Augusto Frota

Doutorando em Ciências na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Licenciado e Bacharel em Ciências Biológicas pela UEM. Mestre em Ciências Ambientais pelo programa de pós-graduação em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais (PEA-UEM). Atua na área de Zoologia, com ênfase em biogeografia histórica e sistemática de peixes de água doce. Tem experiência no uso de diversos métodos de amostragem ictiofaunística. Também se interessa pela biologia da conservação, na interface entre questões ambientais e econômicas. Fora da academia, dedica-se à arbitragem de voleibol com registro na Confederação Brasileira de Voleibol (CBV-61325).

Informações coletadas do Lattes em 05/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais

2018 - Atual

Universidade Estadual de Maringá
Título: Biogeografia histórica de Cnesterodontini Hubbs, 1924 (Cyprinodontiformes: Poeciliidae: Poeciliinae),
Weferson Júnio da Graça. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais

2016 - 2018

Universidade Estadual de Maringá
Título: Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): inferências com métodos panbiogeográfico e cladístico,Ano de Obtenção: 2018
Weferson Júnio da Graça.Coorientador: Carla Simone Pavanelli. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado)

2011 - 2015

Universidade Estadual de Maringá
Título: Biogeografia histórica da ictiofauna de rios e riachos de cabeceiras entre bacias hidrográficas adjacentes no estado do Paraná, Brasil
Orientador: Dr. Weferson Júnio da Graça
Bolsista do(a): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, FAADCT/PR, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2008 - 2010

Sâo Judas Tadeu

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

Curso básico de língua inglesa - Módulo I. , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2014 - 2014

Biologia e Ecologia da reprodução de peixes. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2014 - 2014

Introdução a ictiologia. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2014 - 2014

O voo de Leptonycteris nivalis. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2013 - 2014

Open Water Diver. (Carga horária: 60h). , Professional Associations of Diving Instructors, PADI, Brasil.

2013 - 2013

Macroinvertebrados aquáticos: ecologia e biologia. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2013 - 2013

História da Ciência no Ensino de Biologia. (Carga horária: 30h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2013 - 2013

Biodiversidade de peixes de água-doce. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2012 - 2012

Extensão universitária em Biologia Marinha. (Carga horária: 40h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

2012 - 2012

Evolução cromossômica em animais. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2012 - 2012

Introdução à leitura de O Capital e Educação. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Mais-valia relativa: fundamentos teóricos. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Engrenagem do sexo - anatomia sexual. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Identificação e forma de uso de plantas medicinais. (Carga horária: 28h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Apontamentos críticos na obra de Dermeval Saviani. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Cinema e História do Movimento Operário. (Carga horária: 12h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Sustentabilidade: histórico e perspectivas. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

2011 - 2011

Fundamentos em ecologia: dinâmicas populacionais. (Carga horária: 8h). , Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biogeografia de peixes neotropicais.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes.

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

FROTA, A. . Doação de cães e gatos. 2011. .

FROTA, A. . Doação de cães e gatos. 2011. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXIII Econtro Brasileiro de Ictiologia. Biogeografia histórica de Anablepidae (Telostei: Cyprinodontiformes). 2019. (Congresso).

1ª Reunião da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação e 5º Simpósio de Ecologia Teórica.Sobreposição ecomorfológica entre espécies nativa e exótica de Cyprinodontiformes. 2016. (Simpósio).

XXX Ciclo de Debates em Ecologia de Água Doce. 2016. (Outra).

7º Congresso Brasileiro de Mastozoologia. DIETA DE CALLITHRIX ERXLEBEN, 1777 EM FRAGMENTO URBANO DE MATA ATLÂNTICA NO SUL DO BRASIL. 2014. (Congresso).

XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semanda de Biologia. 2014. (Encontro).

Ecologia e Conservação de Mamíferos Silvestres. 2013. (Simpósio).

II Encontro do PIBID da UEM. 2013. (Encontro).

XIV Encontro Maringaense de Biologia. 2013. (Outra).

Direitos animais: políticas públicas e movimentos sociais para os animais. 2012. (Simpósio).

Educação, ciência e liberdade. 2012. (Outra).

III Fórum das Licenciaturas da UEM. 2012. (Outra).

XI Encontro Paranaense de Genética. 2012. (Encontro).

Ciência e alienação na Sociedade Contemporânea. 2011. (Outra).

I Fórum Ambiental Marinho Multidisciplinar. 2011. (Outra).

Pro-Animal em Ação.Feira de Doação de Cães e Gatos.. 2011. (Outra).

XIII Encontro Maringaense de Biologia e XXVI Semana de Biologia. 2011. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Alessandra Barbosa da Silva

FROTA, A.; OTA, R. R.; GRACA, W. J.. Morfologia de Geophagus sveni (Cichliformes: Cichlidae) na planície de inundação do alto rio Paraná. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Rianne Caroline de Oliveira

FROTA, A.; PENIDO, I. S.; GRACA, W. J.. Ictiofauna de três áreas sob influência de pequenas centrais hidrelétricas, bacia do rio Jamari, Rondônia, Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá.

Aluno: Filipe Manoel Azevedo

FROTA, A.; PENIDO, I. S.; ZAWADZKI, C. H.. Análise taxonômica de Hypostomus margaritifer Regan, 1908 (Siluriformes: Loricariidae). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Hugo José Message

GRACA, W. J.;MESSAGE, Hugo José; RODRIGUES, K. F.. Biogeografia histórica da ictiofauna de rios e riachos de cabeceira entre bacias hidrográficas adjacentes do estado do Paraná. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá.

Weferson Júnio da Graça

GRAÇA, W. J.; Dagosta, F. C.;BAILLY, D.. Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): eventos que determinaram a atual distribuição geográfica da família.. 2018. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

Weferson Júnio da Graça

GRAÇA, W. J.; FIDANZA, K.;MESSAGE, H. J.. Biogeografia histórica da ictiofauna de rios e riachos de cabeceiras entre bacias hidrográficas adjacentes no estado do Paraná, Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá.

Dayani Bailly

BAILLY, D.GRAÇA, W. J.. Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes):. 2018. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

Karina Fidanza Rodrigues

GRACA, W. J.; MESSAGE, H. J.;FIDANZA, K.. Biogeografia histórica da iciofauna de rios e riachos de cabeceira entre bacias hidrográficas adjacentes no estado do Paraná. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Renan Borges dos Reis

Inventário ictiofaunístico de ambientes dulcícolas do Estado do Paraná, Brasil; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá; Orientador: Augusto Frota;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ademir Quintilio Lazarini

Educação e educação física: aproximações de análise à luz da crítica marxiana da economia política; 2011; Orientação de outra natureza; (Educação Física) - Universidade Estadual de Maringá; Orientador: Ademir Quintilio Lazarini;

Weferson Júnio da Graça

Biogeografia histórica de Cnesterodontini Hubbs, 1924 (Cyprinodontiformes: Poeciliidae: Poeciliinae); Início: 2018; Tese (Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Weferson Júnio da Graça

Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): eventos que determinaram a atual distribuição geográfica da família; 2018; Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Weferson Júnio da Graça;

Weferson Júnio da Graça

BIOGEOGRAFIA HISTÓRICA DA ICTIOFAUNA DE RIOS E RIACHOS DA SERRA DA ESPERANÇA, PARANÁ, BRASIL; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá; Orientador: Weferson Júnio da Graça;

Weferson Júnio da Graça

Diversidade e biogeografia histórica da ictiofauna da bacia do rio Ivaí, Paraná, Brasil; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Weferson Júnio da Graça;

Weferson Júnio da Graça

Biogeografia histórica da ictiofauna da Serra da Boa Esperança-PR; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Maringá, Fundação Araucária; Orientador: Weferson Júnio da Graça;

Carla Simone Pavanelli

Historical biogeography of Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): inferences with panbiogeographic and cladistic methods; 2018; Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Coorientador: Carla Simone Pavanelli;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2019 FROTA, AUGUSTO ; MESSAGE, H. J. ; OLIVEIRA, R. C. ; BENEDITO, E. ; GRACA, WEFERSON J. . Ichthyofauna of headwater streams from the rio Ribeira de Iguape basin, at the boundaries of the Ponta Grossa Arch, Paraná, Brazil. BIOTA NEOTROPICA , v. 19, p. e20180666, 2019.

  • 2019 OTA, RENATA R. ; FROTA, AUGUSTO ; OLIVEIRA, ANIELLY G. ; NARDI, GABRIELA ; PROENÇA, HELEN C. ; MESSAGE, HUGO J. ; PENIDO, IAGO S. ; GANASSIN, MARIA J. M. ; AGOSTINHO, ANGELO A. . Brazilian fish fauna threatened by a proposal for a new law protecting invaders. BIODIVERSITY AND CONSERVATION (DORDRECHT. ONLINE) , v. 28, p. 787-789, 2019.

  • 2018 BATISTA-SILVA, VALÉRIA FLÁVIA ; FROTA, AUGUSTO ; KASHIWAQUI, ELAINE ANTONIASSI LUIZ ; ABELHA, MILZA CELI FEDATTO ; BAILLY, DAYANI ; GUBIANI, ÉDER ANDRÉ ; JÚNIO DA GRAÇA, WEFERSON . Ichthyofauna from three streams of the lower Iguatemi River in the upper Paraná river basin, Brazil. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION , v. 14, p. 363-378, 2018.

  • 2018 CAVALLI, DAIANE ; FROTA, AUGUSTO ; LIRA, ANGELICA DORIGON ; GUBIANI, ÉDER ANDRÉ ; MARGARIDO, VLADIMIR PAVAN ; GRAÇA, WEFERSON JÚNIO DA . Update on the ichthyofauna of the Piquiri River basin, Paraná, Brazil: a conservation priority area. BIOTA NEOTROPICA (ONLINE. EDIÇÃO EM INGLÊS) , v. 18, p. e20170350, 2018.

  • FROTA, AUGUSTO ; FROTA, MATHEUS . Brazilian Conservation Under the Light of Historical Materialism. ECOLOGICAL ECONOMICS , v. 145, p. 472-475, 2018.

  • 2018 MORAIS-SILVA, JOÃO P. ; OLIVEIRA, ALESSANDRA V. DE ; FABRIN, THOMAZ M.C. ; DIAMANTE, NATHÁLIA ALVES ; PRIOLI, SÔNIA M.A.P. ; FROTA, AUGUSTO ; GRAÇA, WEFERSON J. DA ; PRIOLI, ALBERTO J. . Geomorphology Influencing the Diversification of Fish in Small-Order Rivers of Neighboring Basins. Zebrafish , v. 15, p. 389-397, 2018.

  • 2017 BIFI, ALESSANDRO G, ; DIAS, ANGELICA C. ; FROTA, AUGUSTO . Fish species (Osteichthyes: Actinopterygii) from two tributaries of the Rio do Peixe basin, Tupã municipality, São Paulo state, Brazil. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION , v. 13, p. 2063, 2017.

  • 2017 TOZZO, ROBSON ALEXANDRE ; FROTA, AUGUSTO ; OTA, RENATA RUBIA ; SOUZA, FAGNER . Influência longitudinal de barramentos na estrutura ictiofaunística em riacho de pequena ordem. BIOTA AMAZÔNIA , v. 7, p. 1-5, 2017.

  • 2016 FROTA, AUGUSTO ; GONÇALVES, EDUARDO VIEIRA REAL ; DEPRÁ, GABRIEL DE CARVALHO ; DA GRAÇA, WEFERSON JÚNIO . Inventory of the ichthyofauna from the Jordão and Areia river basins (Iguaçu drainage, Brazil) reveals greater sharing of species than thought. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION , v. 12, p. 1995, 2016.

  • 2016 FROTA, AUGUSTO ; DEPRÁ, GABRIEL DE CARVALHO ; PETENUCCI, LETÍCIA MACHADO ; GRAÇA, WEFERSON JÚNIO DA . Inventory of the fish fauna from Ivaí River basin, Paraná State, Brazil. BIOTA NEOTROPICA (ONLINE. EDIÇÃO EM INGLÊS) , v. 16, p. e20150151, 2016.

  • 2016 TOZZO, ROBSON ALEXANDRE ; SOUZA, FAGNER ; FROTA, AUGUSTO . Relação da qualidade ambiental e os parâmetros abióticos em córregos de cabeceira na bacia do rio Tibagi. TERRA E CULTURA , v. 32, p. 65-71, 2016.

  • 2015 SOUZA, F. ; ZUANON, L.A. ; FROTA, A. ; PESENTI JUNIOR, L.F. ; SILVA, H.P. . Variação Ecomorfológica em Populações de Astyanax aff. paranae Eigenmann, 1914, na Bacia do Alto Rio Paraná. BIOTA AMAZÔNIA , v. 5, p. 44-49, 2015.

  • 2014 FROTA, A. ; SOUZA, F. ; SILVA, H.P. . Análise Morfométrica de Gymnotus inaequilabiatus (Valenciennes, 1839) (Gymnotiformes: Gymnotidae) em Diferentes Bacias Hidrográficas Brasileiras. BIOTA AMAZÔNIA , v. 4, p. 27-32, 2014.

  • SCHMITZ, M. H. ; CARDOZO, A. L. P. ; FROTA, AUGUSTO ; CAMPOS, G. I. M. ; MESSAGE, H. J. ; OLIVEIRA, R. C. ; SANTOS, R. S. ; BENEDITO, E. . CONHECENDO OS RIACHOS DO PARQUE NACIONAL DOS CAMPOS GERAIS, PR. In: II Encontro de Biologia Comparada, 2017, Maringá. Anais do II Encontro de Biologia Comparada, 2017.

  • REIS, R. B. ; FROTA, A. ; GRACA, W. J. . DIVERSIDADE E BIOGEOGRAFIA HISTÓRICA DA ICTIOFAUNA DA BACIA DO RIO IVAÍ, PARANÁ, BRASIL. In: XXV Encontro Anual de Iniciação Científica, 2016, Maringá. Anais do XXV Encontro Anual de Iniciação Científica, 2016.

  • FROTA, A. ; DEPRA, G. C. ; da GRAÇA, W. J. . ANÁLISE PARCIMONIOSA DE ENDEMICIDADE DA ICTIOFAUNA DE RIOS E RIACHOS DA SERRA DA ESPERANÇA, PARANÁ, BRASIL. In: XXIV Encontro Anual de Iniciação Científica, 2015, Maringá. Anais do XXIV EAIC, 2015.

  • FUJII, R. ; LOPES, R. N. ; FROTA, A. . Análise da concepção de alunos sobre a presença de macacos-prego no colégio estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira.. In: II Encontro do PIBID da UEM, 2013, Maringá. ANAIS DO II ENCONTRO DO PIBID/UEM - LICENCIATURAS: IMPACTOS E RESULTADOS, 2013.

  • MESSAGE, HUGO J. ; FROTA, AUGUSTO ; OTA, RENATA RUBIA ; GRAÇA, WERFERON JÚNIO . DISTRIBUIÇÃO DA ICTIOFAUNA AO LONGO DE GRADIENTES ELEVACIONAIS EM SETE BACIAS DO ESTADO DO PARANÁ. In: XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2019, Belém. Livro de resumos do XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2019. p. 869.

  • FROTA, AUGUSTO ; GANASSIN, M. J. M. ; PAVANELLI, C. S. ; GRAÇA, WERFERON JÚNIO . Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): inferências com métodos pan-biogeográfico e cladístico. In: XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2019, Belém. Livro de resumos do XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2019. p. 482.

  • FROTA, AUGUSTO ; MESSAGE, HUGO J. ; OLIVEIRA, R. C. ; BENEDITO, E. ; GRAÇA, WERFERON JÚNIO . ICTIOFAUNA DE RIACHOS DE CABECEIRA DA BACIA DO RIO RIBEIRA DE IGUAPE, NOS LIMITES DO ARCO DE PONTA GROSSA, PARANÁ, BRASIL. In: XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2019, Belém. Livro de resumos do XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2019. p. 463.

  • MARQUES, R. S. ; BATISTA-SILVA, V. F. ; ABELHA, M. C. F. ; KASHIWAQUI, E. A. L. ; BAILLY, D. ; GRACA, W. J. ; FROTA, A. . Ictiofauna do trecho inferior da bacia do Rio Iguatemi, Mato Grosso do Sul, Brasil. In: XXXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2018, Foz do Iguaçu. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2018.

  • REIS, R. B. ; FROTA, A. ; GRACA, WEFERSON JÚNIO . ATUALIZAÇÃO DO INVENTÁRIO ICTIOFAUNÍSTICO DA BACIA DO ALTO RIO PARANÁ, BRASIL. In: XVIII Emabi e XXXI Semana da Biologia, 2018, Maringá. Anis do XVIII Emabi e XXXI Semana da Biologia, 2018.

  • MORAIS-SILVA, J. P. ; OLIVEIRA, A. V. ; FABRIN, T. M. C. ; DIAMANTE, N. A. ; PRIOLI, S. M. A. P. ; FROTA, AUGUSTO ; GRACA, W. J. ; PRIOLI, A. J. . Geomorphology influencing the diversification of fish in small-order rivers of neighboring basins. In: II Internacional symposium on phylogeny and classification of neotropical fishes, 2017, Londrina. II Internacional symposium on phylogeny and classification of neotropical fishes, 2017.

  • FROTA, A. ; SOUZA, F. ; GANASSIN, M. J. M. ; LEITAO, M. L. C. ; PELLI, A. . Sobreposição ecomorfológica entre espécies nativa e exótica de Cyprinodontiformes. In: 1ª Reunião da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação e 5º Simpósio de Ecologia Teórica, 2016, Gramado. Anais do 5º Simpósio de Ecologia Teórica, 2016.

  • GANASSIN, M. J. M. ; FROTA, A. ; HAHN, N. S. . Efeitos da urbanização sobre a dieta e seleção de presas por [Poecilia reticulata] em riachos da bacia do rio Paraná, Brasil. In: 1ª Reunião da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação e 5º Simpósio de Ecologia Teórica, 2016, Gramado. Anais do 5º Simpósio de Ecologia Teórica, 2016.

  • SANTINI, B. L. ; BERTONCIN, A. P. S. ; OLIVERIA, M. V. C. ; TRAMONTE, R. P. ; FROTA, A. ; MORMUL, R. P. . EPHEMEROPTERA COMO INDICADOR DE QUALIDADE AMBIENTAL: DISTRIBUIÇÃO NAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DO PARANÁ. In: V Seminário sobre Estudos Limnológicos em Clima Subtropical (SELCS), 2016, Curitiba. Livro de resumos do V SELCS, 2016. p. 30.

  • NARDI, G. ; FROTA, A. ; ORTENCIO FILHO, H. . DIETA DE CALLITHRIX ERXLEBEN, 1777 EM FRAGMENTO URBANO DE MATA ATLÂNTICA NO SUL DO BRASIL. In: 7º Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2014, Gramado. Anais do 7º Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2014. p. 611-612.

  • ZUANON, L. A. ; FROTA, A. ; SOUZA, F. ; SILVA, H. P. . Análise morfométrica de Gymnotus inaequilabiatus (VALENCINNES, 1839) (Gymnotiformes: Gymnotidae) em diferentes bacias hidrográficas. In: XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014, Maringá. XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014.

  • GHIRALDI, A. S. ; SANTOS, C. J. ; FROTA, A. ; da GRAÇA, W. J. ; ZUANON, L. A. ; PETENUCCI, L. ; SOUZA, S. R. . Levantamento ictiofaunístico de dois riachos afluentes do rio Ivaí no município de Doutor Camargo, Paraná. In: XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014, Maringá. XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014.

  • FROTA, A. ; KERN, K. A. ; SERT, M. A. . Efeitos no potencial germinativo de sementes de três leguminosas submetidas a diferentes períodos de tempo em anaerobiose. In: XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014, Maringá. XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014.

  • FROTA, A. ; SANTOS, C. J. ; DEPRA, G. C. ; da GRAÇA, W. J. . Análise Parcimoniosa de Endemicidade (PAE) da ictiofauna de rios e riachos de diferentes bacias hidrográficas paranaenses. In: XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014, Maringá. XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014.

  • PACÍFICO, R. B. ; ZARA, J. M. D. ; FROTA, A. ; ROSSI, C. A. ; NARDI, G. ; ZUANON, L. A. . Avaliação da qualidade do ar no campus sede da Universidade Estadual de Maringá e seus arredores mediante quantificação de ocupações liquênicas. In: XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014, Maringá. XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia, 2014.

  • FROTA, AUGUSTO ; MESSAGE, H. J. ; OLIVEIRA, R. C. ; BENEDITO, E. ; GRAÇA, WERFERON JÚNIO . ICTIOFAUNA DE RIACHOS DE CABECEIRA DA BACIA DO RIO RIBEIRA DE IGUAPE, NOS LIMITES DO ARCO DE PONTA GROSSA, PARANÁ, BRASIL. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FROTA, AUGUSTO ; GANASSIN, M. J. M. ; PAVANELLI, C. S. ; GRAÇA, WERFERON JÚNIO . Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): inferências com métodos pan-biogeográfico e cladístico. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • MESSAGE, HUGO J. ; FROTA, AUGUSTO ; OTA, RENATA RUBIA ; GRAÇA, WERFERON JÚNIO . DISTRIBUIÇÃO DA ICTIOFAUNA AO LONGO DE GRADIENTES ELEVACIONAIS EM SETE BACIAS DO ESTADO DO PARANÁ. 2019. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • FROTA, A. . Onde e o que conservar? Desafios e perspectivas da Biogeografia da Conservação diante da grave crise ambiental planetária. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • GANASSIN, M. J. M. ; FROTA, A. ; HAHN, N. S. . Efeitos da urbanização sobre a dieta e seleção de presas por [Poecilia reticulata] em riachos da bacia do rio Paraná, Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • FROTA, A. ; SOUZA, F. ; GANASSIN, M. J. M. ; LEITAO, M. L. C. ; PELLI, A. . Sobreposição ecomorfológica entre espécies nativa e exótica de Cyprinodontiformes. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • FROTA, A. ; DEPRA, G. C. ; da GRAÇA, W. J. . ANÁLISE PARCIMONIOSA DE ENDEMICIDADE DA ICTIOFAUNA DE RIOS E RIACHOS DA SERRA DA ESPERANÇA, PARANÁ, BRASIL. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • ZUANON, L. A. ; FROTA, A. ; SOUZA, F. ; SILVA, H. P. . Análise morfométrica de Gymnotus inaequilabiatus (VALENCIENNES, 1839) (Gymnotiformes: Gymnotidae) em diferentes bacias hidrográficas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • GHIRALDI, A. S. ; SANTOS, C. J. ; FROTA, A. ; da GRAÇA, W. J. ; ZUANON, L. A. ; PETENUCCI, L. ; SOUZA, S. R. . Levantamento ictiofaunístico de dois riachos afluentes do rio Ivaí no município de Doutor Camargo, Paraná. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FROTA, A. ; SANTOS, C. J. ; DEPRA, G. C. ; da GRAÇA, W. J. . Análise Parcimoniosa de Endemicidade (PAE) da ictiofauna de rios e riachos de diferentes bacias hidrográficas paranaenses. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • FROTA, A. ; KERN, K. A. ; SERT, M. A. . Efeitos no potencial germinativo de sementes de três leguminosas submetidas a diferentes períodos de tempo em anaerobiose. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • PACÍFICO, R. B. ; ZARA, J. M. D. ; FROTA, A. ; ROSSI, C. A. ; NARDI, G. ; ZUANON, L. A. . Avaliação da qualidade do ar no campus sede da Universidade Estadual de Maringá e seus arredores mediante quantificação de ocupações liquênicas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • NARDI, G. ; FROTA, A. ; ORTENCIO FILHO, H. . DIETA DE CALLITHRIX ERXLEBEN, 1777 EM FRAGMENTO URBANO DE MATA ATLÂNTICA NO SUL DO BRASIL. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • LOPES, R. N. ; FROTA, A. ; FUJII, R. . Análise da concepção de alunos sobre a presença de macacos-prego no colégio estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FROTA, AUGUSTO . Parecer 'ad hoc' para Revista de Biología Tropical. 2018.

FROTA, AUGUSTO . Parecer 'ad hoc' para Biota Neotropica. 2018.

FROTA, A. ; OTA, R. R. . Elaboração de mapas de distribuição geográfica e uso de banco de dados online. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FROTA, A. ; OTA, R. R. . Elaboração de mapas de distribuição geográfica e uso de banco de dados online. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FROTA, AUGUSTO ; GANASSIN, M. J. M. . A arte da confecção de mapas científicos: uma abordagem prática e introdutória. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

FROTA, A. ; GANASSIN, M. J. M. . Ecomorfologia de peixes: a consequência evolutiva do design adquirido. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

AGOSTINHO, A. A. ; DEPRA, G. C. ; GANASSIN, M. J. M. ; FUJII, R. ; OTA, R. R. ; DIAS, R. M. ; RODRIGUES, L. ; OLIVEIRA, A. G. ; FROTA, A. ; RIBEIRO, R. ; SUZUKI, H. I. ; PAVANELLI, C. S. ; PELAEZ, O. . Relatório de três anos do PELD site 6: composição ictiofaunística. 2016. (Relatório de pesquisa).

VITORINO JUNIOR, O. B. ; FROTA, A. ; OLIVEIRA, A. G. ; SANTANA, H. S. ; MUNIZ, C. M. ; TONELLA, L. H. ; SILVA, R. G. ; GANASSIN, M. J. M. . Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (PELD) site 6: relatório de atividade nº 12. 2016. (Relatório de pesquisa).

OTA, R. R. ; FROTA, A. ; DEPRA, G. C. ; GANASSIN, M. J. M. ; RODRIGUES, A. C. ; OLIVEIRA, A. G. ; GRANZOTTI, R. V. . Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (PELD) site 6: relatório de atividades nº 13. 2016. (Relatório de pesquisa).

FROTA, AUGUSTO ; PELAEZ, O. ; GANASSIN, M. J. M. . Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (PELD) site 6: relatório de atividades N° 11. 2015. (Relatório de pesquisa).

FROTA, A. ; ZANCO, B. . Contaminação de alimentos. 2014. .

FROTA, A. ; NARDI, G. . Princípios da contração muscular. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Stop motion).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Biogeografia histórica de Cnesterodontini Hubbs, 1924 (Cyprinodontiformes: Poeciliidae: Poeciliinae), Descrição: Ao reconhecer padrões de distribuição, a biogeografia propõe hipóteses em relação aos processos que determinaram um sistema de regionalização dos seres vivos no planeta. Padrões de diversificação de populações e espécies de peixes na região Neotropical vêm sendo principalmente associados à influência de transgressões marinhas e processos paleogeográficos. A compreensão desses processos permite esclarecer o papel da evolução da paisagem na diversificação de linhagens e formação de assembleias regionais das espécies de peixes. Cnesterodontini Hubbs, 1924 pertence a Poeciliinae Bonaparte, 1831, que foi sistematicamente revisada por Lucinda & Reis (2005). Esses autores consideraram a tribo monofilética e propuseram uma hipótese filogenética para os seus membros. Diante da atual filogenia e distribuição das espécies de Cnesterodontini, esse projeto investigará questões frente à biogeografia histórica dessa tribo. serão empregados métodos panbiogeográficos e cladísticos, pois no âmbito do modelo Dispersão-Vicariância, a panbiogeografia é um método útil para detectar padrões gerais e, pode constituir o primeiro passo de uma análise biogeográfica evolutiva.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    INFERÊNCIAS FILOGENÉTICAS EM GEOPHAGINAE (CICHLIDAE) UTILIZANDO CARACTERES MIOLÓGICOS. Edital Universal 2016, Descrição: Os estudos filogenéticos envolvendo gêneros da subfamília Geophaginae conduzidos até então baseiam-se em caracteres morfológicos e moleculares e não têm alcançado consenso entre as relações propostas. Apesar da morfologia de Geophaginae ter sido investigada muitas vezes, órgãos internos, nervos, vasos sanguíneos e músculos têm apresentado participações minoritárias nas análises filogenéticas. A miologia, em particular, embora tenha sido contemplada pela maior parte dos autores, em nenhum dos casos contribuiu com uma proporção expressiva dos caracteres, concentrando-se, basicamente, em um número pequeno de músculos, sendo o adductor mandibulae (músculo que participa do fechamento da boca) o mais estudado. Dito isso, os objetivos dessa proposta serão: i. testar o monofiletismo de Geophaginae (sensu Kullander, 1998) e esclarecer as relações entre os gêneros desta subfamília utilizando caracteres miológicos; ii. ilustrar e descrever comparativamente a musculatura de todos os gêneros válidos de Geophaginae; iii. detectar as sinapomorfias não ambíguas para Geophaginae; iv. detectar as sinapomorfias não ambíguas para os gêneros de Geophaginae; v. descrever novos gêneros caso sejam encontradas sinapomorfias não ambíguas para os grupos de espécies que ainda não possuem enquadramento genérico definitivo. Para isso, serão utilizados pelo menos três exemplares de cada um dos 14 gêneros válidos de Geophaginae (sensu Kullander, 1998), além de exemplares de outros gêneros de ciclídeos (incluindo Cichla e Crenicichla), como grupo-externo. A preparação dos exemplares para a análise miológica será feita conforme a metodologia aceita atualmente, mas com adaptações e/ou modificações quando necessário. A análise filogenética será realizada no programa TNT utilizando a parcimônia com método de otimização. Com o desenvolvimento desse projeto pretende-se: a formação de recursos humanos com treinamento em taxonomia, sistemática filogenética e no estudo da miologia de geofagíneos. Além, da publicação de resumos e artigos científicos em eventos e revistas especializadas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador / Renata Rúbia Ota - Integrante / Gabriel de Carvalho Deprá - Integrante / Carla Simone Pavanelli - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Biogeografia histórica como ferramenta para conservação da biodiversidade da ictiofauna do alto rio Paraná, Brasil. Edital Pesquisa Básica e aplicada Fundação Araucária, Descrição: A biodiversidade vem diminuindo gradativamente, mas nos últimos anos tal processo tem sido acelerado diretamente por ações antrópicas. A conservação da biodiversidade é uma das principais preocupações no meio acadêmico, porém ainda caminhamos vagarosamente em direção a formas de equacionar as melhores maneiras para conservação da megabiodiversidade brasileira. Devido a isso, a biogeografia histórica é uma ferramenta que pode e deve ser utilizada na delimitação de áreas de conservação, pois apresenta as informações necessárias para delimitação de áreas a serem conservadas e dispõe de metodologias que podem ser diretamente aplicadas na determinação de prioridades para escolha destas. A bacia do alto rio Paraná é a segunda em área de drenagem em território brasileiro, além disso, é uma das mais impactadas devido à grande quantidade de barragens para produção de eletricidade, grandes áreas de povoamento, remoção de mata ciliar, poluição entre outros impactos. Nos últimos anos a ictiofauna do alto rio Paraná tem sido inventariada, sendo registradas 310 espécies para região, a grande maioria de pequeno porte (menos de 15 cm de comprimento). Porém, poucas ações foram propostas para determinar áreas importantes para conservação das espécies de peixes na região. Dito isso, o propósito desse projeto será: utilizar a biogeografia histórica (panbiogeografia e análise parcimoniosa de endemicidade) como ferramenta para identificar as áreas prioritárias para conservação da biodiversidade da ictiofauna do alto rio Paraná, Brasil; propor hipóteses de relacionamento histórico entre as drenagens da área de estudo; reconhecer áreas de endemicidade; avaliar se as unidades de conservação existentes são as mais adequadas à proteção/preservação da ictiofauna do alto rio Paraná; realizar as amostragem de peixes em rios e riachos nas bacias dos rios Itararé e das Cinzas. Serão utilizados os dados de ocorrência e distribuição de espécies de peixes do alto rio Paraná disponíveis em coleções, dados da literatura e coletas em regiões pouco amostradas. Para isso, utilizaremos o software MartiTracks para as análises panbiogeográficas na busca dos nós (áreas de alta biodiversidade) e o TNT (Tree Analysis using New Technology) para a análise parcimoniosa de endemicidade, para encontrar as relações entre as áreas dentro da bacia do alto rio Paraná e quais as de alta endemicidade, ou seja, que são prioritárias para conservação. Após esse estudo será possível indicar quais as regiões prioritárias para conservação da ictiofauna do alto rio Paraná e avaliar se as poucas áreas de conservação existentes são as mais adequadas. Ademais, será possível formar acadêmicos de graduação é pós graduação em análises biogeográficas como ferramentas para conservação da biodiversidade.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador / Renata Rúbia Ota - Integrante / Gabriel de Carvalho Deprá - Integrante / Cláudio Henrique Zawadzki - Integrante / Wladimir M. Domingues - Integrante / Carla Simone Pavanelli - Integrante.

  • 2016 - 2018

    Biogeografia histórica de Anablepidae (Teleostei: Cyprinodontiformes): inferências com métodos pan-biogeográfico e cladístico, Descrição: O conhecimento da evolução hidrológica da região Neotropical foi utilizada conjuntamente com a atual filogenia e distribuição das espécies de Anablepidae para investigar questões sobre a biogeografia histórica da família, como delimitação de áreas de endemismo, os alcances ancestrais dos atuais clados de Anablepidae e os prováveis eventos vicariantes e dispersionistas que determinaram a atual distribuição geográfica da família. Áreas de endemismo foram delimitadas pela Parsimony Analysis of Endemicity (PAE) utilizando 73 quadrículas de 2° de latitude por 2° de longitude. Statistical Dispersal-Vicariance Analysis (S-DIVA) foi utilizada para reconstruir os possíveis alcances ancestrais e para detectar os eventos históricos associados à evolução das espécies da família com base em suas relações filogenéticas (Oxyzygonectes (Anableps + Jenynsia [(Jenynsia) + (Plesiojenynsia)])). Na árvore de consenso estrito da PAE, três clados foram suportados por duas espécies e interpretados como áreas de endemismo. Tais áreas correspondem a localidades próximas ao sopé andino, a bacia do rio Iguaçu e a drenagens atlânticas situadas ao norte da América do Sul. S-DIVA sugeriu que o ancestral comum da família esteve amplamente distribuído nas áreas que atualmente encontram-se drenagens do oceano Pacífico na América Central, drenagens do oceano Atlântico no Norte e Sudeste da América do Sul e baixo rio Paraná. Um evento de dispersão foi responsável pelo isolamento de Oxyzygonectes, um evento vicariante pela separação de Anableps e Jenynsia e dois outros eventos vicariantes ocorreram em Anableps e na separação dos subgêneros Plesiojenynsia e Jenynsia. Há fortes evidências de que as espécies dos subgêneros Jenynsia e Plesiojenynsia são derivadas de linhagens ancestrais marinhas. Postulamos a existência de centros de diversificação na família nas áreas de endemismo e uma íntima associação aos processos ecológicos e eventos históricos transcorridos na evolução paleogeológica e paleogeográfica da região Neotropical, especialmente aos episódios de oscilações do nível oceânico do médio Mioceno ao Pleistoceno.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador / Carla Simone Pavanelli - Integrante.

  • 2016 - 2018

    Ações prioritárias para conservação da biodiversidade aquática do Parque Nacional dos Campos Gerais: o papel da microbiota na proteção de uma espécie de cascudo ameaçada de extinção, Descrição: Pequenos riachos abrigam comunidades biológicas únicas, são formadores de grandes rios, além de prestarem serviços ecossistêmicos. Desmatamento, assoreamento de corpos d'água, lançamento de resíduos comprometem a dinâmica natural do ambiente e perda de diversidade. Dentro da diversidade de organismos que habitam este rico ecossistema, destacamos Isbrueckerichthys duseni, pequeno cascudo de ocorrência em riachos e rios pertencentes à bacia do Rio Ribeira, que deve ter seu habitat conservado. Para isso, é necessário o levantamento tanto da ictiofauna presente nestes riachos formadores de grandes rios, como o estado geral de conservação destes locais. Associaremos ferramentas de avaliação ambiental empregando o uso de micro-organismos como indicadores de qualidade e a diversidade de peixes presentes nestes ecossistemas aquáticos. Ressaltamos que os micro-organismos são essenciais para as cadeias alimentares do ecossistema, uma vez que são responsáveis pela decomposição da matéria orgânica, ciclagem de nutrientes e degradação de poluentes ambientais. A diversidade e a atividade microbiana aquática são afetadas diretamente pelas condições terrestres circundantes e atividades que são exercidas ao entorno de rios e riachos, o que os tornam excelentes indicadores de qualidade ambiental. Neste contexto, propomos contribuir com o levantamento da ictiofauna dos riachos formadores do Rio Ribeira e mapeamento das condições ecológicas destes riachos a fim de fornecer informações que facilitem a priorização de ações de conservação e/ou recuperação destes locais. Para isso, serão inventariados os peixes encontrados nestes locais, bem como mensurado o carbono da biomassa microbiana em sedimentos de riachos, analisar o perfil da diversidade funcional da comunidade microbiana aquática. Juntamente com estes dados, teremos a análise de monômeros de lignina associada ao sedimento, que auxiliará a investigação do funcionamento do ecossistema através do levantamento de informações sobre a origem das fontes energéticas, contribuindo para elucidar padrões ecológicos importantes para a manutenção do equilíbrio da bacia de drenagem. Com este estudo, buscamos conservar a ictiofauna endêmica e compreender melhor o funcionamento dos riachos desta área de preservação, fundamentando tomadas de decisões quanto à criação e aplicação do plano de manejo do Parque Nacional dos Campos Gerais. Ainda, haverá a formação de um valioso banco de dados sobre as condições ambientais destes ambientes aquáticos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Cláudio Henrique Zawadzki - Integrante / Evanilde Benedito - Coordenador / Gislaine Iachstel Manetta - Integrante / Vivian de Mello Cionek - Integrante / aryssa Helena R. Pazzianoto - Integrante / Regiane da Silva - Integrante / Louise Cristina Gomes - Integrante / Gisele Pinha - Integrante / Osvaldo Ferrarese - Integrante.

  • 2016 - 2017

    Análise parcimoniosa da endemicidade da ictiofauna do alto rio Paraná, Brasil, Descrição: A bacia do alto rio Paraná é uma grande rede hidrográfica, com aproximadamente 900 mil km2, essa porção da bacia faz parte da face sul do escudo brasileiro e é representada por domínios morfoclimáticos diferentes. Ela possui uma grande diversidade de espécies de peixes endêmicos e abrange diversos estados brasileiros, sendo assim, estudos realizados nessa área são cada vez mais necessários para uma real compreensão dessa diversidade ictiofaunistica. A biogeografia histórica abrange diversas áreas de estudos científicos e seu principal objetivo é identificar o porquê da atual caracterização espacial dos seres vivos. Este estudo pretende fazer uma compilação de dados sobre a biogeografia histórica da ictiofauna da bacia do alto rio Paraná e a sua diversidade (lista de espécies), utilizando a biogeografia histórica para compreender como ocorreram a dispersão e a distribuição dos peixes em áreas de drenagens especificas da bacia do alto rio Paraná. Desta forma a lista de espécies de peixes será levantada de coleções ictiológicas e da literatura especializada, e, para a biogeografia histórica o método Análise Parcimoniosa de Endemicidade (PAE ? Parcimony Analysis of Endemicity) será testado nos diferentes tipos de drenagens. As análises serão feitas com o auxílio do programa TNT 1.1, Tree Analysis using New Technology, utilizando buscas heurísticas com 10.000 permutações e também será calculado o índice de decaimento de Bremer. A bacia do alto rio Paraná está sujeita a perca da biodiversidade assim como outras áreas de águas continentais brasileiras, e o principal fator é a ação antrópica, logo, trabalhos como o proposto aqui são fundamentais para o conhecimento ictiofaunistico e desta forma visar a implementação de práticas conservacionistas futuras e subsidiar trabalhos mais aplicados.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador / Renan Borges dos Reis - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Taxonomia de peixes de água doce da região Neotropical, Descrição: A proposta engloba 10 subprojetos que tratam da taxonomia de peixes neotropicais, com ênfase em Siluriformes e Characiformes. Alguns já estão em andamento por estudantes de mestrado e doutorado que conviverão com os bolsistas contemplados, a fim de colaborar com o principal objetivo deste projeto, que é a formação de taxonomistas. Os subprojetos são, em sua maioria, trabalhos de revisão taxonômica de grupos com grandes problemas nomenclaturais causados pelos mais diversos motivos. Alguns preveem análises moleculares e de treliças como ferramentas complementares às morfológicas. Os grupos abordados são Iheringichthys e Bergiaria (Siluriformes: Pimelodidae), Rhamdia quelen e Cetopsorhamdia (Siluriformes: Heptapteridae), espécies de Corydoras com padrão de três manchas escuras no flanco (Siluriformes: Callichthyidae), Astyanax gr. scabripinnis e Hyphessobrycon gr. bifasciatus (Characiformes: Characidae) e Geophaginae (Perciformes: Cichlidae). Além destes, a proposta contempla a atualização de uma publicação importante para a identificação da ictiofauna da planície de inundação do alto rio Paraná e áreas adjacentes e a identificação e tombamento de material testemunho de duas outras pesquisas em desenvolvimento pelo Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura (Nupélia), incluindo projetos dos editais do SISBIOTA e PELD. Desta maneira, além de contribuir para a diminuição do impedimento taxonômico, a proposta prevê o incremento no conhecimento de grupos de peixes neotropicais de distribuição ampla e que carecem de estudos de taxonomia alfa. A metodologia a ser utilizada é a usual para estudos de taxonomia, variando de acordo com cada grupo abordado. A proposta tem a colaboração de grandes ictiólogos brasileiros, com expertise nos grupos tratados. A proponente e coordenadora do projeto é curadora da Coleção Ictiológica do Nupélia, iniciada há mais de duas décadas e credenciada no Conselho Gestor do Patrimônio Genético da União, possuindo atualmente mais de 17.000 lotes de peixes catalogados, totalizando mais de 320.000 exemplares distribuídos em cerca de 620 espécies, 250 gêneros, 60 famílias e 13 ordens. Tem desenvolvido diversos trabalhos na área de taxonomia e sistemática de peixes em parceria com outros especialistas e com seus alunos de graduação e pós-graduação. É bolsista de produtividade nível 1-D do CNPq, Comitê de Zoologia, e tem participado da elaboração de manuais de identificação de peixes de diferentes bacias, assim como da elaboração e revisão de listas de espécies de peixes ameaçadas de vários estados brasileiros, além da revisão da lista vermelha do Brasil, publicada pela Portaria do MMA n. 445, em 17 de dezembro de 2014. Juntamente com coautores, descreveu quase 30 espécies novas de peixes de água doce. Foi contemplada com bolsas de todas as modalidades no edital anterior do PROTAX. A proposta atende às políticas públicas voltadas ao conhecimento, uso sustentável e a conservação da Biodiversidade brasileira. Como Coleção participante do Projeto Taxon line, rede paranaense de coleções biológicas, participa da plataforma Species Link do CRIA, para disponibilização integral do banco de dados on line. Também participa de projeto contemplado pelo SISBIOTA. Há um pré-orçamento de cerca de RS 50.000,00 a ser enviado para a Fundação Araucária, contemplando diárias, passagens, reagentes e frascos. No entanto, os subprojetos serão conduzidos independentemente da sua aprovação pela FAP. A proposta conta com 19 participantes, além da proponente e também menciona diversas parcerias já estabelecidas com pesquisadores de outras instituições brasileiras e estrangeiras. O Nupélia oferece uma infraestrutura completa como contrapartida institucional. Além disso, a proposta conta com apoio de outros projetos já em andamento ou em elaboração que visam a viabilização de recursos para co.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (6) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Integrante / Luiz Fernando Casserta Tencatt - Integrante / Claudimar Jean dos Santos - Integrante / Fagner de Souza - Integrante / Vivian nunes gomes - Integrante / Renata Rúbia Ota - Integrante / Gabriel de Carvalho Deprá - Integrante / Cláudio Henrique Zawadzki - Integrante / Carlos A. M. Oliveira - Integrante / Carla Simone Pavanelli - Coordenador.

  • 2015 - 2016

    Diversidade e biogeografia histórica da ictiofauna da bacia do rio Ivaí, Paraná, Brasil, Descrição: Os estudos sobre peixes relacionados à bacia do alto rio Paraná aumentaram nos últimos anos, mas ainda estão concentrados principalmente em bacias paulistas, de maneira que ocorre uma lacuna destes estudos em bacias paranaenses, como a do rio Ivaí. Esta representa a segunda maior bacia hidrográfica do estado do Paraná com uma área de drenagem de 35.845 km2 e aproximadamente 685 km de extensão possuindo características geológicas e geomorfológicas diversificadas, já que o rio Ivaí atravessa litologias diferentes e drena ambientes morfo-topográficos distintos. Considerando a crise da biodiversidade e que muitas espécies estão desaparecendo sem serem conhecidas ou formalmente descritas, o presente estudo pretende fornecer uma compilação de dados sobre a diversidade (lista de espécies) e biogeografia histórica da ictiofauna da bacia do rio Ivaí. Para tanto, a lista de espécies será obtida através de material depositado em coleções ictiológicas e na literatura especializada. Para a análise biogeográfica tentar-se-á reconhecer, através do método da Análise Parcimoniosa de Endemicidade (PAE ? Parsimony Analysis of Endemicity), o relacionamento histórico entre as partes alta, média e baixa da bacia do rio Ivaí, bem como com as bacias limítrofes. As análises serão realizadas com o auxílio do programa TNT 1.1 utilizando buscas heurísticas com 10.000 permutações, topologias mais parcimoniosas e índice de decaimento de Bremer. A bacia do rio Ivaí está sujeita a uma variedade de interferências antrópicas como a utilização de seu potencial hidrelétrico e ao processo de degradação ambiental ocasionado pela ocupação desordenada das margens para fins pecuários e de plantio, logo, trabalhos como o proposto aqui são de fundamental importância para o reconhecimento da fauna e de sua distribuição, de modo que devem ser realizados com urgência como subsídio para estudos mais aplicados que visem a implementação de práticas conservacionistas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador / Renan Borges dos Reis - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Morfologia, moléculas e biogeografia da ictiofauna de rios e riachos de diferentes bacias hidrográficas paranaenses., Descrição: Esse projeto tem como objetivos: i. realizar uma ampla amostragem, principalmente, em tributários e em regiões de cabeceiras de rios e riachos das bacias dos rios Ivaí, Tibagi e Piquiri (alto Paraná) e Jordão e Areia (rio Iguaçu), que nascem dentro ou próximos da Serra da Boa Esperança no Estado do Paraná; ii. elucidar problemas de taxonomia alfa, descrição de novas espécies e distribuição geográfica utilizando diferentes técnicas (morfologia e análises moleculares DNA barcode); iii. depositar e disponibilizar para comunidade científica todo o material coletado que será alocado na oleção ictiológica do Nupélia; avaliar a influência da Serra da Boa Esperança sobre a distribuição e especiação das espécies da região.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Weferson Júnio da Graça - Coordenador / Luiz Fernando Casserta Tencatt - Integrante / Claudimar Jean dos Santos - Integrante / Fagner de Souza - Integrante / Vivian nunes gomes - Integrante / Renata Rúbia Ota - Integrante / Gabriel de Carvalho Deprá - Integrante / Cláudio Henrique Zawadzki - Integrante / Carla S Pavanelli - Integrante / Wladimir M. Domingues - Integrante., Financiador(es): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    A planície de inundação do alto rio Paraná - PELD site 6 - Processo 11551/2013 (CNPq), Descrição: O PELD é um projeto de longa duração que visa levantar os padrões gerais de variação nas características físicas, químicas e biológicas no remanescente de várzea do rio Paraná. As comunidades contempladas nesse estudo foram fitoplâncton, perifiton, zooplâncton, bentos e peixes (ovos e larvas, parasitologia, ecologia de peixes), Educação Ambiental, Anfíbios, Avifauna.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Augusto Frota - Coordenador / Weferson Júnio da Graça - Integrante / Claudimar Jean dos Santos - Integrante / Fagner de Souza - Integrante / Vivian nunes gomes - Integrante / Renata Rúbia Ota - Integrante / Gabriel de Carvalho Deprá - Integrante / Cláudio Henrique Zawadzki - Integrante / Wladimir M. Domingues - Integrante / Lino Abdelnour Zuanon - Integrante / Hugmar Pains da Silva - Integrante / Sabdra Regina de Souza - Integrante / Rosimara Fujii - Integrante / Luiz Carlos Gomes - Integrante / Sidnei Magela Thomaz - Integrante / Samuel Veríssimo - Integrante / Angelo Antonio Agostinho - Integrante.

  • 2013 - 2014

    COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE Callithrix ERXLEBEN, 1777 EM FRAGMENTO URBANO DE MATA ATLÂNTICA NO SUL DO BRASIL, Descrição: Os saguis do Brasil são representados pelo gênero Callithrix e habitam grandes biomas brasileiros como a Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado. É relatado que as espécies C. jacchus e C. penicillata, respectivamente do nordeste e do cerrado, tem sido introduzidas em várias localidades, como observado em um fragmento urbano na cidade de Maringá. O presente trabalho tem como objetivo analisar o comportamento alimentar de Callithrix em um ambiente não endêmico, comparando com a alimentação dos mesmos no seu hábitat de origem. Estudos com relação aos hábitos desenvolvidos por esses pequenos primatas em ambiente não endêmico poderiam contribuir à população no sentido de educação ambiental - possibilitando uma melhor convivência entre os animais silvestres, confinados em um parque urbano, e seres humanos ? além de ofertar maiores conhecimentos no que se refere às consequências que a indevida introdução desses animais pode ocasionar nesse novo ambiente colonizado.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Augusto Frota - Integrante / Gabriela Nardi - Integrante / Henrique Ortêncio Filho - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Louvor à conclusão de mestrado, Universidade Estadual de Maringá.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - 2014

    Colégio Santa Cruz

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor

    Outras informações:
    Aplicação de aulas práticas no laboratório de biologia.

  • 2014 - 2014

    Colégio Estadual Drº Gastão Vidigal

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor

    Outras informações:
    Minicurso intilulado"Contaminação de alimentos" ministrado aos alunos dos cursos técnicos em Farmácia, Química e Análises Clínicas.

  • 2018 - Atual

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 40

  • 2014 - Atual

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Equipe de campo, Enquadramento Funcional: Equipe de campo

    Outras informações:
    Coletas, triagem e identificação de peixes da planície de inundação do alto rio Paraná em campanhas trimestrais vinculadas ao PELD site 6 no município de Porto Rico - PR. Amostragens são realizadas nos subsistemas dos rios Ivinhema, Baía e Paraná, as quais abrangem as calhas principais, lagoas abertas e fechadas.

  • 2016 - 2018

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrando, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2015 - 2016

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Diversidade e biogeografia histórica da ictiofauna da bacia do rio Ivaí, Paraná, Brasil

  • 2015 - 2015

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 24

    Outras informações:
    Monitor XV Congresso Brasileiro de Limnologia

  • 2015 - 2015

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Equipe de campo, Enquadramento Funcional: Equipe de campo

    Outras informações:
    Coleta de peixes em riachos das bacias dos rios Piquiri, Areia, Jordão e Ribeira de Iguape para análises do projeto "Morfologia, moléculas e biogeografia da ictiofauna de rios e riachos de diferentes bacias hidrográficas paranaenses", processo 12822/2012, convênio 199/20132-Fundação Araucária-UEM, sob coordenação do professor Dr. Weferson Júnio da Graça, totalizando 72 horas.

  • 2014 - 2015

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Iniciação científica intitulada "Biogeografia histórica de rios e riachos da Serra da Boa Esperança-PR" vinculada ao projeto "Morfologia, moléculas e biogeografia da ictiofauna de rios e riachos de diferentes bacias hidrográficas paranaenses", processo 12822/2012, convênio 199/20132-Fundação Araucária-UEM, sob coordenação e orientação do professor Dr. Weferson Júnio da Graça.

  • 2013 - 2015

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 10

    Outras informações:
    Estágio na Coleção Ictiológica do Núcleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura (Nupélia) da Universidade Estadual de Maringá realizando as seguintes atividades: organização da coleção ictiológica; identificação de espécies de peixes; auxílio no cadastramento dos lotes que compõem a coleção; preparação de materiais (álcool 70%, formol, benzocaína); auxílio na retirada de tecido para análises moleculares (DNA); triagem de material recentemente coletado; receber e embalar material biológico de outras coleções científicas; auxílio nas pesquisas de professores e pós-graduandos vinculados à coleção (medir exemplares, preparar e coletar materiais, zelar pela limpeza de bandejas e frascos, entre outros).

  • 2014 - 2014

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitoria - disciplina Fisiologia Vegetal, Carga horária: 10

  • 2014 - 2014

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 24

    Outras informações:
    Monitor do XV Encontro Maringaense de Biologia e XXVIII Semana de Biologia.

  • 2014 - 2014

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Equipe de campo, Enquadramento Funcional: Equipe de campo

    Outras informações:
    Coleta de peixes em riachos das bacias dos rios Piquiri, Ivaí, Jordão e Tibagi para análises do projeto "Morfologia, moléculas e biogeografia da ictiofauna de rios e riachos de diferentes bacias hidrográficas paranaenses", processo 12822/2012, convênio 199/20132-Fundação Araucária-UEM, sob coordenação do professor Dr. Weferson Júnio da Graça, totalizando 104 horas.

  • 2012 - 2013

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa de Iniciação à Docência - PIBID, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2012 - 2013

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário

    Outras informações:
    Estágio desenvolvido junto ao GEEMEA - Grupo de Estudos em Ecologia de Mamíferos e Educação Ambiental - em atividades de pesquisa sobre morcegos de fragmentos e abrigos urbanos de Maringá, Paraná.

  • 2011 - 2011

    Universidade Estadual de Maringá

    Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Monitor do XVIII Encontro Maringaense de Biologia e XXVI Semana de Biologia.

    Atividades

    • 01/2014

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Biológicas, .,Linhas de pesquisa

  • 2012 - 2013

    Colégio Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveria

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

    Outras informações:
    Atividades de docência no ensino médio nas seguintes funções: i. Montagem de planos de aula; ii. Execução de aulas teóricas e práticas; iii. Substituições de aulas; iv. Organização de semanas científicas; v. Orientação de projetos; vi. Execução de oficinas e reforços aplicados.

  • 2016 - 2018

    Nucleo de Pesquisas em Limnologia, Ictiologia e Aquicultura

    Vínculo: Representante, Enquadramento Funcional: Representante do corpo discente do Nupélia

  • 2016 - 2016

    Encontro Maringaense de Biologia

    Vínculo: Ministrante, Enquadramento Funcional: Ministrante, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Minicurso intitulado "Ecomorfologia de peixes: a consequência evolutiva do design adquirido" abordando os tópicos: Introdução à sistemática e taxonomia: o que é e como se origina uma espécie? Principais estruturas corporais utilizadas na diferenciação de grupos de peixes; Diversidade de peixes de água doce: características gerais das principais ordens e famílias; Metodologias de avaliação e estimativa da dieta de peixes; Guildas tróficas: o que são? A qual pertencer? O que representam para os peixes? Definição e estudos em ecomorfologia de peixes; Ecologia trófica num contexto ecomorfológico em peixes; Ecologia de populações e comunidades: influências da ecomorfologia.

  • 2017 - 2017

    Comitê Olímpico do Brasil

    Vínculo: Arbitragem de voleibol, Enquadramento Funcional: Árbitro Nacional das Olimpíadas Escolares

  • 2015 - Atual

    Federação Paranaense de Voleibol

    Vínculo: Arbitragem de voleibol, Enquadramento Funcional: Árbitro de voleibol

  • 2017 - Atual

    Biologic Consultoria Ambiental

    Vínculo: Prestação de serviço, Enquadramento Funcional: Equipe de campo e de laboratório

    Outras informações:
    Atividades desenvolvidas: triagem de material biológico em laboratório, identificação de peixes, amostragens de peixes com diversos aparatos de coleta.

  • 2018 - 2018

    Confederação Brasileira de Desportos Universitários

    Vínculo: Árbitro, Enquadramento Funcional: Árbitro dos Jogos Universitários Brasileiros