Luciana Montes Rezende

Bacharel em Biomedicina pela Universidade de Uberaba-UNIUBE (2012). Atuou em Análises Clínicas 2007 a 2011. Realizou Aprimoramento Profissional/Especialização em Genética Molecular e Citogenética na Faculdade de Ciências Médicas-Unicamp (2013). Mestra em Ciências Biomédicas (2015) pela Faculdade de Ciências Médicas-Unicamp (2015), com atuação em genética molecular e oncologia. Doutora em Ciências na área de concentração Genética Médica pela Faculdade de Ciências Médicas-Unicamp (2019), com foco no estudo de quimiorresistência no câncer de mama.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências Médicas

2015 - 2019

Universidade Estadual de Campinas
Título: MicroRNAs associados ao grau histológico, tipo histológico e quimiorresistência em mulheres com carcinoma de mama
Carmen Silvia Bertuzzo. Coorientador: Fernando A L Marson; Sophie F M Derchain. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: neoplasias da mama; quimioterapia; microRNA.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cancerologia. Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Ginecologia e Obstetrícia. Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.

Mestrado em Ciências Médicas

2013 - 2015

Universidade Estadual de Campinas
Título: Polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco para o câncer de mama esporádico,Ano de Obtenção: 2015
Carmen Silvia Bertuzzo.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Câncer de mama; ácido fólico; receptor de estrógeno; gene modificador.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cancerologia. Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.

Especialização em Genética Molecular e Citogenética

2012 - 2013

Universidade Estadual de Campinas
Título: Gravidade da fibrose cística pode ser modulada por polimorfismos (rs553668 e rs10885122) no gene ADRA2A?
Orientador: Carmen Silvia Bertuzzo
Bolsista do(a): Fundação do Desenvolvimento Administrativo, FUNDAP, Brasil.

Graduação em Biomedicina

2006 - 2011

Universidade de Uberaba
Título: Avaliação laboratorial do perfil de interleucinas na evolução clínica de diferentes patologias humanas
Orientador: Marcelo Fernandes da Silva

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Edição precisa de genoma em modelos animais para utilização na medicina. (Carga horária: 40h). , Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP, FZEA-USP, Brasil.

2013 - 2013

Lesôes no DNA: mecanismos de reparo e mutagênese. (Carga horária: 3h). , Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.

2012 - 2012

Noções Básicas de Sequenciamento de DNA. (Carga horária: 8h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em Saúde em Foco. (Carga horária: 30h). , Universidade de Uberaba, UNIUBE, Brasil.

2011 - 2011

Dualidade do sistema imunológico frente ao câncer. (Carga horária: 6h). , Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.

2008 - 2008

Síndromes genéticas e câncer: aplicação de técnica. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Humana e Médica.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica/Especialidade: Cancerologia.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Anatomia Patológica e Patologia Clínica.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

REZENDE, L. M. ; LOPES, I. C. R. ; SILVA, L. G. ; TIRONE, N. R. . IV Jornada de Atualização em Diabetes Mellitus do Triângulo Mineiro, VI Curso Introdutório à Liga de Diabetes do Curso de Medicina, III Curso Introdutório à Liga de Diabetes e Hipertensão Arterial do Curso de Biomedicina (UNIUBE). 2011. (Outro).

REZENDE, L. M. . III Congressso de Biomedicina e Ciências da Saúde I Encontro das Ligas Acadêmicas do Curso de Biomedicina. 2010. (Congresso).

REZENDE, L. M. . III Jornada de Atualização em Diabetes Mellitus do Triângulo Mineiro, V Curso Introdutório à Liga de Diabetes do Curso de Biomedicina, II Curso Introdutório à Liga de Diabetes e Hipertensão Arterial do Curso de Biomedicina. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Genética 2017 - Brazilian International Congress of Genetics. 2017. (Congresso).

II Bienal Internacional de Oncologia. 2014. (Seminário).

59 Congresso Brasileiro de Genética. 2013. (Congresso).

II Congresso Brasileiro das Ligas de Cancerologia. 2013. (Congresso).

qPCR User Meeting. 2013. (Simpósio).

6a Jornada de Patologia Clínica Medicina Laboratorial de Campinas. 2011. (Seminário).

I Jornada de Microbiologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. 2011. (Seminário).

I Simpósio de Primeiros Socorros. 2011. (Simpósio).

IV Jornada de Atualização em Diabetes Mellitus do Triângulo Mineiro, VI Curso Introdutório à Liga de Diabetes do Curso de Medicina, III Curso Introdutório à Liga de Diabetes e Hipertensão Arterial do Curso de Biomedicina (UNIUBE). 2011. (Seminário).

VIII Encontro Mineiro de Biomedicina. 2011. (Encontro).

IV Curso Introdutório à Liga de Diabetes do Curso de Medicina, I Curso Introdutório à LIga de Diabete e Hipertensão Arterial do Curso de Biomedicina. 2008. (Seminário).

V Encontro Mineiro de Biomedicina e V Encontro de Biomedicina. 2008. (Encontro).

II Curso Introdutório à LIga Acadêmica Análises Clínicas. 2007. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Milena Simioni

STEINER, C. E.; BONADIA, L. C.; TORRES, F. R.; Secolin R;SIMIONI, Milena. "Metilação no promotor do gene BRCA1 e polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco do câncer de mama esporádico". 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Antonia Paula Marques-de-Faria

MARQUES-DE-FARIA, A.P.; YUNES, J. A.; GERALDO, M. V.. Identificação de metilação e silenciamento em genes supressores tumorais envolvidos na etiologia do câncer de mama esporádico. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Murilo Vieira Geraldo

FARIA, A. P. M.; YUNES, J. A.;GERALDO, M. V.. Identificação de metilação e silenciamento em genes supressores tumorais envolvidos na etiologia do câncer de mama esporádico. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Mônica Barbosa de Melo

BERTUZZO, C. S.; GONÇALVES, M. S.;MELO, M.B.. Polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de rsico do câncer de mama esporádico. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Rodrigo Secolin

STEINER, C. E.; BONADIA, L. C.;TORRES, F. R.SECOLIN, R.; SIMIONI, M.. Metilação no promotor do gene BRCA1 e polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco do câncer de mama esporádico. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Carlos Eduardo Steiner

STEINER, CARLOS EDUARDO; BONADIA, L. C.; TORRES, F.R.. Metilação no promotor do gene BRCA1 e polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco do câncer de mama esporárdico. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Gustavo Jacob Lourenço

BERTUZZO, C. S.LOURENÇO, G. J.; Porcari AM; Rocha RM; Santos SHR. MicroRNAs associados à extensão da doença, tipo histológico e quimiorresistência em mulheres com carcinoma de mama. 2019. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

José Andrés Yunes

YUNES, JA; FARIA, A. P. M.; GERALDO, M. V.. Identificação de metilação e silenciamento em genes supressores tumorais envolvidos na etiologia do câncer de mama esporádico. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Fábio Rossi Torres

Bertuzzo CS; GONCALVES, M. S.; Melo, M.B.;TORRES, F. R.. Polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco do cancêr de mama esporádico (suplente). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Fábio Rossi Torres

STEINER, C. E.; BONADIA, L. C.;TORRES, F. R.. Metilação no promotor do gene BRCA1 e polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco do câncer de mama esporádico. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas.

Andréia de Melo Porcari

BERTUZZO, C. S.; LOURENCO, G. J.;PORCARI, ANDREIA M.; ROCHA, R. M.; SANTOS, S. H. R.. MICRORNAS ASSOCIADOS À EXTENSÃO DA DOENÇA, TIPO HISTOLÓGICO E QUIMIORRESISTÊNCIA EM MULHERES COM CARCINOMA DE MAMA. 2019 - FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS - UNICAMP.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carmen Sílvia Bertuzzo

Metilação No Promotor Do Gene Brca1 e Polimorfismos Nos Genes Esr1, Esr2, Pgr e Mthfr Como Fatores De Risco Para O Câncer De Mama Esporádico; 2013; Dissertação (Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carmen Sílvia Bertuzzo;

Sophie Françoise Mauricette Derchain

MicroRNAs associados ao grau histológico, tipo histológico e quimiorresistência em mulheres com carcinoma de mama; 2019; Tese (Doutorado em Clínica Médica) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Sophie Françoise Mauricette Derchain;

Fernando Augusto de Lima Marson

Metilação do promotor do gene BRCA1 e polimorfismos nos genes ESR1, ESR2 e MTHFR como fatores de risco do câncer de mama esporádico; 2014; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Fernando Augusto de Lima Marson;

Fernando Augusto de Lima Marson

MicroRNAs associados à extensão da doença, tipo histológico e quimiorresistência em mulheres com carcinoma de mama; 2019; Tese (Doutorado em Doutorado em Ciências Médicas) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Fernando Augusto de Lima Marson;

Fernando Augusto de Lima Marson

Polimorfismo c-20G no gene DEFB1 como modificador da gravidade da fibrose cística; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Aprimoramento Profissional da Faculdade de Ciência) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Fernando Augusto de Lima Marson;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • VENCATTO, ROBY WILL ; RAMALHO, SUSANA ; MARSON, FERNANDO AUGUSTO LIMA ; Rezende, Luciana Montes ; PEREIRA, STÉPHANIE VILLA-NOVA ; BONADIA, LUCIANA CARDOSO ; LIMA, CARMEN SILVIA PASSOS ; BERTUZZO, CARMEN SILVIA . ABCB1 variants (C1236T, rs1128503 and G2677T/A, rs2032582) do not show an association with recurrence and survival in patients with breast cancer undergoing anthracycline-based chemotherapy. META GENE , v. 21, p. 100596, 2019.

  • Rezende, L. M. ; REIS, A. T. ; SILVA, M. F. . Avaliação laboratorial das interleucinas: prognóstico e monitoramento de diferentes doenças humanas. Revista Brasileira de Análises Clínicas , v. 46, p. 14, 2014.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2013 - 2015

    RELAÇÃO DE POLIMORFISMOS NO GENE ABCB1 COM A RESPOSTA A QUIMIOTERÁPICOS NO CÂNCER DE MAMA, Descrição: Câncer é uma doença genética e consiste em uma neoplasia resultante de uma proliferação celular sem controle. O câncer de mama, que é classificado mundialmente como o segundo tipo de câncer mais frequente e também o mais comum entre as mulheres, assim como os demais tipos, compreende um grupo de patologias das quais suas causas são multifatoriais, sendo neste caso, a influência e conseguinte a interação, de fatores genéticos e ambientais, estes ainda não totalmente elucidados. Em relação à carcinogênese mamária, o principal fator envolvido, em termos genéticos, são alterações de genes supressores tumorais. O tratamento atual do câncer de mama pode ser local (cirurgia e radioterapia) e sistêmico (quimioterapia, terapia hormonal e terapia biológica). A utilização de compostos químicos aplicados ao tratamento do câncer é denominada quimioterapia antineoplásica e estes agentes afetam tanto as células neoplásicas quanto as normais, entretanto, seu dano maior é nas células malignas. Os quimioterápicos se classificam de acordo com sua atuação no ciclo celular. O efeito terapêutico e tóxico dos quimioterápicos depende da concentração plasmática da droga e do tempo de sua exposição, sendo que a toxicidade dos quimioterápicos possui variabilidade para diversos tecidos e também depende da droga que é utilizada. Sabe-se que a resposta aos medicamentos, sofre variações em determinados pacientes, tanto na sua resposta terapêutica, quanto na toxicidade gerada. Estas variações podem decorrer de alguns fatores como: doenças, farmacocinética e farmacodinâmica diferenciadas, fatores ambientais e genéticos. Analisando que a participação de fatores genéticos pode influenciar na eficácia e segurança de um medicamento, a farmacogenética e a farmacogenômica vem sendo estimuladas recentemente e ambas envolvem o estudo do desempenho gerado pela variação herdada de cada individuo, frente à resposta fenotípica de drogas tais como sua toxicidade Em determinadas populações, polimorfismos podem levar a respostas anormais de um medicamento por induzir peculiaridades na farmacocinética ou farmacodinâmica do mesmo. Em muitos medicamentos em uso, os transportadores de drogas, são importantes na questão de absorção, acumulação no tecido e eliminação do organismo, podendo estes influenciar na eficácia/toxicidade da droga. O gene de ABCB1 é o responsável pela codificação da glicoproteína-P da membrana celular, sendo esta, transportadora responsável pelo efluxo celular de uma variedade de drogas, xenobióticos, metabólitos celulares e agentes anticancerígenos estruturalmente independentes. Estudos anteriores mostraram que um polimorfismo de SNP, localizado no éxon 26 na posição 3435, conhecido também como C3435T, gerou diminuição dos níveis de mRNA, expressão e atividade da glicoproteína-P. Este polimorfismo é considerado o mais importante e ainda relata-se que a elevada expressão da glicoporteína-P em células tumorais, mostrou correlação com uma má resposta a quimioterapia e mau prognóstico. Outros polimorfismos neste mesmo gene ABCB1, como o C1236T e G2677T/A, também estão em estudos para se verificar se existe uma relação com a atividade desta glicoproteína-P e com isso uma correlação no tratamento quimioterápico. No presente estudo foram analisadas amostras de DNA genômico de pacientes com diagnóstico de câncer de mama que já efetuaram tratamento ou estão no momento em tratamento. Foi efetuada a análise dos dados clínicos do paciente para avaliar o esquema quimioterápico. Para a detecção da presença do Polimorfismo do gene ABCB1 C1236T, foi realizada a técnica de PCR alelo-específico. Os resultados foram analisados estatisticamente através do software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) vs21.0.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Luciana Montes Rezende - Integrante / Fernando Augusto Lima Marson - Integrante / Carmen Silvia Bertuzzo - Coordenador / Roby Will Vencatto - Integrante.

  • 2013 - 2015

    METILAÇÃO NO PROMOTOR DO GENE BRCA1 E POLIMORFISMOS NOS GENES ESR1, ESR2, PGR E MTHFR COMO FATORES DE RISCO PARA O CÂNCER DE MAMA ESPORÁDICO, Descrição: A maioria dos casos de Câncer de Mamam (CM) ocorre esporadicamente sem que haja mutações em genes supressores tumorais, o que sugere a ocorrência de outros mecanismos, tais como, o processo de metilação na região promotora destes genes. Pesquisas recentes encontraram relação entre a metilação no promotor do gene BRCA1, as características histológicas dos tumores, prognóstico e sobrevida dos pacientes. No entanto, é certo que existam outras vias moleculares que predisponham os indivíduos ao desenvolvimento e à gravidade destes tumores. No presente estudo será associada presença de metilação no promotor do gene BRCA1 com polimorfismos nos genes de receptores de estrógeno e progesterona, e no gene MTHFR que participa do metabolismo do folato, na população brasileira. Trabalhos semelhantes foram realizados em outros países, apresentando resultados conflitantes quanto a sua influência no risco de CM. Isto indica a necessidade de esclarecer o papel dos polimorfismos nestes genes e na etiologia do CM esporádico em nossa população. Se forem confirmadas as hipóteses, tais parâmetros poderão ser utilizados para: prever a predisposição dos indivíduos ao desenvolvimento de CM; caracterizar a evolução e a gravidade naqueles pacientes diagnosticados; e direcionar as estratégias terapêuticas para o melhor acompanhamento dos pacientes, fornecendo subsídios para melhorar a qualidade de vida. Nesse contexto, o objetivo do estudo é avaliar a associação entre CM esporádico com mecanismos epigenéticos de silenciamento no gene BRCA1 e polimorfismos em genes que codificam os receptores de estrógeno (ESR1 e ESR2), progesterona (PGR) e em gene responsável pelo metabolismo do folato (MTHFR). Tendo como aspectos pontuais: (i) Detectar a presença de metilação na região promotora do gene BRCA1 em pacientes diagnosticados com CM esporádico; (ii) Verificar a frequência dos polimorfismos: G2014A no gene ESR1, A1730G no gene ESR2, G660C no gene PGR, C677T e A1298C no gene MTHFR em pacientes com diagnóstico de CM esporádico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) . , Integrantes: Luciana Montes Rezende - Integrante / Fernando Augusto Lima Marson - Integrante / Carmen Silvia Bertuzzo - Coordenador / Carmen Silvia Passos Lima - Integrante.

  • 2012 - 2015

    Associação entre polimorfismos de genes moduladores em crianças e adolescentes com asma alérgica e não alérgica ? leve, moderada e grave, Descrição: Apesar de muitos estudos realizados nos últimos anos, ainda não se sabe como ocorre à expressão da asma, porém é de conhecimento que diversos genes, fatores ambientais, incluindo a condição sócio-econômica, atuam na gravidade e etiologia da doença. O entendimento da interação genética que condiciona a asma alérgica e não alérgica é pouco conhecido. Poucos estudos, considerando caracteres genéticos, analisaram, até o momento, a resposta inflamatória neutrofílica e eosinofílica na asma. Em nosso estudo, selecionamos polimorfismos em genes moduladores, anteriormente descritos como possíveis atuantes em vias metabólicas que influem na asma. A elucidação de algumas vias bioquímicas que influem no fenótipo da asma, fator que pode contribuir para um futuro aperfeiçoamento nas estratégias terapêuticas de combate a esta doença e maior entendimento da asma na população brasileira poderão ser elucidados. Conhecendo-se o perfil de polimorfismos de nossos pacientes com asma, os dados gerados poderão ser utilizados para futuros projetos de farmacogenômica e possibilitar ganho no entendimento dessa complexa doença quanto às vias metabólicas que influem em sua dinâmica e apresentação clínica, incluindo a presença de asma alérgica e não alérgica, e o grau de gravidade da doença... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Luciana Montes Rezende - Integrante / Fernando Augusto Lima Marson - Integrante / Jose Dirceu Ribeiro - Integrante / Tania Kawasaki de Araújo - Integrante / Adyleia Aparecida Dalbo Contrera Toro - Integrante / BERTUZZO, CARMEN SÍLVIA - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa., Número de produções C, T & A: 16

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. , Avenida Orozimbo Maia, 165, Vila Itapura, 13023101 - Campinas, SP - Brasil, Telefone: (0) 0

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - 2017

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária em docência, Carga horária: 8

Outras informações:
Aluna do Programa de Ensino em Docência com atuação como estagiária da disciplina Genética Aplicada à Fonoaudiologia. Durante o período, ministrou e auxiliou no planejamento das aulas expositivas, auxiliou na elaboração e correção de atividades dos alunos.

2016 - 2016

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário em docência, Carga horária: 8

Outras informações:
Aluna do Programa de Ensino em Docência com atuação como estagiária da disciplina Genética Aplicada à Fonoaudiologia. Durante o período, ministrou e auxiliou no planejamento das aulas expositivas, auxiliou na elaboração e correção de atividades dos alunos.

2014 - 2014

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário em docência, Carga horária: 8

Outras informações:
Participante do Programa de Estágio Docente do Programa de Pós-Graduação da Unicamp. Como estagiário da disciplina FR407-Genética Médica do curso de Graduação em Farmácia, desempenha funções de: controle de frequência dos alunos; auxílio aos professores com o material áudio visual e didático utilizado nas aulas; confecção, aplicação e correção de atividades avaliativas; plantão de dúvidas para os alunos.

2012 - 2013

Universidade Estadual de Campinas

Vínculo: Aluno pós-graduação, Enquadramento Funcional: Aprimoramento Profissional/Especialização, Carga horária: 40

Outras informações:
Aprimoranda no Laboratório de Genética Molecular e Laboratório de Citogenética da Faculdade de Ciências Médicas.

2011 - 2011

Universidade de Uberaba

Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Aluno, Carga horária: 15

Outras informações:
Estágio em Análises Clínicas realizado no laboratório clínico desta instituição nos setores: Administração/Coleta de Materiais, Bioquímica, Hematologia, Imunologia, Microbiologia, Parasitologia, Urinálise.

2008 - 2008

Universidade de Uberaba

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 10

Outras informações:
Monitoria no componente curricular Formação Profissional II, do Curso de Biomedicina.

Atividades

  • 02/2009 - 12/2011

    Outras atividades técnico-científicas , UNIUBE, UNIUBE.,Atividade realizada, Liga Acadêmica de Diabetes e Hipertesão Arterial (LADHA) do curso de Biomedicina na qualidade de Diretora Científica..

  • 10/2009 - 10/2009

    Estágios , Hospital Universitário, .,Estágio realizado, pertinente á disciplina de Imaginologia, com a tuação na área de Radiologia..

2009 - 2011

LABORATÓRIO MEDICO ESPECIALIZADO LTDA

Vínculo: Empregatício, Enquadramento Funcional: Técnico de Laboratório, Carga horária: 44

Outras informações:
Atuação na área de imunologia e apoio técnico aos setores de bioquímica, hematologia, microbiologia, parasitologia e urinálise.

Atividades

  • 09/2007 - 05/2011

    Estágios , Laboratório Médico Especializado Ltda, .,Estágio realizado, Recepção e coleta de mateirais biológicos, bioquímica, hematologia, imunologia, microbiologia, parasitologia, urinálise.