Rafael Cossetti

Doutorando e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal do Espírito Santo - Ufes (2019). Possui graduação em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo também pela Ufes (2013). É licenciando em Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa na mesma universidade. Participou do Grupo de Estudos sobre Discurso da Mídia (Gedim/Ufes/CNPq), dedicando-se à orientação sociocognitiva da Análise Crítica do Discurso. No momento, pesquisa a interseção entre os discursos do campo literário na perspectiva enunciativo-discursiva da Análise do Discurso, desenvolvida por Dominique Maingueneau.

Informações coletadas do Lattes em 20/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Lingüística

2019 - Atual

Universidade Federal do Espírito Santo
Orientador: Jarbas Vargas Nascimento
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Lingüística

2017 - 2019

Universidade Federal do Espírito Santo
Título: Diferença e coletividade: a produção discursivo-literária de sujeitos transgêneros,Ano de Obtenção: 2019
Jarbas Vargas Nascimento.Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo, FAPES/ES, Brasil. Palavras-chave: Análise do Discurso; Discurso literário; Paratopia; Identidade de gênero.Grande área: Lingüística, Letras e Artes

Graduação em andamento em Letras - Português

2014 - Atual

Universidade Federal do Espírito Santo

Graduação em Comunicação Social - Jornalismo

2007 - 2013

Universidade Federal do Espírito Santo
Título: Sartre e Chaplin: uma possível aproximação
Orientador: Cleber José Carminati

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Produção Acadêmica e Currículo Lattes. (Carga horária: 2h). , Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.

2017 - 2017

Capacitação de Coordenadores, Aplicadores e Avaliadores do Celpe-Bras. (Carga horária: 13h). , Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEP/MEC, Brasil.

2017 - 2017

Grupo de Estudos sobre Discurso Midiático (GEDIM). (Carga horária: 100h). , Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.

2016 - 2016

Introdução à Libras. (Carga horária: 60h). , Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Francês

Compreende Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Alemão

Compreende Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Teoria e Análise Lingüística.

    Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

COSSETTI, R. . XIII Colóquio em Estudos Linguísticos (PPGEL). 2017. (Outro).

COSSETTI, R. . I Colóquio Brasil-China de Comunicação. 2010. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Aula inaugural do Programa de Pós-Graduação em Linguística. 2017. (Outra).

Debate-Papo (PPGL) - Pensar a poesia brasileira hoje: perspectivas, potencialidades, contradições. 2017. (Outra).

III Congresso Interdisciplinar de Cortesia. 2017. (Congresso).

II Seminário Direito à Diversidade Sexual. 2017. (Seminário).

II Simpósio de Linguística Textual. 2017. (Simpósio).

IV Congresso Nacional de Estudos Linguísticos. A representação social das travestis no discurso midiático capixaba. 2017. (Congresso).

Palestra "Argumentação, manipulação pela palavra e comportamento humano". 2017. (Outra).

VII Seminário Internacional de Linguística. 2017. (Seminário).

XIII Colóquio em Estudos Linguísticos (PPGEL).A paratopia de identidade nos discursos literários de sujeitos transgêneros. 2017. (Outra).

XXVII Jornada de Iniciação Científica da Ufes.A representação social da transexualidade no Espírito Santo: análise de notícias. 2017. (Outra).

III Simpósio Nacional sobre Linguagem Humorística. 2016. (Simpósio).

Aula "As relações entre morfologia e sintaxe, morfologia e léxico". 2015. (Outra).

V Fórum de Comunicação. 2007. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Micheline Mattedi Tomazi

NASCIMENTO, J. V.; CARREIRA, R. A.;TOMAZI, Micheline. Diferença e coletividade: a produção discursivo-literária de sujeitos transgêneros. 2019. Dissertação (Mestrado em Lingüística) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Micheline Mattedi Tomazi

NASCIMENTO, J. V.;TOMAZI, Micheline Mattedi; CARREIRA, R. A.. A paratopia de identidade nos discursos literários de sujeitos transgêneros. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Lingüística) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Erly Milton Vieira Junior

Carminatti, C J; Souza, T.;VIEIRA Jr, Erly M.. Sartre e Chaplin: Uma possível aproximação. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Thana Mara de Souza

CARMINATI, C. J.; VIEIRA JUNIOR, E. M.;SOUZA, T.. Sartre e Chaplin: uma possível aproximação. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Cleber José Carminati

Sartre e Chaplin: uma possível aproximação; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal do Espírito Santo; Orientador: Cleber José Carminati;

Jarbas Vargas Nascimento

A paratopia de identidade nos discursos literários de sujeitos transgêneros; Início: 2017; Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) - Univesidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo; (Orientador);

Jarbas Vargas Nascimento

Interdiscurso e ethos no discurso literário de sujeitos transgêneros; 2017; Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) - Univesidade Federal do Espírito Santo,; Orientador: Jarbas Vargas Nascimento;

Micheline Mattedi Tomazi

A representação social da transexualidade no Espírito Santo: Análise de notícias; 2017; Iniciação Científica; (Graduando em Letras - Português) - Universidade Federal do Espírito Santo; Orientador: Micheline Mattedi Tomazi;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • COSSETTI, Rafael . O humanismo d?o vagabundo: a filosofia sartreana e o cinema chapliniano. REVISTA MOSAICUM (IMPRESSO) , v. 29, p. 47-62, 2019.

  • COSSETTI, Rafael . A representação social da transexualidade no Espírito Santo: análise de notícias. In: Jornada de Iniciação Científica da UFES 2016/2017, 2017, Vitória. Anais da Jornada de Iniciação Científica da UFES. Vitória: PRPPG, 2017. v. 8.

  • COSSETTI, R. . Diferença e coletividade: os discursos literários de sujeitos transgêneros. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • COSSETTI, R. . A paratopia em discursos literários contemporâneos sobre transgeneridades. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • COSSETTI, R. . A paratopia do corpo abjeto: uma leitura do discurso literário de Bianca Lafroy. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • COSSETTI, R. ; TOMAZI, M. M. . A representação social das travestis no discurso midiático capixaba. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • COSSETTI, R. . A paratopia de identidade nos discursos literários de sujeitos transgêneros. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • COSSETTI, R. . A representação social da transexualidade no Espírito Santo: análise de notícias. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • COSSETTI, R. . A aprendizagem de línguas estrangeiras em Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs): o obstáculo da falta de atratividade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

  • COSSETTI, R. . Uma mensagem do Fundador e Editor chefe da Global Media Journal, 2010. (Tradução/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2019

    Diferença e coletividade: a produção discursivo-literária de sujeitos transgêneros, Descrição: Examina a produção discursivo-literária produzida por sujeitos transgêneros e a constituição de sua paratopia. Adotamos o aporte teórico-metodológico da Análise do Discurso de linha francesa na perspectiva enunciativo-discursiva desenvolvida por Dominique Maingueneau. A fim de darmos conta do caráter interdisciplinar da pesquisa, buscamos diálogos com Michel Foucault e Judith Butler, que tratam da sexualidade e do conceito de gênero social sob uma perspectiva de crítica à cisgeneridade compulsória. O gênero passa a ser compreendido como um conjunto de atos performativos, ou seja, norma que se materializa discursivamente. A pesquisa é de cunho analítico-descritivo e emprega como corpus discursos literários que compõem a coletânea Nós, trans: escrevivências de resistência do Grupo Transcritas Coletivas. Nessa perspectiva, analisamos, a princípio, sua rede interdiscursiva e, a partir dela, concentramo-nos nas três dimensões sobre as quais incide a paratopia: a cenografia, o ethos discursivo e o código linguageiro. O caráter interdisciplinar da AD viabiliza a pesquisa sobre a criação, por meio do discurso literário, de identidades em uma conjuntura do século XXI. Os resultados da análise confirmaram que a produção discursivo-literária dos sujeitos trans constitui-se de forma paratópica nos níveis da cenografia, do ethos discursivo e do código linguageiro. Esses discursos literários buscam criar um lugar para esses sujeitos e fazem-no em resistência à matriz cisgênera.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rafael Cossetti - Integrante / Jarbas Vargas Nascimento - Coordenador.

  • 2016 - 2017

    A representação social da transexualidade no Espírito Santo: análise de notícias, Descrição: Propõe-se a descrever de que forma o discurso jornalístico produzido no Espírito Santo contribue para a construção da representação social da transexualidade. Para tanto, adota-se como referencial teórico os conceitos desenvolvidos e trabalhados pelos Estudos Críticos do Discurso (ECD) de Teun A. van Dijk, em diálogo com os trabalhos de Foucault, Louro e Butler. Esta pesquisa almeja, além de descrever as estratégias discursivas empregadas, discutir como a representação social desses atores sociais nas notícias dos jornais capixabas contribui para a sua visibilidade e resistência. Os resultados indicam que se cria uma polarização que incide negativamente sobre as pessoas trans, posto que, quando ocupam papéis centrais nesses discursos, recorre-se a estereótipos que guardam forte teor de fait divers, e, quando são vítimas de discriminação e de violência transfóbica, empregam-se recursos para minimizar a responsabilidade dos atores sociais transfóbicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Rafael Cossetti - Integrante / Micheline Mattedi Tomazi - Coordenador.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2017 - 2019

    Universidade Federal do Espírito Santo

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador bolsista, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Projeto de dissertação "Diferença e coletividade: a produção discursivo-literária de sujeitos transgêneros". Orientador: prof. Dr. Jarbas Vargas Nascimento. O projeto foi financiado, em um primeiro momento, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) - Código de Financiamento 001 - e, em um segundo, pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES) - Edital FAPES/CAPES n. 07/2017, n. FAPES 62/2018.

  • 2016 - 2017

    Universidade Federal do Espírito Santo

    Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Pesquisador voluntário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Pesquisador voluntário, como membro do Grupo de Estudos sobre o Discurso Midiático (Gedim/Ufes), subprojeto "A representação social da transexualidade no Espírito Santo: Análise de notícias", coordenado pela profa. Dra. Micheline Mattedi Tomazi.

  • 2011 - 2012

    Agencia Nacional de desenvolvimento Econômico Social e Defesa Ambiental

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30

  • 2009 - 2010

    Prefeitura Municipal de Vitória

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    Estagiário de assessoria em comunicação: elaboração e edição de textos; atualização do Portal Vitória Online; e manutenção de ferramentas de comunicação interna.