Vinicius Correia de Araujo

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Campina Grande (2004).Atualmente é engenheiro civil Trabalhando na elaboração de Projetos e consultorias na área de edificações.Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Hidrologia e Edificações.

Informações coletadas do Lattes em 01/11/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Engenharia Civil

1999 - 2004

Universidade Federal de Campina Grande

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Hidráulica/Especialidade: Hidrologia.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XI Encontro de Iniciação Científica da UFPB. O Poço Bico de Pato: Uma Tecnologia Eficiente para Captação de Água. 2003. (Congresso).

X Encontro de Iniciação Científica da UFPB. Transferência de previsões climáticas de modelos de circulação global atmosférica para a escala da bacia hidrográfica. 2002. (Congresso).

VI Encontro de Engenharia e Arquitetura. 2000. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos de Oliveira Galvão

Transferência de previsões climáticas de modelos de circulação global atmosférica para a escala da bacia hidrográfica; 2002; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Civil (Campina Grande)) - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carlos de Oliveira Galvão;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2002 - 2002

    Transferência de previsões climáticas de modelos de circulação global atmosférica para a escala da bacia hidrográfica, Descrição: Hoje em dia um dos maiores problemas que a humanidade vem enfrentando é a falta de água, um dos meios de amenizar esse problema é a utilização de previsões climáticas, para que se possa planejar melhor o uso da água. O objetivo é identificar um método empírico que possa transforma as informações de previsões climáticas de grande escala produzida por modelos de circulação global MCGs para escala local ou de bacia hidrográfica. O presente trabalho utiliza o método de redes neurais artificiais (RNA) para fazer a transferência de escala das previsões climáticas. O Matlab é a ferramenta utilizada para a implementação da RNA. Esse trabalho ajudará na construção de cenários hidrográficos. Contudo, foi feita ainda uma modelagem com os dados de precipitação dos três postos de Campina Grande PB, com o intuito de se obter uma análise estatística, como o desvio padrão dos postos, e a média entre cada posto. Criou se, algumas macros para agilizar o processo de modelagem, que podem ser empregadas para o trabalho com os dados de precipitação de outro lugar, pertencentes à área de estudo. O Excel é a ferramenta utilizada para arquivar os dados de precipitação, com a finalidade de facilitar a análise das informações trabalhadas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Vinicius Correia de Araujo - Integrante / Carlos de Oliveira Galvão - Coordenador., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa., Número de produções C, T & A: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2003 - 2003

    O Poço Bico de Pato: Uma Tecnologia Eficiente para Captação de Água, Descrição: Nas regiões semi-áridas de todo o mundo, como o Nordeste do Brasil, a construção de poços para a exploração de águas subterrâneas é uma alternativa viável, tanto do ponto de vista técnico como econômico, já que é de fácil execução e custo acessível. O poço bico de pato é um melhoramento do tradicional poço amazonas para exploração de água subterrânea em aqüíferos aluviais. As principais diferenças são que, no poço bico de pato: as paredes não contêm argamassa unindo os tijolos; os tijolos têm formato trapezoidal, como um bico de pato, com ranhuras; pilares e cintas de concreto garantem a sua estabilidade estrutural. A ausência de argamassa e as ranhuras nos tijolos aumentam o rendimento hidráulico do poço, pois a percolação da água se dá também pelas paredes laterais, ao contrário do poço tradicional, onde a entrada de água se faz apenas pelo fundo. A eficiência hidráulica do poço depende também das características litológicas e hidráulicas do aqüífero. A função do poço é produzir vazão e não armazenar água. Por isso se forem usados diâmetros grandes, como é feito em poços comuns, haverá apenas aumento dos custos e do volume acumulado, pois o aumento de vazão não é significativo.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Vinicius Correia de Araujo - Integrante / Carlos de Oliveira Galvão - Integrante / Janiro Costa Rêgo - Coordenador / Ivonaldo de Sousa Lacerda - Integrante / José Frankneto S. Cordeiro - Integrante., Número de produções C, T & A: 1

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Terraplenagem Potiguar, Empresa. , Algustinho Vilar, Penedo, 59300-000 - Caico, RN - Brasil, Telefone: (84) 34172356, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2003 - 2004

    Tecnologia Hidráulica e Elétrica

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

    Atividades

    • 09/2003 - 06/2004

      Estágios , Tecnologia Hidráulica e Elétrica, .,Estágio realizado, Gerenciamento de Projetos de Edificaçaões.

  • 2002 - 2002

    Universidade Federal da Paraíba

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.