Paulo Fernando Ferreira Rosa

possui graduação em ENGENHARIA ELÉTRICA pela Universidade Federal de Pernambuco (1986), mestrado em Computer Science and Systems Engineering (M.Eng.) - KYUSHU INSTITUTE OF TECHNOLOGY - Japão (1994), e doutorado em Information Engineering - NIIGATA UNIVERSITY - Japão (1997). Foi bolsista recém-doutor (CNPq), junto ao Depto. de Ciência da Computação/UFF, 1997-98, pesquisador-visitante (FAPERJ), 1999, e professor palestrante, 2000-2002, na Seção de Engenharia de Computação do Instituto Militar de Engenharia - IME. Desde 2002, é professor efetivo deste Instituto. Foi coordenador da Pós-Graduação em Sistemas e Computação- IME, 2004-2007. Em 2007, atuou como coordenador geral do XXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. De dezembro/2007 a março/2008, realizou estágio pós-doutoral, no Depto. de Cibernética, Niigata University (bolsista JASSO). Desde 2006, é diretor do Laboratório de Robótica e Inteligência Computacional do IME. De Maio/2012 a Junho/2015, foi coordenador do Programa de Pós Graduação em Engenharia de Defesa - PGED (CAPES, Nível 4, Doutorado/Mestrado). Tem experiência na área de Robótica e Automação, atuando principalmente nos seguintes temas: robôs móveis autônomos, manipuladores flexíveis, domótica/casa inteligente e veículos aéreos não tripulados. Atualmente é Professor Titular e coordena 5(cinco) projetos com as temáticas de VANTs e robôs móveis fomentados por agências oficiais, além de participar em 2(dois) projetos de cooperação internacional.

Informações coletadas do Lattes em 23/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em ENGENHARIA DA INFORMAÇÃO

1994 - 1997

Niigata University
Título: Scrollic grippers: a study on dexterous manipulation
Orientador: Tokuji Okada
Bolsista do(a): MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - JAPÃO, MONBUSHO, Japão. Grande área: Ciências Exatas e da TerraGrande Área: Engenharias / Área: Engenharia Elétrica. Setores de atividade: Fabricação de Máquinas, Aparelhos e Equipamentos de Sistemas Eletrônicos Dedicados À Automação Industrial e Controle do Processo Produtivo; Fabricação de Outros Aparelhos e Instrumentos de Medida, Teste e Controle, Exceto Equipamentos Para Controle de Processos Industriais; Informática.

Mestrado em Ms.Eng. in Computer Science and Systems Eng.

1992 - 1994

Kyushu Institute Of Technology
Título: Object localizing, local shape recognition and grasp tentative using a two-parallel fingered robot hand with passive joints.,Ano de Obtenção: 1994
Orientador: Makoto Kaneko
Bolsista do(a): MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - JAPÃO, MONBUSHO, Japão. Palavras-chave: flexible manipulation.

Graduação em ENGENHARIA ELÉTRICA

1982 - 1986

Universidade Federal de Pernambuco

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2007 - 2008

Pós-Doutorado. , Niigata University, U.NII*, Japão. , Bolsista do(a): Japan Student Service Organization, JASSO, Japão. , Grande área: Ciências Exatas e da Terra

1997 - 1998

Pós-Doutorado. , Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Japonês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação.

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Elétrica.

    Grande área: Outros / Área: Defesa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

ROSA. P. F. F. . Olimpíada Brasileira de Robótica. 2018. .

FIGUEIREDO, K. ; ROSA, PAULO FERNANDO FERREIRA . Olimpíada Brasileira de Robótica. 2017. .

ROSA. P. F. F. ; VELASCO, M. M. B. R. ; FIGUEIREDO, K. . Olimpíada Brasileira de Robótica - RJ. 2016. .

ROSA, PAULO F. F. ; VELASCO, M. M. B. R. ; FIGUEIREDO, K. . Olimpíada Brasileira de Robótica - RJ. 2015. .

ROSA. P. F. F. . Olimpiada Brasileira de Robótica -RJ. 2014. .

ROSA, PAULO F. F. . Olimpíada Brasileira de Robótica - Etapa regional RJ. 2013. .

BREITMAN, K. ; Ferreira Rosa, P.F ; WERNECK, V. . International Conference on Formal Engineering Methods. 2009. (Congresso).

Ferreira Rosa, P.F . Poscomp 2008. 2008. (Concurso).

Ferreira Rosa, P.F . XXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. 2007. (Congresso).

Ferreira Rosa, P.F . POSCOMP 2007. 2007. (Concurso).

ROSA. P. F. F. . Worksho GT7/SBC - Fórum dos Coordenadores de PG em Ciência da Computação. 2007. (Outro).

Ferreira Rosa, P.F . POSCOMP 2006 (Seção Rio de Janeiro). 2006. (Concurso).

Ferreira Rosa, P.F . XXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. 2006. (Congresso).

ROSA. P. F. F. . Worksho GT7/SBC - Fórum dos Coordenadores de PG em Ciência da Computação. 2006. (Outro).

Ferreira Rosa, P.F . POSCOMP 2005 (Seção Rio de Janeiro). 2005. (Concerto).

ROSA. P. F. F. ; JUSTEL, C. M. . Worksho GT7/SBC - Fórum dos Coordenadores de PG em Ciência da Computação. 2005. (Outro).

Ferreira Rosa, P.F . POSCOMP 2004 (Seção Rio de Janeiro). 2004. (Concurso).

ROSA. P. F. F. ; JUSTEL, C. M. . Worksho GT7/SBC - Fórum dos Coordenadores de PG em Ciência da Computação. 2004. (Outro).

ROSA. P. F. F. . Olimpiada Brasileira de Robótica -RJ. 2014. .

ROSA, PAULO F. F. ; VELASCO, M. M. B. R. ; FIGUEIREDO, K. . Olimpíada Brasileira de Robótica - RJ. 2015. .

ROSA. P. F. F. ; VELASCO, M. M. B. R. ; FIGUEIREDO, K. . Olimpíada Brasileira de Robótica - RJ. 2016. .

FIGUEIREDO, K. ; ROSA, PAULO FERNANDO FERREIRA . Olimpíada Brasileira de Robótica. 2017. .

ROSA. P. F. F. . Olimpíada Brasileira de Robótica. 2018. .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

RioINFO 2014.Tecnologias Inovadoras: Robótica. 2014. (Encontro).

RoboCup 2014. RoboIME: on the road to RoboCup 2014. 2014. (Olimpíada).

20th IEEE INternational Symposium on Indsutrial Electronics.An Attitude Heading and Reference System: Basic Concepts and Prototype. 2011. (Simpósio).

3rd Int. Congress on Ultra Modern Telecommunications and Control Systems. A SLAM approach for Multiple Homogeneous Autonomous Vehicles. 2011. (Congresso).

AutoSoft 2011. II Congresso Brasileiro de Software: Teoria e Prática. 2011. (Congresso).

EPIA2011 - 15th Portuguese Conference on Artificial Intelligence. Integrated Exploration of an Indoor Environment with SLAM Technique. 2011. (Congresso).

IEEE International Symposium on Industrial Electronics.Identification system for smart homes using footstep sounds. 2010. (Simpósio).

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Plataforma Basica de Medidas Inerciais. 2010. (Encontro).

The Latin American Robotics Competition 2010,.Uma arquitetura de hardware e software para competições em robótica móvel cooperativa. 2010. (Outra).

. XXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. 2006. (Congresso).

. XXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. 2006. (Congresso).

Reunião GT7.Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação. 2006. (Oficina).

Sistemas Autônomos e Inteligentes de Robótica.I Semana Acadêmica de Ciência da Computação da UFT - Universidade Federal de Tocantins. 2006. (Encontro).

VII Conferência Internacional de Aplicações Industriais. VII INDUSCON. 2006. (Congresso).

. CSBC 2005. 2005. (Congresso).

10. Seminário Internacional de VANT - Veículos Aéreos Não Tripulado.1o. Seminário Internacional de VANT - Veículos Aéreos Não Tripulado. 2005. (Seminário).

18th International Congress of Mechanical Engineering. COBEM. 2005. (Congresso).

Fórum GT-7/SBC.Fórum dos coordenadores de pós-graduação em Ciência da Computação. 2005. (Oficina).

Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente.VII SBAI/ II IEEE-LARS. 2005. (Simpósio).

Congresso da Sociedade Brasileira de Automática. CBA2004. 2004. (Congresso).

Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. SBC2004. 2004. (Congresso).

Encontro de Robótica Inteligente.EnRI. 2004. (Encontro).

Fórum dos Cooords. de Pós-grad. em Ciência da Computação.Fórum dos Cooords. de Pós-grad. em Ciência da Computação. 2004. (Oficina).

Fórum dos Cooords. de Pós-grad. em Ciência da Computação.Fórum dos Cooords. de Pós-grad. em Ciência da Computação. 2004. (Oficina).

Fórum dos Cooords. de Pós-grad. em Ciência da Computação.Fórum dos Cooords. de Pós-grad. em Ciência da Computação. 2004. (Oficina).

IFIP World Computer Congress. IFIP World Computer Congress. 2004. (Congresso).

VI International Conference on Industrial Applications and Consumer Electronics. INDUSCON2004. 2004. (Congresso).

Workshop on Artificial Intelligence Aplications and Innovations.AIAI. 2004. (Oficina).

World Congress on Engineering and Technology Education. WCETE2004. 2004. (Congresso).

Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação.Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação. 2003. (Outra).

Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação.Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação. 2002. (Outra).

Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação.Fórum dos Coordenadores de Pós-Graduação em Ciência da Computação. 2002. (Outra).

Congresso Brasileiro de Automática. CBA1998. 1998. (Congresso).

IFAC Workshop on Intelligent Manufacturing Systems.IFAC Workshop on Intelligent Manufacturing Systems. 1998. (Oficina).

14th conference of the RSJ. 14th Conference of the RSJ. 1996. (Congresso).

14th Conference of the RSJ. 14th Conference of the RSJ. 1996. (Congresso).

33th Conference of the JSME. 33th Conference of the JSME. 1996. (Congresso).

ICARCV 1996. 4th International Conference on Control, Automation, Robotics and Vision. 1996. (Congresso).

13th Conference of the RSJ. 13th Conference of the RSJ. 1995. (Congresso).

ICRA`95. IEEE International Conference on Robotics and Automation. 1995. (Congresso).

ROBOMEC'95. JSME Conference on Robotics and Automation. 1995. (Congresso).

ROBOMEC'95. JSME Conference on Robotics and Mechatronics. 1995. (Congresso).

12th Conference of the RSJ. 12th Conference of the RSJ. 1994. (Congresso).

ROBOMEC'94. JSME Conference on Robotics and Mechatronics. 1994. (Congresso).

10th Conference of the RSJ. 10th Conference of the RSJ. 1992. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Roberto de Castro Souza Pnto

QUADROS, J. R. T.; OGASAWARA, E. S.; SANTOS, J. A. F.; MANHAES, A. G.;ROSA, PAULO F. F.. Ferramenta Robótica para Trabalho com Fotografia Avançada - TilBOT. 2019. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

Aluno: Hugo Andrade de Oliveira

ROSA, PAULO F. F.; VELASCO, M. M. B. R.; Carrilho, A.E.C; NOYA, R. C.. CONTROLE DE ATITUDE ADAPTATIVO NEURO-FUZZY GENÉTICO PARA UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO AUTÔNOMO. 2017. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Edilson Celestino dos Santos

APOLIARIO JUNIOR, J. A.; SANTOS, J. C. A.;ROSA, PAULO F. F.; CAMPOS, M. L. R.. Avaliação de desempenho de algoritmos de localização de emissores de RF baseados em medidas de marcação. 2017. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Hugo Andrade de Oliveira

ROSA, PAULO F. F.; VELASCO, M. M. B. R.; Carrilho, A.E.C; NOYA, R. C.. Controle de atitude adaptativo neuro-fuzzy genético para um veículo aéreo não tripulado autônomo. 2017. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Carlos Magno Catharino Olsson Valle

TANSCHEIT, R.; MENDOZA, L. F.; LEITE, K. T. F.;ROSA, PAULO F. F.. Controle por torque computado de robôs bípedes com planejamento de locomoção via aprendizado por reforço. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Luis Otávio Guedes Lobo e Silva

Carrilho, A.E.C; CAMPOS, M. C. M. M.;PELLANDA, P. C.ROSA, PAULO F. F.. Controle de atitude de um quadricóptero. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Daniel de Sousa Leite

VELASCO, M. M. B. R.; LEITE, K. T. F.; HALL, C.; AMARAL, J. F. M.;ROSA, PAULO F. F.. Dispositivo Robótico para Assistência à Locomoção de Pessoas Idosas em Ambientes Urbanos. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Marcos Aurélio Pinto Mazzano Jr

VELASCO, M. M. B. R.; LEITE, K. T. F.; HALL, C.;ROSA, PAULO F. F.. . Sistema robótico para monitoramento da qualidade da água em ambientes lênticos. 2016. Dissertação (Mestrado em Engenharia Elétrica) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Anderson Crivella de Carvalho Rodrigues

ROSA, PAULO F. F.DUTRA, M. S.; CLUA, Esteban; JUSTEL, CLAUDIA M.. Fusão de sensores para um VANT via suavização incremental baseada em grafos-fatores. 2015. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Graziele Weinchutz Kapps

OLIVEIRA, J. C.ROSA, PAULO F. F.JUSTEL, C. M.; SANTOS, S. R.. Desenvolvimento de procedimentocirúrgico utilizando o LAPVR. 2014. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Stanley Rodrigues

JUSTEL, C. M.; OLIVEIRA, C. S.; LIMA, L. S.;ROSA, PAULO FERNANDO FERREIRA. Sobre a Conectividade Algébrica e seus Autovetores na Classe das Árvores. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas - Informatica) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Stefano Henrique Rodrigues

ROSA, PAULO F. F.; Carrilho, A.E.C; LEITE, K. T. F.;BOTELHO, W. T.. Sistemas autônomos e inteligentes para robôs cooperativos no ambiente smallsize league. 2013. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Vinicius Prado da Fonseca

ROSA, PAULO F. F.; FRANCA, F. M. G.;OLIVEIRA, J. C.; L.E. C. Leite; NOYA, R. C.. Sistema de localização de objetos para apoio a um assistente robótico móvel na casa inteligente. 2013. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Rodrigo Moreira de Barros

PINTO, F. A. N. C.; ROMANO, V. F.; ORLANDE, H. R. B.;ROSA, PAULO F. F.. Filtro de partículas e processo markoviano de decisão parcialmente observável aplicados à navegação de robôs em ambiente conhecido. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Thiago Eustaquio Alves de Oliveira

ROSA, PAULO F. F.OLIVEIRA, J. C.; LEITE, K. T. F.; ROMANO, V. F.. Ssitema autônomo para a estimação da pose de um objeto com faces planas em ambiente não estruturado. 2012. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Nina Machado Figueira

OLIVEIRA, L. C.; PAGLIARI, C. L.; GALO, M.; GABOARDI, C.;ROSA, PAULO F. F.. Metodologia para obtenção de imagens super-resolução utilizando câmeras embarcadas em VANT. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Victor de Almeida Thomaz

OLIVEIRA, J. C.ROSA, PAULO F. F.; KOSTIN, S.; SOARES, L. P.. Sistema de controle para ambiente CAVE. 2011. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Ricardo Figueiredo Machado

ROSA, PAULO F. F.; PELLANDA, Paulo César; ROMANO, V. F.. Um sistema de acompanhamento visual para robôs móveis semi-autônomos em ambientes semi-estrututados. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Francisco de Assis Correa Burlamaqui Filho

Menegaldo, L. L.; MEGGIOLARO, M. A.; GOIS, J. A. M.;Ferreira Rosa, P.F. Desenvolvimento de um sistema de controle para vôo pairado de um dirigível robótico. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Adriano de Oliveira Cunha

NOYA, R. C.;Ferreira Rosa, P.F; OLIVEIRA, A. P. A.; WERNECK, V. M. B.. CATALOGAÇÃO DO REQUISITO NÃO FUNCIONAL TRANSPARÊNCIA. 2009. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Robertson Schitcoski

Ferreira Rosa, P.FOLIVEIRA, J. C.; Lima Neto, F. B.; SALLES, R. M.. Uma Arquitetura Modular para Sistemas de Treinamento Militar em Operações. 2009. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Silvano Maneck Malfatti

Ferreira Rosa, P.FOLIVEIRA, J. C.; SANTOS, S. R.; CLUA, Esteban. ENCIMA - UM MOTOR GRÁFICO PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICACAÇÕES MULTIMÍDIA E DE REALIDADE VIRTUAL. 2009. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Ricardo Maroquio Bernardo

Ferreira Rosa, P.FPELLANDA, P. C.; CARRILHO, A.; CLUA, Esteban. SIMUBLIMP - Uma contribuição ao desenvolvimento de algoritmos inteligentes para uma equipe de dirigíveis robóticos autônomos. 2007. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Carlos Alberto Padilha Pinheiro

Ferreira Rosa, P.F; NOYA, R. C.; GOLDSCHMIDT, R. R.;PELLANDA, P. C.. Veículos Aéreos Não Tripulados para Monitoramento de Ambientes Desestruturados e Comunicação de Dados. 2006. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Cristiano de Souza Carvalho

Ferreira Rosa, P.F; DUTRA, M. S.; SLAMA, J. G.; RAPTOPOULOS, L. S. C.. Estudo e Desenvolvimento de um Sistema Automatizado de Medição de Gás e Óleo. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Alexandre Tadeu Rossini da Silva

Ferreira Rosa, P.F; SANTOS, R. D. C.; GOLDSCHMIDT, R. R.. Comportamento Social Cooperativo na Realização de Tarefas em Ambientes Dinâmicos e Competitivos. 2006. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Marcos Motta de Souza

Ferreira Rosa, P.FDUTRA, M. S.; ROMANO, V. F.; RAPTOPOULOS, L. S. C.. Caracterização de uma liga com efeito de memória de forma. 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Leonardo Bittencourt Testi

Ferreira Rosa, P.FDUTRA, M. S.; SLAMA, J. G.; RAPTOPOULOS, L. S. C.. Controlador fuzzy com aprendizado aplicado em manipuladores hidráulicos submarinos. 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Sandro Santos de Lima

Ferreira Rosa, P.F; CARRILHO, A.; ISHIKAWA, E.; VELASCO, M. M. B. R.; GOLDSCHMIDT, R. R.. Análise e desenvolvimento de um ambiente de simulação para aplicações domóticas. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: João Alfredo de Oliveira Gonçalves

Ferreira Rosa, P.FDUTRA, M. S.; SLAMA, J. G.; CANABRAVA FILHO, J. S.. Projeto de controlador não-linear utilizando rede neuro-fuzzy para planta de processo de mistura. 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Eduardo de Almeida Cadorin

Ferreira Rosa, P.FOLIVEIRA, J. C.; ISHIKAWA, E.; ZIVIANI, A.. ACAmPE: Ambiente Virtual Colaborativo para a área do petróleo. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Melina de Vasconcelos Alberio

Ferreira Rosa, P.F; ISHIKAWA, E.; ZIVIANI, A.;OLIVEIRA, J. C.. ACOnTECe - um Ambiente Colaborativo para TrEinamento Cirúrgico. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Wagner Tanaka Botelho

Ferreira Rosa, P.F; CARRILHO, A.; MARIETTO, M. G. B.; NOYA, R. C.. Um sistema de identificação e adaptação pervasivo para a casa inteligente utilizando sistemas multiagentes. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Fernando Apolinario Pereira

Ferreira Rosa, P.F; VELASCO, M. M. B. R.;OLIVEIRA, J. C.; ISHIKAWA, E.. Múltiplos Robôs Autônomos em uma Estrutura Cooperativa. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Fábio Suim Chagas

Ferreira Rosa, P.F; ISHIKAWA, E.;OLIVEIRA, J. C.; DUTRA, M. S.. Manipulador Bilateral com Realimentação Háptica. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Fabio de Oliveira Fagundes

Ferreira Rosa, P.F; SCHULZE, B. R.;OLIVEIRA, J. C.; ZIVIANI, A.. Sistema de Monitoramento Passivo de Segurança de Grid Computacional. 2005. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Trajano Alencar de Araujo Costa

Ferreira Rosa, P.F; MORADO, A. F.; ESPERANZA, M.. Controle integrado de veículo não tripulado. 2004. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas - Informatica) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: ERMÍRIO DE SIQUEIRA COUTINHO

Ferreira Rosa, P.FOLIVEIRA, J. C.; PORTO, F. A. M.; TANAKA, A. K.; ISHIKAWA, E.. Armazenamento e recuperação de objetos em ambientes virtuais colaboartivos para SIG-3D. 2004. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Ricardo Eder

Ferreira Rosa, P.F; BOERES, M. C. S.; NORONHA, R. F.. Navegação em ambientes semiestruturados por um sistema robótico autônomo em tempo real: simulação utilizando a plataforma Khepera. 2003. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Valter Akira Honda

Ferreira Rosa, P.F; LARREA, J. A. S.; ROMANO, V. F.; NORONHA, R. F.. Desenvolvimento de um veículo microcontrolado por malha fechada. 2002. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Jose Antonio de Sousa Fernandes

Ferreira Rosa, P.F; PASSOS, E. P. L.; AUDE, E. P. L.. Manipulador virtual teleoperado: transmissão da percepção háptica à distância. 2002. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Leonardo Malheiros Serrano de Cerqueira Leite

Ferreira Rosa, P.FDUTRA, M. S.; NORONHA, R. F.. Algoritmo para controle do sistema de transmissão de um automóvel: inferência direta sobre uma massa de dados. 2002. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Alexandre Fitzner do Nascimento

Ferreira Rosa, P.F; MORADO, A. F.; TORREAO, J. R.. Sistema dinãmico de automação residencial. 2002. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Paulo Renato da Costa Pereira

Ferreira Rosa, P.FJUSTEL, C. M.; NORONHA, R. F.. Cooperação entre robôs para reconhecimento de ambientes desestruturados. 2001. Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Paramahansa Werner Polo Vieyra

Ferreira Rosa, P.F; DRUMMOND, M. L.; OCHI, L. S.. Uma metaheurística genética não convencional e ant colony systems para resolver o problema do caixeiro viajante com grupamentos. 1999. Dissertação (Mestrado em Computação) - Universidade Federal Fluminense.

Aluno: Marcio Luiz Ramos dos Santos

VELASCO, M. M. B. R.; LEITE, K. T. F.; TANSCHEIT, R.; MENDOZA, L. F.; CAARLS, W.; OLIVEIRA, F.;ROSA, PAULO FERNANDO F.. Modelo Híbrido para Sistemas Multiagentes baseado em Aprendizado por Reforço e Lógica Fuzzy. 2019. Tese (Doutorado em Doutorado em Engenharia Elétrica - Pontifícia Universidade Católica, RJ) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Angelo Marcio Cardoso Ribeiro Borzino

APOLINARIO, J. A.; CAMPOS, M. L. R.;ROSA, PAULO F. F.; PINTO, E. L.; MARTINS, W. A.. Processamento de sinal de áudio proveniente de disparo de arma de fogo e aplicações. 2016. Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Leonardo Alfredo Forero Mendonza

VELASCO, M. M. B. R.;FERREIRA ROSA, PAULO FERNANDO; SILVA, E.; ZADROZNY, B.; TANSCHEIT, R.; MEGGIOLARO, M. A.; FIGUEIREDO, K.. Coordenação Inteligente para Multiagentes baseados em Modelos Neuro-fUzzy Hierárquicos com Aprendizado por Reforço. 2013. Tese (Doutorado em Engenharia Elétrica) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Fernando Teixeira Pinto

PELLANDA, Paulo César;ROSA, PAULO F. F.; ESPERANZA, M.; CAMPOS, M. C. M. M.; ROQUETTE, P. C. C.. Análise e controle de sistemas dinâmicos de ordem elevada e infinita: aplicação em sistemas de potência e de propulsão de navios de guerra. 2013. Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Leonardo Augusto Zão

COELHO, R. F.; NASCIMENTO, V. H.; VELASCO, M. M. B. R.; BISCAINHO, L. W. P.;ROSA, PAULO F. F.. Realce de sinais de voz baseado na decomposição empírica de modos em presença de distorções acústicas não-estacionárias. 2013. Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: José Cerdeira Gonzalez

Carrilho, A.E.C; TAKAHASHI, R. H. C.; BASILIO, J. C. S.;ROSA, PAULO F. F.; SIMOES, A. M.. Um método formal para o planejamento e controle de missões de veículos aéreos não tripulados. 2012. Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Eduardo Dessupoio Moreira

VELASCO, M. M. B. R.; CRUZ, A. V. A.;ROSA, PAULO F. F.; MENDOZA, L. F.. Modelo de Neuro Co-evolução com Inspiração Quântica para Coordenação de Sistemas Multi-Agente. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Elétrica) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Aluno: Angelo Marcio Carosos Ribeiro Borzino

APOLINARIO, J. A.; CAMPOS, M. L. R.;ROSA, PAULO F. F.; PINTO, E. L.; MARTINS, W. A.. Pré-processamento de sinal de áudio proveniente de disparo de arma de fogo e aplicações. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Cristiano de Souza de Carvalho

DUTRA, M. S.; PINTO, F. A. N. C.; FRANCA, F. M. G.; RAPTOPOULOS, L. S. C.;ROSA, PAULO F. F.. onstrução e controle de um hexapode utilizando fusão sensorial, dinâmica de multigrafos e osciladores não lineares. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Aluno: Darwin Manolo Paredes Calderon

APOLINARIO, J. A.; Montenegro, J. M.N.;ROSA, PAULO F. F.; GUIMARAES, A. G.. Determinação da direção de chegada de sinais de tiro a partir de um veículo aéreo não tripulado. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Elétrica) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Ari Vasconcelos da Mota Brasil

BRASIL, A. V. M.; GOMEZ, M. T.; RODRIGUES, H.;Ferreira Rosa, P.F. Aplicação de Inteligência Computacional na Previsão de Séries Temporais. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Guilherme Schirmer de Souza

SCHIRMER, G.; MARTINS, F. S.; LOURENCO, L. A. E.;Ferreira Rosa, P.F. Comportamento Social Cooperativo de Robôs em Aplicações de Tempo Real. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia.

Aluno: Marcello Marques

Ferreira Rosa, P.F; NORONHA, R. F.; DAVID, D. F. B.; MARTINS, J. L. F.. Projeto e construção de um robô manipulador com três graus e meio de liberdade. 1997. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecãnica) - Universidade Federal Fluminense.

Cabral, J. M.L.; Fabpricio Alves, B.S.; Carvalho, P.V.R.; Rust, L.F.C.C;ROSA, PAULO F. F.; Cunha, Paulo. R.F; Endler, M. Segurança da Informação - Professor Adjunto A - 40 h - DE. 2018. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

ROSA, PAULO F. F.; Pinheiro, G. M.; Taranto, G.N.; Basílio, J.C. S.. Concurso Público para Professor Adjunto. 2013. Instituto Militar de Engenharia.

Ferreira Rosa, P.F. Concurso Público para Professor Adjunto-IME(Tecnologias para o Tratamento e Transmissão da Informação). 2004. Instituto Militar de Engenharia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Luiz Sergio Alves Pinto

Sistemas de Defesa: Modelagem em sistemas de imageamento aéreo nas operações especiais em ambiente urbano conflagrado; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Fábio Luiz Junior

Planejamento de trajetória de multiplos drones atraves do reconhecimento de imagens no terreno em áreas com pouca cobertura GPS; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Thiago João Miranda Baldivieso

Controle adaptativo para um Micro VANT de asa fixa; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Fábio Suim Chagas

Um algoritmo de aprendizado por reforço baseado no método do pêndulo invertido com ZMP para locomoção robótica; Início: 2018; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Erck Menezes Moreira

Planejamento de trajetória de enxame de VANTs com percepção em rede; Início: 2018; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

JanilmaAffife Raffid de Villara Peres

Framework multiagente para desenvolvimento, simulação e teste de sistema de enxame robótico com suporte à interação com o operador humano; Início: 2018; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia; (Coorientador);

Ricardo Maroquio Bernardo

Detecção, classsificação, rastreamento e abordagem de entidades terrestres móveis em áreas restritas usando veículos aéreos não tripulados heterogêneos semiautônomos; Início: 2016; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Fábio Suim Chagas

Reinforcement Learning for a Robotic Locomotion based on the Inverted Pendulum Method; Início: 2016; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

João Pedro de Araújo Xavier

Reconhecimento de movimento a partir de vídeo em tempo real; Início: 2018; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Mateus Cândido Lima de Castro

Reconhecimento de movimento a partir de vídeo em tempo real; Início: 2018; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; (Orientador);

Carlos Gabriel Oliveira Freitas

Aprendizado de máquina para estratégias de um time de robôs na categoria Very Small Size; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Eduardo Willrich Padilha Padovany

Simulação e implementação de estratégias para sistemas de múltiplos robôs em tarefas competitivas; ; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

João Baptista de Paula e Silva

Aplicação de sistemas distribuídos de aprendizado de máquina em eventos de simulação; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Efísio Alves Rolim Neto

Navegação e controle de robôs móveis com guiamento diferencial; Início: 2018; Iniciação científica (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Fábio Costa de Souza

Análise comparativa de algoritmos de otimização não linear aplicados na localização em redes de sensores sem fio pelo método de multilateração sequencial utilizando um SARP; 2018; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Johnathan Fercher da Rosa

Construção de um framework de planejamento e controle de trajetória em tempo real de múltiplos robôs terrestres; 2017; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Elias de Souza Gonçalves

Fusão de sensores para localização de um VANT de asa fixa em ambiente com restrições de GPS usando cointegração; 2017; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Hugo Andrade de Oliveira

CONTROLE DE ATITUDE ADAPTATIVO NEURO-FUZZY GENÉTICO PARA UM VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO AUTÔNOMO; 2017; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Bruno da Silva Giovanini

UMA ABORDAGEM PARA DESVIO DE OBSTACULOS NA ASSISTENCIA AO CONTROLE DE UM QUADRICOPTERO EM TEMPO REAL; 2016; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Igor Devulsky Prata

LOCALIZAÇÃO DE ATIVOS POR TÉCNICAS DE FUSÃO DE SENSORES PARA RASTREAMENTO AUTÔNOMO; 2016; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Ian de Medeiros Esper

Controle adaptativo neuro-fuzzy de atitude de aeronave não tripulada de asa fixa e reduzida superfície de controle; 2015; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Andressa da Silva Siqueira

ALRAI - UM ALGORITMO DE LOCALIZA ÇÃO DE REDES EM AMBIENTES INDOORS; 2015; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Anderson Crivella de Carvalho Rodrigues

Fusão de sensores para um VANT via suaviização incremental baseada em grafos fatores; 2015; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Andre Oliveira Palmerin Barcelos

Construção de uma grade de ocupação utilizando câmera estereoscópica ativa para navegação autônoma; 2014; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Stefano Henrique Rodrigues

Sistemas autônomos e inteligentes para robôs cooperativos no ambiente small size league; 2013; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Vinicius Prado da Fonseca

Sistema de localização de objetos para apoio a um assitente robótico móvel na casa inteligente; 2013; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Alberto Torres Angonese

Estação de controle em solocom funcionalidades de voo multiplo para VANTs; 2013; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Thiago Eustaquio Alves de Oliveira

Sistema autônomo para a estimação da pose de um objeto com faces planas em ambiente não estruturado; 2012; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Ricardo Figueiredo Machado

Um Sistema de Acompanhamento Visual para Robôs Móveis Semi-autônomos em Ambientes Semi-estruturados; 2010; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Victor de Almeida Thomaz

Sistema de controle para ambiente CAVE; 2010; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Marlan Külberg

Ambiente portátil de projeção para cenários de realidade virtual; 2010; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Silvano Maneck Malfatti

ENCIMA - UM MOTOR GRÁFICO PARA O DESENVOLVIMENTO DE APLICACAÇÕES MULTIMÍDIA; 2008; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Robertson Schitcoski

Uma Arquitetura Modular para Sistemas de Treinamento Militar em Operações; 2008; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Fábio Silveira Vidal

Sistema de Navegação para Dirigíveis Aéreos Não Tripulados Baseado em Imagens; 2007; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Ricardo Maroquio Bernardo

SIMUBLIMP - Uma contribuição ao desenvolvimento de algoritmos inteligentes para uma equipe de dirigíveis robóticos autônomos; 2007; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Monael Pinheiro Ribeiro

Projeto CaMIn - Cadeira Móvel Inteligente; 2007; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Marlos de Mendonça Corrêa

Geração de Movimentos em Trajetórias Ajustáveis para Veículos Autônomos Aéreos Não Tripulados; 2007; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Carlos Alberto Padilha Pinheiro

Veículos Aéreos Não Tripulados para Monitoramento de Ambientes Desestruturados e Comunicação de Dados; 2006; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Alexandre Tadeu Rossini da Silva

Comportamento Social Cooperativo na Realização de Tarefas em Ambientes Dinâmicos e Competitivos; 2006; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Flavio Flores Villaça

Robôs Autônomos Móveis Heterogêneos em Tarefas Cooperativas; 2006; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Marco Antonio Firmino de Sousa

UMA PLATAFORMA PARA A COOPERACÃO AUTÔNOMA DE MÚLTIPLOS ROBÔS; 2006; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Rafael Lima de Carvalho

SISTEMA DE IDENTIFICAÇÃO PARA A CASA INTELIGENTE UTILIZANDO SOM; 2006; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Wagner Tanaka Botelho

Sistema Multiagentes para aplicações Domóticas; 2005; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Sandro Santos de Lima

Análise e desenvolvimento de um ambiente de simulação para aplicações domóticas; 2005; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Fábio Suim Chagas

Manipulador Bilateral com Realimentação Háptica; 2005; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Fernando Apolinario Pereira

Múltiplos Robôs Móveis Autônomos em uma Estrutura Cooperativa; 2005; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Flavio Augusto Coutinho Correia

Um sistema de tele-operação para um manipulador mestre-escravo 3-DGL com realimentação háptica; 2003; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Ricardo Eder

Navegação em ambientes semi-estruturados por um sistema robótico autônomo em tempo real: simulação utilizando a plataforma khepera; 2003; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

José Antonio de Souza Fernandes

Manipulador virtual teleoperado: transmissâo da percepção háptica à distância; 2002; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas - Informatica) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leonardo Malheiros Serrano de Cerqueira Leite

Algoritmo para controle do sistema de transmissão de um automóvel: inferência direta sobre uma massa de dados; 2002; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas - Informatica) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Alexandre Fitzner do Nascimento

Sistema dinâmico de automação residencial; 2002; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Paulo Renato da Costa Pereira

Cooperação entre robôs para reconhecimento de ambientes desestruturados; 2001; Dissertação (Mestrado em Engenharia de Sistemas - Informatica) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Cláudio Roberto Ferreira Costa

Estudo de robôs cooperativos em ambiente simulado; 1999; Dissertação (Mestrado em Sistemas e Computação) - Instituto Militar de Engenharia,; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Luis Claudio Batista da Silva

Sistema de aeronaves remotamente pilotadas com alocação dinâmica por controle baseado na tarefa para cobertura de áreas com diferentes prioridades de interesse; 2018; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leandro Sidral A

Moreira; Análise de Similaridade Visual em Fechamento de Loop através de Redução de Dimensionalidade de Dados via Mapeamentos por Difusão; 2017; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Bruno Eduardo Madeira

Métodos de Visão Computacional e Processamento de Imagens para Estereoscopia Horizontal; 2017; Tese (Doutorado em Doutorado em Matemática) - Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada,; Coorientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Fábio Silveira Vidal

Abordagem Probabilística para Autolocalização de um Robô com Atualização de Marcos Visuais usando Redes Neurais Artificiais e Filtragem de Outliers; 2016; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Alberto Torres Angonese

Detecção e identificação de humanos em nuvem de pontos 3D para um sistema robótico de localização e mapeamento simultâneos; 2013; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Adão de Melo Neto

Mapeamento de ambiente interno semi-estruturado com múltiplos veículos utilizando sensor visual embarcado; 2012; Tese (Doutorado em Engenharia de Defesa) - Instituto Militar de Engenharia,; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

André Luiz Braga

2016; Instituto Militar de Engenharia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Renan Picoli de Souza

Algoritmo de visão computacional embarcado em microcontrolador ARM para veículos não tripulados; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Eletrônica) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Maike de Miranda Muzitano

Algoritmo de visão computacional embarcado em microcontrolador ARM para veículos não tripulados; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Eletrônica) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Oscar Martins Wanderley Filho

Construção de robô móvel autônomo com plataforma LEGO Miindstorms; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Renato Dias Costa

Revalidação de Título de Mestre, Processo n 23079; 011899/02-31, por decisão do CEPG-UFRJ, em 11/10/2002; Revalidado Diploma em Engenharia de Sistemas e Computação; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Willian Atsuki Kanashiro

Revalidação de Título de Mestre, Processo n 23079; 011899/02-31, por decisão do CEPG-UFRJ, em 11/10/2002; Revalidado Diploma em Engenharia de Sistemas e Computação; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Carlos Eduardo Pinheiro Rocha

Framework para aplicações em plataformas móveis usando panorama com camadas; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Lídia Brígido Santiago Melo

Sistema de navegação para um veículo submersível; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Samir Elias Hachem Kerbage

Generalização da aprendizagem por reforço: uma estratégia para robôs autônomos cooperativos; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Susana de Sousa Freitas

Aperfeiçoamento de um IMU(Inertial Motion Unit) baseada em uma plataforma de arquitetura aberta; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Emmanuel Póvoa Rosa

Aperfeiçoamento de um IMU(Inertial Motion Unit) baseada em uma plataforma de arquitetura aberta; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Bruno Moulie Correa

Proposta Robótica Modular: Versão 2; 0; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Beatriz Gonçalves Santos da Silva

Proposta Robótica Modular: Versão 2; 0; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Fábio Guimarães Moreira

Eletrônica Embarcada para Veículo Aéereo Não Tripulado; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Guilherme de Oliveira Ferreira

Eletrônica Embarcada para Veículos Aéreos Nâo Tripulados; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Rodrigo Dias

Eletrônica Embarcada para Veículos Aéreos Não Tripulados; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Igor Goulenko

Estudo da viabilidade da aplicação de árvore de decisão em domótica; 2005; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Renato Herkenoff

Estudo da viabilidade da utilização de árvore de decisão em domótica; 2005; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Bruno Suhett Tayar

Sistemas de identificação baseado em bluetooth para a casa inteligente; 2004; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Paulo Caputo de Oliveira

Desenvolvimento de um robô móvel microcontrolado para a navegação autônoma; 2003; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Frederico Tosta de Oliveira

Desenvolvimento de um robô móvel microcontrolado para a navegação autônoma; 2003; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Jeronymo Mota Alves de Carvalho

Um manipulador para a percepção visual ativa; 2003; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Felipe Bastos José

Um manipulador para a percepção visual ativa; 2003; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Marlos de Mendonça Corrêa

Projeto de implementação de uma plataforma para simulação de reconhecimento de ambientes desestruturados e heurísticas de controle de time de robôs; 2001; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Ricardo Eder

Uma plataforma para um sistema autônomo e distribuído para o reconhecimento de padrões: análise e simulação; 2000; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciência da Computação) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Flavio Augusto Coutinho Correia

Uma plataforma para um sistema autônomo e distribuído para o reconhecimento de padrões: análise e simulação; 2000; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciência da Computação) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Rebeca Pinheiro dos Reis

Simulação de Estratégias para Sistemas de Múltiplos Robôs em Tarefas Competitivas; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Onias Castelo Brando Silveira

Controle de trajetória de um robô móvel para realimentação visual em um ambiente da casa inteligente; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

João Baptista de Paulo e Silva

Desenvolvimento do Firmware e Sensoriamento para Robótica Móvel em Tarefas Competitivas; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

João Baptista de Paula e Silva

Aplicação de sistemas distribuídos de aprendizado de máquina em eventos de simulação; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Renan Picoli de Souza

Eletrônica Embarcada para Múltiplos Robôs Autônomos; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Rafael de Paiva Paula

Calibração e robustecimento de uma IMU; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Rafael Chaves Felzenszwalb

Eletrônica embarcada para um sistema de mútiplos robôs; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia da Computação) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Diego Felix de Almeida

Uma Plataforma de Inteligência Computacional para Robôs Autônomos Cooperativos; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Ricardo Franco; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Thiago Arruda Navarro Amaral

Integração Hardware-Software para Robôs Terrestres; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Ricardo Franco; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Erbene de Castro Maia Júnior

Veículo Submersível Operado Remotamente; ; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Lídia Brígido Santiago Melo

Sistema de Navegação para um Veículo Submersível; 2010; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Samir Elias Hachem Kerbage

Veículo Aéreo Não Tripulado - Uma Plataforma de Dirigíveis Autônomos; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Ricardo Franco; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Luiz Gustavo Schiller

DESENVOLVIMENTO DE ALGORITMOS DE VISÃO COMPUTACIONAL PARA UMA; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Thiago Arruda Navarro do Amaral

Veículos Aéreos Não Tripulados ? Dirigíveis Cooperativos; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Diego Felix de Almeida

Uma Plataforma de Inteligência Computacional para Robôs Autônomos Cooperativos; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Ronan Alves da Paixão

Plataforma móvel automatizada para locomção; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Luiz Renault Leite Rodrigues

Plataforma Robótica de Vigilância; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Bruno de Castro Passon

Plataforma Robótica de Vigilância; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Erick Menezes Moreira

Plataforma Robótica de Vigilância; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Paulo Henrique Ferreira Souza

Uma Plataforma de Inteligência Computacional para Robôs Autônomos Cooperativos; 2009; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leonardo Mesquita de Brito

Comunicação de Dados e Algoritmos de Navegação para Dirigíveis Robóticos; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Ricardo Franco; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Daniel Guimarães Rocha

Desenvolvimento de um Sistema de Identificação de Personagens para a Casa Inteligente; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Elisama de Oliveira Santos

Comunicação de Dados para uma Plataforma de Dirigíveis Cooperativos; 2008; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Bruno Savaris

Domótica - sistema pervasivo para a casa inteligente; 2005; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leonardo Arthur Esteves Lourenço

Modelagem, análise e implementação de robôs móveis cooperativos em ambiente de tempo real; 2005; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leonardo Regueiro dos Reis Principe

Modelagem, análise e implementação de robôs móveis cooperativos em ambiente de tempo real; 2005; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leonardo Regueiro dos Reis Principe

Domótica - sistema pervasivo para a casa inteligente; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Guilherme Schirmer de Souza

Trabalho cooperativo de robôs; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Antônio Fernando da Rocha

Trabalho cooperativo de robôs; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Marcus Paulo Silva de Lima

Redes de sensores para domótica; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Leonardo Artur Esteves

Redes de sensores para domótica; 2004; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Max Silva Alaluna

Domótica: o desenvolvimento de um sistema de identificação com um sensor de passos para; 2003; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Fábio Miranda Cordovil

Desenvolvimento de um robô móvel autônomo microcontrolado; 2003; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Emanuel Jose Pacheco Freire

Desenvolvimento de um servomecanismo para percepção visual; 2001; Iniciação Científica; (Graduando em ENGENHARIA DE SISTEMAS) - Instituto Militar de Engenharia, Ministério da Defesa/Secretaria de Ciência e Tecnologia; Orientador: Paulo Fernando Ferreira Rosa;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • GIOVANINI, B. S. ; SILVA, L. C. B. ; ROSA, PAULO F. F. . Uma abordagem para desvio de obstáculos na assistência ao controle de um quadricóptero em tempo real. REVISTA MILITAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA , v. 35, p. 54-63, 2018.

  • Angonese, T. A. ; ROSA, PAULO F. F. . ESTAÇÃO DE CONTROLE EM SOLO COM FUNCIONALIDADES DE VOO MÚLTIPLO PARA VANTs. Revista Militar de Ciência e Tecnologia , v. 32, p. 18-33, 2015.

  • FRANCA, M. H. ; OLIVEIRA, J. C. ; Ferreira Rosa, P.F ; OLIVEIRA, T. E. A. . Navegação e Manipulação de Objetos Virtuais Utilizando Dispositivos Sem Fio. C&T. Revista Militar de Ciência e Tecnologia , v. 30, p. 32-46, 2013.

  • OLIVEIRA, T. E. A. ; ROSA, PAULO FERNANDO FERREIRA ; MELLO NETO, A. ; FRANCA, M. H. . SISTEMA AUTÔNOMO PARA A ESTIMAÇÃO DA POSE DE UM OBJETO COM FACES PLANAS EM AMBIENTE NÃO ESTRUTURADO. C&T. Revista Militar de Ciência e Tecnologia , v. 30, p. 47-66, 2013.

  • MELO NETO, ADÃO ; PELLANDA, Paulo César ; Ferreira Rosa, P.F ; OLIVEIRA, THIAGO EUSTAQUIO ALVES ; PELLANDA, Paulo César . Efficiency of the Visual FastSLAM Technique with a Common Feature Map for Two Vehicles in the Integrated Exploration of an Indoor Environment. Journal of Control, Automation and Electrical Systems , v. 24, p. 450-469, 2013.

  • Ferreira Rosa, P.F ; MELLO NETO, A. ; VIDAL, F. S. ; BERNARDO, R. M. ; PINHERIO, C. . Operação Autônoma de Frota de Dirigíveis Aéreos Não Tripulados. Journal of the Brazilian Air Transportation Research Society , v. 6, p. 39-54, 2010.

  • Malfati, S.M. ; FRAGA, L. ; JUSTEL, C. M. ; Ferreira Rosa, P.F ; OLIVEIRA, J. C. . The Design of a Graphics Engine for the development of Virtual Reality Applications. Revista de Informática Teórica e Aplicada , v. 15, p. 25-45, 2008.

  • Ferreira Rosa, P.F ; OKADA, T. . An active sensing based control algorithm for the scrollic gripper. Journal of the Brazilian Computer Society , Campinas-SP, v. 4, n.3, p. 44-51, 1998.

  • Ferreira Rosa, P.F ; OKADA, T. . Control algorithm for the scrollic gripper based on intrinsic sensor information. Advanced Robotics , Holanda, v. 12, n.1, p. 01-14, 1998.

  • Ferreira Rosa, P.F ; OKADA, T. . On the design of a scrollic gripper for 3-D firm grasps. Advanced Robotics , Holanda, v. 10, n.5, p. 439-452, 1996.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

Ferreira Rosa, P.F ; BOTELHO, W. T. ; LIMA, S. S. . A pervasive identification and adaptation system for the smart house. 2005.

Ferreira Rosa, P.F ; CARRILHO, A. ; BOTELHO, W. T. . Utilização de uma metodologia orientada a agentes para a casa inteligente. 2005.

Ferreira Rosa, P.F ; CORREIA, F. A. C. . Um sistema de teleoperação para um manipulador mestre-escravo 3-gdl com realimentação háptica. 2003.

Ferreira Rosa, P.F ; EDER, R. . Navegação em ambientes semi-estruturados por um sistema robótico autônomo em tempo real: simulação utilizando a plataforma Khepera. 2003.

Ferreira Rosa, P.F ; LEITE, L. M. S. C. . Algoritmo para controle do sistema de transmissão de um automóvel: inferência direta sobre uma massa de dados. 2002.

Ferreira Rosa, P.F . XXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. 2007. (Editoração/Anais).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2016 - Atual

    Sistema para controle de múltiplos veículos aéreos não tripulados de pequeno porte para monitoramento persistente em ambientes dinâmicos, Descrição: Neste trabalho, propõe-se um sistema para controle de múltiplos veículos aéreos não tripulados de pequeno porte (micro-VANTs) em tarefas de monitoramento persistente por cobertura de área, aplicado a missões de ISR (sigla em inglês para Inteligência, Vigilância e Reconhecimento). Nesta tarefa, a região de interesse deve ser frequentemente revisitada, bem como, apresenta pontos com maior prioridade, que podem mudar com a evolução da missão. Entretanto, devido ao baixo payload dos micro-VANTs, restrições de recursos podem limitar o alcance da comunicação necessária ao cumprimento desta tarefa. Neste cenário, uma Página 1 de 6 solução deve ser robusta, visando manutenção da conectividade e proteção das informações sensoriadas, de maneira que a frota de VANTs possa formar uma rede, na qual os dados sensoriados por aeronaves distantes da estação de controle possam ser retransmitidos por outras aeronaves mais próximas. A arquitetura do sistema proposto é baseada na coordenação de multiagentes robóticos embarcados, sendo utilizada a abordagem de coordenação espacial por posicionamento estratégico de agentes cooperativos. Nesta abordagem, serão adotados planos centralizados para execução distribuída, através dos agentes embarcados nas aeronaves, que cumprem papéis de sensoriamento e transmissão de dados. Também, adota-se o monitoramento por prioridades gradientes, através do particionamento da região em células, onde o ponto de maior interesse deverá ser atualizado com maior frequência, sendo esta reduzida gradualmente pela distância radial dos demais pontos. A arquitetura é dividida em três partes: (a) estação de controle em terra, para planejamento e controle dinâmico da missão por intervenção do usuário; (b) frota de quadricópteros com capacidade de navegação por sensores inerciais e GPS; (c) agentes de controle embarcados nas aeronaves, responsáveis pela comunicação entre as aeronaves e a estação de controle, alocação de tarefas e controle do payload da missão. Em síntese, o propósito do sistema é prover a um único piloto o controle de uma frota de micro-VANTs, com supervisão de alto nível centrada na tarefa, aplicado para monitoramento de cobertura de área com diferentes prioridades e controle dinâmico da missão.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Cláudia Marcela Justel - Integrante / Ricardo Choren NOya - Integrante / Paulo César Pellanda - Integrante / Anderson F. Pereira dos Santos - Integrante / Luis Claudio Batista da Silva - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2014 - Atual

    Implantação de um Laboratório para Aperfeiçoamento de Habilidades e Competências com uso da Robótica, Descrição: O objetivo geral do projeto é utilizar o ambiente proporcionado pelas competições de robótica para estimular o pensamento computacional de jovens do ensino médio e contribuir com uma formação de qualidade para futuros profissionais de carreiras tecnológicas. Como objetivo específico destacamos: (a) Preparação de alunos do IFTO/Campus Paraíso do Tocantins para a formação de uma equipe capacitada a montar robôs competitivos para competição da edição 2016 da OBR na modalidade "rescue" (resgate); (b) Desenvolvimento de estudos avançados de robótica, visando implementação de algoritmos de robótica móvel para competições acadêmicas de alto nível como a RoboCup : Modalidades Home e Logistics.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Fábio Silveira Vidal - Coordenador / Alberto Torres Angonese - Integrante.

  • 2012 - 2014

    Coordenador do Projeto de Integração Engenharia-Escola para Competições de Robótica, Descrição: O presente projeto almeja estabelecer uma parceria entre o Laboratório de Robótica e Inteligência Computacional do Instituto Militar de Engenharia - IME e a escola de nível médio técnico da rede FAETEC - Centro Profissionalizante em Tecnologia da Informação - CPTI Petrópolis. A ideia do projeto é aproveitar o conhecimento acumulado de uma das mais tradicionais instituições de ensino na área de engenharia aliado às experiências em competições de robótica para a capacitação de alunos e professores de nível médio do CPTI, auxiliando na formação de equipes de alunos para competirem em olimpíadas científicas e campeonatos de robótica. O IME, possui ampla experiência em campeonatos de robótica, nacionais e internacionais, com destaque para o vice-campeonato na CBR 2011 e a participação no mundial de futebol de robôs (Robocup México), neste ano. A escola de ensino médio/técnico do CPTI participou com duas equipes na etapa regional da OBR 2012. Apesar das plataformas dos robôs não estarem totalmente estabilizadas e da pouca experiência, os alunos competiram de igual para igual com o restante das equipes da região e independentemente do resultado das provas, saíram com a sensação de dever cumprido, propondo alterações e melhorias nos robôs e bolando planos e estratégias para as próximas competições. A principal dificuldade encontrada pelos alunos e consequentemente o principal ponto de melhoria foi a estabilização da parte eletrônica dos robôs. A parceria com o IME promoverá a capacitação dos alunos do ensino médio tornando-os aptos a desenvolverem robôs competitivos para competições robóticas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Alberto Torres Angonese - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2012 - 2013

    Coordenador do projeto Equipe RoboIME - Latin American Robotics Competition 2012 - Categoria Futebol de Robôs Liga Small Size, Descrição: A RoboCup escolheu usar o futebol como um tópico central de pesquisa, objetivando inovações aplicáveis em problemas significativos para ambas sociedade e indústria. A meta final do projeto RoboCup é, em 2050, desenvolver um time de robôs humanóides completamente autônomos capazes de derrotar o time campeão da Copa do Mundo. O objetivo deste projeto é desenvolver a eletrônica embarcada, a mecânica de precisão e o algoritmo de inteligência computacional para um time de robôs autônomos, da categoria Small Size Robot League, a fim de viabilizar a participação de uma equipe de professores e alunos em uma competição latino-americana de robótica. O IME pleitea participar na Modalidade RoboCupSoccer, na categoria Small Size Robot League. Um jogo da categoria Small Size acontece entre dois times com cinco robôs cada. Cada robô deve possuir diâmetro máximo de 180mm e altura máxima de 15cm. Os robôs jogam futebol em um campo de carpete verde de 4.9m de comprimento por 3.4m de largura com uma bola de golfe laranja. Os robôs possuem visão global usando uma única câmara e um PC fora do campo para identificar e rastrear os robôs em sua movimentação durante o jogo. A câmara é fixada em um barramento situado a 4m acima do campo. A informação visual é enviada para o PC para processamento, o qual envia comandos de arbitragem e informação de posicionamento para os robôs. Tipicamente, o PC tambem desempenha o processamento necessário para a coordenação e controle dos robôs. A comunicação é sem fio e utiliza transmissor/receptor de FM disponível comercialmente (http://wiki.robocup.org/wiki/Small_Size_League). O IME pleitea participar na Modalidade RoboCupSoccer, na categoria Small Size Robot League. Um jogo da categoria Small Size acontece entre dois times com cinco robôs cada. Cada robô deve possuir diâmetro máximo de 180mm e altura máxima de 15cm. Os robôs jogam futebol em um campo de carpete verde de 4.9m de comprimento por 3.4m de largura com uma bola de golfe laranja. Os. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (2) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2012 - Atual

    Coordenador no IME do projeto Edital CAPES/Pró-Estratégia " Múltiplos Mini-Veículos Aéreos Não Tripulados em Voos Colaborativos ", Projeto certificado pela empresa XMobots Sistemas Robóticos em 14/10/2014., Descrição: Este projeto consiste na implantação de uma rede de cooperação acadêmica para a pesquisa, desenvolvimento, simulação e prototipagem de um sistema de múltiplos mini-veículos aéreos não tripulados em voos cooperativos para missões de reconhecimento, e vigilância, visando emprego dual, i.e., aptidão para utilização para fins científicos, civis ou militares. A pesquisa em veículos aéreos não tripulados é uma área estratégica para o desenvolvimento de longo prazo do Brasil. A aplicação prática dos VANTs permite minimizar ou eliminar a exposição a riscos para o ser humano em naves tripuladas, causados por exemplo: (a) pela exposição a agentes químicos, biológicos e patogênicos existentes em herbicidas e drogas de emprego fito-técnico na agricultura; (b) pelo perigo iminente nas operações de combate ao narcotráfico (sobrevoo de plantações e áreas sob o controle de organizações criminosas) ou fogo inimigo praticado por forças hostis regulares ou não, no esforço de manutenção do controle de área em cenários diversos; e (c) ainda pela exposição durante o controle de áreas sujeitas a contaminação radioativa. Este projeto tem como objetivos secundários: Acelerar o desenvolvimento de tecnologia e capacitação de recursos humanos na área de robótica, sistemas embarcados e inteligência computacional para mini-veículos autônomos não tripulados para atuar em diversos cenários de operação.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Jauvane Cavalcante de Oliveira - Coordenador / Fábio André Machado Porto - Integrante / Artur Ziviani - Integrante / Ricardo Choren NOya - Integrante / Luiz Marcos Gonçalves - Integrante / Luiz Eduardo Cunha Leite - Integrante / Paulo César Pellanda - Integrante / Gilson Antônio Giraldi - Integrante / Bruno Richard Schulze - Integrante / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Jorge Audrin Morgado - Integrante / Jacy Montenegro Magalhães Neto - Integrante / Aquiles Medeiros Filgueira Burlamaqui - Integrante / Roberto Ferraz de Campos Filho - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3

  • 2011 - 2016

    Coordenador no IME do projeto Chamda Pública MCT-FINEP CT-AERO VANT 01/2009, Descrição: O objetivo do projeto é desenvolver técnicas de navegação autônoma com sistema embarcado. O projeto deve cumprir as etapas físicas de: prototipação de um vant, desenvolvimento do sistema de controle de voo, implementação do sistema de medição e comunicação de dados, desenvolvimento dos sistema de inteligência de voo e uma aplicação de monitoramento ambiental com visão computacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Luiz Marcos Gonçalves - Coordenador / Alejandro Cesar Frery Orgambide - Integrante / Luiz Eduardo Cunha Leite - Integrante / Paulo César Pellanda - Integrante / Adelardo Adelino Dantas de Medeiros - Integrante / Pablo Javier Alsna - Integrante / Eliana da Silva Almeida - Integrante., Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 2

  • 2011 - 2014

    Coordenador do projeto: Exploração Integrada de um Ambiente Interno com Técnica de SLAM, Descrição: SLAM é um processo pelo qual um robô móvel constrói um mapa de um ambiente e, ao mesmo tempo, usa este mapa para deduzir a sua localização. No SLAM, tanto a trajetória do robô quanto a localização dos marcos são estimados sem a necessidade de um conhecimento anterior sobre a localização do robô. O SLAM consiste de múltiplas etapas: extração de marcos, associação de dados, estimativa de estado, atualização de estado e atualização de marcos. De uma forma geral, considere um robô se movendo em um ambiente e coletando observações relativas de um conjunto desconhecido de marcos, usando um sensor. Neste trabalho mostramos que uma tarefa de exploração com dois veículos em um ambiente interno é mais eficiente do que a realizada com apenas um veículo, uma vez que há uma redução no tempo de exploração e a manutenção ou melhoria na pose dos veículos com um igual número de partículas. A partir desses resultados obtidos por simulação, pretendemos também validar a abordagem através da exploração de um ambiente interno com veículos robóticos reais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Adão de Mello Neto - Integrante / Thiago Eustáquio de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

  • 2011 - 2013

    REDE DE VEÍCULOS AUTOGUIADOS PARA O TRANSPORTE DE PEÇAS, Descrição: O presente projeto destina-se a desenvolver uma planta experimental intitulada "Rede de Veículos Autoguiados (AGV) para o Transporte de Peças" para mobiliar o Laboratório de Controle e Automação do IME, ora em instalação. A construção da planta visa alavancar o ensino e a pesquisa em Modelagem, Análise e Controle de Sistemas a Eventos Discretos, em curso no Instituto. O sistema de controle da planta será desenvolvido empregando-se diferentes abordagens disponibilizadas pela Teoria de Controle Supervisório, tratando de aspectos do roteamento dos AGV, o escalonamento para o transporte de peças e a gerência de energia dos veículos. Diferentes abordagens de controle serão desenvolvidas e implementadas em microcontroladores. Será feita a análise do desempenho das diferentes abordagens.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ney Bruno - Integrante / Bruno Eduardo Madeira - Integrante / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Coordenador / Mauro Cesar Rebbelo Cordeiro - Integrante.

  • 2010 - 2013

    Coordenador do projeto: Modernização do laboratório de Robótica e Inteligência Computacional do Instituto Militar de Engenharia, Descrição: O presente projeto, enquadrado na faixa de recursos de R$ 250.000,00, trata da reforma e modernização do Laboratório de Robótica e Inteligência Computacional do Instituto Militar de Engenharia através da manutenção dos equipamentos existentes e compra de novos materiais nacionais e importados. Este projeto trata do desenvolvimento do protótipo de um sistema de navegação para um conjunto de robôs móveis autônomos operando cooperativamente, para a realização de tarefas em ambientes desestruturados ou semi-estruturados. Sendo assim, o presente projeto tem como objetivo principal a integração, em uma rede única, de tecnologias para a área de robótica já desenvolvidas ou em desenvolvimento pelos pesquisadores envolvidos. Em particular, o presente projeto realizará atividades de pesquisa e desenvolvimento e de formação de recursos humanos nos seguintes temas: -Veículos aéreos não-tripulados (VANT); -Veículos terrestres não-tripulados; -Sistemas autônomos e inteligentes de Robótica; -Planejamento dinâmico de trajetórias livres de obstáculos; -Modelagem de sistemas multi-agentes; -Otimização meta-heurística e inteligência computacional; -Competicões nacionais e internacionais de robótica: Liga RoboCup; -Arquitetura de sistemas de eletrônica embarcada; -Integração hardware-software; -Controle robusto. Com a aquisição de novos materiais e a consequente modernização dos laboratórios em questão, espera-se obter um ambiente mais propício à formação de recursos humanos com alto grau de capacitação na área de robótica, ou seja, preencher um requisito básico para a obtenção de resultados de pesquisa relevantes e de produtos com satisfatório nível de aplicabilidade no cenário nacional.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Cláudia Marcela Justel - Integrante / Antonio Carrilho - Integrante / Ronaldo Moreira Salles - Integrante / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Maria Cláudia Reis Cavalcante - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1

  • 2009 - Atual

    Futebol de robôs: uma plataforma cooperativa para sistemas inteligentes de navegação e controle, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (20) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador.

  • 2007 - 2010

    Implantação de Infra-Estrutura para a Pesquisa em Mecatrônica e Sistemas de Armas no IME, Descrição: O presente projeto destina-se à reestruturação do atual Laboratório de Máquinas Elétricas do IME num complexo de laboratórios, salas de aulas, salas para professores e alunos para a pesquisa nas áreas de Mecatrônica e Sistemas de Armas. Também prevê a aquisição de equipamentos para ensino e pesquisa. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Armando Ferreira Morado - Integrante / Paulo César Pellanda - Integrante / Luciano Luporini Menegaldo - Integrante / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Jorge Audrin Morgado - Integrante.

  • 2002 - 2014

    Domótica- a casa inteligente com um sistema de identifição não-invasivo, Descrição: The smart house is an environment where several systems interact autonomously performing tasks that in regular houses are done by their occupants. The smart house proposed is capable of: identifying its occupants, maintaining personalized levels of comfort in the rooms by adapting temperature and luminosity according to the preferences of their occupants, promoting security and energy saving. This project presents a multi-agent architecture to control the house and the identification system. The multi-agent architecture uses a simple agent communication infrastructure that facilitates the implementation of distributed agents in an agents' society. The identification system uses a pervasive footstep sensor and a neural network, which are able to identify the occupants by their gait patterns, even in the presence of variations.. , Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Sandro Santos de Lima - Integrante / Wagner Tanaka Botelho - Integrante / Antonio Carrilho - Integrante / Jucelito Wainer de Souza - Integrante., Financiador(es): Ministério da Defesa/ Secretaria de Ciência e Tecnologia - Bolsa., Número de produções C, T & A: 12 / Número de orientações: 11

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO : VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição 30 anos da FAPERJ no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO : VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição 30 anos da FAPERJ no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO : VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição 30 anos da FAPERJ no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante.Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Manutenção da Capacidade Instalada de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual, Descrição: Uma consequência da globalização e da internacionalização da economia mundial é um substancial aumento da concorrência entre as indústrias. A vulnerabilidade de um produto começa a despontar quando um produto similar fabricado por uma indústria concorrente, desempenha a mesma função e possui preço de mercado menor. Quanto maior a concorrência, maior a necessidade em aperfeiçoar os sistemas de produção e uma solução muito utilizada é a automação industrial. Os robôs industriais são o Sistema Mecatrônico mais utilizado no mundo, possuindo caráter altamente estratégico pois proporcionam: redução do custo de fabricação; aumento da produtividade; eliminação de postos de trabalhos humanos em tarefas insalubres, perigosas e repetitivas; e, relegam ao homem tarefas mais nobres. Em 2015 houve um total de 229.261 unidades de robôs industriais vendidos em todo o mundo em 2014, um aumento de 29% em relação a 2013. Para efeito de comparação, no Brasil, foram instaladas somente 1.266 unidades, 0,55% deste total. Outra pesquisa importante para aumentar a produtividade das indústrias é a Manufatura Integrada por Computador ? CIM (Computer Integrated Manufacturing) onde um computador central disponibiliza a informação correta e atualizada, ao local certo, no momento exato, resultando em uma camada de integração hierárquica, onde circulam: informações objetivando proporcionar maior agilidade e confiabilidade das tomadas de decisão, auferindo capacidade de reação e adaptação a cenários dinâmicos de demanda flutuante, de forma otimizada, coordenada, rápida e flexível. O IME possui treze robôs industriais e um CIM, e os disponibiliza para pesquisadores e alunos de pós-graduação. Assim sendo, este projeto permitirá prover insumos e estabelecer um plano de manutenção preventiva e corretiva destes sistemas, permitindo que operem em plenitude, no período de 18 meses, disponibilizando capacidade de PD&I em Sistemas Mecatrônicos de Caráter Estratégico com Aplicação Dual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Coordenador / Antônio Eduardo Carrilho da Cunha - Integrante / Luis Paulo Gomes Ribeiro - Integrante., Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.

  • 2010 - Atual

    PROJETO MORCEGO?: VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO OPERACIONAL PARA O BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS (BOPE/RJ), Descrição: Proposta de amparo da FAPERJ à construção de 3 Veículos Aéreos Não-Tripulados para o BOPE/RJ, para apoio aéreo às suas operações, poupando a vida de soldados através do fornecimento de inteligência de imagens aéreas em tempo real. O primeiro VANT a ser construído entrará em operação até o final de 2010, participando de operações reais do BOPE, sendo entregues mais 2 unidades até o final do cronograma, permitindo ajustes nos protótipos realizados pelos próprios integrantes do BOPE, caracterizando a utilização de resultados de AVALIAÇÃO OPERACIONAL. Não se trata de um projeto de pesquisa, uma vez que a tecnologia já foi desenvolvida, também com o auxílio da FAPERJ, através do ADT-1 E-26/190.002/2007, testada e aprovada em missões reais (Acampamento do Instituto Militar de Engenharia - IME e Exercício de Tiro da Brigada de Artilharia Anti-Aérea em Jaconé/RJ), devidamente documentadas através de DVD entregue junto com o Relatório Científico do referido Projeto ADT-1, tendo ainda feito parte da exposição ?30 anos da FAPERJ? no MAM/RJ, e na ocasião tendo sido largamente divulgado pela imprensa como solução pronta para utilização junto aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de construir e colocar em operação, imediatamente, aeronaves não-tripuladas que realizarão o sobrevôo de favelas, informando ao comandante da operação em quais becos ou ruelas há um elemento armado, barricada, armadilha ou emboscada, antes de enviar os soldados do BOPE para uma situação de risco de vida. O avião é silencioso, voa com motor elétrico. Pode ser lançado à mão, e recolhido também à mão. Não pode ser visto à noite. Durante o dia, acima de 100m de altitude, não pode mais ser alvo de pontaria. Pode ficar cerca de 1 hora sobrevoando uma região ou um ponto fixo. Não exige grande manutenção e consome apenas a recarga de baterias. O treinamento, mínimo, que apenas se trata de familiarizar o operador com o avião, uma vez que a aeronave é autônoma, será realizado pe. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: Paulo Fernando Ferreira Rosa - Integrante / Ronan Paixão - Integrante / Jacy Montenegro - Coordenador / Luiz Renault Leite Rodrigues - Integrante / Aderson Campos Passos - Integrante., Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

RoboCup - Futebol de Robôs SSL-B - Vice-campeão - Coordenador da equipe, RoboCup Federation.

2019

LARC - Futebol de Robôs SSL - Vice-campeão - Coordenador da equipe, RoboCup Brasil.

2018

RoboCup - Futebol de Robôs SSL-B - Vice- campeão - Coordenador da equipe, RoboCup Federation.

2018

LARC - Futebol de Robôs SSL - Vice-campeão - Coordenador da equipe, RoboCup Brasil.

2018

Desafio Petrobrás/RoboCup de Robótica - Campeão - Coordenador da equipe, Petrobrás/ RoboCup Brasil.

2017

LARC 2017 - Futebol de Robôs SSL - Campeão - Coordenador da equipe, RoboCup Brasil.

2012

LARC 2012 - Futebol de Robôs SSL - Vice-campeão - Coord. da Equipe, RoboCup Brazil.

2011

Prêmio Oscar Niemeyer de Trabalhos Científicos e Tecnológicos, CREA-RJ.

2011

CBR 2011 - Futebol de Robôs SSL - Vice-campeão - Coordenador da Equipe, Sociedade Brasileira de Computação.

2010

Orientador do melhor Projeto de Fim de Curso - XI Semana de Ciência e Tecnologia, IME.

2009

VIII Simpósio sobre Transporte Aéreo - Melhor Artigo, Sociedade Brasileira sobre Pesquisa em Transporte Aéreo.

2007

JASSO Fiscal 2007 Follow-up Research Fellowship, Japan Student Service Organization.

2002

Primeiro colocado em concurso público - professor adjunto, Instituto Militar de Engenharia.

1999

Bolsa de Fixação de Pesquisador, FAPERJ.

1999

Diploma de Amigo do IME, Instituto Militar de Engenharia.

1997

Bolsa de Recém-Doutor, CNPq.

1994

Bolsa de Estudos - doutorado, Ministério da Educação - Japão.

1991

Bolsa de estudos do Ministério de Educação -Japão, Embaixada do Japão.

1981

Olimpíada Brasileira de Matemática - Medalha de Bronze, Instituto de Matemática Pura e Aplicada.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Instituto Militar de Engenharia, Seção de Engenharia de Computação. , PRAÇA GENERAL TIBÚRCIO, 80, PRAIA VERMELHA, 22290270 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil, Telefone: (021) 25467092, Ramal: 4197, Fax: (021) 25467099, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2012 - Atual

    Laboratório Nacional de Computação Científica

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2011 - Atual

    Universidade Federal do Rio Grande do Norte

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2016 - Atual

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado IV, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2014 - 2015

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado III, Carga horária: 40

  • 2012 - 2013

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado II, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2009 - 2011

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2006 - 2008

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto IV, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2004 - 2006

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Funcionário Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto III, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2002 - 2004

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ADJUNTO I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 1999 - 2002

    Instituto Militar de Engenharia

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor palestrante, Carga horária: 20

    Atividades

    • 02/2009

      Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Defesa, .,Linhas de pesquisa

    • 03/2006

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Seção de Engenharia de Computação, .,Cargo ou função, Membro da Comissão do PIBIC/CNPq.

    • 07/2004

      Direção e administração, Seção de Engenharia de Computação, .,Cargo ou função, Coordenador de Programa - Pós-Graduação em Sistemas e Computação.

    • 07/2003

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Seção de Engenharia de Sistemas, .,Cargo ou função, Membro do Conselho de Ensino da Pós-Graduação.

    • 07/2002

      Pesquisa e desenvolvimento , Seção de Engenharia de Computação, .,Linhas de pesquisa

    • 07/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Seção de Engenharia de Sistemas, .,Cargo ou função, Conselho de Professores de Pós-Graduação.

    • 02/2002

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Seção de Engenharia de Sistemas, .,Cargo ou função, Conselho de Ensino da Graduação em Engenharia de Computação.

    • 02/1999

      Ensino, Sistemas e Computação, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, TÓPICOS AVANÇADOS EM AUTOMAÇÃO, SISTEMAS INTELIGENTES DE ROBÓTICA, ARQUITETURA DE COMPUTADORES

    • 02/1999

      Ensino, ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, ROBÓTICA

    • 07/2004 - 11/2007

      Ensino, Sistemas e Computação, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO III, SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO II, SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO I, ESTÁGIO DOCÊNCIA II, ESTÁGIO DOCÊNCIA I, DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

    • 06/2002 - 12/2006

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Secao de Engenharia de Construcao, .,Cargo ou função, Conselho de Ensino da Graduação em Telemática.

    • 02/2002 - 12/2005

      Ensino, ENGENHARIA DE TELEMÁTICA, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, ROBÓTICA, AUTOMAÇÃO E CONTROLE

    • 02/1999 - 12/2005

      Ensino, ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, AUTOMAÇÃO E CONTROLE

  • 1997 - 1998

    Universidade Federal Fluminense

    Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Professor/pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 07/1997 - 12/1998

      Ensino, Computação, Nível: Pós-Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à robótica, Sistemas Inteligentes de Robótica

  • 1998 - 2002

    Universidade Santa Úrsula

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40

    Atividades

    • 08/1998 - 06/2002

      Ensino, Engenharia de computação, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Introdução à Robótica, Servomecanismos e Controle, Controle de Processos, Projeto de Fim de Curso II, Projeto de Fim de Curso I, Engenharia de Software, Requisitos de Software, Linguagens de Programação I

    • 07/2000 - 08/2001

      Direção e administração, Instituto de Tecnologia da Informação e da Comunicação - ITIC, .,Cargo ou função, Coordenador de Curso (Engenharia de Computação).

  • 1998 - 2002

    Universidade Iguaçú

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 10

    Atividades

    • 08/1998 - 06/2002

      Ensino, Sistemas de Computação, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Computação Gráfica, Estatística, Arquitetura de Computadores, Compiladores, Sistemas Operacionais

    • 08/1998 - 06/2002

      Ensino, Engenharia de Computação, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Controle e Servomecanismos, Introduçâo à Robótica, Controle de Processos, Arquitetura Avançada de Computadores, Sistemas Operacionais, Arquitetura de Computadores

  • 2006 - 2008

    Sociedade Brasileira de Computação - Porto Alegre

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Comitê Gestor do Congresso da SBC, Carga horária: 0

    Atividades

    • 01/2006

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Sociedade Brasileira de Computação, .,Cargo ou função, Membro do Comitê Gestor do Congresso da SBC.