Carolina Gomes Moreira

Possui Graduação em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2009), Especialização em Engenharia Ambiental pela Universidade Católica de Petrópolis (2011) e Mestrado Profissionalizante em Engenharia Ambiental na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2014). Atualmente é assistente de laboratório da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e está cursando Doutorado em Tecnologia de processos químicos e bioquímicos na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência nas áreas: de Ciência e Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: microbiologia e fermentação e de Engenharia Ambiental atuando principalmente no Controle das Emissões de Efluentes, micropoluentes, qualidade da água, desreguladores endócrinos, atividade estrogênica-ensaio in vitro YES, ecotoxicidade, cromatografia líquida, processos oxidativos avançados e membranas.

Informações coletadas do Lattes em 17/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos

2014 - Atual

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Fabiana Valeria da Fonseca Araujo.

Mestrado profissional em Engenharia Ambiental

2012 - 2014

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Título: AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE METILPARABENO E PROPILPARABENO NO AMBIENTE AQUÁTICO E SEUS POTENCIAIS ESTROGÊNICOS E A TOXICIDADE AGUDA, Ano de Obtenção: 2014
Orientador: Daniele Maia Bila
Palavras-chave: Contaminantes Emergentes, Parabenos, YES, Toxicida.Grande área: EngenhariasGrande Área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Controle da poluição por Efluentes líquidos.

Especialização em Engenharia Ambiental

2010 - 2011

Universidade Católica de Petrópolis
Título: VARIAÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DO LAGO AÇU (SEROPÉDICA, RJ)
Orientador: Daniele Maia Bila

Graduação em engenharia de alimentos

2003 - 2009

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Título: Projeto de uma Indústria de Minimamente Processados
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

1999 - 2001

Colégio Bahiense

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Elaboração de artigos científicos em ecotoxicologia. (Carga horária: 4h). , XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, ECOTOX, Brasil.

2014 - 2014

Conceptos de perturbación endócrina. (Carga horária: 6h). , Sociedad Argentina de Biologia, SAB, Argentina.

2012 - 2012

Águas pluviais e efluentes na indústria. (Carga horária: 4h). , Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.

2011 - 2011

Gestão de Pessoas e de Processos. (Carga horária: 120h). , Fundação Brasileira de Educação, FUBRAE, Brasil.

2008 - 2008

Minimamente Processados e Conservas. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2007 - 2007

Alimentos Transgênicos. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2006 - 2006

tecnologia de sorvetes. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2006 - 2006

BPF/APPCC. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2004 - 2004

armazenamento e conservação de grãos. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2003 - 2003

5S. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

2003 - 2003

BPF. (Carga horária: 12h). , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Cromatografia líquida, processos oxidativo avançado e membranas.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Ecotoxicologia.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Atividade estrogênica-ensaio YES.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Controle da poluição por Efluentes líquidos.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Qualidade da água.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Química / Subárea: Microbiologia e Fermentação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MOREIRA, C. G. . I Seminário sobre Pagamento de Serviços Hidro-Ambientais. 2010. (Outro).

MOREIRA, C. G. . 12ª Semana Acadêmica da Engenharia de Alimentos- UFRRJ. 2006. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

18º encontro de Engenharia Sanitária e Ambiental e no 18º Simposium Luso-Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. DEGRADAÇÃO DE BISFENOL-A EM SOLUÇÕES AQUOSAS POR UV/H2O2 E REMOÇÃO POR MEMBRANA DE OSMOSE INVERSA. 2018. (Congresso).

29º Congresso ABES/FENASAN.. REMOÇÃO DE BISFENOL-A EM SOLUÇÕES AQUOSAS POR PROCESSO OXIDATIVO AVANÇADO E SEPARAÇÃO POR MEMBRANAS. 2017. (Congresso).

XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. Avaliação da atividade estrogênica e da toxicidade aguda do bisfenol-A. 2016. (Congresso).

28º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE METILPARABENO E PROPILPARABENO NO AMBIENTE AQUÁTICO E SEUS POTENCIAIS ESTROGÊNICOS E A TOXICIDADE AGUDA. 2015. (Congresso).

XVI Jornadas Anuales de la Sociedad Argentina de Biologia. PRESENCE OF PARABENS IN THE MARACANÃ RIVER (BRAZIL) AND ITS TOXICITY. 2014. (Congresso).

I Workshop sobre desreguladores endócrinos em água potável. 2013. (Outra).

XVIII Congresso Brasileiro de Toxicologia. Atividade Estrogênica e Ecotoxicidade dos Conservantes Metilparabeno e Propilparabeno. 2013. (Congresso).

XIV Semana Acadêmica de Engenharia de Alimentos - UFRRJ.Produtos Minimamente Processados e Conservas. 2008. (Outra).

XVIII Jornada de Iniciação Científica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.Comparação da produção de Lipase por fungo filamentoso em colunas aeradas e em bandejas. 2008. (Outra).

XV Seminário Latino Americano e do Caribe de Ciência e Tecnologia de Alimentos.Seleção de Fungos Filamentosos Produtores de Lipase. 2008. (Seminário).

XXI Congresso de Ciência e Tecnologia de Alimentos. Seleção de Fungos Filamentosos Produtores de Lipase. 2008. (Congresso).

XIII Semana Acadêmica de Engenharia de Alimentos - UFRRJ.Alimentos Transgênicos. 2007. (Outra).

XVII Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ.Isolamento de Fungos Filamentos produtores de Lipase. 2007. (Outra).

XII Semana Acadêmica de Engenharia de Alimentos - UFRRJ.BPF/APPCC. 2006. (Outra).

XI Semana Acadêmica de Engenharia de Alimentos- UFRRJ.tecnologia de sorvetes. 2006. (Outra).

X Semana Acadêmica de Engenharia de Alimentos- UFRRJ.conservação e armazenamento de grãos. 2004. (Outra).

IX Semana Acadêmica de Engenharia de Alimentos- UFRRJ.5S e BPF. 2003. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Fabiana Valéria da Fonseca

BILA, D. M.FONSECA, F. V. da; SILVA, A. A.. Avaliação da presença dos parabenos metilpabeno e propilparabeno no ambiente aquatico e seus potenciais estrogênicos e a toxicidade aguda. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de pos-graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Juacyara Carbonelli Campos

FONSECA, F. V.;BILA, Daniele Maia; SAGGIORO, ENRICO MENDES; MONTALVÃO, Antonio Filipe;Campos, J.C.. Degradação de micropoluentes por processos oxidativos avançados e remoção por membranas de osmose inversa. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Alexsandro Araujo da Silva

Bila, D. M.;DA SILVA, A. A.; Araujo, F. V. F.. Avaliação da presença de metilparabeno e propilparabeno no ambiente aquático e seus potenciais estrogênicos e a toxicidade aguda.. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Enrico Mendes Saggioro

MONTALVAO, A. F.; CAMPOS, J. C.;SAGGIORO, E. M.. Degradação de Micropoluentes por Processos Oxidativos Avançados e Remoção por Membranas de Osmose Inversa. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Marisa Fernandes Mendes

Duque, J.B.B.; Martins, L.B.; Torres, M.H.;MENDES, M. F.; Costa, S.R.R. Indústrias de Hortaliças. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Larissa Carreiro de Souza

Remoção de bisphenol A e etinilestradiol por membrana de osmose inversa combinado com UV/H2O2; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Química Industrial) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Orientador);

Vanessa Mazim Obermuller C

da Silva; Avaliação técnica e econômica de POA para remoção de etinilestradiol em água; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química Industrial) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; Orientador: Carolina Gomes Moreira;

Mariana Hoyer Moreira

Tecnologias avançadas aplicadas ao tratamento de águas contendo bisfenol-a; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carolina Gomes Moreira;

Henrique G

Santos; CARACTERIZAÇÃO DE MEMBRANA DE OSMOSE INVERSA PARA REMOÇÃO DE BISFENOL-A EM SOLUÇÕES AQUOSAS; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carolina Gomes Moreira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Sonia Couri

PRODUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE LIPASES DE ORIGEM MICROBIANA; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Sonia Couri;

Fabiana Valéria da Fonseca

Remoção de micropoluentes em águas de abastecimento utilizando tecnologias avançadas de tratamento; ; Início: 2014; Tese (Doutorado em Tecnologia dos Processos Químicos e Bioquímicos) - Universidade Federal do Rio de Janeiro; (Orientador);

Mônica Caramez Triches Damaso

Produção de Lipase para Aplicação na Indústria de Alimentos; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Monica Caramez Triches Damaso;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • Silva, L.L.S. ; Moreira, C. G. ; Curzio, B.A. ; da Fonseca, F.V. . Micropollutant Removal from Water by Membrane and Advanced Oxidation Processes-A Review. JOURNAL OF WATER RESOURCE AND PROTECTION , v. 09, p. 411-431, 2017.

  • Moreira, C. G. ; Felix, C.L. ; Gonçalves, E.S. ; Bila, D.M. . Presence of parabens in the Maracanã river (Brazil) and its toxicity. BIOCELL (online version) , v. 39, p. A51, 2015.

  • MOREIRA, C. G. ; SANTOS, H. G. ; BILA, D.M. ; FONSECA, F. V. . DEGRADAÇÃO DE BISFENOL-A EM SOLUÇÕES AQUOSAS POR UV/H2O2 E REMOÇÃO POR MEMBRANA DE OSMOSE INVERSA. In: 18º encontro de Engenharia Sanitária e Ambiental e no 18º Simposium Luso-Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2018, Porto. 18º encontro de Engenharia Sanitária e Ambiental e no 18º Simposium Luso-Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2018.

  • Moreira, Carolina Gomes ; MOREIRA, M. H. ; FURTADO, P. S. ; Bila, D.M. ; FONSECA, F. V. . REMOÇÃO DE BISFENOL-A EM SOLUÇÕES AQUOSAS POR PROCESSO OXIDATIVO AVANÇADO E SEPARAÇÃO POR MEMBRANAS. In: 29º Congresso ABES/FENASAN, 2017, São Paulo. 29º Congresso ABES/FENASAN, 2017.

  • MOREIRA, C. G. ; FELIX, Louise. ; GONCALVES, E. S. ; BILA, Daniele Maia . AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE METILPARABENO E PROPILPARABENO NO AMBIENTE AQUÁTICO E SEUS POTENCIAIS ESTROGÊNICOS E A TOXICIDADE AGUDA.. In: 28º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2015, Rio de Janeiro. 28º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental: Alterações climáticas e a Gestão do saneamento ambiental. Rio de Janeiro: ABES, 2015.

  • MOREIRA, C. G. ; DAMASO, M. C. T. ; VALADAO, R. C. ; COURI, S. . Screening of lipolytic filamentous fungi and study of lipase production using three different reactors. In: 2009 CIGR Section VI International Symposium on FOOD PROCESSING, MONITORING TECHNOLOGY IN BIOPROCESSES AND FOOD QUALITY MANAGEMENT, 2009, Potsdam, Germany. 2009 CIGR Section VI International Symposium on FOOD PROCESSING, MONITORING TECHNOLOGY IN BIOPROCESSES AND FOOD QUALITY MANAGEMENT, 2009. p. 892-895.

  • Oliveira, Fernanda ; Rangel, Janaina ; MOREIRA, C. G. ; Santangelo, Jayme . Comunidade zooplanctônica do Lago Açu (UFRRJ) e seu papel como bioindicador do meio aquático. In: XXII Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ, 2012, Seropédica. XXII Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ, 2012.

  • MOREIRA, C. G. ; VALADAO, R. C. ; COURI, S. ; DAMASO, M. C. T. . Comparação da produção de lipase por fungo filamentoso em bandejas e em colunas aeradas.. In: XVIII Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ., 2008, Seropédica. Anais da XVIII Jornada de Iniciação Científica da UFRRJ, 2008.

  • MOREIRA, C. G. ; Torres, M.T. ; VALADAO, R. C. ; COURI, S. ; DAMASO, M. C. T. . Isolamento de microrganismos produtores de lipase. In: XVII Jornada de Iniciação Científica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2007, Seropédica. Anais da XVII Jornada de Iniciação Científica da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2007.

  • MOREIRA, C. G. ; SANTOS, H. G. ; GOMES, G. ; FONSECA, F. V. ; BILA, D.M. . Degradação do bisfenol-A em soluções aquosas por UV/H2O2 e a avaliação da atividade estrogênica. In: XV Congresso Braasileiro de Ecotoxicologia, 2018, Aracaju. XV Congresso Braasileiro de Ecotoxicologia, 2018.

  • SANTOS, H. G. ; MOREIRA, C. G. ; FONSECA, F. V. . CARACTERIZAÇÃO DE MEMBRANA DE OSMOSE INVERSA PARA REMOÇÃO DE BISFENOL-A EM SOLUÇÕES AQUOSAS. In: 9 Semana de integração acadêmica da UFRJ, 2018, Rio de Janeiro. 9 Semana de integração acadêmica da UFRJ, 2018.

  • MOREIRA, C. G. ; GOMES, G. ; FELIX, L. C. ; BILA, D. M. . Avaliação da atividade estrogênica e da toxicidade aguda do bisfenol-A. In: XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016, Curitiba. XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016. p. 960-962.

  • MOREIRA, C. G. ; FELIX, Louise. ; GONCALVES, E. S. ; BILA, Daniele Maia . Presence of parabens in the maracanã river (Brazil) and its toxicity. In: XVI Jornada de la Sociedad Argentina de Biologia, 2014, Chascomús. XVI Jornada de la Sociedad Argentina de Biologia Impacto antrópico sobre la fisiología de los organismos, 2014. v. 39. p. 19-19.

  • MOREIRA, C. G. ; FELIX, Louise. ; BILA, Daniele Maia . Atividade Estrogênica e Ecotoxicidade dos Conservantes Metilparabeno e Propilparabeno. In: XVIII Congresso Brasileiro de Toxicologia, 2013, Porto Alegre-RS. XVIII Congresso Brasileiro de Toxicologia, 2013.

  • MOREIRA, C. G. ; VALADAO, R. C. ; COURI, S. ; DAMASO, M. C. T. . Seleção de fungos filamentosos produtores de lipase. In: XXI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos e XV Seminário Latino Americano e do Caribe de Ciência e Tecnologia de Alimentos, 2008, Belo Horizonte. XXI Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos e XV Seminário Latino Americano e do Caribe de Ciência e Tecnologia de Alimentos, 2008. p. 1-3.

  • MOREIRA, C. G. ; GOMES, G. ; FELIX, L. C. ; BILA, D. M. . Avaliação da atividade estrogênica e da toxicidade aguda do bisfenol-A. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MOREIRA, C. G. ; FELIX, Louise. ; GONCALVES, E. S. ; BILA, Daniele Maia . AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE METILPARABENO E PROPILPARABENO NO AMBIENTE AQUÁTICO E SEUS POTENCIAIS ESTROGÊNICOS E A TOXICIDADE AGUDA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MOREIRA, C. G. ; FELIX, Louise. ; BILA, Daniele Maia ; GONCALVES, E. S. . PRESENCE OF PARABENS IN THE MARACANÃ RIVER (BRAZIL) AND ITS TOXICITY. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MOREIRA, C. G. ; FELIX, Louise. ; BILA, Daniele Maia . Atividade Estrogênica e Ecotoxicidade dos Conservantes Metilparabeno e Propilparabeno. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

MOREIRA, C. G. ; DAMASO, M. C. T. ; COURI, S. ; VALADAO, R. C. . Produção de lipase para aplicação na indústria de alimentos. 2008. (Relatório de pesquisa).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2015 - Atual

    Avaliação da Presença de Micropoluentes em Água: Identificação e Avaliação da Atividade Estrogênica e Toxicidade em Mananciais para Abastecimento Humano. Faperj. E26/201. 479/2014, Descrição: A problemática da qualidade das águas relacionada com a presença de micropoluentes tem sido motivo de intensa pesquisa cientifica e tecnológica. O efeito potencial que algumas substancias químicas causam tem sido divulgado por vários estudos na literatura. Entretanto, o grande desafio ainda é saber se esses micropoluentes estão presentes em concentrações ambientalmente relevantes, que possam causar os efeitos potenciais relatados. Técnicas analíticas, tais como análises cromatográficas aliadas ao preparo de amostras com etapas de extração e concentração desses compostos, mostram-se eficientes na identificação de poluentes em baixíssimas concentrações. Contundo, não permitem uma completa investigação da real ameaça potencial que cada micropoluente representa para os organismos expostos, muito menos seus efeitos sinérgicos. Até o momento, a relação entre a exposição ambiental aos micropoluentes e seus efeitos adversos na saúde humana e de outros animais não está completamente estabelecida. Mais pesquisas são necessárias para melhor caracterizar os efeitos resultantes dessa exposição e para o entendimento dos mecanismos de ação. Além disso, poucos estudos no país têm avaliado os efeitos causados pela presença desses poluentes em ambiente aquático através de bioensaios in vitro e in vivo. É de grande importância o desenvolvimento de ensaios biológicos in vitro e in vivo que sejam sensíveis, confiáveis, de fácil uso e de baixos custos que possam ser usados em larga escala para estimar os riscos associados à população humana e a biota provenientes da presença dos desreguladores endócrinos. Uma dificuldade do uso de ensaios biológicos, inerente as amostras ambientais complexas, é a presença de compostos em concentrações maiores do que os micropoluentes que podem interferir na acurácia desses ensaios devido principalmente a toxicidade de alguns compostos. Diante do exporto, este projeto propõe uma abordagem ampla da problemática da presença dos micropoluentes em ambiente aquático, visando investigar a presença de desreguladores endócrinos, de diferentes classes, na água superficial de diferentes locais do Rio de Janeiro, contribuído para o entendimento do nível de contaminação do Estado. Avaliar o ensaio in vitro YES (Yeast Estrogen Screen) para a determinação de atividade estrogênica de substâncias simples em concentrações ambientalmente relevante e de amostras de água superficial para subsidiar discussões sobre a segurança e confiabilidade do uso de ensaios biológicos na determinação dos efeitos potenciais causados por desreguladores endócrinos presentes no meio ambiente. Além disso, estudar a interferência da toxicidade, presente nas amostras de água superficial, na resposta do ensaio YES em matrizes ambientais e avaliar os riscos ambientais inerentes a presença dessas substâncias no meio ambiente. Os resultados gerados neste projeto subsidiarão a discussão na comunidade cientifica sobre quais concentrações de micropoluentes causam efeitos negativos na comunidade biológica, auxiliando os órgãos legisladores e de controle ambiental na avaliação dos riscos de exposição da população e no estabelecimento de valores de referência... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (3) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Integrante / João Alberto Ferreira - Integrante / Elisabeth Ritter - Integrante / Giselle Gomes Moreira da Silva - Integrante / Danieli Lima da Cunha - Integrante / Juacyara Carbonelli Campos - Integrante / Fabiana Valéria da Fonseca Araújo - Integrante / Marília Teresa Lima do Nascimento - Integrante / Ana Dalva de Oliveira Santos - Integrante / Alexsandro Araújo da Silva - Integrante / FLAVIA MARIA DA SILVA LICURGO - Integrante / MARIANA MACEDO BARCELLOS - Integrante / MARIANA TAVARES DE LUNA - Integrante / Helio Guedes de Brito Neto - Integrante / Daniele Bila - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    Micropoluentes em Amostras Ambientais: Identificação, Avaliação da Atividade Estrogênica e Toxicidade. Processo : E-26/010.001801/2015, Descrição: A presente proposta propõe uma abordagem ampla da problemática da presença dos micropoluentes em diferentes amostras ambientais (solo, águas superficiais e potável, lixiviado de resíduos sólidos urbanos, esgoto bruto e tratado e sedimentos), visando a identificação e quantificação de desreguladores endócrinos por técnicas cromatográficas e avaliação da atividade estrogênica por ensaio in vitro, bem como o estudo da remoção desses micropoluentes por processos de tratamento convencionais e avançados. Além disso, o uso das técnicas cromatográficas em conjunto com a avaliação da atividade estrogênica permitirá uma completa investigação da efetividade dos processos de tratamento na remoção dos poluentes investigados. Instituições de diversos países, recomendam pesquisas com a finalidade de monitorar a presença de micropoluentes no meio ambiente, com foco na identificação e quantificação de substâncias prioritárias por técnicas cromatográficas mais sensíveis e que não impliquem em custos excessivos, além da determinação de seus efeitos deletérios, dentre eles a desregulação endócrina. Os estudos servirão para subsidiar o estabelecimento de padrões de qualidade ambientais (águas superficiais e subterrâneas) e padrões de qualidade para águas de consumo humano e de reuso. Outro ponto de recomendação é o desenvolvimento de processos de tratamento de água para consumo humano e tratamento de águas residuárias que removam esses micropoluentes de forma mais eficiente. Entre essas instituições têm-se o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) no Brasil (BRASIL, 2012) e a Comissão do Meio Ambiente do Parlamento Europeu na União Europeia (Diretiva 2013/39/EU, 2013)... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Integrante / João Alberto Ferreira - Integrante / Elisabeth Ritter - Integrante / Giselle Gomes Moreira da Silva - Integrante / Danieli Lima da Cunha - Integrante / Ana Ghislane Pereira van Elk - Integrante / Ana Silvia Pereira Santos - Integrante / DANIELE MAIA BILA - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Micropoluentes em Água: Identificação, Avaliação da Atividade Estrogênica e Remoção por Processos de Separação por Membranas. (Processo: E-26/110.102/2014), Descrição: A problemática da qualidade das águas relacionada com a presença de micropoluentes tem sido motivo de intensa pesquisa cientifica e tecnológica. O efeito potencial que algumas substancias químicas causam tem sido divulgado por vários estudos na literatura. Entretanto, o grande desafio ainda é saber se esses micropoluentes estão presentes em concentrações ambientalmente relevantes, que possam causar os efeitos potenciais relatados. Técnicas analíticas, tais como análises cromatográficas aliadas ao preparo de amostras com etapas de extração e concentração desses compostos, mostram-se eficientes na identificação de poluentes em baixíssimas concentrações. Contundo, não permitem uma completa investigação da real ameaça potencial que cada micropoluente representa para os organismos expostos, muito menos seus efeitos sinérgicos. Alguns estudos no Brasil constataram a presença de diferentes micropoluentes em águas brutas, porém, as técnicas cromatográficas ainda possuem um grande desafio devido a interferência de matrizes ambientais complexas. Além disso, poucos estudos no pais têm avaliado os efeitos causados pela presença desses poluentes em ambiente aquático através de bioensaios in vitro e in vivo. Por outro lado, não podemos esquecer que estudos sobre as alternativas de remoção desse micropoluentes ainda devem ser desenvolvidos. Diante do exporto, este projeto propõe uma abordagem ampla da problemática da presença dos micropoluentes em ambiente aquático, visando a identificação e detecção de desreguladores endócrinos por técnicas cromatográficas e avaliação da atividade estrogênica por ensaios biológicos, bem como o estudo de processos de tratamento que possibilite a remoção desses micropoluentes da água por processos de separação das membranas. Além disso, o uso das técnicas cromatográficas em conjunto com a avaliação da atividade estrogênica permitirá uma completa investigação da efetividade de processos de remoção dos poluentes investigados... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (3) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Coordenador / João Alberto Ferreira - Integrante / Elisabeth Ritter - Integrante / Giselle Gomes Moreira da Silva - Integrante / Danieli Lima da Cunha - Integrante / Marília Teresa Lima do Nascimento - Integrante / Ana Dalva de Oliveira Santos - Integrante / Alexsandro Araújo da Silva - Integrante / Camille Ferreira Mannarino - Integrante / Gandhi Giordano - Integrante / Rodrigo Azevedo dos Reis - Integrante / Alfredo Akira Ohnuma Junior - Integrante / Eduardo Rocha de Almeida Lima - Integrante / Ivana Lourenço Mello Ferreira - Integrante / Márcio Oliveira - Integrante / Dani Bila - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de métodos in vitro e in vivo para detectar xenoestrogenos em ambientes aquáticos. Programa de Cooperação Internacional Capes/Udelar. Programa Capes/Udelar no. 23038.001276/2014-97, Descrição: Programa Capes/Udelar no. 059/2013 cooperação internacional com missões de estudo e trabalho entre os docentes e alunos de pós-graduação (mestrado e Doutorado) dos dois países (Brasil e Uruguai - Instituição: Centro Universitário Regional Este).Promover o vínculo e o intercâmbio entre duas instituições visando desenvolver metodologias para avaliar a presença de atividade estrogênica em matrizes ambientais (águas superficiais, sedimentos, efluentes de Estações de tratamento de Esgoto (ETE), solo contaminado) relacionadas a micropoluentes suspeitos de desregulação endócrina em concentrações ambientalmente relevantes para subsidiar discussões sobre a segurança e confiabilidade do uso de ensaios biológicos na determinação dos efeitos potenciais causados por micropoluentes presentes no meio ambiente. Capacitação de pesquisadores neste tema, recentemente em foco, colocando a pesquisa brasileira e uruguaia entre as demais neste tipo de pesquisa. Esta proposta possibilitará o fortalecimento da linha de Atividade Estrogênica do grupo de pesquisa da UERJ y el grupo de Ecotoxicología do CURE (UDELAR). Transferência de conhecimento entre os grupos de pesquisa dos dois países. Contribuir para o aperfeiçoamento de metodologias in vitro e in vivo aplicadas em amostras ambientais para avaliar a presença de xenoestrogênicos. Investigar a presença de desreguladores endócrinos independentemente das classes químicas em amostras ambientais contribuindo para a avaliação do nível de contaminação dos corpos hídricos e outras matrizes ambientais (solo contaminado, efluentes de ETE) nos dois países. Estudar a interferência da toxicidade presente na matriz ambiental água sobre a resposta do ensaio YES, a partir da utilização de diferentes bioindicadores e endpoints selecionados... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (5) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Coordenador / João Alberto Ferreira - Integrante / Elisabeth Ritter - Integrante / Giselle Gomes Moreira da Silva - Integrante / Danieli Lima da Cunha - Integrante / Marília Teresa Lima do Nascimento - Integrante / Ana Dalva de Oliveira Santos - Integrante / Helio Guedes de Brito Neto - Integrante / Dani Bila - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Cooperação.

  • 2013 - 2016

    Avaliação da Qualidade das Águas Superficiais do Rio de Janeiro Quanto a Presença de Micropoluentes, Atividade estrogênica e Toxicidade. (Processo: E-26/111.059/2013), Descrição: de grande importância o desenvolvimento de ensaios biológicos in vitro e in vivo que sejam sensíveis, confiáveis, de fácil uso e de baixos custos que possam ser usados em larga escala para estimar os riscos associados à população humana e a biota provenientes da presença dos desreguladores endócrinos. Uma dificuldade do uso de ensaios biológicos inerente as amostras ambientais complexas é a presença de compostos em concentrações maiores do que os micropoluentes que podem interferir na acurácia desses ensaios devido principalmente a toxicidade de alguns compostos. Este estudo pretende avaliar e validar o ensaio in vitro YES para a determinação de atividade estrogênica de amostras ambientais, para subsidiar as discussões sobre a segurança e confiabilidade do uso de ensaios biológicos para a determinação dos efeitos potenciais causados por micropoluentes no ambiente. Além de monitorar a presença e as concentrações dos micropoluentes em pontos dos rios Paraíba do Sul e Guandu, no Rio de Janeiro... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (4) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Integrante / João Alberto Ferreira - Integrante / Elisabeth Ritter - Integrante / Giselle Gomes Moreira da Silva - Integrante / Danieli Lima da Cunha - Integrante / Marília Teresa Lima do Nascimento - Integrante / Ana Dalva de Oliveira Santos - Integrante / Camille Ferreira Mannarino - Integrante / Lays Rodrigues Santos de Oliveira - Integrante / Adriana Sotero Martins - Integrante / DANIELE MAIA BILA - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2014

    Aprimoramento da Infraestrutura de Laboratórios para Ensino e Pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental (Peamb/FEN/UERJ) Visando a Remediação de Áreas Contaminadas (Processo: E-26/110.839/2011, Descrição: Ampliar o espectro de ação das diversas pesquisas consolidadas no PEAMB através de aquisição de equipamentos essenciais para melhorar a qualidade das pesquisas em remediação de áreas contaminadas por disposição de resíduos urbanos e industriais e pelas atividades de exploração, refino, transporte, armazenamento e distribuição de petróleo e seus derivados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado profissional: (2) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Integrante / João Alberto Ferreira - Integrante / Elisabeth Ritter - Integrante / Camille Ferreira Mannarino - Integrante / Gandhi Giordano - Integrante / Olavo Barbosa Filho - Integrante / Marcia Marques - Integrante / FERNANDO BRAILE JUNIOR - Integrante / Dani Bila - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2008

    Produção de Lipase e Transglutaminase para Aplicação na Indústria de Alimentos, Descrição: O projeto objetiva selecionar microrganismos produtores de lipase e transglutaminase através de técnicas adequadas para essa investigação. Os microrganismos selecionados serão cultivados em fermentação semi-sólida e/ou submersa visando escolher a melhor forma de condução do processo e a linhagem microbiana que produz os melhores resultados em termos de atividade enzimática.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Carolina Gomes Moreira - Integrante / Sonia Curi - Integrante / Romulo C. Valadão - Integrante / Rosa Helena Luchese - Integrante / Maria Isabel Souza de Oliveira - Integrante / Monica Caramez - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Florestas, Departamento de Ciências Ambientais. , Rod. BR 465, Km 07; Laboratório de Manejo de Bacias Hidrográficas, Campus da UFRRJ, 23890-000 - Seropedica, RJ - Brasil, Telefone: (21) 37874033, Ramal: 239, Fax: (21) 26821128, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2010 - Atual

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Assistente de Laboratório, Carga horária: 40

  • 2007 - 2008

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estágio de iniciação científica na área de Processos Fermentativos, desenvolvido no Departamento de Tecnologia de Alimentos - IT/UFRRJ

  • 2007 - 2007

    Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estágio na área de Processos Fermentativos, desenvolvido no Instituto de Tecnologia ministrado pelo Departamento de Tecnologia de Alimentos - IT/UFRRJ

    Atividades

    • 02/2010

      Serviços técnicos especializados , Instituto de Florestas, Departamento de Ciências Ambientais.,Serviço realizado, Assistente de laboratório no laboratório de manejo de bacias hidrográficas e no de ecologia básica, atuando nas análises laboratoriais dos projetos de iniciação científica e monografias..

    • 08/2007 - 07/2008

      Estágios , Instituto de Tecnologia, Departamento de Tecnologia de Alimentos.,Estágio realizado, Estágio no Departamento de Tecnologia de Alimentos na área de Processos Fermentativos, com a produção de lipase para aplicação na indústria de alimentos..

    • 03/2007 - 09/2007

      Estágios , Instituto de Tecnologia, Departamento de Tecnologia de Alimentos.,Estágio realizado, Estágio no Departamento de Tecnologia de Alimentos na área de Processos Fermentativos, com o isolamento de microrganismos produtores de lipase..

  • 2011 - Atual

    Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: integrante de projeto

    Atividades

    • 01/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , DESMA/FEN, .,Linhas de pesquisa

  • 2007 - 2008

    Embrapa Agroindustria de Alimentos

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estágio nas área de Processos Fermentativos, realizado no laboratório de Processos Fermentativos - Embrapa Agroindústria de Alimentos.

    Atividades

    • 12/2007 - 09/2008

      Estágios , Embrapa Agroindústria de Alimentos, .,Estágio realizado, Estágio no laboratório de processos fermentativos, com a produção de lipase por fermentação semi-sólida em bandejas, erlenmyer e colunas aeradas e a quantificação das atividades anzimáticas..