Viviane de Matos Ferreira

Mestre em Biotecnologia e Saúde e Medicina Investigativa pela Fundação Oswaldo Cruz, Bahia (IGM/FIOCRUZ), vinculada ao Laboratório de Patologia e Biologia Molecular (LPBM), onde desenvolve pesquisa em epidemiologia molecular em Neisseria meningitidis e Bordetella pertussis. Possui graduação em Biomedicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP). Integrou a equipe de pesquisa do Laboratório de Imunologia e Biologia Molecular do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e o Serviço de Microbiologia do Hospital São Rafael (HSR). Foi pesquisadora visitante no Centers of Disease Control and Prevention (CDC), Atlanta, EUA. Especialista em Análises Clínicas pela Universidade Católica do Salvador. Atualmente integra o corpo docente da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Informações coletadas do Lattes em 25/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa

2020 - Atual

Instituto Gonçalo Moniz
Leila Carvalho Campos.

Mestrado em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa

2016 - 2018

Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz
Título: PREVALÊNCIA DE PORTADORES DE Neisseria meningitidis EM ESTUDANTES DE 18 A 24 ANOS DE UM CENTRO UNIVERSITÁRIO EM SALVADOR, BRASIL,Ano de Obtenção: 2018
Mitermayer Galvão dos Reis.Coorientador: Leila Carvalho Campos.

Especialização em Pós Graduação em Análises Clínicas

2010 - 2011

Universidade Católica do Salvador
Título: A interferência do magnésio na Síndrome do Pânico.
Orientador: Suzana T. Cunha Lima

Graduação em Biomedicina

2004 - 2007

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
Título: Avaliação da Produção de IFN-gama in vitro sob Estímulo do Derivado Protéico Purificado de Mycobacterium bovis (PPD) em Células de Sangue Total de Doadores de Sangue da HEMOBA (Salvador-Bahia)
Orientador: Hygia Nunes Guerreiro e Songeli Menezes Freire

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2019 - 2019

Como elaborar e analisar uma avaliação. (Carga horária: 20h). , Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.

2019 - 2019

Treinamento em técnicas de biologia molecular. (Carga horária: 12h). , Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.

2019 - 2019

Treinamento em técnicas de imunologia para B pertussis. (Carga horária: 12h). , Instituto Adolfo Lutz, IAL, Brasil.

2018 - 2018

Curso de Desenvolvimento Docente - Avaliação da aprendizagem: Metodologia e. (Carga horária: 16h). , Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.

2018 - 2018

XVIII Workshop de Microbiologia. (Carga horária: 10h). , Millennium Diagnósticos, MILLENNIUM, Brasil.

2018 - 2018

Alinhamento de conteúdos e competência e competências com foco no perfil do. (Carga horária: 8h). , Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.

2018 - 2018

Oficina de Desenvolvimento Docente - A avaliação em diferentes dimensões. (Carga horária: 8h). , Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.

2016 - 2016

XVI Curso Internacional de Epidemiologia Molecular. (Carga horária: 40h). , Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz, CPQGM, Brasil.

2014 - 2014

XIV Workshop de Microbiologia. (Carga horária: 9h). , Millennium Diagnosticos, MILLENNIUM DIAGN, Brasil.

2014 - 2014

IV Atualização em Microbiologia Clínica. (Carga horária: 9h). , Associação Bahiana de Medicina, ABM, Brasil.

2014 - 2014

Hospital Acquirec infections an Antimicrobial Resi. (Carga horária: 30h). , American Society For Microbiology, Estados Unidos.

2012 - 2013

Aperfeiçoamento em Microbiologia Clínica. (Carga horária: 150h). , Formato Clinico Projetos em Medicina Diagnostica, FORMATOCLINICO, Brasil.

2012 - 2012

II Atualização em Microbiologia Clínica. (Carga horária: 9h). , Associação Bahiana de Medicina, ABM, Brasil.

2006 - 2006

Novos Insights em Fisiologia muscular, fadiga e exercício físico.. (Carga horária: 20h). , Faculdade de Tecnologia e Ciências da Bahia, FATEC/BA, Brasil.

2005 - 2005

Atualização em Microbiologia e resistência bacteriana. (Carga horária: 4h). , Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Resistência bacteriana.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

21th International Pathogenic Neisseria Conference.Meningococcal carriage in young adults after mass vaccination and implementation of MCC into the National Immunization Program in Salvador, Brazil. 2018. (Outra).

43 Congresso Brasileiro de Análises Clínicas. Correlação entre os sistemas automatizados Konelab60i e BT3000 PLUS: validando a eficiência na rotina laboratorial.. 2016. (Congresso).

XII Fórum Pedagógico da Bahiana. 2016. (Outra).

28 Congresso Brasileiro de Microbiologia. ANTIMICROBIAL RESISTANCE IN RIVERS OF A RURAL COMMUNITY IN BAHIA - BRAZIL. 2015. (Congresso).

Jornada de Patologia Clínica. 2015. (Outra).

Workshop diagnóstico das doenças infecciosas. 2015. (Outra).

XI Fórum Pedagógico da Bahiana - Incubando Boas Ideias. 2015. (Outra).

XV Mostra Científica e Cultural e XIII Jornada de Iniciação Científica/PIBIC.AVALIAÇÃO DE RESISTÊNCIA ANTIMICROBIANA EM BACTÉRIAS ENCONTRADAS EM RIOS DA BAHIA. 2015. (Outra).

I Internacional Symposium on Stem Cells. 2006. (Simpósio).

II Congresso Baiano de Análises Clínica e I Congresso Baiano de Biomedicina. Estabelecimento de intervalos de confiança (IC) para laboratórios de análises clínicas:utilização da glicemia de jejum como modelo.. 2005. (Congresso).

XVI Encontro Nacional de Virologia, III Simpósio Internacional de Oncovirologia. 2005. (Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Gláucia Alves Queiroz

FERREIRA, V. M.; FERRER, SR; CARVALHO, M. L. C.. Descrição do perfil de resistência de enterobactérias (KPC e NDM-1), isoladas de amostras biológicas de hospitais da rede pública e privada e enviadas ao LACEN/BA, no período entre 2015-2016. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Microbiologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: André Luís de Santana Oliveira

VALVERDE, A. P. C. S.;FERREIRA, V. M.. Perfil dos hormônios tireoideanos de mulheres acima de 50 anos atendida em um laboratório de referência de Serrinha-Ba.. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Análises Clínicas) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Manuela Oliveira Lins

BARROS, TF; CORDEIRO, SM;FERREIRA, V. M.. Análise epidemiológica dos isolados de dermatófitos em pacientes provenientes do ambulatório de um hospital da cidade de Salvador. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Microbiologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Keila da Silva Lisboa

FERRER, SR; BARROS, TF;FERREIRA, V. M.. Avaliação da atividade antibacteriana de tiossemicarbazonas sintéticas.. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Microbiologia) - Universidade Federal da Bahia.

Aluno: Vitória de Jesus Barboza

FERREIRA, V. M.; FEITOSA, CAROLINE. Perfil epidemiológico do abandono do tratamento da tuberculose na região Nordeste do Brasil de 2015 a 2017. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Rebecca Alcantara Archanjo

FERREIRA, V. M.; BRITO, V. S.. Dispersão de Staphylococcus aureus em rotas de ônibus próximas a hospitais públicos em Salvador - BA. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Camila Vieira Cardim dos Santos

FERREIRA, V. M.; LIMA, A. G. D.. Microbiota in invertebrates of medical importance in Brazil: systematic review. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Juliana Piedade de Freitas

PIRES, M. D.;FERREIRA, V. M.. Perfil microbiológico oportunista em pacientes com Imunodeficiência Causada pela Leucemia Linfoide e seu tratamento: Revisão sistemática nos últimos 20 anos. 2018.

Aluno: Daniela Ramos Ribeiro

FERREIRA, V. M.; QUEIROZ, G. A.. Ocorrência de micro-organismos associados à endocardite bacteriana em pacientes com prótese valvar. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Gabriela Sousa dos Santos

FERRER, SR; LIRA, F. R. D.;FERREIRA, V. M.. Ocorrência de infecções bacterianas associadas a cateteres venosos centrais em pacientes submetidos a hemodiálise. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Elisa Reis Silva Lima

FERRER, SR;FERREIRA, V. M.; FERREIRA, F. S.. ?Ocorrência de Resultados Obstétricos Adversos relacionados a Infecções Gonocócicas: Uma revisão de literatura. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Francesca Beliza Bispo de Jesus

GOMES, A. N.;FERREIRA, V. M.. Avaliação da efetividade do KI--67 como marcador preditivo e prognóstico do câncer de mama: uma revisão de literatura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Alana dos Reis Silva

GUERREIRO, H. M. N.;FERREIRA, V. M.. Quinolonas: mecanismo de resistência bacteriana em infecções do trato urinário. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Ederson Silva Batista

ALMEIDA, A. C.;FERREIRA, V. M.. Poliformismo no gene SLC11A1 e a sua susceptibilidade ao desenvolvimento da tuberculose. 2015 - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Anderson Almeida Machado Feitosa

FEHLBERG, I.;FERREIRA, V. M.. Mudança dos padrões de jejum pré analítico de mercadores bioquímicos. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Vanessa Tibolla Moretto

AZEVEDO, J.;FERREIRA, V. M.. Avaliação de resistência antimicrobiana em bactérias encontradas em rios da Bahia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Tamires Mota de Oliveira Costa

FEHLBERG, I.;FERREIRA, V. M.. Interferentes em dosagens séricas bioquímicas pelo uso de medicamentos anti-hipertensivo. 2015 - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Paula Souza Barbosa

BRITO, V. S.;FERREIRA, V. M.. Alergia alimentar: As principais reações cruzadas decorrentes de proteínas derivadas do leite de vaca e do ovo de galinha. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Marcus Felipe Santos Pinheiro,

ATAIDE., L. V.;FERREIRA, V. M.. Correlação entre infecção por papilomavírus humano e diagnóstico de câncer de colo uterino: um revisão de literatura. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Ana Carolina Costa Reis

BRITO, V. S.;FERREIRA, V. M.. Câncer de próstata no Brasil: Prevenção, diagnóstico e tratamento. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: Maria Isabel Gomes de Cancio

GUERREIRO, H. M. N.; FONTES, C. F.;FERREIRA, V. M.. Tuberculose multirresistente: produto do desenvolvimento de cepas resistentes da Mycobacterium tuberculosis aos tuberculostáticos de primeira linha. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Aluno: REBECCA MAGALHÃES MOURA

FERREIRA, V. M.; OLIVEIRA, R. C.. Identificação dos principais patógenos utilizados como armas biológicas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

FERREIRA, V. M.. Seleção dos projetos de pesquisa submetidos a Funadesp. 2019. Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular.

FERREIRA, V. M.. Liga Acadêmica Bahiana de Imunologia. 2017. Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

FERREIRA, V. M.. XVII Mostra Científica e Cultural: Ciência, Arte e Saúde para Transformação Social e XIII Jornada de Iniciação Científica/PIBIC. 2017. Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

FERREIRA, V. M.. XV Mostra Científica e Cultural e XIII Jornada de Iniciação Científica/PIBIC. 2015. Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Cleuber Franco Fontes

FREIRE SM;FONTES, C. F.; GUERREIRO HMN. Avaliação da produção de INF-y in vitro pós estímulo com PPD em cultura de sangue humano total de voluntários do HEMOBA - Bahia. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Fundação Baiana para Desenvolvimento das Ciências.

Hygia Maria Nunes Guerreiro

BENDICHO, M. T.; FREIRE, S.;HYGIA GUERREIRO ( GUERREIRO, H.). VALIAÇÃO DO EFEITO ESTIMULADOR DO PPD DE MYCOBACTERIUM BOVIS SOBRE PRODUÇÃO IN VITRO DE IFN- POR CÉLULA DE SANGUE TOTAL DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS DOADORES DE SANGUE, TRIADOS NO HEMOBA-BAHIA. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em BIOMEDICINA) - ESCOLA BAHIANA DE MEDICINA E SAÚDE PÚBLICA.

Deborah Bittencourt Mothé Fraga

Fraga, Deborah Bittencourt Mothé; CORDEIRO, S. M.. Prevalência de portadores de Neisseria meningitidis em estudantes universitários de 18 a 24 anos. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Biotecnologia em Saúde E Medicina Investigativa) - Fundação Oswaldo Cruz.

Maria Teresita F Bendicho

BENDICHO, M. T.. Avaliação da produção de IFN-y in vitro pós-estímulo com PPD em cultura de sangue humano total de voluntários do HEMOBA-BA. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - EBMSP.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Alan Silva Bastos dos Santos

Avaliação do impacto na incidência da coqueluche após a implementação do reforço da DTpa no Programa Nacional de Imunização no Brasil; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Paloma Prado Ramiro Muniz Barreto

?O Mercado da medicina laboratorial com a inserção dos grandes grupos de diagnóstico em Salvador/BA de 2010-2018; 2019; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Ítala Santos Veras

INCIDÊNCIA DA SÍFILIS CONGÊNITA EM SALVADOR ANTES E APÓS AS RE-SOLUÇÕES N 3; 242 E N 77 ASSOCIADAS AO SEU DIAGNÓSTICO; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Juliana Costa de Araújo Santos

SUSCEPTIBILIDADE ANTIMICROBIANA EM CEPAS DE Neisseria meningitidis E Neisseria lactamica ISOLADAS DE PORTADORES ASSINTOMÁTICOS; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

José Francisco Santos Neto

CARRIAGE PREVALENCE OF Neisseria meningitidis IN THE AMERICAS: A SYSTEMATIC REVIEW; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Yasmin Nadir Lisboa Rodrigues e Tativa Carolina da S

Teles; PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA SIFILIS EM GESTANTES NA CIDADE DE SALVADOR NO PERÍODO DE 2007 A 2013; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Lara Evellyn do Nascimento Macedo

Epidemiology of meningococcal disease after the immunization program against Neisseria meningitidis serogroup C in Bahia, Brazil; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Gabrielle Caires Souza

Curso evolutivo da coqueluche no estado da Bahia no período de 2007-2015; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Rafaela Gramacho Dias Machado

New Delhi metalobetalactamase um novo mecanismo de resistência bacteriana que desafia a saúde pública : revisão de literatura; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Ghabriella Reis da Silva Silva

A importância do Trichosporon asahaii como fungo emergente em pacientes leucêmicos; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Ítalo Eustaquio Ferreira

Avaliação e comparação do método de espectrometria de massa MALDI-TOF com os métodos automatizados VITEK-2, BD PHOENIX e MicroScan; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Orientador: Viviane de Matos Ferreira;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Hygia Maria Nunes Guerreiro

AVALIAÇÃO DO EFEITO ESTIMULADOR DO PPD DE MYCOBACTERIUM BOVIS SOBRE PRODUÇÃO IN VITRO DE IFN- POR CÉLULA DE SANGUE TOTAL DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS DOADORES DE SANGUE, TRIADOS NO HEMOBA-BAHIA; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em BIOMEDICINA) - ESCOLA BAHIANA DE MEDICINA E SAÚDE PÚBLICA; Orientador: Hygia Maria Nunes Guerreiro;

Mitermayer Galvão dos Reis

Prevalência de Portadores de Neisseria Meningitidis em Estudantes de 18 a 24 anos de uma Centro Universitário; 2018; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação de Biotecnologia em saúde e medicina) - Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz - Fiocruz/BA,; Orientador: Mitermayer Galvão dos Reis;

Songeli Menezes Freire

Avaliação do efeito estimulador do Derivado Protéico Purificado (PPD) de Mycobacterium bovis sobre a produção in vitro de INF- por células de sangue total de indivíduos saudáveis doadores de sangue da HEMOBA(Salvador-Bahia) (Co-Orientação); ; 2007; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciencias Biomedicas) - Escola Bahiana de Medicina e Saude Publica; Orientador: Songeli Menezes Freire;

Songeli Menezes Freire

AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO CITOCINAS IN VITRO PÓS-ESTÍMUL DE CELULA DO SANGUE PERIFERICO DE VOLUNTARIOS DA HEMOBA-BA; 2007; Iniciação Científica; (Graduando em Ciencias Biomedicas) - Escola Bahiana de Medicina e Saude Publica; Orientador: Songeli Menezes Freire;

Songeli Menezes Freire

Avaliação da produção in vbitro de citocinas em sangue periferico de voluntarios doadores de sangue sob estimulo antigenico e mitogenico; 2008; Orientação de outra natureza - Universidade Federal da Bahia; Orientador: Songeli Menezes Freire;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • FERREIRA, VIVIANE MATOS ; FERREIRA, ÍTALO EUSTÁQUIO ; CHANG, HOW-YI ; NUNES, AMÉLIA MARIA PITHON BORGES ; TOPAZ, NADAV ; PIMENTEL, ELLEN REIS ; MOURA, ANA RAFAELA SILVA SIMÕES ; RIBEIRO, GUILHERME SOUSA ; FEITOSA, CAROLINE ALVES ; REIS, MITERMAYER GALVÃO ; WANG, XIN ; CAMPOS, LEILA CARVALHO . Meningococcal carriage in young adults six years after meningococcal C conjugate (MCC) vaccine catch-up campaign in Salvador, Brazil. VACCINE , v. 38, p. 2995-3002, 2020.

  • JOSÉ FRANCISCO, SANTOS-NETO ; VIVIANE MATOS, FERREIRA ; CAROLINE ALVES, FEITOSA ; MARTHA SILVA, MARTINEZ-SILVEIRA ; LEILA CARVALHO, CAMPOS . Carriage prevalence of Neisseria meningitidis in the Americas in the 21st century: a systematic review. Brazilian Journal of Infectious Diseases , p. 254-267, 2019.

  • EVELLYN DO, LARA ; FERREIRA, VIVIANE ; FEITOSA, CAROLINE ; NUNES, AMELIA ; CAMPOS, LEILA ; SÁFADI, MARCO AURÉLIO P . Impact of Meningococcal C Conjugate Vaccination Programs with and without catch-up campaigns in adolescents: lessons learned from Bahia, Brazil.. Human Vaccines & Immunotherapeutics , v. 14, p. 00-00, 2017.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

FERREIRA, V. M. . Atualização em Microbiologia Clínica Hospitalar (Resistência Microbiana, antibioticoterapia e controle de infecção hospitalar). 2016.

FERREIRA, V. M. . Especialista alerta que álcool gel caseiro não é recomendado. 2020. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

BARBOSA, L. M. ; FERREIRA, V. M. ; Moretto, V.T . Rios baianos estão contaminados com fezes e presença de bactérias resistentes a antibióticos. 2015; Tema: Resistência bacteriana. (Site).

FERREIRA, V. M. . Coleta e Microscopia de Amostras Clínicas. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Aspectos Clínicos e Epidemiológicos dos Casos de Coqueluche ocorridos em Salvador, no período de 2011 a 2016, Descrição: A coqueluche é uma doença infecciosa aguda do trato respiratório, de alta transmissibilidade, causada pela bactéria Bordetella pertussis. Estima-se a ocorrência de 50 milhões de casos e 300.000 óbitos anualmente em todo o mundo. A doença pode ocorrer em indivíduos de qualquer faixa etária, entretanto, a maior incidência é observada em crianças menores de um ano de idade, particularmente entre lactentes não vacinados ou com esquema incompleto de vacinação. No Brasil, ocorreu a reemergência da coqueluche a partir de 2011 até 2014, apesar das elevadas coberturas vacinais ao longo deste período. Avaliar os fatores clínicos e epidemiológicos associados à severidade da doença podem fornecer informações úteis que auxiliem a adoção de medidas que visem minimizar os impactos epidemiológicos e sócioeconômicos da coqueluche. Objetivo: avaliar os aspectos clínicos e epidemiológicos dos casos de coqueluche ocorridos em Salvador no período de 2011 a 2016. Metodologia: trata-se de um estudo descritivo e retrospectivo. Foram considerados os casos de coqueluche ocorridos em Salvador no período de 2011 a 2016 e registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação e no banco de dados da Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. Com este levantamento, foram selecionados quatro hospitais que apresentaram o maior número de notificações durante o período de estudo. Após autorização prévia dos diretores dos hospitais, os prontuários dos pacientes com diagnóstico de coqueluche serão averiguados, para o levantamento de dados sócio-demográficos (idade, cor/raça, sexo, cidade de residência, etc.) e clínicos (sintomas, tempo de hopitalização, coinfecções, situação vacinal do paciente, etc.). Esses dados serão armazenados em um banco de dados eletrônico através do sistema REDCap (Research Electronic Data Capture). Os dados serão validados e analisados usando o sistema de análise estatística STATA v12, adotando um intervalo de confiança de 95% com um nível de significância de 5% e em seguida será calculado o risco relativo (RR) de desenvolvimento da coqueluche. Os eventos de interesse serão descritos por meio de frequências (absolutas e relativas) e de medidas de tendência central (média, mediana) e de dispersão (desvio-padrão).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Viviane de Matos Ferreira - Integrante / Leila Carvalho Campos - Coordenador / Mitermayer Galvão dos Reis - Integrante / Amélia Maria Pithon Borges Nunes - Integrante / Cristiane Wanderley Cardoso - Integrante / Ramon da Costa Saavedra - Integrante / Djanira Alkmim de Oliveira - Integrante / Lucas de Oliveira Araújo - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Caracterização fenotípica e genética de Bordetella pertussis isoladas na Bahia, no período de 2011 a 2016, Descrição: A coqueluche é uma doença infecciosa aguda do trato respiratório, de alta transmissibilidade, causada pela bactéria Bordetella pertussis. Essa doença pode ocorrer em indivíduos de qualquer faixa etária, sendo que os lactentes menores de seis meses constituem o grupo mais propenso a apresentar formas graves da doença, muitas vezes levando ao óbito. Apesar dos esforços para a prevenção de surtos e epidemias através da vacinação, ainda se observa o padrão cíclico da doença. Além disto, nas últimas décadas, a coqueluche ressurgiu em países com alta cobertura vacinal tornando-se assim uma das doenças imunopreviníveis com maior prevalência no mundo. A reemergência da coqueluche tem sido associada a diversos fatores que vão desde as novas técnicas para diagnóstico até queda da imunidade conferida pela vacina e adaptação do patógeno. De fato, nem a vacina nem a infecção conferem uma imunidade duradoura, provavelmente devido a mudanças no conteúdo genético de isolados circulando em todo o mundo, incluindo países com alta cobertura vacinal. Este estudo tem como objetivo realizar a caracterização fenotípica e genética de cepas de B. pertussis isoladas na Bahia, no período de 2011 a 2019, que fazem parte da coleção de culturas do Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (LACEN, BA), correlacionado com os possíveis fatores epidemiológicos associados ao desenvolvimento da doença. Como objetivos secundários pretende-se: 1) descrever os aspectos epidemiológicos da coqueluche em pacientes que tiveram a confirmação laboratorial pelo LACEN, em Salvador, Bahia; 2) verificar os fatores associados ao desenvolvimento da doença; 3) determinar o perfil das cepas de B. pertussis através da técnica de Eletroforese em Gel de Campo Pulsante (PFGE) e identificar as possíveis mudanças ao longo do período de estudo; 4) verificar a produção da proteína pertactina nas cepas de B. pertussis; 5) deterninar a susceptibilidade aos antibióticos das cepas de B. pertussis; 6) sequenciar os genes de virulência prn, fim2, fim3, ptxA e ptxP das cepas de B. pertussis de isolados representativos de cada perfil obtido por PFGE; 7) sequenciar e analisar o genoma completo de isolados representantes de cada perfil genético (PFGE e genes de virulência) das cepas apresentando os padrões genéticos mais predominantes; 8) realizar epidemiologia genômica de B. pertussis através da genômica comparativa entre os genomas gerados neste estudo. Existem poucos estudos no Brasil e nenhum no estado da Bahia, caracterizando as linhagens de B. pertussis circulantes e seus aspectos epidemiológicos. Os resultados obtidos neste estudo poderão fornecer informações sobre os mecanismos bacterianos associados ao sucesso da transmissão da bactéria e uma melhor compreensão sobre a epidemiologia da doença, visando embasar as discussões sobre as melhores estratégias de vacinação. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Viviane de Matos Ferreira - Integrante / Leila Carvalho Campos - Coordenador / Daniela Leite - Integrante / Lourdes R. A. Vaz de Lima - Integrante / Ana Carolina Paulo Vicente - Integrante / Felicidade Mota Pereira - Integrante / Eliana Fonseca Souza da Silva - Integrante / Érica Lourenço da Fonseca - Integrante / José Francisco Santos Neto - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    Prevalência de portadores de Neisseria meningitidis em estudantes universitários de 18 a 24 anos de idade., Descrição: A doença meningocócica (DM) é um grande problema de saúde pública sendo considerada endêmica no Brasil, com taxas de incidência que variam de 1,0-2,0 casos/100.000 habitantes por ano. Este agravo é causado pela bactéria Neisseria meningitidis (meningococo), que pode habitar a nasofaringe humana, sem causar a doença, em cerca de 8 a 35% da população, estabelecendo o estado de portador assintomático. Seis sorogrupos (A, B, C, W, X e Y) são responsáveis pela maioria dos casos de DM, sendo o sorogrupo C o mais prevalente no Brasil desde 2006. O meningococo tem baixa sobrevida no meio ambiente e é transmitido de pessoa a pessoa, através de gotículas respiratórias ou contato com secreções de portadores saudáveis ou doentes. O estado de portador é um fenômeno que depende da idade, apresentando uma prevalência maior entre adolescentes e adultos jovens, considerados por esta razão os principais transmissores do microrganismo. Poucos estudos são realizados para estimar a duração do estado de portador sadio do meningococo através do acompanhamento de indivíduos ao longo do tempo. Na maioria destes estudos, a caracterização molecular para identificar se a colonização é mantida pela mesma cepa não é realizada. Este estudo tem como objetivo estudar a dinâmica do estado de portador sadio de N. meningitidis em uma população de estudantes universitários de 18 a 24 anos de idade. Como objetivos específicos pretende-se: 1) estimar a prevalência de colonização por N. meningitidis por cepas sorogrupáveis e não sorogrupáveis; 2) estimar o tempo de colonização assintomática por N. meningitidis; 3) analisar fatores associados à colonização por N. meningitidis; 4) analisar o fenótipo e o genótipo das cepas de N. meningitidis presentes na orofaringe da população estudada.5) analisar o microbioma da orofaringe dos estudantes, relacionando à presença da colonização por N. meningitidis.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Viviane de Matos Ferreira - Integrante / Italo Estáquio Ferreira - Integrante / Leila Carvalho Campos - Coordenador / Mitermayer Galvão dos Reis - Integrante / Amélia Maria Pithon Borges Nunes - Integrante / José Francisco Santos Neto - Integrante., Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2018

Professora Homenageada, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2017

Prêmio Professor Diamante, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2017

Professora Homenageada, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2016

Prêmio Professor Diamante, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2016

Professora Homenageada, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2015

Professora Homenageada, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

2014

Professora Homenageada, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2018 - Atual

Instituto Gonçalo Moniz

Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Serviço técnico especializado, Carga horária: 20

2019 - Atual

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40

2019 - Atual

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Vínculo: Professor pós graduação, Enquadramento Funcional: Professor pós graduação

2012 - 2019

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 40

Atividades

  • 03/2019

    Ensino, Especialização em Análises Clínicas, Nível: Especialização,Disciplinas ministradas, Microbiologia Clínica

  • 07/2012

    Ensino, Biomedicina, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Bioamostragem - Estágio Supervisionado, Estágio Supervisionado em Análises Clínicas, Microbiologia Clínica

2012 - 2015

Hospital São Rafael

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Microbiologista, Carga horária: 36

Atividades

  • 07/2012 - 01/2015

    Serviços técnicos especializados , Hospital São Rafael, .,Serviço realizado, Microbiologia Clínica Hospitalar (Bacteriologia e Micologia).

2007 - 2007

LABORATORIO CENTRAL DE SAÚDE PÚBLICA

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20

Outras informações:
Estágio curricular.

2007 - 2007

Fundação José Silveira

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20

Outras informações:
Estágio curricular.

2017 - 2017

Centers For Disease Control And Prevention

Vínculo: Guest researcher, Enquadramento Funcional: Guest researcher, Carga horária: 40

Atividades

  • 04/2017 - 08/2017

    Pesquisa e desenvolvimento , Division of Bacterial Diseases, .,Linhas de pesquisa