Mônica Josiane Rodrigues de Jesus

Farmacêutica especializada na expressão e purificação de proteínas recombinantes para o desenvolvimento e diagnóstico de vacinas e registrada no conselho de classe (CRF-SP). Doutoranda pela Universidade de São Paulo (USP), com projeto focado no desenvolvimento de vacina contra o vírus ZIKA. Avaliaremos o uso de nanopartículas como sistema de liberação controlada das proteínas estruturais e não estruturais do ZIKV. Mestrado em Microbiologia Aplicada (ênfase em desenvolvimento de vacinas) pela USP. Neste trabalho desenvolveu-se um formulação vacinal a contra a toxina Shiga tipo 2 de EHEC utilizando nanovesículas lipídicas como um sistema de entrega da proteína recombinante rStx2B.

Informações coletadas do Lattes em 05/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Ciências (Biologia da Relação Patógeno-Hospedeiro)pgbmp@icb.usp.br

2017 - Atual

Universidade de São Paulo
Título: Avaliação de nanopartículas como sistema de entrega de antígenos em estratégias vacinais contra o vírus ZIKA,
Luís Carlos de Souza Ferreira. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: proteínas recombinantes; purificação de proteinas; Uso de animais de laboratório; Nanopartículas; Vesículas lipídicas; Vírus Zika. Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Desenvolvimento de Vacinas.

Mestrado em Ciências (Biologia da Relação Patógeno-Hospedeiro)pgbmp@icb.usp.br

2014 - 2016

Universidade de São Paulo
Título: Desenvolvimento de uma estratégia vacinal contra a toxina de Shiga de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC) baseada na proteína recombinante Stx2ΔAB incorporada a lipossomas,Ano de Obtenção: 2017
Luis Carlos de Souza Ferreira.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Desenvolvimento de Vacinas. Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Expressão de proteínas recombinantes.

Graduação em Farmácia e Bioquímica

2010 - 2014

Universidade Nove de Julho
Título: CLONAGEM DO GENE stx2A DE Escherichia coli ENTEROHEMORRÁGICA (EHEC)
Orientador: EVELYN OJOE / LUÍS CARLOS DE SOUZA FERREIRA
Bolsista do(a): MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DO BRASIL, PROUNI, Brasil.

Curso técnico/profissionalizante

2008 - 2010

SENAI Mario Amato - SBC/SP

Ensino Médio (2º grau)

1995 - 1997

Escola Estadual Zenaide Lopes de Oliveira Godoy

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2015 - 2015

Atualização no uso de animais de laboratório com qualidade. (Carga horária: 5h). , Instituto de Ciências Biomédicas - Parasitologia - USP, ICB/USP, Brasil.

2015 - 2015

água purificada no Laboratório e Filtração na Cultura Celular. (Carga horária: 2h). , Merck Millipore, MERCK, Brasil.

2012 - 2012

PCR em tempo real: O que é, para que serve e como analisar os resultados. (Carga horária: 4h). , Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP, ICB/USP, Brasil.

2011 - 2011

Curso de Treinamento no uso de animais de experimentação. (Carga horária: 8h). , Instituto de Ciências Biomédicas, ICB, Brasil.

2011 - 2011

Treinamento em Biossegurança. (Carga horária: 6h). , Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP, ICB/USP, Brasil.

2011 - 2011

Treinamento de operação do Equipamento AKTA avant 150. (Carga horária: 24h). , GE Healthcare Life Sciences, GE, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Desenvolvimento de Vacinas.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Biologia e Fisiologia dos Microorganismos/Especialidade: Bacteriologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Virologia.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia / Subárea: Biologia da relação patógeno-hospedeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XVIII Congresso Brasileiro de Virologia. Clonnig, Expression and Purification of recombinant antigens based on the Zika Virus non-structural protein (NS1). 2017. (Congresso).

XVIII Congresso Brasileiro de Virologia. Multillamelar Lipid Vesicles (MLVs) as a delivery system for Zika virus subunit vaccines.. 2017. (Congresso).

XVIII Congresso Brasileiro de Virologia. The post epidemic soroepidemiology study of mothers and newborns in Salvador by Elisa-NS1 (∆NS1) ZIKV-IgG specific antibody.. 2017. (Congresso).

XXI Simpósio Nacional de Bioprocessos - SINAFERM. Production of a recombinant protein of Zika vírus in E. coli under different conditions.. 2017. (Congresso).

8o. Encontro Paulistano sobre Escherichia coli patogênica.Desenvolvimento de estratégia vacinal contra a toxina de Shiga de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC) baseada na proteína recombinante rStx2B incorporada a lipossomas. 2016. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Wagner Quintilio

FERREIRA, L. C. S.;Quintilio, Wagner; AZZONI, A. R.; ROCHA, L. B.. Desenvolvimento de uma estratégia vacinal contra a toxina de Shiga de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC) baseada na proteína recombinante Stx2∆AB incorporada a lipossomas.. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia da Relação Patógeno -Hospedeiro) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

LUIS CARLOS DE SOUZA FERREIRA

Avaliação de nanopartículas como sistema de entrega de antígenos e estratégias vacinais contra o vírus Zika; Início: 2017; Tese (Doutorado em Biologia da Relação Patógeno-Hospedeiro) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

LUIS CARLOS DE SOUZA FERREIRA

Desenvolvimento de uma estratégia vacinal contra a toxina de shiga de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC) baseada na proteína recombinante Stx2?AB incorporada a lipossomas; 2014; Dissertação (Mestrado em Relação Patógeno Hospedeiro) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Luis Carlos de Souza Ferreira;

LUIS CARLOS DE SOUZA FERREIRA

Expressão e Purificação de uma forma atóxica recombinante da Toxina de Shiga (Stx2) de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC); 2014; Iniciação Científica - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Luis Carlos de Souza Ferreira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BARBOSA, CARLA M. ; DI PAOLA, NICHOLAS ; CUNHA, MARIELTON P. ; RODRIGUES-JESUS, MÔNICA J. ; ARAUJO, DANIELLE B. ; SILVEIRA, VANESSA B. ; LEAL, FABYANO B. ; MESQUITA, FLÁVIO S. ; BOTOSSO, VIVIANE F. ; ZANOTTO, PAOLO M.A. ; DURIGON, EDISON L. ; SILVA, MARCOS V. ; OLIVEIRA, DANIELLE B.L. . Yellow Fever Virus in Urine and Semen of Convalescent Patient, Brazil. EMERGING INFECTIOUS DISEASES , v. 24, p. 176-178, 2018.

  • AMORIM, JAIME H. ; DEL COGLIANO, MANUEL E. ; FERNANDEZ-BRANDO, ROMINA J. ; BILEN, MARCOS F. ; JESUS, MONICA R. ; LUIZ, WILSON B. ; PALERMO, MARINA S. ; FERREIRA, RITA C.C. ; SERVAT, ESTEBAN G. ; GHIRINGHELLI, PABLO D. ; FERREIRA, LUIS C.S ; BENTANCOR, LETICIA V. . Role of bacteriophages in STEC infections: new implications for the design of prophylactic and treatment approaches. F1000Research , v. 3, p. 74, 2014.

  • RODRIGUES-JESUS, M. J. ; FOTORAN, W. L. ; CARDOSO, R. M. ; ARAKI, K. ; WUNDERLICH, G. ; FERREIRA, LUÍS C. S. . Nano-multilamellar lipid vesicles (NMVs) enhance protective antibody responses against Shiga toxin (Stx2a) produced by enterohemorrhagic Escherichia coli strains (EHEC). BRAZILIAN JOURNAL OF MICROBIOLOGY , 2019.

  • BARBOSA, C. M. ; PAOLA, N.D. ; CUNHA, M. P. ; RODRIGUES-JESUS, M.J. ; ARAUJO, D. B. ; SILVEIRA, V. B. ; LEAL, F. B. ; MESQUITA, F. S. ; BOTOSSO, V. F. ; ZANOTTO, P. M.A. ; DURIGON, E. L. ; SILVA, M. V. ; OLIVEIRA, D. B. L. . Yellow fever virus detected from urine and semen in a convalescent patient, Brazil. EMERGING INFECTIOUS DISEASES , 2018.

  • OLIVEIRA, DANIELLE DURIGON, GIULIANA MENDES, ÉRICA LADNER, JASON ANDREATA-SANTOS, ROBERT ARAUJO, DANIELLE BOTOSSO, VIVIANE PAOLA, NICHOLAS NETO, DANIEL CUNHA, MARIELTON BRACONI, CARLA ALVES, RÚBENS JESUS, MONICA PEREIRA, LENNON MELO, STELLA MESQUITA, FLÁVIO SILVEIRA, VANESSA THOMAZELLI, LUCIANO FAVORETTO, SILVANA ALMONFREY, FRANCIANE ABDULKADER, REGINA GABRILI, JOEL TAMBOURGI, DENISE OLIVEIRA, SÉRGIO PRIETO, KARLA , et al. WILEY, MICHAEL FERREIRA, LUÍS SILVA, MARCOS PALACIOS, GUSTAVO ZANOTTO, PAOLO DURIGON, EDISON ; Persistence and Intra-Host Genetic Evolution of Zika Virus Infection in Symptomatic Adults: A Special View in the Male Reproductive System. Viruses-Basel , 2018.

  • RODRIGUES-JESUS, M.J. ; FOTORAN, W. L. ; FERREIRA, L. C. S. . Multillamelar Lipid Vesicles (MLVs) as a delivery system for Zika virus subunit vaccines. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PEREIRA, S. S. ; PEREIRA, L. R. ; RODRIGUES-JESUS, M.J. ; ALVES, R. P. S. ; ANDREATA-SANTOS, R. ; FERREIRA, L. C. S. . Clonnig, Expression and Purification of recombinant antigens based on the Zika Virus non-structural protein (NS1). 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • SOARES, C. P. ; COSTACURTO, B. S. ; RODRIGUES-JESUS, M.J. ; NERY-JUNIOR, N.R.R. ; COSTA, F. ; BOTOSSO, V. F. ; FERREIRA, L. C. S. ; OLIVEIRA, D. B. L. ; KO, A. I. ; DURIGON, E. L. . The post epidemic soroepidemiology study of mothers and newborns in Salvador by Elisa-NS1 (∆NS1) ZIKV-IgG specific antibody. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • KANO, A. ; PEREIRA, L. R. ; RODRIGUES-JESUS, M.J. ; PAZELLI, G. ; LEITE, L. C. C. ; FERREIRA, L. C. S. ; GONCALVES, V. M. . Production of a recombinant protein of Zika vírus in E. coli under different conditions.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • RODRIGUES-JESUS, M.J. ; FOTORAN, W. L. ; FERREIRA, L. C. S. . Desenvolvimento de estratégia vacinal contra a toxina de Shiga de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC) baseada na proteína recombinante rStx2B incorporada a lipossomas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

RODRIGUES-JESUS, M.J. ; FERREIRA, RITA C.C. . Real Lab Experience Day - Aula Prática de Eletroforese em Gel de Poliacrilamida. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - Atual

    Avaliação de nanopartículas como sistemas de entrega de antígenos em estratégias vacinais contra o vírus ZIKA, Descrição: A inexistência de tratamentos efetivos e vacinas disponíveis para a população contra o vírus ZIKA, demonstram o caráter emergencial de abordagens capazes de prevenir a ocorrência de infecções, principalmente em regiões endêmicas como o Brasil. Neste sentido, o presente trabalho tem como principal objetivo desenvolver e avaliar o potencial vacinal de formulações compostas por partículas nanoestruturadas, combinadas a antígenos recombinantes de ZIKV, com capacidade de desencadear respostas imunológicas que confiram proteção à infecção em condições experimentais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Mônica Josiane Rodrigues de Jesus - Integrante / Luis Carlos de Sousa Ferreira - Coordenador / Wesley Luzetti Fotoran - Integrante., Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.

  • 2014 - Atual

    Desenvolvimento de uma estratégia vacinal contra a toxina de shiga de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC) baseada na proteína recombinante Stx2ΔAB incorporada a lipossomas., Descrição: O presente projeto tem como objetivo desenvolver uma estratégia vacinal de caráter profilático contra a Síndrome Hemolítica Urêmica (SHU), a mais grave sequela associada à infecção por linhagens de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC). A doença está diretamente associada à produção da toxina Stx2, particularmente por linhagens de EHEC do sorotipo O157:H7. A proposta baseia-se em uma formulação composta por uma forma recombinante atóxica da Stx2, a Stx2ΔAB (previamente obtida pelo grupo e contendo a subunidade B acrescida de 31 aminoácidos da porção A2), incorporada a vesículas lipossomais. O trabalho prevê a avaliação das propriedades imunogênicas e potencial vacinal protetor de diferentes formulações testadas em modelo experimental. Para isto, a proteína purificada será incorporada a vesículas lipídicas multilamelares e administrada em camundongos após administração por via parenteral. A resposta humoral anti-Stx2ΔAB será monitorada por meio de ensaios de ELISA (IgG sérico anti-Stx2ΔAB, sub-classes de IgG). Também serão testados os efeitos neutralizantes dos anticorpos gerados frente à toxina nativa (citotoxicidade em células Vero e em camundongos) e imunidade protetora medida pela sobrevivência a desafio com a toxina e controle dos níveis séricos de ureia e creatinina. A pesquisa a ser feita representa relevante contribuição ao conhecimento científico na área e poderá abrir perspectivas para o controle vacinal da SHU.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Mônica Josiane Rodrigues de Jesus - Integrante / Luís Carlos de Souza Ferreira - Coordenador / PALERMO, MARINA S. - Integrante / FERREIRA, RITA C.C. - Integrante / BENTANCOR, LETICIA V. - Integrante / Robert Alvin Bernedo Navarro - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Expressão e Purificação de uma forma atóxica recombinante da Toxina de Shiga (Stx2) de Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC)., Descrição: A toxina Stx produzida por linhagens de E. coli enterohemorrágica (EHEC), em especial por linhagens do sorotipo O157:H7, é responsável pela principal sequela associada à infecção, a Síndrome Hemolítica Urêmica (SHU), com altos índices de mortalidade e morbidade. Não existem terapias ou tratamentos preventivos contra a SHU, mas diversas estratégias vacinais estão sendo pesquisadas para o controle da doença. No presente projeto, propomos lançar as bases para o desenvolvimento de uma vacina contra a SHU baseada em uma forma recombinante atóxica do variante 2 da Stx (Stx2m). O trabalho de iniciação científica consistirá no estabelecimento de um protocolo otimizado para a expressão e a purificação da Stx2m a partir de linhagens de E.coli BL21. A Stx2m será purificada por cromatografia de afinidade em resina contendo níquel e posteriormente tratada para a remoção da endotoxina residual. Espera-se, portanto, que ao final do projeto, seja possível dispor-se da Stx2m em condições para ser utilizada em ensaios de imunização e toxicidade in vitro e in vivo, o que contribuirá para os estudos de novas aplicações vacinais direcionadas ao controle da SHU.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Mônica Josiane Rodrigues de Jesus - Integrante / Luís Carlos de Souza Ferreira - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biomédicas. , Avenida Professor Lineu Prestes, 1374, Butantã, 05508000 - São Paulo, SP - Brasil, Telefone: (11) 30917356, Ramal: 7356

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - Atual

    Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    A busca por vacinas seguras capazes de conferir proteção à infecção pelo vírus zika (ZIKV) é uma prioridade mundial, devido a sua associação a manifestações graves como a Síndrome de Guillain-Barré e microcefalia. A inexistência de tratamentos efetivos e vacinas disponíveis para a população demonstram o caráter emergencial de abordagens capazes de prevenir a ocorrência de infecções, principalmente em regiões endêmicas como o Brasil. Neste sentido, o presente trabalho tem como principal objetivo desenvolver e avaliar o potencial vacinal de formulações compostas por partículas nanoestruturadas, combinadas a antígenos recombinantes do ZIKV, com capacidade de desencadear respostas imunológicas que confiram proteção à infecção em condições experimentais. A proposta baseia-se na utilização de partículas semelhantes a vírus, os VLPs, e lipossomas multilamelares (MLVs) combinadas a adjuvantes. As nanopartículas serão combinadas com antígenos recombinantes derivados do ZIKV, incluindo uma proteína estrutural (domínio III da glicoproteína do envelope viral) e uma proteína não estrutural (domínio C-terminal da proteína NS1). O trabalho consistirá na preparação das nanopartículas, combinação com adjuvantes (monofosforil lipídeo A com as MLVs e alúmen com as VLPs), e a administração a camundongos pela via intramuscular (i.m.). O efeito imunológico das vacinas sobre as respostas de anticorpos será monitorado em condições in vitro e in vivo, com ênfase na capacidade de neutralização viral, morbidade e mortalidade. O trabalho proposto tem características inéditas quanto ao aspecto acadêmico e trará contribuições importantes para o desenvolvimento de uma vacina segura e eficaz contra o ZIKV.

  • 2014 - 2017

    Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Infecções associadas a cepas da Escherichia coli enterohemorrágica (EHEC), podem causar manifestações clínicas como diarreia, colite hemorrágica e a Síndrome Hemolítica Urêmica (SHU), a complicação mais severa da infecção. A expressão de variantes naturais da toxina de Shiga (Stx) representa o principal fator associado à virulência de linhagens de STEC (Escherichia coli produtora de Shiga toxina) sendo a variante Stx2 a principal forma da toxina associada à SHU. Até o momento não se dispõe de uma vacina ou tratamentos efetivos para a SHU em humanos. Neste cenário, formas recombinantes atóxicas da toxina Stx2, representam uma alternativa para o desenvolvimento de vacinas para a prevenção da SHU. Assim, o presente trabalho teve por objetivo desenvolver uma vacina baseada em uma forma atóxica de Stx2 combinada à lipossomas, capaz de induzir a geração de respostas imunológicas humorais com capacidade neutralizante frente à Stx2. Para isso, um derivado atóxico de Stx2, contendo a subunidade B rStx2B, foi expresso em linhagens de E.coli BL21. O antígeno obtido foi incorporado a lipossomas multilamelares (MLVs), combinados ao lipídio A e administrados por via subcutânea a camundongos. Animais imunizados desenvolveram anticorpos sistêmicos específicos contra Stx2 capazes de neutralizar a toxina in vitro e conferir proteção parcial a animais desafiados com dose letal da toxina. Em conclusão, o trabalho confirmou o potencial vacinal do antígeno e validou a estratégia baseada na incorporação do antígeno às MLVs como estratégia de imunização.

    Atividades

    • 04/2011

      Pesquisa e desenvolvimento , Universidade de São Paulo, .,Linhas de pesquisa

  • 2013 - 2014

    Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de Iniciação Científica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    A toxina Stx produzida por linhagens de E. coli enterohemorrágica (EHEC), em especial por linhagens do sorotipo O157:H7, é responsável pela principal sequela associada à infecção, a Síndrome Hemolítica Urêmica (SHU), com altos índices de mortalidade e morbidade. Não existem terapias ou tratamentos preventivos contra a SHU, mas diversas estratégias vacinais estão sendo pesquisadas para o controle da doença. No presente projeto, propomos lançar as bases para o desenvolvimento de uma vacina contra a SHU baseada em uma forma recombinante atóxica do variante 2 da Stx (Stx2m). O trabalho de iniciação científica consistirá no estabelecimento de um protocolo otimizado para a expressão e a purificação da Stx2m a partir de linhagens de E.coli BL21. A Stx2m será purificada por cromatografia de afinidade em resina contendo níquel e posteriormente tratada para a remoção da endotoxina residual. Espera-se, portanto, que ao final do projeto, seja possível dispor-se da Stx2m em condições para ser utilizada em ensaios de imunização e toxicidade in vitro e in vivo, o que contribuirá para os estudos de novas aplicações vacinais direcionadas ao controle da SHU.

  • 2011 - 2013

    Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP

    Vínculo: Bolsista Treinamento técnico, Enquadramento Funcional: Técnico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    O principal objetivo do presente projeto é o desenvolvimento de vacinas de subunidades administradas por via de mucosas voltadas para o controle de infecções associadas a linhagens de ETEC, um dos principais agentes etiológicos da diarréia infantil e da diarréia dos viajantes. As formulações a serem testadas empregam a fimbria CFA/I purificada e a sua subunidade adesiva, a proteína CfaE. As vacinas a serem testadas serão acrescidas de um adjuvante de mucosa, um derivado atóxico da toxina termo-lábil (LT) também produzida por linhagens de ETEC. As formulações vacinas serão administradas em camundongos da linhagem DBA/2 pelas vias oral e nasal e a presença de anticorpos específicos será medida em amostras de soro e secreções (extratos fecais e leite). A eficácia protetora dos anticorpos gerados será determinada in vitro pela capacidade de neutralização das propriedades adesivas de linhagens de ETEC que expressem a fímbria CFA/I. O trabalho prevê ainda a utilização de um modelo animal, baseado em camundongos neonatos da linhagem DBA2, como correlato de proteção conferido pela vacina frente a linhagens de ETEC derivadas de hospedeiros humanos. Os resultados a serem obtidos devem contribuir para a definição de novas formulações vacinais acelulares contra diarréia associada a infecções com ETEC para uso clínico e/ou veterinário.

    Atividades

    • 04/2013 - 04/2014

      Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP, .,Linhas de pesquisa

    • 05/2011 - 03/2013

      Estágios , Instituto de Ciências Biomédicas - Microbiologia - USP, .,Estágio realizado, Treinamento técnico em expressão e purificação de proteínas recombinantes.