Janine Simas Cardoso Rurr

Graduada em Ciências Biológicas pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques (1986), Especialista em Biologia de Vertebrados pela Federação das Faculdades Celso Lisboa (Centro de Pós-Graduação e Extensão, 1988), Mestre em Formação para Pesquisa Biomédica, pelo Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ/ 2015). Atuou como bióloga do Laboratório de Radiobiologia Molecular (IBCCF) de 1989 a 2017. A partir da implementação do Projeto ? ?Pensa Rio ? Apoio ao Estudo de Temas Relevantes e Estratégicos para o Estado do Rio de Janeiro? /FAPERJ (2007), iniciou trabalhos de sensibilização, capacitação e divulgação do método SODIS e SODIS fotocatalisado em escolas, museus, feiras e praças. Com o Projeto ?A desinfecção solar melhorando a qualidade da água?, participou da criação de um grupo multidisciplinar e interinstitucional, objetivando a capacitação de recursos humanos, voltado para a questão da Educação em Saúde no estado de Rondônia e na cidade de Ji-Paraná através do Instituto de Pesquisa Translacional em Saúde e Ambiente na Região Amazônica ? INPeTAm (2010/2014). Atualmente Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Anatomia Patológica pela Faculdade de Medicina da UFRJ (2019/1) e bióloga do Laboratório de Radiações em Biologia. Tem experiência na área de Biofísica e Fisiologia, com ênfase em Genética de Microorganismos, atuando principalmente nos seguintes temas: reparo de DNA; lesões causadas por: peróxido de hidrogênio, radiação ultra violeta (UV), luz Solar, luz solar simulada (LSS); Desinfecção Solar (SODIS), Ação Fotodinâmica (SODIS + Azul de Metileno); microrganismos extremófilos e suas aplicações biotecnológicas.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Medicina (Anatomia Patológica)

2019 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Processo de Desinfecção Solar com fotocatálise pelo Azul de Metileno (SODIS_AM) para tratamento de água potável contaminada: um estudo para validação do seu uso em populações brasileiras através de técnicas in vivo e in vitro,
Claudia de Alencar Santos Lage e Nádia C. de Oliveira Miguel. Coorientador: Bryan Hudson Hossy.

Mestrado profissional em Formação para a Pesquisa Biomédica

2013 - 2015

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: Descontaminação Microbiológica de água: Melhoramento da técnica de desinfecção solar(SOLAR) pela utilização do azul de metileno, Ano de Obtenção: 2015
Orientador: Alvaro Augusto da Costa Leitão
Coorientador: Tatiana Amorin Muniz de Alencar. Palavras-chave: SODIS; azul de metileno; Luz Solar; Luz Solar Simulada; Água; Descontaminação de Microorganismos. Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biofísica / Subárea: Radiologia e Fotobiologia / Especialidade: Genetica de Microorganismos.

Especialização em Biologia de Vertebrados

1987 - 1989

Instituto Superior de Ensino Celso Lisboa

Graduação em Ciências Biológicas

1983 - 1986

fundação técnico educacional souza marques

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2011 - 2011

II Workshop do INCT. (Carga horária: 24h). , Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, INCT, Brasil.

2009 - 2009

I Workshop do INCT. (Carga horária: 24h). , Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, INCT, Brasil.

2008 - 2008

Ensaio de Citoxicidade en vitro - Método de Difusã. (Carga horária: 32h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2008 - 2008

Ensaio Cometa para Avaliação de Dano ao DNA. (Carga horária: 40h). , Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

2005 - 2005

Coagulação, angiosênese e câncer. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2005 - 2005

Seminário Internacional Merck de Cromatografia. (Carga horária: 6h). , MERCK S.A., MERCK S.A., Brasil.

2003 - 2005

Extensão universitária em Inglês. (Carga horária: 432h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2003 - 2003

Excel. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

2003 - 2003

Fundamental Aspects of Repair and Mutagenesis. (Carga horária: 18h). , Mutagen - Brasil, MUTAGEN, Brasil.

2001 - 2001

Apoptose Aspectos Metodológicos Mecanismos e Aplic. (Carga horária: 4h). , Sociedade Brasileira de Mutagênese Carcinogênese e Teratogênese Ambiental, SBMCTA, Brasil.

2000 - 2000

Access. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1999 - 1999

Indrodução + Windows 98. (Carga horária: 44h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1999 - 1999

Matemática Para Laboratório. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1999 - 1999

I Simpósio Internacional de Identificação Humana p. (Carga horária: 18h). , Instituo de Biologia Roberto Alcantara Gomes - UERJ, IBRAG - UERJ, Brasil.

1998 - 1998

Atualização em Resistência Bacteriana a Antimicrob. (Carga horária: 5h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1998 - 1998

Fundamentos de Medicina Molecular. (Carga horária: 30h). , Academia Brasileira de Medicina Militar, ABMM*, Brasil.

1998 - 1998

Controle de agentes Cancerígenos no Meio Ambiente. (Carga horária: 6h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

1998 - 1998

Curso Alexander Hollaender. (Carga horária: 16h). , Associação Latino Americana de Mutagênese Carcinogênese e Teratogênese Ambi, ALAMCTA, Brasil.

1996 - 1996

Seminário Sobre Técnicas de Laboratório. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1995 - 1995

Avanços Tecnológicos Em Biologia Molecular. (Carga horária: 6h). , Pharmacia Biotech do Brasil Ltda, PBB, Brasil.

1991 - 1993

Francês. (Carga horária: 650h). , Alliance Francaise, AF, Brasil.

1990 - 1990

Intradução a Computação. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

1990 - 1990

Microscopia Optica. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biofísica / Subárea: Radiologia e Fotobiologia/Especialidade: Genetica de Microorganismos.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biofísica / Subárea: Radiologia e Fotobiologia/Especialidade: Reparo de Dna.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Mutagenese.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Molecular e de Microorganismos.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia Molecular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . I Workshop do Laboratório de Radiações em Biologia. 2019. (Outro).

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Bio na Rua 2009. 2009. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

1o Workshop do Laboratório de Radiações em Biologia.?Sol e água pura: uso da radiação solar com catálise pelo corante vital azul de metileno e investigação para uso humano. 2019. (Outra).

I Primeiro encontro dos Programas de Pós-Graduação do CCS.Processo de Desinfecção Solar com fotocatálise pelo Azul de Metileno (SODIS-AM) para tratamento de água potável contaminada: um estudo para validação do seu uso em populações brasileiras através de técnicas in vivo e in vitro.. 2019. (Encontro).

Sábado da Ciência - Bioeconomia: Cuidando de um futuro sustentável para todos.Sol, Água Pura e Saúde. 2019. (Oficina).

7a Semana de Integração Acadêmica da UFRJ. Aplicações biotecnológicas de microrganismos em fotoproteção. 2017. (Congresso).

IV SINTAE.Descontaminação Microbiológica da água: melhoramento da técnica de desinfecção solar (SODIS) pela utilização do azul de metileno. 2016. (Seminário).

Feira FAPERJ Ciência, Tecnologia & Inovação. Desinfecção Solar (Sodis) utilizando azul de metileno como catalisador. 2013. (Feira).

XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciãção Científica, Tecnológica, Artística e Cultural.Estudo Comparativo da Desinfeccção Solar (SODIS) por exposição ao Sol ou à Luz Solar Simulada: Efeito do Azul de Metileno como fotocatalisador. 2012. (Outra).

Congresso Brasileiro SBMCTA. Solar Disinfection (SODIS) using methylene blue as a catalyst. 2011. (Congresso).

Feira FAPERJ Ciência, Tecnologia & Inovação.Desinfecção Solar (Sodis) utilizando azul de metileno como catalisador. 2011. (Outra).

Sábado da Ciência na Praça Saenz Peña.Desinfecção Solar promovendo a Qualidade de vida. 2011. (Oficina).

X Congresso Brasileiro da Sociedade Brasileira de Murtagênese Carcinogênese e Teratogênese Ambiental (SBMCTA). olar Disinfection (SODIS) using methylene blue as a catalyst. 2011. (Congresso).

XXXIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural.Fotocatálise e desinfecção solar (SODIS) em águas contaminadas com bactérias. 2011. (Outra).

1º Congresso Científico Nacional do Lago Puruzinho. O SODIS como uma forma de tratamento da água de consumo no Puruzinho. 2010. (Congresso).

Sábado da Ciência - Meio ambiente com saúde.SODIS - Desinfecção Solar Promovendo a Qualidade da Água. 2010. (Oficina).

XXXII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural. Análise do funcionamento e ativação do sistema SOS em cepas de Escherichia coli deficientes no reparo de lesões oxidativas. 2010. (Congresso).

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2009 - Ciência no Brasil.Projeto SODIS - Desinfecção Solar Promovendo a Qualidade da água. 2009. (Outra).

FUNDAMENTAL ASPECTS OF DNA REPAIR AND MUTAGENESIS. 2003. (Simpósio).

VI JORNADA CIENTÍFICA DO IBCCF - II CONFERÊNCIA CARLOS CHAGAS FILHO.OTHER POSSOBLE FUNCTIONS FOR NUCLEOTIDE EXCISION REPAIR PROTEINS AGAINST HEAT STRESS IN E.coli. 2003. (Outra).

V JORNADA CIENTÍFICA DO INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO.ESTUDO DO MECANISMO DE REPARO IN VIVODE LESÕES XAUSADAS POR CISPLATINA EM Escherichia coli K12. 2002. (Outra).

V JORNADA CIENTÍFICA I CONFERÊNCIA CARLOS CHAGAS FILHO.SENSIBILIDADE AO PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO EM Escherichia coliÉ DEPENDENTE DA FASE DO CICLO CELULAR. 2002. (Outra).

I SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE PESQUISA EM ONCOLOGIA EXPERIMENTAL.EFEITO DOS FITOTERÁPICOS ERVA CIDREIRA E CHAPÉU-DE-COURO EM SISTEMAS BIOLÓGICOS. 2001. (Simpósio).

V CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL. AVALIAÇÃO DO POTENCIAL GENOTÓXICO E MUTAGÊNICO DE PRODUTOS FITOTERÁPICOS EM ORGANISMOS PROCARIÓTICOS. 2001. (Congresso).

V CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL. EFEITOS DOS FITOTERÁPICOS ERVA CIDREIRA ( Melissa officinalis ) E CHAPÉU DE COURO (Echinodorus macrophyllus) NA ANGIOGÊNESE DE OVOS EMBRIONADOS DE GALINHA. 2001. (Congresso).

XXIII Jornada de Iniciação Científica.SENSIBILIDADE AO PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO EM Escherichia coli É DEPENDENTE DA FASE DO CICLO CELULAR. 2001. (Outra).

I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE IDENTIFICAÇÃO HUMANA POR DNA DO RIO DE JANEIRO. 1999. (Simpósio).

IV CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL. ESTUDO DO POTENCIAL GENOTÓXICO E CLASTOGÊNICO DO CHAPÉU DE COURO (Echinodorus macrophyllus) E DA ERVA CIDREIRA (Melissa officinalis). 1999. (Congresso).

5o CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE METAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL. TOXICIDADE DO FLUORETO ESTANOSO EM CULTURAS DE Escherichia coli e Salmonella typhimurium: PARTICIPAÇÃO DE ESPÉCIES REATIVAS DE OXIGÊNIO. 1998. (Congresso).

SEMINÁRIO SOBRE TÉCNICAS DE LABORATÓRIO. 1996. (Seminário).

IV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 50 ANOS DO INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO - UFRJ.EFEITO BIOLÓGICO DO PRÉ TRATAMENTO COM SAIÃO (Kalanchoe brasiliensis) SOBRE AS FUNÇÕES SOS EM E.coli INDUZIDAS POR UV(254) E H2O2.. 1995. (Outra).

X REUNIÃO ANUAL DA FEDERAÇÃO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL - FESBE.ESTUDO DO EFEITO BIOLÓGICO DO SAIÃO (Kalanchoe brasiliensis) SOBRE AS FUNÇÕES SOS E SOBRE OS EFEITOS DO H2O2 EM E.coli.. 1995. (Outra).

XVII JORNADA INTERNA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.ESTUDO DOS EFEITOS BIOLÓGICOS DO SAIÃO (Kalanchoe brasiliensis) SOBRE AS FUNÇÕES SOS EM E.coli INDUZIDAS POR UV(254NM) E H2O2. 1995. (Outra).

40o CONGRESSO NACIONAL DE GENÉTICA. EFEITO ANTI-GENOTÓXICO DO SAIÃO (Kalanchoe pinata) EM Escherichia coli. 1994. (Congresso).

IIa REUNIÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL.EFEITO ANTI-GENOTÓXICO DO SAIÃO (Kalanchoe brasiçiensis) EM Escherichia coli.. 1994. (Outra).

XVI JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFRJ.EFEITO ANTI-GENOTÓXICO DO SAIÃO (Crassulaceae) EM Escherichia coli. 1994. (Outra).

16ª REUNIÃO ANUAL DE GENÉTICA DE MICROORGANISMOS.EFEITO DO CLORETO DE COBALTO NA INDUÇÃO DAS FUNÇÕES SOS EM BACTÉRIAS IRRADIADAS COM UV (254NM). 1989. (Outra).

XII JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFRJ.EFEITO DO CLORETO DE COBALTO NA INDUÇÃO DAS FUNÇÕES SOSEM BACTERIAS IRRADIADAS COM UV.. 1989. (Outra).

XVII REUNIÃO DA SOCIEDADE DE BIOQUÍMICA E BIOLOGIA CELULAR. 1989. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Doralice da Silva Paiva

MIGUEL, N. C. O.; SANTOS, H. A. M.; HOSSY, BRYAN HUDSON;Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.; TOMA, H. K.. Estudo morfológico e molecular de cristalino de pacientes com catarata, com ou sem esclerose sistêmica. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Faculdade de Farmácia - UFRJ.

Aluno: Ana Paula Meirelles e Avila

MIGUEL, N. C. O.; REYNAUD, F.;Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.. Estudo comparativo dos efeitos do uso de terpenos oxigenados e hidrocarbonetos sobre a pele de camundongos hairless: possibilidade de uso cosmético e farmacêutico. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Faculdade de Farmácia - UFRJ.

Aluno: Thiago Lazari Machado

MIGUEL, N. C. O.; SANTOS, H. A. M.;Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.. Análise estrutural da pele de camundongos hairless submetidos à luz solar simulada e perfil de substâncias preservantes em formulações solares: uma abordagem em fototoxicidade.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Larissa de Souza Almeida

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.; PAIVA, J. P.. Estudo da participação diferenciada do mecanismo de reparo por excisão de nucleotídeos em resposta a lesões produzidas por agentes quimioterápicos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Raiane Rosales Diniz

PÁDULA, M.;LEITÃO, A. C.; VILLA, A. L. V.;Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.; MONTEIRO, M. S. S. B.. Uso da cepa mutante ogg1 de Saccharomyces cerevisiae e luz solar simulada para estudo da eficácia e segurança de substâncias fotoprotetoras. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Jéssica Reis Bernardes

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.DeAlencar,T.A.M.. Estudo do reparo das lesões causadas por doxorrubicina em Escherichia coli associado à quelação de ferro e captação de espécie reativas de oxigênio. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Genética) - Instituto de Biologia.

Aluno: Jéssica Costa de Andrade

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.. A desinfecção solar promovendo a qualidade da água: Inativação de vírus. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Gama Filho.

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S.. 10a SIAC - Semana de Integração Acadêmica da UFRJ. 2019.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Doris Rosenthal

Rosenthal, Doris; BORGES, R. S. M.; ORTIGA, T. M. R.. Desenvolvimento de um sistema biológico para detecção de substâncias antimutagênicas. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Formação para a Pesquisa Biomédica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Olaf Malm

Malm, Olaf. Descontaminação microbiológica de água: melhoramento da Técnica de desinfecção solar (sodis) pela utilização do azul de metileno. 2015. Dissertação (Mestrado em Formação para a Pesquisa Biomédica) - Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho.

Rosane Silva

MALM, O.;SILVA, Rosane; KRUGER, W. M. A. V.. Descontaminação microbiológica de água: melhoramento da técnica de desinfecção solar (SODIS) pela utilização do azul de metileno. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional de Formação para a Pesquisa) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Bruna Alves Metzker

Utilização do sistema GO na detecção de substâncias antimutagênicas; 2015; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Biológicas) - Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Artur Rodrigues da Silva Leitão

Análise do funcionamento e ativação do sistema SOS em cepas de Escherichia coli deficientes no reparo de lesões oxidativas; 2013; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Genética) - Instituo de Biologia; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Jéssica Costa de Andrade

Monografia de conclusão de curso de graduação; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Gama Filho; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Gabriel Simas Cardoso Rurr

Prospecção Biotecnológica de Isolados Bacterianos Antárticos: Estudo da Ativação da Produção Enzimática Pela Radiação UV; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Daniel Queiroz

Desinfecção Solar (SODIS) Utilizando Azul de Metileno como Catalisador em Água Contaminada com Vírus; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas Modalidade Médica) - Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Dandara Leal Ribeiro Bastos

Respostas celulares às lesões induzidas por agentes físicos e químicos; ; 2013; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas: Biotecnologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Mayane Coelho da Silva Valentim

Estudo Comparativo da Desinfecção Solar (SODIS) por Exposição ao Sol ou à Luz Solar Simulada: Efeito do Azul de Metileno como Fotocatalisador; 2012; Orientação de outra natureza - Colégio Pedro II; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Bianca dos Santos Costa

Relatório Técnico de Estágio - Curso Controle Ambiental; 2010; Orientação de outra natureza; (Controle Ambiental) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro; Orientador: Janine Simas Cardoso Rurr;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

ÁLVARO AUGUSTO DA COSTA LEITÃO

Descontaminação microbiológica de água: Melhoramento da tácnica de desinfecção solar (SODIS) pela utilização do azul de metileno; 2015; Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional de Formação para a Pesquisa) - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Orientador: Alvaro Augusto da Costa Leitão;

Nádia Campos de Oliveira Miguel

Processo de Desinfecção Solar com fotocatálise pelo Azul de Metileno (SODIS-AM) para tratamento de água potável contaminada: um estudo para validação do seu uso em populações brasileiras através de técnicas in vivo e in vitro; Início: 2019; Tese (Doutorado em Medicina (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Orientador);

Claudia de Alencar Santos Lage

Processo de Desinfecção Solar com fotocatálise pelo Azul de Metileno (SODIS-AM) para tratamento de água potável contaminada: um estudo toxicológico para validação do seu uso em populações brasileiras; Início: 2019; Tese (Doutorado em Medicina (Anatomia Patológica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Orientador);

Tatiana Amorim Muniz de Alencar

Desenvolvimento de um sistema biológico para detecção de substâncias antimutagênicas; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Mestrado profissional de formação para a pesquisa) - Universidade Federal do Rio de Janeiro,; Coorientador: Tatiana Amorim Muniz de Alencar;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MANSUR, M. C. P. P. R. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; SILVA, J. ; SOUZA, G. R. ; CARDOSO, V. S. ; MANSOLDO, F. ; PINHEIRO, Y. ; SCHULTZ, J. ; LAGE, C. ; BALOTTIN, L. L. ; SILVA, A. R. ; SANTOS, E. P. ; ROSADO, A. ; VERMELHO, A. B. . Carotenoids from UV-resistant Antarctic Microbacterium sp. LEMMJ01. Scientific Reports , v. 9, p. 9554, 2019.

  • CARDOSO-RURR, JANINE S. ; DE PAIVA, JULIANA PATRÃO ; PAULINO-LIMA, IVAN G. ; DE ALENCAR, TATIANA A.M. ; LAGE, CLAUDIA A.S. ; Leitão, Alvaro C. . Microbiological Decontamination of Water: Improving the Solar Disinfection Technique (SODIS) with the Use of Non-toxic Vital Dye Methylene Blue. PHOTOCHEMISTRY AND PHOTOBIOLOGY , v. 95, p. 618-626, 2019.

  • HOSSY, BRYAN HUDSON ; DA COSTA LEITÃO, ALVARO AUGUSTO ; DOS SANTOS, ELISABETE PEREIRA ; MATSUDA, MONIQUE ; REZENDE, LAURA BARROS ; RURR, JANINE SIMAS CARDOSO ; PINTO, ALICIA VIVIANA ; RAMOS-E-SILVA, MARCIA ; de Pádula, Marcelo ; DE OLIVEIRA MIGUEL, NÁDIA CAMPOS . Phototoxic assessment of a sunscreen formulation and its excipients: An in vivo and in vitro study. JOURNAL OF PHOTOCHEMISTRY AND PHOTOBIOLOGY B-BIOLOGY , v. 173, p. 545-550, 2017.

  • GOMES, MARINA DAS NEVES ; Cardoso, Janine Simas ; LEITÃO, ALVARO COSTA ; QUARESMA, CARLA HOLANDINO . Mutagenic and genotoxic potential of direct electric current in Escherichia coli and Salmonella thyphimurium strains. Bioelectromagnetics , v. 37, p. n/a-n/a, 2016.

  • FELÍCIO, DEISE FONSECA ; VIDAL, LEONARDO DA SILVA ; IRINEU, ROBERTO SILVA ; LEITÃO, ALVARO COSTA ; VON KRUGER, WANDA ALMEIDA ; BRITTO, CONSTANÇA DE PAOLI ; CARDOSO, ANGÉLICA ; Cardoso, Janine Simas ; LAGE, CLAUDIA . Overexpression of Escherichia coli nucleotide excision repair genes after cisplatin-induced damage. DNA Repair (Print) , v. 12, p. 63-72, 2013.

  • Procópio, Luciano ; Alvarez, Vanessa M. ; Jurelevicius, Diogo A. ; Hansen, Lars ; Sørensen, Søren J. ; Cardoso, Janine S. ; Pádula, Marcelo ; Leitão, Álvaro C. ; Seldin, Lucy ; Elsas, Jan Dirk . Insight from the draft genome of Dietzia cinnamea P4 reveals mechanisms of survival in complex tropical soil habitats and biotechnology potential. Antonie van Leeuwenhoek (Gedrukt) , v. 1, p. 1-14, 2011.

  • Pinto, A. Viviana ; Deodato, Elder L. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; Oliveira, Eliza F. ; Machado, Sérgio L. ; Toma, Helena K. ; Leitão, Alvaro C. ; de Pádula, Marcelo . Enzymatic recognition of DNA damage induced by UVB-photosensitized titanium dioxide and biological consequences in Saccharomyces cerevisiae: Evidence for oxidatively DNA damage generation. Mutation Research (Print) , v. 688, p. 3-11, 2010.

  • Lage, C ; Alencar, T De ; Vidal, L S ; Wilmart-Gonçalves, T C ; Borba-Santos, L ; Alves, A M ; Paula-Pereira-Jr, M V ; Felicio, D L ; Irineu, R ; Cardoso, J S ; Leitão, A C . Targeting DNA in therapies: using damages to design strategies on cell sensitisation. Journal of Physics. Conference Series (Online) , v. 101, p. 012013, 2008.

  • LEITÃO, A. C. ; ALMEIDA, C. E. B. ; FONSECA, C. A. S. ; LEE, C. C. ; ASAD, L. M. B. O. ; ASAD, N. R. ; FURTADO, F. A. C. ; LAGE, C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; SILVA, A. B. ; ALVES, A. M. ; COLOMBO, A. C. ; CABRAL, R. E. C. ; FELZENSZWALB, I. ; CABRALNETO, J. B. . Cellular inactivation induced by H2O2 and active oxygen species generated by environmental stress in bacteria. CIÊNCIA E CULTURA , v. 48, p. 55-63, 1995.

  • LEITÃO, A. C. ; SOARES, R. A. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; GUILLOBEL, H. C. ; CALDAS, L. R. . Inhibition and induction of SOS responses in Escherichia coli by cobaltus cloride. Mutation Research , v. 286, p. 173-180, 1993.

  • LIMA, L.G.S. ; PAIVA, J. P. ; SIQUEIRA, C.M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; Holandino, C. ; LEITÃO, A. C. . Avaliação do potencial genotóxico e mutagênico de soluções diluídas e dinamizadas de Euphorbia tirucalli Lineu (Aveloz). In: VII Congresso Brasileiro de Farmácia Homeopática, 2009, Águas de Lindóia - SP. Brazilian Homeopathic Journal, 2009. v. 11. p. 1-2.

  • LAGE, C. ; GONÇCALVES, S. R. F. ; ALVES, A. M. ; VIDAL, L. S. ; BORBA-SANTOS, L. ; CAPELLA, M. A. M. ; Silva, Roberto Irineu ; DeAlencar,T.A.M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; Wilmart-Gonçalves, T.C. ; FELÍCIO, D. L. ; PAULAPEREIRA JR, Marcus Vinícius ; PADULA, M. ; BISCH, P. M. ; LEITÃO, A. C. . Differential survival of E. coli uvrA, uvrB, and uvrC mutants to non-UV damage induced by chemical alkylating agents depicts the possibility of alternative forms of DNA damage recognition.. In: Gordon Research Conference on DNA Repair, Mutation and Cancer, 2006, Ventura. Proceedings of the 2006 GRC, 2006.

  • MIGUEL, N. C. O. ; LAGE, C. A. S. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; HOSSY, BRYAN HUDSON ; ALMEIDA, N. S. . Avaliação morfológica de fígado e rim de camundongos hairless submetida à ingesta de água descontaminada pelo método SODIS AM (processo de descontaminação solar-azul de metileno). In: 10ª SIAc ? Semana de Integração Acadêmica da UFRJ/2019, 2019, RIO DE JANEIRO. 10ª SIAc ? Semana de Integração Acadêmica da UFRJ/2019, 2019.

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PAIVA, J. P. ; LIMA, I. G. P. ; DeAlencar,T.A.M. ; LAGE, C. A. S. ; Leitão, Alvaro C. . Microbiological decontamination of water: improving the solar disinfection technique (SODIS) with the use of non-toxic vital dye methylene blue. In: 1st Inetrnational Conference on Water Security, 2018, Toronto/Canadá. 1st Inetrnational Conference on Water Security, 2018.

  • RURR, G. S. C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LAGE, C. A. S. . Prospecção Biotecnológica de isolados Bacterianos Antárticos:Estudo da Ativação da Produção Enzimática pela Radiação UV. In: 8 Senama de Integração Acadêmica da UFRJ, 2017, Rio de Janeiro. 39a Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, 2017.

  • MARQUES, J. N. ; MANSUR, M. C. P. P. R. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LAGE, C. A. S. ; LEITÃO, A. C. ; ROSADO, A. ; VERMELHO, A. B. . Bioprodutos Microbianos Fotoprotetores e Resistência à Radiação Ultravioleta. In: 39a Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, 2017, Rio de Janeiro. 39a Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, 2017.

  • MARQUES, J. N. ; MANSUR, M. C. P. P. R. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; SOUZA, G. R. ; LEITÃO, A. C. ; SILVA, A. J. R. ; SANTOS, E. P. ; VERMELHO, A. B. . Aplicações Biotecnológicas de Microrganismos em Fotoproteção.. In: 7a Semana de Integração Acadêmica da UFRJ, 2016, Rio de Janeiro. 38a Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, 2016.

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; DeAlencar,T.A.M. ; LEITÃO, A. C. . Desenvolvimento de um Sistema Biológico para detecção de Substâncias Antimutagênicas. In: XXIX Reunião Anual da FESBE- Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2014, Caxambu. XXIX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), 2014.

  • VALENTIM, M. C. S. ; LEITÃO, A. C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Estudo Comparativo da Desinfecção Solar (SODIS) por Exposição ao Sol ou à Luz Solar Simulada: Efeito do Azul de Metileno como Fotocatalisador. In: XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ, 2012, Rio de Janeiro. XXXIV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, 2012.

  • PIMENTA, C. S. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Fotocatálise e Desinfecção Solar (SODIS) em águas contaminadas com bactérias. In: 2a Semana de Integração Acadêmica da UFRJ, 2011, Rio de Janeiro. XXXIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural. Rio de Janeiro: UFRJ, 2011.

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PIMENTA, C. S. ; ANDRADE, J. C. ; LEITÃO, A. C. . Solar Disinfection (SODIS) using methylene blue as a catalyst. In: X Congresso Brasileiro da Sociedade Brasileira de Murtagênese Carcinogênese e Teratogênese Ambiental (SBMCTA), 2011, São Pedro. X Congresso Brasileiro SBMCTA, 2011.

  • MALACHIAS, L. A. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; FREITAS, Z. M. F. ; RICCI-JUNIOR, E. ; SANTOS, E. P. ; LEITÃO, A. C. . Desenvolvimento de metodologia para avaliação da estabilidade de fotoprotetors. In: XXXII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2010, Rio de Janeiro. 1º Semana de Integração Acadêmica da UFRJ - 2010, 2010.

  • LEITAO, A. R. S. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Análise do funcionamento e ativação do sistema SOS em cepas de Escherichia coli deficientes no reparo de lesões oxidativas. In: 1º Semana de Integração Acadêmica da UFRJ - 2010, 2010, Rio de Janeiro. XXXII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2010.

  • PIMENTA, C.S ; ANDRADE, J. C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Fotocatálise e Desenfecção Solar (SODIS) em Água Contaminada com Bactérias e Vírus. In: 1º Semana de Interação Acadêmica da UFRJ - 2010, 2010, Rio de Janeiro. XXXII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2010.

  • LAGE, CLAUDIA ; CARDOSO, JANINE ; CZARY, IVAN ; LEITAO, ALVARO ; BOATTO, STEFANELLA ; SIMOS, THEODORE E. ; PSIHOYIOS, GEORGE ; TSITOURAS, CH. . A Bacteria-based Experimental Platform to Test Parameters Raised by Mathematical Models on Population Dynamics. In: ICNAAM 2010: International Conference of Numerical Analysis and Applied Mathematics 2010, 2010, Rhodes (Greece). p. 1535.

  • GOMES, M. ; VEIGA, V. F. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; Holandino, C. ; LEITÃO, A. C. . Avaliação do potencial mutagênico e genotóxico da eletroterapia. In: II Simpósio Interno de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade da Farmácia da UFRJ, 2009, Rio de Janeiro, RJ. .. .: ., 2009.

  • LEITÃO, A. C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PAIVA, J. P. ; ANDRADE, J. C. ; LIMA, I. G. P. ; COSTA, B. S. ; LAGE, C. . Desinfecção solar (SODIS) utilizando azul de metileno como catalisador. In: XXIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE, 2009, Águas de Lindóia, SP.. Anais da XXIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE. .: ., 2009.

  • MALACHIAS, L. A. ; NASCIMENTO, D. F. ; FREITAS, Z. M. F. ; LEITÃO, A. C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; RICCI-JUNIOR, E. ; SANTOS, E. P. . Development of a new methodology for assessment of the effectiveness of sunscreen formulations. In: 7th International Congess of Pharmaceutical Sciences, 2009, Ribeirão Preto, SP. Proceedings of the 7th International Congess of Pharmaceutical Sciences. .: ., 2009.

  • GOMES, M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; VEIGA, V. F. ; LEITÃO, A. C. ; Holandino, C. . Mutagenicity and genotoxicity of direct electric current: an in vitro analysis. In: III Conferencia Internacional de Electromagnetismo Aplicado, 2009, Santiago de Cuba. Anais de la III Conferencia Internacional de Electromagnetismo Aplicado. .: ., 2009.

  • LEITAO, A. R. S. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PADULA, M. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Estudo da ação mutagênica e antimutagênica da vitamina C (Ácido ascórbico) em Escherichia coli. In: XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ, 2009, Rio de Janeiro. Livro de resumos da XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ. .: ., 2009.

  • ANDRADE, J. C. ; COSTA, B. S. ; PAIVA, J. P. ; CRUZ, C. M. ; LIMA, I. G. P. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . SODIS - Inativação de Bactérias Contaminantes da Água. In: XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ, 2009, Rio de Janeiro. Livro de Resumos da XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ. .: ., 2009.

  • SOUZA, B. F. ; Wilmart-Gonçalves, T.C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Estudo comparativo dos efeitos das radiações UV-B e UV-C em Escherichia coli. In: XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ, 2009, Rio de Janeiro. Livro de Resumos da XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ. .: ., 2009.

  • SILVA, C. R. ; VARANDA, L. L. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PINTO, A. V. ; GINABREDA, G. ; LEITÃO, A. C. ; PADULA, M. . Emprego de Saccharomyces cerevisiae como modelo para estudos sobre gene ccc2 envolvido em doenças neurodegenerativa humana. In: IX Congresso Brasileiro da SBMCTA, 2009, Ouro Preto - MG. IX Congresso Brasileiro da SBMCTA Resgatando a história da mutagênese ambiental no Brasil, 2009.

  • MALACHIAS, L. A. ; LEITÃO, A. C. ; SANTOS, E. P. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; NASCIMENTO, D. F. ; FREITAS, Z. M. F. ; RICCI-JUNIOR, E. . Desenvolvimento de uma nova metodologia para avaliação da eficácia de preparações fotoprotetoras. In: XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ, 2009, Rio de Janeiro. XXXI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ. Rio de Janeiro: UFRJ, 2009.

  • Deodato, E. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PADULA, M. ; LEITÃO, A. C. . Modelos de Avaliação de Genotoxidade Aplicados a Formulações de Nutrição Parenteral Pediátrica. In: IV Congresso Brasileiro de Farmacêuticos em Oncologia, 2008, Salvador, BA. Anais do IV Congresso Brasileiro de Farmacêuticos em Oncologia, 2008.

  • Deodato, E. ; Silveira, Cintia Ferreira ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. ; PADULA, M. . Contaminação Microbiológica de antineoplásicos manipulados. In: IV Congresso Brasileiro de Farmacêuticos em Oncologia, 2008, Salvador - Bahia. Anais da SOBRAFO, 2008.

  • GOMES, M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. ; Holandino, C. . Avaliação do Potencial Mutagênico e Genotóxico da Eletroterapia. In: I Congresso de Farmácia Hospitalar em Oncologia do INCA, 2008, Rio de Janeiro. Instituto Nacional de Câncer Ministério da Saúde, 2008.

  • PAIVA, J. P. ; LAGE, C. L. S. ; LIMA, I. G. P. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; GOMES, J. . A Desinfecção Solar Promovendo a Qualidade da água. In: XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica artística e Cultural da UFRJ, 2008, Rio de Janeiro. XXX Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica artística e Cultural da UFRJ, 2008.

  • Alícia Viviana Pinto ; CARDOSO, J. S. ; Josep Casadesús ; Juan Pablo Radicella ; PADULA, M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . GENES SMR:HOMOLOGIA DE SEQUÊNCIA E ...HETEROLOGIA DE FUNÇÃO?. In: Congresso Brasileiro de Mutagênese, Carcinogênese e Teratogênese Ambiental, 2007, Mangaratiba-RJ. Revista Brasileira de Toxicologia, 2007. v. 20. p. 5-5.

  • PAULAPEREIRA JR, Marcus Vinícius ; ALVES, A. M. ; SILVA, M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. ; LAGE, C. . Estudo de lesões formadas em moléculas de DNA através do tratamento com fotoquimioterapia de psoralenos mais luz ultravioleta A (PUVA). Determinação das estruturas através da utilização de espectrometria de massas (Liquid Chromatography Electrospray Quadrupole Time-of-Fly).. In: 52o. Congresso Nacional de Genética, 2006, Foz do Iguaçu. 52o. Congresso Nacional de Genética. Ribeirão Preto, 2006. v. 1. p. 88-88.

  • PAULAPEREIRA JR, Marcus Vinícius ; ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. ; LAGE, C. . Importância da caracterização molecular de lesões formadas no DNA pelo tratamento fotoquimioterápico de psoralenos mais luz ultravioleta a (PUVA). In: XXVIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ, 2006, Rio de Janeiro. XXVIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006. v. 1. p. 284.

  • Gonçalves, S.R.F. ; FRANKLIN, E. T. P. ; CARDOSO, J. S. ; LAGE, C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Avaliação da mutagênese (forward e reversa) em Escherichia coli tratada com psoralenos mono e bifuncionais mais UV-A (PUVA).. In: VII Congresso Nacional da Soc Brasileira de Mutagênese, Carcinogênese e Teratogênese Ambiental,, 2005, Natal. Genetics and Molecular Biology, 2005. v. 28. p. 73-73.

  • FELÍCIO, D. L. ; RÖSSLE, S. C. ; BISCH, P. M. ; CARDOSO, J. S. ; LEITÃO, A. C. ; LAGE, C. . Other possible functions for nucleitide excision repair proteins against heat stress in E.coli. In: VI JORNADA CIENTÍFICA DO IBCCF - II CONFERÊNCIA CARLOS CHAGAS FILHO, 2003, Rio de Janeiro. Livro de resumo, 2003.

  • SANTOS, I. M. R. ; REIS, F. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. ; LAGE, C. . Sensibilidade ao peróxido de hidrogênio em Escherichia coli é dependente da fase do ciclo celular. In: XXIII Jornada de Iniciação Científica, 2002, Rio de Janeiro. Livo de resumo, 2002. v. 1. p. 38-38.

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; REIS, F. M. ; SANTOS, I. M. R. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Sensibilidade ao peróxido de hidrogênio em Escherichia coli é dependente da fase do ciclo celular.. In: V JORNADA CIENTÍFICA DO INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO, 2002, Rio de Janeiro. Livro de resumo, 2002. p. 170-170.

  • FELÍCIO, D. L. ; CARDOSO, J. S. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Estudo do mecanismo de reparo in vivo de lesões causadas por cisplatina em Escherichia coli K12. In: V JORNADA CIENTÍFICA DO INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO, 2002, Rio de Janeiro. Livro de resumo, 2002. p. 167-167.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; CARVALHO, M. G. C. ; LEITÃO, A. C. . Efeito dos fitoterápicos erva cidreira e chapéu-de-couro em sistemas biológicos. In: I SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE PESQUISA EM ONCOLOGIA EXPERIMENTAL, 2001, Rio de Janeiro. Livro de resumo, 2001. v. 1. p. 30-30.

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; ALVES, A. M. ; LEITÃO, A. C. . Efeitos dos fitoterápicos erva cidreira (Melissa officinalis) e chapéu-de-couro (Echinodorus macrophyllus) na angiogênese de ovos embrionados de galinha.. In: V CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL, 2001, Gramado - RS. Livro de Resumo. v. 1. p. 133-133.

  • MUNIZ, T. A. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; FONSECA, C. A. S. ; LEITÃO, A. C. . Estudo do potencial genotóxico e clastogênico do chapéu de couro (Echinodorus macrophyllus) e da erva cidreira (Melissa officinalis). In: IV CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL, 1999, Águas de São Pedro. Livro de Resumos, 1999. v. 1. p. 28-28.

  • BERNARDO FILHO, M. ; SILVA, C. R. ; OLIVEIRA, M. B. N. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; SILVA, A. B. ; PORTO, H. S. ; BEZERRA, R. ; LEITÃO, A. C. ; ARAÚJO, A. C. . Biological effects of stannous fluoride citotoxicity and lysogenic induction of Escherichia coli. In: BIOCHEMISTRY & MOLECULAR BIOLOGY '99, 1999, San Francisco - CA. Federation of American Sicieties for Experimental Biology, 1999. v. 13. p. A1453-A1453.

  • SILVA, C. R. ; MELO, S. ; SOARES, S. ; COSTA, R. ; OLIVEIRA, M. B. N. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; SILVA, A. B. ; BEZERRA, R. ; ARAÚJO, A. C. ; LEITÃO, A. C. ; BERNARDO FILHO, M. . Biological effects of stannous chloride and stannous fluoride on Escherichia coli. Role of DNA genes.. In: XVI CONGRESO DE LA ASOCIACION LATINOAMERICANA DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA Y MEDICINE NUCLEAR - ALASBIMN 99, 1999, Buenos Aires - Argentina. Livro de Resumo- ALASBIMN 99, 1999. p. 78-78.

  • SILVA, C. R. ; PORTO, H. S. ; OLIVEIRA, M. B. N. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; SILVA, A. B. ; SOUZA, J. E. Q. ; BEZERRA, R. ; ARAÚJO, A. C. ; LEITÃO, A. C. ; BERNARDO FILHO, M. . Toxicidade do fluoreto estanoso em culturas de Escherichia coli e Salmonella typhimurium: participação de espécies reativas de oxigênio.. In: 5o CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE METAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL, 1998, Curitiba - Paraná. Genetics and molecular biology, 1998. v. 21. p. 63-63.

  • ALVES, A. M. ; VIDAL, L. S. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Avaliação do potencial genotóxico e mutagênico de produtos fitoterápicos em organismos procarióticos. In: 5o CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE METAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL, 1998, uritiba - Paraná. Genetics and Molecular biology, 1998. v. 21. p. 80-80.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Efeito do pré-tratamento do Saião (Kalanchoe brasiliensis) em E.coli irradiadas com UV (254nm) e induzidas pelos efeitos do H2O2. In: 20a REUNIÃO ANUAL DE GENÉTICA DE MICROORGANISMOS, 1995, Piracicaba. Braz. J. Genet.. Piracicaba: Editora da ESALQ, 1995. v. 20. p. 92-92.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Estudo do efeito biológico do Saião (Kalanchoe brasiliensis) sobre as funções SOS e sobre os efeitos do H2O2 em E.coli. In: X REUNIÃO ANUAL DA FEDERAÇÃO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL - FESBE, 1995, Serra Negra. Livro de Resumos, 1995. v. 1. p. 430-430.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Efeito biológico do pré-tratamento do Saião (Kalanchoe brasiliensis) sobre as funções SOS em E. coli induzidas por UV(254nm) e H2O2. In: 41o CONGRESSO NACIONAL DE GENÉTICA, 1995, Caxambu. Livro de Resumos, 1995. v. 1. p. 226-226.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Efeito biológico do pré-tratamento do Saião (Kalanchoe brasiliensis) sobre as funções SOS em E. coli induzidas por UV(254nm) e H2O2. In: IV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 50 ANOS DO INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO - UFRJ, 1995, Rio de Janeiro. Livro de Resumos, 1995. v. 1. p. 5-5.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Estudo dos efeitos biológicos do Saião (Kalanchoe brasiliensis) sobre as funções SOS em E. coli induzidas por UV(254nm) e H2O2. In: XVII JORNADA INTERNA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA IBCCFO - UFRJ, 1995, Rio de Janeiro. Livro de Resumos, 1995. v. 1. p. 477-477.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Efeito anti-genotóxico do Saião (Kalanchoe pinnata) em Escherichia coli. In: 40º CONGRESSO NACIONAL DE GENÉTICA, 1994, Caxambu. Livro de Resumos, 1994. v. 1. p. 254-254.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Efeito anti-genotóxico do saião(Crassulaceae) em Escherichia coli. In: XVI JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFRJ, 1994, Rio de Janeiro. Livro de Resumos, 1994. v. 1. p. 424-424.

  • ALVES, A. M. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. . Efeito anti-genotóxico do Saião (Kalanchoe brasiliensis). In: IIa REUNIÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MUTAGÊNESE, CARCINOGÊNESE E TERATOGÊNESE AMBIENTAL, 1994, Gramado. Livro de Resumos, 1994. v. 1. p. P33-P33.

  • LEITÃO, A. C. ; SOARES, R. A. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; CALDAS, L. R. . Indução e bloqueio das funções SOS em Escherichia coli pelo tratamento com cloreto de cobalto. In: 17ª REUNIÃO ANUAL DE GENÉTICA DE MICROORGANISMOS, 1991, Brasília. Livro de Resumos, 1991. v. 1. p. C18-C18.

  • SOARES, R. A. ; GUILLOBEL, H. C. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; LEITÃO, A. C. ; CALDAS, L. R. . Efeito do Cloreto de cobalto na indução das funções SOS em bactérias irradiadas com UV(254nm). In: 16ª REUNIÃO ANUAL DE GENÉTICA DE MICROORGANISMOS, 1989, Recife. Livro de Resumos, 1989. v. 1. p. 6-6.

  • LEITÃO, A. C. ; SOARES, R. A. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; GUILLOBEL, H. C. ; CALDAS, L. R. . Efeito do Cloreto de cobalto na indução das funções SOS em bactérias irradiadas com UV(254nm). In: XII JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFRJ, 1989, Rio de Janeiro. Livro de Resumos, 1989. v. 1. p. 1-1.

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Sol e água pura: uso da radiação solar com catálise pelo corante vital azul de metileno e investigação da sua segurança para uso humano. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • RURR, JANINE SIMAS CARDOSO ; LEITÃO, A. C. ; PAIVA, J. P. ; LAGE, C. . Processo de descontaminação de água (SODIS) usando radiação solar e um fotocatalizador seguro. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. ; PAIVA, J. P. ; DeAlencar,T.A.M. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Descontaminação microbiológica da água: melhoramento da técnica de desinfecção solar (SODIS) pela utilização do azul de metileno. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Descontaminação Microbiológica da água: melhoramento da técnica de desinfecção solar (SODIS) pela utilização do azul de metileno. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • LEITÃO, A. C. ; CARDOSO, J. S. . Desinfeccção Solar (SODIS). 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

VIDAL, L. S. ; ALVES, A. M. ; KUSTER, R.M. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Genotoxicity and mutagenicity of Echinodorus macrophyllus. 2010.

LAGE, C. ; GONÇCALVES, S. R. F. ; SOUZA, L. L. ; PADULA, M. ; LEITÃO, A. C. . Differenctial survival of Escherichia coli uvrA, uvrB, and uvrC mutants to psoralen plus UV-A (PUVA): Evidence for uncoupled action of nucleotide excision repair to process DNA adducts. 2009.

VIDAL, L. S. ; SANTOS, L. B. ; LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Enhanced Sensitivity of Escherichia coli uvrB mutants to Mitomycin C point to a UV-C distinct repair for DNA adducts. 2006.

SOUZA, L. L. ; EDUARDO, I. R. ; PADULA, M. ; LEITÃO, A. C. . Endonuclease IV and Exonuclease III are involved in the repair and mutagenesis of DNA lesions induced by UVB in Escherichia coli. 2006.

DeAlencar,T.A.M. ; LEITÃO, A. C. ; LAGE, C. . Nitrogen Mustard- and Half-Mustard-Induced Damage In Escherichia coli requires different DNA repair pathways. 2005.

LOPES, J. D. R. ; CRISPIM, V. R. ; LAGE, C. . Identification of microorganisms throught the technique of neutron radiography. 2001.

GALHARDO, R. S. ; ALMEIDA, C. E. ; LEITÃO, A. C. ; CABRAL NETO, J. B. . Repair of DNA lesions induced by hydrogen peroxide in the presence of iron chelators in Escherichia coli: participation of Endonuclease IV and Fpg.. 2000.

LAGE, C. ; TEIXEIRA, P. ; LEITÃO, A. C. . Non-coherent visible and infrared radiations increase survival to UV(254nm) in Escherichia coli K12. 2000.

ALMEIDA, C. E. B. ; GALHARDO, R. S. ; FELICIO, D. L. ; CABRAL NETO, J. B. ; LEITÃO, A. C. . Copper irons mediate the lethality induced by hydrogen peroxide in low ions conditions in Escherichia coli. 2000.

FONSECA, C. A. S. ; OTTO, S. S. ; PAUGARTTEN, F. J. ; LEITÃO, A. C. . Nontoxic, mutagenic and clastogenic activities of mate-chimarrão(Ilex paraguariensis). 2000.

ALMEIDA, C. E. B. ; FELÍCIO, D. L. ; GALHARDO, R. S. ; CABRAL NETO, J. B. ; LEITÃO, A. C. . Synergistic lethal effect between hydrogen peroxide and neocuproine(2,9-dimethyl 1,10-phenanthroline) in Escherichia coli. 1999.

ASAD, N. R. ; ASAD, L. M. B. O. ; SILVA, A. B. ; FELZENSZWALB, I. ; LEITÃO, A. C. . Hydrogen peroxide induces protection against lethal effects of cumene hydroperoxide in Escherichia coli: An Ahp dependent and OxyR independent system?. 1998.

CABRAL, R. E. C. ; LEITÃO, A. C. ; LAGE, C. ; ARAÚJO, A. C. ; BERNARDO FILHO, M. ; DANTAS, F. J. S. ; CABRAL NETO, J. B. . Mutational potentiality of stannous chloride: An important reducing agent in the Tc-99M-radiopharmaceuticals. 1998.

ASAD, N. R. ; ASAD, L. M. B. O. ; SILVA, A. B. ; FELZENSZWALB, I. ; LEITÃO, A. C. . Hydrogen peroxide effects in Escherichia coli cells. 1998.

ASAD, L. M. ; ASAD, N. R. ; SILVA, A. B. ; FELZENSZWALB, I. ; LEITÃO, A. C. . Hydrogen peroxide induces protection against N-methyl1-N'-nitrosoguanidine(MNNG) effects in Escherechia coli. 1997.

ASAD, L. M. ; ASAD, N. R. ; FELZENSZWALB, I. ; LEITÃO, A. C. . Role of SOS and OxyR systems in the repair of Escherichia coli submitted to hydrogen peroxide under low iron conditions.. 1997.

FURTADO, F. A. C. ; ASAD, N. R. ; LEITÃO, A. C. . Effects of 1,10-phenantroline and hydrogen peroxide in Escherichia coli: Lethal interaction. 1997.

ASAD, N. R. ; ALMEIDA, C. E. ; ASAD, L. M. B. O. ; FELZENSZWALB, I. ; LEITÃO, A. C. . Fpg and UvrA proteins participate in the of DNA lesions induced by hydrogen peroxide in low iron level in Escherichia coli.. 1995.

FONSECA, C. A. S. ; LEAL, J. ; COSTA, S. ; LEITÃO, A. C. . Genotoxic and mutagenic effects of guarana(Paullinia cupana) in prokaryotic organisms.. 1994.

LEITAO, A. C. ; BRAGA, R. S. . Mutagenic and genotoxic effects of mate (Ilex paraguariensis) in prokaryotic organisms.. 1994.

ASAD, L. M. ; ALMEIDA, C. E. ; SILVA, A. B. ; ASAD, N. R. ; LEITÃO, A. C. . Hydrogen peroxide induces the repair of UV-damage in Escherichia coli: a lexA-dependent but uvrA- and recA-dependent mecanism.. 1994.

LAGE, C. ; LEITÃO, A. C. . Membrane permeability and sensitivity to lethal heat are affected by lexA and recA mutations in Escherichia coli K12. 1994.

ASAD, N. R. ; ASAD, L. M. B. O. ; ALMEIDA, C. E. ; LEITÃO, A. C. . Lethal interaction between hydrogen peroxide and o-phenanthroline in Escherichia coli.. 1994.

ASAD, N. R. ; LEITÃO, A. C. . Effects of metal ion chelators on DNA strand breaks and inactivation produced by hydrogen peroxide in Escherichia coli: detection of iron-independent lesions.. 1991.

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Sistema SODIS de Desinfecção de Água. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Sistema SODIS de Desinfecção de Água. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . Bio na Rua. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . SODIS- A Desinfecção solar promovendo a qualidade da água. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

CABRALNETO, J. B. ; SARASIN, A. ; HASON-VOLOCH, A. ; Cardoso, J.S. ou Cardoso-Rurr, J.S. . GENETIC INSTABILITY AND CANCER. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Processo de Desinfecção Solar com fotocatálise pelo Azul de Metileno (SODIS-AM) para tratamento de água potável contaminada: um estudo para validação do seu uso em populações brasileiras através de técnicas in vivo e in vitro, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Claudia de Alencar Santos Lage em 30/05/2019., Descrição: A UNICEF e a OMS estimam que 780 milhões de pessoas não tenham acesso ao abastecimento de água tratada e 2,4 bilhões de pessoas não tenham saneamento adequado. As consequências das doenças associadas a essas condições são preocupantes, principalmente as que causam diarreia. Cerca de 90% das mortes por doenças diarreicas são atribuídos à falta de água potável, saneamento e higiene. Estas são responsáveis por cerca de 2,2 milhões de mortes anualmente nos países em desenvolvimento, mas impactam desproporcionalmente as crianças, com 1,5 milhão de mortes por ano. Uma grande variedade de tecnologias vem sendo implementada, para melhorar as condições da água para uso doméstico, dentre estas a desinfecção solar da água (SODIS). O procedimento padrão consiste na utilização de garrafas PET (normalmente polietileno tereftalato) transparente, contendo água não potável a ser consumida por períodos entre 1-2 dias numa posição de exposição ao máximo período de luz solar. A radiação solar penetra o interior das garrafas atingindo os patógenos, destruindo-os e alcançando 99,9% de morte. De acordo com os padrões de potabilidade da OMS é classificado sem risco nenhum coliforme fecal em 100 ml de suprimentos de água. Este método é eficaz contra um grande gama de patógenos, embora alguns deles permaneçam resistentes à luz solar, comprometendo a qualidade onipresente do método SODIS. Com o tempo nublado, por exemplo, bactérias e vírus ainda são encontrados, após a exposição à luz solar de um dia inteiro, sendo necessários de 10 a 48 horas para que ocorra a desinfecção adequada. Neste contexto, aditivos simples e de baixo custo foram encontrados para aumentar as taxas de desinfecção solar e pesquisas anteriores forneceram alguns resultados sobre os mecanismos pelos quais esses aditivos aceleraram a inativação microbiana. Além dos agentes físicos, a fotossensibilização é capaz de otimizar o potencial esterilizante da desinfecção solar quando não for possível atingir a irradiância e a temperatura adequadas. O Azul de Metileno (AM) é de uma categoria especial de agentes fotossensibilizadores. Estes são capazes de intensificar a produção de ERO, ao absorverem um fóton de luz de comprimento de onda na faixa de 660nm (luz visível vermelha), são ativados e reagem com moléculas de oxigênio, por transferência de energia, elétrons ou prótons, produzindo radicais livres e/ou oxigênio singleto, ocasionando a destruição das células. O AM é foto decomposto pela radiação solar, causando alteração no aspecto da água, que do tom azulado característico, passa ao incolor (LEUCO), para o consumo. O método SODIS-AM é potencialmente aplicável como um processo de desinfecção em locais de boas condições de temperatura e radiação solar durante diferentes estações do ano. Estudos em modelos in vivo deverão ser realizados para confirmar se o AM pode ser usado como uma opção segura e eficaz para a descontaminação microbiológica de água em nível doméstico em regiões sem acesso conveniente à água tratada. O objetivo deste projeto é investigar a segurança e a toxicidade (hepática e renal) da administração oral da água tratada pelo processo SODIS-AM na sua forma normal (azul) e reduzida (leuco) por meio de análises in vitro e in vivo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Lage, C - Coordenador / HOSSY, BRYAN HUDSON - Integrante / Nádia Campos de Oliveira Miguel - Integrante.

  • 2017 - Atual

    O Ambiente Microbiológico Antártico como Modelo de Estudos em Astrobiologia, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Claudia de Alencar Santos Lage em 13/12/2018., Descrição: Micro-organismos preservados dentro de permafrost, glaciares e mantos de gelo do planeta Terra podem ser análogos a formas de vida microbiana existentes no gelo ou permafrost de Marte, Europa, Callisto, Ganimede, asteroides, cometas ou outros locais congelados no Cosmos. A presença de micro-organismos psicrofílicos e psicrotolerantes na criosfera terrestre ajuda a estabelecer os limites temporais e de temperatura da vida no Universo. Os micro-organismos criopreservados podem permanecer viáveis mesmo em condições de anaerobiose encontradas no gelo e no permafrost por milhares de anos. Esses locais podem conter DNA, lipídeos, enzimas, proteínas e genes primitivos ainda intactos além da própria microbiota autóctone. Muitos micro-organismos mantêm seu metabolismo ativo em filmes da água e brine, nos estreitos canais alcalinos ou ácidos formados no permafrost ou no gelo a temperaturas abaixo de zero grau Celsius. Complexas comunidades microbianas vivem na neve, em bolhas de ar aprisionadas no gelo e em buracos crioconitos nos glaciares e são criopreservados dentro do permafrost, glaciares e manto de gelo. O grupo de microbiologia microbiana do Instituto Oceanográfico da USP, que coordenou o projeto "Microbial Diversity of Terrestrial and Maritime ecosystems in Antarctic Peninsula? (ID No. 403), no Ano Polar Internacional, reunido com outras instituições da USP e com a UFRJ, a UNICAMP e a UFMG, vem empregando diversas ferramentas para verificar a presença e caracterizar a comunidade microbiana de bactérias, arqueias e fungos presentes no permafrost, sedimentos marinhos em diversas profundidades, gelo, neve e lagos antárticos. Os isolados obtidos têm sido caracterizados filogenetica e fenotipicamente. Os extremófilos recuperados de enriquecimentos de permafrost, gelo e sedimentos profundos entre outros, podem ser mais bem estudados para nos fornecer informações relevantes sobre como e onde poderíamos buscar evidências de vida microbiana em outros locais no Cosmos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Claudia Lage - Coordenador / Douglas Galante - Integrante / Vivian Helena Pellizari - Integrante / Cristina Nakayama - Integrante / Amanda Gonçalves Bendia - Integrante / Ana Claudia Veleije - Integrante / Alexandre Borges Murad - Integrante.

  • 2010 - 2015

    SODIS - Melhorando a qualidade da água, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Alvaro Augusto da Costa Leitão em 29/05/2019., Descrição: O consumo da água microbiologicamente contaminada é a principal causa de diarreia. A contaminação de rios, lagos, fontes e nascentes provoca várias mortes no mundo e a cada hora mais de 200 crianças perdem a vida em decorrência desta contaminação. O uso racional de água potável é um dos principais desafios de Governos e Organizações Mundiais. Intervenções fáceis e baratas são praticadas por comunidades não abastecidas por água de boa qualidade. Neste contexto a Desinfecção Solar (SODIS), tem se mostrado de grande eficiência para a desinfecção da água, inativando diversos tipos de micro-organismos. É um exemplo de uma prática simples e de baixo custo para a população. O procedimento consiste na exposição de garrafas PET com água não potável ao sol por um período de 6 horas. Com o objetivo de acelerar o processo e melhorar a inativação foram estudados os efeitos do Azul de Metileno (AM) como um catalisador (ação fotodinâmica), pois este corante quando absorve a luz em determinado comprimento de onda, gera oxigênio singleto como espécie reativa inativando bactérias e vírus presentes na água. Foram usadas duas espécies Gram positivas (Staphylococcus epidermidis e Deinococcus radiodurans), duas espécies Gram negativas (Escherichia coli e Salmonella typhimurium) e o fago lambda. Em todas as experiências observou-se um efeito sinérgico letal quando as culturas são iluminadas na presença do AM. Os resultados deste estudo indicam que a inativação bacteriana pode ser alcançada em um tempo muito inferior quando se utiliza AM associado ao tratamento SODIS. Para fagos o período de tempo é ainda menor. Portanto, esta tecnologia mostrou-se capaz de prover água segura, através da inativação de micro-organismos em geral, inclusive os patogênicos, os mais resistentes e insensíveis ao SODIS, permitindo assim, seu uso em áreas normalmente menos ensolaradas. Palavras-chave: SODIS, Azul de Metileno, Luz Solar, Luz Solar Simulada, Água Descontaminação, Microorganismos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro C Leitão - Coordenador / Tatiana Amorim Muniz de Alencar - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante / Camilla S Pimenta - Integrante / Mayane Coelho da Silva Valentim - Integrante / Daniel Queiroz - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Estudo da participação diferenciada do mecanismo de reparo por excisão de nucleotídeos em resposta a lesões produzidas por agentes quimioterápicos., Descrição: O projeto consiste do estudo dos efeitos biológicos de quimioterápicos utilizados no tratamento de câncer e outras doenças. Os quimioterápicos utilizados serão a mitomicina C, cisplatina, doxorrubicina, mostardas nitrogenadas e psoralenos fotoativados. Inicialmente serão utilizados diferentes mutantes bacterianos deficientes em diversos mecanismos de reparação, no sentido de compreender o papel que cada lesão tem de recrutar o seu específico mecanismo de reparo de DNA. Utilizaremos experimentos de inativação celular, em presença e ausência de quelantes de íons metálicos, além de captadores de radicais livres, assim como tem sido feito em alguns de nossos trabalhos para avaliarmos o potencial oxidativo destes agentes. A técnica de eletroforese alcalina em gel de agarose permitirá a análise do nível de danos no DNA e o mecanismo de reparo requerido para cada agente. Para a detecção e caracterização das diversas lesões induzidas pelos agentes estudados utilizaremos a técnica de Espectrometria de Massas, tanto para lesões produzidas in vitro como in vivo, através da análise de DNA de esperma de salmão e DNA extraído dos mutantes utilizados nos tratamentos descritos, respectivamente. A partir dos resultados obtidos com organismos procariotos, em termos de definição da lesão e mecanismo de reparo de DNA requerido, pretendemos utilizar organismos eucariotos e os mesmos agentes utilizados no trabalho. Assim, no futuro, uma vez conhecidas estas vias de reparo, tentaremos interferir e melhorar os procedimentos adotados atualmente em quimioterapia... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Integrante / Leonardo da Silva Vidal - Integrante / Claudia Lage - Integrante / Tatiana Amorim Muniz de Alencar - Coordenador / Tula Celeste Wilmart-Gonçalves - Integrante.

  • 1989 - Atual

    Respostas celulares às lesões induzidas por agentes físicos e químicos, Descrição: Estudar os mecanismos pelos quais as células respondem às agressões do meio ambiente. Estudar os mecanismos de reparação das lesões produzidas no DNA celular pelos agentes físicos e químicos. Utilizar sistemas bacterianos para a detecção de substâncias potencialmente cancerígenas. Estudam-se principalmente os efeitos de espécies ativas de oxigênio, e de agentes químicos que se ligam ao DNA. Estudam-se os efeitos genotóxicos e mutagênicos de fitoterápicos largamente consumidos no país.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Leonardo da Silva Vidal - Integrante / Claudia Lage - Integrante / Alvaro C Leitão - Coordenador / Tatiana Amorim Muniz de Alencar - Integrante / de Pádula, Marcelo - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água . . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2008 - Atual

    SODIS - a desinfecção solar promovendo a qualidade da água, Descrição: O processo SODIS (do inglês "SOlar DISinfection") foi padronizado como um protocolo de exposição de água contaminada dentro de garrafas plásticas PET (Poli-Etileno Tereftalato) por um período de 6h de sol intenso, após o que a água apresenta-se razoavelmente própria para o consumo humano. Tem sido demonstrado que a associação entre a radiação ultravioleta + calor solar resulta na inativação da maioria dos patógenos presentes na água. Assim, os números apontam para uma importante queda da mortalidade infantil nas comunidades onde o SODIS foi implementado no mundo. Fundamentalmente, ainda existe um ponto nevrálgico a ser abordado quanto ao processo, que decorre do problema da insolação inadequada em certas regiões do globo ou quando há nebulosidade e, para isso, estuda-se a fotocatálise com dióxido de titânio como meio de amplificar o efeito da radiação UV solar e manter a eficiência do processo. Todavia, o dióxido de titânio apresenta-se como um material floculado que requer sua remoção por filtração antes do consumo, o que dificulta a implementação do processo SODIS em comunidades reais. Nosso grupo, historicamente importante quanto aos estudos dos efeitos biológicos das radiações, propos o uso de um corante vital não-tóxico, o Azul de Metileno, como fotocatalisador limpo no protocolo SODIS. Com alta eficiência de absorção de luz solar, o corante ativado produz Espécies Ativas de Oxigênio que são prontamente consumidas na interação com as células presentes no meio, inativando-as. Nesse processo, o corante, inicialmente azul, se inativa passando a uma forma incolor, deixando a água numa condição microbiologica e visualmente propícia para consumo direto. Ao longo dos últimos doze meses de execução deste projeto, foi experimentalmente verificado que mesmo pequenas concentracoes do corante aumentam significativamente a inativação bacteriana em comparação com o SODIS padrão, tanto em água estéril contaminada com cepas de laboratório, quanto com amostras de água .. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Janine Simas Cardoso Rurr - Integrante / Alvaro Costa Leitão - Coordenador / Claudia Lage - Integrante / Juliana Patrão de Paiva - Integrante / Ivan Gláucio Paulino Lima - Integrante / Jéssica Costa de Andrade - Integrante / Bianca S. Costa - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Instituto Nacional de Pesquisa Translacional da Amazônia - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

3ª colocada para a bolsa de estudo (Doutorado sanduíche) do Programa Erasmus+ ICM18 UCA, Erasmus+ICM18 UCA / Diretoria de Relações Internacionais DRI/UFRJ.

2017

Mensão Honrosa à trabalho apresentado na 8a Semana de Integração Acadêmica da UFRJ, UFRJ.

2009

3º melhor trabalho do II Simpósio Interno de Ensino, Pesquisa e Extensão da Faculdade de Farmácia da UFRJ com o título Avaliação do Potencial Mutagênico e Genotóxico da Eletroterapia, Faculdade de Farmácia - UFRJ.

2006

Melhor Trabalho Iniciação Científica - Mutagênese, Sociedade Brasileira de Genética., Sociedade Brasileira de Genética..

2001

Prêmio da V Reunião Anual da Soc. Bras. Mutagenese, Carcinog. e Teratog. Ambiental, Fundação Banco do Brasil.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural. , Av Carlos Chagas Filho, 373, Ilha do Fundão, 21941902 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 39386576, Fax: (21) 22808293

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

1989 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Bióloga, Carga horária: 45, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 12/2016

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, .,Linhas de pesquisa

  • 02/2008

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Linhas de pesquisa

  • 01/1989

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Linhas de pesquisa

  • 01/1989

    Serviços técnicos especializados , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Serviço realizado, Auxílio à formação de novos alunos, desenvolvimento de projetos de pesquisa e preparação e apresentação de seminários científicos.

  • 01/2009 - 12/2015

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, .,Linhas de pesquisa

  • 02/2008 - 04/2009

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Linhas de pesquisa

  • 01/2006 - 05/2008

    Serviços técnicos especializados , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Serviço realizado, Caracterização do Potencial Mutagênico/Genotóxico de Nutrição Parenteral Pediátrica.

  • 04/2006 - 04/2007

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Linhas de pesquisa

  • 04/2006 - 04/2007

    Serviços técnicos especializados , Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, Programa de Biologia Molecular e Estrutural.,Serviço realizado, Construção de Mutantes Bacterianos(Procedimento Genético e de Biologia Molecular).