Isa de Cassia dos Santos de Brito

Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, campus de Cruz das Almas. Tem experiência na área de histologia, nutrição de aves e reprodução animal. Atualmente estagiária no Laboratório de Estudo em Morfofunção Animal (LEMA), com experiência nas áreas de morfofunção do sistema urogenital das aves e ultraestrutura de tecidos animais.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Medicina Veterinária

2011 - 2019

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Título: RELATO DE CASO: EFEITO HIPOGLICEMIANTE DA DETOMIDINA EM UM CÃO SUBMETIDO A ORQUIECTOMIA ELETIVA
Orientador: Vanessa Bastos de Castro Souza

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

I Curso de Oftalmologia em Pequenos Animais. (Carga horária: 9h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2017 - 2017

Como Registrar Uma Agroindústria de POA no Serviço de inspeção Estadual. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2017 - 2017

I Curso de Medicina Felina. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2014 - 2014

I Curso de Técnicas Histológicas. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2014 - 2014

Plantas tóxicas para animais de interesse zootécni. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2014 - 2014

MINICURSO EM PREPARAÇÃO DE LÂMINAS HISTOLÓGICA DE ORIGEM ANIMAL. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2014 - 2014

Produção de Bovinos em Sistema Silvipastoris e Agrossilvipastoris. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2013 - 2013

Coleta e Avaliação de Sêmen Canino. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2012 - 2012

Manejo e Alimentação de Animais Silvestres em Cati. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.

2012 - 2012

Inseminação Artificial em Bovinos. (Carga horária: 40h). , Escola de Educação Básica e Profissional Fundação Bradesco, FUNDAÇÃOBRADESCO, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

VIEIRA, V. P. ; BRITO, I. C. S. . Fim de Semana de Atualizações em PETs. 2018. (Outro).

BISCARDE, C. E. A. ; BRITO, I. C. S. . II Ciclo de Atualidades em Buiatria do Recôncavo da Bahia. 2015. (Outro).

BISCARDE, C. E. A. ; BRITO, I. C. S. . I Ciclo de Atualidades em Buiatria do Recôncavo Baiano. 2014. (Outro).

SOUZA, V. B. C. ; RODRGUES, T. P. ; BRITO, I. C. S. . III Semana acadêmica de Medicina Veterinária. 2013. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

IV Reunião de Ciências, Tecnologia, Inovação e Cultura do Recôncavo da Bahia (IV RECONCITEC).Levantamento Epidemiológico dos Endoparasitas Intestinais de Cães do Bairro Inocoop e Proposta de Protocolo Específico Para Vermifugação de Cães Domiciliados e Semidomiciliados de Cruz das Almas ? Bahia. 2017. (Outra).

IV Reunião de Ciências, Tecnologia, Inovação e Cultura do Recôncavo da Bahia (IV RECONCITEC). 2017. (Outra).

XI Seminário Estudantil de Pesquisa Inovação e Pós-Graduação (SEPIP).Achados Histológicos do Sistema Genital Feminino de Carnívoras Domésticas Submetidas à Ovariossalpingohisterectomia no HUMV/FRB. 2017. (Seminário).

II FORMAVET. 2016. (Outra).

I Workshop ABC do Trauma em Cães e Gatos Politraumatizados. 2016. (Outra).

Pelestra de Educação Continuada "Mastite em Ovinos". 2015. (Outra).

1ª Semana de Atualização em Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (1ª SECAB). 2014. (Outra).

41º CONBRAVET. Antitóxico oral associado ao carvão vegetal em gato com sinais clínicos de intoxicação por organofosforado/carbamato. 2014. (Congresso).

41º CONBRAVET. Comparação da Análise bromatológica do feno moído e peneirado da parte aérea da araruta. 2014. (Congresso).

41º CONBRAVET. 2014. (Congresso).

I Encontro Baiano de Hipiatria. 2014. (Encontro).

III RECONCITEC.SOROLOGIA DE OVINOS, IMUNIZADOS COM VACINA LIOFILIZADA CONTRA LINFADENITE CASEOSA, POR MEIO DE ELISA INDIRETO COM ANTÍGENO BHI. 2014. (Outra).

I Simpósio Baiano de Produção Animal e IV Seminário de Produção Animal. 2014. (Simpósio).

IV Semana Acadêmica de Medicina Veterinária da UFRB - IV SAMEV. 2014. (Outra).

II CICLOVET - Cuidando dos pequenos animais. 2013. (Outra).

II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PRODUÇÃO DE RUMINANTES. 2013. (Simpósio).

I Simpósio do NEDI. 2013. (Simpósio).

VIII Congresso Nordestino de Produção Animal. 2013. (Congresso).

Fórum Internacional 20 de novembro e VI Fórum Pró-Igualdade Racial e Inclusão Racial do Recôncavo. 2012. (Outra).

I Ciclovet Ênfase: Animais Silvestres. 2012. (Outra).

II Dia Nacional da Mata Atlântica no contexto dos Hotspots. 2012. (Outra).

II SAMEV - Semana Acadêmica de medicina Veterinária. 2012. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Ana Karina da Silva Cavalcante

CAVALCANTE, A. K. S.; CASTRO, V. B.; SOUZA, D. O.. Avaliação do Relatório de Estágio Supervisionado - Isa. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Ana Karina da Silva Cavalcante

CASTRO, V. B.;CAVALCANTE, A. K. S.; SOUZA, D. O.. Efeito Hiperglicemiante dos agonistas alfa 2 adrenérgicos: relato de caso. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Vanessa Bastos de Castro Souza

Serviço de Anestesiologia; Início: 2017; Orientação de outra natureza; Universidade Federal do Recôncavo da Bahia; (Orientador);

Ana Karina da Silva Cavalcante

DOSAGEM DE INTERFERON-GAMA EM CABRAS IMUNIZADAS COM VACINA LIOFILIZADA CONTRA LINFADENITE CASEOSA; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; Orientador: Ana Karina da Silva Cavalcante;

Ana Karina da Silva Cavalcante

Relatório de Estágio Supervisionado; 2019; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia; Orientador: Ana Karina da Silva Cavalcante;

Ana Karina da Silva Cavalcante

ESTÁGIO NO SETOR DE AVICULTURA; 2013; Orientação de outra natureza; (Medicina Veterinária) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia; Orientador: Ana Karina da Silva Cavalcante;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BULHOSA, L. F. ; CAVALCANTE, A. K. S. ; JESUS, E. S. ; FIGUEIREDO, T. L. A. ; BRITO, I. C. S. . LEVANTAMENTO EPIDEMIOLÓGICO DE TUMOR VENÉREO TRANSMISSÍVEL EM CÃES DO BAIRRO INOCOOP EM CRUZ DAS ALMAS - BA. In: XV Congresso Internacional FIAVAC e 39° Congresso Brasileiro da Anclivepa, 2018, Rio de Janeiro. ANAIS DO 39o CONGRESSO BRASILEIRO DA ANCLIVEPA XV CONGRESSO INTERNACIONAL FIAVAC, 2018.

  • SILVA, S. C. ; CAVALCANTE, A. K. S. ; BRITO, I. C. S. . Comparação da Análise bromatológica do feno moído e peneirado da parte aérea da araruta. In: 41º CONBRAVET, 2014, Gramado. Produção Animal, 2014.

  • BRITO, I. C. S. ; CAVALCANTE, A. K. S. . SOROLOGIA DE OVINOS, IMUNIZADOS COM VACINA LIOFILIZADA CONTRA LINFADENITE CASEOSA, POR MEIO DE ELISA INDIRETO COM ANTÍGENO BHI. In: III RECONCITEC, 2014, Cruz das Almas. Educação, Ciência, Inovação e Redução das Desigualdades Sociais, 2014.

  • CAVALCANTE, A. K. S. ; BRITO, I. C. S. . ÍNDICES PRODUTIVOS E REPRODUTIVOS DE POEDEIRAS SUPLEMENTADAS COM FENO MOÍDO DA PARTE AÉREA DE ARARUTA.. In: 41 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2014, Gramado. Produção Animal, 2014.

  • BRITO, I. C. S. ; CAVALCANTE, A. K. S. ; AGUIAR, C. S. ; SILVA, S. C. . Antitóxico oral associado ao carvão vegetal em gato com sinais clínicos de intoxicação por organofosforado/carbamato. In: 41º CONBRAVET, 2014, Gramado. Felinos (Anclivepa), 2014.

  • BRITO, I. C. S. . Placenta Bovina. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SILVA, S. C. ; CAVALCANTE, A. K. S. ; BRITO, I. C. S. . Parâmetros Reprodutivos de Galos Caipiras Suplementados com Feno Moído da Parte aérea da Araruta 2014 (Resumo).

  • CAVALCANTE, A. K. S. ; SILVA, S. C. ; BRITO, I. C. S. . Indices Produtivos e Reprodutivos de Poedeiras Suplementadas com Feno Moído da Parte aérea de Araruta 2014 (Resumo).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2017

    Achados histopatológicos de peças do sistema genital de carnívoros domésticos oriundos do Hospital Universitário de Medicina Veterinária da UFRB: caracterização dos fatores de risco para patologias reprodutivas e obesidade, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Karina da Silva Cavalcante em 11/07/2017., Descrição: O organismo é constituído de vários tipos de células, capazes de realizar diversas funções, que se agrupam para desenvolver a mesma função geral e por sua vez possuem a mesma origem embrionária, formando os tecidos. A histologia é o estudo de tecidos e visa concatenar estruturas à sua função. O sistema reprodutivo serve para perpetuar a espécie mas não é essencial a vida. Por isso a Ovariossalpingohisterectomia é um procedimento que favorece o bem-estar animal, pois melhora a qualidade de vida e longevidade, evitando gestações indesejáveis e prejuízos para saúde pública, como transmissão de zoonoses, pelo controle populacional, além do tratamento de tumores ovarianos e redução da frequência de câncer de mama. Apesar das vantagens, muitos animais não são castrados pela possibilidade de mudança de comportamento e ganho de peso. O sistema genital feminino é composto por dois ovários, tubas uterinas, pequenos tubos contorcidos que ligam os cornos uterinos aos ovários e guiam o oócito fecundado para o útero albergar até o desenvolvimento do novo ser. Esses órgãos permanecem em repouso até os hormônios gonadotróficos da hipófise sinalizarem o início da puberdade e dos ciclos estrais, divididos em proestro, estro, diestro e anestro. Os machos possuem dois testículos, que produzem os espermatozoides; glândulas anexas responsáveis pela parte fluida acelular do plasma seminal; epidídimos; ductos deferentes; uretra e pênis responsáveis pela condução do sêmen para o meio externo ao macho. Objetivo Geral e Específico O principal objetivo a ser alcançado com este projeto é correlacionar o achados histológicos do sistema genital (SG) com a faixa etária, peso, raça e número de partos/contato sexual de carnívoros domésticos submetidos a esterilização, no Hospital Universitário de Medicina Veterinária da UFRB. Em segundo plano, pretende-se descrever a variação do peso corpóreo, ingestão de alimentos e comportamento. Correlacionar a variação do peso corpóreo, com mudanças na dieta e no comportamento. Resultados Esperados Com a análise dos resultados almeja-se: ? Encontrar correlação dos achados histopatológicos no SG com os parâmetros idade, número de partos/situação sexual e raça. ? Identificar possíveis fatores de risco para alterações no SG. ? Estimar a existência de correlação entre castração e ganho de peso/sedentarismo. ? Traçar um perfil do paciente que procura o serviço de clínica e cirurgia de pequenos animais do HUMV, para castração.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Isa de Cássia dos Santos de Brito - Integrante / Ana Karina da SIlva Cavalcante - Coordenador / Tais Lorena Almeida Figueiredo - Integrante / JOÃO DA VISITAÇÃO DE SENA NETO - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Ocorrência de tumor venéreo transmissível, enteroparasitos e hemoparasitos em cães do bairro Inocoop de Cruz das Almas Bahia, Descrição: Os objetivos desse projeto são a descrição da ocorrência de tumor venéreo transmissível, entero e hemoparasitos em cães domiciliados e semidomiciliados do bairro Inocoop de Cruz das Almas Bahia. Analisar os enteroparasitas que mais acometem os cães domiciliados e semidomiciliados. Analisar o protocolo mais eficiente para o controle de parasitas intestinais. Estimar a prevalência de erliquiose e tumor venéreo transmissível, neste bairro. Acompanhamento do perfil hematológico, bioquímico e citológico dos cães diagnosticados com tumor venéreo transmissível no Hospital Universitário Médico Veterinário. Confeccionar e divulgar uma cartilha sobre a importância do combate ao carrapato dos cães, além da importância e de como identificar visualmente o tumor venéreo transmissível, destacando as formas de evitar essa doença. Fazer parceria com a prefeitura do município, a fim de gerar dados sobre a população de cães no Inocoop e ampliar este trabalho para outros bairros.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Isa de Cássia dos Santos de Brito - Integrante / Ana Karina da SIlva Cavalcante - Coordenador / Saulo Cunha da Silva - Integrante / Tais Lorena Almeida Figueiredo - Integrante / Eliane da SIlva de Jesus - Integrante / Laiane Bulhosa - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Avaliação histológica imediata do sistema genital de cadelas submetidas a ovariossalpingohisterectomia e anestesiadas com propofol e com infusão contínua de morfina ou fentanil, associados com lidocaína e cetamina, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Karina da Silva Cavalcante em 11/07/2017., Descrição: Serão utilizadas 20 cadelas oriundas da Associação de Proteção dos Animais (APA), situada em Feira de Santana-Ba, com diferentes raças, com peso médio de 3-4 kg. Serão feitas visitas na APA para avaliação clínica e reprodutiva de 30fêmeas, a fim de selecionar as 20 que mais se aproximem em peso, idade e que não estejam gestantes, ao exame de ultrassonografia. Todas serão submetidas à exames físico e laboratoriais (hemograma, dosagem sérica de ureia, de creatininae das enzimas alanino aminotransferase, aspartato aminotransferase e fosfatasealcalina). As fêmeas selecionadas irão ser divididas em dois grupos, no Grupo 1 (G1) a indução anestésica será feita com propofol (5mg/kg), por via intravenosa e a manutenção com o mesmo fármaco em infusão contínua (bomba de infusão de seringa), na taxa de 0,2mg/kg/min. Em paralelo serão administrados 500ml de solução fisiológica a 0,9% (bomba de infusão de soro), acrescida de 10mg de morfina e 30mg de cetamina, na taxa de 10ml/kg/hora. O Grupo 2 (G2) será induzido e mantido com o mesmo protocolo do G1, alterando-se apenas a morfina por 0,1mg de fentanil.Todas as fêmeas serão mantidas e entubadas com sonda endotraqueal e será administrado oxigênio a 100%, na taxa de 10ml/min/kg, com a manutenção deste sendo mantida por respiração espontânea.Serão avaliados durante a cirurgia, com a utilização de monitor multiparâmetro,frequência cardíaca (FC) e ritmo cardíaco por meio de eletrocardiograma, com uso de eletrodos acoplados nos membros anteriores e posteriores com leitura na segunda derivação de Eithoven. Antes da indução anestésica a frequência cardíaca será avaliada por meio de estetoscópio. Já a saturação de pulso de oxigênio (SatO2) será avaliadas por meio de oxicapnógrafo, cujo sensor para oximetria será ligado á língua dos animais. A frequência respiratória será a valiada de modo visual e por meio de sensor de apneia conectado entre a sonda endotraqueal e a mangueira que fornece oxigênio, já a pressão arterial não invasiva sistólica (PAS), média (PAM) e diastólica (PAD) serão avaliadas commonitor oscilométrico, pela adaptação de manguito pediátrico na região proximal do rádio. Utilizar-se-á manguito de largura equivalente a 40% da circunferência do membro. A temperatura retal (T) será mensurada por termômetro digital.O tempo cirúrgico será registrado em minutos e a qualidade da anestesia avaliada pelo cirurgião, por meio de escala analógica visual de 0 a 10, sendo 0 sem dor e10 com dor intensa.No pós-operatório os animais serão aquecidos pelo colchão térmico, até a obtenção do retorno da temperatura retal aos valores basais e será analisado o seu comportamento quanto na recuperação e tempo decorrido após o término da cirurgia de ambos os protocolos. Após acordar, cada animal receberá meloxicam (anti-inflamatório), por via oral, uma vez ao dia durante 4 dias, paracontrole da dor e prevenção de processo inflamatório. Concomitantemente será administrado cefalexina (antibiótico), por via oral a cada 12h durante 5dias, para evitar infecções.Imediatamente após a retirada de cada sistema genital, serão coletadas amostras do ovário, tuba e útero, bem como dos ligamentos, vasos e nervos. A amostras serão mantidas em cassetes plásticos identificados e submersos em formol, para fixação e posterior processamento.Após todas as castrações, os fragmentos de tecidos serão colocados no processador automático de tecidos, de seguirão o processamento histológico padrão. As lâminas serão avaliadas quando a morfometria das estruturas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Isa de Cássia dos Santos de Brito - Integrante / Ana Karina da SIlva Cavalcante - Coordenador / Manoel de Jesus Rosa - Integrante / Saulo Cunha da Silva - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - 2014

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora da Disciplina de Biologia, Carga horária: 1

Outras informações:
Monitora da disciplina de Biologia no município de São Felipe do Projeto Universidade Para Todos - UPT/UFRB 2014, coordenado pela professora Rosangela Souza da Silva, promovido pela Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis- PROPAAE / UFRB.

2013 - 2014

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Aprimoranda, Carga horária: 8

Outras informações:
Aprimoranda do Grupo de Estudos em Buiatria, junto ao setor zootécnico do CCAAB, UFRB.