Paula Fabricio Sandreschi

Graduada em bacharelado em Educação Física pela UDESC e mestre em Ciências do Movimento Humano também pela UDESC. Atualmente é aluna de doutorado do Programa de Pós Graduação em Educação Física da UFSC e atua como analista técnica na Coordenação Geral de Promoção da Saúde e Ações Intersetoriais (CGPROFI) do Ministério da Saúde. Tem experiência na área de Educação Física, Envelhecimento Humano, Promoção da Saúde, Avaliação de Programas e Formulação de Políticas Públicas.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Educação Física

2017 - Atual

Universidade Federal de Santa Catarina
Orientador: Tânia Rosane Bertoldo Benedetti
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Ciências do Movimento Humano

2014 - 2016

Universidade do Estado de Santa Catarina
Título: Secretários municipais de saúde de Santa Catarina: perfil e visão sobre as barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos,Ano de Obtenção: 2016
Giovana Zarpellon Mazo.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: Atividade Motora; Idoso; Saúde Pública; Administração de Serviços de Saúde; Gestor de Saúde.Grande área: Ciências da Saúde

Graduação em Educação Física

2010 - 2014

Universidade do Estado de Santa Catarina
Título: Avaliação de um Programa Universitário de Atividade Física para a Terceira Idade
Orientador: Giovana Zarpellon Mazo

Ensino Médio (2º grau)

2006 - 2009

Colégio Energia

Ensino Fundamental (1º grau)

1998 - 2006

Escola de Educação Basica Silva Jardim

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 -

Introdução às Políticas Informadas por Evidências. (Carga horária: 40h). , Evidence-Informed Policy Network, EVIPNET, Brasil.

2019 -

Criatividade e Inovação. (Carga horária: 40h). , Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, ESCOLA ALESC, Brasil.

2019 - 2019

Políticas Públicas e Indicadores Sociais. (Carga horária: 40h). , Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, ESCOLA ALESC, Brasil.

2019 - 2019

Disciplina isolada: Políticas Públicas. (Carga horária: 72h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

2018 - 2018

Curso Básico de Sistema de Informações Geográficas com o Software QGIS. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2018 - 2018

Inglês nível intermediário. (Carga horária: 50h). , Stafford House - Londres, SH, Grã-Bretanha.

2017 - 2017

Capacitação de tutores do Curso de Aperfeiçoamento em Implementação da PNPS. (Carga horária: 16h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2016 - 2016

Curso de estatística - Regressão. (Carga horária: 12h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

2016 - 2016

Uso do Sistema de Informações Geográficas (SIG) a partir do software ArcGis. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2012 - 2012

Capacitação em escrita científica. (Carga horária: 15h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

2012 - 2012

Avaliação da gordura abdominal e agravos metabólicos e cardiovasculares. (Carga horária: 3h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

2010 - 2010

Capacitação para aplicação da bateria de testes Senior Fitness Test. (Carga horária: 4h). , Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SANDRESCHI, P. F. ; BENEDETTI, T. R. B. ; TOMICKI, C. ; SOUZA, E. R. ; BEZERRA, J. ; PIZANI, J. ; SANTANA, N. Q. ; SANTOS, P. C. ; SILVA, K. S. . XI Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde - Comissão de Cerimonial, Homenagens e Atividades Socioculturais. 2017. (Congresso).

SANDRESCHI, P. F. . IX Encontro Catarinense de Gerontologia e IV Seminário sobre Envelhecimento e Institucionalização - Comissão Científica. 2017. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

I Colóquio de Atividade Física e Saúde. 2019. (Outra).

O espectro das investigações e pesquisas qualitativas. 2018. (Outra).

IX Encontro Catarinense de Gerontologia e IV Seminário sobre Envelhecimento e Institucionalização. 2017. (Encontro).

IX Encontro Catarinense de Gerontologia e IV Seminário sobre Envelhecimento e Institucionalização.VAMOS - Vida Ativa Melhorando a Saúde. 2017. (Encontro).

XI Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde. Curso 9: Modelos de intervenção de estilos de vida saudáveis na atenção básica - Proposta versus Realidade. 2017. (Congresso).

XI Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde. ATIVIDADE FÍSICA NOS MUNICÍPIOS CATARINENSES: IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA PELOS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE. 2017. (Congresso).

IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano. 2015. (Congresso).

X Congresso Brasileiro de Atividade Física e Saúde. Programas de promoção de atividade física nos municípios de Santa Catarina. 2015. (Congresso).

24 Seminário de Iniciação Científica da UDESC.Atividade física e estado evolutivo da demência de idosos com doença de Alzheimer: percepção e sobrecarga do cuidador. 2014. (Seminário).

32 Seminário de Extensão Universitária da Região Sul.Programa de extensão universitária Grupo de Estudos da Terceira Idade (GETI): Percurso histórico. 2014. (Seminário).

I Congresso Norte Catarinense Multidisciplinar em Promoção da Saúde. Alcance de um programa de atividade física para a terceira idade. 2014. (Congresso).

VI Encontro Catarinense de Gerontologia.Atividade física e estado evolutivo da demência de idosos com doença de Alzheimer: percepção e sobrecarga do cuidador. 2014. (Outra).

23 Seminário de Iniciação Científica da UDESC.Percepção dos facilitadores e barreiras para a prática de atividade física de idosas inativas fisicamente. 2013. (Seminário).

22 Seminário de Iniciação Científica UDESC.Idosos logevos e prática de atividade física. 2012. (Seminário).

I Jornada Acadêmica de Educação Física Gerontológica. 2012. (Outra).

XIV Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países da Língua Portuguesa. 2012. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Lucas Machado Santiago Silva

BENEDETTI, T. R. B.SANDRESCHI, P. F.; MATIAS, T. S.; MANTA, S. W.; QUADROS, E. N.. Fatores associados à motivação de praticantes de Pilates: Estudo baseado na Teoria da Autodeterminação. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Aluno: Guilherme Monte Barardi

RECH, C. R.;SANDRESCHI, P. F.; KONRAD, L. M.; SANTOS, C. E. S.; GOMES, R. S.. Barreiras para implementação de ações nos polos do Programa Academia da Saúde de Santa Catarina. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

CASSIANO RICARDO RECH

MAZO, G. Z.;BENEDETTI, T. B.RECH, C.R.; CARDOSO, F. L.. Secretários municipais de saúde de Santa Catarina: perfil e visão sobre as barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

CASSIANO RICARDO RECH

MAZO, G. Z.;RECH, C.R.BENEDETTI, T. B.; BELTRAME, T. S.. Percepção dos secretários Municipais de Saúde do Estado de Santa Catarina quanto aos Programas de Promoção de Atividade Física com ênfase em idosos. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

GIOVANA ZARPELLON MAZO

MAZO, G. Z.BENEDETTI, T. B.; RECH, C.R.;CARDOSO, F. L.. Secretários municipais da saúde de Santa Catarina: Perfil e visão sobre as barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

GIOVANA ZARPELLON MAZO

MAZO, G. Z.BENEDETTI, T. R. B.PETRECA, D. R.. Avaliação de um programa universitário de atividade física para a terceira idade.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Fernando Luiz Cardoso

MAZO, Giovana ZarpellonBENEDETTI, T. R. B.; RECH, C. R.;CARDOSO, Fernando Luiz. Secretários municipais de saúde de santa catarina: Perfil e visão sobre as barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos.. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciencia do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Thaís Silva Beltrame

BELTRAME, T.S.. Percepção dos Secretários Municipais de Saúde do Estado de Santa Catarina Quanto aos Programas de Promoção de Atividade Física com Ênfase em Idosos. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Tania Rosane Bertoldo Benedetti

MAZO, G. Z.Benedetti, Tânia BertoldoRECH, C. R.CARDOSO, F. L.. Secretários Municipais de Saúde de Santa Catarina: perfil e visão sobre as barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos.. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

DANIEL ROGÉRIO PETREÇA

MAZO, G. Z.PETREÇA, D. R.BENEDETTI, T. B.. Avaliação de um programa universitário de atividade física para terceira idade. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

GIOVANA ZARPELLON MAZO

Secretários Municipais de Saúde de Santa Catarina: perfil e visão sobre as barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos; 2016; Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Giovana Zarpellon Mazo;

GIOVANA ZARPELLON MAZO

Avaliação de um programa universitário de atividade física para a terceira idade; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Educação Física) - Universidade do Estado de Santa Catarina; Orientador: Giovana Zarpellon Mazo;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • PAIVA NETO, F. T. ; SANDRESCHI, P. F. ; DIAS, M. S. A. ; LOCH, M. R. . Dificultades del autocuidado masculino: discursos de hombres participantes en un grupo de educación para la salud. SALUD COLECTIVA , v. 16, p. 1-11, 2020.

  • PAIVA NETO, F. T. ; MAZO, G. Z. ; SANDRESCHI, P. F. ; PETRECA, D. R. ; RECH, C. R. . Barriers to implementation of 'Academia da Saúde' program in Santa Catarina. Revista da Educação física/UEM (Online) , v. 30, p. 1, 2019.

  • SANDRESCHI, P. F. ; PETRECA, D. R. ; FANK, F. ; MAZO, G. Z. . Barreiras para o desenvolvimento de programas de atividade física para idosos: a visão dos secretários municipais de saúde de Santa Catarina. ESTUDOS INTERDISCIPLINARES SOBRE O ENVELHECIMENTO , v. 24, p. 27-44, 2019.

  • MANTA, S. W. ; SANDRESCHI, P. F. ; CARDOSO, A. A. ; BENEDETTI, T. R. B. ; FARIAS, G. O. ; RESENDE, R. ; NASCIMENTO, J. V. . Perfil dos egressos do doutorado em Educação Física: um estudo de caso na UFSC (2006 a 2018). Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano , v. 22, p. 1-11, 2019.

  • SANDRESCHI, P. F. ; PETRECA, D. R. ; MAZO, G. Z. . PERIÓDICOS BRASILEIROS NA ÁREA DA EDUCAÇÃO FÍSICA: ASPECTOS ÉTICOS E METODOLÓGICOS DAS PUBLICAÇÕES COM A POPULAÇÃO IDOSA. Journal of Physical Education , v. 29, p. 1-8, 2018.

  • BRITO, F. A. ; BENEDETTI, T. R. B. ; TOMICKI, C. ; KONRAD, L. M. ; SANDRESCHI, P. F. ; MANTA, S. W. ; ALMEIDA, F. . Tradução e adaptação do check list RE-AIM para a realidade brasileira. REVISTA BRASILEIRA DE ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE , v. 23, p. 1-8, 2018.

  • PETRECA, D. R. ; MENEZES, E. C. ; SANDRESCHI, P. F. ; FANK, F. ; MAZO, G. Z. . Neck circumference as a discriminator of obesity in older women enrolled in a physical activity program. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano , v. 16, p. 710-719, 2017.

  • PETRECA, D. R. ; SANDRESCHI, P. F. ; RODRIGUES, F. H. ; KOASKI, R. ; BECKER, L. E. ; FURQUIM JUNIOR, N. ; MAZO, G. Z. . Viva bem com a coluna que você tem: ação multidisciplinar no tratamento da lombalgia. REVISTA BRASILEIRA DE ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE , v. 22, p. 413-418, 2017.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Recomendações de atividade física para a saúde a partir das práticas exitosas desenvolvidas no Sistema Único de Saúde, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Tânia Rosane Bertoldo Benedetti em 07/06/2018., Descrição: O objetivo do projeto é elaborar recomendações de atividade física para serem realizadas com usuários da Atenção Básica no Sistema Único de Saúde no Brasil. Para tanto, será composto de cinco etapas: 1) será organizada uma reunião estratégica para coleta de informações sobre a percepção dos profissionais do MS, gestores de municípios, coordenadores de unidades básicas de saúde e profissionais que atuam diretamente com o público sobre o entendimento de práticas exitosas em atividades físicas. A partir disso, serão definidos os elementos que compõem o entendimento das práticas exitosas a ser trabalhado neste estudo. 2) levantamento do programas e projetos de atividade física na AB. Os municípios deverão preencher os dados do programa e/ou projeto de atividade física realizadas. Para tanto, será disponibilizada em plataforma online um instrumento para preenchimento baseado no modelo RE-AIM. Ao final do preenchimento, o instrumento gerará um escore com base nas respostas, no qual valores mais altos serão considerados os programas e projetos mais exitosos. 3) os dez programas e projetos selecionados serão visitados pelos supervisores de campo e auxiliares de pesquisa para uma observação sistemática in loco das práticas em atividade física. A obtenção dessas informações será guiada pelo modelo PARIHS. 4) Replicação em diferentes contextos regionais das ações exitosas em atividade física. 5) serão elaboradas recomendações para a prática de atividade física para usuários da Atenção Básica.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Paula Fabricio Sandreschi - Integrante / Inês Amanda Streit - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Integrante / Tânia Rosane Bertoldo Benedetti - Coordenador / Fábio Almeida - Integrante / Sofia Wolker Manta - Integrante / Braulio Cézar de Alcantara Mendonça - Integrante / Lucélia Justino Borges - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2015 - 2016

    Avaliação de programas de atividade física na saúde pública do Estado de Santa Catarina, Descrição: Descrição: O objetivo do presente estudo é analisar as intervenções em atividade física na Saúde Pública do estado de Santa Catarina considerando o processo de planejamento, operação e avaliação, a validade externa e as competências conceituais, procedimentais e atitudinais dos secretários municipais de saúde, gestores e profissionais de saúde envolvidos na operação; além de verificar as barreiras percebidas para implementação. Esta pesquisa tem como instituições parceiras a Secretaria do Estado de Saúde de SC, a Universidade Federal de Santa Catarina, a Universidade do Contestado- UNC Mafra e a Universidade de Nebraska Medical Center, USA. Será desenvolvido no estado de Santa Catarina, o qual possui 295 municípios divididos em 6 mesorregiões (Grande Florianópolis, Norte Catarinense, Oeste Catarinense, Serrana, Sul Catarinense, Vale do Itajaí). Farão parte da pesquisa os Secretários de Saúde dos municípios do estado de Santa Catarina; coordenadores das Intervenções em Atividade Física vinculadas à Secretaria Municipal da Saúde; Profissionais de Saúde atuantes na Intervenção em Atividade Física. Serão utilizados os seguintes instrumentos de coleta de dados: Questionário semiestruturado autoaplicável que tem como objetivo verificar as características sociodemográficas, a formação inicial, as condições de saúde, os aspectos comportamentais e a percepção sobre os programas de atividade física para idosos dos secretários municipais de saúde do estado de Santa Catarina; Diário de campo: tem como objetivo anotar aspectos relacionados com a coleta de dados; Questionário o qual fará a apresentação da pesquisa, o consentimento da participação, seu cargo quanto gestor do programa além da designação dos contatos dos Profissionais atuantes na intervenção; Questionário estruturado e autoaplicável, adaptado, para avaliação de intervenções para promoção da atividade física na atenção básica à saúde/ Versão Profissional. O projeto está aprovado pelo comitê de ética da UDESC n. CAAE: 47414515.0.0000.0118. O procedimento de coleta de dados ocorrerá em 4 etapas: 1ª Contato inicial, 2ª Secretários municipais de saúde; 3ª Gestores/Coordenadores dos programas/intervenções de atividade física; 4ª Profissionais que atuam nos programas/intervenções de atividade física. Para as análises será utilizado o software estatístico IBM SPSS versão 20.0, para Windows; será utilizada estatística descritiva (frequência simples e relativa, média e desvio padrão) e estatística inferencial (Qui-quadrado ou Exato de Fisher e Regressão Logística Binária). Palavras-Chave: Avaliação, Programas de Atividade Física, Saúde Pública... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Paula Fabricio Sandreschi - Integrante / Gionava Zarpellon Mazo - Coordenador / Daniel Rogério Petreça - Integrante / Felipe Fank - Integrante / Cassiano Ricardo Rech - Integrante / Fábio Almeida - Integrante.

  • 2014 - 2016

    GETI: estudo biopsicossocial e ambiental de indivíduos na terceira idade, Descrição: O Programa de Extensão Grupo de Estudos da Terceira Idade - GETI foi implantado na Universidade do Estado de Santa Catarina- UDESC em 22/09/1989. Tornou-se um programa de extensão universitário permanente, demonstrando sua relevância acadêmica-científica e social, com intuito de melhorar a qualidade de vida do idoso cidadão. O GETI desenvolve diferentes atividades no Centro de Ciências da Saúde e do Esporte- CEFID da UDESC, como: Hidroginástica; Natação; Ginástica; Yoga, Pilates; Dança; Musculação; Musculação para mulheres com incontinência urinária; Caminhada; Treinamento de Equilíbrio e Prevenção de Quedas; Prevenção e tratamento das disfunções do assoalho pélvico; Atendimento fisioterapêutico a idosos; Canto para a terceira idade; Teatro, Informática; e Universidade Aberta para a Terceira Idade. Vinculado ao GETI está o Laboratório de Gerontologia ? LAGER do CEFID/UDESC, o qual desenvolve suas pesquisas relacionadas ao monitoramento e avaliação de seus participantes que praticam atividades físicas, fisioterápicas e socioeducativas sistematizadas quanto ao processo de envelhecimento em seus aspectos biopsicossociais e ambientais. Deste modo, este estudo tem como objetivo analisar os aspectos biopsicossociais e ambientais de indivíduos participantes do GETI/CEFID/UDESC. Trata-se de um estudo com diferentes tipos de pesquisas conforme o período de avaliação (transversal ou longitudinal), sua característica (levantamento, descritiva e comparativa) e suas variáveis de análise (quantitativas ou qualitativas). Os participantes da pesquisa serão: 450 indivíduos na terceira idade (55 anos ou mais de idade), 5 professores, 2 técnicos, 15 discentes e 10 voluntários que participam do GETI/ CEFID/UDESC. Os instrumentos utilizados para avaliação dos aspectos biopsicossociais e ambientais serão:ficha diagnóstica; Modelo RE-AIM; Bateria de testes físicos para idosos; Dinamômetro manual; medidas antropométricas; Software TRT_S2012 avalia a aprendizagem e controle motor; Acelerômetria e pedometria; Questionário de satisfação; Escala de Autoeficácia para a pratica de atividade física; Estágio de mudança de comportamento; Questionário sobre hábitos de lazer e de atividade física pregressa e atuais; Questionário internacional de atividade física (IPAQ), adaptado para idosos; Mini Exame do Estado Mental; Escala de depressão geriátrica ? GDS; Inventário de motivação à prática de atividade física; Questionário de qualidade de vida abreviado (WHOQOL-BREF) e para idosos (WHOQOL-OLD); Escala Borg; Falls EfficacyScale?International(FES-I); teste de alcance funcional anterior; Time Up Go; teste de apoio unipodal; Tandem test,; teste de sentar e levantar; Questionário de frequência alimentar; Escala de Katz; teste de velocidade da marcha; APGAR Familiar; Índice de qualidade de sono de Pittsburg; Escala de Resiliência; questionário de dor McGill; Escala de mobilidade ativa no ambiente comunitário ? NEWs; Female Sexual Function Index (FSFI); InternationalConsultationonIncontinenceQuestionnaire ? Short Form; BrazilOld Age Schedule ? BOAS; Escala de Humor de Brunel ? BRUMS; Diário de Campo onde o pesquisador registra e descreve informações do campo;Fontes secundárias de dados serão provenientes de relatórios. Após assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, a coleta de dados será realizada no CEFID/UDESC, no início e final de cada ano letivo com pesquisadores previamente treinados. O projeto está aprovado pelo comitê de ética da UDESC n. CAAE: 45881815.1.0000.0118 .Os dados serão armazenados no Microsoft Excel sob responsabilidade do coordenador, e analisados pelo software SPSS, versão 20.0. Serão realizadas análises de conteúdo para os dados qualitativos, estatística descritiva, inferencial, correlacional e outras. O nível de significância será de 5%. Palavras-chave: Idosos. Atividade Física. Aspectos Biopsicossociais. Aspectos ambientais... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Paula Fabricio Sandreschi - Integrante / Gionava Zarpellon Mazo - Coordenador / Janeisa Franck Virtuoso - Integrante / Inês Amanda Streit - Integrante / Maira Naman - Integrante / ARTUR RODRIGUES FORTUNATO - Integrante / Daniel Rogério Petreça - Integrante / Enaine Cristina Menezes - Integrante / Sérgio Eduardo Parucker - Integrante / Eduardo Hauser - Integrante / Felipe Fank - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Avaliação de programa de mudança de comportamento para a prática de atividades físicas pelos idosos, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Giovana Zarpellon Mazo em 11/07/2016., Descrição: Descrição: Objetivo: Avaliar a autoeficácia dos idosos a partir da implementação de um programa de mudança de comportamento para a prática de atividades físicas. Método: Este estudo caracteriza-se como descritivo. Os participantes do estudo serão idosos de um Centro de Saúde (CS) do Município de Florianópolis, SC, selecionados de forma intencional. Os instrumentos de coleta de dados da pesquisa serão a ficha diagnóstica contendo dados sobre características sociodemográficas e as condições de saúde e a Escala de Autoeficácia adaptado por Rech (2011), que avalia a autoeficácia para atividade física. O projeto foi aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de Santa Catarina sob o processo n 2387, pois a pesquisa é uma parceria com esta instituição. Os idosos serão convidados a participar da pesquisa por meio de palestra de divulgação, de folders informativos e banners e convite dos funcionários dos centros de saúde de Florianópolis. Anteriormente e após (3 meses) a participação no programa de mudança de comportamento para a prática de atividades físicas chamado VAMOS - Vida Ativa Melhorando a Saúde será aplicado aos idosos a ficha diagnóstica e o questionário de autoeficácia, em forma de entrevista individual em data, horário e local previamente agendados. Os dados serão analisados de forma descritiva e para a associação entre as variáveis da autoeficácia será utilizado o Teste t independente ou teste U de Mann Whitney (variáveis numéricas), dependendo da normalidade dos dados. Será admitido nível de significância de 5% para as análises... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) . , Integrantes: Paula Fabricio Sandreschi - Integrante / Daniel Rogério Petreça - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Coordenador / Gabriel de Aguiar Antunes - Integrante / Tânia Rosane Bertoldo Benedetti - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Atividade Física, Saúde Mental e Longevidade, Descrição: Projeto elaborado no programa de Pós graduação strictu sensu do Centro de Ciências da Saúde e do Esporte da Udesc - Florianópolis/SC. Objetiva analisar e relacionar os efeitos da atividade física sistematizada, em específico, do treinamento com pesos como abordagem não farmacológica nos aspectos cognitivos, comportamentais, funcionais e metabólicos em idosos com demência de Alzheimer... , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Paula Fabricio Sandreschi - Integrante / Gionava Zarpellon Mazo - Coordenador / Janeisa Franck Virtuoso - Integrante / Paulo Adão de Medeiros - Integrante / Salma Stéphany Soleman Hernandez - Integrante / Inês Amanda Streit - Integrante / Maira Naman - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Percepção dos facilitadores e barreiras para a prática da atividade física de idosas inativas fisicamente, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Giovana Zarpellon Mazo em 11/07/2016., Descrição: Objetiva-se, nesta pesquisa, analisar as percepções quanto às barreiras e os facilitadores para a prática de atividade física de idosas longevas inativas fisicamente participantes dos grupos de convivência. Este estudo de cunho qualitativo participante envolverá idosas longevas inativas fisicamente freqüentadoras de 102 grupos de convivência cadastrados na Prefeitura Municipal de Florianópolis-SC, as quais irão participar de 5 grupos focais, um para cada região da cidade (Centro, Leste, Sul, Norte e Continente). Para a coleta de dados, será utilizada uma entrevista estruturada, contendo: os dados sociodemográficos e de condições de saúde, o Questionário Internacional de Atividade Física, versão longa e adaptada para idosos, para avaliar o nível de atividade física e o roteiro das questões norteadoras dos grupos focais. Os dados do grupo focal serão tratados pela análise de conteúdo temática.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Paula Fabricio Sandreschi - Integrante / Rodrigo de Rosso Krug - Integrante / Marize Amorin - Integrante / Giovana Zarpellon Mazo - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2016

Melhor trabalho, área temática "Políticas públicas, gestão e avaliação em saúde", III Congresso Catarinense de Saúde Coletiva e I Seminário de Bioética e Saúde Coletiva.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2019 - Atual

Ministério da Saúde

Vínculo: contrato temporário, Enquadramento Funcional: Analista técnica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Coordenação Geral de Promoção da Atividade Física e Ações Intersetoriais (CGPROFI) / Departamento de Promoção da Saúde (DEPROS) / Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS) / Ministério da Saúde (MS)

2017 - 2019

Universidade Federal de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2014 - 2016

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2013 - 2014

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de iniciação científica, Carga horária: 20

2012 - 2012

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de extensão, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2011

Universidade do Estado de Santa Catarina

Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Apoio administrativo, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.