Hermógenes Pereira da Costa Segundo

Possui graduação em Ecologia pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (2018). Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecotoxicologia aquática, Qualidade de água; cultivo de organismos zooplanctônicos.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Ecologia

2011 - 2018

Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Título: Diagnóstico ecotoxicológico do Rio Apodi-Mossoró (RN) utilizando as espécies zooplanctônicas Daphnia similis e Ceriodaphnia dubia
Orientador: Aline Fernanda Campagna Fernandes

Ensino Médio (2º grau)

2004 - 2008

Centro Educacional de Aprendizagem Moderna

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

ECOLOGIA DE LAGARTOS E SERPENTES (SQUAMATA) DA CAATINGA. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal Rural do Semi-Árido, UFERSA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. USO DE BIOMARCADORES HISTOLÓGICOS EM FÍGADO DE POECILIA RETICULATA (TELEOSTEI, CYPRINODONTIFORMES) PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO APODI-MOSSORÓ (RN). 2018. (Congresso).

XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. ESTUDO DO POTENCIAL TÓXICO DE GARRAFAS BIODEGRADÁVEIS FABRICADAS COM MATERIAL DO CAJUEIRO (ANACARDIUM OCCIDENTALE L.) A ORGANISMOS ZOOPLANTÔNICOS. 2018. (Congresso).

XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. AVALIAÇÃO ECOTOXICOLÓGICA DO SEDIMENTO DE UMA BACIA HIDROGRÁFICA SEMIÁRIDA UTILIZANDO ESPÉCIES BENTÔNICAS E NECTÔNICAS. 2018. (Congresso).

XV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. EFEITOS DA POLUIÇÃO DO RIO APODI-MOSSORÓ (RN) NO TECIDO BRANQUIAL DAS ESPÉCIES ÍCTICAS DANIO RERIO E POECILIA RETICULATA.. 2018. (Congresso).

I Workshop Interdisciplinar do Semiárido Potiguar.Parâmetros Fitossociológicos e Estudo do Processo de Sucessão Ecológica em uma Área de Regeneração na Caatinga. 2017. (Seminário).

XX SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - SEMIC.EVAPOTRANSPIRAÇÃO DA CULTURA DO MILHO IRRIGADO NAS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DE APODI ? RN NAS DIFERENTES FASES FENOLÓGICAS DA CULTURA. 2014. (Seminário).

XIX Seminário de Iniciação Científica - SEMIC.Análise da dependência espacial da matéria orgânica em cambissolo sob cultivo irrigado. 2013. (Seminário).

I Ciclo de Palestras de Ecologia. 2012. (Simpósio).

I Semana do Meio Ambiente. ECOLOGIA MOLECULAR. 2012. (Exposição).

I Semana do Meio Ambiente. 2012. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Peterson Guerreiro Fernandes

SOARES, C. E. A.; ARAUJO, D. D. A.;FERNANDES, P. G.. DIAGNÓSTICO ECOTOXICOLÓGICO DO RIO APODI-MOSSORÓ (RN) UTILIZANDO AS ESPÉCIES ZOOPLANCTÔNICAS Ceriodaphnia dubia E Daphnia similis (CLADOCERA, CRUSTACEA). 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ecologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Luis César de Aquino Lemos Filho

Manejo diferencial da irrigação em mangueiras baseado na variabilidade espacial do solo; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ecologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Universidade Federal Rural do Semiárido; Orientador: Luis César de Aquino Lemos Filho;

José Espínola Sobrinho

Evapotranspiração da cultura do milho irrigada nas condições climáticas de Apodi-RN nas diferentes fases fenológicas da cultura; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Ecologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Jose Espinola Sobrinho;

Aline Fernanda Campagna Fernandes

Avaliação dos efeitos da mistura dos metais cádmio, níquel e chumbo em organismos zooplanctônicos dulcícolas; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido; (Coorientador);

Aline Fernanda Campagna Fernandes

Diagnóstico ecotoxicológico do rio Apodi-Mossoró (RN) utilizando espécies zooplanctônicas; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ecologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido; Orientador: Aline Fernanda Campagna Fernandes;

Aline Fernanda Campagna Fernandes

IMPLEMENTAÇÃO DO CULTIVO DE ZOOPLANCTON E ZOOBENTOS NO LABORATÓRIO DE ECOTOXICOLOGIA AQUÁTICA DO SEMIÁRIDO; 2017; Orientação de outra natureza; (Ecologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido; Orientador: Aline Fernanda Campagna Fernandes;

Gustavo Henrique Gonzaga da Silva

Estudos ecotoxicológicos para avaliação da contaminação por metais em ambientes aquáticos do semiárido brasileiro; Início: 2019; Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido; (Orientador);

Carlos Eduardo Alves Soares

Diagnóstico Ecotoxicológico do Rio Apodi-Mossoró (RN) utilizando espécies zooplanctônicas; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ecologia) - Universidade Federal Rural do Semi-Árido; Orientador: Carlos Eduardo Alves Soares;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Seleção e padronização de espécies autóctones do de ambientes aquáticos do semiárido brasileiro para realização de ensaios ecotoxicológicos., Descrição: O presente projeto surgiu a partir dos resultados obtidos em estudo realizado anteriormente, intitulado por: "Análise de Risco Ecológico (ARE) aplicada à Bacia Hidrográfica do rio Apodi/Mossoró (RN) para avaliação de impactos e elaboração de indicadores de qualidade ambiental", observando a necessidade em se utilizar espécies que melhor representassem o ambiente estudado. A avaliação de Risco Ecológico é realizada por meio da integração sistemática de linhas de evidência química, ecológica e ecotoxicológica e, nesta última, os ensaios realizados, em geral, utilizam espécies com normas já padronizadas por órgãos nacionais e internacionais (Niemeyer et al., 2007). Apesar de amplamente consolidada a sensibilidade das espécies padronizadas por meio da ciência, um dos critérios para a seleção de um organismos-teste é sua relevância ecológica na cadeia alimentar do ecossistema estudado e, por esta razão, espécies autóctones podem avaliar de forma mais realística os efeitos de poluentes no ambiente aquático. Além disto, ás águas do rio Apodi/Mossoró, assim como grande parte dos ecossistemas aquáticos de regiões semiáridas, apresentam características físicas e químicas extremamente divergentes das condições as quais os organismos-teste padronizados são cultivados em laboratórios. Como exemplos podem ser citadas a elevada dureza da água, condutividade, concentrações de resíduos totais, entre outras características resultantes da influência do relevo cárstico da região. Assim, pretende-se, no presente projeto selecionar, isolar e cultivar espécies de ambientes aquáticos do semiárido brasileiro (microcrustáceos da ordem Cladocera; espécies de organismos bentônicos da ordem Díptera e espécies de peixes da ordem Cyprinodontiformes) para adaptação e avaliação de seu uso em ensaios ecotoxicológicos em laboratório. Após sua implementação em laboratório, o uso das espécies será validado a partir de ensaios ecotoxicológicos realizados com amostras de água e sedimento do rio Apodi/Mossoró em paralelo aos ensaios com espécies já padronizadas. Pretende-se também, utilizar as espécies para avaliar a toxicidade e monitorar a qualidade de corpos d'água do Rio Grande do Norte e de outros estados da região semiárida, avaliando-se assim, a aplicabilidade do uso dos organismos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hermógenes Pereira da Costa Segundo - Integrante / Ana Cláudia Araújo da Silva - Integrante / Gustavo Henrique Gonzaga da Silva - Integrante / Carlos eduardo Alves Soares - Integrante / Aline Fernanda Campagna Fernandes - Coordenador.

  • 2015 - Atual

    Análise de Risco Ecológico (ARE) aplicada à Bacia Hidrográfica do rio Apodi/Mossoró (RN) para a elaboração de indicadores de qualidade ambiental, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hermógenes Pereira da Costa Segundo - Integrante / Ana Cláudia Araújo da Silva - Integrante / Evaldo Luiz Gaeta Espíndola - Integrante / Andréa Novelli - Integrante / Domingos Sávio Barbosa - Integrante / Maria Olímpia de Oliveira Rezende - Integrante / Daniele Teodora Fernandes Frota - Integrante / José Walter Mendes Farias Júnior - Integrante / Aline Fernanda Campagna Fernandes - Coordenador.

  • 2013 - 2014

    Evapotranspiração da cultura do milho irrigado nas condições climáticas de Apodi-RN nas diferentes fases fenológicas da cultura, Descrição: O uso racional da água na agricultura é de fundamental importância tendo em vista que 2,5% de toda água disponível no mundo é de água doce e dessa quantidade, cerca de 70% é utilizada na área agrícola. Com grande parte de seu território inserido em clima semi-árido, a região Nordeste, e em particular o estado do Rio Grande do Norte, convive com características climáticas bastante peculiares, onde quadros de estiagem são bastante freqüentes, uma vez que o período chuvoso restringe-se ao primeiro semestre, com o déficit hídrico podendo chegar até a 800 mm.ano-1 , tornando a irrigação peça fundamental para a produção agrícola. A produtividade das espécies vegetais sofre influências das condições do clima da região em que se encontram. No presente estudo, está sendo utilizada a cultura do milho para observação e análise do seu desenvolvimento em alguns pontos específicos no clima semi-árido do nordeste brasileiro. Esta pesquisa foi conduzida na fazenda experimental pertencente a EMPARN, no município de Apodi-RN (latitude: 5o 37? 38?? S; longitude: 37o 49? 55?? W; e altitude de 150m). O experimento constou de uma área de cultivo experimental de 720 m2 onde foi plantado o milho híbrido Pioneer 30k73 em 20/09/2013, num espaçamento de 0,45m x 0,75m. Para se conhecer as necessidades hídricas da cultura determinou-se a evapotranspiração da cultura (ETc) e o coeficiente de cultivo (Kc). A ETc nos diferentes estágios fenológicos, foi obtida através de dois lisímetros de pesagem. Os dois lisímetros foram instalados, com área útil de 1,8m x 1,5m e 0,90m de profundidade, cada um. Para o monitoramento das variáveis meteorológicas durante o experimento, foi instalada na área uma estação meteorológica composta de sensores de temperatura do ar, umidade relativa, velocidade do vento, precipitação pluviométrica e radiação solar. Com os dados meteorológicos coletados foi estimada a evapotranspiração de referência (ETo) através da equação de Penman-Monteith FAO. A obtenção do coeficiente de cultivo (Kc) foi realizada pela relação (ETc/ETo). O ciclo vegetativo da cultura foi de 109 dias, tendo a fase inicial (fase I) durado 26 dias, a fase de desenvolvimento vegetativo (fase II) 24 dias, a fase de floração e formação dos frutos (fase III) 34 dias e a fase de maturação e colheita (fase IV) 25 dias. O número de Graus-dia acumulado para cada sub-período fenológico da cultura do milho foram: 473,6; 434,8; 613,7; 457,6 respectivamente. Os coeficientes de cultivo obtidos nas referidas fases, foram: 0,56; 0,83; 1,12; e 0,76 respectivamente. No final do experimento constatou-se que a ETc total foi de 563,9 mm, com valor médio de 5,17 mm.dia-1 . A colheita foi realizada em 07/01/2014 com a produtividade média da cultura ficando em torno de 5714,2 kg/ha para grãos secos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Hermógenes Pereira da Costa Segundo - Integrante / José Espínola Sobrinho - Coordenador / JOSÉ FRANCISMAR DE MEDEIROS - Integrante / EDMILSON GOMES CAVALCANTE JÚNIOR - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2017

MENÇÃO HONROSA. TÍTULO: PARÂMETROS FITOSSOCIOLÓGICOS E ESTUDO DO PROCESSO DE SUCESSÃO ECOLÓGICA EM UMA ÁREA DE REGENERAÇÃO NA CAATINGA, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMIÁRIDO - CAMPUS DE PAU DOS FERROS.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido. , Rua Professora Maria Zélia Ferreira Guerra, Rincão, 59626590 - Mossoró, RN - Brasil, Telefone: (84) 33178325

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2015 - Atual

Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Vínculo: , Enquadramento Funcional: