Helena Medrado Ribeiro

Bióloga e mestre em Biologia Marinha e Ambientes Costeiros. Atualmente trabalha na Área de Saúde Ambiental do Programa de Desenvolvimento Campus Fiocruz Mata Atlântica, onde contribui, por meio do gerenciamente de banco de dados, para o levantamento (em escala geográfica) e monitoramento (em escala temporal) de mamíferos e seus patógenos zoonóticos, e amostragens de agentes etiológicos de arboviroses, esporotricose, leishmaniose e verminoses relacionadas à fauna doméstica e de criação. Também participa de estudos de estrutura e dinâmica florestal; estratégias de educação não-formal, como oficinas e rodas de conversa, junto às comunidades locais para redução do risco de surtos de zoonoses; e da organização de eventos na interface entre biodiversidade e saúde.

Informações coletadas do Lattes em 30/05/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Mestrado em Biologia Marinha

2015 - 2017

Universidade Federal Fluminense
Título: Variação do perfil químico em algas pardas da Tribo Dictyoteae em resposta à remoção da microbiota associada à superfície.,Ano de Obtenção: 2017
Diana Negrão Cavalcanti.Coorientador: Elisabete Barbarino. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Dictyota; microbiota; diterpenos.

Graduação em Ciências Biológicas

2009 - 2014

Universidade Federal Fluminense
Título: Reflexões Sobre a Maricultura na Reserva Extravista Marinha de Arraial do Cabo (RESEXMAR-RJ)
Orientador: Carlos Eduardo L. Ferreira e José Eduardo A. Gonçalves

Formação complementar

2017 - 2017

Extensão universitária em Educação Ambiental de Base Comunitária e Ecologia Política. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.

2017 - 2017

Extensão universitária em Educação para Gestão Ambiental da Mata Atlântica. (Carga horária: 90h). , Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.

2017 - 2017

Curso Básico de ArcGis. (Carga horária: 10h). , Gis Cursos, GIS CURSOS, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Organização de eventos

MORATELLI, RICARDO ; MEDRADO, HELENA ; GALVAO, E. . 1 Simpósio Mata Atlântica: situação atual do bioma e desafios para a conservação. 2021. (Outro).

MORATELLI, RICARDO ; MEDRADO, HELENA ; GALVAO, E. . 2 Encontro de Pesquisa Fiocruz Mata Atlântica.. 2020. (Outro).

MORATELLI, RICARDO ; MEDRADO, HELENA ; GALVAO, E. . O Sertão Carioca de Armando Magalhães Corrêa - Evento em comemoração ao Aniversário da Fiocruz e Dia Nacional da Mata Atlântica. 2019. (Outro).

MEDRADO, HELENA ; MORATELLI, RICARDO . Treinamento de manejo de serpentes para profissionais do Campus Fiocruz Mata Atlântica. 2018. (Outro).

PAES, G. C. L. ; RANGEL, C. H. ; MEDRADO, HELENA ; SCALI, C. N. ; SANTOS, L. C. L. . Mesa Redonda: o Código Florestal Brasileiro - entenda o que está em jogo com a reforma da nossa legislação ambiental. 2011. (Outro).

Participação em eventos

12 Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Campus Fiocruz Mata Atlântica. 2018. (Congresso).

Fiocruz Pra Você.Campus Fiocruz Mata Atlântica. 2018. (Outra).

III Jornada Fluminense de Produtos Naturais.Variação no Perfil Químico de Canistrocarpus cervicornis em Resposta a Remoção da Microbiota Associada a sua Superfície. 2016. (Outra).

16th International Biotechnology Symposium and Exhibition - IBS 2014.Evaluation Of Salinity Influence On Growth and Total Carotenoids In Dunaliella sp. Brazilian Strain. 2014. (Simpósio).

II Workshop de Competências Internas do Instituto Nacional de Tecnologia.Avaliação do potencial de produção de carotenoides por microalgas brasileiras. 2014. (Outra).

IV Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. Diagnóstico sobre a atividade de maricultura na Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo (RESEXMarAC). 2012. (Congresso).

XVIIII Reunião Anual de Iniciação Científica da Fundação Oswaldo Cruz.Efeito dos compostos LASSBio-468 e LASSBio-1439 sobre a resposta inflamatória pulmona causada por LPS em camundongos. 2010. (Encontro).

Comissão julgadora das bancas

Diana Negrão Cavalcanti

VALLIM, Magui Aparecida; CRAPEZ, M.; BARBARINO, E.;Cavalcanti, DN. Variação do perfil quimico em algas pardas da Tribo Dictyoteae em resposta a remoção da microbiota associada a superficie. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Diana Negrão Cavalcanti

CHALOUB, R. M.;VILLACA, R. C.Cavalcanti, Diana N.. Variação do teor de diterpenos em Dictyota ciliolata (Dictyotales: Ochrophyta). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Joel Campos de Paula

VALLIM, Magui ACAVALCANTI, Diana NegrãoBARBARINO, E.De Paula, Joel Campos; Crapez, M. A. C.. Variação do perfil químico em algas pardas da tribo Dictyoteae em resposta a remoção da microbiota associada à superfície. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Cassiano Monteiro Neto

FERREIRA, C. E. L.;Monteiro Neto, Cassiano; SAMPAIO, S. M. V.. Diagnóstico da maricultura na RESEXMAR-AC (RJ). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal Fluminense.

Carlos Eduardo Leite Ferreira

Gonçalves, J. E. A.FERREIRA, C. E. L.. Diagnostico da Maricultura na RESEXMar AC (RJ). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal Fluminense.

Shaula Maíra Vicentini de Sampaio

FERREIRA, Carlos E. L.; MONTEIRO NETO, C.;SAMPAIO, Shaula Maíra Vicentini. Diagnóstico da Maricultura na RESEXMar-AC (RJ). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal Fluminense.

Elisabete Barbarino

da Silva, M.A.V.; Crapez, M.A.C.;Barbarino, E.; Cavalcanti, D. N.. Variação do perfil químico em algas pardas da tribo Dictyoteae em resposta a remoção da microbiota associada à superfície. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Elisabete Barbarino

Silva, A.F.; Cavalcanti, D. N.;Barbarino, E.. Variação do perfil químico em algas pardas da tribo Dictyotaceae em resposta a remoção da microbiota associada à superfície (avaliação de resultados parciais). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

Foi orientado por

Diana Negrão Cavalcanti

Variação do perfil quimico em algas pardas da Tribo Dictyoteae em resposta a remoção da microbiota associada a superficie; 2017; Dissertação (Mestrado em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Diana Negrão Cavalcanti;

Sabrina da Silva Mesquita

Seleção de microalgas brasileiras prdutoras de carotenoides; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal Fluminense; Orientador: Sabrina da Silva Mesquita;

Elisabete Barbarino

Variação do perfil químico em algas pardas da tribo Dictyoteae em resposta a remoção da microbiota associada à superfície; 2017; Dissertação (Mestrado em Biologia Marinha) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Elisabete Barbarino;

Patricia Machado Rodrigues e Silva Martins

Caracterização do perfil antiinflamatório de derivados estruturais do protótipo LASSBio-468 em modelo murino de inflamação pulmonar desencadeada por LPS; ; 2010; Iniciação Científica - Fundação Oswaldo Cruz; Orientador: Patricia Machado Rodrigues e Silva Martins;

Ricardo Moratelli Mendonça da Rocha

Supervisão de profissional (bióloga) no projeto Tecnologias socioambientais, pesquisa e educação para a promoção da saúde na Colônia Juliano Moreira e sua área de influência, sob a perspectiva da Saúde Única; 2022; Orientação de outra natureza - Fundação Oswaldo Cruz, Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde; Orientador: Ricardo Moratelli Mendonça da Rocha;

Produções bibliográficas

  • TAVARES, JONATAS ; NOVAES, ROBERTO ; VERÍSSIMO, IURI ; KUZEL, MARIA ALICE ; DA COSTA-NETO, SÓCRATES ; RANGEL, CAROLINE ; BORGES, MYLENA ; MEDRADO, HELENA ; ALVES, BRUNO ; SOUZA, RENAN ; PINTO MENEZES, ANA CAROLINA ; MENEZES-JÚNIOR, LUIS FERNANDO ; DIAS, DANIELA ; DE ANDREAZZI, CECILIA ; GENTILE, ROSANA ; MORATELLI, RICARDO . Bats from the Pedra Branca Forest, Rio de Janeiro, Brazil. BIODIVERSITY DATA JOURNAL , v. 9, p. e77400, 2021.

  • BONNA, I. C. F. ; FURTADO, M. ; MEDRADO, HELENA ; KUZEL, M. A. A. ; RANGEL, C. L. ; MORATELLI, RICARDO . MONITORAMENTO E AÇÕES PARA O CONTROLE DE AGENTES ZOONÓTICOS EM COMUNIDADES ADJACENTES A UMA FLORESTA URBANA NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO.. In: TALIANE MARIA DA SILVA TEÓFILO; TATIANE SEVERO SILVA; FRANCISCA DANIELE DA SILVA. (Org.). Meio Ambiente: Impacto do Convívio entre Vegetação, Animais e Homens 2. 2ed.: ATENA Editora, 2020, v. 2, p. 126-152.

  • MEDRADO, HELENA ; SOARES, F. P. ; MORATELLI, RICARDO . Ciência Cidadã na Colônia Juliano Moreira.. In: 1a Conferência de Promoção da Saúde da Fiocruz, 2019, Rio de Janeiro.. Livro de Resumos da 1a Conferência de Promoção da Saúde da Fiocruz, 2019., 2019.

  • RIBEIRO, H. M. ; CAVALCANTE, D. N. ; TEIXEIRA, V. L. . Variação no perfil químico de Canistrocarpus cervicornis em resposta a remoção da microbiota associada à sua superfície. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • RIBEIRO, H. M. ; MESQUITA, S. S. ; TEIXEIRA, C. M. L. . Avaliação do potencial de produção de carotenoides por microalgas brasileiras. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • RIBEIRO, H. M. ; MESQUITA, S. S. ; HARTZ, A. L. ; TEIXEIRA, C. M. L. . Evaluation Of Salinity Influence On Growth and Total Carotenoids In Dunaliella sp. Brazilian Strain. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • RIBEIRO, H. M. ; Gonçalves, J. E. A. ; FERREIRA, C. E. L. . Diagnóstico sobre a atividade de maricultura na Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo (RESEXMarAC). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • RIBEIRO, H. M. ; SILVA, P. M. R. E. ; RAMOS, T. J. F. . Efeito dos compostos LASSBio-468 e LASSBio-1439 sobre a resposta inflamatória pulmonar causada por LPS em camundongos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Projetos de pesquisa

  • 2020 - Atual

    Infecção do SARS-CoV-2 em animais silvestres e domésticos em uma área da Mata Atlântica da região metropolitana do Rio de Janeiro, Descrição: O SARS-CoV-2 provavelmente se originou de morcegos e foi transferido para humanos direta- ou indiretamente. Como mamíferos são potenciais reservatórios desse vírus, nosso objetivo é determinar sua taxa de infecção em animais silvestres nativos, introduzidos, sinantrópicos e domésticos, incluindo morcegos, saguis, marsupiais, roedores silvestres e sinantrópicos, preguiças, serpentes, cães e gatos domésticos, equinos, suínos, ruminantes, além de aves de produção (N=550). Pretendemos também descrever as alterações histopatológicas associadas à infecção. O material genético extraído será analisado por RT-PCR para pan-coronavírus. Amostras positivas serão submetidas ao protocolo de sequenciamento por Sanger e de captura para recuperação de genomas de coronavírus. Análises filogenéticas/filogeográficas do genoma viral revelarão a dinâmica deste vírus nas populações animais. Com isso, esperamos avançar na compreensão do papel dos animais no ciclo epidemiológico do SARS-CoV-2. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Helena Medrado Ribeiro - Integrante / socrates fraga neto - Integrante / Iuri veríssimo - Integrante / Rosana Gentile - Integrante / Marina Bueno - Integrante / Marina Furtado - Integrante / Maria Ogrzewalska - Integrante / Ricardo Moratelli Mendonça da Rocha - Coordenador.

  • 2018 - Atual

    Biodiversidade, Ambiente e Saúde: uma abordagem One Health sobre ecologia de zoonoses e de outras doenças infecciosas e parasitárias na região do Maciço da Pedra Branca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, Descrição: Hotspots de biodiversidade incluem áreas do globo com excepcionais níveis de endemismo e perda de hábitat. Hotspots de zoonoses e outras doenças emergentes e reemergentes infecciosas (DEIs) associadas à fauna silvestre incluem áreas com elevada concentração de doenças infecciosas, que circulam entre a fauna silvestre e seres humanos. Esses hotspots estão amplamente sobrepostos aos hotspots de biodiversidade do planeta e ambos incluem a Mata Atlântica do Sudeste do Brasil. Considerando: (1) que a redução da diversidade biológica pode desencadear diversos efeitos em cascata na regulação das populações naturais e nos processos ecológicos, podendo levar a um aumento do risco de transmissão ou emergênciaeemergência de doenças infecciosas e parasitárias em humanos; (2) que a previsão de novos surtos de DEIs concentra-se em países em desenvolvimento; (3) e essas DEIs estão associadas a zoonoses e doenças transmitidas por vetores; investimentos em vigilância epidemiológica são fundamentais, principalmente em grandes e crescentes centros urbanos adjacentes a áreas naturais, onde o contato com patógenos, a alta densidade humana e condições sanitárias inadequadas favorecem rápidos episódios de dispersão de patógenos. Nessas áreas, a compreensão da dinâmica das interações entre ser humano, hospedeiros e patógenos é fundamental para que mecanismos preditivos de emergências de surtos sejam desenvolvidos. Essa é a situação de boa parte da Mata Atlântica do Sudeste do Brasil, mas em particular da Zona Oeste do município do Rio de Janeiro, onde comunidades de baixa renda em expansão demográfica habitam o entorno dos grandes remanescentes de vegetação?as florestas do Mendanha e da Pedra Branca, vivendo em condições sociais precárias e sob crescimento demográfico e urbanístico contínuo e desestruturado. Assim, esta proposta visa entender os mecanismos subjacentes à emergência de zoonoses silvestres locais, criando as bases para um sistema de vigilância.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Helena Medrado Ribeiro - Integrante / socrates fraga neto - Integrante / Iuri veríssimo - Integrante / Rosana Gentile - Integrante / Monique Medeiros Gabriel - Integrante / Ricardo Moratelli Mendonça da Rocha - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    Uso de Parcelas Permanentes para o monitoramento da biodiversidade na Estação Biológica Fiocruz Mata Atlântica, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Helena Medrado Ribeiro - Integrante / Iuri veríssimo - Integrante / Monique Medeiros Gabriel - Integrante / Ricardo Moratelli Mendonça da Rocha - Coordenador.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Fundação Oswaldo Cruz, Presidência da Fiocruz, Campus Fiocruz Mata Atlântica. , Estrada Rodrigues Caldas - de 1698 ao fim - lado par, Taquara, 22713375 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (21) 24566423

Experiência profissional

2018 - Atual

Campus Fiocruz Mata Atlântica

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bióloga, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2014

Instituto Nacional de Tecnologia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 20

Outras informações:
Projeto: Seleção de microalgas nativas para produção de carotenoides de interesse comercial.

2011 - 2012

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio de Janeiro

Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Outras informações:
Atuação no Projeto de Desenvolvimento da Pesca e Maricultura no Litoral Fluminense: apoio à gestão; visitas técnicas às fazendas marinhas de moluscos bivalves; organização de eventos; e participação em reuniões realizadas com os representantes das associações de maricultura e órgãos públicos estaduais e municipais envolvidos com a maricultura na região.

2010 - 2010

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bióloga, Carga horária: 20

Outras informações:
Projeto: Identificação de compostos com atividade antifibrótica para uso em doenças inflamatórias crônicas: ênfase sobre a silicose.