Antonio Belin Setin Junior

Técnico Agrícola, formado pela Escola Técnica Agrícola Estadual Dr. Carolino Mota e Silva (1984), Engenheiro Agrônomo formado pela Escola Superior Agricultura e Ciências de Machado- ESACMA (1990), com MBA em Sistemas de Qualidade, Saúde e Meio Ambiente pela Universidade de Salvador - UNIFACS (2009). Programa de Desenvolvimento de Dirigentes- PDD - pela Fundação Dom Cabral. Com atuação na área de implantação de projeto fabril desde o star up ( Estudo de Viabilidade, Desenvolvimento e Pesquisas (atuando junto com FINEP), Patente de Produtos, Prospecção de Fornecedores de Maquinas, Equipamentos e Matéria-prima, Formalização e Consolidação da Política Comercial), na empresa MADEPLAST. Ind. e Com. de Madeira Plástica Ltda. Expertise em Comercio Exterior, atuando na compra, contratação de agente de carga, nacionalização de maquinas e equipamentos. Licenciamento Ambiental, das empresas ligadas ao grupo empresarial e das operações que representam o "core business" do negocio principal do Grupo. Atuação na Implementação da ISO 14001, em duas empresa do grupo, atuando também como Auditor Ambiental certificado pelo SENAI - PR. Responsável direto pela Administração dos ativos florestais do grupo, atuando na prospecção de novas aéreas para instalação da atividade, na implementação do Forest Stewardship Council (FSC) (Certificação Florestal) - modalidade Manejo Florestal, na contratação de empresas terceirizadas para desenvolvimento das atividades desde o plantio até a colheita. Atualmente gerenciando novo projeto com abertura de filial da Radiante Engenharia para desenvolvimento de atividade na área ambiental, visando implementação de Inovação Tecnológica que permita a Logística Reversa e o aumento do Ciclo de Vida Útil das sucatas de cabos de fibras ópticas- Cabos FO.

Informações coletadas do Lattes em 05/02/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado profissional em andamento em Meio Ambiente Urbano e Industrial

2017 - Atual

Universidade Federal do Paraná
Título: Logistica Reversa de Sucatas de Cabos de Fibra Optica- Inovaçao Tecnologica para Reciclagem e Gerenciamento, Ano de Obtenção:
Orientador: Haroldo de Araujo Pontes
Palavras-chave: meio ambiente; Gestão de Processos.Grande área: OutrosSetores de atividade: Coleta, tratamento e disposição de resíduos; recuperação de materiais.

Especialização em Sistema de Qualidade Saude e Meio Ambiente

2008 - 2009

Universidade Salvador
Título: Projeto Ambiental e Saude- PENHA PAPÉIS
Orientador: Milton Correia Sampaio Filho

Graduação em Engenheiro Agrônomo

1986 - 1990

Escola Sup. Agricultura e Ciencias de Machado- ESACMA

Curso técnico/profissionalizante em Tecnico Agricola

1982 - 1984

Escola Tecnica Agricola Est 2º Grau Dr. Carolino Mota e Silva

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2018 - 2018

Avaliações e Pericias Ambientais. (Carga horária: 24h). , Instituto Brasileiro de Avaliações e Pericias em Engenharias, IBAPE- PR, Brasil.

2018 - 2018

Pericia para Seguro Agricola. (Carga horária: 24h). , Instituto Brasileiro de Avaliação e Pericias em Engenharia, IBAPE- PR, Brasil.

2017 - 2017

Curso de Engengaria de Avaliaçaoes de Maquinas e Complexos Industriais. (Carga horária: 16h). , Instituto Brasileiro de Avaliaçao e Pericias em Engenharia, IBAPE-PR, Brasil.

2017 - 2017

Curso de Avaliaçao de Servidao. (Carga horária: 16h). , Instituto Brasileiro de Avaliaçao e Pericias em Engenharia, IBAPE-PR, Brasil.

2017 - 2017

Curso de Engenharia de Avaliações Aplicada em Propriedades Rurais. (Carga horária: 24h). , Instituto Brasileiro de Avaliaçao e Pericias em Engenharia, IBAPE-PR, Brasil.

2016 - 2016

Valoração Energética de Resíduos Sólidos. (Carga horária: 15h). , Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.

2016 - 2016

2 Simposio MAUI Residuos Solidos- Minimizacao e Valoraçao. (Carga horária: 25h). , Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.

2015 - 2015

Auditoria Interna do Sistema de Gestao Ambiental. (Carga horária: 24h). , SENAI - Departamento Regional do Paraná, SENAI/DR/PR, Brasil.

2014 - 2014

Inferencia Estatistica no Progra Infer. (Carga horária: 16h). , Instituto Brasileiro de Avaliações e Pericias - AM, IBAPE - AM, Brasil.

2014 - 2014

Aperfeiçoamento Profissional em Obras e serviços Publicos(Agronomia). (Carga horária: 90h). , Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado doParaná, CREA-PR, Brasil.

2013 - 2013

Avaliaçõs de Imoveis Rurais pela norma ABNT 14653-3. (Carga horária: 16h). , Instituto Brasileiro de Avaliações e Pericias - AM, IBAPE - AM, Brasil.

2013 - 2013

Oficina Tecnica e Segurança do Trabalho, Meio Ambiente e Saude Ocupacional. (Carga horária: 24h). , REDEPETRO, REDEPETRO PR, Brasil.

2013 - 2013

Pericias e gestão Ambiental. (Carga horária: 16h). , Instituto Brasileiro de Avaliações e Pericias - PR, IBAPE - PR, Brasil.

2012 - 2012

Programa de Desenvolvimento de Dirigentes- PDD. (Carga horária: 96h). , Fundação Dom Cabral, FDC, Brasil.

2012 - 2012

Excelência em Licenciamentos Ambientais. (Carga horária: 120h). , Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado doParaná, CREA-PR, Brasil.

2011 - 2011

Capacitação Consultor Comercial. (Carga horária: 12h). , CEDPAP- Profissões Inovadoras, CEDPAP, Brasil.

2010 - 2010

Tecnicas em Negociação Internacional. (Carga horária: 8h). , Federação das Indústrias do Estado do Paraná, FIEP, Brasil.

2010 - 2010

ISO 14001:2004 Interpretação e Implementação. (Carga horária: 16h). , Burreau Veritas, BV, Brasil.

2002 - 2002

CFO- Certificado Fitossanitario de Origem. (Carga horária: 4h). , Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia- BA, CREA- BA, Brasil.

1990 - 1990

Extensão universitária em Sementes e Grãos. (Carga horária: 40h). , Escola Sup. Agricultura e Ciencias de Machado- ESACMA, ESCMA, Brasil.

1990 - 1990

Receituário Agronômico. (Carga horária: 4h). , Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia- SP, CREA - SP, Brasil.

1989 - 1989

Extensão universitária em Citricultura. (Carga horária: 40h). , Escola Sup. Agricultura e Ciencias de Machado- ESACMA, ESCMA, Brasil.

1988 - 1988

Extensão universitária em Manejo Integrado de Pragas. (Carga horária: 40h). , Escola Sup. Agricultura e Ciencias de Machado- ESACMA, ESCMA, Brasil.

1987 - 1987

Extensão universitária em Epidemiologia. (Carga horária: 40h). , Escola Sup. Agricultura e Ciencias de Machado- ESACMA, ESCMA, Brasil.

1986 - 1986

Extensão universitária em Biotecnologia do Solo. (Carga horária: 40h). , Escola Sup. Agricultura e Ciencias de Machado- ESACMA, ESCMA, Brasil.

1984 - 1984

Manutenção e Operação. (Carga horária: 40h). , Escola Tecnica Agricola Est 2º Grau Dr. Carolino Mota e Silva, CTA- PINHAL, Brasil.

1984 - 1984

Mecanização Agricola. (Carga horária: 40h). , Escola Tecnica Agricola Est 2º Grau Dr. Carolino Mota e Silva, CTA- PINHAL, Brasil.

1983 - 1983

Produção de semente e sua Comercialização. (Carga horária: 32h). , Escola Tecnica Agricola Est 2º Grau Dr. Carolino Mota e Silva, CTA- PINHAL, Brasil.

1982 - 1982

Multidisciplinar. (Carga horária: 25h). , Escola Tecnica Agricola Est 2º Grau Dr. Carolino Mota e Silva, CTA- PINHAL, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.

    Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal.

    Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SETIN JUNIOR, A. B. . COBREAP- Congresso Brasileiro de Avaliacoes e Pericias em Engenharia. 2017. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

COBREAP- Congresso Brasileiro de Avaliaçao e Pericias em Engenharia. COBREAP- Congresso Brasileiro de Avaliacoes e Pericias em Engenharia. 2017. (Congresso).

2º Simposio MAUI- Brasil- Alemanha Meio Ambiente Urbano e Industrial. 2016. (Simpósio).

Pollutec 21th international exhibition of environmental equipment technologies and services. 2010. (Feira).

Encontros de Comercio Exterior. 2002. (Encontro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Elaine Vosniak Takeshita

TAKESHITA, ELAINE V.Ponte, H. A.FEILSTRECKER, M.. Inovação Tenológica para Reciclagem de Sucatas de Fibra Óptica. 2018.

Thais Helena Sydenstricker Flores-Sahagun

PONTE, H. A.; TAKESHITA, E. V.;Thais Sydenstricker Flores-Sahagun. Desenvolvimento de um processo tecnológico para a reciclagem de descartes de cabos de fibra ótica. 2019. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente Urbano e Industrial) - Universidade Federal do Paraná.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Haroldo de Araújo Ponte

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA RECICLAGEM E GERENCIAMENTO DE SUCATAS DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA; 2019; Dissertação (Mestrado em Meio Ambiente Urbano e Industrial - MAUI) - Universidade Federal do Paraná,; Orientador: Haroldo de Araújo Ponte;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • RAMOS, T. M. M. A. ; SETIN JUNIOR, A. B. . Avaliaçao de Dano Ambiental em Unidade de Conservaçao. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SETIN JUNIOR, A. B. . Projeto Ambiental e Saude- PENHA PAPÉIS. 2008.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2015 - Atual

    Logistica Reversa de Sucatas de Cabos Ópticos- Cabos (FO), Descrição: Este é um projeto de Inovação tecnológica e baseia-se na possibilidade de reaproveitamento de um percentual de 100% dos materiais que compõem os cabos de (FO), através da extração mecânica dos diversos componentes inseridos, o processo apresenta-se conforme fluxograma abaixo: Transporte dos cabos de fibra óptica → Recebimentos dos cabos → Separação por tipo e bitolas → Acondicionamento em baias individuais → Carregamento → Pesagem → Desencapagem mecânica → Retirada mecânica do Kevlar → Desencapagem mecânica → Separação e armazenamento dos feixes de fibras → Moagem das fibras. Os materiais provenientes deste processo por ordem de quantidade e importância econômica são: Polietileno: resíduo de maior valor comercial. Após a retirada mecânica da 1º e 3º camadas, o material passa pelo processo de moagem e granulação. O resultado deste processo pode ser utilizado na indústria de plástico para produção de filmes para confecção de sacos de lixos, mangueiras lisas ou corrugadas e da madeira plastificada. Esta etapa está consolidada e, inclusive, a Radiante já possui três empresas consumindo este produto beneficiado. Fibra óptica: o material é submetido a um processo de moagem e pode ser utilizados na indústria da construção civil (na composição de concretos ou de mantas impermeabilizantes). Estamos na fase de testes deste material para sua utilização também como CDR (combustível derivado de resíduos), pois a mesma possui agregado componentes plásticos que possui um bom poder calorífico inferior (PCI). Esta etapa está em fase de testes por meio de parceiros comerciais. Kevlar: este material pode ser utilizado para a fabricação de Equipamentos de proteção individuais (EPI´s) na confecção de luvas, na indústria automotiva - na substituição de componentes fabricados em fibra de vidro, hoje já comercializamos boa parte deste material para indústria para confecção de big-bags, cordas, etc. Fibra de Vidro: o material está sendo retirado manualmente, antes do processo de moagem da fibra óptica, pois este componente é o que compõem a parte mais interna dos cabos.Após a sua retirada ele é fracionado através de uma guilhotina e enviado a moagem. Estamos desenvolvendo parcerias com empresa para confecção de capotas marítimas, para-choques de caminhões, indústria de artesanato e brindes. Esta etapa também está em fase de testes por meio de parceiros comerciais. Para a implementação do processo foram desenvolvidas maquinas e equipamentos exclusivos para processos em parceria com empresas fabricantes de maquinas e equipamentos e os desenhos industriais serão submetidos a patentes, como também a utilização de extrusoras, moinhos, aglutinadores, etc. equipamentos já conhecidos da indústria de reciclagem. Estamos iniciando o projeto para obtenção de recursos via FINEP- modalidade apoio a inovação, com a colaboração do SENAI- Meio Ambiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Antonio Belin Setin Junior - Coordenador., Financiador(es): Radiante Engenharia de Telecomunicações Ltda - Outra.

  • 2015 - Atual

    Logistica Reversa de Sucatas de Cabos Ópticos- Cabos (FO), Descrição: Este é um projeto de Inovação tecnológica e baseia-se na possibilidade de reaproveitamento de um percentual de 100% dos materiais que compõem os cabos de (FO), através da extração mecânica dos diversos componentes inseridos, o processo apresenta-se conforme fluxograma abaixo: Transporte dos cabos de fibra óptica → Recebimentos dos cabos → Separação por tipo e bitolas → Acondicionamento em baias individuais → Carregamento → Pesagem → Desencapagem mecânica → Retirada mecânica do Kevlar → Desencapagem mecânica → Separação e armazenamento dos feixes de fibras → Moagem das fibras. Os materiais provenientes deste processo por ordem de quantidade e importância econômica são: Polietileno: resíduo de maior valor comercial. Após a retirada mecânica da 1º e 3º camadas, o material passa pelo processo de moagem e granulação. O resultado deste processo pode ser utilizado na indústria de plástico para produção de filmes para confecção de sacos de lixos, mangueiras lisas ou corrugadas e da madeira plastificada. Esta etapa está consolidada e, inclusive, a Radiante já possui três empresas consumindo este produto beneficiado. Fibra óptica: o material é submetido a um processo de moagem e pode ser utilizados na indústria da construção civil (na composição de concretos ou de mantas impermeabilizantes). Estamos na fase de testes deste material para sua utilização também como CDR (combustível derivado de resíduos), pois a mesma possui agregado componentes plásticos que possui um bom poder calorífico inferior (PCI). Esta etapa está em fase de testes por meio de parceiros comerciais. Kevlar: este material pode ser utilizado para a fabricação de Equipamentos de proteção individuais (EPI´s) na confecção de luvas, na indústria automotiva - na substituição de componentes fabricados em fibra de vidro, hoje já comercializamos boa parte deste material para indústria para confecção de big-bags, cordas, etc. Fibra de Vidro: o material está sendo retirado manualmente, antes do processo de moagem da fibra óptica, pois este componente é o que compõem a parte mais interna dos cabos.Após a sua retirada ele é fracionado através de uma guilhotina e enviado a moagem. Estamos desenvolvendo parcerias com empresa para confecção de capotas marítimas, para-choques de caminhões, indústria de artesanato e brindes. Esta etapa também está em fase de testes por meio de parceiros comerciais. Para a implementação do processo foram desenvolvidas maquinas e equipamentos exclusivos para processos em parceria com empresas fabricantes de maquinas e equipamentos e os desenhos industriais serão submetidos a patentes, como também a utilização de extrusoras, moinhos, aglutinadores, etc. equipamentos já conhecidos da indústria de reciclagem. Estamos iniciando o projeto para obtenção de recursos via FINEP- modalidade apoio a inovação, com a colaboração do SENAI- Meio Ambiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Antonio Belin Setin Junior - Coordenador., Financiador(es): Radiante Engenharia de Telecomunicações Ltda - Outra.

  • 2015 - Atual

    Logistica Reversa de Sucatas de Cabos Ópticos- Cabos (FO), Descrição: Este é um projeto de Inovação tecnológica e baseia-se na possibilidade de reaproveitamento de um percentual de 100% dos materiais que compõem os cabos de (FO), através da extração mecânica dos diversos componentes inseridos, o processo apresenta-se conforme fluxograma abaixo: Transporte dos cabos de fibra óptica → Recebimentos dos cabos → Separação por tipo e bitolas → Acondicionamento em baias individuais → Carregamento → Pesagem → Desencapagem mecânica → Retirada mecânica do Kevlar → Desencapagem mecânica → Separação e armazenamento dos feixes de fibras → Moagem das fibras. Os materiais provenientes deste processo por ordem de quantidade e importância econômica são: Polietileno: resíduo de maior valor comercial. Após a retirada mecânica da 1º e 3º camadas, o material passa pelo processo de moagem e granulação. O resultado deste processo pode ser utilizado na indústria de plástico para produção de filmes para confecção de sacos de lixos, mangueiras lisas ou corrugadas e da madeira plastificada. Esta etapa está consolidada e, inclusive, a Radiante já possui três empresas consumindo este produto beneficiado. Fibra óptica: o material é submetido a um processo de moagem e pode ser utilizados na indústria da construção civil (na composição de concretos ou de mantas impermeabilizantes). Estamos na fase de testes deste material para sua utilização também como CDR (combustível derivado de resíduos), pois a mesma possui agregado componentes plásticos que possui um bom poder calorífico inferior (PCI). Esta etapa está em fase de testes por meio de parceiros comerciais. Kevlar: este material pode ser utilizado para a fabricação de Equipamentos de proteção individuais (EPI´s) na confecção de luvas, na indústria automotiva - na substituição de componentes fabricados em fibra de vidro, hoje já comercializamos boa parte deste material para indústria para confecção de big-bags, cordas, etc. Fibra de Vidro: o material está sendo retirado manualmente, antes do processo de moagem da fibra óptica, pois este componente é o que compõem a parte mais interna dos cabos.Após a sua retirada ele é fracionado através de uma guilhotina e enviado a moagem. Estamos desenvolvendo parcerias com empresa para confecção de capotas marítimas, para-choques de caminhões, indústria de artesanato e brindes. Esta etapa também está em fase de testes por meio de parceiros comerciais. Para a implementação do processo foram desenvolvidas maquinas e equipamentos exclusivos para processos em parceria com empresas fabricantes de maquinas e equipamentos e os desenhos industriais serão submetidos a patentes, como também a utilização de extrusoras, moinhos, aglutinadores, etc. equipamentos já conhecidos da indústria de reciclagem. Estamos iniciando o projeto para obtenção de recursos via FINEP- modalidade apoio a inovação, com a colaboração do SENAI- Meio Ambiente.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) . , Integrantes: Antonio Belin Setin Junior - Coordenador., Financiador(es): Radiante Engenharia de Telecomunicações Ltda - Outra.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Radiante Florestal Ltda. , Rodovia BR-277 Curitiba-Ponta Grossa - até 4095/4096, Mossunguê, 82305100 - Curitiba, PR - Brasil, Telefone: (41) 33119466, Ramal: 9435, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2014 - Atual

    Radiante Engenharia de Telecomunicações LTDA

    Vínculo: Gerente, Enquadramento Funcional: Gerente, Carga horária: 24

    Outras informações:
    Atualmente junto a Radiante Engenharia sou o responsável pela administração de um novo projeto dentro da empresa que culminou com a abertura de uma nova filial especializada na área ambiental, onde estamos implementando e desenvolvendo um processo de inovação tecnologia que permita o aumento do ciclo de vida útil e a logística reversa das sucatas de cabos de fibra ópticas- cabos FO, materiais estes provenientes das sobras de contratos de prestação de serviço a qual a Radiante está inserida. Hoje já conseguimos reciclar pelo menos 70% dos componentes que caracterizam esse produto, possibilitando a recolocação dos mesmos no mercado novamente, estando aguardando os resultados das amostras enviadas a laboratórios a fim de conseguirmos transformar os 30% dos componentes restantes s em CDR (Combustível Derivado de Resíduos), o que possibilitaria o reaproveitamento de 100% dos componentes. Estamos em fase final do fechamentos de contratos de prestação de serviço para implantação da Logística Reversa das sucatas de cabos de fibra óptica - cabos FO com duas grandes empresas da área de Telecomunicações ( Vivo e COPEL Telecom), o que possibilitará a reciclagem de 450 toneladas destas sucatas, evitando assim que os mesmos seja destinados a aterros. Também atuo como Auditor Ambiental responsável pela Implementação da ISO 14001, além de se o responsável pela emissão das licenças e autorizações ambientais para obras(lançamento de cabeamento aéreo e subterrâneo).

  • 2008 - Atual

    Radiante Florestal Ltda

    Vínculo: Empregado, Enquadramento Funcional: Engenheiro Agrônomo, Carga horária: 24

    Outras informações:
    Dentro da Radiante Florestal sou o responsável direto pela administração dos mais de 5.000 hectares de ativos florestais do grupo, na contratação de terceiros para desenvolvimento das atividades inerentes ao processo que vão desde a implantação até a colheita e comercialização destes ativos. Em novembro de 2015 iniciamos a preparação para implementação da Certificação Florestal (FSC) - Modalidade Manejo Florestal, possibilitando assim garantir que as florestas do grupo empresarial são manejadas de forma responsável, de acordo com os princípios e critérios ambientais, sociais e econômicos.

  • 2010 - 2014

    MADEPLAST Indústria e Comércio de Madeira Plástica

    Vínculo: Representante da Diretoria, Enquadramento Funcional: Representante Diretoria, Carga horária: 24

    Outras informações:
    Atuação desde o star up do empreendimento, participando ativamente do desenvolvimento do projeto na prospecção e compra de maquinas e equipamentos (nacionais e internacionais), nas pesquisas e homologação de fornecedores dos insumos necessários para consolidação do produto "core business" da empresa dentro e fora do Brasil, participei de viagens internacionais á França e a China em busca destes parceiros e produtos. Atuei efetivamente na equipe para a obtenção do FINEP o que nos possibilitou o avanço nos testes e nas pesquisas de desenvolvimento desta tecnologia nacional de produção de Madeira Ecológica, produto inovador que recebeu diversos prêmios de reconhecimento a esta iniciativa. Hoje empresa possui 7 anos de existência, e uma carteira de mais de 1200 clientes presentes em mais de 19 estados brasileiros e Distrito Federal, além de já haver realizado vendas ao Estados Unidos e Canadá. Atuei na implementação da ISO 14001, hoje sou Auditor da Norma.