Flávia Alves Pereira

Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Viçosa (2007), mestrado (2009) e doutorado (2013) em Ciências Florestais, área de concentração Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais, nesta mesma instituição. É professora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Câmpus Dois Vizinhos (UTFPR-DV). Tem experiência na área de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, atuando principalmente nas seguintes áreas: Energia da Biomassa, Painéis de madeira e Adesivos.

Informações coletadas do Lattes em 22/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciência Florestal

2010 - 2013

Universidade Federal de Viçosa
Título: PROPRIEDADES DE PAINÉIS TIPO OSB, FABRICADOS COM FLOCOS DE Eucalyptus grandis TRATADOS TERMICAMENTE
Benedito Rocha Vital. Coorientador: Angélica de Cássia Oliveira Carneiro. Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Mestrado em Ciência Florestal

2007 - 2009

Universidade Federal de Viçosa
Título: EFEITO DA GRANULOMETRIA E DE AGLUTINANTES NAS PROPRIEDADES DE BRIQUETES DE FINOS DE CARVÃO VEGETAL,Ano de Obtenção: 2009
Benedito Rocha Vital.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Grande área: Ciências Agrárias

Graduação em Engenharia Florestal

2002 - 2007

Universidade Federal de Viçosa
Título: Estudo das propriedades de briquetes utilizando como aglutinante o adesivo de silicato de sódio
Orientador: Ricardo Marius Della Lúcia

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 - 2017

Formação pedagógica continuada: a inclusão de pessoas com deficiência no En. (Carga horária: 3h). , Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Brasil.

2017 - 2017

Formação pedagógica continuada: Curso de Moodle básico. (Carga horária: 4h). , Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Brasil.

2017 - 2017

Libras: Noções básicas de comunicação. (Carga horária: 4h). , Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Brasil.

2016 - 2016

Formação pedagógica continuada. (Carga horária: 32h). , Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Brasil.

2011 - 2011

Extensão universitária em Capacitação de R para Projetos de P,D&I. (Carga horária: 8h). , Fundação Arthur Bernardes, FUNARBE, Brasil.

2007 - 2007

Curso de Elaboração de Laudos/Pareceres Judiciais. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

2007 - 2007

?Certificação de Madeira?/ I Workshop de Tecnologi. (Carga horária: 4h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

2006 - 2006

Curso de Projetos Florestais e a Geração de Crédit. (Carga horária: 7h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

2006 - 2006

Curso de Perícia Judicial. (Carga horária: 3h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

2005 - 2005

Curso de Demonstração-Treinamento de Simuladores d. (Carga horária: 8h). , Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Energia de Biomassa Florestal.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais/Especialidade: Tratamento da Madeira.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais/Especialidade: Tecnologia de Chapas.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais/Especialidade: Propriedades Fisico-Mecânicas da Madeira.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais/Especialidade: Resinas de Madeiras.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

PEREIRA, F. A. . Ação de extensão "Redescobrindo as árvores". 2019. (Outro).

Weber, V. P. ; FARIA, A. B. C. ; ABREU, D. C. A. ; VUADEN, E. ; PEREIRA, F. A. ; SOUZA, M. A. M. ; GORENSTEIN, M. R. . "Engenharia Florestal UTFPR 10 anos". 2018. (Outro).

PEREIRA, F. A. . Madeira Legal. 2017. (Outro).

PEREIRA, F. A. . Madeira Legal. 2016. (Outro).

PEREIRA, F. A. . V Semana Acadêmica de Engenharia Florestal. 2015. (Outro).

PEREIRA, F. A. . Visita Técnica SUDATI e MARINI. 2015. (Outro).

PEREIRA, F. A. . XVIII SICITE - Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR. 2013. (Outro).

PEREIRA, F. A. . I Ciclo de capacitação em Tecnologia da Madeira para os Alunos da UFRB. 2009. (Outro).

PEREIRA, F. A. . II Semana de capacitação em tecnologia da madeira dos alunos de Engenharia Florestal UFVJM. 2007. (Outro).

PEREIRA, F. A. . I Workshop de Tecnologia da Madeira e I Mostra de Tecnologia da Madeira. 2007. (Outro).

PEREIRA, F. A. . II Semana de capacitação em tecnologia da madeira dos alunos de Engenharia Florestal UFVJM. 2007. (Outro).

PEREIRA, F. A. . I Ciclo de capacitação em Tecnologia da Madeira para os Alunos da UFRB. 2009. (Outro).

PEREIRA, F. A. . XVIII SICITE - Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da UTFPR. 2013. (Outro).

PEREIRA, F. A. . Visita Técnica SUDATI e MARINI. 2015. (Outro).

PEREIRA, F. A. . Madeira Legal. 2017. (Outro).

PEREIRA, F. A. . Madeira Legal. 2016. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Florestas Online 2017. 2017. (Congresso).

III CBTEM- Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira. 2017. (Congresso).

Mini curso sobre Manejo de Erva Mate - VII Semana Acadêmica de Engenharia Florestal danUTFPR - DV. 2017. (Outra).

D-Forest - Congresso Digital Florestal. 2016. (Congresso).

Florestas On-line - O primeiro Congresso Florestal Online no Brasil. 2016. (Congresso).

II Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira. Revisora dos artigos submetidos. 2015. (Congresso).

II Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira/ II Encontro Ibero Americano de Construções sociais de madeira. Propriedades físicas da madeira de Araucaria angustifolia tratada termicamente. 2015. (Congresso).

Aniversário de 10 anos do PTBI. 2013. (Encontro).

I Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira e III Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do Rio de Janeiro. Transferencia de calor em painéis OSB produzidos com flocos de Eucalyptus grandes tratados termicamete. 2013. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira e III Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do Rio de Janeiro. Caracterização mecânica de painés tipo OSB, fabricados com flocos tratados termicamente. 2013. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira e III Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do Rio de Janeiro. 2013. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira e III Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do Rio de Janeiro. Caracterização física de painés tipo OSB, fabricados com flocos tratados termicamente. 2013. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira e III Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do Rio de Janeiro. Influência do tratamento térmico na umidade de equilíbrio higroscópico dos flocos de Eucalyptus grandis. 2013. (Congresso).

Práticas de Gesão de Pessoas como Estratégia Competitiva. 2013. (Outra).

VII SIMPÓSIO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS.CARACTERIZAÇÃO ANATÔMICA QUANTITATIVA DAS MADEIRAS DE EUCALIPTO (EUCALYPTUS UROPYLLA), PARICÁ (SCHIZOLOBIUM AMAZONICUM) E CAULE DE VASSOURA (SIDA SPP.) PARA A PRODUÇÃO DE PAINÉIS AGLOMERADOS. 2012. (Simpósio).

VII SIMPÓSIO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FLORESTAIS.PODER CALORÍFICO DE BRIQUETES DE CARVÃO VEGETAL. 2012. (Simpósio).

6º Congresso Internacional de Bioenergia. 2011. (Congresso).

II Fórum Nacional sobre Carvão Vegetal. 2010. (Outra).

Simpósio de Integração Acadêmica da UFV/SIA. 2010. (Simpósio).

VI Simpósio de pós Graduação em Ciência Florestal; II Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do RJ. 2010. (Simpósio).

XII EBRAMEM - Encontro Brasileiro em Madeiras e Estruturas de Madeiras. 2010. (Encontro).

I CICLO DE CAPACITAÇÃO EM TECNOLOGIA DA MADEIRA PARA OS ALUNOS DA UFRB.Fabricação de briquetes. 2009. (Outra).

3° Congresso Internacional de Bioenergia e BIOtech Fair. 2008. (Congresso).

Fórum Nacional de Carvão Vegetal. 2008. (Outra).

V Simpósio de Meio Ambiente. 2008. (Simpósio).

International Workshop Biowork IX about Forest Biotechnology. 2007. (Outra).

IV Simpósio de Meio Ambiente. 2007. (Simpósio).

I Workshop de Tecnologia da Madeira e I Mostra daTecnologia da Madeira. 2007. (Outra).

III Encontro em Genética e Melhoramento da UFV: 30 anos de inovação e história. 2006. (Encontro).

Simpósio Sócio-Ambiental de Floretas Plantadas. 2006. (Simpósio).

V Encontro Regional de Agroecologia- Agroecologia: as abordagens necessárias para a transformação da Universidade. 2006. (Encontro).

I Encontro sobre Besouros Desfolhadores de Essências Florestais. 2005. (Encontro).

I Simpósio Bioma Mata Atlântica: Recuperação, Conservação e Desenvolvimento. 2005. (Simpósio).

Workshop sobre controle alternativo de pragas e doenças. 2005. (Outra).

XVII Seminário Internacional de Política Econômica: Estrutura de Mercados e Novas Questões no Agronegócio. 2005. (Seminário).

34º Congresso Brasileiro de Estudantes de Engenharia Florestal - ?Descrição dos Biomas da Educação a sociedade no cerne da questão?. 2004. (Congresso).

IV Seminário de Gestão Integrada e Certificação Florestal: ?O Mercado de CO2 e Outras Oportunidades de Financiamentos Florestais?. 2004. (Seminário).

33º Congresso Brasileiro de Estudantes de Engenharia Florestal: ?Engenharia Florestal: De onde viemos? Para onde vamos??. 2003. (Congresso).

8º Ciclo de Palestras sobre Plantas Medicinais e Aromáticas. 2003. (Outra).

VII Ciclo de palestras sobre plantas medicinais e aromáticas. 2003. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Ezaquel Bednarczuk

Hilling, E.; PRATA, J. G.; DIAS, A. N.;PEREIRA, F. A.. Produção de lâminas e Painel compensado Multilaminado com madeira de Hovenia dulcis Thunberg (uva-do-japão). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

Aluno: Graciane Biolchi

Thomas, C.; SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.. "Caracterização Física Da Madeira De Parapiptadenia Rigida (Benth.) Brenan De Um Remanescente Florestal". 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Sandiane Carla Krefta

SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.; BRUN, E. J.. "Avaliação Da Perda De Massa De Madeiras De Pinus Taeda Submetidas A Campo De Apodrecimento Em Ambiente De Floresta E A Céu Aberto". 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Edriano Alexandre Barbosa de Souza

Weber, V. P.; Thomas, C.;PEREIRA, F. A.. Uso da programação linear como suporte de decisão para regimes de manejo de teca (Tectona grandis L.F.). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Sérgio Luiz Corrêa Neto

PEREIRA, F. A.; SOUZA, M. A. M.; FRANCA, R. F.. Procedimentos para enquadramento em classe estrutural de resistência da madeira de Pinus sp.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Deivid Gustavo Hellstron

ALCIDES, F. R.; Galvan, J.;PEREIRA, F. A.. Utilização De Pallets De Madeira Em Laboratórios: Uma Proposta De Designer Sustentável. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Rodrigo Huffner Arruda

Souza, R. P.; Carvalho, D. E.;PEREIRA, F. A.. Avaliação Da Qualidade Do Carvão De Quatro Espécies Florestais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: RENATO RODRIGO MENON DE LIMA

Bosquilia, R. W. D.; Carvalho, D. E.;PEREIRA, F. A.. Comparação De Métodos De Colagem Para Madeira De Pinus sp.",. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Nathanael Dagostin

SOUZA, M. A. M.; BORGES, C. C.;PEREIRA, F. A.. Propriedades físicas e mecânicas do material composto de colmos de bambu Phyllostschys aurea revestido com embalagens reutilizadas de garrafa pet. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Mayco Jhomm Caldato

PEREIRA, F. A.; BORGES, C. C.; SOUZA, M. A. M.. Avaliação de perda de energia em função do teor de umidade em cavacos em Pinus sp.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Felipe Ribeiro Speltz

PEREIRA, F. A.; SOUZA, M. A. M.; BORGES, C. C.. Avaliação do potencial de uso de Eucalyptus saligna Smith e Eucalyptus dunii Maiden para produção de dormentes. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Anderson Luiz de Lima

VUADEN, E.;PEREIRA, F. A.; MARAFIGA, J. A. S.. Acompanhamento das atividades de todas cadeia produtiva da empresa Araupel S/A. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Anderson Domingues Corezolla

SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.; BICHEL, A.. Avaliação dos processos tecnológicos de uma serraria de pequeno porte no Oeste de SC. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Julyandro Alexandre Parteca

PEREIRA, F. A.; ALCIDES, R. F.; SOUZA, M. A. M.. INFLUENCIA DA SECAGEM DOS CAVACOS DE Pinus taeda NO PODER CALORÍFICO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: CAROLINA BONATTO ARALDI

PEREIRA, F. A.; ALCIDES, R. F.; BORGES, C. C.. EFEITO DO TRATAMENTO TÉRMICO NA RESISTÊNCIA AOS AGENTES DETERIORADORES EM MADEIRA DE Araucaria angustifolia. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Emanuel Francis Marques

PEREIRA, F. A.. APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS DE SERRARIA E MOVELARIA DA MICRORREGIÃO DE DOIS VIZINHOS PARA A FABRICAÇÃO DE POM's. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Renan Zunta Raia

SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.; BORGES, C. C.. Utilização de diferentes tipos de biofilmes na interferência da higroscopicidade da madeira de Eucalyptus sp. e Pinus sp.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Maiele Brum Polasso

BORGES, C. C.; SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.. Avaliação da influência do tempo de tratamento na preservação de mourões de Hovenia dulcis Thunb. pelo método de substituição de seiva. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Jocemir Luiz Tedesco

SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.; ALCIDES, R. F.. Análise do rendimento e eficiência na produção de dormentes de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden em serraria de pequeno porte. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Jonai Girardi Antunes

PEREIRA, FLÁVIA ALVES; FABRO, J.; PAULUS, D.. Influência do Manejo de POda no crescimento, produção e teor de óleo essencial de menta em sistema agroflorestal. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Aluno: Kathielen Pilonetto

PEREIRA, F. A.. Avaliação Econômica para Aquisição de Mourões de Eucalyptus sp.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

PEREIRA, F. A.; MIRANDA, G. M.; TAMBARUSSI, E. V.. Banca examinadora para professores colaboradores- Tecnologia de produtos florestais. 2017. Universidade Estadual do Centro-Oeste.

ALCIDES, R. F.; SOUZA, M. A. M.;PEREIRA, F. A.. PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR SUBSTITUTO DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL Nº 004/2015-PS-DV ? ABERTURA. 2015. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

PONZONI, A. L. L.;PEREIRA, FLÁVIA ALVES; POSSENTI, M. A.. Processo seletivo para Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. 2013. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

PEREIRA, FLÁVIA ALVES; MENDES, A. S.; MAEDA, E. M.; FERRARI, F.; ALCIDES, F. R.; NAVA, G. A.; SILVA, G. S.; TAKAHASHI, S. E.. Comissão para Avaliação de Propostas de Trabalho de Conclusão de Curso II. 2016. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

SOUZA, M. A. M.; BICHEL, A.;PEREIRA, FLÁVIA ALVES. Avaliação dos processos tecnológicos de uma serraria de pequeno porte no oeste de SC. 2015. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

MARAFIGA, J. A. S.; VUADEN, E.;PEREIRA, FLÁVIA ALVES. Acompanhamento das atividades de toda cadeia produtiva da empresa Araupel S/A. 2015. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

PEREIRA, FLÁVIA ALVES; VUADEN, E.; MIRANDA, F. D. A.. Estágio realizado na industria de compensados Guararapes LTDA. 2015. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

PEREIRA, F. A.. Avaliação dos Projetos de Extensão e Inovaçãção - Edital PROREC 01,02 e 03/2013. 2013.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Solange de Oliveira Araújo

CARNEIRO, A. C. O.; CARVALHO, A. M. M. L.;Vital, B. V.; SANTOS, R.C.;ARAUJO, S. O.. Propriedades de chapa tipo OSB produzidas com flocos de E. Grandis termorretificados. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Daniel Camara Barcellos

VITAL, B. R.; LUCIA, R. M. D.; CARNEIRO, A. C. O.;BARCELLOS, Daniel Camara; CARVALHO, A. M. M. L.. Efeito da Granulometria e de aglutinantes nas propriedades de briquetes de finos de carvão vegetal. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Daniel Camara Barcellos

VITAL, B. R.; VIDAURRE, G. B.; CARNEIRO, A. C. O.; CARVALHO, A. M. M. L.;BARCELLOS, Daniel Camara. Propriedade de PainéisTipo OSB, Fabricados com Flocos de Eucaliptus grandis Tratados Termicamente. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

ANA MÁRCIA MACÊDO LADEIRA CARVALHO

VITAL, B. R.; LUCIA, R. M. D.;CARNEIRO, A. C. O.; BARCELOS, D. C.;CARVALHO, Ana Márcia Macedo Ladeira. Efeito da granulometria e aglutinantes nas propriedades de briquetes de finos de carvão vegetal.. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

ANA MÁRCIA MACÊDO LADEIRA CARVALHO

VITAL, B. R.CARNEIRO, A. C. O.CARVALHO, Ana Márcia Macedo LadeiraSANTOS, R. C.; ARAÚJO, S. O.. Propriedades de chapas tipo OSB, fabricados com flocos termorretificados.. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Benedito Rocha Vital

VITAL, B. R.LUCIA, R. M. D.CARNEIRO, A. DE C. O.; BARCELOS, D. C.;CARVALHO, A. M. M. L.. Efeito de granulometria e de aglutinantes nas propriedades de briquetes de finos de carvão vegetal.. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciencia Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Benedito Rocha Vital

VITAL, B. R.CARNEIRO, A. DE C. O.CARVALHO, A. M. M. L.SANTOS, R. C.ARAUJO, S. O.. Banca de Exame de Qualificação - Flavia Alves Pereira. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

GRAZIELA BAPTISTA VIDAURRE

VITAL, Benedito RochaVIDAURRE, Graziela BaptistaCARNEIRO, Angélica de Cássia Oliveira; CARVALHO, Ana Márcia Macêdo Ladeira; BACELLOS, D. C.. PROPRIEDADES DE PAINÉIS TIPO OSB, FABRICADOS COM FLOCOS DE Eucalyptus grandis TRATADOS TERMICAMENTE. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Rosimeire Cavalcante dos Santos

PEREIRA, F. A.;Rosimeire C. dos Santos. PROPRIEDADES DE PAINÉIS TIPO OSB, FABRICADOS COM FLOCOS TERMORRETIFICADOS DE Eucalyptus grandis. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Angélica de Cássia Oliveria Carneiro

Martins, Marcio Aredes; CABRAL, C. P. T.;VITAL, Benedito Rocha; CARVALHO, A. M. M. L.; BARCELOS, D. C.; VIDAURRE, G. B.;Carneiro, Angêlica de Cássia Oliveira. Propriedades de Painéis tipo OSB, Fabricados com Flocos de Eucalyptus grandis Tratados Termicamente. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Angélica de Cássia Oliveria Carneiro

VITAL, Benedito RochaCarneiro, Angélica de Cássia Oliveira; CARVALHO, A. M. M. L.; BARCELOS, D. C.;LUCIA, R. M. D.. Efeito da granulometria e de aglutinante nas propriedades de briquetes de finos de carvao vegetal. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Luana Campos Nunes

ELABORAÇÃO DE CARTILHA SOBRE PRODUÇÃO DE CARVÃO VEGETAL NO ESTADO DO PARÁ; Início: 2015; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; (Orientador);

Luana Campos Nunes

"Elaboração De Material Didático Sobre O Impacto Da Produção De Carvão Vegetal No Município De Tucuruí - Pará"; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Vinícius Cantazini Martins

Potencial Do Licor Pirolenhoso Da Madeira De Hovenia Dulcis Na Resistência A Fungos Florestais; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Aline Patricia Bersch

Caracterização energética da madeira de diferentes materiais genéticos de Eucalyptus sp; ; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Guilherme Augusto Santini Calixto

CARACTERIZAÇÃO DE BRIQUETES PRODUZIDOS COM RESÍDUOS DE MADEIRA DE Eucalyptus sp; E Pinus sp; ; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Luana Maria dos Santos

Resistência da madeira de Pinus taeda tratada termicamente ao ataque de fungo de podridão branca (Trametes versicolor); 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Danieli Cristina Bueno de Oliveira

ANÁLISE FÍSICA E QUÍMICA DA MADEIRA DE CLONE DE EUCALIPTO GFMO-27; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Anderson Luiz Pires de Lima

ANÁLISE COMPARATIVA DO USO DE BIOMASSA FLORESTAL COMO FONTE DE ENERGIA; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Suelen Pietrobon Facchi

POTENCIAL DA QUITOSANA, N,N,N-TRIMETILQUITOSANA E METABÓLITO DE Ganoderma lucidum SOBRE NA BIODETERIORAÇÃO DA MADEIRA DE Pinus sp; ; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Julyandro Alexandre Parteca

SECAGEM DE TORAS DE Pinus taeda PARA PRODUÇÃO DE ENERGIA; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Kathielen Pilonetto

AVALIAÇAO ECONÔMICA PARA AQUISIÇÃO DE MOURÕES DE Eucalyptus sp; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Emanuel Francis Marques

Avaliação Do Potencial De Aproveitamento De Resíduos De Serraria E Movelaria Da Microrregião De Dois Vizinhos Para A Fabricação De Pom'S; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

CAROLINA BONATTO ARALDI

Propriedades Físicas Da Madeira De Araucaria Angustifolia Tratada Termicamente; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Drei Maicon Leporacy

ESTÁGIO REALIZADO NA INDÚSTRIA DE TRATAMENTO DE MADEIRAS GRUPO MARTINELLI; 2016; Orientação de outra natureza; (Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Luana Maria dos Santos

Aplicação de espectroscopia do NIR para estimativa de propriedades da madeira; 2015; Orientação de outra natureza; (Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Duarte Rafael de Souza

Produção de compensados; 2015; Orientação de outra natureza; (Engenharia Florestal) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná; Orientador: Flavia Alves Pereira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ricardo Marius Della Lucia

ESTUDO DAS PROPRIEDADES DOS BRIQUETES UTILIZANDO COMO AGLUTINANTE O ADESIVO DE SILICATO DE SÓDIO; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em ENGENHARIA FLORESTAL) - Universidade Federal de Viçosa; Orientador: Ricardo Marius Della Lucia;

FLAVIA MARIA DA SILVA CARMO

Controle de ectoparasitas com utilização de princípios ativos de plantas medicinais; 2004; 0 f; Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Viçosa; Orientador: Flavia Maria da Silva Carmo;

ANA MÁRCIA MACÊDO LADEIRA CARVALHO

PROPRIEDADES DE CHAPAS TIPO OSB, FABRICADAS COM FLOCOS TERMORRETIFICADOS DE Eucalyptus grandis; 2013; Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Ana Marcia Macedo Ladeira Carvalho;

Elias Silva

Trabalho de ENF 685: AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS NA ATIVIDADE DE PRODUÇÃO DE CARVÃO VEGETAL EM MINAS GERAIS; 2010; Orientação de outra natureza; (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa; Orientador: Elias Silva;

Benedito Rocha Vital

Propriedades de briquetes fabricados com finos de carvão de eucalipto e paricá; 2008; Dissertação (Mestrado em Ciencia Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Benedito Rocha Vital;

Benedito Rocha Vital

PROPRIEDADES DE PAINÉIS TIPO OSB, FABRICADOS COM FLOCOS DE Eucalyptus grandis TRATADOS TERMICAMENTE; 2012; Tese (Doutorado em Ciencia Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Benedito Rocha Vital;

Angélica de Cássia Oliveria Carneiro

Efeito da granulometria e de aglutinantes nas propriedades de briquetes de finos de carvão vegetal; 2009; Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa,; Coorientador: Angélica de Cássia Oliveira Carneiro;

Angélica de Cássia Oliveria Carneiro

Estudo das propriedades de briquetes utilizando com aglutinante o adesivo de silicato de sodio; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Viçosa; Orientador: Angélica de Cássia Oliveira Carneiro;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • BRUN, E. J. ; BERSCH, A. P. ; PEREIRA, F. A. ; SILVA, D. A. ; BARBA, Y. R. ; DORINI JUNIOR, J. R. . CARACTERIZAÇÃO ENERGÉTICA DA MADEIRA DE TRÊS MATERIAIS GENÉTICOS DE Eucalyptus sp.. FLORESTA (ONLINE) (CURITIBA) , v. 48, p. 87-92, 2018.

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, BRAZIL ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; CARNEIRO, ANGÉLICA DE CÁSSIA OLIVEIRA ; LADEIRA, JOÃO PAULO SILVA ; TEIXEIRA, ANA PAULA MENDES ; PEREIRA, FLÁVIA ALVES ; OLIVEIRA, BRÁULIO DA SILVA DE ; UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, BRAZIL ; UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, BRAZIL ; UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, BRAZIL ; UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ, BRAZIL ; UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA, BRAZIL . SHEAR STRENGTH IN THE GLUE LINE OF Eucalyptus sp. AND Pinus sp.WOOD. REVISTA ARVORE , v. 40, p. 1109-1117, 2016.

  • BIANCHE, J. J. ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, B. R. ; PEREIRA, F. A. ; SANTOS, R. C. ; SORATTO, D. N. . Propriedades de painéis aglomerados fabricados com partículas de eucalipto (Eucalyptus urophylla), paricá (Schizolobium amazonicum) e vassoura (Sida spp.). Cerne , v. 18, p. 623-630, 2012.

  • PEREIRA, F. A. ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; DELLA LUCIA, R. M. ; JÚNIOR, W. P. ; BIANCHE, Juliana Jerásio . Propriedades físico-químicas de briquetes aglutinados com adesivo de silicato de sódio. FLORESTA E AMBIENTE , v. 16, p. 1-32, 2009.

  • CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; PEREIRA, F. A. . Adesivos e sua importância na industria Madeireira. In: CARNEIRO, Angélica de Cássia Oliveira ; VITAL, Benedito Rocha; PEREIRA, Flávia Alves. (Org.). Adesivos e sua importância na industria Madeireira. 1ed.Vitoria: Grafica Aquarius LTDA, 2007, v. 1, p. 99-128.

  • CALIXTO, G. A. S. ; PEREIRA, F. A. ; Lima, E. A. . FRIABILIDADE E MASSA ESPECÍFICA APARENTE DE BRIQUETES PRODUZIDOS COM MADEIRA DE Eucalyptus sp. E Pinus sp.. In: Congresso Internacional de Biomassa, 2018, Curitiba. Anais do CIBIO 2018 - 3º Congresso Internacional de Biomassa. Curitiba, 2018. v. 03.

  • SOUZA, E. R. N. ; ESCOBAR, C. G. ; NUNES, L. C. ; NOVAES, D. S. ; KREFTA, S. C. ; DUARTE, P. G. S. ; PEREIRA, F. A. . INFLUÊNCIA DO TRATAMENTO TÉRMICO NO pH E CAPACIDADE TAMPÃO DAS MADEIRAS DE Eucalyptus spp. E Pinus spp.. In: Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2017, Florianópolis. Anais III CBCTEM - Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2017.

  • SOUZA, E. R. N. ; NOVAES, D. S. ; NUNES, L. C. ; CASTIANE, R. P. ; GUYSS, F. ; REBOLHO, A. S. ; PEREIRA, F. A. ; ESCOBAR, C. G. . RENDIMENTO GRAVIMÉTRICO, RENDIMENTO LÍQUIDO E RENDIMENTO EM GASES NÃO CONDENSÁVEIS DA MADEIRA DE UVA-DO-JAPÃO (Hovenia dulcis) EM DIFERENTES MARCHAS DE CARBONIZAÇÃO. In: Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2017, Florianópolis. Anais do III CBCTEM - Congresso Brasileiro de Ciência e tecnologia da Madeira, 2017.

  • SPELTZ, F. R. ; PEREIRA, F. A. ; SOUZA, M. A. M. ; LIMA, J. T. ; BORGES, C. C. . Avaliação do potencial de uso de Eucalyptus saligna e Eucalyptus dunii Maiden para produção de dormentes. In: II Congresso Brasileiro de ciência e Tecnologia da Madeira, 2015, Belo Horizonte. II CBCTEM, 2015.

  • PEREIRA, F. A. ; ARALDI, C. B. ; SANTOS, L. M. ; ALCIDES, R. F. . Propriedades físicas da madeira de Araucaria angustifolia tratada termicamente. In: II Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia da Madeira, 2015, Belo Horizonte. II CBCTEM, 2015.

  • PEREIRA, F. A. ; VITAL, Benedito Rocha ; SORATTO, D. N. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; JARDIM, J. M. . Propriedades energéticas do carvão de Psidium guajava. In: XIII EBRAMEM- Encontro Brasileiro de Madeira e em Estruturas de Madeira, 2012, Vitória. Anais do XIII EBRAMEM, 2012.

  • BIANCHE, Juliana Jerásio ; VITAL, Benedito Rocha ; SORATTO, D. N. ; PEREIRA, F. A. ; SANTOS, R. . Caracterização física e química das madeiras de paricá, eucalipto e caule de vassoura visando a produção de painéis. In: XIII EBRAMEM- Encontro Brasileiro de Madeira e em Estruturas de Madeira, 2012, Vitória. XIII EBRAMEM- Encontro Brasileiro de Madeira e em Estruturas de Madeira, 2012.

  • SORATTO, D. N. ; VITAL, Benedito Rocha ; ARAUJO, S. O. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; PEREIRA, F. A. . Efeito da adição de casca na qualidade de paineis MDP de Eucalyptus sp.. In: XIII EBRAMEM- Encontro Brasileiro de Madeira e em Estruturas de Madeira, 2012, Vitória. XIII EBRAMEM- Encontro Brasileiro de Madeira e em Estruturas de Madeira, 2012.

  • PEREIRA, F. A. ; VITAL, B. R. ; ALCIDES, F. R. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; CARNEIRO, A. C. O. ; BARBOSA, I. B. F. . Poder calorífico de briquetes de carvão vegetal. In: VII Simpósio de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2012, Viçosa. VII Simpósio de Pós-Graduação em Ciências Florestais. Viçosa: UFV, 2012. v. 1.

  • PEREIRA, F. A. ; VITAL, B. R. ; CARNEIRO, A. C. O. . Friabilidade de briquetes de carvão vegetal. In: FORUM BRASIL SOBRE BIOMASSA E ENERGIA, 2012, Viçosa. FORUM BRASIL SOBRE BIOMASSA E ENERGIA. Viçosa: UFV, 2012. v. 1.

  • PEREIRA, F. A. ; SILVA, E. ; VITAL, B. R. . AVALIAÇÃO DE IMPACTOS AMBIENTAIS NA ATIVIDADE DE PRODUÇÃO DE CARVÃO VEGETAL EM MINAS GERAIS. In: FORUM BRASIL SOBRE BIOMASSA E ENERGIA, 2012, VIÇOSA. FORUM BRASIL SOBRE BIOMASSA E ENERGIA. VIÇOSA: UFV, 2012. v. 1.

  • PEREIRA, F. A. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; ALCIDES, R. F. ; SANTOS, M. R. . Influência do tegumento na germinação de semente de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina). In: VI Simpósio de Pós-Graduação em Ciências Florestais, 2010, Rio de Janeiro. Anais do VI Simpósio de Pós-Graduação em Ciências Florestais e II Simpósio de Ciências e Tecnologia da Madeira do Rio de Janeiro, 2010.

  • PEREIRA, F. A. ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; DELLA LUCIA, R. M. ; BIANCHE, Juliana Jerásio . Estudo das propriedades de briquetes produzidos a partir de finos de carvão vegetal aglutinados com adesivo de silicato de sódio. In: 3º Congresso Internacional de Bioenergia, 2008, Curitiba. 3º Congresso Internacional de Bioenergia, 2008.

  • PEREIRA, F. A. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; ALMEIDA, V. C. ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; FERREIRA, L. P. . Avaliação das propriedades do adesivo de uréia-formaldeído em diferentes proporções do catalisador sulfato de amônia. In: SIMADERJ - Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do estado do Rio de Janeiro, 2008. SIMADERJ - Simpósio de Ciência e Tecnologia da Madeira do estado do Rio de Janeiro, 2008.

  • PEREIRA, F. A. ; BARBOSA, I. B. F. ; ARAQUAN, M. S. B. ; MIRANDA, L. A. M. . Cadeia Produtiva do Biogás em Minas Gerais. In: Simpósio de Integração Acadêmica, 2011, Viçosa. Simpósio de Integração Acadêmica SIA UFV, 2011.

  • CARVALHO, A. M. M. L. ; PEREIRA, F. A. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; ALMEIDA, V. C. ; CARNEIRO, A. C. O. . Evaluation of the proprieties of urea-formaldehyde adhesive in different proportions of ammonium sulfate catalyst. In: XIII Congreso Forestal Mundial - Resultados de la evaluación, 2009, Buenos Aires. XIII Congreso Forestal Mundial - Resultados de la evaluación, 2009.

  • PEREIRA, F. A. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; ALMEIDA, V. C. ; CARNEIRO, A. C. O. . Propriedades do adesivo de uréia-formaldeído em diferentes porporções de catalisador sulfato de amônio. In: XVIII Simpósio de Iniciação Científica, VIII SIMPÓS ? Mostra Científica da pós-graduação, VI Simpósio de Extensão Universitária e II Sem ? Simpósio de Ensino, 2008, Viçosa. XVIII Simpósio de Iniciação Científica, VIII SIMPÓS ? Mostra Científica da pós-graduação, VI Simpósio de Extensão Universitária e II Sem ? Simpósio de Ensino, 2008.

  • CABRAL, C. P. T. ; VITAL, Benedito Rocha ; PEREIRA, F. A. ; BIANCHE, Juliana Jerásio ; RIBEIRO, F. D. L. ; FIALHO, P. B. . Propriedade de chapas de flocos fabricadas com madeira de Schizolobium amazonicum. In: XVIII Simpósio de Iniciação Científica, VIII SIMPÓS ? Mostra Científica de Pós-graduação, VI Simpósio de Extensão Universitária e II Sem ? Simpósio de Ensino, 2008, Viçosa. XVIII Simpósio de Iniciação Científica, VIII SIMPÓS ? Mostra Científica de Pós-graduação, VI Simpósio de Extensão Universitária e II Sem ? Simpósio de Ensino, 2008.

  • CRUZ,F.M. ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; PEREIRA, F. A. ; MARTINS,M.A. . Propriedades de briquetes fabricados com finos de carvão de Eucalyptus sp. e Schizolobium amazonium (paricá). In: XVIII Simpósio de Iniciação Científica, VIII SIMPÓS ? Mostra Científica de Pós-graduação, VI Simpósio de Extensão Universitária e II Sem ? Simpósio de Ensino, 2008, Viçosa. XVIII Simpósio de Iniciação Científica, VIII SIMPÓS ? Mostra Científica de Pós-graduação, VI Simpósio de Extensão Universitária e II Sem ? Simpósio de Ensino, 2008.

  • FREDERICO, Pedro Gustavo Ulisses ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; VIDAURE, Graziela Baptista ; ROCHA, Silvânia Arreco ; PEREIRA, F. A. ; BIANCHE, Juliana Jerásio . Avaliação das propriedades mecânicas e físicas de chapas de aglomerado coladas com adesivo tânico de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina). In: XVI Simpósio de Iniciação Científica e VI Mostra da Pós Graduação, 2007, Viçosa. XVI Simpósio de Iniciação Científica e VI Mostra da Pós Graduação, 2007.

  • PEREIRA, F. A. ; CARNEIRO, A. C. O. ; ALCIDES, F. R. ; CRUZ,F.M. ; VITAL, Benedito Rocha ; JÚNIOR, W. P. . Propriedades de briquetes aglutinados com o adesivo silicato de sódio. In: Simpósio de Iniciação Científica, VII SIMPÓS ? Mostra Científica da Pos-graduação, V Simpósio de Extensão Universitária e I SEn ? Simpósio de Ensino, 2007, Viçosa. Simpósio de Iniciação Científica, VII SIMPÓS ? Mostra Científica da Pos-graduação, V Simpósio de Extensão Universitária e I SEn ? Simpósio de Ensino, 2007.

  • PEREIRA, F. A. ; ALCIDES, R. F. ; CARNEIRO, A. C. O. ; VITAL, Benedito Rocha ; SANTOS, M. R. . Aproveitamento de finos de carvão vegetal como fonte energética. In: IV Simpósio de Meio Ambiente, 2007, Viçosa. Anais do IV Simpósio de Meio Ambiente, 2007.

  • CARNEIRO, A. C. O. ; FREDERICO, Pedro Gustavo Ulisses ; MOREIRA, A.B. ; DAMBROZ, C.S. ; VITAL, Benedito Rocha ; PEREIRA, F. A. . Influência da sulfitação e hidrólise ácida sobre os adesivos à base de taninos de Eucalyptus grandis. In: XV Simpósio de Iniciação Científica, V Mostra Científica da Pós-graduação e o III Simpósio de Extensão Universitária, 2006, Vi;cosa. XV Simpósio de Iniciação Científica, V Mostra Científica da Pós-graduação e o III Simpósio de Extensão Universitária, 2006.

  • PEREIRA, F. A. ; FONTES, Marília Andrade ; CARMO, Flávia Maria da Silva ; MOURÃO, Sheila Abreu ; PALLINI, A. ; OLIVEIRA, E. S. B. . Plantas medicinas no controle e ectoparasitas humanos: a experiência vivida de arte da violeira. In: XIV Simpósio de Iniciação Científica, IV Mostra Científica da Pós-graduação e o II Simpósio de Extensão Universitária, 2004, Viçosa. II Simpósio de Extensão Universitária, 2004.

  • PEREIRA, F. A. . Uso da madeira para a produção moveleira de Dois Vizinhos - PR. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PARTECA, J. A. ; PERTILLE, C. T. ; PEREIRA, F. A. . Influência da secagem da madeira e acículas de Pinus taeda na análise química imediata. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • ARALDI, C. B. ; PERTILLE, C. T. ; PEREIRA, F. A. . Avaliação da perda de massa e da umidade de equilíbrio higroscópico da madeira de Araucaria angustifolia tratada termicamente. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PEREIRA, FLÁVIA ALVES . Visita Técnica à Sudato e Marini. 2015.

PEREIRA, F. A. . Visita Técnica à Araupel. 2015.

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Produção de chapas de aglomerado, determinação das propriedades das chapas e defeitos da madeira. 2011. (Aula).

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Produção de chapas de aglomerado, determinação das propriedades das chapas, métodos de secagem da madeira e defeitos da madeira. 2011. (Aula).

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Produção de chapas de aglomerado, determinação das propriedades das chapas e defeitos da madeira.. 2010. (Aula).

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Determinação das propriedades físicas da madeira, produção de chapas de aglomerado, determinação das propriedades das chapas, energia da madeira e práticas de briquetes e defeitos da madeira. 2009. (Aula).

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Determinação das propriedades físicas da madeira, produção de chapas de aglomerados, determinação das propriedades das chapas, energia da madeira/prática de briquetes e defeitos da madeira.. 2009. (Aula).

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Determinação das propriedades físicas da madeira, produção de chapas de aglomerados, determinação das propriedades das chapas, energia da madeira/prática de briquetes, preservação da madeira e defeitos da madeira.. 2008. (Aula).

PEREIRA, F. A. . Tecnologia da madeira: Determinação das propriedades físicas da madeira, produção de chapas de aglomerado, determinação das propriedades das chapas, energia da madeira/prática de briquetes, preservação de madeira e defeitos da madeiras. 2008. (Aula).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2017 - 2017

    Influência do pH das madeiras de hovenia dulcis e Pinus taeda na resistência ao cisalhamento das juntas coladas, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2017 - Atual

    Aplicação de extrativos de Tectona grandis para a indução de resistência a biogradadores, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2015 - 2016

    Eficiencia do tratamento preservativo na resistencia da madeira de Pinus sp. tratado com metabólitos de Ganoderma lucidum, quitosana e n,n,n - trimetilquitosana, Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador / Alessandro Francisco Martins - Integrante / Sérgio Miguel Mazaro - Integrante / SUELEN PIETROBON FACCHI - Integrante.

  • 2015 - 2015

    CARACTERIZAÇÃO ENERGÉTICA DA MADEIRA DE DIFERENTES MATERIAIS GENÉTICOS DE Eucalyptus sp., Descrição: A madeira é amplamente utilizada pelo homem para diversas utilidades, como por exemplo, para produção de papel e celulose, móveis, painéis, dormentes, construção civil, construções rurais e também para fins energéticos. Com a conscientização da população sobre o esgotamento das florestas nativas em consequência da intensa exploração, começaram a ser desenvolvidas técnicas de plantio e manejo de espécies florestais, com a finalidade de aumentar sua produtividade. No seu surgimento, a silvicultura atendia a exigência de madeira para fins industriais, mas com o passar dos anos difundiram-se novos padrões de formação de florestas homogêneas, com objetivo de produção de biomassa para energia. Com o termo sustentabilidade em alta, nos dias atuais, e a preocupação do Brasil em reduzir a emissão de gases de efeito estufa (GEE), a implantação de florestas energéticas, em substituição ao desmatamento de florestas nativas e as fontes de energia não renováveis, auxilia o país a cumprir suas metas de redução dos GEE. A expressão florestas energéticas vem sendo utilizada para definir os maciços florestais que tem, por finalidade, obter maior quantidade de energia por área em menos espaço de tempo. Rotações de 2 a 4 anos e menos espaçamento, geralmente 2 x 2 metros, resultando em maior número de árvores por hectare. Normalmente as espécies mais adaptadas são as de eucaliptos (NOGUEIRA; LORA, p. 31, 2003). O uso da madeira para energia não é restritivo, mas depende de algumas características internas, como por exemplo, a massa específica. Por isso, os estudos e tecnologias utilizados devem buscar melhorar as propriedades da madeira no que diz respeito ao poder calorífico superior, a quantidade de carbono fixo, a produção de massa seca, o incremento médio anual e a massa específica. Para a utilização direta como lenha é mais indicado utilizar madeiras com maior poder calorífico, porque essa propriedade é diretamente relacionada ao rendimento energético. A massa específica também deve ser levada em consideração, pois é um dos índices de qualidade da madeira mais representativos, estando diretamente ligada a produção de massa seca, que é o que realmente irá produzir energia. Na parte química, quanto maior a quantidade de carbono fixo no combustível melhor será, pois a queima acontecerá mais lentamente, liberando energia por mais tempo. Já os materiais voláteis queimam rapidamente durante a combustão, diminuindo a eficiência energética. O gênero Eucalyptus engloba mais de 600 espécies, adaptadas as mais diferentes condições de clima e solo, oferecendo uma diversificação de usos para sua madeira, provavelmente devido a essas características ele seja a árvore mais plantada no mundo. Para energia o seu uso se destaca pelo fato de apresentar boas condições de crescimento e por sua massa específica. Para se obter melhor aproveitamento nos usos da madeira é necessário estudos que indicam qual o melhor material genético para tal finalidade, ou seja, qual possuí as melhores características para determinado uso, a fim de aumentar o rendimento do produto final.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2014 - Atual

    Produção de carvão vegetal em forno rabo-quente, Descrição: O crescimento econômico do Brasil nos últimos anos tem sido constante, ?por diversos motivos, que envolvem fatores externos, internos e o desenho de políticas públicas, a economia brasileira alcançou crescimento médio anual próximo a 4% a.a. entre 2000 e 2011? (CRUZ, et. al, 2013). As projeções de crescimento da indústria continuam otimistas ?o país tem condições de sustentar um crescimento médio anual de 3% a 3,5% num horizonte de 10 anos? (BARROS, O. 2013). Este crescimento têm gerado algumas preocupações, pois é requerido que ele seja contínuo e sustentável. A demanda energética tem aumentado sistematicamente nos últimos anos e, neste contexto, o carvão surge como uma solução sustentável e viável economicamente, por suas características de custo baixo na produção desde o plantio até a carbonização nas carvoarias. Em relação à sustentabilidade, a madeira apresenta características únicas por se tratar de um material renovável. O Brasil é um dos maiores produtores de carvão vegetal do mundo, segundo (ROCHA J.D., 2011) em 2010 teve a produção de 10 milhões de toneladas, também é um dos maiores consumidores, e com projeções favoráveis quanto ao crescimento da produção e consumo interno. A grande dificuldade do setor ainda é o maior aproveitamento da madeira para produção do carvão, segundo (DUBOC et al., 2008) no processo de carbonização, somente de 30 a 40% da madeira é recuperada como carvão vegetal. O forno do tipo quente tem um rendimento ainda menor segundo (MENDES et al., 1982) apresenta um rendimento gravimétrico, variando de 20 a 28% , devido ao excesso de queima da madeira e de suas características rudimentares. Entretanto, o forno do tipo rabo quente possui fácil e rápida construção, é apropriado para pequenos produtores, pois o seu custo de construção é baixo, e pode realizar uma queima por semana. Além disso, pode ser construído perto da área de extração da madeira e ao final da extração ser desmontado e levado para uma nova área.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2013 - 2014

    Avaliação da Estabilidade Dimensional e Resistência da Madeira Termorretificada de Pinus sp. a Fungos Deterioradores, Descrição: A utilização de madeiras de plantações florestais é uma alternativa para evitar a supressão de florestas nativas. Para aumentar a sua durabilidade, bem como a estabilidade dimensional, é importante que estudos sejam conduzidos. Os tratamentos térmicos poderão ser empregados para minimizar o ataque de fungos biodeterioradores e, dessa forma, ofertar ao mercado, cada vez mais exigente em relação à qualidade do produto, um material com melhores características. Estes tratamentos consistem no aquecimento da madeira a altas temperaturas, promovendo o início das alterações químicas dos componentes primários, como degradação parcial das ligninas, celulose e principalmente a hemicelulose que é mais sensível a atuação do calor. O Pinus sp. é uma espécie exótica, cultivada em florestas plantadas de rápido crescimento, e de ampla utilização celulose, painéis reconstituídos, lâminas para produção de compensados e serrados. O objetivo deste trabalho é avaliar a resistência das madeiras de Pinus taeda, tratadas termicamente aos fungos de podridão branca Trametes versicolor. Para isso foram confeccionadas lâminas nas dimensões 30x15x1 cm, e estas passaram por um processo de classificação. Em seguida, estas lâminas serão submetidas ao tratamento térmico, em temperaturas iguais a 140, 160 e 180oC. Destas lâminas retiraram-se corpos de prova em dimensões de 1x1x1cm e os mesmos foram colocados em estufa com ventilação forçada até peso constante, sendo então pesados. Posteriormente a madeira foi submetida ao ataque de fungo de podridão branca Trametes versisolor e realizou-se o ensaio de apodrecimento acelerado, em conformidade com a norma ASTM D 2017 (American Society for Testing na Materials-ASTM, 2005). Ao final do ensaio de apodrecimento acelerado pesou-se novamente os corpos de prova e realizou-se a análise estatística utilizando-se o software Sisvar 5.1, constatando-se que tratamento térmico diminuiu degradação causada pelo fungo de podridão branca Trametes versicolor, sendo que a perda de massa das madeiras de Pinus taeda submetidas aos tratamentos térmicos foi menor, independente da temperatura utilizada. No entanto, o tratamento a 140º C, é o mais indicado para conferir maior durabilidade às madeiras de Pinus taeda. Portanto o tratamento térmico é uma técnica que pode ser aplicada em diferentes espécies do gênero Pinus, bem como em outras espécies florestais, visando maior resistência aos agentes biodeterioradores.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2013 - 2013

    Aproveitamento de Resíduos de Serraria para Confecção de Pequenos Objetos de Madeira, Descrição: Durante o processamento primário das toras, grande volume de resíduos é gerado e estes podem representar um problema com custos ambientais, econômicos e sociais (BARBOSA, 2011 p. 1; CERQUEIRA 2012 p. 507). A falta de informação e as demais dificuldades quanto ao seu aproveitamento levam ao abandono na área da colheita, a queima a céu aberto ou ao descarte em cursos d?água. No caso do processamento secundário estes materiais podem ser destinados à queima direta, através de sistema de caldeira para geração de energia, descartado sem demais cuidados em terrenos baldios ou cursos d?água (LOPES, 2009 p. 108). A utilização desse material requer investimentos e estudos de novas alternativas para que o resíduo se torne matéria-prima. Os resíduos devem ser tratados como uma alternativa de renda para as empresas e seu uso pode refletir na melhoria das condições sociais. Além disso, pode contribuir com a criação de postos de trabalho e de empregos, compatibilidade com pequenos investimentos, conservação do meio ambiente e incentivo a economia, pois se configuram como novas fontes de renda para a região do empreendimento madeireiro (LOPES, 2009 p. 110). Os recursos do segmento madeireiro podem ser mais bem empregados através do gerenciamento dos resíduos das indústrias moveleiras e de serraria (ABREU, 2006 p. 11). A microrregião de Dois Vizinhos se destaca nas atividades de base florestal, entretanto a exploração de resíduos na região é muitas vezes limitada a poucas atividades, sendo basicamente explorada somente na forma de energia. Para o melhor aproveitamento dessematerial, deve-se buscar elevar ao máximo o retorno econômico e ambiental desses resíduos, buscando alternativas como a fabricação de Pequenos Objetos de Madeira (POM's).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador / Felipe Rodrigues Alcides - Integrante / Emanuel Francis Marques - Integrante.

  • 2011 - 2014

    PROPRIEDADES DE CHAPAS TIPO OSB, FABRICADAS COM FLOCOS TERMORRETIFICADOS DE Eucalyptus grandis, Descrição: Objetivo geral: - Determinar as propriedades tecnológicas das chapas de OSB, produzidas a partir de flocos termorretificados de madeira de Eucaliptus grandis. Os objetivos específicos: - Avaliar o efeito do tempo e da temperatura na termorretificação dos flocos; - Avaliar o tempo de permanência dos flocos na estufa a 1, 2, 3 e 4 horas, para confecção de chapas; - Determinar as propriedades físicas e mecânicas das chapas produzidas a partir de flocos termorretificados; - Avaliar o efeito dos tratamentos térmicos nos flocos, bem como na linha de cola das chapas através de microscopia eletrônica. - Avaliar dois diferentes métodos de termorretificação: estufa a vácuo e estufa com nitrogênio.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador / Cássia - Integrante / Benedito - Integrante / Ana Mácia - Integrante.

  • 2011 - 2013

    PROPRIEDADES DOS ADESIVOS POLIURETANO E SILICATO DE SÓDIO E DAS CHAPAS DO TIPO OSB, FABRICADAS COM FLOCOS TERMORRETIFICADOS, Descrição: O objetivo deste trabalho é determinar as propriedades de junta coladas com adesivos poliuretanos à base de mamona e de silicato de sódio para a colagem de madeiras bem como determinar as propriedades de chapas do tipo OSB, produzidas com flocos termorretificados de madeira de Eucalyptus grandis. Este trabalho será desenvolvido no Laboratório de Painéis e Energia da Madeira ? UFV e será dividido em duas etapas. A primeira etapa será constituída de 27 tratamentos, empregando-se madeira de paricá, pinus e eucalipto, adesivos de silicato de sódio, poliuretano à base de mamona e uréia-formaldeído e três gramaturas (150, 200 e 250 g/m2). Para cada tratamento serão realizadas três repetições. Serão determinadas a viscosidade, tempo de gelatinização (gel time), pH, teor de sólidos, tempo de trabalho. Serão realizadas análises de calorimetria diferencial exploratória (DSC) e termogravimétrica (TGA). Será feita a caracterização anatômica, química e física das madeiras. Na segunda etapa serão conduzidos 30 tratamentos, empregando-se dois métodos de termorretificação (sob vácuo e sob pressão, com nitrogênio), três temperaturas (180, 200, 220°C e testemunha), cinco tempos de tratamento (testemunha, 1, 2, 3 e 4 horas). Para cada tratamento serão produzidas três chapas coladas com adesivo à base de fenol-formaldeído. O ciclo de prensagem das chapas será de: pressão de 32 kgf/cm², temperatura de 170ºC e tempo de 8 minutos. Serão produzidos corpos-de-prova para a realização de ensaios físicos (densidade, teor de umidade, expansão linear, inchamento em espessura, absorção de água (2 horas e 24 horas) e adsorção de umidade) e mecânicos (tração perpendicular, flexão estática (MOR E MOE), arrancamento de parafuso, compressão longitudinal, dureza Janka), conduzidos conforme as normas ASTM D 1037 (2006) e DIN 52362 (1982). Serão realizadas análises termogravimétricas (TGA) dos flocos termorretificados e das testemunhas e análise por calorimetria diferencial exploratória (DSC). O efeito d. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (2) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Integrante / Juliana - Integrante / Ana Mácia - Integrante / Angélica de Cássia Oliveira Carneiro - Integrante / Benedito Rocha Vital - Coordenador.

  • 2007 - 2009

    Estudo das propriedades de briquetes aglutinados com diferentes adesivos., Descrição: Estudo das propriedades físicas e químicas de briquetes produzidos a partir de finos de carvão vegetal aglutinados com os seguintes adesivos: alcatrão vegetal (macaúba e eucalipto), dextrina, amido e silicato de sódio.https://wwws.cnpq.br/curriculoweb/pkg_menu.menu?f_cod=2389CB52C279EC8F2997FC4A5FCB2E7C. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador / Cássia - Integrante / Benedito - Integrante.

  • 2007 - 2008

    Propriedades de briquetes fabricados com finos de carvão de Eucalyptus sp. e Schizolobium amazonium (Paricá), Descrição: Avaliação do potencial dos finos de carvão vegetal como fonte de matéria-prima destinada à produção de briquetes. (ii) Estudo dos fatores que influenciam a briquetagem dos finos de carvão vegetal, tais como: granulometria, pressão e tipo e proporção de aglutinante. (iii) Determinação das propriedades físicas, químicas e mecânicas dos briquetes produzidos para verificar sua potencialidade para geração de energia e também para uso em siderurgias. (iv) Comparar as propriedades dos briquetes de finos de carvão com as propriedades do carvão vegetal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Integrante / Cássia - Coordenador / Benedito - Integrante / fabio - Integrante.

  • 2006 - 2007

    Caracterização físico-mecânica e anatômica da madeira de Schizolobium amazonicum (Huber) Ducke - paricá, Descrição: Realizar um estudo das propriedades físicas, mecânicas e anatômicas da madeira de Schizolobium amazonicum (Huber) Ducke - paricá, e determinar o efeito da idade nas propriedades da madeira.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Integrante / Benedito - Integrante / Graziela - Coordenador / Juliana - Integrante / Andreia Colli - Integrante / Roberta Rodrigues Forzani - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2016 - 2017

    POTENCIAL DO LICOR PIROLENHOSO DA MADEIRA DE Hovenia dulcis NA RESISTÊNCIA A FUNGOS FLORESTAIS, Descrição: Visando a busca por um produto alternativo que reúna as qualidades necessárias para um tratamento efetivo e a reutilização da fumaça, descartada sem critério no meio ambiente, analisou-se o potencial e/ou eficiência do licor pirolenhoso de Uva-do-Japão (Hovenia dulcis) como preservativo natural em meios de cultura inoculados com os fungos Trametes versicolor (podridão branca) e Neolentinus lepideus (podridão parda). O presente trabalho será realizado no munícipio de Dois Vizinhos, no Laboratório de Tecnologia da Madeira e no Laboratório de Fitossanidade da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Dois Vizinhos-PR. Os tratamentos utilizados no experimento foram: 0% (testemunha), 0,5%, 1%, 2,5%, 5% e 10% de concentração de licor pirolenhoso em BDA. Os fungos de Trametes versicolor e Neolentinus lepideus foram inoculados nos meios de cultura solidificados, por meio de pequenas porções dos fungos já em colônia pura, e então levados a BOD, por 13 dias, para crescimento das colônias e obtenção dos resultados. Para cada um dos tratamentos, foram utilizadas 8 placas de petri (repetições) inoculadas com os fungos em meio de cultura BDA. Em concentrações ≤ 0,5% o licor de Hovenia dulcis apresenta efeito fungistático, reduzindo e/ou dificultando assim o desenvolvimento do fungo de podridão branca. Em concentrações ≥ 0,5% do licor pirolenhoso de Hovenia dulcis apresentou-se fungicidas ao mesmo fungo, ou seja, inibindo sua ação. Em relação ao fungo de podridão parda, verificou-se que apenas nas placas da testemunha (0% de concentração de licor) o fungo desenvolveu-se. Em nenhum dos outros cinco tratamentos o fungo conseguiu se desenvolver. Isso comprova o efeito fungicida do licor pirolenhoso no controle do fungo. Conclui-se que o licor pirolenhoso da madeira de Hovenia dulcis (Uva-do-Japão) possui grande ação fungicida. O mesmo mostrou-se eficiente quando submetido ao tratamento em fungos de madeira (podridão branca ? Trametes versicolor e podridão parda ? Neolentinus lepideus).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2016 - 2017

    POTENCIAL DO LICOR PIROLENHOSO DA MADEIRA DE Hovenia dulcis NA RESISTÊNCIA A FUNGOS FLORESTAIS, Descrição: Visando a busca por um produto alternativo que reúna as qualidades necessárias para um tratamento efetivo e a reutilização da fumaça, descartada sem critério no meio ambiente, analisou-se o potencial e/ou eficiência do licor pirolenhoso de Uva-do-Japão (Hovenia dulcis) como preservativo natural em meios de cultura inoculados com os fungos Trametes versicolor (podridão branca) e Neolentinus lepideus (podridão parda). O presente trabalho será realizado no munícipio de Dois Vizinhos, no Laboratório de Tecnologia da Madeira e no Laboratório de Fitossanidade da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Dois Vizinhos-PR. Os tratamentos utilizados no experimento foram: 0% (testemunha), 0,5%, 1%, 2,5%, 5% e 10% de concentração de licor pirolenhoso em BDA. Os fungos de Trametes versicolor e Neolentinus lepideus foram inoculados nos meios de cultura solidificados, por meio de pequenas porções dos fungos já em colônia pura, e então levados a BOD, por 13 dias, para crescimento das colônias e obtenção dos resultados. Para cada um dos tratamentos, foram utilizadas 8 placas de petri (repetições) inoculadas com os fungos em meio de cultura BDA. Em concentrações ≤ 0,5% o licor de Hovenia dulcis apresenta efeito fungistático, reduzindo e/ou dificultando assim o desenvolvimento do fungo de podridão branca. Em concentrações ≥ 0,5% do licor pirolenhoso de Hovenia dulcis apresentou-se fungicidas ao mesmo fungo, ou seja, inibindo sua ação. Em relação ao fungo de podridão parda, verificou-se que apenas nas placas da testemunha (0% de concentração de licor) o fungo desenvolveu-se. Em nenhum dos outros cinco tratamentos o fungo conseguiu se desenvolver. Isso comprova o efeito fungicida do licor pirolenhoso no controle do fungo. Conclui-se que o licor pirolenhoso da madeira de Hovenia dulcis (Uva-do-Japão) possui grande ação fungicida. O mesmo mostrou-se eficiente quando submetido ao tratamento em fungos de madeira (podridão branca ? Trametes versicolor e podridão parda ? Neolentinus lepideus).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

  • 2016 - 2017

    POTENCIAL DO LICOR PIROLENHOSO DA MADEIRA DE Hovenia dulcis NA RESISTÊNCIA A FUNGOS FLORESTAIS, Descrição: Visando a busca por um produto alternativo que reúna as qualidades necessárias para um tratamento efetivo e a reutilização da fumaça, descartada sem critério no meio ambiente, analisou-se o potencial e/ou eficiência do licor pirolenhoso de Uva-do-Japão (Hovenia dulcis) como preservativo natural em meios de cultura inoculados com os fungos Trametes versicolor (podridão branca) e Neolentinus lepideus (podridão parda). O presente trabalho será realizado no munícipio de Dois Vizinhos, no Laboratório de Tecnologia da Madeira e no Laboratório de Fitossanidade da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Dois Vizinhos-PR. Os tratamentos utilizados no experimento foram: 0% (testemunha), 0,5%, 1%, 2,5%, 5% e 10% de concentração de licor pirolenhoso em BDA. Os fungos de Trametes versicolor e Neolentinus lepideus foram inoculados nos meios de cultura solidificados, por meio de pequenas porções dos fungos já em colônia pura, e então levados a BOD, por 13 dias, para crescimento das colônias e obtenção dos resultados. Para cada um dos tratamentos, foram utilizadas 8 placas de petri (repetições) inoculadas com os fungos em meio de cultura BDA. Em concentrações ≤ 0,5% o licor de Hovenia dulcis apresenta efeito fungistático, reduzindo e/ou dificultando assim o desenvolvimento do fungo de podridão branca. Em concentrações ≥ 0,5% do licor pirolenhoso de Hovenia dulcis apresentou-se fungicidas ao mesmo fungo, ou seja, inibindo sua ação. Em relação ao fungo de podridão parda, verificou-se que apenas nas placas da testemunha (0% de concentração de licor) o fungo desenvolveu-se. Em nenhum dos outros cinco tratamentos o fungo conseguiu se desenvolver. Isso comprova o efeito fungicida do licor pirolenhoso no controle do fungo. Conclui-se que o licor pirolenhoso da madeira de Hovenia dulcis (Uva-do-Japão) possui grande ação fungicida. O mesmo mostrou-se eficiente quando submetido ao tratamento em fungos de madeira (podridão branca ? Trametes versicolor e podridão parda ? Neolentinus lepideus).. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Flavia Alves Pereira - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2007

Menção honrosa por trabalho de geração de energia alternativa, Centro Brasileiro para a Conservacao da Natureza e desenvolvimento sustentavel.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campus Dois Vizinhos. , ESTRADA PARA BOA ESPERANÇA, KM4, COMUNIDADE SÃO CRISTÓVÃO, 85660000 - Dois Vizinhos, PR - Brasil, Telefone: (46) 35368900

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2013 - Atual

    Universidade Tecnológica Federal do Paraná

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora do Magistério Supeior, Regime: Dedicação exclusiva.

    Atividades

    • 08/2017

      Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Recursos Energéticos Florestais

    • 05/2017

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Dois Vizinhos, .,Cargo ou função, membro do Núcleo Docente estruturante do curso de Eng. Florestal (Port. 042/2015).

    • 04/2015

      Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Dois Vizinhos, Campus Dois Vizinhos.,Cargo ou função, Responsável pela UNEPE de Marcenaria portaria 042/2015.

    • 04/2013

      Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Tecnologia da Madeira II

    • 04/2013

      Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Industrialização de Produtos Florestais

  • 2012 - 2012

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor do Ensino Básico Técnico e Tecnolog, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Foi pedido exoneração do cargo para assumir a vaga de Professor do Magistério Superior na UTFPR

  • 2006 - 2006

    Gerdau Aços Longos S/A

    Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 40

    Outras informações:
    GERDAU, Três Marias. Descrição das atividades: Escolha das espécies de Eucalyptus mais adequadas para a reprodução, acompanhamento da produção de mudas e atividades do viveiro florestal, silvicultura, determinação dos rendimentos operacionais das atividades.