Erica Romão Pereira

Graduada em Biomedicina pela Universidade Estadual de Londrina (2014-2017). Atuou como bolsista de Iniciação Científica no Laboratório de Genética Molecular e Imunologia sob orientação da Profª. Drª. Karen Brajão de Oliveira, atuou principalmente nos seguintes temas: Imunologia do Câncer, Polimorfismos de Quimiocinas e Citocinas, Câncer Cervical e HPV. Cursou Especialização em Genética Aplicada (2018-2019) e Mestrado em Genética e Biologia Molecular na mesma instituição (2019-2021), sob orientação da Profª Drª Roberta Losi Guembarovski, no Laboratório de Mutagênese e Oncogenética, atuando principalmente nos seguintes temas: Oncogenética, Marcadores Moleculares, Imunohistoquímica e Câncer de Próstata. Atualmente é Doutoranda no mesmo Laboratório, sob orientação da Profª Drª Ilce Mara de Syllos Cólus, atuando principalmente nos seguintes temas: Mutagênese e Antimutagênese, Epigenetica, Genética do Câncer e Marcadores Moleculares.

Informações coletadas do Lattes em 01/05/2022

Acadêmico

Formação acadêmica

Mestrado em Genética e Biologia Molecular

2019 - 2021

Universidade Estadual de Londrina
Título: ANÁLISE DA IMUNOMARCAÇÃO DE PROTEÍNAS DA VIA PI3K/AKT/MTOR DE SOBREVIVÊNCIA CELULAR E DAS PROTEÍNAS TRPM8 E NKX3.1 EM AMOSTRAS TUMORAIS DE PRÓSTATA METASTÁTICAS E NÃO METASTÁTICAS,Ano de Obtenção: 2021
Roberta Losi Guembarovski.Coorientador: Ilce Mara Syllos Cólus. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Especialização em Especialização em Genética Aplicada

2018 - 2019

Universidade Estadual de Londrina
Título: CÂNCER DE PRÓSTATA E A SUA ASSOCIAÇÃO COM A EPIGENÉTICA DE microRNAs
Orientador: Roberta Losi Guembarovski

Graduação em Biomedicina

2014 - 2017

Universidade Estadual de Londrina
Título: INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO c.-1638G>A (rs1800468) DO GENE TGFB1 NA INFECÇÃO PELO HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS
Orientador: Karen Brajão de Oliveira
Bolsista do(a): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, FAADCT/PR, Brasil.

Formação complementar

2020 - 2020

Paraná Fala Idiomas - Inglês Acadêmico: Escrita II - Genética. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2018 - 2018

XI Curso de Inverno em Imunologia. (Carga horária: 60h). , Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, FMRP, Brasil.

2017 - 2017

Editing and production of photographic images for scientific publishing. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

Introduction to Mendeley. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

Monitoria Acadêmica em Imunologia Básica. (Carga horária: 60h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

Monitoria acadêmica em Biologia Celular e Molecular. (Carga horária: 50h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2017 - 2017

Imunologia Molecular e Celular. (Carga horária: 16h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

Bioinformática: Busca e aplicações de miRNAs durante o Evento. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

I Curso Básico de Mendeley. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

Enzimas: Obtenção e imobilização. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

Polimorfismos genéticos nas doenças humanas. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2016 - 2016

Epigenética: muito além da sequência do DNA. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2015 - 2016

Extensão universitária em O PREPARO DO PACIENTE, A COLETA, O ARMAZENAMENTO, A CONSERVAÇÃO E O TRANSP. (Carga horária: 98h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2015 - 2015

Neuroimunologia. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2015 - 2015

Isolamento e Cultivo Celular. (Carga horária: 4h). , Universidade de Marília, UNIMAR, Brasil.

2015 - 2015

Citometria. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2015 - 2015

Plataforma Ensight. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2015 - 2015

Imunoestresse. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Análise do polimorfismo do receptor de quimiocina CCR5 e infecção pelo HIV. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Análise do polimorfismo genético do fator de transcrição Foxp3. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Ensaio de Quimiotaxia de neutrófilos humanos in vitro. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Candidíase Experimental. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Diagnóstico Imunológico e Molecular da Paracoccidioidomicose. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Reprodução Assistida. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Curso de Biologia Forense - A Ciência Desvendando Crimes. (Carga horária: 9h). , Renova Cursos e Eventos Ltda, RENOVA CURSOS, Brasil.

2014 - 2014

Isolamento de Macrófagos da cavidade peritoneal e da medula óssea de camund. (Carga horária: 2h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

Cultura Celular. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2014 - 2014

TEMAS EM NEUROCIÊNCIAS. (Carga horária: 24h). , Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.

2010 - 2011

Língua Espanhola. (Carga horária: 261h). , Colégio Estadual Érico Veríssimo, -, Brasil.

2009 - 2009

Teatro. (Carga horária: 133h). , Colégio Estadual Érico Veríssimo, -, Brasil.

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Humana e Médica.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Mutagenese.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia.

Organização de eventos

PEREIRA, É. R. . WEBINAR DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR. 2020. (Outro).

PEREIRA, É. R. . I WORKSHOP DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR. 2019. (Outro).

PEREIRA, É. R. . II INTERNATIONAL SYMPOSIUM OF EXPERIMENTAL PATHOLOGY E VII SIMPÓSIO DE PATOLOGIA EXPERIMENTAL DA UEL. 2017. (Outro).

PEREIRA, É. R. . 7 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2017. (Congresso).

PEREIRA, É. R. . 7 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2017. (Congresso).

PEREIRA, É. R. . VI FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2017. .

PEREIRA, É. R. . V FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2016. .

PEREIRA, É. R. . 5 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. 2015. (Congresso).

PEREIRA, É. R. . II Fórum de Discussão Curricular do Curso de Biomedicina UEL. 2014. (Outro).

Participação em eventos

Everyday Cell Culture Practice - Improve reproducibility of your cell culture. 2021. (Outra).

Genética VIVA!. 2020. (Encontro).

PARANÁ FALA IDIOMAS - INGLÊS ACADÊMICO: ESCRITA II - GENÉTICA. 2020. (Outra).

WEBINAR DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR. 2020. (Outra).

9 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas (9CPCB). 2019. (Congresso).

I WORKSHOP DE GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR.CÂNCER DE PRÓSTATA E A SUA ASSOCIAÇÃO COM A EPIGENÉTICA DE MICRORNAS. 2019. (Outra).

XI Curso de Inverno em Imunologia.O Polimorfismo c.-1638G>A do Gene TGFB1 pode Influenciar na Infecção por HPV?. 2018. (Outra).

6 Por Extenso - Simpósio de Extensão da UEL - Os Limites e as Fronteiras da Extensão.Detecção do vírus HPV em Mulheres Atendidas pelo Sistema Único de Saúde na Região Norte do Paraná. 2017. (Simpósio).

7 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas. INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO RS1800468 DE TGF1 NA INFECÇÃO POR HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS. 2017. (Congresso).

ATUALIDADES EM BIOMEDICINA.INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO rs1800468 DE TGFB1 NA INFECÇÃO PELO HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS. 2017. (Outra).

Curso de Imunologia Molecular e Celular. 2017. (Outra).

II International Symposium of Experimental Pathology & VII Simpósio de Patologia Experimental da UE.INFLUENCE OF TGFB1 rs1800468 POLYMORPHISM IN HPV INFECTION. 2017. (Simpósio).

VI FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2017. (Feira).

6 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. INFLUÊNCIA DOS HORMÔNIOS SEXUAIS NA IMUNOPATOGÊNESE DO CÂNCER CERVICAL. 2016. (Congresso).

I Curso de Mendeley. 2016. (Outra).

I International Symposium of Experimental Pathology & VI Simpósio de Patologia Experimental da UE.POLYMORPHISM rs3087465 IN THE TGFBR2 GENE IS ASSOCIATED WITH HUMAN PAPILLOMAVIRUS INFECTION. 2016. (Simpósio).

IV FEIRA DAS PROFISSÕES DA UEL. 2016. (Feira).

V FEIRA DAS PROFISSÕES: CONHECENDO A UEL. 2016. (Feira).

5 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS. ANÁLISE SOCIOEPIDEMIOLÓGICA EM MULHERES INFECTADAS PELA BACTÉRIA Chlamydia trachomatis NA REGIÃO NORTE DO PARANÁ. 2015. (Congresso).

Isolamento e Cultivo Celular. 2015. (Outra).

VIII SIMPÓSIO SUL DE IMUNOLOGIA (VIII SSI). 2015. (Simpósio).

4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas e 1ª Oficina Pró-Saúde. 2014. (Congresso).

Atualidades em Biomedicina. 2014. (Outra).

Curso de Biologia Forense - A Ciência Desvendando Crimes. 2014. (Outra).

II Curso de Inverno de Imunologia Celular e Molecular da UEL - Mecanismos Celulares e Moleculares da Resposta. 2014. (Outra).

II FÓRUM DE DISCUSSÃO CURRICULAR DO CURSO DE BIOMEDICINA DA UEL. 2014. (Outra).

Comissão julgadora das bancas

Nádia Calvo Martins Okuyama

OKUYAMA, NÁDIA CALVO MARTINSVITIELLO, G. A. F.; OLIVEIRA, K. B.. Influência do polimorfismo c.-1638G>A do gene TGFB1 na infecção pelo HPV e no desenvolvimento de lesões intraepiteliais escamosas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina.

Glauco Akelinghton Freire Vitiello

VITIELLO, G. A. F.; OKUYAMA, N. C. M.;de OLIVEIRA, K. B.; TRUGILO, K. P.. Influência do polimorfismo c.-1638G>A (rs1800468) do gene TGFB1 na infecção por HPV e no desenvolvimento de lesões intraepiteliais escamosas.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina.

Carlos Alberto Miqueloto

COLUS, I. M. S.;MIQUELOTO, C. A.; KISHIMA, M. O.. ANÁLISE DA EXPRESSÃO PROTEICA DA VIA PI3K/AKT/MTOR DE SOBREVIVÊNCIA CELULAR EM AMOSTRAS TUMORAIS DE PRÓSTATA METASTÁTICAS E NÃO METASTÁTICAS. 2020. Exame de qualificação (Mestrando em UEL - Genética e Biologia Molecular) - Universidade Estadual de Londrina.

Monyse de Nóbrega

NOBREGA, M.; RIBEIRO, D. L.. CÂNCER DE PRÓSTATA E A SUA ASSOCIAÇÃO COM A EPIGENÉTICA DE MICRORNAS. 2019. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Genética aplicada) - Universidade Estadual de Londrina.

Diego Luis Ribeiro

GUEMBAROVSKI, R. L.;RIBEIRO, D.L.; NOBREGA, M.. Câncer de próstata e sua associação com a epigenética de microRNAs. 2019. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Genética Aplicada) - Universidade Estadual de Londrina.

Karen Brajão de Oliveira

OLIVEIRA, K. B.Guembarovski, R.L.DEROSSI, D. R.. Análise da imunomarcação de proteínas da via PI3K/AKT/mTOR de sobrevivência celular e das proteínas TRPM8 e NKX3.1 em amostras tumorais de próstata metastáticas e não metastáticas. 2021. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Estadual de Londrina.

Karen Brajão de Oliveira

OLIVEIRA, K. B.; OKUYAMA, N. C. M.;Vitiello, GAF. INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO rs1800468 (c.-1638G>A) DE TGFB1 NA INFECÇÃO POR HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina.

Foi orientado por

Roberta Losi Guembarovski

"CÂNCER DE PRÓSTATA E SUA ASSOCIAÇÃO COM EPIGENÉTICA E miRNAs"; 2019; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Genética Aplicada) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Roberta Losi Guembarovski;

Ilce Mara de Syllos Cólus

AVALIAÇÃO IN VITRO DOS EFEITOS DO ACETATO DE ABIRATERONA EM COMBINAÇÃO COM A FLAVONA CIRSIMARIN NA VIABILIDADE, PROLIFERAÇÃO E MIGRAÇÃO DE CÉLULAS TUMORAIS DE PR; Início: 2021; Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Estadual de Londrina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

KLEBER PAIVA TRUGILO

INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO C; -1638G>A (RS1800468) DO GENE TGFB1 NA INFECÇÃO PELO HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina; Orientador: Kleber Paiva Trugilo;

Karen Brajão de Oliveira

INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO rs1800468 (c; -1638G>A) DE TGFB1 NA INFECÇÃO POR HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Universidade Estadual de Londrina, Fundação Araucária; Orientador: Karen Brajão de Oliveira;

Juliana Mara Serpeloni

Avaliação in vitro dos efeitos do acetato de abiraterona em combinação com a flavona cirsimarin na viabilidade, proliferação e migração de células tumorais de próstata resistentes à castração; Início: 2021; Tese (Doutorado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Estadual de Londrina; (Orientador);

Produções bibliográficas

  • CEZAR-DOS-SANTOS, FERNANDO ; FERREIRA, RODOLFO SANCHES ; OKUYAMA, NÁDIA CALVO MARTINS ; TRUGILO, KLEBER PAIVA ; SENA, MICHELLE MOTA ; PEREIRA, ÉRICA ROMÃO ; PEREIRA, ANA PAULA LOMBARDI ; WATANABE, MARIA ANGELICA EHARA ; DE OLIVEIRA, KAREN BRAJÃO . FOXP3 immunoregulatory gene variants are independent predictors of human papillomavirus infection and cervical cancer precursor lesions. JOURNAL OF CANCER RESEARCH AND CLINICAL ONCOLOGY , v. 145, p. 2013-2025, 2019.

  • MANGIERI, LUIS FERNANDO L. ; SENA, MICHELLE M. ; CEZAR'DOS'SANTOS, FERNANDO ; TRUGILO, KLEBER P. ; OKUYAMA, NÁDIA C. M. ; PEREIRA, ÉRICA R. ; MARIA, GABRIELA C. Q. ; WATANABE, MARIA ANGELICA E. ; OLIVEIRA, KAREN B. . CCR5 genetic variants and epidemiological determinants for HPV infection and cervical premalignant lesions. International Journal of Immunogenetics , v. 46, p. 331-338, 2019.

  • OKUYAMA, NÁDIA CALVO MARTINS ; CEZAR-DOS-SANTOS, FERNANDO ; PEREIRA, ÉRICA ROMÃO ; TRUGILO, KLEBER PAIVA ; CEBINELLI, GUILHERME CESAR MARTELOSSI ; SENA, MICHELLE MOTA ; PEREIRA, ANA PAULA LOMBARDI ; ARANOME, ADRIANO MARTIN FELIS ; MANGIERI, LUIS FERNANDO LASARO ; FERREIRA, RODOLFO SANCHES ; WATANABE, MARIA ANGELICA EHARA ; DE OLIVEIRA, KAREN BRAJÃO . Genetic variant in CXCL12 gene raises susceptibility to HPV infection and squamous intraepithelial lesions development: a case-control study. JOURNAL OF BIOMEDICAL SCIENCE , v. 25, p. 69, 2018.

  • ESPOSITO, A. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; ARANOME, A. M. F. ; NISHIMURA, A. M. ; PEREIRA, É. R. ; OLIVEIRA, K. B. . Detecção e Genotipagem do vírus HPV na população da região Norte do Paraná. In: 6 Por Extenso - Simpósio de Extensão da UEL, 2017, Londrina. Anais do VI Simpósio de Extensão Universitária, 2017. v. 6. p. 870-878.

  • PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; NISHIMURA, A. M. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . Detecção do vírus HPV em mulheres atendidas pelo Sistema Único de Saúde na região Norte do Paraná. In: 6 Por Extenso - Simpósio de Extensão da UEL, 2017, Londrina. Anais do VI Simpósio de Extensão Universitária, 2017. v. 6. p. 862-869.

  • NISHIMURA, A. M. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; SENA, M. M. ; ARANOME, A. M. F. ; MARIA, G. C. Q. ; PEREIRA, É. R. ; FERREIRA, R. S. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise dos dados sociodemográficos, reprodutivos e sexuais de mulheres HPV positivas com lesão e sem lesão. In: 6 Por Extenso - Simpósio de Extensão da UEL, 2017, Londrina. Anais do 6 Simpósio de Extensão Universitária, 2017. v. 6. p. 416-424.

  • ARANOME, A. M. F. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; PEREIRA, É. R. ; MARIA, G. C. Q. ; BERTI, F. C. B. ; SENA, M. M. ; TATAKIHARA, N. ; FERREIRA, R. S. ; WATANABE, M. A. E. ; PANIS, C. ; OLIVEIRA, K. B. . CARACTERIZAÇÃO DE POLIMORFISMOS DO TGFB1 E EXPRESSÃO DO TGFB1, TGFBR1 e TGFBR2 EM PACIENTES COM CÂNCER CERVICAL. In: I International Symposium of Experimental Pathology e VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. ANNALS, 2016.

  • ENOKIDA, M. T. ; CEBINELLI, G. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; SANTOS, F. C. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Perfil Sociodemográfico de Mulheres Infectadas pelo Papilomavírus humano (HPV) Atendidas em Serviços Públicos de Saúde da Região de Londrina - PR. In: Por Extenço: Simpósio de extenção da UEL, 2016, Londrina. Anais do V Simpósio de extensão da UEL, 2016. v. 5.

  • DIBO, M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; SENA, MICHELLE MOTA ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; GUEMBAROVSKI, R. L. ; MARIA, G. C. Q. ; SANTOS, F. C. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . DIAGNÓSTICO MOLECULAR E TIPAGEM DE PAPILOMAVÍRUS HUMANO EM MULHERES ATENDIDAS EM SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE DA REGIÃO DE LONDRINA-PR. In: V POR EXTENSO - SIMPÓSIO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 2016, Londrina. ANAIS DO V SIMPÓSIO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 2016. v. 1. p. 167-168.

  • FRANCELINO, A. L. ; PEREIRA, É. R. ; GUEMBAROVSKI, R. L. . Avaliação da expressão da proteína NKX3.1 em amostras de tecidos metastáticos e não metastáticos de carcinoma de próstata. In: XXIX Encontro Anual de Iniciação Científica (EAIC 2020), 2020, Londrina. ANAIS DO ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEL, 2020.

  • PINHEIRO, L. C. L. ; PEREIRA, É. R. ; GUEMBAROVSKI, R. L. . PERFIL DE EXPRESSÃO DA PROTEÍNA TRPM8 EM AMOSTRAS DE TECIDO EMBEBIDO EM PARAFINA DE PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA METASTÁTICOS E NÃO METASTÁTICOS. In: XXIX Encontro Anual de Iniciação Científica (EAIC 2020), 2020, Londrina. ANAIS DO ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEL, 2020.

  • TRUGILO, K. P. ; BERTI, F. C. B. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . POLYMORPHISMS IN THE TRANSFORMINS GROWTH FACTOR BETA 1 GENE INFLUENCE CERVICAL LESIONS DEVELOPMENT. In: I Simpósio Araucária em Biologia Celular e Molecular, 2017, Curitiba. Livro de Resumos I Simpósio Araucária, 2017.

  • BERTI, F. C. B. ; PEREIRA, A. P. L. ; TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; SENA, M. M. ; FERREIRA, R. S. ; SILVA, L. F. R. S. ; LOZOVOY, M. A. B. ; SIMAO, A. N. C. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUENCE OF INTERLEUKIN-10 rs1800872 (c.-592C>A) POLYMORPHISM ON HPV INFECTION AND OVER IL-10 CERVICAL LEVELS IN HPV INFECTED WOMAN. In: I Simpósio Araucária em Biologia Celular e Molecular, 2017, Curitiba-PR. Livro de Resumos I Simpósio Araucária, 2017.

  • PEREIRA, É. R. ; SENA, M. M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; SANTOS, F. C. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; NISHIMURA, A. M. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO RS1800468 DE TGF1 NA INFECÇÃO POR HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS. In: 7 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2017, Londrina. ANAIS ? Resumos do 7° Congresso Paranaense de Ciências Biomédica, 2017.

  • ARANOME, A. M. F. ; TRUGILO, K. P. ; MARIA, G. C. Q. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; FERREIRA, R. S. ; ESPOSITO, A. ; NISHIMURA, A. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . FAMILY INCOME AND AGE AS INDEPENDENT FACTORS FOR THE DEVELOPMENT OF CERVICAL CANCER. In: II International Symposium of Experimental Pathology and VII Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2017, Londrina. Annals, 2017.

  • OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; SANTOS, F. C. ; TRUGILO, K. P. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; ARANOME, A. M. F. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . CXCL12 RS1801157 POLYMORPHISM CONTRIBUTION TO HPV INFECTION AND CERVICAL LESIONS DEVELOPMENT. In: II International Symposium of Experimental Pathology and VII Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2017, Londrina. Annals, 2017.

  • TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; BERTI, F. C. B. ; ESPOSITO, A. ; NISHIMURA, A. M. ; OLIVEIRA, K. B. . TRANSFORMING GROWTH FACTOR BETA 1 GENE HAPLOTYPE INFLUENCES HUMAN PAPILLOMAVIRUS INFECTION. In: II International Symposium of Experimental Pathology and VII Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2017, Londrina. Annals, 2017.

  • PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; ARANOME, A. M. F. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; SANTOS, F. C. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; NISHIMURA, A. M. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUENCE OF TGFB1 rs1800468 POLYMORPHISM IN HPV INFECTION. In: II International Symposium of Experimental Pathology and VII Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2017, Londrina. Annals, 2017.

  • SANTOS, F. C. ; SENA, M. M. ; FERREIRA, R. S. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; PEREIRA, A. P. L. ; MARIA, G. C. Q. ; ARANOME, A. M. F. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . FOXP3 GENE EXPRESSION AND POLYMORPHISM IN INTRON-1 RAISES SUSCEPTIBILITY TO HPV INFECTION AND PREMALIGNANT LESIONS DEVELOPMENT. In: XXXII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2017, Campos do Jordão. Anais da XXXII Reunião Anual da FESBE, 2017.

  • TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; BERTI, F. C. B. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Polymorphisms in the Transforming Growth Factor Beta-1 Gene Influence Human Papillomavirus Infection. In: INFLAMMA III - Third International Symposium on Inflammatory Diseases, 2017, Ribeirão Preto. Abstracts of INFLAMMA III - Third International Symposium on Inflammatory Diseases, 2017.

  • OKUYAMA, N. C. M. ; MARIA, G. C. Q. ; PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; SANTOS, F. C. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; ARANOME, A. M. F. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . ANÁLISE DO POLIMORFISMO RS1801157 DE CXCL12 NA INFECÇÃO PELO PAPILOMAVÍRUS HUMANO. In: XX Congresso Brasileiro de Infectologia, 2017, .. ., 2017.

  • FERREIRA, R. S. ; SANTOS, F. C. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; ARANOME, A. M. F. ; PEREIRA, É. R. ; MARIA, G. C. Q. ; ESPOSITO, A. ; NISHIMURA, A. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . ANALYSIS OF FOXP3 TRANSCRIPTION FACTOR rs2232365 POLYMORPHISM IN HPV INFECTION: A CASE-CONTROL STUDY. In: II International Symposium of Experimental Pathology and VII Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2017, Londrina. Annals, 2017.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; BERTI, F. C. B. ; PEREIRA, A. P. L. ; TATAKIHARA, N. ; GARCIA, S. B. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; MANGIERI, L. F. L. ; SANTOS, F. C. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Alelos Polimórficos que Conferem Maior Produção de TGFBI e Maior Expressão de IL-10 são Fatores de Risco para Infecção pelo HPV. In: XXI Curso de Verão em Genética, 2016, Ribeirão Preto. Anais do XXI Curso de Verão em Genética, 2016.

  • BERTI, F. C. B. ; PEREIRA, A. P. L. ; TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; DIBO, M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, É. R. ; SENA, M. M. ; GARCIA, S. B. ; OLIVEIRA, K. B. . Associação do Polimorfismo rs1800872 do Gene da interleucina 10 (IL-10) com a Infecção por Papilomavírus Humano (HPV) e com o Desenvolvimento de Lesões Intraepiteliais Cervicais. In: IX Simpósio Sul de Imunologia, 2016, Curitiba. Resumos, 2016. p. 42.

  • SENA, M. M. ; SANTOS, F. C. ; PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; TATAKIHARA, N. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; GARCIA, S. B. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . Ação do RNA-dupla fita Sintético (POLIYIC) em Células Imunes e Tumorais e seu Emprego na Imunoterapia do Câncer Cervical. In: 6 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2016, Londrina. Anais do 6 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2016.

  • SANTOS, F. C. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; TATAKIHARA, N. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; GARCIA, S. B. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . O Envolvimento do Fator 1 Humano Induzível por Hipóxia (HIF-1) na Carcinogênese Cervical Induzida pelo Papilomavírus Humano. In: 6 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2016, Londrina. Anais do 6 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2016.

  • OKUYAMA, N. C. M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; PEREIRA, A. P. L. ; GARCIA, S. B. ; SANTOS, F. C. ; MARIA, G. C. Q. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . Influence of CXCL12 rs1801157 Polymorphism in HPV Infection and Lesion Development. In: I International Symposium of Experimental Pathology and VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. Anais do I International Symposium of Experimental Pathology and VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016.

  • SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; TATAKIHARA, N. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; OKUYAMA, N. C. M. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; TRUGILO, K. P. ; SANTOS, F. C. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . Coinfection Between HPV and C. trachomatis and its Role in Cervical Lesions Development. In: I International Symposium of Experimental Pathology and VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. Anais do I International Symposium of Experimental Pathology and VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016.

  • PEREIRA, É. R. ; SANTOS, F. C. ; OKUYAMA, N. C. M. ; GARCIA, S. B. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; FERREIRA, R. S. ; ARANOME, A. M. F. ; MARIA, G. C. Q. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUÊNCIA DOS HORMÔNIOS SEXUAIS NA IMUNOPATOGÊNESE DO CÂNCER CERVICAL. In: 6 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2016, Londrina. ANAIS - RESUMOS DO 6 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS, 2016.

  • PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; GARCIA, S. B. ; TATAKIHARA, N. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; SANTOS, F. C. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . POLYMORPHISM rs3087465 IN THE TGFBR2 GENE IS ASSOCIATED WITH HUMAN PAPILLOMAVIRUS INFECTION. In: I International Symposium of Experimental Pathology e VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. ANNALS, 2016.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; GARCIA, S. B. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; SANTOS, F. C. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . THE ROLE OF TGFB1 FUNCTIONAL POLYMORPHISMS IN GENE EXPRESSION AND CYTOKINE PRODUCTION. In: I International Symposium of Experimental Pathology & VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. ANNALS, 2016.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; GARCIA, S. B. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; ARANOME, A. M. F. ; SANTOS, F. C. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; VITIELLO, G. A. F. ; OLIVEIRA, K. B. . THE INFLUENCE OF TGFB1 POLYMORPHISM RS1800469 (C.-1347C>T) IN THE HPV INFECTION AND CERVICAL LESIONS IMMUNOPATHOGENESIS. In: I International Symposium of Experimental Pathology & VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. ANNALS, 2016.

  • TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SANTOS, F. C. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; SENA, M. M. ; ARANOME, A. M. F. ; FERREIRA, R. S. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . TGFB1 SIGNAL PEPTIDE POLYMORPHISMS INFLUENCE HPV INFECTION AND CERVICAL LESIONS DEVELOPMENT. In: I International Symposium of Experimental Pathology & VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. ANNALS, 2016.

  • SANTOS, F. C. ; FERREIRA, R. S. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; ARANOME, A. M. F. ; PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; SENA, M. M. ; MARIA, G. C. Q. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . Macrophages-expressing FOXP3 transcription factor: do they really exist?. In: I International Symposium of Experimental Pathology and VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016, Londrina. Anais do I International Symposium of Experimental Pathology and VI Simpósio de Patologia Experimental da UEL, 2016.

  • ARANOME, A. M. F. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; PEREIRA, É. R. ; SANTOS, F. C. ; OKUYAMA, N. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; SENA, M. M. ; TATAKIHARA, N. ; GARCIA, S. B. ; FERREIRA, R. S. ; VITIELLO, G. A. F. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . POLIMORFISMO c.-1638 G>A DO TGFB1 AUMENTA A SUSCETIBILIDADE A PRESENÇA DO HPV E LESÕES CERVICAIS PRÉ-MALIGNAS. In: IX CONGRESSO FRANCO BRASILEIRO DE ONCOLOGIA, 2016, Copacabana. Livro de Resumos, 2016.

  • BERTI, F. C. B. ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; SANTOS, F. C. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; SENA, M. M. ; DIBO, M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; FERREIRA, R. S. ; GARCIA, S. B. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . POLIMORFISMO rs1800872 DO GENE DA INTERLEUCINA 10 (IL-10): ASSOCIAÇÃO COM A INFECÇÃO POR PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV) E DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS CERVICAIS. In: XIII Encontro Paranaense de Genética e X Genética nas Férias ? Tempos Modernos, 2016, Londrina. Anais 2016, 2016.

  • GARCIA, S. B. ; TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; BERTI, F. C. B. ; DIBO, M. ; FERREIRA, R. S. ; SANTOS, F. C. ; ARANOME, A. M. F. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO TGFBR2 (RS3087465) NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES CERVICAIS PROVOCADAS PELO PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV). In: XIII Encontro Paranaense de Genética e X Genética nas Férias ? Tempos Modernos, 2016, Londrina. Anais 2016, 2016.

  • MARIA, G. C. Q. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; SENA, M. M. ; SANTOS, F. C. ; OKUYAMA, N. C. M. ; GARCIA, S. B. ; ARANOME, A. M. F. ; PEREIRA, É. R. ; OLIVEIRA, K. B. . ANÁLISE SOCIODEMOGRÁFICA DE MULHERES INFECTADAS PELO PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV) EM LONDRINA-PR. In: 1° CONGRESSO SULBRASILEIRO DE INFECTOLOGIA, 2016, Curitiba. ., 2016.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; SANTOS, F. C. ; BERTI, F. C. B. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; FERREIRA, R. S. ; DIBO, M. ; ARANOME, A. M. F. ; GARCIA, S. B. ; OKUYAMA, N. C. M. ; OLIVEIRA, K. B. . Potential immunossupressive role of TGFB1 and FOXP3 polymorphisms in cervical lesion progression. In: Second International Symposium on Inflammatory Diseases - Inflamma II, 2016, Ribeirão Preto. ., 2016.

  • PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; SENA, M. M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; SANTOS, F. C. ; GARCIA, S. B. ; OLIVEIRA, K. B. . ANÁLISE SOCIOEPIDEMIOLÓGICA EM MULHERES INFECTADAS PELA BACTÉRIA Chlamydia trachomatis NA REGIÃO NORTE DO PARANÁ. In: 5 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS, 2015, Londrina. 5 CPCB, 2015.

  • SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; GARCIA, S. B. ; PEREIRA, A. P. L. ; OKUYAMA, N. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; TRUGILO, K. P. ; SANTOS, F. C. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . DETECÇÃO MOLECULAR DE Chlamydia trachomatis EM MULHERES INFECTADAS PELO PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV). In: 5 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS, 2015, Londrina. 5 CPCB, 2015.

  • GARCIA, S. B. ; TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, É. R. ; OKUYAMA, N. C. M. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Analysis of the Polymorphisms rs1800470 and rs18004471 of TGFB1 and rs3087465 of TGFBR2 in HPV Infected Women. In: FOCIS: Federation of Clinical Immunology Societies, 2015, San Diego. FOCIS, 2015.

  • SANTOS, F. C. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; GARCIA, S. B. ; PEREIRA, É. R. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; OLIVEIRA, K. B. . SINALIZAÇÃO DO RECEPTOR BETA2-ADRENÉRGICO: IMPLICAÇÕES NA IMUNOMODULAÇÃO DE CÉLULAS T HELPER E REGULATÓRIAS. In: 5 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS, 2015, Londrina. ANAIS - RESUMOS DO 5 CONGRESSO PARANAENSE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS, 2015.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; PEREIRA, É. R. ; GARCIA, S. B. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; SANTOS, F. C. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise de polimorfismos do TGFBI, TGFBRII e FOXP3 em mulheres infectadas pelo Papilomavírus Humano (HPV). In: Encontro Nacional de Biomedicina, 2015, Botucatu-SP. Anais do 18 ENBM, 2015. p. 97.

  • TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; GARCIA, S. B. ; PEREIRA, É. R. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; SANTOS, F. C. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Polymorphism rs1800470, rs1800471 and rs3087465 of TGFBI and TGFBRII confer protection to injury caused by HPV. In: II International Meeting of Biosciences and Physiopathology e VI Simpósio de Biociências Aplicada à Farmácia, 2015, Maringá-PR. Anais do Simpósio de Biociências Aplicada à Farmácia, 2015. p. 250.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; SANTOS, F. C. ; GARCIA, S. B. ; PEREIRA, É. R. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . O polimorfismo rs3761548 de FOXP3 influencia na patogênese da lesão intraepitelial cervical de alto grau em mulheres HPV negativas. In: 5 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2015, Londrina. Resumos do 5 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2016. p. 95.

  • TRUGILO, K. P. ; CEBINELLI, G. C. M. ; GARCIA, S. B. ; PEREIRA, É. R. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; SANTOS, F. C. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Polymorphisms rs1800470, rs1900471 and rs3087465 of TGFI and TGFBII confer protection to injury caused by HPV. In: VI Simpósio de Biociências Aplicadas à Farmácia e II International Meeting of Biosciences and Physiopathology, 2015, Maringá. Anais do VI Simpósio de Biociências Aplicadas à Farmácia e II International Meeting of Biosciences and Physiopathology, 2015. p. 250.

  • CEBINELLI, G. C. M. ; GARCIA, S. B. ; TATAKIHARA, N. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVERA, C. E. C. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise do Polimorfismo de TGFBI em Mulheres Infectadas pelo Papilomavírus Humano. In: 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas e 1ª Oficina Pró-Saúde, 2014, Londrina. Anais do 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2014.

  • PEREIRA, A. P. L. ; GARCIA, S. B. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; PEREIRA, É. R. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise Sociodemográfica da Infecção pelo Papilomavírus Humano em Mulheres da Região Norte do Paraná. In: 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas e 1ª Oficina Pró-Saúde, 2014, Londrina. Anais do 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2014.

  • TRUGILO, K. P. ; GARCIA, S. B. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, É. R. ; MANGIERI, L. F. L. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise de Polimorfismo rs3087465 do TGFBR2 em Mulheres Portadoras de HPV em Região Cervical. In: 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas e 1ª Oficina Pró-Saúde, 2014, Londrina. Anais do 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2014.

  • SENA, M. M. ; TATAKIHARA, N. ; OKUYAMA, N. C. M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; GARCIA, S. B. ; PEREIRA, A. P. L. ; PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; WATANABE, M. A. E. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise do Polimorfismo do Receptor de Quimiocina CCR5 (rs333) e sua Relação com o Desenvolvimento do Câncer Cervical em Mulheres Infectadas pelo Papilomavírus Humano (HPV). In: 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas e 1ª Oficina Pró-Saúde, 2014, Londrina. Anais do 4 Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas, 2014.

  • PEREIRA, É. R. ; GUEMBAROVSKI, R. L. . Câncer de Próstata e a sua Associação com a Epigenética de microRNAs. 2019. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • PEREIRA, É. R. ; OLIVEIRA, K. B. . O POLIMORFISMO C.-1638G>A DO GENE TGFB1 PODE INFLUENCIAR NA INFECÇÃO POR HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • PEREIRA, É. R. . Influência do polimorfismo rs1800468 de TGFB1 na infecção pelo HPV e no desenvolvimento de lesões intraepiteliais escamosas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PEREIRA, É. R. ; SENA, M. M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; ARANOME, A. M. F. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; SANTOS, F. C. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; NISHIMURA, A. M. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUÊNCIA DO POLIMORFISMO RS1800468 DE TGF1 NA INFECÇÃO POR HPV E NO DESENVOLVIMENTO DE LESÕES INTRAEPITELIAIS ESCAMOSAS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; ARANOME, A. M. F. ; SENA, M. M. ; OKUYAMA, N. C. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; SANTOS, F. C. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; NISHIMURA, A. M. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUENCE OF TGFB1 RS1800468 POLYMORPHISM IN HPV INFECTION. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; NISHIMURA, A. M. ; ESPOSITO, A. ; OLIVEIRA, K. B. . DETECÇÃO DO VÍRUS HPV EM MULHERES ATENDIDAS PELO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE NA REGIÃO NORTE DO PARANÁ. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PEREIRA, É. R. ; SANTOS, F. C. ; OKUYAMA, N. C. M. ; GARCIA, S. B. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; TRUGILO, K. P. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; FERREIRA, R. S. ; ARANOME, A. M. F. ; MARIA, G. C. Q. ; OLIVEIRA, K. B. . INFLUÊNCIA DOS HORMÔNIOS SEXUAIS NA IMUNOPATOGÊNESE DO CÂNCER CERVICAL. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PEREIRA, É. R. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TRUGILO, K. P. ; GARCIA, S. B. ; TATAKIHARA, N. ; OKUYAMA, N. C. M. ; SENA, M. M. ; PEREIRA, A. P. L. ; FERREIRA, R. S. ; MARIA, G. C. Q. ; SANTOS, F. C. ; ARANOME, A. M. F. ; BERTI, F. C. B. ; MANGIERI, L. F. L. ; OLIVEIRA, K. B. . POLYMORPHISM rs3087465 IN THE TGFBR2 GENE IS ASSOCIATED WITH HUMAN PAPILLOMAVIRUS INFECTION. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PEREIRA, É. R. ; TRUGILO, K. P. ; SENA, M. M. ; CEBINELLI, G. C. M. ; TATAKIHARA, N. ; PEREIRA, A. P. L. ; OKUYAMA, N. C. M. ; MANGIERI, L. F. L. ; BERTI, F. C. B. ; SANTOS, F. C. ; GARCIA, S. B. ; OLIVEIRA, K. B. . Análise socioepidemiológica em mulheres infectadas pela bactéria Chlamydia trachomatis na região norte do Paraná. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções

PEREIRA, É. R. . Técnicas in vitro para mensurar e qualificar viabilidade e morte celular. 2019. .

PEREIRA, É. R. . Modelos in vitro de cultura em 3D e suas aplicações e perspectivas em Genética Toxicológica. 2019. .

PEREIRA, É. R. . CorelDRAW: princípios básicos para elaboração de desenhos científicos. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Projetos de pesquisa

  • 2021 - Atual

    INVESTIGAÇÃO DA EXPRESSÃO PROTEICA POR IMUNOHISTOQUÍMICA COMO MÉTODO DE DIAGNÓSTICO PRECOCE DE METÁSTASE E RECIDIVA TUMORAL EM CÂNCER DE PRÓSTATA, Descrição: O CÂNCER DE PRÓSTATA (CAP) É A SEGUNDA NEOPLASIA MALIGNA COM MAIOR INCIDÊNCIA EM HOMENS NO BRASIL, E APRESENTA UMA MORTALIDADE DE CERCA DE 13%. ALGUNS FATORES DE RISCO INCLUEM IDADE, ETNIA E HISTÓRICO FAMILIAL, E O CAP NORMALMENTE ACOMETE PACIENTES COM IDADE ACIMA DE 50 ANOS. DE UM MODO GERAL O DIAGNÓSTICO E O PROGNÓSTICO DE CÂNCER SÃO FEITOS A PARTIR DE TÉCNICAS DE ANÁLISES HISTOPATOLÓGICAS, COMO A IMUNO-HISTOQUÍMICA (IHQ), POR SER UM PROCEDIMENTO DE FÁCIL ACESSO, RÁPIDOS RESULTADOS E CUSTO ACESSÍVEL. PARA O CAP OS MARCADORES DE USO CLÍNICO ATUAL, EM ESPECIAL O PSA (ANTÍGENO SÉRICO PROSTÁTICO), NÃO SÃO SUFICIENTES PARA A INTERPRETAÇÃO PRECISA DO DIAGNÓSTICO E DA PROGRESSÃO, INCLUINDO A PREDIÇÃO DE METÁSTASES, O QUE SALIENTA A NECESSIDADE DA BUSCA POR NOVOS MARCADORES CANDIDATOS PREDITIVOS. O PRESENTE PROJETO TERÁ COMO OBJETIVOS AVALIAR A EXPRESSÃO DE PROTEÍNAS POSSIVELMENTE ASSOCIADAS AO DIAGNÓSTICO PRECOCE DA PROGRESSÃO TUMORAL DA PRÓSTATA. AS ETAPAS DESTE ESTUDO FORAM APROVADAS PELO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA (REGISTRO CONEP 5231). CONTA COM A PARCERIA DO HOSPITAL DO CÂNCER DE LONDRINA (HCL), ONDE SERÃO OBTIDAS AS AMOSTRAS DE TECIDO EMBEBIDO EM PARAFINA, E OS DADOS CLÍNICOS DOS PACIENTES. AMOSTRAS DE 60 TECIDOS INCLUÍDOS EM PARAFINA (30 DE PACIENTES METASTÁTICOS E 30 DE NÃO METASTÁTICOS) SERÃO SECCIONADAS E FIXADAS PARA POSTERIOR TRATAMENTO COM ANTICORPO PRIMÁRIO E SECUNDÁRIO. SERÃO REALIZADOS CONTROLES DE ESPECIFICIDADE DO ANTICORPO PRIMÁRIO E A MARCAÇÃO SERÁ AVALIADA EM TECIDO TUMORAL E NÃO TUMORAL ADJACENTE. A LEITURA DAS LÂMINAS SERÁ REALIZADA EM MICROSCÓPIO ÓPTICO POR PATOLOGISTA ESPECIALIZADO. TESTES ESTATÍSTICOS SERÃO UTILIZADOS PARA COMPARAR OS RESULTADOS DE EXPRESSÃO PROTEICA POR IHQ E ENTRE OS PARÂMETROS PROGNÓSTICOS DE AGRESSIVIDADE (PRESENÇA OU NÃO DE METÁSTASE, PRESENÇA OU NÃO DE RECIDIVA TUMORAL) ATRAVÉS DO PROGRAMA ESTATÍSTICO SPSS (VERSÃO 20.0). A PARTIR DA COMPARAÇÃO DA EXPRESSÃO DE DIFERENTES PROTEÍNAS EM AMOSTRAS DE TECIDO DE CARCINOMA PROSTÁTICO METASTÁTICO E NÃO METASTÁTICO AO DIAGNÓSTICO, ESPERA-SE PODER AVALIAR SE ESTAS PROTEÍNAS SE EXPRESSAM DE FORMA DIFERENTE EM TECIDO ADJACENTE E TUMORAL, BEM COMO SE POSSUEM ALGUMA ASSOCIAÇÃO DIRETA QUE PODERIA PREDIZER O SURGIMENTO DE METÁSTASES OU RECIDIVAS TUMORAIS PRECOCEMENTE. ISSO AUXILIARÁ A CONDUTA TERAPÊUTICA, UMA VEZ QUE MUITOS DOS TUMORES PROSTÁTICOS APRESENTAM UMA EVOLUÇÃO LENTA DE COMPORTAMENTO INDOLENTE, E PODERÁ POUPAR A TAIS PACIENTES UM TRATAMENTO AGRESSIVO E DESNECESSÁRIO. ASSIM, OS DADOS OBTIDOS NO PRESENTE ESTUDO, SOMADOS AOS DISPONÍVEIS NA LITERATURA, PODERÃO INDICAR TAIS PROTEÍNAS COMO MARCADORAS PREDITIVAS PARA USO CLÍNICO NO DIAGNÓSTICO PRECOCE DA PROGRESSÃO TUMORAL DA PRÓSTATA.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Alda Fiorina Maria Losi Guembarovski - Integrante / Roberta Losi Guembarovski - Coordenador / Amanda Leticia Francelino - Integrante / Lais Capelasso Lucas Pinheiro - Integrante / Adrielli Caroline Soares - Integrante / Ana Carla Mendonça - Integrante / Carlos Alberto Miqueloto - Integrante / Juliana Mara Serpeloni - Integrante / Vanessa Henriques Nogueira Buzogany - Integrante.

  • 2020 - Atual

    INVESTIGAÇÃO DE MARCADORES CANDIDATOS PARA O PROGNÓSTICO E A TERAPÊUTICA DO CÂNCER DE PRÓSTATA ATRAVÉS DA TÉCNICA DE IMUNOHISTOQUÍMICA, Descrição: O CÂNCER DE PRÓSTATA (CAP) É O SEGUNDO TIPO DE CÂNCER MAIS COMUM EM HOMENS, FICANDO ATRÁS APENAS DO CÂNCER DE PELE NÃO MELANOMA. NO BRASIL, APROXIMADAMENTE 26 MIL NOVOS CASOS FORAM DIAGNOSTICADOS NO ANO DE 2003 E, CALCULA-SE QUE SURGIRÃO CERCA DE 68.220 NOVOS CASOS PARA O BIÊNIO 2018-2019, EVIDENCIANDO UMA ELEVADA E CRESCENTE INCIDÊNCIA NO PAÍS. O CAP É CONSIDERADO UMA DOENÇA DE ORIGEM MULTIFATORIAL, QUE UNE DESDE VARIÁVEIS AMBIENTAIS, COMO EXPOSIÇÃO A AGENTES QUÍMICOS, COMPOSTOS DA DIETA E MEDICAMENTOS ATÉ A PREDISPOSIÇÃO E/OU SUSCETIBILIDADE GENÉTICA. ALGUNS FATORES DE RISCO INCLUEM IDADE, ETNIA E HISTÓRICO FAMILIAL. NORMALMENTE, OS CASOS REGISTRADOS OCORREM EM PACIENTES COM IDADE ACIMA DE 50 ANOS, TORNANDO-SE RAROS CONFORME A FAIXA ETÁRIA DIMINUI. DE UM MODO GERAL, O DIAGNÓSTICO E O PROGNÓSTICO DO CÂNCER SÃO FEITOS COM BASE EM TÉCNICAS DE ANÁLISE HISTOPATOLÓGICAS, COMO A IMUNOHISTOQUÍMICA, POR SER UM PROCEDIMENTO DE FÁCIL ACESSO, RÁPIDOS RESULTADOS E CUSTO RELATIVAMENTE ACESSÍVEL. ATRAVÉS DOS BIOMARCADORES UTILIZADOS NESTA TÉCNICA, PODE-SE RELACIONAR SUBTIPOS TUMORAIS COM PROGNÓSTICO, ALÉM DE DIRECIONAR O TRATAMENTO. PARA O CAP, OS MARCADORES DE USO CLÍNICO ATUAL, EM ESPECIAL O PSA (ANTÍGENO SÉRICO PROSTÁTICO), NÃO SÃO SUFICIENTES PARA A INTERPRETAÇÃO PRECISA DO DESENVOLVIMENTO E DO PROGNÓSTICO DA DOENÇA, O QUE SALIENTA A NECESSIDADE DA BUSCA POR NOVOS MARCADORES CANDIDATOS. DENTRO DESTE CONTEXTO, O PRESENTE PROJETO DE PESQUISA TEM COMO OBJETIVOS IMPLEMENTAR UMA NOVA METODOLOGIA (A TÉCNICA DE IMUNOHISTOQUÍMICA) NO LABORATÓRIO DE MUTAGÊNESE E ONCOGENÉTICA DA UEL E ATRAVÉS DESTA AVALIAR A EXPRESSÃO DE DIFERENTES PROTEÍNAS POSSIVELMENTE ASSOCIADAS AO PROGNÓSTICO E/OU TERAPÊUTICA DO CAP. PRETENDE?SE OBTER, ATRAVÉS DO PRESENTE PROJETO, UM APROFUNDAMENTO NO CONHECIMENTO E NA BUSCA POR NOVAS FERRAMENTAS QUE POSSAM LEVAR A UM DIAGNÓSTICO MAIS PRECOCE E A UM PROGNÓSTICO MAIS PRECISO PARA ESTA NEOPLASIA, ALÉM DE PROCURAR AUXILIAR NA TERAPÊUTICA, COM UMA POSSÍVEL MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Alda Fiorina Maria Losi Guembarovski - Integrante / Roberta Losi Guembarovski - Coordenador / Amanda Leticia Francelino - Integrante / Lais Capelasso Lucas Pinheiro - Integrante / Adrielli Caroline Soares - Integrante / Ana Carla Mendonça - Integrante / Carlos Alberto Miqueloto - Integrante / Juliana Mara Serpeloni - Integrante / CELINA YUNG AI LIN LEE - Integrante / Ilce Mara de Syllos Cólus - Integrante.

  • 2019 - Atual

    ANÁLISE DO PERFIL DE EXPRESSÃO PROTEICA DE PI3K, AKT E PTEN EM AMOSTRAS TUMORAIS DE PRÓSTATA METASTÁTICAS E NÃO METASTÁTICAS, Descrição: O CÂNCER É UM GRAVE PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA, SENDO QUE A CADA ANO SURGEM UM GRANDE NÚMERO DE NOVOS CASOS QUE PODEM SER DESENCADEADOS POR DIVERSOS FATORES GENÉTICOS, DE ESTILO DE VIDA E/OU AMBIENTAIS. O CÂNCER DE PRÓSTATA (CAP) É O SEGUNDO TIPO DE CÂNCER MAIS INCIDENTE EM HOMENS NO MUNDO E O PRIMEIRO MAIS INCIDENTE NO BRASIL, CAUSANDO MORBIDADE E MORTALIDADE EM TAXAS ELEVADAS, O QUE RESSALTA A IMPORTÂNCIA DA REALIZAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA ENVOLVENDO ESTA NEOPLASIA MALIGNA. APESAR DE ATUALMENTE EXISTIREM FERRAMENTAS CONSIDERADAS PADRÃO OURO PARA DETECÇÃO PRECOCE DESSA NEOPLASIA, AINDA HÁ VÁRIAS DIFICULDADES PARA SE ENFRENTAR, VISTO QUE AS MESMAS GERAM MUITOS DIAGNÓSTICOS ERRÔNEOS NO QUAL OS PACIENTES SE SUBMETEM A PROCEDIMENTOS INVASIVOS SEM NECESSIDADE. DENTRO DESTE CONTEXTO, A BIOLOGIA MOLECULAR TEM UM PAPEL DE SUMA IMPORTÂNCIA VISANDO A BUSCA POR NOVOS BIOMARCADORES CANDIDATOS, DE CARÁTER NÃO INVASIVO E COM O INTUITO DE SEREM MAIS ESPECÍFICOS PARA DETECTAR MOLÉCULAS ALVO PARA O DIAGNÓSTICO PRECOCE, BEM COMO O PROGNÓSTICO E A TERAPÊUTICA DOS PACIENTES PORTADORES DE CAP. ASSIM, A VIA DE SINALIZAÇÃO PI3K/AKT É UM CANDIDATO INTERESSANTE PARA SER ESTUDADA EM AMOSTRAS DE CAP, EM ESPECIAL QUANDO SE PRETENDE AVALIAR O COMPORTAMENTO DAS MOLÉCULAS ENVOLVIDAS EM AMOSTRAS TUMORAIS METASTÁTICAS E NÃO METASTÁTICAS. O DELINEAMENTO DO PROJETO SERÁ UM ESTUDO TRANSVERSAL ONDE APENAS AMOSTRAS DE PACIENTES COM CAP FORAM OBTIDAS PARA COMPARAÇÃO DO PERFIL DE EXPRESSÃO ENTRE TUMORES METASTÁTICOS E NÃO-METASTÁTICOS, BEM COMO DE SEUS RESPECTIVOS TECIDOS NORMAIS. AMOSTRAS BIOLÓGICAS DE TECIDO PROSTÁTICO EMBEBIDAS EM PARAFINA DE PACIENTES COM CÂNCER DE PRÓSTATA METASTÁTICO (N=20) E NÃO METASTÁTICO (N=30) FORAM PREVIAMENTE OBTIDAS. ESSAS FORAM PROVENIENTES DE PACIENTES SUBMETIDOS A PROSTATECTOMIA RADICAL E LIVRES DE QUIMIOTERAPIA NEOADJUVANTE. TODAS AS AMOSTRAS FORAM OBTIDAS DO HCL, DE PACIENTES DO GÊNERO MASCULINO COM IDADE SUPERIOR A 18 ANOS. OS DADOS CLÍNICOS E PATOLÓGICOS SERÃO RECUPERADOS DE SEUS PRONTUÁRIOS MÉDICOS. COM ESTE ESTUDO PRETENDEMOS: (I) AVALIAR A EXPRESSÃO DAS PROTEÍNAS PI3K, AKT E PTEN EM AMOSTRAS DE CAP METASTÁTICAS E NÃO METASTÁTICAS E EM AMOSTRAS DE TECIDO NORMAL ADJACENTE PARA SUA COMPARAÇÃO; (II) CORRELACIONAR OS DADOS DE EXPRESSÃO DESSAS PROTEÍNAS COM PARÂMETROS CLÍNICO PATOLÓGICOS DOS PACIENTES NA BUSCA POR MARCADORES DE PROGNÓSTICO; (III) CONTRIBUIR NA IDENTIFICAÇÃO DE POSSÍVEIS BIOMARCADORES PARA SEREM UTILIZADOS NA ROTINA CLÍNICA DO CAP. ASSIM, O PRESENTE PROJETO PRETENDE BUSCAR POSSÍVEIS BIOMARCADORES QUE POSSAM AUXILIAR NA ROTINA CLÍNICA, NO DIAGNÓSTICO PRECOCE E NO PROGNÓSTICO DOS PACIENTES, BEM COMO PROCURAR POR MARCADORES CANDIDATOS QUE SEJAM CAPAZES DE DISTINGUIR ENTRE OS TIPOS INDOLENTES E AGRESSIVOS TUMORES PROSTÁTICOS.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Érica Romão Pereira - Coordenador / Roberta Losi Guembarovski - Integrante / Amanda Leticia Francelino - Integrante / Lais Capelasso Lucas Pinheiro - Integrante / Ilce Mara de Syllos Cólus - Integrante.

  • 2017 - 2020

    Análise de Polimorfismos de CXCL12 e CXCR4 em Mulheres HPV Positivas e Controles Saudáveis, Descrição: O papilomavírus humano (HPV) é um importante fator no desenvolvimento de lesões de colo uterino e câncer cervical. Entretanto, além da infecção pelo HPV outros fatores são importantes nesse contexto, dentre eles destacam-se mediadores imunológicos como as quimiocinas, as quais atuam na regulação do tráfego de leucócitos e em vários processos biológicos essenciais incluindo a inflamação, a qual se prolongada pode facilitar a carcinogênese promovendo um microambiente ideal para o desenvolvimento e crescimento da célula tumoral. Quimiocinas e seus receptores também podem contribuir para o desenvolvimento de tumor através da angiogênese e metástase. Entre essas quimiocinas, podemos destacar a quimiocina CXCL12 e seu receptor CXCR4. O eixo CXCL12-CXCR4 é capaz de ativar variadas cascatas de sinalização o que está relacionado a sobrevivência de células malignas, seu desenvolvimento e migração. A atuação do CXCL12 e de seu receptor pode ser influenciada por polimorfismos genéticos presentes em regiões que podem alterar a regulação pós-transcricional de suas proteínas. Os dados na literatura sobre papel destes polimorfismos na infecção pelo HPV e no desenvolvimento de lesões cervicais bem como do câncer de colo de útero ainda são escassos. Desta forma, faz-se necessário o desenvolvimento de pesquisas acerca destes polimorfismos para um melhor entendimento de sua atuação na imunopatogênese da infecção pelo HPV e o desenvolvimento de câncer de colo uterino. Assim o objetivo geral deste estudo é avaliar a influência de polimorfismos nos genes CXCL12 e CXCR4 na infecção por HPV e no desenvolvimento das lesões intraepiteliais escamosas (de baixo e alto grau) e do câncer invasivo.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Kleber Paiva Trugilo - Integrante / Michelle Mota Sena - Integrante / Ana Paula Lombardi Pereira - Integrante / Nadia Calvo Martins Okuyama - Integrante / Maria Angelica Ehara Watanabe - Integrante / Karen Brajão de Oliveira - Coordenador / Fernando Cezar dos Santos - Integrante / Adriano Martin Felis Aranome - Integrante / Rodolfo Sanches Ferreira - Integrante / Gabriela Cristine Queiroz Maria - Integrante / Aline Esposito - Integrante.

  • 2017 - Atual

    TGFB: possível marcador molecular de susceptibilidade para progressão das lesões cervicais induzidas pelo Papilomavírus Humano (HPV), Descrição: A infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV) e a manutenção de vias inflamatórias estão envolvidas na patogênese das lesões pré-malignas e do câncer de colo do útero. No microambiente da infecção, várias citocinas são produzidas e influenciam direta e indiretamente a persistência das lesões cervicais e a progressão para o câncer. Neste contexto, o fator de transformação do crescimento (TGFB), uma citocina reguladora do crescimento e diferenciação celular, possui um papel paradoxal e atua tanto na supressão como na progressão do tumor, promovendo crescimento, diminuição da apoptose e facilitando a invasão e metástase. Polimorfismos no gene TGFB1, tanto em região reguladora (rs1800468 e rs1800469) como no peptídeo sinal (rs1800470 e rs1800471) e em região promotora do gene do receptor 2 de TGFB (rs3087465) têm sido associados à susceptibilidade a certos tipos de cânceres, devido ao fato de poderem alterar a expressão e produção destas proteínas. A associação destes polimorfismos à infecção por HPV ou ao câncer de colo do útero ainda não está bem estabelecida. Contudo, resultados prévios de nosso laboratório mostraram que estes polimorfismos podem aumentar a susceptibilidade à infecção por HPV e ao desenvolvimento de lesões intraepiteliais de alto grau. Assim, somando-se a importância epidemiológica do câncer cervical, que corresponde à terceira neoplasia mais frequente no sexo feminino, ficando atrás apenas do câncer de mama e de cólon e reto, com 16.340 novos casos estimados para o ano de 2016 no Brasil, e sua relação com o HPV, o presente estudo pretende avaliar a presença do HPV em mulheres atendidas em programas de prevenção ao câncer cervical do setor público de saúde da região norte do Paraná e no Hospital do Câncer de Londrina por meio de metodologia específica e sensível, a PCR, visando também à associação de dados demográficos e análise dos fatores de risco que contribuem para a exposição da população ao HPV, bem como os determinantes da manutenção da infecção. Objetiva-se, ainda, avaliar a influência destes quatro polimorfismos do gene TGFB1 e do polimorfismo do gene TGFBR2, sozinhos e combinados, em mulheres infectadas pelo HPV em vários estágios de desenvolvimento de lesões, a fim de elaborar um painel de genótipos que poderiam vir a ser utilizados como marcadores moleculares de susceptibilidade para a infecção pelo HPV e também para a carcinogênese cervical na prática clínica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Kleber Paiva Trugilo - Integrante / Michelle Mota Sena - Integrante / Ana Paula Lombardi Pereira - Integrante / Nadia Calvo Martins Okuyama - Integrante / Maria Angelica Ehara Watanabe - Integrante / Karen Brajão de Oliveira - Coordenador / Fernando Cezar dos Santos - Integrante / Adriano Martin Felis Aranome - Integrante / Rodolfo Sanches Ferreira - Integrante / Gabriela Cristine Queiroz Maria - Integrante / Aline Esposito - Integrante / Aline Mie Nishimura - Integrante / José d'Oliveira Couto Filho - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Análise de Polimorfismos, Expressão e Produção das Proteínas TGFB1 e TGFBR2 em Mulheres HPV Positivas e Controles Saudáveis, Descrição: O câncer cervical é o segundo tipo de câncer mais frequente entre mulheres, ficando atrás apenas do câncer de mama. Estima-se que em 2014 foram notificados 15.590 novos casos no Brasil. Os Papilomavírus humano (HPV) são vírus da família Papilomaviridae, tendo sido identificados mais de 200 tipos virais, os quais são classificados de acordo com seu potencial carcinogênico em alto, baixo e risco indeterminado. Considera-se que a persistência do papilomavírus humano (HPV) é necessária para o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical (NIC) 2 e 3 bem como o câncer cervical. Contudo sabe-se que a interação entre tumor-hospedeiro é complexa, e sua compreensão implica no entendimento do microambiente tumoral-imunológico, uma vez que lesões cervicais provocadas pelo HPV podem ser limitadas pelo sistema imunológico assim como este pode contribuir para a sobrevivência, proliferação e propagação de células cancerígenas. Neste microambiente podemos destacar as células T regulatórias, que por meio da liberação de citocinas inibitórias, como o TGFB modulam a resposta imune no microambiente tumoral. Desta forma se torna extremamente importante a compreensão deste microambiente, em especial como o sistema imunológico modula a iniciação, formação, crescimento e progressão tumoral. Tendo em vista a importância epidemiológica do câncer de colo de útero e da relação do HPV com o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical, este estudo tem como objetivo compreender o papel do polimorfismo rs3087465 de TGFBR2, bem como dos polimorfismos rs1800468, rs1800469, rs1800470 e rs1800471 de TGFB1 isoladamente bem como de seus possíveis haplótipos sobre o sistema imune na patogênese da infecção pelo vírus HPV, a fim de se conhecer melhor o papel do TGFB na interação tumor-hospedeiro em pacientes portadoras do vírus HPV e no desenvolvimento do câncer cervical de acordo com diferentes genótipos e haplótipos. Adicionalmente será avaliada a presença do vírus em mulheres atendidas em programas de prevenção ao câncer cervical do setor público de saúde da Região Norte do Paraná, por meio de metodologia específica e sensível, que garanta um diagnóstico precoce da infecção, visando também à associação de dados demográficos, para análise dos fatores de risco que contribuem para a exposição da população ao vírus, bem como os determinantes de sua manutenção... , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Kleber Paiva Trugilo - Integrante / Stephanie Badaró Garcia - Integrante / Guilherme César Martelossi Cebinelli - Integrante / Nathalia Tatakihara - Integrante / Michelle Mota Sena - Integrante / Nadia Calvo Martins Okuyama - Integrante / Luis Fernando Lazaro Mangieri - Integrante / Karen Brajão de Oliveira - Coordenador / Fernando Cezar dos Santos - Integrante / Miriam Dibo - Integrante / Adriano Martin Felis Aranome - Integrante / Rodolfo Sanches Ferreira - Integrante.

  • 2015 - 2019

    Análise dos Polimorfismos -3279 (A/C) e -924 (A/G) e da Expressão do FOXP3 em Mulheres HPV Positivas e Controles Saudáveis, Descrição: O câncer do colo do útero é o terceiro tipo mais incidente de câncer diagnosticado em mulheres no Brasil (INCA 2014). Sabe-se que a resposta imune desempenha um importante papel na resolução da infecção pelo HPV, mas algumas infecções podem não ser eliminadas e persistir por vários anos . O fator de transcrição FOXP3 desempenha um importante papel no desenvolvimento de células Treg e está envolvido na sua função e regulação. Vários estudos tem demonstrado que polimorfismos de um único nucleotídeo (SNPs) da região promotora do gene FOXP3 podem alterar sua expressão gênica pela mudança da especificidade de ligação de fatores de transcrição à sítios de ligação e modificar a cinética da transcrição. O que poderia ter consequências para o desenvolvimento de uma resposta imune antitumoral eficiente. Em virtude da importância epidemiológica e da relação do HPV com o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical, este estudo tem como objetivo avaliar os aspectos imunológicos e das células T regulatórias (Treg) na interação tumor-hospedeiro em pacientes com câncer cervical bem como verificar a presença do vírus em mulheres atendidas em programas de prevenção ao câncer de colo de útero do setor público de saúde da Região Norte do Paraná, e identificar os tipos virais mais prevalentes na região... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Kleber Paiva Trugilo - Integrante / Stephanie Badaró Garcia - Integrante / Guilherme César Martelossi Cebinelli - Integrante / Nathalia Tatakihara - Integrante / Michelle Mota Sena - Integrante / Ana Paula Lombardi Pereira - Integrante / Nadia Calvo Martins Okuyama - Integrante / Luis Fernando Lazaro Mangieri - Integrante / Karen Brajão de Oliveira - Coordenador / Fernanda Costa Brandão Berti - Integrante / Fernando Cezar dos Santos - Integrante.

  • 2013 - 2015

    Prevalência e Genotipagem de HPV e sua Possível Associação com o Gene Foxp3: Implicações no Microambiente Tumoral, Descrição: O câncer cervical é o segundo tipo de câncer mais frequente entre mulheres, ficando atrás apenas do câncer de mama. Estima-se que em 2012 foram notificados 17.540 novos casos no brasil. Os Papilomavírus humano (HPV) são vírus da família papilomaviridae, tendo sido identificados mais de 100 tipos virais, os quais são classificados de acordo com seu potencial carcinogênico em alto, baixo e risco indeterminado. Considera-se que a persistência do papilomavírus humano (HPV) é necessária para o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical (nic) 2 e 3 bem como o câncer cervical. Contudo sabe-se que a interação entre tumor ? hospedeiro é complexa, e sua compreensão implica no entendimento do microambiente tumoral-imunológico, uma vez que lesões cervicais provocadas pelo HPV podem ser limitadas pelo sistema imunológico assim como este pode contribuir para a sobrevivência, proliferação e propagação de células cancerígenas. Neste microambiente podemos destacar as células t regulatórias, que por meio da liberação de citocinas inibitórias modulam a resposta imune no microambiente tumoral. Desta forma se torna extremamente importante a compreensão deste microambiente, em especial como o sistema imunológico modula a iniciação, formação, crescimento e progressão tumoral. Tendo em vista a importância epidemiológica do câncer de colo de útero e da relação do hpv com o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical, este estudo tem como objetivo avaliar a presença do vírus em mulheres atendidas em programas de prevenção ao câncer cervical do setor público de saúde da região norte do paraná, por meio de metodologia específica e sensível, que garanta um diagnóstico precoce da infecção, visando também à associação de dados demográficos, para análise dos fatores de risco que contribuem para a exposição da população ao vírus, bem como os determinantes de sua manutenção. Adicionalmente objetiva-se compreender o papel do sistema imune no controle e iniciação tumoral, bem como na sua formação, crescimento e progressão, em especial avaliar o papel das células t regulatórias (tregs) na interação tumor-hospedeiro em pacientes portadoras do vírus HPV e no desenvolvimento do câncer cervical.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Kleber Paiva Trugilo - Integrante / Stephanie Badaró Garcia - Integrante / Guilherme César Martelossi Cebinelli - Integrante / Nathalia Tatakihara - Integrante / Michelle Mota Sena - Integrante / Ana Paula Lombardi Pereira - Integrante / Nadia Calvo Martins Okuyama - Integrante / Maria Angelica Ehara Watanabe - Integrante / Karen Brajão de Oliveira - Coordenador / Vania Darc de Castro - Integrante / Alexandre Tadachi Morey - Integrante / Milena Salles Junqueira - Integrante / Sídnei de Andrade Dias - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2017

    Diagnóstico Molecular do Papilomavírus Humano (HPV): Prevalência e Genotipagem Viral na População da Região Norte do Paraná, Descrição: O câncer cervical é o segundo tipo de câncer mais frequente entre mulheres, ficando atrás apenas do câncer de mama. Estima-se que em 2012 sejam notificados 17.540 novos casos no brasil. Os papilomavírus humano (HPV) são vírus da família papilomaviridae, tendo sido identificados mais de 100 tipos virais, os quais são classificados de acordo com seu potencial carcinogênico em alto, baixo e risco indeterminado. Considera-se que a persistência do papilomavírus humano (HPV) é necessária para o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical (nic) 2 e 3 bem como o câncer cervical. Assim como evidências epidemiológicas sugerem que a co-infecção HPV / chlamydia trachomatis desempenha um papel central do desenvolvimento do câncer cervical. Infecções por chlamydia trachomatis estão entre as principais doenças bacterianas sexualmente transmissíveis em todo o mundo. De acordo com o ministério da saúde (2011), no brasil, a estimativa de infecções por transmissão sexual desta bactéria é de aproximadamente 2 milhões, a cada ano. Contudo, devido ao caráter assintomático da infecção, a sua real prevalência e incidência não são conhecidos. A presença do vírus HPV é sugerida em exames de prevenção para o câncer de colo de útero, e confirmadas apenas por testes moleculares. A agência nacional de vigilância sanitária (ANVISA) considera o método de captura híbrida como padrão ouro na detecção e genotipagem do HPV, contudo, este método permite a identificação de apenas alguns dos tipos virais considerados de baixo risco e alto risco oncogênico. Desta forma a reação em cadeia da polimerase (PCR) é a metodologia mais sensível na identificação do dna do HPV, por permitir a detecção de todos os tipos virais encontrados na amostra. A detecção de Chlamydia trachomatis é realizada em cultura de células mccoy, sendo este considerado padrão ouro para seu diagnóstico, contudo, este método de diagnóstico é trabalhoso e exige técnicos de laboratório com elevada experiência, o que torna o método demorado e de custo elevado. Como opção ao diagnóstico, técnicas de amplificação de ácidos nucléicos tem sido desenvolvidas, apresentando tempo de realização relativamente curto, comparado a outros métodos, a apresentam a vantagem de sua elevada sensibilidade e especificidade. Tendo em vista a importância epidemiológica do câncer de colo de útero e da relação do HPV / Chlamydia trachomatis com o desenvolvimento de neoplasia intraepitelial cervical, este estudo tem como objetivo avaliar a presença dos microorganismos em mulheres atendidas em programas de prevenção ao câncer cervical do setor público de saúde da região norte do paraná, por meio de metodologia específica e sensível, o PCR, o qual pode ser utilizado em diagnóstico precoce das infecções, visando também à associação de dados demográficos, para análise dos fatores de risco que contribuem para a exposição da população aos mesmos, bem como os determinantes de sua manutenção.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Érica Romão Pereira - Integrante / Kleber Paiva Trugilo - Integrante / Stephanie Badaró Garcia - Integrante / Guilherme César Martelossi Cebinelli - Integrante / Nathalia Tatakihara - Integrante / Michelle Mota Sena - Integrante / Ana Paula Lombardi Pereira - Integrante / Nadia Calvo Martins Okuyama - Integrante / Luis Fernando Lazaro Mangieri - Integrante / Maria Angelica Ehara Watanabe - Integrante / Karen Brajão de Oliveira - Coordenador / Alda Fiorina Maria Losi Guembarovski - Integrante / Bruna Karina Banin Hirata - Integrante / Carlos Eduardo Coral de Olivera - Integrante / Carolina Batista Ariza - Integrante / Clodoaldo Zago Campos - Integrante / Julie Massayo Maeda Oda - Integrante / Leandra Fiori Lopes - Integrante / Patricia Midori Murobushi Ozawa - Integrante / Roberta Losi Guembarovski - Integrante / Vania Darc de Castro - Integrante., Financiador(es): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Prêmios

2016

Co-autoria na premiação Ademílson Espencerde de 1 lugar: Alelos polimórficos que conferem maior produção de TGFBI e maior expressão de IL-10 são fatores de risco para a infecção pelo HPV, XXI Curso de Verão em Genética, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

2016

Co-autoria na premiação de melhor pôster (1 lugar): Associação dos polimorfismos do TGFBI (rs1800470 e rs1800471) e do TGFBRII (rs3087465) confere proteção à lesões causadas pelo HPV., VIII Curso de Inverno em Imunologia - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP..

2016

Co-autoria no trabalho: Análise sociodemográfica de mulheres infectadas pelo Papilomavírus humano (HPV) em Londrina - PR. 3 Melhor trabalho científico no, 1° Congresso Sulbrasileiro de Infectologia, Sociedade Brasileira de Infectologia.

2015

Prêmio Boas Práticas Solidárias na Semana do Estudante Ingressante, Universidade Estadual de Londrina.

2014

Prêmio Boas Práticas Solidárias na Semana do Estudante Ingressante, Universidade Estadual de Londrina.

Histórico profissional

Endereço profissional

  • Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral. , Universidade Estadual de Londrina, Jardim Portal de Versalhes 1, 86055900 - Londrina, PR - Brasil, Telefone: (43) 33715149, Ramal: 5149

Experiência profissional

2019 - Atual

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2018 - 2019

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsa Apoio Técnico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Bolsa de apoio técnico na Chamada Pública 01/2016 - Programa Pesquisa para o Sistema Único de Saúde: Gestão Compartilhada em Saúde - PPSUS Edição 2015, conforme CONVÊNIO N 043.2017, PROTOCOLO N 48.056- SIT. 32456.

2016 - 2017

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 8

Outras informações:
Bolsista junto ao Projeto/Programa de Extensão cadastrado sob o n 1986, intitulado: "DETECÇÃO E GENOTIPAGEM DO VÍRUS HPV NA POPULAÇÃO DA REGIÃO NORTE DO PARANÁ". Sob orientação da Profª Drª Karen Brajão de Oliveira no Laboratório de Genética Molecular e Imunologia do departamento de Ciências Patológicas.

2015 - 2016

Universidade Estadual de Londrina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 920

Outras informações:
Bolsista junto ao Projeto/Programa de Extensão cadastrado sob o n 1986, intitulado: "DETECÇÃO E GENOTIPAGEM DO VÍRUS HPV NA POPULAÇÃO DA REGIÃO NORTE DO PARANÁ." Sob orientação da Profª Drª Karen Brajão de Oliveira no Laboratório de Genética Molecular e Imunologia do departamento de Ciências Patológicas.

Atividades

  • 03/2019

    Pesquisa e desenvolvimento, Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Linhas de pesquisa

  • 03/2019

    Pesquisa e desenvolvimento, Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.,Linhas de pesquisa

  • 08/2019 - 08/2019

    Ensino, Especialização em Genética Aplicada, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Aulas expositivas na disciplina de Técnicas em Biologia Molecular para Especialização em Genética Aplicada, realizadas durante a disciplina de Estágio de Docência na Graduação I

  • 08/2014 - 02/2019

    Pesquisa e desenvolvimento, Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Patologia Geral.,Linhas de pesquisa

  • 04/2017 - 08/2017

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Monitora da disciplina 6BIO078 - Biologia Celular e Molecular

  • 04/2017 - 08/2017

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Monitora da disciplina de 5PAT030 - Imunologia Básica

  • 07/2014 - 07/2017

    Direção e administração, Centro de Ciências Biológicas.,Cargo ou função, Representante Discente do Colegiado de Biomedicina.

  • 01/2017

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Aulas expositivas nas disciplinas de Biologia Celular e Histologia II, realizadas durante a disciplina de Metodologia e Prática em Ação Docente