José Antunes de Souza Pomiecinski

Mestre em Educação pelo PPGE/Uniplac (2016). Especialista em Metodologia do Ensino de Filosofia e Sociologia pela FTC - Faculdade de Tecnologia e Ciência - BA (2010). Especialista em Maçonologia: história e filosofia, pela UNINTER (2018); Especialista em Gestão Escolar, pela FAVENI (2019); Licenciado em Filosofia pelo Centro Universitário Franciscano do Paraná (2008); Licenciado em Pedagogia, pela UNINTER (2018). Cursando Ciências Contábeis pela Uniasselvi (2020).Experiência Docente desde 2009 nos níveis de Fundamental, Médio e Médio, lecionando Filosofia, Sociologia, História, Ensino Religioso, Empreendedorismo, Comunicação Situacional, Profissionalizante (Magistério) lecionando Filosofia da Educação, Psicologia da Educação, História da Educação, Sociologia da Educação e orientando pesquisas. Autor de diversos projetos de pesquisa em ambiente escolar, indo de leitura de obras e exposição com alunos até feiras de conhecimento com apoio CNPq para o aluno. Realizou experiências marcantes em estágios nos anos de 2004 a 2007, primeiramente na Fazenda da Esperança em Guaratinguetá/SP onde os internos se tratam da dependência química, vivenciou o percurso, as alegrias e a insegurança no movimento de Esperança de uma pretensa recuperação frente ao que os dominava, o uso de drogas e tudo o que acarretava em suas vidas pessoais, familiares, sociais. Também realizou por dois anos nos finais de semana estágio no Hospital São Roque em Piraquara/PR, Hospital que trata a Hanseníase (lepra), lá vivenciou a expressão humana nos mais altos graus de lapidação de si para adequar-se ao viver, muitas vezes sem mãos, pernas ou até ambas, no entanto, aprendeu que é possível contornar as situações com disposição, incentivo e auxílio da figura do outro. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação da Serra Catarinense - HISTEDBR-SERRA CATARINENSE - Uniplac nas linhas de Historiografia e questões teórico-metodológicas da história da educação e História das Instituições Escolares no Planalto Catarinense, e no grupo Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre ENSINO DE FILOSOFIA E EDUCAÇÃO FILOSÓFICA - Regional Planalto Catarinense, nas linhas - Ensino de Filosofia e educação Filosófica. Atua como Assistente de Educação.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Educação

2014 - 2016

Universidade do Planalto Catarinense
Título: A CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO DE FILOSOFIA PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL,Ano de Obtenção: 2016
Carmen Lucia Fornari Diez.Coorientador: Vanice dos Santos. Bolsista do(a): UNIEDU) Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina Edital 19/SED/, UNIEDU, Brasil. Palavras-chave: Filosofia; Pensamento Pedagogico Brasileiro; Filosofia Contemporânea; Paideia; Humanitas; Educação Integral. Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação. Setores de atividade: Educação.

Especialização em andamento em Contabilidade de Custos

2020 - Atual

FAVENI-FACULDADE VENDA NOVA DO IMIGRANTE

Especialização em Gestão Escolar

2018 - 2019

FAVENI-FACULDADE VENDA NOVA DO IMIGRANTE
Título: O PROCESSO DEMOCRÁTICO NA ELEIÇÃO DOS PLANOS DE GESTÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SANTA CATARINA (2020 ? 2023) ? UM ESTUDO SOBRE COMO SE DEU NAS UES DE CURITIBANOS

Especialização em Maçonologia: História e Filosofia

2017 - 2018

Centro Universitário Internacional
Título: Resolução número 1 do Conselho Nacional de Educação, publicada no Diário Oficial da união em 09 de abril de 2018
Bolsista do(a): Uniacácia, UNINTER, Brasil.

Especialização em Metodologia do Ensino de Filosofia e Sociologia

2009 - 2010

Faculdade de Tecnologia e Ciências
Título: Ler e Expressar - a não omissão da observância.
Orientador: Profa. Dra Carla Galvão Pereira

Graduação em andamento em Ciências Contábeis

2020 - Atual

Centro Universitário Leonardo da Vinci

Graduação em Pedagogia

2016 - 2018

Centro Universitário Internacional
Título: FILOSOFIA E PEDAGOGIA: UMA REFLEXÃO SOBRE A AVALIAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DE CONHECIMENTO
Orientador: Dra. Denise Martins Bloise

Graduação em Filosofia (Conceito 5 MEC)

2006 - 2008

FAE Centro Universitário
Título: Filosofia Clínica: Uma nova abordagem terapêutica.
Orientador: Profº. Dra. Daniele Cristine Nickel.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2020 -

Extensão universitária em CONTABILIDADE FISCAL E TRIBUTÁRIA. (Carga horária: 320h). , FAVENI-FACULDADE VENDA NOVA DO IMIGRANTE, IESX_PPROV, Brasil.

2018 -

Ambientação na Administração Pública de Santa Catarina. (Carga horária: 40h). , Escola de Administração Pública, DEAP VIRTUAL, Brasil.

2017 -

Extensão universitária em My English Online 2. (Carga horária: 60h). , Cencage Learning, CL, Brasil.

2019 - 2019

Justiça restaurativa e a cultura de Paz nas Escolas. (Carga horária: 40h). , Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL, Brasil.

2018 - 2018

O Benefício da Licença para Tratamento de Saúde. (Carga horária: 40h). , Escola de Administração Pública, DEAP VIRTUAL, Brasil.

2017 - 2018

Educação Especial. (Carga horária: 60h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2017 - 2017

Latim. (Carga horária: 4h). , Unieducar- Universidade Corporativa, UNIEDUCAR, Brasil.

2016 - 2017

Extensão universitária em MyEnglish Online - 1. (Carga horária: 60h). , Cencage Learning, CL, Brasil.

2015 - 2015

Projeto Ambientação. (Carga horária: 10h). , Centro de Ensino Superior de Maringá, UNICESUMAR, Brasil.

2015 - 2015

Semana de conhecimentos gerais do núcleo de educação a distância. (Carga horária: 24h). , Centro de Ensino Superior de Maringá, UNICESUMAR, Brasil.

2015 - 2015

Nivelamento em Informática. (Carga horária: 10h). , Centro de Ensino Superior de Maringá, UNICESUMAR, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Proficiência em Língua Espanhola. (Carga horária: 60h). , Universidade do Planalto Catarinense, UNIPLAC, Brasil.

2014 - 2014

Extensão universitária em Iniciação ao Universo e às práticas do pesquisador. (Carga horária: 16h). , Universidade do Planalto Catarinense, UNIPLAC, Brasil.

2014 - 2014

Alfabetização na escola Inclusiva. (Carga horária: 260h). , ACAPED, ACAPED, Brasil.

2013 - 2013

Extensão universitária em PPGEDU - Metodologia do Ensino Superior. (Carga horária: 60h). , Universidade de Passo Fundo, UPF, Brasil.

2012 - 2012

Extensão universitária em Metodologia do trabalho acadêmico. (Carga horária: 80h). , Uniasselvi - Centro Univ. Leonardo Da Vinci, UNIASSELVI, Brasil.

2012 - 2012

Extensão universitária em História da Educação. (Carga horária: 80h). , Uniasselvi - Centro Univ. Leonardo Da Vinci, UNIASSELVI, Brasil.

2012 - 2012

Escrita e Redação. (Carga horária: 35h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2012 - 2012

CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA ENSINO MÉDIO INTEGRAL. (Carga horária: 16h). , Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina, SEDE/SC, Brasil.

2012 - 2012

Memorização e Leitura Dinâmica. (Carga horária: 40h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2012 - 2012

Administração de Tempo. (Carga horária: 40h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2011 - 2012

Noções Gerais de Direito. (Carga horária: 60h). , Cursos 24 Horas, C24, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em GESTÃO EDUCACIONAL E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAG. (Carga horária: 30h). , UnC - Universidade do Contestado, UNC, Brasil.

2011 - 2011

Noções Básicas de Projetos Multidiscplinares. (Carga horária: 40h). , Gerência de Educação de Curitibanos/SC, GERED11, Brasil.

2011 - 2011

Mestrado em educação - Aluno especial em P.P.B. (Carga horária: 60h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

2010 - 2010

Jornalismo Online. (Carga horária: 45h). , Cursos 24 Horas, C24, Brasil.

2010 - 2010

Planejamento sala de aula e sua articulação PPP. (Carga horária: 300h). , ACAPED, ACAPED, Brasil.

2010 - 2010

Segurança na Internet. (Carga horária: 35h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2009 - 2010

Leitura: O confronto dos imaginários. (Carga horária: 60h). , Instituto Veritas, IV, Brasil.

2009 - 2010

Formação de Tutores EAD. (Carga horária: 30h). , Cenedi, CND, Brasil.

2009 - 2010

Informática e Educação. (Carga horária: 60h). , Instituto Veritas, IV, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Técnicas de Estudo. (Carga horária: 35h). , Cursos virtuais, CVNET, Brasil.

2009 - 2009

Extensão universitária em Sociologia da Educação. (Carga horária: 40h). , Imazon, IMZ, Brasil.

2009 - 2009

Pensadores da Educação. (Carga horária: 180h). , Instituto Veritas, IV, Brasil.

2009 - 2009

Planejamento participativo: um caminho. (Carga horária: 260h). , ACAPED, ACAPED, Brasil.

2008 - 2008

Informática: Word e Excel. (Carga horária: 40h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2008 - 2008

Departamento Pessoal. (Carga horária: 40h). , Cursos 24 Horas, C24H, Brasil.

2008 - 2008

Auxiliar administrativo. (Carga horária: 16h). , CIEEPR, CIEE, Brasil.

2007 - 2007

BASIC I. (Carga horária: 32h). , CNA - Inglês, CNA, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Língua Portuguesa. (Carga horária: 60h). , Instituto de Filosofia São Boaventura, IFSB, Brasil.

2006 - 2006

Italiano. (Carga horária: 64h). , Instituto de Filosofia São Boaventura, IFSB, Brasil.

2004 - 2004

Língua Portuguesa. (Carga horária: 60h). , Postulantado Frei Galvão, PFR, Brasil.

2003 - 2003

Língua Portuguesa. (Carga horária: 60h). , Seminário São Francisco de Assis, SSFA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Latim

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Polonês

Compreende Pouco, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Ensino-Aprendizagem.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Fundamentos da Educação.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Fundamentos da Sociologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FELIPE, L. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. ; DACOL, M. . Café Filosófico - Filosofar e acender a Luz do Saber. 2016. (Outro).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. ; FOGACA, F. A. ; MOZZER, S. R. R. . Colóquio e memorial - 80 anos da Escola de Educação Básica Santa Teresinha - Acender a luz do saber. 2013. (Outro).

VELHO, JOEL CARVALHO ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . EMI- SOLON ROSA - I AMOSTRA DE PROJETOS DESENVOLVIDOS NO I SEMESTRE. 2012. (Exposição).

FERNADES ; VELOSO ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Meio Ambiente e lançamento do Projeto "De óleo no futuro" - EEB Frei Rogério. 2010. (Exposição).

DINIZ, Simony ; JACON, J. G. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . EEB Argeu Furtado Projetos de Leitura - Gestar e Ler e Expressar. 2009. (Exposição).

RENAUD, Everton ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . 8º Feira de Gestão. 2007. (Exposição).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Simpósio nacional de Teologia Uninter - Teologia no contexto das mpídias digitais. 2019. (Simpósio).

Educação, Gênero e Sexualidades. 2017. (Seminário).

I Semana Pedagógica Unc/Santa Teresinha. 2017. (Seminário).

"PENSO ONDE SOU": CONHECIMENTOS PERTINENTES PARA A EDUCAÇÃO NA AMÉRICA LATINA. 2016. (Congresso).

IV Colóquio de Ética e Filosofia Política da UFFS. 2016. (Congresso).

Congresso de Gênero e Religião. 2015. (Congresso).

I Colóquio Luso- Brasileiro de Educação - COLBEDUCA. A FILOSOFIA NO ENSINO MÉDIO: O QUE DIZEM OS ALUNOS?. 2015. (Congresso).

XII EDUCERE, III SIRSSE, V SIPD ? Cátedra UNESCO e IX ENAEH. FILOSOFIA E EDUCAÇÃO: UMA EXPERIÊNCIA DE APROXIMAÇÃO ENTRE WIFI LIVRE E ESCOLA. 2015. (Congresso).

XII EDUCERE, III SIRSSE, V SIPD ? Cátedra UNESCO e IX ENAEH. ENSINO DE FILOSOFIA ? AULA SOBRE AUFKLARUNG E A QUESTÃO DA MENORIDADE. 2015. (Congresso).

3° Seminário de Educação: Saberes para garantir o direito de aprender - busca por uma Educação formal e Integral.. 2014. (Seminário).

9° Congresso e Educação do Município de Lages. 2014. (Congresso).

Educação e Justiça Social. PROMOÇÃO SOCIAL: A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR - CONTEXTO ATUAL DE QUALIDADE, DE NECESSIDADE E DE OPÇÃO.. 2014. (Congresso).

Educação e Justiça Social. O ENSINO RELIGIOSO: UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SANTA TERESINHA PARTICULAR / CONFESSIONAL E ESTADUAL DESDE 1933.. 2014. (Congresso).

IV COLÓQUIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO: EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE E AÇÃO PEDAGÓGICA. 2014. (Congresso).

X ANPED SUL. 2014. (Congresso).

XVIII Mostra Científica - XVII Jornada de Pesquisa, Ensino e Extensão - III Intercâmbio de Extensão. 2014. (Exposição).

XXI Jornadas sobre la Enseanza de la Filosofía. Mito da Caverna: das Noções de Liberdade - libertar-se ou ser libertado?. 2014. (Congresso).

1 Seminário de Licenciaturas: Os Saberes Pedagógicos ? Um olhar sobre o processo de Ensino e aprendizagem. 2013. (Seminário).

8 Congresso de Educação em Lages - A Educação transpondo. 2013. (Congresso).

A Educação e novos saberes pedagógicos - Leonardo Boff. 2013. (Outra).

7 Congresso de Educação na Região Serrana de SC - Organizando o currículo numa perspectiva interdisciplinar". 2012. (Congresso).

I seminário sobre sustentabilidade. 2012. (Seminário).

Qual é tua Obra? Mário Sérgio Cortella. 2012. (Outra).

I Mostra Científica Da Região do Contestado - MOCISC - fase final.A CONTRIBUIÇÃO DA MAÇONARIA EM CURITIBANOS E REGIÃO DO CONTESTADO. 2011. (Oficina).

Desenvolvimento Sustentável- De Oleo no futuro - EEB Casimiro de Abreu. 2010. (Encontro).

I Encontro Regional de Educação do Contestado - Avaliação de Aprendizagem. 2010. (Congresso).

Lançamento do Programa - De óleo no futuro - Curitibanos, SC. 2010. (Encontro).

Palestra com Promotor Público - Direitos e deveres de um estudante. 2010. (Encontro).

Palestra - Dia do Combate à exploração Sexual. 2010. (Encontro).

Desfile 7 de Setembro."A leitura dos diferentes expressa a busca por um mundo melhor"- Filosofia, Sociologia e Ensino Religioso.. 2009. (Encontro).

XI Mostra de Arte - "A Arte é a assinatura da cidadania". 2009. (Outra).

Filosofia Clínica. 2008. (Encontro).

IV Congresso Internacional - O Pensamento de Duns Scotus. 2008. (Congresso).

Mercado de Trabalho - Profissões do Futuro. 2008. (Encontro).

O desafio das linguagens do século XXI para a aprendizagem na Escola com PEDRO DEMO. 2008. (Encontro).

Problemas de Linguagem. 2008. (Encontro).

A erradicação da hanseníase no Brasil. 2007. (Seminário).

A graça das Origens. 2007. (Seminário).

Colóquio de Filosofia: 80 anos de Ser e Tempo de Martin Heidegger. 2007. (Simpósio).

COLÓQUIO SOBRE FILOSOFIA E VIOLÊNCIA. 2007. (Seminário).

DESAFIOS PARA UMA VIVÊNCIA FRANCISCANA DO EVANGELHO. 2007. (Encontro).

Meio Ambiente, Ética e Franciscanismo. 2007. (Congresso).

V Congresso de Filosofia Contemporânea. 2007. (Congresso).

Vida e Obra de São Boaventura. 2007. (Seminário).

I Congresso Internacional de Franciscanismo. 2006. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: José Antunes de Souza

SOUZA POMIECINSKI, J.A.. A CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO DE FILOSOFIA PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL. 2014.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Carmen Lúcia Fornari Diez

DIEZ, C. L. F.; ROSA, G. A.; SANTOS, V.; CARMINATI, C. J.. Contribuição do ensino de filosofia para a educação integral. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Celso João Carminati

DIEZ, C. L. F.; SANTOS, V.;CARMINATI, C. J.; LOCKS, G. A.; CARON, L.. A CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO DE FILOSOFIA PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Celso João Carminati

CARMINATI, C. J.; LUCIA, C.; SANTOS, V.. A contribuição do ensino de filosofia numa perspectiva de educação integral. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Geraldo Antônio da Rosa

DIEZ, C. L. F.;ROSA, GERALDO; CARMINATI, C.. A CONTRIBUIÇÃO DO ENSINO DE FILOSOFIA PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Vanice dos Santos

DIEZ, C. L. F.;SANTOS, Vanice dos; CARMINATI, C. J.; ROSA, G. A.; CARON, L.; MACHADO, A. M. N.. A Contribuição do Ensino de Filosofia para a Educação Integral. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Vanice dos Santos

DIEZ, C. L. F.;SANTOS, Vanice dos; CARMINATI, C. J.; CARON, L.; ROSA, G. A.. A Contribuição do Ensino de Filosofia numa Perspectiva de Educação Integral. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Lurdes Caron

DIEZ, C. L. F.; SANTOS, V.; CARMINATI, C. J.;ROSA, G. A.CARON, Lurdes; MACHADO, A. M. N.. "A contribuição do ensino da Filosofia para a Educação Integral". 2016. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Lurdes Caron

DIEZ, C. L. F.; SANTOS, V.;CARON, Lurdes; CARMINATI, C. J.;ROSA, G. A.. A contribuição do Ensino da Filosofia numa perspectiva de Educação Integral. 2015.

Lurdes Caron

DIEZ, C. L. F.; SANTOS, V.; CARMINATI, C. J.;CARON, LurdesROSA, G. A.. " A Contribuição do Ensino de Filosofia numa Perspectiva de Educação Integral. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Raíssa Coellho Telles

O papel da mulher: uma leitura filosófica e sociológica; 2016; Iniciação Científica - Centro de Educação Santa Teresinha, Centro de Educação Santa Teresinha; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Letícia Cordeiro Fabris

Deus está vivo versus Deus está morto!; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Ensino Médio) - Centro de Educação Santa Teresinha; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Eduardo Mazzuco

Sobre o uso de Celular em sala de aula: uma experiência na EEB Urbano Salles; 2015; Orientação de outra natureza - EEB Urbano Salles; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Vanessa Guimarães

Filosofia para Crianças - Perspectiva de Ensino/Aprendizagem; ; 2012; Orientação de outra natureza; (Ensino Médio - Magistério) - EEB Santa Teresinha, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Antony Correa e Gisele Salvador

Decodificadores de alma: conhecendo o outro e a si mesmo; ; 2012; Orientação de outra natureza - EEB SOLON ROSA - ENSINO MÉDIO INTEGRAL; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Vanessa Guimarães

A CONTRIBUIÇÃO DA MAÇONARIA EM CURITIBANOS E REGIÃO DO CONTESTADO; 2011; Orientação de outra natureza; (Ensino Médio - Magistério) - EEB Santa Teresinha; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Kalyane Alves

A CONTRIBUIÇÃO DO CURSO DE MAGISTÉRIO EM CURITIBANOS E REGIÃO DO CONTESTADO; 2011; Orientação de outra natureza - EEB Santa Teresinha; Orientador: José Antunes de Souza Pomiecinski;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carmen Lúcia Fornari Diez

UMA ANÁLISE DO ENSINO DE FILOSOFIA NA REGIÃO SERRANA DE SANTA CATARINA PARA A PROPOSIÇÃO DE UM CENTRO DE FILOSOFIA NA UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE; 2016; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense,; Orientador: Carmen Lúcia Fornari Diez;

Daniele Cristine Nickel

Filosofia Clínica: um novo olhar terapêutico; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Filosofia) - FAE Centro Universitário; Orientador: Daniele Cristine Nickel;

Vanice dos Santos

A Contribuição do Ensino de Filosofia para a Educação Integral; 2014; Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Planalto Catarinense,; Coorientador: Vanice dos Santos;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SOUZA POMIECINSKI, J.A. . EEB Santa Teresinha - Há oito décadas, acendendo a luz do saber. Revista História Catarina , v. 9, p. 36-39, 2015.

  • SOUZA POMIECINSKI, J.A. . ESCUTAR PARA OUVIR: uma reflexão filosófica.. Revista História Catarina , v. VI, p. 70-72, 2012.

  • SOUZA POMIECINSKI, J.A. . FILOSOFIA CLÍNICA: UM NOVO OLHAR TERAPÊUTICO. Revista História Catarina , v. V, p. 75-82, 2011.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . 80 anos da Escola de Educação Básica Santa Teresinha - ACENDER A LUZ DO SABER.. 2014; Tema: Instituições. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Passeio filosófico - homem em busca de si e uma [das possíveis] resposta com a clínica filosófica. 2013; Tema: Filosofia. (Blog).

GUIMARAES, V. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . 70 estrofes de pura Maçonaria. 2012; Tema: Maçonaria/ História. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Sobre a importância de Ouvir. 2012; Tema: Filosofia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Num país democrático e classificatório. 2011; Tema: Filosofia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Ser! Não ?poder? fazer...outros fazem sem ser. 2011; Tema: Filosofia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . A perspectiva de um Professor ACT. 2011; Tema: Educação. (Site).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Sobre o Piso salarial dos Professores em SC. 2011; Tema: Educação. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Governo, SINTE e Professores - relações de poder. 2011; Tema: Filosofia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Confronto de Imaginários. 2010; Tema: Leitura. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . A Filosofia e a Sociologia no Ensino Médio. 2010; Tema: Filosofia e Sociologia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Tomás de Aquino - Filosofia. 2010; Tema: Filosofia Medieval. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Filosofia na Educação. 2010; Tema: Filosofia na Educação. (Blog).

KLEIN, D. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . A mulher pré-histórica. 2010; Tema: Sociologia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Homo Ludens. 2010; Tema: Lúdico. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . REFLEXÃO SOBRE A VIDA RELIGIOSA. 2009; Tema: Vida Religiosa. (Blog).

SILVA, R. P. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . ENSAIOS CÉTICOS. 2009; Tema: Filosofia. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . SOBRE A MORTE. 2009; Tema: Morte. (Blog).

BETIOL, C. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . A MORTE II. 2009; Tema: Morte. (Blog).

BETIOL, C. ; SOUZA POMIECINSKI, J.A. . SOBRE A ESCRITA E PONTUAÇÃO. 2009; Tema: Escrita. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . REFLEXÃO SOBRE A EDUCAÇÃO. 2009; Tema: Educação. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Il Cantico delle Creature - Francesco di Assisi. 2009; Tema: Canção. (Blog).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Ler e Expressar: A não omissão da observância. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Blog Ler e Expressar. 2009. (Editoração/Outra).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Formação de Jovens e Adultos em Doutrina e História da Igreja Católica. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA POMIECINSKI, J.A. . Vocação e Sacramentos. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2018

    Emílio ou Da Educação: uma leitura dialogada no Magistério, Descrição: A leitura da Obra Emílio de Rousseau, produzido pela Editora Bertrand Brasil em 1995 está sendo realizada em duas turmas de 4° ano de Magistério ? Formação técnica para Professores que atuarão em Educação Infantil e Séries Iniciais pela Escola Santa Teresinha que oferece tal formação a 53 anos na cidade de Curitibanos/SC. Ao todo são mais de 60 alunas que participam do projeto de leitura e aulas dialogadas no 1° bimestre do ano letivo de 2017 nas aulas de filosofia. A partir dos excertos suscitados por suas leituras e exposição dirigida pelo Professor nos encontros semanais de uma aula está se avançando e refletindo sobre a concepção de educação exposta por Jean Jacques Rousseau no século XVIII em confronto/comparação com a atualidade e as práticas escolares, já vislumbradas em seus estágios no 1° ano de formação de magistério, aqui denominado 3° ano.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador.

  • 2016 - 2016

    Magistério e uma leitura de Vigiar e Punir - a escola que estudamos e a escola que vivenciamos, Descrição: Essa pesquisa se realiza na Escola de Educação Básica Santa Teresinha, em Curitibanos/ SC. Esse curso de realiza desde o ano de 1946 na região do Contestado. Por muitos anos era a única formação que os Professores recebiam em suas carreiras. Em 1962 foi homologado oficialmente no Estado de Santa Catarina pelo decreto 1027 e publicado no diário oficial n 7001 do dia 01 de março de 1962. Ao abordarmos Vigiar e Punir com a turma 4.4 (formandas de Magistério, após 4 anos de formação média e técnica) invitamos refletir/discutir a atual compreensão de tal tema nas escolas em que atuam, a fim de que enxerguem traços da tradição da educação, seja ela religiosa, laica, disciplinar, de cunho autônomo/livre. Segundo Foucault (2001) o sujeito é sempre resultado de uma prática, isto é, o sujeito é sempre fabricado, portanto, a escola seria um dispositivo de com a missão de fabricar tipos determinados de indivíduos por meio de procedimentos disciplinares. sendo essas micropráticas do poder por meio de: diretores, professores, pais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador.

  • 2016 - 2016

    Deus não está morto x Deus está morto - pesquisa filosófica e debate., Descrição: O presente projeto tem a intenção de suscitar a partir da filosofia um debate sobre a questão da morte de Deus, discutida por filósofos, livres pensadores. Para tal pesquisamos, Deus é um ser sobrenatural? É onisciente, onipresente e onipotente? Existe apenas um, ou existem vários? Deus existe? Essas perguntas são muito discutidas na filosofia, onde alguns estudiosos tentam provar seus pontos de vista. Freud: "É uma ilusão e deriva sua força do fato de atender a desejos instintivos". Para ele a religião é uma ilusão dispensável que foi criada pelo homem, como mecanismo de defesa dos males e ameaças do mundo e para satisfazer suas necessidades de proteção; Hegel: Segundo a filosofia hegeliana a existência divina é incontestável. Para Hegel, Deus é origem, centro e futuro do homem e do mundo. Segundo ele, Deus está presente em todos os lugares, em todas as situações; Platão: Acreditava em um certo ?Deus?, conhecido por ele como Demiurgo. Para Platão, Demiurgo era aquele que havia criado tudo e havia dado início aos acontecimentos do mundo. Mas, diferente do Deus cristão, o Demiurgo não é uma divindade, é uma ?inteligência cósmica?, ou seja, uma compreensão da vida; Agostinho de Hipona: Acredita na predestinação, no conhecimento e ideias serem de origem divina, e o mais importante é a fé em Jesus e Deus. ?Crer para compreender?; Nietzsche: ?Deus está morto?. Ele não seria ateu, mas para ele não teria o porque de acreditar em uma coisa que está morta. Recusar Deus era se livrar de valores que nos são impostos. ?Existe apenas um mundo então viva da melhor forma?;Marx: ?O homem que cria a religião, não a religião que cria o homem (...) A religião é o ópio do povo? . De acordo com o filósofo, a religião não passa de uma ilusão criada pelo homem para fugir dos problemas. Descartes: ?Penso, logo existo? Descartes em seu livro, O Discurso do Método nos propõe que devemos por em dúvida tudo que possa parecer falso. No entanto, encontrou algo que não pode duvidar, a dúvida; Bertrand Russel:Foi um dos mais influentes matemáticos, filósofos e lógicos que viveram no século XX. Em vários momentos na sua vida, ele se considerou um liberal, um socialista e um pacifista. Ele não acreditava nos dogmas cristãos, pois achava que a falta de evidências e os argumentos não logicamente validos não poderiam comprovar a existência de Deus. Suas grandes questões foram sobre a origem de Deus e sobre os ensinamentos de Jesus Cristo; Tomás de Aquino: foi um frade da Ordem dos Pregadores italiano cujas obras tiveram enorme influência na teologia e na filosofia. Ele usa a razão e o mundo material para tentar provar a existência de algo ligado a fé. É uma fé mais raciocinada. Uma de suas principais preocupações era debater com os ?hereges? de sua época, que segundo ele usavam a razão para desmistificar a fé. Ele não foi muito bem compreendido na sua época pelo seu pensamento mais avançado. Tomás de Aquino juntou varias ideias de Aristóteles com a problemática de provar que Deus existe. Ele dizia que ?Deus existe e a prova não está no ?mundo superior?, mas sim ao nosso redor. Para tentar provar a existência de Deus, ele elabora 5 argumentos ou vias: 1° e 2° Via ? Argumento do movimento ? ?Sempre existe um ser que move a existência de outro ser?, mas se formos mapeando isso para traz, deve ter existido algum ser que gerou alguma mudança, mas ele mesmo não foi mudado, e no caso esse ser seria Deus . 3° Via ? Argumento cosmológico ? As coisas são como elas são, mas elas poderiam ser completamente diferentes; 4° Via ? Argumento dos graus existentes - os seres finitos realizam todos determinados graus de perfeição, mas nenhum é a perfeição absoluta; logo, há um ser sumamente perfeito, causa de todas as perfeições, que é Deus. 5° Via ? Argumento teológico ? Todas as coisas têm uma finalidade e um curso, e isso só pode ter sido definido pelo ser primordial,. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Gabriela Scur - Integrante / Letícia Fabris Cordeiro - Integrante / Gabriela Fabris Cordeiro - Integrante / Beatriz França - Integrante / Jacqueline Ribeiro - Integrante / Fernanda Portz - Integrante / Marcos Kantovisck - Integrante.

  • 2015 - 2017

    A FORMAÇÃO CIDADÃ FEMININA: DA COMPREENSÃO DE PLATÃO À DECLARAÇÃO DE DIREITOS DA MULHER E DA CIDADÃ EM OLYMPE DE GOUGES, Descrição: A formação educacional da mulher desde Platão vem expondo a vivência de cada povo, comunidade com maior ou menor abertura. Assim, se em Platão a mulher deveria ter a mesma oportunidade de receber a formação educacional, indo além da noção de gineceu, isto é, a educação para o cuidado com a família, a criação dos filhos, a preparação dos alimentos, o cuidado com as roupas etc. A formação feminina merece um olhar apurado sobre os estudos das políticas educacionais, políticas de cidadania, uma vez que embora tenha sido compreendida como um direito de todos, o processo foi tornando-se realidade lentamente. Entende-se aqui que ?é necessário, não apenas apresentar modos de ler a realidade, mas entender como foi construída, tanto em refletividade como em epistemologia,? (cf. ALMEIDA; TELLO, 2013, p. 14). A intenção desse trabalho é contrapor ? uma reflexão, àquilo de que a ciência, ou seja, a possibilidade de conhecimento se torne instrumento de apropriação cultural e espiritual nas mãos da classe dominante. Onde a mulher é vista como o ser subjugado, condenado a viver à sombra do homem na sociedade no que tange ao aprender e desenvolver em sociedade. A mulher no contexto histórico desde Platão vem sendo evidenciada como possuidora em igual patamar ao homem na relação de capacidade de desenvolvimento intelectual, social; porém, entre o entender e o fazer ou deixar ou até mesmo apoiar o acontecimento tem demonstrado que o tempo avançou e pouco de efetivo se fez. Em Platão a única diferença entre homem e mulher é que ela fazia o trabalho de parir e o homem o de procriar, no entanto, pela educação teriam as mesmas condições de cidadania. Com Olympe de Gouges (1748-1793) em 1791 através da Declaração de Direitos da Mulher e da Cidadã onde se firmava reivindicações de igualdade frente os homens em seus direitos e deveres cidadãos a mulher teve seu papel social evidenciado para o mundo, porém o silêncio tido como imposição de justiça, optou por decapitar aqueles que se levantaram contra a opressão, a desigualdade e, acabou por abafar tal clamor, indo, inclusive contra os próprios ideais da Revolução Francesa que fervia no contexto de Olympe e em seus ideais ? liberdade, igualdade e fraternidade para todos, essencialmente para as mulheres.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Raíssa Coelho Telles - Integrante / Bruna Carolina Salvador - Integrante.

  • 2015 - 2015

    SOBRE A PRESENÇA DO CELULAR NA ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA NA EEB URBANO SALLES, Descrição: Estar no ambiente escolar, pode ser sinônimo de estar cercado ou ao alcance de todas as formas possíveis e imagináveis de recursos para desenvolver o potencial acadêmico, próprio de cada fase. Esse artigo tem a intenção de descrever uma experiência realizada numa escola do interior de Santa Catarina, ensino médio e fundamental. A escola possui muros e cercas relativamente pequenos, o que facilitava a saída de alunos no horário escolar e a volta sem percepção. Convencionou-se em reunião com pais e professores liberar a wifi, sem senha, para manter o aluno nos horários de intervalo no pátio escolar, e deu certo, os alunos sentam nos bancos, no portão da escola e ficam ali, fazendo uso da Internet nos horários livres. Também essa produção traz uma experiência realizada na mesma escola com 23 alunos do ensino médio. Ficaram 2 dias sem as baterias de seus celulares e no final da atividade apresentaram relatório do que fizeram no período em que usariam o celular, bem como o número de mensagens que receberam ao ligar os aparelhos, números relevantes, demonstrando que a comunicação é constante na atualidade por meio das redes sociais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Eduardo Mazzuco - Integrante / Samuel Ribeiro - Integrante.

  • 2014 - 2016

    Conflitos sociais e forças morais: educação para convivência solidária, Descrição: Este projeto busca aportes na Filosofia e na Educação para tematizar a dimensão ética. Os estudos se debruçam sobre os conceitos de relações de poder, reconhecimento e respeito, sobretudo desenvolvidos por Axel Honneth. Frente aos conflitos do âmbito da moralidade, a partir dos observados, narrados e vivenciados nas instituições de ensino, buscar entendê-los com noções de sujeito herdadas da Modernidade não tem sido suficiente. Tal insuficiência aponta para a necessidade de defrontarmos os conflitos morais, mirando a intersubjetividade. Assim, dedicamo-nos a investigar aspectos sociais e morais que adentram os espaços educativos no intuito de contribuir para reflexões e encaminhamentos frente a desafios enfrentados na escola, com vistas à convivência solidária. É desenvolvido associado ao Núcleo de Estudos e Pesquisas Sobre o Ensino de Filosofia Regional Planalto Catarinense, do Programa de Pós-Graduação em Educação, Mestrado Acadêmico, da Universidade do Planalto Catarinense. Dado que os envolvidos nesta pesquisa estão inseridos em instituições de ensino, pretendemos trazer à tona elementos experienciados no cotidiano das escolas. Esta pesquisa tem como objetivo, ainda, despertar para as relações entre ética e processos formativos, tendo como motriz a questão: qual nossa tarefa no que se refere à formação ética na comunidade escolar? De outro modo, quais os fins da ação educacional?.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) . , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Integrante / Carmen Lúcia Fornari Diez - Integrante / Francinne de Oliveira Kerkhoff - Integrante / Vanice dos Santos - Coordenador.

  • 2014 - 2014

    MITO DA CAVERNA: DAS NOÇÕES DE LIBERDADE ? LIBERTAR-SE OU SER LIBERTADO?, Descrição: Este trabalho reflexivo e prático foi realizado no Colégio Estadual Casimiro de Abreu, da cidade de Curitibanos em Santa Catarina, com duas turmas de segundos anos no início do ano letivo de 2014 em nível de Ensino Médio a 2.4 e a 2.5. Tem a intenção de trazer à tona as possibilidades de se usar em sala de aula tal procedimento e levar o aluno a pensar sobre o agir ou conformar com o que aceita ou não onde está inserido. O mito da caverna vem expor a realidade vivida, na compreensão extraída dos próprios alunos, ainda em dias atuais, ou seja, a caverna de que Platão trata ainda se faz presente. Pelas vivências ensinadas ela impera nas sociedades hodiernas. Cada vez em que se aceita o que é determinado por certo ou errado, sem análise própria, sem dúvida, sem considerações, se aceita que as instituições sejam reprodutoras de algum modelo pré-determinado, que interesses privados ou de classes dominantes se impõe, está se permanecendo amarrado à caverna, vivendo e tendo por certo as representações refletidas na parede, e não as coisas elas mesmas que passam à porta da caverna. A ideia de libertar-se ou ser libertado vem discutir com o aluno as atitudes a serem tomadas frente ao proposto à sua vivência ? permanecer em estado de caverna ou sair? Se o pensante liberta-se, ele que vai a busca, pesquisa, escolhe o que nem sempre é o mais cômodo, ele vai à ponta do pêlo do coelho conforme a descrição de filósofo em O Mundo de Sofia. A noção de ser libertado vem daquilo que é ensinado a ser feito, logo, alguém ou alguma instituição oferece a oportunidade e o sujeito no ato de aceitar sai, aprende. Esta segunda noção vem da volta do primeiro prisioneiro que ao sair da caverna vislumbrou o real e, após as dificuldades de adaptação, de compreensão e aceitação de que o que conhecia não era tudo, não era a realidade sente-se interessado em retornar à caverna e ali, alertar os demais prisioneiros de um mundo com novas possibilidades, para além daquelas que até então conheciam. Uns podem aceitar, outros poderiam até acabar por matá-lo, pois o novo incomoda, desafia e nem sempre é aceito pelo ethos (costumes ou segurança). A noção de libertar-se dar-se-ia, então, no ato de aceitar o novo e inovar. Tanto ser o primeiro a sair como ser um dos que aceita sair a partir de um convite, daquele que conheceu a realidade, aqui, por exemplo, os pensadores, as academias do conhecimento, as teorias, as pesquisas e no sair também acrescentar, também construir e transmitir conhecimentos. A ideia de ser o libertador de si nas atividades foi a que imperou, uma vez que a partir das experiências dos alunos, entendeu-se, no que diz respeito à formação intelectual, escolar o cidadão só não evolui se não quiser, basta dedicar-se, interessar-se, fazer além do básico; nas palavras sobre o mito da caverna ? libertar-se. Aprovado para apresentação em: XXI Jornadas sobre la Enseanza de la Filosofía Coloquio Internacional, 2014 - Buenos Aires de 24 a 26 de Abril de 2014.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Carmen Lúcia Fornari Diez - Integrante.

  • 2014 - 2014

    O ENSINO RELIGIOSO: UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA SANTA TERESINHA ? PARTICULAR / CONFESSIONAL E ESTADUAL DESDE 1933., Descrição: O Ensino Religioso ao longo da história da educação brasileira teve sua presença no currículo nacional particularmente conturbada. Assim foi desde o acordo entre a Igreja e a Coroa Portuguesa no período colonial, onde o objetivo maior era catequizar. Também a educação pública usou da disciplina para manter o ideal de classe dominante através de seus interesses e valores. O estudo de caso para essa pesquisa se deu na Escola de Educação Básica Santa Teresinha, na cidade de Curitibanos/SC. Escola que no ano de 1932 iniciou como confessional católica, conduzida pelas irmãs Franciscanas da Sagrada Família e no ano de 1933 passou a, paralelamente, ser mantida pelo Estado de Santa Catarina, como a primeira Escola pública da cidade, sendo de grande importância para a região, parte do Contestado. A discussão em torno do Ensino Religioso e sua prática usou como instrumento uma entrevista com a professora Elisiane Abrahão, efetiva da disciplina há 13 anos na instituição. A problematização visou coletar informações sobre a metodologia de trabalho programada pela Escola, prevista no Planejamento Político Pedagógico, no Planejamento anual elaborado pela professora e nas práticas incentivadas pela própria característica da instituição, que nasceu e se manteve por 8 décadas conduzidas pelas Irmãs, mesmo sendo pública em convivência com a particular e declaradamente confessional. Assim, enunciou-se o questionamento: 1- A constante prática de ser chamado ? Professor de religião, qual a compreensão que tal frase evidencia a um profissional dessa área? 2- A instituição em algum momento incentivou a prática de cunho, mesmo que velado, proselitista? 3- A partir ?da implementação do Ensino Religioso com os pressupostos da Proposta Curricular do Estado de Santa Catarina e os dispositivos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional número 9394/96, de acordo com a nova redação do artigo 33 (Lei n. 9.475/97), que se fundamenta nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Ensino Religioso (PCNER), e da Lei Complementar n. 170/98- Sistema Estadual de Ensino? os pais apoiam a presença do aluno, uma vez que sua participação na aula é facultativa (Cf. art. I do Capítulo III - 1. O ensino religioso, de matrícula facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental.)? 4 ? Sendo ?previsto no art. 19, I, da Constituição Federal. Nada mais de interesse público do que a formação integral e o pleno desenvolvimento da pessoa humana?, qual a participação do aluno no processo de aprender e assumir os conhecimentos ali abordados? Palavras- chave: Ensino público; ensino privado; ensino religioso. aprovado para apresentação em Colóquio Internacional - Educação e Justiça Social - Curitiba/PR 06 a 9 de maio de 2014. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Francinne de Oliveira Kerkhoff - Integrante.

  • 2014 - 2014

    UMA ANÁLISE DO ENSINO DE FILOSOFIA NA REGIÃO SERRANA DE SANTA CATARINA PARA A PROPOSIÇÃO DE UM CENTRO DE FILOSOFIA NA UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE., Descrição: A intenção dessa pesquisa é dar base [pesquisa sobre o número de licenciados na região, pesquisa sobre o número de professores que lecionam a disciplina sem a formação] para a implementação do curso de Licenciatura em Filosofia na Universidade do Planalto Catarinense. O Planalto é desfavorecido de um centro de referência em Filosofia, pois atualmente apenas no oeste (Chapecó) e no litoral (Florianópolis) há a presença de centros de Filosofia, uma vez que os existentes são a distância e não evidenciam um centro de referência. A região necessita de oferta de formação filosófica de qualidade. A disciplina Filosofia está presente em praticamente todos os cursos acadêmicos. É obrigatória no currículo nacional de Ensino Médio brasileiro (Lei 11.684/08) o que evidencia demandas por formação de professores. Para tal se propõe levantamento de dados em relação ao número de licenciados em filosofia e a proporcionalidade ? vagas para os professores e números de atuantes em tal disciplina. Nas chamadas ACTs de início de ano nota-se que são as vagas que mais sobram por falta de profissionais habilitados, inclusive o concurso 2012 não obteve o número de vagas preenchido, ainda há muitos sem habilitação lecionando a disciplina. A pesquisa intenciona evidenciar oficialmente a deficiência já sentida pelas Gerências Regionais, pelos alunos em sala de aula, pela formação de caráter filosófico que não acontece. Tal pesquisa quer desvelar o quadro atual da área, buscando apoio para a formação de um centro, que teria por principal meta ? a formação de professores para atuar nas salas de aula, acompanhados de pesquisa e extensão, porém a docência como bandeira maior a ser levantada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Integrante / Carmen Lúcia Fornari Diez - Coordenador.

  • 2014 - 2014

    PROMOÇÃO SOCIAL: A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR - CONTEXTO ATUAL DE QUALIDADE, DE NECESSIDADE E DE OPÇÃO., Descrição: A Ead se faz presente no contexto atual de formação, hoje, mais do que nunca, com a globalização que aproxima diferentes e distantes lugares no mundo, através da possibilidade da relação virtual e não somente a física e presencial, transpõe limites e abre vários canais para que se busque informação e formação para um mercado de trabalho cada vez mais exigente, isto é, de um profissional que seja mais autônomo em sua oportunidade/necessidade de aprender. Este trabalho é fruto de uma investigação, no início do ano letivo de 2014, sobre o processo de formação profissional, na cidade de Curitibanos, com professores da rede municipal de ensino, licenciados pela Ead. Fez-se o uso de questionamentos ao formado sobre como avalia seu aprendizado para então destinar-se a ensinar. As questões usadas discorreram em sua essência: 1- atinge à formação humana, relacional e intelectual necessária? 2- Perpassando a fase de opção quando houver a possibilidade de formação, por que optar por Ead? 3- E a oferta de formação em Ead seria a saída para a formação docente em caráter de capacitação continuada, de formação emergencial onde há deficiência de Professores habilitados? 4- Professores formados na modalidade Ead se saem com que resultados frente aos formados presencialmente em seleções e concursos? 5- Assumem o hábito de pesquisa para a evolução e produção do conhecimento na área em que se habilitou pela Ead? 6- Nas relações em sala de aula, solicita apoio à equipe pedagógica ou direção com maior ou menor frequência que os formados presencialmente? Essas questões levaram a 'medir' a autonomia adquirida para gerenciar as relações em sala de aula e a posição que ocupam frente ao constante inovar, avaliar dos processos de ensinar e aprender. A formação pela educação a distância vem a aparar as desigualdades de oferta e de possibilidade de educação e de certa forma, é usada em programas de formação docentes pelas políticas públicas no Brasil, como exemplo o Plataforma Freire para as modalidades de: Primeira licenciatura ? para docentes em exercício na rede pública da educação básica que não tenham formação superior; Segunda Licenciatura - para os docentes que possuem formação em licenciatura, mas atuam em área distinta desta formação; e Formação pedagógica ? para docentes graduados e não licenciados que se encontram em exercício na rede pública da educação básica. Aprovado para apresentação em: Colóquio Internacional Educação e Justiça Social. Curitiba de 6 a 9 de maio de 2014.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Carmen Lúcia Fornari Diez - Integrante.

  • 2013 - 2013

    Floresta Digital, Descrição: TEMA - O Real Valor formador da Literatura Infantil ? Contos de Fadas PROBLEMA - Como reverter o atual valor dos contos de fadas, passados pela Literatura Infantil, nos tempos atuais, para um real valor formador de formação humana? - A Literatura é ato de relação do ?eu? com o outro e com o mundo. Sem dúvida nos dias atuais o ?eu? está em fase de transformação, porque vive entre uma ordem de valores herdados de uma tradição progressista e uma desordem envolta em um processo atual de superação e transformação. E é sobre essa fronteira de ordem versus desordem que se situa o papel formador dos contos de fada, o qual pode ser usado como orientação para os que desejam guiar crianças e jovens no caminho do conhecimento que os levem à realização do ?eu? como parte consciente e atuante de um todo. A importância deste projeto está em expor que contos de fadas longe de serem vistos como algo superado, irreal, selvagem ou mero entretenimento infantil, precisam ser redescobertos como fonte de conhecimento. Redescobertos como auxiliadores fecundos na formação da mente dos jovens, frutos da sociedade em transformação, que precisam ser preparados para atuar no amanhã, que esta sendo semeado no hoje. A redescoberta e retomada dos contos de fadas necessita ser com base na sua essência liga ao ?destino? (o nome ?fada? vem do termo latino ?fatum?, que significa ?destino?), que revela as condições humanas e não nega os problemas existenciais como fazem as histórias modernas destinadas a crianças e jovens, aqui incluindo as novas versões dos contos de fadas. Assim os contos de fadas necessitam ser retomados em seus textos originais, pois suas novas versões são simplificadas e tira-lhes todo o significado, toda sua essência educacional, transformando-lhes em uma diversão vazia. É indispensável redescobrir os contos de fada de forma que não percam seu êxito no enriquecimento da vida interior da criança e do jovem da sociedade atual, ajudando-os a lidar com questões cruciais e dando-lhes sugestões de forma simbólica para que cheguem de forma equilibrada à maturidade. E redescobrir os contos de fadas no ambiente escolar, de forma que não percam seu êxito de enriquecimento, é reverter seu atual valor pedágio para o valor que realmente lhe cabe, o de formação de consciência de mundo e de formação humana.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Sandra Regina R. Mozzer - Integrante.

  • 2013 - 2013

    A mente e o processo de entender a si e o outro, Descrição: A maior parte das pessoas, no momento em que descobrem suas dificuldades, creem na impossibilidade de ter uma vida normal, acabando por criarem receio daquilo que não devem temer. No entanto, com o tempo, acomodam-se àquelas situações que as tornam impotentes, sem darem-se conta de suas capacidades e potencialidades, ou de acabar com o problema e superá-lo. Ao ouvir-se pela primeira vez o termo ' Decodificação de mentes', imagina-se algo abstrato e extremamente trabalhoso, porém tal interpretação errônea e infeliz confirma a própria confusão da mente humana em achar que tudo aquilo que desconhece só vem a dar mais trabalho. Tal mensionado é o benefício por meio do pensar, do refletir, do agir e do sentir. É o ' abrir as portas' para a criticidade e a boa conduta, crente nas suas habilidades e consciente da consequência de cada atitude a ser tomada. É incrível ver em qualquer indivíduo elementos como autoconfiança e autoavaliação, fundamentais para sua evolução sob os diversos aspectos. Embora isto seja admirado e aformoseado aos olhares humanísticos, deve-se estar consciente da cumplicidade que houve-se para chegar a adquirir estes elementos, sendo o estímulo um dos componentes. Em uma realidade relativamente competitiva, as pessoas esquecem de si, destinando seu tempo apenas para analisarem o seu trabalho e bens materiais , deixando de se preocuparem com o que realmente importa. A falta de um simples auto-olhar interior faz com que o ser humano evite de refletir sobre seus atos e acabe criando situações meramente incabíveis em sua vida. As perguntas que norteiam são: Será um pouco mais de estímulo que fará o indivíduo passar por uma auto-análise e rever seus conceitos? E se for, como criar este estímulo sabendo da vida corriqueira que todo ser humano vive? Aí entra, a priori, o estímulo cognitivo. A Decodificação de Mentes consiste em extrair recursos diversificados de seis ciências que estudam o funcionamento, estímulos e estrutura do cérebro humano, utilizando os mesmos em trabalho ao desenvolvimento sensorio-cognitivo, estabelecendo de tal forma um novo jeito de pensar adequando-se à realidade. Por meio deste, o esforço se dá por parte do indivíduo que, segundo suas instâncias é observado, analisado cuidadosamente de acordo com o conjunto de seus comportamentos e reabilitado, podendo dentro de poucos meses utilizar suas peculiaridades como seu atributo e nao como obstáculo. Tal processo procura estudar, a priori, os severamente prejudicados, dando prevalência em um segundo momento aos "normais", para o estudo da autoanálise. Com isto, reforça-se o processo de integração escolar e o aumento da autoestima, estabelecendo melhores proporções de convivência e interesse por estudar, esforçando-se para a descoberta de seus limites e potencialidades. O aluno poderá sair mais preparado para o meio social, apresentando novos comportamentos decorrentes de seu esforço. A exemplo disto podemos mencionar a perda da timidez e a interação dentro da sala de aula. Tudo que é feito pela criança, dentro dos padrões psicológicos normais de sua etapa de desenvolvimento, é em prol da sua felicidade e bem-estar em sociedade, para que se torne um cidadão mais crítico e interessado em protestar a favor de seus ideais igualitários. É pensando na renovação do pensamento, que lança-se essa nova proposta de trabalho rodeada de muito estudo e aperfeiçoamento da alma, sendo esta pertencente a todo e qualquer ser humano. . , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Gisele Salvador - Integrante / Vanessa Freitas Guimarães - Integrante.

  • 2013 - 2013

    INSTITUIÇÕES ESCOLARES: A CONTRIBUIÇÃO DA ESCOLA SANTA TERESINHA PARA O DESENVOLVIMENTO DE CURITIBANOS (SC), Descrição: Atendendo ao chamado do Bispado de Lages, associado aos interesses dos franciscanos que atendiam a Paróquia de Curitibanos desde há muitos anos antes, em 1933 um pequeno grupo de freiras da Congregação das Irmãs da Sagrada Família desembarcou nesta cidade para atuar no então carente setor educacional. A incipiente escola confessional de instrução primária, que começara a funcionar como estabelecimento particular, já no ano seguinte teve a sua manutenção assumida pelo Estado, sendo transformada em Grupo Escolar Arcipreste Paiva. A partir daí, a escola ampliou a oferta para o nível secundário, criou o curso normal, e veio a ser uma das poucas em Santa Catarina que se manteve em funcionamento ininterrupta e permanentemente conveniada com o Estado, atravessando impune e ilesa todas as crises institucionais da história política catarinense, assim se revelando um fenômeno que merece ser levado em consideração. Em 80 anos, o ?Santa Teresinha? certificou e formou milhares de jovens curitibanenses, muitos dos quais se destacaram como importantes agentes públicos no Estado e outros tantos se revelaram notáveis empreendedores na iniciativa privada, contribuindo para o desenvolvimento social, cultural, político e econômico de Curitibanos e de outros municípios do Planalto Central Catarinense. Esta investigação corresponde a uma parte do trabalho em desenvolvimento desse 2002, de construção da História da Educação do Estado de Santa Catarina, a partir do estudo das instituições escolares mais tradicionais e proeminentes em funcionamento no decorrer do século XX, desde o tempo da República Velha à atualidade, distribuídas pelos municípios do interior do Estado, especificamente no Planalto, que compreende a Região Serrana anexada a Santa Catarina em 1820) e o Território Contestado (conquistado do Paraná em 1917), portanto, a partir da Serra ao Oeste, alcançando a fronteira com a Argentina, um chão que corresponde a 2/3 da área estadual. Curitibanos ainda não foi contemplado neste trabalho. Juntamente com Campos Novos, Curitibanos era, no início do século XX, o maior município do então Centro-Oeste Catarinense, uma área que, hoje subdividida, corresponde a 20 outros municípios dele desmembrados. PROJETO APROVADO JUNTO AO CNPQ - CHAMADA UNIVERSAL - EDITAL 14/2013. A execução está interrompida por problemas de saúde do orientador. Em 16/03/2014 o Professor Nilson Thomé faleceu, pesquisa cancelada com o apoio CNPq, porém continua como pesquisa de dissertação.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Integrante / Nilson Thomé - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Cooperação.

  • 2012 - 2013

    Filosofia para crianças: uma perspectiva de ensino/aprendizagem, Descrição: INTRODUÇÃO É normal fazermos perguntas porque desde pequenos nos rendemos às diversas curiosidades da vida e somos obrigados a questionar, sendo uma forma de conhecermos nao somente ao mundo, mas a nós mesmos e, para que a tarefa de responder a esse s questionamentos fosse mais fácil para quem está dentro da escola na função de educador, foi criado um sistema de filosofia para crianças. A Filosofia para crianças é uma prática que visa apresentar questões que demandam não só um esforço explicativo a respeito de aspectos relevantes da realidade, mas, também, um esforço de constituição de sentidos desta realidade e de si mesmos nela. Neste aspecto, intenta-se apresentar a filosofia para as crianças como uma máquina veloz e de ponta para a continuação do planeta. E na formação, a partir de ideias filosóficas ver a possibilidade de mais ainda despertar o pensamento nelas para que delas o mundo se mantenha, conserte e evolua. Indo além do cenário já instaurado o que é necessário fazer para questionar? O que é possível alterar no engessamento dos conceitos? Qual o público mais fértil a buscar? As pessoas ainda aceitam mudar? são questões norteadoras que certamente serão enfatizadas e respondidas conforme a realização do trabalho prático dentro das escolas públicas de Curitibanos, onde cada um, poderá encontrar dentro de si as respostas. MATERIAIS E MÉTODOS No terceiro bimestre do ano de 2012 em nossa cidade, já utilizamos uma organização não-governamental (ONG) como piloto na aplicação de nossa metodologia, a Associação de Voluntários Herdeiros do Futuro, uma entidade educacional sem fins lucrativos voltada para a educação e o bem-estar de crianças carentes, fundada em 2001, sendo uma das instituições premiadas e de grande reconhecimento pela UNICEF no Brasil. O aprofundamento sistemático do projeto deu-se por meio de estudos bibliográficos e aulas dialogadas, voltadas para uma formação pedagógica por meio dos conhecimentos adquiridos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Vanessa Freitas Guimarães - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2012 - 2012

    DECODIFICADORES DE ALMA: CONHECENDO O OUTRO E A SI MESMO, Descrição: ?Conhece-te a ti mesmo? e ?Amai uns aos outros assim como vos amei.? Frases muito usadas na tentativa de e a si mesmo. Assim, compreender o outro é tentar compreender o seu comportamento, e o agir de uma pessoa é determinado pelo que ela acredita ser somado as suas limitações físicas. Suas crenças dependem das experiências pela qual já passou e vivencia, pela forma como as processa/ estrutura.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Antony J. Correa - Integrante / Gisele Salvador - Integrante.

  • 2011 - 2012

    RELAÇÃO ENTRE O DESEMPENHO DOS ALUNOS DE ESCOLAS ESTADUAIS DAS REGIÕES SUDESTE E SUL, SEGUNDO A PROVA BRASIL E O CENSO ESCOLAR DE 2009: A FORMAÇÃO E A ATUAÇÃO DOS PROFESSORES, Descrição: Descrição: Este projeto se insere no campo da educação básica e formação de professores em suas relações com outros campos, uma vez que fica cada vez mais evidenciado serem complexas e múltiplas as razões do desempenho escolar e a relação desta com a formação/atuação do professor em sala de aula. Assim, por meio deste projeto, dimensionado para ser desenvolvido em duas regiões do país São Paulo e Santa Catarina, buscaremos levantar como nestas regiões se relacionam o desempenho das escolas públicas estaduais nas disciplinas Português e Matemática das 4as e 8as séries a formação/atuação dos docentes em sala de aula. Em São Paulo serão estudadas escolas básicas de dois municípios, Campinas e Presidente Prudente, e em Santa Catarina, dois municípios da Serra Catarinense, Lages e Curitibanos. Os dados que serão teorizados são os da Prova Brasil e o Censo Escolar ambos de 2009 que estão disponíveis nosite do INESP. Instituições participantes: Universidade Estadual de Campinas UNICAMP (proponente), Universidade do Planalto Catarinense UNIPLAC e Universidade do Oeste Paulista UNIOESTE... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Integrante / Fábio Augusto Fogaça - Coordenador / Sandra Menon - Integrante., Financiador(es): Universidade do Planalto Catarinense - Outra / Universidade Estadual de Campinas - Outra / Ministério da Educação - Outra.

  • 2011 - 2011

    A CONTRIBUIÇÃO DA MAÇONARIA EM CURITIBANOS E REGIÃO DO CONTESTADO, Descrição: Projeto classificado entre os cinco destaques da IV Feira da Ciência e do Conhecimento para etapa do MOCISC, da UnC - Universidade do Contestado de Curitibanos - SC. Tendo em vista a especulação que está envolta a temas ligados à Maçonaria, bem como a compreensão de que ela teve e tem forte influência em meios políticos em diversas questões da sociedade tal pesquisa vem querer evidenciar questões muito discutidas, mas talvez pouco aprofundadas. Assim, quer se saber: qual a intenção está naquele que se torna maçom? Qual o objeto principal de trabalho para a filosofia maçônica? Historicamente, quais fatos merecem maior destaque nas conquistas feitas a partir dos ideais maçônicos? Qual a contribuição da Maçonaria para com a região do Contestado? Assim, pretende-se tratar historiograficamente sobre a maçonaria desde a sua fundação em 1717 na França, fatos de destaque, a fim de retratar relatos sobre ?decisões?, ações decisivas iniciadas na maçonaria e depois para a história, Nomear e contar a história (permitida) das Lojas Maçônicas na região do Contestado a partir de documentos e entrevistas com maçons. Intenta-se também produzir material que contribua com o esclarecimento sobre ?mitos? e falas que deturpam a Sociedade Maçônica. E como norte da pesquisa a perspectiva de relatar a história de fatos ocorridos na cidade de Curitibanos a partir da Maçonaria. Entende-se de grande importância tal pesquisa, uma vez que se trata de uma sociedade atual e importante na sociedade, capaz de propiciar mudanças, avanços em todos os níveis e áreas de atuação desde a Educação, Saúde, política, logo é uma sociedade construtora de um mundo, pretensiosamente melhor. PROJETO NÃO SELECIONADO PARA PESQUISA, NO ENTANTO, AINDA EM FASE DE PESQUISA A FIM DE TORNÁ-LA LIVRO.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: José Antunes de Souza Pomiecinski - Coordenador / Vanessa Guimarães - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2015

Pesquisa Destaque da XII Feira do conhecimento - Curitibanos - Sobre o uso do celular em sala de aula, UNC - Universidade do Contestado.

2015

Destaque Regional de Santa Catarina - Iniciativa Educadores do Brasil 2015, MEC - Ministério de Educação e Cultura.

2014

Professor Homenageado e nome de Turma -, 3°s anos Ensino Médio EEB Santa Teresinha.

2012

Pesquisa Destaque - Filosofia para crianças - perspectiva de ensino/aprendizagem - II MOCISC 2012, 11° Gerência de Educação SC - Curitibanos.

2012

Pesquisa destaque - Decodificaroes de alma: conhecendo o outro e a si mesmo. II MOCISC 2012, 11° Gerência de Educação - SC Curitibanos.

2011

Menção Honrosa - Premiação pela pesquisa A CONTRIBUIÇÃO DO CURSO DE MAGISTÉRIO DA EEB SANTA TERESINHA EM CURITIBANOS E REGIÃO DO CONTESTADO com aluna Kalyane Alves, VIII Feira Regional de Matemática e Ciências.

2011

Pesquisa destaque - IV Feira da Ciência e do Conhecimento - A CONTRIBUIÇÃO DA MAÇONARIA EM CURITIBANOS E REGIÃO DO CONTESTADO - aluna Vanessa Guimarães, GERED 11.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • EEB Edmundo da Luz Pinto, Secretaria de Educação Estadual. , Carlos Gomes, Universitário, 89520000 - Curitibanos, SC - Brasil, Telefone: (49) 34123050

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - Atual

EEB Edmundo da Luz Pinto

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Assistente Educacional, Carga horária: 40

Outras informações:
ATO n 14 - de 09/01/2018. NOMEAR POR CONCURSO, nos termos do art. 14, da Lei Complementar n° 6.844, de 29 de julho de 1986, com base na homologação do resultado do concurso de ingresso Edital n° 2271/2017/SED.

2020 - Atual

Centro Universitário Leonardo da Vinci

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Tutor Externo, Carga horária: 10

Outras informações:
Tutor externo de turmas de Pedagogia. Orientação.

2018 - 2018

EEB Santa Teresinha

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3

Outras informações:
Filosofia da Educação

2017 - 2017

EEB Santa Teresinha

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor e Orientador, Carga horária: 6

Outras informações:
Formação de Professores - Curso de Magistério

2016 - 2016

EEB Santa Teresinha

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor/orientador, Carga horária: 32

Outras informações:
Professor de Filosofia da Educação Fund. Ensino de História Ensino Religioso Sociologia da Educação

2011 - 2015

EEB Santa Teresinha

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor ACT, Carga horária: 16

Outras informações:
Professor de Filosofia - Ensino Médio Professor de Filosofia da Educação - Magistério

2013 - 2014

EEB Santa Teresinha

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor/ orientador, Carga horária: 8

Outras informações:
Filosofia, Filosofia da Educação e História. Filosofia.

2012 - 2012

EEB Santa Teresinha

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 26

Outras informações:
Professor do curso de Magistério e Pesquisador no projeto: RELAÇÃO ENTRE O DESEMPENHO DOS ALUNOS DE ESCOLAS ESTADUAIS DAS REGIÕES SUDESTE E SUL, SEGUNDO A PROVA BRASIL E O CENSO ESCOLAR DE 2009: A FORMAÇÃO E A ATUAÇÃO DOS PROFESSORES. Projeto Filosofia para crianças: perspectiva de ensino e aprendizagem, classificado para desenvolvimento em 2013 com Bolsa CNPq para aluna Vanessa Guimarães com orientação do Professor José Antunes de Souza.

2011 - 2011

EEB Santa Teresinha

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de sala de Informática e Tecnologia, Carga horária: 40

Outras informações:
Responsável pela sala de informática e recursos tecnológicos.

2011 - 2011

EEB Santa Teresinha

Vínculo: EEB Santa Teresinha, Enquadramento Funcional: Professor ACT, Carga horária: 20

Atividades

  • 02/2016 - 12/2016

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Ensino Religioso

  • 02/2016 - 12/2016

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia da Educação, Metodologia do Ensino de História, Sociologia da Educação

  • 08/2011 - 12/2016

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia da Educação, Fund. Ensino de Filosofia

  • 01/2013 - 12/2015

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia, Filosofia da Educação, História

  • 02/2012 - 12/2012

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia da Educação, Fund. Metod. Ens. Filosofia, Psicologia da Educação

2016 - 2017

Centro de Educação Santa Teresinha

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Outras informações:
Professor de Filosofia de 6° a 9° anos do Ensino Fundamental/ Filosofia e Sociologia - Ensino Médio

Atividades

  • 02/2016

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia, Sociologia

  • 02/2016 - 12/2017

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

2017 - 2017

EEB Casimiro de Abreu

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 24

2014 - 2014

EEB Casimiro de Abreu

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Filosofia e Sociologia, Carga horária: 12

2011 - 2011

EEB Casimiro de Abreu

Vínculo: Professor ACT, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Outras informações:
Professor de FIlosofia para turmas de terceiro ano e Professor de História

2010 - 2010

EEB Casimiro de Abreu

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20

Outras informações:
Professor de Sociologia.

Atividades

  • 02/2010 - 12/2010

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Sociologia

2017 - 2017

EEB Altir Webber de Mello

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor e Orientador, Carga horária: 8

2016 - 2016

EEB Altir Webber de Mello

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor e Orientador, Carga horária: 8

Outras informações:
Professor de Ensino Médio

Atividades

  • 01/2017

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

  • 02/2016 - 12/2016

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

2013 - 2017

Universidade do Planalto Catarinense

Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Outras informações:
Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação da Serra Catarinense - HISTEDBR-SERRA CATARINENSE - Uniplac. Linhas de pesquisa em que atua História das Instituições Escolares no Planalto Catarinense. Historiografia e questões teórico-metodológicas da história da educação

2014 - 2016

Universidade do Planalto Catarinense

Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante de Mestrado em Educação, Carga horária: 8

Outras informações:
Aluno de Mestrado em Educação. Pesquisador do Grupo Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação da Serra Catarinense - HISTEDBR-SERRA CATARINENSE - UNIPLAC . Cadastrado como estudante no Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Ensino de Filosofia e Educação Filosófica - Regional Planalto Catarinense - UNIPLAC Linhas de pesquisa em que atua Educação Filosófica Ensino de Filosofia

Atividades

  • 10/2013

    Pesquisa e desenvolvimento , HISTEDBR, .,Linhas de pesquisa

2013 - 2015

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SC

Vínculo: Orientador de Curso, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 2

Outras informações:
Professor/orientador - área de Comunicação. 1 - Comunicação Situacional. Curso: Menor Aprendiz. 2- Promoção do Trabalho em Equipe. Curso: Técnico em Administração. de 10/2013 a 02/2014. 3- Promoção do Trabalho em Equipe: Curso Recepcionista de 02/2015 a 03/2015.

Atividades

  • 10/2013 - 04/2015

    Ensino, Curso técnico em Adminstração, Nível: Aperfeiçoamento,Disciplinas ministradas, Comunicação Situacional, Promoção do Trabalho em Equipe

  • 10/2013 - 04/2015

    Ensino, Curso Recepcionista, Nível: Aperfeiçoamento,Disciplinas ministradas, Promoção do Trabalho em Equipe

2017 - 2017

Centro de Educação de Jovens e Adultos

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor e Orientador, Carga horária: 10

2016 - 2016

Centro de Educação de Jovens e Adultos

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

Outras informações:
Professor de Filosofia

2015 - 2015

Centro de Educação de Jovens e Adultos

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

Outras informações:
Professor de Filosofia e Sociologia.

Atividades

  • 08/2016 - 12/2016

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

  • 08/2015 - 12/2015

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia, Sociologia

2006 - 2007

Instituto de Filosofia São Boaventura

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Cadastramento, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
COORDENADOR NA ORGANIZAÇÃO, FOTOCOPIADORA E CATALOGAÇÃO DO ACERVO DA BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE FILOSOFIA SÃO BOAVENTURA.

2015 - 2015

EEB Urbano Salles

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Filosofia, Carga horária: 20

Outras informações:
Professor de Filosofia do Ensino Médio Integral. Organizador e pesquisador de Projetos.

Atividades

  • 02/2015 - 12/2015

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

  • 02/2015 - 12/2015

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Ensino Religioso

2010 - 2010

EEB PROFESSOR ARGEU FURTADO

Vínculo: Contratado pela SED, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 22

Outras informações:
Professor de Filosofia e Sociologia.

2009 - 2009

EEB PROFESSOR ARGEU FURTADO

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Contratado pelo Estado - SC, Carga horária: 40

Outras informações:
Professor Regente da turma de 3 ano - Formandos, atuando nas atividades de elaboração e participação de trabalhos arrecadativos de fundos para viagem e formatura. Professor regente da turma de 2 ano 1, atuando principalmente na representação e formação humana. Camisa: "Actus non dicitur perfectus quando partim est factus et partim non" - (Não se considera o ato perfeito quando uma parte foi feita e outra não).

Atividades

  • 02/2010 - 12/2010

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

  • 02/2009 - 12/2009

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Filosofia

  • 02/2009 - 12/2009

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Sociologia

  • 02/2009 - 12/2009

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Ensino Religioso

  • 02/2009 - 12/2009

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Artes

2010 - 2010

EEB FREI ROGÉRIO

Vínculo: Contratado pela SED, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

Outras informações:
Professor de Filosofia e Sociologia

2009 - 2009

EEB FREI ROGÉRIO

Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Contratado pelo Estado - SC, Carga horária: 10

Outras informações:
Disciplinadas lecionadas: Filosofia Sociologia

Atividades

  • 02/2009 - 12/2010

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Sociologia, Filosofia

2011 - 2012

Escola de Educação Básica Sólon Rosa

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR, Carga horária: 30

Outras informações:
PROFESSOR DE FILOSOFIA, EMPREENDEDORISMO, ORIENTADOR DE PROJETO DE PESQUISA.

2011 - 2012

Escola de Educação Básica Sólon Rosa

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR, Carga horária: 30

Outras informações:
PROFESSOR DE FILOSOFIA, EMPREENDEDORISMO, ORIENTADOR DE PROJETO DE PESQUISA.

2013 - 2013

Núcleo Municipal Teresa Lemos Preto

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 16

Outras informações:
Professor de Ensino Religioso. Exoneração a pedido do servidor.

2003 - 2007

Província Imaculada Conceição do Brasil

Vínculo: Religioso Franciscano, Enquadramento Funcional: Religioso, Regime: Dedicação exclusiva.

2008 - 2009

Editora Vozes

Vínculo: Venda de Livros, Enquadramento Funcional: Vendedor de Livros, Carga horária: 44

Outras informações:
Atuava no atendimento aos clientes, bem como na informação sobre o acervo de livros que a Loja possui. A necessidade de informação sobre os Livros levava a um proveitoso empenho pela Leitura constante.

2004 - 2004

Fazenda da Esperança

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Acompanhamento psicológico e espiritual, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
ESTAGIÁRIO E AUXILIAR NA ÁREA DE DEPENDÊNCIA QUÍMICA COM ÊNFASE EM ACOMPANHAMENTOS PSICOLÓGICOS E TERAPIA OCUPACIONAL.

2007 - 2007

Hospital São Roque ? Hospital Dermatológico do Paraná

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Outras informações:
Atuava como estagiário, desenvolvendo atividades religiosas, assistencialista e psicológica para com os pacientes de hanseníase, bem como a comunidade hospitalar.

2007 - 2007

Convento Santo Antonio - Largo da Carioca

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Acompanhamento psciológico e espiritual, Carga horária: 44

Outras informações:
Atendimento ao público, organização e recebimento das doações.

2006 - 2006

Paróquia Bom Jesus dos Aflitos

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Acompanhamento psciológico e espiritual, Carga horária: 44

Outras informações:
Atendimento na secretaria, visita a famílias, encontros com grupos de jovens e adultos.

2006 - 2007

Paróquia Nossa Senhora da Anunciação

Vínculo: Religioso Franciscano, Enquadramento Funcional: Formação Humana, cristã, Carga horária: 8

Outras informações:
Visita, palestras, aulas formativas de cunho religioso, trabalho com grupos de jovens e adultos.

2007 - 2007

Paróquia São Pedro Apóstolo

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Cadastramento e Professor, Carga horária: 44

Outras informações:
Atendimento na Paróquia, visita as famílias, encontros com grupos de jovens e adultos e responsável pelo curso de formação sobre história da Igreja e princípios da Religião Católica.