Gilmar da Silveira Sousa Junior

Possui graduação em Agroecologia pela Universidade Federal de São Carlos (2014) onde atuou como bolsista PROEX, CNPQ e FUNDAG em projetos de Educação Ambiental, Controle Biológico e nutrição e adubação de cana-de-açúcar. Mestre em Agronomia - Produção Vegetal com enfase em fisiologia e manejo de culturas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2017). Atualmente é doutorando em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, onde atua na área da Fisiologia Vegetal, Ecofisiologia, Estresses Abióticos e Atenuadores de Estresses Abióticos em Plantas, com enfase na cultura da cana-de-açúcar sob toxicidade alumínio.

Informações coletadas do Lattes em 31/01/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Agronomia (Produção Vegetal)

2017 - Atual

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Durvalina Maria Mathias dos Santos. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Agronomia (Produção Vegetal)

2015 - 2017

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: Silício atenua os efeitos tóxicos do alumínio em plantas jovens de cana-de-açúcar cultivadas em hidroponia,Ano de Obtenção: 2017
Durvalina Maria Mathias dos Santos.Coorientador: Eduardo Custódio Gasparino. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Graduação em Agroecologia

2010 - 2014

Universidade Federal de São Carlos

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

IDENTIFICAÇÂO DE PROTEÍNAS DE PLANTAS. (Carga horária: 20h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2013 - 2013

Introdução ao Uso do Software R em Análises Estatí. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.

2012 - 2012

VIII Curso de Doenças dos Citros e seu Manejo. (Carga horária: 24h). , Instituto Agronômico de Campinas, IAC, Brasil.

2012 - 2012

REQUISITOS TÉCNICOS DA NBR ISSO/IEC 17025. (Carga horária: 3h). , Centro APTA Citros Sylvio Moreira, IAC, Brasil.

2010 - 2010

Extração e análise de produtos naturais. (Carga horária: 24h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Agroecologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Vegetal.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fisiologia Vegetal/Especialidade: Ecofisiologia Vegetal.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Nutrição Vegetal.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fitopatologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

CARVALHO, R. F. ; GRATAO, P. L. ; SANTOS, D. M. M. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; GAION, L. A. ; ALVES, R. C. ; ALVES, L. R. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; CHECCHIO, M. V. . III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas. 2017. (Outro).

CARVALHO, R. F. ; GRATAO, P. L. ; SANTOS, D. M. M. ; GAION, L. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ALVES, R. C. . Comissão cientifica e editor dos anais do III Worshop de Estresse Abiótico em Palntas Cultivadas. 2017. (Outro).

ALVES, R. C. ; CARREGA, W. C. ; SOUSA JUNIOR, G. S. . Avaliador dos resumos apresentados no III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas. 2017. (Outro).

SOUSA JUNIOR, G. S. ; SILVA, J. D. T. ; Dias, L. T. S. . I Simpósio de Aquicultura. 2014. (Outro).

ALENCAR, L. D. ; ZANELLO, C. A. ; CARDOSO, J. C. ; SOUSA JUNIOR, G. S. . I SIMPÓSIO DE EcoPAISAGISMO & FLORICULTURA. 2013. (Outro).

SOUSA JUNIOR, G. S. ; FIGUEIREDO, R.A. . I Seminário de Projetos Educativos e Educação ambiental em escolas rurais. 2011. (Outro).

SOUSA JUNIOR, G. S. ; FONTANETTI, A. . I Feira de Profissões da Ufscar. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXVI JORNADAS DE JÓVENS INVESTIGADORES AUGM.Atenuação da toxidez de alumínio em raízes de plantas jovens de cana-de-açúcar ela suplementação de silício em hidroponia. 2018. (Outra).

V Simpósio Brasileiro sobre Nutrição de Plantas Aplicada em Sistemas de Alta Produtividade. 2016. (Simpósio).

XII Encontro da Cultura do Amendoim.Efeito do Silício no Tratamento de Sementes de Amendoim Submetidas ao Estresse Hídrico. 2016. (Encontro).

II Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas. 2015. (Outra).

VII Simpósio Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar.Resposta da Cana-Soca à Fontes e Doses de Nitrogênio. 2015. (Simpósio).

XII Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2015. (Encontro).

I Simpósio De Aquicultura. 2014. (Simpósio).

VIII Workshop Agroenergia - Matérias Primas.EFEITO DA APLICAÇÃO DE BIOESTIMULANTES, NO VIGOR, BROTAÇÃO E PRODUÇÃO DE BIOMASSA DE CANA-DE-AÇÚCAR NA VARIEDADE RB 867515. 2014. (Outra).

3° Encontro de Estudos do Agronegócio. 2013. (Encontro).

4° Dia do Ovo de Pirassununga. 2013. (Outra).

7º CONGRESSO INTERINSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - CIIC 2013. EFICIÊNCIA DE EXTRATO DE PIROLENHOSO NO CONTROLE DE PATÓGENOS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTOS CÍTRICOS,. 2013. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais. Eficiência de Extrato Pirolenhoso no Controle de Endomyces geotrichum Em Frutos Cítricos. 2013. (Congresso).

I Simpósio de Eco Paisagismo & Floricultura. 2013. (Simpósio).

VI Fórum de Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente - Metodologia para construção de indicadores.Integração de Sistemas como Prática de Educação Ambiental. 2013. (Outra).

XXI Congresso de Iniciação Científica da UFSCar. Aproveitamento de Água Residuária da Piscicultura na Fertirrigação do Tomate. 2013. (Congresso).

18° Dia do Viveirista. 2012. (Encontro).

I WORKSHOP DE FITOSSANIDADE. 2012. (Outra).

Seminário Paulista de Extensão Rural.Experiência no Ensino de Educação Ambiental em Meio Rural. 2012. (Seminário).

V Simpósio sobre Reforma Agrária e Questões Rurais. 2012. (Simpósio).

I Confêrencia Acadêmica de Cana-de-Açicar da UFSCar". 2011. (Outra).

I Seminário de Projetos Educativos e Educação Ambiental em Escolas Rurais. 2011. (Seminário).

I Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. 2011. (Seminário).

I Simpósio Agroembiental. 2011. (Simpósio).

I Forum Paulista de Agroecologia. 2010. (Outra).

IV Simpósio sobre Reforma Agrária e Assentamentos Rurais. 2010. (Simpósio).

IX Workshop de Plantas Medicinais de Botucatu. 2010. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Izadora Ferreira dos Santos

SILVA, J. D. T.;SOUSA, G. S. Jr; ALMEIDA, R.. Desenvolvimento da cultura do rabanete submetida a água residuária de piscicultura com diferentes salinidades. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agroecologia) - Universidade Federal de São Carlos.

Aluno: Thaís Regina Zibetti

SANTOS, D. M. M.; GRATAO, P. L.;SOUSA JUNIOR, G. S.. EFEITO DO ÁCIDO SALICÍLICO NA GERMINAÇÃO E MOBILIZAÇÃO DE RESERVAS DE GUANDU SOB TOXICIDADE DE ALUMÍNIO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Aluno: Paloma Maria Jardim de Oliveira

GRATAO, P. L.; GASPARINO, E. C.;SOUSA JUNIOR, G. S.. Selênio como atenuante do estresse salino na germinação da alface. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Denise Aparecida Chiconato

SANTOS, D. M. M.; CARVALHO, R. F.; PRADO, R. M.;CHICONATO, D. A.. A aplicação exógena de silício em plantas jovens de cana-de-açúcar sob toxicidade de alumínio em hidroponia. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Rogério Falleiros Carvalho

Santos DMM;Carvalho RF; Prado RM; Chiconato DA. Aplicação exógena de silício em plantas jovens de cana-de-açúcar sob toxicidade de alumínio em hidroponia. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia - Produção Vegetal) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Priscila Lupino Gratão

SANTOS, D. M. M.; DIAS, F. L. F.; GRATAO, P. L.. Plantas jovens de cana-de-açúcar sob efeito tóxico do alumínio na ausência ou presença de silício. 2017. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Producao Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Priscila Lupino Gratão

SANTOS, D. M. M.; GRATAO, P. L.; CAVALLARI, S. D. C.. Pigmentos vegetais e atividade antioxidante enzimática de plantas jovens cana-de-açúcar sob toxidez de alumínio e silício exógeno. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Producao Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Samira Domingues Carlin Cavallari

SANTOS, D. M. M.; GRATÃO, P.L.;CARLIN, S. D.. Pigmentos vegetais e atividade antioxidante enzimática de plantas jovens de cana-de-açúcar sob toxidez de alumínio e silício exógeno. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Milena Silva Garcia Palma

?Efeito do silício na atividade das enzimas antioxidantes de raízes de plantas jovens de cana-de-açúcar sob toxidez do alumínio; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; (Orientador);

Noelle Diniz Ribas

SILÍCIO EXÓGENO NOS TEORES DOS PIGMENTOS ANTIOXIDANTES E NO CRESCIMENTO DE PLANTAS JOVENS DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB TOXIDEZ DO ALUMÍNIO; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Gilmar da Silveira Sousa Junior;

Noelle Diniz

Pigmentos antioxidantes em plantas jovens de cana-de-açúcar sob toxidez de alumínio e silício exógeno; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agronômica) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Gilmar da Silveira Sousa Junior;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Eduardo Custódio Gasparino

Estresse nutricional cana-de-açúcar e os efeitos do atenuantes do silício; 2016; Dissertação (Mestrado em Agronomia (Produção Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Eduardo Custódio Gasparino;

Katia Cristina Kupper

Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Agroecologia) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Katia Cristina Kupper;

Janaina Della Torre da Silva

GEPEM - Grupo de Estágio e Pesquisa em Monogástricos; 2013; Orientação de outra natureza; (Agroecologia) - Universidade Federal de São Carlos; Orientador: Janaina Della Torre da Silva;

Durvalina Maria Mathias dos Santos

Silício atenua os efeitos do alumínio tóxico em plantas jovens de cana-de-açúcar cultivadas em hidroponia; 2017; Dissertação (Mestrado em Agronomia Produção Vegetal) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias Campus de Jaboticabal Unesp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Durvalina Maria Mathias dos Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2019 CHICONATO, DENISE APARECIDA ; DA SILVEIRA SOUSA JUNIOR, GILMAR ; DOS SANTOS, DURVALINA MARIA MATHIAS ; MUNNS, RANA . Adaptation of sugarcane plants to saline soil. ENVIRONMENTAL AND EXPERIMENTAL BOTANY , v. 162, p. 201-211, 2019.

  • 2019 CALERO HURTADO, ALEXANDER ; APARECIDA CHICONATO, DENISE ; DE MELLO PRADO, RENATO ; DA SILVEIRA SOUSA JUNIOR, GILMAR ; FELISBERTO, GUILHERME . Silicon attenuates sodium toxicity by improving nutritional efficiency in sorghum and sunflower plants. PLANT PHYSIOLOGY AND BIOCHEMISTRY , v. 142, p. 224-233, 2019.

  • 2017 SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; CHICONATO, D. A. ; ALVES, R. C. ; SANTOS, D. M. M. . SILICON ALLEVIATES ALUMINUM TOXICITY IN YOUNG SUGARCANE PLANTS. Holos Environment (Online) , v. 17, p. 1, 2017.

  • 2017 FERREIRA JÚNIOR, D. C. ; GAION, L. A. ; SOUSA JÚNIOR, G. S. ; SANTOS, D. M. M. ; CARVALHO, R. F. . Drought-induced proline synthesis depends on root-to-shoot communication mediated by light perception. Acta Physiologiae Plantarum , v. 40, p. 15, 2017.

  • 2017 SOUSA, G. S. Jr ; DUARTE, W. N. ; DIAS, F. L. F. . Cana-soca submetida a fontes e doses de nitrogênio. Cerrado Agrociências , v. 8, p. 9-20, 2017.

  • 2017 CHICONATO, D. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; CRUZ, F. J. R. ; SANTOS, D. M. M. ; MUNNS, R. . LIPID PEROXIDATION IN SUGARCANE YOUNG PLANTS UNDER SOIL SALINITY. Holos Environment (Online) , v. 17, p. 1, 2017.

  • ALVES, L. R. ; CHECCHIO, M. V. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ALVES, R. C. ; CARREGARI, S. M. R. ; GRATAO, P. L. . Fisiologia do estresse vegetal e metabolismo antioxidante de resposta.. In: Carla Resende Bastos; Janete Apparecida Desiderio; Maria Laura Viola Augusto; Néstor Dario Franco Marulanda; Paula Castanho Borges. (Org.). Tópicos Especiais em Genética Aplicada. 1ed.Jaboticabal: Funep, 2017, v. 4, p. 1-.

  • FIGUEIREDO, R.A. ; MAGRINI, G. G. ; SIMONATTO, D. C. ; CAMPOS, M. L. ; MORELLI, M. ; MICHETTI, M. P. ; ARAÚJO, J.F. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ROMANIA, H.F. ; SILVA, B. A. ; RIBEIRO, I. C. ; OLIVEIRA, T. B. . Universidade e Escolas Rurais: Uma Interação Possível. In: Adriana de Magalhães; Ana Luiz Teixeira. (Org.). Boas Práticas em Educação Ambiental na Agricultura Familiar. 1ed.Brasilia: MMA, 2012, v. 1, p. 180-185.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; SILVA, J. D. T. ; Dias, L. T. S. ; ALMEIDA, E. J. . INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS COMO PRÁTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Revista Uniara, Araraquara, p. 167 - 167, 16 dez. 2013.

  • OLIVEIRA, P. M. J. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; CARREGA, W. C. ; GRATAO, P. L. ; SANTOS, D. M. M. . Efeito do Silício no Tratamento de Sementes de Amendoim Submetidas ao Estresse Hídrico. In: XIII Encontro da Cultura do Amendoim, 2016, Jaboticabal. XII Encontro da Cultura do Amendoim, 2016. v. 13. p. 82-86.

  • NICOLAU, M. C. M. ; CHECCHIO, M. V. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; GRATAO, P. L. . Avaliação do Efeito Atenuador do Silício no Crescimento de Amendoim Submetido à Toxicidade de Alumínio. In: XIII Encontro da Cultura do Amendoim, 2016, Jaboticabal. XII Encontro da Cultura do Amendoim, 2016. v. 13. p. 66-70.

  • CHECCHIO, M. V. ; NICOLAU, M. C. M. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; GRATAO, P. L. . Influência do Silício na Amenização do Estresse Salino em Amendoim. In: XIII Encontro da Cultura do Amendoim, 2016, Jaboticabal. XII Encontro da Cultura do Amendoim, 2016. v. 13. p. 77-81.

  • CHICONATO, D. A. ; CRUZ, F. J. R. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; SANTOS, D. M. M. . Plantas Jovens de Cana-de-açúcar Sob Efeito do Estresse Salino: Toxidez do Sódio e Acúmulo de Prolina. In: VII Simpósio de Tecnologia De Produção de Cana-de-Açúcar, 2015, Piracicaba. VII Simpósio de Tecnologia De Produção de Cana-de-Açúcar. Piracicaba: Equilibrio, 2015. p. 29-31.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; DIAS, F. L. F. . Resposta da Cana-Soca à Fontes de Doses de Nitrogênio. In: VII Simpósio de Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar, 2015, Piracicaba. VII Simpósio de Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar. Piraciabaca: Equilibrio, 2015. p. 49-52.

  • DIAS, F. L. F. ; TAVARES, S. ; AVILA, M. D. ; SILVA, L. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; BACILIERI, F. S. . Avaliação de Biozyme e Pilatus em soqueira de cana.. In: VIII Workshop Agroenergia - Matérias Primas, 2014, Ribeirão Preto. VIII Workshop Agroenergia - Matérias Primas, 2014. v. 8. p. 1-6.

  • DIAS, F. L. F. ; BOM, E. A. ; SILVA, L. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; AVILA, M. D. ; TAVARES, S. . EFEITO DA APLICAÇÃO DE BIOESTIMULANTES, NO VIGOR, BROTAÇÃO E PRODUÇÃO DE BIOMASSA DE CANA-DE-AÇÚCAR NA VARIEDADE RB 867515. In: VIII Workshop Agroenergia - Matérias Primas, 2014, Ribeirão Preto. VIII Workshop Agroenergia - Matérias Primas, 2014. v. 8. p. 1-6.

  • DUARTE, W. N. ; KLEIN, M. N. ; PERESSIM, L. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; KUPPER, K. C. . USO DE QUITOSANA PARA CONTROLE DE Penicillium SPP.. In: 8º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica ? CIIC 2014, 2014, Campinas. Anais 2014 - CIIC 2014, 2014.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; KUPPER, K. C. . EFICIÊNCIA DE EXTRATO DE PIROLENHOSO NO CONTROLE DE PATÓGENOS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTOS CÍTRICOS. In: 7º CONGRESSO INTERINSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - CIIC 2013, 2013, Campinas. EFICIÊNCIA DE EXTRATO DE PIROLENHOSO NO CONTROLE DE PATÓGENOS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTOS CÍTRICOS, 2013.

  • Orlandini, P. ; SOUSA JUNIOR, G. S. . Ciclo de Palestras na Escola Rural José Ometto. In: I Seminário de Projetos Educativos e Educação Ambiental em Escolas Rurais, 2011, araras. I Seminário de Projetos Educativos e Educação Ambiental em Escolas Rurais, 2011. v. 1.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CHECCHIO, M. V. ; NICOLAU, M. C. M. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; GRATAO, P. L. . EFEITO ATENUADOR DO SILÍCIO NOS TEORES DE CLOROFILA DE PLANTAS DE AMENDOIM SUBMETIDAS À TOXICIDADE DE ALUMÍNIO. In: III WORKSHOP de ESTRESSE ABIÓTICO em PLANTAS CULTIVADAS, 2017, Jaboticabal. ANAIS - III WORKSHOP de ESTRESSE ABIÓTICO em PLANTAS CULTIVADAS, 2017.

  • PIZOLATO NETO, A. ; CAMARGOS, A. E. V. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; CARREGARI, S. M. R. ; GRATAO, P. L. ; SANTOS, D. M. M. . GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE LEGUMINOSAS FORRAGEIRAS SOB ESTRESSE SALINO TRATADAS COM ÁCIDO SALICÍLICO E ESPERMIDINA. In: III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas, 2017, Jaboticabal. ANAIS - III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas, 2017.

  • FERREIRA JUNIOR, D. C. ; GAION, L. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; REYES, S. M. R. ; CARVALHO, R. F. . PERCEPÇÃO LUMINOSA AFETA A SÍNTESE DE PROLINA EM TOMATEIRO SOB DÉFICIT HÍDRICO. In: III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas, 2017, Jaboticabal. ANAIS - III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas, 2017.

  • ALVES, R. C. ; MONTEIRO, J. G. ; OLIVEIRA, P. M. J. ; NICOLAU, M. C. M. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; GRATAO, P. L. . SELÊNIO COMO ATENUANTE DO ESTRESSE SALINO NA GERMINAÇÃO DA ALFACE. In: III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas, 2017, Jaboticabal. ANAIS - III Workshop de Estresse Abiótico em Plantas Cultivadas, 2017.

  • NICOLAU, M. C. M. ; ALVES, R. C. ; OLIVEIRA, P. M. J. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; CARREGARI, S. M. R. ; GRATAO, P. L. . SILÍCIO COMO ATENUANTE DO ESTRESSE SALINO NA GERMINAÇÃO DA ALFACE. In: III WORSHOP DE ESTRESSE ABIÓTICO EM PLANTAS CULTIVADAS, 2017, Jaboticabal. ANAIS - III WORSHOP DE ESTRESSE ABIÓTICO EM PLANTAS CULTIVADAS, 2017.

  • CHICONATO, D. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; CRUZ, F. J. R. ; SANTOS, D. M. M. . Crescimento inicial das cultivares SP 81-3250 e IAC 87-3396 de cana-de-açúcar sob concentrações de NaCl. In: VIII SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR, 2017, Piracicaba. Anais do "VIII SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR", 2017.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CHICONATO, D. A. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; ALVES, R. C. ; SANTOS, D. M. M. . Aplicação exógena de silício atenua a toxidez de alumínio nas raízes de plantas jovens de cana-de-açúcar. In: VIII SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR, 2017, Piracicaba. Anais do "VIII SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR", 2017.

  • DUARTE, W. N. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; DIAS, F. L. F. . Avaliação das características tecnológicas e produtivas do Uran em cana-soca. In: VIII SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR, 2017, Piracicaba. Anais do "VIII SIMPÓSIO DE TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR", 2017.

  • CUNHA, T. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; KUPPER, K. C. . Potencial of Candida stellimalicola Strains for Penicillium italicum Biocontrol. In: 28 Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015, Florianopolis. 28 Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2015.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CUNHA, T. ; DUARTE, W. N. ; KUPPER, K. C. . CONTROLE DO BOLOR AZUL EM FRUTOS DE LARANJA PÊRA COM EXTRATO PIROLENHOSO. In: XXXVII Congresso Paulista de Fitopatologia, 2014, Botucatu - SP. Summa Phytopathologica - The Official Journal of São Paulo State Plant Pathology Association, 2014. v. 40.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; Dias, L. T. S. ; ZANELLO, C. A. ; DUARTE, W. N. ; ALENCAR, L. D. ; SALA, F. C. . Desenvolvimento de alface crespa (Lactuca sativa var. crispa) em sistemas aquaponicos com diferentes densidades de tilapia do nilo (Oreochromis niloticus). In: 22° Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos. Anais do Congresso, 2014.

  • KUFEL, L. G. S. ; Dias, L. T. S. ; SILVA, J. D. T. ; ESTEVAM, L. G. L. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; MOMO, C. H. . UTILIZAÇÃO DE RAÇÕES ARTESANAIS NA ALIMENTAÇÃO DE TAMBAQUIS (Colossoma macropomum). In: 22° Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos. Anais do Congresso, 2014.

  • MELLO, P. G. J. F. ; Dias, L. T. S. ; SILVA, J. D. T. ; SCAFI, G. S. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ROMANIA, H.F. . APROVEITAMENTO DA ÁGUA RESIDUÁRIA DE TILÁPIA DO NILO (Oreochromis niloticus) e TAMBAQUI (Colossoma macropomum) PARA PRODUÇÃO DE ALFACE (Lactuca sativa) EM SISTEMA HIDROPÔNICO. In: 22° Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos. Anais do Congresso, 2014.

  • DUARTE, W. N. ; Dias, L. T. S. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ALENCAR, L. D. ; ZANELLO, C. A. ; SALA, F. C. . Desenvolvimento de alface crespa (Lactuca sativa var. crispa) em sistemas aquaponicos com diferentes densidades de lambari (Astyanax spp). In: 22° Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos. Anais do Congresso, 2014.

  • ZANELLO, C. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ALENCAR, L. D. ; DUARTE, W. N. ; Dias, L. T. S. ; CARDOSO, J. C. . Água de Piscicultura na Fetirrigação de Cenoura e Rabanete. In: IV Simpósio Agroambiental, 2014, Araras. Anais do IV Simpósio Agroambiental, 2014.

  • BARBOSA, I. C. B. ; Dias, L. T. S. ; SILVA, J. D. T. ; BIANQUINI, L. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; SUSSEL, F. R. . Utilização de rações artesanais na alimentação de Lambaris (Astyanax altiparanae). In: 22° Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2014, São Carlos. Anais de Congresso, 2014.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CUNHA, T. ; SILVA, A. C. ; KUPPER, K. C. . EFICIÊNCIA DE EXTRATO PIROLENHOSO NO CONTROLE DE Endomyces geotrichum EM FRUTOS CÍTRICOS. In: VI Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais, 2013, João Pessoa. "Defensivos Naturais na Agricultura: Da Prospecção a Utilização", 2013. p. 146-146.

  • CAMARGO, J. L. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERRAZ, L. P. ; KUPPER, K. C. . EFICIÊNCIA DE EXTRATO PIROLENHOSO NO CONTROLE DE Penicillium digitatum, AGENTE CAUSAL DO BOLOR VERDE EM FRUTOS CÍTRICOS. In: VI Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais, 2013, João Pessoa. "Defensivos Naturais na Agricultura: Da Prospecção a Utilização", 2013. p. 147-147.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CUNHA, T. ; KUPPER, K. C. . Extrato pirolenhoso para controle da podridão azeda em citros. In: 46º Congresso Brasileiro de Fitopatologia e 11ª Reunião Brasileira de Controle Biológico, 2013, Ouro Preto - MG. Extrato pirolenhoso para controle da podridão azeda em citros, 2013.

  • CUNHA, T. ; AYRES, M. C. B. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; KUPPER, K. C. . EFEITO DE ISOLADOS DE LEVEDURA NO CRESCIMENTO MICELIAL DE Penicillium digitatum. In: XXXVI Congresso Paulista de Fitopatologia, 2013, São Paulo. Anais XXXVI Congresso Paulista de Fitopatologia, 2013.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; Dias, L. T. S. ; SILVA, J. D. T. ; HERMES, L. C. ; MOMO, C. H. ; MACHADO, M. C. P. . Aproveitamento de Água Residuária da Piscicultura na Fertirrigação do Tomate. In: XXI CIC UFSCar, 2013, São Carlos. Anais de Eventos da UFSCar, 2013. v. 10. p. 5.

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; ARAÚJO, J.F. ; ROMANIA, H.F. ; FIGUEIREDO, R. A. . Atividades educativas na escola rural: oficinas, jogos e dinâmicas com crianças provenientes de bairros rurais e assentamentos da região de Araras. In: VIII Congresso de Extensão, 2011, São Carlos - SP. Atividades educativas na escola rural: oficinas, jogos e dinâmicas com crianças provenientes de bairros rurais e assentamentos da região de Araras. São Carlos: EduFSCar, 2011. v. 1. p. 1-1.

  • LIPORACI, B. P. C. ; FIGUEIREDO, R. A. ; MATSUDA, S. C. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; SOUZA, Y. K. ; ARAÚJO, J.F. ; ROMANIA, H.F. . Percepção da população a respeito da UFSCar campus Araras: um estudo sobre o senso comum.. In: XVIII Congresso de Iniciação Científica, 2010, São Carlos - SP. Percepção da população a respeito da UFSCar campus Araras: um estudo sobre o senso comum. São Carlos: EduFSCar, 2010. v. 6. p. 1-1.

  • ALVES, R. C. ; NICOLAU, M. C. M. ; CHECCHIO, M. V. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; OLIVEIRA, F. A. ; DE MELLO PRADO, RENATO ; GRATAO, P. L. . Salt stress alleviation by seed priming with silicon in lettuce seedlings: an approach based on enhancing antioxidant responses. BRAGANTIA , 2020.

  • SOUSA, G. S. Jr . Agrotóxicos - Entendendo para formar opinião. 2019. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SOUSA, G. S. Jr ; GASPARINO, E. C. ; SANTOS, D. M. M. . Atenuação da toxidez de alumínio em raízes de plantas jovens de cana-de-açúcar pela suplementação de silício em hidroponia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOUSA, G. S. Jr . Bioética e uso de Agrotóxicos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • OLIVEIRA, P. M. J. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERREIRA JUNIOR, D. C. ; CARREGA, W. C. ; GRATAO, P. L. ; SANTOS, D. M. M. . Efeito do Silício no Tratamento de Sementes de Amendoim Submetidas ao Estresse Hídrico. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; DIAS, F. L. F. . Repostas da Cana-de-açúcar à Fontes e Doses de Nitrogênio. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CUNHA, T. ; DUARTE, W. N. ; KUPPER, K. C. . CONTROLE DO BOLOR AZUL EM FRUTOS DE LARANJA PÊRA COM EXTRATO PIROLENHOSO. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • DIAS, F. L. F. ; TAVARES, S. ; AVILA, M. D. ; SILVA, L. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; BACILIERI, F. S. . AVALIAÇÃO DE BIOZYME E PILATUS EM SOQUEIRA DE CANA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • DIAS, F. L. F. ; BOM, E. A. ; SILVA, L. A. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; AVILA, M. D. ; TAVARES, S. . EFEITO DA APLICAÇÃO DE BIOESTIMULANTES, NO VIGOR, BROTAÇÃO E PRODUÇÃO DE BIOMASSA DE CANA-DE-AÇÚCAR NA VARIEDADE RB 867515. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; Dias, L. T. S. ; ZANELLO, C. A. ; DUARTE, W. N. ; ALENCAR, L. D. ; SALA, F. C. . Desenvolvimento de alface crespa (Lactuca sativa var. crispa) em sistemas aquaponicos com diferentes densidades de tilapia do nilo (Oreochromis niloticus). 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CUNHA, T. ; SILVA, A. C. ; KUPPER, K. C. . Eficiência de Extrato Pirolenhoso no Controle de Endomyces geotrichum Em Frutos Cítricos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CUNHA, T. ; AYRES, M. C. B. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; KUPPER, K. C. . Efeito de isolados de levedura no crescimento micelial de Penicillium digitatum. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAMARGO, J. L. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; FERRAZ, L. P. ; KUPPER, K. C. . Eficiência de Extrato Pirolenhoso no Controle de Penicillium digitatum, Agente Causal do Bolor Verde em Frutos Cítricos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; KUPPER, K. C. . EFICIÊNCIA DE EXTRATO DE PIROLENHOSO NO CONTROLE DE PATÓGENOS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTOS CÍTRICOS,. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; SILVA, J. D. T. ; Dias, L. T. S. ; ALMEIDA, E. J. . Integração de Sistemas como Prática de Educação Ambiental. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CUNHA, T. ; KUPPER, K. C. . Extrato pirolenhoso para controle da podridão azeda em citros

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; Dias, L. T. S. ; SILVA, J. D. T. ; HERMES, L. C. ; MACHADO, M. C. P. ; MOMO, C. H. . Aproveitamento de Água Residuária da Piscicultura na Fertirrigação do Tomate. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MAGRINI, G. G. ; SIMONATTO, D. C. ; CAMPOS, M. L. ; MORELLI, M. ; MICHETTI, M. P. ; RIBEIRO, I. C. ; OLIVEIRA, T. B. ; ARAÚJO, J.F. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; ROMANIA, H.F. ; SILVA, B. A. . Programa de Extensão Rural e Educação Ambiental em Escolas Rurais de Araras(SP). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; CAMPOS, M. L. ; FIGUEIREDO, R. A. . Seminário Paulista de Extensão Rural. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; ARAÚJO, J.F. ; ROMANIA, H.F. ; FIGUEIREDO, R.A. . Atividades educativas na escola rural: oficinas, jogos e dinâmicas com crianças provenientes de bairros rurais e assentamentos da região de Araras. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOUSA JUNIOR, G. S. ; PIMENTEL, A.E.B. . A história e a formação de assentados de reforma agrária. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • Orlandini, P. ; SOUSA JUNIOR, G. S. . Ciclo de Palestras na escola Rural José Ometto. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA JÚNIOR, G. S. . Auxinas-Gravitropismo-Milho. 2019. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Texto).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA JÚNIOR, G. S. . Fotossíntese-Listagem de plantas C3, C4 e CAM. 2019. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Texto).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA JÚNIOR, G. S. . Giberelinas-Reversão do Nanismo-Zinnia-Detalhes. 2019. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Texto).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA, G. S. Jr . TEXTO-299-Giberelinas-Reversão do Nanismo-Zinnia spp-Planta Adulta-2018. 2018. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - TEXTO).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA, G. S. Jr . TEXTO-301-AUXINAS-Indução de Raízes em Estacas de Alamanda-2018.pdf.. 2018. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Texto).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA, G. S. Jr . TEXTO-302-RELAÇÕES HÍDRICAS-Atividade Osmótica da Sacarose e Amido-2018. 2018.. 2018. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - TEXTO).

  • SANTOS, D. M. M. ; SOUSA, G. S. Jr . TEXTO-303-RELAÇÕES HÍDRICAS-Recuperação da Turgescência de Ramos Cortados-2018.. 2018. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - TEXTO).

  • ALVES, L. R. ; ALVES, R. C. ; SOUSA JUNIOR, G. S. ; CHECCHIO, M. V. ; CARREGARI, S. M. R. ; GRATAO, P. L. . Fisiologia do estresse vegetal e metabolismo antioxidante de resposta. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Respostas Fisiológicas de Plantas Jovens de Cana-de-açúcar sob Efeito do Alumínio Tóxico na Ausência ou Presença do Silício, Descrição: Com a demanda para atender a expansão da cultura da cana-de-açúcar e por cultivares que tolerem o estresse causado por alto teor de alumínio, a comunidade cientifica cresce seu interesse por compreender os mecanismos fisiológicos em repostas a toxidez causado por Al. O silício é conhecido por aplacar com eficácia vários estresses abióticos, tais como seca, salinidade, deficiência nutricional, temperatura e toxidez de alumínio. No entanto, os mecanismos de alívio dos estresses abióticos com o uso do silício ainda permanecem mal compreendidos. O trabalho tem como interesse estudar o silício como um possível atenuador do estresse causado pelo alto teor de alumínio no solo.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Durvalina Maria Mathias dos Santos - Coordenador.

  • 2013 - 2014

    Resposta da cana-soca à fontes e doses de nitrogênio, Descrição: O uso de fertilizantes para a produção de cana com a finalidade de produção de etanol (energia) tem gerado certa polêmica. Primeiramente porque os fertilizantes são insumos com alto custo, devendo ter seu uso priorizado para produção de alimentos. Segundo porque o manejo do N em sistemas agrícolas deve considerar os elevados riscos ambientais, uma vez que este nutriente está sujeito a perdas por erosão, lixiviação, desnitrificação e volatilização. O manejo ideal da adubação nitrogenada é definido como aquele que permite satisfazer a necessidade da cultura com o mínimo de risco ambiental. Para tanto, é importante que a quantidade de N aplicadas as culturas seja a mais exata possível, minimizando tanto os excessos, que prejudicam a qualidade ambiental e oneram o produtor, quanto aos déficits, que comprometem o rendimento projetado. A busca por formas alternativas de suprimento de N e melhor eficiência do uso do nutriente devem ter destaque e merecem atenção especial, visto que o nutriente pode produzir impactos ambientais negativos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Fabio Luis ferreira Dias - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2013

    Eficiência de extrato de pirolenhoso no controle de patógenos de pós-colheita em frutos cítricos, Descrição: Não obstante a importância econômica e social que representa a citricultura para o país, este setor enfrenta vários problemas de natureza fitossanitária. Dentre tais problemas, destacam-se as doenças de pós-colheita, que normalmente são iniciadas no campo e irão se desenvolver durante a colheita, transporte, embalagem e armazenamento dos frutos. Em especial, as podridões como o bolor verde (Penicillium digitatum), o bolor azul (P. italicum) e podridão azeda Endomyces geotrichum (anamorfo Geotrichum candidum) são responsáveis por grandes perdas de frutos cítricos em fase de comercialização, sendo muitas vezes um fator limitante na produção. Com o crescente aumento no consumo de alimentos isentos de agrotóxicos, devido a uma maior preocupação do consumidor com a qualidade de vida e saúde, produtores têm buscado novas alternativas de controle de doenças e, dentre estas, encontra-se a utilização de extratos vegetais. Tal medida de controle, empregada neste trabalho, visa encontrar uma dose ideal do produto a base de extrato de pirolenhoso, a ser empregada em packing-house para o controle de doenças de pós-colheita de citros.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Gilmar da Silveira Sousa Junior - Integrante / Katia Cristina Kupper - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Prêmio de Melhor Trabalho Técnico Científico Fitopatologia (Quinto lugar), VI Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais., realizado em João Pessoa/PB..

2013

Prêmio de Melhor Trabalho Técnico Científico Fitopatologia (Primeiro lugar)., VI Congresso Brasileiro de Defensivos Agrícolas Naturais., realizado em João Pessoa/PB.

2013

Menção Honrosa - ?Relevância Social do Tema? durante o VI Fórum de Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente: Metodologias para Construção de Indicadores, Centro Universitário de Araraquara.

2012

25 experiências que melhor demonstraram a contribuição da educação ambiental com agricultores familiares, Ministério do Meio Ambiente do Brasil.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal. , Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, Vila Industrial, 14884900 - Jaboticabal, SP - Brasil, Telefone: (16) 32025500

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - Atual

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário docência, Carga horária: 5

    Outras informações:
    Atua como estagiário docência da disciplina de fisiologia vegetal aulas praticas e teóricas para o curso de zootecnia sob orientação da Profa. Dra. Durvalina Maria Mathias dos Santos

  • 2015 - 2017

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrando, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2016 - 2016

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagio Docência, Carga horária: 2

    Outras informações:
    Atuou como estagiário docência na disciplina teórica de Fisiologia Vegetal para a turma de agronomia, sob orientação da Profa. Dra. Durvalina Maria Mathias dos Santos

  • 2016 - 2016

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiáriorio Docência, Carga horária: 3

    Outras informações:
    Atuou como Estagiário docência da disciplina pratica de Fisiologia Vegetal para a turma de Agronomia sob orientação d Prof. Dr. Rogério Falleiros Carvalho

  • 2013 - Atual

    Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 8

  • 2013 - 2014

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Estágiario, Enquadramento Funcional: Coordenador, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Coordenador no Grupo de Estágio e Pesquisa em Monogástricos, sendo orientado pelas professoras doutoras Janaína Della Torre e Luciana Thie Seki Dias.

  • 2013 - 2013

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágiario, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Estagiário no Grupo de Estágio e Pesquisa em Monogástricos, sendo orientado pelas professoras doutoras Janaína Della Torre e Luciana Thie Seki Dias.

  • 2013 - 2013

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário/Monitor, Carga horária: 2

    Outras informações:
    Monitor da ACIEPE - Manejo Produtivo de Peixes da Universidade Federal de São Carlos - Campus Araras, recebendo orientação da professoras doutoras Luciana Thie Seki Dias e Janaina Della Torre da Silva

  • 2012 - 2013

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 2

    Outras informações:
    Monitor da disciplina de Educação Ambiental, para os cursos de licenciatura do período noturno da Universidade Federal de São Carlos - Campus Araras, recebendo orientação do professor doutor Rodolfo Antonio de Figueiredo.

  • 2012 - 2013

    Universidade Federal de São Carlos

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 2

    Outras informações:
    Monitor na disciplina de Fitopatologia, para o curso de Agroecologia da Universidade Federal de São Carlos - Campus Araras, recebendo orientação da professora doutora Zayame Vegette Pinto.

    Atividades

    • 03/2012 - 06/2012

      Estágios , Centro de Ciências Agrárias da UFSCAR, .,Estágio realizado, Monitoramento da ACIEPE que tem por objetivo desenvolver ações e pesquisas educativas ambientais junto a comunidades presentes em meio rural, particularmente agricultores familiares, assentados rurais e estudantes de escolas rurais..

  • 2012 - 2013

    Instituto Agronômico de Campinas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2012 - 2012

    Instituto Agronômico de Campinas

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 30

  • 2012 - 2012

    Instituto Agronômico de Campinas

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágiario, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Bolsista FUNDAG de Iniciação cientifica.