Rafael Batista Andrade

Doutor em Estudos Linguísticos pela UFMG (2018), com estágio na Université Paris Sorbonne - Paris IV (03/2016 a 02/2017; 08/2017 a 01/2018) sob a supervisão de Dominique Maingueneau e na Universidad de Cádiz (04/2017 a 06/2017) sob a supervisão de Juan Manuel López Muoz. Mestre em Estudos Linguísticos, na área de concentração de Análise do Discurso, pela UFMG (2013). Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais com habilitação em Bacharelado(2008), Licenciatura plena em Língua Portuguesa(2009) e Licenciatura plena em Língua Espanhola (2009). Também possui Especialização em Língua Portuguesa: Leitura e Produção de Textos pela UFMG, DELE C 1, DELF B2 e participou do Curso de actualización de profesores de espaol en Centro Alpha - Argentina (2011). Foi contemplado com uma bolsa de estudo da Universidad de La Rioja (Espanha), onde participou do Curso de Lengua y Cultura Espaolas de 08 de abril a 14 de junho de 2013. Trabalhou no Colégio Santa Maria, lecionando Língua espanhola para o Ensino Fundamental e para o Ensino Médio e na E.E Deputado Ilacir Pereira Lima (2013), atuando na área de Língua Portuguesa. Também foi professor de Língua Portuguesa na E.M. Dulce Viana de Assis Moreira (Santa Luzia - 2014). Em suas produções intelectuais, destacam-se os temas do ensino de língua espanhola para brasileiros, ensino de língua portuguesa, gêneros de discurso, hibridização, temas e figuras e discurso diplomático. Publicou os seguintes livros: Semiótica, éthos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia (2015) e Discurso e identidade diplomática (2020). Atualmente é Professor de Ensino Básico,Técnico e Tecnológico, classe D, nível 302, do IFMG-Congonhas. Atua nos cursos de nível técnico integrado e superior. Coordena o projeto de extensão ComuniCong: práticas de escuta, leitura e produção de textos pertencentes a gêneros da esfera jornalística.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Estudos Lingüísticos

2014 - 2018

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Caracterização de um gênero de discurso diplomático: as intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no CSNU
Glaucia Muniz Proença Lara. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Mestrado em Estudos Linguísticos

2011 - 2013

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: Semiótica, éthos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia,Ano de Obtenção: 2013
Glaucia Muniz Proença Lara.Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Grande área: Lingüística, Letras e ArtesSetores de atividade: Educação; Educação.

Especialização em Ensino de leitura e produção de texto

2009 - 2010

Universidade Federal de Minas Gerais
Título: ENTRE CANÇÃO E POESIA: TEXTOS EM NOVAS CONFIGURAÇÕES NA SALA DE AULA
Orientador: GLAUCIA MUNIZ PROENÇA LARA

Graduação em Licenciatura plena em Língua Portuguesa

2006 - 2009

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Graduação em Licenciatura plena em Lingua Espanhola

2006 - 2009

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Graduação em Bacharel em Letras

2006 - 2008

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2013 - 2013

Curso de Lengua y Cultura Españolas. (Carga horária: 195h). , Universidad de La Rioja, UR, Espanha.

2011 - 2011

Extensão universitária em Viola e Poesia: Elementos Mus e Text da canção. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2011 - 2011

Curso de actualización para profesores de español. (Carga horária: 20h). , Centro Alpha, CENTRO ALPHA, Argentina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

I Encontro Nordestino de Estudos Bakhtinianos.Experiências estéticas com Grade Sertão: veredas no espaço escolar a partir de uma canção dialógica de Maria Bethânia. 2018. (Encontro).

Encuentro de Profesores de Espaol en Escandinavia.Prácticas de comprensión y producción de textos en ELE a partir de tráilers y sinopsis. 2016. (Encontro).

I colóquio Internacional de Literatura Ibero-Americana.Los abrazos de las asignaturas en la enseanza secundaria brasilea. 2014. (Outra).

Colóquio internacional em homenagem a Jean Peytard: um precursor no campo da linguística discursiva. 2012. (Outra).

Minicurso Da língua ao discurso: competências, parâmetros de análise, gêneros e estratégias. 2012. (Outra).

O sujeito do discurso. 2010. (Outra).

Problemáticas emergentes da Análise do Discurso. 2010. (Outra).

2 Festival de verão da UFMG - Modernidade: a literatura como forma de comunicação. 2008. (Oficina).

Congresso internacional centenário de dois imortais. 2008. (Congresso).

I Encuento Librería de Didáctica. 2008. (Encontro).

III Simpósio internacional sobre análise do discurso. 2008. (Simpósio).

Grupo Estudos de Literatura Brasileira.Estudoa da obra poética de Machado de Assis e de relações enre música e poesia. 2007. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Maria Magda de Lima Santiago

ANDRADE, R. B.. Efeitos de credibilidade no jornalismo de opinião: heterogeneidade e subjetividade na crítica política ao governo Temer. 2018. Tese (Doutorado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Rita de Cássia de Andrade Lacerda

LARA, G. M. P.;ANDRADE, R. B.. O tema da morte em textos literários: em busca da configuração discursiva. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ensino de Leitura e Produção de Textos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

ANDRADE, R. B.. Membro da Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos. 2015. Instituto Federal Minas Gerais.

ANDRADE, R. B.. Membro da Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos (Processo seletivo simplificado). 2015. Instituto Federal Minas Gerais.

ANDRADE, R. B.. Presidente da Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos - IMFG - Campus avançado de Ipatinga. 2015. Instituto Federal Minas Gerais.

ANDRADE, R. B.. Membro da Banca de Avaliação de Redações do Vestibular 2015/1 do IFMG. 2015. Instituto Federal Minas Gerais.

ANDRADE, R. B.. Membro da Banca de Avaliação de Redações do Vestibular 2014/2 do IFMG. 2014.

ANDRADE, R. B.. Membro da Comissão de Avaliação das Redações do ENEM 2014. 2014. Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

William Augusto Menezes

MENEZES, W. A.; SOUZA, W. E.; Lara, G.M.P.. Caracterização do discuso diplomático a partir das intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos) - UFMG - FACULDADE DE LETRAS.

Rony Petterson Gomes do Vale

LARA, G. M. P.; MENEZES, W. A.; COSTA, E. G. M.; MACHADO, I. L.; BRITO, C. L.;VALE, R. P. G.. CARACTERIZAÇÃO DE UM GÊNERO DE DISCURSO DIPLOMÁTICO: AS INTERVENÇÕES DOS REPRESENTANTES PERMANENTES DO BRASIL, DA ESPANHA E DA FRANÇA NO CONSELHO DE SEGURANÇA DAS NAÇÕES UNIDAS (CSNU). 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Rony Petterson Gomes do Vale

LARA, G. M. P.; MENEZES, W. A.; EMEDIATO, W.;VALE, R. P. G.. CARACTERIZAÇÃO DO DISCURSO DIPLOMÁTICO A PARTIR DAS INTERVENÇÕES DOS REPRESENTANTES PERMANENTES DO BRASIL, DA ESPANHA E DA FRANÇA NO CONSELHO DE SEGURANÇA DAS NAÇÕES UNIDAS (CSNU). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Ida Lúcia Machado

LARA, Glaucia Muniz Proença;MACHADO, I. L.; BRITO, C. L.; MENEZES, W.; COSTA, E. G. M.. Caracterizações de um gênero de discurso diplomático: as intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pos-Graduaçao em Estudos Linguisticos) - Faculdade de Letras da UFMG.

Elzimar Goettenauer de Marins Costa

MARINS-COSTA, E. G. M.. Caracterização de um gênero de discurso diplomático. 2018. Tese (Doutorado em letras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Clebson Luiz de Brito

LARA, G.M. P;BRITO, Clebson L.; MENEZES, Willian. A.; MACHADO, Ida. L.; COSTA, Elzimar. G. M.. Caracterização de um gênero de discurso diplomático: as intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). 2018. Tese (Doutorado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Wander Emediato de Souza

EMEDIATO, W.; LARA, G. M. P.; MENEZES, W.. Caracterização do discurso diplomático a partir das intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Estudos Lingüísticos) - Faculdade de Letras da UFMG.

Ana Cristina Fricke Matte

MATTE, A. C. F.LARA, Glaucia Muniz Proença; RUFINO, J. A.. Semiótica, ethos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia. 2013. Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Glaucia Muniz Proença Lara

LARA, G. M. P.MATTE, Ana Cristina Fricke; RUFINO, J. A.; MACHADO, Ida Lúcia. Semiótica, éthos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia. 2013. Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Glaucia Muniz Proença Lara

LARA, G. M. P.; BRITO, CLEBSON LUIZ DE; MENEZES, W. A.; MACHADO, Ida Lúcia; COSTA, E. G. M.; VALE, R. P. G.; GOMES, Tânia M. de Oliveira. Caracterização de um gênero de discurso diplomático: as intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). 2018. Tese (Doutorado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Glaucia Muniz Proença Lara

LARA, G. M. P.; MENEZES, W. A.; SOUZA, Wander Emediato de; VALE, R. P. G.. Caracterização do discurso diplomático a partir das intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Thaís Baêta Braga de Souza

Orientação de Tutoria da disciplina Português Intrumental do Curso Superior em Engenharia Mecânica; 2014; Orientação de outra natureza; (Engenharia Mecânica) - Instituto Federal Minas Gerais; Orientador: Rafael Batista Andrade;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Werley Gomes Facco

Programa de Iniciação Cientifica OBMEP 2008; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em matemática) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Werley Gomes Facco;

Glaucia Muniz Proença Lara

Semiótica, éthos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia; 2013; Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Glaucia Muniz Proença Lara;

Glaucia Muniz Proença Lara

Semiótica, éthos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia; 2011; Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Glaucia Muniz Proença Lara;

Glaucia Muniz Proença Lara

Caracterização de um gênero de discurso diplomático: as intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU); 2018; Tese (Doutorado em Estudos Lingüísticos) - Universidade Federal de Minas Gerais,; Orientador: Glaucia Muniz Proença Lara;

Glaucia Muniz Proença Lara

Entre canção e poesia: textos em novas configurações em sala de aula; 2010; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Ensino de Leitura e Produção de Textos) - Universidade Federal de Minas Gerais; Orientador: Glaucia Muniz Proença Lara;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ANDRADE, RAFAEL . O discurso institucional na iniciação científica e tecnológica: Museu Casa Guimarães Rosa e STJ sob a ótica de analistas de discurso juniores. Entremeios , v. 18, p. 63-80, 2019.

  • ANDRADE, R. B. . Canção-poema: apreciação de um 'novo' gênero textual na sala de aula. ARTEFACTUM (RIO DE JANEIRO) , v. ANO IX, p. 1-14, 2017.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do vol. 7, n. 1 de 2018, da revista Diálogo das Letras. 2018.

ANDRADE, R. B. . Processo Seletivo 2018 de Fomento às Ações de Extensão do IFMG. 2018.

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do vol. 19, n. 27, ano jul. /dez, de 2017 da Revista de Letras. 2018.

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do vol. 19, n. 27, ano jul.dez de 2017, da Revista de Letras. 2018.

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do décimo volume de 2017 da Revista Texto Livre: Linguagem e Tecnologia. 2017.

ANDRADE, R. B. . Artigo para o volume 19, número 39 da Revista Língua & Letras. 2017.

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do vol. 6, n. 2, jul./dez., 2017, da revista Diálogo das Letras. 2017.

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do volume de 2016 da Revista Texto Livre: Linguagem e Tecnologia. 2016.

ANDRADE, R. B. . Artigo para publicação do vol. 05, n. 1 da revista Diálogo das Letras. 2016.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - 2018

    Caracterização de um discurso diplomático: as intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no CSNU, Descrição: O objetivo deste trabalho foi analisar quatro intervenções dos representantes permanentes do Brasil, da Espanha e da França no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) nos anos de 2011 e 2015. A análise foi realizada de modo a evidenciar os processos linguístico-discursivos que caracterizam esse gênero de discurso institucional. Tomamos como base teórico-metodológica a Análise do Discurso francesa e, em especial, os trabalhos desenvolvidos por D. Maingueneau. Nessa perspectiva, examinamos os textos do corpus a partir das seguintes categorias: cena englobante, cena genérica, médium, vocabulário, éthos discursivo, embreante de pessoa, dêixis espácio-temporal, intertexto e intertextualidade. Complementamos tais categorias com outras abordagens teóricas (discursivas), como é o caso do trabalho sobre discurso institucional de A. Krieg-Planque e os estudos de semioticistas brasileiros, principalmente, os de D. L. P. de Barros e J. L. Fiorin, sobre temas, figuras e isotopias, propondo, a exemplo desses dois últimos autores, uma metodologia interdisciplinar entre essas categorias da Semiótica do Discurso (Francesa ou Greimasiana) e problemáticas relacionadas à AD. A análise dos textos do corpus mostrou que o discurso das intervenções dos representantes permanentes no CSNU emerge de uma das cenas da comunicação política, mas se propaga e circula conforme as próprias restrições de uma cena de comunicação específica instaurada nas/pelas relações diplomáticas multilaterais em um quadro institucional particular. Em termos mais específicos, a pesquisa revelou: a) a(s)palavra(s)-chave que contribuem para desvelar o sistema de restrições inerente ao discurso em foco; b) a evidência de que a exploração dos temas do discurso diplomático ocorre para demarcar aspectos histórico-sociais de cada um dos três Estados envolvidos; c) o papel do médium na constituição e na transmutação desse gênero de discurso; d) a bipartição do enunciador na projeção de seu status enquanto membro do CSNU e enquanto membro de um Estado que possui uma história particular; e) por fim, a projeção de um éthos individual e de um éthos coletivo com diferentes finalidades.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Integrante / Gláucia Muniz Proença Lara - Coordenador.

  • 2011 - 2013

    Semiótica, éthos e gêneros de discurso nas canções-poemas de Maria Bethânia, Descrição: O projeto tem por finalidade investigar as configurações discursivas, por meio do percurso temático-figurativo, da hibridização dos gêneros poema e canção executada pela intérprete Maria Bethânia. Procura-se uma problematização de conceitos caros à Linguística do Texto e do Discurso:formações ideológicas, éthos discursivo, autoralidade e gêneros do discurso.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2019 - Atual

    O discurso institucional de origem ibero-americana na iniciação científica e tecnológica, Descrição: O presente projeto visa dar continuidade, no IFMG campus Congonhas, ao Grupo de Pesquisa sobre o Discurso Institucional na Iniciação Científica e Tecnológica com o fim de proporcionar aos estudantes do Ensino Integrado o estudo de gêneros de discurso de diferentes instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, corroborando com o aprimoramento da produção científica e profissional do corpo discente. A formação desse grupo tem fortalecido a capacidade de pesquisa e inovação do referido campus, qualificando os estudantes para sua inserção no âmbito da pesquisa associado ao aprimoramento de sua formação profissional. Tal prática colaborará para uma ampliação de programas que visam à formação de jovens cientistas a partir de uma perspectiva interdisciplinar envolvendo instituições com as quais certamente os participantes irão interagir ao longo de sua vida social e acadêmica. Para o ano de 2019, propomos a formação inicial de dois analistas de discurso juniores. Cada um deles estudará um gênero de discurso institucional específico: a) uma instituição X de um dos países ibero-americanos; b) uma instituição Y de outro país dos países ibero-americanos. A execução do presente projeto de pesquisa evidenciará também que os Institutos Federais jogam um papel importante na formação de Grupos de Pesquisa como este , visto que a aplicação de teorias como a que propomos ultrapassa a formação de professores-pesquisadores, como vem ocorrendo nos cursos de Graduação e Pós-Graduação de diversas IES, e alcança a formação do pesquisador júnior. Trata-se de um tema ainda pouco abordado e os professores do IFMG poderão desenvolvê-lo de uma forma mais peculiar por trabalharem em uma instituição que promove não apenas o ensino de nível técnico, mas também a pesquisa nesse nível de ensino.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

  • 2018 - 2018

    O discurso institucional na iniciação científica e tecnológica, Descrição: O presente projeto visa formar no IFMG campus Congonhas o Grupo de Pesquisa sobre o Discurso Institucional na Iniciação Científica e Tecnológica com o fim de proporcionar aos estudantes do Ensino Integrado o estudo de gêneros de discurso de diferentes instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, corroborando com o aprimoramento da produção científica e profissional do corpo discente. A formação desse grupo fortalecerá a capacidade de pesquisa e inovação do referido campus, qualificando os estudantes para sua inserção no âmbito da pesquisa associado ao aprimoramento de sua formação profissional. Tal prática colaborará para uma ampliação de programas que visam à formação de jovens cientistas a partir de uma perspectiva interdisciplinar envolvendo instituições com as quais certamente os participantes irão interagir ao longo de sua vida social e acadêmica. Para o ano de 2018, propomos a formação inicial de dois analistas de discurso juniores. Cada um deles estudará um gênero de discurso institucional específico: a) o gênero de discurso tweet do STJ; b) o gênero de discurso Carta da OEA (Organização dos Estados Americanos). A execução do presente projeto de pesquisa evidenciará também que os Institutos Federais jogam um papel importante na formação de Grupos de Pesquisa como este , visto que a aplicação de teorias como a que propomos ultrapassa a formação de professores-pesquisadores, como vem ocorrendo nos cursos de Graduação e Pós-Graduação de diversas IES, e alcança a formação do pesquisador júnior. Trata-se de um tema ainda pouco abordado e os professores do IFMG poderão desenvolvê-lo de uma forma mais peculiar por trabalharem em uma instituição que promove não apenas o ensino de nível técnico, mas também a pesquisa nesse nível de ensino.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

  • 2019 - Atual

    O discurso institucional de origem ibero-americana na iniciação científica e tecnológica, Descrição: O presente projeto visa dar continuidade, no IFMG campus Congonhas, ao Grupo de Pesquisa sobre o Discurso Institucional na Iniciação Científica e Tecnológica com o fim de proporcionar aos estudantes do Ensino Integrado o estudo de gêneros de discurso de diferentes instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, corroborando com o aprimoramento da produção científica e profissional do corpo discente. A formação desse grupo tem fortalecido a capacidade de pesquisa e inovação do referido campus, qualificando os estudantes para sua inserção no âmbito da pesquisa associado ao aprimoramento de sua formação profissional. Tal prática colaborará para uma ampliação de programas que visam à formação de jovens cientistas a partir de uma perspectiva interdisciplinar envolvendo instituições com as quais certamente os participantes irão interagir ao longo de sua vida social e acadêmica. Para o ano de 2019, propomos a formação inicial de dois analistas de discurso juniores. Cada um deles estudará um gênero de discurso institucional específico: a) uma instituição X de um dos países ibero-americanos; b) uma instituição Y de outro país dos países ibero-americanos. A execução do presente projeto de pesquisa evidenciará também que os Institutos Federais jogam um papel importante na formação de Grupos de Pesquisa como este , visto que a aplicação de teorias como a que propomos ultrapassa a formação de professores-pesquisadores, como vem ocorrendo nos cursos de Graduação e Pós-Graduação de diversas IES, e alcança a formação do pesquisador júnior. Trata-se de um tema ainda pouco abordado e os professores do IFMG poderão desenvolvê-lo de uma forma mais peculiar por trabalharem em uma instituição que promove não apenas o ensino de nível técnico, mas também a pesquisa nesse nível de ensino.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

  • 2018 - 2018

    O discurso institucional na iniciação científica e tecnológica, Descrição: O presente projeto visa formar no IFMG campus Congonhas o Grupo de Pesquisa sobre o Discurso Institucional na Iniciação Científica e Tecnológica com o fim de proporcionar aos estudantes do Ensino Integrado o estudo de gêneros de discurso de diferentes instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, corroborando com o aprimoramento da produção científica e profissional do corpo discente. A formação desse grupo fortalecerá a capacidade de pesquisa e inovação do referido campus, qualificando os estudantes para sua inserção no âmbito da pesquisa associado ao aprimoramento de sua formação profissional. Tal prática colaborará para uma ampliação de programas que visam à formação de jovens cientistas a partir de uma perspectiva interdisciplinar envolvendo instituições com as quais certamente os participantes irão interagir ao longo de sua vida social e acadêmica. Para o ano de 2018, propomos a formação inicial de dois analistas de discurso juniores. Cada um deles estudará um gênero de discurso institucional específico: a) o gênero de discurso tweet do STJ; b) o gênero de discurso Carta da OEA (Organização dos Estados Americanos). A execução do presente projeto de pesquisa evidenciará também que os Institutos Federais jogam um papel importante na formação de Grupos de Pesquisa como este , visto que a aplicação de teorias como a que propomos ultrapassa a formação de professores-pesquisadores, como vem ocorrendo nos cursos de Graduação e Pós-Graduação de diversas IES, e alcança a formação do pesquisador júnior. Trata-se de um tema ainda pouco abordado e os professores do IFMG poderão desenvolvê-lo de uma forma mais peculiar por trabalharem em uma instituição que promove não apenas o ensino de nível técnico, mas também a pesquisa nesse nível de ensino.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

  • 2019 - Atual

    O discurso institucional de origem ibero-americana na iniciação científica e tecnológica, Descrição: O presente projeto visa dar continuidade, no IFMG campus Congonhas, ao Grupo de Pesquisa sobre o Discurso Institucional na Iniciação Científica e Tecnológica com o fim de proporcionar aos estudantes do Ensino Integrado o estudo de gêneros de discurso de diferentes instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, corroborando com o aprimoramento da produção científica e profissional do corpo discente. A formação desse grupo tem fortalecido a capacidade de pesquisa e inovação do referido campus, qualificando os estudantes para sua inserção no âmbito da pesquisa associado ao aprimoramento de sua formação profissional. Tal prática colaborará para uma ampliação de programas que visam à formação de jovens cientistas a partir de uma perspectiva interdisciplinar envolvendo instituições com as quais certamente os participantes irão interagir ao longo de sua vida social e acadêmica. Para o ano de 2019, propomos a formação inicial de dois analistas de discurso juniores. Cada um deles estudará um gênero de discurso institucional específico: a) uma instituição X de um dos países ibero-americanos; b) uma instituição Y de outro país dos países ibero-americanos. A execução do presente projeto de pesquisa evidenciará também que os Institutos Federais jogam um papel importante na formação de Grupos de Pesquisa como este , visto que a aplicação de teorias como a que propomos ultrapassa a formação de professores-pesquisadores, como vem ocorrendo nos cursos de Graduação e Pós-Graduação de diversas IES, e alcança a formação do pesquisador júnior. Trata-se de um tema ainda pouco abordado e os professores do IFMG poderão desenvolvê-lo de uma forma mais peculiar por trabalharem em uma instituição que promove não apenas o ensino de nível técnico, mas também a pesquisa nesse nível de ensino.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

  • 2018 - 2018

    O discurso institucional na iniciação científica e tecnológica, Descrição: O presente projeto visa formar no IFMG campus Congonhas o Grupo de Pesquisa sobre o Discurso Institucional na Iniciação Científica e Tecnológica com o fim de proporcionar aos estudantes do Ensino Integrado o estudo de gêneros de discurso de diferentes instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, corroborando com o aprimoramento da produção científica e profissional do corpo discente. A formação desse grupo fortalecerá a capacidade de pesquisa e inovação do referido campus, qualificando os estudantes para sua inserção no âmbito da pesquisa associado ao aprimoramento de sua formação profissional. Tal prática colaborará para uma ampliação de programas que visam à formação de jovens cientistas a partir de uma perspectiva interdisciplinar envolvendo instituições com as quais certamente os participantes irão interagir ao longo de sua vida social e acadêmica. Para o ano de 2018, propomos a formação inicial de dois analistas de discurso juniores. Cada um deles estudará um gênero de discurso institucional específico: a) o gênero de discurso tweet do STJ; b) o gênero de discurso Carta da OEA (Organização dos Estados Americanos). A execução do presente projeto de pesquisa evidenciará também que os Institutos Federais jogam um papel importante na formação de Grupos de Pesquisa como este , visto que a aplicação de teorias como a que propomos ultrapassa a formação de professores-pesquisadores, como vem ocorrendo nos cursos de Graduação e Pós-Graduação de diversas IES, e alcança a formação do pesquisador júnior. Trata-se de um tema ainda pouco abordado e os professores do IFMG poderão desenvolvê-lo de uma forma mais peculiar por trabalharem em uma instituição que promove não apenas o ensino de nível técnico, mas também a pesquisa nesse nível de ensino.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (2) . , Integrantes: Rafael Batista Andrade - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

DELF B2, République Française - Centre International d`Études Pédagogiques.

2015

Medalha de honra ao mérito / Prêmio Canô Velloso pela apresentação do Tema Livre: Polifonia e Fluxo Informacional: Bethânia Reorganiza o Discurso, Associação Cultural Rosa dos Ventos Bahia.

2015

Medalha de honra ao mérito / Prêmio Canô Velloso pela apresentação da Comunicação Oral: E depois de uma tarde/Amor de Índio: uma análise da canção-poema da intérprete Maria Bethânia, Associação Cultural Rosa dos Ventos Bahia.

2012

DELE C1, INSTITUTO CERVANTES.

2010

Destaque Acadêmico: premio obtido por melhor desempenho do curso no 2semestre de 2009, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

2009

Medalha de prata de honra ao mérito PUC MINAS por destaque em todo o curso de graduação, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Federal de Minas Gerais campus Congonhas. , Av. Michel Pereira de Souza, 3007, Campinho, 36415000 - Congonhas, MG - Brasil, Telefone: (31) 37318100, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - Atual

Instituto Federal de Minas Gerais Campus Congonhas

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2014 - 2014

E.M. Dulce Viana de Assis Moreira

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Língua Portuguesa, Carga horária: 20

2014 - Atual

INSTITUTO FEDERAL MINAS GERAIS

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Ensino Básico, Téc. Tecnológico, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 03/2014

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Língua portuguesa e literatura

  • 03/2014

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Ensino de Língua Estrangeira Moderna - Espanhol

  • 10/2014 - 01/2015

    Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tutoria Português Instrumental

2013 - 2013

secretaria de educação de minas gerais

Vínculo: Designado, Enquadramento Funcional: Professor de Língua Portuguesa, Carga horária: 24

2013 - 2013

secretaria de educação de minas gerais

Vínculo: Designado, Enquadramento Funcional: Professor de Língua Portuguesa, Carga horária: 24

2012 - 2013

Universidade Federal de Minas Gerais

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2011

Colegio Santa Maria

Vínculo: Professor de espanhol, Enquadramento Funcional: Professor regente, Carga horária: 17

2010 - 2010

Colegio Santa Maria

Vínculo: Professor de espanhol, Enquadramento Funcional: Professor regente, Carga horária: 28

2009 - 2009

Instituto Metodista Izabela Hendrix

Vínculo: Estagio, Enquadramento Funcional: Monitoria de espanhol ensino fundamental e me, Carga horária: 20