Luis Guilherme Larizzatti Zacharias

Possui graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2016). Foi bolsista, de 2012 a 2013, do Programa Jovens Talentos para Ciência da CAPES, atuando na área de tratamento de águas cinzas. Posteriormente, foi bolsista, de 2013 a 2015, do Programa de Educação Tutorial (PET-CIVIL/UFRJ), atuando no estudo da variabilidade da umidade do solo através de sensoriamento remoto e análises in situ. Atuou, em 2016, no Núcleo de Pesquisas em Planejamento e Gestão (NPPG) da UFRJ, pesquisando as exigências e restrições no processo de licenciamento ambiental de projetos metropolitanos. Tem experiência nas áreas de Licenciamento Ambiental, Avaliação de Impacto Ambiental, Tratamento de Efluentes, Planejamento Urbano e SIG.

Informações coletadas do Lattes em 05/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Engenharia Ambiental

2012 - 2016

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Título: EXIGÊNCIAS E RESTRIÇÕES NO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE RODOVIAS NO BRASIL Análise Comparativa de 3 casos (SP, RJ e PE)
Orientador: Monica Pertel

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Ambiental.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Sanitária.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Licenciamento Ambiental e Avaliação de Impacto Ambiental.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Planejamento Urbano.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

DIEGO LUIZ FONSECA

PERTEL, M.;FONSECA, D. L.; MATOS, M. F. P.. Exigências e Restrições no Processo de Licenciamento Ambiental de Rodovias no Brasil - Análise Comparativa de 3 casos (SP, RJ e PE). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Afonso Augusto Magalhães de Araujo

? Avaliação do comportamento da umidade do solo em sítio experimental na bacia do rio Piabanha/RJ com suporte de sondas TDR de baixo custo construídas em laboratório; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Civil) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Afonso Augusto Magalhães de Araujo;

Otto Corrêa Rotunno Filho

Avaliação do comportamento da umidade do solo em sítio experimental na bacia do rio Piabanha/RJ com suporte de sondas TDR de baixo custo construídas em laboratório; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Secretaria de Ensino Superior Mec; Orientador: Otto Corrêa Rotunno Filho;

Mônica Pertel

EXIGÊNCIAS E RESTRIÇÕES NO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE RODOVIAS NO BRASIL Análise Comparativa de 3 casos (SP, RJ e PE); 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Monica Pertel;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - 2017

    EXIGÊNCIAS E RESTRIÇÕES NO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE RODOVIAS NO BRASIL Análise Comparativa de 3 casos (SP, RJ e PE), Descrição: A implementação de rodovias além de proporcionar benefícios, chamados impactos positivos, tende a gerar no seu processo construtivo e operacional inúmeros impactos ambientais negativos. É um tipo de empreendimento considerado potencial ou efetivamente causador de significativa degradação do meio ambiente e, portanto, deve ser submetido junto ao órgão ambiental competente a um processo de licenciamento ambiental como medida pública de comando e controle. Para tanto, em conformidade com o exposto na legislação ambiental brasileira, os órgãos ambientais ficam responsáveis em definir as exigências e restrições durante esse processo de licenciamento. Tal função pode ser mais exigente, restritiva e aprofundada, sendo responsabilidade de cada órgão licenciador uma correta e justa análise de cada empreendimento em licenciamento. Para analisar esse processo, este estudo comparou o processo de licenciamento de três rodovias, licenciadas por diferentes órgãos ambientais, quanto à natureza das exigências e restrições em cada processo. Entre os três empreendimentos analisados, observou-se que o órgão licenciador do Arco Metropolitano do Rio de Janeiro foi o menos exigente e com menos restrições no processo de licenciamento, o que acarretou em falhas ao longo do processo de instalação do empreendimento. Já o processo de licenciamento do Trecho Norte do Rodoanel foi o mais exigente e restritivo. O processo do Arco do Recife foi suficientemente exigente, cumprindo o básico para a sua implantação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Luis Guilherme Larizzatti Zacharias - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - 2015

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa de Educação Tutorial - PET Civil, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Atuação no grupo PET-Civil UFRJ que interliga, associada a pesquisa e extensão, as seguintes áreas de pesquisa: Estudo da gestão de bacias hidrográficas; Modelagem hidrológica e atmosférica distribuída em diferentes escalas; Hidrologia Subterrânea; Estudo do uso e cobertura do solo; Análise da variabilidade espaço-temporal dos fenômenos físicos; Sensoriamento remoto aplicado em modelos hidrológicos, atmosféricos e ambientais. Participação na produção e utilização de sondas de umidade de baixo custo para avaliação da variabilidade da umidade no espaço-tempo em campo.

  • 2012 - 2013

    Universidade Federal do Rio de Janeiro

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa Jovens Talentos para a Ciência/CAPES, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Participação em atividades no Centro Experimental de Saneamento Ambiental (CESA) da UFRJ e com o Grupo de Permacultura e Agroecologia MUDA. Apoio em projeto de mestrado sobre diferentes processos de tratamento de águas cinzas através de tratamento físico-químico e de filtração com membranas

    Atividades

    • 11/2016 - 02/2017

      Pesquisa e desenvolvimento , Núcleo de Pesquisas em Planejamento e Gestão (NPPG), .,Linhas de pesquisa