Amanda Fernandes de Oliveira

Arquiteta e Urbanista formanda na Universidade Federal de Ouro Preto, graduada em outubro de 2017. Na graduação adquiriu experiências dentro e fora da Universidade em diversas áreas da Arquitetura e do Urbanismo como projetos de arquitetura de interiores, projetos institucionais, análise de projetos arquitetônicos, estudo de Plano Diretor e Lei de Uso e Ocupação do Solo dentre outras diversas legislações, projetos urbanos, loteamentos, projeto de restauração. Durante a graduação foi membro Discente Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão e compôs o Diretório Central dos Estudantes nos anos de 2015 e 2016 da mesma instituição de formação. Nos anos de 2016 e 2017 foi bolsista do projeto de extensão "Observatório do Reassentamento - rede de ações e apoio aos atingidos nos municípios de Mariana e Barra Longa" pela PROEX-UFOP e aluna do Grupo de Estudos e Pesquisas Socioambientais - GEPSA. De fevereiro de 2018 a setembro de 2019 atuou como assessora técnica em arquitetura na Instituição Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais no município de Mariana-MG. Como assessora, trabalha diretamente com as famílias atingidas realizando o cadastramento das perdas e danos sofridas por essas pessoas através do uso da cartografia social familiar e vistorias nos território atingidos.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Arquitetura e Urbanismo

2012 - 2017

Universidade Federal de Ouro Preto
Título: Cartografia dos modos de vida dos atingidos antes e após o Rompimento da Barragem do Fundão: Violências, lutas e ressignificações: Um estudo de caso para o reassentamento de Gesteria, Distrito de Barra Longa/MG.
Orientador: Monique Sanches

Ensino Médio (2º grau)

2008 - 2010

Colégio Genoma

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Planejamento, Manejo e Gestão de Bacias. (Carga horária: 40h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Introdução à Gestão Participativa. (Carga horária: 40h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2018 - 2018

Alternativas Organizacionais para a Gestão de Recursos Hídricos. (Carga horária: 30h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2017 - 2017

Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). (Carga horária: 30h). , Ministério das Cidades, MC, Brasil.

2017 - 2017

Estudo de Impacto de Vizinhança. (Carga horária: 30h). , Ministério das Cidades, MC, Brasil.

2017 - 2017

Reabilitação Urbana com Foco em Áreas Centrais. (Carga horária: 28h). , Ministério das Cidades, MC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Serviços Urbanos e Regionais/Especialidade: Aspectos Sociais do Planejamento Urbano e Regional.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional/Especialidade: Técnicas de Planejamento e Projeto Urbanos e Regionais.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Serviços Urbanos e Regionais/Especialidade: Aspectos Físico-Ambientais do Planejamento Urbano e Regional.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Arquitetura e Urbanismo / Subárea: Projeto de Arquitetura e Urbanismo.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Arquitetura e Urbanismo / Subárea: Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo/Especialidade: Adequação Ambiental.

Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Métodos e Técnicas do Planejamento Urbano e Regional/Especialidade: Informação, Cadastro e Mapeamento.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XVIII ENAPUR ? Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional.. Artigo apresentado: RACISMO AMBIENTAL NO ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE FUNDÃO: as injustiças e as lutas dos movimentos sociais pela garantia do direito dos atingidos(as) no município de Barra Longa/MG. Natal.. 2019. (Congresso).

Seminário Balanço de 2 Anos do Rompimento da Barragem de Fundão. 2017. (Seminário).

Seminário Internacional URBANISMO BIOPOLÍTICO: Urbanismo neoliberal e a Produção do comum urbano.INICIANDO A CARTOGRAFIA DO DESASTRE CRIME: O AVANÇO NEOLIBERAL DA INDÚSTRIA EXTRATIVO-MINERÁRIA DO BRASIL SOB A PERSPECTIVA DO ROMPIMENTO DA BARRAGEM DE FUNDÃO/MARIANA/MG. 2017. (Seminário).

Seminário Balanço de um 1 do rompimento da barragem de Fundão. 2016. (Seminário).

XVII Semana de Estudos da Escola de Minas. 2016. (Seminário).

XVII Seminário de Extensão da UFOP ? ENCONTRO DE SABERES.OBSERVATÓRIO DO REASSENTAMENTO: REDE DE AÇÕES E APOIO AOS ATINGIDOS NOS MUNICÍPIOS DE MARIANA E BARRA LONGA. 2016. (Seminário).

XV Semana de Estudos da Escola de Minas. 2014. (Seminário).

2ª CineArq. 2013. (Seminário).

XIV Semana de Estudos da Escola de Minas. 2013. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Karine Gonçalves Carneiro

Marques, Monique; Carneiro, K.; Brandão, Marcela. Cartografia dos Modos de Vida dos Atingidos antes e após o rompimento da barragem do Fundão: um estudo de caso para o reassentamento de Gesteira, distrito de Barra Longa/MG. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Monique Sanches Marques

MARQUES, M. S.; LOPES, M. S. B.; CARNEIRO, K. G.. Cartografia dos modos de vida dos atingidos antes e após o rompimento da Barragem de Fundão: violência, lutas e ressignificações - um estudo de caso para o reassentamento de Gesteira distrito de Barra Longa/ MG.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Karine Gonçalves Carneiro

Observatório do Reassentamento - rede de ação e apoio aos atingidos de Barra Longa e Mariana; 2016; Orientação de outra natureza; (Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Ouro Preto; Orientador: Karine Gonçalves Carneiro;

Monique Sanches Marques

Cartografia dos modos de vida dos atingidos antes e após o rompimento da Barragem de Fundão: violência, lutas e ressignificações - um estudo de caso para o reassentamento de Gesteira distrito de Barra Longa/ MG; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Ouro Preto; Orientador: Monique Sanches Marques;

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - 2017

Universidade Federal de Ouro Preto

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 15

Outras informações:
Estagiária do Departamento de Engenharia de Controle e Automação da UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO, tendo como responsável pelo estágio o professor Paulo Henrique Vieira Magalhães. Algumas das atividades realizadas no estágio: Revitalização e adequação do Museu de Eletrotécnica da Escola de Minas: Revitalização do local, de modo a organizar e reordenar os objetos nos limites da estrutura em que se delimita a sala onde se localiza o Museu de Eletrotécnica e paisagismo dos arredores ainda do próprio museu em questão.

2014 - 2014

Universidade Federal de Ouro Preto

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 15

Outras informações:
Monitora da disciplina Projeto Arquitetônico 1 ministrada pelo Prof Dr.: Clécio Magalhães do Vale.

2018 - 2019

Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais

Vínculo: MEI, Enquadramento Funcional: Assessor Técnico de Nível Superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Assessor integrante do projeto Promoção da Assessoria Técnica aos atingidos e atingidas pela Barragem de rejeitos da Samarco, conduzido pela Cáritas Brasileira - Regional Minas Gerais. O projeto conta com o assessoramento aos atingidos e atingidas, das comunidades do município de Mariana-MG. Objetivo é colaborar com o processo de reparação das perdas e danos materiais e de atividades econômicas, a partir da caracterização e quantificação dos dados levantados ao longo do cadastro através do uso da cartografia social familiar e vistorias nos território atingidos.

2019 - 2019

Associação Nacional dos Atingidos por Barragem

Vínculo: MEI, Enquadramento Funcional: Consultoria Especializada

Outras informações:
Elaboração da proposta metodológica do Diagnóstico Socioeconômico dos Atingidos e Atingidas pelo Acionamento do Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM), através de um formulário de cadastro e metodologias participativas, para levantamento dos danos materiais, no que tange à perda do direito à moradia e atividades econômicas, trabalho e renda.