Rita de Cássia Moreira de Souza

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2001) e doutorado em Ciências, área de concentração em Doenças Infecciosas e Parasitárias, pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da saúde do Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ (2009). Tem experiência na área de Parasitologia, com ênfase em Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores, atuando principalmente nos seguintes temas: Triatominae, Triatoma vitticeps, Trypanosoma cruzi, Epidemiologia e Controle da Doença de Chagas. Atualmente é Pesquisadora no Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas (CPqRR/FIOCRUZ); Curadora substituta da Coleção de Vetores da Doença de Chagas; Colaboradora do Laboratório de Referência em Doença de Chagas do LATEC/IRR-FIOCRUZ; Membro da equipe de coordenação do Programa de Iniciação Científica do IRR; Membro titular da Câmara Técnica de Pesquisa do IRR.

Informações coletadas do Lattes em 24/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Ciências da Saúde

2004 - 2009

Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ
Título: Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais.
Liléia Diotaiuti. Bolsista do(a): Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ, CPQRR/FIOCRUZ, Brasil. Palavras-chave: genética; controle; triatomíneos; Triatoma vitticeps; biossistemática; Trypanosoma cruzi. Grande área: Ciências da Saúde

Graduação em Ciências Biológicas

1998 - 2001

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Graduação em Ciências Biológicas

1996 - 1997

Faculdades Metodistas Integradas Isabela Hendrix

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Pós-doutorado

2009 - 2011

Pós-Doutorado. , Centro de Pesquisas René Rachou, CPqRR, Brasil. , Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. , Grande área: Ciências Biológicas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

Interpretação e aplicação da norma ABNT ISO 17025:. (Carga horária: 16h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2013 - 2013

Curso de introdução ao pacote estatístico R. (Carga horária: 15h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2011 - 2011

Ferramentas e Funcionalidade da Rede SpeciesLink d. (Carga horária: 4h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2010 - 2010

I Curso de Monitoramento da resistência de Triato. (Carga horária: 50h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2009 - 2009

Capacitação no diagnóstico parasitológico para lab. (Carga horária: 20h). , Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, SESMG, Brasil.

2009 - 2009

Sistemas de Información Geográfica, Análisis Espac. (Carga horária: 40h). , Facultad de Ciências Exactas y Naturales, Universidad de Buenos Aires, UBA, Argentina.

2008 - 2008

Tecnologia em Purificação de Água. (Carga horária: 9h). , MILLIPORE, MILLIPORE, Brasil.

2006 - 2006

Extensão universitária em Introdução ao Geoprocessamento e Sistemas de Infor. (Carga horária: 24h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2006 - 2006

3º Seminário de Geoprocessamento da UFMG. (Carga horária: 9h). , Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.

2006 - 2006

Tópicos em DIP: morfometria geométrica. (Carga horária: 30h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2005 - 2005

Taller Regional de Adiestramiento en Técnicas de D. (Carga horária: 150h). , Centro Regional de Investigaciones Científicas y Transferencia Tecnológica, CRILAR, Argentina.

2004 - 2004

Curso Boas práticas de Laboratório. (Carga horária: 6h). , Centro de Pesquisas René Rachou, CPqRR, Brasil.

2003 - 2003

Curso de Avaliação de certificados de calibração. (Carga horária: 8h). , Centro de Pesquisas René Rachou, CPqRR, Brasil.

2003 - 2003

Curso Boas práticas de Laboratório. (Carga horária: 21h). , Centro de Pesquisas René Rachou, CPqRR, Brasil.

2003 - 2003

Doenças Infecciosas e Parasitárias I. (Carga horária: 30h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2002 - 2002

Príncipios de biologia molecular. (Carga horária: 15h). , Programa de Pós-Graduação e Pesquisa - Santa Casa, SANTA CASA, Brasil.

2001 - 2001

Imunologia das doenças parasitárias. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.

2001 - 2001

Sensibilização e informação em biossegurança. (Carga horária: 30h). , Centro de Pesquisas René Rachou, CPqRR, Brasil.

2001 - 2001

Biologia, Ecologia e Controle de Triatomíneos. (Carga horária: 45h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2000 - 2000

Curso de Morfometria y Biologia Evolutiva. (Carga horária: 45h). , Centro de Pesquisa René Rachou, CPQRR, Brasil.

2000 - 2000

Noções Gerais de Microscopia. (Carga horária: 9h). , Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.

1999 - 1999

Parasitologia. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.

1998 - 1998

Ecologia de Lagartos. (Carga horária: 12h). , Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.

1997 - 1997

Introdução aos métodos de amostragem em vegetação. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.

1997 - 1997

Genética. (Carga horária: 20h). , SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS, SEE-MG, Brasil.

1996 - 1996

Cores formas e comportamento dos vertebrados. (Carga horária: 20h). , Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia / Subárea: Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores.

Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes/Especialidade: Coleções Biológicas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SOUZA, R. C. M. ; SILVA, M ; SOUTO, A. ; GUERRERO, A. T. ; OLIVEIRA, B. C. ; BOAR, C. ; MENDONCA, C. L. F. ; VARELLA, C. ; LOUSADA, K. ; KNOFF, M. ; QUINELATO, S. ; GOMES, S. ; VIERA, V. . 3º Encontro de Coleções Biológicas da Fiocruz. 2019. (Outro).

SOUZA, R. C. M. ; PASCOAL, V. P. M. ; MONTE NETO, R. L. . 27ª Reunião Anual de Iniciação Científica - RAIC IRR/Fiocruz Minas. 2019. (Outro).

SOUZA, R. C. M. ; PASCOAL, V. P. M. ; MONTE NETO, R. L. . 26ª Reunião Anual de Iniciação Científica - RAIC IRR/Fiocruz Minas. 2018. (Outro).

SOUZA, R. C. M. ; MENDONCA, C. L. F. ; ANDRADE FILHO, J. D. ; OLIVEIRA, M A ; SHIMABUKURO, P. H. F. ; CARVALHO, O. S. ; Ferreira RA ; CALDEIRA, R. L. . III Encontro Mineiro de Coleções Biológicas. 2017. (Outro).

CARVALHO, O. S. ; SOUZA, R. C. M. ; Ferreira RA ; ANDRADE FILHO, J. D. ; SHIMABUKURO, P. H. F. ; MENDONCA, C. L. F. ; OLIVEIRA, M A . II Encontro Mineiro de Coleções Biológicas. 2014. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

55 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia. Triatokey: conhecimento científico e desenvolvimento tecnológico para a vigilância entomológica em doença de Chagas. 2019. (Congresso).

55 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical e XXVI Congresso Brasileiro de Parasitologia. Triatomíneos sinantrópicos no município de Caraúbas, Rio Grande do Norte, Brasil: infestação das unidades domiciliares, infecção natural pelo Trypanosoma cruzi e fonte alimentar. 2019. (Congresso).

IV Encontro Mineiro de Coleções Biológicas. 2019. (Encontro).

VI Simpósio Internacional de Entomologia.Controle de pragas urbanas.. 2019. (Simpósio).

54° Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - MEDTROP 2018. Dinâmica da reinfestação por Triatoma brasiliensis (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) na caatinga cearense, após borrifação com inseticida residual.. 2018. (Congresso).

54° Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical - MEDTROP 2018. Indicadores entomológicos relacionados ao risco de transmissão de Trypanosoma cruzi e infestação por Triatoma brasiliensis no semiárido nordestino. 2018. (Congresso).

INTERNATIONAL WORKSHOP ON MOBILE DIGITAL TECHNOLOGIES FOR CONTROL AND MONITORING OF RESERVOIRS AND VECTORS OF INFECTIOUS AGENTS.Triatokey: a web and mobile tool for biodiversity identification of Brazilian triatomine species. 2018. (Oficina).

XV Encontro Anual do Programa Translacional em doença de Chagas. 2018. (Encontro).

52° Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Uso de repelentes comerciais como estratégia para proteção individual contra vetores da doença de Chagas. 2016. (Congresso).

Workshop em Doença de Chagas no Estado do Rio Grande do Norte.Biodiversidade Triatomínica: perspectivas para proteção individual e vigilância no Brasil. 2016. (Simpósio).

XXXI REUNIÃO ANUAL DE PESQUISA APLICADA EM DOENÇA DE CHAGAS XIX REUNIÃO DE PESQUISA APLICADA EM LEISHMANIOSES. Limitações científicas e operacionais para o avanço das atividades de controle vetorial da doença de Chagas no Brasil: Na pesquisa?. 2016. (Congresso).

II Encontro Mineiro de Coleções Biológicas.Biodiversidade de Triatomíneos (Hemíptera; Reduviidae) depositados na Coleção de Vetores da Doença de Chagas (Fiocruz-COVEC). 2014. (Encontro).

V Encontro de Pesquisa em Parasitologia: Novas Abordagens para Antigos Problemas. 2014. (Encontro).

XXX Reunião Anual de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas. Modelo de distribuição geográfica do Triatoma brasiliensis e Triatoma melanica. 2014. (Congresso).

1st internacional workshop on anthropization and vector-borne diseases in Amazonia: chagas disease as a model system.occurrence and distribution of chagas disease vectors in Tocantins state, Brazil. 2013. (Outra).

IV encontro de pesquisa em parasitologia do ICB/UFMG.Contribuições para a identificação molecular da biodiversidade triatomínica (hemiptera, reduviidae) através do DNA barcoding. 2013. (Outra).

XXIII congresso brasileiro de parasitologia e III encontro de parasitologia do mercosul. Avaliação preliminar dos eventos de invasão das residências por triatomíneos silvestres na sub-região Amazônica, Tocantins, Brasil. 2013. (Congresso).

XXIII congresso brasileiro de parasitologia e III encontro de parasitologia do mercosul. Validação do guia eletrônico para identificação de triatomíneos. 2013. (Congresso).

XXIII congresso brasileiro de parasitologia e III encontro de parasitologia do mercosul. Elaboração do guia de identificação triatomínica como estratégia de ação para a vigilancia entomológica. 2013. (Congresso).

XXIX reunião anual de pesquisa aplicada em doença de chagas, XVII reunião anual de pesquisa aplicada em leishmanioses. 2013. (Outra).

XXIX reunião anual de pesquisa aplicada em doença de chagas, XVII reunião anual de pesquisa aplicada em leishmanioses.Uso do DNA barcoding para discriminar espécies crípticas do complexo Triatoma brasiliensis (hemiptera, reduviidae). 2013. (Outra).

XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brasilian Society of Tropical Medicine. Morphometric characterization of Triatoma brasiliensis and Triatoma melanica, vectors of Chagas disease. 2012. (Congresso).

XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine. 2012. (Congresso).

XVIII International Congress for Tropical Medicine and Malaria and XLVIII Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine. Characterization of Trypanosoma cruzi in domiciliary triatominae from municipalities of Minas Gerais, Brazil. 2012. (Congresso).

27 Reunião de Pesquisa Aplicada em Doenças de Chagas 15 Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmaniose.Apresentação, organização e fortalecimento da coleção de vetores da doença de chagas (Fiocruz-COLVEC). 2011. (Outra).

27 Reunião de Pesquisa Aplicada em Doenças de Chagas 15 Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmaniose.Variabilidade morfométrica de Triatoma Brasiliensis (Hemiptera, reduviidae) no municipio de tauá, Ceará, Brasil. 2011. (Outra).

27ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e 15ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmaniose. Pulverização de fontes alimentares por piretróide para o controle de triatomíneos peridomiciliares. 2011. (Congresso).

I Encontro Mineiro de Coleções Biológicas.Apresentação da Coleção de Vetores da Doença de Chagas (FIOCRUZ-COLVEC). 2011. (Encontro).

II Encontro de Pesquisa em Parasitologia. 2011. (Encontro).

XXVII Reunião de Pesquisa Aplicada em Doenças de Chagas e XV reunião de pesquisa aplicada em Leishmanioses. 2011. (Outra).

26ª Reunião Anual de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e da 14ª Reunião Anual de Pesquisa aplicada em Leishmanioses.Trypanosoma cruzi: aspectos epidemiológicos no ciclo de transmissão no município de Tauá, Ceará, Brasil. 2010. (Outra).

26ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e da 14ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses.?Análise sorológica e molecular de cães quanto à infecção por Trypanosoma cruzi. 2010. (Outra).

I Encontro de Pesquisa em Parasitologia.Avaliação da metaciclogenese em triatoma vitticeps experimentalmente infectados pelo trypanosoma cruzi. 2010. (Encontro).

I Encontro de Pesquisa em Parasitologia.Caracterização da infestação domiciliar e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais. 2010. (Encontro).

25ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e da 13ª reinião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses.Ecoepidemiologia de vetores e vigilância entomológica no controle da Doença de Chagas. 2009. (Outra).

25ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e da 13ª reinião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses.Caracterização da infestação domiciliar e dinâmica de populações de triatoma vitticeps em Itanhomi, Minas Gerais. 2009. (Outra).

Simpósio Internacional Comemorativo do Centenário da descoberta da Doença de Chagas. Caracterização da infestação domiciliar e dinãmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e trypanosoma cruzi em Inhotim, Minas Gerais. 2009. (Congresso).

Simpósio Internacional Comemorativo do Centenário da descoberta da Doença de Chagas.Dynamics of the houses infestation and the wild environment in the municipality of tauá, Ceará, Brasil. 2009. (Simpósio).

Simpósio Internacional Comemorativo do Centenário da descoberta da Doença de Chagas. 2009. (Simpósio).

Simpósio Internacional Comemorativo do Centenário da Descoberta da Doença de Chgas.Characterization of the domestic infestation and population dynamic of Triatoma vitticeps (Stal, 1859) and Trypanosoma cruzi in Itanhomi, Minas Gerais. 2009. (Simpósio).

XXI Congresso Brasileiro de Parasitologia e II Encontro de Parasitologia do Mercosul. Morfometria Geométrica de populações de triatoma brasileiensis (Hemiptera, reduvidae) de tauá, Ceará, Brasil. 2009. (Congresso).

XXI Congresso Brasileiro de Parasitologia e II Encontro de Parasitologia do Mercosul. Análise espacial da distribuição geográfica de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) a partir dos dados de ocorrência da espécie no Estado de Minas Gerais. 2009. (Congresso).

II Jornada de Pós-Graduação/ V Jornada do Programa de Vocação Científica/ XVI Jornada de Iniciação Científica.Dinâmica de alimentação e dejeção de ninfas de Triatoma vitticeps (Stal, 1859). 2008. (Outra).

XVII Congresso de Pós-graduação da UFLA, I Encontro de Engenharia de Sistemas, IV Workshop de laser e Óptica na Agricultura. Principais Espécies de Flebotomíneos do Brasil. 2008. (Congresso).

XVII Congresso de Pós-graduação da UFLA, I Encontro de Engenharia de Sistemas, IV Workshop de laser e Óptica na Agricultura. Biologia, ecologia e Controle de triatomíneos. 2008. (Congresso).

X Jornada Científica de Pós- Graduação XV Reunião Anual de Iniciação Científica.Dinâmica de alimentação e dejeção de ninfas de Triatoma vitticeps (Stall, 1859). 2007. (Outra).

XXIII Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e Leishmanioses.Dinâmica de alimentação e dejeção de ninfas de Triatoma vitticeps (Stal, 1859). 2007. (Outra).

XXI Jornada de Biologia da PUC Minas.Doenças negligenciadas com enfoque em Doença de Chagas. 2007. (Outra).

3 Seminário de Geoprocessamento da UFMG. 2006. (Seminário).

XIV Jornada de Iniciação científica, III Jornada do Programa de Vocação Científica, I Jornada de Pós-Graduação.Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais. 2006. (Outra).

XXII reunião Anual da Sociedade Brasileira de Protozoologia/ XXXIII Reunião Anual sobre Pesquisa Básica em Doença de Chagas.Multiplex-PCR for diagnosis and molecular characterization of Trypanosoma cruzi in specimens of Triatoma vitticeps from Itanhomi. 2006. (Outra).

IX Jornada científica de Pós-Graduação e XIII Reunião Anual de Iniciação Científica.Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) Itanhomi. 2005. (Outra).

XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia. Estudos morfológicos de cavernicola pilosa barber, 1937 (hemiptera: reduviide). 2005. (Congresso).

XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia. Dinâmica populacional do Triatoma vitticeps no município de Itanhomi, Minas Gerais. 2005. (Congresso).

XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia. RAPD como marcador genético para entendimento da biogeografia de populações brasileiras de panstrongylus megistus (hemiptera, reduviidae, triatominae). 2005. (Congresso).

XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia. Identificação das espécieis de rhodnius existentes em palmeiras do município de Tocantinópolis - TO. 2005. (Congresso).

XVIII Congresso Brasileiro de Parasitologia. Ação da saliva de triatoma vitticeps (reduvidae: triatomae) sobre o nervo ciático de rato. 2003. (Congresso).

XXXIX Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Infestação do Ambiente Artificial por Triatoma Vitticipes no município de Itanhomi, Minas Gerais Brasil. 2003. (Congresso).

II Encontro Anual da Sociedade Brasileira de Paleontologia-Paleo 2000.Estudos dos coprólotos de mamíferos quartenários preservados nas cavernas Toca dos Ossos e Brejões. 2001. (Encontro).

IX Reunião Científica do CPqRR.IX Reunião de Iniciação Científica do CPqRR. 2001. (Outra).

XV Congresso Latino Americano de Parasitologia,VVII Congresso Brasileiro de Parasitologia e I Congresso da Sociedade Paulista de Parasitologia.. Morphometrics of Rhodnius neglestus populations from Goiás and Tocantins, Brazil.. 2001. (Congresso).

XXXVII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical. Morfometria do Panstrongylus lutzi Neiva e Pinto, 1923 (Hemiptera: reduviidae: triatominae). 2001. (Congresso).

Reunião anual de Pesquisas Básicas em doença de Chagas. 2000. (Congresso).

XIV Jornada de Biologia da PUC Minas. 2000. (Outra).

XIV Jornada de Iniciação Científica.Mecanismos neuroquímicos relacionados com a fisiologia do amor. 2000. (Outra).

XIII Jornada de Biologia e do 1 encontro de Biólogos da CRBio 4 Região.. 1999. (Outra).

XII Jornada de Biologia. 1998. (Outra).

XI Jornada de Biologia. 1997. (Outra).

X Jornada de Biologia. 1996. (Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Danyele Franca da Silva

ANDRADE FILHO, J. D.; AVELAR, D. M.; PAZ, G. F.;SOUZA, R. C. M.. Aspectos epidemiológicos das leishmanioses no município de Pains, Centro Oeste Mineiro. 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Nathália Cristina Lima Pereira

BARATA, R. A.; AVELAR, D. M.;SOUZA, R. C. M.. Ecologia de flebotomíneos em área de transmissão de leishmanioses no municípiode Itaúna, Minas Gerais. 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Aline Tanure

ANDRADE FILHO, J. D.; BRAZIL, R. P.; BARATA, R. A.;SOUZA, R. C. M.. Estudo dos Flebotomíneos (Diptera; Psychodidae) na localidade de Casa Branca, município Brumadinho, área de Transmissão para Leishmanioses no Estado de Minas Gerais. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Adriana Benatti Bilheiro

CAMARGO, L. M. A.; Fontes, G;SOUZA, R. C. M.. Biologia e índices de infecção natural por tripanosomatídeos em Rhodnius montenegrensis (Hemiptera, Reduviidae, Triatomine) no estado de Rondônia, Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS DA SAÚDE) - Universidade Federal de São João Del-Rei.

Aluno: Cryslaine Aguiar Silva

SOUZA, R. C. M.. Avaliação e retificação da identificação específica de moluscos do gênero Biomphalaria PRESTON, 1910 do acervo da Coleção de Malacologia Médica (FIOCRUZ-CMM).. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Fabiana de Oliveira Lara e Silva

SOUZA, R. C. M.. Leishmaniose Tegumentar Americana em Governador Valadares (Minas Gerais, Brasil). 2011. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: João Victor Leite

SOUZA, R. C. M.. Vigilância epidemilógica da doença de Chagas em municípios da Gerência Regional de Saúde de Diamantina, Minas Gerais, Brasil. 2010. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ.

Aluno: Larissa Ferreira Paranaíba

SOUZA, R. C. M.. Interação triatomíneos-Trypanosoma cruzi: Desenvolvimento de diferentes DTUs, papel das vesículas extracelulares e tentativa de hibridização. 2019. Tese (Doutorado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Marinely Blanca Bustamente Gomez

SOUZA, R. C. M.; DIOTAIUTI, Lileia; DIAS, J. C. P.; DIAS, J. V. L.; Obara,M. T.. Caracterização e distribuição da resistência aos piretróides de populações silvestres e domésticas de Triatoma infestans na Bolívia. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Rosaline Rocha Lunardi

SOUZA, R. C. M.. Avaliação do potencial vetorial associado à plasticidade fenotípica de Triatoma williami Galvão, Souza e Lima, 1965.. 2015. Tese (Doutorado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Cristiani de Castilho Sanguinette

SOUZA, R. C. M.. Epidemiologia das Leishmanioses em Barra do Guaicui, Minas Gerais, Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Joaõ Victor Leite Dias

SOUZA, R. C. M.DIOTAIUTI, Liléia; DIAS, J. C. P.; Gurgel Gonçalves R; Ferraz, ML. Fatores envolvidos na distribuição de triatomíneos e infecção de vetores e reservatórios por Trypanosoma cruzi (Chagas 1909) no município de Diamantina, Minas Gerais, Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: CAMILLA DE MEDEIROS DE CARVALHO

SOUZA, R. C. M.. Estudo taxonômico e elaboração de atlas de distribuição geográfica de espécies da família lymnaeidae rafinesque, 1815 (gastropoda, Basommatophora). 2014. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Dayane Andriotti Otta

Carvalho AT; Kano FS; Menezes CAS;SOUZA, R. C. M.. Ensaios de triagem para identificação de atividade imunomoduladora potencial em compostos-líderes candidatos a novos fármacos anti-Trypanosoma cruzi. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Luciana Ramos Dias

SOUZA, R. C. M.; ARAUJO, R. N.; Geiger, S. M.;PEREIRA, M H. Caracterização da resposta anti-saliva em camundongos expostos a picadas e identificação de um marcador de contato para Rhodnius prolixus (Hemiptera: Reduviidae). 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Maria Angélica de Oliveira

SOUZA, R. C. M.; SECUNDINO, N. F. C.; SILVA, B. M.. Comparação morfométrica de Aedes (Stegomya) aegypti (Linnaeus, 1762) da cidade de Belo Horizonte - MG. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Aluno: Elisa Neves Vianna

SOUZA, R. C. M.. Dinâmica de reinfestações e alterações ambientais na eco-epidemiologia da doença de Chagas em área de Triatoma sordida Stal 1859 (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) no norte de MG, Brasil. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Curso de Pós-Graduação em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Aluno: Lucas Ramos Colares Aguiar

SOUZA, R. C. M.PAULA, A S. Análise de Parcimônia de Brooks (BPA) das ecorregiões neotropicais. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Aluno: Carlos Rafael de Araújo Barreto

SOUZA, R. C. M.. Análise Filogenética de Rhodiniini (Heteroptera: Reduviidae: Triatominae). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto.

Aluno: Camila Lopes Sibalszky Silva

SOUZA, R. C. M.. Influência das variações climáticas na incidência de Aedes aegypti e Aedes albopictus em Belo Horizonte, Minas Gerais. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário UNA.

SOUZA, R. C. M.; Pires HHR; RODRIGUES, A. P.. Membro titular da Banca examinadora do concurso público de Provas e Títulos para seleção de professor integrante da carreira de Magistério Superior do quadro de pessoal, Classe de professor Adjunto, na área de Parasitologia Básica, Estágio supervisionado - Edital No 027/2009.. 2009. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do Processo de Seleção do Edital 2020-2021, Integrando o Comitê Institucional de avaliação e seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC/PIBIT) - FIOCRUZ / CNPq. 2020.

SOUZA, R. C. M.; TRINDADE, G. S.; BAZZOLI, N.. Avaliadora externa na comissão julgadora do XII Prêmio de incentivo à pesquisa Carlos Ribeiro Diniz. 2019. Fundação Ezequiel Dias.

SOUZA, R. C. M.; LIRA, R.. Avaliadora externa na comissão julgadora do 11° Seminário de Iniciação Científica - Prêmio Carlos Ribeiro Diniz. 2018. Fundação Ezequiel Dias.

SOUZA, R. C. M.. Membro de banca Avaliadora da XXIV Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC 2016). 2016.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do Processo de seleção edital 2014-2015 integrando o comitê institucional de avaliação e seleção do Programa institucional de bolsas de IC (PIBIC) - Fiocruz/CNPq.. 2015. Centro de Pesquisa René Rachou.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do Processo de seleção edital 2103-2014 integrando o comitê institucional de avaliaçao e seleção do Programa institucional de bolsas de IC(PIBIC) - Fiocruz/CNPq.. 2013. Fundação Oswaldo Cruz.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do Processo de Seleção do Edital 2012-2013, Integrando o Comitê Institucional de avaliação e seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) - FIOCRUZ / CNPq. 2012. Fundação Oswaldo Cruz.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do Processo de Seleção do Edital 2011-2012, Integrando o Comitê Institucional de avaliação e seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) - FIOCRUZ / CNPq. 2011. Fundação Oswaldo Cruz.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora Ad Hoc do edital FAPITEC/SE/FUNTEC/CNPq N° 04/2011- Programa Primeiros Projetos (PPP). 2011. Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do mérito científico/tecnológico de projeto, para o edital FAPITEC/SE/FUNTEC n 06/2009 (Universal). 2010. Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do Processo de Seleção do Edital 2010-2011, Integrando o Comitê Institucional de avaliação e seleção do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) - FIOCRUZ / CNPq. 2010. Fundação Oswaldo Cruz.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora da Jornada de Iniciação científica, realizada pelo Instituto René Rachou/FIOCRUZ, referente à avaliação do Programa Institucional de bolsas de iniciação científica - PIBIC FIOCRUZ/CNPq. 2009. Fundação Oswaldo Cruz.

SOUZA, R. C. M.. Avaliadora do mérito científico/tecnológico de projeto, para o edital FAPITEC/SE/FUNTEC n 06/2009 (Universal). 2009. Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Silvia Ermelinda Barbosa

BARBOSA, Silvia Ermelinda. Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais. (Suplente). 2009. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisas René Rachou/Fiocruz.

Herton Helder Rocha Pires

DIOTAIUTI, L.DIAS, J. C. P.PIRES, H. H. R.; MACHADO, E. M. M.; BARBOSA, S. E.; GONCALVES, T. C.. Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, MInas Gerais. 2009. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisas René Rachou.

Evandro Marques de Menezes Machado

MACHADO, E M M; Gonçalves, TC; PIRES, H H R; DIAS, J C P; DIOTAIUTI, L.. Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (STAL, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais. 2009. Tese (Doutorado em Ciênicas da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

João Carlos Pinto Dias

DIAS, João Carlos Pinto. Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais. 2009. Tese (Doutorado em Doenças Infecciosas e Parasitárias) - Centro de Pesquisas René Rachou.

João Carlos Pinto Dias

DIAS, João Carlos Pinto. Caracterização da infestação e dinâmica de população de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências da Saúde (DIP)) - Centro de Pesquisa René Rachou/FIOCRZ.

Teresa Cristina Monte Gonçalves

DIOTAIUTI, Liléia; Dias; PIRES, H. H. R.;GONÇALVES, T. C. M.; Dias ES; Leite SEB. Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, Minas Gerais.. 2009. Tese (Doutorado em Curso de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Iago Souza Dias Canedo

Investigação sobre o papel de receptores ionotrópicos na identificação de moléculas repelentes em triatomíneos; Início: 2018; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; (Orientador);

Márcio da Silva Loureiro

BIONFKEY: GUIA ELETRÔNICO DE IDENTIFICAÇÃO DE MOLUSCOS DO GÊNERO BIOMPHALARIA COMO SUPORTE À VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA ESQUISTOSSOMOSE; Início: 2017; Dissertação (Mestrado profissional em Pós-Graduação Stricto sensu em Vigilância e Controle de Vetore) - Instituto Oswaldo Cruz; (Coorientador);

Camilla Fortunato Costa

Avaliação da infestação domiciliar pelo Triatoma sordida no município de Espinosa, Minas Gerais; Início: 2019; Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Centro de Pesquisa René Rachou, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; (Orientador);

Aline Marzano Miranda

RESPOSTA COMPORTAMENTAL DE TRIATOMÍNEOS EXPOSTOS À REPELENTES SINTÉTICOS E PRODUTOS NATURAIS; Início: 2018 - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; (Orientador);

Nathália Werneck Cézar de Oliveira

AVALIAÇÃO DA AÇÃO REPELENTE DE SUBSTÂNCIAS SINTÉTICAS EM TRIATOMÍNEOS E A IDENTIFICAÇÃO DE RECEPTORES QUIMIOSENSORIAIS RESPONSÁVEIS PELA DETECÇÃO DE MOLÉCULAS REPELENTES EM Rhodnius prolixus; 2016; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Coorientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Raíssa Nogueira Brito

OCORRÊNCIA E DISTRIBUIÇÃO DAS ESPÉCIES DE TRIATOMÍNEOS NO ESTADO DO TOCANTINS A PARTIR DOS EVENTOS DE INVASÃO DOMICILIAR; 2012; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Coorientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Raíssa Nogueira de Brito

Adaptação climática/microclimática e capacidade de domiciliação em Triatominae; 2015; Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde) - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Coorientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Iago Souza Dias Canedo

Avaliação da ação de repelência de substâncias de origem natural como estratégia para proteção individual contra picadas de triatomíneos; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Nathália Werneck Cézar de Oliveira; Ellen Caroline Rocha de

Avaliação do conhecimento sobre a doença de Chagas em escolares do ensino médio nos municípios de Itatiaiuçú e Sabará, Minas Gerais; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Anatiele Borges Barbosa

Análise funcional e Aplicabilidade do "Guia de Identificação Triatomínica" para fins públicos; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Camila Lopes Sibalszky Silva

Estágio supervisionado; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário UNA; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Michelle Moreira

Dinâmica de alimentação e dejeção de ninfas de Triatoma vitticeps (Stl, 1859); ; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Fellipe Dias Tavares de Simas

AVALIAÇÃO DA INFESTAÇÃO DOMICILIAR POR TRIATOMÍNEOS NO MUNICÍPIO DE ESPINOSA, MINAS GERAIS; 2018; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Carolina Sad Navarro

AVALIAÇÃO DA AÇÃO DE REPELÊNCIA DE PRODUTOS COMERCIAIS E SUBSTÂNCIAS NATURAIS COMO ESTRATÉGIA PARA PROTEÇÃO INDIVIDUAL CONTRA PICADAS DE FLEBOTOMÍNEOS; 2017; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Jocimara Maria da Silva Santos

Avaliação morfológica e sucesso reprodutivo de Dysdercus ruticollis (Linnaeus) (Heteroptera: Pyyrrhocoridae) sob diferentes perfis nutricionais; ; 2014; Iniciação Científica - Universidade Federal de Ouro Preto; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Nathalia Weneck Cezar de Oliveira

Avaliação da ação de repelência de produtos comerciais e óleos naturais de andiroba, citronela e copaíba como estratégia para proteção individual contra picadas de triatomíneos; 2014; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Iago Souza Dias Canedo

Avaliação da ação de repelência de substâncias de origem natural como estratégia para proteção individual contra picadas de triatomíneos; 2014; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Anatiele Borges Barbosa

ANÁLISE FUNCIONAL E APLICABILIDADE DO ?GUIA DE IDENTIFICAÇÃO TRIATOMÍNICA? PARA FINS PÚBLICOS; 2013; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Mayara Zolini de Brito

Análise ambiental e molecular entre as espécies Triatoma brasiliensis e Triatoma melanica; 2013; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Centro de Pesquisa René Rachou, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Raíssa Nogueira Brito

Fortalecimento e Democratização da Coleção de Vetores da Doença de Chagas; 2012; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Anatiele Borges Barbosa

Fortalecimento e democratização da Coleção de Vetores da Doença de Chagas; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Gabriel Henrique Campolina Silva

Análise ambiental e molecular de triatoma brasiliensis e triatoma melânica; 2012; Iniciação Científica - Centro de Pesquisa René Rachou, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Gabriel Henrique Campolina Silva

Aspectos biológicos, epidemiológicos, ambientais e comportamentais do ciclo de transmissão do Trypanossoma cruzi em triatomíneos do "complexo brasiliensis"; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Raíssa Nogueira Brito

Aspectos biológicos, epidemiológicos, ambientais e comportamentais do ciclo de trasnmissão do Trypansoma cruzi em triatomíneos do "complexo brasiliensis"; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Luisa de Melo Lara

AVALIAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE UM ACERVO DE TRIPANOSOMATÍDEOS DO CENTRO DE PESQUISAS RENÉ RACHOU/FIOCRUZ; 2016; Orientação de outra natureza - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Marta Lamounier Moura Vargas Corgozinho

AVALIAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE UM ACERVO DE TRIPANOSOMATÍDEOS DO CENTRO DE PESQUISAS RENÉ RACHOU/FIOCRUZ; 2015; Orientação de outra natureza - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Gabriella Rodrigues Firmino

Organização e fortalecimento da FIOCRUZ-COLVEC; Coleção de Vetores da Doença de Chagas; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Narelle Cristine Carletto Di Blasio

Organização e fortalecimento da FIOCRUZ-COLVEC; Coleção de Vetores da Doença de Chagas; 2011; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Centro de Pesquisa René Rachou; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Mariana Martins Barroso Neme

Influência da infecção por Trypanosoma cruzi na dinâmica de dejeção de Triatoma vitticeps; 2010; Orientação de outra natureza - Centro de Pesquisa René Rachou, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais; Orientador: Rita de Cássia Moreira de Souza;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Silvia Ermelinda Barbosa

Influência dos fatores climáticos na distribuição de Panstrongylus megistus (Burmeister, 1835); (Co-orientação em Iniciação Científica); ; 2002; Orientação de outra natureza; (Ciências Biológicas) - Centro de Pesquisa René Rachou, Organização Mundial de Saúde; Orientador: Silvia Ermelinda Barbosa Leite;

Lileia Gonçalves Diotaiuti

2009; Centro de Pesquisa René Rachou, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Lileia Gonçalves Diotaiuti;

Lileia Gonçalves Diotaiuti

Influência de fatores climáticos na distribuição de Panstrongylus megistus (Burmeister, 1835); 2002; 0 f; Iniciação Científica; (Graduando em Biologia) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Lileia Gonçalves Diotaiuti;

Lileia Gonçalves Diotaiuti

Distribution of Panstrongylus megistus (Burmeister, 1835) populations according to climatic characteristics; 2003; 0 f; Orientação de outra natureza - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Organização Mundial de Saúde; Orientador: Lileia Gonçalves Diotaiuti;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • Brito, RN ; SOUZA, R. C. M. ; ABAD-FRANCH, F. . Dehydration-Stress Resistance in Two Sister, Cryptic Species and Genotype I (Hemiptera: Reduviidae). JOURNAL OF MEDICAL ENTOMOLOGY , v. 00, p. 1-8, 2019.

  • Brito, RN ; GERALDO, J. A. ; Monteiro, FA ; LAZOSKI, C. ; SOUZA, R. C. M. ; ABAD-FRANCH, F. . Transcriptome-based molecular systematics: Rhodnius montenegrensis (Triatominae) and its position within the Rhodnius prolixus-Rhodnius robustus cryptic-species complex. Parasites & Vectors , v. 12, p. 1-16, 2019.

  • SILVA, A. N. B. ; SOUZA, R. C. M. ; DIOTAIUTI, Liléia ; AGUIAR, L. M. A. ; CAMARA, A. C. J. ; GALVAO, L. M. C. ; CHIARI, E. . Synanthropic triatomines (Hemiptera: Reduviidae): infestation, colonization, and natural infection by trypanosomatids in the State of Rio Grande do Norte, Brazil. SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA TROPICAL. REVISTA , v. 52, p. 1-8, 2019.

  • DÍAZ-VIRAQUÉ, FLORENCIA ; PITA, SEBASTIÁN ; GREIF, GONZALO ; DE SOUZA, RITA DE CÁSSIA MOREIRA ; IRAOLA, GREGORIO ; ROBELLO, CARLOS . Nanopore sequencing significantly improves genome assembly of the protozoan parasite Trypanosoma cruzi. Genome Biology and Evolution , v. 11, p. 1952-1957, 2019.

  • SILVA, A. N. B. ; DIOTAIUTI, Liléia ; CAMARA, A. C. J. ; OLIVEIRA, P. I. C. ; GALVAO, L. M. C. ; CHIARI, E. ; SOUZA, R. C. M. . First report of Psammolestes tertius Lent & Jurberg, 1965 (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) in Rio Grande do Norte state, Brazil. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION , v. 14, p. 1109-1113, 2018.

  • BEZERRA, C. M. ; BARBOSA, S. E. ; SOUZA, R. C. M. ; BAREZANI, C. P. ; Gurtler RE ; RAMOS JUNIOR, A. N. ; DIOTAIUTI, Liléia . Triatoma brasiliensis Neiva, 1911: food sources and diversity of Trypanosoma cruzi in wild and artificial environments of the semiarid region of Ceará, northeastern Brazil. Parasites & Vectors , v. 11, p. 1-14, 2018.

  • OLIVEIRA, L. M. ; Brito, RN ; Guimarãoes, P.A.S ; SANTOS, R. V. M. A. ; DIOTAIUTI, Liléia ; RUIZ, J. C. ; SOUZA, R. C. M. . TriatoKey: a web and mobile tool for biodiversity identification of Brazilian triatomine species. Database-The Journal of Biological Databases and Curation , v. 2017, p. 1-6, 2017.

  • Brito, RN ; DIOTAIUTI, Liléia ; GOMES, A. C. F. ; SOUZA, R. C. M. ; ABAD-FRANCH, F. . Triatoma costalimai (Hemiptera: Reduviidae) in and Around Houses of Tocantins State, Brazil, 2005-2014. JOURNAL OF MEDICAL ENTOMOLOGY , p. ?, 2017.

  • Brito, RN ; Gorla DE ; DIOTAIUTI, Liléia ; GOMES, A. C. F. ; SOUZA, R. C. M. ; ABAD-FRANCH, F. . Drivers of house invasion by sylvatic Chagas disease vectors in the Amazon-Cerrado transition: A multi-year, state-wide assessment of municipality-aggregated surveillance data. PLoS Neglected Tropical Diseases , v. 11, p. e0006035, 2017.

  • SOUZA, R. C. M. ; CAMPOLINA-SILVA, GABRIEL H ; BEZERRA, CLAUDIA MENDONÇA ; DIOTAIUTI, Lileia ; GORLA, DAVID E . Does Triatoma brasiliensis occupy the same environmental niche space as Triatoma melanica?. Parasites & Vectors , v. 8, p. 361, 2015.

  • Bezerra CM ; CAVALCANTI, L. P. G. ; SOUZA, R. C. M. ; BARBOSA, S. E. ; XAVIER, S. C. C. ; JANSEN, A. M. ; RAMALHO, R. D. ; DIOTAIUTI, Liléia . Domestic, peridomestic and wild hosts in the transmission of Trypanosoma cruzi in the Caatinga area colonized by T. brasiliensis.. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz (Impresso) , v. 22, p. 1-12, 2014.

  • SOUZA, R. C. M. ; Brito, RN ; BARBOSA, A. B. ; DIOTAIUTI, Liléia . Species of the subfamily Triatominae Jeannel, 1919 (Hemiptera: Reduviidae) present in the Collection of Chagas Disease Vectors (Fiocruz-COLVEC), State of Minas Gerais. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 47, p. 728-738, 2014.

  • GARCIA, M. H. M. ; PINTO, C. T. ; LOROSA, e ; SOUZA, R. C. M. ; DIOTAIUTI, Liléia . Spraying food sources with pyrethroid to control peridomestic triatomine. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 46, p. 633-636, 2013.

  • Ferraz, ML ; DIAS, J. C. P. ; DIOTAIUTI, Liléia ; SOUZA, R. C. M. ; Murta SMF ; Pires HHR ; BARBOSA, S. E. ; ROSA, A. C. L. ; SATOS, S. J. D. . Levantamento histórico e atual dos triatomímeos (hemiptera, reduviidae, triatominae) e suas fontes de alimentação domiciliares no estado de Minas Gerais, Brasil - serviço de apoio diagnóstico no sistema estadual de saúde. Gerais: revista de saúde pública do SUS/MG , v. 01, p. 145-146, 2013.

  • SOUZA, R. C. M. ; Soares A C ; ALVES, C L ; LOROSA, e ; PEREIRA, M H ; DIOTAIUTI, Liléia . Feeding behavior of Triatoma vitticeps (Reduviidae: Triatominae) in the state of Minas Gerais, Brazil. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz (Impresso) , v. 106, p. 16-22, 2011.

  • SOUZA, R. C. M. ; DIOTAIUTI, Liléia ; Lorenzo, Marcelo Gustavo ; Gorla, David E. . Analysis of the geographical distribution of Triatoma vitticeps (Stl, 1859) based on data of species occurrence in Minas Gerais, Brazil. Infection, Genetics and Evolution (Print) , v. 10, p. 720-726, 2010.

  • SOUZA, R. C. M. ; BARBOSA, S e ; SONODA, I V ; AZEREDO, B V M ; ROMANHA, A J ; DIOTAIUTI, Liléia . Population dynamics of Triatoma vitticeps (Stl, 1859) in Itanhomi, Minas Gerais, Brazil. Memórias do Instituto Oswaldo Cruz (Impresso) , v. 103, p. 14-20, 2008.

  • OLIVEIRA, M A ; SOUZA, R. C. M. ; DIOTAIUTI, Liléia . Redescription of the genus Cavernicola and the tribe Cavernicolini (Hemiptera: Reduviidae: Triatominae), with morphological and morphometric parameters. Zootaxa (Auckland) , v. 1457, p. 57-68, 2007.

  • SOUZA, R. C. M. ; BARBOSA, S e ; BELISÁRIO, C J ; PAULA, A S ; LINARDI, P M ; ROMANHA, A J ; DIOTAIUTI, Liléia . Biogeography of Brazilian populations of Panstrongylus megistus (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae) based on molecular marker and paleo-vegetational data. Acta Tropica , v. 99, p. 144-154, 2006.

  • SOUZA, R. C. M. ; GARCIA, M H M ; SOUZA, L C ; PAULA, A S ; BORGES, Erika Carime ; BARBOSA, S e ; SCHOFIELD, C J ; DIOTAIUTI, Liléia . Occurrence and variability of Panstrongylus lutzi in the State of Ceará, Brazil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (Impresso) , v. 38, p. 410-415, 2005.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SOUZA, R. C. M. . Reconstrução histórica do controle vetorial no Brasil, o sucesso e os principais desafios para a manutenção deste diante da globalização. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. ; DIOTAIUTI, Liléia . Disciplina Triatomíneos. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. ; PASCOAL, V. P. M. ; MONTE NETO, R. L. ; BRITO, C. F. A. . Curso Introdutório para alunos dos Programas de Iniciação Científica. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. ; PASCOAL, V. P. M. ; MONTE NETO, R. L. ; BRITO, C. F. A. . Curso Introdutório para alunos dos Programas de Iniciação Científica. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. ; PASCOAL, V. P. M. ; MONTE NETO, R. L. ; BRITO, C. F. A. . Curso Introdutório para alunos dos Programas de Iniciação Científica. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. . Curso de Taxonomia e Exame Parasitológico de Triatomíneos para Controle da doença de Chagas. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BARBOSA, S. E. ; SOUZA, R. C. M. . Manual do Insetário. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - VerificaçãodeProcedomentoOperacionalPadrão).

SOUZA, R. C. M. . Identificação, Exame Manejo e organização de coleções de triatomíneos. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. . Morfologia, identificação, montagem e exame parasitológico de triatomíneos. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. ; Rodrigues J . Meio de Cultura (Liver Infusion Tryptose) e NNN (McNeal, Novy e Nicoli). 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Procedimento Operacional Padrão - POP).

SOUZA, R. C. M. ; Faria TCM . Encaminhamento de amostras provenientes de projetos à Coleção de vetores da Doença de Chagas (Fiocruz-COLVEC). 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Procedimento Operacional Padrão-POP).

SOUZA, R. C. M. ; SANTOS, J. P. . Controle de Qualidade Interlaboratorial. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Procedimento Operacional Padrão-POP).

SOUZA, R. C. M. ; Faria TCM . Manutenção da Coleção de Vetores da Doença de Chagas. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - ProcedimentoOperacionalPadrão-POP).

SOUZA, R. C. M. ; Faria TCM . Controle de Qualidade interna da Coleção de Vetores da Doença de Chagas (Fiocruz-COLVEC). 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - ProcedimentoOperacionalPadrão-POP).

SOUZA, R. C. M. ; DIOTAIUTI, Liléia . Manual de Organização. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - ProcedimentoOperacionalPadrão-POP).

SANTOS, J. P. ; SOUZA, R. C. M. . Operação e manutenção dos fornos de microondas no LATEC. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - VerificaçãodeProcedomentoOperacionalPadrão).

SOUZA, R. C. M. ; SANTOS, J. P. . Procedimento para identificação de Triatomíneos. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Elaboração de ProcedimentoOperacionalPadrão-POP).

SANTOS, J. P. ; SOUZA, R. C. M. . Operação e Manutenção das microcentrífugas Eppendorf modelos 5415D e 5424. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - VerificaçãodeProcedomentoOperacionalPadrão).

Faria TCM ; SOUZA, R. C. M. ; Ferreira RA . Curso de Taxonomia e Exame Parasitológico de Triatomíneos para controle da Doença de Chagas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Faria TCM ; SOUZA, R. C. M. ; Ferreira RA . Curso de Taxonomia e Exame Parasitológico de Triatomíneos para controle da Doença de Chagas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. . Capacitação de Agentes de Zoonoses. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

DIOTAIUTI, Liléia ; BARBOSA, S e ; SOUZA, R. C. M. . Exame de Triatomíneos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

BELISÁRIO, C J ; SOUZA, R. C. M. . Realização de eletroforese em gel de acrilamida utilizando cuba vertical BioAgency 10x10cm. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Verificação de Procedomento Operacional Padrão).

SOUZA, R. C. M. . Noções de Biologia, Ecologia, Controle e Sistemática de Triatomíneos. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Doença de Chagas: Biologia e Controle vetorial. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. . Ciência na rodoviária, Mostra Ciência e Saúde há 50 anos: a FIOCRUZ em Minas Gerais. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Camargos ML ; Neves DP ; SOUZA, R. C. M. . Entrevista com o Professor e Pesquisador David Pereira Neves. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

SOUZA, R. C. M. ; Ferreira LAG . Guia teórico-prático de Parasitologia. 2000. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Apostila para uso nas aulas práticas de Parasitologia).

SOUZA, R. C. M. . Boas práticas de laboratório. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Boas práticas de laboratório. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Curso de avaliação de certificados de calibração. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Microsatélites como uma ferramenta de Análise Genética. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Princípios de Biologia Molecular. 2002. .

SOUZA, R. C. M. . Imunologia das Doenças Parasitárias. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Sensibilização e informação em Biossegurança. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Análise Morfométrica em Microscopia Óptica. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Curso de Morfometria e Biologia Evolutiva. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Noções Gerais de Microscopia. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Parasitologia. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Ecologia de Lagartos. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Genética. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

SOUZA, R. C. M. . Introdução aos métodos de amostragem em vegetação. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2018 - Atual

    Caracterização eco-epidemiológica do ciclo de transmissão domiciliar do Trypanosoma cruzi no norte de Minas Gerais, Brasil, Descrição: O processo de descentralização das políticas de saúde, ocorrido em 1999, mostrou-se um importante caminho, facilitando o maior acesso da população à saúde. Entretanto, em relação às endemias, como não existia tradição no controle das doenças pelos municípios, a transferência de encargos e a realização de programas para esses níveis acarretou na desarticulação de vários programas de controle, dentre estes o PCDCh- Programa de Controle da Doença de Chagas. No PCDCh houve perda de informações entomológicas relevantes, desatualização de informações relacionadas aos novos casos da doença na população, bem como a perda de capacidade técnica das equipes responsáveis pelo planejamento e execução dos programas. Além disso, após a certificação de interrupção da transmissão vetorial pelo Triatoma infestans, principal espécies vetora do Trypanosoma cruzi no Brasil, faz-se necessário uma melhor compreensão das dinâmicas de transmissão por triatomíneos autóctones nas regiões endêmicas, considerando as mudanças ambientais que afetam a distribuição dos vetores e reservatórios. Neste contexto, é extremamente importante determinar o atual risco de transmissão do T. cruzi, fornecendo informações úteis para enfrentar o desafio da sustentabilidade das ações de vigilância no médio e longo prazo. Nesse sentido, a presente proposta, por meio de colaboração interinstitucional (IRR-Fiocruz Minas, SES-MG, Unimontes e projeto SaMi-Trop), visa integrar e fortalecer a vigilância e a atenção ao paciente portador da doença de Chagas no Sistema único de Saúde (SUS), do município de Espinosa (Minas Gerais), área de alto risco de transmissão vetorial domiciliar no estado. Para isso, iremos determinar (i) as espécies de triatomíneos que ocorrem na região, bem como (ii) o índice de infecção natural das mesmas; (iii) a diversidade de hospedeiros utilizados como fonte alimentar pelos triatomíneos e (iv) reservatórios potenciais; (v) a diversidade de T. cruzi circulante na região. Também iremos realizar o (vi) diagnóstico de infecção pelo parasito nos moradores onde houver captura de triatomíneos infectados e (vii) o tratamento e manejo destes pacientes. Finalmente, iremos avaliar (viii) os focos de infestação por triatomíneos persistentes (ix) os serviços e o atendimento realizados pelo Posto de Informação de Triatomineos (PIT) no município; (x) capacitar os agentes de combate a endemias e as equipes de Saúde para atendimento à população e (xi) propor a incorporação do Triatokey como ferramenta auxiliar para a identificação das espécies de triatomíneos que ocorrem na região. A compreensão destes elos permitirá a orientação das intervenções e definição de políticas na prevenção da saúde ambiental e humana, de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Silvia Ermelinda Barbosa - Integrante / Raquel Aparecida Ferreira - Integrante / Marcela Lencine Ferraz - Integrante / Vladmir Fazito do Vale - Integrante / Ester Sabino - Integrante / Ariela Mota Ferreira - Integrante / Silvio Fernando Guimarães de Carvalho - Integrante / Thallyta Maria Vieira - Integrante / Wendel Lucas Ferreira - Integrante / Stefania dos Santos Gazzinelli - Integrante / Fellipe Dias Tavares de Simas - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2017 - Atual

    Triatokey: Uso do Guia de Identificação de triatomíneos como suporte à vigilância epidemiológica para a doença de Chagas, Descrição: A presença constante de espécies nativas de triatomíneos invadindo e colonizando o domicílio e o peridomicílio constitui um fator de risco para a manutenção da vigilância entomológica e inexistem aplicativos computacionais que ajudem os profissionais de saúde envolvidos nas ações de controle vetorial. Adicionalmente, na rotina do Serviço de Referência prestado pelo grupo de Triatomíneos do CPqRR, que inclui mas não se limita a cursos de capacitação, não é raro perceber a desqualificação técnica dos agentes que atuam na vigilância entomológica. Fatores políticos ligados à descentralização do Programa de Controle também têm contribuído para uma grande rotatividade desses agentes, fato que por vezes compromete os serviços prestados à população. A fim de contribuir para o preenchimento dessa lacuna, os grupos de pesquisa Triatomíneos e Informática de Biossistemas (CPqRR/FIOCRUZ) estão desenvolvendo um aplicativo web e para dispositivos móveis (tablets e celulares) que tem como propósito auxiliar na identificação de algumas das principais espécies de triatomíneos que ocorrem no Brasil. Apesar do projeto ainda não ter financiamento, uma versão beta funcional já está disponível no sítio http://triatokey.cpqrr.fiocruz.br. Entretanto, faz-se necessário validar esta ferramenta com os usuários potenciais (especialmente os agentes de saúde) e atualizá-la a partir da demanda mencionada. Também visamos o estabelecimento de uma versão estável do referido programa bem como a garantia de existência de uma infraestrutura computacional que viabilize o acesso livre, rápido e seguro à comunidade científica, população em geral e ao serviço de saúde dos municípios endêmicos para a doença de Chagas. É nosso interesse integrar uma interface para obter coordenas geográficas e imagens do local de captura e vetor, com envio da informação para o servidor no CPqRR. Isto possibilitaria a construção de um banco de dados em tempo real, abrindo perspectivas para intervenções locais.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante / Lileia Gonçalves Diotaiuti - Integrante / Paul Anderson Souza Guimarães - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.

  • 2016 - Atual

    AVALIAÇÃO DA AÇÃO REPELENTE DE SUBSTÂNCIAS NATURAIS E PRODUTOS COMERCIAIS COMO ESTRATÉGIA DE PROTEÇÃO CONTRA PICADA DE TRIATOMÍNEOS E A IDENTIFICAÇÃO DE RECEPTORES QUIMIOSENSORIAIS RESPONSÁVEIS PELA DETECÇÃO DE MOLÉCULAS REPELENTES, Descrição: A recente alteração no quadro epidemiológico da doença de Chagas no Brasil promoveu mudanças nas estratégias de vigilância, prevenção e controle. Neste sentido, há que se considerar dois aspectos: A grande diversidade de triatomíneos no Brasil, onde mais de 60 espécies autóctones leva a um permanente potencial de invasão e colonização das casas a partir do ambiente silvestre; O perfil epidemiológico de transmissão domiciliar da DCh na região Amazônica, onde os vetores são hábeis a invadir os domicílios e transmitir a infecção sem, entretanto, estabelecer colônias, e por isso o tradicional método de borrifação parece inócuo. Estes dois tópicos constituem os principais desafios para a manutenção da vigilância epidemiológica atual, demandando o estabelecimento de estratégias adequadas à nova realidade. Assim, o presente projeto visa gerar conhecimento voltado ao enfrentamento e controle alternativo e individual contra os triatomíneos a partir do uso de repelentes. Além de comprovar a ação de produtos industrializados contendo DEET, serão avaliadas diferentes óleos de origem natural. Adicionalmente, pretendemos determinar se existe algum receptor específico responsável pela resposta de repelência em triatomíneos e se o mesmo receptor é ativado quando exposto ao DEET e substâncias de origem natural. Esta informação pode ser a chave para o desenvolvimento de produtos contendo baixa concentração de ingrediente ativo, o que leva à diminuição dos custos, sem comprometer a eficiência, ampliando as possibilidades de aplicação. Portanto o desenvolvimento deste projeto é essencial para tomada de decisões futuras, relacionadas a esta nova realidade de transmissão vetorial, em defesa de populações que sofrem com a falta de medidas profiláticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Iago Souza Dias Canedo - Integrante / Nathalia werneck Cezar de Oliveira - Integrante / Ricardo Nascimento Araújo - Integrante / Marcos Horácio Pereira - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Resposta ao estresse microclimático e capacidade de domiciliação em Triatominae, Descrição: Os triatomíneos são vetores do Trypanosoma cruzi, agente da doença de Chagas. Os vetores epidemiologicamente importantes são aqueles capazes de colonizar ambientes humanos. Somente algumas espécies e/ou populações têm esta capacidade ? que podemos descrever como a capacidade de expressar o fenótipo colonizador. Apesar da relevância epidemiológica desta capacidade, o conhecimento sobre as possíveis causas da variabilidade na expressão de fenótipos colonizadores é muito limitado. Este projeto propõe investigar as bases genéticas da expressão de fenótipos colonizadores em triatomíneos, usando abordagens experimentais e ferramentas moleculares de ponta ? transcriptômica, análise da expressão gênica e interferência de RNA (RNAi). Em particular, testaremos a hipótese de que a expressão do fenótipo colonizador depende de adaptações microclimáticas: somente as espécies ou populações que, dentro de uma mesma linhagem, evoluíram para sobreviver em microclimas relativamente mais secos são capazes de colonizar domicílios. Na primeira fase, estudaremos os transcriptomas de Rhodnius prolixus (colonizador) e sua espécie irmã, R. robustus (não colonizador) submetidos a diferentes níveis de estresse microclimático (temperatura e umidade relativa). Genes diferencialmente expressos serão caracterizados usando o genoma de R. prolixus. Na segunda fase, investigaremos a expressão diferencial desses genes (RT-qPCR) em R. prolixus/robustus e em populações colonizadoras e não colonizadoras de três espécies de triatomíneos do Brasil, e selecionaremos os genes cuja expressão esteja mais fortemente associada tanto à identidade/fenótipo dos insetos (colonizadores/não colonizadores) quanto ao estresse. Finalmente, estudaremos os efeitos fenotípicos desses genes usando RNAi em R. prolixus e R. robustus submetidos a estresse microclimático. Tentaremos assim estabelecer as bases genéticas de um fenótipo complexo e de grande importância epidemiológica nos vetores da doença de Chagas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Integrante / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Fernando Abad-Franch - Coordenador / Ricardo Nascimento Araújo - Integrante / Marcos Horácio Pereira - Integrante / Jesus Valenzuela - Integrante / Luiz Fabiano Oliveira - Integrante.

  • 2015 - Atual

    AVALIAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO DE UM ACERVO DE TRIPANOSOMATÍDEOS DO CENTRO DE PESQUISAS RENÉ RACHOU/FIOCRUZ, Descrição: Essencialmente as coleções Biológicas são depositárias de informações de diferentes espécies, as quais contribuem para a proteção, conservação e manutenção da biodiversidade ex situ. Em decorrência da importância e do valor estratégico das Coleções no conhecimento e desenvolvimento científico de uma nação, e da preocupação global pela preservação da biodiversidade, atualmente os acervos são considerados patrimônios inalienáveis do Estado e das Instituições as quais abrigam. Neste sentido a FIOCRUZ criou o Fórum Permanente de Coleções Biológicas pela Vice-Presidência de Serviços de Referência e Ambiente, que atua na avaliação e diagnóstico das coleções de cada unidade para o reconhecimento institucional. Atualmente quatro acervos localizados no Centro de Pesquisas René Rachou/FIOCRUZ estão em conformidade com os critérios preestabelecidos pela comissão, a saber: Coleção de Vetores da Doença de Chagas (COLVEC), Coleção de Malacologia Médica (CMM), Coleção de Flebotomíneos (COLFLEB) e a Coleção de Mosquitos Neotropicais (CMN). Além destes o CPqRR também abriga uma das mais importantes coleções de Tripanosomatídeos do país. Este acervo é composto por amostras de diferentes espécies de Leishmania, e centenas de isolados de Trypanosoma cruzi de vários hospedeiros (incluindo humanos), provenientes das mais diversas regiões geográficas e biomas brasileiros. Estes isolados foram acumulados ao longo dos anos por diferentes pesquisadores, incluindo a coleção de T. cruzi do Dr. Zigmam Brener, e atualmente encontram-se sob a responsabilidade de três grupos de pesquisas que resolveram unir os esforços para oficializar e viabilizar a estruturação de uma única coleção, com representatividade histórica e biológica inigualável. Além disso, vale ressaltar o fortalecimento do acervo, uma vez que o Serviço de Referência do Laboratório de Referência de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas (convênio FIOCRUZ/SVS) recebe vários triatomíneos para identificação taxonômica, de diferentes municípios de Minas Gerais, os quais apresentam elevados índices de infecção por tripanosomatídeos, sendo os isolados incorporados à coleção. Diante do exposto, nosso objetivo é avaliar a viabilidade das amostras de Trypanosoma cruzi, Trypanosoma rangeli e Leishmania spp.atualmente criopreservadas no CPqRR/FIOCRUZ. Para isso os isolados serão descongelados, avaliados quanto à infectividade, mantidos em cultura para ampliação da amostra e obtenção de DNA. As cepas de T. cruzi serão genotipadas de acordo com a caracterização das DTUs em TcI-TcVI. Esta informação irá complementar os dados epidemiológicos associados a cada isolado, e o reconhecimento institucional poderá facilitar o acesso e o intercambio entre instituições de ensino e pesquisa.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Silvane Maria Fonseca Murta - Integrante / omar dos Santos Carvalho - Integrante / Celia Maria Ferreira Gontijo - Integrante.

  • 2014 - 2018

    AVALIAÇÃO DA AÇÃO DE REPELÊNCIA DE PRODUTOS COMERCIAIS E ÓLEOS NATURAIS DE ANDIROBA, CITRONELA E COPAÍBA COMO ESTRATÉGIA PARA PROTEÇÃO INDIVIDUAL CONTRA PICADAS DE TRIATOMÍNEOS, Descrição: A transmissão da Doença de Chagas é, no Brasil atual, um problema reconhecido na região amazônica. Enquanto a transmissão vetorial clássica, associada à colonização de residências por triatomíneos, está praticamente controlada, a evidência epidemiológica mostra que na Amazônia existe transmissão ativa sem colonização das estruturas artificiais. A imigração esporádica, mas recorrente, de vetores adultos infectados destes ecótopos silvestres até as residências é o elemento chave das dinâmicas regionais de transmissão. Essa nova realidade tem ocasionado um aumento da incidência da doença de Chagas na Amazônia e estudos epidemiológicos sugerem que a doença é endêmica na região. Apesar disso não nenhuma estratégia oficial de controle. Assim, pretende-se desenvolver novas estratégias de prevenção, destinadas a reduzir o contato entre as pessoas e os vetores e, consequentemente, a transmissão da Doença de Chagas. Isto se aplica tanto às regiões sob Vigilância Epidemiológica quanto aquelas onde a transmissão sem domiciliação dos triatomíneos tem se revelando mais freqüente, a exemplo do que ocorre na Amazônia.Através desse projeto pretende-se desenvolver novas estratégias de prevenção, destinadas a reduzir o contato entre as pessoas e os vetores e, consequentemente, a transmissão da Doença de Chagas. Isto se aplica tanto às regiões sob Vigilância Epidemiológica quanto aquelas onde a transmissão sem domiciliação dos triatomíneos tem se revelando mais freqüente, a exemplo do que ocorre na Amazônia.Através desse projeto pretende-se desenvolver novas estratégias de prevenção, destinadas a reduzir o contato entre as pessoas e os vetores e, consequentemente, a transmissão da Doença de Chagas. Isto se aplica tanto às regiões sob Vigilância Epidemiológica quanto aquelas onde a transmissão sem domiciliação dos triatomíneos tem se revelando mais freqüente, a exemplo do que ocorre na Amazônia.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Iago Souza Dias Canedo - Integrante / Nathalia werneck Cezar de Oliveira - Integrante.

  • 2013 - 2015

    OCORRÊNCIA E DISTRIBUIÇÃO DAS ESPÉCIES DE TRIATOMÍNEOS NO ESTADO DO TOCANTINS A PARTIR DOS EVENTOS DE INVASÃO DOMICILIAR, Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Lileia Gonçalves Diotaiuti em 23/04/2015., Descrição: Sabemos que a transmissão da Doença de Chagas é, no Brasil atual, um problema reconhecido na Amazônia e que a metodologia clássica da vigilância entomológica não se aplica a esta região. Logo, não existe uma estratégia oficial de controle. Dessa forma, através de um resgate histórico dos eventos de invasão domiciliar correspondentes ao período de 2005 a 2013, fornecidos pela Secretaria Estadual de Saúde do Tocantins, esperamos não somente caracterizar os eventos de invasão, mas quiçá elaborar uma estratégia de controle para a doença de Chagas adequada à realidade da região Amazônica.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Integrante / Liléia Diotaiuti - Coordenador / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Fernando Abad-Franch - Integrante.

  • 2013 - 2014

    ANÁLISE FUNCIONAL E APLICABILIDADE DO ?GUIA DE IDENTIFICAÇÃO DE TRIATOMÍNEOS". Versão 1, Descrição: A Coleção de Vetores da Doença de Chagas (Fiocruz-COLVEC), além de apoiar as pesquisas desenvolvidas pelo laboratório de Triatomíneos, trabalha em estreita colaboração com o Laboratório de Referência de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas (convênio FIOCRUZ/SVS). A perspectiva desse trabalho é a capacitação de laboratoristas para a identificação de triatomíneos e validação das identificações realizadas no trabalho de rotina do Programa de Controle da Doença de Chagas (PCDCh), cuja meta é a manutenção e a consolidação do programa para o Sistema Único de Saúde. A demanda dos cursos de capacitação é feita pela Secretaria de Saúde de Minas Gerias de forma semestral. Entretanto, temos observado uma alta rotatividade dos agentes que são deslocados para outras atividades ou deixam o programa. Isso gera um déficit para o município que pode ficar sem pessoal treinado até a próxima capacitação, comprometendo a excelência do PCDCh. Foi pensando nisso que nos propomos a realizar o presente projeto, cujo objetivo maior é a validação e posterior disponibilização de um guia eletrônico que possa auxiliar o trabalho de identificação de triatomíneos pelos laboratoristas vinculados ao programa, mas também ao público geral que demonstrem interesse ou necessitem ajuda. O guia eletrônico, quando disponível, permitirá ao usuário chegar à espécie de triatomíneo de forma interativa e didática, sem abolir o conhecimento científico.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raquel Aparecida Ferreira - Integrante / Anatiele Borges Barbosa - Integrante.

  • 2011 - 2015

    Manutenção, organização e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, Descrição: A COLVEC, anteriormente denominada Coleção de Triatomíneos, teve início em 1996 a partir da doação da coleção particular do Dr. Hélio Espínola, iniciada em 1973. Quando a Dra. Liléia Diotaiuti assume a chefia do Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas em 1996, traz consigo tal coleção que, atualmente, é parte do patrimônio institucional, científico e educacional. Reconhecida pelo Ministério do Meio Ambiente como Fiel Depositária de Amostra de Componente de Patrimônio Genético, constam no acervo aproximadamente 100 espécimes de Heteroptera do Brasil e 4.800 espécimes de 57 espécies de diferentes populações de triatomíneos provenientes da Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, México, Peru, Estados Unidos da América, Uruguai e Venezuela. Além destes, constam o depósito de partes dos triatomíneos (asas, patas e cabeças), correspondentes a 500 espécimes. Os insetos são montados em alfinetes entomológicos e mantidos em armário de uso exclusivo para a coleção. As gavetas que abrigam os insetos são de madeira, fundo coberto em EVA e periodicamente são incorporados recipientes contento 1,4?diclorobenzeno. Para evitar a proliferação de fungos, a temperatura e umidade da sala são controladas. Além do livro de tombo, os registros da coleção estão sendo digitalizados em banco de dados gerenciado pelo Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA). Os insetos incluídos na COLVEC vêm de capturas feitas pela equipe do laboratório, doações de outras instituições ou particulares e triatomíneos cuja identificação é retificada pelo serviço de referência. Além de apoiar as pesquisas desenvolvidas pelo laboratório de Triatomíneos, a COLVEC atua para a consolidação do Programa de Controle da Doença de Chagas dentro das perspectivas do Sistema Único de Saúde. Neste sentido trabalha em estreita colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas (convênio FIOCRUZ/SVS) na capacitação de laboratoristas para. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2011 - 2015

    Identificação molecular (DNA barcode) da biodiversidade de triatomíneos brasileiros da Coleção de Vetores da Doença de Chagas (Fiocruz-COLVEC), Descrição: Gerar códigos de barras de DNA na perspectiva do rojeto ?Identificação Molecular de Parasitos e Vetores do Brasil? - projeto integrante da Rede Brasileira de Identificação Molecular da Biodiversidade (Br-Bol; Brazilian Barcode of Life).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Gabriel Henrique Campolina Silva - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante.

  • 2011 - 2014

    Aspectos biológicos, epidemiológicos, ambientais e comportamentais do ciclo de transmissão do Trypanosoma cruzi em triatomíneos do complexo brasiliensis, Descrição: Em vista aos recentes avanços alcançados na prevenção e controle da doença de Chagas, surgem novos desafios e um novo olhar sobre as características epidemiológicas. O programa brasileiro está na etapa de vigilância, e sobre este aspecto, os esforços devem se concentrar no sentido de manter os resultados obtidos, consolidar o controle de focos residuais e impedir o estabelecimento de novos focos de transmissão vetorial. Entretanto, a epidemiologia da doença de Chagas é extremamente complexa devido a capacidade de vetores autóctones, em estreita associação com reservatórios silvestres, colonizarem as casas e o peridomicilio. Neste contexto encontra-se o T. brasiliensis que é uma das espécies mais importantes na transmissão da doença de Chagas no Brasil e principal espécie vetora na região nordeste. Esse triatomíneo apresenta uma grande variabilidade cromática, constituindo um complexo de espécie onde atualmente são reconhecidas três espécies, sendo que T. brasiliensis e Triatoma melanica serão tema do presente estudo. O objetivo principal deste projeto é a caracterização do potencial vetorial desses triatomíneos através dos aspectos biológicos, epidemiológicos e ambientais relacionados ao ciclo de transmissão do Trypanosoma cruzi. Para isso, serão utilizados espécimes de T. melanica capturados no município de Monte Azul (MG) e T. brasiliensis capturados em Tauá (CE) e que, entre outros, apresentam diferentes comportamentos em relação à capacidade de colonização do ambiente artificial. Pretendemos avaliar o status taxonômico atual a partir de estudos morfométricos (morfometria geométrica) e moleculares (seqüenciamento), e fazer a caracterização do ambiente natural (temperatura, umidade, tipo de solo, tipo de vegetação, etc) que pode esclarecer aspectos particulares que definem a ocorrencia e distribuição das duas espécies. Para estabelecer a relação destes vetores com o T. cruzi, serão determinados a origem da fonte alimentar por métodos moleculares, a presença de res. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Claudia Mendonça Bezerra - Integrante / David E Gorla - Integrante / Silvia Ermelinda Barbosa - Integrante / Marcela Lencine Ferraz - Integrante / Gabriel Henrique Campolina Silva - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2010 - 2011

    Influência da infecção por Trypanosoma cruzi na dinâmica de dejeção de Triatoma vitticeps, Descrição: Determinar se a infecção por Trypanosoma cruzi influencia a dinâmica de dejeção em ninfas de Triatoma vitticeps.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Mariana Martins Barroso Neme - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.

  • 2009 - 2011

    Origem e dinâmica de reinfestação das unidades domiciliares por Triatoma sordida em Minas Gerais e por Triatoma brasiliensis no Ceará, Descrição: OBJETIVO GERAL: Descrever o padrão espaço-temporal de infestação pelo T.brasiliensis no Ceará, e determinar a ocorrência dos centros de reinfestação por esta espécies após borrifação com inseticida piretróide, usando um Sistema de Informação Geográfica, imagens de satélites de alta resolução e estatística espacial, tendo em vista o levantamento de informações que possam subsidiar o programa de controle desta espécie. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: Determinar o padrão de infestação pelo T.brasiliensis no município de Tauá, Ceará, no ambiente artificial e no ambiente silvestre; Determinar a importância dos focos residuais peridomiciliares pós-borrifação ou dos focos silvestres como centros reinfestação pelo T.brasiliensis; Determinar a importância do peridomicílio na manutenção do ciclo de transmissão do T.cruzi pelo T. brasiliensis; Determinar o intercâmbio entre os ciclos silvestre, peridomiciar e intradomiciliar do T.cruzi através da caracterização molecular do parasita.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Integrante / Liléia Diotaiuti - Coordenador / S E Barbosa - Integrante / B V M Azeredo - Integrante / C M Bezerra - Integrante / R E Gurtler - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Interação do Trypanosoma cruzi com o vetor Triatoma vitticeps (Stal, 1859) e fatores que influenciam o desenvolvimento do parasito em hospedeiros vertebrados., Descrição: O projeto pretende estudar amostras de Trypanosoma cruzi isoladas de Triatoma vitticeps para identificação de fatores que influenciam a relação parasito-vetor e determinar aspectos anatomo-patológicos em hospedeiros vertebrados após infecção. Para isso, estão propostos estudos para determinação da metaciclogênese no T. vitticeps, captura de reservatórios (roedores, gambás e primatas não humanos) para diagnóstico da infecção e caracterização molecular dos isolados, infecção de camundongos e respectiva avaliação anatomo-patológica e sorologia dos cães para determinar a importância dos mesmos como reservatórios domésticos. Os objetivos propostos no estudo permitirão ampliar o conhecimento sobre a biologia, fisiologia e o comportamento das cepas de T. cruzi, isoladas de T. vitticeps, com o propósito de elucidar várias questões que hoje se mostram sem resposta em relação aos hospedeiros vertebrados e ao próprio vetor.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Marta de Lana - Integrante / Evandro Marques de Menezes machado - Integrante / Cláudia Guimarães Costa - Integrante / Girley Francisco Machado de Assis - Integrante / Juliana Rodrigues de Oliveira - Integrante.

  • 2009 - 2011

    Doença de Chagas: Levantamento histórico e atual dos triatomíneos (Hemiptera, Reduviidade, Triatominae) e fontes de alimentação domicilares no estado de Minas Gerais, Brasil, Descrição: O trabalho objetiva subsidiar as ações de Vigilância Epidemiológica do Programa de Controle da Doença de Chagas identificando os triatomíneos e suas fontes alimentares utilizadas no passado e atualmente com vistas ao manejo do ciclo intradomiciliar e peridomiciliar da Doença de Chagas em Minas Gerais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Integrante / Liléia Diotaiuti - Integrante / S E Barbosa - Coordenador / B V M Azeredo - Integrante / M A Oliveira - Integrante / Silvane Maria Fonseca Murta - Integrante / J C P Dias - Integrante / J P dos Santos - Integrante., Financiador(es): PPSUS - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2009

    Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) em Itanhomi, Minas Gerais, Descrição: LINHA DE PESQUISA: biossistemática de triatomíneos; ÁREA TEMÁTICA: entomologia; DOENÇA RELACIONADA: doença de Chagas; APLICAÇÕES POTENCIAIS: estudos epidemiológicos, biossistemática e controle de triatomíneos; PALAVRAS CHAVES: Triatoma vitticeps, doença de Chagas, características genéticas. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Integrante / Liléia Diotaiuti - Coordenador / M H Pereira - Integrante / A J Romanha - Integrante., Financiador(es): Organização Mundial de Saúde - Auxílio financeiro., Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1

  • 2003 - 2008

    Population dynamics of Triatoma vitticeps and Trypanosoma cruzi characterization at Minas Gerais State, Brazil, Descrição: LINHA DE PESQUISA: biossistemática de triatomíneos; ÁREA TEMÁTICA: entomologia; DOENÇA RELACIONADA: doença de Chagas; APLICAÇÕES POTENCIAIS: estudos epidemiológicos, biossistemática e controle de triatomíneos; PALAVRAS CHAVES: Triatoma vitticeps, doença de Chagas, características genéticas. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Integrante / Liléia Diotaiuti - Coordenador / S E Barbosa - Integrante / A J Romanha - Integrante., Financiador(es): Organização Mundial de Saúde - Auxílio financeiro.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas. . , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante.Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

  • 2012 - Atual

    FORTALECIMENTO E DEMOCRATIZAÇÃO DA COLEÇÃO DE VETORES DA DOENÇA DE CHAGAS (FIOCRUZ-COLVEC)., Descrição: Atualmente as coleções biológicas são vistas como bancos de dados, que geram um patrimônio de informação, conhecimento e onde a sistematização e informatização dos dados possibilitam, entre vários fatores, a compreensão dos padrões de distribuição das espécies. Neste aspecto e considerando a postura atual da FIOCRUZ em relação às coleções biológicas torna-se extremamente necessário a formação de recursos humanos para dar continuidade ao processo. A colaboração com o Laboratório de Referencia de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas possibilita a entrada de um grande número de espécimes que podem ser registrados na coleção. Para isso, eles são triados, alfinetados e só após é feito o registro, onde os dados da solicitação de serviço e laudos são transcritos para o livro de tombo. O processo finaliza quando os registros da coleção são digitalizados no banco de dados do CRIA. Tudo isso justifica e reforça a necessidade de pessoas qualificadas para trabalhar e vivenciar o cotidiano da coleção. Baseado nisso, a proposta desse trabalho é criar oportunidade para a inserção de alunos da graduação do curso de Biologia na proposta de Estruturação e fortalecimento da Coleção de Vetores da Doença de Chagas, tendo em vista a formação de recurso humano em taxonomia, a criação de um banco de dados que proporcione visibilidade à coleção e, paralelamente, funcione como apóio ao serviço de Referência prestado pelo laboratório. Além disso, entre os principais objetivos estão: 1) a criação de um backup documentado que, a longo prazo, possa garantir a integridade do acervo; 2).a criação e disponibilização de um guia eletrônico de identificação, vinculado ao Serviço de Referência e visível na página do CPqRR, que funcione como uma ferramenta auxiliar na rotina dos laboratoristas vinculados ao Programa de Controle da Doença de Chagas. Quando o software for finalizado, um treinamento sobre as ferramentas e funcionalidade do programa deverá ser incluído nos cursos de capacitação que são oferecidos pelo LATEC, a fim de otimizar a operacionalização pelos laboratoristas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Rita de Cássia Moreira de Souza - Coordenador / Liléia Diotaiuti - Integrante / Raíssa Nogueira Brito - Integrante / Luciana Márcia de Oliveira - Integrante / Romulo Vitor Mastrangelo Amaro dos Santos - Integrante / Jeronimo Conceição Ruiz - Integrante., Número de orientações: 1

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2019

Aline M Miranda foi destaque na sessão oral 5 apresentando o trabalho intitulado Adaptação sensorial sobre a resposta de repelência ao DEET em R. neglectus, sob orientação da Dr. Rita CM Souza, XXVII Reunião Anual de Iniciação Científica (2019) / Instituto René Rachou.

2016

Melhor Apresentação Oral de Iniciação Científica na XXIV Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC), Centro de Pesquisas René Rachou/Fiocruz.

2015

Melhor Apresentação Oral de Iniciação Científica na XXIII Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC), Centro de Pesquisas René Rachou/Fiocruz.

2015

2 Lugar do prêmio Vetores/Ectoparasitos - Prof. Ítalo Sherlock e Prof. Nicolau Serra Freire, XXIV Congresso Brasileiro da Soc. de Parasitologia e XXIII Cong Latinoamericano de Parasitologia.

2015

3 Lugar do prêmio Vetores/Ectoparasitos - Prof. Ítalo Sherlock e Prof. Nicolau Serra Freire, XXIV Congresso Brasileiro da Soc. de Parasitologia e XXIII Cong Latinoamericano de Parasitologia.

2014

Melhor Trabalho na Área de Controle e Epidemiologia, XXX Reunião Anual de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas.

2013

1 lugar na categoria melhor apresentação oral de iniciação científica da XXI reunião anual de científica do CPqRR, Centro de Pesquisa René Rachou.

2012

Menção Honrosa na XX Reunião Anual Iniciação Científica, pela apresetação do projeto de pesquisa intitulado "Análise ambiental e molecular entre as espécies Triatoma brasiliensis e Triatoma melanica", Centro de Pesquisa René Rachou/ Fiocruz.

2010

Menção honrosa pelo trabalho ?Análise sorológica e molecular de cães quanto à infecção por Trypanosoma cruzi?, 26ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e da 14ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishm.

2009

Medalha Amilcar Vianna Martins de 1 Lugar, concedida a tese intitulada " Caracterização da infestação domiciliar e dinâmica pe populações de Triatoma vitticeps e Trypanosoma cruzi em Itanhomi, MG", XXI Congresso Brasileiro de Parasitologia e II Encontro de Parasitologia do Mercosul.

2008

Três melhores trabalhos - nível doutorado do Centro de Pesquisas René Rachou, II Jornada de Pós Graduação, V Jornada de Vocação Científica e XVI Jornada de Iniciação Científica.

2005

Menção honrosa pelo trabalho "RAPD como marcador genético para entendimento da Biogeografia de populações brasileiras de Panstrongylus megistus (Hemiptera, Reduviidae, Triatominae", XIX Congresso Brasileiro de Parasitologia.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Fundação Oswaldo Cruz, Centro de Pesquisas René Rachou, Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas. , Avenida Augusto de Lima 1715, Barro Preto, 30190002 - Belo Horizonte, MG - Brasil, Telefone: (31) 33497801, Fax: (31) 32953566, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2014 - Atual

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador em Saúde Pública, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2012 - Atual

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Outras informações:
Atuação na área de pesquisa sobre a Eco-epidemologia da Doença de Chagas; Desenvolvimento e coordenação de projetos; Orientações de estudantes; colaboração nos cursos de capacitação profissional de agentes de saúde e funcionários municipais e estaduais, exames de triatomíneos, atendimento a população, preparação de lâminas de trypanosoma cruzi Vice-curadoria da Fiocruz-COLVEC. Colaboração no Serviço de Referência em Doença de Chagas do Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas.

2011 - 2012

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Tecnologista em Saúde Pública III, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2011 - 2011

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pós-Doc, Carga horária: 40

Outras informações:
Ministrou aula Prática "Triatomíneos e Trypanosoma cruzi" como parte da disciplina "doenças infecciosas e parasitárias I" do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde", com carga horária de 4 horas.

2002 - 2003

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Bolsista Aperfeiçoamento, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40

Outras informações:
Título do projeto: Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stl, 1859) em Itanhomi, MG

2001 - 2002

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Bolsista Aperfeiçoamento, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40

Outras informações:
Título do projeto: Influência de fatores climáticos na distribuição de Panstrongylus megistus (Burmeister, 1835)

2000 - 2001

Fundação Oswaldo Cruz

Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 20

Outras informações:
Título do projeto: Genética de população e controle de Triatomíneos

Atividades

  • 08/2017

    Direção e administração, Centro de Pesquisas René Rachou, .,Cargo ou função, Coordenadora do Programa de Iniciação Científica do CPqRR..

  • 03/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisas René Rachou, .,Cargo ou função, Membro do Conselho Deliberativo do CPqRR.

  • 03/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisas René Rachou, .,Cargo ou função, Representante suplente na Câmara Técnica de Referência e Coleções.

  • 03/2015

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisas René Rachou, .,Cargo ou função, Representante titular dos pesquisadores na Câmara Técnica de Pesquisa.

  • 03/2017 - 06/2017

    Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Pesquisas René Rachou, .,Cargo ou função, Presidente da Comissão Eleitoral para eleição do Diretor do CPqRR (quadriênio 2017-2021). Ato da Diretoria 002/2017 de 06/03/2017..

  • 03/2002 - 12/2003

    Estágios , Centro de Pesquisas René Rachou, Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas.,Estágio realizado, Caracterização da infestação e dinâmica de populações de Triatoma vitticeps (Stl, 1859) em Itanhomi, MG.

  • 08/2001 - 02/2003

    Estágios , Centro de Pesquisas René Rachou, Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas.,Estágio realizado, Influência de fatores climáticos na distribuição de Panstrongylus megistus (Burmeister, 1835).

  • 07/2000 - 08/2001

    Estágios , Centro de Pesquisas René Rachou, Laboratório de Triatomíneos e Epidemiologia da Doença de Chagas.,Estágio realizado, Genética de população e controle de Triatomíneos.

2002 - 2003

Centro de Pesquisa René Rachou

Vínculo: Bolsista Aperfeiçoamento, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

2000 - 2001

Centro de Pesquisa René Rachou

Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 20

2013 - Atual

Instituto de Observação da Terra

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador

2014 - Atual

Universidade Federal de Ouro Preto

Vínculo: , Enquadramento Funcional:

2007 - 2009

Faculdades Federais Integradas Diamantina

Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador

1999 - 2000

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas

Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 10

Outras informações:
Estagiária ICB/PUC Minas - atividades: auxiliar nas aulas práticas e estudos complementares da disciplina parasitologia, para os cursos da área de biologia e saúde, sob orientação da Profa. Silvia Costa Gouveia.

Atividades

  • 05/2000 - 05/2001

    Estágios , Instituto de Ciências Biológicas e Saúde da PUC Minas, Museu de Ciências Naturais.,Estágio realizado, Estudo Parasitológico dos Coprólitos de mamíferos Quaternários.