Virginia Gaissionok Mariz

Possui graduação em Nutrição pela Universidade Federal Fluminense (2018). Atualmente é bolsista de desenvolvimento tecnológico industrial - C da Universidade Federal do Rio de Janeiro e aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Nutrição, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação nutricional, gasto energético e saúde pública.

Informações coletadas do Lattes em 21/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em andamento em Ciências da Nutrição

2019 - Atual

Universidade Federal Fluminense
Título: Revisão Sistemática sobre o uso das equações de predição da Taxa Metabólica Basal de Harris-Benedict,Orientador: Luiz Antonio dos Anjos
Palavras-chave: Metabolismo Basal; Avaliação Nutricional; Revisão; População.

Graduação em Nutrição

2012 - 2018

Universidade Federal Fluminense
Título: CUSTO ENERGÉTICO DE ATIVIDADES COTIDIANAS SELECIONADAS EM ADULTOS
Orientador: Luiz Antonio dos Anjos
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2013 - 2017

Programa de Universalização em Línguas Estrangeiras - PULE - Inglês. , Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Russo

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

39 Simpósio Internacional de Ciências do Esporte - CELAFISCS.Resposta fisiológica da caminhada para prazer e exercício em adultos de Niterói, RJ. 2016. (Simpósio).

13 Congresso Nacional - A Ciência da Alimentação e da Nutrição: Inovações e Desafios. RELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E O NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DA POPULAÇÃO TRABALHADORA ADULTA BRASILEIRA ENTRE 2002 E 2009. 2015. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Amina Chain Costa

ANJOS, L. A.; WAHRLICH, V.;CHAIN, A.C.. Custo energético de atividades cotidianas selecionadas em adultos.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal Fluminense.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Luiz Antonio dos Anjos

Tendência do Nível de Atividade Física Ocupacional e Estado Nutricional de Adultos Brasileiros nas últimas 4 décadas; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Nutrição) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Luiz Antonio dos Anjos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ANJOS, LUIZ ANTONIO DOS ; ESTEVES, THAIS VIEIRA ; MARIZ, VIRGINIA GAISSIONOK ; VASCONCELLOS, MAURICIO TEIXEIRA LEITE DE . Tendência do nível de atividade física ocupacional e estado nutricional de adultos ao longo de quatro décadas no Brasil. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional , v. 43, p. 1-12, 2018.

  • CONTINO, M. B. S. ; ANJOS, L. A. ; WAHRLICH, V. ; SILVA, E. F. ; OLIVEIRA, M. F. ; OLIVEIRA, U. S. M. ; MARIZ, V. G. . Comparação Entre os Valores de Contagem de Movimento Obtidos Por Acelerometria no Punho e na Cintura. In: XI CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE, 2017, Florianópolis. Evidências e boas práticas em atividade física e saúde: como estabelecer a ponte?. Pelotas: Rev Bras Ativ Fís Saúde, 2017. v. 22. p. 517-517.

  • ANJOS, L. A. ; MARIZ, V. G. ; SILVA, E. F. ; WAHRLICH, V. . Energy expenditure of selected daily activities in adults from Niterói, Rio de Janeiro. In: 21st International Congress of Nutrition, International Union of Nutritional Sciences, 2017, Buenos Aires. Annals of Nutrition and Metabolism. Basel: Karger, 2017. v. 71. p. 1126-1126.

  • MARIZ, V. G. ; ANJOS, L. A. ; WAHRLICH, V. ; OLIVEIRA, M. F. ; CONTINO, M. B. S. ; FERREIRA, B. C. M. ; SILVA, A. C. C. . RESPOSTA FISIOLÓGICA DA CAMINHADA PARA PRAZER E EXERCÍCIO EM ADULTOS DE NITERÓI. In: 39 Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2016, São Paulo. (In)Atividade Física e A a Z. São Paulo: Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2016. v. 22. p. 61.

  • OLIVEIRA, M. F. ; ANJOS, L. A. ; WAHRLICH, V. ; SILVA, A. C. C. ; CONTINO, M. B. S. ; MARIZ, V. G. ; FERREIRA, B. C. M. . CUSTO ENERGÉTICO DE ATIVIDADES COTIDIANAS EM ADULTOS DE NITERÓI, RJ. In: 39 Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2016, São Paulo. (In)Atividade Física de A a Z. São Paulo: Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2016. v. 22. p. 122.

  • OLIVEIRA, U. S. M. ; SILVA, E. F. ; COSTA, A. C. ; CAMACHO, F. A. ; MARIZ, V. G. ; WAHRLICH, V. ; ANJOS, L. A. . Estimativa do gasto energético por acelerometria e calorimetria indireta de atividades selecionadas em adultos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • ANJOS, L. A. ; MARIZ, V. G. ; SILVA, E. F. ; WAHRLICH, V. . Energy expenditure of selected daily activities in adults from Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • OLIVEIRA, M. F. ; ANJOS, L. A. ; WAHRLICH, V. ; SILVA, A. C. C. ; CONTINO, M. B. S. ; MARIZ, V. G. ; FERREIRA, B. C. M. . Custo Energético de Atividades Cotidianas em adultos de Niterói, RJ. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • MARIZ, V. G. ; ANJOS, L. A. ; WAHRLICH, V. ; OLIVEIRA, M. F. ; CONTINO, M. B. S. ; FERREIRA, B. C. M. ; SILVA, A. C. C. . RESPOSTA FISIOLÓGICA DA CAMINHADA PARA PRAZER E EXERCÍCIEM ADULTOS DE NITERÓI, RJ. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • MARIZ, V. G. ; ANJOS, L. A. ; ESTEVES, T. V. . RELAÇÃO ENTRE O ESTADO NUTRICIONAL E O NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DA POPULAÇÃO TRABALHADORA ADULTA BRASILEIRA ENTRE 2002 E 2009. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • ANJOS, L. A. ; ESTEVES, T. V. ; MARIZ, V. G. . TENDÊNCIA DO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA OCUPACIONAL E ESTADO NUTRICIONAL DE ADULTOS BRASILEIROS NAS ÚLTIMAS 4 DÉCADAS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Validação de modelo dinâmico de balanço energético em estudo longitudinal de adultos de Niterói, RJ, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Luiz Antonio dos Anjos em 05/06/2018., Descrição: O balanço energético (BE) é tradicionalmente calculado como a diferença entre a ingestão energética (IE) e o gasto energético (GE) no modelo termodinâmico. Evidências empíricas em regiões nas quais a prevalência de sobrepeso/obesidade, inclusive o Brasil, é alta têm documentado subestimativa da IE em grande parte da população. Assim, grupos de pesquisadores internacionais têm sugerido o desenvolvimento de métodos mais acurados de medição do IE já que, para o outro componente, o GE, existem métodos objetivos para a sua medição de forma acurada. Como a tarefa de desenvolvimento de métodos objetivos para a IE ainda é um grande desafio, a alternativa para a explicação, acompanhamento, tratamento e prevenção do ganho de peso pela população seria o desenvolvimento de modelos explicativos do BE de uma forma "dinâmica". O modelo atual propõem a estimativa da IE como sendo o somatório da alteração do armazenamento energética no corpo (massa livre de gordura e massa de gordura) e o GE. Assim, o presente projeto de pesquisa objetiva a validação do modelo dinâmico de BE em uma amostra de adultos de Niterói, RJ.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Virginia Gaissionok Mariz - Integrante / Luiz Antonio do Anjos - Coordenador / Eduardo Ferriolli - Integrante / Edimara Félix Silva - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Inquérito Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil, Descrição: Objetivos. Avaliar as práticas de aleitamento materno, alimentação complementar e consumo alimentar, o estado nutricional antropométrico e a epidemiologia das deficiências de micronutrientes entre crianças brasileiras menores de cinco anos. Métodos. Trata-se de um inquérito nacional de base domiciliar com amostra estimada em 15.000 domicílios de 123 municípios. Este projeto apresenta três eixos: (I) Avaliação do aleitamento materno e do consumo alimentar. Serão aplicados questionário estruturado sobre amamentação e recordatório de 24h. Serão estimados: (a) a prevalência de indicadores do aleitamento materno, de consumo alimentar, de uso de suplementos de micronutrientes, de ambiente alimentar doméstico e de habilidades culinárias do cuidador da criança; (b) o consumo de energia, macro/micronutrientes e (c) a participação de alimentos ultraprocessados na dieta. Serão também identificados padrões alimentares das crianças. (II) Avaliação do estado nutricional a partir da antropometria. Serão realizadas as medidas antropométricas de altura (comprimento/estatura) e massa corporal (MC). Serão construídos quatro índices: MC/idade, altura/idade, MC/altura e IMC/idade, que serão classificados utilizando o padrão de referência da OMS. (III) Estimativa de carências de micronutrientes. Serão analisados os seguintes biomarcadores: hemoglobina, retinol sérico, proteína C reativa, vitamina D, ferritina, vitamina E zinco e beta caroteno. Diversos procedimentos operacionais padronizados serão adotados antes e durante a pesquisa, para garantir a qualidade dos dados coletados. Também serão adotados procedimentos para garantir a qualidade das análises de dados para publicações científicas. Contribuições adicionais da proposta: Avaliação: (a) da equidade/desigualdade em nutrição e (b) da associação entre a participação de programas de proteção social e desfechos nutricionais... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Virginia Gaissionok Mariz - Integrante / Mauricio Teixeira Leite de Vasconcellos - Integrante / Luiz Antonio do Anjos - Integrante / Gilberto Kac - Coordenador / Elisa Lacerd - Integrante / Cristiano Boccolini - Integrante / Nadya Helena Alves dos Santos - Integrante / Inês Rugani - Integrante / Manoela Teixeira da Silva - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Intensidade da atividade física em adultos e idosos pelo gasto energético e por acelerometria, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Luiz Antonio dos Anjos em 05/06/2018., Descrição: Estudos mostram que a atividade física regular é importante para a melhoria da capacidade funcional, cardiorrespiratória e muscular, para saúde dos ossos e para redução do risco de doenças crônicas, depressão e declínio cognitivo. Entretanto, o sedentarismo ainda é muito prevalente entre os adultos e idosos brasileiros. Segundo os dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) realizada em 2013, 46% dos adultos brasileiros eram inativos, sendo que a proporção subia para 62,7% para os idosos (≥ 60 anos). Esta condição, associada à dieta inadequada, é considerado um dos fatores de risco mais importantes para o surgimento de doenças crônicas, particularmente a obesidade. Os dados mais recentes sobre o quadro nutricional, provenientes da PNS, indicam prevalência de sobrepeso (índice de massa corporal - IMC ≥ 25 kg.m-2) de 56,9% para o conjunto da população adulta brasileira e entre 67% e 58% nos idosos. A prevalência de obesidade (IMC ≥ 30 kg.m-2) foi de 20,8% nos adultos e de 28 e 24% na população com idade entre 65-74 e com mais de 75 anos de idade, respectivamente. Portanto, fica evidente o quadro de balanço energético (BE) positivo, ingestão energética (IE) > gasto energético (GE), na população adulta brasileira, sendo mais pronunciado nos idosos. Esta situação traz grandes desafios para a obtenção de informações acuradas desses componentes. Como o GE obtido de medidas relatadas em questionários não é confiável, a medição objetiva da atividade física, particularmente por acelerometria, vem se tornado o método mais usado para descrever, de forma mais acurada, o padrão de atividade física e o GE da população e facilitar o monitoramento dessas informações. O acelerômetro fornece dados de movimento em três eixos a cada intervalo de tempo (epoch) usado, usualmente em minutos, ao que se chama de contagem por minuto (CPM). Entretanto, não existe consenso sobre ponto de corte de CPM para determinar a intensidade da atividade realizada pelo indivíduo. Para adultos, o valor de CPM de 1952 é o mais usado como critério para caracterizar atividade física moderada. O valor de 2020 foi usado para indicar atividade moderada na população adulta americana no NHANES. Para idosos, há sugestão de CPM ≥ 809 ou CPM ≥ 1041 como ponto de corte para a atividade de intensidade moderada em estudos que avaliaram o GE de atividades enquanto os indivíduos usavam o acelerômetro. Assim, a determinação do ponto de corte para as intensidades de atividade física é fundamental para se estabelecer as reais prevalências de (in)atividade física e estimar o GE delas. Com isso, o presente estudo objetiva avaliar a associação entre o GE de atividades padronizadas com a CPM em uma amostra de adultos e idosos residentes no município de Niterói, Rio de Janeiro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Virginia Gaissionok Mariz - Integrante / Luiz Antonio do Anjos - Coordenador / Edimara Félix Silva - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Gasto energético total diário: validação de estimativas por frequência cardíaca, acelerometria e diário de atividades versus água duplamente marcada, Descrição: Realização da avaliação do Gasto energético total diário em uma amostra de 50 adultos saudáveis (idade ≥ 20 anos) de Niterói, RJ, através das várias técnicas: Água duplamente marcada, frequência cardíaca e acelerômetro.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Virginia Gaissionok Mariz - Integrante / Vivian Wahrlich - Integrante / Luiz Antonio do Anjos - Coordenador.

  • 2014 - 2016

    Tendência do Nível de Atividade Física Ocupacional e Estado Nutricional de Adultos Brasileiros nas últimas quatro décadas, Descrição: Comparar o estado nutricional e o nível de atividade física ocupacional da população brasileira dos últimos 40 anos, a partir dos inquéritos populacionais Endef, PNSN, POF 2002-2003 e POF 2008-2009.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Virginia Gaissionok Mariz - Integrante / (Luiz Antônio dos Anjos) - Coordenador / Thais Vieira Esteves - Integrante / Mauricio Teixeira Leite de Vasconcellos - Integrante., Número de produções C, T & A: 2

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2018

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 20

    Atividades

    • 08/2016

      Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Avaliação Nutricional e Funcional da UFF (Lanuff), .,Linhas de pesquisa

    • 08/2014 - 07/2016

      Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Avaliação Nutricional e Funcional da UFF (Lanuff), .,Linhas de pesquisa

  • 2015 - 2016

    Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30

  • 2017 - 2018

    Clube de Regatas Vasco da Gama

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30

  • 2017 - 2017

    Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20

    Atividades

    • 08/2017 - 12/2017

      Pesquisa e desenvolvimento , IECAC, .,Linhas de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Desenvolvimento Tecnológico Industrial - C, Carga horária: 40

    Atividades

    • 11/2018

      Pesquisa e desenvolvimento , Observatório de Epidemiologia Nutricional, .,Linhas de pesquisa