Camila Pacheco Gomes

Graduanda do curso de Biotecnologia pela Universidade Federal da Bahia, Campus Anísio Teixeira, Instituto Multidisciplinar em Saúde, situada em Vitória da Conquista - Bahia. Foi bolsista pelo Programa de Educação Tutorial (PET) da Universidade Federal da Bahia no periodo de abril de 2014 a agosto de 2016, o qual desenvolvia atividades de extensão e Pesquisa referente a Avaliação da atividade antimicrobiana de plantas medicinais do Semi-árido da Bahia na inibição de fatores de virulência de Staphylococcus aureus resistentes a antibióticos.

Informações coletadas do Lattes em 28/04/2017

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Biotecnologia

2012 - Atual

Universidade Federal da Bahia

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2016 - 2016

Expressão Heteróloga de Proteínas. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2016 - 2016

Inglês Instrumental. (Carga horária: 46h). , Yelt Curso de Idiomas, YELT, Brasil.

2016 - 2016

Iniciação à Pesquisa Científica: fundamentos e procedimentos. (Carga horária: 16h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2015 - 2015

Produtos Naturais: Como chegamos aos medicamentos. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

2015 - 2015

GenePET. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

2015 - 2015

Biologia Molecular Aplicada ao Estudo de Micro-organismos. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

2014 - 2014

Vias de sinalização em câncer. (Carga horária: 6h). , Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, UESB, Brasil.

2013 - 2013

Meiose em Peixes: Teórico e Prática. (Carga horária: 5h). , Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, UESB, Brasil.

2013 - 2013

Aplicações da Expressão de Proteínas em Biotecnolo. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

2012 - 2012

Usos e aplicações biotecnológicas das algas. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

2012 - 2012

Vacinas: técnicas tradicionais e novas tecnologias. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

GOMES, C. P. ; MIRANDA, A. C. A. ; CEDRO, P. E. P. ; JARDIM, L. C. ; SOARES, L. R. S. ; BRITO, L. L. ; SANTOS, M. C. S. G. . ZIKALERTA: Uma abordagem epidemiológica e patogênica. 2016. (Outro).

GOMES, C. P. ; CEDRO, P. E. P. ; MIRANDA, A. C. A. ; SANTOS, M. C. S. G. ; LIMA, B. O. ; BRITO, L. L. ; YATSUDA, R. ; SOARES, L. R. S. . II InterPET Inovações no Ensino Superior. 2015. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

V Curso de Genética e Biologia Molecular. 2016. (Outra).

II InterPET Inovações no Ensino Superior. 2015. (Outra).

II Seminário de Pesquisa em Biotecnologia. 2015. (Seminário).

II Workshop de Empreendedorismo e Inovação do IMS/UFBA. 2015. (Outra).

Vivenciando a Universidade. Monitor. 2015. (Exposição).

X Reunião da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. 2015. (Outra).

X Reunião da Federação de Sociedades de Biologia Experimental.Avaliação da atividade antimicrobiana do extrato etanólico e frações do caule da Aeschynomene martii Mart sobre Staphylococus aureus resistentes a antibióticos. 2015. (Outra).

1º Interpet IMS/UFBA Novas Perspectivas. 2014. (Encontro).

Entendendo as ações dos PET's nos cenários de prática em Vitória da Conquista - Bahia. 2013. (Seminário).

I Seminário de Pesquisa em Biotecnologia. 2013. (Seminário).

I treinamento do portal de periódicos da CAPES. 2013. (Outra).

VIII Seminário de Segurança em Laboratórios: Biossegurança e Gerenciamentos de Resíduos na área da Saúde. 2013. (Seminário).

XV Simpósio de Citogenética e Genética de Peixes. 2013. (Simpósio).

II Semana de Biotecnologia do IMS/CAT/UFBA. 2012. (Outra).

II Workshop Melhoramento Genético em Plantas - GREMEP - UESB/UFBA. 2012. (Outra).

IV Seminário de Segurança em Laboratórios do IMS. 2012. (Seminário).

V Seminário de Segurança em Laboratórios - Gerenciamento de Resíduos. 2012. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Laize Tomazi

Monitoria da disciplina IMS028 - Técnicas em Biologia molecular; 2015; Orientação de outra natureza; (Biotecnologia) - Universidade Federal da Bahia; Orientador: Laize Tomazi;

Lucas Miranda Marques

Seleção, caracterização, purificação e avaliação da antigenicidade das proteínas recombinantes obtidas de Mycoplasma bovis; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Biologia e Biotecnologia de Microrganismos) - Universidade Estadual de Santa Cruz, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Regiane Yatsuda

Avaliação da Atividade Antimicrobiana e da Inibição de Fatores de Virulência de Staphylococcus aureus pelas Frações da Folha de Phanera flexuosa (Moric; ) L; P; Queiroz (Caesalpinioideae); 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biotecnologia) - Instituto Multidisciplinar em Saúde - Campus Anísio Teixeira - UFBA; Orientador: Regiane Yatsuda;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • MIRANDA, A. C. A. ; CEDRO, P. E. P. ; GOMES, C. P. ; HORA, B. N. ; SANTOS, A. C. ; FREITAS, L. M. ; TOMAZI, L. ; NISHIYAMA, P. B. . Livro pop-up como ferramenta de ensino em genética: compreensão dos camundongos GFP. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • GOMES, C. P. ; CEDRO, P. E. P. ; SOARES, L. R. S. ; CRUZ, M. P. ; YATSUDA, R. . Avaliação da atividade antimicrobiana do extrato etanólico e frações do caule da Aeschynomene martii Mart sobre Staphylococus aureus resistentes a antibióticos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CEDRO, P. E. P. ; GOMES, C. P. ; SOARES, L. R. S. ; BOMFIM, A. P. ; QUADROS, H. C. ; JARDIM, L. C. ; NERES, N. S. M. ; YATSUDA, R. . Avaliação da atividade antimicrobiana das frações das sementes de Caesalpinia leiostachya sobre Staphylococus aureus resistentes a antibióticos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • JARDIM, L. C. ; SANTOS, M. C. S. G. ; MIRANDA, A. C. A. ; CEDRO, P. E. P. ; BRITO, L. L. ; GOMES, C. P. ; SOARES, L. R. S. ; LIMA, B. O. ; QUADROS, H. C. ; NERES, N. S. M. ; YATSUDA, R. . Contribuição Acadêmica e Social do PET BIOTECNOLOGIA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CEDRO, P. E. P. ; LIMA, B. O. ; GOMES, C. P. ; JARDIM, L. C. ; Almeida, R. S. ; YATSUDA, R. . Avaliação da atividade antimicrobiana das frações das sementes de Caesalpinia var. ferrea sobre Staphylococcus aureus resistentes a antibióticos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • MIRANDA, A. C. A. ; CEDRO, P. E. P. ; SANTOS, M. C. S. G. ; BRITO, L. L. ; GOMES, C. P. ; QUADROS, H. C. ; SOARES, L. R. S. ; JARDIM, L. C. ; LIMA, B. O. ; Almeida, R. S. ; MACEDO, N. S. ; YATSUDA, R. . Curso Pré-ENEM PET Biotecnologia: Contribuição da Educação e Acesso ao Ensino Superior Público. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SANTOS, M. C. S. G. ; MIRANDA, A. C. A. ; CEDRO, P. E. P. ; BRITO, L. L. ; GOMES, C. P. ; SOARES, L. R. S. ; JARDIM, L. C. ; LIMA, B. O. ; Almeida, R. S. ; QUADROS, H. C. ; MACEDO, N. S. ; YATSUDA, R. . PET BIOTECNOLOGIA: CONTRIBUINDO PARA A FORMAÇÃO ACADÊMICA E SOCIAL. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • GOMES, C. P. ; SANTOS, G. S. ; MARQUES, L. M. ; CRUZ, M. P. ; YATSUDA, R. . Avaliação da Atividade Antimicrobiana do Extrato Etanólico e Frações das Folhas da Myracroruom urundeuva Allemão Sobre Staphylococus aureus Resistente a Antibióticos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • GOMES, C. P. ; RIBEIRO, I. S. ; LIBARINO, I. S. ; LIMA, L. L. ; CUNHA, J. R. B. ; LEAL, P. L. . Amilase e Pectinase produzidas por fungos filamentosos sob fermentação em estado sólido contendo palha de soja como substrato. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2013 - 2016

    Avaliação da atividade antimicrobiana de plantas medicinais do Semi-árido da Bahia na inibição de fatores de virulência de Staphylococcus aureus resistentes a antibióticos, Descrição: O uso indiscriminado dos antimicrobianos na comunidade e também no ambiente hospitalar é um fator de risco importante para aparecimento e disseminação da resistência microbiana (ANVISA, 2005). O Staphylococcus aureus é um importante patógeno que causa uma grande variedade de manifestações clínicas, tais como infecções de feridas, pneumonia, septicemia e endocardite. Agentes antimicrobianos beta-lactâmicos são os fármacos preferidos para o tratamento das infecções graves por S. aureus. No entanto, desde a introdução da meticilina no uso clínico, os S. aureus resistente à meticilina (MRSA) têm surgido como importantes patógenos hospitalares em todo o mundo (Chambers, 2001; Jones e Beach 2001; Hiramatsu 2002). O aumento da prevalência de S. aureus MRSA tornou-se uma grande ameaça para o setor da saúde em todo o mundo, devido principalmente à sua virulência, opções terapêuticas limitadas e sua distribuição em ambos os ambientes, hospitalar e comunidade (Huletsky et al., 2004). MRSA surge agora como a bactéria patogênica grave e predominante, levando à alta morbidade e mortalidade. O aumento da prevalência de resistência a uma ampla gama de antibióticos estruturalmente independentes e de agentes antimicrobianos, tem elevado esta já perigosa bactéria a uma MRSA multi-resistente. Desta forma, é urgente a descoberta e desenvolvimento de novos agentes anti-MRSA, com novos mecanismos de ação (Enright, 2003), como alternativas aos muito poucos antibióticos já existentes. Assim, a descoberta de novos produtos de origem natural ou moléculas com atividade antimicrobiana é de grande interesse científico, social, ambiental, tecnológico e econômico para o país, tanto para o desenvolvimento de fitoterápicos quanto dos medicamentos no Brasil. Desta forma, o projeto tem como objetivo geral avaliar a atividade de plantas medicinais do semi-árido da Bahia quanto à atividade antimicrobiana e influência sobre os fatores de virulência de S. aureus resistentes a antibióticos, visando o uso.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2015 - Atual

    REDE DE PESQUISA EM BIOTECNOLOGIAS DE MICRORGANISMOS ISOLADOS DA FERMENTAÇÃO DE AMÊNDOAS DE CACAU (REDE MICRO BIOTEC CACAU), Descrição: Os alimentos funcionais constituem hoje prioridade de pesquisa em todo mundo com a finalidade de elucidar as propriedades e os efeitos que estes produtos podem apresentar na promoção da saúde. São considerados alimentos funcionais aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde. As bactérias probióticas são microrganismos vivos que, quando consumidos, exercem efeitos benéficos sobre o hospedeiro conferindo propriedades à microbiota endógena. O espectro de atividade dos probióticos pode ser dividido em efeitos nutricionais, fisiológicos e antimicrobianos. Algumas propriedades benéficas atribuídas às culturas probióticas necessitam de estudos mais controlados para serem definitivamente esclarecidas. A maioria dos pesquisadores ressalta a necessidade de se considerar que, além da especificidade terapêutica de cada espécie, um probiótico não será eficaz ou seguro em todas as condições de utilização. Assim, apesar dos inúmeros estudos com probióticos, há uma quantidade limitada de evidências científicas para o estabelecimento seguro sobre sua efetividade. Apenas uma parcela de seus mecanismos de ação foi elucidada. Diante deste contexto e das extensas informações existentes, é importante o conhecimento sobre os benefícios e possíveis malefícios do uso terapêutico dos probióticos. Portanto, considerando o número reduzido de produção de conhecimentos sobre probióticos encontrados na literatura e, que avaliem o mecanismo de ação, a eficácia e a segurança clínica de uma determinada intervenção, podemos afirmar que existe uma lacuna a ser preenchida pelos pesquisadores para a produção de evidências científicas, necessariamente, com uma equipe multidisciplinar, para fundamentar e assegurar a futura produção de novos produtos funcionais e a prática clínica com maior segurança e eficácia. Para que o desenvolvimento científico e tecnológico na área de probióticos aconteça de forma eficiente, é de extrema relevância a cooperação entre grupos de pesquisa e a criação de redes. As redes de pesquisa possibilitam a melhor articulação entre pesquisadores e instituições, formando competência em assuntos de interesse do Estado e do País, com otimização do uso de recursos, evitando duplicação e, ao mesmo tempo, aumentando a gama de instituições e pesquisadores beneficiados. Desta forma, esta proposta tem como objetivo formar a Rede de pesquisa em biotecnologias de microrganismos isolados da fermentação de amêndoas de cacau (REDE MICRO BIOTEC CACAU) e desenvolver projeto de pesquisa articulado em rede, de forma cooperativa entre as instituições de pesquisa brasileiras (UESC, UFBA, UFRB) e uma argentina (INLAIN, UNL-CONICET, Santa Fé) na área de Probióticos, através de intercâmbio científico e tecnológico entre as instituições participantes. Assim, visa fortalecer e expandir as pesquisas inovadoras nesta área, tendo como base o conhecimento científico e tecnológico dos integrantes do grupo; como também promover a internacionalização das pesquisas geradas nesta proposta, incrementar a qualidade de formação de profissionais de graduação e pós-graduações Brasileiras. Espera-se a partir deste projeto, intensificar as relações dos pesquisadores envolvidos, de forma a contribuir para o desenvolvimento de projetos futuros no tema Probióticos; e a formação de profissionais altamente qualificados em questões técnicas e científicas, como também de produção intelectual, e estímulo do perfil empreendedor e inovador em pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Camila Pacheco Gomes - Integrante / Regiane Yatsuda - Coordenador / Lucas Miranda Marques - Integrante / Daniela da Silva Rocha - Integrante / Ana Paula Trovatti Uetanabaro - Integrante / Paulo José Lima Juiz - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Federal da Bahia / Instituto Multidisciplinar em Saúde. , Rua Rio de Contas, 58 - Quadra -17, Lote 58, Candeias, 45029094 - Vitória da Conquista, BA - Brasil, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2016

    Universidade Federal da Bahia

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista PET, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2016 - 2016

    Universidade Estadual de Santa Cruz

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Realizou Estágio Curricular no Laboratório de Microbiologia Aplicada da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) durante o período de julho à outubro de 2016, com duração total de 471h. Atividades realizadas: 1. Desenvolvimento de pesquisa em projeto de Seleção e Produção de Pectinases por Fungos: Reativação, cultivo e manutenção de leveduras e fungos filamentosos; Fermentação submersa de leveduras e fungos filamentosos; Fermentação sólida de fungos filamentosos; Ensaios enzimáticos 2. Execução de tarefas de rotina em Laboratórios de Microbiologia: Lavagem e preparo de materiais; Preparo de meios e reagentes; Esterilização; Organização e limpeza 3. Participação em reuniões e discussões temáticas