Leonardo Zandonadi Moura

Candidato a Doutorado em Engenharia Civil no Instituto Superior Técnico - Lisboa, Portugal. Professor Assistente no departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade de Brasília. Mestre em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos pelo Programa de Pós Graduação em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos -PTARH/UnB, da Universidade de Brasília. Vencedor do Prêmio Jovem Pesquisador da Associação Brasileira de Recursos Hídricos - ABRH, edição Robin Clarke (nov/2015). Atua nas áreas de Hidráulica, Hidrologia, Climatologia, Saneamento, Geoprocessamento, Regulação e Gestão Ambiental. Especialista em Geoprocessamento Ambiental pela Universidade de Brasília - UnB (2012). Graduado em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Espírito Santo - UFES (2011). Experiência profissional como Analista Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, com atuação em combate ao desmatamento, implantação do Cadastro Ambiental Rural - CAR e do Programa de Regularização Ambiental - PRA, instrumentos estabelecidos pela lei 12.651/2012 (que dispõe sobre a proteção da vegetação nativa).

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos

2014 - 2015

Universidade de Brasília, UnB
Título: Transporte Atmosférico de Umidade para a Bacia do Paraná: Análise da Climatologia, Sazonalidade e Variabilidade Interanual via Trajetórias de Massas de Ar,Ano de Obtenção: 2015
Carlos Henrique Ribeiro Lima.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Transporte de Umidade; Bacia do Paraná; Climatologia; Método Lagrangeano.Grande área: OutrosGrande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia / Especialidade: Climatologia. Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Hidráulica / Especialidade: Hidrologia. Setores de atividade: Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.

Especialização em Geoprocessamento Ambiental

2012 - 2012

Universidade de Brasília, UnB
Título: Avaliação da Acurácia Vertical de Modelos Digitais de Elevação (MDE) nas Bacias do Paranoá e São Bartolomeu - DF
Orientador: Edilson de Souza Bias

Graduação em Engenharia Ambiental

2006 - 2011

Universidade Federal do Espírito Santo
Título: Estudo da Hidrodinâmica e da Qualidade da Água no Estuário do Jucu e Região Costeira Adjacente
Orientador: Daniel Rigo

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2012 - 2012

Especificações Técnicas do Mapeamento e INDE. (Carga horária: 36h). , Diretoria de Serviço Geográfico - Exército, DSG, Brasil.

2010 - 2010

Fluidodinâmica Computacional (CFD). (Carga horária: 40h). , Chemtech Serviços de Engenharia e Software, CHEMTECH, Brasil.

2009 - 2009

AutoCAD. (Carga horária: 104h). , Data Point, DP, Brasil.

2007 - 2007

EMPRETEC - Seminário Para Empreendedores. (Carga horária: 80h). , Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Espírito Santo, SEBRAE/ES, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Engenharia Hidráulica.

Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Recursos Hídricos.

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geoprocessamento.

Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Gestão Ambiental.

Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Saneamento Básico.

Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Saneamento Ambiental.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

IUGG 2015 - 26th General Assembly of the International Union of Geodesy and Geophysics. Evaluation of monotonic trends for streamflow in austral Amazon, Brazil: a case study for the Xingu and Tapajós rivers.. 2015. (Congresso).

ICFM6 - 6th Conference on Flood Management. 2014. (Congresso).

24 CBESA - Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. 2007. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Carlos Henrique Ribeiro Lima

LIMA, C. H. R.; Reis Júnior, D. S.; GANDU, A. W.. Transporte Atmosférico de Umidade para a Bacia do Paraná: Análise da Climatologia, Sazonalidade e Variabilidade Interanual via Trajetórias de Massas de Ar. 2015. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos) - Universidade de Brasília.

Dirceu Silveira Reis Júnior

REIS, D. S. Jr; LIMA, C. H. R.; GANDU, A. W.. Transporte Atmosférico de Umidade para a Bacia do Paraná: Análise da Climatologia, Sazonalidade e Variabilidade Interanual via Trajetórias de Massas de Ar. 2015. Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos) - Universidade de Brasília.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Uilvim Ettore Gardin Franco

Avaliação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) na Região Metropolitana do DF como Base para Políticas Públicas; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade de Brasília; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Lucas Soares Fernandes

Concepção de Projeto de Combate a Incêndio por Hidrantes no Instituto Central de Ciências da Universidade de Brasília e Reservatórios do Campus Darcy Ribeiro; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de Brasília; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Rui de Sousa Oliveira

Estudo de Reservatórios e Redução de Perdas de Água na Universidade de Brasília - Campus Darcy Ribeiro; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade de Brasília; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Tadeu Mendonça de Novais Teixeira

Estudo Experimental e de Modelagem Matemática para Análise do Comportamento da Curva-Chave de um Trecho do Riacho Fundo (Distrito Federal); 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade de Brasília; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Gabriel Alcântara Puntel Ferreira

Sistema de alerta de enchentes e gestão de risco baseado em modelos hidráulicos e estatísticos; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Civil) - Universidade de Brasília; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Gabriel Vidal Carvalho Antero

Avaliação e desenvolvimento de métodos para hidrometria fluvial; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Ana Carla Netto da Silva

Advecção de umidade atmosférica para a bacia do São Francisco: relação com secas e cheias; 2018; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade de Brasília; Orientador: Leonardo Zandonadi Moura;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos Henrique Ribeiro Lima

Transporte Atmosférico de Umidade para a Bacia do Paraná: Análise da Climatologia, Sazonalidade e Variabilidade Interanual via Trajetórias de Massas de Ar; 2015; Dissertação (Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carlos Henrique Ribeiro Lima;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • ZANDONADI MOURA, LEONARDO ; LIMA, CARLOS HENRIQUE RIBEIRO . Analysis of atmospheric moisture transport to the Upper Paraná River basin. INTERNATIONAL JOURNAL OF CLIMATOLOGY , v. 38, p. 5153-5167, 2018.

  • SANTOS, MARCUS SUASSUNA ; MEDIERO, LUIS ; LIMA, CARLOS HENRIQUE RIBEIRO ; MOURA, LEONARDO ZANDONADI . Links between different classes of storm tracks and the flood trends in Spain. JOURNAL OF HYDROLOGY , v. 567, p. 71-85, 2018.

  • PAVANI, I. D. ; CICERELLI, R. E. ; ALMEIDA, T. ; MOURA, L. Z. ; CONTRERAS, F. . Allocation of sanitary landfill in consortium: strategy for the Brazilian municipalities in the State of Amazonas. ENVIRONMENTAL MONITORING AND ASSESSMENT , v. 191, p. 39, 2018.

  • VILELA, WESLEY DE ANDRADE ; CICERELLI, REJANE ENNES ; ALMEIDA, TATI DE ; SOARES NETO, GERVÁSIO BARBOSA ; MOURA, LEONARDO ZANDONADI . DETERMINATION OF POTENTIAL AREAS FOR RESETTLEMENT OF FAMILIES AFFECTED BY THE SÃO FRANCISCO RIVER INTEGRATION PROJECT USING GEOTECHNOLOGIES. Boletim de Ciências Geodésicas , v. 23, p. 338-351, 2017.

  • MOURA, L. Z. . Evaluation of monotonic trends for streamflow in austral Amazon, Brazil: a case study for the Xingu and Tapajós rivers. Proceedings of the International Association of Hydrological Sciences , v. 371, p. 125-130, 2015.

  • MOURA, L. Z. ; BIAS, Edilson de Souza ; BRITES, R. S. . Avaliação da Acurácia Vertical de Modelos Digitais de Elevação (MDE) nas Bacias do Paranoá e São Bartolomeu - DF. RBC. REVISTA BRASILEIRA DE CARTOGRAFIA (ONLINE) , v. 66, p. 1-14, 2014.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Monitoramento de recursos hídricos superficiais (MORHIS), Descrição: Rede cooperativa constituída no âmbito da Chamada Pública MCTI/ FINEP CT-HIDRO 01/2013, formada pela UFG, UnB, UFMS e UNIFAL (coordenador do subprojeto UnB) Objetivo: Aprimorar as metodologias de monitoramento da quantidade (vazões e descargas sólidas) e qualidade de água em rios e reservatórios empregando técnicas mais precisas e de menor custo, em especial modelagem computacional, sensoriarnento remoto e medidas indiretas de parâmetros de qualidade da água, com vistas a melhorar a eficiência e a precisão das informações disponibilizadas pelos órgãos do sistema de gestão de recursos hídricos. Para tanto, serão estudadas 4 diferentes bacias e subprojetos, localizadas em 3 diferentes biomas brasileiros: Subprojeto1 (UFG) - Bacia do rio Meia Ponte (GO, localizada no Cerrado brasileiro, onde vivem 50% da população do estado de Goiás, com mais de 2.5 milhões de habitantes; Subprojeto 2 (UnB) - Bacia do rio Descoberto e do lago Paranoá (DF/GO), localizadas no Cerrado brasileiro e atualmente responsáveis pelo abastecimento da capital federal e de diversas cidades satélites do DF; Subprojeto 3 (UFMS) - Bacia do rio Taquari (MS), situada no Pantanal brasileiro e um importante ponto de monitoramento desse bioma; Subprojeto 4 (UNIFAL - Bacia do ribeirão das Antas, localizada no Sul do Estado de Minas Gerais, apresentando uma topoqrafia montanhosa onde se encontra uma cascata de reservatórios com usos múltiplos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Zandonadi Moura - Coordenador / Sérgio Koide - Integrante / Cristina Celia Silveira Brandão - Integrante / Lenora Nunes Ludolf Gomes - Integrante / Ricardo Tezini Minoti - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Modelagem de mananciais metropolitanos estratégicos como insumo para a Gestão de Água e território face a mudanças climáticas, Descrição: Este projeto de pesquisa interessa-se pelo desenvolvimento de instrumentos de modelagem e gestão integrada de recursos naturais, com foco em recursos hídricos, solo, cobertura vegetal e biodiversidade em regiões metropolitanas. Os casos de estudo são bacias hidrográficas localizadas em regiões metropolitanas, dotadas de reservatórios que se constituem em mananciais estratégicos para o abastecimento de água de grandes cidades (Belo Horizonte e Brasília DF) e uma megacidade (São Paulo). Essas bacias e seus corpos receptores são submetidos a pressões antrópicas variadas que decorrem da complexidade social e da dinâmica de atividades econômicas que caracterizam grandes conurbações, institucionalizadas como regiões metropolitanas. As mudanças climáticas, associadas às mudanças de uso de solo e seus impactos sobre os recursos naturais, são fatores agravantes. A recuperação ambiental das bacias que são mananciais estratégicos para o abastecimento de água é considerada como uma estratégia capaz de aumentar a resiliência desses mananciais às mudanças do clima. Por outro lado, muitas das atividades econômicas praticadas nessas bacias são igualmente relevantes para a economia local e regional. Construir e simular cenários futuros de uso e ocupação do solo segundo um enfoque do tipo business as usual ou segundo estratégias de conservação de solo e de água, tendo em conta os impactos potenciais de mudança climática, é uma forma de, por um lado, tornar claras as ameaças à segurança hídrica em regiões metropolitanas, bem como de avaliar os benefícios de políticas conservacionistas. Segundo uma perspectiva de modelagem hidrológica, questões de pesquisa tais como a representação de práticas de conservação de solo, de mudanças em manejo de fertilizantes e pesticidas e de técnicas de irrigação, de emprego de técnicas compensatórias de drenagem pluvial em áreas urbanas, em bacias com grande diversidade de usos do solo e com áreas superiores a 100 km2, para dar uma referência quantitativa, são temas relevantes e com potencial para inovação. Aqui, as questões estão relacionadas às escalas territorial e temporal da representação, bem como à modelagem de comportamento e de desempenho dessas técnicas. Um outro aspecto relevante é a integração entre modelos, notadamente entre modelos meteorológicos de circulação global e modelos hidrológicos e entre modelos hidrológicos e modelos hidrodinâmicos e ecológicos de lagos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Zandonadi Moura - Coordenador / Sérgio Koide - Integrante / Lenora Nunes Ludolf Gomes - Integrante / Ricardo Tezini Minoti - Integrante / Oscar de Moraes Cordeiro Netto - Integrante.

  • 2016 - Atual

    IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM EXTREMOS HIDROLÓGICOS (SECAS E CHEIAS), Descrição: As mudanças climáticas tem nos impactos dos recursos hídricos uma de suas dimensões mais relevantes. Os impactos das mudanças climáticas nos extremos hidrológicos (secas e cheias) pode impor aumento significativo da vulnerabilidade das populações humanas e do desenvolvimento social. Avaliar os riscos de aumento de frequência destes eventos e as severidades do mesmos é passo inicial e necessário para a proposição de estratégias de adaptação que possibilitem maior resiliência da sociedade a variabilidade e mudança climática. Este projeto tem por objetivo geral analisar os impactos da mudança climáticas em extremos hidrológicos (secas e cheias) e propor estratégias de gestão adaptativa dos recursos hídricos com vistas o planejamento dos recursos hídricos e a preparação da sociedade a frente a esses eventos. O objetivo geral é desdobrado em nove objetivos específicos: (i) Regionalizar modelos globais; (ii) Identificar como as mudanças clima impactam a Energia Natural Afluente (ENA) do Sistema Interligado nacional (SIN); (iii) Desenvolver mecanismos de gestão de risco climático na alocação de água; (iv) Detecção e modelagem de mudanças em extremos de precipitação no clima presente; (v) Projeção de mudanças futuras nos padrões de precipitações extremas com base em modelos climáticos regionais; (vi) Detecção e modelagem de mudanças de vazões de cheias no clima presente; (vii) Projeção de mudanças futuras nos padrões de vazões de cheias; (viii) Elaboração de um plano operacional de seca como instrumento de adaptação ao clima; (ix) Impactos da mudança do clima na dinâmica espacial dos usos da terra. Para a consecução destes objetivos um grupo de Universidades Brasileiras (UFC, UFCG e UNB) fez parceria com sete universidades de três países (Estados Unidos, Alemanha e Holanda). Esta parceria visa apoiar o desenvolvimento dos trabalhos de formação de recursos humanos e nas pesquisas desenvolvidas no âmbito deste projeto. Os resultados deste projeto possibilitaram ao sistema de recursos hídricos brasileiro se apropriar de metodologias robustas para a avaliação de risco e estratégias de gestão adaptativa dos recursos hídricos. A forte ligação destas universidades brasileiras com alguns dos principais pesquisadores no tema fora do Brasil possibilitará aprofundamento da internacionalização das pós-graduações, assim como, possibilitaram um desenvolvimento de metodologias no estado da arte mundial.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Zandonadi Moura - Integrante / Dirceu Silveira Reis Jr - Coordenador / Carlos Henrique Ribeiro Lima - Integrante.

  • 2007 - 2008

    Desenvolvimento de Um Sistema de Gerenciamento de Fezes Humanas para as Práticas do Saneamento Ecológico, Descrição: Investigação do processo de decomposição das fezes humanas. Pesquisa de sanitários segregadroes das excretas. Pesquisa de processos de desinfecção e estabilização das fezes, e proposição de um sistema para seu gerenciamento. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Leonardo Zandonadi Moura - Integrante / Thais Cardinali Rebouças - Coordenador / Ricardo Franci Gonçalves - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade de Brasília, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental. , Universidade de Brasília (UnB), Faculdade de Tecnologia (FT), Departamento de Engenharia Civil e Ambiental (ENC), Asa Norte, 70910900 - Brasília, DF - Brasil, Telefone: (61) 31071076

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2010 - 2011

GANEM ENGENHARIA LTDA.

Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Bolsa de Estágio, Carga horária: 20

Outras informações:
Levantamento de dados; cadastro de sistema de distribuição de água e coleta de esgoto sanitário; entrada de dados em softwares de simulação de sistemas de água (EPANET) e esgoto sanitário (SWMM); elaboração de desenhos de projetos civis e hidráulicos (AutoCAD).

2012 - 2016

Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Analista Ambiental - MMA, Carga horária: 40

Outras informações:
Analista Ambiental Licenciado do Ministério do Meio Ambiente lotado no DRS ? Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável da SEDR ? Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável: CAR ? Cadastro Ambiental Rural - desenvolvimento de sistemas, elaboração de normativos; PRA - Programa de Regularização Ambiental; Projeto CAR no Cerrado ? FIP ? Programa de investimento em Florestas, Banco Mundial.

2011 - 2011

Agência Reguladora de Saneamento Básico e Infraestrutura Viária do Espírito

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Especialista em Regulação - ARSI, Carga horária: 40

Outras informações:
Especialista em Regulação e Fiscalização de Saneamento Básico na Agência Reguladora de Saneamento Básico e Infraestrutura Viária do Espírito Santo - ARSI: formulação e avaliação de planos, programas e projetos relativos às atividades de regulação; elaboração de normas técnicas e regulamentos para o mercado que disciplinem a prestação dos serviços públicos; planejamento e coordenação de ações de fiscalização de alta complexidade.

2009 - 2009

Universidade Federal do Espírito Santo

Vínculo: Monitor de Hidráulica, Enquadramento Funcional: Bolsa de Monitoria, Carga horária: 20

Outras informações:
Monitoria da disciplina hidráulica. Apoio no ensino dos tópicos: escoamento em condutos forçados e livres, hidrometria, projeto de elevatórias, adutoras, reservatórios e redes de distribuição de água. Auxílio em experimentos.

2007 - 2008

Universidade Federal do Espírito Santo

Vínculo: Bolsista PROSAB 5 - CNPq, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Bolsista do PROSAB 5, na temática de Racionalização do Uso da Água. Àrea de águas negras e gerenciamento (tratamento, sistemas de saneamento ecológico, reciclagem de nutrientes) de excretas humanas.

2007 - 2007

Universidade Federal do Espírito Santo

Vínculo: Estagiário Voluntário, Enquadramento Funcional: Apoio em Análises de Laboratório, Carga horária: 16

Outras informações:
Trabalho como estagiário voluntário no Núcleo de Bioengenharia Aplicada ao Saneamento - Núcleo Água, nas linhas de pesquisa em águas cinzas e amarelas, prestando auxílio em análises microbiológicas e físico-químicas.

Atividades

  • 10/2007 - 11/2008

    Pesquisa e desenvolvimento , Centro Tecnológico, Departamento de Engenharia Ambiental - Núcleo Água.,Linhas de pesquisa

2016 - Atual

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2016 - 2016

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 20

2015 - 2015

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado

Atividades

  • 03/2016

    Ensino, Engenharia Ambiental, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Climatologia Aplicada, Hidráulica - Experimental, Hidráulica - Teoria, Transferência de Energia e Massa

  • 03/2016

    Ensino, Engenharia Civil, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Transferência de Energia e Massa, Hidráulica - Teoria, Hidráulica - Experimental

  • 03/2014

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, .,Linhas de pesquisa