Pedro Abel Vieira Júnior

Graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Paraná (1984). Mestrado em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo (1997). Doutorado em Fitotecnia pela Universidade de São Paulo (2006) e doutorando em Economia pelo Instituto de Economia da Unicamp. Pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária desde 1989 com experiência na área de agronomia e ênfase em: i) tecnologia de sementes e mudas, ii) modelagem para previsão de clima e do desenvolvimento de plantas com aplicação na previsão de safras, iii) transferência de tecnologia e iv) negociação de tecnologias. Atualmente desenvolve trabalhos em socioeconômica na Secretaria de Inteligência e Macroestratégia da Embrapa com ênfase em gestão integrada do risco agrícola, bioenergia, desenvolvimento regional, comercio agricola internacional e cenários para agricultura.

Informações coletadas do Lattes em 21/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Economia Aplicada

2004 - Atual

Universidade Estadual de Campinas
Título: Desenvolvimento regional: o caso do mato Grosso,
Orientador: Antonio marcio Buainain

Doutorado em Fitotecnia

2003 - 2006

Universidade de São Paulo
Título: Previsão dos atributos do clima e do rendimento de grãos de milho na região Centro-Sul do Brasil
Durval Dourado Neto. Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil. Palavras-chave: Previsão do clima; Previsão de safras; Modelo de cultura.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Probabilidade e Estatística / Subárea: Probabilidade e Estatística Aplicadas. Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Ciência da Computação / Subárea: Sistemas de Computação.

Mestrado em Fitotecnia

1996 - 1997

Universidade de São Paulo
Título: Emprego da técnica da análise de imagens na determinação do comprimento e da largura de sementes de milho,Ano de Obtenção: 1997
Orientador: Silvio Moure Cicero

Graduação em Agronomia

1978 - 1984

Universidade Federal do Paraná

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Transferência de Tecnologia.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Modelagem.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Produção de Sementes e Mudas.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Seminário de cana-de-açúcar. 2009. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

Fórum Soja Brasil Safra 2016/2017.Avaliação de riscos agropecuários. 2016. (Simpósio).

IX Simpósio Brasileiro de psicologia Política.EMULAÇÃO DEMOCRÁTICA. 2016. (Simpósio).

XIV Semana Agronômica da Universidade Federal de Goiás.Seguro Rural: gestão de riscos na agricultura. 2016. (Simpósio).

Primer Seminario Internacional "China, América Latina y el Caribe: condiciones y retos en el siglo XXI".Brasil y China: Cooperación o competencia?. 2012. (Seminário).

19º Agrinordeste.Um marco regulatório para a agroenergia: elementos para o debate. 2011. (Seminário).

2º Conferência do Desenvolvimento IPEA.Padrões de regionalização do Brasil: dimensão rural. 2011. (Outra).

3º Semana de Tecnologia.Marco Regulatório para a agroenergia. 2011. (Simpósio).

18º Agronordeste.Agroenergia e meio ambiente. 2010. (Simpósio).

48º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural - SOBER. Politicas governamentais de gestão do risco agrícola: panorama atual e perspectivas futuras. 2010. (Congresso).

Congresso Nacional de Bioenergia. Os ?gargalos? do setor sucroalcooleiro. 2010. (Congresso).

I Reunião tecnica sobre dendê irrigado. 2010. (Outra).

Modelagem, simulação em produção vegetal,manejo de fertilização na agricultura e aplicações na plataforma Cropsyst. 2010. (Outra).

Semana de engenharia de alimentos da Unicamp. A dinamica da concorrencia. 2010. (Congresso).

17º Agrinordeste.Rotação de culturas e sustentabilidade energética. 2009. (Outra).

Cana-de-açúcar: perspectivas de integração com espécies oleaginosas.Os desafios para a integração da cana com oleaginosas. 2009. (Seminário).

Projeto de pesquisa e iniciação cientifica da Faculdade de Ciências Humanas FUMEC.O agronegócio do algodão. 2009. (Simpósio).

Aplicações de imagens hiperspectrais em agricultura e meio ambiente. 2008. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Walquiria Fernanda Teixeira

TEIXEIRA, W. F.;DOURADO NETO, D.VIEIRA JUNIOR, P. A.; RODRIGUES, J. D.; ONO, E. O.; REICHARDT, K.. Avaliação do uso de aminoácidos na cultura da soja. 2016. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Guilherme Busi de Carvalho

DOURADO NETO, DURVAL; FERNANDES, A. L. T.; MENDONCA, F. C.;VIEIRA JUNIOR, P. A.; FRIZZONE, J. A.. Caracterização da produção de biomassa de capim-elefante (Pennisetum purpureum, Schum.), cv. Camerron, em função da adubação nitrogenada e da irrigação em região semiárida.. 2014. Tese (Doutorado em Esalq/USP) - Universidade de São Paulo.

Aluno: Flávio Silva Jorge da Cunha

Cunha, F.L.S.J.;VIEIRA JUNIOR, P. A.. Valoração dos serviços ecossistêmicos em bacias hidrograficas. 2008. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Estadual de Campinas.

Aluno: THIAGO LIBÓRIO ROMANELLI

ROMANELLI, T. L.; MILAN, M.;VIEIRA JUNIOR, P. A.; PIRES, A. M. M.; AMARAL, W. A. N.; RODRIGUES, L. C. E.. Sustentabilidade energética de um sistema de produção da cultura de eucalipto. 2007. Tese (Doutorado em Recursos Florestais) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Walter Rodrigues da Silva

CICERO, S. M.DOURADO NETO, D.SILVA, W. R.. Exame Geral de Qualificação (Mestrado). 1997. Outra participação, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz.

JOAO ALEXIO SCARPARE FILHO

SCARPARE FILHO, J. A.CHRISTOFFOLETI, P J; FAVARIN, J. L.. Efeitos da distribuição espacial e da população de plantas sobre o rendimento da cultura de milho. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz.

Luiz Carlos Balbino

Dourado Neto, D.; Chou, S.C.; Assad, E.D.; Bahia Filho, A.F.C.;BALBINO, L. C.. Previsão de atributos do clima e do rendimento de grãos de milho na região Centro-Sul do Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz") - Universidade de São Paulo.

Ricardo Ferraz de Oliveira

OLIVEIRA, R. F.. Membro Titular do Exame de Qualificação - Doutorado. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz.

Paulo Augusto Manfron

DURVAL, Dourado Neto,; ASSAD, E. D.; filho.a.f.c.b; Chan c.s;CHRISTOFFOLETI, Pedro JacobMANFRON, Paulo Augusto. Previsão dos atributos do clima e do rendimento dos grãos de milho na região centro-sul do Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz.

EDUARDO DELGADO ASSAD

ASSAD, E. D.; Bahia, A.C.; Dourado Neto, D; Chan, C.S.. Previsão de atributos do clima e do rendimento de grãos de milho na região Centro-sul do Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade de São Paulo.

SILVIO MOURE CICERO

VIEIRA JUNIOR, P. A.CICERO, S. M.DOURADO NETO, Durval; MIRANDA, L. C.. Emprego da técnica de análise de imagens na determinação do comprimento e da largura de sementes de milho.. 1998. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade de São Paulo.

SILVIO MOURE CICERO

VIEIRA JUNIOR, P. A.CICERO, S. M.. Exame de qualificação de mestrado. 1997. Outra participação, Universidade de São Paulo.

Pedro Jacob Christoffoleti

CHRISTOFFOLETI, PEDRO JACOB. Exame de qualificação. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em PPG EM FITOTECNIA) - ESALQ.

Durval Dourado Neto

CICERO, S. M.DOURADO NETO, DurvalMIRANDA, L. C.. Emprego da técnica de análise de imagens na determinação do comprimento e da largura de sementes de milho. 1998. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade de São Paulo.

Durval Dourado Neto

DOURADO NETO, DurvalCICERO, S. M.SILVA, W. R.. Exame geral de qualificação (Mestrado): Emprego da técnica de análise de imagens na determinação do comprimento e da largura de sementes de milho. 1997. Exame de qualificação (Doutorando em Fitotecnia) - Universidade de São Paulo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

SILVIO MOURE CICERO

Emprego da Técnica de Análise de Imagens Na Determinação do Comprimento e da Largura de Sementes de Milho; ; 1998; Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Orientador: Silvio Moure Cicero;

Durval Dourado Neto

Previsão de atributos do clima e da produtividade de milho na região Centro-Sul do Brasil; 2006; Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Durval Dourado Neto;

Antônio Marcio Buainain

Cenários Regionais: O caso do Estado do Mato Grosso; Início: 2010; Tese (Doutorado em Ciência Econômica) - Universidade Estadual de Campinas; (Orientador);

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; FIGUEIREDO, E. V. C. . O BRASIL ALIMENTARÁ A CHINA OU A CHINA ENGOLIRÁ O BRASIL?. Revista Tempo do Mundo , v. 2, p. 51-82, 2016.

  • TORRES, D. A. P. ; LIMA, D. B. ; TOLEDO, E. N. B. ; MARCELINO, M. Q. S. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SILVA, R. C. ; FOGACA, S. M. C. ; NAVARRO, Z. . O campo brasileiro: a emergência de um novo padrão econômico e social. Revista de Politica Agricola , v. XXV, p. 78-92, 2016.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; TORRES, D. A. P. ; CONTINI, E. . Petróleo, a era das commodities e a agricultura brasileira. Revista de Politica Agricola , v. XXIV, p. 32-45, 2015.

  • CONTINI, E. ; PENA JUNIOR, M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Seca norte-americana: preços agrícolas e implicações para o Brasil. Revista de Politica Agricola , v. XXII, p. 85-97, 2013.

  • MARTIN, T.N. ; DOURADO NETO, Durval ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; PEREIRA, Antônio Roberto ; MANFRON, Paulo Augusto ; CHRISTOFFOLETI, Pedro Jacob . Modified crop model estimation of depleted and potential soybean yield. Acta Scientiarum. Agronomy (Impresso) , v. 34, p. 369-378, 2012.

  • DOURADO NETO, Durval ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MANFRON, Paulo Augusto . População e distribuição espacial de plantas. Revista Plantio Direto , v. 16, p. 20-25, 2012.

  • MARTIN, T. N. ; VENTURINI, T. ; PAGNONCELLI, A. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Perfil do manejo da cultura de milho no sudoeste do Paraná. Revista Ceres , v. 58, p. 1-8, 2011.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Seguro Agrícola no Brasil: desafios e potencialidades. Revista Brasileira de Risco e Seguro (Impresso) , v. 7, p. 39-68, 2011.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Brasil-China: um negócio da China ou para a China?. Desenvolvimento em Debate (INCT/PPED) , v. 2, p. 9-37, 2011.

  • VIEIRA, Adriana Carvalho Pinto ; BUAINAIN, Antonio Marcio ; POZ, M. E. D. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Patenteamento da biotecnologia no setor agrícola no Brasil: uma análise crítica. Revista Brasileira de Inovação , v. 9, p. 323-354, 2010.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Algumas reflexões sobre a propriedade intelectual na agricultura na Espanha. Revista da ABPI , v. 1, p. 21-29, 2009.

  • MARTIN, T. N. ; DOURADO NETO, D. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MANFRON, P. A. . Homogeneidade espaço temporal e modelos de distribuição para a precipitação pluvial no estado de São Paulo. Revista Ceres , v. 55, p. 476-481, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; CHOU, S. C. ; MARTIN, T. N. . Previsões meteorológicas do Modelo Eta para subsidiar o uso de modelos de previsão agrícola no Centro-Sul. Ciência Rural , v. 39, p. 1-2, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; MADI, M. A. C. ; VIEIRA, A. C. P. ; DOURADO NETO, D. ; CHOU, S. C. ; ASSAD, E. D. . Um modelo integrado de gestão do risco agrícola para o Brasil. Revista Brasileira de Risco e Seguro (Online) , v. 4, p. 1-40, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; LIMA, F. ; SILVEIRA, J. M. F. . Produçao Brasileira de Cana-de-açucar e deslocamento da fronteira agricola no Estado do Mato Grosso. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola , v. 38, p. 58-77, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, Antonio Marcio ; MADI, Maria Alejandra Caporali ; VIEIRA, Adriana Carvalho Pinto ; NETO DOURADO, Durval ; CHANG, C. S. ; ASSAD, E. D. . Um Modelo Integrado de Gestão do Risco Agrícola para o Brasil. Revista Brasileira de Risco e Seguro (Impresso) , v. 8, p. 1-40, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; OLIVEIRA, R.F. ; PERES, L.E.P. ; MARTIN, T. N. ; MANFRON, P. A. ; BONNECARRERE, R. A. G. . Relações entre o potencial e a temperatura da folha de plantas de milho e sorgo submetidas a estresse hídrico. Acta Scientiarum. Agronomy , v. 29, p. 555-561, 2007.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. ; VIEIRA, A. C. P. ; BOLSON, E. A. ; DANIEL, R. M. . Reestruturação e lucro na indústria da vida. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola , v. 37, p. 11-21, 2007.

  • MARTIN, T. N. ; TOMAZELLA, A. L. ; CICERO, S. M. ; DOURADO NETO, D. ; FAVARIN, J. L. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Questões relevantes na produção de sementes de milho: segunda parte. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia (Uruguaiana) , v. 14, p. 80-101, 2007.

  • MARTIN, T. N. ; TOMAZELLA, A. L. ; CICERO, S. M. ; DOURADO NETO, D. ; FAVARIN, J. L. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Questões relevantes na produção de sementes de milho: primeira parte. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia (Uruguaiana) , v. 14, p. 119-138, 2007.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SILVEIRA, J. M. F. . Proteção da biotecnologia na agricultura. Revista da ABPI , v. 88, p. 39-53, 2007.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Proteção da biotecnologia na agricultura. Revista da ABPI , v. 88, p. 39-55, 2007.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Proteção da biotecnologia na agricultura. Revista de Direito Privado (São Paulo) , v. 30, p. 49-73, 2007.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; LIMA, F. . Mecanismos organizacionais como resposta á informação imperfeita: a questão da segurança dos alimentos. Informações Econômicas (Impresso) , v. 37, p. 7-23, 2007.

  • MOLIN, J. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; CHIACCHIO, G. . VARIAÇÃO ESPACIAL NA PRODUTIVIDADE DE MILHO SAFRINHA DEVIDO AOS MACRONUTRIENTES E À POPULAÇÃO DE PLANTAS. Revista Brasileira de Milho e Sorgo (Impresso) , v. 6, p. 309-324, 2007.

  • DOURADO NETO, D. ; DARIO, G. J. A. ; MARTIN, T. N. ; BONNECARRERE, R. A. G. ; MANFRON, P. A. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Controle químico da ferrugem asiática na cultura da soja em condições de campo. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia (Uruguaiana) , v. 14, p. 69-80, 2007.

  • MOLIN, J. P. ; MASCARIN, L. S. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Avaliação de intervenções em unidade de aplicação localizada de fertilizantes e de populações de milho. Engenharia Agrícola , v. 26, p. 528-536, 2006.

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Debates atuais sobre a segurança dos alimentos transgênicos e os direitos dos consumidores. Revista de Direito do Consumidor , v. 60, p. 15-22, 2006.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; BERNARDES, M. S. ; FANCELLI, A. L. ; MANFRON, P. A. ; MARTIN, T. N. . Metodologia para estimativa da área foliar de genótipos de milho. Revista Brasileira de Milho e Sorgo , v. 5, p. 182-191, 2006.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MOLIN, J. P. ; DOURADO NETO, D. ; MANFRON, P. A. ; MASCARIN, L. S. ; FAULIN, G. D. C. ; DETOMINI, E. R. . População de plantas e alguns atributos do solo relacionados ao rendimento de grãos de milho. Acta Scientiarum. Agronomy , v. 28, p. 483-492, 2006.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; CICERO, S. M. ; JORGE, L. A. C. ; MANFRON, P. A. ; MARTIN, T. N. . Estimativa da área foliar em milho através de análise de imagens. Revista Brasileira de Milho e Sorgo , v. 5, p. 58-66, 2006.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; BERNARDES, M. S. ; MANFRON, P. A. ; KRENZINGER, A. ; PEREIRA, C. R. . Previsão da população e arranjo espacial de plantas de milho em função da arquitetura da copa e da localização da cultura. Revista Brasileira de Milho e Sorgo , v. 4, p. 253-260, 2005.

  • MANFRON, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; FANCELLI, A. L. ; BACHHI, O. O. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BONNECARRERE, R. A. G. ; MARTIN, T. N. ; MEDEIROS, S.L.P. . Milho: modelos agrometeorológicos para caracterizar a produtividade fitomassa seca de diferentes órgãos. Revista Brasileira de Agrometeorologia , v. 13, p. 351-366, 2005.

  • DOURADO NETO, D. ; DARIO, G. J. A. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MANFRON, P. A. ; MARTIN, T. N. ; BONNECARRERE, R. A. G. . Aplicação e influência do fitorregulador no crescimento das plantas de milho. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia (Uruguaiana) , v. 11, p. 93-102, 2004.

  • PALHARES, M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; MANFRON, P. A. ; MEDEIROS, S.L.P. ; ROMANO, M. R. . Efeito da população de plantas e do espaçamento sobre a produtividade de milho. Revista Brasileira de Milho e Sorgo , v. 2, p. 63-77, 2003.

  • PACHECO, C. A. P. ; SANTOS, M. X. ; PARENTONI, S. N. ; Paulo Evaristo de O. Guimarães ; Elto Eugenio Gomes e Gama ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Inbreeding depression of 28 maize elite open pollinated varieties. Genetics and Molecular Biology , v. 25, p. 441-448, 2002.

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Tutela Jurídica da Propriedade Intelectual e os Direitos dos Consumidores. Revista Brasileira de Sementes , v. 22, p. 21-25, 2000.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SMIDERLE, O. ; CASTRO, P. R. C. ; SCARANARI, C. ; DIAS, C. T. S. ; CICERO, S. M. . Efeitos dos reguladores de crescimento Chlormequat e Uniconazol na germinação das sementes e no crescimento de plântulas de milho. Revista Brasileira de Sementes , Brasília, v. 21, n.2, 1999.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CICERO, S. M. ; JORGE, L. A. C. ; SILVA, W. R. ; DIAS, C. T. S. ; MIRANDA, L. C. ; DOURADO NETO, D. . Emprego da técnica de análise de imagens para determinação do comprimento e da largura de sementes de milho. Revista Brasileira de Sementes , Brasília, v. 21, n.1, 1999.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; NOVA, N. V. ; DIAS, C. T. S. ; DOURADO NETO, D. ; CICERO, S. M. ; SMIDERLE, O. ; SILVA, W. R. . Estimativas do potencial total de água em sementes usando modelos não lineares. Revista Brasileira de Sementes , Brasília, v. 21, n.2, 1999.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SMIDERLE, O. ; DOURADO NETO, D. ; CICERO, S. M. . Efeitos de métodos de irrigação sobre a produção e a qualidade de sementes de feijão. Revista Brasileira de Sementes , Brasília, v. 20, n.1, 1998.

  • CARBALLO, D. A. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CONTINI, E. ; FARINELLI, B. N. ; MORRIS, M. . Agricultural productivity growth in Brazil: recent trends and future prospects. 1. ed. Brasilia: Banco Mundial, 2017. v. 1. 55p .

  • ARIAS, D. C. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MENDES, P. . Revisão rapida e integrada da gestão de riscos agropecuários no Brasil. 1. ed. Brasília: Banco Mundial, 2015. v. 1. 76p .

  • BUAINAIN, A. M. (Org.) ; VIEIRA JUNIOR, P. A. (Org.) ; CURY, W. J. M. (Org.) . Gestão do risco e seguro na agricultura brasileira. Rio de Janeiro/RJ: Funenseg, 2011. v. 1. 311p .

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; BATALHA, M. O. ; LEITE, S. C. F. . Cadeia Produtiva do Algodão - Série Agronegócios. Brasilia: IICA, 2007. v. 1. 108p .

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Os direitos dos consumidores e os produtos transgênicos: uma questão polêmica para a bioética e o biodireito. Curitiba: Editora Juruá, 2004. 187p .

  • HOMMA, A. K. O. ; LIMA, J. R. F. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Structural heterogeneity in rural Brazil: three regional cases. In: Antonio MArcio Buainain; Rodrigo Lanna; Zander Navarro. (Org.). Agricultural development in Brazil: the raize of a global agro-food power. 1ed.New York: Routledge, 2019, v. 1, p. 189-207.

  • BUAINAIN, A. M. ; MAIA, A. G. ; GARCIA, J. R. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . From food insecurity to a global food power: will Brazil meet Its potencial and world expectations?. In: Buainain, A.M.; de Souza, M.R; Navarro, Z.. (Org.). Globalization and agriculture: redefining unequal development. 1ed.Maryland: Lexington Books, 2017, v. , p. 31-50.

  • FURTADO, J. E. M. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SOCOLOSKI, P. . Importância do processo de prospecção tecnológica: construção de uma plataforma de pesquisa multi-funcional. In: Ampa; Aprosoja; Embrapa. (Org.). Desafios do Cerrado: como sustentar a expansão da produção com produtividade e competitividade. 1ed.Cuiabá: Ampa, 2016, v. 01, p. 45-76.

  • GOMES, M. P. ; GRUNDLING, R. D. P. ; CONTINI, E. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Agricultura mundial: evolução, avanços e novos desafios. In: Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (AMPA), Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (APROSOJA-MT), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). (Org.). Desafios do cerrado: como sustentar a expansão da produção com produtividade e competitividade. 1ed.Cuiabá: Editora Casa da Árvore, 2016, v. , p. 11-44.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; OSAKI, M. ; ALVES, L. R. A. . Rentabilidade da produção de soja em grão no Brasil. In: Campos, S.K; Torres, D.A.P.; Ponchio, A.P.S.; Barros, G.S. de C.. (Org.). Sustentabilidade e sustentação da produção de alimentos no Brasil. Volume 2 O desafio da rentabilidade na produção. 1ed.Brasília: CGEE, 2015, v. 02, p. 49-72.

  • TORRES, D. A. P. ; CAMPOS, S. K. ; PONCHIO, A. P. S. ; 5, G. S. C. B. ; FIGUEIREDO, E. V. C. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Viabilidade econômica da produção agropecuária no Brasil: aspectos gerais, metodologia e principais resultados. In: Campos, S.K; Torres, D.A.P.; Ponchio, A.P.S.; Barros, G.S. de C.. (Org.). Sustentabilidade e sustentação da produção de alimentos no Brasil. Volume 2 O desafio da rentabilidade na produção. 1ed.Brasília: CGEE, 2015, v. 2, p. 11-48.

  • PEREIRA, C. N. ; OLIVEIRA, A. F. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SILVEIRA, J. M. F. J. . Aspectos econômicos e institucionais da rotação da cana-de-açúcar com espécies vegetais. In: Fabio Cesar da SIlva; Bruno Jose Rodrigues Alves; Pedro Luiz de Freitas. (Org.). Sistema de Produção mecanizada da cana-de-açúcar integrada à produção de alimentos. 1ed.Brasília: Embrapa, 2015, v. 1, p. 92-112.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; TORRES, D. A. P. ; CONTINI, E. . A Embrapa e seu papel no sistema nacional de inovação agrícola. In: Buainain, A.M.; Bonacelli, M.B.M.; Mendes, C.I.C.. (Org.). Propriedade Intelectual e Inovações na Agricultura. 1ed.Rio de Janeiro: CNPq, FAPERJ, INCT/PPED, IdeiaD, 2015, v. 1, p. 135-164.

  • BUAINAIN, A. M. ; CONTINI, E. ; NEDER, H. D. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Sobrevivência da cana: Cenário de múltiplos atores e fontes energéticas. In: Fabio Cesar da SIlva; Bruno Jose Rodrigues Alves; Pedro Luiz de Freitas. (Org.). Sistema de Produção mecanizada da cana-de-açúcar integrada à produção de alimentos. 1ed.Brasília: Embrapa, 2015, v. 1, p. 46-91.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; CONTINI, E. . Goiás: do vazio ao heterogêneo. In: Isabel Machado Cavalcanti; Victor Alexandre Contarato Burns; Luiz Antonio Rodrigues Elias, Walsey de Assis Magalhães; Helena Maria Martins Lastres. (Org.). Um olhar territorial para o desenvolvimento: Centro-Oeste. 1ed.Rio de Janeiro: BNDES, 2014, v. , p. 350-393.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; FIGUEIREDO, E. V. C. ; REIS, J. C. . Alcance e limites da agricultura para o desenvolvimento regional: o caso do Mato Grosso. In: Antonio Marcio Buainain; Eliseu Alves; Jose Maria da Silveira; Zander Navarro. (Org.). O mundo rural no Brasil do século 21 : a formação de um novo padrão agrário e agrícola. 1ed.Brasília: Embrapa, 2014, v. , p. 1125-1156.

  • BUAINAIN, Antonio Marcio ; PEDROSO, M. T. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; FRANCO, R. L. ; NAVARRO, Z. . Quais os riscos mais relevantes nas atividades agropecuárias?. In: Antônio Márcio Buainain; José Maria da Silveira; Eliseu Alves; Zander Navarro. (Org.). O mundo rural no Brasil do século 21 : a formação de um novo padrão agrário e agrícola. 1ed.Brasília: Embrapa, 2014, v. , p. 175-208.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. . ESPECIFICIDADES DA POBREZA RURAL NA REGIÃO CENTRO-OESTE DO BRASIL. In: Miranda, C.; Tiburcio, B.; Buainain, A.M.; Dedecca, C.; Neder, H.D.. (Org.). A Nova Cara da Pobreza Rural: desenvolvimento e a questão regional. 17ed.Brasília: IICA, 2013, v. 17, p. 399-460.

  • PEREIRA NETO, A. ; LAZZAROTTO, J. J. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . O FNE rural e o cultivo da soja. In: Marcos Falcão Gonçalves; Jania Maria Pinho Souza; Jose Amauri Buso; Otavio Balsadi. (Org.). Avaliação do FNE rural. 12ed.Fortaleza: , 2012, v. 12, p. 150-242.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Seguro rural no Brasil: experiências e proposições para um modelo de gestão do risco agrícola (MIGRA). In: Buainain, AM. Vieira Junior, P.A., Cury, W.J.M.. (Org.). Gestão do risco e seguro na agricultura brasileira. Rio de Janeiro: Funenseg, 2011, v. 1, p. 291-311.

  • DOURADO NETO, D. ; FANCELLI, A. L. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MANFRON, P. A. . Aproveitamento de luz pelo feijoeiro. In: : DOURADO NETO, D.; FANCELLI, A.L. (Org.). Feijão: estratégias de manejo para alta produtividade. Piracicaba: ESALQ/USP/LPV, 2007, v. , p. 194-213.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; FANCELLI, A. L. ; MANFRON, P. A. ; PEREIRA, C. R. . População e distribuição espacial de plantas de milho. In: DOURADO NETO, D.; FANCELLI, A.L.. (Org.). Milho: fatores determinantes da produtividade. Piracicaba: ESALQ/USP/LPV, 2007, v. , p. 200-219.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. ; FANCELLI, A. L. ; MANFRON, P. A. ; PEREIRA, C. R. . População e distribuição espacial de plantas de milho. In: DOURADO NETO, D.; FANCELLI, A.L.. (Org.). Milho: tecnologia & produção. Piracicaba: ESALQ/USP/LPV, 2005, v. , p. 34-58.

  • DOURADO NETO, D. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; FANCELLI, A. L. ; PALHARES, M. ; MANFRON, P. A. . População e distribuição espacial de plantas. In: DOURADO NETO, D; FANCELLI, A.L.. (Org.). Milho: estratégias de manejo para alta produtividade. Piracicaba: ESALQ/USP/LPV, 2003, v. , p. 116-133.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. . Milho. In: Paulo Roberto Camargo Castro. (Org.). Ecofisiologia dos Cultivos Anuais. São Paulo: Nobel, 1999, v. , p. -.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; DOURADO NETO, Durval ; CONTINI, E. . Agricultura brasileira: o proximo salto. Revista AgroDBO, SÃO PAULO, p. 38 - 41, 01 mar. 2018.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CONTINI, E. . Reputação do agro brasileiro, o desafio nas exportações. Revista AgroDBO, São Paulo, p. 34 - 35, 01 fev. 2018.

  • CONTINI, E. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Qualidade de vida com alimentação e nutrição. Revista AgroDBO, São Paulo, p. 40 - 41, 02 out. 2017.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MORAES, A. L. ; CONTINI, E. ; CARBALLO, D. A. . Como financiar o agro. Revista AgroDBO, São Paulo, p. 42 - 44, 01 maio 2017.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CONTINI, E. ; BARROS, F. . Brasil, fonte de alimentos para o planeta. Revista AgroDBO, São Paulo, p. 40 - 42, 01 ago. 2016.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, Antonio Marcio ; TORRES, D. A. P. ; CONTINI, E. . Agricultura brasileira: contribuição para a paz mundial. Agroanalysis, São Paulo, p. 27 - 28, 02 nov. 2015.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Plantando o futuro. O Estado de São Paulo, 07 jul. 2015.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Agro Ajuste: chegou a hora?. O Estado de São Paulo, 14 abr. 2015.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; ALENCAR, J. R. ; SILVA, F. C. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. . A produção de cana-de-açucar e a fronteira agricola na região Centro-Oeste. Revista Alcoolbrás, São Paulo/SP, p. 36 - 49, 23 mar. 2012.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; LOYOLA, P. . Acaso e competência. O estado de São Paulo, São Paulo, 24 jan. 2012.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; LOYOLA, P. . Agricultura e Risco em 2012. O Estado de São Paulo, São Paulo, 27 dez. 2011.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. . Produtividade na agricultura: O fator esquecido. Plantio Direto, p. 8 - 11, 30 mar. 2009.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Clima, instabilidade e seguro rural. O Estado de Sâo Paulo, São Paulo, 04 mar. 2009.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; OJIMA, A. L. R. O. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . A importância do seguro rural. Info Money, 24 fev. 2009.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; RUIZ, J. . A crise global e perspectivas do agronegócio brasileiro. Anuário '2009' da Avicultura Industrial, p. 40 - 49, 30 nov. 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. . Brasil e China: competição ou cooperação?. In: Primer Seminario Internacional ?América Latina y el Caribe y China: condiciones y retos en el siglo XXI?, 2012, Cidade do Mexico. Primer Seminario Internacional ?América Latina y el Caribe y China: condiciones y retos en el siglo XXI?, 2012.

  • SILVA, F. C. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; FREITAS, P. O. L. ; EVANGELISTA, S. ; SILVA, C. J. ; ALVES, B. J. R. ; FARIAS, J. R. N. B. ; SANTOS, M. B. . Zonificación de las áreas de reforma de cañaverales para la producción de biocombustibles de soja en la región Centro Sur. In: Tecnicaña, 2012, Cali. Congresso Atalac-Tecnicaña, 2012.

  • FREITAS, P. L. ; DONAGEMMA, G. K. ; LUMBRERAS, J. F. ; SILVA, F. C. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Propriedades Físicas e Químicas de um Argissolo Vermelho na Reforma de Canavial para Produção de Oleaginosas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011, Uberlândia. CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 33., 2011.

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; VARGAS, L. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . El futuro de la biotecnología: salvación o perdición?. In: XII Congresio Internacional de Ingeniería de Proyetos, 2008, Zaragoza. XII Congresio Internacional de Ingeniería de Proyetos. Zaragoza: AEIPRO, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; MADI, M. A. C. ; VIEIRA, A. C. P. ; SOUZA, R. P. ; OJIMA, A. L. R. O. ; SILVEIRA, J. M. F. . O seguro rural no Brasil: experiências e proposições para um modelo integrado de gestão do risco agrícola (MIGRA). In: XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2008, Rio Branco. XLVI Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Sober: Brasilia, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; MADI, M. A. C. ; VIEIRA, A. C. P. ; OJIMA, A. L. R. O. ; SOUZA, R. P. ; SILVEIRA, J. M. F. . Dimensões e perspectivas do seguro rural: o caso brasileiro e algumas experiências internacionais. In: XLVI Congresso Da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2008, Rio Branco. XLVI Congresso Da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Brasilia: Sober, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; MADI, M. A. C. ; OJIMA, A. L. R. O. ; SOUZA, R. P. ; VIEIRA, A. C. P. ; SILVEIRA, J. M. F. . An Integrated Model of Agricultural Risk Management for Brazil.. In: AIEA2 and USDA International Conference - The Economic Impact of Public Support to Agriculture, 2008, Bologna. AIEA2 and USDA International Conference - The Economic Impact of Public Support to Agriculture. Bologna: AIEA2 and USDA International Conference - The Economic Impact of Public Support to Agriculture, 2008.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; VIEIRA, A. C. P. . A produção brasileira de cana-de-açúcar e o deslocamento da fronteira agrícola no estado do mato grosso. In: XLV Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2007, Londrina. Anais do XLV Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Brasilia: SOBER, 2007.

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Proteção da biotecnologia na agricultura. In: XLV Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2007, Londrina. Anais do XLV Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Brasilia: SOBER, 2007.

  • ALMEIDA, G. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; RAMOS, P. . Os programas de desenvolvimento econômico do centro-oeste brasileiro e suas conseqüências: anos 60 e 70. In: VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006, Quito. Anais do VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006.

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Agentes e instituições da cadeia produtiva do frango de corte. In: VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006, Quito. Anais do VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; ALMEIDA, G. . O Centro-Oeste brasileiro como fronteira agrícola. In: VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006, Quito. Anais do VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006.

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Analise da governança da cadeia da soja. In: Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006, Quito. Anais do Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006.

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Debates atuais sobre a segurança dos alimentos transgênicos e os direitos dos consumidores. In: VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006, Quito. Anais do VII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2006.

  • DOURADO NETO, D. ; DARIO, G. J. A. ; MARTIN, T. N. ; BONNECARRERE, R. A. G. ; MANFRON, P. A. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Controle químico de plantas infestantes em pré-emergência na cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.). In: XVII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Malezas, 2005, Varadero. Memorias do XVII Congreso de la Asociación Latinoamericana de Malezas, 2005.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CASTRO, P. R. C. . Efeito do gravitropismo sobre o crescimento de plântulas de milho e feijoeiro. In: XXIII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2000, Uberlandia. XXIII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2000.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; ANDREOLI, C. ; MANTOVANI, E. C. . Interpretação do teste de tetrazólio em sementes de milho com emprego da técnica de análise de imagens. In: XXIII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2000, Uberlandia. XXIII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2000.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CASTRO, P. R. C. ; MARCOS FILHO, J. ; CICERO, S. M. ; SMIDERLE, O. ; SCARANARI, C. ; DIAS, C. T. S. . Osmotic conditioning and physiological quality of corn seeds. In: VI International Workshop on Seed Biology, 1999, Mérida Yucatán. VI International Workshop on Seed Biology, 1999.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CICERO, S. M. ; MARCOS FILHO, J. ; SCARANARI, C. ; DIAS, C. T. S. ; CASTRO, P. R. C. . Control by gibberelin of germination of corn seeds.. In: : VI International Workshop on Seed Biology, 1999, Mérida Yucatán. : VI International Workshop on Seed Biology, 1999.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SMIDERLE, O. ; DOURADO NETO, D. ; CICERO, S. M. ; DIAS, C. T. S. ; SILVA, W. R. ; NOVA, N. V. . Models to estimate the water potencial in seeds. In: VI International Workshop on Seed Biology, 1999, Mérida Yucatán. VI International Workshop on Seed Biology, 1999.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CICERO, S. M. ; DOURADO NETO, D. ; JORGE, L. A. C. ; MIRANDA, L. C. ; SILVA, W. R. ; DIAS, C. T. S. . Emprego da técnica de análise de imagens para determinação do comprimento e da largura de sementes de milho. In: XXII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 1998, Recife. XXII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 1998.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CICERO, S. M. ; JORGE, L. A. C. ; DOURADO NETO, D. ; SMIDERLE, O. . Estimativa da área foliar na cultura do milho com emprego da técnica de análise de imagens. In: XXII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 1998, Recife. XXII Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 1998.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; DOURADO NETO, D. . Análise de Imagem para avaliação de danos causados por ferrugem (Uromyces phaseoli) e Mancha Angular (Isariopis griseola) na cultura de feijão irrigado. In: I SIAGRO, 1997, São Carlos-SP. I SIAGRO. Brasília: Embrapa SPI, 1997. p. 526-526.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CASTRO, P. R. C. ; TERUEL, D. . Efeito do regime hídrico do substrato no desenvolvimento de Sorgum sp. envasado. In: VI Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 1997, Belém. : VI Congresso Brasileiro de Fisiologia Vegetal, 1997.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CICERO, S. M. ; DOURADO NETO, D. . Efeitos da irrigação por sulcos e por aspersão na incidência de doenças foliares, no rendimento e na qualidade de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris l.). In: X Congresso Brasileiro de Sementes, 1997, Foz Do Iguaçu. X Congresso Brasileiro de Sementes, 1997.

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. . La producción brasileña de caña de azúcar y el despazamiento de la frontera agrícola en el Estado do Mato Grosso. In: XII Congreso Internacional de Ingeniería de Proyetos, 2008, Zaragoza. XII Congreso Internacional de Ingeniería de Proyetos. Zaragoza, 2008.

  • VIEIRA, A. C. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; CAPACLE, V. . Governança na cadeia da soja. In: IV Congresso Brasileiro de Soja, 2006, Londrina. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Soja, 2006.

  • MOLIN, J. P. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; MASCARIN, L. S. ; SALVI, J. V. . Field-testing of variable rate fertilizer on management zones in Brazil. In: 5 European Conference on Precision Agriculture, 2005, Uppsala. Book of Abstracts 5 ECPA - 2 ECPLF. Uppsala: Swedish Institute of Agricultural and Environmental Engineering, 2005. p. 205-206.

  • VASCONCELOS, L. A. ; NOGUEIRA, V. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. ; HENZ, G. . The Common Pool Resource: The Evolution of Cultural Practices in the Brazilian Economy. 2019. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. . Tecnologia agropecuária e segurança alimentar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . Brasil y China: Cooperación o competencia?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; SILVEIRA, J. M. F. . O CENTRO OESTE BRASILEIRO ESTÁ CONSTRUINDO DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. . 2º Conferência do Desenvolvimento IPEA. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. ; MADI, M. A. C. ; SOUZA, R. P. ; OJIMA, A. L. R. O. ; SILVEIRA, J. M. F. . O seguro rural no Brasil: experiências e proposições para um modelo integrado de gestão do risco agrícola (MIGRA). 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • VIEIRA, A. C. P. ; BUAINAIN, A. M. ; VIEIRA JUNIOR, P. A. . O futuro da biotecnologia: salvação ou perdição?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • VIEIRA JUNIOR, P. A. ; BUAINAIN, A. M. . Gestão de riscos agropecuarios no Brasil: caminhos para integração. Brasilia: Banco Mundial, 2017 (Estudo prospectivo).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

VIEIRA JUNIOR, P. A. ; JORGE, L. A. C. ; MANTOVANI, E. C. ; CURVINEL, P. E. . Sistema Integrado de Análise da Qaulidade de Sementes. 2000.

VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SANTOS, M. X. . Linhagem de milho. 2000.

VIEIRA JUNIOR, P. A. ; SANTOS, M. X. . Variedade de milho BRS 4150. 2000.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2014 - Atual

    REVISÃO RÁPIDA E INTEGRADA DA GESTÃO DE RISCOS AGROPECUÁRIOS NO BRASIL, Descrição: O Banco Mundial, em conjunto com a Secretaria de Assuntos Estratégicos do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Embrapa, apoiados pela Sociedade Rural Brasileira, Organização das Cooperativas Brasileiras, Confederação Nacional da Agricultura, Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, Federação Nacional de Seguros Gerais, Banco do Brasil, Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, Banco Interamericano de Desenvolvimento e Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, desenvolveram uma metodologia que possibilitou revisão rápida de modo a obter uma Visão Integrada da Gestão de Riscos Agropecuários no Brasil. Esse trabalho foi motivado pelo fato que, apesar da importância econômica e social do setor agropecuário para o Brasil, ele é o mais volátil economicamente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Eliana Valéria Covolan Figueiredo - Integrante / Danielle Alencar Parente Torres - Integrante / Diego Arias Carballo - Integrante / Daniela Biagioni Lopes - Integrante / Barbara Noronha Farinelli - Integrante / Andre Cau - Integrante / Rosana do Carmo Nascimento Guiducci - Integrante / Vanessa Pereira - Integrante.

  • 2010 - 2012

    Novas Caras da Pobreza Rural, Descrição: Analisar a evolução e as carcaterísticas atuais da pobreza rural e colher subsídios técnicos e institucionais com vistas à construção de uma agenda de políticas públicas para o enfrentamento do problema no Brasil.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador.

  • 2005 - 2007

    Análise da Competitividade das Cadeias Agroindustriais Brasileiras: ALGODÃO, Descrição: O projeto analisa a cadeia produtiva do algodão, o panorama nacional e o internacional, além de recomendações de políticas para o setor. Trabalho realizado em cooperação entre o IE/UNICAMP e a UFSCAR. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Antonio Marcio Buainain - Integrante / Sheila Cristina Ferreira Leite - Integrante / Mário Otávio Batalha - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante.Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

  • 2010 - Atual

    Desenvolvimento e Modelagem de Sistemas de Produção de Oleaginosas na Reforma de Canavial para Produção Sustentável de Biodiesel na Região Centro-Sul, Descrição: A expansão da área agrícola utilizada pelo setor sucroenergético tem se dado, principalmente, pela incorporação de áreas anteriormente utilizadas como pastagens, em diferentes estádios de degradação. Essas áreas são caracterizadas por possuírem solos de baixa fertilidade e um regime hídrico distinto das regiões tradicionais de produção da cana-de-açúcar. Além disso, pelas regras estabelecidas para orientação da expansão da cultura de cana-de-açúcar estabelecidas pelo zoneamento agroecológico (http://www.cnps.embrapa.br/zoneamento_cana_de_acucar/ZonCana.pdf), as áreas de expansão de cana-de-açúcar representam uma oportunidade para o cultivo de culturas oleaginosas de ciclo curto, voltadas à produção de grãos e/ou biodiesel, através da incorporação de outras culturas em rotação ou sucessão nas áreas de reforma do canavial. Para que o gestor de uma unidade produtiva de cana-de-açúcar possa decidir sobre a implantação de um sistema de rotação cana/oleaginosa em áreas de reforma do canavial, com colheita mecanizada e sem queima, é preciso que ele tenha em mãos uma série de informações relevantes para o sucesso da produção. É necessário saber (1) em quais condições uma área de reforma é viável, energética, ambiental e economicamente, para implantação de rotação com oleaginosas; (2) para uma determinada região, quais as opções de culturas para implantação da rotação e suas respectivas recomendações agronômicas (fertilização do solo em sistema de rotação); (3) qual o balanço energético do sistema de rotação; (4) como o sistema deve ser gerido (terceirização ou auto-produção); entre outras. Assim sendo, para que essas novas culturas possam ser incorporadas e utilizadas na reforma do canavial, é preciso promover ajustes ao sistema de produção. Considerando que a Embrapa tem como foco prover soluções para as demandas de P&D oriundas do setor agropecuário, o presente projeto visa desenvolver recomendações técnicas, econômicas e ambientais para o sistema de produção de oleaginos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Integrante / Fabio Cesar da Silva - Coordenador / Silvio evangelista - Integrante / Ivo Pierozzi Junior - Integrante / HEITOR CANTARELA - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Nilza Patricia Ramos - Integrante / Denizart Bolonhezi - Integrante / José Dilcio Rocha - Integrante / Pedro Luiz de Freitas - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2011

    Estabelecimento das bases para integração dos sistemas de produção da agricultura familiar visando a operação de uma unidade industrial autônoma de biodiesel na região Centro Paulista, Descrição: Avaliar os sistemas de produção utilizados pelos assentados da Fazenda Monte Alegre em Motuca/SP e implantar, de forma participativa, campos de produção de espécies oleaginosas para avaliar seus desempenhos agronômicos com ênfase no biodiesel. O objetivo dessas produções eram fortalecem as cadeias agroalimentares existentes estabelecendo assim um modelo inovador de gestão para a agricultura familiar no país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Pedro Abel Vieira Junior - Coordenador / Sergio Gonçalves Dutra - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Estudos e Capacitação. , Parque Estação Biológica - PqEB s/n°, Cidade Universitária, 70770901 - Brasília, DF - Brasil, Telefone: (61) 34481599, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - Atual

    World Bank

    Vínculo: , Enquadramento Funcional:

  • 2010 - 2012

    Instituto Interamericano de Cooperação Para a Agricultura

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador

  • 2009 - 2011

    Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Educacional de Piracicaba

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

  • 2008 - 2008

    Universidade Estadual de Campinas

    Vínculo: Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Docência Parcial, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Atividade de docência parcial sob supervisão dos Profs Doutores Antonio Marcio Buainain e Ana Rosa de Mendonca Sarti nas disciplinas Estratégias de Empresas para Engenharia e Economia para Engenharia

  • 2007 - 2007

    Universidade de São Paulo

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

  • 1989 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 40

    Atividades

    • 08/2012

      Pesquisa e desenvolvimento , Embrapa Estudos e Capacitação, .,Linhas de pesquisa

    • 10/2006 - 08/2012

      Pesquisa e desenvolvimento , Transferência de Tecnologia, Escritorio de Negócios de Campinas.,Linhas de pesquisa

    • 02/1998 - 02/2003

      Direção e administração, Serviço de Negócios para Transferência de Tecnologia, Escritório de Sete Lagoas.,Cargo ou função, Gerente Local.

    • 01/1996 - 12/1997

      Treinamentos ministrados , Serviço de Negócios para Transferência de Tecnologia, Escritório de Sete Lagoas.,Treinamentos ministrados, Curso de mestrado ESALQ/USP

    • 10/1989 - 12/1995

      Pesquisa e desenvolvimento , Serviço de Negócios para Transferência de Tecnologia, Escritório de Ponta Grossa.,Linhas de pesquisa

    • 10/1989 - 12/1995

      Serviços técnicos especializados , Serviço de Negócios para Transferência de Tecnologia, Escritório de Ponta Grossa.,Serviço realizado, Produção de sementes genéticas e básicas de milho, soja, feijão, trigo e aveia.

  • 1984 - 1988

    Ft Pesquisa e Sementes

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 44

    Atividades

    • 10/1984 - 05/1988

      Pesquisa e desenvolvimento , Estação Experimental de Campo Grande, .,Linhas de pesquisa

    • 10/1984 - 05/1988

      Serviços técnicos especializados , Estação Experimental de Campo Grande, .,Serviço realizado, Produção de sementes genéticas de soja e feijão.