Patricia Luiza de Oliveira Rebouças

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Bahia ( UFBA), especialista em Entomologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), mestre em Ecologia e Biomonitoramento pela UFBA e doutora em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Concursada em 1999 como Analista Universitária (Bióloga) da UEFS, onde trabalhou por 12 anos, desenvolvendo suas atividades de pesquisa do Laboratório de Entomologia. Atualmente , trabalha na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Campus III - Juazeiro, Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Laboratório de Entomologia, onde desempenha atividades relacionadas a ensino, pesquisa e extensão, ligadas aos cursos de graduação em Agronomia, Programa de Pós-Graduação em Horticultura Irrigada e Programa de Pós-Graduação em Ecologia Humana e Gestão Socioambiental. Mantendo parcerias também com a Universidade Federal do Vale do São Francisco ( UNIVASF) e EMBRAPA Semiárido. Tem experiência na área de zoologia, ecologia e fisiologia, com ênfase em Entomologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Interação abelha-flor, polinização, Biologia de abelhas .

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Agrárias

2012 - 2016

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Título: ABELHAS SILVESTRES DE UMA ÁREA PROTEGIDA DA COSTA NORTE DA BAHIA:DIVERSIDADE, RECURSOS TRÓFICOS E DIDIFICAÇÃO
Cândida Maria Lima Aguiar. Coorientador: Geni Sodré e Carlos Alfredo L. Carvalho. Bolsista do(a): UNEB - Bolsa PAC, UNEB, Brasil. Palavras-chave: Centris; Restinga; Ninhos-armadilha; Abelhas Solitárias; pólen.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Comportamento Animal / Especialidade: Entomologia. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal / Especialidade: Palinologia.

Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento

2002 - 2004

Universidade Federal da Bahia
Título: Interação entre abelhas(Apoidea) e flores de Colmolia ovalifolia (Melastomataceae) e Chamaecrista ramosa ( Leguminosea - Caesalpinioidea) em uma área de restinga no litoral Norte da Bahia,Ano de Obtenção: 2005
Miriam Gimenes.Palavras-chave: Centris leprieuri; ritmos biológicos; Xylocopa subcyanea; polinização por vibração.

Especialização em Entomologia

2001 - 2002

Universidade Estadual de Feira de Santana
Título: Interação entre abelhas e flores de Comolia ovalifolia( Melastomataceae) em uma área de restinga da Bahia.
Orientador: Miriam Gimenes

Graduação em Ciências Biológicas

1991 - 1996

Universidade Federal da Bahia

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

CLOn_ Formação de Tutores. (Carga horária: 60h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2016 - 2016

CLOn_ Formação Básica em EAD. (Carga horária: 60h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2016 - 2016

Capacitação em Foco. (Carga horária: 20h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2016 - 2016

Qualidade na Administração Pública. (Carga horária: 20h). , Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.

2016 - 2016

Educação Ambiental. (Carga horária: 120h). , Centro Científico Conhecer, IBIO, Brasil.

2013 - 2013

Standard Intensive English. (Carga horária: 90h). , LAL Language Centres UK, LAL, Inglaterra.

2012 - 2012

Treinamento em Taxonomia e Digitalização de dados. (Carga horária: 16h). , Fundo Brasileiro para a Biodiversidade, FUNBIO, Brasil.

2012 - 2012

III Curso de Ácaros de Importância Quarentenária. (Carga horária: 44h). , Instituto Biológico, IB, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em Curso de Ecologia do Nectar. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

2011 - 2011

Cromatografia Líquida de Alta Eficiência. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Brasil.

2010 - 2010

Ecologia de formigas - 1o. e 2o. ciclo de debates. (Carga horária: 16h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Criação de Abelhas sem Ferrão. (Carga horária: 24h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2009 - 2009

Utilização de Jogos no Ensino de Botânica. (Carga horária: 8h). , 60 Congresso Nacional de Botânica, 60 CNBOT, Brasil.

2008 - 2008

Evolução: conceitos e contravérsias. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

2006 - 2006

Introdução a taxonomia de Apoidea com ênfase em Me. (Carga horária: 25h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

2003 - 2003

Curso de Ecologia da Polinização. (Carga horária: 150h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

1999 - 1999

Comportamento Animal. (Carga horária: 15h). , Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.

1998 - 1998

Modelos de estudo da resposta plástica neuronal. (Carga horária: 8h). , Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.

1997 - 1997

Extensão universitária em Curso de Verão em Fisiologia. (Carga horária: 120h). , Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP, USP- RIBEIRÃO, Brasil.

1997 - 1997

Extensão universitária em Comportamento Animal: A visão da fisiologia. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

1997 - 1997

Técnicas para o estudo do sistema nervoso. (Carga horária: 8h). , Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.

1996 - 1996

Extensão universitária em Manguezal Ecossistema entre a terra e o mar. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

1996 - 1996

Extensão universitária em Neuroanatomia Fisiológica. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

1996 - 1996

Extensão universitária em Comportamento Animal: A visão da ecologia. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

1995 - 1995

Extensão universitária em Aplicação da Sistemática em Estudos Evolutivos. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

1993 - 1993

Ecologia Global:Uma Visão Planetária. (Carga horária: 8h). , XLIV Congresso Nacional de Botânica, XLIVCNBOT, Brasil.

1992 - 1992

Extensão universitária em Biologia e Sistemática de Araceae. (Carga horária: 56h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Comportamento Animal/Especialidade: Entomologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P ; SANTOS, C. A. B. ; FERREIRA, V. S. . II Seminário do Grupo de Pesquisa em Etnobiologia e Conservação dos Recursos Naturais: Conversando sobre Etnobiologia. 2017. (Outro).

KILL, L. H. P. ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . I SIMPÓSIO DO BIOMA CAATINGA. 2016. (Congresso).

Carvalho, C. A. L. ; Sodré, G. S. ; Santos, G.M.M. ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; LUCAS, C. I. S. ; Andrade, C. A. ; Mata, V. P. . Semana entomológica da Bahia. 2012. (Congresso).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P . Noções Gerais de taxonomia e identificação de abelhas. 2012. (Outro).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Ecologia de Formigas: uma abordagem funcional. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

II CONIDIS - II CONGRESSO INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE DO SEMIÁRIDO. "ABELHAS SILVESTRES DE UMA ÁREA RESTRITA DA PAISAGEM URBANA NO SEMIÁRIDO NORDESTINO (BRASIL)". 2017. (Congresso).

III COBEAI. III Congresso Brasileiro de Educação Ambiental e Interdisciplinar. 2016. (Congresso).

XI Congresso de Ecologia do Brasil e I Congresso Internacional de Ecologia. GUILDA DAS ABELHAS DO GÊNERO CENTRIS (HYMENOPTERA, APIDAE) E AS PLANTAS VISITADAS EM UMA ÁREA DE RESTINGA NA BAHIA.. 2013. (Congresso).

Primer Congreso de Morfometría. The shape of wing of Centris aenea (Hymenopteram Apidae) to infer population variation. 2012. (Congresso).

Semana de Entomologia da Bahia ( SINSECTA).Comunidade de Abelhas e Plantas de uma área restrita de Caatinga. 2012. (Outra).

X Encontro sobre abelhas.Nesting Activities of solitary bees in preexisting cavities, in irrigated acerola orchards (Malpighia emarginata) in a semiarid region of Bahia state, Brazil.. 2012. (Encontro).

III Simpósio de Plantas Medicinais do Vale do São Francisco. 2011. (Simpósio).

I Simpósio em Sistemática Filogenética. 2011. (Simpósio).

Ecologia de Formigas: Uma abordagem funcional (1o. e 2o. ciclo de debates). 2010. (Outra).

IX Encontro Sobre Abelhas. Recursos florais utilizados pelas abelhas do gênero Centris na Restinga do Litoral Norte da Bahia (Baixio, Esplanada - BA). 2010. (Congresso).

Reunião Regional da SBPC. 2010. (Outra).

XXIII Congresso Brasileiro de Entomologia. Recursos florais utilizados pelas abelhas do gênero Centris na Restinga do Litoral Norte da Bahia (Baixio, Esplanada - BA). 2010. (Congresso).

XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia. Abelhas do gênero Eulaema (Hymenoptera, Apidae, Euglossini) em iscas odoríferas da restinga de Baixio (Esplanada, BA). 2010. (Congresso).

60 Congresso Nacional de Botânica. Diversidade de recursos florais utilizados por abelhas do gênero Xylocopa Latreille, 1802 (Hymenoptera, Apidae) em Baixio, Litoral da Bahia. 2009. (Congresso).

60ª Reunião Anual da SBPC. Fenologia e Biologia Floral e abelhas visitantes de Caesalpinia pyramidalis (Caesalpinioideae ? Leguminosae). 2008. (Congresso).

IX Encontro de Biologia / IV Encontro Nordestino de Etnoecologia. 2008. (Encontro).

VIII Encontro sobre Abelhas: Biodiversidade e Uso sustentado de Abelhas.1)As abelhas do gênero Centris das Dunas de Santo Antônio (BA): Diversidade e uso dos recursos florais. 2)Padrão de Atividade diária do gênero Xylocopa nas flores de Caesalpinia pyramidalis (Leguminosae, Caesalpinioideae).. 2008. (Encontro).

II Reunião anual da Sociedade de Entomologia da Paraíba.Abelhas (Hymenoptera, Apoidea) visitantes de plantas da RPPN Dunas de Santo Antônio, Litoral Norte da Bahia. 2006. (Outra).

XV Encontro de zoologia do Nordeste. Fauna, Biopirataria, Biotecnologia e Sociedade. XV Encontro de zoologia do Nordeste. Fauna, Biopirataria, Biotecnologia e Sociedade. 2005. (Congresso).

I Encontro Regional de Ensino de Biologia do Nordeste- EREBIO.. 2003. (Encontro).

XIV de Zoologia do Nordeste.XIV de Zoologia do Nordeste. 2003. (Encontro).

IV ENCOBIO Encontro de Biologia da UEFS. 2002. (Encontro).

V Encontro sobre Abelhas.V Encontro sobre Abelhas. 2002. (Encontro).

VI Latin American Symposium of Chronobiology.VI Latin American Symposium of Chronobiology. 2001. (Simpósio).

XIII Encontro de Zoologia do Nordeste.XIII Encontro de Zoologia do Nordeste. 2001. (Encontro).

II Semana de Biologia. 1999. (Outra).

II Semana de Biologia da Universidade Estadual de Feira de Santana. 1999. (Outra).

XIII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental..XIII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental.. 1998. (Outra).

XII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental.A injeção intracerebroventricular (ICV) de naloxone , um antagonista dos receptores opióides, impede a ação antidipsogênica do cádmio (Cd) em ratos. 1997. (Outra).

International Symposium. 1996. (Simpósio).

XI Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental.XI Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. 1996. (Outra).

XVI Congresso Nacional de Botânica. 1995. (Congresso).

XV Encontro Nacional de Estudantes de Biologia. 1994. (Encontro).

I Encontro de Educação Ambiental em Área de Manguezal. 1993. (Encontro).

XIV Congresso Nacional de Botânica. 1993. (Congresso).

IV Encontro de Química do Nordeste. 1989. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Herbeson Ovidio de Jesus Martins

MARTINS, H. O. J.;OLIVEIRA-REBOUÇAS, P; FRANCO, E. L.;FERREIRA, V. S.. Biologia de nidificação de Centris(Paracentris) xanthomelaena Moure e castro, 2001(Hymenoptera: Apidae, Centridini) em uma área restrita de Caatinga. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Aluno: Thiago Francisco de Souza Carneiro Neto

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P; NOQUEIRA, C. H. F.; SIQUEIRA, K. M. M.. Toxicidade de inseticidas utilizados nas culturas do vale do São Francisco em Apis Mellifera L.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade do Estado da Bahia.

Aluno: Carine Feitosa Xavier

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P; NOQUEIRA, C. H. F.. Efeito essencial da casca da laranja sobre a larva da mosca minadora. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade do Estado da Bahia.

Aluno: Kércia Micaelle Oliveira Lopes

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P; NOQUEIRA, C. H. F.. Ação inseticida do Orobo N1 sobre o ácaro vermelho da viedeira. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade do Estado da Bahia.

Aluno: Emerson Mota da Silva

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P.; Cruz, J. D.; Assunção, E.D.; Silva, E.M.. Similaridade na termitofauna presente em Mata Atlântica e manguezal do minicípio de Ituberá-BA, Brasil. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

Aluno: Marcos Porto

PORTO, M.;GIMENES, MiriamOLIVEIRA-REBOUÇAS, P.; Pigozzo, C.M.. A distribuição da tribo Centridini (Apidae, Apoidea) nas Restinga Litorâneas do Brasil: com enfâse no nordeste. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

BOMFIM, L. S. V.; AMORIM, R. J. R.; SANTOS, M. H. L. C.;OLIVEIRA-REBOUÇAS, P; SANTOS, E. E.. Seleção de Alunos Regulares do Mestrado em Ecologia Humana e Gestão Socioambiental. 2017. Universidade do Estado da Bahia.

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P.FERREIRA, V. S.. Engorda de tilápias (Oreochromis niloticus, Linnaeus, 1758) associada à produção hortícola em sistema de aquaponia como fomentadores do desenvolvimento sustentável da agriculta familiar do submédio São Francisco. 2016. Universidade do Estado da Bahia.

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P.FERREIRA, V. S.. A escola além da sala de aula: gestão e interação socioambientais praticadas pelas escolas públicas da zona urbana do município de Juazeiro/BA. 2016. Universidade do Estado da Bahia.

Siqueira, K.M.M; Moreira, J.O.T;OLIVEIRA-REBOUÇAS, P.. Extratos vegetais no controle de duas espécies de insetos sugadores de ocorrência frequente em cultivos no Submédio São Francisco. 2010. Universidade do Estado da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Máise Silva Santana dos Santos

Aguiar, C.M.LSilva, Maise.; Gimenes, Miriam; COSTA, M. A. P. C.; SABA, M. D.. "Diversidade, recursos tróficos e nidificação das abelhas silvestres de uma área protegida da costa norte da Bahia". 2016. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Máise Silva Santana dos Santos

LHANO, M. G.; Gimenes, Miriam;Silva, Maise. Abelhas silvestres de ambientes costeiros da Bahia: estrutura da comunidade, aspectos tróficos e biologia reprodutiva. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Marcos Gonçalves Lhano

LHANO, M.G.; GIMENES, M.; SANTOS, M. S. S.. Abelhas Silvestres de ambientes costeiros da Bahia: estrutura da comunidade, aspectos tróficos e biologia reprodutiva. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Cândida Maria Lima Aguiar

GIMENES, M.AGUIAR, C. M. L.MARTINS, C. F.. Interações entre as abelhas e flores de Comolia ovalifolia Dc Triana (Melastomataceae) e Chamaecrista ramosa (vog.) H.S. Irwin & Barneby var. ramosa (Leguminosae, Caesalpiniaceae) em uma área de restinga no litoral norte da Bahia.. 2004 - Universidade Federal da Bahia.

Cândida Maria Lima Aguiar

AGUIAR, C. M. L.; LOPES, P. P.; GIMENES, M. Interações entre as abelhas (Apoidea) e as flores de Comolia ovalifolia Dc Triana (Melastomataceae) em uma área de restinga na Bahia. 2002. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Entomologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

MIRIAM GIMENES

MENDONCA, C. M. L. A.; COSTA, M. A. P. C.;GIMENES, M.; Santos, M. S. S. dos; SABA, M. D.. Diversidade, recursos tróficos e nidificação das abelhas silvestres de uma área protegida da costa norte da Bahia. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

MIRIAM GIMENES

LHANO, M. G.;GIMENES, M.; Santos, M. S. S. dos. Abelhas silvestres de ambientes costeiros da Bahia: estrutura de comunidade, aspectos tróficos e biologia reprodutiva. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Marileide Dias Saba

MENDONCA, C. M. L. A.; Gimenes, Miriam; COSTA, M. A. P. C.; SANTOS, M. S. S.;SABA, M. D.. Diversidade. recursos tróficos e nidificação das abelhas silvestres de uma área protegida da costa norte da Bahia. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos Alfredo Lopes de Carvalho

Abelhas silvestres de ambientes costeiras da Bahia: estrutura da comunidade, aspectos tróficos e biologia reprodutiva; 2016; Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia,; Coorientador: Carlos Alfredo Lopes de Carvalho;

Cândida Maria Lima Aguiar

Abelhas silvestres de uma área protegida na costa norte da Bahia: diversidade, recursos tróficos e nidificação; 2016; Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia,; Orientador: Cândida Maria Lima Aguiar;

MIRIAM GIMENES

Interações entre abelhas e flores de Comolia ovalifolia DC Triana (Melastomataceae) e Chamaecrista ramosa (Vog; ) H; S; Irwin & Barneby var; ramosa (Leguminosae - Caesalpiniaceae) em uma área de restinga no litoral norte da Bahia; ; 2004; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia,; Orientador: Miriam Gimenes;

MIRIAM GIMENES

INTERAÇÕES ENTRE AS ABELHAS (APOIDEA) E AS FLORES DE Comolia ovalifolia DC TRIANA (MELASTOMATACEAE) EM UMA ÁREA DE RESTINGA NA BAHIA; 2002; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Feira de Santana; Orientador: Miriam Gimenes;

[Nome removido após solicitação do usuário]

Abelhas silvestres de ambientes costeiras da Bahia: estrutura da comunidade, aspectos tróficos e biologia reprodutiva; ; 2016; Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Ciencias Agáriais) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia,; Coorientador: Geni da Silva Sodré;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • Rebouças, Patricia Oliveira ; AGUIAR, CÂNDIDA ; FERREIRA, VININA ; SODRÉ, GENI ; CARVALHO, CARLOS ; GIMENES, Miriam . The Cavity-Nesting Bee Guild (Apoidea) in a Neotropical Sandy Coastal Plain. SOCIOBIOLOGY , v. 65, p. 706-713, 2018.

  • MARTINS, HEBERSON ; REBOUÇAS, PATRICIA ; FERREIRA, VININA . Sleeping aggregation of an oil-collecting bee, Centris (Paracentris) xanthomelaena Moure & Castro (Hymenoptera: Apidae: Centridini). SOCIOBIOLOGY , v. 65, p. 770-772, 2018.

  • SANTOS, CARLOS ALBERTO BATISTA ; FLORÊNCIO, ROBERTO REMÍGIO ; FERREIRA, VININA DA SILVA ; DE OLIVEIRA-REBOUÇAS, PATRÍCIA LUIZA . Indigenous Handicrafts in the Pernambuco and Bahia Sertões and Its Implications for the Conservation of Biodiversity. CREATIVE EDUCATION , v. 09, p. 2419-2434, 2018.

  • CARNEIRO NETO, THIAGO FRANCISCO DE SOUZA ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, PATRÍCIA LUIZA ; PEREIRA, JOSINEIDE EDINALVA ; DUARTE, POLIANA MARTINS ; SANTOS, MARIA HERBÊNIA LIMA CRUZ ; SILVA, GRÉCIA CAVALCANTI DA ; SIQUEIRA, KÁTIA MARIA MEDEIROS DE . Spectrum of Pollen Stored by Melipona mandacaia (Smith, 1863) (Hymenoptera: Apidae, Meliponini) in an Urban Arid Landscape. SOCIOBIOLOGY , v. 64, p. 284-291, 2017.

  • FIGUEIREDO, N ; GIMENES, M ; MIRANDA, M D ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P . Xylocopa Bees in Tropical Coastal Sand Dunes: Use of Resources and Their Floral Syndromes. Neotropical Entomology (Impresso) , v. 2013, p. Artigo eletrôni-257, 2013.

  • Santos, P. C. ; FERREIRA, M. A. ; LUCAS, C. I. S. ; Lima, C. A ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; Sampaio, R. B. ; Mata, V. P. ; Andrade, C. A. ; Sodré, G. S. ; Carvalho, C. A. L. . Análise sensorial de méis de Apis mellifera L. da região do Portal do Sertão Baiano. Magistra , v. 24, p. 179-184, 2012.

  • OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; GIMENES, Miriam . Potential pollinators of Comolia ovalifolia DC Triana (Melastomataceae) and Chamaecrista ramosa (Vog.) H.S. Irwin and Barneby var. ramosa (Leguminosae?Caesalpinioideae),in restinga, Bahia, Brazil. Brazilian Journal of Biology (Impresso) , v. 71, p. 343-351, 2011.

  • FRANCO, E. L. ; AGUIAR, C.M. L. ; FERREIRA, V. S. ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Plant use and niche overlap between the introduced honey bee (Apis mellifera) and the native bumble bee (Bombus antrat. Sociobiology , v. 53, p. 144-150, 2009.

  • GIMENES, Miriam ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; ALMEIDA, Geline Fernandes . ESTUDO DAS INTERAÇÕES ENTRE AS ABELHAS E AS FLORES EM UM ECOSSISTEMA DE RESTINGA NA BAHIA.. Sitientibus. Série Ciências Biológicas , v. 7, p. 347-353, 2007.

  • LOPES, Priscila Paixão ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; LOUZADA, J. ; SANTANA-REIS, V. P. ; NASCIMENTO, L. M. C. . Resposta da comunidade de Histeridae (Coleoptera) à estrutura da vegetação de restinga no Estado do Espírito santo. Neotropical Entomology (Impresso) , Londrina, v. 34, n.1, p. 25-31, 2005.

  • OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; GIMENES, Miriam . Abelhas (Apoideae) visitantes de flores de Comolia ovalifolia DC Triana (Melastomataceae) em uma área de Restinga na Bahia.. Neotropical Entomology (Impresso) , Londrina, v. 33, n.3, p. 315-320, 2004.

  • FREGONEZE, Josmara B ; LUZ, Carla Patricia ; CASTRO, Leticia ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; Lima, A. K. S. ; SOUSA, Fábio S ; MALDONADO, I ; MACEDO, Daniela ; FERREIRA, Marcelo G ; Bandeira, I. P. V. ; ROCHA JR, M A da ; CARVALHO, F. L. Q. ; De Castroe-e-Silva, E. . Zinc and water intake in rats: investigation of adrenergic and opiatergic central mechanisms.. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , Short Communication, v. 32, n.10, p. 1217-1222, 1999.

  • De Castroe-e-Silva, E. ; LUZ, Carla Patricia ; SARMENTO, Clarissa ; NASCIMENTO, Tahis ; GONZALEZ, Virna ; MARINHO, Carol A ; CASTRO, Leticia ; OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; SANTANA JR, Pedro ; DEOLIVEIRA, Irismas R ; PAULA, Sheila de ; Lima, A. K. S. ; FREGONEZE, Josmara B . Opiatergic participation in the thirst-inhibiting effect of acute third ventricle injections of cadmium ( Cd +2) and lead (Pb +2).. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , short communication, v. 31, n.6, p. 805-810, 1998.

  • OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; CASTRO-E-SILVA, e ; LUZ, Carla Patricia ; MARINHO, Carol A ; CASTRO, Leticia ; SARMENTO, Clarissa ; GONZALEZ, Virna ; NASCIMENTO, Tahis ; SANTANA , Pedro Jr ; PAULA, Sheila de ; LIMA, A K ; FREGONEZE, Josmara B . Central administration of zinc increases renal sodium and potassium excretion in rats.. Brain Research , p. 176-184, 1998.

  • OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; LUZ, Carla Patricia ; CASTROESILVA, Emílio ; MARINHO, Carol A ; CASTRO, Leticia ; SARMENTO, Clarissa ; GONZALEZ, Virna ; NASCIMENTO, Tahis ; SANTANA , Pedro Jr ; PAULA, Sheila de ; LIMA, A K ; FREGONEZE, Josmara B . Natriuretic and Kaliuretic effects of central acute cadmium administration in rats.. Brain Research , p. 265-272, 1998.

  • OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; FREGONEZE, J B ; MARINHO, Carol A ; SOARES, Telma ; CASTRO, L ; SARMENTO, Clarissa ; CUNHA, Marcelo ; GONZALEZ, Virna ; NASCIMENTO, Tahis ; LUZ, Carla Patricia ; SANTANA , Pedro Jr ; DEOLIVEIRA, Irismas R ; DECATUR-e-SILVA, E . Lead ( Pb 2+) and Cadmium (Cd 2+) inhibit the dipsogenic action of central beta-adrenegic stimulation by isoproterenol.. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , v. 30, p. 419-423, 1997.

  • OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; DeCastro-e-SILVA, E ; MARINHO, Carol A ; SOARES, Telma ; CASTRO, Larissa ; SARMENTO, Clarissa ; CUNHA, Marcelo ; GONZALEZ, V ; NASCIMENTO, Tahis ; LUZ, Carla Patricia ; SANTANA JR, P ; DEOLIVEIRA, Irismas R ; FREGONEZE, J B . Calcium channel blockers inhibit the antidprogenic effect of central injections of zinc in rats.. Brazilian Journal of Medical and Biological Research , v. 29, p. 1651-1655, 1996.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Curso de Atualização para Professores : Ecologia. 2012. .

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Curso de Atualização para Professores: Fauna da Caatinga. 2012. .

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; FERREIRA, V. S. . Noções Gerais de taxonomia e identificação de abelhas. 2012. .

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Noções Gerais de taxonomia e identificação de abelhas. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Biologia da Polinização - ERBIO. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Cronobiologia. 2008. (Palestra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P . Entomologia médica. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; GIMENES, Miriam . Introdução ao estudo dos ritmos biológicos - SBPC Regional. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. ; LOPES, Priscila Paixão ; SANTANAREIS, Vanessa . Coleções Entomológicas Didáticas: Orientação para professores de Ciências e Biologia - ENCOBIO. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Aplicações da sistemática em estudos evolutivos. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Manguezal, ecossistema entre a terra e o mar. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Ecologia global: uma visão planetária. 1993. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Biologia e sistemática de Araceae. 1992. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Fitoquímica. 1989. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

OLIVEIRA-REBOUÇAS, P. . Introdução à cromatografia de alta eficiência. 1989. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Sustainable fruit farming in the caatinga: managing ecosystem service trade-offs at the food- water-environment nexus as agriculture intensifies (SUFICA), Descrição: Descrição: The SUFICA project aims to enhance the competitiveness, sustainability and long-term resilience of fruit farming in the São Francisco valley in north-eastern Brazil, as it intensifies. The project will work with growers and international supply companies to co-design and test nature-based innovations on fruit farms, aiming to generate multiple environmental benefits whilst enhancing fruit yield or quality and reducing inputs. It takes a trans-disciplinary approach, bringing scientists, farmers and industry together to tackle the challenge of managing a sensitive agro-ecosystem at the food-water-environment nexus, in the context of economic development. There are three major outcomes: 1) SUFICA experimentally tests ?ecological intensification? as a pathway to sustainable intensive agriculture; 2) SUFICA establishes the necessary research infrastructure and tools to monitor and continually improve biodiversity and ecosystem services on farms in the São Francisco valley; 3) SUFICA demonstrates how a partnership approach enables the benefits of agricultural growth and environmental protection to be combined. This approach can be applied in other developing countries. The SUFICA partnership is a response to strong market signals in the agri-food sector that farmers should take action to support biodiversity. The project links this biodiversity objective with production-enhancing ecosystem services - pollination and water flow regulation ? to assess the potential for management that benefits both biodiversity and production. The approach, termed ?ecological intensification?, has shown promise in Europe and North America, but has not been experimentally tested in tropical semi-arid environments. The underlying scientific hypothesis is that multiple regulating ecosystem services can be co-erced to flow in bundles, and thus be synergistically enhanced in semi-arid agricultural landscapes, with accompanying biodiversity benefits. SUFICA tests this hypothesis using a replicated, farm-scale, Before-After-Control-Impact (BACI) experiment, co-designed with farmers to monitor the effects of management actions that are feasible and attractive to growers in the region. The SUFICA experiment is the first scientifically robust, replicated test of ?ecological intensification?, in which multiple environmental and agronomic outcomes are directly monitored. We include carbon sequestration, as climate change mitigation in agriculture is a development goal for Brazil. The research will use state-of-the-art mapping and modelling approaches to explore mechanisms and predict changes to natural capital stock and ecosystem service delivery. The SUFICA experiment incorporates different landscape and farming contexts and builds capacity among farmers. Through carefully designed knowledge exchange processes, larger farms will learn from ecological and diversified practices of small farms, while small farms are supported to engage with international export markets. All farmers in the project will be involved in developing globally recognised farm-scale biodiversity assessment tools, through which they can demonstrate their positive actions. The São Francisco valley lies in the caatinga, a semi-arid ecoregion of seasonally dry tropical forest with globally important biodiversity. The caatinga is threatened by habitat loss and degradation due to agriculture, and predicted increases in aridity due to climate change. Agricultural development is key for both poverty reduction and long-term economic growth in Brazil. With old intensification trajectories, this growth will come at the expense of biodiversity and ecosystems, reducing long-term resilience and disproportionately impacting on smallholder farmers and the rural poor. SUFICA will establish a process and infrastructure to re-direct intensification to a more environmentally sensitive trajectory, aim. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Vinina S. Ferreira - Integrante / Kátia Maria de Medeiros Siqueira - Integrante / LÚCIA HELENA PIEDADE KILL - Integrante / Lynn Dicks - Coordenador / Fabiana Oliveira Silva - Integrante / Eduardo Arellano - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Manejo dos serviços de polinização das abelhas Centris para incremento da produção de aceroleira no Submédio do Vale do São Francisco, Descrição: Nos últimos anos, a carência de polinizadores nas áreas agrícolas vem se tornando evidente e sendo vista com preocupação, uma vez que este fato pode ser o limitador da produtividade em muitas culturas. Pesquisas nessa linha têm evidenciado o valor econômico dos polinizadores, indicando que mesmo em culturas em que ocorre autopolinização, há um aumento considerável da produção quando esta é visitada pelos polinizadores. Nesse grupo, encontrase a aceroleira, pois embora seja autocompatível, essa planta depende das abelhas solitárias da tribo Centridini para ter uma boa frutificação. Porém, o manejo dessas abelhas ainda é pouco conhecido e utilizado nas áreas agrícolas. Assim, a presente proposta tem como objetivo definir estratégias de manejo das abelhas do gênero Centris em cultivo comercial de aceroleira visando o aumento de sua produção. Além disso, o projeto visa: Identificar a diversidade de espécies do gênero Centris na cultura da aceroleira em plantios comerciais no Submédio do Vale do São Francisco Analisar características da morfologia e da biologia floral de variedades de aceroleira na atratividade das abelhas do gênero Centris Verificar a influência de práticas culturais no padrão de visitação das abelhas do gênero Centris Testar diferentes tipos de ninhos armadilha para abelhas do gênero Centris em área de produção de aceroleira Avaliar o padrão de visitação de duas espécies de Centris e a produção da cultura em área com e sem a introdução dos ninhos-armadilha e Capacitar produtores, técnicos, difusores de tecnologias e estudantes para introduzir e manejar ninhosarmadilha em áreas comerciais de aceroleira. Para atingir seus objetivos, o projeto foi estruturado em cinco Planos de Ação (P.A.), sendo um de Gestão, três Técnicos e um de Transferência. Com as ações desenvolvidas no projeto esperase: Identificar a diversidade e frequência de abelhas do gênero Centris presentes na aceroleira, no Submédio do Vale do São Francisco Identificar variedades de aceroleira que apresentem características mais atrativas às abelhas do gênero Centris Identificar práticas culturais que sejam mais amigáveis aos serviços de polinização prestados por essas abelhas e Incrementar os serviços de polinização no cultivo por meio da introdução de ninhos armadilha. A equipe envolvida nas ações do projeto é multidisciplinar, formada por cerca de 13 profissionais, de cinco Instituições, com experiência nas áreas de taxonomia de abelhas, ecologia da polinização, biologia de nidificação, requerimento de polinização para culturas agrícolas, fitotecnia e melhoramento vegetal. Além do corpo técnico, o projeto conta com a colaboração do setor privado (produtores de aceroleira) e assistência técnica dos polos de produção. Com a realização deste projeto, esperase promover os seguintes impactos na cadeia produtiva da aceroleira: 1) aspectos ecológicos, contribuindo para a ecologia dos agroecossistemas, buscando formas de manejo e uso sustentável da biodiversidade como prestadora de serviços ambientais 2) aspectos econômicos, subsidiando ações voltadas para os serviços de polinização da cultura, evitando não só a ocorrência de déficit nos cultivos, mas também incrementando a ação dos polinizadores, que implica diretamente em aumento de produção.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (8) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Cândida M L Aguiar - Integrante / Vinina S. Ferreira - Integrante / Kátia Maria de Medeiros Siqueira - Integrante / LÚCIA HELENA PIEDADE KILL - Coordenador / Maise Silva Santana dos Santos - Integrante.

  • 2012 - Atual

    Levantamento da Apifauna do Campus III: uma área urbana experimental no domínio Caatinga, Descrição: Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) são os principais polos de fruticultura irrigada do Brasil, onde a maior parte dos frutos produzidos depende da atuação de abelhas polinizadoras (Siqueira et al. 2011). Estima-se que 73% das plantas cultivadas mundialmente sejam polinizadas por alguma espécie de abelha (FAO, 2004). Dos 57 maiores cultivos mundiais em volume de produção, 42% são polinizados por pelo menos uma espécie de abelha nativa (Klein et al 2007). A simplificação das paisagens em decorrência do intensivo uso do solo vem levando a modificações na estrutura da comunidade dos polinizadores. Dentre as ações antrópicas, o uso indiscriminado de agrotóxicos, queimadas e desmatamentos, são consideradas as principais ameaças à biodiversidade (Seffan-Dewenter et al 2006), afetando também os serviços de polinização (Jennersten 1988; Cunningham 2000). O declínio dos polinizadores é um fato que vem gerando uma grande preocupação mundial, pois 33% da alimentação humana dependem de plantas polinizadas pelas abelhas (Klein et al. 2007).O semiárido do Nordeste do Brasil vem perdendo grandes áreas naturais de Caatinga, principalmente para a agricultura de grande escala focada em culturas rentáveis, como no Vale do Submédio São Francisco, onde estão os mais importantes centros produtores e exportadores de frutas frescas do país. Essa expansão das áreas agrícolas leva a simplificação da estrutura da paisagem, isso vem promovendo a redução de polinizadores, interferindo diretamente na produtividade de muitas culturas (Kremen et al. 2002). O Campus III da Universidade do Estado da Bahia, onde o projeto será desenvolvido está inserido em uma área de cultivo experimental, vegetação exótica e ruderal, e fragmentos de vegetação natural de caatinga. O processo de urbanização na área de estudo tem levado ao desaparecimento da vegetação natural, o que vem permitindo o processo de sucessão por plantas exóticas, o que pode influenciar na manutenção dos polinizadores nativos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Vinina S. Ferreira - Integrante / Kátia Maria de Medeiros Siqueira - Coordenador / José Oamã Teles Moreira - Integrante / Grécia Cavalcanti da Slva - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

  • 2012 - Atual

    AS ABELHAS SOLITÁRIAS DA CAATINGA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O VALE DO SÃO FRANCISCO, PETROLINA/JUAZEIRO., Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Vinina Silva Ferreira em 22/12/2012., Descrição: As abelhas são os principais polinizadores das angiospermas de ambientes naturais e cultivados. No Vale do São Francisco, os serviços de polinização garantem uma elevada produção de fruta, mas a acelerada fragmentação da vegetação natural de Caatinga tem reduzido a oferta dos recursos florais e de locais pra nidificação para as abelhas, o que pode interferir na produção de alimentos. Esse projeto tem como objetivo conhecer as populações de abelhas solitárias, as fontes de recursos florais utilizadas para alimentação e a influência desses para o tamanho do corpo dos adultos em áreas de vegetação de caatinga nos municípios de Petrolina e Juazeiro. Esse projeto proporcionará um conjunto de informações importantes para auxiliar os programas de conservação de espécies de abelhas solitárias e da flora da Caatinga associada.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Vinina S. Ferreira - Coordenador / Maria de L. N. da Silva - Integrante / Sara R.R. dos Santos - Integrante / Dairan S. França - Integrante / Erick D.S. Almeida - Integrante / Herbeson O. J. Martins - Integrante / Eva Silva Sacramento - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

  • 2011 - 2013

    Novos Parceiros para a Agricultura Nacional: abelhas solitárias e suas atividades polinizadoras., Descrição: Identificar as fontes de recursos florais utilizadas por adubos e imaturos de C. analis; Verificar seu potencial uso como polinizador de acerola em cultivos orgânicos em municípios nos estados de São Paulo (Indaiatuba) e Bahia (Feira de Santana e Juazeiro); Analisar a relação entre comprimento do NA e a performance reprodutiva das fêmeas.CNPq Edital 014/2010 ( Resolução do CONSEPE 027/2011). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Cândida M L Aguiar - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2010 - 2013

    Biologia reprodutiva e recursos alimentares para abelhas polinizadoras da aceroleira: subsídios para a conservação e manejo de abelhas nativas para a polinização de culturas no semiárido baiano, Descrição: O cultivo da acerola é realizado no semiárido, em pequenas propriedades (agricultura familiar) e em áreas maiores destinadas à indústria alimentícia. Esta fruteira depende exclusivamente de abelhas para a polinização e o déficit de polinização é uma das causas da baixa produtividade. Há grandes lacunas no conhecimento científico necessário para o manejo de abelhas para a polinização desta cultura. Este projeto tem como objetivos: (1) identificar as espécies de abelhas visitantes da aceroleira e os polinizadores importantes na microrregião de Feira de Santana, (2) investigar a relação entre abundância das espécies de Centris e a produção de frutos, (3) identificar fontes de recursos alimentares importantes para a manutenção das populações destes polinizadores em agrossistemas, (4) investigar aspectos da biologia de nidificação das abelhas em pomares (aceitação de cavidades, abundância mensal de ninhos, razão sexual, mortalidade, parasitismo), (5) Avaliar o efeito (mortalidade, abandono) e a viabilidade da translocação de ninhos entre pomares. Os métodos empregados neste estudo envolvem coleta de abelhas nas flores, censo de abundância de visitantes, coleta das plantas visitadas e análise palinológica do resíduo polínico depositado em ninhos-armadilha, utilização de ninhos-armadilha para estudo da nidificação das abelhas e dos efeitos da translocação de ninhos. Os resultados da pesquisa são fundamentais para o desenvolvimento de sistema de manejo dos polinizadores desta cultura, sendo portanto aplicáveis ao setor de agricultura familiar, com impacto econômico na produtividade da cultura estudada. Financiamento do Edital MCT-INSA/CNPq/CT-Hidro/Ação Transversal N 35/2010 Desenvolvimento Sustentável do Semiárido Brasileiro... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Cândida M L Aguiar - Coordenador., Número de produções C, T & A: 2

  • 2010 - 2012

    Biologia de Nidificação e Recursos Alimentares para Abelhas (Cetridini) Polinizadoras da Aceloreira: Subsídios para o Manejo de Abelhas Nativas para a Polinização de Culturas no Seminário Baiano., Descrição: Investigar aspectos da biologia de nidificação dos polinizadores de aceroleira em áreas cultivadas, com enfoque nas espécies de Centris que nidificam em cavidades pré-existentes, determinar quais as fontes de recursos alimentares mais importantes para a manutenção destes polinizadores nestes agrossistemas e qual a relação entre a abundância das espécies de Centris e a produção de frutos em pequenos cultivos de aceroleira no semi-árido baiano.(FAPESB Edital 010/2009 - resolução do CONSEPE 084/2010). , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Cândida M L Aguiar - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2015

    Biologia de Nidificação de polinizadores (Apidae, Centridini), Taxas de Polinização e Avaliação da Produtividade de Pomares de Aceroleira (Malpighia Emarginata, Malpighiaceae) em Sistemas de Agricultura Familiar na Região do Semiárido Nordestino., Descrição: Investigar aspectos da biologia de nidificação dos polinizadores de aceroleira em áreas cultivadas, com enfoque nas espécies de Centris que nidificam em cavidades pré-existentes, determinar quais os recursos alimentares necessários à manutenção destes polinizadores nestes agrossistemas e qual a relação entre a abundância das espécies de Centris e a produção de frutos em pequenos cultivos de aceroleira no semi-árido baiano.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Cândida M L Aguiar - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1

  • 2007 - 2010

    Polinização e adaptação temporal das abelhas visitantes de espécies de plantas nativas na restinga da Bahia., Descrição: As restingas são ambientes de solos arenosos, pobres em nutrientes que apresentam uma vegetação, geralmente, de tipo aberto e com florescimento ao longo de todo o ano propiciando um ambiente favorável às abelhas. Estes ambientes estão sob acelerado processo de degradação antrópica. Existem poucos estudos sobre a interação entre as abelhas e as flores neste ambiente, sendo a maior parte relacionada a levantamentos da fauna de abelhas e plantas visitadas. O objetivo desse projeto é estudar a interação entre as abelhas e as flores das principais espécies de plantas que ocorrem em ambientes de restinga na Bahia, especialmente com relação às adaptações morfológicas, comportamentais e temporais e eficiência da polinização. O trabalho será realizado de outubro/2006 a setembro/2008. Serão feitos registros mensais do número de flores das plantas selecionadas e das espécies de abelhas presentes nestas flores (bem como o recurso coletado), do comportamento das abelhas e da biologia floral das plantas. As observações dos horários das atividades diárias das abelhas serão realizadas bimestralmente, em três dias, das 5:30 às 18:00h, em 30 min., a cada hora de observação. Os dados diários de temperatura, umidade relativa e intensidade luminosa serão coletados durante o período de observação. Os dados macroclimáticos de temperatura, umidade relativa e pluviosidade serão obtidos no CETREL. Para as análises dos ritmos de atividade diária serão utilizados testes do método da estatística circular.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Coordenador / Hosana - Integrante / Antonio de Oliveira Costa Neto - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2008

    Ecologia e comportamento de nidificação de abelhas solitárias (Hymenoptera, Apoidea) em Ambientes de Dunas e Restinga do Litoral Norte da Bahia, Descrição: Restingas e Dunas litorâneas são ecossistemas costeiros localizados na interface entre os ambientes marinho e continental, áreas de preservação permanente segundo o IBAMA. Entretanto, as degradações das condições ambientais originais deste ecossistema estão relacionadas a diversas atividades antrópicas, tais como: a especulação imobiliária; retirada de areias; pastoreio e pisoteio excessivo; tráfego de veículos; deposição de lixo, e outros. O monitoramento periódico, com metodologia padronizada, das espécies de Apoidea, em diferentes habitats, vem fornecendo importantes informações acerca da composição, abundância relativa, fenologia, e das interações entre espécies com o meio biótico e abiótico, revelando o modo pelas quais as comunidades locais estão sendo estruturadas. Três técnicas de monitoramento têm sido amplamente empregadas nos estudos de comunidades de abelhas: captura de abelhas com rede entomológica, atração por iscas-odores para coleta de machos de Euglossina; e ninhos-armadilhas (N.A.) para coleta de abelhas que nidificam em cavidades pré-existentes. Diante disso, foi selecionada uma unidade de conservação (U.C.) RPPN Dunas de Santo Antonio (1227 S e 3756 W), inserida no litoral norte da Bahia, localiza-se próxima a grandes empreendimentos imobiliários, com c.c 343 ha.. Das abelhas que utilizaram dos recursos florais houve uma predominância de espécies da família Apidae, sendo os gêneros Centris e Xylocopa os mais freqüentes,. Esses gêneros assim como outras abelhas solitárias utilizam cavidades preexistentes para a construção de seus ninhos. A atração dessas abelhas pra sítios de nidificação através da utilização da metodologia de N. A. em estudos de levantamento vem promovendo um aumentando no conhecimento da Biologia dessas abelhas. Desta forma, através deste estudo pretende-se conhecer a composição da comunidade de abelhas que utilizam cavidades pré-existentes, através da metodologia de Ninhos-Armadilha (N.A.), e aspectos relacionados a sua biolo. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Bolsa.

  • 2005 - 2015

    Projeto de Pesquisa em Biodiversidade(PPBIO) do Semi-Árido, Descrição: O PPBio foi criado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com o objetivo de promover o desenvolvimento da pesquisa, da formação e capacitação de recursos humanos, da diversidade biológica e promoção da disseminação de informações e conhecimentos sobre os componentes da biodiversidade brasileira para diferentes segmentos. (Portaria MCT n 268, de 18.06.2004 e n 382 de 15 de junho de 2005). A Rede do Semi-árido é composta por 24 instituições de pesquisa de estados do Nordeste brasileiro e tem como núcleo executor a Universidade Estadual de Feira de Santana ? UEFS. O PPBio do Semi-árido contribui ainda para a manutenção e a modernização dos acervos biológicos do Nordeste e para a formação e fixação do pessoal qualificado, estimulando a pesquisa em biodiversidade e consequentemente promovendo o desenvolvimento científico e tecnológico da região. O semi-árido brasileiro possui cerca de 800.00 km2 e abriga aproximadamente 20 milhões de pessoas, sendo a região semi-árida mais populosa do mundo. A degradação ambiental da caatinga, vegetação predominante no Semi-árido brasileiro, é resultado de mais de três séculos de uso inadequado da terra. Nesse momento, portanto, nossos grandes desafios são reduzir a degradação ambiental e ampliar o conhecimento da biodiversidade da região.Estima-se que o Bioma das Caatingas inclua uma biodiversidade da ordem de mais de 20.000 espécies, entre animais, fungos e plantas. O conhecimento amplo e detalhado dessa biodiversidade pode levar à preservação do patrimônio natural através da conservação das paisagens, ecossistemas, espécies de plantas, animais e fungos e da variabilidade genética de suas populações, além de promover o desenvolvimento econômico e humano de maneira sustentável. Diante do conhecimento fragmentado da fauna de invertebrados no semi-árido nordestino, e da importância do bioma caatinga como mantenedor de uma biodiversidade exclusiva do país, faz-se necessário um estudo que reúna as informações sobre a referida faun. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    Diversidade de espécies, biologia reprodutiva e variabilidade genética de populações de abelhas (Apoidea, Hymenoptera) na Chapada Diamantina (Bahia, Brasil), Descrição: O interesse em utilizar os serviços de polinização das abelhas nativas em agro-ecossistemas enfrenta desafios como o desenvolvimento de técnicas de produção massal de populações, o que só será possível com maior conhecimento sobre biologia reprodutiva. Estudos de genética de populações são fundamentais para a avaliação da viabilidade das populações e para o desenvolvimento de estratégias de manejo, visando a conservação e utilização sustentável de polinizadores. No Brasil, as pesquisas sobre a diversidade genética de abelhas restringem-se a Apis mellifera e poucos meliponíneos (Plebeia spp e Melipona spp) e praticamente não existem informações sobre a estrutura genética de populações para as espécies não-eussociais brasileiras. Em outros países tem sido investigada a variabilidade populacional, a dinâmica de fluxo gênico e as relações de parentesco entre fêmeas de espécies com hábitos de nidificação comunais. O subprojeto Diversidade de abelhas e biologia reprodutiva de Centris e Xylocopa tem como objetivos: (1) Ampliar o conhecimento sobre a diversidade de espécies de abelhas da Chapada Diamantina e ocupação de micro-habitats. (2) Realizar investigações sobre a biologia reprodutiva de espécies da região, através da análise da flutuação na abundância de ninhos, prole viável, taxas de mortalidade e parasitismo. O subprojeto Análise da variabilidade genética de espécies de Apoidea (Centris aenea, C. tarsata, Xylocopa frontalis e X. grisescens), tem como objetivo analisar a variabilidade genética intra e interpopulacional destas espécies, através de eletroforese de alozimas e de sequenciamento de DNA mitocondrial. Para cada espécie serão analisadas pelo menos cinco populações, e calculados parâmetros genéticos que possam ser utilizados na elaboração de planos de manejo. Será realizada eletroforese de alozimas em gel de amido. Os parâmetros de variabilidade genética serão calculados utilizando o programa BIOSYS-1. A partição da variabilidade genética entre populações c. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Levantamento e identificação dos padrões de biodiversidade de mamíferos e abelhas na Serra do Espinhaço, Descrição: Após levantamento preliminar de espécimes nas coleções de abelhas da UFMG e UFV e da bibliografia, estão sendo feitas expedições de coleta a vários pontos da Cadeia do Espinhaço nos estados de Minas Gerais e da Bahia. Essas expedições concentram-se principalmente em áreas bem preservadas (várias delas parques estaduais e nacionais) acima de cerca de 1200 m, onde predominam os campos rupestres. Pretende-se comparar as faunas locais de altitude com as dos domínios vizinhos do cerrado, mata atlâintica e caatinga. Esse projeto é uma parceria da UEFS (Laboratório de Entomologia) com a UFMG financiado pela Conservation International do Brasil. Foram amostradas áreas de campo rupestre localizadas nos municípios de Rio de Contas e Mucugê, em altitudes variando de 1.1 09m a 1.674m. As abelhas foram coletadas com rede entomológica em flores e voando ao longo do dia, e em um dia em cada ponto de coleta. Os indivíduos capturados estão depositados na Coleção Entomológica da UEFS (CUFS). Até o momento 190 abelhas pertencentes a quatro famílias e 57 morfo-espécies foram inventariadas na porção da Cadeia do Espinhaço referente ao estado da Bahia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Integrante / Maria Lima Aguiar - Integrante / Fernando Silveira - Coordenador., Financiador(es): Conservação Internacional - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2006

    Estrutura da comunicação de abelhas (Hymenoptera, Apoidea) em ambientes de restinga no litoral Norte da Bahia: abundância, diversidade, sazonalidade e recursos florais utilizados?, Descrição: A unidade de conservação (UC) RPPN Dunas de Santo Antonio está inserida na porção norte da costa da Bahia, localiza-se próxima a grandes empreendimentos imobiliários e possui uma área de 343 ha, e se caracteriza principalmente por sua grande extensão de dunas, além de apresentar áreas brejosas e pequenas matas, com pouco conhecimento sobre sua fauna e flora. Logo, através desse estudo pretende-se conhecer as fontes de recursos utilizadas pela comunidade de abelhas que são encontradas nessa área. As coletas serão realizadas mensalmente no período de julho/2005 a julho/2006, de 6:00 às 17:00h, em 2 dias. Durante cada expedição era percorrida uma trilha com ca. de 2 km, onde foram coletadas as abelhas que visitavam as plantas que estavam floridas fornecedoras dos recursos alimentares (néctar, pólen e óleo). O material testemunho (abelhas e plantas) foi depositado respectivamente no Museu de Zoologia e no Herbário da UEFS. Foram identificadas 24 espécies de plantas, utilizadas por abelhas silvestres na referente área. Dentre elas destacam-se as famílias Malpighiacea como principal fonte de óleo floral, Humiriaceae, Sterculiaceae, Lytraceae e Chrysobalanaceae como fontes de néctar, e Leguminosae-Caesalpinioide e Melastomataceae como fontes de pólen. Dentre as abelhas que utilizaram estes recursos houve uma predominância das espécies da família Apidae principalmente do gênero Centris e Xylocopa, além de gêneros da família Halictidae. Os dados obtidos neste estudo foram semelhantes a trabalhos de levantamento realizados em outras áreas costeiras do nordeste. Estes estudos são importantes para a conservação da vegetação remanescente nas Unidades de Conservação de restingas e áreas de dunas para garantir a sobrevivência e manutenção das populações de abelhas e plantas nativas nestes ecossistemas. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Coordenador / Vinina S. Ferreira - Integrante / Hosana - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3

  • 2002 - 2007

    Chapada Diamantina: Biodiversidade ( selecionado no último Edital PROBIO 2002), Descrição: Lista de espécies de abelhas que ocorrem em quatro áreas na chapada diamantina, Bahia. A Chapada Diamantina, parte norte da Cadeia do Espinhaço, Bahia, faz parte do Escudo Brasileiro, composto por rochas ácido/cristalinas. O solo é pobre, composto por areias finas e ácidas. O clima é do tipo Cwb de Köppen-Geiger. As chuvas são irregulares e abundantes de novembro a abril, mas escassas de agosto a setembro, apesar disso, a umidade vinda do oceano é retida pelas serras, condensando-se e gerando neblina e chuva. Esta região é formada por um complexo de tipos de vegetação, destacando-se: campo rupestre, cerrado, campos gerais e matas variando de ciliar, de encosta e de grotão. A escolha das áreas de estudo obedeceu a dois critérios: a) facilidade operacional e b) representatividade em termos de ecossistema em estudo. Para determinar a representatividade, forão considerados: a altitude, a exposição aos ventos, tipos de substratos e diversidade florística. Baseados nestes critérios selecionamos, a princípio, quatro áreas dentro do complexo da Chapada Diamantina: Lençóis, Mucugê, Rio de Contas e Morro do Chapéu. Amostragem: para elaborar a lista das espécies de abelhas que ocorrem nas quatro áreas da Chapada Diamantina estão sendo realizados levantamentos da fauna apícola e quando possível da flora visitada pelas abelhas. A amostragem é realizada, por dois coletores, das 6:00 às 18:00 h, em dois dias consecutivos, uma ocorrendo na estação seca e outra na estação chuvosa, nas quatro áreas selecionadas para o estudo. Para estas coletas foram estabelecidos transectos de 2 km, com margens de 5 m, formando 2 cinturões, em torno do transecto. A trajetória dos dois coletores é a seguinte: Um coletor inicia a coleta no ponto inicial do transecto e o outro inicia do lado oposto. Desse modo, todo o transecto é percorrido em todos os horários por duas vezes. Para minimizar os artefatos de amostragem, os coletores não permanecerão por muito tempo em uma mesma planta, mesmo que esta. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Integrante / Candida M L Aguiar - Integrante / Luciano P de Queiroz - Integrante / Ana Maria Giullieti - Coordenador., Financiador(es): Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - Auxílio financeiro.

  • 2002 - 2003

    Chapada Diamantina : Biodiversidade (PROBIO), Descrição: O projeto pretende realizar um inventário rápido da fauna e flora de uma extensão de 1.500.000 hecteres da Chapada Diamantina, desde a região de Morro do Chapéu, Lençóis, Mucugê e Rio de Contas. Dentro do sub-projeto da Fauna, a coleta dos Hymenoptera, mas especificamente as abelhas foram coletas nas estações seca e chuvosa, em cada ponto foram feitas coletas da 6:00 as 18:00 h .. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Integrante / Cândida M L Aguiar - Coordenador., Financiador(es): Banco Interamericano de Desenvolvimento - Auxílio financeiro / Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 8

  • 2001 - 2007

    Estudos das adaptações espaciais e temporais da interação entre os polinizadores e as flores em uma área de restinga na Bahia., Descrição: A Restingas é um ecossistema representa uma grande faixa ao longo da costa brasileira, considerada de proteção ambiental pelo acelerado processo de degradação, devido à ação antrópica que vem sofrendo a muitos anos. Existem poucos estudos sobre a interação entre as abelhas e as flores nas restingas brasileiras. Alguns deles, apresentando listas de espécies de plantas e de abelhas que ocorrem neste ambiente, outros descrevendo as adaptações comportamentais e morfológicas destes organismos. Além destas adaptações, os ritmos biológicos ao longo do dia e do ano, das flores e de seus polinizadores devem estar sincronizados entre si e com o meio ambiente. Caso contrário, a polinização não ocorre, mesmo que um visitante apresente todas as adaptações morfológicas e comportamentais necessárias. Dos fatores que influenciam a ritmicidade biológica em geral, os ciclos claro/escuro, de temperatura, de seca/chuva e outros são considerados importantes sincronizadores dos ritmos biológicos. Neste projeto temos como objetivo geral estudar a interação entre as abelhas e as flores, das principais espécies de plantas que ocorrem em ambientes de restinga na Bahia, especialmente com relação às adaptações morfológicas, comportamentais e temporais. O trabalho teve início em fevereiro/2001 e tem previsão de término em dezembro/2007, podendo ser prorrogado por mais tempo se necessário, em áreas de restinga no Litoral Norte da Bahia. Inicialmente foi selecionado como local de observação e coleta dos dados o Sítio Mingu, na APA Rio Capivara. O clima do município Camaçari é tropical úmido, sendo de abril a junho o período chuvoso da região. Esta área tem aproximadamente 5 ha., com a vegetação bastante preservada. As observações dos horários das atividades diárias, estão sendo realizadas bimestralmente, em 3 dias consecutivos, na área selecionada, das 5:30 às 18:00h (do nascer ao pôr do sol), em dois intervalos de 15 min., a cada hora de observação, durante o período do estudo. Estão sendo feit. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Coordenador / Gesline Almeida - Integrante / Cibelle Lobão - Integrante / Nívia Figueiredo - Integrante., Financiador(es): Universidade Estadual de Feira de Santana - Cooperação., Número de produções C, T & A: 13

  • 2001 - 2003

    Sub- projeto: Estudo das interações entre abelhas (Hymenoptera, Apoidea) visitantes de flores de Comolia ovalifolia (Melastomataceae) em uma área de restinga na Bahia., Descrição: Projeto foi desenvolvido em uma área de restinga, " Sítio Mingu", cituada na APA do Rio Capivara - município de Camaçari. O objetivo desse projeto foi investigar as interações morfologicas, espaciais e temporais das abelhas com as flores de Comolia ovalifolia durante a coleta de pólen. As coletas foram desenvolvidas mensalmente, com duração de aproximadamete 3 dias, a cada dia foram observadas as atividades diárias das abelha entre 5:00 as 17:00 H ( 30 min a cada 1h de observação). Centris leprieuri e Xylocopa subcyaneae foram as abelhas mais frequentes nestas flores.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Coordenador., Financiador(es): Universidade Estadual de Feira de Santana - Cooperação., Número de produções C, T & A: 16

  • 2001 - 2002

    Análise da estruturação da comunidade de coleópteros predadores em uma reserva de Mata Atlântica no estado da Bahia (Reserva de Sapiranga), Descrição: O projeto buscou analizar a estrutura da cominidade de coleopteros predadores da Reserva particular de Flora e fauna da Sapiranga, que está localizado em um fragmento de Mata Atlântica no Litoral Norte da Bahia. A área é uma Mata de Restinga. Foram amostrados duas trilhas, cada uma, com 12 armadilhas de solo iscadas com frutas em decomposição, fezes humanas e carne apodrecida (120 amostras) eram deixadas por 48 horas e depois coletado o materias capturado, conservado e fixados em álcool (70%). Em laboratorio os animais foram triados e identificados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Coordenador., Número de produções C, T & A: 4

  • 2000 - 2005

    Institutos do Milênio do Semi-árido (IMSEAR), Descrição: O projeto objetiva inventariar áreas pertencentes ao Bioma Caatinga e reunir informações disponível em coleções botânicas e zoológicas sobre a biodiversidade do semi-árido.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Miriam Gimenes - Integrante / Candida M L Aguiar - Integrante / Ana Maria Giullieti - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 1995 - 1997

    Bioensaio dos efeitos cerebrais de metais pesados: Estudo da administração central de chumbo e cádmio sobre o equilíbrio hidrossalino em ratos?, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) . , Integrantes: Patricia Luiza de Oliveira Rebouças - Integrante / Leticia Castro - Integrante / Ana Karine Lima - Integrante / Ana Lúcia Amor - Integrante / Daniela Macedo - Integrante / C P Luz - Integrante / I Maldonado - Integrante / E CastroeSilva - Integrante / j b Fregoneze - Coordenador / Clarissa Sarmento - Integrante / Carol A Marinho - Integrante., Número de produções C, T & A: 28

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2005

Melhor Fotografia, Sociedade de Entomologia da Paraíba (SEPB).

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade do Estado da Bahia, Departamentp de Tecnológia e Ciências Sociais - DTCS. , Av. Dr. Edgard Chastinet Guimarães, S/N, São Geraldo, 48905680 - Juazeiro, BA - Brasil, Telefone: (74) 36117363, Ramal: 239, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2011 - Atual

Universidade do Estado da Bahia

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Analista Universitária, Carga horária: 40

Outras informações:
Campus III - Juazeiro. Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais ( DTCS)

2017 - 2017

Universidade do Estado da Bahia

Vínculo: Temporário, Enquadramento Funcional: Professora Formadora, Carga horária: 45

Outras informações:
Professora formadora do componente Curricular: Bioética, com Carga Horária de 45 (Quarenta e cinco) Horas - Semestre 2017.1, no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas / Turma 1003 (Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica ? PARFOR), Universidade do Estado da Bahia ? UNEB / Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias DCHT-XXIV, Xique-Xique, Bahia.

2017 - 2017

Universidade do Estado da Bahia

Vínculo: Temporário, Enquadramento Funcional: Professora Formadora, Carga horária: 45

Outras informações:
Professora formadora do componente Curricular: Educação Ambiental, com Carga Horária de 45 (Quarenta e cinco) Horas - Semestre 2017.1, no curso de Licenciatura em Ciências Biológicas / Turma 1003 (Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica ? PARFOR), na Universidade do Estado da Bahia? UNEB / Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias DCHT-XXIV, XiqueXique, Bahia.

2016 - 2016

Universidade do Estado da Bahia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 60

Outras informações:
Professora Convidada do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu Mestrado em Ecologia Humana e Gestão Socioambiental, da Universidade do Estado da Bahia, Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais, Campus III, na qualidade de Ministrante do Componente Curricular Seminários de Pesquisa I, no periíodo de 10 a 14 de outubro de 2016.

2013 - 2013

Universidade do Estado da Bahia

Vínculo: Estágio Docência, Enquadramento Funcional: Estágio docência, Carga horária: 15

Outras informações:
Estágio Docência foi realizado na disciplina Entomologia Geral, para os alunos do curso de graduaçâo em Engenharia Agronômica, semestre 2013.1, sob a supervisão do Prof. Dr. José Osmã Teles Moreira.

2018 - Atual

University of East Anglia

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

2018 - Atual

Universidade Federal do Vale do São Francisco

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Formadora /SEAD-UAB

Outras informações:
Professora do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, modalidade à Distância, ministrando a disciplina METAZOÁRIOS II.

2017 - Atual

Universidade Federal do Vale do São Francisco

Vínculo: Professora Formadora/SEAD, Enquadramento Funcional: Professora Formadora/SEAD

Outras informações:
Professora da disciplina fundamentos da Sistemática do curso de Graduação em Ciências Biológicas, vinculado a Secretaria de Educação à Distância da UNIVASF.

2012 - Atual

Universidade Federal do Vale do São Francisco

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Parceiro em projetos

Outras informações:
Parceria com o Laboratório de Entomologia da UNIVASF nos projetos ligados a pesquisa, ensino e extensão. Professor colaborador do Projeto Exmaear, coordenado pela Dra, Vinina Ferreira, professora do Colegiado de Ciências Biológicas.

Atividades

  • 01/2013

    Extensão universitária , Laboratório de Entomologia, .,Atividade de extensão realizada, Atualização de professores de Ciências e Biologia.

  • 01/2012

    Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Apicultura, .,Linhas de pesquisa

2016 - Atual

Empresa Brasileira de Agropecuária

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

1999 - Atual

Secretaria da Educação

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Atividades

  • 04/2009

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Colégio Estadual Helena Assis Suzart - Feira de Santana (BA), Biologia, Química

  • 03/2007 - 12/2007

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Colégio Estadual Oliveira Brito / Feira de Santana (BA), Ciências

  • 04/1999 - 12/2006

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Colégio Estadual Úrsula Catharino / Salvador (BA), Ciências

2011 - Atual

Universidade Estadual de Feira de Santana

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

1999 - 2011

Universidade Estadual de Feira de Santana

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Analista Universitária (Bióloga), Carga horária: 40

Atividades

  • 11/2011

    Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Entomologia - UEFS, .,Linhas de pesquisa

  • 02/1999

    Serviços técnicos especializados , Departamento de Ciências Biológica, Laboratório de Entomologia.,Serviço realizado, Participação em projetos de pesquisas. Coleta, triagem, montagem e identificação de insetos..

2010 - 2012

Unidade Integrada de Educação Superior do Brasil

Vínculo: Professor Convidado, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 20

Outras informações:
Disciplinas ministradas: Metodologia do Trabalho Ciêntífico, Ecologia e Gestão Ambiental, Ecologia, Monografia e TCC.

2012 - 2012

Prefeitura Municipal de Juazeiro

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Outras informações:
Curso de Atualização para os professores da Prefeitura de Juazeiro. Disciplina: Ecologia Carga Horária: 20h

2012 - 2012

Prefeitura Municipal de Juazeiro

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Formador, Carga horária: 20

Outras informações:
Professora da Disciplina Biodiversidade da Caatinga, curso de atualização para professores de Educação Física ( 04 e 25 de agosto/2012) carga horária 20h

2006 - 2008

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia

Vínculo: Bolsiata, Enquadramento Funcional: Bolsiata Produtividade em Pesquisa 3 (PP3), Carga horária: 40

2005 - 2006

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Apoio Técnico, Carga horária: 40

Atividades

  • 06/2005 - 06/2006

    Serviços técnicos especializados , Bolsa Apoio Técnico, Fapesb.,Serviço realizado, Bolsa Apoio Técnico 1.

2009 - 2017

Colégio Estadual Helena Assis Suzart

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Outras informações:
Biologia e Química Ensino médio ( 1o., 2o. e 3o série)

1999 - 2006

Colégio Estadual Úrsula Catharino

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Outras informações:
Disciplina: Ciências 6ano ao 9 ano

2005 - 2012

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborador

Outras informações:
projeto aprovado no Edital Universal do CNPq 019/2004 sob a coordenação da Profa. Dra. Cândida M. L. Aguiar.

2000 - 2005

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

Vínculo: , Enquadramento Funcional: colaborador, Carga horária: 0

2007 - 2009

COLÉGIO ESTADUAL OLIVEIRA BRITO

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

2004 - 2009

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: colaborador, Carga horária: 0

Atividades

  • 01/2005

    Serviços técnicos especializados .,Serviço realizado, Pesquisador.

2004 - 2006

Conservação Internacional

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 0

Outras informações:
Colaboradora

1995 - 1997

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Bolsista de I. C.-PIBIC/UFBA/CNPq, Carga horária: 12

1995 - 1996

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20

Outras informações:
Estagiária do Projeto de Monitoramento dos Ecossistemas ao Norte da Baia de Todos os Santos, sub-projeto Estudos Hidrobiológicos. Sendo a Profa. Marlene Campos Peso de Aguiar a coordenadora geral do projeto.

1993 - 1994

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 20

Outras informações:
Monitoria do Biotério do Instituto de Biologia da UFBA, sob orientação das professoras. Tânia Kobler Brazil e Josmara Fregoneze.

1992 - 1993

Universidade Federal da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Voluntário, Carga horária: 20

Outras informações:
Estágio voluntário no Herbário "Alexandre Leal Costa"(ALCB), no projeto Recuperação e Manutenção do Acervo Botânico do ALCB, sob orientação da Profa. Lecticia Scardino Scott Faria.

Atividades

  • 12/1995 - 12/1997

    Estágios , Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, .,Estágio realizado, Bioensaio dos efeitos cerebrais de metais pesados: Estudo da administração central de chumbo e cádmio sobre o equilíbrio hidrossalino em ratos?.

1994 - 1995

Centro Integrado de Educação Anísio Teixeira

Vínculo: Professor convidado, Enquadramento Funcional: Professor de Ciências, Carga horária: 20

1993 - 1994

Indústria de Detergentes da Bahia

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estágio remunerado, Carga horária: 20

2017 - Atual

Colégio Estadual Rotary Club- Juazeiro

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20

Outras informações:
Colégio Estadual Rotary Clube- Anexo Campo dos Cavalos - Professora de Química, 1a,2a e 3a série do ensino médio. Turno Noturno.

2010 - Atual

Universidade Estadual de Feira de Santana

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora