Felício Cassalho

Mestre em Sensoriamento Remoto pelo Insituto Nacional de Pesquisas Espaciais e Engenheiro Hídrico formado pela Universidade Federal de Pelotas com período sanduíche na Oregon State University - EUA (bolsista da CAPES). Atualmente é Graduate Teaching Assistant (GTA) e aluno de doutorado em Civil and Infrastructure Engineering na George Mason University - EUA.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Civil and Infrastructure Engineering

2020 - Atual

George Mason University
Orientador: Celso Moller Ferreira
Bolsista do(a): George Mason University, GMU, Estados Unidos.

Mestrado em Sensoriamento Remoto

2018 - 2019

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Título: Modelagem hidrológica de grande escala aplicada à bacia hidrográfica do Paraíba do Sul,Ano de Obtenção: 2019
Camilo Daleles Rennó.Coorientador: Benedito Cláudio da Silva. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: MGB-IPH; TRMM; MERGE/CPTEC.Grande área: EngenhariasGrande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Sensoriamento Remoto da Atmosfera.

Graduação em Engenharia Hídrica

2011 - 2017

Universidade Federal de Pelotas
Título: Análise de frequência de cheias no Estado do Rio Grande do Sul
Orientador: Samuel Beskow
com Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2015

Network Analysis Using ArcGIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2015 - 2015

Introduction to Surface Modeling Using ArcGIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2015 - 2015

Creating 3D Data Using ArcGIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2015 - 2015

Deriving Rasters for Terrain Analysis Using ArcGIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2015 - 2015

Performing Spatial Interpolation Using ArcGIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2015 - 2015

Exploring Spatial Patterns in Your Data Using ArcG. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2014 - 2014

Getting Started with GIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2014 - 2014

Solving Spatial Problems Using ArcGIS. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2014 - 2014

Basics of Raster Data. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2014 - 2014

Referencing Data to Real-World Locations Using Arc. (Carga horária: 3h). , Environmental Systems Research Institute, ESRI, Estados Unidos.

2012 - 2014

Inglês. (Carga horária: 120h). , TopWay Pelotas, TOP WAY, Brasil.

2008 - 2009

Programa de Iniciação Científica Jr.da OBMEP. (Carga horária: 240h). , Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, IMPA, Brasil.

2007 - 2008

Programa de Iniciação Científica Jr.da OBMEP. (Carga horária: 240h). , Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, IMPA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Recursos Hídricos.

Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Hidráulica.

Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Hidráulica/Especialidade: Hidrologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CASSALHO, F. . II Congresso de Ensino de Graduação. 2016. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXIII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos. 2019. (Simpósio).

XXII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos. 2017. (Simpósio).

II Semana Integrada de Ensino, Pesquisa e Extensão. 2016. (Congresso).

X Ciclo de Estudos da Engenharia Hídrica - CEEH. 2016. (Seminário).

IV Ciclo de Estudos da Engenharia Hídrica - CEEH. 2013. (Seminário).

Seminário Sobre o Impacto da Agricultura nos Recursos Hídricos. 2013. (Seminário).

V Ciclo de Estudos da Engenharia Hídrica - CEEH. 2013. (Seminário).

XX Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos. 2013. (Simpósio).

II Ciclo de Estudos da Engenharia Hídrica - CEEH. 2012. (Seminário).

III Ciclo de Estudos da Engenharia Hídrica - CEEH. 2012. (Seminário).

I Ciclo de Estudos da Engenharia Hídrica - CEEH. 2011. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Samuel Beskow

BESKOW, S.; SIQUEIRA, T. M.;DAMÉ, Rita F. Análise de frequência de cheias no Rio Grande do Sul. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Hídrica) - Universidade Federal de Pelotas.

João Bosco Coura dos Reis

NOVO, E. M. L. M.; RENNO, C. D.; SILVA, B. C.; BORMA, L. S.;REIS, J. B. C.. Modelagem hidrológica de grande escala aplicada à bacia hidrográfica do Paraíba do Sul. 2019. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Camilo Daleles Rennó

NOVO, E. M. L. M.RENNÓ, C. D.SILVA, B. C.BORMA, L. S.; REIS, J. B. C.. Modelagem hidrológica de grande escala aplicada à bacia hidrográfica do Paraíba do Sul. 2019. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Tirzah Moreira de Melo

MELO, T. M.BESKOW, S.Rita de Cássia Fraga Damé. Análise de frequência de cheias no Rio Grande do Sul. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Hídrica) - Universidade Federal de Pelotas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Benedito Cláudio da Silva

Modelagem Hidrológica de Grande Escala Aplicada à Bacia Hidrográfica do Paraíba do Sul; 2019; Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Benedito Cláudio da Silva;

Samuel Beskow

Análise de frequência de cheias no Rio Grande do Sul; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Hídrica) - Universidade Federal de Pelotas; Orientador: Samuel Beskow;

Lessandro Coll Faria

Monitoria de Hidráulica e Irrigação e Drenagem; 2016; Orientação de outra natureza; (Engenharia Hídrica) - Universidade Federal de Pelotas, UFPel; Orientador: Lessandro Coll Faria;

Camilo Daleles Rennó

Modelagem hidrológica de grande escala aplicada à bacia hidrográfica do Paraíba do Sul; 2019; Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Camilo Daleles Rennó;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CASSALHO, F. ; RENNO, C. D. ; REIS, J. B. C. ; SILVA, B. C. . Hydrologic Validation of MERGE Precipitation Products over Anthropogenic Watersheds. Water , v. 12, p. 1268, 2020.

  • CASSALHO, F. ; BESKOW, S. ; DE MELLO, CARLOS ROGÉRIO ; OLIVEIRA, L. F. ; AGUIAR, M. S. . Evaluation of flood timing and regularity over hydrological regionalization in southern Brazil. JOURNAL OF HYDROLOGIC ENGINEERING , v. 24, p. 05019022-1-05019022-11, 2019.

  • CASSALHO, FELÍCIO ; BESKOW, SAMUEL ; DE MELLO, CARLOS ROGÉRIO ; DE MOURA, MAÍRA MARTIM ; DE OLIVEIRA, LEROI FLORIANO ; DE AGUIAR, MARILTON SANCHOTENE . Artificial intelligence for identifying hydrologically homogeneous regions: A state-of-the-art regional flood frequency analysis. HYDROLOGICAL PROCESSES , v. 33, p. 1101-1116, 2019.

  • CASSALHO, F. ; BESKOW, S. ; DE MELLO, C.R. ; DE MOURA, M.M. . Regional flood frequency analysis using L-moments for geographically defined regions: An assessment in Brazil. Journal of Flood Risk Management , v. 12, p. e12453, 2019.

  • ÁVILA, LÉO FERNANDES ; CASSALHO, FELÍCIO ; VIOLA, MARCELO RIBEIRO ; BESKOW, SAMUEL ; COELHO, GILBERTO ; NARDES, KLEUDSON DA SILVA . Spatial distribution of climatic variables in Tocantins State, Brazil. CIENTÍFICA (JABOTICABAL. ONLINE) , v. 47, p. 269-277, 2019.

  • CASSALHO, FELÍCIO ; BESKOW, SAMUEL ; DE MELLO, CARLOS ROGÉRIO ; DE MOURA, MAÍRA MARTIM ; KERSTNER, LAURA ; ÁVILA, LEO FERNANDES . At-Site Flood Frequency Analysis Coupled with Multiparameter Probability Distributions. WATER RESOURCES MANAGEMENT , v. 32, p. 285-300, 2018.

  • STEINMETZ, ALICE ALONZO ; CASSALHO, FELÍCIO ; CALDEIRA, TAMARA LEITZKE ; OLIVEIRA, VINÍCIUS AUGUSTO DE ; BESKOW, SAMUEL ; TIMM, LUIS CARLOS . Assessment of soil loss vulnerability in data-scarce watersheds in southern Brazil. CIÊNCIA E AGROTECNOLOGIA (ONLINE) , v. 42, p. 575-587, 2018.

  • CASSALHO, FELÍCIO ; BESKOW, SAMUEL ; VARGAS, MARCELLE MARTINS ; MOURA, MAÍRA MARTIM DE ; ÁVILA, LEO FERNANDES ; MELLO, CARLOS ROGÉRIO DE . Hydrological regionalization of maximum stream flows using an approach based on L-moments. REVISTA BRASILEIRA DE RECURSOS HÍDRICOS , v. 22, p. e27, 2017.

  • BARTELS, G. K. ; TERRA, V. S. S. ; CASSALHO, F. ; LIMA, L. S. ; REINERT, D. J. ; COLLARES, G. L . Spatial variability of soil physical and hydraulic properties in the southern Brazil small watershed. African Journal of Agricultural Research , v. 11, p. 5036-5042, 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Modelagem conceitual do hidrograma de escoamento superficial direto em bacias hidrográficas do sul do Rio Grande do Sul, Descrição: A estimativa de vazões máximas e de hidrogramas de cheia é necessária para o dimensionamento de estruturas hídricas, no planejamento de bacias e na gestão de cheias, sendo indispensável para um desenvolvimento econômico e ambiental adequado. Entretanto, tem sido cada vez mais preocupante, no Brasil, a carência de informações provenientes de monitoramento hidrológico na escala de pequenas e médias bacias hidrográficas. Em função desta carência de informações, uma área que cresceu muito na Hidrologia nas últimas décadas foi a de desenvolvimento de modelos de simulação hidrológica, tendo estes inúmeras aplicações para o planejamento, aproveitamento e controle de recursos hídricos, especialmente em regiões que não contam com um bom monitoramento hidrológico. Todavia, estes modelos necessitam ser calibrados e validados antes de serem utilizados para o gerenciamento de recursos hídricos de uma dada região, o que obrigatoriamente exige a existência de monitoramento hidrológico e a avaliação de cada modelo que se pretende utilizar. Um grande problema na aplicação de modelos de simulação hidrológica no Brasil é que estes comumente foram desenvolvidos em outros países e acabam sendo aplicados no Brasil sem nenhum tipo de estudo prévio para comprovar se geram resultados satisfatórios e se são apropriados para a região de interesse, prejudicando enormemente o planejamento de bacias e a gestão de cheias. O objetivo principal deste projeto de mestrado é realizar a modelagem conceitual de hidrogramas de escoamento superficial direto, por meio de técnicas de Hidrograma Unitário (HU) e Hidrograma Unitário Instantâneo (HUI), tomando como base diferentes sub-bacias da bacia hidrográfica do Arroio Pelotas (Pelotas-RS), com área total drenagem de 910 km. O grupo de pesquisa no qual a mestranda está inserida implantou uma rede de monitoramento meteorológico e hidrológico na bacia hidrográfica do Arroio Pelotas e vem mantendo esta rede de monitoramento, tendo disponibilidade de dados de chuva, nível de água e vazão em intervalos de cinco minutos, desta forma estes dados possibilitarão a realização de toda a modelagem conceitual anteriormente mencionada. Pretende-se avaliar modelos simplificados de HU e HUI e também avaliar modelos mais complexos e realistas desenvolvidos em diferentes partes do mundo, a fim de indicar quais modelos são adequados para bacias hidrográficas da região de interesse e em que circunstâncias, indicando critérios técnicos para a aplicação dos mesmos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Felício Cassalho - Integrante / Reginaldo Galski Bonczynski - Integrante / Lessandro Coll Faria - Integrante / Samuel Beskow - Coordenador / Éverton Pinto da Luz - Integrante / Tamara Leitzke Caldeira - Integrante / JOAO FRANCISCO CARLEXO HORN - Integrante / Marcelle Martins Vargas - Integrante / Maíra Martim de Moura - Integrante / Zandra Almeida da Cunha - Integrante / Fabrício Silva Terra - Integrante / Luis Carlos Timm - Integrante / Alice Alonzo Steinmetz - Integrante / Cristian Larri Pires Veber - Integrante / Jéssica Fernanda Ogassawara - Integrante / VIVIANE RODRIGUES DORNELES - Integrante / ARYANE ARAUJO RODRIGUES - Integrante / LEONARDO DE LIMA CORRÊA - Integrante / NATHÁLIA SILVA CHITES - Integrante.

  • 2015 - Atual

    Caracterização hidrológica de Sub-Bacias Hidrográficas do Arroio Padre Doutor (TEODÓSIO) Capão do Leão-RS: impactos do manejo, do uso da água e do solo na drenagem superficial em áreas urbanizadas., Descrição: As Bacias Hidrográficas são contornadas por divisores de águas, no qual as precipitações que caem no seu interior, parte infiltra e após atingir a capacidade de infiltração da água no solo inicia o escoamento superficial. Esse é direcionado para a rede de drenagem, onde a água da chuva mais partículas de sedimento em suspensão e arraste são transportadas em quantidade e intensidade proporcional a energia de escoamento. A morfometria da bacia hidrográfica repercute em todo o fluxo superficial de água, sendo utilizada como unidade geomorfológica fundamental para estudos e diagnósticos. Assim, torna-se necessário seu emprego como unidade territorial no desenvolvimento de atividades ligadas ao planejamento e gestão de recursos hídricos. O comportamento hidrológico da bacia é variável de uma para outra, sendo função das características morfológicas como: área, forma, topografia, geologia, solos e cobertura vegetal. Estas características afetam, diretamente, a infiltração, produção de escoamento, evapotranspiração, armazenamento de água no solo, entre outros. Além de que as interações entre estes componentes ou ações antrópicas são perceptíveis na seção de controle da bacia. Em bacias hidrográficas urbanas são muito mais pronunciáveis os efeitos das ações antrópicas no comportamento hidrológico, tendo como principal problema e geração de enchentes, causando grandes impactos em áreas urbanas, prejudicando as condições de vida da população e provocando prejuízos econômicos (PERES FILHO et al., 2006). De um modo geral, o processo de urbanização de áreas que antes se apresentava em um estado de uso e ocupação do solo praticamente inalterado, passa pela construção de medidas estruturais tais como, pavimentação de vias públicas, construção de rede de drenagem, canalização e retificação de cursos d água. No entanto tais medidas podem intensificar os problemas de inundações. Certamente isto se agrava quando não é realizado um planejamento adequado na ocupação da bacia hidrográfica, sendo que a população mais carente tende a habitar áreas de risco de inundação. Assim, se faz necessários estudos hidrológicos, para compor um diagnóstico do manejo da bacia e das medidas mitigadoras tanto estruturais como não estruturais a serem adotadas, possibilitando uma melhoria de vida para a população. Portanto, o presente estudo pretende um adequado manejo de duas sub-bacias urbanas inseridas na Bacia Hidrográfica do Arroio Padre Doutor (Teodósio), no Município de Capão do Leão-RS.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Felício Cassalho - Integrante / Reginaldo Galski Bonczynski - Integrante / Guilherme Kruger Bartels - Integrante / Guilherme Alexandre Wecker - Integrante / Gilberto Loguercio Collares - Coordenador / JOAO FRANCISCO CARLEXO HORN - Integrante / SICLERIO AHLERT - Integrante / ALESSANDRO DA COSTA FONSECA - Integrante / FELIPE ALAME FARIAS - Integrante / HENRIQUE LEIVAS TEIXEIRA - Integrante / IZADORA DA SILVA BRAGA - Integrante / JADE SILVA DE OLIVEIRA - Integrante / JANICE FERREIRA DA SILVEIRA - Integrante / LUCIANA SHIGIHARA LIMA - Integrante / ROBERTA MACHADO KARSBURG - Integrante.

  • 2013 - 2017

    Hidronçalo Hidrodinâmica do Canal São Gonçalo e suas relações com o sistema lagunar, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Gilberto Loguercio Collares em 11/04/2016., Descrição: O desenvolvimento sustentado e o compromisso que a comunidade científica e as estruturas públicas de pesquisa devem ter para com o desenvolvimento regional em áreas onde os tradicionais gargalos impedem avanços e sustentabilidade é uma importante âncora do presente estudo. As estratégias de desenvolvimento que o momento atual aponta, passam pela logística de escoamento de produtos e integração entre os modais de transporte. A região que se insere a proposta apresenta uma condição singular. O sistema lagunar Patos-Mirim é parte de uma rede de recursos hídricos que liga o mais importante porto dessa região com as potencialidades que a lagoa dos Patos e Mirim impõe com seus afluentes. Uma verdadeira malha de navegação está se estabelecendo, interligando regiões interioranas do Rio Grande do Sul e o vizinho país Uruguai com o restante do Brasil, permitindo verdadeira integração comercial através do transporte hidroviário. Além das possibilidades concretas de navegação outras atividades econômicas importantes trazem riquezas e oportunidades para essas comunidades. Desses mananciais se aportam grandes volumes para a irrigação, consumo humano, pesca e exploração mineral (areais de fundo). Esse estudo terá como objetivo o estudo das condições hidrodinâmicas do canal de São Gonçalo e a variabilidade da qualidade das águas do sistema Patos-Mirim através do estabelecimento de rede de monitoramento permanente de parâmetros hidrológicos (precipitação, níveis das águas e vazão líquida), meteorológicos (temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade e direção de ventos, radiação solar e evaporação), sedimentológicos (concentração e qualidade do material em suspensão,) e hidroquímicos. Tal rede servirá como base para diagnóstico e predição, com base na aplicação de técnicas de modelagem numérica, de situações atuais e também para o manejo adequado nesses mananciais hídricos tendo em vista cenários futuros (mudanças climáticas e de uso e ocupação) elaborados com base na tendência regional e cenários futuros. Dentre muitas contribuições, as estratégias de análises e os resultados desses estudos permitirão apoiar atividades de navegação e portuárias, que necessitam de aporte de informações, orientadoras de uma gestão sustentável, econômica e social. Com isso, a região, especialmente os Portos de Santa Vitória (Lagoa Mirim), Pelotas (Canal de São Gonçalo) e Rio Grande (estuário da Lagoa dos Patos) serão aportados por estrutura de apoio permanente, para a verdadeira integração nessa região transfronteiriça.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) . , Integrantes: Felício Cassalho - Integrante / Idel Cristiana Bigliardi Milani - Integrante / Luis Eduardo Akiyoshi Sanches Suzuki - Integrante / Reginaldo Galski Bonczynski - Integrante / Guilherme Kruger Bartels - Integrante / Fernando Nogueira Aguas - Integrante / Guilherme Alexandre Wecker - Integrante / Gilberto Loguercio Collares - Coordenador / Roberto Martins da Silva Décio Jr - Integrante / Samuel Beskow - Integrante / Mariana Farias de Souza - Integrante / LUCIANA SHIGIHARA LIMA - Integrante / ROBERTA MACHADO KARSBURG - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Rede de Estudos Hidrodinâmicos, Ecológicos e de Monitoramento de Qualidade Ambiental em Sistemas Aquáticos - REHMANSA, Descrição: Estudo dos processos hidrodinâmicos de sistemas flúvio-estuarinos situados em regiões com características climáticas distintas, em relação aos seus forçantes, sua variabilidade, suas relações como o uso do solo e, para fins de geração de ferramentas que auxiliem o manejo destes ambientes, avaliar seus efeitos sobre: a) fluxos de massa; b) os processos de trocas com o oceano (nos casos específicos de estuários); c) os processos de erosão/deposição e dispersão de sedimentos; d) os processos de retenção de nutrientes e eutrofização; e) as alterações na qualidade das águas. Os estudos da rede vão cobrir: a) estuários de áreas semi-áridas: Rio São Francisco (AL, SE), Jaguaribe (CE) e Parnaíba (PI); b) estuário e rio tropicais: Rio Santa Maria de Vitória (ES), Rio das Mortes (MG); sistema estuarino-lagunar temperado: Lagoa dos Patos e Lagoa Mirim (RS). Para se atingir seus objetivos o projeto está dividido em 5 subprojetos de pesquisas sobre as áreas acima mencionadas e um sexto subprojeto de gerenciamento da rede. .. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (10) / Doutorado: (12) . , Integrantes: Felício Cassalho - Integrante / Idel Cristiana Bigliardi Milani - Integrante / Guilherme Kruger Bartels - Integrante / Fernando Nogueira Aguas - Integrante / Guilherme Alexandre Wecker - Integrante / Gilberto Loguercio Collares - Coordenador / Luciana da Silva Corrêa Lima - Integrante / Roberta Karsburg - Integrante / Elisa Helena Leão Fernande - Integrante / Osmar Olinto Möller Junior - Integrante / Gilberto Fonseca Barroso - Integrante / Carlos Augusto França Schettini - Integrante / Björn Gücker - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Água e poluentes, das lavouras às cidades: avaliação e tecnologias melhoradas de manejo em rede de bacias hidrográficas, Descrição: O projeto apresenta um conjunto de estudos, articulado entre si, para análises estratégicas e de prospecção tecnológica, para diminuir a vulnerabilidade e os riscos de deterioração da qualidade da água e do abastecimento, seja urbano ou rural. Os objetivos principais são contribuir para o melhor entendimento dos impactos do uso e do manejo do solo sobre a qualidade da água em bacias hidrográficas através do estudo dos processos hidrossedimentológicos e de transferência de poluentes (solutos) das áreas fontes em direção à rede de drenagem considerando diferentes escalas. Os objetivos específicos são: (a) avaliar os estoques de carbono, fósforo e nitrogênio no solo e suas transformações ao longo do tempo em decorrência da adoção de tecnologias adequadas; (a) monitorar os processos físicos que afetam a infiltração, armazenamento de água no solo e geração do escoamento superficial; (c) ampliar o conhecimento existente nos processos erosivos (desagregação, transporte e deposição) em diferentes escalas; (d) estabelecer a influência das atividades antrópicas (uso e manejo dos solos) na alteração da dinâmica hidrológica e sedimentológica de pequenas bacias hidrográficas; (e) determinar informações quantitativas no comportamento de transferência, armazenamento e redistribuição dos sedimentos em bacias considerando diferentes escalas; (f) avaliar a eficiência de modelos matemáticos de base física e empírica na estimativa da produção de sedimentos e transporte de solutos em bacias considerando diferentes escalas; (g) quantificar os impactos gerados na quantidade e na qualidade da água devido às práticas de manejo de solo e controle da poluição pelo aumento da taxa de infiltração, redução do escoamento superficial e dos poluentes; (h) testar modelos matemáticos para predizer a infiltração, armazenamento de água no solo, geração do escoamento superficial, e transferência de poluentes para os corpos de água; (i) utilizar resultados experimentais para apoiar ações de difusão de tecnologias e capacitação de pessoal técnico.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Felício Cassalho - Integrante / GILBERTO LOUGUECIO COLLARES - Coordenador / Idel Cristiana Bigliardi Milani - Integrante / Luis Eduardo Akiyoshi Sanches Suzuki - Integrante / Fernando Grison - Integrante / José Miguel Reichert - Integrante / Dalvan José Reinert - Integrante / Jean Paollo Gomes Minella - Integrante / Reginaldo Galski Bonczynski - Integrante / Aline Saupe Abreu - Integrante / Priscila dos Santos Priebe - Integrante / Emanuele Manke - Integrante / Juliano Pacheco - Integrante / Tuane Dutra - Integrante / Caroline Perez Lacerda da Silveira - Integrante / Guilherme Kruger Bartels - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2020

Top Downloaded Paper 2018-2019, Hydrological Processes - John Wiley & Sons.

2019

Trabalho destaque na área de Engenharias do XXI Encontro de Pós-Graduação da Universidade Federal de Pelotas, Universidade Federal de Pelotas.

2016

Trabalho destaque na área de Engenharias do XXV Congresso de Iniciação Científica, Universidade Federal de Pelotas.

2016

Trabalho premiado (2 Lugar) na área de Engenharias do XXV Congresso de Iniciação Científica, Universidade Federal de Pelotas.

2015

Spring Term 2015 Honor Roll (Straight-A Average), Oregon State University.

2015

Certificate of Appreciation, United States Department of Agriculture.

2014

Fall Term 2014 Honor Roll (Straight-A Average), Oregon State University.

2007

Menção Honrosa 3ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), Governo do Estado de Minas Gerais - Secretaria de Estado de Educação.

2007

Medalha de Bronze 3ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério da Educação.

2006

Menção Honrosa 2ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério da Educação.

2005

Menção Honrosa 1ª OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas), Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério da Educação.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2020 - Atual

George Mason University

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Graduate Teaching Assistant, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Teaching Assistant de CEIE 301 Eng/Econ Models-Civil Eng e CEIE 453/553 Water/Wastewater Treatment

2015 - 2015

National Soil Erosion Research Laboratory ARS - USDA

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Summer Intern, Carga horária: 40

2016 - 2018

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 20

Outras informações:
Voluntário junto ao Grupo de Pesquisa em Hidrologia e Modelagem Hidrológica em Bacias Hidrográficas sob a orientação do professor Samuel Beskow.

2016 - 2016

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor de Hidráulica e Irrigação, Carga horária: 20

2015 - 2015

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Lab de Hidrometria e Sedimento, Carga horária: 20

Outras informações:
Com bolsa da Fundação Delfim Mendes da Silveira a partir de 09/2015.

2013 - 2014

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Representante Discente, Enquadramento Funcional: Cargo de Coordenação - Eng. Hídrica - UFPel

Outras informações:
Segundo a PORTARIA N 1.285, DE JUNHO DE 2013 O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO os termos do Memorando n 063/2013, do Curso de Engenharia Hídrica, resolveu REVOGAR a Portaria n 1.625, de 26 de outubro de 2011. Consolidando a nova composição do Colegiado do Curso de Engenharia Hídrica: Representação Discente Acadêmico Felício Cassalho (Titular) Acadêmica Michaela Barbara Neto (Suplente)

2013 - 2014

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação à Pesquisa, Carga horária: 20

Outras informações:
Bolsista no Laboratório de Hidrometria e Sedimentos, atuando na área de manejo de bacias hidrográficas.

2011 - 2011

Universidade Federal de Pelotas

Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Bolsista, Laboratório de Hidráulica, Carga horária: 8

Outras informações:
Desenvolvi atividades de ensino e pesquisa como voluntário junto ao Laboratório de Hidráulica do Curso de Engenharia Hídrica do CDTec/UFPel, sob orientação do professor Mauricio Dai Prá.

2007 - 2009

Instituto Nacional de matematica Pura e Aplicada

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica Jr., Carga horária: 6

Outras informações:
Bolsa concedida graças ao desempenho durante a Segunda e Terceira Olimpiada Brasileira de Matemática das Escolas Publicas.

2016 - 2016

Lavras Irrigação Ltda

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário em Engenharia, Carga horária: 30