Berenice Bento

Professora do Departamento de Sociologia (UnB) e pesquisadora do CNPq. Graduada em Ciências Sociais (UFG/1994), mestrado em Sociologia (UnB/1998), doutorado em Sociologia pela UnB /Universitat de Barcelona (2003) e pós-doutorado (CUNY/EUA, 2014). Editora da Revista Cronos/PPGCS (2010/2013), colunista da RevistaCult (2015/2016), coordenadora do Núcleo Interdisciplinar Tirésias (2010/2014, UFRN), secretária geral da ABEH (2008/2010), coordenadora geral do I Seminário Internacional Desfazendo Gênero (2013/UFRN), vice-coordenadora do PPGCS (2012/2013). Além de publicar em periódicos nacionais e internacionais, é autora dos livros ?A reinvenção do corpo: gênero e sexualidade na experiência transexual? (Garamond, 2006, 1a. ed./ EdUFRN, 2014, 2a. ed.); ?O que é transexualidade ? (Coleção Primeiros Passos/Brasiliense, 2012, 2ª. ed.) e ?Homem não tece dor: queixas e perplexidades masculinas? (EdUFRN, 2013); ?Estrangeira: uma paraíba em Nova Iorque? (Annablume, 2016); ?Transviad@s: gênero, sexualidade e direitos humanos? (EDUFBA). Realizada pesquisas na interface de Sociologia e Antropologia, nos temas: decolonialidades, estudos queer, direitos humanos e marcadores sociais da diferença (sexualidade, gênero, raça/etnia) . Agraciada em 2011 com o Prêmio Nacional dos Direitos Humanos.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Sociologia

1999 - 2003

UnB
Título: A (re) invenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual
Orientador: Deis Elucy Siqueira
com Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: transexualidade, gênero e corpo.Grande área: Ciências HumanasGrande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia. Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.

Mestrado em Sociologia

1995 - 1998

Universidade de Brasília, UnB
Título: Um certo mal-estar: queixas e perplexidades masculinas,Ano de Obtenção: 1998
Orientador: Carlos Benedito Martins
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: crise, masculinidade, subjetividade, habitus; gênero.Grande área: Ciências HumanasSetores de atividade: Outro.

Graduação em Ciências Sociais

1991 - 1994

Universidade Federal de Goiás
Título: Os mitos que fizeram a esquerda
Orientador: Dalva Maria Borges de Lima Dias de Souza
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação interrompida em 1988 em Ciências Econômicas

1986 - Atual

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Ano de interrupção: 1988

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2013 - 2014

Pós-Doutorado. , City University of New York, CUNY, Estados Unidos. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Humanas, Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

2007 - 2009

Pós-Doutorado. , NESPROM/CEAM/UnB, UNB, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências da Saúde

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

Sociology of Health, Illness and Medicine. (Carga horária: 30h). , City University of New York, CUNY, Estados Unidos.

2013 - 2013

Curso de francês. (Carga horária: 140h). , Alliance Francaise/Paris, AL, França.

2009 - 2009

Curso de Atualização Pedagógica. (Carga horária: 40h). , Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

2007 - 2007

Inglês como segunda idioma. (Carga horária: 144h). , EMBASSY - New York, CES, Estados Unidos.

2006 - 2006

Curso de formação de Docentes On-line. (Carga horária: 40h). , Centro Latino Americano de Sexualidade e Direitos Humanos, CLAM, Brasil.

2003 - 2003

Atualização Pedagógica com Ênfase em Motivação. (Carga horária: 72h). , União Pioneira de Integração Social, UPIS, Brasil.

2001 - 2001

Extensão universitária em Identidad sexual y transexualidad. (Carga horária: 30h). , Universidad Internacional Menéndez Pelayo, UIMP, Espanha.

1996 - 1996

Metodologia e Técnicas de Pesquisa Qualitativa. (Carga horária: 24h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

1995 - 1995

Extensão universitária em Teoria da Ação Comunicativa de Jurgen Habermas. (Carga horária: 27h). , Universidade de Brasília, UnB, Brasil.

1994 - 1994

Extensão universitária em Polêmica Teológico-Política em Espinosa. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

1994 - 1994

Extensão universitária em Curso de Francês. (Carga horária: 360h). , Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.

1986 - 1989

Ciências Econômicas. , Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Bandeira representando o idioma Italiano

Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Bandeira representando o idioma Francês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.

Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BENTO, Berenice. . Seminário Internacional Desfazendo Gênero. 2013. (Outro).

BENTO, Berenice. ; Santana, Gilmar ; Costa, Ana Maria Morais . V Ciclo de Estudos em Ciências Sociais - CESO. 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. . Conferência de João Nery (abertura das atividades do Núcleo Interdisciplinar Tirésias). 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. . II Semana de Debates: Sexualidades, Gêneros e Direitos Humanos. 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. . Cine Tirésias (3a. edição). 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. ; ANDRADE, L. . Conferência de Luma Andrade. 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. ; SANTOS, E. N. . Entre vapores: homossexualidade masculina nas saunas de São Paulo. 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. . III Semana de Debates. 2012. (Outro).

BENTO, Berenice. . Seminário: Direitos Humanos e Cidadania LGBT. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . Escola Sem Homofobia; Por quê o material pedagógico foi proibido?. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . Diversidade sexual e de gênero na UFRN. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . I Concurso de Monografias em Direitos HUmanos da UFRN. 2011. (Concurso).

BENTO, Berenice. . III Seminário de Direitos Humanos da UFRN. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . GT: Sexualidades, corporalidades e transgressões (Congresso SBS). 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . GT: Gênero, desigualdades e cidadania. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . Cine Tirésias: Milk: A voz da igualdade. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. . Cine Tirésias: Outubro Trans. 2011. (Outro).

BENTO, Berenice. ; PELUCIO, L. . ST: Sexualidades, corporalidades e transgressões: narrativas fora da ordem (FG). 2010. (Outro).

BENTO, Berenice. . Lançamento deo Nücleo Interdisciplinar de Estudos em Diversidade Sexual, Gênero e Direitos Humanos/Tirésias. 2010. (Outro).

Comissão de Cidadania e Reprodução ; BENTO, Berenice. . Seminário: Transexualidade, travestilidade e direito à saúde. 2010. (Outro).

BENTO, Berenice. ; MELLO, L. ; Paiva, Cristian . GT: Sexualidades, corporalidades e transgressos (SBS). 2009. (Outro).

BENTO, Berenice. . IV Congresso da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura. 2008. (Congresso).

BENTO, Berenice. ; PELUCIO, L. ; Miskolci, Richard . ST: Sexualidade, corporalidade e transgênero: narrativas fora da ordem (FG). 2008. (Outro).

BENTO, Berenice. ; GONTIJO, Fabiano . GT: Sexaulidades, cultura e identidade (Organizadora de GT)/ REA. 2007. (Outro).

BENTO, Berenice. ; MELLO, L. ; ADELMAN, Miriam . GT: Sexualidades, corporalidades e transgressos (SBS). 2007. (Outro).

BENTO, Berenice. ; PELUCIO, L. ; BENEDETTI, M. . ST: Sexualidades, corporalidades e transgressões: narrativas fora da ordem (FG). 2006. (Outro).

BENTO, Berenice. ; MELLO, L. ; BANDEIRA, Lourdes . GT: Sexualidades, corporalidades e transgressões (SBS). 2005. (Outro).

BENTO, Berenice. ; HOMOCULTURA, A. B. E. . II Congresso da Associação Brasileira de Estudos de Homocultura. 2004. (Congresso).

BENTO, Berenice. . Primer Encuentro Nacional Mixto de Transexuales. 2002. (Outro).

BENTO, Berenice. ; SOCIAIS, D. C. . II Semana de Ciências Sociais da UFG. 1994. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

?Jornadas Multicampi Unifesp de Direitos Humanos?.Necrobiopoder: quem pode habitar o Estado-nação?. 2017. (Seminário).

Corpo: artigo indefinido,.Corpo: artigo indefinido. 2017. (Seminário).

II Encontro de Filosofia e Ciências Sociais da UESPI.Necrobiopoder: quem pode habitar o Estado-Nação?. 2017. (Encontro).

III Seminário Internacional Desfazendo Gênero.A universidade que temos e a universidade que (queer)emos. 2017. (Seminário).

Mostra Circuito Universitário de Cinema.Mostra Circuito Universitário de Cinema. 2017. (Outra).

Vamos Falar de Gênero II.Vamos Falar de Gênero II. 2017. (Seminário).

19o. REDOR. A crise política tem gênero e sexualidade?. 2016. (Congresso).

Diálogos sobre o feminino.O belo, o feio e o abjeto no feminino. 2016. (Seminário).

Diálogos sobre o feminino.O belo, o feio e o abjeto no feminino. 2016. (Seminário).

I Colóquio sobre Corporeidade e interdisciplinaridade.Gênero e a crise política. 2016. (Outra).

III Colóquio Internacional Diversidad Sexual.Transfeminicídio no Brasil. 2016. (Outra).

Para além do dia 08 de março.Para além do dia 08 de março. 2016. (Outra).

Rodas de conversa.A crise política tem gênero?. 2016. (Outra).

Seminário Internacional Desfazendo Gênero.Evento de discussão teórica preparatório para o III Seminário Internacional Desfazendo Gênero. 2016. (Seminário).

XIV Festival Recifense de Literatura ? A Letra e a Voz.A Letra e a Voz. 2016. (Outra).

II Seminário Internacional Desfazendo Gênero.Transfeminicídio: a natureza da violência de gênero. 2015. (Seminário).

II Seminário Internacional Desfazendo Gênero.Movimentos sociais e academia. 2015. (Seminário).

Internacional Conference of Critical Geography.The review process of the DSM-5: is gender a cultural or diagnostic category?. 2015. (Outra).

IV Seminário de Sociologia e Política.Sociologia e Política. 2015. (Seminário).

Lugar de mulher é na....Lugar de mulher é na.... 2015. (Encontro).

Queer: cultura e subversões das identidades.Gênero e sexualidade: armas de guerra. 2015. (Seminário).

Healty and the city: difference, rights, belonging. 2014. (Seminário).

WOW - World on Wednesday Lecture Series.On gender violence. 2014. (Outra).

IX IASSCS International Conference. Sexualidades Trans: Cuerpos sin Deseo?. 2013. (Congresso).

Seminário Reflexões, propostas e ações para o enfrentamento à violência contra LGBT no estado da Bahia.Cidadania, Direito e Justiça LGBT. 2013. (Seminário).

XI Semana de Psicologia da UnP.Saúde, diversidade sexual e despatologização das diferenças. 2013. (Outra).

Seminário, Mulhe: sociedade e política.Mulher: sociedade e política. 2012. (Seminário).

Transexualidade:desafios médicos e sociais.Desafios da despatologização. 2012. (Seminário).

VI Congresso Internacional de Estudos sobre Diversidade Sexual e de de Gênero -. 2012. (Congresso).

Seminario Interdisciplinar Mujeres y Sociedad.Los límites de los Derechos Humanos. 2011. (Seminário).

XV Congresso Brasileiro de Sociologia. 2011. (Congresso).

XXVIII Congresso da ALAS. Honra, homofobia e misogina: o caso genildo ferreira. 2011. (Congresso).

1a. Semana de Gênero e Sexualidades.Existe vida fora do binarismo de gênero?. 2010. (Outra).

Colóquio Internacional: Fundamentalismos contemporâneos.O sexo verdadeiro? Intersexualidade e o discurso fundamentalista da biomedicina. 2010. (Outra).

Dia Internacional da Mulher.Violência de gênero e o gênero da violência: O feminino como estruturante das margens. 2010. (Outra).

Diálogo sobre Direitos Humanos no Brasil e na União Européia. 2010. (Seminário).

Diálogos sobre Direitos Sexuais e Reprodutivos.Qual o sujeito do feminismo?. 2010. (Encontro).

Direitos Sexuais e Reprodutivos.Feminismos e transexualidade. 2010. (Seminário).

Intervenções Feministas.O feminino como estruturante das margens. 2010. (Outra).

Semana da Diversidade Sexual de Joinville.Família e novas conjugalidades. 2010. (Outra).

Semana de Humanidades da UFRN.Grupo de trabalho sobre corporalidades, sexualidades e gêneros. 2010. (Outra).

Seminário: Psicologia e Diversidade Sexual.Desnaturalização das Questões de Gênero. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional: Direitos Sexuais, Feminismo, Lesbianidades.Feminino, abjeção e feminismo. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero 9. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero 9.Sexualidades, corporalidades e trânsitos: narrativas fora da ordem. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero 9.A violência de gênero e o gênero da violência: o feminino como estruturante das margens. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero IX.Violência de Gênero e gênero da violência: o feminino estruturante das margens. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero IX. 2010. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero IX (coordenadora de ST).ST: Sexualidades, corporalidade e trânsitos: narrativas fora da ordem. 2010. (Seminário).

Sobre a teoria queer/GUDDES.A teoria queer no Brasil. 2010. (Encontro).

Stonewall 40 + o que no Brasil?.Estudos, políticas e direitos sobre o corpo e a saúde LBGT no Brasil pós-stonewall. 2010. (Seminário).

Transexualidade, tranvestilidade e direito à saúde.A despatologização do gênero. 2010. (Seminário).

V Congresso da ABEH. Os novos rumos da ABEH. 2010. (Congresso).

VIII Congresso Iberoamericano em Ciência, Tecnologia e Gênero. As tecnologias que fazem o gênero. 2010. (Congresso).

I Seminário da Visibilidade de Travestis e Transexuais do Distrito Federal.Visiblização de travestis e Transexuais. 2009. (Seminário).

REA - Fórum de Pesquisas e Debate sobre Homossexualidades.O feminino, as margens e o abjeto. 2009. (Encontro).

Rupturas Libertárias.Os limites e os desafios da política identitária. 2009. (Seminário).

Seminário Diálogo Latino-americano sobre Sexualidade e Geopolítica.Debadora do Painel "Ciência e Política Sexual. 2009. (Seminário).

VídeoClube Especial: liberdade e gênero.A questão intersexo e o filme XXY. 2009. (Seminário).

XIV Congresso da SBS. Coordenadora do GT Sexualidades, Corporalidades e Transgressões. 2009. (Congresso).

IV Congresso da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura. Coordenadora da Mesa Redonda "Retratos da militância: atuação, Direitos Humanos e Conquistas - Programa Brasil Sem Homofobia. 2008. (Congresso).

IV Congresso da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura. Reconhecimento e diferença: nos limites do humano. 2008. (Congresso).

O Direito Internacional dos Direitos Humanos (palestra de Antônio Augusto Cançado Trindade). 2008. (Outra).

Seminário: Das margens ao centros: Sexualidades, gêneros e direitos humanos.Olhares das margens mais distantes: sexualidades dissidentes e domesticação dos prazeres. 2008. (Seminário).

Seminário de Enfretamento ao Heterossexismo: corpo e prazer.Enfrentamento do heterossexismo: corpo e prazer. 2008. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero.Confluências: identidades e diferença. 2008. (Seminário).

Seminário Internacional Fazendo Gênero.Reconhecimento e diferença: nos limites do humano. 2008. (Seminário).

Seminário Políticas de Enfrentamento ao Heterossexismo: corpo e prazer.Travestilidades e transexualidades: gênero, diferença e reconhecimento. 2008. (Seminário).

XVI Semana de Humanidades.A violência de gênero e o gênero da violência. 2008. (Outra).

Encontro da ANPUH/DF.História, Mulheres e Epistemologia Feminista. 2007. (Encontro).

Encontro Nacional Universitário de Diversidade Sexual.Construção sócio-cultural das estruturas de gênero e sexualidade: identidades, violências e feminismos. 2007. (Encontro).

Reunião Equatorial de Antropologia/X Reunião de Antropologia Norte-Nordeste.Coordenadora do GT Sexualidades, cultura e identidade. 2007. (Encontro).

XIII Congresso Brasileiro de Sociologia. Coordenadora do GT Sexualidades, Corporalidades e Transgressões. 2007. (Congresso).

25a. Reunião Brasileira de Antropologia.Quando o gênero se desloca da sexualidade: a homossexualidade entre transexuais. 2006. (Outra).

Audiência Pública na Câmara Legislativa.Situação d@s transexuais, Travestis e Transgêneros no Distrito Federal. 2006. (Outra).

Encontro Nacional de Núcleos de Pesquisa - PensandoGênero e Ciência.Encontro Nacional de Núcleos de Pesquisa - PensandoGênero e Ciência. 2006. (Encontro).

II Encontro de Mulheres Educadoras (SINPRO)Gênero, Raça e Diversidade Sexual.II Encontro de Mulheres Educadoras (SINPRO). 2006. (Encontro).

III Congresso da ABEH. Quem são @s transgêneros?. 2006. (Congresso).

III Semana Socius.Feminismo e Visiblidade Lésbica. 2006. (Outra).

I Seminário sobre Orientação Sexual e Identidade de Gênero.I Seminário Sobre Orientação Sexual e Identidade de Gênero (SINPRO). 2006. (Seminário).

VIII Congresso dos Trabalhadores em Educação no DF. O papel da escola na construção da diversidade sexual e de gênero. 2006. (Congresso).

VII Seminário Internacional Fazendo Gênero.Corpos e Próteses: dos limites discursivos do dimorfismo. 2006. (Seminário).

A experiência transexual no contexto hospitalar.Encuentro Regional de Salud, Sexualidad y Diversidad(Encuentro Internacional). 2005. (Encontro).

Encontro de Participação e Diversidade Sexual: Fórum Municipal de São Paulo.A construção do corpo-sexuado. 2005. (Encontro).

I Encontro Nacional de Transexuais.Transexualidade e visibilidade política.. 2005. (Encontro).

II Semana Universitária de Combate às Opressões da Universidade Federal do Paraná.A luta pela visibilidade e resistência LGBTT. 2005. (Outra).

Io. Congreso Latinoamericano de Antropología. Congreso Latinoamericano de Antropología(Congresso Internacional). 2005. (Congresso).

Projeto Rede:.Jornadas Científicas. 2005. (Outra).

Seminário no HuB: Projeto Transexualismo.A construção do diagnóstico de transexualidade. 2005. (Seminário).

Estado Brasileiro e Políticas da Diferença.GT: Direitos Diferenciados: Gênero e Homossexualidade. 2004. (Seminário).

I Encontro do Núcleo de pesquisa em Artes Cênicas.ver o nome. 2004. (Encontro).

II Congresso da ABEH. Performances de gênero e sexualidade na experiência transexual. 2004. (Congresso).

XXIV Reunião Brasileira de Antropologia. Gênero e sexualidade na experiência transexual (comunicação). 2004. (Congresso).

16 Congress World of Sexology. ver nome. 2003. (Congresso).

Banco Central: Autonomia x Independência. 2003. (Seminário).

Jornadas de Sociologia do Centro Oeste.ver nome. 2003. (Outra).

Seminário Violência Doméstica. 2003. (Seminário).

Sexualidades e Saberes: Saberes e Convenções.Da transexualidade oficial às transexualidades. 2003. (Seminário).

Universidade: Por que e como reformar?. 2003. (Seminário).

VIII Conferência Nacional dos Direitos Humanos. 2003. (Outra).

Construyendo Masculinidades. 2002. (Seminário).

Derechos Humanos y trabajo sexual. 2002. (Encontro).

Encuentro Estatales Mixto de Transexuales.ver nomes. 2002. (Encontro).

Mujeres y poder: nuevas miradas. 2002. (Seminário).

Nuevas Tecnologías de Género. 2002. (Seminário).

Encontro Nacional de História.Memória e Gênero em Dom Casmurro(comunicação). 2001. (Encontro).

Seminário sobre Bioética e Direitos Reprodutivos. 2001. (Seminário).

Derechos Humanos y Trabajo Sexual. Encuentro Internacional. 2000. (Encontro).

Seminário Internacional Fazendo Gênero, Cultura, Sexualidade e Política.ver nome. 2000. (Seminário).

Seminário Internacional sobre Multiculturalismo. 1998. (Seminário).

VIII Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia. 1997. (Congresso).

II Congresso de Educação para Integração da América Latina. 1994. (Congresso).

II Semana de Ciências Sociais/Universidade Federal de Goiás. 1994. (Outra).

Semana de Filosofia. 1994. (Outra).

Semana de Ciências Sociais. 1993. (Outra).

Semana de Filosofia. 1993. (Outra).

Semana de Filosofia Política. 1992. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Rebecca Christina Rodrigues ( Religare) Juvencio de Oliveira

BENTO, Berenice.. O direito à cidade para o exercício da sexualidade de mulheres homoafetivas: Uma questão de direitos humanos. 2020. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Flávia Belmont de Oliveira

BENTO, BERENICE. ?Por que o queer? Analisando o disciplinamento das Identidades LGBT como manutenção do status quo?. 2019. Dissertação (Mestrado em Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais) - PUC.

Aluno: Lúcio Costa Girotto

BENTO, BERENICE. Corpo Múltiplo Trans: praxiografia de cuidado. 2019. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, UNIFESP.

Aluno: Daniel Filipe Moraes

PEREIRA, P. P. G.;BENTO, BERENICE. Desterritorialização da carne: cartografias das emoções que efetuam corpos travestis no centro de São Paulo. 2019. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Bianca Albuquerque Marcossi

BENTO, Berenice.; VIANNA, A. R. B.. Entre fantasmas, esperanças e crenças: a angústia do "sionismo de esquerda" no Brasil. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social) - Museu Nacional/UFRJ.

Aluno: Thales de Almeida Nogueira Cervi

BENTO, Berenice.. Homens de verdade: a efetivação do acesso à saúde de homens trans e a criação do Núcleo de Estudos, Pesquisa, Extensão e Assistência à pessoa trans prof. Roberto Farina. 2018. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, UNIFESP.

Aluno: Mikarla Gomes da Silva

BENTO, BERENICE. Lei Maria da Penha: uma análise da efetividade do eixo socioeducativo no Rio Grande do Norte. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Stephanie Natalie Burille

BENTO, Berenice.. Instituições de Longa Permanência e o cuidado de pessoas em situação de dependência funcional. 2018. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de Brasília.

Aluno: Igor Fidelis Maia

BENTO, Berenice.; PEREIRA, Pedro Paulo Gomes; AMORIM, A. K. M. A.. Disputas em torno da ritalina: uma análise sobre diferentes possibilidades de um fármaco. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Diogo Sousa Silva

BENTO, Berenice.. Existe uam barreira que faz com que as pessoas trans não cheguem lá: itinerários terapêuticos, necessidades e demandas de saúde de homens trans no município de Salvador. 2017. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Eryka Danyelle Silva Galindo

Marcelo, Rosa;BENTO, Berenice.. Pois sem mulher a luta vai pela metade: a participação das mulheres jovens trabalhadoras rurais e as repercussões no sindiicalismo. 2017. Dissertação (Mestrado em PPGSOL) - Programa de Pós Graduação de Sociologia da UnB.

Aluno: Tarcísio Dunga Pinheiro

BENTO, Berenice.. Entre elas: políticas públicas e cidadania de travestis e mulheres transexuais de uma ONG em Natal/RN. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Marcos Mariano Viana da Silva

Lopes Junior, Edmilson; SILVA, A. V. F.;BENTO, Berenice.. Entre lembranças, desejos e moralidades: narrativas de travestis e suas famílias em Natal-RN. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Girlane Martins Machado

BENTO, Berenice.. Dispositivo da orientação sexual: uma análise de discurso a partir de peças educativas. 2016. Dissertação (Mestrado em PPGE) - universidade federal do rn - Brasil.

Aluno: Maria Mayara de Lima

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; OLIVERIRA, H. C.. Do outro lado das grades: Análise dos discursos da equipe dirigente da unidade psiquiátrica de custódia e tratamento do RN. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: André Lucas Guerreiro Oliveira

BENTO, Berenice.; SILVA, A. V. F.; LIMA, R. L.. "Somos quem podemos ser": homens (trans) brasileiros e o discurso pela (des)patologização.. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Luiza Ferreira Lima

BENTO, Berenice.. A ?verdade? produzida nos autos: uma análise de decisões judiciais sobre retificação de registro civil de transexuais em tribunais brasileiros. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós- Graduação em Antropologia Social) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Diego Sousa de Carvalho

BENTO, Berenice.; JIMENEZ, L.; ADORNO, R. C. F.. O gênero e a ciência da saúde: produção em torno da transexualidade no Portal de pesquisa da Biblioteca Virtual da Saúde". 2014. Dissertação (Mestrado em Faculdade de Saúde Pública) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Allyson de Andrade Perez

SOUSA, S. M. N.; SANTANA JUNIOR, H. A.;BENTO, Berenice.. (INTER)CAMBIANDO SENTIDOS: produção discursiva do gênero, sexualidade e da individualidade nas relações entre jovens intercambistas e famílias anfitriãs em São Luís. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Maranhão.

Aluno: Carlos Chagas Vilela Lima

BENTO, Berenice.. A Verdades (Des)Construída: a inserção da homossexualidade da Comunidade Cristã Nova Esperança, em Natal. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Mikelly Gomes da Silva

BENTO, Berenice.. UM DIA DA CAÇA OUTRO DIA DO CAÇADOR: as (re)configurações de gênero em contexto turístico na praia de Pipa/RN. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Ana Carolina Gondim de Albuquerque Oliveira

BENTO, Berenice.; RABENHORST, E. R.; SOUSA, E. S. S.; MEDEIROS, R. A.. Corpos estranhos: reflexões sobre a interface entre a intersexualidade e os direitos humanos. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Jurídicas) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Joseylson Fagner dos Santos

BENTO, Berenice.; Schwade, Elisete; THURLER, D.. Femininos de montar: uma etnografia sobre experiências de gênero drags queen. 2012. Dissertação (Mestrado em PPGAS) - UFRN.

Aluno: Tess Chamusca Pirajá

BENTO, Berenice.; Colling, Leandro; Rubim, Lindinalva. Das calçadas à tela da TV: representações de travestis em séries da Rede Globo. 2011. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Joseylson Fagner dos Santos

BENTO, Berenice.. A criação de Eva: gênero, corpo e sexualidade na experiência drag queen (qualificação). 2011. Dissertação (Mestrado em PPGAS) - UFRN.

Aluno: Jociara Alves Nóbrega

Valle, C. Guilherme; Schwade, Elisete;BENTO, Berenice.. Doença, experiência social e rearranjos familiares (qualificação mestrado). 2010. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Marcos de Jesus Oliveira

STEVENS, Cristina (orientadora);BENTO, Berenice.. Lugares e entre-lugares do desejo: literatura e experiência homoerótica em João Gilberto Noll. 2009. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Literatura) - Universidade de Brasília.

Aluno: Eduardo Franco Correia Cruz

BENTO, Berenice.; BEM, A. S.; FORTE, L.. Turismo sexual de adolescentes na orla marítima de Natal/RN na perspectiva juvenil e policial militar. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Jeniffer Campos de Azevedo

FORTE, L.;BENTO, Berenice.. Discursos e representações sociais sobre pedofilia(qualificação Mestrado). 2009 - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Adrianna Figueiredo Soares da Silva

BENTO, Berenice.; NASCIMENTO, L. F. R.; CAMPOS, R. B. C.. "Se Pudesse Ressurgir eu Viria como o vento" Das Narrativas da dor: Um Estudo sobre Corporalidade e Emoções na Experiência da Travestilidade. 2008. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Flávia Bascuñan Timm

BENTO, Berenice.; Aleixo, Damares de castri; PEREIRA, Ondina. Violência Conjugal: uma perspectiva da psicologia feminista no enfrentamento às situações de violëncia contra mulheres. 2008. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília.

Aluno: Karla Chistianne Cardoso Batista

BENTO, Berenice.. Judith Butler: a performance e a psicanálise. 2007. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília.

Aluno: Maria Célia Orlato Salem

BENTO, Berenice.. A Liga Brasileira de Lésbicas: produção de sentidos no Processo de construção de uma identidade. 2007. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - UnB.

Aluno: Maria Célia Orlato Selem

SWAIN, T. N.;BENTO, Berenice.. Elas por Elas: Experiências da Liga Brasileira de Lésbicas (PROJETO). 2006. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em História) - UnB.

Aluno: Rita Matos Coitinho

Sadi Dal Rosso;BENTO, Berenice.. . Mudanças no trabalho assalariado e caracterização da classe trabalhadora no Brasil Contemporâneo (qualificação mestrado). 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia do Trabalho) - UnB.

Aluno: Fernanda Sousa Oliveira

PEREIRA, P. P. G.;BENTO, Berenice.. Reciprocidade e Comida: um olhar sobre a produção da festa de Santa Rita de Cássia em Pontalina. 2005. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás.

Aluno: Paloma Pinheiro Sanches

BENTO, Berenice.. A mensageira de vozes que ecoam até o presente: um lugar de/para mulheres no século XIX(PROJETO). 2004. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade de Brasília.

Aluno: Marcelle Jacinto da Silva

PAIVA, A. C. S.;BENTO, BERENICE. ?Ame seu corpo , inclusive sua vagina?: Estudo sociológico da produção discursiva sobre ?autoestima vaginal? e ?empoderamento feminino? nas mídias digitais.. 2019. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia -UFC) - UFC.

Aluno: Mikelly Gomes Silva

BENTO, Berenice.. O QUE DA HUMANIDADE AO CORPO? Desdobramentos do sexo-gênero para o reconhecimento da intersexualidade. 2019. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Antônia Eudivania de Oliveira Silva

BENTO, Berenice.. As mulheres do Cariri e os caminhos da legitimidade poliítica. 2019. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Valdenízia Bento Peixoto

BENTO, Berenice.. Viiolência contra LGBTs no Brasil: a construção sócio-histórica do corpo abjeto com base em quatro homicídios". 2018. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Sociologia/UnB) - Universidade de Brasília.

Aluno: Caio Arnizaut Riscado

BENTO, Berenice.. Tese bicha: marcas da abjeção na performance e no teatro. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Teatro UNIRIO) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Aluno: Fabrício de Sousa Sampaio

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; BEZERRA, J. S.; ANDRADE, L. N.; NAVIA, A. M. F.; DELMIRO, I. A.. As performatividades de paquera masculina: entre o facebook e as festas eletrônicas sobralenses. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: Maria Leuça Teixeira Duarte

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; SILVA, A. V. F.; JESUS, J. G.. Escola: lugar político da diversidade sexual e de gênero. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Paulo Reis dos Santos

BENTO, Berenice.. Psiquiatrização e confinamento dos moradores da cidade de Campinas/SP no sanatório PINEL que na década de 1930 apresentavam práticas sexuais dissidentes. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Vitor Pinheiro Grunvald

BENTO, Berenice.. Existências, insistências e travessias:sobre algumas políticas e poéticas de travestimento. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Antropologia Social) - USP.

Aluno: Marcelo Henrique Gonçalves de Miranda

BENTO, Berenice.; BENTES, A. C.; OLIVEIRA, A. L. A. R. M.; SOARES, P. M. F.; MUTZENBERG, R.. Condensação de sentidos: o jogo categorial em contexto paródico sobre sexo, gênero e sexualidade. 2013. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Sociologia) - Universidade Federal de Pernambuco.

Aluno: Adriano Medeiros Costa

ANDRADE, A. A. M.; MENDONCA, A. V. M.; ANDRADE, J. M. V.;BENTO, Berenice.; AQUINO, M. A.; ANDRADE, E. R. G.. Por trás de links, sempre existem pessoas: o anonimato como fator de pertencimento no uso de redes sociais on-line em projetos educacionais. 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Mayrinne Meire Wanderley

BENTO, Berenice.; SOUSA, E. S. S.; Vasconcelos, Lúcio Flávio; Neves, Ednalva Maciel. É de bom tom: os discursos dos manuais de etiqueta brasileiros do século XXI. 2012. Tese (Doutorado em Programa de Pos Graduação em Sociologia) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Luma Nogueira de Andrade

SALES, C. M. V.;BENTO, Berenice.; VALE, A. F. C.; OLINDA, E. M. B.; FRONTA, M. H. P.. Travestis na escola: assujeitamento e resistência a ordem normativa. 2012. Tese (Doutorado em Programa de Pós Graduação em Educação) - Universidade Federal do Ceará.

Aluno: Pedro Santo Rossi

PEREIRA, Pedro Paulo Gomes;BENTO, Berenice.. Aids e adesão à vida: seguindo uma rede de pessoas vivendo com HIV. 2012. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Heloisa Helena Gomes Barboza

BENTO, Berenice.; Corrêa, Marilena; Braz, Marlene; Maciel, Elvira; Schramm, Fermin. Procedimentos para redesignação sexual: um processo bioeticamente inadequado. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em Saúde Pública) - Fundação Oswaldo Cruz.

Aluno: Edith Lopes Modesto dos Santos

BENTO, Berenice.; Campos, Norma; ABDO, C. H. N.; FIORIN, J. L.. Homossexualidade, preconceito e intolerânica: análise semiótica de depoimentos. 2010. Tese (Doutorado em Departamento de Linguística - PPGSLG) - USP.

Aluno: Luciene Jimeniz

BENTO, Berenice.; ALVARENGA, A. T.; PELUCIO, L.; PISCITELLI, A.; ADORNO, R. C. F.. Corpos profanos e transformados: prostituição e prevençào em tempos de AIDS. 2009. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Flavia do Bonsucesso Teixeira

PISCITELLI, A.;BENTO, Berenice.. Vidas que desafiam corpos e sonhos: uma etnografia do construir-se outro no gênero e na sexualidade. 2009. Tese (Doutorado em Pós-graduação em Cïências Sociais) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: Joege Lei Junior

Maria Celeste Mira - Orientadora; Mariza Martins Furquim Werneck; Eliane Robert Moraes; Julio Assis Simões;BENTO, Berenice.. Nossos corpos também mudam: sexo, gênero e invenção das categorias. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Aluno: Patrícia Lessa dos Santos

SWAIN, T. N.;BENTO, Berenice.. Lesbianas em movimento: a criação de subjetividades (Brasil, 1979-2006). 2007. Tese (Doutorado em História) - UnB.

Aluno: Eduardo Olivio Ravagni Nicolini

ALVES, E. D.;BENTO, Berenice.. O que é, isso aí, a sexualidade humana?. 2007. Tese (Doutorado em Ciênicas da Saúde) - UnB.

Aluno: Emerson Roberto de Araújo Pessoa

BENTO, Berenice.. Encarnando a Europeia :biografias corporais, (i)mobilidades e subjectividades de trabalhadoras do sexo trans e travestis brasileiras em Lisboa. 2019 - INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - ICS - UNIVERSIDADE DE LISBOA.

Aluno: Marcos Mariano Viana da Silva

BENTO, BERENICE. Judith Butler e os estudos queer no Brasil. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em PPGCS) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Tarcísio Dunga Pinheiro

BENTO, BERENICE. Entre dados e dúvidas: uma análise do transfeminicídio no Brasil. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: Antônia Eudivania de Oliveira Silva

BENTO, Berenice.; COSTA, H. O.; PORTO, R.. Mulheres na política: reflexões acerca de performances de gênero na prática de primeiras damas do Cariri Cearense. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Mikelly Gomes da Silva

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; NAVIA, A. M. F.; LEITE, J. F.. Ficção identitária e o corpo (re) feito: uma análise do dispositivo da intersexualidade. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Sandrine, Paula; Seffner, Fernando; FISCHER, R. M. B.;BENTO, Berenice.. GUSTAVO DA SILVA PASSOS. A Máquina de Indesejáveis Sob Medida Ou Gênero-sexualidade: tecnologias úteis ao poder disciplinar na prisão.. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Aluno: Marcelle Jacinto da Silva

BENTO, BERENICE. Vaginas reais para mulheres reais: um estudo sobre corpo feminino, ativismos online e produção sociocultural sobre a "vagina" na internet. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Sociologia -UFC) - UFC.

Aluno: Erica Verícia Canuto de Oliveira Veras

BENTO, Berenice.. Habitus e masculinidades - A experiência de intervenção do grupo reflexivo de homens do Ministério Público do RN. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Fabrício de Sousa Sampaio

BENTO, Berenice.. Entre o facebook e o pop-ismo: as performances homoeróticas de corpos paqueradores. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em PPGCS) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Paulo Reis dos Santos

BENTO, Berenice.; FONTES, J. B.; SILVA FILHO, F. T.. ?HOMOSSEXAULISMO E LOUCURA NO INICIO DO SÉCULO XX NA CIDADE DE CAMPINAS: PSIQUIATRIZAÇÃO E CONFINAMENTO DAS SEXUALIDADES DISSIDENTES?. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós- Graduação em Educação da Faculdad) - UNICAMP.

Aluno: Maria Leuça Teixeira Duarte

BENTO, Berenice.; PAIVA, I. A.; SILVA, A. V. F.. O lugar político da diversidade sexual e de gênero na escola. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Shirley Acioly

BENTO, Berenice.; PEREIRA, Pedro Paulo Gomes. Intersexo e (in)visibilidades: cidadania e saúde na busca do Registro Geral de Identificação". 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: José Marcelo Domingos de Oliveira

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; LOPES JUNIOR, O. P.. Desejo, preconceito e morte: assassinatos de LGBTS em Sergipe. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: Patrícia Lessa dos Santos

BENTO, Berenice.; Muniz, Diva do Couto Gontijo; SWAIN, T. N.. Corpos construídos em lesbiana nos Movimentos Sociais do Brasil: 1970-2005. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em História) - UnB.

Aluno: Leonardo Guirão Júnior

BENTO, Berenice.. Vulnerabilidade universalização do acesso e adesão ao tratamento entre adolescentes e jovens soropositivos em Moçambique. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Universidade de Brasília.

Aluno: Gustavo Henrique Carvalho de Castro

BENTO, BERENICE. Levando a homofobia na esportiva: Uma análise do performar, organizar e politizar por meio do clube queer do Distrito Federal. 2019. Exame de qualificação (Mestrando em Administração) - PPGA.

Aluno: Thais de Bakker Castro

BENTO, Berenice.; RODRIGUES, C.; YAZBEK, A.. O Estado-Nação a partir da filosofia de Judith Butler: reflexões sobre processos de congregação e segregação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Igor Fidelis Maia

BENTO, Berenice.. Disputas em torno da ritalina: entre a obediência farmacológica e a inteligência drogada. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Alexandre Landim Felix

BENTO, Berenice.. A disputa pelo casamento igualitário no Brasil. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade Estadual do Ceará.

Aluno: Jéssica Leite Serrano

BENTO, Berenice.. ?Práticas Corporais e Tecnologias Contemporâneas: Design de Estereótipos de Gênero?. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Educação) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Jéssica Leite Serrano

BENTO, Berenice.. Práticas corporais e tecnologias contemporâneas: design de estereótipos de gênero. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Educação Física) - Universidade Federal da Paraíba.

Aluno: Maria Mayara de Lima

TAKEUTI, N. M.; OLIVERIRA, H. C.;BENTO, Berenice.. Unidade psiquiátrica de custódia e tratamento do Rio Grande do Norte: uma análise dos discursos da equipe dirigente. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: André Lucas Guerreiro Oliveira

BENTO, Berenice.; TAKEUTI, N. M.; SILVA, A. V. F.. Os homens brasileiros e a discussão pela (des) patologização da transexualidade. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

Aluno: Diego Sousa de Carvalho

JIMENEZ, L.; ADONO, R. C. F.;BENTO, Berenice.. O gênero e a ciência da saúde: produção em torno da transexualidade no Portal de pesquisa da Biblioteca Virtual da Saúde. 2014.

Aluno: Diego Sousa de Carvalho

ADORNO, R. C. F.;BENTO, Berenice.; JIMENEZ, L.. Trans Contextos ? O atendimento à população transexual nos serviços de saúde pública em São Paulo: Corpo, Estado, identidades, transgressões numa perspectiva etnográfica. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Mestrado em Saúde Pública) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Mikelly Gomes da Silva

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; Schwade, Elisete. Sexo & Turismo: as conexões e disjunções entre o feminino e masculino na praia de Pipa. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: Carlos Chagas Vilela Lima

BENTO, Berenice.; Valle, C. Guilherme; PIMENTEL JUNIOR, O.. A verdade (des)construída: a inserção da homossexualidade na comunidade cristã Nova Esperança de Natal. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em PPGAS) - UFRN.

Aluno: Jairo José dos Santos Júnior

BENTO, Berenice.; PAIVA, I. A.; LIMA, R. L.. O conceito de bulling: tensões e limites. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: Rose Mary Santana Conceição

BENTO, Berenice.. Mulher do seu tipo! mulheres descasadas na festa-baile. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências SOciais) - universidade federal do rn - Brasil.

Aluno: José Gilberto Alves de Sousa Junior

BENTO, Berenice.; TAKEUTI, N. M.; SILVA, A. V. F.. Teoria cu: Políticas do saber e da subjetividade a partir de Pedro Solange. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Leonardo Henrique Lobato de Lacerda

BENTO, Berenice.; PAIVA, I. A.; ASSUNCAO, L. C.. Entre frestas e arestas: de bicha à travesti. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Igor Fidelis Maia

BENTO, Berenice.; TAKEUTI, N. M.; SILVA, A. V. F.. A patologização da transexualidade: rupturas e continuidades no conceito de gênero entre a 4a. e 5a. edição do DSM. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Denise Evelyn Mendonça Pimentel

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; PORTO, R.. Amores e Desejos Invisíveis: a (in) fidelidade conjugal em contexto das múltiplas identidades. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Marcos Mariano Viana da Silva

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; SILVA, A. V. F.. Relações Intrafamiliares de Travestis e Transexuais em Natal-RN. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Mikarla Gomes

BENTO, Berenice.. O caso Genildo França: matar e morrer - Honra, masculinidade e mídia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: [Nome removido após solicitação do usuário]

BENTO, Berenice.; PORTO, R.; Lopes Junior, Edmilson. Conjugalidades dissidentes: um olhar sobre a prática do swing. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - UFRN.

Aluno: Nathalie Medeiros Azevedo

BENTO, Berenice.. Violência sexual contra crianças e adolescentes: uma análise do trabalho desenvolvido pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social - CREAS em Natal/RN. 2011 - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Patrícia Garcia Silva

Sousa Filho, Alípio;BENTO, Berenice.; Lopes, Danilo Camuri Teixeira (orientador). Devir mulher: entre os discursos lésbicos e católicos. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Potiguar.

Aluno: Alyson Thiago Fernandes Freire

SOUSA FILHO, A.;BENTO, Berenice.. Michel Foucault e a Sociedade de Consumo: notas sobre subjetividade e biopoder.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Aluno: Evaldo Alves Amorim

BENTO, Berenice.; BARROS, S. C.. Literatura e linguagem: uma proposta de reconstrução das relações de poder nas identidades de gênero. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Curso de Letras e Literatura) - Escola Superior Prof. Paulo Martins.

Aluno: M´Balia Mafory Queta

BENTO, Berenice.. Cotas na Universidade de Brasília. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Sociologia) - UnB.

BENTO, Berenice.. Concurso público professor adjunto UFG. 2019. Universidade Federal de Goiás.

BENTO, Berenice.; Lopes Junior, Edmilson; SILVA, A. V. F.. Avaliação Interna Progressiva de Nível - Doutorado. 2016. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

BENTO, Berenice.. Comissão Julgadora do Edital "Capacitação em Direitos Humanos para o Combate à homofobia". 2007. Secretaria Especial de Direitos Humanos.

BENTO, Berenice.. Concurso de Posters do Seminário Internacional Fazendo Gênero 7. 2006. Universidade Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Guilherme Henrique Richa Cadim de carvalho

Luta identitária em contexto colonial : o queer palestino; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Leandro de Mello Lechakoski

Homossexualidade (s)à brasileira: revisitando " Casa grande e senzala"; Início: 2020; Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Jairo Alexander Castaño López

Sexualidades indígenas nas Américas: estudo de caso na Colômbia, México e Brasil; Início: 2020; Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Sociologia/UnB) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Tarcísio Dunga Pinheiro

Entre dados e dúvidas: uma análise do transfeminicídio no Brasil; ; Início: 2016; Tese (Doutorado em Ciências SOciais) - Programa de Pós Graduação em Ciências SOciais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Marcos Mariano Viana da Silva

Judith Butler e a sociologia: aproximações e atravessamentos; Início: 2016; Tese (Doutorado em Ciências SOciais) - Programa de Pós Graduação em Ciências SOciais; (Orientador);

Lucas Assis Souza

Perfil sócio-econômico-político dos parlamentares que aprovaram a Lei do Ventre Livre; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Sociologia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Victória de Moura Trindade

O debate sobre a lei do ventre na imprensa nacional; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Sociologia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Amanda Carolina de Oliveira

A lei do ventre livre e os sentidos da maternidade das mulheres escravizadas; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Sociologia) - Universidade de Brasília; (Orientador);

Mikarla Gomes da Silva

Lei Maria da Penha: uma análise da efetividade do eixo socioeducativo no Rio Grande do Norte; 2019; Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Igor Fidelis Maia

Disputas em torno da ritalina: uma análise sobre diferentes possibilidades de um fármaco; 2017; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Marcos Mariano Viana da Silva

Entre lembranças, desejos e moralidades: narrativas de travestis e suas famílias em Natal-RN; 2016; Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN, Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Tarcísio Dunga

Entre elas: políticas públicas e cidadania de travestis e mulheres transexuais de uma ONG em Natal/RN; 2016; Dissertação (Mestrado em Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Mikelly Gomes da Silva

UM DIA DA CAÇA OUTRO DIA DO CAÇADOR: as (re)configurações de gênero em contexto turístico na praia de Pipa/RN; 2013; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte,; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Maria Mayara de Lima

Do outro lado das grades: Análise dos discursos da equipe dirigente da unidade psiquiátrica de custódia e tratamento do RN; 2013; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

André Lucas Guerreiro Oliveira

"Somos quem podemos ser": homens (trans) brasileiros e o discurso pela (des)patologização; ; 2013; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduaçào em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Joseylson Fagner dos Santos

Femininos de montar: uma etnografia sobre experiências de gênero drags queen; 2012; Dissertação (Mestrado em PPGAS) - UFRN, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Carlos Chagas Vilela Lima

A verdade (des)construídä: Um estudo antropológico sobre a inserção da homossexualidade na Comunidade Cristã Nova Esperança em Natal; 2011; Dissertação (Mestrado em PPGAS) - UFRN,; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Berenice Gomes da Silva

Trabalhadoras Rurais e suas Lutas Sociais e Políticas; 2006; Dissertação (Mestrado em Mestrado em Sociologia) - Departamento de Sociologia,; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Antônia Eudivania de Oliveira Silva

As mulheres do Cariri e os caminhos da legitimidade política; 2019; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte,; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Marcello Cavalcanti Barra

Percepções de médicos e médicas da emergência pediátrica de um hospital no Distrito Federal sobre problemas de saúde mental na categoria médica de Brasília; 2019; Tese (Doutorado em Sociologia) - UnB,; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Maria Leuça Teixeira Duarte

Escola: lugar político da diversidade sexual e de gênero; 2015; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de aperfeiçoamento de pessoal de nível superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Emerson Roberto de Araújo Pessoa

Trânsitos transnacionais, corporais e de gêneros: trans brasileiras no mercado do sexo em Portugal; ,; 2015; Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de Lisboa,; Coorientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Mikelly Gomes Silva

Os discursos em torna da intersexualidade; 2015; Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte,; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Fabrício de Sousa Sampaio

As performances de paquera masculina: entre o facebook e as festas eletrônicas sobralenses; 2013; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Pedro Paulo Gomes Pereira

2019; UnB,; Berenice Alves de Melo Bento;

Maria de Belém Martins Velozo

O turismo como gerador de emprego; 2003; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Turismo e Hospitalidade) - União Pioneira de Integração Social; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Paloma Wilson

Do turismo sexual ao tráfico de mulheres; 2003; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Turismo e Hospitalidade) - União Pioneira de Integração Social; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Ângela Cristina de Resende Andrade

A relação do turismo com as comunidades receptoras e a manutenção da cultura através da atividade turística sustentável; 2003; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Turismo e Hospitalidade) - União Pioneira de Integração Social; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Rose Mary Santana Conceição

Mulher do seu tipo! mulheres descasadas na festa-baile; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências SOciais) - universidade federal do rn - Brasil; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

José Gilberto Alves de Sousa Junior

Teoria cu: Políticas do saber e da subjetividade a partir de Pedro Solange; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Igor Fidelis Maia

Gênero e literatura infantil; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - UFRN; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Leonardo Henrique Lobato de Lacerda

Entre frestas e arestas: de bicha à travesti; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Marcos Mariano Viana da Silva

Relações intrafamiliares de travestis e transexuais em Natal - RN; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - UFRN; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Mikarla Gomes da Silva

O caso Genildo França: matar e morrer - Honra, masculinidade e mídia; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - UFRN; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Denise Evelyn Mendonça Pimentel

AMORES E DESEJOS INVÍSIVEIS: A (in) fidelidade conjugal em contexto das múltiplas identidades; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

[Nome removido após solicitação do usuário]

Conjugalidades dissidentes: um olhar sobre a prática do swing; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - UFRN; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Larissa Herminio

Gênero, estigma e diferença em Madame Satã; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Kênia Almeida Nunces

A estrela do sertão: gênero, sexualidade e violência em Macabéa; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Mikelly Gomes da Silva

Um click e pronto! Sexo ao seu alcance: escritos sobre a prostituição masculina(online) na cidade de Natal; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Daniel Praciano Marinho

Revisão do CID-10: Luta pela despatologização do gênero na infância (EDITAL ProIC; 2018); 2019; Iniciação Científica; (Graduando em Departamento de Sociologia/UnB) - Série Sociológia; Departamento de Sociologia/UnB; , Universidade de Brasília; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Juliette Scarlet Galvão Aires Santos

Os discursos dos ativistas LGBT americano em torno do DSM 5; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/UFRN, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Nayara Soares

Sobre o DSM-IV; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Psicologia) - UFRN, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Igor Fidelis Maia

Gênero: uma categoria cultural ou médica; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Igor Fidelis Maia

Igor Fedelis; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Comunicação Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Leonardo Lobato

Luta globalizada pela despatologização das identidades trans; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - UFRN, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Cristina Diógenes

História do DSM e CID; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - UFRN; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Wagner Henrique Varela

Contexto histórico, social e econômico do caso Genildo de França; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Comunicação Social) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Mikarla Gomes da Silva

Estudo sobre homofobia, honra e misoginia; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Kenia Gomes

Entre a Honra e Homofobia: O caso Genildo França; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Mikarla Gomes da Silva

Estudo sobre homofobia, honra e misoginia; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Natália Maria Alves Machado

Aspectos Legais da transexualidade; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Sociologia) - UnB, Minstério da Saúde; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Natalie Mendes de Araújo

Políticas Pública para os/as transexuais:estudo do Programa Brasil Sem Homofobia; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em História) - UnB, Minstério da Saúde; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Dalila Noleto Torres

A população transexual e o Ministério da Saúde; 2006; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Políticas) - UnB; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Felipe de Melo Gomes

Orientação de monitoria; 2013; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais - Sociologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Ozaias Antonio Batista (orientação monitoria)

Integração da disciplina Sociologia da Saúde oferecida pelo DCS para diversos cursos do campo da saúde; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - UFRN/PROGRAD, UFRN/PROGRAD; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Janielson Canuto

Orientação de monitoria; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - UFRN, UFRN/PROGRAD; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Ozaias Antonio Batista (orientação monitoria)

Integração da disciplina Sociologia da Saúde oferecida pelo DCS para diversos cursos do campo da saúde; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - UFRN, UFRN/PROGRAD; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Ozaias Antonio Batista

Integração da disciplina Sociologia da Saúde oferecida pelo DCS para diversos cursos do campo da saúde; 2010; Orientação de outra natureza; (Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Pedro Amorim

Orientação de Monitoria; 2005; Orientação de outra natureza; (Sociologia) - Universidade de Brasília; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Pedro Amorim

Orientação de Monitoria; 2005; Orientação de outra natureza; (Sociologia) - Departamento de Sociologia, UnB; Orientador: Berenice Alves de Melo Bento;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BENTO, Berenice. . ?Que nossas universidades sejam arco-íris.?: Entrevista com Berenice Bento (entrevista). Em Construção , v. 5, p. 200, 2019.

  • BENTO, Berenice. . Quando o medo se transforma em ação política. Justificando.cartacapital.com.br , v. unico, p. 01-04, 2018.

  • BENTO, BERENICE . Necrobiopoder: Quem pode habitar o Estado-nação?. Cadernos Pagu (UNICAMP) , v. 1, p. 1-16, 2018.

  • BENTO, Berenice. . The review process of the DSM 5: is gender a cultural or diagnostic category?. Sociology International Journal , v. 2, p. 205-213, 2018.

  • BENTO, Berenice. . Gênero, uma categoria médica?. Ópera Mundi , v. Ãnico, p. eletrÃnica, 2017.

  • BENTO, Berenice. . 'Disforia de gênero' no DSM-5: o canto da sereia da cientificidade. Ópera Mundi , v. Ãnico, p. xx, 2017.

  • BENTO, Berenice. . Redwashing: discursos de esquerda para limpar os crimes do estado de israel.shtml. Ópera Mundi , v. unico, p. xx, 2017.

  • BENTO, Berenice. . A psiquiatrização das identidades trans no DSM-5: saúde, cidadania e o risco do pensamento colonizado. Ópera Mundi , v. unica, p. 01-04, 2017.

  • BENTO, Berenice. . Universidade, gênero e movimentos sociais (Decálogo). REVISTA PERIÓDICUS , v. 1, p. 340-353, 2017.

  • BENTO, Berenice. ; PINHEIRO, T. D. . PIONEIRISMOS, ATIVISMOS E (RE)INVENÇÕES Entrevista com Berenice Bento. REVISTA EQUATORIAL - REVISTA DOS ALUNOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANTROPOLOGIA SOCIAL , v. 4, p. 126-141-141, 2017.

  • BENTO, Berenice. . Máscaras heterossexuais, desejos homossexuais*. CADERNOS PAGU , p. 1-13, 2017.

  • BENTO, BERENICE . ILAN PAPPÉ: HISTÓRIA E VERDADE. Contemporânea - revista de sociologia da UFSCar , v. 7, p. 523-528, 2017.

  • BENTO, Berenice. ; FERREIRA, A. D. . A escola como um lugar de disputas e desafios.. REVISTA COLETIVA FUNDAJ , v. Ãnico, p. xx, 2016.

  • BENTO, Berenice. . Disforia de gênero: geopolítica de uma categoria psiquiátrica. REVISTA DIREITO E PRÁXIS , v. 07, p. 496-536, 2016.

  • BENTO, Berenice. . Quartos de despejo da história. Cult (São Paulo) , v. 209, p. 62-64, 2016.

  • BENTO, Berenice. . Determinismo biológico revisitado: gênero e raça. Cult (São Paulo) , v. unico, p. 12-14, 2015.

  • BENTO, Berenice. . Verônica Bolina e o transfeminicídio no Brasil. Cult (São Paulo) , v. 202, p. 30-34, 2015.

  • BENTO, Berenice. . É o queer tem pra hoje? Conversando sobre as potencialidades e apropriações da Teoria Queer ao Sul do Equador. Áskesis - Revista dos Discentes do Programa de Pós Graduação em Sociologia da UFSCar , v. 4, p. 01-14, 2015.

  • BENTO, Berenice. . Escutar vozes e falar em línguas. Cadernos Pagu (UNICAMP) , p. 551-566, 2015.

  • SILVA, M. M. V. ; BENTO, Berenice. . Produção e negociação das identidades trans nas relações familiares em Natal-RN. História Agora , v. I, p. 34-57, 2014.

  • BENTO, Berenice. . Nome social para pessoas trans: cidadania precária e gambiarra legal. CONTEMPORÂNEA. REVISTA DE SOCIOLOGIA DA UFSCAR , v. único, p. 165-185, 2014.

  • BENTO, Berenice. . Nome social para pessoas trans: cidadania precária e gambiarra legal (versão eletrônica). Contemporânea: Revista de Sociologia da UFSCar , v. unico, p. 165-183, 2014.

  • BENTO, Berenice. . Queer o quê? Ativismo e estudos transviados. Cult (São Paulo) , v. Ãnico, p. 43-46-46, 2014.

  • BENTO, Berenice. ; DIAS, D. M. . Brincar de gênero, uma conversa com Berenice Bento. Cadernos Pagu (UNICAMP. Impresso) , v. 43, p. 1, 2014.

  • BENTO, Berenice. . O QUE PODE UMA TEORIA? ESTUDOS TRANSVIADOS E A DESPATOLOGIZAÇÃO DAS IDENTIDADES TRANS. Revista Florestan - Graduação em Ciências Socias da UFSCar , v. 2, p. 1, 2014.

  • SILVA, M. G. ; NUNES, K. A. ; BENTO, Berenice. . Corpos marcados: a intersexualidade como (des) encaixes de gênero. Cronos (Natal. Impresso) , v. 12, p. 128-142, 2013.

  • BENTO, Berenice. . From official transexuality to transexualities. CLAM , v. I, p. 366-389, 2013.

  • BENTO, Berenice. ; PELUCIO, L. . Despatologização do gênero: a politização das identidades abjetas. ESTUDOS FEMINISTAS , v. 20, p. 559-568, 2012.

  • BENTO, Berenice. . Entrevista com Amets Suess. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso) , v. Vol 21, p. 144-147, 2012.

  • BENTO, Berenice. ; PELUCIO, L. . Vivências trans: desafios, dissidências e conformações - apresentação. ESTUDOS FEMINISTAS , v. 20, p. 485-488, 2012.

  • BENTO, Berenice. . Entrevista: Beatriz Espejo. Cronos (Natal. Impresso) , v. V.11, p. 192-193, 2012.

  • BENTO, Berenice. . Sexualidade e experiências trans: do hospital à alcova. Ciência e Saúde Coletiva (Impresso) , v. 17, p. 2655-2664, 2012.

  • BENTO, Berenice. . As famílias que habitam ?a família?. Sociedade e Cultura (Impresso) , v. 15, p. 275-283, 2012.

  • BENTO, Berenice. . Na escola se aprende que a diferença faz a diferença. ESTUDOS FEMINISTAS , v. 19, p. 549-559, 2011.

  • BENTO, Berenice. . La producción del cuerpo dimórfico: transexualidad e historia. Anuario de Hojas de Warmi , v. único, p. 251, 2010.

  • BENTO, Berenice. . Corpo-projeto. ESTUDOS FEMINISTAS , v. 17, p. 265-272, 2009.

  • BENTO, Berenice. . A diferença que faz a diferença: corpo e subjetividade na transexualidade. Bagoas : Revista de Estudos Gays , v. 3, p. 95-112, 2009.

  • BENTO, Berenice. . Entre a noite e o dia: os perigos dos gêneros (RESENHA). Bagoas : Revista de Estudos Gays , v. 02, p. 251-253, 2008.

  • BENTO, Berenice. . Etudes Gays et Lesbiennes au Brésil : Un Champ en Construction.. Sexualidades , v. unico, p. 1-15, 2007.

  • BENTO, Berenice. . La experiencia transexual en el contexto del hospital. http://www.ciudadaniasexual.org.pe, 2005.

  • BENTO, Berenice. . Dossier: Transgeneridad:Cuerpo, Género, Identidad. Revista Labia, No. 19, Lima, Marzo 2005, 2005.

  • BENTO, Berenice. . Transexuais, corpos e próteses. Labrys. Estudos Feministas (Edição em português. Online) , Brasília, 2004.

  • BENTO, Berenice. . Os estudos queer aqui e agora. Labrys. Estudos Feministas (Edição em português. Online) , Brasília, 2004.

  • BENTO, Berenice. . Cuerpo, performance y género en la experiencia transexual. Anuario de Hojas de Warmi , Barcelona, v. 13, p. 69-94, 2002.

  • BENTO, Berenice. . Gênero, Sexualidade e Poder. Revista Múltipla, Brasília, 2001.

  • BENTO, Berenice. . Os estudos de gênero na encruzilhada do universal e do particular. Revista do Museu Antropológico, Goiânia, v. V.3/4, n.No. 1, p. 121-146, 2000.

  • BENTO, Berenice. . A (re)construção da identidade masculina. Revista de Ciências Humanas (Florianópolis) , florianópolis, n.No. 26, p. 33-49, 1999.

  • BENTO, Berenice. . Os herdeiros de Caim: excluídos do paraíso terrestre. Revista Múltipla (UPIS) , Brasília, n.No. 7, p. 55-74, 1998.

  • BENTO, Berenice. . O caso Julien Sorel: uma abordagem praxiológica. Revista Múltipla (UPIS) , Brasília, v. vol.2, n.No. 2, p. 65-85, 1997.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

BENTO, Berenice. . Blooks Livraria - Consultoria sem remuneração. 2016.

BENTO, Berenice. . Advisory Board. 2014.

BENTO, Berenice. . Oficina de validação das metodologias do estudo com a população Trans de Salvador. 2013.

BENTO, Berenice. . Conselheira da OAB/SP - Comissão da Diversidade Sexual. 2013.

BENTO, Berenice. ; PELUCIO, L. . Organização do Dossiê: Dissidências e conformações: sexualidade e gênero nas experiências trans.. 2012.

BENTO, Berenice. . Produção de documentário sobre transexualidade (consultora). 2011.

BENTO, Berenice. . Parecer CNPq - Edital: Participação em evento. 2018.

BENTO, Berenice. . Parecer CNPq - Participação em evento. 2018.

BENTO, Berenice. . Parecer CNPq - Participação em evento. 2018.

BENTO, Berenice. . Parecer CNPq - Doutorado pleno no exterior. 2018.

BENTO, Berenice. . XIV - ENECULT - parecer de trabalhos submetidos. 2018.

BENTO, Berenice. . Parecer - XIV ENECULT - BA. 2018.

BENTO, Berenice. . Parecer - XIV ENECULT - BA. 2018.

BENTO, Berenice. . Parecer projeto de Pesquisa. 2017.

BENTO, Berenice. . Parecer: projeto de pesquisa. 2017.

BENTO, Berenice. . Parecer - artigo. 2017.

BENTO, Berenice. . Parecer para revista Sociedade e Estado (manuscrito inédito). 2017.

BENTO, Berenice. . Parecer: CNPq. Bolsa sanduíche. 2017.

BENTO, Berenice. . Parecer: Projeto de Pesquisa (bolsa produtividade - CNPq). 2017.

BENTO, Berenice. . Projeto de Pesquisa: doutorado pleno no exterior. 2017.

BENTO, Berenice. . minicurso: Sexualidade e gênero: Categorias políticas em disputa. 2016.

BENTO, Berenice. . Parecer projeto de pesquisa - CNPQ. 2016.

BENTO, Berenice. . Parecer CAPES - apoio a evento. 2016.

BENTO, Berenice. . Parecer - apoio a participação em evento internacional. 2016.

BENTO, Berenice. . Parecer CNPq. 2016.

BENTO, Berenice. . Parecer - apoio a participação em evento internacional. 2016.

BENTO, Berenice. . Parecer para bolsa sandwich/CNPQ. 2015.

BENTO, Berenice. . Revista Cronos - Parecer de texto inédito (artigo). 2015.

BENTO, Berenice. . Parecer CNPq - Edital participação de eventos no exterior. 2015.

BENTO, Berenice. . Parecer - artigo inédito - Revista Inter-Legere. 2015.

BENTO, Berenice. . (relatório técnico) Gênero: uma categoria cultural ou médica. 2015.

BENTO, Berenice. . Parecer artigo inédito para The Journal of Homosexuality. 2015.

BENTO, Berenice. . Projeto de pesquisa. 2015.

BENTO, Berenice. . Revista do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH-Unicamp). 2014.

BENTO, Berenice. . Revista Etnográfica. 2014.

BENTO, Berenice. . Revista Gênero e Direito (G&D)/UFPB. 2014.

BENTO, Berenice. . Revista Ideias. 2014.

BENTO, Berenice. . Revista de la Universidad de los Andes - Faculdad de Cienciais Sociales. 2014.

BENTO, Berenice. . Civitas: Revista de Ciências Sociais. 2014.

BENTO, Berenice. . X Enecult - Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura. 2014.

BENTO, Berenice. . Parecer para pedido de recursos para viagem/CAPES. 2014.

BENTO, Berenice. . Parecer para pós-doutorado júnior/CNPq. 2014.

BENTO, Berenice. . Parecer para CNPq. 2014.

BENTO, Berenice. . Artigo inédito para Revista Periodicus. 2014.

BENTO, Berenice. . Editora Unesp - Parecer em manuscrito (livro). 2014.

BENTO, Berenice. . Parecer para a Revista de Ciências Sociais (UFC). 2013.

BENTO, Berenice. . Reunião Discussão do Projeto: Vulnerabilidade ao HIV/AIDS, Sífilis e Hepatites Virais na População de Travestis e Transexuais e seus Modos de Vida em Salvador-BA. 2013.

BENTO, Berenice. . Seminário: processo transexualizador no SUS. 2012.

BENTO, Berenice. . Parecer para a Revista Tendências: Caderno de Ciências Sociais. 2012.

BENTO, Berenice. . VIII Conference International Association for the Study of Sexuality, Culture and Society (IASSCS),. 2011.

BENTO, Berenice. . Revista Brasileira de Ciência Política. 2011.

BENTO, Berenice. . Parecer de artigo para possível publicação (REF). 2011.

BENTO, Berenice. . I Concurso de Monografias em Direitos Humanos da UFRN. 2011.

BENTO, Berenice. . Coordenação da Sessão do GT Sexualidades, corporalidades e transgressões (SBS). 2011.

BENTO, Berenice. . Debatedora do GT Sexualidades, corporalidades e transgressões (SBS). 2011.

BENTO, Berenice. . Parecer de artigo para possível publicação (REVISTA PENSATA). 2011.

BENTO, Berenice. . Parecer artigo para possível publicação (Revista Sociedade e Cultura). 2011.

BENTO, Berenice. . Mesa redonda: Estéticas queer e transculturalidade (debatedora). 2011.

BENTO, Berenice. . Expert's meeting on the reform of the Internacional Classification of Diseases. 2011.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação Revista Bagoas(parecer). 2010.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação Revista Bagoas(parecer). 2010.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação (Revista CRONOS). 2010.

BENTO, Berenice. . Parecer para possível publicação de artigo (Revista de Estudos Feministas). 2010.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação (Revista de Estudos Feministas). 2010.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação (Cadernos de Campo). 2010.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação (Revista Bagoas). 2010.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível pubicação REF (parecer). 2009.

BENTO, Berenice. . Parecer para possível publicação (Sexualidad, Salud y Sociedad- Revista Latinoamericana). 2009.

BENTO, Berenice. . Parecer para possível publicação (Hojas de Warni - Espanha). 2009.

BENTO, Berenice. . Apreciação de originais para possível publicação pela Editora da UNESP (parecer). 2008.

BENTO, Berenice. . Artigo para Revista BAGOAS (parecer). 2008.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação Revista Bagoas. 2008.

BENTO, Berenice. . Artigo para possível publicação, Revista Pagu. 2008.

BENTO, Berenice. . 6ta. Conferencia Internacional (parecer). 2007.

BENTO, Berenice. . Artigo para Cadernos Pagu (parecer). 2007.

BENTO, Berenice. . Artigo Cadernos de Campo (parecer). 2007.

BENTO, Berenice. . Programa de Pós-Doutorado no Depatamento de Sociologia/UnB. 2006.

BENTO, Berenice. . Apreciação de original para possível publicação pela Editora da UFPR (parecer). 2006.

BENTO, Berenice. . Artigo para Revista Sociedade em Estudos (parecer). 2006.

BENTO, Berenice. . Artigo para Revista Sociedade em Estudos (parecer). 2006.

BENTO, Berenice. . PODCAST: As várias formas de violência contras as pessoas trans. 2019. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Aplicação da Lei Maria da Penha às mulheres trans ainda é polêmica. 2019. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Gays efeminados relatam rotina de discriminação e contam como se fortaleceram. 2019. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . O mercado de trabalho para pessoas trans. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Caminhos da reportagem. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Café Filosófico - TVu- UFRN. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Saber Ciências 0 TVu - UFRN. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . CBN - A condição de trabalho para as pessoas trans no Brasil. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Mesa redonda: Lugar de mulher é.... 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. . Sobre o II Seminário Internacional Desfazendo Gênero. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Berenice Bento é a mais nova colunista da Cult. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Sobre as eleições. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . As eleições e os binarismos: entrevista com Berenice Bento. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . A situação da população trans no RN - Tribuna do Norte. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Rádio Universitária. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . TV Universitária. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Universidade, Gênero e Movimentos Sociais. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. . Desafios e dilemas da pesquisa social sobre gênero e sexualidade. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. . Coordenação da mesa redonda: A luta pela despatologização das identidades trans. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. ; BOURCIER, M. H. . Coordenação da mesa redonda: Conversa com a autora: Marie Hélène Bourcier. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. . Cidadania trans. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Café Filosófico. 2012. (Programa de rádio ou TV/Outra).

BENTO, Berenice. . Bom dia RN. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Conexão Futura. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Folha de São Paulo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . National Geographic. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Coluna Ponto G Multicultura. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Turismo Sexual (Grandes Temas). 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Palabra de mujer (San José). 2011. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. . Grandes Temas: TRANSEXUALIDADE. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . A campanha pela despatologização da transexualidade(Globo News). 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Programa: Canal Saúde. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . Grandes Temas (TVU/UFRN). 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BENTO, Berenice. . TV Universitária - Café Filosófico. 2009. (Programa de rádio ou TV/Outra).

BENTO, Berenice. . Ver TV (Câmara dos Deputados). 2008. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

BENTO, Berenice. . Relatório de Pesquisa (CNPq). 2019. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Gênero: categoria médica ou cultural? (edital universal). 2016. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Relatório Produtividade em Pesquisa. 2016. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Relatório: Pós doutorado - CUNY. 2015. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Caderno de Resumos - Seminário Internacional Desfazendo Gênero. 2013. (Editoração/Anais).

BENTO, Berenice. . Lei de identidade de gênero espanhola: possibilidades e limites. 2012. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Honra, homofobia e misoginia: o caso Genildo Ferreira da França. 2012. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . História da Sexualidade. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

Costa, Horácio ; BENTO, Berenice. ; Garcia, Wilton ; Inácio, Emerson . Retratos do Brasil Homossexual. 2010. (Editoração/Anais).

BENTO, Berenice. . TRANSEXUALIDADE E SAÚDE PÚBLICA: DILEMAS DOS DIREITOS HUMANOS(PDJ-154910/2006-6 ). 2010. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Gênero: uma categoria em disputa. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

BENTO, Berenice. . Quem tem direitos aos Direitos Humanos? Saúde pública e transexualidade. 2008. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Feminismo, educação e cidadania. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

BENTO, Berenice. . Projeto Ser e Poder Ser. 2007. .

BENTO, Berenice. . Dos gêneros e sexualidades inteligiveis aos "bichos raros": diferença sexual, gênero e performances. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

BENTO, Berenice. . Pedido de Renovação de Bolsa de Pós-Doutorado. 2007. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Relatório de atividades como bolsista PRODOC/CAPES. 2007. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Um estudo da transexualidade no contexto brasiliense (PDJ - 150733/2005-4). 2006. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . GT materiais- transexuais, visibilidade e prevenção às DST/AIDS. 2006. (Grupo de Tabalho (Ministério da Saúde)).

BENTO, Berenice. ; LOPES, D. . Cadernos de Resumos: II Congresso da ABEH. 2004. (Caderno de Resumos).

BENTO, Berenice. . Metodologia Científica. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

BENTO, Berenice. . Relatório de Doutorado Bolsa Sanduíche na Espanha. 2002. (Relatório de pesquisa).

BENTO, Berenice. . Identidade de gênero e poder. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

BENTO, Berenice. . Cartilha virtual: sexualidade, gênero e direitos humanos. 2014. Vídeo.

BENTO, Berenice. . Estado Laico: a quem interesse?. 2013. Vídeo.

BENTO, Berenice. . O corpo conforme. 2008. Filme.

BENTO, Berenice. . Diversidade: a diferença fez a diferença. 2008. Vídeo.

BENTO, Berenice. . Diálogos para cidadania. 2006. Vídeo.

BENTO, Berenice. . Grandes Temas. 2011.

BENTO, Berenice. . Programa "Grandes Temas". 2010.

BENTO, Berenice. . Café Filosófico. 2009.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Quem pode habitar o Estado-nação? Estudo sociológica das disputas em torno da Lei do Ventre Livre, Descrição: Este projeto de pesquisa é parte de um estudo mais amplo no qual se objetiva analisar a relação do Estado brasileiro com a população. A hipótese geral da pesquisa é que há uma combinação de políticas que visam cuidar da vida com outras que tem a violência (fazer matar) de determinados grupos humanos que habitam as fronteiras do Estado-nação como meta. O conceito que está sendo construído para interpretar estas políticas é o de necrobiopoder. A pesquisa em tela terá como objetivo analisar os debates em torno da Lei do Ventre Livre. Uma pergunta sobre a relação entre raça e gênero que precisa ser posta como problema de pesquisa diz respeito ao lugar que as mulheres negras escravizadas ocuparam na sustentação da vida econômica durante o período escravocrata. Seus corpos geravam filhos/as que seriam completamente absorvidos/as na esfera produtiva. A formação da mão de obra escrava era formada por dois caminhos: pelos/as filhos/a gerados/as pelas mulheres escravizadas e pelo tráfico de pessoas negras oriundas da África. No entanto, entre os anos de 1850, quando se proíbe definitivamente o tráfico negreiro e o ano de 1871, ou seja, por 21 anos, são as mulheres negras escravizadas que irão produzir a mão de obra nova para o sistema escravocrata. Em 28 de setembro de 1871 aprovou-se a lei n 2040 que passou para a história como ?Lei do Ventre Livre?. A Lei do Ventre Livre colocará formalmente um fim à escravidão de crianças filhas de mulheres escravizadas nascidas no Império. O objetivo geral desta pesquisa será analisar as disputas que aconteceram no parlamento brasileiro em torno da proposição que se tornaria lei. Interessa-nos perguntar como foi possível se chegar a uma ?solução? legal para transição do trabalho escravo para o trabalho livre, via positivação legal, que mantinha a mãe escrava e o/a filho/a livre. O estudo da eficácia da lei poderá ficar para outro momento, uma vez que, segundo levantamento bibliográfico, não há nenhuma pesquisa que tenha tido este foco analítico. Além dos Anais da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, os jornais do período também comporão o corpus textual da pesquisa. Objetivos da pesquisa: O estudo dos Anais do parlamento brasileiro entre os meses de maio a setembro de 1871 terá como objetivos: 1) Entender como era articulado o sistema raça/gênero/classe/sexualidade no debate sobre a libertação dos/as filhos/as de mulheres negras escravizadas. 2) Analisar qual o estatuto político que os parlamentares conferiam aos/às futuros/os filhos/as das mulheres escravizadas que nasceriam livres e teriam legalmente o status de brasileiro/a. 3) Compreender como se articulava a relação entre liberdade e escravidão. De um lado, as mães continuariam propriedade privada, do outro, crianças que nasceriam com o estatuto político de brasileiras livres. Portanto, se tentará entender como esta aparente impossibilidade chegou a constituir-se um conjunto de enunciados transformado em Lei. 4) Interpretar quais as noções de maternidade e paternidade vinculava-se aos corpos escravizados. 5) Verificar se há núcleos comuns de feminilidade entre as mulheres negras escravizadas e as brancas livres, uma vez que um dos eixos articulador da proposição está na relação mulher/maternidade. 6) Entender se a capacidade reprodutiva seria uma dimensão que produziria níveis de intersecção identitária entre as mulheres negras e as mulheres brancas. 7) Analisar se as mulheres negras e as mulheres brancas eram compreendidas como pertencentes ao gênero feminino, ou se as mulheres negras estariam fora de um corpo generificada (ser mulher). 8) Construir um perfil biográfico dos parlamentares.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Número de orientações: 3

  • 2017 - Atual

    Necrobiopoder: Quem pode habitar o Estado-nação?, Descrição: Nos estudos sobre pessoas trans, travestis, população negra, mulheres, entre outras, o Estado aparece como agente fundamental que distribui de forma não igualitária o reconhecimento de humanidade. Há um núcleo de referência bibliográfica compartilhado por este campo de pesquisa. O conceito de biopoder de Michael Foucault, como técnica de governo que tem como objetivo ?fazer viver, deixar morrer?, é recorrente. Quando as pesquisas se referem à violência do Estado, geralmente se aciona a noção de ?soberania?, também de Foucault, em contraposição à de governabilidade (conjunto de técnicas voltadas para o cuidado da vida). Mais recentemente o conceito de necropoder de Achille Mbembe passou a compor este corpus conceitual. Esta pesquisa terá como objetivo, a partir da revisão bibliográfica, sugerir outro conceito: necrobiopoder. Necropoder e biopoder são termos indissociáveis para se pensar a relação do Estado com os grupos humanos que habitaram e habitam os marcos do Estado-nação. Vida vivível e vida matável, para utilizar os termos de Giorgio Agamben, são formas de gestão da população e não podem ser postas em uma perspectiva cronológica, em que o necropoder (ou poder soberano) teria sido ultrapassado pelo biopoder. A construção do conceito estará assentada (além da revisão bibliográfica) em análises históricas e conjunturais de políticas do Estado. Ou seja, a discussão teórica estará articulada com determinados recortes empíricos. No que se refere à dimensão história, o foco estará nas mudanças das legislações da segunda metade do século XIX que regulamentavam o ?trabalho servil?, caracterização legal à época para o trabalho escravo. A inferência é que pode-se encontrar neste corpo discursivo (os posicionamentos dos parlamentares) as dimensões do biopoder e do necropoder operacionalizando as decisões dos parlamentares. Em uma aproximação preliminar, pode-se afirmar que nenhuma lei traz com tamanha dramaticidade a encruzilhada conceitual que proponho nomear necrobiopoder como a Lei do Ventre Livre. A criança, nascida após a promulgação da lei, seria livre. A mãe continuaria escrava. A criança entraria na população brasileira, deveria estudar, ter um registro. A mãe seguiria sob o poder de vida e morte dos seus donos e de suas donas. O fruto desse corpo-função vem ao mundo inserido em uma lógica pré-biopolítica. A lei, no seu artigo 1, estabelece que ?Os filhos de mulher escrava que nasceram no Império desde a data desta lei serão considerados de condição livre?. Outra ponta de minha pesquisa está focada numa dimensão sincrônica e tem tentando sistematizar as técnicas de fazer morrer da população carcerária. O que Foucault chama de ?deixar morrer? eu aponto como um conjunto de técnicas sistemáticas, racionais, para provocar a morte daqueles que estão sob os ?cuidados? do Estado. Comida estragada, não atendimento médico, superlotação das celas, pessoas presas sem acusação formal e sem sentença são algumas dessas técnicas. Não se trata de uma crise da população carcerária, ou uma falta de orçamento. Esses argumentos só alcançam o nível mais superficial do que está posto. Por fim, o terceiro recorte empírico serão os auto de resistência. Essa prática policial é legitimada pelo poder judiciário, por meio dos arquivamentos dos autos de resistência, o que implica uma política sistemática do Estado. Não se trata de um comportamento desviante de alguns membros da corporação. Tampouco se pode tributar essa prática reiterada à impunidade. A suposta ?impunidade? funciona como uma senha para o corpo repressivo: continua seu trabalho de limpeza do Estado-nação. Policiais justificam suas ações porque notaram ?atitudes suspeitas?. A expressão ?atitude suspeita? tornou-se suficiente para que policiais prendam e matem. O que é uma atitude suspeita? Não é apenas ?uma atitude?, mas um corpo, uma pele, uma região.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador.

  • 2015 - Atual

    Revisão do CID-10 e a luta pela despatologização do gênero, Descrição: Em 2017 a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicará a décima primeira edição do Código Internacional de Doenças (CID-10). Em 1997 houve o acréscimo no capítulo Transtornos Mentais e Comportamentais do subcapítulo Distorções da Personalidade e do Comportamento Adulto, onde foi incluído o ?transexualismo?. A partir daí, médicos e especialistas de diversas aéreas da saúde, passaram a adotar critérios para avaliar a saúde mental dos sujeitos que demandavam intervenções cirúrgicas para ajustar o corpo ao gênero identificado. Nunca antes na história da medicina e de outros saberes a categoria gênero fora incorporada como critério para avaliar a saúde psíquica dos sujeitos O anúncio do início da revisão do CID-10 desencadeou uma mobilização internacional de ativistas transexuais que passaram a lutar pela retirada da transexualidade do CID. A campanha passou a ser conhecida como Campanha Mundial pela Despatologização das Identidades Trans e tem como nome oficial Stop Trans Pathologization (SPT). A mobilização internacional nos revela a força normativa do CID na determinação de procedimentos e construção de protocolos em relação ao processo transexualizador. O protocolo determina que antes da realização das cirurgias, as pessoas transexuais devem se submeter a um conjunto de testes psicológicos, fazer obrigatoriamente terapia por, no mínimo, dois anos. Além disso, a pessoa que deseja realizar a cirurgia de transgenitalização deve usar obrigatoriamente roupas ?apropriadas? para o gênero que afirma pertencer. Ao final de todas as etapas, um psiquiatra emite um parecer sobre a ?condição de gênero? do paciente. O que justifica todas estas imposições é o fato das pessoas transexuais serem consideradas como ?transtornadas de gênero?. Esta pesquisa tentará demonstrar que os termos das disputas entre ativistas e cientistas acontecem em torno dos significados atribuídos à categoria gênero, sendo o fio condutor a dicotomia natureza e cultura. Será, portanto, objetivo dessa pesquisa analisar os múltiplos discursos produzidos para significar o que é gênero, tanto pelos ativismos trans quanto pelo grupo de trabalho responsável pela revisão da parte referente à transexualidade da OMS. A pesquisa terá como foco privilegiado de observação e análise a relação entre os ativismos organizados em torno da STP e o Grupo de Trabalho da OMS responsável pela reformulação dos capítulos Transtornos de Identidade de Gênero e Distorções da Personalidade e do Comportamento Adulto. As questões gerais que orientarão a análise dos documentos produzidos pelas partes envolvidas na disputa serão: O que é gênero? Como se produz a identidade de gênero? Por que diagnosticar o gênero? Se não existe nenhum exame clínico que conduza a produção do diagnóstico, como determinar a ocorrência do ?transtorno?? Qual e como estabelecer os limites discerníveis entre ?os transtornados de gênero? e ?os normais de gênero?? Palavras-chave: Despatologização, CID-10, OMS, gênero, ativismo trans.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (3) . , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador / PEREIRA, Pedro Paulo Gomes - Integrante / Mikelly Gomes da Silva - Integrante / Marcos Mariano Viana da Silva - Integrante / Tarcisio Dunga Pinheiro - Integrante.

  • 2014 - Atual

    Nome social e identidade de gênero: dilemas para construção da cidadania das identidades trans no Brasil, Descrição: A hipótese principal é que vivemos no Brasil um paradoxo: legislações locais que reconhecem a autodeterminação do gênero e, por outro lado, uma ausência de um marco legal nacional que garanta à população trans o direito a identidade legal de gênero. O desdobramento desta hipótese é que quanto mais próximo o legislador está de uma concepção patologizante (biologizante) das experiências trans, como parece ser o de parlamento nacional, maiores serão as exigências para que se reconheçam os direitos e quanto maior a compreensão de que as identidades trans se inserem no campo da identidade de gênero e dos direitos humanos, menores serão os obstáculos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (3) . , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador / Mikelly Gomes da Silva - Integrante / Marcos Mariano Viana da Silva - Integrante / Tarcisio Dunga Pinheiro - Integrante.

  • 2013 - Atual

    Transfeminicídio: a construção de um conceito, Descrição: Referindo-me ao caso de Verônica Bolina, afirmei: ?Sabemos que a vida de um negro vale menos que a de um branco no Brasil. Não é novidade que os ricos não são presos. Mas talvez ainda não se saiba o suficiente sobre a natureza da violência que as pessoas trans sofrem no Brasil.? (BENTO, 2015, p. 55) É sobre a natureza dessa violência que esta pesquisa se estrutura. Os assassinatos contra as travestis, as mulheres trans e as mulheres transexuais são considerados no cômputo generalizante de violência contra LGBTs. Sugiro nomear esse tipo de assassinato como ?transfeminicídio?. Ao acrescentar ?trans? ao ?feminicídio?, por um lado, reafirmo que a natureza da violência contra travestis, mulheres trans e mulheres transexuais é da ordem do gênero e, por outro, reconheço que há singularidades nesses crimes. Transfeminicídio é inspirado no conceito de ?feminicídio?, cunhado para tipificar os assassinatos das mulheres não trans que aconteceram (acontecem) na Ciudad Juárez/México. A primeira vez que se utilizou a expressão ?femicídio? foi em 1801 para se referir a um assassinato de uma mulher (RUSSELL E HERMES, 2006:76). Radford e Russell (1992:76) recuperam esse conceito e afirmam que ?o femicídio está no extremo final do contínuum do terror contra as mulheres, o qual inclui uma grande variedade de abusos verbais e físicos.? Tal definição irá encontrar no gênero da vítima a motivação do crime. Marcela Lagarde fará uma tradução cultural de ?femicídio? para ?feminicídio?, para significar o assassinato de centenas de mulheres não trans mexicanas, majoritariamente na Ciudad Juárez. Rita Laura Segato corrobora essa concepção e acrescenta que os casos se relacionam com um Estado paralelo produzido pela debilidade do Estado-nação e pelo neoliberalismo. Dessa forma, os crimes sistemáticos em Ciudad Juárez estão relacionados com o controle do território e a demonstração da soberania por parte de grupos poderosos ligados ao narcotráfico ou aos empresários. Para a antropóloga, a violência física em partes dos corpos, como os seios e a vagina, são um enunciado dirigido a outros grupos para reafirmar o controle territorial, uma forma de comunicar publicamente a outros grupos o poder sobre a vida (2004: s/r). Nesse sentido, o corpo feminino é utilizado como uma arma de guerra. Enríquez (2010:74) avalia que o vocábulo ?feminicídio? obrigou o Estado a reconhecer a despolitização da morte da vítima, uma vez que reduz o crime à dimensão passional. Da mesma forma, Cisneros (2010:83) afirmará que o tratamento da ?exceção?, antes da introdução do conceito ?feminicídio?, era notório porque ocultava as condições sociopolíticas gerais que permitem que a violência se reproduza e, em segundo lugar, distancia os espectadores ou leitores da notícia do problema. O giro conceitual com a introdução do conceito ?feminicídio? provoca uma reinterpretação dos crimes de passionais para um novo status teórico, político e jurídico. Não se tratava exclusivamente de exigir justiça, mas de entender a natureza desse tipo de violência. E ao fazê-lo se instaurou uma disputa nas estruturas culturais e nas configurações discursivas no que se refere ao lugar do feminino nas estruturas de gênero. Uma possível interpretação para a natureza dessa violência está na posição que o feminino ocupa na ordem de gênero. O transfeminicídio, tal qual o feminicídio, se caracteriza como uma política disseminada, intencional e sistemática de eliminação das travestis, mulheres trans e mulheres transexuais, motivada pela negação de humanidade às vítimas. O transfeminicídio seria a expressão mais potente e trágica do caráter político das identidades de gênero. A principal função social do transfeminicídio é a espetacularização exemplar. Os corpos desfigurados importam na medida em que contribuem para a coesão e reprodução da lei de gênero que define. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador / Tarcisio Dunga Pinheiro - Integrante., Número de orientações: 4

  • 2011 - 2014

    Gênero: Uma categoria cultural ou diagnóstica?, Descrição: Na década de 1950 foram publicados os primeiros artigos que registraram e defenderam a especificidade do ?fenômeno transexual?. Essa tendência intensificou-se ao longo das décadas de 1960 e 1970, ao mesmo tempo em se produziam indicadores que sugeririam onde deveria ser buscado o diagnóstico para diferenciar transexuais de gays, lésbicas e travestis. Dois documentos são reconhecidos como oficiais na orientação do diagnóstico de transexualidade: o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM 4ª. versão), da Associação Psiquiátrica Americana (APA), e o Código Internacional de Doenças (10ª. versão), da Organização Mundial de Saúde. Nesses documentos, há o pressuposto de que a transexualidade, por se tratar de uma doença, tem basicamente os mesmos sintomas em todas as partes do mundo. A patologização caminha de mãos dadas com a universalização. O desejo em produzir um diagnóstico diferenciado para transexuais, anunciado precariamente na década de 1960, ganhou concretude nos anos 1980. A sua inclusão no Código Internacional de Doenças, em 1980, foi um marco no processo de definição da transexualidade enquanto uma doença. O DSM começou a ser publicado em 1952. Em 2013 será publicada a 5ª. versão. Esse documento orienta profissionais da saúde mental em todo mundo. É uma referência na produção de diagnóstico. O Código Internacional de Doenças (CID), embora não esteja subordinado às decisões e nomenclatura da APA, no que se refere aos transtornos mentais, termina por orientar-se basicamente pelas decisões dessa Associação. Desde que o gênero passou a ser uma categoria diagnóstica, uma vez que transexualidade é uma das múltiplas expressões da masculinidade ou feminilidade (Bento:2006, 2008), é a primeira vez que ocorre um movimento globalizado por sua retirada do rol das doenças identificáveis como transtornos mentais, a exemplo do que aconteceu com a homossexualidade. De diversas formas, o movimento ?Pare a Patologização!? consegue adesões em vários país. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): CNPq - Auxílio financeiro.Número de orientações: 5

  • 2011 - 2012

    Impactos da Lei de Gênero Espanhola, Descrição: Entre setembro de 2001 a julho de 2002 realizei pesquisa para minha tese de doutorado em coletivos transexuais espanhóis em Barcelona, Madri e Valência. Durante a realização da pesquisa, começou a tramitar no Senado Espanhol a "Lei de Identidade de Gênero". Inicialmente, os coletivos interpretaram-na como um avanço, no entanto, a posição contrária do Coletivo de Transexuais da Catalunha (CTC), desencadeou um debate intenso. Enquanto os outros coletivos realizavam abaixo-assinados para pressionar os senadores a votarem a favor da proposição, o CTC fazia vigília diante da prefeitura de Barcelona, com cartazes que diziam: "Abaixo a lei Anti-Transexual". A principal divergência dizia respeito ao inciso da proposição que definia que as mudanças dos documentos (nome próprio e sexo) só poderiam ser feitas após a realização da cirurgia de transgenitalização. Para muitas/os transexuais, a cirurgia não é prioritária e sim a mudança legal de sua identidade de gênero, além de afirmarem que o gênero não é determinado pela presença/ausência de uma determinada genitália. Por fim, em março de 2007 a lei foi aprovada pelo Parlamento Espanhol nos termos defendido pelo CTC. Essa lei tornou-se uma referência para o ativismo transexual de diversos países, inclusive para o brasileiro que faz gestões políticas no Congresso Nacional para que seja aprovada uma lei que garanta às/aos transexuais a mudança dos documentos sem a prévia realização da cirurgia. A necessidade de desvincular os dois processos deve-se ao fato de que muitos/as transexuais consideram mais importante a alteração dos documentos e não a realização da cirurgia de transgenitalização. Ou seja, a genitália, nesses casos, não é um lugar saturado de significados para suas sexualidades ou existências. O pênis ou a vagina estão ali, fazem parte do seu corpo, mas não se constituem como um lócus de produção de conflitos. O reconhecimento social da identidade legal de gênero é a principal reivindicação. A experiência transex. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Fundación Carolina - Centro de Estudos Hispanicos e Iberoamericanos - Bolsa.

  • 2009 - 2012

    Honra, homofobia e misoginia: o caso Genildo Ferreira de França, Descrição: O objetivo dessa pesquisa foi estudar o massacre que aconteceu na cidade de São Gonçalo do Amarante, em maio de 1997. O comerciante Genildo de França assassinou 13 pessoas e depois de matou. A motivação para o massacre, conforme discutirei, foi o resgate da honra. Genildo era frequentemente reconhecido pelos moradores da cidade como homossexual, embora, aos 27 anos, já tivesse passado por três casamentos e tivesse oito filhos. Foram objetivos gerais dessa pesquisa: compreender como os códigos de honra estruturam as práticas dos homens; entender as articulações entre misoginia e homofobia na constituição da masculinidade hegemônica; analisar as estratégicas discursivas acionadas para definir o normal e o anormal; investigar quais os discursos postos em ação para produzir a identidade masculina na comunidade de Santo Antonio do Potengi, a partir do caso Genildo Ferreira da França; observar como as normas de gênero e de sexualidade filtram a leitura e lembranças dos indivíduos que estiveram mais próximos aos acontecimentos de 1997; compreender os lugares destinados pela comunidade àqueles/as que deslocam sexualidade do gênero. As categorias que estruturaram a pesquisa foram: gênero, honra e homofobia. A pesquisa realizou-se entre agosto de 2009 e maio de 2012. As entrevistas foram feitas com amigos, conhecidos e parentes de Genildo. Participei de diversas festividades locais em São Gonçalo do Amarante e entrevistei ativistas do movimento LGBT (lésbico, gay, bissexual e transgênero) da cidade. Além das entrevistas gravadas e anotações em caderno de campo, fiz filmagens da cidade e dos lugares onde se passaram os principais acontecimentos do massacre. A pesquisa também produziu um acervo de fotos da cidade. Além da etnografia, a equipe (formada por mim e por quatro bolsistas de iniciação científica da pesquisa) conseguiu fazer um levantamento detalhado das notícias dos jornais locais e nacionais publicadas sobre o caso nos principais jornais locais e nacionais (em ane. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2

  • 2007 - 2009

    Dilemas dos Direitos Humanos: transexualidade e saúde pública (pós-doutorado), Descrição: Discutir a relação entre corpos normais e abjetos no atendimento de saúde às pessoas transexuais. Concepção de normalidade hegemônica entre os operadores de saúde.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Pesquisa - Bolsa., Número de produções C, T & A: 12

  • 2006 - 2008

    Quem tem direitos aos Direitos Humanos? Transexualidade e Saúde Pública(CNPq), Descrição: A proposta da pesquisa é buscar compreender, na perspectiva das/os transexuais, a forma como os operadores da saúde reagem diante de corpos reconstruídos fora do dimorfismo quando estes solicitam atendimento e refletir sobre a ausência de políticas públicas na área de saúde para população transexual. Em alguns Estados brasileiros há centros médicos que organizam programas de transgenitalização, no entanto, não se pode considerar tais iniciativas como uma política pública, devido o caráter restrito e voluntarista desses programas. Esse quadro é particularmente acentuado no Distrito Federal, local onde será realizada esta pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador / Josenilson Araújo - Integrante / Andréa Stefanni - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 8

  • 2005 - 2006

    Transexualidade: aspectos legais e políticos., Descrição: Financiado pelo Ministério da Saúde. Contou com a participação de 3 bolsistas de iniciação científica. Realizamos um levantamento no executivo, judiciário e legislativo das políticas públicas para população transexual. As alunas apresentaram os resultados de seus planos de trabalho no Congresso da SBPC e no Congresso de Iniciação Científica do Centro Oeste.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Ministério da Saúde - Cabo Verde - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 3

  • 2004 - 2006

    Um Estudo da Transexualidade no Contexto Brasiliense, Descrição: Projeto cadastrado no DPP/UnB e que me qualificou como Pesquisadora Associada do Departamento de Sociologia da UnB. O objetivo da pesquisa foi entender o porquê no Distrito Federal o processo transexualizador estava sob a responsalidade da justiça e não dos hospitais. Submenti este projeto para concorrer a uma bolsa de pós-doutardo junior no CNPq em 2005. Foi aprovado e financiou, parcialmente, a pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Pesquisa - Bolsa., Número de produções C, T & A: 3

  • 1999 - 2003

    A reinvenção do corpo: transexualidade e gênero na experiência transexual, Descrição: Estudo das representãções de gênero na identidade masculina. Observação sistemática em hospital que realiza cirurgias de transgenitalização. Estudos queer.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Pesquisa - Bolsa., Número de produções C, T & A: 32

  • 1995 - 1998

    Um certo mal-estar:queixas e perplexidades masculinas, Descrição: Estudo das mudanças na identidade masculina. Entrevista com homens pertencentes às camadas médias urbanas do Distrito Federal, terapeutizados. Estudos das relações de gênero.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Pesquisa - Bolsa., Número de produções C, T & A: 8

  • 1993 - 1994

    O regime militar e os movimentos sociais em Goiás, Descrição: Iniciação Científica. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Berenice Alves de Melo Bento - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 5

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

Prêmio "Destaque em Iniciação Científica" (Orientação de Daniel Praciano Marinho), UnB.

2011

Prêmio Nacional de Direitos Humanos, Secretaria de Direitos Humanos/Presidência da República.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade de Brasília, Departamento de Sociologia. , Universidade de Brasília (UnB), Asa Norte, 70910900 - Brasília, DF - Brasil, Telefone: (84) 32153557

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2017 - Atual

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora efetiva, Regime: Dedicação exclusiva.

2007 - 2009

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Bolsista Pós-Doutorado Júnior, Carga horária: 40

Outras informações:
Vinculada ao Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM) da UnB. Realizei a pesquisa "Dilemas dos Direitos Humanos: Transexualidade e Saúde Pública", sob orientação do Prof. Dr. Elioenai Dornelles.

2005 - 2007

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Bolsista (PRODOC), Carga horária: 40

2004 - 2006

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Pesquisadora/Professora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Associada

1999 - 2003

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: doutoranda, Enquadramento Funcional: doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Começei meu doutorado em 1999. Desenvolvo minhas pesquisas no Hospital das Clínicas de Goiânia, acompanhando o "Projeto Trasexualismo". Parte do meu trabalho de campo realizou-se na Espanha, onde acompanhei uma Associação de Transexuais. Orientadora: Profa. Dra. Deis Elucy Siqueira. Defesa da qualificação: 22 de março de 2001. Defesa da tese: 11 de junho de 2003.

1995 - 1998

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: mestranda, Enquadramento Funcional: mestranda, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Desenvolvi minhas pesquisas como bolsista do CNPq (mestrado)até 1997. Título da dissertação: Um certo mal-estar: queixas e perplexidades masculinas. Orientador: Carlos Benedito Martins. Dep. de Sociologia.

1996 - 1996

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Monitora II, Enquadramento Funcional: Monitora II, Carga horária: 20

Outras informações:
Monitora II, da disciplina "Introdução à Sociológia", para alunos de graduação. Professora da disciplina: Angélica Madeira. Assumi parte das aulas expositivas.

1995 - 1995

Universidade de Brasília, UnB

Vínculo: Monitora II, Enquadramento Funcional: Monitora II, Carga horária: 20

Outras informações:
Monitora II da disciplina "Teoria Sociológica Clássica", para alunos de graduação/UnB.

Atividades

  • 03/2020

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria sociológica contemporânea

  • 03/2020

    Ensino, Antropologia, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Judith Butler : Estado, reconhecimento e Violência

  • 03/2020

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de progressão funcional - ICS, .,Cargo ou função, Membro _ produção de parecer.

  • 11/2019

    Pesquisa e desenvolvimento , CLACSO, .,Linhas de pesquisa

  • 11/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Sociologia, .,Cargo ou função, Representante do Departamento de Sociologia na ADunb.

  • 03/2018

    Direção e administração, Departamento de Sociologia, Departamento de Sociologia.,Cargo ou função, Comissão de análise de pedido de aproveitamento de disciplinas.

  • 03/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Sociologia, Departamento de Sociologia.,Cargo ou função, Representante do Departamento de Sociologia no ICS (Instituto de Ciências Sociais/UnB).

  • 08/2019 - 12/2019

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica Contemporânea, Tópicos Especiais 5

  • 03/2019 - 07/2019

    Ensino, Sociologia, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica Contemporânea

  • 03/2019 - 07/2019

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica Contemporânea

  • 09/2018 - 12/2018

    Extensão universitária , Departamento de Sociologia, .,Atividade de extensão realizada, Minicurso: Cinema Palestino. Realizado entre os dias 05 e 07 de novembro..

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, Sociologia, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Abjeção e diferença: sobre reconhecimento e não-reconhecimento do sujeito

  • 08/2018 - 12/2018

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Sociologia

  • 03/2018 - 12/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Sociologia, Departamento de Sociologia.,Cargo ou função, Comissão de Seleção do Mestrado..

  • 08/2018 - 10/2018

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Sociologia, .,Cargo ou função, Comissão de Seleção do Mestrado - 2018.

  • 03/2018 - 06/2018

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Sociologia, Sociologia das Relações de Gênero

  • 07/2017 - 12/2017

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Sociologia, Sociologia das Diferenças Sexuais

  • 04/2006 - 04/2007

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Sociologia, .,Linhas de pesquisa

  • 08/2005 - 04/2007

    Outras atividades técnico-científicas , Departamento de Sociologia, Departamento de Sociologia.,Atividade realizada, Coordenadora da Série Sociológica.

  • 07/2006 - 12/2006

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Técnicas de Pesquisa - 2o. Semestre de 2006, Estrutura e Mudanças Sociais - 2o. Semestre de 2006

  • 01/2006 - 07/2006

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Marxistas - 1o. Semestre de 2006, Técnicas de Pesquisa - 1o. Semestre de 2006

  • 07/2005 - 12/2005

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Sociológicas - 2o. Semestre de 2005

  • 01/2004 - 12/2005

    Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Sociologia, .,Linhas de pesquisa

  • 01/2005 - 07/2005

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Marxistas - 1o. Semestre de 2005

  • 07/2004 - 12/2004

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Marxistas - 2o. Semestre de 2004

  • 01/2004 - 07/2004

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teorias Marxistas - 1o. Semestre de 2004

2003 - 2005

Câmara dos Deputados

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Secretária Parlamentar, Carga horária: 40

Outras informações:
Assessora parlamentar do Deputado Federal Chico Alencar. Atividades: artigos, pronunciamentos, acompanhamento legislativos, pesquisas.

1999 - 1999

Câmara dos Deputados

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Secretária Parlamentar, Carga horária: 40

Outras informações:
Assessora Parlamentar do Deputado Federal Milton Temer. Atividades: pesquisas, pronunciamentos, artigos, acompanhamento das comissões.

1996 - 1999

Câmara dos Deputados

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Secretária Parlamentar, Carga horária: 40

Outras informações:
Assessora parlamentar do Deputado Federal Haroldo Saboia. Atividades: Pesquisas, produção de pronunciamentos, artigos, acompanhamentos de comissões.

2002 - 2003

União Pioneira de Integração Social

Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: professora horistas, Carga horária: 18

2002 - 2002

União Pioneira de Integração Social

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 8

1999 - 2001

União Pioneira de Integração Social

Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Professora horista, Carga horária: 16

Atividades

  • 07/2003 - 12/2003

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 2o. Semestre de 2003

  • 07/2003 - 12/2003

    Ensino, Turismo, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Aplicada ao Turismo - 2o. Semestre de 2003

  • 07/2003 - 12/2003

    Ensino, Direito, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Sociologia - 2o. Semestre de 2003

  • 01/2003 - 12/2003

    Ensino, Direito, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Sociologia - 1o. Semestre de 2003

  • 01/2003 - 07/2003

    Ensino, Turismo, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Aplicada ao Turismo - 1o. Semestre de 2003

  • 01/2003 - 07/2003

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 1o. Semestre de 2003

  • 08/2002 - 12/2002

    Ensino, MBA em Turismo e Hospitalidade, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Metodologia Científica

  • 07/2002 - 12/2002

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 2o. Semestre de 2002

  • 07/2001 - 12/2001

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 2o. Semestre de 2001

  • 07/2001 - 12/2001

    Ensino, Administração, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos e Técnicas de Pesquisa - 2o. Semestre de 2001, Sociologia das Organizações - 2o. Semestre de 2001

  • 01/2001 - 07/2001

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 1o. Semestre de 2001

  • 01/2001 - 07/2001

    Ensino, Administração, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Métodos e Técnicas de Pesquisa - 1o. Semestre de 2001, Sociologia das Organizações - 1o. Semestre de 2001

  • 07/2000 - 12/2000

    Ensino, Administração, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia das Organizações - 2o. Semestre de 2000

  • 07/2000 - 12/2000

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 2o. Semestre de 2000

  • 01/2000 - 07/2000

    Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Rural - 1o. Semestre de 2000

2006 - 2006

Centro Latino-americano em Sexualidade e Direitos Humanos

Vínculo: Professora Docente on-line, Enquadramento Funcional: Horista, Carga horária: 10

Outras informações:
Professora on-line do curso: "Curso de Formação de Profissionais em Gênero, Sexualidade e Relações Étnico-Raciais - Gênero e Diversidade na Escola", com carga horária de 170 horas. O curso é uma parceria entre o Ministério da Educação, Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Bristish Council e o CLAM.

1999 - 1999

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: curso, Enquadramento Funcional: convidada, Carga horária: 20

Outras informações:
O curso "Gênero e as Ciências Sociais", fez parte da III Semana de Ciências Socias da UFG de 1999.

1993 - 1994

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: bolsista iniciação científica, Enquadramento Funcional: bolsista, Carga horária: 20

Outras informações:
Durante o ano de 1994, desenvolvi a pesquisa: "O regime Militar e os movimentos sociais em Goiás". Orientadora: Dra. Dalva Maria Borges de Lima Dias de Souza. Bolsista: Iniciação Científica do CNPq

1993 - 1993

Universidade Federal de Goiás

Vínculo: monitora, Enquadramento Funcional: monitoria, Carga horária: 20

Outras informações:
Durante o ano de 1993, desenvolvi atividade remunerado como Monitora da disciplina "Teoria Antropológica".

Atividades

  • 09/2000 - 09/2000

    Extensão universitária , Instituto de Ciências Humanas e Letras, Departamento de Ciências Sociais.,Atividade de extensão realizada, Curso: " Relações de gênero e a Declaração Universal dos Direitos Humanos".

  • 11/1999 - 11/1999

    Extensão universitária , Instituto de Ciências Humanas e Letras, Departamento de Ciências Sociais.,Atividade de extensão realizada, curso " Gênero e as Ciências Sociais".

2003 - 2003

Associação Internacional de Educação Continuada

Vínculo: Contratada, Enquadramento Funcional: Contratada

Atividades

  • 03/2003 - 12/2003

    Outras atividades técnico-científicas , Associação Internacional de Educação Continuada, Associação Internacional de Educação Continuada.,Atividade realizada, Escreveu a matéria "Sociologia das Organizações".

1995 - 1997

Centro Educacional Dinâmico

Vínculo: Professora nível médio, Enquadramento Funcional: Professora horista, Carga horária: 12

Outras informações:
Lecionou Sociologia para os alunos do 3o. e 2. anos do Segundo Grau.

Atividades

  • 04/1995 - 03/1997

    Ensino,,Disciplinas ministradas, Literatura Brasileira, Sociologia

2015 - 2016

Revista Cult

Vínculo: Colunista no site da Cult, Enquadramento Funcional: Colunista

Outras informações:
Colunista do blog "Transviad@s: sexualidade, gênero, direitos humanos" (Revista Cult). Publicação quinzenal de artigos.

2013 - 2014

City University of New York

Vínculo: Scholar (pós-doutorado), Enquadramento Funcional: bolsista do CNPq, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Pós-Doutoranda, sob orientação do Professor Dr. Rafael de la Dehesa. Projeto de pesquisa: Gênero: uma categoria médica ou cultural?

2017 - Atual

Universidade de Brasília

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: DE, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 08/2017

    Ensino, Sociologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Sociologia, Sociologia das diferenças sexuais

2012 - 2013

Conselho Municipal de Direitos da MUlher-Natal/RN

Vínculo: Representante da UFRN, Enquadramento Funcional: Sem enquadramento funcional, Carga horária: 4

2006 - 2009

Faculdade Alvorada

Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professora Visitante, Carga horária: 8

Atividades

  • 08/2008

    Ensino, Secretaria Executivo, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Ciências Políticas - 2o. Semestre de 2008

  • 07/2008

    Ensino, Direito, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Criminologia - 2o. Semestre de 2008, Sociologia Jurídica - 2o. Semestre de 2008

  • 01/2008 - 07/2008

    Ensino, Direito, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Jurídica - 1o. Semestre de 2008, Sociologia Geral - 1o. Semestre de 2008

  • 08/2007 - 12/2007

    Ensino, Direito, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia Geral - 2o. Semestre de 2007, Sociologia Jurídica - 2o. Semestre de 2007

2010 - 2013

Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Diversidade Sexual, Gênero e Direitos

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenadora, Carga horária: 20

Outras informações:
Entre 07/2010 a 09/2013 coordenei o Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Diversidade Sexual, Gênero e Direitos Humanos/ Tirésias-UFRN. O Núcleo foi aprovado pelo Conselho Universitário da UFRN e todos os outros Conselhos Superiores. Ao longo desses 03 anos realizamos inúmeras atividades de ensino, pesquisa e extensão, com destaque especial para o I Seminário Internacional Desfazendo Gênero: Subjetividade, Cidadania e Transfeminsmo (entre os dias 15 a 16/08/2013).

2009 - 2017

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

  • 06/2011

    Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Humanas Letras e Artes, Departamento de Ciências Sociais.,Linhas de pesquisa

  • 04/2017 - 06/2017

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica IV - matutino

  • 04/2017 - 06/2017

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia do Brasil - Turmas matutina e noturna

  • 08/2016 - 11/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sexualidade e gênero

  • 08/2016 - 11/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Judith Butler: gênero, política e reconhecimento

  • 02/2016 - 06/2016

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia do Brasil (matutino e noturno)

  • 08/2015 - 12/2015

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica I

  • 05/2015 - 06/2015

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica Clássica

  • 04/2015 - 06/2015

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Revisão do DSM 5: disputas em torno da categoria gênero.

  • 02/2015 - 06/2015

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia do Brasil - (duas turmas - matutina e noturna)

  • 12/2014 - 05/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pósgraduação em Ciências Sociais, .,Cargo ou função, Comissão de credenciamento e descredenciamento do PPGCS.

  • 10/2013 - 11/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Humanas Letras e Artes, .,Cargo ou função, Comissão de sindicância para apurar as condições em que aconteceram a performance do Grupo CRUOR.

  • 08/2013 - 09/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica - Manhã, Teoria Sociológica - Noturno

  • 06/2012 - 09/2013

    Direção e administração, Centro de Ciências Humanas Letras e Artes, .,Cargo ou função, Vice Coordenadora da Pós Graduação em Ciências Sociais.

  • 05/2010 - 09/2013

    Direção e administração, Núcleo Int. em Est. da Divers. Sexual, Gêneros e DH- TIRÉSIAS, .,Cargo ou função, Coordenadora da Unidade Acadêmica Núcleo Tirésias.

  • 08/2011 - 08/2013

    Conselhos, Comissões e Consultoria, EDITORA DA REVISTA CRONOS/UFRN, .,Cargo ou função, Revista do Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais/UFRN.

  • 05/2013 - 07/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Avançado. O queer nos trópicos.

  • 02/2013 - 07/2013

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia do Brasil

  • 11/2012 - 12/2012

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pósgraduação em Ciências Sociais, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão de revisões de provas (seleção doutorado - 2013).

  • 08/2012 - 12/2012

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria Sociológica I

  • 08/2012 - 12/2012

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Avançado

  • 06/2012 - 10/2012

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pósgraduação em Ciências Sociais, .,Cargo ou função, Comissão de Organização do CESO.

  • 03/2012 - 07/2012

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia do Brasil - Bacharelado, Sociologia do Brasil - Licenciatura

  • 07/2011 - 04/2012

    Extensão universitária , Proreitoria de Extensão, .,Atividade de extensão realizada, Curso: Gênero e Diversidade na Escola (GDE)..

  • 08/2011 - 12/2011

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia I - Matutino (bacharelado), Sociologia I - Noturno (licenciatura), Teoria Queer: gênero na era da farmacopornografia

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Seminário Temático II - Gênero, sexualidade e estudos queer

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Epistemologia, Epistemologia das Ciências Sociais, Sociologia do Brasil

  • 03/2011 - 07/2011

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Epistemologia

  • 08/2010 - 12/2010

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria da Prática Científica em Ciências Sociais (matutino), Teoria da Prática Científica em Ciências Sociais (noturno)

  • 08/2009 - 12/2010

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria da Prática Científica em Ciências Sociais (noturno e matutino - Duas turmas)

  • 02/2010 - 07/2010

    Ensino, Fonoaudiologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia da Saúde

  • 02/2010 - 07/2010

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Teoria da prática científica em Ciências Sociais

  • 01/2010 - 02/2010

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Curso de Férias-TEORIA SOCIOLOGIA I

  • 08/2009 - 12/2009

    Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia da Saúde

  • 02/2009 - 07/2009

    Ensino, Fonoaudiologia, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Sociologia da Saúde

  • 02/2009 - 07/2009

    Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Elaboração de Projeto Social

2011 - 2012

Universitat de Barcelona

Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Sem, Carga horária: 30

Outras informações:
Estive vincula à UB durante pesquisa financiada pela Fundación Carolina (de dezembro de 2011 a fevereiro de 2012)