Lise Maria Carvalho Mendes

Professora do curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) - Campus Binacional. Enfermeira pela Universidade Federal do Ceará (UFC) - 2015. Especialista em Enfermagem do Trabalho pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) - 2016. Mestranda em Ciências da Saúde, na Universidade Federal do Amapá, com área de concentração em Epidemiologia e Saúde Pública. Vice-líder do Grupo de Estudos de Risco Ambiental e Ocupacional na Região Fronteira Franco-Brasileira (RIAMOC-FFB), cadastrados no CNPq. Atualmente é Vice-Coordenadora do curso de Bacharelado em Enfermagem do Campus. Tem experiência na área de Saúde Sexual e Reprodutiva, atuando no contexto fronteiriço, áreas de garimpo e mineração, populações ribeirinhas, Amazônia.

Informações coletadas do Lattes em 04/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em CIÊNCIAS DA SAÚDE

2017 - Atual

Universidade Federal do Amapá
Título: Mulheres no garimpo: percepção de saúde na fronteira franco-brasileira.,Orientador:
Rosemary Ferreira de Andrande.Palavras-chave: fronteira; migração; malária.

Especialização em Enfermagem do Trabalho

2014 - 2016

Universidade Estadual do Ceará
Título: VULNERABILIDADES DE MULHERES EM REGIÃO DE MINERAÇÃO: REVISÃO INTEGRATIVA
Orientador: Daniele Vasconcelos Fernandes Viera

Graduação em Enfermagem

2011 - 2015

Universidade Federal do Ceará
Título: Uso da música para controle de sintomas em Oncologia: Revisão Sistemática.
Orientador: Andrea Bezerra Rodrigues

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Sistema para detecção de substancias psicoativas - SUPERA 10ª edição.. (Carga horária: 160h). , Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.

2015 - 2015

SUPORTE BÁSICO DE VIDA E PRIMEIROS SOCORROS. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2014 - 2014

Sistematização da Assistencia de Enfermagem. (Carga horária: 8h). , 66 Congresso Brasileiro de Enfermagem, 66 CBEN, Brasil.

2014 - 2014

Avaliação do Desenvolvimento Infantil (AIMS). (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em Direitos Humanos e Geração da Paz. (Carga horária: 120h). , Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.

2013 - 2013

Procedimentos Comuns Na UTI Neonatal. (Carga horária: 100h). , ABED, ABED, Brasil.

2010 - 2013

Extensão universitária em Casa de Cultura Britanica. (Carga horária: 420h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

2011 - 2011

Uma atenção mais humana à saúde. (Carga horária: 4h). , Gesundheit Global Outreach, GGO, Estados Unidos.

2011 - 2011

A criança no hospital. Abordagem multidisciplinar.. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Francês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem / Subárea: Enfermagem em Saúde da Mulher.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MENDES, L. M. C. ; SANCHEZ, C. M. D. . I EVENTO DE AÇÃO SOCIAL CAMPUS BINACIONAL, EM SAÚDE JUSTIÇA E CIDADANIA.. 2016. (Outro).

MENDES, L. M. C. . IV Reunião Equatorial de Antropologia e XIII Encontro de Antropólogos do Norte e Nordeste - IV REA/ XIII ABANNE.. 2013. (Congresso).

MENDES, L. M. C. . Projeto Colonia de Ferias. 2012. (Outro).

MENDES, L. M. C. . A criança no hospital: uma abordagem multidisciplinar. 2011. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXII Laveran & Deane sobre Malária.Migrant women and malaria in risky areas of mining exploitation in the brazilian-french border. 2017. (Seminário).

I CONGRESSO INTERNACIONAL DE SAÚDE MENTAL FRANCO AMAPAENSE. 2016. (Congresso).

I Simpósio Internacional de Enfermagem em Populações Específicas na Fronteira Franco-Brasileira. 2016. (Simpósio).

I Mostra Acadêmica de Enfermagem da UNIFOR.ATIPIAS DE CÉLULAS GLANDULARES: CARACTERIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DE ADENOCARCINOMAS DO ESTADO DO CEARÁ. 2015. (Outra).

66º Congresso Brasileiro de Enfermagem CBEN. Carcionoma basocelular infiltrativo: relato de aplicação do processo de enfermagem. 2014. (Congresso).

Congresso de humanidades e humanização em saúde 2014. 2014. (Congresso).

65º Congresso Brasileiro de Enfermagem. Avaliação das visitas de Doutores-Palhaços em Hospital Terciário de Fortaleza(CE) através de relatos de visita. 2013. (Congresso).

IX Congresso da Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmentente Transmissíveis. Consulta de enfermagem ao paciente com HIV / Aids: relato de experiência. 2013. (Congresso).

XIII Encontro de Extensão.Riso, sorriso e saúde: nova perspectiva na formação dos profissionais de saúde. 2013. (Encontro).

IV Feira das Profissões. 2012. (Outra).

A criança no hospital: uma abordagem multidisciplinar. 2011. (Outra).

I Encontro Cearense de Aprendizagem Cooperativa. 2011. (Encontro).

Uma atenção À saúde mais humana.. 2011. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: ROSANGELA MARIA RODRIGUES DE BRITO

MENDES, L. M. C.; TRINDADE, F. R.; NASCIMENTO, V. B.. Complicações obstétricas: principais ocorrências hosítalares na faixa de fronteria franco-brasileira.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá.

Aluno: Maria do Perpétuo Socorro Lima da Silv

MENDES, L. M. C.; ROCHA, G. S. T.; MONTEIRO, R. S.. Desempenho das competências obstétricas entre profissionais da equipe de enfermagem na fronteira franco-brasileira. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá.

Aluno: Carlos Augusto Sampaio Corrêa

BRANCO, F. M. F. C.; SANCHEZ, C. M. D.;MENDES, L. M. C.. Síndrome de Burnout entre trabalhadores de uma universidade na fronteira franco brasileira. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá.

Aluno: GLECY DREEL AGUIAR DA SILVA

M, MA; ROCHA, GST;MENDES, L. M. C.. ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DA MORTALIDADE INFANTIL NO MUNICÍPIO DE OIAPOQUE, DE ACORDO COM RAÇA/COR, NO PERÍODO DE 2006 A 2015, DE ACORDO COM SIM E SINASC. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá.

Aluno: Jairo lourenço da silva filho

MENDES, L. M. C.; BRANCO, F. M. F. C.; SILVA, R. A.. ATENÇÃO PRÉ-NATAL NO ESTADO DO AMAPÁ: Análise a partir do monitoramento SISPRENATAL no ano de 2017.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá.

Aluno: Regiane Costa Licanço

MENDES, L. M. C.; MENDES, A. M.. Determinantes da distribuição espacial da ocorrência de malária em gestantes no município de Oiapoque-AP, no período de 2013 a 2017.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá.

Aluno: Ana Regina de Oliveira Ribeiro

MENDES, L. M. C.; BRANCO, F. M. F. C.. Conhecimentos de puérperas sobre a assistência pré-natal. Participação em banca de Ana Regina de Oliveira Ribeiro. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá.

Aluno: Elizeu Santana

CARLOS JÚNIOR; RAMOS, C.M.;MENDES, L. M. C.. O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL DOS MORADORES DA ALDEIA INDÍGENA BENUÁ, OIAPOQUE-AP. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Intercultural Indígena) - Universidade Federal do Amapá.

MENDES, L. M. C.; SILVA NETO, A. S.. Avaliadora em Processo Seletivo de Bolsistas de Monitoria em Aprendizagem Cooperativa.. 2012. Universidade Federal do Ceará.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Amanda Alves Fecury

ANDRADE, R. F.; PUREZA, D. Y.;FECURY, A. A.. Mulheres no garimpo: um olhar sobre o enfrentamento à malária na fronteira internacional do Amapá. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em CIÊNCIAS DA SAÚDE) - Universidade Federal do Amapá.

Rosemary Ferreira de Andrade

ANDRADE, R. F.; PUREZA, D. Y.; FECURY, A.. Mulheres no garimpo: uma olhar sobre o enfrentamento à malária na fronteira internacional do Amapá. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em CIÊNCIAS DA SAÚDE) - Universidade Federal do Amapá.

Demilto Yamaguchi da Pureza

ANDRADE, R. F.;Pureza, Demilto Yamaguchi da; FECURY, A. A.. Mulheres no garimpo: um olhar sobre o enfrentamento à malária na fronteira internacional do Amapá. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em CIÊNCIAS DA SAÚDE) - Universidade Federal do Amapá.

Daniele Vasconcelos Fernandes Vieira

VIEIRA, D. V. F.; OLIVEIRA, M.R; QUEIROZ, T.A. Vulnerabilidades Sociais e de Saúde de Mulheres em Região de Mineração: Revisão Integrativa. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Enfermagem do Trabalho) - 4SABERES - CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO LTDA-ME.

Maria Isis Freire de Aguiar

RODRIGUES, A. B.;AGUIAR, M. I. F.; SANTOS, M. C. L.. O uso da música para manejo de sintomas em pacientes oncológicos: revisão sistemática. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará.

Míria Conceição Lavinas Santos

RODRIGUES, Andréa Bezerra; AGUIAR, Maria Ísis Freire de;SANTOS, MÍRIA CONCEIÇÃO LAVINAS. O uso da música para manejo de sintomas em pacientes oncológics: revisão sistemática. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Curso de Graduação em Enfermagem/UFC) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem- Departamento de Enferagem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Anielle Sozinho dos santos

Projeto de Extensão em Saúde Materno-Infantil; Início: 2018; Orientação de outra natureza; Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá; fundação universidade federal do amapá; (Orientador);

Maria do Perpétuo Socorro Lima da Silv

Desempenho das competências obstétricas entre profissionais da equipe de enfermagem na fronteira franco-brasileira; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Enfermagem) - Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá; Orientador: Lise Maria Carvalho Mendes;

ROSANGELA MARIA RODRIGUES DE BRITO

Complicações obstétricas: principais ocorrências hosítalares na faixa de fronteria franco-brasileira; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá; Orientador: Lise Maria Carvalho Mendes;

Jairo lourenço da silva filho

ATENÇÃO PRÉ-NATAL NO ESTADO DO AMAPÁ: Análise a partir do monitoramento SISPRENATAL no ano de 2017; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá; Orientador: Lise Maria Carvalho Mendes;

Regiane Costa Picanço Licar

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA OCORRÊNCIA DE MALÁRIA EM GESTANTES, NO MUNICÍPIO DE OIAPOQUE-AP, NO PERÍODO DE 2013 A 2017; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá; Orientador: Lise Maria Carvalho Mendes;

Angelina Carmo da Silva

Boas práticas de parto e nascimento no começo do Brasil: percepção de enfermagem; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Amapá; Orientador: Lise Maria Carvalho Mendes;

Ana Regina de Oliveira Ribeiro

Conhecimento de puérperas sobre assistência pré-natal na fronteira extremo norte brasileira; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Fundação de Apoio à Pesquisa e à Cultura da Universidade Federal do Amapá; Orientador: Lise Maria Carvalho Mendes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Andrea Bezerra Rodrigues

Uso da música para controle de sintomas em Oncologia: uma revisão integrativa; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará; Orientador: Andrea Bezerra Rodrigues;

Rosemary Ferreira de Andrade

MULHERES MIGRANTES E MALÁRIA EM ÁREAS DE EXPLORAÇÃO DE GARIMPOS NA FRONTEIRA INTERNACIONAL; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS DA SAÚDE) - Universidade Federal do Amapá; (Orientador);

Daniele Vasconcelos Fernandes Vieira

Vulnerabilidades Sociais e de Saúde de Mulheres em Região de Mineração: revisão integrativa; 2016; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Enfermagem do Trabalho) - Universidade Estadual do Ceará; Orientador: Daniele Vasconcelos Fernandes Vieira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MENDES, L. M. C. . Promoção da saúde no contexto fronteiriço. 01. ed. , 2018.

  • MENDES, L. M. C. . Prevenção do câncer de colo de útero em mulheres garimpeiras. Promoção da saúde no contexto fronteiriço. 1ed.Macapá: Editora Unifap, 2018, v. 1, p. 01-111.

  • MENDES, L. M. C. . ATIPIAS DE CÉLULAS GLANDULARES: CARACTERIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DE ADENOCARCINOMAS DO ESTADO DO CEARÁ. In: I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM DA UNIFOR, 2015, FORTALEZA-CE. I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM DA UNIFOR, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO FARINGOLARINGECTOMIZADO E TIREIDECTOMIZADO EM PÓS-OERATÓRIO: UM ESTUDO DE CASO. In: I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM DA UNIFOR, 2015, FORTALEZA-CE. I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM DA UNIFOR, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL (TNE) EM PACIENTES ONCOLÓGICOS CIRÚRGICOS: ESTUDO OBSERVACIONAL. In: 18 SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ENFERMAGEM, 2015, FORTALEZA-CE. 18 SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ENFERMAGEM, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . CARCINOMA BASOCELULAR INFILTRATIVO: RELATO DA APLICAÇÃO DO PROCESSO DE ENFERMAGEM. In: 66º Congresso Brasileiro de Enfermagem, 2014, Belém-PA. O PROTAGONISMO DA ENFERMAGEM NA ATENÇÃO À SAÚDE Anais do CBEn.. Belem-PA, 2014. v. 2. p. 510.

  • MENDES, L. M. C. . A UTILIZAÇÃO DO CÍRCULO DE CULTURA NA PREVENÇÃO DE DSTS/AIDS COM ADOLESCENTES: UM RELATO DE EXPERIENCIA. In: 65 Congresso Brasileiro de Enfermagem, 2013, Rio de Janeiro. Anais do CBEn. Volume 1, Número 720, Rio de Janeiro, ABEn, 2013., 2013.

  • MENDES, L. M. C. ; OLIVEIRA, H. M. ; MONTEIRO, R. S. ; EUGENIO, N. C. C. ; NASCIMENTO, V. B. . Educação em saúde: um instrumento para a prevenção de parasitoses com crianças de 7 a 10 anos no interior da Amazônia brasiileira. In: Congresso de Pediatria, 2018, Porto Alegre. Congresso de pediatria, 2018.

  • MENDES, L. M. C. ; OLIVEIRA, H. M. ; MONTEIRO, R. S. ; NASCIMENTO, V. B. ; EUGENIO, N. C. C. . Pneumonia: incidência em crianças de 1 mês a 5 anos em um hospital pediátrico do Amapá. In: Congresso Brasileiro de Pediatria, 2018, Porto Alegre. Congresso Brasileiro de Pediatria, 2018.

  • MENDES, L. M. C. ; ANDRADE, R. F. ; MELO, D. P. S. . Classificação operacional e forma clínica de casos novos de hanseníase no estado do Amapá, 2005 a 2015. In: Congresso Brasileiro de Medicina Tropical, 2017, Cuiabá. Classificação operacional e forma clínica de casos novos de hanseníase no estado do Amapá, 2005 a 2015., 2017. v. 1.

  • MENDES, L. M. C. ; ANDRADE, R. F. . Distribuição epidemiológica da malária humana no município de Oiapoque-AP. In: 53º Congresso Brasileiro de Medicina Tropical, 2017, Cuiabá-MT. Distribuição epidemiológica da malária humana no município de Oiapoque-AP, 2017. v. 1.

  • MENDES, L. M. C. . O MODELO DE ATIVIDADE DE VIDA DE ROPER-LOGAN-TIERNEY COMO SUBSÍDIO PARA O DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM. In: I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM DA UNIFOR, 2015, FORTALEZA-CE. I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM DA UNIFOR, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . Hanseníase em idosos: uma revisão integrativa.. In: I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM UNIFOR, 2015, FORTALEZA-CE. I MOSTRA ACADEMICA DE ENFERMAGEM UNIFOR, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . RETRATO DO SURTO DE SARAMPO NO CEARÁ. In: 51 CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL, 2015, FORTALEZA-CE. 51 CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . CARACTERIZAÇÃO SÓCIO DEMOGRÁFICA E CLÍNICA DE PACIENTES ONCOLÓGICOS PÓS CIRÚRGICOS. In: 18 SEMINÁRIO NACIONAL DE PESQUISA EM ENFERMAGEM, 2015, FORTALEZA-CE. 18 SEMINÁRIO NACIONAL DE PESQUISA EM ENFERMAGEM, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . EXPERIMENTANDO A CAMPANHA DE VACINAÇÃO CINTRA SARAMPO EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE. In: 51 CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL, 2015, FORTALEZA-CE. 51 CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL, 2015.

  • MENDES, L. M. C. . AVALIAÇÃO DAS VISITAS DOS DOUTORES-PALHAÇOS EM HOSPITAL TERCIÁRIO DE FORTALEZA (CE) ATRAVÉS DE RELATOS DE VISITA. In: 65 CBEN, 2013, Rio de Janeiro. Anais do CBEn. Volume 1, Número 0691, Rio de Janeiro, ABEn, 2013., 2013.

  • MENDES, L. M. C. . CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS: CONHECENDO ESSA REALIDADE. In: CBEN, 2013, Rio de Janeiro. Anais do CBEn. Volume 1, Número 1163, Rio de Janeiro, ABEn, 2013., 2013.

  • OLIVEIRA, H. M. ; NASCIMENTO, V. B. ; MENDES, L. M. C. ; EUGENIO, N. C. C. ; MONTEIRO, R. S. . Educação em saúde: um instrumento para a prevenção de parasitoses com crianças de 7 a 10 anos no interior da Amazônia brasiileira. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • OLIVEIRA, H. M. ; MENDES, L. M. C. ; NASCIMENTO, V. B. ; MONTEIRO, R. S. ; EUGENIO, N. C. C. . Pneumonia: incidência em crianças de 1 mês a 5 anos em um hospital pediátrico do Amapá. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENDES, L. M. C. . Vivências e vicissitudes das mulheres de Ilha Bela: uma estudo etnográfico.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • MENDES, L. M. C. . Migrant women and malaria in risky areas of mining exploitation in the brazilian-french border. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • MENDES, L. M. C. . ATIPIAS DE CÉLULAS GLANDULARES: CARACTERIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO DE ADENOCARCINOMAS DO ESTADO DO CEARÁ. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO FARINGOLARINGECTOMIZADO E TIREIDECTOMIZADO EM PÓS-OERATÓRIO: UM ESTUDO DE CASO. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . As bonequeiras de Alto Alegre: as compreensões das quilombolas do Ceará sobre trabalho e saúde.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENDES, L. M. C. . CARCIONOMA BASOCELULAR INFILTRATIVO: RELATO DE APLICAÇÃO DO PROCESSO DE ENFERMAGEM. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENDES, L. M. C. . OPINIÃO DOS PACIENTES ACERCA DA ASSISTENCIA PRESTADA PELOS ALUNOS DE ENFERMAGEM. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . MONITORIA COMO FERRAMENTA AUXILIAR À PRÁTICA DE ENFERMAGEM: AVALIAÇÃO DE ALUNOS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . ESTRATÉGIAS MOBILIZADORAS DURANTE ATIVIDADES DE MONITORIA: RELATO DE EXPERIENCIA NA DISCIPLINA EPIDEMIOLOGIA ESPECIAL. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . PROJETO Y. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • MENDES, L. M. C. . CONSULTA DE ENFERMAGEM AO PACIENTE COM HIV/AIDS: RELATO DE EXPERIÊNCIA. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENDES, L. M. C. . RISO, SORRISO E SAÚDE: NOVA PERSPECTIVA NA FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . DO PROJETO Y NA III SEMANA DE ARTE MÉDICA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . ESTRATÉGIA EDUCATIVA: PREVENÇÃO DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS EM ADOLESCENTES.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . QUALIDADE DE VIDA DOS ESTUDANTES DE ENFERMAGEM NA DISCIPLINA DO CUIDADO DO CUIDADOR: RELATO DE EXPERIÊNCIA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MENDES, L. M. C. . ANÁLISE QUALITATIVA DA AÇÃO DE UM PROJETO UNIVERSITÁRIO DE PALHAÇOTERAPIA EM CENTRO DE REFERÊNCIA EM ATENDIMENTO A CRIANÇAS COM DISTÚRBIOS DO DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MENDES, L. M. C. ; SOARES, L. B. ; SANTOS, S. M. . BIOLOGIA DO CONHECIMENTO: EMOÇÕES E LINGUAGEM NA EDUCAÇÃO.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Saúde sexual e reprodutiva de brasileiras em regiões de garimpo na Amazônia francesa, Descrição: O isolamento e os fluxos migratórios desafiam os sistemas tradicionais de saúde e requerem intervenções inovadoras quanto à promoção da saúde. Embora haja migração pendular entre garimpeiras, os locais de descanso podem ser estratégicos à assistência à saúde. Desta forma, esta pesquisa busca conhecer as práticas de saúde sexual e reprodutiva de mulheres brasileiras que exercem atividades laborais em áreas de garimpagem.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lise Maria Carvalho Mendes - Coordenador.

  • 2018 - Atual

    CONHECIMENTOS DE PUÉRPERAS SOBRE A ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL NA FRONTEIRA NORTE BRASILEIRA, Descrição: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, a ser desenvolvido com puérperas atendidas no Hospital Estadual de Oiapoque (HEO), que objetiva analisar o conhecimento das puérperas sobre a importância das consultas de pré-natal. Serão incluídas neste estudo: puérperas, que não estejam no período Greenberg, maiores de 18 anos de idade, que concordem em participar desta pesquisa. A coleta de dados será realizada por meio de entrevistas semiestruturadas, que serão gravadas e transcritas na íntegra, previstas para serem realizadas no período de setembro a outubro de 2017. A análise dos dados coletados será guiada pela Análise de Conteúdo, obedecendo as fases de pré-análise; exploração do material, tratamento dos resultados, inferência e interpretação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lise Maria Carvalho Mendes - Coordenador.

  • 2018 - Atual

    MONITORAMENTO DE RISCO POR EXPOSIÇÃO AMBIENTAL E OCUPACIONAL A GENOTÓXICOS NA REGIÃO DA FRONTEIRA FRANCO-BRASILEIRA, ESTADO DO AMAPÁ., Descrição: Ainda quando em 1990 se proibiu a atividade de garimpagem no Brasil, ainda estes garimpeiros permanecem na região norte do Amapá, explorando ilegalmente do minério no lado francês o que continua provocando a contaminação das vazias da região e afetando diretamente seus moradores. A contaminação por mercúrio constitui um problema antigo por trazer riscos potenciais à saúde humana e à biodiversidade em todo o mundo e no caso particular da Amazônia por seu uso na garimpagem local. As comunidades ribeirinhas e da floresta se situam geralmente ao longo dos principais rios da região, sendo o rio Cassiporé, o rio Curipí, o rio Oiapoque as principais veias fluviais que carregam elevadas concentrações de metais pesados utilizados na mineração já que pesquisas mostram níveis elevados de Mercúrio, Cádmio, Cromo, Cobre, Chumbo e Zinco no rio e nos peixes. Os rios seguem ainda áreas de conservação passando pela Floresta Estadual do Amapá, Parque Nacional do Cabo Orange e a Terra Indígena Uaçá. A contaminação humana de metais pesados normalmente se dá pela ingestão de alimentos contaminados como peixes que absorvem o mercúrio através da água e da magnificação trófica. Os biomarcadores são usados para identificar o dano ao DNA, um deles é o ensaio de Micronúcleos (MN) em células da mucosa oral, que está sendo vastamente aplicada aos estudos de genotoxidade e classifica células normais das atípicas como: picnose, binucleação, cariólise, cariorrêxe, cromatina condensada, broto nuclear e dos micronúcleos. Esses ensaios favorecem o descobrimento de células em estado preneoplásicos e neoplasmas em estados iniciais, servindo como rastreamento de pessoas expostas aos agentes que induzem modificações genéticas. Alguns estudos já foram feitos no estado do Amapá, no entanto os focos maiores foram nos fatores ambientais de contaminação como peixes e a água. Até então, poucos tem sido os estudos realizados que avaliassem as alterações citogenéticas nestas populações ribeirinhas e da floresta expostas ao mercúrio e outros metais pesados. Sendo assim se faz necessário o estudo para: Avaliar o risco de exposição ambiental e ocupacional em moradores das comunidades ribeirinhas no Oiapoque e outros municípios do norte do Amapá, por exposição a agentes genotóxicos e a relação com os hábitos de vida. Desta forma buscar formas de conscientizar sobre a exposição através de estratégias de prevenção. O interesse na pesquisa é justamente identificar os riscos das comunidades ribeirinhas, assim como da população em geral que consome os peixes dessas localidades e consome a água do rio, já que foram comprovados os índices de metais pesados na água, no solo e alimentos, revelando o impacto ambiental, e agora os residentes também poderão ser objeto de estudos para colaborar com os objetivos da pesquisa. O estudo que será realizado é de tipo transversal com caráter de monitoramento e uma abordagem quantitativa que busca identificar alterações nucleares e indícios de exposição ambiental a genotóxicos. O estudo terá dois focos principais, exposição ambiental a metais pesados (variáveis: índice de células anormais) e hábitos de vida (variáveis: ser fumante, ser consumidor de bebida alcoólica e tipo de alimentação. Com o intercambio várias outras técnicas toxicológicas poderão ser realizadas na Universidade de Puerto Rico entre estas técnicas estão: testes em culturas de células do pulmão e do fígado humano por exposição a compostos toxicológicos, outras análises de citotoxicidade, detecção e análise de citoquinas segregadas, medidas da resposta imune e análise de polimorfismo. Serão incluídos na pesquisa: residentes das comunidades preferencialmente pessoas que tenham morado por longos períodos, indivíduos de ambos os gêneros e diferentes faixas etárias. Serão excluídas pessoas que tenham ou tiveram infecções bucais nos dois últimos meses ou feito um exame de raio X da regiã. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lise Maria Carvalho Mendes - Integrante / Carlos Manuel Dutok Sánchez - Coordenador / Fábio Rodrigues Trindade - Integrante / fernanda matos fernandes castelo branco - Integrante / GIRZIA SAMMYA TAJRA ROCHA - Integrante / TANCREDO CASTELO BRANCO NETO, T - Integrante / RAIMUNDO NONATO PICANCO SOUTO - Integrante / ADENILDA RIBEIRO DE MOURA - Integrante.

  • 2018 - Atual

    O ENVELHECIMENTO E QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO IDOSA INDÍGENA DA ETNIA KARIPUNA DO ESTADO DO AMAPÁ, Descrição: A saúde no Brasil, assegurada como direito social nos termos do art. 6º da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (CF/88), é um tema que envolve aspectos legais, políticos, econômicos, sociais, éticos e sanitários, estando intrinsecamente relacionado a fatores como as condições de vida e de sobrevivência de uma comunidade, as transformações demográficas de uma nação, as dinâmicas populacionais de determinada região e a aspectos sócioepidemiológicos e culturais de uma raça ou etnia. No caso deste estudo, direciona-se a análise das percepções dos índios idosos da etnia Karipuna, situada no norte do Amapá, no Brasil, sobre o seu processo de envelhecimento e qualidade de vida. Segundo Baldoni e Pereira (2011) do ponto de vista cronológico considera-se idoso nos parâmetros da Organização Mundial da Saúde (OMS) a pessoa que possui 65 anos ou mais. No entanto, em países em desenvolvimento como é o caso do Brasil são considerados idosos aqueles com idade a partir de 60 anos, nos termos da Lei 10.741/03 ou Estatuto do Idoso. À luz desse contexto pode-se destacar que as transformações na estrutura populacional vêm desafiando o cotidiano dos serviços de saúde no Brasil, tornando o envelhecimento um problema social e de saúde pública, especialmente, entre os mais pobres e as minorias populacionais, como os indígenas. Dentre essas mudanças, cita-se o envelhecimento populacional, que não é mais uma preocupação apenas dos países desenvolvidos, onde este fenômeno foi observado inicialmente. Atualmente, são os países em desenvolvimento aqueles onde se verificam os maiores índices de mudanças, sendo que para um país ser considerado ?velho? ele necessita ter 7% da sua população na terceira idade. Objetivos: Analisar como os idosos indígenas da etnia Karipuna que moram nas aldeias do Município do Oiapoque - Estado do Amapá vivenciam sua percepção de envelhecimento e qualidade de vida e especificamente Descrever o perfil sócio demográfico e clínico; identificar aspectos da qualidade de vida; caracterizar o processo de envelhecimento e associar a qualidade de vida da população idosa indígena com a sua percepção do envelhecimento. Método: O delineamento deste estudo será na linha dos métodos quantitativo, transversal e exploratório. Os participantes deste estudo serão constituídos de todos os idosos indígenas que aceitarem participar do estudo, por tanto, voluntários de ambos os gêneros com idade superior a 60 anos e que obrigatoriamente residam nas aldeias escolhidas pelo estudo no município de Oiapoque do Estado do Amapá. Será assim um levantamento censitário envolvendo todos os indivíduos das aldeias participantes que se propuserem a participar da pesquisa. Critérios de inclusão: ter idade igual ou acima de 60 anos, ser da etnia selecionada e morar na aldeia. Os instrumentos utilizados serão um questionário geral que abordará dados referentes à ocorrência de condições clínicas em um questionário construído pelo autor: hipertensão arterial, diabete mellitus, tabagismo, além dos dados socioeconômicos. O APQ (Aging Perceptions Questionnaire) é um instrumento multidimensional cuja validação mostrou que a auto percepção do envelhecimento está relacionada independentemente com a saúde psicológica e a saúde física. Possui 32 itens divididos em quatro dimensões: cronologia (crônica ou cíclica), controle (positivo ou negativo), consequências (positivas ou negativas) e representações emocionais. Depois de traduzido e adaptado para a língua portuguesa do Brasil, foi denominado de Questionário de Auto Percepção do Envelhecimento (QAPE) (ROCHA, GOMES 2012) e para avaliar a qualidade de vida será utilizado o questionário SF-36 (Short-Form Health Survey). Este instrumento de qualidade de vida (QV) multidimensional foi desenvolvido em 1992 por Ware e Sherbourne e validado no Brasil por Ciconelli (1997). A avaliação dos resultados foi feita mediante. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lise Maria Carvalho Mendes - Integrante / Heluza Monteiro de Oliveira - Integrante / Carlos Manuel Dutok Sánchez - Integrante / AnaPaula Martins Mendes - Integrante / Fábio Rodrigues Trindade - Coordenador / fernanda matos fernandes castelo branco - Integrante / GIRZIA SAMMYA TAJRA ROCHA - Integrante / TANCREDO CASTELO BRANCO NETO, T - Integrante / SHEILLA CRISTINA SILVA - Integrante.

  • 2016 - Atual

    A ação das micropartículas sobre resposta inflamatória em células endoteliais vasculares humanas: efeitos no surgimento das doenças vasculares e suas complicações no Diabetes Mellitus., Descrição: Rios presente floresta amazônica estão sendo contaminados a anos pela deposição de mercúrio no meio ambiente provenientes principalmente da extração de ouro em garimpos da região, contaminando a fauna e flora, principalmente os peixes que são fonte de alimentos da população ribeirinha.A ingestão de peixes presentes em rios da floresta amazônica pode ser o principal meio de contaminação dos ribeirinhos e índios por mercúrio, já que diversos trabalhos mostram o alto índice de exposição da população ao mercúrio em diferentes regiões da floresta amazônica. Diversas pesquisas mostram que a contaminação por mercúrio pode levar ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares de Diabetes Mellitus (DM). O diabetes Mellitus é um problema de saúde grave de alta prevalência, que em 2030 pode acometer 439 milhões de pessoas. O DM é acompanhado por um aumento substancial do risco de doença cardiovascular bem como de mortalidade ao longo do tempo por essas doenças. A disfunção endotelial identificada como um marcador precoce de moléstia cardiovascular poderá prever coronariopatia, mesmo antes que alterações ateroescleróticas evidentes apareçam nas artérias.Assim, medidas da função endotelial poderiam identificar indivíduos com risco para moléstia cardiovascular.Níveis circulantes de micropartículas (MPs) estão aumentados na maioria das doenças cardiovasculares quando comparada a uma população de indivíduos saudáveis não diabéticos. Consequentemente, as MPs aparecem como um novo potencial biomarcador de prognóstico do DM, particularmente na detecção precoce de complicações vasculares nesta doença. Vários estudos apontam que os níveis circulantes de MPs de origem endotelial estão associados à função endotelial prejudicada em pacientes com doenças cardiovasculares e em pacientes diabéticos com doença arterial coronariana As etiologias das complicações vasculares do DM são pouco compreendidas até o momento. A produção de espécies reativas de oxigênio (ROS) e a inflamação são potenciais indutores de doenças vasculares associadas ao DM Portanto, informações sobre as propriedades pro- inflamatórias das MPs sobre células endoteliais vasculares humanas poderão ajudar a elucidar a papel das MPs no surgimento das doenças vasculares e suas complicações no DM. As MPs poderiam atuar diretamente sobre enzimas e mediadores envolvidos na patogênese da inflamação como citocinas, metabólitos do ácido araquidônico, ROS. Será de grande importância também associar o risco do desenvolvimento de doenças 6 / 12 vasculares e o diabetes pela associação da formação das micropartículas pela contaminação por mercúrio. Uma hipótese a ser levantada é que a exposição ao mercúrio pode levar ao um aumentoo estresse oxidativo e desencadear a produção de micropartículas, desta forma as micropartículas se tornam como um potencial candidato biomarcador via exposição a contaminação pelo mercúrio, e desta forma será possível predizer o desenvolvimento futuro de doenças vasculares e DM.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lise Maria Carvalho Mendes - Coordenador / Heluza Monteiro de Oliveira - Integrante / rafael pires moreira - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Enfermagem Oncológica, Descrição: Desenvolver estudos, projetos de pesquisa sobre conteúdos que envolvem o cuidar em oncologia e estomaterapia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Lise Maria Carvalho Mendes - Coordenador / Andréa Bezerra Rodrigues - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Menção Honrosa na categoria Inovação de Tema, III Simpósio do Núcleo de Estudos Sobre Criança e Adolescente IV Encontro Científico de Enfermagem, Universidade do Estado de Minas Gerais.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal do Amapá, Campus Binacional. , Rodovia BR 156, nº 3051., Universidade, 68980000 - Oiapoque, AP - Brasil, Telefone: (85) 2888455

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2016 - Atual

    Universidade Federal do Amapá

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar II, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 02/2019

      Direção e administração, Campus Binacional, Curso de Bacharelado em Enfermagem.,Cargo ou função, Vice coordenador.

    • 02/2019

      Conselhos, Comissões e Consultoria, fundação universidade federal do amapá, .,Cargo ou função, Membro do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Bacharelado em Enfermagem.

    • 01/2019

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Supervisionado em Saúde Pública

    • 01/2019

      Ensino, Gestão em Saúde, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Oraganização e funcionamento do SUS

    • 06/2018 - 12/2018

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Supervisionado em Saúde Pública

    • 01/2018 - 06/2018

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Enfermagem Materno-infantil na Atenção Básica

    • 07/2017 - 12/2017

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Estágio Supervisionado em Saúde Pública

    • 01/2017 - 06/2017

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Enfermagem Ginecológica Obstétrica e Neonatal, Estágio Supervisionado em Saúde Pública

    • 07/2016 - 12/2016

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Enfermagem Ginecológica, Obstétrica e Neonatal

    • 07/2016 - 12/2016

      Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Semiologia e Semiotécnica

  • 2015 - 2015

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica., Carga horária: 12

    Outras informações:
    Pesquisadora na área de Cuidados de Enfermagem em Oncologia.

  • 2014 - 2014

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Monitora da disciplina de Enfermagem no Processo de Cuidar do Adulto II.

  • 2011 - 2012

    Universidade Federal do Ceará

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Atuou como monitora de grupos de estudos.

    Atividades

    • 02/2014 - 12/2014

      Extensão universitária , Pro-Reitoria de Extensão, .,Atividade de extensão realizada, Atuou no Hospital Instituto Dr José Frota como extensionista do PET-Saúde. Desenvolvendo atividades na Unidade Risco II..