Maria Aparecida Nogueira Sediyama

Possui graduação em AGRONOMIA pela Universidade Federal de Viçosa (1976), mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (1980) e doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (1987). Atualmente é pesquisadora da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (EPAMIG), onde participa do Comitê do Programa Olericultura. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em manejo e tratos culturais de hortaliças, adubação e cultivo orgânico, cultivo hidropônico, estabilização de resíduos orgânicos, atuando principalmente com as culturas: mandioquinha-salsa, batata-doce, cenoura, alface, tomate, moranga híbrida, inhame, pimentão, quiabo dentre outras. Atua como revisora de artigos em revistas científicas como Planta Daninha, Scientia Agricola, Engenharia na Agricultura, Acta Scientiarum (UEM) e Horticultura Brasileira e de projetos de pesquisa para fontes financiadoras como FAPEMIG, FAP-SE e CNPq.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)

1982 - 1987

Universidade Federal de Viçosa
Título: Métodos de propagação de batata-baroa (Arracacia xanthorrhiza Bancroft)
Orientador: Vicente Wagner Dias Casali
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Arrracacia xanthorrhiza; SISTEMA DE CULTIVO; PROPAGACAO VEGETATIVA; PROPAGACAO SEXUADA; GERMINACAO DE SEMENTES; CLONES-NOVOS. Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia / Especialidade: Produção e Beneficiamento de Sementes. Setores de atividade: Produção Vegetal.

Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)

1977 - 1980

Universidade Federal de Viçosa
Título: Efeitos do prometryne e do oxadiazon no controle de plantas danihas do alho (Allium sativum L.),Ano de Obtenção: 1980
Orientador: José Francisco da Silva
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: ALHO; Controle de plantas daninhas; HERBICIDAS; Seletividade; Tolerância.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Produção Vegetal.

Graduação em AGRONOMIA

1973 - 1976

Universidade Federal de Viçosa

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Pesquisa Participativa, Economia Solidária e Agroecologia. (Carga horária: 16h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2016 - 2016

SUSTENTABILIDADE DO SOLO. (Carga horária: 8h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2016 - 2016

Fundamentos Hidrológicos da produção de Água em Pequenas Bacias Hidrográfic. (Carga horária: 16h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2006 - 2006

Estatística Avançada. (Carga horária: 24h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2006 - 2006

Transferência e Difusão de Tecnologia. (Carga horária: 32h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2005 - 2005

Extensão universitária em Diagnóstico Rápido Participativo -Metodologia P&D. (Carga horária: 8h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2005 - 2005

Negociação Tecnológica. (Carga horária: 40h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2005 - 2005

Prospecção de Demandas Tecnológicas. (Carga horária: 40h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

2004 - 2004

I Curso de Agroecologia. (Carga horária: 50h). , Conselho Nacional dos Sistemas Estaduais de Pesquisa Agropecuária, CONSEPA, Brasil.

2000 - 2000

Extensão universitária em Estatística Experimental. (Carga horária: 28h). , Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, EPAMIG, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Manejo e Tratos Culturais de Hortaliças.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Adubação Orgânica.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Estabilização de Resíduos Orgânicos.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Cultivo Hidropônico.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Melhoramento de Hortaliças.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FONSECA, M.S. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; Brasileiro, B.G. ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; Salgado, C. C. . Congresso Brasileiro de olericultura - Membro da Comissão Científica. 2011. (Congresso).

BARROS, Raimundo Santos ; SEDIYAMA, M. A. N. . Simpósio Brasileiro de Pós-Colheita de Frutas, Hortaliças e Flores, II. 2007. (Congresso).

PUSCHMANN, Rolf ; MINIM, Valéria Paula Rodrigues ; MORETTI, Celso Luiz ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SOARES, Nilda de Fátima Ferreira ; SILVA, Ebenézer de Oliveira . Encontro Nacional Sobre Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças, III. 2004. (Congresso).

BARBOSA, José Geraldo ; MARTINEZ, H. E. P. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SEDIYAMA, M. A. N. ; GROSSI, José Antonio Saraiva . Encontro Nacional sobre Substrato para Plantas - Adubação e Nutrição de Plantas Cultivadas em Substratos, IV. 2004. (Congresso).

PUSCHMANN, Rolf ; SILVA, Ebenézer de Oliveira ; SOARES, Nilda de Fátima Ferreira ; MINIM, Valéria Paula Rodrigues ; SEDIYAMA, M. A. N. . Encontro Nacional Sobre Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças, II. 2000. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

55 Congresso Brasileiro de Olericultura e Encontro latino-Americano de Horticultura. Crescimento e produção de araruta Comum e Seta em sistema de cultivo orgânico. 2018. (Congresso).

IV Encontro Regional de Agroecologia.Adubação orgânica em plantas medicinais. 2018. (Encontro).

IX Simpósio Brasileiro de Agropecuária Sustentável e VI Congresso Internacional de Agropecuária Sustentável. 2018. (Congresso).

A economia invisível das agricultoras familiares; Diálogos interdisciplinares. 2017. (Simpósio).

Dialogar para Transformar. 2017. (Seminário).

III Encontro regional de Agroecologia.Hortaliças não convencionais. 2017. (Encontro).

II Encontro Regional de Agroecologia.Aproveitamento de resíduos orgânicos. 2016. (Encontro).

I Encontro Regional de Agroecologia.Adubação verde na produção de hortaliças em sistema orgânico. 2015. (Encontro).

VII Simpósio Iberoamericano de Plantas Medicinais - II Simpósio Iberoamericano de Investigação em Câncer.RENDIMENTO E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DO ÓLEO ESSENCIAL DE Cordia verbenacea CULTIVADA NA ZONA DA MATA MINEIRA. 2014. (Simpósio).

VI Simpósio Brasileiro de Agropecuária Sustentável III Congresso Internacional de Agropecuária Sustentável.Teor de nutrientes e produtividade da alface americana ?Kaiser? em função de diferentes fertilizantes orgânicos. 2014. (Simpósio).

XI Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica. 2014. (Seminário).

Fórum Interface Pesquisa e Extenção. 2013. (Outra).

V SIMPÓSIO BRASILEIRO DE AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL II CONGRESSO INTERNACIONAL DE AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL.Adubação orgânica do feijão-vagem com biofertilizante de suíno e seu efeito sobre o estado nutricional e produtividade das plantas. 2013. (Simpósio).

X Seminário de Iniciação Científica.Rendimento e estado nutricional de feijão-vagem em função da adubação orgânica. 2013. (Seminário).

CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 52. Manejo da poda em plantas de pepino tipos Aodai, Japonês e Caipira. 2012. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Olericultura. Produção de pepino tipo japonês em cultivo protegido em função de adubação orgânica.. 2011. (Congresso).

VII Congresso Brasileiro de Agroecologia. Compostos orgânicos produzidos com resíduos vegetais e dejetos de origem bovina e suína. 2011. (Congresso).

Congresso Brasileiro de Olericultura, 50. Produção de pimentão amarelo e vermelho adubado com biofertilizante suíno. 2010. (Congresso).

IV Workshop sobre Controle Alternativo de Pragas e Doenças. 2010. (Outra).

Congresso Brasileiro de Olericultura, 49. Estado nutricional e produtividade do pimentão em função da adubação orgânica e mineral; Produção de rizomas e exportação de nutrientes em taro ?japonês? cultivado com resíduos orgânicos; Ocorrência de plantas daninhas em beterraba cultivada com cobertura. 2009. (Congresso).

I Simpósio Brasileiro de Agropecuária Sustentável.Exportação de nutrientes em beterraba com cobertura morta e lodo de lagoa de águas residuárias da suinocultura.. 2009. (Simpósio).

III Workshop sobre Controle Alternativo de Pragas e Doenças. 2008. (Simpósio).

Prospecção de demandas na área de fruticultura. 2008. (Outra).

II Simpósio Brasileiro de Pós-Colheita de Frutas, Hortaliças e Flores. 2007. (Simpósio).

IV Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica.Importância da participação de estudantes de graduação em trabalhos de pesquisa. 2007. (Seminário).

V Congresso Brasileiro de Agroecologia-Agroecologia e Territórios Sustentáveis. Estado nutricional da cenoura adubada com esterco de suínos. 2007. (Congresso).

IV Congresso Brasileiro de Agroecologia. 2006. (Congresso).

Workshop sobre Controle Alternativo de Pragas e Doenças - II. 2006. (Outra).

Congresso Brasileiro de Olericultura, 45.Excursão Técnica - Produção de mudas de hortaliças, produção comercial e packing house de melão, melancia e abóboras. 2005. (Outra).

Congresso Brasileiro de Olericultura,45, Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais, 15, Congresso Brasileiro de Cultura de Tecidos de Plantas,2. 2005. (Congresso).

II Encontro de Formação de Conselheiros do Conselho Municipal de DesenvolvimentoRural Sustentável.. 2005. (Encontro).

I Oficina de Trabalho com Projetos de Pesquisa Aprovados pelo CT - Agronegócio MCT/CNPq/MDS - 2003.I Oficina de Trabalho com Projetos de Pesquisa Aprovados pelo CT - Agronegócio MCT/CNPq/MDS - 2003. 2005. (Oficina).

Reunião Técnica sobre Mandioca e outras Raízes e Tubérculos para a Agricultura Familiar. 2005. (Outra).

Workshop sobre Controle Alternativo de Pragas e Doenças. 2005. (Outra).

III Encontro Nacional Sobre Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças.III Encontro Nacional Sobre Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças. 2004. (Encontro).

IV Encontro Nacional sobre Substrato para Plantas - Adubação e Nutrição de Plantas Cultivadas em Substratos..IV Encontro Nacional sobre Substrato para Plantas - Adubação e Nutrição de Plantas Cultivadas em Substratos.. 2004. (Encontro).

Seminário Mineiro de Agricultura Familiar, Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável.Seminário Mineiro de Agricultura Familiar, Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. 2004. (Seminário).

Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento.Manejo de plantas daninhas na cultura da mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Banc.). 2003. (Seminário).

Semana do Fazendeiro.Pavilhão de Agricultura e Meio-Ambiente. 2003. (Outra).

Certifica Minas.Membro da Associação Mineira para Certificação de Produtos Orgânicos. 2002. (Outra).

II Semana de Olericultura.II Semana de Olericultura. 2002. (Seminário).

Ciência para o Desenvolvimento.I Mostra deTtrabalhos Financiados pela FAPEMIG. 2001. (Seminário).

I Semana de Olericultura.I Semana de Olericultura. 2001. (Seminário).

40 Congresso Brasileiro de Olericultura, 2 Congresso Ibero-Americano sobre Utiliza;'ao de Plastico na Agricultura e 1 Simposio Latino-Americano de Produ;'ao de Plantas Medicinais, Aromaticas e Condimentares. Congresso Brasileiro de Olericultura, 40. 2000. (Congresso).

II Encontro Nacional de Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças.II Encontro Nacional de Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças. 2000. (Seminário).

I SEMINARIO BRASILEIRO SOBRE HOMEOPATIA NA AGRICULTURA ORGANICA.I Seminario Brasileiro sobre Homeopatia na Agricultura Organica. 1999. (Seminário).

I ENCONTRO MINEIRO SOBRE PRODUCAO ORGANICA DE HORTALIÇAS.I Encontro Mineiro sobre Producao Organica de Hortaliças. 1998. (Encontro).

I Encontro Nacional de Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças.I Encontro Nacional de Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças. 1998. (Encontro).

I ENCONTRO NACIONAL SOBRE PRODUÇÃO ORGÂNICA DE HORTALIÇAS.I Encontro Nacional sobre Produção Orgânica de Hortaliças. 1998. (Encontro).

XXXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA. Congresso Brasileiro de Olericultura, 36. 1996. (Congresso).

I Seminário Mineiro sobre Manejo e Utilização de Dejetos de Suínos.I Seminário Mineiro sobre Manejo e Utilização de Dejetos de Suínos. 1995. (Seminário).

XXXIV CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA. Congresso Brasileiro de Olericultura, 34. 1994. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Rafaela da Silva Aruda

PUIATTI, Mário;CECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, M. A. N.; ARAUJO, F. F.. Crescimento e absorção de macronutrientes pelo mangarito (Xanthosoma riedelianum) ?Gigante? e ?Pequeno?. 2019. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Ednângelo Duarte Pereira

PUIATTI, M.CECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, M. A. N.; RIBEIRO, F. C. S.. Crescimento e acúmulo de macronutrientes em araruta (Maranta arundinacea L.) ao longo do ciclo de cultivo. 2019. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Gustavo Rodrigues da Silva

FERREIRA, F. A.; DANTONINO, L.; CARNEIRO, J. E. S.;Sediyama, M.A.N.. . Sorção, lixiviação e persistência do fomesafen em solos brasileiros. 2013. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Monique Regina Carvalho Freitas

SOUZA, M. A.;SEDIYAMA, Tocio; GALVÃO, J. C. C.;SEDIYAMA, M. A. N.. Termometria infravermelha e caracteres agronômicos na indicação de resposta do trigo ao estresse de calor. 2013. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: JANIELE CÁSSIA BARBOSA VIEIRA

PUIATTI, MárioCECON, Paulo Roberto; CASALI, Vicente Wagner Dias;Sediyama, Maria Aparecida N. Consórcio taro e feijão-vagem em função da época de plantio. 2013. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Katchen Julliany perreira Silva

PUIATTI, MárioCECON, Paulo Roberto; GROSSI, José Antonio Saraiva;Sediyama, Maria Aparecida Nogueira. Morphophysiological chances in melon and cucumber plants, quality of melon fruits and protection of cucumber against Colletotrichum lagenarium caused by paclobutrazol.. 2011. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Helder Antônio de Aquino Gariglio

MATOS, A. T.; Abrahão, Walter Antônio Pereira; Neves, Júlio César Lima; BORGES, A. C.;SEDIYAMA, M. A. N.. Alterações físicas, químicas e mobilidade de solutos em solos submetidos à aplicação de vinhaça proveniente da fabricação de álccol carburante.. 2008. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Luciana Nunes Menolli

FINGER, Fernando LuizCASALI, Vicente Wagner Dias; BARROS, Raimundo Santos;SEDIYAMA, M. A. N.PUIATTI, Mário. Atuação das enzimas oxidativas em raízes de batata-baroa (Arracacia xanthorrhiza Bancroft) submetida à injúria por frio.. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias (Fisiologia Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: André Fernando Alves Medeiros

SEDIYAMA, M. A. N.; SEDIYAMA, C. S.; REIS, M. S.; ROCHA, V. S.;DIAS, D. C. F. S.. Caracteres agronômicos e qualidade de sementes de soja influenciados pelo arranjo de plantas. 2005. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: José Márcio Oliveira Ribeiro

FONTES, P. C. R.;RIBEIRO, José Márcio OliveiraSILVA, Derly José Henriques da; CARDOSO, A. A.; BARBOSA, José Geraldo;SEDIYAMA, M. A. N.. Produção e qualidade de tomate em substrato contendo diferentes proporções de subsolo e areia - FITO 3. 2004. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Maria Elizabete Oliveira Abaurre

PUIATTI, Mário; ABAURRE, M. E. O.; COELHO, M. B.;CECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, M. A. N.. Crescimento e produção de duas cultivares de alface sob malhas termo-refletoras e difusora no cultivo de verão.. 2004. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Cléia Macêdo

ZOLNIER, Sérgio; MACÊDO, C.;COSTA, L. C.SEDIYAMA, M. A. N.MARTINEZ, Hermínia Emília Prieto. Análise de crescimento da alface cultivada em sistema hidropônico e estimativa da variação da condutividade elétrica da solução nutritiva.. 2004. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: José de Anchieta Alves de Alburquerque

ALBURQUERQUE, J. A. A.;SEDIYAMA, TocioSILVA, Antonio Alberto da; SEDIYAMA, C. S.; COELHO, M. B.;SEDIYAMA, M. A. N.. Caracterização morfológica e agronômica de clones de mandioca cultivados no Estado de Roraima.. 2003. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Marcelo Storni Mandelli

SILVA, D. J. H.; MANDELLI, M. S.;PEREIRA, Paulo Roberto Gomes; SANTOS, R. H. S.;SEDIYAMA, M. A. N.; PETERNELLI, L. A.. Avaliação e caracterização de 20 genótipos de alface com adubação mineral ou orgânica.. 2003. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Ana Paula Ministério de Camargo

CAMARGO, A. P. M.;SEDIYAMA, Tocio; FERREIRA, L. R.;CARDOSO, A. A.; AGNES, E. L.;SEDIYAMA, M. A. N.. Eficiência de misturas de herbicidas na cultura do feijão nos sistemas de plantio direto e convencional e seus efeitos residuais no solo. 2003. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Gustavo Bastos Lyra

ZOLNIER, SérgioLYRA, G. B.SEDIYAMA, G. C.COSTA, L. C.SEDIYAMA, M. A. N.; RIBEIRO, A.. Estimativas da evapotranspiração e análise de crescimento para alface (Lactuca sativa L.) cultivada em sistema hidropônico em casa de vegetação. 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Carlos Magno Magalhães da Silva

FERREIRA, L. R.; SILVA, C. M. M.;FERREIRA, F. A.; MIRANDA, C. V.; PAIVA, H. N.;SEDIYAMA, M. A. N.. Exsudação radicular de Imazapyr por Eucalyptus spp.. 2002. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Francisco Cláudio Lopes de Freitas

FREITAS, F. C. L.; FERREIRA, L. R.; BARBOSA, José Geraldo; FERREIRA, A. A.;SEDIYAMA, M. A. N.; GONÇALVES, W.. Efeitos do trinexapax-ethyl e do triclopyr no manejo do gramado formado pela grama-batatais. 2002. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Ramon Emilio Gil Leblanc

PUIATTI, Mário; LEBLANC, R. E. G.;CASALI, Vicente Wagner DiasSEDIYAMA, M. A. N.; MIRANDA, G. V.;PEREIRA, Paulo Roberto Gomes. Crescimento e produção de clones de batata-baroa (Arracacia xanthorrhiza Bancroft), influenciados por pré-enraizamento e tipo de muda.. 2000. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Flávia Martins de Queiroz

MATOS, A. T.; QUEIROZ, F. M.; PEREIRA, O. G.;SEDIYAMA, M. A. N.; OLIVEIRA, R. A.; SILVA, D. D.. Avaliação de gramíneas forrageiras para o tratamento de águas residuárias da suinocultura. 2000. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Márcia Cristina Ausina Febrer

FEBRER, M. C. A.;MATOS, A. T.; PEREIRA NETO, J. T.; COSTA, L. M.;SEDIYAMA, M. A. N.; JORDÃO, C. P.. Aproveitamento agrícola de material orgânico utilizado como filtro no tratamento de águas residuárias da suinocultura.. 2000. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Adriano Alves Fernandes

FERNANDES, A. A.;MARTINEZ, Hermínia Emília PrietoPUIATTI, MárioPEREIRA, Paulo Roberto GomesSEDIYAMA, M. A. N.; BARBOSA, José Geraldo. Fontes de nutrientes influenciando o crescimento, a produtividade e a qualidade de tomate, pepino e alface, cultivados em hidroponia. 2000. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Viviane dos Santos Brandao

BRANDÃO, V. S.;MATOS, A. T.; OLIVEIRA, R. A.; SILVA, D. D.;SEDIYAMA, M. A. N.; MENDONÇA, E. S.. Tratamento de águas residuárias de suinocultura utilizando-se filtros orgânicos. 1999. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: José Humberto de Araujo Carnicelli

PEREIRA, Paulo Roberto Gomes; CARNICELLI, J. H. A.;CASALI, Vicente Wagner Dias; FONTES, P. C. R.;SEDIYAMA, M. A. N.; LEITE, R. A.. Índices de nitrogênio no solo e na planta relacionados a produção e qualidade de cenoura.. 1998. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Jamil Abdalla Fayad

FONTES, P. C. R.; FAYAD, J. A.;CARDOSO, A. A.FERREIRA, F. A.SILVA, Antonio Alberto daSEDIYAMA, M. A. N.. Absorção de nutrientes, crescimento e produção do tomateiro cultivado em condições de campo e de estufa.. 1998. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Gilson Petrônio da Paixão

PAIXÃO, G. P.DIAS, D. C. F. S.; REIS, M. S.;SEDIYAMA, M. A. N.; ALVARENGA, E. M.; GIÚDICE, M. P.. Pré-condicionamento de sementes de quibo (Abelmoschus esculentus (L.) Moench): efeitos sobre a qualidade fisiológica e potencial de armazenamento.. 1997. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Wilson da Silva

SEDIYAMA, Tocio; SILVA, W.; SILVA, J. F.;CARDOSO, A. A.SILVA, Antonio Alberto daSEDIYAMA, M. A. N.. Interferência de Brachiaria brizantha sobre Eucalyptus citriodora e E. grandis, cultivados em solos com diferentes teores de água.. 1997. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Laercio Boratto de Paula

CASALI, Vicente Wagner Dias; PAULA, L. B.; FONTES, P. C. R.; VENEGAS, V. H. A.; AGNES, E. L.;SEDIYAMA, M. A. N.. Utilização de dejetos de suínos na produção e nutrição mineral da cenoura (Daucus carota L.). 1997. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Juvenal Lopes Loures

LOURES, J. L.; FONTES, P. C. R.;CASALI, Vicente Wagner DiasSEDIYAMA, M. A. N.; BARBOSA, José Geraldo; FINGER, F. L.. Produção de tomate em saco plástico contendo esterco de suínos no substrato. 1997. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Dilermando Dourado Pacheco

PEREIRA, Paulo Roberto Gomes; PACHECO, D. D.; FONTES, P. C. R.; VENEGAS, V. H. A.;SEDIYAMA, M. A. N.; MENDONÇA, E. S.. Índices de disponibilidade de nitrogênio, teores de nitrato e de vitamina C, composição mineral e produção de repolho em resposta a doses de nitrogênio, de composto orgânico e de molibdênio.. 1996. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: NADJA SANTOS DE SALES

CASALI, Vicente Wagner Dias; SALES, N. S.;SEDIYAMA, M. A. N.; ALVARENGA, E. M.;DIAS, D. C. F. S.CECON, Paulo Roberto. Qualidade fisiológica de sementes de pimentão (Capsicum annuum L.) associada à poda, cobertura morta e localização do fruto na planta. 1996. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Jean Paulo de Jesus Tello

FINGER, F. L.; ARAUJO, F. F.; RIBEIRO, F. C. S.;Sediyama, M.A.N.; Santos, R.M.C.. Alterações bioquímicas de batata-doce após o armazenamento refrigerado. 2020. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Adriana Uchôa Brito

PUIATTI, M.CECON, Paulo Roberto; FINGER, F. L.;Sediyama, M.A.N.; FRANCA, C. F. M.. Viabilidade agroeconômica da consorciação do taro com outras hortaliças.. 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Fernanda Aparecida Rodrigues Guimarães

SEDIYAMA, T.; FREITAS, F. C. L.; PEREIRA, G. A. M.; DANTONINO, L.;Sediyama, M.A.N.. Efeito residual de herbicidas no cultivo de hortaliças. 2017. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: JANIELE CÁSSIA BARBOSA VIEIRA

PUIATTI, M.; FINGER, F. L.;Sediyama, M.A.N.Moreira, M. A.; FRANCA, C. F. M.. Desempenho de quatro cultivares de alface em diferentes ambientes e épocas de cultivo no município de Viçosa-MG. 2016.

Aluno: Pedro Henrique Brum Togni

VENZON, M.; PALLINI FILHO, A.; SUJII, E. R.; JANSSEN, A. R. M.;Sediyama, M.A.N.. Habitat manipulation for conservation biological control in organic vegetable crops. 2014. Tese (Doutorado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Manoel Delintro de Castro Neto

FERREIRA, A. A.; SOUZA, M. A.; FERREIRA, E. A.;SEDIYAMA, M. A. N.; DANTONINO, L.. Sorção, lixiviação e persistência de Imidazolinonas em solos utilizados no sistema Clearfield de cultivo de arroz. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: João Nacir Colombo

PUIATTI, Mário; SANTOS, R. H. S.; DIAS, L. A. S.; SOUZA, J. L.;Sediyama, M.A.N.. Desempenho do consórcio taro e crotalária e efeitos residuais em cultivos sucessivos de brócolis, milho verde e ervilha de vagem.. 2013. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: www

MARTINEZ, Hermínia Emília PrietoCECON, Paulo Roberto; VENTRELLA, MC; COSTA, C A;Sediyama, M.A.N.. ufv.br. Cultivo hidropônico de tomateiro do grupo cereja: Crescimento, produção e qualidade sob doses de potássio e sintomas visuais e anatomia sob omissão de nutrientes. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Delineide Pereira Gomes

ROCHA, V. S.; SOUZA, M. A.; PEREIRA, Olinto Liparini;CECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, M. A. N.. Incidência de Pyricularia grisea em genótipos de trigo em função da quantidade de inóculo inicial no campo: Avaliação de danos e métodos de detecção nas sementes. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Ana Paula Nogueira

Sediyama, T.;Cruz, Cosme Damião; REIS, M. S.;Sediyama, M.A.N.; Pereira, D.G.. Correlações entre caracteres, análise de trilha e diversidade fenotípica e molecular em soja.. 2011. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Ellen Rubia Diniz

SANTOS, R. H. S.;PUIATTI, Mário; FREITAS, G. B.;Sediyama, Maria Aparecida NogueiraVIDIGAL, Sanzio Mollica. Efeito de doses de adubo verde em cultivos sucessivos de brócolis, abobrinha e milho.. 2011. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Jacson Zuchi

SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki; ARAÚJO, E. F.;DIAS, D. C. F. S.Sediyama, Maria Aparecida Nogueira; PIOVESAN, Newton Deniz. Qualidade de sementes de soja resfriadas artificialmente e armazenadas.. 2011. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Fabrício Silva Coelho

FONTES, Paulo César Resende; Gonçalves, J. P.;Sediyama, Maria Aparecida NogueiraFINGER, Fernando Luiz; Souza, R. J.. Uso do clorofilômetro como ferramenta de manejo da adubação nitrogenada da cultura da batata.. 2011. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Eber Antonio Alves Medeiros

SEDIYAMA, T.; SOARES, Nilda de Fátima Ferreira;SEDIYAMA, M. A. N.; FINGER, F. L.; SILVA, W. A.. Deterioração pós-coheita da mandioca minimamente processada.. 2009. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias (Fisiologia Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Fábio Daniel Tancredi

Sediyama, T.;CRUZ, C. D.; Sakiyama, N.S.; CASALI, Vicente Wagner Dias;SEDIYAMA, M. A. N.. Genótipos de soja e ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi): correlações, reação, adaptabilidade e estabilidade. 2008. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Antonio José Steidle Neto

ZOLNIER, Sérgio; Marouelli, M. A.; RIBEIRO, A.; GROSSI, José Antonio Saraiva;SEDIYAMA, M. A. N.. Sistema computadorizado para o preparo e aplicação de soluções nutritivas com base na estimativa da evapotranspiração do tomateiro cultivado em ambiente protegido. 2007. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Claudia Martellet Fogaça

FINGER, Fernando Luiz; OTONI, W. C.;PUIATTI, MárioCASALI, V. W. D.SEDIYAMA, M. A. N.. Tolerância aos estresses salino e térmico em cultivares de taro e mandioca tuberizadas in vitro.. 2007. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Francisco Hevilásio Freire Pereira

PUIATTI, MárioFINGER, Fernando LuizCECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, M. A. N.; GROSSI, José Antonio Saraiva. Crescimento da planta, produção e qualidade de frutos de melões amarelo e charentais cultivados sob diferentes malhas.. 2006. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Pahlevi Augusto de Souza

FINGER, Fernando Luiz; ALVES, Ricardo Elesbão;CECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, M. A. N.; SOARES, Nilda de Fátima Ferreira. Conservação pós-colheita de melão charentais tratado com 1 MCP e armazenado sob refrigeração e atmosfera modificada. 2006. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: José de Anchieta Alves de Albuquerque

SEDIYAMA, TocioSILVA, Antonio Alberto da; CARNEIRO, José Eustáquio de Souza; SANTOS, José Barbosa dos;SEDIYAMA, M. A. N.. Interferência de plantas daninhas e do feijão sobre a cultura da mandioca. 2006. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Maria Dalva Trivellato

FREITAS, G. B.; Ribeiro Júnior, J. I.;SEDIYAMA, M. A. N.; ARAUJO, R. F.; LIMA, E.R.. Desenvolvimento de plantas, ocorrência de insetos, produção e conservação de frutos de goiabeira sob adubação orgânica e mineral. 2006. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Tânia Cristina de Oliveira Gondim

ROCHA, V. S.; SOUZA, M. A.;SEDIYAMA, T.SEDIYAMA, M. A. N.; ARAUJO, R. F.. Efeito da desfolha nas características agronômicas, na qualidade fisiológica e dormência em sementes de trigo.. 2006. Tese (Doutorado em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Leandro Bacci

PICANÇO, M. C.SILVA, D. J. H.; LUCIA, T. M. C. D.; Guedes, R. N. C;SEDIYAMA, M. A. N.. Fatores determinantes do ataque de Tuta absoluta ao tomateiro.. 2006. Tese (Doutorado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: João Dimas Graciano

ZARATE, Nestor Antonio HerediaVIEIRA, Maria Do Carmo; ROSA, Yara B. Chaim Jardim;SEDIYAMA, M. A. N.; TALARICO, E.. Arranjo de plantas e cobertura do solo com cama-de-frango na produção de dois clones de mandioquinha-salsa, em Dourados-MS. 2005. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Aluno: Adriano Alves Fernandes

MARTINEZ, H. E. P.; FERNANDES, A. A.;SILVA, Derly José Henriques da; BARBOSA, José Geraldo;SEDIYAMA, M. A. N.ZOLNIER, Sérgio. Propagação vegetativa e cultivo do tomateiro em sistema hidropônico.. 2004. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Charles de Araujo

FONTES, Paulo César Resende; ARAÚJO, C.; SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki; COELHO, M. B.;SEDIYAMA, M. A. N.; FONTES, R. L. F.. Critérios para manejo da adubação nitrogenada do tomateiro em ambiente protegido e no campo. 2004. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Marinalva Woods Pedrosa

MARTINEZ, H. E. P.;CASALI, Vicente Wagner DiasSEDIYAMA, M. A. N.; CANTARUTTI, R. B.; BARBOSA, José Geraldo. Queima das bordas "Tipburn" em cultivares de alface crescidas em sistema NFT, pulverizadas com homeopatias e fontes de cálcio.. 2004. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Alessandro Guerra da Silva

ROCHA, V. S.; SILVA, A. G.;CECON, Paulo RobertoSEDIYAMA, TocioCRUZ, C. D.SEDIYAMA, M. A. N.. Avaliação de cultivares de sorgo forrageiro sob diferentes condições termo-fotoperiódicas. 2003. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Rosile Antonio Ribeiro

FINGER, Fernando Luiz; RIBEIRO, R. A.;CASALI, Vicente Wagner DiasPUIATTI, MárioSEDIYAMA, M. A. N.; OLIVEIRA, J. A.. Efeito da temperatura de armazenamento e do filme de PVC sobre a conservação pós-colheita e metabolismo de carboidratos em raízes de dois clones de mandioquinha-salsa. 2003. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Laercio Boratto de Paula

PEREIRA, Paulo Roberto Gomes; PAULA, L. B.;CASALI, Vicente Wagner Dias; MIRANDA, G. V.;VIDIGAL, Sanzio MollicaSEDIYAMA, M. A. N.. Atividade da redutase do nitrato, teores de nutrientes e açúcares em variedades de cenoura fertilizadas com doses de nitrogênio. 2003. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Diolino Henriques Neto

HENRIQUES NETO, D.;SEDIYAMA, TocioCECON, Paulo Roberto; SOUZA, M. A.;SEDIYAMA, M. A. N.; VIANA, A. E. S.. Estimativas de tamanho e forma de parcelas experimentais para avaliação do rendimento de grãos em trigo.. 2003. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: André Nunes Loula Torres

TÔRRES, André Nunes Loula;PEREIRA, Paulo Roberto Gomes; LEITE, R. A.; MARTINEZ, H. E. P.;SEDIYAMA, M. A. N.; CAMBRAIA, J.. Critérios de manutenção da solução nutritiva para o cultivo hidropônico da alface. 2003. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Mário Lúcio Carvalho Bittencourt

DIAS, D. C. F. S.; BITTENCOURT, M. L. C.; DIAS, L. A. S.; ARAÚJO, E. F.;SILVA, R. F.SEDIYAMA, M. A. N.. Condicionamento osmótico de sementes de aspargo (Asparagus officinalis L.). 2002. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Raunira da Costa Araújo

BRUCKNER, C. H.; ARAÚJO, R. C.;MARTINEZ, Hermínia Emília Prieto; VENEGAS, V. H. A.;SEDIYAMA, M. A. N.; SOUZA, A. P.. Produção, qualidade de frutos e teores foliares de nutrientes no maracujazeiro amarelo em resposta à nutrição potássica.. 2001. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Juvenal Lopes Loures

LOURES, J. L.; FONTES, P. C. R.;CARDOSO, A. A.SEDIYAMA, M. A. N.SILVA, Derly José Henriques da; GALVÃO, J. C. C.. Estabelecimento e avaliação do sistema de produção de tomate denominado Fito, em estufa e campo. 2001. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Ebenézer de Oliveira Silva

PUSCHMANN, Rolf; SILVA, Ebenézer de Oliveira; MORETTI, Celso Luiz; MOSQUIM, P. R.;SEDIYAMA, M. A. N.; SOARES, Nilda de Fátima Ferreira. Fisiologia pós-colheita de repolho (Brassica oleracea var. capitata) minimamente processado. 2000. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias (Fisiologia Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Sânzio Mollica Vidigal

VIDIGAL, Sanzio MollicaPEREIRA, Paulo Roberto Gomes; SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki;SEDIYAMA, M. A. N.PUIATTI, MárioSILVA, Derly José Henriques da. Adubação nitrogenada de cebola irrigada cultivada no verão-Projeto Jaíba, Norte de Minas Gerais. 2000. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Carlos Domingos da Silva

COSTA, L. M.; SILVA, C. D.; MALDONADO, I. R. S. C.;MATOS, A. T.SEDIYAMA, M. A. N.CECON, Paulo Roberto. Caracterização e utilização agrícola de vermicomposto produzido por Eisenia fetida (Oligoqueta, Lumbricidae), a partir de lodo de esgoto urbano e bagaço de cana-de-açúcar.. 2000. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Anselmo Eloy Silveira Viana

SEDIYAMA, TocioVIANA, Anselmo Eloy SilveiraSILVA, Antonio Alberto daSEDIYAMA, M. A. N.; ROCHA, V. S.;CECON, Paulo Roberto. Estimativas do tamanho de parcelas e características do material de plantio em experimentos com mandioca (Manihot esculenta Crantz).. 1999. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Silvério de Paiva Freitas

FREITAS, S. P.;SEDIYAMA, Tocio; REIS, M. S.;FERREIRA, F. A.SILVA, Antonio Alberto daSEDIYAMA, M. A. N.. Efeitos de resíduos da suinocultura sobre a produção de batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.), incidência de plantas daninhas e atividade de herbicidas.. 1997. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Maria do Carmo Vieira

CASALI, Vicente Wagner DiasVIEIRA, Maria Do CarmoCARDOSO, A. A.; MOSQUIM, P. R.;SEDIYAMA, M. A. N.PEREIRA, Paulo Roberto Gomes. Avaliação do crescimento e da produção de clones e efeito de resíduo orgânico e de fósforo em mandioquinha-salsa no Estado de Mato Grosso do Sul.. 1994. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Deise Silva Pimentel Cardoso

MARTINEZ, H. E. P.;PUIATTI, M.; KASUYA, M. C. M.; MILAGRES, C. C.;SEDIYAMA, M. A. N.. Cultivo hidropônico de hortaliças. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: July Anne Amaral de Abreu

FONTES, Paulo César Resende; MILAGRES, C. C.; Pereira, P.R.G.; Lima, P.C.C.;Sediyama, M.A.N.. Avaliação do estado nitrogenado em Milho Doce. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Jean Paulo de Jesus Tello

FINGER, F. L.; Bhering, A.S.; ARAUJO, F. F.;Sediyama, M.A.N.; Santos, R.M.C.. Influência do armazenamento refrigerado na vida de prateleira de duas cultivares de batata-doce. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Mario Leno Martins Veras

FINGER, F. L.; Santos, R.M.C.; ARAUJO, F. F.;Sediyama, M.A.N.; Lima, P.C.C.. Armazenamento refrigerado na vida de prateleira de duas cultivares de batata-doce. 2019. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: João Nacir Colombo

PUIATTI, Mário; SANTOS, R. H. S.; DIAS, L. A. S.;SEDIYAMA, M. A. N.; FREITAS, G. B.. Avaliação agronômica e econômica da consorciação do taro com crotalarias e outras olerícolas. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Diolino Henriques Neto

HENRIQUES NETO, D.;SEDIYAMA, Tocio; SOUZA, M. A.;CECON, Paulo Roberto; ROCHA, V. S.;SEDIYAMA, M. A. N.. Estimativas de Tamanho e Forma de Parcelas em Experimento com Trigo (Triticum aestivum L.). 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Fernanda Alice Antonello Londero Backes

BARBOSA, José Geraldo; BACKES, F. A. A. L.;MARTINEZ, Hermínia Emília PrietoSEDIYAMA, M. A. N.; GROSSI, José Antonio Saraiva;FINGER, Fernando Luiz. Cultivo hidropônico de quatro variedades de Lisianthus, em sistema NFT, sob diferentes soluções nutritivas.. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Marinalva Woods Pedrosa

PEDROSA, Marinalva Woods; MARTINEZ, H. E. P.;SEDIYAMA, M. A. N.FINGER, Fernando Luiz; BARBOSA, José Geraldo;ZOLNIER, Sérgio. Queima de bordos em alface sob cultivo hidropônico. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Anselmo Eloy Silveira Viana

SEDIYAMA, TocioVIANA, Anselmo Eloy SilveiraDIAS, D. C. F. S.CECON, Paulo Roberto; REIS, M. S.;SEDIYAMA, M. A. N.. Estimativas do Tamanho de Parcelas e Características do Material de Plantio em Experimentos com Mandioca (Manihot esculena). 1997. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Silvério de Paiva Freitas

FREITAS, S. P.;SEDIYAMA, TocioFERREIRA, F. A.; SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki; REIS, M. S.;SEDIYAMA, M. A. N.. Efeitos de resíduos da suinocultura sobre a produção de batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.), incidência de plantas daninhas e atividade de herbicidas.. 1994. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Marlene de Souza Bretas

SILVA, D. J. H.Sediyama, M.A.N.Vidigal, S.M.. Desempenho das hortaliças araruta, repolho e quiabo em sistema de cultivo solteiro e consorciado.. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em AGRONOMIA) - Universidade Federal de Viçosa.

Aluno: Stefânia Barros Zauza

BARBOSA, José Geraldo; STRINGHETA, A. C. O.; BARACAT-PEREIRA, M. C.;Sediyama, M.A.N.. Regulação fisiológica do florescimento de espécies ornamentais sensíveis ao fotoperíodo e à vernalização. 2017.

Aluno: Renato Drago

Sediyama, M.A.N.MARTINEZ, Hermínia Emília Prieto; CARDOSO, D. S. C. P.; MELO, R. O.. Produção e estado nutricional de híbridos de pepino japonês cultivados em sistema NFT com doses de cálcio. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal de Viçosa.

Sediyama, Maria Aparecida N. Seleção e Avaliação de Projetos - PIBIC. 2013. Universidade do Estado de Minas Gerais.

Sediyama, M.A.N.. II Seminário de Iniciação Científica - SIC. 2013.

Sediyama, Maria Aparecida N. I Seminário de Iniciação Científica - SIC. 2012. Instituto Federal Minas Gerais.

Sediyama, Maria Aparecida N. Simpósio de Integração Acadêmica da UFV - SIA UFV. 2011. Universidade Federal de Viçosa.

Sediyama, Maria Aparecida N.. Simpósio de Integração Acadêmica da UFV - SIA UFV. 2010. Universidade Federal de Viçosa.

FRANCA, C. F. M.; BRUCKNER, C. H.;Sediyama, M.A.N.. Doutorado Sanduíche no Exterior - PDSE. 2013. Universidade Federal de Viçosa.

SEDIYAMA, M. A. N.; BARROS, Raimundo Santos. Membro da Comissão de Seleção de Candidatos do Programa de Doutorado no Exterior - PDEE (Fisiologia Vegetal).. 2007. Universidade Federal de Viçosa.

BARROS, Raimundo Santos;SEDIYAMA, M. A. N.; SOUZA, André G C de. Membro da Comissão de Seleção de Candidatos do Programa de Doutorado no Exterior - PDEE (Fisiologia Vegetal).. 2006. Universidade Federal de Viçosa.

AZEVEDO, Aristéa Alves;SEDIYAMA, M. A. N.; MARIM, Bruno G. Membro da Comissão de Seleção de Candidato do Programa de Doutorado no Exterior - PDEE (Botânica). 2006. Universidade Federal de Viçosa.

BARROS, Raimundo Santos;SEDIYAMA, M. A. N.; SOUZA, André G C de. Membro da Comissão de Seleção de Candidato do Programa de Doutorado no Exterior- PDEE (Fisiologia Vegetal).. 2005. Universidade Federal de Viçosa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Roberto Ferreira da Silva

SILVA, R. F.; CARDOSO, Antônio A; CRUZ, Renato; SILVA, Eldo A Monteiro da;CASALI, V. W. D.. Métodos de propagação da batata-baroa (Arracacia xanthorriza Bancroft). 1988. Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

RAMÓN E GIL LEBLANC

Crescimento e Produção de Clones de Batata-Baroa (Arracacia xanthorrhiza Bancroft), Influenciados por Pré-Enraizamento e Tipo de Muda; ; 2000; 0 f; Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa,; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Márcia Cristina Ausina Febrer

Aproveitamento Agrícola de Material Orgânico Utilizado como Filtro no Tratamento de Águas Residuárias da Suinocultura; 2000; 129 f; Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Gilson Petrônio da Paixão

Pré-condicionamento fisiológico de sementes de quiabo: efeito na germinação e no vigor; 1997; 0 f; Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Juvenal Lopes Loures

Produção de tomate em saco plástico contendo esterco de suínos no substrato; 1997; 0 f; Dissertação (Mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marinalva Woods Pedrosa

Queima de bordos, tipburn, em cultivares de alface no sistema hodropônico-NFT, pulverizadas com homeopatias e fontes de cálcio; ; 2004; 150 f; Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Sânzio Mollica Vidigal

Adubação nitrogenada de cebola irrigada cultivada no verão-Projeto Jaíba, Norte de Minas Gerais; 2000; 96 f; Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Silvério de Paiva Freitas

Efeitos de resíduos da suinocultura sobre a produção de batata-doce (Ipomoea batatas (L; ) Lam; ), incidência de plantas daninhas e atividade de herbicidas; 1997; 92 f; Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Suzana Patricia Lisboa

Produção de hortaliças em sistema orgânico; ; 2010; Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marlei Rosa dos Santos

2009; Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marinalva Woods Pedrosa

2007; Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marlene Silva Bretas

Avaliação nutricional e produtividade da araruta (Maranta arundinacea L; ) em função de níveis de adubação orgânica; 2019; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Stéfany Amanda Meriqui

Crescimento, acúmulo e distribuição de matéria seca em araruta (Maranta arundinacea L; ); 2017; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Renato Drago

Comportamento de híbridos de pepino tipo Japonês em cultivo hidropônico-NFT; 2016; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Milena Orestes Chaves Silva

Influência do material de suporte das mudas no crescimento e produção de duas cultivares de pimentão no sistema hidropônico- NFT; 2016; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Yane Fernandes Neves

Produção e qualidade de pimentão e pepino em sistema hidropônico - NFT; 2015; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marina Viana Queiroz

: Produção e qualidade de pimentão e pepino em sistema hidropônico - NFT; 2014; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Ivan de Paiva Barbosa Magalhães

: REDUÇÃO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DA CEBOLA PELA EFICIÊNCIA DA APLICAÇÃO DE MOLIBDÊNIO; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em AGRONOMIA) - Universidade Federal de Viçosa, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Ivan de Paiva Barbosa Magalhães

Adubação de feijão-vagem com esterco de galinha e seu efeito sobre o estado nutricional e produtividade da planta; 2013; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Ivan de Paiva Barbosa Magalhães

Desenvolvimento da olericultura: Incentivo à produção de hortaliças na agricultura familiar; 2012; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Carlos Henrique da Silva Almeida

Produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual da adubação orgânica do pepineiro em cultivo subsequente; 2011; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Jefferson Luiz Marciano do Nascimento

Produção de compostos orgânicos com resíduos vegetais e dejetos origem bovina e suína para produção de hortaliças; 2010; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Ana Paula Fialho

Manejo e utilização de biofertilizante, proveniente da digestão anaeróbica de dejetos de suínos, para o desenvolvimento da olericultura na microrregião do Vale do Piranga, Zona da Mata Mineira; 2007; Iniciação Científica - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Chang das Estrelas Wilches

Utilização de resíduos poluentes de suínos na agricultura; 1996; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agronômica) - Universidade Federal de Viçosa, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

RAMONA TEIXEIRA

Correlações entre Descritores Morfo-Agronômicos e Padrões Isoenzimáticos de Malato Desidrogenase de Pimenta Silvestre (C; flexuosum Send; ); 1992; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em AGRONOMIA) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Deise Silva Castro Pimentel Cardoso

PRODUÇÃO E QUALIDADE DE PIMENTÃO E PEPINO EM SISTEMA HIDROPÔNICO - NFT; 2015; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marlei Rosa dos Santos

Manejo e utilização de biofertilizante proveniente da digestão anaeróbica de dejeto suíno no cultivo de olerícolas; 2008; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marinalva Woods Pedrosa

Desenvolvimento de tecnologias de adubação de cenoura e tomate em sistema orgânico, utilizando dejeto de suíno estabilizado e em compostagem, na região do Vale do Piranga Zona da Mata Mineira; 2006; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Charles de Araujo

Desenvolvimento de tecnologias de adubação de cenoura e tomate em sistema orgânico, utilizando dejeto de suíno estabilizado e em compostagem, na região do Vale do Piranga; ; 2005; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marlei Rosa dos Santos

Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população; 2005; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

José Márcio Oliveira Ribeiro

Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população; 2004; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Pedro Carlos Pereira

Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Mandioquinha-Salsa; Bolsista Aperfeiçoamento FAPEMIG / EPAMIG; Período Dez; 2001 a Julho 2002; ; 2002; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Marinalva Woods Pedrosa

Seleção de variedades de alface para cultivo protegido em sistema hidropônico; Bolsista Desenvolvimento Tecnológico Industrial FAPEMIG / EPAMIG; CAG 854/97; Duração: 18 meses; ; 2000; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

ANTONIO CARLOS BAIAO DE OLIVEIRA

Melhoramento de batata-doce Ipomoea batatas (L) Lam; ): Adaptabilidade de clones e seleção de genótipos promissores via marcadores enzimáticos; Bolsista Recém- Doutor; FAPEMIG / EPAMIG; CAG 1559/95; Período 24 meses; ; 2000; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Paulo Cesar de Lima

Utilização de Resíduos Poluentes de Suínos na Agricultura; Bolsista Recém Doutor FAPEMIG / EPAMIG; CAG 855/92; ; 1996; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Sânzio Mollica Vidigal

Utilização de resíduos poluentes de suínos na agricultura; Bolsista DTI FAPEMIG / EPAMIG, CAG 855/92; Período: 1994-1995; 1995; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Fernanda Maria Coutinho de Andrade

Melhoramento de Hortaliças para Cultivo Orgânico III - Seleção de Linhagens de Pimentão e de Variedades de Alface; Bolsista de Aperfeiçoamento FAPEMIG / EPAMIG; CAG 1475/93; Período 18 meses; ; 1995; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Antônio Teixeira de Matos

Utilização de Resíduos Poluentes de Suínos na Agricultura; Bolsista Recém Doutor FAPEMIG / EPAMIG; CAG 855/92; ; 1995; 0 f; Orientação de outra natureza - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Maria Aparecida Nogueira Sediyama;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Vicente Wagner Dias Casali

Metodos de Propagacao de Batata-Baroa ('Arracacia Xanthorrihiza'); 1987; Tese (Doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal)) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Vicente Wagner Dias Casali;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FONSECA, Maira Christina Marques ; Sediyama, M.A.N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SILVA, A. F. . Hortaliças e plantas medicinais: uma combinação promissora. INFORME AGROPECUÁRIO (BELO HORIZONTE) , v. 40, p. 22-28, 2019.

  • CARDOSO, D. S. C. P. ; Bhering, A.S. ; Sediyama, M.A.N. ; MARTINEZ, H. E. P. ; FONSECA, Maira Christina Marques ; Vidigal, S.M. . Cultivo hidropônico de hortaliças uma oportunidade para a produção em pequena e em grande escalas. INFORME AGROPECUÁRIO (BELO HORIZONTE) , v. 40, p. 69-83, 2019.

  • Vidigal, S.M. ; Gonçalves, J. P. ; Sediyama, M.A.N. ; FONSECA, Maira Christina Marques ; VENZON, M. ; PEDROSA, Marinalva Woods . Pesquisa da EPAMIG para a produção de hortaliças. INFORME AGROPECUÁRIO (BELO HORIZONTE) , v. 40, p. 84-95, 2019.

  • VIDIGAL, Sanzio Mollica ; LOPES, IZA PAULA DE CARVALHO ; PUIATTI, Mário ; RIBEIRO, MARCELO RESENDE DE FREITAS ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira . SPAD index in the diagnosis of nitrogen status in cauliflower as a function of nitrogen fertilization. CIENTÍFICA (JABOTICABAL. ONLINE) , v. 46, p. 307-314, 2018.

  • DORES, ROSANA GONÇALVES RODRIGUES DAS ; FONSECA, Maira Christina Marques ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, F. L. ; CASALI, V. W. D. . Medicinal plants in the agricultural family.. ACTA HORTICULTURAE , v. 34, p. 181-184, 2018.

  • MAGALHÃES, IVAN DE PAIVA BARBOSA ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SILVA, FRED DENILSON BARBOSA DA ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; PINTO, CLÁUDIA LÚCIA OLIVEIRA ; LOPES, IZA PAULA CARVALHO . Produtividade e exportação de nutrientes em feijão-vagem adubado com esterco de galinha. REVISTA CERES , v. 64, p. 98-107, 2017.

  • CARDOSO, D. S. C. P. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FONSECA, Maira Christina Marques ; NEVES, Y. P. ; NEVES, Y. F. . Efeito da concentração e da relação N:K da solução nutritiva para produção de pepino hidropônico. Revista Caatinga , v. 30, p. 818-824, 2017.

  • IVAN, DE PAIVA BARBOSA ; MARIA, APARECIDA NOGUEIRA SEDIYAMA ; ANTÔNIO, CARLOS DA SILVA JÚNIOR ; SANZIO, MOLLICA VIDIGAL ; IZA, PAULA DE CARVALHO LOPES ; IZABEL, CRISTINA DOS SANTOS . Effects of cattle manure over the content, extraction and exportation of nutrients in snap bean. AFRICAN JOURNAL OF AGRICULTURAL RESEARCH , v. 12, p. 2754-2764, 2017.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; MAGALHAES, I. P. B. ; Vidigal, S.M. ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira ; CARDOSO, D. S. C. P. ; FONSECA, Maira Christina Marques ; Lopes, I.P.C . Uso de fertilizantes orgânicos no cultivo de alface americana (Lactuca sativa L.) 'Kaiser'. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável (RBAS) , v. 6, p. 66-74, 2016.

  • MIRANDA, M. R. ; Pereira, P.R.G. ; MAGALHAES, I. P. B. ; Sediyama, M.A.N. ; Vidigal, S.M. ; MILAGRES, C. S. F. ; BARACAT-PEREIRA, M. C. . Mineral, protein and nitrate contents in leaves of Pereskia aculeata subjected to nitrogen fertilization. Agricultura Tropical , v. 46, p. 43-50, 2016.

  • LIMA, P. C. ; MOURA, W. M. ; ALMEIDA, C. H. S. ; Sediyama, M.A.N. ; SANTOS, Izabel Cristina dos . Preparo de solo e adubação de hortaliças. Informe Agropecuário (Belo Horizonte) , v. 36, p. 7-18, 2016.

  • SANTOS, Izabel Cristina dos ; Sediyama, M.A.N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; FONSECA, Maira Christina Marques ; PRADO, A. L. . Produção de hortaliças e plantas medicinais em sistema orgânico. Informe Agropecuário (Belo Horizonte) , v. 36, p. 53-64, 2016.

  • FONSECA, Maira Christina Marques ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; BONFIM, FILIPE PEREIRA GIARDINI ; DORES, ROSANA GONÇALVES RODRIGUES DAS ; GONÇALVES, MELINA GUIMARÃES ; PRADO, ADALGISA LELES DO ; LOPES, IZA PAULA DE CARVALHO . Lettuce and marigold intercropping: crops productivity and marigold's flavonoid content. CIÊNCIA RURAL , v. 46, p. 1553-1558, 2016.

  • VIDIGAL, Sanzio Mollica ; LOPES, Iza Paula C. ; PUIATTI, Mário ; SEDIYAMA, M. A. N. ; RIBEIRO, Marcelo Resende F. . Yield performance of taro (Colocasia esculenta L.) cultivated with topdressing nitrogen rates at the Zona da Mata region of Minas Gerais. Revista Ceres , v. 63, p. 887-892, 2016.

  • Vidigal, S.M. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; PUIATTI, M. . Adubação de hortaliças. INFORME AGROPECUÁRIO (BELO HORIZONTE) , v. 37, p. 49-60, 2016.

  • FONSECA, Maira Christina Marques ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; FONTANETTI, A. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SANTOS, Izabel Cristina dos . Azedinha, capuchinha e vinagreira: cores e sabores que alimentam. INFORME AGROPECUÁRIO (BELO HORIZONTE) , v. 37, p. 53-66, 2016.

  • SOUZA, Maria Regina de Miranda ; PUIATTI, Mário ; SEDIYAMA, M. A. N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SANTOS, Izabel Cristina dos ; SILVA, A. F. . Ora-pro-nóbis e taioba: dos quintais mineiros aos pratos da alta gastronomia. INFORME AGROPECUÁRIO (BELO HORIZONTE) , v. 37, p. 41-52, 2016.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; MAGALHÃES, IVAN DE PAIVA BARBOSA ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; CARDOSO, DEISE SILVA CASTRO PIMENTEL ; LOPES, IZA PAULA CARVALHO . Yield, nutrient export and microbiological quality of snap bean grown with swine biofertilizer. Científica (Jaboticabal. Online) , v. 43, p. 359-370, 2015.

  • Sediyama, Maria A. N. ; SANTOS, MARLEI R. DOS ; Vidigal, Sanzio M. ; PINTO, CLÁUDIA L. DE O. ; JACOB, LUCIANO L. . Nutrição e produtividade de plantas de pimentão colorido, adubadas com biofertilizante de suíno. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online) , v. 18, p. 588-594, 2014.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; Nascimento, J.L.M. ; Lopes, I.P.C ; LIMA, P. C. ; Vidigal, S.M. . Tipos de poda em pepino dos grupos aodai, japonês e caipira. Horticultura Brasileira (Impresso) , v. 32, p. 491-496, 2014.

  • SANTOS, Izabel Cristina dos ; Sediyama, M.A.N. ; FONSECA, Maira Christina Marques ; Pedrosa, Marinalva W. ; VENZON, M. . Alternativas agroecologicas para o cultivo de hortalicas. Informe Agropecuário (Belo Horizonte) , v. 35, p. 13-24, 2014.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; SANTOS, Izabel Cristina dos ; LIMA, P. C. . Cultivo de hortaliças no sistema orgânico. Revista Ceres , v. 61, p. 829-837, 2014.

  • Gil Leblanc, Ramón Emílio ; PUIATTI, M. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, F. L. ; Miranda, Glauco V. . Produção da batata-baroa 'Roxa de Viçosa' em função de tipo de muda e de pré-enraizamento. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável , v. 04, p. 121-130, 2014.

  • Santos, Malei Rosa dos ; Sediyama, Maria Aparecida N ; Moreira, Marialva A ; Megguer, Clarice Aparecida ; Vidigal, Sanzio M . Rendimento, qualidade e absorção de nutrientes pelos frutos de abóbora em função de doses de biofertilizante. Horticultura Brasileira , v. 30, p. 160-167, 2012.

  • Sediyama, M.A.N. ; Nascimento, J. L. M. ; Santos, Malei Rosa dos ; Vidigal, Sanzio M ; Lopes, I. P. C. . Produção de pepino tipo Japonês em ambiente protegido em função de adubação orgânica. REVISTA BRASILEIRA DE AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL , v. 2, p. 65-74, 2012.

  • SANTOS, Marlei Rosa dos ; Sediyama, M.A.N. ; SANTOS, Izabel Cristina dos ; SALGADO, Luís Tarcísio ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . Produção de milho-verde em resposta ao efeito residual da adubação orgânica do quiabeiro em cultivo subsequente.. Revista Ceres , v. 58, p. 77-83, 2011.

  • Moreira, M. A. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SANTOS, Marlei Rosa dos . Crescimento e produção de repolho em função de doses de nitrogênio.. Horticultura Brasileira (Impresso) , v. 29, p. 117-121, 2011.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SALGADO, Luís Tarcísio . Produtividade e exportação de nutrientes em beterraba cultivada com cobertura morta e adubação orgânica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Impresso) , v. 15, p. 883-889, 2011.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; SOUZA, Maria Regina de Miranda ; SANTOS, Izabel Cristina dos . Hortaliças: diversificação de renda e alimentos para a agricultura familiar.. Informe Agropecuário (Belo Horizonte) , v. 31, p. 46-59, 2010.

  • SEDIYAMA, Tocio ; RAMOS, Paula Acácia Silva ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira . Produção de alimentos básicos e segurança alimentar: mandioca. Informe Agropecuário , v. 31, p. 14-21, 2010.

  • PEDROSA, Marinalva Woods ; FIGUEIREDO, Lourdes Silva ; MARTINEZ, Hermínia Emília Prieto ; MARTINS, Ernane Ronie ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SANTOS, Izabel Cristina dos . Orientações gerais para cultivos orgânico e hidropônico de plantas medicinais e aromáticas.. Informe Agropecuário , v. 31, p. 57-67, 2010.

  • VIDIGAL, Sanzio Mollica ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SANTOS, Marlei Rosa dos . Produtividade de cebola em cultivo orgânico utilizando composto à base de dejetos de suínos.. Horticultura Brasileira (Impresso) , v. 28, p. 168-173, 2010.

  • SANTOS, Marlei Rosa dos ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SALGADO, Luís Tarcísio ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; REIGADO, F.R. . Produção de mudas de pimentão em substratos à base de vermicomposto. Bioscience Journal (Online) , v. 26, p. 572-578, 2010.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SANTOS, Izabel Cristina dos ; SALGADO, Luís Tarcísio . Ocorrência de plantas daninhas no cultivo de beterraba com cobertura morta e adubação orgânica.. Planta Daninha (Impresso) , v. 28, p. 717-725, 2010.

  • Sediyama, Maria Aparecida N. ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; ALBANEZ, Ana Cláudia Miranda ; RIBEIRO, José Márcio Oliveira ; GRANATE, Maria José ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . Agrosilício na produção de clones de mandioquinha-salsa. Acta Scientiarum. Agronomy (Online) , v. 31, p. 427-432, 2009.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SALGADO, Luís Tarcísio ; PEDROSA, Marinalva Woods ; Jacob, Luciano Luís . Produtividade e estado nutricional do quiabeiro em função da densidade populacional e do biofertilizante suíno. Bragantia (São Paulo, SP. Impresso) , v. 68, p. 913-920, 2009.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; SALGADO, Luís Tarcísio ; PUIATTI, Mário ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . Produtividade e exportação de nutrientes por rizomas de taro cultivado com resíduos orgânicos.. Agrária (Recife. Online) , v. 4, p. 421-425, 2009.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SALGADO, Luís Tarcísio ; PEREIRA, P. C. . Desempenho de cultivares de alface para cultivo hidropônico no verão e no inverno. Científica (Jaboticabal. Online) , v. 37, p. 98-106, 2009.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; SALGADO, Luís Tarcísio . Rendimento de pimentão em função da adubação orgânica e mineral. Horticultura Brasileira (Impresso) , v. 27, p. 294-299, 2009.

  • GRANATE, Maria José ; Silva, Derly José H da ; Sinval, Wehélbio N ; Pinto, Fabrício de SA ; Sediyama, Maria Aparecida N ; PUIATTI, Mário . Competição de clones de mandioquinha-salsa em quatro épocas de colheita. Horticultura Brasileira (Impresso) , v. 27, p. 414-419, 2009.

  • LEBLANC, R. E. G. ; PUIATTI, Mário ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, Fernando Luiz ; MIRANDA, C. V. . Influência do pré-enraizamento e de tipos de mudas sobre a população, crescimento e produção da mandioquinha-salsa ?Roxa de Viçosa?. Revista Ceres , v. 55, p. 074-082, 2008.

  • Sediyama, Maria A. N. ; Vidigal, Sanzio M. ; Pedrosa, Marinalva W. ; Pinto, Cláudia L. O. ; Salgado, Luís T. . Fermentação de esterco de suínos para uso como adubo orgânico. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental , v. 12, p. 638-644, 2008.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; Freitas, Rogério Soares de ; Pereira, Pedro Carlos ; SEDIYAMA, Tocio ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; Ferreira, Francisco Affonso . Avaliação de herbicidas no controle de plantas daninhas em mandioquinha-salsa. Bragantia (São Paulo) , v. 67, p. 421-426, 2008.

  • GRANATE, Maria José ; ELSAYED, A. Y. ; SILVA, D. J. H. ; PUIATTI, Mário ; SEDIYAMA, M. A. N. . Evaluation of commercial root yield of arracacha (Arracacha xanthorrhiza Banc.) from Brazilian germplasm collection. Journal of Agricultural Sciences Mansoura University , v. 33, p. 7207-7213, 2008.

  • GRACIANO, João Dimas ; Zárate, Néstor Antonio Heredia ; VIEIRA, Maria Do Carmo ; Rosa, Yara Brito Chaim Jardim ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira . Espaçamento entre fileiras e entre plantas na produção da mandioquinha-salsa 'Branca'. Ciência e Agrotecnologia , v. 31, p. 1688-1695, 2007.

  • Backes, Fernanda Alice AL ; BARBOSA, José Geraldo ; Sediyama, Maria Aparecida N ; Martinez, Hermínia Emília P ; CECON, Paulo Roberto ; BARBOSA, Maurício S . Produção de lisianthus cultivado em vasos com diferentes soluções nutritivas e formas de condução. Horticultura Brasileira , Brasília - DF, v. 24, n.4, p. 6-10, 2006.

  • GRACIANO, João Dimas ; ZARATE, Nestor Antonio Heredia ; VIEIRA, Maria Do Carmo ; ROSA, Yara B. Chaim Jardim ; SEDIYAMA, M. A. N. ; RODRIGUES, Edson Talarico . Efeito da cobertura do solo com cama-de-frango semidecomposta sobre dois clones de mandioquinha-salsa. Acta Scientiarum. Agronomy (Online) , v. 28, p. 365-371, 2006.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; GARCIA, N. C. P. . Utilização de resíduos da suinocultura na produção agrícola. Informe Agropecuário (Belo Horizonte) , v. 26, p. 52-64, 2005.

  • Freitas, R.S. ; Pereira, P.C. ; Sediyama, M.A.N. ; Ferreira, F.A. ; SEDIYAMA, T. . Seletividade de herbicidas aplicados em pós-emergência para a cultura da mandioquinha-salsa. Planta Daninha , Viçosa - MG, v. 22, n.1, p. 159-165, 2004.

  • OLIVEIRA, Antonio Carlos Baião de ; SEDIYAMA, M. A. N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; GARCIA, N. C. P. ; GARCIA, S. R. L. . Divergência genética e descarte de variáveis em alface cultivada sob sistema hidropônico. Acta Scientiarum (UEM) (Cessou em 2002) , Maringá - PR, v. 26, n.2, p. 211-217, 2004.

  • GRANATE, Maria José ; SEDIYAMA, M. A. N. ; OLIVEIRA, L. R. ; CRUZ, C. D. ; PUIATTI, Mário . Clonal selection in arracacha breeding. Crop Breeding And Applied Biotechnology, Viçosa, v. 4, p. 105-110, 2004.

  • Henriques Neto, Diolino ; SEDIYAMA, Tocio ; Souza, Moacil Alves de ; CECON, Paulo Roberto ; Yamanaka, Celso Hideto ; Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; VIANA, Anselmo Eloy Silveira . Tamanho de parcelas em experimentos com trigo irrigado sob plantio direto e convencional. Pesquisa Agropecuária Brasileira , Brasília-DF, v. 39, n.6, p. 517-524, 2004.

  • Freitas, R.S. ; Sediyama, M.A.N. ; Pereira, P.C. ; Ferreira, F.A. ; Cecon, P.R. ; SEDIYAMA, T. . Períodos de interferência de plantas daninhas na cultura da mandioquinha-salsa. Planta Daninha , Viçosa-MG., v. 22, n.4, p. 499-506, 2004.

  • LYRA, G. B. ; ZOLNIER, Sérgio ; COSTA, L. C. ; SEDIYAMA, G. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Modelos de crescimento para alface (Lactuca sativa L.) cultivada em sistema hidropônico sob condições de casa-de-vegetação.. Revista Brasileira de Agrometeorologia , Santa Maria, v. 11, n.1, p. 69-77, 2003.

  • PEREIRA, P. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FREITAS, R. S. ; FERREIRA, F. A. ; SEDIYAMA, Tocio . Seletividade de herbicidas aplicados em pós-emergência na mandioquinha-salsa. Revista Ceres , Viçosa MG, v. 50, n.289, p. 383-393, 2003.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; FONTES, Paulo César Resende ; SILVA, Derly José Henriques da . Práticas culturais adequadas ao tomateiro. Informe Agropecuário , Belo Horizonte, v. 24, n.219, p. 19-25, 2003.

  • CALIMAN, F. R. B. ; SILVA, Derly José Henriques da ; SEDIYAMA, M. A. N. . Tomate para mesa: colheita, classificação e embalagem. Informe Agropecuário , Belo Horizonte, v. 24, n.219, p. 128-136, 2003.

  • LYRA, G. B. ; ZOLNIER, Sérgio ; SEDIYAMA, G. C. ; COSTA, L. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Resistência de superfície ao transporte de vapor d'água e estimativa de evapotranspiração para alface (Lactuca sativa L.) cultivado em sistema hidropônico sob condições de casa de vegetação.. Engenharia Agrícola , Jaboticabal, v. 23, n.2, p. 201-210, 2003.

  • LYRA, G. B. ; ZOLNIER, Sérgio ; COSTA, L. C. ; SEDIYAMA, G. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Modelos de crescimento para alface (Lactuca sativa L.) cultivada em sistema hidropônico sob condições de casa-de-vegetação. Revista Brasileira de Agrometeorologia , Santa Maria -RS, v. 11, n.1, p. 69-77, 2003.

  • Viana, Anselmo Eloy S. ; SEDIYAMA, Tocio ; CECON, Paulo Roberto ; Lopes, Sandro C. ; Sediyama, Maria Aparecida N. . Estimativas de tamanho de parcela em experimentos com mandioca. Horticultura Brasileira , Brasília, v. 20, n.1, p. 58-63, 2002.

  • Oliveira, Antonio Carlos B. de ; Sediyama, Maria Aparecida N. ; SEDIYAMA, Tocio ; FINGER, Fernando Luiz ; Cruz, Cosme Damião . Variabilidade genética em batata-doce com base em marcadores isoenzimáticos. Horticultura Brasileira , Brasília, v. 20, n.4, p. 576-582, 2002.

  • FEBRER, M. C. A. ; MATOS, A. T. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; COSTA, L. M. . Dinâmica da decomposição mesofílica de resíduos orgânicos misturados com águas residuárias da suinocultura.. Engenharia na Agricultura , Viçosa, MG, v. 10, n.1-4, p. 18-29, 2002.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; Garcia, Neusa Catarina Pinheiro ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; Matos, AntonioTeixeira de . Nutrientes em compostos orgânicos de resíduos vegetais e dejeto de suínos. Scientia Agrícola (USP. Impresso) , Piracicaba-SP, v. 57, n.1, p. 185-189, 2000.

  • OLIVEIRA, Antonio Carlos Baião de ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SEDIYAMA, Tocio ; CRUZ, C. D. . Avaliação da divergência genética em batata-doce por procedimentos multivaridos. Acta Scientiarum (UEM) , 2000, v. 22, n.4, p. 895-900, 2000.

  • FREITAS, S. P. ; SEDIYAMA, Tocio ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FEBER, M. C. A. . Efeito de composto orgânico na produção de batata-doce ( Ipomoea batatas (L.) Lam.), na incidência de plantas daninhas e na eficiência do diuron. Revista Ceres , Viçosa - MG, v. 46, n.265, p. 251-265, 1999.

  • SILVA, N. F. ; FERREIRA, F. A. ; FONTES, Paulo César Resende ; SEDIYAMA, M. A. N. . Crescimento e estado nutricional de abóbora híbrida em função de adubação orgânica e mineral. Horticultura Brasileira (Impresso) , Brasília - DF, v. 17, n.3, p. 193-200, 1999.

  • DIAS, D. C. F. S. ; PAIXÃO, G. P. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; CECON, Paulo Roberto . Pré-condicionamento de sementes de quiabo: efeitos na qualidade fisiológica e no potencial de aramazenamento.. Revista Brasileira de Sementes , Brasília-DF, v. 21, n.2, p. 224-231, 1999.

  • Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; PEREIRA, Paulo Roberto Gomes ; Garcia, Neusa Catarina Pinheiro ; LIMA, PAULO CÉSAR DE . PRODUÇÃO E COMPOSIÇÃO MINERAL DE CENOURA ADUBADA COM RESÍDUOS ORGÂNICOS. Bragantia (São Paulo) , Campinas - SP, v. 57, n.2, p. 379-386, 1998.

  • LOURES, J. L. ; FONTES, P.c.r. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; CARDOSO, A. A. . Produção e teores de nutrientes no tomateiro cultivado em substrato contendo esterco de suínos. Horticultura Brasileira , Brasília - DF, v. 16, n.1, p. 50-55, 1998.

  • MATOS, A. T. ; VIDIGAL, S.m. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; GARCIA, N. C. P. ; RIBEIRO, M. F. . Compostagem de alguns resíduos orgânicos, utilizando-se águas residuárias da suinocultura como fonte de nitrogênio.. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental , Campina Grande - PB, v. 2, n.2, p. 199-203, 1998.

  • FREITAS, S. P. ; SEDIYAMA, Tocio ; SILVA, Antonio Alberto da ; SEDIYAMA, M. A. N. . Efeitos de resíduos da suinocultura sobre a atividade do diuron aplicado ao solo. Revista Ceres , Viçosa - MG, v. 45, n.262, p. 491-504, 1998.

  • FREITAS, S. P. ; SEDIYAMA, Tocio ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FERREIRA, F. A. ; SEDIYAMA, C. S. . Efeitos de dejeto de suínos na incidência de palntas daninhas e na eficiência do herbicida metribuzin na cultura da batata-doce. Planta Daninha , Londrina - PR, v. 16, n.2, p. 85-96, 1998.

  • MATOS, A. T. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FREITAS, S. P. ; VIDIGAL, S.m. ; GARCIA, N. C. P. . Características químicas e microbiológicas influenciadas pela aplicação de dejeto líquido de suínos.. Revista Ceres , Viçosa - MG, v. 44, n.254, p. 399-410, 1997.

  • BUSTAMANTE, P. G. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. . Melhoramento genético da mandioquinha-salsa.. Informe Agropecuário , Belo Horizonte - MG, v. 19, n.190, p. 16-18, 1997.

  • CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. . Origem e botânica da mandioquinha-salsa.. Informe Agropecuário , Belo Horizonte, v. 19, n.190, p. 13-14, 1997.

  • VIDIGAL, S.m. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; GARCIA, N. C. P. ; MATOS, A. T. . Produção de alface cultivada com diferentes compostos orgânicos e dejetos de suínos.. Horticultura Brasileira (Impresso) , Brasília - DF, v. 15, n.1, p. 35-39, 1997.

  • SILVA, D.j.h. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; MATA, A. C. ; ROCHA, D. M. ; PICANÇO, M. C. . Produção de frutos de tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill) em quatro sistemas de cultivo.. Revista Ceres , Viçosa - MG, v. 44, n.252, p. 129-141, 1997.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias . Propagação da mandioquinha-salsa por sementes.. Informe Agropecuário , Belo Horizonte - MG, v. 19, n.190, p. 21-24, 1997.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias . Propagação vegetativa da mandioquinha-salsa.. Informe Agropecuário , Belo Horizonte - MG, v. 19, n.190, p. 24-27, 1997.

  • MATOS, A. T. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, S.m. ; FREITAS, S. P. ; GARCIA, N. C. P. . Propriedades químicas e microbiológicas do solo influenciadas pela aplicação de dejetos líquido de suínos.. International Association for Impact Assessment - IAIA, Belo Horizonte - MG, v. 1, n.1, p. 403-411, 1996.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; AMARAL JÚNIOR, A. T. ; SILVA, D.j.h. ; PICANÇO, M. C. ; CRUZ, C. D. . A study of biochemical markers of kale (Brassica oleracea var. acephala) clones resistant to plant lice (Brevicoryne brassicae). Brazilian Journal of Genetics (Impresso) (Cessou em 1997. Cont. ISSN 1415-4757 Genetics and Molecular Biology (Impresso) , Ribeirão Preto - SP, v. 18, n.18, p. 435-438, 1995.

  • Amaral Júnior, Antonio Teixeira do ; Casali, Vicente Wagner D. ; Moraes, Carlos Floriano de ; Sediyama, Maria Aparecida N. . Ajuste de metodologia da eletroforese de proteínas para obtenção de fenótipos isoenzimáticos de moranga. Bragantia (São Paulo) , Campinas - SP, v. 53, n.1, p. 19-24, 1994.

  • AMARAL JÚNIOR, A. T. ; SILVA, D.j.h. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; CRUZ, C. D. . Dissimilaridade genética de descritores botânico-agronômicos e isoenzimáticos em clones de couve-comum.. Horticultura Brasileira , Brasília - DF, v. 12, n.2, p. 113-117, 1994.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; SILVA, J. F. ; CARDOSO, A. A. ; CASALI, Vicente Wagner Dias . Tolerância do alho (Allium sativum L.) cv. BGH 492 aos herbicidas prometryne e oxadiazon.. Revista Ceres , Viçosa - MG, v. 39, n.221, p. 21-30, 1992.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; SILVA, E. A. M. ; CARDOSO, A. A. ; SILVA, R. F. . Influência da época de colheita e estágio de maturação na germinação de sementes de mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Banc.).. Revista Brasileira de Sementes , Brasília - DF, v. 13, n.1, p. 69-71, 1991.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; SILVA, E. A. M. ; CARDOSO, A. A. ; SILVA, R. F. . Influência da origem e do tamanho da semente na germinação de mandioquinha-salsa ( Arracacia xanthorhriza Banc.).. Revista Brasileira de Sementes , Brasília - DF, v. 13, n.2, p. 127-129, 1991.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; CARDOSO, A. A. ; SILVA, E. A. M. ; SILVA, R. F. . Efeito de origem e tempo de escarificação das sementes na emergência de plantulas de mandioquinha-salsa.. Horticultura Brasileira , Brasília - DF, v. 8, n.2, p. 26-27, 1990.

  • SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; CARDOSO, A. A. ; SILVA, E. A. M. ; SILVA, R. F. . Germinação de sementes demandioquinha-salsa tratadas com fungicida, nitrato de potássio e ácido sulfúrico.. Horticultura Brasileira , Brasília - DF, v. 8, n.2, p. 17-18, 1990.

  • SEDIYAMA, M. A. N. . Aspectos fisiológicos da germinação da batata-semente (Solanum tuberosum L.). Seminário de Olericultura, Viçosa - MG, v. 10, p. 34-37, 1984.

  • CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. . Cultivares e melhoramento da mandioquinha-salsa. Informe Agropecuário , Belo Horizonte - MG, v. 10, n.120, p. 19-21, 1984.

  • SEDIYAMA, M. A. N. . Caracterizção da planta, aspectos culturais e propagação de aspargo (Asparagus officinalis L.). Seminário de Olericultura, v. 10, p. 68-104, 1984.

  • CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. ; CAMPOS, J. P. . Métodos culturais da mandioquinha-salsa. Informe Agropecuário , Belo Horizonte - MG, v. 10, n.120, p. 26-28, 1984.

  • PINTO, C. M. F. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias . Manejo pós-colheita da cenoura. Informe Agropecuário , Belo Horizonte - MG, v. 10, n.120, p. 65-68, 1984.

  • SEDIYAMA, M. A. N. . Qualidade, colheita e armazenamento de beterraba (Beta vulgaris L.). Seminários de Olericultura, Viçosa- MG, v. X, p. 125-145, 1984.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

Sediyama, Maria A. N. . Avaliação de fontes de nutrientes para adubação da alface americana. 2016.

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SALGADO, Luís Tarcísio ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira ; SANTOS, Izabel Cristina dos ; PEDROSA, Marinalva Woods ; GRANATE, Maria José . Manejo e utilização de biofertilizante, proveniente da digestão anaeróbica de dejetos de suínos, para o desenvolvimento da olericultura na microrregião do Vale do Piranga, Zona da Mata Mineira. 2006.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CAIXETA, Glória Zélia Teixeira ; ALVARENGA, A. P. ; SILVA, Derly José Henriques da ; SEDIYAMA, Tocio ; PUIATTI, Mário ; RIBEIRO, José Márcio Oliveira . Desenvolvimento Sustentável do Agronegócio Olerícola nas Regiões das Matas de Ponte Nova e Viçosa Minas Gerais.. 2004.

SEDIYAMA, M. A. N. ; SALGADO, Luís Tarcísio ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; FERREIRA, A. C. B. ; LIMA, P. C. ; GRANATE, Maria José ; SILVA, F. C. O. . Desenvolvimento de tecnologias de adubação de cenoura e tomate em sistema orgânico, utilizando dejeto de suíno estabilizado e em compostagem, na região do Vale do Piranga. 2003.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CAIXETA, Glória Zélia Teixeira ; SILVA, Derly José Henriques da ; SEDIYAMA, Tocio ; FERREIRA, A. C. B. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; ALBANEZ, Ana Cláudia Miranda . Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: Estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população.. 2003.

SEDIYAMA, M. A. N. ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; FERREIRA, F. A. ; SEDIYAMA, Tocio ; LARA, J. F. R. . Manejo de plantas daninhas na cultura da mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Banc.). Relatório Técnico de Projeto Financiado pela FAPEMIG. Período: 2000-2002. 2002.

SEDIYAMA, M. A. N. ; ZOLNIER, Sérgio ; MARTINEZ, H. E. P. ; GARCIA, N. C. P. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . Queima de bordos e conteúdo de nitrato em alface sob cultivo hidropônico - NFT. Elaboração de Projeto.. 2000.

SEDIYAMA, M. A. N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; GARCIA, N. C. P. ; SALGADO, Luís Tarcísio ; LIMA, P. C. . Seleção de variedades de alface para cultivo protegido em sistema hidropônico. Relatório Técnico de Projeto Financiado pela FAPEMIG. Processo: CAG 854/97. Período: 1998-2000. 2000.

SEDIYAMA, M. A. N. ; OLIVEIRA, Antonio Carlos Baião de ; AMARAL JÚNIOR, A. T. ; CRUZ, C. D. ; SEDIYAMA, Tocio ; FINGER, F. L. . Melhoramento de batata-doce Ipomoea batatas (L) Lam.): Adaptabilidade de clones e seleção de genótipos promissores via marcadores enzimáticos.Relatório Técnico de Projeto Financiado pela FAPEMIG. Período: 1998-2000.. 2000.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, V. W. D. ; OLIVEIRA, V. R. ; SILVA, Derly José Henriques da ; PUIATTI, Mário ; SCHUELTER, A. R. . Melhoramento de mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Banc.): identificação de clones superiores via avaliação morfo-agronômica e análise por marcadores RAPD. Elaboração de Projeto.. 1999.

OLIVEIRA, V. R. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FREIRE, F. M. ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; GIANASI, L. ; VIANA, M. C. M. ; AVELAR FILHO, J. A. . Avaliação de híbridos de tomate do tipo salada em ambiente protegido em sistema hidropônico NFT.. 1998.

SEDIYAMA, M. A. N. ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; FERREIRA, F. A. ; SEDIYAMA, Tocio ; LARA, J. F. R. . Manejo de plantas daninhas na cultura da mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Banc.). Elaboração de Projeto Financiado pela FAPEMIG CAG: 2376/97.. 1997.

SEDIYAMA, M. A. N. ; GARCIA, N. C. P. ; SALGADO, Luís Tarcísio ; LIMA, P. C. ; PEDROSA, Marinalva Woods . Seleção de variedades de alface para cultivo protegido em sistema hidropônico.Elaboração de Projeto Financiado pela FAPEMIG CAG: 854/97.. 1997.

GARCIA, N. C. P. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; LIMA, P. C. ; MATOS, A. T. ; SALGADO, Luís Tarcísio . Análise dos efeitos da fertilização contínua com dejetos de suínos sobre as características químicas e físicas do solo e estado nutricional de diferentes culturas. Elaboração de Projeto.. 1997.

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, Tocio ; FONTES, P. C. R. ; GARCIA, N. C. P. ; FERREIRA, F. A. ; PEREIRA, Paulo Roberto Gomes ; MATOS, A. T. . Utilização de Resíduos Poluentes de Suínos na Agricultura. Relatório Técnico de Projeto Financiado pela FAPEMIG. Período:1993-1997.. 1997.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; MORAES, C. F. ; CRUZ, C. D. ; AMARAL JÚNIOR, A. T. . Correlações entre descritores morfo-agronômicos e padrões isozimáticos de malato desidrogenase de pimenta silvestre. Relatório Técnico de Projeto Financiado pelo CNPq. Período: 1994-1996.. 1996.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, V. W. D. ; SEDIYAMA, Tocio ; VIANA, J. M. S. ; FINGER, F. L. ; CRUZ, C. D. ; AMARAL JÚNIOR, A. T. . Melhoramento de batata-doce (Ipomoea batatas ( L.) Lam.): Adaptabilidade de clones e seleção de genótipos promissores via marcadores enzimáticos. Elaboração e Execução de Projeto Financiado pela FAPEMIG. Processo:1559/95. 1995.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CASALI, V. W. D. ; MORAES, C. F. ; CRUZ, C. D. ; AMARAL JÚNIOR, A. T. . Correlações entre descritores morfo-agronômicos e padrões isozimáticos de malato desidrogenase de pimenta silvestre (C. flexuosum Send.). Elaboração e Execução de Projeto Financiado pelo CNPq. Período: 1994-1996. 1994.

SEDIYAMA, M. A. N. ; CHAGAS, J. M. ; FONTES, P.c.r. ; SEDIYAMA, Tocio ; FERREIRA, F. A. ; PEREIRA, P.r.g. ; CASALI, V. W. D. ; GARCIA, N. C. P. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; MATOS, A. T. ; LIMA, P. C. . Utilização de resíduos poluentes de suínos na agricultura. Elaboração e Execução de Projeto Financiado pela FAPEMIG. Processo: 855/92.. 1993.

Sediyama, Maria A. N. ; MARTINEZ, H. E. P. ; Vidigal, S.M. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; FONSECA, Maira Christina Marques ; LIMA, P. C. ; FERREIRA, W. P. M. . Produção e qualidade de pimentão e pepino em sistema hidropônico - NFT. 2016. (Relatório de pesquisa).

Sediyama, M.A.N. ; Vidigal, S.M. ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira ; SANTOS, Izabel Cristina dos . Desenvolvimento da Olericultura: Incentivo à produção de hortaliças na agricultura familiar. 2013. (Relatório de pesquisa).

Sediyama, M.A.N. ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira ; FERREIRA, J. M. L. ; LIMA, P. C. ; Vidigal, S.M. . Compostagem: Tecnologia para a produção de adubos orgânicos e avaliação no cultivo de couve-flor e pepino. 2010. (Relatório de pesquisa).

Sediyama, Maria Aparecida Nogueira ; SANTOS, Marlei Rosa dos . Produção de hortaliças folhosas. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Sediyama, Maria Aparecida N. . Prospecção de demandas na área de olericultura. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. . Produção de hortaliças em ambiente protegido. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Sediyama, M.A.N. ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; SALGADO, Luís Tarcísio ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SANTOS, Izabel Cristina dos ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira . Manejo e utilização de biofertilizante, proveniente da digestão anaeróbica de dejetos de suínos, para o desenvolvimento da olericultura na microrregião do Vale do Piranga, Zona da Mata Mineira. 2009. (Relatório de pesquisa).

Sediyama, M.A.N. ; SANTOS, Marlei Rosa dos ; SALGADO, Luís Tarcísio ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira . Caracterização química, física e microbiológica de biofertilizante de suíno para uso em substratos para produção de mudas e de hortaliças em sistema orgânico. 2009. (Relatório de pesquisa).

SEDIYAMA, M. A. N. . Produção orgânica de hortaliças utilizando dejeto fermentado de suínos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SANTOS, Marlei Rosa dos . Hortaliças do campo à mesa, qualidade e saúde. 2008. (Dia de Campo).

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; PEDROSA, Marinalva Woods ; SALGADO, Luís Tarcísio ; PINTO, Cláudia Lúcia de Oliveira ; NOBRE, Maria da Conceição Ribeiro ; GRANATE, Maria José ; LIMA, P. C. . Desenvolvimento de tecnologias de adubação de cenoura e tomate em sistema orgânico, utilizando dejeto de suínos estabilizado e em compostagem, na região do Vale do Piranga. 2007. (Relatório de pesquisa).

SEDIYAMA, M. A. N. . Produção Integrada de Hortaliças. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; CAIXETA, Glória Zélia Teixeira ; FERREIRA, A. C. B. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SILVA, D. J. H. ; SEDIYAMA, Tocio ; ALBANEZ, Ana Cláudia Miranda . Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso aos alimentos para a nutrição e saúde da população.. 2006. (Relatório de pesquisa).

SEDIYAMA, M. A. N. . Produção de Hortaliças. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . Compostagem: produção de adubo orgânico a partir de resíduos agrícolas. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; PEREIRA, P. C. ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; FERREIRA, F. A. ; LARA, J. F. R. ; FREITAS, R. S. . Manejo de plantas daninhas na cultura da mandioquinha-salsa. 2004. (Relatório de pesquisa).

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . COMPOSTAGEM: Produção e utilização de composto orgânico. Turmalina, MG. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica . COMPOSTAGEM: Produção e utilização de composto orgânico. Guiricema, MG. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SALGADO, Luís Tarcísio . COMPOSTAGEM: Produção e utilização de composto orgânico.. 2003. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila).

SEDIYAMA, M. A. N. ; SALGADO, Luís Tarcísio ; FERREIRA, A. C. B. . III AGRIAÇÃO - Encontro Técnico do Milho, Integrando a Agricultura Familiar com a cadeia produtiva da pecuária Bovinos - Suínos - Aves.. 2003. (Dia de Campo).

PUSCHMANN, Rolf ; SEDIYAMA, M. A. N. . Cultivo Hidropônico de Hortaliças, no Curso Intensivo de Produção e Manuseio Pós-Colheita de Hortaliças.. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; AMARAL JÚNIOR, A. T. ; OLIVEIRA, Antonio Carlos Baião de ; FINGER, F. L. ; SEDIYAMA, T. ; CASALI, V. W. D. ; CRUZ, C. D. ; VIANA, J. M. S. . Melhoramento de batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.): Adaptabilidade de clones e seleção de genótipos promissores via marcadores enzimáticos. 2000. (Relatório de pesquisa).

SEDIYAMA, M. A. N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; GARCIA, N. C. P. . Produção de Hortaliças Folhosas em Hidroponia. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. ; PEDROSA, Marinalva Woods ; GARCIA, N. C. P. . Curso de Hidroponia. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SEDIYAMA, M. A. N. . Preparo de Soluções Nutritivas. 1999. .

OLIVEIRA, V. R. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Cultivo Protegido de Hortaliças em Solo e Hidroponia. 1999. (Editoração/Outra).

Sediyama, M.A.N. ; Vidigal, S.M. ; CASALI, V. W. D. ; SEDIYAMA, T. ; FONTES, P. C. R. ; MASCARENHAS, Maria Helena Tabim ; CHAGAS, J. M. . Utilização de resíduos poluentes de suínos na agricultura. 1997. (Relatório de pesquisa).

SEDIYAMA, M. A. N. . Produção de Compostos Orgânicos com Dejetos de Suínos. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

COELHO, Maurício Antônio de Oliveira ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SEDIYAMA, Tocio ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; CAMPUS, Wellington Garcia ; MARTELLI, Patrícia Benedini ; CECON, Paulo Roberto ; CARVALHO, Samuel Pereira de . Coleta, caracterização morfológica e avaliação do comportamento cultural de germoplasma de mandioca (Manihot esculenta Crantz) obtido nas regiões Centro Oeste e Campo das Vertentes de Minas Gerais. 2006 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

BARBOSA, José Geraldo ; BACKES, F. A. A. L. ; MARTINEZ, Hermínia Emília Prieto ; CECON, Paulo Roberto ; SEDIYAMA, M. A. N. . Cultivo Hidropônico de Quatro Variedades de Lisianthus, em sistema NFT, sob diferentes solusões nutritivas.. 2002 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

ZOLNIER, Sérgio ; LOURENÇO, R. F. S. ; SEDIYAMA, G. C. ; COSTA, L. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Avaliação do Modelo de Penman-Monteith para Estimativa de Evapotranspiração de Cultivares de Alface (Lactuca sativa L.) em Sistema Hidropônico do Período Primavera-Verão.. 2002 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

ZOLNIER, Sérgio ; LYRA, G. B. ; SEDIYAMA, G. C. ; COSTA, L. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Ajuste do modelo de Penman-Monteith para estimativas de evapotranspiração de cultivares de alface em sistema hidropônico em ambiente protegido.. 2001 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

MARQUES, M. J. B. S. G. S. E. M. ; CRUZ, C. D. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; OLIVEIRA, V. R. ; SILVA, Derly José Henriques da ; PUIATTI, Mário . Melhoramento da batata-baroa (Arracacia xanthorrhiza Banc.) para o Estado de Minas Gerais - Recomendação de cultivares e seleção populacional.. 2001 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

PUIATTI, Mário ; LEBLANC, R. E. G. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, F. L. ; MIRANDA, G. V. . Crescimento e Produção de dois Clones de Mandioquinha-Salsa (Arracacia xanthorrhiza Bancroft) em função de tipo de muda, pré-enraizada e época de cultivo.. 2000 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

PEREIRA, Paulo Roberto Gomes ; VIDIGAL, Sanzio Mollica ; SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FONTES, Paulo César Resende . Adubação Nitrogenada de Cebola Cultivada na Época de Verão no Projeto Jaíba.. 2000 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

MATOS, A. T. ; FEBRER, M. C. A. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; COSTA, L. M. . Dinânmica da Compostagem dos Resíduos de Filtros Orgânicos no Tratamento Primário de Águas Residuárias da Suinocultura, Visando seu Aproveitamento na Agricultura.. 1999 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SILVA, Derly José Henriques da ; FERREIRA, F. A. . Seleção de Fontes de Resistência à Salinidade no Tomateiro (Lycopercicon esculentum Mill.) por Meio de Marcadores Isoenzimàticos e Cultura de Protoplastos.. 1996 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, F. L. . Caracterização Isoenzimática de Espécies Silvestres de Capsicum Coletadas no Brasil.. 1996 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, F. L. ; PEREIRA, Paulo Roberto Gomes . Melhoramento de Hortaliças para Cultivo Orgânico III - Seleção de Linhagens de Pimentão e de Variedades de Alface.. 1996 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. ; FINGER, F. L. . Melhoramento Genético da Mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorhiza Banc.) III - Seleção de Clones.. 1996 (Participação em Projeto de pesquisa) .

DIAS, D. C. F. S. ; PAIXÃO, G. P. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; CECON, Paulo Roberto . Pré-Condicionamento de Sementes de Quiabo: Efeitos Sobre a Qualidade Fisiológica, Potencial de Armazenamento e Produção.. 1996 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; SOUZA, F. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SANTOS, N. T. ; OLIVEIRA, M. B. . Adubação com dejetos de suínos, biodinâmica e orgânica em rabanete, alface, cenoura, couve-flor e beteraba.. 1995 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

FONTES, Paulo César Resende ; LOURES, J. L. ; CARDOSO, A. A. ; CASALI, Vicente Wagner Dias ; SEDIYAMA, M. A. N. . Produção de Tomate pela Técnica do Cultivo em Saco Plástico Contendo Dejetos de Suínos no Substrato.. 1995 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

SEDIYAMA, Tocio ; FREITAS, S. P. ; FERREIRA, F. A. ; SEDIYAMA, M. A. N. ; SEDIYAMA, Carlos Sigueyuki . Aproveitamento dos Resíduos da Suinocultura no Cultivo da Batata-Doce (Ipomoea batatas (L) Lam.) e seus Efeitos na Eficiência de Alguns Herbicidas Usados na Cultura.. 1994 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

FERREIRA, F. A. ; SILVA, N. F. ; FONTES, P. C. R. ; CARDOSO, A. A. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Crescimento Produção e Absorção de Nutrientes pela Abóbora Híbrida (Cucurbita maxima Duch X C. moschata Duch) em Função de Adubação Mineral e Orgânica.. 1994 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; GOMIDE, M. L. ; MORAES, C. F. ; ALFENAS, A. C. ; CRUZ, C. D. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Estudo da Variabilidade de Linhagens de Pimentão (Capsicum annuum L.) por meio de Caracteres Morfo-Agronômicos e Isozimáticos.. 1994 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

CASALI, Vicente Wagner Dias ; AMARAL JÚNIOR, A. T. ; MORAES, C. F. ; CRUZ, C. D. ; ALFENAS, A. C. ; SEDIYAMA, M. A. N. . Caracterização Isozimática de Acessos Normais e Braquíticos de Moranga (Cucurbita maxima Duchesne).. 1992 (Participação em Projeto de Pesquisa) .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - 2019

    POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO TÉCNICO, CIENTÍFICO E TRADICIONAL DE PRÁTICAS AGROECOLÓGICAS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Madelaine Venzon em 24/09/2019., Descrição: Possibilitar a troca e a popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional de base agroecológica que possa ser aplicado nas atividades agrícolas visando à produção de alimentos sustentável, aliados à segurança alimentar e a conservação da biodiversidade e dos recursos naturais. Através da articulação do conhecimento técnico, científico e social possibilitados pela agroecologia, é objetivo do projeto contribuir com desenvolvimento rural sustentável e por consequência, diminuir as desigualdades sociais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Joaquim Gonçalves de Pádua - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Waldênia de Melo Moura - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Juliana Carvalho Simões - Integrante / Marcelo Resende de Freitas Ribeiro - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Rosana Gonçalves Rodrigues das Dores - Integrante / Madelaine Venzon - Coordenador / Angelo Pallini Filho - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / Lívia Mendes de Carvalho - Integrante / Wânia dos Santos Neves - Integrante / Polyanna Mara de Oliveira - Integrante / Reginério Soares de Faria - Integrante / Kelson F. Tolentino Sousa - Integrante / Djalma Ferreira Pelegrini - Integrante / Emerson Dias Gonçalves - Integrante / Erivelton Resende - Integrante / Simome Novaes Reis - Integrante / Irene Maria Cardoso - Integrante / Elem Fialho Martins - Integrante / Jéssica Mayara Coffler Botti - Integrante / Mayara Loss Franzin - Integrante / Edvirges Conceição Rodrigues - Integrante / MaÍra Queiroz Rezende - Integrante / Renildo I. Féliz da Costa - Integrante / Elaine Ferrari de Brito - Integrante / Suzana Guimarães Andrade - Integrante / Ana Cristina Oliveira Ajub - Integrante / Sandra Regina Carvalho dos Santos - Integrante / Ana Luiza Gomes Ribeiro - Integrante / Bruno Bernardes de Andrade - Integrante / Breno de Mello Silva - Integrante / Américo Iorio Ciociola Junior - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2017 - Atual

    Comportamento da Araruta (Maranta arundinacea L.) e do mangarito (Xanthosoma riedelianum Schott) para obtenção de rizomas e polvilho em sistema de produção agroecológico e subsídio ao cultivo por agricultores familiares de Minas Gerais., Descrição: O projeto envolve duas hortaliças não convencionais, araruta e mangarito, e está em consonância com a proposta da FAO, pela busca de soluções para a crescente ameaça de redução de espécies vegetais alimentícias. Ambas são hortaliças tuberosas, subterrâneas e ricas em carboidratos, sendo que a araruta é destinada a produção de amido/fécula de elevado valor, por constituir alimento saudável, funcional e, por não conter glúten, constitui-se boa alternativa aos celíacos. O mangarito é muito apreciado na alimentação e cuja fécula pode ser aplicada em filmes biodegradáveis e/ou coberturas comestíveis. Contudo, são espécies pouco estudadas, constituindo grande potencial de trabalho para uso e geração de novos conhecimentos. Assim, há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentáveis, fáceis de serem usados, de baixo custo e efetivos para o produtor. Para isso, deve-se reduzir o uso de defensivos, mão de obra, fertilizantes minerais e o consumo de água. Para responder os problemas identificados, serão instalados quatro ensaios: dois com cultura da Araruta e dois com o Mangarito, em Oratórios-MG. O ensaio com araruta será repetido em São João del Rei-MG, para maior abrangência dos resultados. Serão avaliados sistemas de plantio; adubação orgânica-doses e modo de aplicação, além da cobertura morta para controle de plantas espontâneas. Em épocas adequadas, as plantas serão avaliadas, as folhas serão coletadas para análise de nutrientes e avaliação do Índice SPAD. Na colheita, serão amostrados rizomas para análises químicas, qualidade para alimentação e produção de fécula, além da classificação: número e massa de matéria fresca de rizomas filhos. Serão avaliados equipamentos para desintegração das raízes, menor consumo de mão de obra e maior rendimento e qualidade da fécula. Será avaliada a viabilidade econômica por meio de determinação de custo e retorno da produção do polvilho. Será explicitado o fluxo de comercialização da matéria prima e produto industrializado.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    Tecnologias pós-colheita para espécies da relação nacional de plantas medicinais de interesse ao SUS (RENISUS), Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maira Christina Marques Fonseca em 07/02/2017., Descrição: Objetivos e metas da pesquisa: Considerando-se que a Fitoterapia no SUS e o Programa de Pesquisas de Plantas Medicinais da Central de Medicamentos envolve dentre outros trabalhos a identificação botânica, o levantamento etnofarmacológico (próprios de cada região do país); e a fitotecnia (produção vegetal), necessárias ao sucesso da aplicação dessa política; propõe-se: Objetivo Geral 1) Desenvolver e aprimorar tecnologias de pós-colheita (secagem e armazenamento) para seis espécies medicinais listadas na Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS e selecionadas pelo Programa Componente Verde da Rede Farmácias de Minas; Objetivos específicos: 2) Identificar a infra-estrutura necessária de secagem e armazenamento das espécies medicinais para descrever a viabilidade econômica do processo; Meta: Discriminar todos os gastos com a pós-colheita das plantas medicinais e calcular o investimento necessário para secagem e armazenamento destas espécies 3) Resgatar o valor e a importância das plantas medicinais na saúde humana; Meta: Contribuir para o fortalecimento dos Programas de Plantas Medicinais e Fitoterapia no Sistema Único de Saúde através do fornecimento de material vegetal de qualidade 4) Oferecer novas alternativas para agregação de valor à produção de espécies medicinais, gerando renda adicional para os agricultores; Meta: Fornecer tecnologias de secagem e armazenamento visando à obtenção de material vegetal de maior qualidade e de maior valor no mercado. 5) Disponibilizar as tecnologias aprimoradas e geradas ao final do projeto; Meta: Divulgar os resultados obtidos em publicações técnico-científicas e por meio de encontros com os agricultores interessados no ramo de plantas medicinais. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Coordenador / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Rosana Gonçalves Rodrigues das Dores - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / SÉRGIO MAURÍCIO LOPES DONZELES - Integrante / Maria da Penha Piccolo - Integrante / João Paulo Viana Leite - Integrante / Antonio Jacinto Demuner - Integrante / Adilson Sartoratto - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    PRODUÇÃO DE FLORES COMESTÍVEIS EM SISTEMA AGROECOLÓGICO: DIVERSIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO E DA RENDA NA AGRICULTURA FAMILIAR, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Izabel Cristina dos Santos em 13/11/2017., Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Coordenador / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    FEIRA COM CIÊNCIA: PRODUÇÃO, CONSUMO E COMERCIALIZAÇÃO DE PLANTAS E ALIMENTOS DA TRADIÇÃO POPULAR, Descrição: As iniciativas para a popularização da ciência aumentaram nos últimos anos, motivadas pelo crescimento significativo da produção científica e a necessidade de traduzir a complexidade da ciência e da tecnologia para o público leigo. A proposta PROJETO FEIRA COM CIÊNCIA tem como objetivo criar um espaço informal de divulgação sobre um tema recente na comunidade acadêmica e objeto de políticas públicas, como o Programa de Resgate de Hortaliças não convencionais - HNCs . Abrangerá 10 municípios de Minas Gerais com efeito multiplicador entre estudantes e mídia.. A FEIRA COM CIÊNCIA constará de exposição de plantas, hortaliças e produtos em barracas apropriadas, de disponibilização de informações e de diálogo com estudantes, em especial de escolas de ensino básico, escolas famílias agrícolas e de institutos de pesquisa. Serão feitas reuniões com a comunidade escolar para elaboração de calendário dos eventos; seleção e aquisição de material informativo; plantio e manutenção de canteiros de HNC; distribuição de mudas; elaboração de produtos e embalagens apropriadas; A FEIRA COM CIÊNCIA ocorrerá em feiras populares; nas escolas; em bancas de produtos em super e hiper-mercados de Belo Horizonte; Exposição de Produtos serão realizadas em eventos gastronômicos em cidades históricas e centros urbanos; e durante a Semana da Ciência e Tecnologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais ( EPAMIG) em Viçosa e Pitangui. Será feita exposição durante a Semana do Fazendeiro da UFV - Viçosa, em dois anos consecutivos,e acordo com a vigência do Projeto. Palestras e visitas técnicas serão realizadas de acordo na Semana Nacional da Ciência e Tecnologia bem como quando demandadas pelo público das feiras populares. Os resultados serão avaliados por meio de questionários e serão elaborados resumos, trabalhos para eventos científicos e relatórios. Espera-se ampliações do consumo, da produção e comercialização de hortaliças e sua inserção em hortas e merenda escolares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Roberto Fontes Araújo - Integrante / Pinto, Cláudia L. O. - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Coordenador / Eduardo José Azevedo Correa - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / SÉRGIO MAURÍCIO LOPES DONZELES - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Desenvolvimento e absorção de nutrientes pelas hortaliças não convencionais: azedinha, chuchu-de-vento, peixinho e vinagreira, Descrição: As hortaliças não convencionais estão sendo amplamente divulgadas de forma a estimular seu cultivo e consumo, principalmente, no Estado de Minas Gerais. Para que uma planta cresça e se desenvolva satisfatoriamente as necessidades nutricionais, pertinentes a cada espécie, precisam ser supridas para uma produção economicamente viável. No entanto, na literatura há poucas informações sobre o manejo e a adubação destas culturas de forma a facilitar o cultivo, melhorar a produção e a qualidade do produto. Esta pesquisa tem como objetivo principal determinar as curvas de crescimento e marchas de absorção dos nutrientes para azedinha (Rumex acetosa L.), chuchu-de-vento (Cyclanthera pedata L.), peixinho (Stachys germanica L.) e vinagreira (Hibiscus sabdariffa L.). Também será avaliado o crescimento, por meio da produção de matéria fresca e seca, em função da idade das plantas. Será caracterizado o ciclo de produção de cada espécie e o acúmulo dos nutrientes N, P, K, Ca, Mg, S, Fe, Cu, Zn, Mn e B. Desta forma, conhecimentos e tecnologias serão geradas e adaptadas de modo a permitir a ampliação do cultivo de hortaliças não convencionais. Os conhecimentos obtidos serão transferidos a técnicos e produtores familiares. Para tanto, quatro subprojetos serão desenvolvidos, sendo um para cada espécie, na área da Fazenda Experimental Santa Rita, pertencente à Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - EPAMIG no município de Prudente de Morais, Região Centro-Oeste de Minas Gerais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Coordenador / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / JOSÉ FRANCISCO RABELO LARA - Integrante / Francisco Morel Freire - Integrante / Maria Celuta Machado Viana - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Adriene Woods Pedrosa - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    TECNOLOGIAS PARA DESENVOLVIMENTO DA CADEIA DE PRODUÇÃO DO ORA-PRO-NOBIS (Pereskia aculeata Mill.) EM MINAS GERAIS, Descrição: O ora-pro-nobis é geralmente cultivado em quintais para uso doméstico, sem apelo comercial. Pesquisa recentemente conduzida mostra que o ora-pro-nobis tem potencial para ser utilizado como fonte de proteína. Estimou-se que é possível obter cerca de 150 mil kg de folhas/ha/ano e de 5000 kg proteína/ha/ano. Além disso, verificou-se a oferta em sacos plásticos e bandejas de isopor, agrega valor ao produto e é uma forma que facilita o consumo do produto e melhora sua conservação. É possível também utilizar folhas de ora-pro-nobis em forma de farinha que pode ser adicionada a alimentos. Para isso, é necessário desenvolver tecnologias que permitam seu melhor cultivo e utilização como alimento no mercado de hortaliças e de alimentos nutracêuticos. Os objetivos específicos dessa proposta são: identificar a dose ótima de N na adubação orgânica para a máxima produtividade e eficiência econômica de produção de folhas secas e frescas, minerais e proteínas; determinar o tempo de conservação de folhas frescas de ora-pro-nobis e a sua qualidade nutricional em diferentes condições de embalagem e temperatura; determinar a qualidade nutricional das folhas secas em diferentes condições de processamento e formas de secagem; transferir, difundir tecnologias geradas e informações para agricultores familiares em municípios de Minas Gerais. Será implantado experimento na Fazenda Experimental Vale do Piranga, em Oratórios ? MG, em delineamento em blocos casualizados, com 5 doses de N em forma de esterco bovino e 4 repetições. Serão feitas análises periódicas de folhas de ora-pro-nobis quanto aos teores de minerais, em especial N, de proteínas, metabólitos secundários de interesse medicinal. Serão avaliadas características de qualidade nutricional e tempo de conservação em diferentes condições pós-colheita, acondicionamento de folhas e processamento. Os resultados serão divulgados por meio de metodologias e estratégias apropriadas de difusão e transferência de tecnologia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / PAULO ROBERTO GOMES PEREIRA - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Coordenador / Rosana Gonçalves Rodrigues das Dores - Integrante / Fernado Luiz Finger - Integrante / EVANDRO DE CASTRO MELO - Integrante / MARIA CRISTINA BARACAT-PEREIRA - Integrante / SÉRGIO MAURÍCIO LOPES DONZELES - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2014 - 2018

    Produção e qualidade de pimentão e pepino em sistema hidropônico - NFT, Descrição: O cultivo hidropônico de hortaliças é uma técnica com a qual se pode obter maior produtividade e melhoria no controle de fatores de crescimento durante o ciclo produtivo. Entretanto, essa técnica ainda requer aprimoramento em vários aspectos, dentre eles, seleção de cultivares mais adaptadas a este sistema de cultivo e a concentração adequada de nutrientes na solução nutritiva. A presente proposta será conduzida na EPAMIG Zona da Mata, em Viçosa-MG, em casa de vegetação e sistema hidropônico comercial, com fluxo laminar de nutrientes ? NFT. A proposta tem como objetivo principal avaliar o desenvolvimento das plantas, o estado nutricional, a produtividade e a qualidade de frutos de pimentão e pepino. Enfoca vantagens e problemas relacionados a este sistema de cultivo, para a produção de hortaliças que frutos, onde há mais carência de estudos, especialmente para o pimentão, justificando assim a realização da pesquisa. O primeiro estudo será dedicado à seleção de cultivares de pimentão colorido (amarelo e vermelho) para o sistema hidropônico, com vista na nutrição das plantas e na solução nutritiva equilibrada, para maior produtividade e a qualidade dos frutos. O segundo estudo visa, além da seleção de cultivares de pepino do tipo Japonês, a melhor relação N:K na solução nutritiva para melhor produtividade e qualidade dos frutos. Dentre as ações de difusão e transferência de tecnologia, estão a elaboração de circular técnica, folder, artigos, resumos expandidos, para Seminários e Congressos, além de visitas técnicas e cursos para apresentação das técnicas de cultivo e inovações para o setor produtivo de hortaliças. Serão oferecidos estágios para estudantes e bolsistas de Iniciação Científica e de Apoio Técnico. Os estudantes interessados, tanto de universidades quanto de Institutos Federais e Escolas Família Agrícola, terão a oportunidade de treinamento na área do projeto.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / PAULO CESAR DE LIMA - Integrante / HERMÍNIA EMÍLIA PRIETO MARTINEZ - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Williams Pinto Marques Ferreira - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2

  • 2014 - 2017

    APLICAÇÃO DE MOLIBDÊNIO PARA REDUÇÃO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA NO CULTIVO DA CEBOLA, Descrição: O projeto tem como objetivo avaliar a eficiência da aplicação de molibdênio na redução da adubação com nitrogênio na cultura da cebola em Minas Gerais para melhoria de produtividade e da qualidade do produto. Está implantado na Fazenda Experimental Vale do Piranga (FEVP), Oratórios-MG.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / FERNANDO LUIS FINGER - Integrante / Rogério Faria Vieira - Integrante / Paulo Roberto Gomes Pereira - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2015

    MANEJO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA DE HORTALIÇAS PRODUÇÃO DE QUALIDADE PARA MINAS GERAIS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sanzio Mollica Vidigal em 03/03/2013., Descrição: O projeto será desenvolvido por pesquisadores da EPAMIG e da UFV, sendo que os experimentos serão implantados em áreas da Fazenda Experimental Vale do Piranga (FEVP), localizada em Oratórios-MG. Tem como objetivo principal: desenvolver critérios de recomendação para o manejo da adubação com nitrogênio para as culturas da couve-flor, brócolos e taro (inhame) em Minas Gerais para melhoria de produtividade, da qualidade do produto, com geração de emprego e renda nas pequenas propriedades, além de menor poluição ambiental, o projeto é composto de três experimentos.O experimento 1 será com couve-flor e cinco doses de Nitrogênio (0, 75, 150, 300 e 450 kg de N/ha). O experimento 2 será com brócolos e cinco doses de Nitrogênio (0, 75, 150, 300 e 450 kg de N/ha).O experimento 3 será com taro em esquema fatorial 5 X 2, cinco doses de Nitrogênio (30, 60, 90, 120 e 240 kg de N/ha) e dois cultivares (Chinês e Japonês). Serão avaliadas características de produção, índice SPAD, teores de N na planta e disponibilidade de N no solo. Com os resultados espera-se um manejo da adubação com N mais eficiente para essas culturas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Coordenador / MÁRIO PUIATTI - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Iza Paula Carvalho Lopes - Integrante / Paulo Roberto Gomes Pereira - Integrante / Yonara Poltronieri Neves - Integrante.

  • 2011 - 2013

    Desenvolvimento da olericultura: Incentivo à produção de hortaliças na agricultura familiar., Descrição: As hortaliças apresentam grande importância social e econômica, com significativo fator de agregação do homem do campo, sendo a maioria delas tradicionalmente cultivadas por pequenos produtores, com necessidade de mão-de-obra intensiva e de adubação orgânica, o que faz das olerícolas importante componente no enfoque holístico da agricultura orgânica. Para expansão do cultivo há necessita de resultados de pesquisa, para melhorar as características de produção e qualidade do produto. Neste contexto, foram propostos quatro ensaios que serão conduzidos na EPAMIG-Oratórios-MG, a saber: Doses e tipos de compostos orgânicos na produção de alface tipo americana; Produção de pepino tipo japonês em função de adubação orgânica em cultivo protegido; Manejo de plantas daninhas na produção de pepino Caipira e Aodai em função da cobertura do solo; e Produção de feijão-vagem em sucessão ao pepino em função de fontes e doses de adubação orgânica; cujos objetivos são: avaliar o efeito de cinco tipos de composto orgânico em diferentes dosagens, sobre a nutrição e produção de alface americana em condições de campo; avaliar a produção e características de frutos de pepino tipo japonês em cultivo orgânico, sob ambiente protegido; avaliar a eficiência da cobertura do solo no manejo de plantas daninhas e na produtividade de pepino Caipira e Aodai, usando técnicas de cultivo orgânico, em condições de campo; e, avaliar a produção de vagem em sucessão ao pepino em função de fontes e doses de adubação orgânica. Assim, visando a melhoria da qualidade e da produtividade das hortaliças, serão difundidas, por meio de dias-de-campo, palestras e unidade de validação, tecnologias de produção, utilização e manejo de adubos orgânicos nos cultivos de alface, pepino e vagem, e de manejo de plantas daninhas com uso de diferentes cobertura do solo. Espera-se, com esse trabalho, contribuir para o aumento da utilização de adubos orgânicos, com benefícios para a atividade olerícola e o meio ambiente. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Vidigal, Sanzio M. - Integrante / Pedrosa, Marinalva W. - Integrante / Pinto, Cláudia L. O. - Integrante., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1

  • 2011 - 2013

    Resgate e avaliaçao da produçao de espécies tradicionais apropriadas ä agricultura familiar, Descrição: O processo de modernização da agricultura provocou a redução do uso de muitas plantas tradicionais utilizadas na economia familiar, consumidas principalmente como hortaliças. A extinção cultural do uso dessas plantas associada ao domínio de espécies convencionais no mercado é uma tendência evidente, que pode afetar, inclusive a sua disponibilidade futura. No caso do extrativismo, o uso indevido pode acarretar uma extinção das espécies locais. Trabalhos interdisciplinares são necessários para avalorização e resgate do conhecimento e uso da flora tradicional das comunidades, baseado na investigação científica sobre as propriedades úteis de espécies vegetais, como estudos agronômicos, botânicos, ecológicos e econômicos, como ambientais. A produção agrícola deve considerar o aproveitamento das potencialidades das plantas para suprir as necessidades humanas, a sobrevivência e a qualidade de vida. No caso de hortaliças tradicionais, o consumo reduzido é devido à falta de informação por parte da população sobre o valor nutricional, modo de preparo e parte utilizada dessas plantas e de pesquisas que garantam o consumo e cultivo com bases científicas. Embora atualmente a maioria das hortaliças tradicionais não ssão produzidas comercialmente, numa perspectiva futura, poderiam ser incluídas na diversificação da produção, principalmente para os grupos de baixa renda, por apresentarem, em princípio, baixa exigência em insumos agroindustriais O objetivo desse Projeto é identificar e caracterizar o uso e cultivo de hortaliças tradicionais mais utilizadas por agricultores familiares na Zona da Mata. Os objetivos específicos são: caracterizar e avaliar o potencial produtivo e nutritivo de diferentes espécies; identificar formas e intensidade de cultivo, uso e consumo pela população local; avaliar o potencial econômico e de mercado das principais espécies; avaliar a viabilidade da ampliação da produção doméstica e comercial das espécies mais utilizadas; desenvolver estratégias para u. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / PAULO ROBERTO GOMES PEREIRA - Integrante / Pinto, Cláudia L. O. - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Coordenador / João Marcos Caixeta - Integrante / Eduardo José Azevedo Correa - Integrante / Rafael Gustavo Faria Pereira - Integrante.

  • 2010 - 2013

    Manejo conservacionista do solo por meio da adubação orgânica, rotação e consorciação de culturas - uma visão agroecológica no cultivo de hortaliças., Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Izabel Cristina dos Santos em 20/08/2012., Descrição: O objetivo geral deste projeto é desenvolver e ajustar técnicas de rotação de culturas e manejo da adubação verde, que facilitem a adoção dessas práticas na produção de hortaliças em sistema de plantio direto orgânico... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Coordenador / Mauro Lúcio Resende - Integrante / Silvana da Silva - Integrante.

  • 2010 - 2013

    Desenvolvimento sustentável da olericultura: Incentivo à produção de adubos orgânicos e de hortaliças em sistema de base ecológica e agricultura familiar, Descrição: Objetivou-se desenvolver tecnologias para a produção de compostos orgânicos a partir de matérias-primas abundantes na região do Vale do Piranga, Zona da Mata Mineira, aliada à produção de hortaliças. Dentre os principais resíduos orgânicos encontrados na região tem-se o bagaço de cana-de-açúcar, palha de café, de feijão e outras palhadas, esterco bovino e suíno, provenientes das usinas sucroalcooleira, da cafeicultura, suinocultura, bovinocultura e do frigorífico. No Subprojeto 1, foi desenvolvido um software SisCompost para a formulação de proporções de materiais orgânicos a serem usados no processo de compostagem. O SisCompost é um sistema para cálculo das formulações de cada composto orgânico. Nesse programa constam 80 resíduos orgânicos e suas composições químicas. Ele está em fase de teste, pois ainda necessita de pequenos reparos no sentido de aperfeiçoamento, para depois ser disponibilizado na página da EPAMIG, para ser acessado gratuitamente por todos os interessados. No Subprojeto 2 ? Foi testado o software, para a formulação das diferentes proporções (tratamentos) de resíduos orgânicos, antes da construção das pilhas, tendo em vista uma relação C:N de 30:1. Verificou-se que a composição dos materiais orgânicos usados no processo de compostagem influencia diretamente na composição nutricional dos compostos orgânicos produzidos. O composto orgânico do tratamento 5 (bagaço de cana-de-açúcar + pseudocaule de bananeira + dejeto de suíno) apresentou melhor composição nutricional e viabilidade de uso, considerando a maior disponibilidade desses resíduos na região Vale do Piranga, Zona da Mata mineira. Em seguida foram conduzidos mais três experimentos envolvendo repolho, couve flor e pepino, ou seja: a) Produção de cultivares de repolho em função de doses de composto orgânico (subprojeto 3); b) Produção de couve-flor em função de cultivares e doses de composto orgânico (subprojeto 4) e c) Manejo de plantas espontâneas na produção de pepino tipos caipira e japonês em função da cobertura do solo (subprojeto 5). Em relação ao experimento de repolho, verificou-se que a dose do composto orgânico de 80 t ha-1 proporcionou maior o índice de clorofila e o teor de Mg na folha índice. A aplicação de 72,5 t ha-1 de composto orgânico proporcionou 67,69 mg de B na folha índice. O número de folhas externas diminuiu à medida que aumentou a dose do composto orgânico. O número de folhas compactas não foi influenciado pelas doses do adubo orgânico. Aplicação de 66,67 t ha-1 de adubo orgânico proporcionou o diâmetro longitudinal de 19,14 cm. Diâmetro longitudinal aumentou proporcionalmente com aplicação do composto. A massa fresca total, massa fresca do caule, volume da cabeça, massa fresca aumentaram proporcionalmente à dose do composto orgânico. A massa seca da cabeça e massa fresca da cabeça foi máxima quando se aplicou 64 e 60 t ha-1, respectivamente. A produção comercial aumentou proporcionalmente com a dose do adubo orgânico. As cultivares de couve flor: Cindy, Luna e Verona são promissoras para o cultivo orgânico, na região. Foi possível obter boa nutrição das plantas e boa produtividade sem necessidade de adubação complementar. O composto orgânico pode ser considerado excelente fertilizante para a cultura da couve-flor, proporcionando produtividades de até 16,11 t ha-1, semelhante à obtida em cultivos convencionais. Em relação ao pepineiro, foram estudados dois híbridos: Runner (Aodai) e Safira (Caipira) e cinco tipos de cobertura do solo, em sistema orgânico. A cobertura não influenciou o número de frutos, a matéria fresca média de frutos e a massa de matéria fresca da planta inteira. A produtividade de frutos de pepino não foi influenciada pelos tipos de cobertura. A cobertura com o capim meloso e o bagaço de cana-de-açúcar foi eficiente na redução da biomassa fresca total de plantas daninhas e também da massa seca das dicotiledônias.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / José Márcio Oliveira Ribeiro - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2

  • 2010 - 2012

    Compostagem:Tecnologia para a produção de adubos orgânicos e utilização no cultivo de couve-flor e pepino, Descrição: Objetiva-se desenvolver tecnologias para a produção de compostos orgânicos a partir de matérias-primas abundantes na região do Vale do Piranga, Zona da Mata Mineira, aliado à produção de hortaliças. Partindo-se da premissa que um dos principais insumos necessários à atividade é o adubo orgânico, com custos competitivos e reduzida contaminação química e biológica, propõe-se elaborar um programa de computador (software) para o cálculo das proporções de cada material, para equilibrar a relação C:N desejada e otimizar o processo de compostagem. Dentre os principais resíduos orgânicos encontrados na região tem-se o bagaço de cana-de-açúcar, palha de café e de feijão, esterco bovino e suíno, provenientes das usinas sucroalcooleira, da cafeicultura, suinocultura, bovinocultura e do frigorífico. Com a elaboração do software, propõe-se testar a eficiência na formulação de diferentes misturas (tratamentos) de resíduos orgânicos para a construção das pilhas. Serão realizadas, periodicamente, análises físicas, químicas e microbiológicas, monitoramento da temperatura e avaliação dos tratamentos durante e processo de compostagem. Serão conduzidos três subprojetos, envolvendo a couve-flor e pepino: a) Avaliação de couve-flor em função de cultivares e doses de composto orgânico no período de primavera-verão; b) Produção de pepino tipo caipira em função de cultivares e doses de composto orgânico e c) Produção de pepino tipos caipira e japonês em função do sistema de condução da planta em cultivo aberto e sistema orgânico. As tecnologias geradas serão disponibilizadas aos produtores em dias de campo, visitas técnicas, palestras ou curso, ressaltando a necessidade a importância dos resíduos orgânicos como fontes de nutrientes, para a melhoria dos solos, produção e qualidade das hortaliças, com ênfase na produção em sistema orgânico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Pinto, Cláudia L. O. - Integrante / LIMA, PAULO CÉSAR DE - Integrante / Maria Regina Miranda - Integrante / Jacob, Luciano Luís - Integrante / Santos, Malei Rosa dos - Integrante / Vidigal, Sanzio M - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2009 - 2012

    Hortaliças não-convencionais: Alternativa de diversificação de alimentos e de renda para agricultores familiares de Minas Gerais, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marinalva Woods Pedrosa em 20/08/2012., Descrição: Assim como ocorre em diversos locais do território nacional, em algumas regiões mineiras, parcela da população sofre de deficiência nutricional. Isto, pela carência de alimentos em quantidade, qualidade e variedade. Algumas hortaliças não-convencionais são ricas em um ou mais nutrientes benéficos à saúde, podendo ajudar a combater as carências nutricionais da população brasileira com uso dessas espécies no enriquecimento da dieta alimentar de comunidades de agricultores familiares. Desta forma, estas hortaliças abrem a possibilidade, em algumas regiões mineiras, de contribuir de forma significativa para a melhoria da dieta alimentar, amenizando o desequilíbrio nutricional desses habitantes. A inserção dessas espécies na alimentação, juntamente com os agricultores familiares, que tradicionalmente cultivam hortaliças na comunidade apresenta como aspecto favorável a produção de mais alimentos pelo fato de que os agricultores dominam algumas das técnicas de cultivo. Além disso, abrem uma nova perspectiva para inserção de novos produtos no mercado. Através de metodologia participativa os conhecimentos gerados e a validação das tecnologias serão divulgados na forma de dias de campo, cursos de capacitação, palestras, cartilhas, artigos e apresentações de trabalhos em eventos da área, além de promover a melhoria do empoderamento desses conhecimentos entre os agricultores. Haverá o resgate de práticas alimentares da culinária tradicional nas regiões de abrangência do projeto, uma vez que o público alvo é pertencente à população considerada de baixa renda e que possui um acesso limitado a informações desse tipo. O resgate e a valorização de hortaliças não-convencionais irão favorecer a utilização de práticas produtivas ecologicamente mais equilibradas que contribuam para a promoção da sustentabilidade econômica, ambiental e social. Para isto, doze bancos de hortaliças não-convencionais serão instalados em diferentes regiões.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / JOSÉ FRANCISCO RABELO LARA - Integrante / Francisco Morel Freire - Integrante / Maria Celuta Machado Viana - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Pedrosa, Marinalva W. - Coordenador / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Vidigal, Sanzio M - Integrante / Èdio Luiz da Costa - Integrante / Érika Regina de Oliveira Carvalho - Integrante / Luciano Donizete Gonçalves - Integrante / Valéria Aparecida Vieira Queiroz - Integrante / Lygia de Oliveira F. Bortolini - Integrante / Faustina Maria de Oliveira - Integrante / Magno Gomes da Rocha - Integrante / Rogério Diniz de Melo - Integrante / Walter José Rodrigues Matrangolo - Integrante / Nailton José SantAnna Silva - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Redução da adubação nitrogenada com aplicação de molibdênio nas culturas de cebola e de repolho - CAG 01414/09, Descrição: Avaliar critérios de recomendação para o manejo da adubação com nitrogênio na presença e ausência de molibdênio para as culturas da cebola e do repolho em Minas Gerais para melhoria de produtividade e da qualidade do produto.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Coordenador / LUÍS TARCÍSIO SALGADO - Integrante / MÁRIO PUIATTI - Integrante / PAULO ROBERTO GOMES PEREIRA - Integrante / Dilermando Dourado Pacheco - Integrante / Marlei Rosa dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Marialva Alvarenga Moreira - Integrante / Rogério Faria Vieira - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2008 - 2010

    Rotação de culturas, adubação verde e plantio direto de hortaliças: estratégias para a sustentabilidade econômica e ambiental da agricultura familiar, Descrição: O objetivo geral deste projeto é desenvolver e ajustar técnicas de rotação de culturas e manejo da adubação verde, que facilitem a adoção dessas práticas na produção de hortaliças em sistema de plantio direto orgânico. Os experimentos serão executados na EPAMIG, em São João del Rei, delineamento de blocos casualizados, quatro repetições. A rotação de culturas se dará conforme descrito a seguir, sendo que a primeira cultura citada será implantada na primavera-verão, a segunda no verão e a terceira no inverno. Sistema 1: repolho, adubação verde, repolho. Sistema 2: repolho, milho + feijão-de-porco, repolho. Sistema 3: pimentão, milho + feijão-de-porco, repolho. Sistema 4: milho + feijão-de-porco, repolho, cenoura. Sistema 5: milho + feijão-de-porco, pimentão, repolho. Sistema 6: .quiabo + crotalária, repolho, beterraba. Serão avaliados: produtividade e qualidade de espigas verdes de milho, em consórcio com feijão-de-porco; quantidade de biomassa/área produzida pelo milho e pelo feijão-de-porco no consórcio; produtividade do repolho, quiabo, pimentão, beterraba e cenoura em sistema de rotação; produtividade anual, em toneladas por hectare, de cada sistema de rotação avaliado.... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Marlei Rosa dos Santos - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2009

    Manejo e utilização de biofertilizante, proveniente da digestão anaeróbica de dejetos de suínos, para o desenvolvimento da olericultura na microrregião do Vale do Piranga, Zona da Mata Mineira, Descrição: No processo de biodigestão anaeróbica dos dejetos de suínos sobra o biofertilizante, importante adubo orgânico para melhoria das características do solo e nutrição das plantas. O biodigestor aquece o dejeto em fermentação e elimina coliformes fecais e odores. Mas é prudente que esse biofertilizante passe por outros processos de fermentaçãopara a estabilização da matéria orgânica e eliminação de patogênicos e que seja caracterizado química, física e microbiológicamente. Além disso, estudos são necessários para indicar doses, freqüência de aplicação e efeito residual no solo. Esse projeto visa avaliar o uso dos biofertilizantes como fonte de nutrientes na produção de hortaliças. Será desenvolvido na Fazenda Experimental da EPAMIG, em Oratórios-MG, com objetivo de desenvolver tecnologias de adubação de moranga híbrida, quibo e milho verde, em sistema orgânico, utilizando como adubo biofertilizante estabilizado (BIOFE), vermicomposto (BIOFV) e compostos orgânicos (BIOFC). No primeiro ensaio, será avaliado diferentes substratos para mudas de quiabo e moranga híbrida em bandejas. No segundo e terceiro ensaio, serão estudadas população de plantas e abubação com BIOFE em quiabeiro, em 5 doses: 0; 1; 2; 4 e 8 kg/m de sulco, sendo 50% no plantio e 50% em duas coberturas. Avaliar-se-á o efeito residual do adubo em milho verde, mantendo-se as mesmas unidades experimentais sobre o sulco de plantio de quiabo e entre os sulcos, sem adição de fertilizantes. Será estudado (ensaios 4 e 5) o comportamento de 2 cv. de moranga híbrida, adubado com BIOFE em 5 doses (0; 1,5; 3; 6 e 12 kg/cova, sendo 2/3 aplicado no plantio e 1/3 em cobertura) em seguida, será estudado o efeito residual na moranga híbrida. Serão difundidas tecnologias de utilização desses adubos orgânicos, os melhores substratos orgânicos para produção de mudas e adubação das culturas, para melhor utilização desses resíduos e a preservação do ambiente.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / LUÍS TARCÍSIO SALGADO - Integrante / MARIA JOSÉ GRANATE - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Jacob, Luciano Luís - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2

  • 2007 - 2009

    Critérios para recomendação de adubação nitrogenada para melhoria da produção e da qualidade de hortaliças em Minas Gerais - EDT 2664/06, Descrição: O projeto tem como objetivo: desenvolver critérios para recomendação da adubação com nitrogênio para as principais espécies de hortaliças cultivadas nas regiões Zona da Mata e Norte de Minas para a geração de emprego e melhoria de produtividade, da qualidade do produto e da renda nas pequenas propriedades rurais dessas regiões. Para tanto, serão executados dois subprojetos, um na Fazenda Experimental Vale do Piranga (FEVP), localizada em Oratórios-MG, com as culturas de cebola, repolho, moranga híbrida tetsukabuto, quiabo e pimentão e outro na Fazenda Experimental de Mocambinho (FEMO), localizada em Jaíba-MG, com as culturas de cebola, moranga híbrida tetsukabuto e quiabo... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Coordenador / MÁRIO PUIATTI - Integrante / PAULO ROBERTO GOMES PEREIRA - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / Francisco Morel Freire - Integrante / Dilermando Dourado Pacheco - Integrante / Édio Luis da Costa - Integrante / Mário Sérgio Carvalho Dias - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2009

    Tecnologias para produção de hortaliças na região campos das vertentes, em Minas Gerais - DEG 2004/06, Descrição: O projeto tem como objetivo: gerar, disponibilizar e validar tecnologias de produção de hortaliças para a geração de emprego e melhoria da renda nas pequenas propriedades rurais dos municípios da região Campos das Vertentes. Serão desenvolvidos experimentos com as culturas de cebola, alface, repolho, abóbora híbrida tetsukabuto, quiabo, pimentão, cenoura, beterraba e taro em áreas da Fazenda Experimental Risoleta Neves (FERN) da EPAMIG, São João del Rei-MG. Para tanto, serão conduzidos quatro subprojetos, para avaliação de cultivares e adubação com nitrogênio... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Coordenador / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / MÁRIO PUIATTI - Integrante / PAULO ROBERTO GOMES PEREIRA - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento de tecnologias de adubação de cenoura e tomate em sistema orgânico, utilizando dejeto de suíno estabilizado e em compostagem, na região do Vale do Piranga., Descrição: Com o objetivo de desenvolver tecnologias de adubação de cenoura e tomate em sistema orgânico de produção, utilizando dejeto de suíno estabilizado (DSE) e em compostagem (DC), na região do Vale do Piranga, está sendo proposta uma pesquisa que será implantada na Fazenda Experimental da EPAMIG, em Oratórios-MG, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Ponte Nova e a Associação dos Suinocultores do Vale do Piranga. Serão avaliados em 2 experimentos o comportamento de 3 cultivares de cenoura, testando-se o DSE e DC em 5 doses (0; 5; 10; 20 e 40 t/ha em peso seco (PS)), em seguida, o cultivar e adubo orgânico que fornecerem melhores resultados serão utilizados na realização de 3 plantios sucessivos, para estudar o efeito residual do adubo. No primeiro plantio as doses serão 0; 5; 10;20 e 40 t/ha PS e, no segundo e terceiro, serão aplicados: 0; 33,33; 66,66 e 100% das doses do primeiro plantio, para isso as parcelas serão subdivididas. No tomate serão estudadas 5 doses do DSE (0; 10; 20; 40 e 80 t/ha PS), a partir de março/04 e repetido a partir de abril/05 com as mesmas doses. Entre esses 2 cultivos (out./04 a mar./05), será plantado milho, mantendo-se as mesmas unidades experimentais e sobre o sulco de plantio de tomate, sem adição de qualquer fertilizante. A pesquisa propõe capacitação de produtores quanto aos processo de estabilização e compostagem dos dejetos de suínos para uma agropecuária sustentável, fornecendo formas seguras de utilização para a preservação do ambiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / P.C. LIMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / LUÍS TARCÍSIO SALGADO - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Francisco Carlos de Oliveira Silva - Integrante / MARIA JOSÉ GRANATE - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.Número de orientações: 1

  • 2003 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população, Descrição: A despeito de o Estado de Minas Gerais ser o segundo maior produtor de olerícolas no País, em algumas regiões há ainda horticultores usando sistemas rudimentares de cultivos. Outro problema identificado na produção olerícolas nas microrregiões de Ponte Nova e Viçosa-MG é a inconstância na oferta de produtos hortícolas comercializados, devido, principalmente, à falta de organização dos produtores e de planejamento das atividades. Em consequência, ocorrem a instabilidade na oferta destes produtos nas feiras livres e CEASAs, a importação de produtos hortícolas de outras regiões que acabam chegando com preços elevados, não acessíveis à maioria dos consumidores, acarretando a redução destes produtos na alimentação humana. Ocorre também nessas regiões, disponibilidade de mão-de-obra familiar, que poderá ser treinada e absorvida na produção de olerícolas como alternativa de melhoria da renda regional. O incremento desta atividade, grande utilizadora de mão-de-obra, poderá contribuir para diminuir o desemprego e o êxodo rural. Além disso, a expansão do mercado de produtos da agricultura orgânica, conseqüência da procura por alimentos mais saudáveis, isentos de resíduos e de contaminantes químicos e a conservação do meio ambiente, realidade em todo mundo, constitui grande oportunidade para o pequeno produtor de agricultura familiar dada a sua tradição na prática de multiuso da terra. O projeto tem como objetivo o desenvolvimento da olericultura regional e a capacitação de produtores, técnicos e trabalhadores rurais para atuarem com eficiência no desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola. Além disso, estimula o hábito de consumo de hortaliças e a gestão mais adequada dos processos de produção de diferentes espécies olerícolas, com preservação ambiental. O aproveitamento de resíduos da agropecuária, como adubo orgânico, técnicas de compostagem, de sistema orgânico de produção de hortaliças e cultivo de hortaliças em ambiente protegido, serão disseminadas e incorporadas através desse projeto. Para propor novos sistemas de produção, melhorias nos existentes e estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores, será feito um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Serão realizadas reuniões com pesquisadores, técnicos, secretário de agricultura e lideranças de cada região, visando a implantação do projeto, dando ênfase às demandas dos agricultores familiares envolvidos. Serão realizadas palestras, cursos de pequena duração e seminários para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita e pós-colheita, seleção, classificação, embalagem, consumo e comercialização de hortaliças, para competitividade dos produtos. Em cada comunidade, será feita a seleção das culturas a serem trabalhadas bem como dos agricultores familiares com suas respectivas áreas de produção. Definidas as culturas e as melhorias dos sistemas, os produtores serão treinados de acordo com as atividades a serem por eles executadas. A capacitação do produtor para produzir com qualidade e segurança o tornará mais forte e competitivo, possibilitando sua permanência na atividade, com melhor qualidade de vida. Algumas pesquisas serão estabelecidas na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios - MG e as unidades demonstrativas nas propriedades dos agricultores. A produção programada e diversificada, juntamente com uso racional dos recursos naturais, dos defensivos agrícolas e da matéria orgânica são alguns aspectos a serem considerados nesta proposta, para alcançar o objetivo maior: Desenvolvimento Sustentável do Agronegócio Olerícola. Para alcance deste objetivo, será necessário trabalhar com objetivos imediatos: melhoria de renda do produtor ? para manutenção da atividade e melhoria da qualidade dos produtos olerícolas ? para atender a um mercado cada vez mais exigente.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 2002 - 2004

    Queima das bordas das folhas em alface em cultivo hidropônico-NFT., Descrição: Objetivou-se avaliar o efeito de pulverizações com preparados homeopáticos e fontes de cálcio sobre as características vegetativas e a ocorrência de tipburn em duas cultivares de alface, em hidroponia, nas quatro estações do ano. O experimento foi instalado em parcelas subdivididas, tendo nas parcelas as pulverizações foliares com nitrato de cálcio 0,04M, Calbit C 0,3%, Chelal Ca 0,3%, Calcarea carbônica C6, Calcarea phosphorica C6, e água destilada como testemunha e nas subparcelas as cultivares de alface Brasil-303 e Lucy Brown. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com três repetições. Foram realizadas duas avaliações visuais das plantas quanto à queima das bordas. As colheitas ocorreram entre 50 e 65 dias após o semeio, dependendo da época do ano. Os resultados mostraram que pulverizações com Ca(NO3)2 atuaram sobre o desenvolvimento da planta proporcionando maior acúmulo de massa fresca na parte aérea, na cultivar Lucy Brown. As pulverizações com preparados homeopáticos e fontes de cálcio não foram eficientes na prevenção da incidência de queima. O produto comercial Chelal Ca, nas concentrações usadas, proporcionou injúria nas folhas não sendo adequado para estas cultivares.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / Hermínia Emilia Prieto Martinez - Coordenador / Sérgio Zolnier - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 2001 - 2004

    Cultivo hidropônico de quatro variedades de Lisianthus, em sistema NFT, sob diferentes soluções nutritivas., Descrição: Objetivou-se com o projeto avaliar a efetividade do cultivo de Lisianthus em sistema fechado, utilizando a técnica do filme de nutriente (NFT); verificar a eficiência de diferentes soluções nutritivas nas características produtivas e comerciais de quatro variedades de Lisianthus; propor uma sistema para o cultivo hidropônico comercial de Lisianthus.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / Hermínia Emilia Prieto Martinez - Integrante / Paulo Roberto Cecon - Integrante / JOSÉ GERALDO BARBOSA - Coordenador / Fernanda Alice Antonello Londero Backes - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 4

  • 2001 - 2004

    Melhoramento da batata-baroa (Arracacia xanthorrhiza Banc.) para o Estado de Minas Gerais - recomendação de cultivares e seleção populacional., Descrição: Com o objetivo de identificar e recomendar clones superiores de batata-baroa, com alta produtividade, precocidade e/ou boa conservação pós-colheita, para as regiões produtoras de Minas Gerais, foram avaliados 30 clones. Os experimentos serão instalados em áreas da EPAMIG e da Universidade Federal de Viçosa, no esquema fatorial (clones x épocas de colheita), no delineamento em blocos ao acaso. O potencial agronômico e a adaptabilidade, a estabilidade de comportamento e a divergência genética foram avaliados com os dados de ensaios em cinco locais representativos das regiões produtoras do Estado. Os clones com características de interesse foram escolhidos para formação de uma população base para futuros cruzamentos. Os melhores clones foram recomendados para utilização pelos produtores e repassados para os técnicos de extensão. Na micro-região de Maria da Fé, o clone BGH 5747 é recomendado para ser colhido aos 8MAP (meses após o plantio); são recomendados, para colheita aos 10MAP, os clones BGH 5747 e BGH 5742 e para colheita aos 12MAP os clones BGH 6525 e BGH 4550. Na micro-região de S. Gotardo é recomendado, para colheitas aos 8MAP, 10MAP e 12MAP, o clone Amarelo de Senador Amaral. Na microrregião de Sete Lagoas, são recomendados os clones Araponga e BGH 5747 para colheita aos 8MAP; o clone Araponga para colheita aos 10MAP e os clones recomendados são BGH 5747 e BGH 6417 para colheita aos 12MAP. Na micro-região de Viçosa, aos 8MAP, recomenda-se o clone BGH 6525 e o clone BGH 5744; aos 10MAP recomenda-se o clone BGH 6425 e aos 12MAP recomendam-se os clones Araponga, BGH 4550 e BGH 5742. Os clones BGH 4550 e BGH 5742 são recomendados, para colheita aos 8MAP, em todas as regiões produtoras de batata-baroa do Estado de Minas Gerais, pois sua produtividade aos 8MAP é superior à média estadual aos 12 meses e apresentam boa adaptabilidade e estabilidade de comportamento.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / D.J.H. SILVA - Integrante / MÁRIO PUIATTI - Integrante / COSME DAMIÃO CRUZ - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / MARIA JOSÉ BATARDA DA SILVA GRANATE SÁ E MELO MARQUES - Coordenador / Joaquim Gonçalves de Pádua - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3

  • 2001 - 2002

    Ajuste do modelo de Penman-Monteith para estimativas de evapotranspiração de cultivares de alface em um sistema hidropônico em ambiente protegido., Descrição: Objetivou-se avaliar o ajuste do modelo de Penman-Monteith aos valores experimentais de evapotranspiração medidos após o transplante de três cultivares de alface: Grand Rapids, Regina e Great Lakes, em sistema hidropônico com circulação laminar de nutrientes e determinar a resistência de superfície do dossel vegetativo (rc) da alface ao processo de difusão de vapor d'água, por meio da inversão do modelo de Penman-Monteith. O sistema hidropônico foi instalado em uma casa-de-vegetação não-climatizada, localizada na Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com três tratamentos e duas repetições. Os dados do ambiente físico no interior da casa-de-vegetação foram obtidos por meio de um sistema automático de aquisição de dados, tendo como plataforma um microcomputador. O sistema de aquisição de dados do ambiente de cultivo era constituído de sensores de radiação solar global, radiação fotossinteticamente ativa, velocidade do ar, temperatura e umidade do ar. Para determinar evapotranspiração da cultura foi projetado e construído um sistema de medição específico para o cultivo hidropônico, permitindo a medição individual em cada bancada de crescimento. A resistência do dossel vegetativo foi determinada após o fechamento do dossel, mas antes do período de formação de cabeça. Verificou-se que o modelo de Penman-Monteith estimou de forma excelente a ET para valores de IAF superiores a 0,5. Apenas no período inicial de crescimento após o transplante, (IAF <0,3), os resultados não foram muito consistentes, sendo que o modelo superestimou ou subestimou a ET dependendo do cultivar. Verificou-se também que o modelo apresentou uma pequena tendência de superestimar os valores de ET no início da manhã e final da tarde. Os valores de rc encontrados foram 88 ( 1), 103 ( 11) e 105 ( 14) s m-1, associados aos IAFs de 2,40 ( 0,02), 2,87 ( 0,06) e 3,91 ( 0,49), respectivamente para os cultivares Grand Rapids, Great Lakes e Regina. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / Sérgio Zolnier - Coordenador / GILBERTO C SEDIYAMA - Integrante / LUIZ CLÁUDIO COSTA - Integrante / Gustavo Bastos Lyra - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 4

  • 2000 - 2003

    Análise dos efeitos da fertilização contínua com dejetos de suíno sobre as características químicas e físicas do solo e do estado nutricional de diferentes culturas., Descrição: Observou-se nas propriedades que cultivam capim cameroom adubado com dejetos de suínos maiores valores de P, Zn e Cu. Para cana-de-açúcar na Fazenda Vargem Alegre, constatou-se um incremento de P, Ca, Zn, Cu, t e T na camada de 0-10cm na área adubada com dejeto. Nas outras propriedades, todas as características químicas foram iguais nas áreas com e sem dejeto. Quanto ao cafeeiro, Sítio Pimenteira, a aplicação de dejeto aumentou o teor de P, Ca, Mg, Cu e t nas 2 primeiras camadas e o teor de Mn, Zn e Na, na primeira. Na Fazenda Cachoeira, apenas o Fe e Na foram superiores na área adubada com dejeto em relação à testemunha, na camada superficial, e na Fazenda São Paulo, a aplicação de dejeto aumentou os valores de Ca, Mg, Cu e t, nas camadas superficiais. A contaminação de Coliformes fecais e Escherichia coli foi detectada nas áreas cuja amostragem de solo foi feita até 30 dias após a aplicação de dejeto. Após 90 dias de aplicação de dejeto em área de cana-de-açúcar, esta contaminação não foi detectada. Os teores foliares de NPK do capim, nas áreas adubadas com dejeto, são superiores aos seus níveis críticos e nas áreas de cana-de-açúcar estavam acima dos obtidos na testemunha. Para o cafeeiro, os teores foliares de NPK foram semelhantes aos obtidos nas plantas testemunhas e, em geral, se encontram dentro da faixa de suficiência. Em geral, houve acumulo de P, Zn e Cu nas duas primeiras camadas de solo, nas áreas adubadas com dejeto. A aplicação do dejeto não provocou alterações no pH e no teor de matéria orgânica nas camadas mais superficiais do solo e, em geral, nas demais características químicas, nas duas camadas mais profundas. A estrutura do solo, não foi influenciada pela aplicação de dejeto de suíno. Houve uma elevação da CE do extrato nas áreas adubadas com dejeto, porém com valores muito inferiores a 4 dS/m, usado como limite mínimo para classificação do solo como salino. Não houve alteração significativa nas características físicas dos solos nas 2 camadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / N.C.P. GARCIA - Coordenador / ANTONIO TEIXEIRA DE MATOS - Integrante / LUÍS TARCÍSIO SALGADO - Integrante / PAULO CESAR DE LIMA - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1

  • 2000 - 2002

    Manejo de plantas daninhas na cultura da mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Banc.), Descrição: Em experimentos conduzidos na EPAMIG e UFV, em Viçosa, Oratórios e Sete Lagoas-MG, avaliaram-se a seletividade da mandioquinha-salsa a diferentes herbicidas; o controle de plantas daninhas e o período crítico de prevenção de interferência destas com a cultura. Os tratamentos foram compostos por herbicidas, doses e períodos de convivência de plantas daninhas com a mandioquinha-salsa. Os herbicidas (g i.a.ha-1), avaliados em pré-emegência: atrazine, 2750; diuron, 1600; linuron, 1485; flumioxazin, 50; metribuzin, 542; metolachlor (2400); metalochlor + metribuzin (2400 + 500); oxadiazon (1000); oxifluorfen, 600; e trifluralina, 774, mostraram-se promissores, sendo assim estudados em condições de campo, com avaliações aos 40, 80 dias após plantio (DAP) e na colheita, aos 12 meses. As maiores produções de raízes foram obtidas com diuron e a mistura metalochlor + metribuzin, que proporcionaram melhor controle de plantas daninhas. No ensaio com aplicação combinada de herbicidas, em pré e pós-emergência, não houve diferenças quanto à emergência das plantas de mandioquinha-salsa. Os tratamentos: atrazine + fluazifop-p-butil; linuron + fluazifop-p-butil; (metolachlor+metribuzin) + linuron; (metolachlor+metribuzin) + diuron; e oxadiazon + diuron proporcionaram baixa toxicidade e melhor controle de plantas daninhas de folhas largas até aos 130 DAP. Na produção de raízes comercias, destacaram-se os tratamentos: diuron + fluazifop-p-butil; linuron + fluazitop-p-butil; linuron + oxadiazon e (metolachlor+metribuzin) + linuron. Determinaram-se o período anterior à interferência (PAI), período total de prevenção à interferência(PTPI), período crítico de prevenção de interferência (PCPI) das plantas daninhas com a mandioquinha-salsa. O PAI foi de 58 dias; o PTPI de 120 dias e o PCPI, localizado entre 580 e 1200 DAP. Os resultados de rendimento revelaram reduções superiores a 98% na produtividade de raízes comerciais de mandioquinha-salsa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / FRANCISCO AFFONSO FERREIRA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / Maria Helena Tabim Mascarenhas - Integrante / JOSÉ FRANCISCO RABELO LARA - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 1999 - 2003

    Crescimento e produção de dois clones de mandioquinha-salsa (Arracacia xanthorrhiza Bracroft) em função de tipo de muda, pré-enraizamento e época de cultivo., Descrição: Com o objetivo de avaliar o efeito do pré-enraizamento e dos tipos de mudas sobre o crescimento da planta e produção de raízes dos clones de batata-baroa 'Amarela de Cararndaí' ( BGH 5746) e Roxa de Viçosa ( BGH 6513) foram conduzidos três experimentos na horta de pesquisa da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, no período de abril de 1999 a fevereiro de 2000. Os dez tratamentos (cinco tipos de mudas, com e sem pré-enraizamento) foram dispostos em blocos casualizados, em parcelas subdivididas, com cinco repetições. Avaliou-se a porcentagemde plantas emergidas e, na colheita, a população final, altura e diâmetro de copa da planta, peso total de matéria fresca da planta, número e peso de rebentos, número de folhas por rebento, número, comprimento, diâmetro e peso de massa fresca da coroa e rendimento de raízes comerciais. As análises indicaram que nos clones e nas épocas de cultivo o método de plantio de mudas sem enraizamento, independente do tipo de mudas, proporcionou maior crescimento e produção de raízes por planta e de raízes comerciais que o método com pré-enraizamento. A época de cultivo influencia o desempenho das plantas no campo, em especial afetando as mudas pré-enraizadas. A melhor época de cultivo nos dois clones foi outono-outono. Não houve efeito de muda, isoladamente, sobre as características avaliadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / MÁRIO PUIATTI - Coordenador / GLAUCO V MIRANDA - Integrante / Ramon Emilio Gil Leblanc - Integrante / FERNANDO LUIZ FINGER - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1

  • 1998 - 2000

    Dinâmica da compostagem dos resíduos de filtros orgânicos no tratamento primário de águas residuárias da suinocultura, visando seu aproveitamento na agricultura., Descrição: Objetivou-se com esse projeto determinar a taxa de decomposição do material orgânico em compostagem por meio de ajuste de equações que permitam estimar o tempo gasto para se obter um composto maturado; determinar a taxa de mineralização do nitrogênio presente nos compostos orgânicos após sua incorporação ao solo; avaliar o valor fertilizante dos adubos orgânicos, produzidos após a compostagem do material orgânico filtrante, para a produção de alface.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / A.T. MATOS - Coordenador / LIOVANDO MARCIANO DA COSTA - Integrante / Márcia Cristina Ausina Febrer - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 1998 - 2000

    Seleção de variedades de alface para cultivo protegido em sistema hidropônico, Descrição: Objetivou-se avaliar a produção e selecionar variedades de alface dos grupos lisa, crespa e americana em cultivo hidropônico, no verão e no inverno; estimular e difundir o cultivo hidropônico. Os experimentos foram conduzidos em casa de vegetação, em sistema hidropônico NFT, no delineamento em blocos casualizados com 3 repetições e 20 variedades de alface. Avaliou-se a produção de matéria fresca e seca, número de folhas, comprimento de caule, teor e conteúdo de nutrientes na planta e ocorrência de queima de bordos. As variedades do grupo americana foram mais produtivas quanto ao peso de matéria fresca da planta, com menor número de folhas em relação às variedades dos grupos crespa e lisa. No inverno, as variedades Iara, Kaeser, Madona, OGR e Tainá (americana) e Brisa, Grand Rapids, Itapuã, Marisa e Vera (crespa) foram mais produtivas, podendo ser indicadas para o cultivo hidropônico, nesta estação. No grupo lisa, Brasil-303, Floresta e Lívia foram as mais produtivas, sendo Brasil-303 e a Floresta mais susceptível à queima de bordo. No verão, não houve diferença quanto à produtividade nas variedades estudas dentro dos diferentes grupos. Assim, a seleção, feita pelo maior número de folhas e menor comprimento de caule aponta como mais promissoras, no grupo americana, as variedades Iara, Lorca e Lucy Brown. No grupo crespa as variedades Brisa e Marisa e, no grupo lisa, Regina 440 e Brasil-303. Nas condições estudadas, as varidades Babá de Verão e Vitória de Verão foram mais sensíveis à queima de bordo. Quanto à absorção de nutrientes, houve indicativo de diferença na exigência nutricional ou na capacidade de acúmulo de macro e micronutrientes entre as variedades, principalmente, no grupo crespa. A variedade Babá de Verão apresentou maior teor de nitrato nas folhas (2875,5 mg kg-1 de matéria fresca), estando este bem inferior ao limite máximo tolerado para o consumo humano em alface, de acordo com as normas internacionais, que é de 4000 mg kg-1 de matéria fresca.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / N.C.P. GARCIA - Integrante / MARINALVA WOODS PEDROSA - Integrante / LUÍS TARCÍSIO SALGADO - Integrante / PAULO CESAR DE LIMA - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 1

  • 1998 - 2000

    Melhoramento de batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.): Adaptabilidade de clones e seleção de genótipos promissores via marcadores enzimáticos, Descrição: O projeto teve como objetivos estudar a diversidade genética em batata-doce a partir de descritores morfológicos, caracteres físico-químicos e marcadores isozimáticos e, também, avaliar o comportamento de clones, baseado em estudos de adaptabilidade e estabilidade, com o propósito de recomendar formas genotípicas mais adequadas ás condições ambientais da região da Zona da Mata de Minas Gerais. O material genético avaliado era composto de 55 clones coletados em diferentes regiões do Brasil. Os clones foram multiplicados em viveiros para a montagem dos ensaios de campo. Para as análises isoenzimáticas, os clones foram plantados em vasos, em casa-de-vegetação. Após testes preliminares de ajustes de metodologias para análises eletroforéticas de isoenzimas, foram selecionados os seguintes sistemas enzimáticos e tecidos para as análises definitivas: EST, EST, PGI e PGM (folhas e raízes); GOT (folhas); e IDH e PRX (raízes). Na análise da diversidade genética por caracteres morfológicos e físico-químicos, foram avaliados 25 caracteres da parte aérea e raízes de 51 clones em experimento instalado em Oratórios-MG, delineado em blocos casualizados, com três repetições. Três meses após o plantio, foram avaliadas as características morfológicas da parte aérea e, após a colheita, as características das raízes, conforme preconizado pelo IBPGR, para a espécie Ipomoea batatas. Empregou-se a distância generalizada de Mahalanobis e os métodos de agrupamento de Tocher e hierárquico do vizinho mais próximo. As avaliações de adaptabilidade e estabilidade de produção de batata-doce foram realizadas com 37 clones considerados divergentes geneticamente a partir dos estudos dos caracteres morfológicos e dos padrões isoenzimáticos. Esses 37 clones foram avaliados em seis experimentos instalados em três épocas distintas em dois locais: Viçosa-MG e Oratórios-MG. Os parâmetros de adaptabilidade e estabilidade foram estimados pelo método das diferenças de áreas de trapézio quadrático ponderado pelo C.V. residual. Após caracterização morfológica e isoenzimática, constatou-se que alguns dos clones avaliados eram idênticos. Assim, apenas um clone dentre aqueles repetidos foi utilizado nas análises de adaptabilidade e estabilidade. As técnicas de agrupamento permitiram reunir os clones em grupos de similaridade de acordo com suas distâncias genéticas. Das 25 características morfológicas avaliadas, nove não contribuíram para a formação dos grupos de similaridade e, as mais relevantes para o estudo da divergência genética foram, hierarquicamente: distribuição da cor secundária da polpa, cor primária da película externa, cor secundária da polpa, formato das raízes, tipos de defeitos e cor primária da polpa. A análise de polimorfismos isoenzimáticos de folhas e raízes foi eficaz na identificação dos clones e na revelação da ocorrência de duplicatas no conjunto de genótipos avaliados. A combinação dos diferentes padrões isoenzimáticos de todas as enzimas e tecidos analisados possibilitou a discriminação individual de 39 dos 55 clones avaliados. Dezesseis clones apresentaram o mesmo fenótipo isoenzimático para todas as enzimas avaliadas em folhas e raízes e, também, características morfológicas semelhantes, sendo considerados, por isso, como materiais de mesmo genótipo. Os marcadores isoenzimáticos foram úteis na avaliação da variabilidade genética entre clones de batata-doce, com o estabelecimento de grupos de similaridade por diferentes técnicas de agrupamento. As análises de adaptabilidade e estabilidade indicaram dois clones de pele roxa e polpa creme e um clone de pele e polpa brancas como os mais indicados para plantios comerciais na Zona da Mata de Minas Gerais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Antônio Teixeira do Amaral Júnior - Integrante / C.D. CRUZ - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Integrante / FERNANDO LUIS FINGER - Integrante / ANTONIO CARLOS BAIÃO DE OLIVEIRA - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3

  • 1997 - 2000

    Adubação nitrogenada de cebola cultivada na época de verão no projeto Jaíba., Descrição: Objetivou-se com o projeto avaliar a adubação nitrogenada de cebola irrigada cultivada no verão - projeto Jaíba, norte de Minas Gerais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / P.R.G. PEREIRA - Coordenador / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / C.S. SEDIYAMA - Integrante / PAULO CESAR REZENDE FONTES - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 1996 - 2000

    Pré-Condicionamento de Sementes de Quiabo: Efeitos Sobre a Qualidade Fisiológica, Potencial de Armazenamento e Produção., Descrição: O projeto teve como objetivo avaliar os efeitos de tratamentos de condicionamento osmótico e de hidratação/secagem em sementes de quiabo sobre o vigor, potencial de armazenamento e produção de frutos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / Gilson Petrônio da Paixão - Integrante / Denise Cunha Fernandes S Dias - Coordenador / Paulo Roberto Cecon - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1

  • 1995 - 1998

    Caracterização Isoenzimática de Espécies SIlvestres de Capsicum Coletadas no Brasil., Descrição: Este projeto teve como objetivo estabelecer padrões isoenzimáticos com as pimentas silvestres; avaliar as correlações dos padrões com características morfológicas; determinar o índice de similaridade genética entre os acessos; verificar as variações dos padrões entre os tecidos das espécies coletadas no Brasil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Coordenador / FERNANDO LUIZ FINGER - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10

  • 1995 - 1998

    Aproveitamento dos resíduos da suinocultura no cultivo da batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam.) e seus efeitos na eficiência de alguns herbicidas usados nesta cultura., Descrição: Determinar resposta da cultura da batata-doce a doses crescentes de composto orgânico e dejetos estabilizados de suínos e modo de aplicação dos compostos, analisando seus efeitos no rendimento e qualidade da cultura, na ocorrência de plantas daninhas e na eficiência de alguns herbicidas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Coordenador / Silverio de Paiva Freitas - Integrante / FRANCISCO AFFONSO FERREIRA - Integrante / Carlos S Sediyama - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 11 / Número de orientações: 1

  • 1995 - 1997

    Melhoramento de hortaliças para cultivo orgânico. III Seleção de linhagens de pimentão e variedades de alface, Descrição: Foram conduzidos dois experimentos incluindo linhagens de pimentão a serem selecionadas para o cultivo orgânico. As linhagens L7, L8 e L10 foram as mais promissoras. A dose de 250 mg de P/kg de solo foi a mais adequada aos estudos. A seleção precoce de linhagens de pimentão foi eficiente na discriminação de genótipos adaptados ao cultivo orgânico com baixo teor de P no solo. Quanto à alface, foram conduzidos 4 experimentos em Viçosa-MG em cultivos orgânicos para avaliação de critérios que possam discriminar genótipos e para seleção de variedades com menor capacidade de acumular metais pesados e maior eficiência no metabolismo. Foi constatado que os critérios de seleção sensoriais e qualitativos foram eficientes para indicação de variedades adaptadas ao cultivo orgânico. O critério teor de matéria seca das variedades foi mais preciso na fase de crescimento, enquanto que a relação parte aérea/raiz foi potente, mas de obtenção mais difícil. A fase de 68-74 dias do ciclo possibilitou maior discriminação das variedades quanto à área foliar, teor de matéria seca, matéria fresca e matéria seca da parte aérea. Os nutrientes que diferiram as variedades e que podem ser adotados como critérios de seleção foram: N, P, K, Mg, Na, Zn, Cu, e Mn. O critério que apresentou maior repetibilidade campos X casa de vegetação foi o índice de área foliar. Foi constatada a possibilidade de seleção de variedades com menor acúmulo de metais pesados mesmo cultivados com composto orgânico de alta poluição. As variedades Great Lakes 659, Brasil 48, Maravilha das Quatro Estações e Gigante IAC 1797 foram mais responsivas à adubação orgânica. Ainda em relação à alface, foi instalado um ensaio de campo, em Oratórios-MG, no delineamento de blocos casualizados, com 33 tratamentos constituídos de 11 variedades e 3 tipos de adubação (orgânica, mineral e sem adubação). O teste de Scott & Knott permitiu agrupar as médias das características em 2 e 3 grupos homogêneos, sob cada um dos 3 tipos de adubação. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / ANTONIO AMÉRICO CARDOSO - Integrante / P.R.G. PEREIRA - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / COSME DAMIÃO CRUZ - Integrante / PAULO CESAR REZENDE FONTES - Integrante / Derly José Henriques da Silva - Integrante / Paulo Roberto Cecon - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 2

  • 1995 - 1997

    Produção de tomate pela técnica do cultivo em saco plástico contendo dejetos de suínos no substrato., Descrição: Avaliar a possibilidade de produção de tomate pela técnica de cultivo em sacos plásticos, utilizando-se o esterco de suínos no substrato; avaliar a qualidade dos frutos produzidos nos diferentes substratos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / ANTONIO AMÉRICO CARDOSO - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Integrante / JUVENAL LOPES LOURES - Integrante / PAULO CEZAR REZENDE FONTES - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1

  • 1994 - 1997

    Crescimento, produção e absorção de nutrientes pela abóbora híbrida (Cucurbita maxima Duch. X C. moschata Duch) em função de adubação mineral e orgânica., Descrição: O objetivo principal desse projeto foi avaliar o crescimento, a produção e a absorção de macro e micronutrientes pela abóbora híbrida tetsukauto; contribuir para o estabelecimento de níveis técnicos, mais aproximados, das recomendações de adubação na região da Zona da Mata mineira.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / A. A. CARDOSO - Integrante / NATAN FONTOURA DA SILVA - Integrante / FRANCISCO AFFONSO FERREIRA - Coordenador / PAULO CEZAR REZENDE FONTES - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5

  • 1993 - 1997

    Utilização de resíduos poluentes de suínos na agricultura, Descrição: Objetivou-se com o projeto avaliar a composição e a qualidade de compostos orgânicos obtidos com dejetos de suínos e materiais palhosos (palha de café, bagaço de cana-de-açúcar e capim napier), visando maior eficiência na utilização desses resíduos na produção de hortaliças, de milho e feijão. No experimento de compostagem, os tratamentos que promoveram maior ganhos de N, K e P foram aqueles onde estiveram presente a palha de café, seguido do tratamento com capim napier e do bagaço de cana-de açúcar enriquecido com super fosfato simples. Os compostos orgânicos produzidos fornecem, em quantidades totais, para cada 10 t/ha de matéria seca: 160 kg de N, 135 kg de P2O5; 180 kg de K2O; 28 kg de S; 234 kg de Ca; 26 kg de Mg e 12 kg de Na, em média. Enquanto que os dejetos de suínos na forma líquida fornecem, em quantidades totais, para cada 10 m3/ha: 40 kg de N, 65,5 kg de P2O5; 12 kg de K2O; 29 kg de Ca; 3,7 kg de Mg e 1,7kg de Na, em média. O aproveitamento dos dejetos de suínos como adubo orgânico, seja nas formas líquida ou sólida fermentadas, ou na forma de composto orgânico, reduz substancialmente os problemas ecológicos além de proporcionar vantagens sócio-econômicas. De acordo com os resultados obtidos, pode-se recomendar a incorporação ao solo de dejeto líquido, sólido ou composto, 15 dias antes do plantio, evitando-se contaminações por agentes patogênicos e favorecendo a liberação de nutrientes. A dosagem utilizada depende de alguns fatores tais como: teor de nutrientes do dejeto e do composto, solo e necessidade da cultura. Para as hortaliças (abóbora, batata-doce, cenoura, melancia e pimentão), considerando-se o primeiro ano de cultivo, os melhores resultados foram obtidos com aplicação de 60 a 90 m3/ha de dejeto sólido; 90 a 120 m3/ha de dejeto líquido e 60 a 90 t/ha de composto orgânico. Ressalta-se que em cultivos e aplicações sucessivas estas dosagens podem ser reduzidas, para evitar possíveis acúmulos no solo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / N.C.P. GARCIA - Integrante / FRANCISCO AFFONSO FERREIRA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Integrante / PAULO CÉSAR RESENDE FONTES - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / PAULO ROBERTO GOMES PEREIRA - Integrante / JOSÉ MAURO CHAGAS - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 30 / Número de orientações: 3

  • 1992 - 1995

    Caracterização isozimática de acessos normais e braquíticos de moranga (Cucurbita maxima Duchesne)., Descrição: Caracterizar e agrupar isozimaticamente acessos normais e braquíticos de Cucurbita maxima; estabelecer possíveis correlações entre isozimas e características morfológicas de acessos normais e braquíticos de Cucurbita maxima.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / Antônio Teixeira do Amaral Júnior - Integrante / VICENTE WAGNER DIAS CASALI - Coordenador / CARLOS FLORIANO DE MORAES - Integrante / COSME DAMIÃO CRUZ - Integrante / ACELINO COUTO ALFENAS - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2018 - Atual

    POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO TÉCNICO, CIENTÍFICO E TRADICIONAL DE PRÁTICAS AGROECOLÓGICAS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Madelaine Venzon em 28/05/2019., Descrição: A agroecologia é ciência, prática e movimento. Esse enfoque tríplice tem contribuído significativamente para importantes demandas da sociedade como a conservação da biodiversidade e dos recursos naturais, a segurança e a soberania alimentar, a redução do uso de agrotóxicos e o desenvolvimento rural sustentável. No entanto, há ainda muito espaço e necessidade de diálogo entre os pesquisadores, técnicos, agricultores, e a sociedade em geral. Muito do conhecimento produzido das instituições de pesquisa e nas universidades na área de agroecologia precisa ser compartilhado com técnicos e agricultores. Da mesma forma, o contato entre as partes possibilita a divulgação, investigação e validação do conhecimento tradicional dos agricultores. O objetivo do projeto é justamente proporcionar a troca e a popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional, através de diversas atividades, tendo como público alvo, estudantes do ensino médio especialmente, escolas família agrícolas, estudantes do ensino médio e superior dos Institutos Federais e de Licenciatura em Educação do Campo, assim como seus familiares, moradores de comunidade rurais e membros de associações. Será dada ênfase às associações de mulheres pelo importante papel da mulher no desenvolvimento da agroecologia. As atividades serão realizadas em todas as regiões do Estado de Minas Gerais, em 24 municípios. O projeto será coordenado pela Empresa de Pesquisa agropecuária de Minas Gerais, na figura da coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Agroecologia, em parceria com Institutos Federais, Universidades e ONG, os quais já possuem articulação e parcerias com o público do evento. Serão realizados caravanas, ciência móvel, mini-cursos, troca de saberes, entre outras atividades para popularização do conhecimento em agroecologia. As atividades terão início em outubro e terão duração de 12 meses, devido ao número de atividades, instituições envolvidas e principalmente, às diferentes regiões abrangidas no estado de Minas Gerais. Através da popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional de base agroecológica que possa ser aplicado nas atividades agrícolas o objetivo do projeto é contribuir com desenvolvimento rural sustentável e por consequência, diminuir as desigualdades sociais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / M.F. RIBEIRO - Integrante / Joaquim Gonçalves de Pádua - Integrante / Maisa Santos da Fonseca - Integrante / Pedrosa, Marinalva W. - Integrante / Waldênia de Melo Moura - Integrante / Juliana Carvalho Simões - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Coordenador / Angelo Pallini Filho - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / Lívia Mendes de Carvalho - Integrante / IZABEL, CRISTINA DOS SANTOS - Integrante / Wânia dos Santos Neves - Integrante / Polyanna Mara de Oliveira - Integrante / Reginério Soares de Faria - Integrante / Kelson F. Tolentino Sousa - Integrante / Djalma Ferreira Pelegrini - Integrante / Emerson Dias Gonçalves - Integrante / Erivelton Resende - Integrante / Simome Novaes Reis - Integrante / Irene Maria Cardoso - Integrante / Elem Fialho Martins - Integrante.

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2018 - Atual

    POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO TÉCNICO, CIENTÍFICO E TRADICIONAL DE PRÁTICAS AGROECOLÓGICAS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Madelaine Venzon em 28/05/2019., Descrição: A agroecologia é ciência, prática e movimento. Esse enfoque tríplice tem contribuído significativamente para importantes demandas da sociedade como a conservação da biodiversidade e dos recursos naturais, a segurança e a soberania alimentar, a redução do uso de agrotóxicos e o desenvolvimento rural sustentável. No entanto, há ainda muito espaço e necessidade de diálogo entre os pesquisadores, técnicos, agricultores, e a sociedade em geral. Muito do conhecimento produzido das instituições de pesquisa e nas universidades na área de agroecologia precisa ser compartilhado com técnicos e agricultores. Da mesma forma, o contato entre as partes possibilita a divulgação, investigação e validação do conhecimento tradicional dos agricultores. O objetivo do projeto é justamente proporcionar a troca e a popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional, através de diversas atividades, tendo como público alvo, estudantes do ensino médio especialmente, escolas família agrícolas, estudantes do ensino médio e superior dos Institutos Federais e de Licenciatura em Educação do Campo, assim como seus familiares, moradores de comunidade rurais e membros de associações. Será dada ênfase às associações de mulheres pelo importante papel da mulher no desenvolvimento da agroecologia. As atividades serão realizadas em todas as regiões do Estado de Minas Gerais, em 24 municípios. O projeto será coordenado pela Empresa de Pesquisa agropecuária de Minas Gerais, na figura da coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Agroecologia, em parceria com Institutos Federais, Universidades e ONG, os quais já possuem articulação e parcerias com o público do evento. Serão realizados caravanas, ciência móvel, mini-cursos, troca de saberes, entre outras atividades para popularização do conhecimento em agroecologia. As atividades terão início em outubro e terão duração de 12 meses, devido ao número de atividades, instituições envolvidas e principalmente, às diferentes regiões abrangidas no estado de Minas Gerais. Através da popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional de base agroecológica que possa ser aplicado nas atividades agrícolas o objetivo do projeto é contribuir com desenvolvimento rural sustentável e por consequência, diminuir as desigualdades sociais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / M.F. RIBEIRO - Integrante / Joaquim Gonçalves de Pádua - Integrante / Maisa Santos da Fonseca - Integrante / Pedrosa, Marinalva W. - Integrante / Waldênia de Melo Moura - Integrante / Juliana Carvalho Simões - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Coordenador / Angelo Pallini Filho - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / Lívia Mendes de Carvalho - Integrante / IZABEL, CRISTINA DOS SANTOS - Integrante / Wânia dos Santos Neves - Integrante / Polyanna Mara de Oliveira - Integrante / Reginério Soares de Faria - Integrante / Kelson F. Tolentino Sousa - Integrante / Djalma Ferreira Pelegrini - Integrante / Emerson Dias Gonçalves - Integrante / Erivelton Resende - Integrante / Simome Novaes Reis - Integrante / Irene Maria Cardoso - Integrante / Elem Fialho Martins - Integrante.

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2018 - Atual

    POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO TÉCNICO, CIENTÍFICO E TRADICIONAL DE PRÁTICAS AGROECOLÓGICAS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Madelaine Venzon em 28/05/2019., Descrição: A agroecologia é ciência, prática e movimento. Esse enfoque tríplice tem contribuído significativamente para importantes demandas da sociedade como a conservação da biodiversidade e dos recursos naturais, a segurança e a soberania alimentar, a redução do uso de agrotóxicos e o desenvolvimento rural sustentável. No entanto, há ainda muito espaço e necessidade de diálogo entre os pesquisadores, técnicos, agricultores, e a sociedade em geral. Muito do conhecimento produzido das instituições de pesquisa e nas universidades na área de agroecologia precisa ser compartilhado com técnicos e agricultores. Da mesma forma, o contato entre as partes possibilita a divulgação, investigação e validação do conhecimento tradicional dos agricultores. O objetivo do projeto é justamente proporcionar a troca e a popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional, através de diversas atividades, tendo como público alvo, estudantes do ensino médio especialmente, escolas família agrícolas, estudantes do ensino médio e superior dos Institutos Federais e de Licenciatura em Educação do Campo, assim como seus familiares, moradores de comunidade rurais e membros de associações. Será dada ênfase às associações de mulheres pelo importante papel da mulher no desenvolvimento da agroecologia. As atividades serão realizadas em todas as regiões do Estado de Minas Gerais, em 24 municípios. O projeto será coordenado pela Empresa de Pesquisa agropecuária de Minas Gerais, na figura da coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Agroecologia, em parceria com Institutos Federais, Universidades e ONG, os quais já possuem articulação e parcerias com o público do evento. Serão realizados caravanas, ciência móvel, mini-cursos, troca de saberes, entre outras atividades para popularização do conhecimento em agroecologia. As atividades terão início em outubro e terão duração de 12 meses, devido ao número de atividades, instituições envolvidas e principalmente, às diferentes regiões abrangidas no estado de Minas Gerais. Através da popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional de base agroecológica que possa ser aplicado nas atividades agrícolas o objetivo do projeto é contribuir com desenvolvimento rural sustentável e por consequência, diminuir as desigualdades sociais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / M.F. RIBEIRO - Integrante / Joaquim Gonçalves de Pádua - Integrante / Maisa Santos da Fonseca - Integrante / Pedrosa, Marinalva W. - Integrante / Waldênia de Melo Moura - Integrante / Juliana Carvalho Simões - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Coordenador / Angelo Pallini Filho - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / Lívia Mendes de Carvalho - Integrante / IZABEL, CRISTINA DOS SANTOS - Integrante / Wânia dos Santos Neves - Integrante / Polyanna Mara de Oliveira - Integrante / Reginério Soares de Faria - Integrante / Kelson F. Tolentino Sousa - Integrante / Djalma Ferreira Pelegrini - Integrante / Emerson Dias Gonçalves - Integrante / Erivelton Resende - Integrante / Simome Novaes Reis - Integrante / Irene Maria Cardoso - Integrante / Elem Fialho Martins - Integrante.

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

  • 2018 - Atual

    POPULARIZAÇÃO DO CONHECIMENTO TÉCNICO, CIENTÍFICO E TRADICIONAL DE PRÁTICAS AGROECOLÓGICAS, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Madelaine Venzon em 28/05/2019., Descrição: A agroecologia é ciência, prática e movimento. Esse enfoque tríplice tem contribuído significativamente para importantes demandas da sociedade como a conservação da biodiversidade e dos recursos naturais, a segurança e a soberania alimentar, a redução do uso de agrotóxicos e o desenvolvimento rural sustentável. No entanto, há ainda muito espaço e necessidade de diálogo entre os pesquisadores, técnicos, agricultores, e a sociedade em geral. Muito do conhecimento produzido das instituições de pesquisa e nas universidades na área de agroecologia precisa ser compartilhado com técnicos e agricultores. Da mesma forma, o contato entre as partes possibilita a divulgação, investigação e validação do conhecimento tradicional dos agricultores. O objetivo do projeto é justamente proporcionar a troca e a popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional, através de diversas atividades, tendo como público alvo, estudantes do ensino médio especialmente, escolas família agrícolas, estudantes do ensino médio e superior dos Institutos Federais e de Licenciatura em Educação do Campo, assim como seus familiares, moradores de comunidade rurais e membros de associações. Será dada ênfase às associações de mulheres pelo importante papel da mulher no desenvolvimento da agroecologia. As atividades serão realizadas em todas as regiões do Estado de Minas Gerais, em 24 municípios. O projeto será coordenado pela Empresa de Pesquisa agropecuária de Minas Gerais, na figura da coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Agroecologia, em parceria com Institutos Federais, Universidades e ONG, os quais já possuem articulação e parcerias com o público do evento. Serão realizados caravanas, ciência móvel, mini-cursos, troca de saberes, entre outras atividades para popularização do conhecimento em agroecologia. As atividades terão início em outubro e terão duração de 12 meses, devido ao número de atividades, instituições envolvidas e principalmente, às diferentes regiões abrangidas no estado de Minas Gerais. Através da popularização do conhecimento científico, técnico e tradicional de base agroecológica que possa ser aplicado nas atividades agrícolas o objetivo do projeto é contribuir com desenvolvimento rural sustentável e por consequência, diminuir as desigualdades sociais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Integrante / M.F. RIBEIRO - Integrante / Joaquim Gonçalves de Pádua - Integrante / Maisa Santos da Fonseca - Integrante / Pedrosa, Marinalva W. - Integrante / Waldênia de Melo Moura - Integrante / Juliana Carvalho Simões - Integrante / José Mário Lobo Ferreira - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Coordenador / Angelo Pallini Filho - Integrante / Andréia Fonseca Silva - Integrante / Lívia Mendes de Carvalho - Integrante / IZABEL, CRISTINA DOS SANTOS - Integrante / Wânia dos Santos Neves - Integrante / Polyanna Mara de Oliveira - Integrante / Reginério Soares de Faria - Integrante / Kelson F. Tolentino Sousa - Integrante / Djalma Ferreira Pelegrini - Integrante / Emerson Dias Gonçalves - Integrante / Erivelton Resende - Integrante / Simome Novaes Reis - Integrante / Irene Maria Cardoso - Integrante / Elem Fialho Martins - Integrante.

  • 2017 - Atual

    COMPORTAMENTO DA ARARUTA (MARANTA ARUNDINACEA L.) E DO MANGARITO (XANTHOSOMA RIEDELIANUM SCHOTT) PARA OBTENÇÃO DE RIZOMAS E POLVILHO EM SISTEMA DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICO E SUBSÍDIO AO CULTIVO POR AGRICULTORES FAMILIARES DE MINAS GERAIS, Descrição: A proposta envolve duas hortaliças não convencionais e está em consonância com a proposta da FAO pela busca de soluções no que se refere a crescente ameaça de redução de espécies vegetais na alimentação. Além disso, está ratificada no Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para Alimentação e a Agricultura FAO, para estudos de definição e características e métodos de produção dessas hortaliças. A araruta e o mangarito são hortaliças tuberosas, que se desenvolvem dentro do solo e apresentam com grande potencial alimentício, pela produção amido/fécula de alto valor para uma alimentação mais saudável, por não conter glúten, que torna boa alternativa aos celíacos e pela sua riqueza em fibras, auxiliando a digestão. Algumas regiões de Minas Gerais possuem características climáticas apropriadas ao cultivo da espécie com boa qualidade de rizomas e de polvilho ao longo do ano. Contudo, essas espécies são pouco estudadas, por isso apresentam com grande potencial de trabalho, de uso e de geração de novos conhecimentos. Há necessidade de desenvolver sistemas de produção sustentável, ou seja, soluções fáceis de serem usadas, de baixo custo e efetivas para o produtor. Essas soluções passam pela redução no uso de defensivos, de mão de obra, de fertilizantes minerais e também no consumo de água. Será avaliado o cultivo da Araruta e do Mangarito em diferentes sistemas de produção, desde o sistema de plantio em sulcos e leiras ou camaleões; uso de fertilizantes orgânicos; cobertura morta para controle de plantas espontânea e redução de água, além da curva de crescimento das plantas e dos rizomas para identificação do período de maior rendimento de polvilho. Considerando o ciclo cultural relativamente longo, tais práticas poderão favorecer o desenvolvimento das espécies, reduzir o custo de produção e melhorar a produtividade de rizomas e, consequentemente, o rendimento de polvilho ou fécula. Além disso, estudo sobre custo de produção e viabilidade econômica, poderá auxiliar a tomada de decisão para produção de fécula de araruta e mangarito por parte dos produtores.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (3) Graduação: (3) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto - Integrante / Izabel Cristina dos Santos - Integrante / Luciano Luís Jacob - Integrante / Maira Christina Marques Fonseca - Integrante / Maria Regina de Miranda Souza - Integrante / Madelaine Venzon - Integrante / Sanzio Mollica Vidigal - Integrante / Mario Puiatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2004 - 2006

    Desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola nas microrregiões das matas de Ponte Nova e de Viçosa: estímulo à produção, ao consumo e garantia de acesso ao alimento para nutrição e saúde da população., Descrição: O projeto foi desenvolvido em municípios das microrregiões de Viçosa e Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais por uma equipe de pesquisadores e técnicos da EPAMIG, EMATER e UFV e teve por objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do agronegócio olerícola pela melhoria do sistema de produção, comercialização e consumo de hortaliças. Inicialmente, foram selecionados 24 produtores de diferentes comunidades, acatando indicações dos extensionistas e dando prioridade para aqueles com filhos jovens que utilizam mão-de-obra familiar e têm na olericultura sua principal fonte de renda e alimento, para incentivo à produção e consumo de hortaliças e a geração de emprego e renda para esses produtores. Para propor melhorias nos sistemas de produção existente, estabelecer o perfil técnico e econômico dos produtores e conhecer as suas demandas foi realizado um diagnóstico, por meio de visitas às propriedades selecionadas. Posteriormente, foram feitas reuniões com as lideranças e com os produtores para exposição do projeto e sua implantação. Foi feita a seleção das culturas a serem trabalhadas e suas respectivas áreas de produção, de acordo com o interesse dos produtores. Para maior envolvimento e capacitação dos produtores e trabalhadores rurais no processo de produção, colheita, seleção e classificação, consumo e comercialização de hortaliças, além do acompanhamento individual nas propriedades foram realizados treinamentos por meio de palestras, cursos de pequena duração, dias de campo e seminários. Conforme proposto foram publicados e distribuídos aos produtores boletins técnicos, cartilhas e apostilas relacionadas ao cultivo de olerícolas. Algumas pesquisas foram estabelecidas nas propriedades familiares e outras na Fazenda Experimental da EPAMIG em Oratórios-MG, para dar suporte ao projeto. Unidades demonstrativas foram implantadas nas propriedades dos agricultores, para difusão das técnicas de produção, em dias de campo, visitas técnicas e cursos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Maria Aparecida Nogueira Sediyama - Coordenador / D.J.H. SILVA - Integrante / TOCIO SEDIYAMA - Integrante / SANZIO MOLLICA VIDIGAL - Integrante / Glória Zélia Teixeira Caixeta - Integrante / Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira - Integrante / Ana Cláudia Miranda Albanez - Integrante / Maria da Conceição Ribeiro Nobre - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa., Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 2

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Comenda ?Ordem do Mérito Científico em Agropecuária Sustentável? do V Simpósio Brasileiro de Agropecuária Sustentável, Universidade Federal de Viçosa.

2009

Menção Honrosa- Ordem do Mérito Científico - I Simpósio Brasileiro de Agropecuária Sustentável, Universidade Federal de Viçosa.

2002

Diploma de Mérito, 30 GECON - Grupo Escoteiro Centro Mineiro para Conservação da Natureza.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata. , Vila Gianetti, 46 Campus da UFV, Campus Universitário - UFV, 36570-000 - Vicosa, MG - Brasil - Caixa-postal: 216, Telefone: (31) 8912646, Fax: (31) 38995224, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2007 - 2017

Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Pesquisadora - Concurso Público, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

1992 - Atual

Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 08/2007

    Outras atividades técnico-científicas , Diretoria de Operações Técnicas, Diretoria de Operações Técnicas.,Atividade realizada, Programa Grant Pesquisador Mineiro - Edital N 003/2007-.

  • 03/2006

    Serviços técnicos especializados , Diretoria de Operações Técnicas, Departamento de Pesquisa/Programa Olericultura.,Serviço realizado, Consultora Ad Hoc da Científica - Journal of Agrarian Sciences - FCAV-UNESP.

  • 03/2005

    Serviços técnicos especializados , Centro Tecnológico da Zona da Mata, .,Serviço realizado, Consultoria a projetos do CNPq.

  • 03/2005

    Serviços técnicos especializados , Centro Tecnológico da Zona da Mata, .,Serviço realizado, Consultora Ad-Hoc da Revista Planta Daninha.

  • 03/2005

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria de Operações Técnicas, Departamento de Pesquisa/Programa Olericultura.,Cargo ou função, Representante da EPAMIG na SubComissão Técnica da Comissão de Sementes e Mudas em Minas Gerais - CSM/MG.

  • 03/2004

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria de Operações Técnicas, Departamento de Pesquisa - DPPE.,Cargo ou função, Grupo de Pesquisa do CNPq - Resíduos orgânicos e agropecuária sustentável - Líder do grupo.

  • 03/2000

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria de Operações Técnicas, Departamento de Pesquisa/Programa Olericultura.,Cargo ou função, Grupo de Pesquisa CNPq - Tecnologias para a produção de hortaliças - Líder do Grupo.

  • 08/1998

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria de Operações Técnicas, Departamento de Pesquisa/Programa Olericultura.,Cargo ou função, Membro do Comitê de Pesquisa do Programa Olericultura/EPAMIG.

  • 05/1998

    Serviços técnicos especializados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Serviço realizado, Membro do Comitê do Programa Olericultura da EPAMIG..

  • 03/1998

    Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Linhas de pesquisa

  • 03/1998

    Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Linhas de pesquisa

  • 03/1998

    Serviços técnicos especializados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Serviço realizado, Consutora da Revista Scientia Agrícola.

  • 03/1998

    Serviços técnicos especializados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Serviço realizado, Consultoria a Projetos da FAPEMIG..

  • 05/1992

    Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Linhas de pesquisa

  • 06/2006 - 06/2006

    Serviços técnicos especializados , Centro Tecnológico da Zona da Mata, .,Serviço realizado, Consultoria a projetos do CNPq.

  • 03/1998 - 03/2005

    Serviços técnicos especializados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Serviço realizado, Editora Associada da Revista Horticultura Brasileira..

  • 01/1998 - 12/2000

    Serviços técnicos especializados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Serviço realizado, Membro do Comitê do Programa de Qualidade e Produtividade de Tomate do Estado de Minas Gerais..

  • 11/1999 - 11/1999

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Curso de Hidroponia

  • 10/1999 - 10/1999

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Coordenação do curso: execução e acompanhamento de projetos de pesquisa.

  • 08/1999 - 08/1999

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Curso de Hidroponia

  • 03/1999 - 08/1999

    Estágios , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Estágio realizado, Estágios Técnicos em Hidroponia.

  • 06/1999 - 06/1999

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Produção de hortaliças folhosas em hidroponia.

  • 11/1998 - 11/1998

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Coordenação do curso: princípios básicos da experimentação agrícola

  • 06/1998 - 06/1998

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Princípios básicos da experimentação em olericultura.

  • 11/1997 - 11/1997

    Treinamentos ministrados , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Treinamentos ministrados, Manejo e utilização de dejetos de suinos na agricultura.

  • 03/1994 - 02/1997

    Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Linhas de pesquisa

  • 04/1994 - 04/1996

    Pesquisa e desenvolvimento , Centro Tecnológico da Zona da Mata, Fazenda Experimental do Vale do Piranga.,Linhas de pesquisa

  • 03/1992 - 02/1995

    Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Minas Gerais, Centro Tecnológico da Zona da Mata.,Linhas de pesquisa