Ingrid Michaelen Rocha Andrade

Bacharel em Ciências Biológicas com habilitação em Biologia Marinha e Gerenciamento Costeiro, pela Universidade Estadual de São Paulo Julio de Mesquita Filho - Instituto de Biociências do Litoral Paulista (UNESP - IBCLP). Realizou estágio de iniciação cientifica junto ao laboratório de Biologia Molecular e Estrutural, sob orientação do Prof.Dr. Marcos Antônio de Oliveira (2013-2014), junto ao laboratório de Bioprospecção de Produtos Naturais, na área de Biologia Molecular de cianobactérias, sob orientação do Prof.Dr. Wagner Vilegas e do Prof.Dr. Douglas Gatte Picchi, com bolsa PIBIC/CNPq (2016). E também junto ao laboratório de Bionanotecnologia sob orientação da Profa. Cristiane Ottoni, onde foram desenvolvidos ambos trabalhos de conclusão de curso com bolsa de PIBIC/UNESP (2017-2018). Interesse principalmente nas áreas de biotecnologia, biologia molecular, genética e microbiologia.

Informações coletadas do Lattes em 21/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Ciências Biológicas

2013 - 2018

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2012

Colegio Eduardo Gomes- Rotary

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

INTRODUÇÃO AO DIREITO AMBIENTAL E ASPECTOS JURÍDIC. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2014 - 2014

Introdução a Genética do Câncer. (Carga horária: 6h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2014 - 2014

Genética Forense. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2013 - 2013

Comunicação Animal: Reflexões, Problemas e Métodos. (Carga horária: 9h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2013 - 2013

Palestra Ecologia Trófica em Ambientes Costeiros. (Carga horária: 1h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Congresso de Iniciação Cientifica. Avalição de extração de metagenoma de uma floração de Microcystis spp.: comparação de protocolos. 2016. (Congresso).

Work Shop de Genética Unesp Botucatu. 2014. (Simpósio).

XI Semana da Biologia Marinha e do Gerenciamento Costeiro. 2014. (Simpósio).

X semana da Biologia Marinha e do Gerenciamento Costeiro. 2013. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Roberta Alves Merguizo Chinellato

OTTONI, C. A.;Merguizo, Roberta A.C. Atividade antimicrobiana de nanopartículas de prata biogênicas em fungos patogênicos e avaliação do potencial em zebrafish (Danio rerio).. 2018.

Vanessa da Costa Andrade

OTTONI, C. A.;ANDRADE, V. C.. Otimização do processo de biossíntese de nanopartículas de prata e potencial aplicação antimicrobiana. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Cristiane Angélica Ottoni

Biossíntese de Nanopartículas de Prata, Avaliação de Potencial Aplicação Antifúngica e dos Efeitos Sob Metabolismo de Zebrafish; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Orientador: Cristiane Angelica Ottoni;

Cristiane Angélica Ottoni

Otimização do processo de biossíntese de nanopartículas de prata e potencial aplicação antimicrobiana; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; Orientador: Cristiane Angelica Ottoni;

Cristiane Angélica Ottoni

Detecção de metabólitos secundários biologicamente ativos em Penicillium maximae; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Pró-Reitoria de Pesquisa; Orientador: Cristiane Angelica Ottoni;

Wagner Vilegas

MINERAÇÃO DE GENOMAS DE CIANOBACTÉRIAS DE BIOMAS BRASILEIROS PARA DESCOBERTA DE NOVAS VARIANTES DE MICROVIRIDINAS; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Biologia) - UNESP - Instituto de Biociências - Campus do Litoral Paulista, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Pibic; Orientador: Wagner Vilegas;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ANDRADE, I. M. R. . Avalição de Extração de metagenoma de uma floração de Microcystis spp.: comparação de protocolos.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2018

    Biossíntese de nanopartículas de prata, avaliação de potencial aplicação antifúngica e dos efeitos no metabolismo de Zebrafish, Descrição: O cenário de grande resistência dos microrganismos a antibióticos, aumentou a demanda de desenvolvimento de novas tecnologias nesse setor, principalmente por agentes antifúngicos. Fungos patogênicos são uma ameaça à saúde tanto de seres humanos como outros animais e plantas, porém como são organismo eucariontes e muito diversos há certa dificuldade em se desenvolver compostos específicos antifúngicos. Nesse contexto as nanotecnologias, principalmente as nanoparticulas de prata (AgNPs) tem se destacado. As AgNPs podem ser biossíntetizadas por diversas espécies de microrganismos como, por exemplo, os fungos. O processo de biossíntese é vantajoso por diminuir os custos e aumentar a biocompatibilidade das AgNPs. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo demonstrar a atividade antifúngica das AgNPs em seis espécies diferentes de fungos patogênicos e avaliar os efeitos sob o metabolismo de Zebrafish, animal modelo da espécie Danio rerio por meio do consumo de oxigênio e excreção de amônia. Concluiu-se que AgNPs tem grande potencial para serem utilizadas como antifúngico, pois inibiram o crescimento das seis espécies de fungos patogênicos e tiveram efeitos mínimos sob metabolismo in vivo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ingrid Michaelen Rocha Andrade - Coordenador / Cristiane Angélica Ottoni - Integrante / Bruna Marques Ribeiro - Integrante.

  • 2017 - 2017

    Otimização do processo de biossíntese de nanopartículas de prata e potencial aplicação antimicrobiana, Descrição: As nanopartículas (NPs) vêm recebendo cada vez mais destaque na ciência, devido as suas várias aplicações em eletrônicos, cosméticos, revestimentos, biotecnologia e na medicina. Nos dias atuais, as NPs de prata (AgNPs) são amplamente descritas como agente antimicrobiano, o que representa uma vasta e ainda pouco explorada aplicação destes nanomateriais na área da biomedicina. As AgNPs podem ser biossíntetizadas por diversas espécies de micro-organismos como, por exemplo, os fungos. O processo de biossíntese é vantajoso por diminuir os custos e aumentar a biocompatibilidade das AgNPs em comparação ao processo de síntese química. Sendo assim, o presente trabalho vem com o objetivo de otimizar o processo de biossíntese de AgNPs por fungos, testando concentrações necessárias de nitrato de prata (AgNO3). A partir da biossíntese, as AgNPs passaram por métodos de caracterização como DLS, PDI e Zeta. E amostras selecionadas foram testadas para atividade antimicrobiana. A partir dos resultados obtidos foi comprovada a atividade antibacteriana dessas amostras.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ingrid Michaelen Rocha Andrade - Coordenador / Cristiane Angélica Ottoni - Integrante / Bruna Marques Ribeiro - Integrante.

  • 2016 - 2017

    Desvendando o Potencial da Metagenômica Microbiana para Identificação de Genes Codificadores de Microviridinas em Cianobactérias do Solo de Biomas Brasileiros., Descrição: Este projeto está faz parte do projeto de expansão de linhas de pesquisa do Laboratório de Bioprospecção de Produtos Naturais, iniciado em 2014, com o projeto inserido dentro dos objetivos de pós-doutoramento de Dr. Douglas Gatte-Picchi ?Expandindo a biblioteca natural de microviridinas por meio de técnicas de mining metagenômico de florações de cianobactérias em biomas brasileiros (SISPROPE nr. 610)?. Nesse contexto, a presente proposta de projeto de iniciação científica tem como objetivo: (a) Caracterização e avaliação de cepas isoladas do solo de biomas brasileiros para o potencial de produção de microviridinas. Clonagem dos genes precursores de microviridinas em Escherichia coli para construção de uma biblioteca gênica. Construção de bibliotecas genômicas para cepas com alto potencial para produção de microviridinas. Triagem, caracterização e determinação do perfil metabólico dos clones positivos.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ingrid Michaelen Rocha Andrade - Coordenador / Douglas Gatte Picchi - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Análise da Expressão de Peroxirredoxinas em Resposta a Inflamação Ocasionada por sPLA2 de Crotalus durissus terrificus e Após a Administração de Compostos e Moléculas Naturais Purificadas de Laguncularia racemosa, Descrição: Peroxirredoxinas (Prx) são um grupo de proteínas antioxidantes que atuam em diversos processos celulares, no caso das Prx1 e 2 (2-Cys) e Prx6 (1-Cys), apresentam funções biológicas adicionais de chaperona molecular e fosfolipase A2 (PLA2), respectivamente (Saccoccia et al., 2012; Wu et al., 2006). A partir da ação da PLA2 são gerados os mediadores inflamatórios (Rang et al., 2007), considerando que o processo inflamatório é largamente relacionado com a explosão oxidativa, podemos considerar que as Prx?s desempenham um papel importante no processo inflamatório (Shah et al., 2008). A PLA2 secretória apresenta ação neurotóxica, atividade miotóxica, edematogênica e é também a fração responsável pela atividade nefrotóxica do veneno de cascavel, podendo ser considerado o agente causador da maior parte das mortes decorrentes do envenenamento por cascavel (Sampaio et al., 2010). Os envenenamentos ofídicos representam um grave problema de saúde pública no Brasil pela sua incidência em regiões rurais e estão relacionados com fatores climáticos e o aumento da atividade humana (Pinho e Pereira, 2001). O trabalho tem por objetivo a avaliação da expressão da Prx1, Prx2 e Prx6, pela metodologia de western blot em eventos inflamatórios ocasionados por sPLA2 em Mus musculus (edema de pata) em resposta a administração de compostos naturais e moléculas purificadas provenientes de Laguncularia racemosa.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Ingrid Michaelen Rocha Andrade - Coordenador / Marcos Antonio de Oliveira - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional