Processo de polimerização em emulsão

  • Número do pedido da patente:
  • PI 0904192-3 A2
  • Data do depósito:
  • 05/10/2009
  • Data da publicação:
  • 24/03/1992
Inventores:
  • Classificação:
  • C08F 2/22
    Processos de polimeriza??o; / Polimeriza??o em meios n?o solventes; / Em meio aquoso; / Polimeriza??o em emuls?o;
    ;
    C08F 14/06
    Homopol?meros ou copol?meros de compostos contendo um ou mais radicais alif?ticos insaturados tendo cada qual apenas uma liga??o dupla carbono-carbono, e sendo pelo menos um terminado por um anel halog?nio; / Mon?meros contendo cloro; / Mon?meros contendo dois ?tomos de carbono; / Cloreto de vinila;
    ;
    C08F 2/56
    Processos de polimeriza??o; / Polimeriza??o iniciada por energia de ondas ou por irradia??o de part?culas; / por vibra??es ultrass?nicas;
    ;

PROCESSO DE POLIMERIZAÇÃO EM EMULSÃO. É descrito um processo de polimerização em emulsão aquecida por micro-ondas para a produção de látex onde o emulsificante da reação de polimerização é um líquido iônico (LI). No processo da invenção, uma solução contendo água, líquido iônico e iniciador é previamente preparada e após a inertização adiciona-se o monômero e agita-se formando uma emulsão com a qual são preenchidos os frascos a serem submetidos ao aquecimento por micro-ondas em reator apropriado. Monômeros como acetato de vinila, acrilato de butila, metacrilato de metila, estireno ou suas misturas em qualquer proporção são usados em proporção entre 5 e 50% em massa do meio reacional. Um iniciador catiônico é o 2,2'-azobis(2-metilpropionamidina) diidrocloreto (V50), utilizado em proporção desde 0,01% até 1% em massa da solução destinada à reação de polimerização. Um líquido iônico é o cloreto de 1-n-dodecil-3-metilimidazólio [C~ 12~MIm]CI utilizado entre 0,01 e 3% em massa da solução total.