Humberto Freitas de Medeiros Fortunato

Doutor em Oceanografia (PPGOCN - UERJ), Mestre em Ecologia e Evolução (PPGEE - UERJ), Bacharel em Biologia Marinha (FAMATh) e mergulhador PADI. Minhas principais áreas de interesse são Interações ecológicas, Bioinvasão, Bioincrustação, Taxonomia integrativa e Divulgação científica. Tenho experiência em campo e em laboratório nas áreas de ecologia, morfologia, genética e química. Atualmente, atuo como consultor ambiental prestando serviço para a empresa hubz. As minhas ambições são as mesclar o conhecimento acadêmico com a vivência offshore com o objetivo de adquirir e transmitir o conhecimento para uma gama de pessoas que utilizam o setor marítimo, sejam elas acadêmicos, profissionais da indústria, ONGs e gestores públicos.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Oceanografia

2015 - 2019

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: A diversidade da Ordem Suberitida (Filo Porifera) sob a luz dos caracteres morfológicos, assinaturas metabólicas e sistemática molecular
Orientador: em Aix-Marseille Université ( Thierry Perez)
com Gisele Lôbo Hajdu. Coorientador: Thierry Pérez. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Esponjas marinhas; Metabolômica; Oceano Atlântico Tropical Ocidental; Filogenia; Taxonomia integrativa; Novas espécies. Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética.

Mestrado em Ecologia e Evolução

2013 - 2015

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: Estrutura de comunidades de esponjas marinhas da Ilha Grande e cercanias: abundância, riqueza e diversidade,Ano de Obtenção: 2015
Gisele Lôbo-Hajdu.Coorientador: Guilherme Ramos da Silva Muricy. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Estrutura de comunidades; Esponjas marinhas; Biodiversidade.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de comunidades. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Taxonomia.

Graduação em Biologia Marinha

2008 - 2012

Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh
Título: Avaliação do Potencial de Defesa Anti-incrustante de Macroalgas Pardas (Phaeophyceae)
Orientador: Beatriz Grosso Fleury

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2020 - 2020

Helicopter Underwater Escape Training (HUET). (Carga horária: 8h). , JJR Solutions LTDA., JJR, Brasil.

2020 - 2020

Curso Básico de Segurança em Plataforma (CBSP). (Carga horária: 40h). , JJR Solutions LTDA., JJR, Brasil.

2016 - 2016

Database and Dereplication Workshop. (Carga horária: 6h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2016 - 2016

Sea Survival. (Carga horária: 8h). , Seal Inspection & Training LTDA., SEAL, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em Formação de mediadores da exposição de Darwin Rio+. (Carga horária: 30h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em SPONGE BIODIVERSITY OF THE CARRIBEAN SEA. (Carga horária: 60h). , Institut Méditerranéen de Biodiversité et d?Ecologie marine et continental, IMBE, França.

2013 - 2013

Extensão universitária em Daniel Jouvance - UPMC International School. (Carga horária: 54h). , Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, IEAPM, Brasil.

2013 - 2013

Emprego de marcadores moleculares no estudo de organismos marinhos. (Carga horária: 7h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2013 - 2013

Identificação de poríferos marinhos brasileiros. (Carga horária: 5h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2013 - 2013

Ecología larval y plasticidad fenotípica en invertebrados bentónicos. (Carga horária: 6h). , Universidad de la República, UDELAR, Uruguai.

2012 - 2012

Produtos naturais de organismos do bentos marinho. (Carga horária: 10h). , Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.

2011 - 2012

Mergulho Avançado. , Tubarão Rio, PADI, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em Introdução á Química Ambiental. (Carga horária: 40h). , Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh, Brasil.

2009 - 2010

Mergulho Básico. , Canto do Rio, CANTO DO RIO, Brasil.

2009 - 2009

Taxonomia de Porifera. (Carga horária: 6h). , Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh, Brasil.

2008 - 2008

Biodiversidade do Costão Rochoso. (Carga horária: 8h). , Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh, Brasil.

2008 - 2008

Introdução às Aves de Rapina - Identificação e técnicas de pesquisa. (Carga horária: 8h). , Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh, Brasil.

2008 - 2008

Montagem de Aquário de água salgada. (Carga horária: 2h). , Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh, Brasil.

2008 - 2008

Orcas - Biologia, Ecologia e Conservação. (Carga horária: 5h). , Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh, Brasil.

2008 - 2008

Contaminação de manguezais por hidrocarbonetos. (Carga horária: 6h). , Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Alemão

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas/Especialidade: Ecologia Química Marinha.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Metabolômica.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Poluição.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Sistemática Molecular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FORTUNATO, H. F. M. ; Carvalho, B. C. ; Costa, M. C. O. ; Stanton, N. ; Skinner LF . Desbravando as Ciências do Mar: 10 anos do PPG-OCN da UERJ. 2018. (Congresso).

FORTUNATO, H. F. M. . Semana do Meio Ambiente. 2012. (Congresso).

FORTUNATO, H. F. M. . XI Semana de Biologia - FAMATh. 2011. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

3° Simpósio Brasileiro de Espongologia (SIBESPemcasa).Desvendando as Esponjas do inexplorado nordeste setentrional: um olhar especial para a ordem Suberitida. 2020. (Simpósio).

1° Workshop CoIDigi. 2019. (Encontro).

Conexão Oceano. 2019. (Encontro).

Workshop 20 Anos do CEADS na Ilha Grande: Conquistas e Desafios/I Seminário de Pesquisadores da Baía da Ilha Grande.Biodiversidade de esponjas marinhas da classe Demospongiae da Baía da Ilha Grande. 2019. (Seminário).

15ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia."O que é isso crescendo no meu barco?" Um projeto de Extensão para o ensino de Biologia Marinha. 2018. (Outra).

Desbravando as Ciências do Mar: 10 anos do PPG-OCN da UERJ."O que é isso crescendo no meu barco?" Um projeto de Extensão para o ensino de Biologia Marinha. 2018. (Encontro).

6th BCNP Brazilian Conference on Natural Products. Natural Products as Proteasome Inhibitors. 2017. (Congresso).

6th BCNP Brazilian Conference on Natural Products. Screening of Metabolites from Marine Sponges from the Archipelago of Fernando de Noronha. 2017. (Congresso).

Fórum de Debates do PPGZoo. 2017. (Encontro).

SIMPÓSIO PREPARATÓRIO BRASIL/FRANÇA SOBRE BIODIVERSIDADE. 2017. (Simpósio).

Database and Dereplication Workshop. 2016. (Encontro).

I International Workshop on Marine Chemical Ecology and Bioproducts. 2016. (Encontro).

Symposium on Marine Natural Products. 2016. (Simpósio).

5 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Taxonomia do gênero Amphimedon (Porifera, Haplosclerida, Niphatidae) na Baía da Ilha Grande, litoral sul do Estado do Rio de Janeiro.. 2015. (Congresso).

5 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Caracterização espaço temporal das comunidades bênticas, e suas interações com o ofiuróide invasor Ophiothela mirabilis Verril, 1867 na Baía de Ilha Grande, RJ. 2015. (Congresso).

XVI COLACMAR. BIODIVERSITY AND STRUCTURE OF MARINE SPONGES ASSEMBLIES IN ILHA GRANDE BAY, RIO DE JANEIRO, BRAZIL. 2015. (Congresso).

XVI COLACMAR. 2015. (Congresso).

17 Simpósio de Biologia Marinha.ESTAMOS DEFENDIDAS? POTENCIAL DE DEFESA ASSOCIATIVA EM MACROALGAS PARDAS FRENTE A PEIXES COSTEIROS DA PRAIA DA TARTARUGA, ARMAÇÃO DOS BÚZIOS, RIO DE JANEIRO, BRASIL.. 2014. (Simpósio).

Encontro de Profissionais Instituto JCA.Encontro de Profissionais. 2014. (Encontro).

VI Fórum de Zoologia da Unigranrio.Mergulho Científico como ferramenta de estudo de organismos bentônicos marinhos: foco no Filo Porifera. 2014. (Outra).

X Semana de Biologia UNIRIO.Introdução ao Mergulho Científico. 2014. (Outra).

X Semana de Biologia UNIRIO.Comunicação química entre organismos marinhos.. 2014. (Outra).

4 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. 2013. (Congresso).

Ninth World Sponge Conference. Biodiversity of marine sponges from Ilha Grande, Rio de Janeiro state, southeastern Brazil. 2013. (Congresso).

XV Congreso LatinoAmericano de Ciências Del Mar. 2013. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Oceanografia. Avaliação do Potencial de Defesa Anti-incrustante de Macroalgas Pardas (Phaeophyceae). 2012. (Congresso).

Darwin no Tocorimé - Rio +20.Darwin no Tocorimé. 2012. (Encontro).

3 Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. 2011. (Congresso).

"Pensando Ibragrande".Projeto Coral-Sol. 2010. (Encontro).

II Simpósio em Genética e Evolução da UFRJ - Teoria Evolutiva e Biodiversidade. 2010. (Simpósio).

Semana do Meio Ambiente FAMATh: Alterações Climáticas e Impactos na Biodiversidade. 2010. (Encontro).

IX Semana de Biologia- Biotecnologia. 2009. (Encontro).

VIII Semana de Biologia- O Universo de Atuação do Biológo. 2008. (Encontro).

XX Semana Nacional de Oceanografia. 2008. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Vinicius Gomes de Araujo Silva

Skinner LF; BARBOZA, D. F.; Portela HA;FORTUNATO, H. F. M.. Diversidade de foraminíferos associados a placas de bioincrustação em uma Baía tropical no Atlântico Sul. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Ester Gomes da Silva

Tardin, R; Maciel, IS; Prevedello, JA;FORTUNATO, HUMBERTO F. M.. Áreas preferenciais do Boto-cinza (Sotalia guianensis Van Benédén, 1864) na Baía de Sepetiba, RJ. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Joel Campos de Paula

Fleury, B. G.;De Paula, Joel Campos; Maia, L. F.; Creed, J. C.; Muniz, R. A.. Avaliação do potencial de defesa anti incrustante de macroalgas pardas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdades Integradas Maria Thereza.

Júlio César Cruz Fernandez

FERNANDEZ, J.C.C.; BOURY-ESNAULT, N.; PEREZ, T.; LEAL, E. E.. A diversidade da Ordem Suberitida (Filo Porifera) sob a luz dos caracteres morfológicos, assinaturas metabólicas e sistematica molecular. 2019. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Lenize Fernandes Maia

FLEURY, B. G.; PAULA, J. C.;MAIA, L. F.; CREED, J. C.; MUNIZ, R. A.. Avaliação do potencial de defesa anti-incrustante de macroalgas pardas (Phaephyceae). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação em Biologia Marinha) - Faculdades Integradas Maria Thereza.

Valéria Laneuville Teixeira

LAVRADO, H. P.; SKINNER, L. F.; BOURY-ESNAULT, N.;TEIXEIRA, V. L.; LAZOSKI, C. V. S.. A diversidade da Ordem Suberitida(Filo Porifera) sob a luz dos caracteres morfológicos,assinaturas metabólicas e sistemática molecular. 2019. Tese (Doutorado em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Gisele Lobo Hajdu

Lobo-Hajdu, G. Abordagem quali-quantitativa da diversidade de esponjas marinhas (Ordem Suberitida) distribuídas ao longo do Oceano Atlântico Sudoeste e do Mar do Caribe, através da utilização de caracteres morfológicos, genéticos e químicos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Helena Passeri Lavrado

Lavrado, Helena Passeri. Abordagem quali-quantitativada diversidade de esponjas marinhas (Ordem Suberitida) distribuidas ao longo do Oceano Atlãntico Sudoeste e do Mar do Caribe, através da utilização de caracteres morfológicos, genéticos e químicos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Cristiano Valentim da Silva Lazoski

LAZOSKI, CRISTIANO. A diversidade da Ordem Suberitida (Filo Porifera) sob a luz dos caracteres morfológicos, assinaturas metabólicas e sistemática molecular. 2019. Tese (Doutorado em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Rosana Mazzoni Buchas

MAZZONI, ROSANAHAJDU, Gisele. Biodiversidade e dinâmica estrutural de assembléias locais da comunidade de esponjas marinhas da Ilha Grande, Rio de Janeiro, Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Beatriz Grosso Fleury

FLEURY, B.G.; Carraro, J.L de F.; Zilberberg, C.. Biodiversidade e dinâmica estrutural de assembleias locais da comunidade de esponjas marinhas da Ilha Grande, Rio de Janeiro, Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Carla Zilberberg

FLEURY, B.;ZILBERBERG, C.ZILBERBERG, C.; CARRARO, J.. Biodiversidade e dinâmica estrutural de assembléias locais da comunidade de esponjas marinhas da Ilha Grande, Rio de Janeiro, Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Luís Felipe Skinner

HAJDU, G. L.; PEREZ, T.;SKINNER, L. F.LAVRADO, Helena Passeri; BOURY-ESNAULT, N.; TEIXEIRA, V. L.; LAZOSKI, C. V. S.. A diversidade da Ordem Suberitida (Filo Porifera) sob a luz dos caracteres morfológicos, assinaturas metabólicas e sistemática molecular. 2019. Tese (Doutorado em Oceanografia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Ester Gomes da Silva

DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS LABORATORIAIS PARA ESTUDO TAXONÔMICO DE ESPONJAS MARINHAS DA ORDEM SUBERITIDA; 2016; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato;

Marcella Cristina Frazão da Silva

DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS LABORATORIAIS PARA ESTUDO TAXONÔMICO DE ESPONJAS MARINHAS (PORIFERA, DEMOSPONGIAE); 2014; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; Orientador: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Joel Campos de Paula

Avaliação do potencial de defesa antiincrustante de macroalgas pardas (Phaeophceae); 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdades Integradas Maria Thereza; Orientador: Joel Campos de Paula;

Gisele Lobo Hajdu

Estrutura de comunidades de esponjas marinhas da Ilha Grande e cercanias: abundância, riqueza e diversidade; 2015; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Gisele Lôbo Hajdu;

Gisele Lobo Hajdu

A diversidade da Ordem Suberitida (Filo Porifera) sob a luz dos caracteres morfológicos, assinaturas metabólicas e sistemática molecular; 2019; Tese (Doutorado em Pós Graduação em Oceanografia (31004016054P0)) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Gisele Lôbo Hajdu;

Beatriz Grosso Fleury

Avaliação do potencial de defesa anti-incrustante de macroalgas pardas Phaeophyceae); 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biologia Marinha) - Faculdades Integradas Maria Thereza; Orientador: Beatriz Grosso Fleury;

Guilherme Ramos da Silva Muricy

Biodiversidade e dinâmica estrutural de assembleias de esponjas marinhas (Filo Porifera) da Ilha Grande e cercanias, Rio de Janeiro, Brasil; 2016; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Evolução) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro,; Coorientador: Guilherme Ramos da Silva Muricy;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • Humberto F.M. Fortunato ; Pérez, T ; LÔBO-HAJDU, GISELE . Morphological description of six species of Suberitida (Porifera: Demospongiae) from the unexplored north-eastern coast of Brazil, with emphasis on two new species. JOURNAL OF THE MARINE BIOLOGICAL ASSOCIATION OF THE UK (ONLINE) , v. 100, p. 1-12, 2020.

  • FORTUNATO, H. F. M. ; de Paula TS ; ESTEVES, E. L. ; Muricy, G.R.S. ; Lobo-Hajdu, G. . Biodiversity and structure of marine sponge assemblages around a subtropical island. HYDROBIOLOGIA , v. 847, p. 1281-1299, 2020.

  • FORTUNATO, H. F. M. ; VANCATO, Y. F. . 'O QUE É ISSO CRESCENDO NO MEU BARCO? -: UM PROJETO DE DIVULGAÇÃO E EXTENSÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO DE BIOLOGIA MARINHA. e-Mosaicos , v. 8, p. 115-129, 2019.

  • FORTUNATO, H. F. M. . O que escondem os oceanos? Mitos, medos, curiosidades e fatos sobre o maior ecossistema do planeta. Revista Biologia Marinha , v. 2, p. 1-7, 2019.

  • SILVA, AMANDA G. ; FORTUNATO, HUMBERTO F. M. ; LÔBO-HAJDU, GISELE ; FLEURY, BEATRIZ G. . Response of native marine sponges to invasive Tubastraea corals: a case study. Marine Biology , v. 164, p. 78, 2017.

  • PIRES, L. M. ; SILVA, F. ; SILVA, A. G. ; FRANCA, F. S. ; FERREIRA, Y. ; FORTUNATO, H. F. M. . INFLUÊNCIA DA SALINIDADE NA COMPOSIÇÃO DE DUAS COMUNIDADES MACROBENTÔNICAS NA ILHA GRANDE, RJ, BRASIL. Revista Ceciliana (online) , v. 7, p. 25-27, 2015.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FORTUNATO, HUMBERTO F. M. . Limpeza da Baía de Guanabara para as Olímpiadas do Rio de Janeiro. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

FORTUNATO, H. F. M. ; J. M., Araújo ; Giordano, R.G. . Introdução ao mergulho científico. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

FORTUNATO, H. F. M. ; J. M., Araújo . Comunicação química entre os organismos no mar. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

FORTUNATO, H. F. M. . Mergulho científico como ferramenta de estudo de organismos bentônicos marinhos. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Padrões de biodiversidade e quimiodiversidade de esponjas da Martinica ao Rio de Janeiro - MARRIO - LIA2 - MARRIO, Descrição: O surgimento das Ômicas, mais especificamente das abordagens de Sequenciamento de Nova Geração (NGS), revolucionaram a microbiologia molecular, oferecendo a possibilidade de se responder a inúmeras questões científicas que necessitariam da coleta de muitas amostras, bem como de trabalhar em escalas espaciais cada vez maiores. Com o estudo dos padrões de diversidade procariótica será possível testar as hipóteses de co-evolução ou estudar a contribuição das comunidades de microrganismos nos processos adaptativos da vida em ?ambientes extremos? (tema 1,Taxonomia integrativa para melhor compreensão dos mecanismos responsáveis pela biodiversidade das esponjas, casos estudos de grutas submarinas). Tais abordagens, aplicadas a larvas de esponjas, permitirão ainda estudar os mecanismos de transmissão dos simbiontes descendentes. Quando aplicadas a adultos de diferentes regimes ambientais, permitirão a identificação de eventuais mudanças na composição das comunidades, juntamente com alguns casos de ocorrência de agentes patogênicos (tema 2, Populações, fenologia e variabilidade metabolômica). Ademais, a contribuição de um dos parceiros será inteiramente dedicada à melhor compreensão do papel dos simbiontes no processo de biossíntese de metabólitos secundários (tema 3, Metabolômica, Ecologia química & Desenvolvimento). , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Coordenador / Thiago Silva de Paula - Integrante / Thierry Pérez - Integrante / Stéphane Greff - Integrante / Michelle Klautau - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Laboratoire International Associé (LIA), MARRIO 2, Patrons de biodiversité et chimiodiversité marine de la MARtinique à RIO de Janeiro: biologie et écologie des éponges, Descrição: A ecologia química marinha pode trazer sua contribuição para a compreensão dos processos ecológicos que regem a organização e o funcionamento dos ecossistemas marinhos. No entanto, as moléculas produzidas pelos organismos marinhos têm sido estudadas principalmente por sua atividade biológica e por suas possíveis aplicações nesse campo. As funções mais estudadas são aquelas de defesa contra predadores, organismos oportunistas incrustantes e microrganismos patogênicos. Há ainda muito o que aprender sobre as funções dos mediadores químicos no âmbito dos ecossistemas marinhos, sobre as modalidades de transmissão da informação química, eventualmente à distância, ou da ação sobre o comportamento e/ou a fisiologia de outros organismos.Tratar-se-à de determinar o papel dos metabólitos secundários expulsos pelos organismos sésseis na estruturação e no funcionamento dos ecossistemas bentônicos. De maneira mais particular, haverá a tentativa de determinar se o ?panorama químico? condicionado por uma comunidade bentônica, pode influenciar o comportamento da fauna vágil, e ainda determinar como uma modificação da biodiversidade das esponjas pode afetar o funcionamento dessa mediação química. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Integrante / Thierry Pérez - Coordenador / Michelle Klautau - Integrante., Financiador(es): Centre National de la Recherche Scientifique - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    Patterns of biodiversity and marine chemical diversity from Martinique to Rio de Janeiro: biology and ecology of sponges, Descrição: The agreement document to create the LIA MARRIO has been signed by all parties in June 2016 (September 2015 by Brazilian side). The first four-years contract helped to revitalize that historic collaboration between France and Brazil through the mobility of researchers and students between the two founding countries of the LIA, and joint participation in campaigns for acquiring samples, in workshops or in thematic schools. Such mobility could be achieved through several funding sources. Our scientific project is a logical continuation of the previous. Among the partners of the LIA MARRIO, PhD theses have started on the themes presented in the first four years contract and several sampling campaigns, including PACOTILLES, generated a sponge collection that will be the focus of our work over the coming years. However, with the entry of new teams, new approaches or scientific issues will be introduced in our research project. The emergence of Omics, and mainly of NGS approaches, is currently revolutionizing molecular microbiology offering the opportunity to answer many scientific questions that require large numbers of samples from large spatial scales. The study of prokaryotic diversity patterns will allow to test the assumptions of coevolution or to study the contribution of microbial communities to adaptive processes to live in "extreme environments" (Theme 1, case of submarine caves, for example). Applied to sponge larvae, these approaches will also permit studies on the transmission mechanisms of symbionts from adult to larvae and, applied to adults subject to different environmental regimes, they will allow the identification of potential shifts in community composition, with in some cases the emergency of pathogens (theme 2). Moreover, one of our partners will be entirely dedicated to better understand the role of symbionts in the biosynthesis of secondary metabolites (theme 3). Another extension of our field of investigation will aim to better understand the ecological functions of secondary metabolites. Indeed, marine chemical ecology is likely to contribute to the understanding of ecological processes governing the organization and functioning of marine ecosystems. But the molecules produced by marine organisms have been studied mainly for their biological activity and their possible applications. The most studied are the functions of defense against predators, opportunistic organisms fouling and pathogenic microorganisms. There remains much to learn about the functions of chemical mediators in marine ecosystems, the method of transmission of chemical information, possibly remotely, or action on the behaviour and / or physiology of other organisms. This will be done under the theme 3, through a PhD thesis which has just started, and probably one or two others that will start during the next contract. This will determine the role of secondary metabolites produced by organisms established in the structuring and functioning of benthic ecosystems. We will study the chemical processes of mediation in the benthic communities (theme 3). Specifically, we will try to determine if the "fragrant bouquet" or "chemical landscape" conditioned by a benthic community can influence the behaviour of vagil fauna, and how changes in the biodiversity of sponges can affect the functioning of this chemical mediation. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (30) / Mestrado acadêmico: (15) / Doutorado: (12) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Integrante / Guilherme Ramos da Silva Muricy - Integrante / Roberto Berlinck - Integrante / Eduardo Hajdu - Integrante / Thierry Pérez - Integrante / Michelle Klautau - Coordenador / Jean Vacelet - Integrante / Nicole Boury-Esnault - Integrante / Cesar Ruiz - Integrante., Financiador(es): Centre National de la Recherche Scientifique - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Biodiversidade e conectividade de esponjas marinhas com distribuição do Mar do Caribe e ao longo do Oceano Atlântico Sul: integração de caracteres genéticos, morfológicos e químicos, Descrição: O conhecimento da diversidade de invertebrados marinhos tem sido objeto de muitos estudos anteriores, porém esse conhecimento é baseado principalmente em dados morfológicos e só esporadicamente complementado por abordagens moleculares. A taxonomia de muitos desses grupos é notoriamente difícil devido à morfologia e anatomia relativamente simples, e em muitos casos convergentes, grande plasticidade fenotípica, dificuldade de coleta, ampla distribuição geográfica, entre outros. A comparação de seqüências de DNA tem sido fundamental para estudos de biodiversidade e de filogenia. Seqüências de marcadores moleculares, organizadas e disponíveis em bancos eletrônicos podem servir de base para um amplo espectro de estudos que incluem levantamentos de biodiversidade, identificação de espécies crípticas, conservação, detecção de espécies exóticas e/ou ameaçadas de extinção, análise de híbridos e determinação de espécies parentais, estudos taxonômicos e filogenéticos, entre outros. O projeto propõe o levantamento de parte da biodiversidade de alguns grupos de Porifera marinhos distribuídos ao longo da costa brasileira. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Coordenador / Thiago Silva de Paula - Integrante / Marcus Vinicius Telles Gabillan - Integrante / Felipe Sciammarella - Integrante / Julio Cesar Cruz Fernandez - Integrante., Financiador(es): Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - Atual

    Qualificação de Pessoal em Mapeamento de Biodiversidade e Quimiodiversidade Marinha no Atlântico Tropical Ocidental ? esponjas como modelo de estudo, das Antilhas ao Rio de Janeiro e do entremarés à zona à zona batial, Descrição: O projeto MBQMar reúne equipes interdisciplinares de importantes universidades do país, lideradas pela UFRJ e UERJ. Estas equipes vêm atuando de forma integrada no âmbito de iniciativas diversas, às quais recentemente agregou-se o Laboratório Internacional Associado MARRIO, formado por pesquisadores brasileiros e franceses, e que juntamente com o MBQMar, poderá impulsionar o estudo integrativo da biodiversidade e quimiodiversidade de poríferos no Atlântico Tropical Ocidental. O estudo da biodiversidade produzirá mapas de distribuição e endemismo, e avaliará a conectividade entre poríferos brasileiros e caribenhos. O foco do projeto em inovação se reflete no uso de um verdadeiro arsenal tecnológico para elucidar questões primordiais do mapeamento de recursos vivos e suas potenciais aplicações biotecnológicas. A caracterização de espécies fará uso não somente de microscopia óptica e eletrônica, mas também de sequenciamento de RNA e DNA mitocondrial, e de HPLC-DAD-ELSD-MS (cromatografia líquida de alto desempenho, associada à detecção de arranjo de fotodiodos, detecção evaporativa de espalhamento de luz e espectroscopia de massa). Espécies bem caracterizadas permitirão mais facilmente a detecção de complexos. Avançaremos assim o conhecimento acerca da real diversidade biológica em mãos, e viabilizaremos foco mais preciso e maior repetibilidade de estudos bioprospectivos, através de uma melhor compreensão da variabilidade intraespecífica em escala temporal, geográfica e batimétrica. Este melhor foco e maior eficiência em bioprospecção será alcançado com a abordagem integrativa do fingerprinting metabólico, que se usará paralelamente ao protocolo tradicional do fracionamento guiado por bioensaios. As assinaturas químicas obtidas na forma de metabolomas constituirão um banco de dados que auxiliará a derreplicação de estudos químicos, e uma biblioteca de caracteres quimiossistemáticos, que se utilizará na abordagem taxonômica integrativa. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (41) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Coordenador / Thiago Silva de Paula - Integrante / Eduardo Hajdu - Integrante / Thierry Pérez - Integrante / Michelle Klautau - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2016

    Laboratoire International Associé (LIA), MARRIO, Patrons de biodiversité et chimiodiversité marine de la MARtinique à RIO de Janeiro: les éponges comme modèle d?étude, Descrição: Este projeto permitirá o desenvolvimento das atividades científicas do Laboratório Internacional Associado (LIA) MARRIO, criado por iniciativa do CNRS (IMBE) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Esse LIA é formado por uma equipe de especialistas em sistemática, biologia e ecologia evolutiva de esponjas, reconhecidos mundialmente pela sua competência. Assim, tornamos agora institucional uma antiga colaboração, responsável pela formação do grupo brasileiro de esponjólogos. O grupo brasileiro é atualmente um dos mais produtivos do mundo no estudo de esponjas e tem muita similaridade, mas também complementaridade com o grupo francês. Em comparação com as colaborações anteriores, este projeto de LIA é claramente interdisciplinar, combinando duas equipes de químicos especialistas em produtos naturais marinhos e em metabolômica marinha e de esponjas. Esse consórcio permitirá a continuação dos esforços que visam promover a taxonomia integrativa e ecologia química marinha. Os participantes do LIA pretendem desenvolver aspectos teóricos e práticos do estudo da biologia de organismos marinhos, ecologia evolutiva, ecologia química e química de produtos naturais marinhos, tendo as esponjas como modelo. Trata-se também de enfrentar novos desafios relativos à evolução das classificações, aos avanços nos estudos de filogenia dos metazoários e, particularmente, das mudanças constantes da sistemática de esponjas. Nenhum laboratório marinho do CNRS é formalmente instalado no Atlântico Ocidental Tropical, onde será desenvolvido o presente projeto. Além disso, embora o laboratório proponente do CNRS (IMBE) já tenha desenvolvido numerosos trabalhos científicos, nenhum deles é relacionado ao ambiente marinho (Martinica). O LIA é, portanto, uma forma de se consolidar a posição do CNRS no meio marinho nessa parte do mundo, a partir de uma sólida rede de colaboradores. Objetiva-se então fazer a partir de um pólo franco-brasileiro, a força maior desse espaço marinho para o estudo de padrões de biodiversidade entre o Atlântico Sul e o Caribe. Este projeto fornecerá um ambiente científico de alto nível para estudantes e gestores ambientais envolvidos no projeto científico ou nas diferentes atividades pedagógicas planejadas, com a finalidade de preparar a geração de amanhã. As aulas e workshops previstos permitirão que os especialistas acompanhem os trabalhos dos participantes, sejam eles trabalhos de pesquisa científica ou estratégias de gestão do meio marinho. De acordo com as nossas experiências anteriores, é esperado que as reuniões regulares de biólogos, ecólogos e químicos criem um dinâmica que levará à criação de vários outros programas de pesquisa internacionais. O programa de pesquisa proposto visa melhorar o conhecimento da biodiversidade de esponjas marinhas do Caribe, a partir da exploração de ambientes relativamente desconhecidos: cavernas submarinas e montes submarinos. Esses ambientes permitem que se teste os efeitos de diferentes níveis de fragmentação do habitat na estruturação de populações ou seu grau de conectividade e suas conseqüências evolutivas nas populações e nos fenômenos de especiação. Além disso, os conhecimentos adquiridos com o LIA destinam-se a ser compartilhados com gestores ambientais, de forma a promover a criação de áreas marinhas protegidas em regiões de alto endemismo. Finalmente, um produto importante do LIA será também a criação de um banco de dados colaborativo acessível aos promotores do projeto e também ao público em geral (mergulhadores, professores, gestores etc.). O projeto é coordenado por Michelle Klautau pelo lado brasileiro e por Thierry Pérez pelo lado Francês. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Integrante / Thiago Silva de Paula - Integrante / Eduardo Hajdu - Integrante / Thierry Pérez - Integrante / Michelle Klautau - Coordenador / Cristiano Lazoski - Integrante., Financiador(es): Centre National de la Recherche Scientifique - Auxílio financeiro.

  • 2013 - 2016

    Identificação molecular da biodiversidade da coleção de poríferos do Museu Nacional (MN/UFRJ): espécies crípticas, variabilidade populacional e filogenia molecular, Edital Universal CNPq N 14/2013, Faixa B até R$ 60.000,00, Descrição: Os museus de história natural são de crucial importância uma vez que permitem um enorme potencial de gerar conhecimento sobre a biodiversidade devido às suas coleções biológicas e as informações nelas incorporadas (genética, morfológica, etc.). O ?código-de-barras de DNA" têm se mostrado eficaz em estudos de biodiversidade, podendo ajudar os taxonomistas indicando caracteres morfológicos diagnósticos úteis, informando revisões necessárias e sinalizando espécies crípticas. Com a grande vantagem de uma caracterização de ?etiquetas taxonômicas? em estrutura de larga-escala, baseada em uma plataforma operacional envolvendo isolamento de DNA, sequenciamento e bioinformática. O presente projeto tem como objetivo explorar, por meio do seqüenciamento de marcadores moleculares, a Coleção de Poríferos do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (MN/UFRJ). Conhecendo-se a composição genética do maior número de espécies nativas ou de ampla distribuição no litoral do Brasil é possível propor estratégias de gerenciamento efetivo destes organismos e preservar nossa biodiversidade.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Coordenador.

  • 2012 - 2017

    Interações esponjas-coral invasor (Tubastraea spp.) na Baía da Ilha Grande - RJ, Descrição: O atual projeto tem objetivo de quantificar e qualificar os tipos de interações existentes entre esponjas e corais Tubastraea spp. observando quais espécies de esponja são potenciais competidoras por espaço com as espécies invasoras.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Beatriz Grosso Fleury - Coordenador / Fabrine Costa Silva - Integrante / Amanda Guilherme da Silva - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Integrante.

  • 2012 - 2014

    PorToL (The Porifera Tree of Life) Brasil - Árvore da vida das esponjas brasileiras, Parte II: identificação molecular com COI, Processo n E-26/110.421/2012, Descrição: A comparação de sequências de DNA tem sido fundamental para estudos de biodiversidade e de filogenia. Sequências de marcadores moleculares que permitam a identificação de espécies são denominadas de código-de-barras de DNA e tem por pretensão utilizar o gene codificante da subunidade I da citocromo c oxidase (COI) para a identificação de grupos animais. O objetivo principal deste projeto é explorar o banco de DNA de espécies de esponjas marinhas do Brasil e desenvolver ferramentas para a detecção de variabilidade genética, contribuindo para a construção de uma árvore da vida das esponjas marinhas brasileiras. Sequências de código-de-barras de DNA organizadas e disponíveis em bancos eletrônicos podem servir de base para um amplo espectro de estudos que incluem levantamentos de biodiversidade, conservação, identificação de espécies crípticas, detecção de espécies exóticas e/ou ameaçadas de extinção, desenvolvimento de sondas de DNA, estudos taxonômicos e filogenéticos, ecofisiológicos, forenses, entre outros... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Coordenador.

  • 2012 - Atual

    Estrutura de comunidades de poríferos na Ilha Grande - RJ, Descrição: O presente projeto tem como objetivo entender como se distribuem as comunidades de esponjas na Ilha Grande. Para tal, estudos comparativos da porção continental e oceânica estão sendo realizados. Além disso, estudos taxonômicos estão em andamento, visto que é necessário saber quem são os organismos para assim avaliar suas distribuições, abundância, riqueza e diversidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Gisele Lobo-Hajdu - Coordenador / Eduardo Leal Esteves - Integrante / Guilherme Ramos da Silva Muricy - Integrante / Thiago Silva de Paula - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2013

    Avaliação do potencial de defesa anti-incrustante de macroalgas pardas na Praia da tartaruga, Armação dos Búzios - RJ, Descrição: O projeto visa descobrir, experimentalmente, se as macroalgas pardas (2 Dictyotales e 1 Fucales), possuem defesa anti-incrustante, através de extratos orgânicos. Essas macroalgas foram testadas sozinhas e em associação, como observado em campo. Desta forma pode-se testar o sinergismo de macroalgas para tentar entender o problema da incrustação biológica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Humberto Freitas de Medeiros Fortunato - Integrante / Juliana Magalhães de Araújo - Integrante / Bruno Gualberto Lages - Integrante / Joel Campos de Paula - Integrante / Beatriz Grosso Fleury - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2014

ESTAMOS DEFENDIDAS? POTENCIAL DE DEFESA ASSOCIATIVA EM MACROALGAS PARDAS FRENTE A PEIXES COSTEIROS DA PRAIA DA TARTARUGA, ARMAÇÃO DOS BÚZIOS, RIO DE JANEIRO, BRASIL., Universidade Santa Cecília - UNISANTA.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Departamento de Genética - DGen. , Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, Maracanã, 20550900 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 23340499

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2012 - 2014

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Colaborador

2010 - 2011

Instituto Biodiversidade Marinha, IBMar

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 200

Atividades

  • 08/2010 - 12/2011

    Estágios , Instituto Biodiversidade Marinha, .,Estágio realizado, Estágio com viés acadêmico, de divulgação e extensão universitária sobre a problemática da bioinvasão do coral-sol..

2015 - Atual

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado (CAPES), Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Estágio em Docência: Zoologia I e Estrutura e Funcionamento de Ecossistemas do Rio de Janeiro

2017 - 2019

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Representante discente, Carga horária: 20

2016 - 2016

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Representante discente, Carga horária: 20

2013 - 2015

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado (CAPES), Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Estágio em Docência: Ecologia Marinha

2010 - 2012

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiário

Outras informações:
Estágio no Laboratório de Ecologia Marinha Bêntica - UERJ, cujo foco é a formulação de projetos e apresentação de monografia para conclusão de curso de Biologia Marinha nas FAMATh no primeiro semestre de 2012. A linha de pesquisa para este projeto foi Ecologia Química Marinha; bioincrustação, macroalgas pardas.

2009 - 2011

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiário

Outras informações:
Projeto Coral Sol: visa a erradicação da espécie invasora da região da Ilha Grande através do contato com os moradores dando-lhes renda com a coleta do organismo; visa renda futura por comercialização em forma de artesanato, camisa, etc. Neste projeto, os estagiários devem fazer a coleta do coral no costão rochoso, limpeza, quantificação e pesagem. Todos os dados são postos em planilha Excel para que haja valor na comercialização e pagamento das pessoas que trabalham na coleta. Além desse trabalho, os estagiários apresentam o projeto em forma de banner, para a exposição do material e venda na UERJ e apresentam-o em instituições interessadas.

Atividades

  • 03/2013

    Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes, .,Linhas de pesquisa

  • 06/2018 - 12/2019

    Extensão universitária , Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes, .,Atividade de extensão realizada, Aplicação de atividade teórico-prática sobre Biologia Marinha, com foco na bioincrustação com estudantes pré adolescentes do Projeto Grael..

2017 - 2017

Aix-Marseille Université

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Realização de estudos de metabolômica e bioatividade de esponjas marinhas no âmbito do projeto LIA em parceria com o projeto MARRIO com o objetivo de gerar os primeiros perfis químicos de esponjas distribuídas no litoral brasileiro e na ilha da Martinica, no Caribe. Este estudo visa testar a utilização do fingerprint metabólico como ferramenta integrativa para a taxonomia de esponjas marinhas.

Atividades

  • 01/2017 - 06/2017

    Pesquisa e desenvolvimento , Aix-Marseille Université, .,Linhas de pesquisa

2012 - 2012

Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh

Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Representante discente, Carga horária: 20

2008 - 2009

Faculdades Integradas Maria Thereza, FAMATh

Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 20

Outras informações:
Disciplina Química do curso de Bacharelado em Biologia Marinha

2020 - Atual

hubz

Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Ecólogo

Outras informações:
Participação no projeto "Controle da Infestação do Mexilhão Dourado - Fase III", subárea "Identificação da severidade da infestação" sob proposta da CTG Brasil em cooperação com a Tijoá Energia e a SPIC Pacific Hydro Brasil. Participa na realização do levantamento, seleção e validação de métodos para medir o tamanho de populações de mexilhão dourado. Participa na elaboração de Relatórios Técnicos e Projeto de pesquisa. Participa na execução do Projeto de pesquisa, consolidação de resultados para apresentação aos clientes e posterior divulgação da pesquisa em publicação científica de reconhecimento internacional em conjunto com os outros biólogos da equipe.

Atividades

  • 01/2020

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Dux Participações e Negócios LTDA, .,Cargo ou função, Redação de relatório e projeto de reconhecimento da abundância de Limnoperna fortunei em UHE.