUENO, A. P. ; REYDON, B. P. . Aspectos históricos da ocupação em Mato Grosso. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ROSA, L. . Interpretações de Celso Furtado sobre o Golpe civil-militar de 1964 e suas interpretações para o Nordeste. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ROSA, L. . Governaça fundiária durante o período da Ditadura-militar: uma análise da Embrapa Semiárido. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ROSA, L. . O complexo ervateiro na Província do Rio Grande do Sul oitocentista visto sob as impressões de viajantes. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções

ROSA, L. ; M V ; Y M . Pesquisas sobre Cannabis na economia. 2021. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

ROSA, L. . Como a lei antidrogas dificulta a substituição do plástico pelo cânhamo. 2020. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

ROSA, L. . Relatório Fapesp da pesquisa ' A Trajetória do setor ervateiro na Província do Rio Grande do Sul'.. 2015. (Relatório de pesquisa).

ROSA, L. . 1 Relatório Fapesp referente a pesquisa 'A Trajetória do complexo ervateiro na Província do Rio Grande do Sul'.. 2014. (Relatório de pesquisa).

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Produção de linho cânhamo na América Portuguesa (1716-1822), Descrição: A expansão ultramarina moderna, entre os séculos XV e XIX, ocorreu em parte graças ao desenvolvimento do poder militar e naval das potencias europeias. Logo, as tecnologias de navegação do período aprimoraram a construção das naus e caravelas que, por sua vez, possibilitaram a exploração em alto-mar. As velas e as cordoarias dessas embarcações eram fabricadas a partir de cânhamo (Cannabis sativa). Nesse contexto, o presente estudo busca justamente analisar a importância dessa planta para a expansão ultramarina no caso específico das políticas portuguesas, direcionadas à produção de cânhamo na Colônia do Brasil, entre 1716 e 1822. Interessa saber como ocorreu a escolha dos espaços geográficos? Qual seria a política comercial? Quais as estratégias de produção? Quais os meios de produção? Quais objetivos estavam no horizonte da Coroa: produzir o cânhamo e enviar a matéria-prima para Portugal? Comercializá-la com outras potências? Manufaturar na colônia? A partir de fontes pré-selecionadas, espera-se identificar os argumentos políticos e econômicos para a produção de cânhamo no Brasil e, a partir disso, aumentar o conhecimento das implementações das políticas metropolitanas no Brasil Colonial. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lilian da Rosa - Coordenador / Henrique Soares Carneiro - Integrante.

  • 2015 - 2019

    Terra e ilegalidade: agricultura de maconha em Alagoas e Pernambuco, Descrição: O objetivo desta pesquisa foi mapear algumas permanências e rupturas relacionadas à planta da Cannabis no século XX e analisar as transformações socioeconômicas da agricultura ilegal de maconha no agreste e no sertão pernambucano, de 1938 a 1981. Na década de 1930, o Estado brasileiro sancionou um conjunto de leis que proibiram seu cultivo, uso e comércio e instaurou políticas públicas de repressão visando o extermínio dessa planta, por meio de práticas de erradicação. Entretanto, essas tentativas de extermínio pouco a pouco, por efeito balão, desencadearam um movimento de transferência das áreas de cultivo ilícito do agreste alagoano para o sertão pernambucano, onde essa agricultura encontrou condições adequadas para a sua consolidação nos primeiros anos da década de 1980. Embora ilegal, a agricultura de Cannabis necessitava de terra e do processo de trabalho para a sua produção. Nesse contexto, a pesquisa também adentrou a esfera da produção e analisou os estratos sociais envolvidos com essa agricultura ilícita, os meios de produção, bem como as representações produzidas pelos jornais da época em torno dos envolvidos. Para tal, a pesquisa se baseou em um conjunto de fontes primárias, tais como a legislação, os planos de desenvolvimento econômico, as mensagens presidenciais, os jornais oficiais e de temática livre, entre outros. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Lilian da Rosa - Coordenador / OSÓRIO SILVA, LIGIA MARIA - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2015 - 2017

    Situação da Educação nas Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira, Descrição: O projeto se propôs a sistematizar as denúncias feitas por diversas comunidades tradicionais da região do Vale do Ribeira (SP), ao longo de quatro (04) audiências públicas realizadas no primeiro semestre de 2015. A iniciativa foi uma parceria da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, da Equipe de Articulação e Assessoria às Comunidades Negras (EAACONE) do Vale do Ribeira, do Grupo de pesquisa História e Memória para o Desenvolvimento (UFScar) e do Observatório dos conflitos rurais de São Paulo. As denúncias resultantes deste processo foram sistematizadas, tipificadas e espacializadas. Dentro dos principais produtos, além dos registros em audiovisual, foram gerados uma base de dados que toda a sistematização, e pranchas de espacialização das irregularidades escolares que acometem comunidades tradicionais nesta região do Estado. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lilian da Rosa - Integrante / Gabriel da Silva Teixeira - Integrante / Nashieli Cecilia Rangel loera - Integrante / André Quartarolla Moura - Integrante / Alice Miguel de Paula Peres - Coordenador / Cesar Magueta - Integrante / Jovana Fernandes - Integrante / Anderson de Moura Bonilha - Integrante / Lia Helena Monteiro de Lima Demange - Integrante / Déboa Assumpção e Lima - Integrante / Iandra Moretti - Integrante / Mariana Chaguri - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Lutas sociais no campo: São Paulo 2014-2015, Descrição: Esta pesquisa teve como objetivo realizar o acompanhamento sistemático de mídias impressas e eletrônicas, visando mapear e analisar a diversidade de conflitos em áreas rurais do estado de São Paulo no período 2015-2016, evidenciando seus principais atores e dinâmicas (se disputas por terra ou pelo território, se decorrentes de relações de trabalho, de apropriações indevidas dos territórios etc.). Isso porque, os projetos econômicos e políticos que miram o campo impactam, de diversas maneiras, diferentes setores sociais que vivem em áreas rurais - trabalhadores assalariados, populações tradicionais, posseiros e pequenos proprietários, entre outros. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lilian da Rosa - Integrante / Ellen Gallerani Corrêa - Integrante / Gabriel da Silva Teixeira - Integrante / Giovana Gonçalve Pereira - Integrante / Haidi Jarschel - Integrante / Leonardo Ferreira Reis - Coordenador / Rosemeire Salata - Integrante / Tuani Nonato de Ávila Augusto - Integrante / Vinicius Nonato Campos de Souza - Integrante.

  • 2013 - 2015

    A trajetória do setor ervateiro na Província do Rio Grande do Sul, Descrição: O objetivo deste projeto foi investigar a formação e a trajetória do setor ervateiro na Província do Rio Grande do Sul, no período compreendido entre 1822 a 1889, e, por conseguinte, identificar os impactos e desdobramentos da emergência desse novo ramo econômico para a política, a sociedade e a economia Rio-grandense. Essa perspectiva de análise foi abordada a partir de dois aspectos: o socioeconômico e o político. Com respeito ao socioeconômico, considerou-se a colonização, o comércio externo, o aumento populacional, a participação do Estado, as relações de trabalho - divisão e remuneração - e os meios de produção. Com respeito ao político, levou-se em conta a Revolução Farroupilha e a Guerra do Paraguai, conflitos que abalaram a Província durante o Império. A identificação dos impactos desses agentes sobre a economia e a sociedade ervateira Rio-grandense é importante para entender as transformações que ocorreram nesse setor econômico e seus reflexos no desenvolvimento regional. Para tal, utilizou-se uma série de documentos pertinentes aos estudos da história política do Rio Grande do Sul, destacando-se Relatórios dos Presidentes da Província relativos aos anos de 1835 a 1895, periódicos da época, tais como o Jornal do Commércio e A Federação, além de documentos municipais tais como Atas e correspondências, leis e decretos que visavam a proteção dos ervais e colonização das terras. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Lilian da Rosa - Coordenador / OSÓRIO SILVA, LIGIA MARIA - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade de Brasília, Campos Universitário Darcy Ribeiro. , Universidade de Brasília (UnB), Asa Norte, 70910900 - Brasília, DF - Brasil, Telefone: (11) 30914612

Experiência profissional

2021 - Atual

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Substituta, Carga horária: 40

Atividades

  • 01/2022

    Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, ECO0072 - Economia Brasileira, ECO0021 - História Econômica Geral

2020 - Atual

Universidade de São Paulo

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pós-Doutorado, Carga horária: 20

Atividades

  • 08/2020

    Pesquisa e desenvolvimento, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas.,Linhas de pesquisa

2015 - 2018

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2015

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2013 - 12/2019

    Pesquisa e desenvolvimento, Instituto de Economia.,Linhas de pesquisa

  • 08/2015 - 12/2016

    Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, 2015, CE342 - Métodos de Análise Econômica III, Turmas A, B e C (PED C), 2016, CE291 - História Econômica Geral II, Turmas A, B e C (PED C), 2016, CE875 - Tópicos Especiais de Economia: Temas para Discussão

2010 - 2010

Colégio Estadual Três Mártires

Vínculo: Programa de Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Professora

Outras informações:
Participação no Programa de Estágio Supervisionado. Professora de História para o 1 ano do Ensino Médio. A carga horária total foi de 120 horas.

2010 - 2010

Colégio Estadual Três Mártires

Vínculo: Programa de Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Professora

Outras informações:
Participação no Programa de Estágio Supervisionado. Professora de História para o 3 ano do Ensino Médio. A carga horária total foi de 120 horas.

2009 - 2009

Colégio Estadual Três Mártires

Vínculo: Programa de Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Professora

Outras informações:
Atividades de Estágio Docente. Professora de História no Ensino Fundamental. A carga horária total foi de 90 horas.

2005 - 2005

Escola Estadual de Ensino Médio Professor José Veridiano Ferreira

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20