Altair Meirelles de Sousa Maia

Tem interesse em Geoquímica Analítica, Geoquímica Ambiental, Paleoclimatologia, Geologia do Quaternário e Geologia Oceânica

Informações coletadas do Lattes em 20/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Geologia

2010 - 2015

Universidade de Brasília, UnB
Título: Projeto Paraíso 2015 - Mapeamento geológico 1:50000 da região de Paraíso de Tocantins
Orientador: Elton Luiz Dantas

Ensino Médio (2º grau)

2005 - 2007

Leonardo da Vinci

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2009 - 2009

Lógica de programação. (Carga horária: 40h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - DF.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Alemão

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Outros.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XV congresso brasileiro de geoquímica. Geoquímica de Solos e sedimentos da várzea do lago Grande Curuaí, Pará, Brasil. 2015. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Geraldo Resende Boaventura

Indicadores de Qualidade da Água: Geoquímica do Lago Grande Curuaí, Bacia do Amazonas; 2015; Iniciação Científica; (Graduando em Geologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Geraldo Resende Boaventura;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    Análises bio-físico-químicas de troca de elementos químicos entre sedimento e água. Experimentos em Laboratório, medições no campo e capacitação em biogeoquímica., Descrição: Programa de iniciação científica ( PIBIC ) : Descrição: Esta proposta entrega-se dentro do projeto de pesquisa de cooperação internacional Brasil-França CNPq No 490634/2013-3 (Vigência: Fev 2014 a Jan 2018) intitulado "Ecossistemas das várzeas e biodiversidade: cenários de desenvolvimento sustentáveis" baseado numa equipe interdisciplinar franco-brasileira que tem por objetivos avançar na avaliação dos impactos das mudanças climáticas e ambientais sobre o funcionamento dos ecossistemas aquáticos das várzeas e interações com a sua biodiversidade com vista à elaboração de cenários de adaptação, visando melhorar o uso dos recursos enquanto promovendo à biodiversidade. O enfoque deste projeto é o desenvolvimento de um modelo hidro e biogeoquímico acoplado, descrevendo as interações entre propriedades físicas, químicas e biológicas de várzeas. Porém, esta modelagem precisa de parametrizar as trocas de elementos químicos (nutrientes e poluentes) entre o sedimento e a coluna d'água. Os objetivos do projeto são descrever e quantificar as reações diagenéticas que ocorrem em sedimentos lacustres depositados recentemente para entender melhor o ciclo e o destino de elementos, nutrientes e traço no ambiente aquático. A realização dos objetivos requer experimentos em laboratório para determinar as constantes de equilíbrio de reações e medidas em lagos incluindo perfis de substâncias dissolvidas e perfis de sedimentos para verificar que essas reações se aplicam. Os resultados aqui obtidos serão utilizados no desenvolvimento de modelos de funcionamento da áreas alagáveis das várzeas da bacia amazônica. A proposta encaixa-se nas atividades desenvolvidas pelo laboratório misto internacional LMI OCE Observatoire des Changements Environnementaux (Observatório das Mudanças Ambientais) criado entre a Universidade de Brasília e demais instituições brasileiras parceiras e o Instituto Francês de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD). Esse laboratório que pode ser considerado como uma rede de pesquisa, suportando as interações entre os equipes brasileiras e francesas para juntar e dividir os conhecimentos, dados e ferramentas desenvolvidos. Além do trabalho de campo e de laboratório este projeto atenderá metas de formação e de co-orientação Franco-Brasileiro dos estudantes de pós-graduação,. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Altair Meirelles de Sousa Maia - Coordenador / Eudes de Oliveira Bomfim - Integrante / Geraldo Resende Boaventura - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2015 - Atual

    Universidade de Brasília, UnB

    Vínculo: ESTAGIÁRIO, Enquadramento Funcional: Estágio supervisionado, Carga horária: 6

    Outras informações:
    Estágio no Laboratório de Geoquímica da Universidade de Brasília (LAGEQ-UnB)

  • 2013 - 2013

    Universidade de Brasília, UnB

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: estágio supervisionado, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Colhimento de dados apartir de métodos radiométricos e magnetométricos, tratamento dos dados em planilhas EXCEL, SPSS e interpretação no projeto de pesquisa intitulado ''GERAÇÃO DE MODELOS PROSPECTIVOS PARA MINÉRIO DE FERRO NA PROVINCIA MINERAL DE CARAJÁS ''