Rafaella Storrer Mendes dos Santos

Grauada em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia pela Universidade Federal do Paraná (2018). Tem experiência na laboratório e estágio em indústria.

Informações coletadas do Lattes em 04/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia

2013 - 2018

Universidade Federal do Paraná

Ensino Médio (2º grau)

2010 - 2012

Bom Jesus

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2016

Extensão universitária em Biotecnologia com ênfase em bioquimica. , Université de La Rochelle, La Rochelle Univ, França.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Biomédica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

EVINCI.Melhoramento da produção e estabilidade da enzima lacase e aplicação em efluentes da indústria têxtil e pré-tratamento de material lignocelulósico. 2014. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Adenise Lorenci Woiciechowski

Produção e estabilização da enzima lacase e aplicação em pre-tratamento de material lignocelulosico; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia) - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Adenise Lorenci Woiciechowski;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto - INCT ETEs Sustentáveis - Região Sul, Descrição: Existe um enorme déficit histórico na infraestrutura sanitária na grande maioria das cidades brasileiras, sejam elas urbanas ou rurais, especialmente no que diz respeito à cobertura por sistemas de coleta, transporte e de tratamento de esgotos. Mas até mesmo as relativamente escassas infraestruturas de coleta e tratamento de esgotos domésticos em operação no país apresentam sérios problemas em sua concepção e operação. De maneira geral, as estações convencionais de tratamento de esgoto apresentam fluxogramas de tratamento que consideram o lançamento do efluente tratado em algum corpo d´água receptor e, portanto, são concebidas levando-se em consideração apenas a legislação de proteção das coleções hídricas. Se adequadamente projetadas, construídas e operadas, podem alcançar elevadas eficiências de remoção de matéria orgânica, nutrientes e patógenos, cumprindo o seu papel principal de controle da poluição da água. No entanto, essa não é a situação usual no Brasil, onde a maioria das ETEs apresenta algum tipo de problema operacional, que resulta na elevação dos custos do tratamento, na perda de eficiência e no não cumprimento da legislação ambiental. Ademais, os subprodutos sólidos (lodo e escuma) e gasosos (notadamente biogás e emissões voláteis) gerados durante o tratamento apresentam rotas de destinação final que usualmente são os aterros sanitários e a queima para a atmosfera. Embora sejam rotas de destinação de subprodutos aceitas no Brasil, sabidamente não são as mais adequadas, face aos impactos ambientais que podem ser causados na atmosfera, no solo e nas águas subterrâneas. Ainda, é de conhecimento amplo que os subprodutos do tratamento apresentam elevado potencial de aproveitamento, mas os esforços nesse sentido são incipientes e, quando realizados, ocorrem de forma desarticulada, normalmente abordando poucas das possibilidades existentes. É nesse sentido que se insere a presente proposta, de criação de um INCT que possa se tornar um centro de referência internacional para questões relacionadas ao tratamento de esgoto doméstico, notadamente para países em desenvolvimento, ancorado em cinco pilares: i) nucleação de competências na área de tratamento de esgoto; ii) formação de recursos humanos de alto nível para atuar na área; iii) realização de pesquisas que propiciem o desenvolvimento de sistemas integrados e sustentáveis de tratamento de esgoto, com recuperação e valoração dos subprodutos do tratamento; iv) transferência de conhecimento para a sociedade; e v) transferência de conhecimento para o setor empresarial e governo. Esses cinco pilares conferem as bases de atuação do INCT, tendo sido estabelecidos vinte objetivos associados a um Programa de Pesquisa arrojado e que possibilitará o desenvolvimento de investigações que estão na fronteira do conhecimento, mas sem deixar de lado a abordagem de temas que são de importância estratégica para o país. Para a consecução dos objetivos previstos, foi definida uma arrojada estrutura organizacional e funcional para o INCT, visando o compartilhamento de responsabilidades e um efetivo e rico trabalho em rede cooperativa de pesquisa. Além do desenvolvimento do componente de pesquisas básicas e aplicadas, o Programa de Pesquisa do INCT ETEs sustentáveis prevê diversos mecanismos e ações de formação de pessoal e de transferência de conhecimento, todos com metas e indicadores muito bem estabelecidos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

  • 2013 - 2014

    Melhoramento da produção e estabilidade da enzima lacase e aplicação em efluentes da indústria têxtil e pré-tratamento de material lignocelulósico, Descrição: Lacases (p-difenol: dioxigênio oxidoredutase ? E.C.1.10.3.2) são enzimas oxidorredutases de elevado interesse biotecnológico capazes de oxidar vários compostos aromáticos; a ampla gama de substratos sobre os quais a lacase pode atuar justifica o emprego dessa enzima no pré-tratamento de resíduos lignocelulósicos, na biorremediação de efluentes industriais e na descoloração de efluentes de indústrias têxteis. O foco desse projeto consiste na obtenção e otimização da produção da enzima lacase por cepas de Pleurotus sp. (PL031), realizando fermentação submersa, conduzida em frascos Erlenmeyer. Como as lacases catalisam reações cujos substratos possuem compostos fenólicos, utilizou-se folhas e galhos de Araucaria sp. moídos (FGAM), o qual contém produtos fenólicos, como indutor enzimático, aumentando a produção de lacase. Foi realizado um planejamento experimental para a identificação de diferentes parâmetros nutricionais e físicos significativos na produção da lacase para que se possa obter sua atividade máxima, dentre os fatores a serem analisados estão a concentração dos reagentes, substancias indutoras, pH, entre outros no meio fermentativo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2018 - Atual

    Instituto Superior de Administração e Economia do Mercosul

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2013 - 2014

    Universidade Federal do Paraná

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2018 - 2018

    Prati-Donaduzzi

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Estagiei em uma indústria farmacêutica fazendo parte do setor Assuntos Regulatórios e mais especificamente da equipe de Drug Master File (DMF). No DMF, estão contidas informações a cerca da rota de síntese, perfil de impurezas, solventes, validação, embalagem, etc do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), por isso é necessário conhecimento técnico e sobre legislações.