Marília da Cunha e Silva

Atualmente é estagiária - Bazzaneze Advogados. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Civil. Participante do Grupo de Observatório de Direito à Saúde. Estudante de Direito do Centro Universitário Curitiba - Unicuritiba.

Informações coletadas do Lattes em 26/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em andamento em Direito

2011 - Atual

Centro Universitário Curitiba
Título: PATENTES FARMACÊUTICAS: A SITUAÇÃO DAS TERAPIAS CELULARES NO CENÁRIO LEGISLATIVO ATUAL
Orientador: Dr. Sandro Mansur Gibran

Curso técnico/profissionalizante

2006 - 2008

Organização Paranaense de Ensino Técnico Ltda

Ensino Médio (2º grau)

2006 - 2008

Organização Paranaense de Ensino Técnico Ltda

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Privado/Especialidade: Direito Civil.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Privado/Especialidade: Direito Comercial.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

VI Simpósio de Pesquisa e Iniciação Científica.A atuação da ANVISA na questão do acesso populacional aos medicamentos. 2014. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Giovani Ribeiro Rodrigues Alves

ALVES, G. R. R.; ZOLANDECK, J. C. A.; SENTONE, N. N.. Direito Empresarial Contemporâneo: considerações acerca do marco civil da internet e a atividade empresarial. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em LLM em Direito Empresarial Aplicado) - Faculdades da Indústria.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Sandro Mansur Gibran

Patentes farmacêuticas: a situação das terapias celulares no cenário legislativo atual; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Direito) - Centro Universitário Curitiba; Orientador: Sandro Mansur Gibran;

Sandra Mara Maciel de Lima

Acesso populacional às terapias celulares; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Direito) - Centro Universitário Curitiba; Orientador: Sandra Mara Maciel de Lima;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • SILVA, M. C. ; MACIEL-LIMA, S. . A Atuação da ANVISA na Questão do Acesso Populacional aos Medicamentos. In: VIII Jornada de Sociologia da Saúde: cultura, corpo e saúde, promovida pelo Grupo de Pesquisa em Sociologia da Saúde UFPR/CNPq, 2014. VIII Jornada de Sociologia da Saúde: cultura, corpo e saúde, promovida pelo Grupo de Pesquisa em Sociologia da Saúde UFPR/CNPq.

  • MOTTA, J. H. ; MACIEL-LIMA, S. ; SILVA, M. C. . Descentralização do Sistema Único de Saúde: As Dificuldades de o Município Programar. In: VIII Jornada de Sociologia da Saúde: cultura, corpo e saúde, promovida pelo Grupo de Pesquisa em Sociologia da Saúde UFPR/CNPq, 2014, Curitiba. VIII Jornada de Sociologia da Saúde: cultura, corpo e saúde, promovida pelo Grupo de Pesquisa em Sociologia da Saúde UFPR/CNPq, 2014.

  • SILVA, M. C. ; MACIEL-LIMA, S. . A atuação da ANVISA na questão do acesso populacional aos medicamentos. In: VI Simpósio de Pesquisa e Iniciação Científica, 2014, Curitiba. Anais do VI Simpósio de Pesquisa e Iniciação Científica. CURITIBA: UNICURITIBA, 2014. v. 1. p. 1-2.

  • SILVA, M. C. . A atuação da ANVISA na questão do acesso populacional aos medicamentos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SILVA, M. C. ; GIBRAN, S. M. . PATENTES FARMACÊUTICAS: A SITUAÇÃO DAS TERAPIAS CELULARES NO CENÁRIO LEGISLATIVO ATUAL 2014 (Monografia em Curso de Gradução).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Direito à Saúde e Cidadania, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sandra Mara Maciel de Lima em 15/12/2014., Descrição: De acordo com a Constituição Federal de 1988, a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantindo o acesso igualitário às ações e serviços de saúde. Na formulação de Mendes (1995), a universalização do sistema de saúde veio acompanhada de mecanismos de racionamento, especialmente a queda na qualidade dos serviços públicos que acaba por expulsar do subsistema público segmentos sociais de camadas médias, absorvidos pelo subsistema privado. Nesse sentido, a normativa é reinterpretada na prática social não como um universalismo inclusivo, mas um universalismo excludente que garante a incorporação ao sistema público de segmentos mais pobres. Criam-se para clientelas distintas diversas modalidades assistenciais, tornando o sistema público mais uma modalidade assistencial para pobres. Por sua vez, os segmentos sociais excluídos do sistema público continuam a depender dos serviços de alta complexidade, com altos custos que, normalmente, não são cobertos pelo sistema médico privado. No bojo desse debate, o presente projeto visa refletir sobre o direito à saúde no Brasil e seus impactos na cidadania, por meio de pesquisa qualitativa, bibliográfica, documental e estudo de casos. Espera-se identificar limites desse universalismo, bem como indicar as perspectivas de superação, por meio das políticas públicas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Marília da Cunha e Silva - Integrante / Sandra Maciel-Lima - Coordenador / Jefferson Holliver Motta - Integrante / Leonardo Negri Mestre - Integrante / Guilherme Carias - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional