Elisete Peixoto de Lima

Mestre em Saúde Coletiva. Pós graduada em Farmacologia e Docência do Ensino Superior. Graduada em Ciências, Licenciatura e Bacharelado em Química e Química Industrial e Licenciatura Plena em Biologia. Consultora em indústrias de alimentos nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, controle e garantia da qualidade, controle químico e biológico de pragas e higiene industrial. Docente no Ensino Fundamental, Médio e Superior nos cursos de Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental e Sanitária, Tecnologia em Processos Químicos, Bacharelado em Biomedicina, Psicologia, Nutrição Enfermagem e Estética. Coordenadora de curso Sequencial de nível superior Gestão da Qualidade no Setor Alimentício e de Pós graduação Lato Sensu Microbiologia e Biotecnologia Aplicadas à Saúde, Meio Ambiente e Indústria e Tecnologia em Química Industrial, na Unilins. Representante de cursos pelo Conselho Regional de Química IVª região. Professora pesquisadora - CAPES e docente do Projeto Xamã da Universidade Federal de São Paulo, atuando na Formação de Auxiliares de Enfermagem Indígena no Parque Indígena do Xingu.

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Mestrado em Mestrado em Odontologia - Saúde Coletiva

2005 - 2008

Universidade do Sagrado Coração
Título: Resíduos sólidos urbanos: uma questão ambiental, educacional, social e de saúde coletiva / Elisete Peixoto de Lima,Ano de Obtenção: 2008
Prof. Dr. Marcos da Cunha Lopes Virmond..Grande área: Ciências da Saúde

Especialização em Especialização em Docência no Ensino Superior

1998 - 1999

Universidade do Sagrado Coração

Especialização em Especialização em Farmacologia

1992 - 1993

Universidade de Marília
Título: Mecanismo de Ação e Sintomatologia Clínica do Inseticida Parathyon Methyl nas Sinapses Colinérgicas
Orientador: Dr. José Francisco Godinho

Graduação em Complementação em Quimica Industrial

2003 - 2004

Faculdade Auxilium de Lins
Título: TECNOLOGIA DE FABRICAÇÃO DE DOCE DE LEITE
Orientador: Prof. Me. Olayr Modesto Junior

Graduação em Habilitaç ão em Biologia

1989 - 1990

Faculdade Auxilium de Filosofia Ciências e Letras de Lins

Graduação em Bacharelado em Química

1986 - 1990

Faculdade Auxilium de Filosofia Ciências e Letras de Lins
Título: Princípios de Tratamento de Água para Caldeiras
Orientador: Fernando Martins Canno

Graduação em Ciências - Habilitação em Química - Lic. Plena

1984 - 1989

Faculdade Auxilium de Filosofia Ciências e Letras de Lins

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2011 - 2011

Principios da Produção de Açúcar e Álcool. (Carga horária: 8h). , Conselho Regional de Química IV Região, CRQ-IV, Brasil.

2011 - 2011

Destinação de Resíduos Gerados no Laboratório. (Carga horária: 8h). , Conselho Regional de Química 4a região, CRQIV, Brasil.

2011 - 2011

Toxicologia para Químicos. (Carga horária: 8h). , Conselho Regional de Química IV Região, CRQ-IV, Brasil.

2010 - 2010

Perfil Químico: analise de fraudes em bebidas. (Carga horária: 5h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2010 - 2010

Química Aplicada à análise de fraudes em documento. (Carga horária: 5h). , Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

2003 - 2004

Complementação em Química Industrial. (Carga horária: 360h). , Faculdade Auxilium de Lins, FAL, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Bandeira representando o idioma Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Bandeira representando o idioma Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.

Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.

Grande área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos.

Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

LIMA, E. P. . A transferência do conhecimento é o primeiro passo para o controle biológico de pragas. 2016. (Outro).

LIMA, E. P. . Visita Técnica: Projeto Agricultura Orgânica e Agroecologia da APTA e campos de produção de videiras Vinícola Góes. 2016. (Outro).

LIMA, E. P. . Ciclo de Palestras - Ano Internacional da Química. 2011. (Outro).

LIMA, E. P. . 12º CONGRESSO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA UNILINS. 2011. (Congresso).

LIMA, E. P. . VIII Fórum Regional de Educação Popular do Oeste Paulista - V Internacional. 2010. (Outro).

LIMA, E. P. . Iº Seminário Luso-Brasileiro de Ciências do Ambiente e Empresariais. 2010. (Outro).

LIMA, E. P. . 11º CONECTE - CONGRESSO DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA: CIÊNCIA E TECNOLOGIA SOCIAL. 2010. (Congresso).

LIMA, E. P. . VII Fórum Regional de Educação Popular do Oeste Paulista - IV Internacional. 2009. (Outro).

LIMA, E. P. . VII Fórum Regional de Educação Popular do Oeste Paulista - IV Internacional. 2009. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

?Salesianidade: São Francisco de Sales - Patrono dos Salesianos?. 2020. (Encontro).

1 Fórum da Sustentabilidade Ambiental, Econômica e Social do entorno do Rio Tietê.1 Fórum da Sustentabilidade Ambiental, Econômica e Social do entorno do Rio Tietê. 2019. (Outra).

20 Conecte - Congresso de Educação, Ciência e Tecnologia. 2019. (Congresso).

3 Fórum de Agricultura Orgânica: do Campo ao Consumidor. 2019. (Outra).

Mãos a Horta: cores, odores & sabores.Mãos À Horta: Cores, Odores & Sabores. 2019. (Simpósio).

Metodologias ativas no contexto da educação cientifica e tecnológica: práxis : pedagógicas e perspectivas no ensino-aprendizagem nas Engenharias. 2019. (Outra).

Oficina Fotografia Revelando Suissa 22. 2019. (Oficina).

SIPATR - Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho Rural.Produção e manejo agrícola: impactos e desafios para sustentabilidade ambiental.. 2019. (Encontro).

Treinamento e Capacitação da Biblioteca Virtual E-Volution. 2019. (Encontro).

VII Encontro Cientificio e Simpósio de Educação.Prevalência De Ascaridíase E Perfil Enteroparasitológico Em Escolares Da Educação Infantil Do Município De Lins/SP. 2019. (Simpósio).

VII Encontro Cientificio e Simpósio de Educação.Os Efeitos Da Drenagem Linfática Manual No Edema Pós Criolipólise. 2019. (Simpósio).

VII Encontro Cientificio e Simpósio de Educação.Mãos À Horta: Cores, Odores & Sabores. 2019. (Simpósio).

VII Encontro Cientificio e Simpósio de Educação.Estudo de incidência de ovos Ascaris lumbricoides presentes em alface crespa comercializadas nos principais supermercados e feiras livres de Lins/SP. 2019. (Simpósio).

VII Encontro Científico e Simpósio de Educação.Análise Do Potencial Citotóxico E Mutagênico Da Água Do Córrego Campestre Localizado Na Cidade De Lins/SP. 2019. (Simpósio).

VIII Simpósio de Iniciação Científica. 2019. (Simpósio).

19 Conecte - Congresso de Educação, Ciência e Tecnologia. Apresentação e debate documentário. 2018. (Congresso).

1ª Noite Científica da Biomedicina. 2018. (Encontro).

1ª Semana da Biomedicina. 2018. (Encontro).

Curso: Desafios do manejo e controle de nematoides em cultivo protegido. 2018. (Outra).

Curso: Multiplicação e propagação de Trichoderma. 2018. (Outra).

Encontro técnico - Associação dos Produtores de Orgânicos de Lins e Região. 2018. (Encontro).

IV SEMANA DA DIVERSIDADE, II SEMANA INTEGRADA DE CURSOS E I COLÓQUIO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL, ÉTNICO-RACIAL E DIREITOS HUMANOS.Núcleo Educação Ambiental: Tópicos, Contextos e Questões Norteadoras. 2018. (Outra).

I Encontro de Biomedicina da região metropolitana de Sorocaba. 2018. (Encontro).

Semana da Estética. 2018. (Encontro).

Semana da Psicologia. 2018. (Encontro).

Semanas dos cursos de Educação Física e Nutrição. 2018. (Encontro).

XIII Aldeia Multiétnica.Formação de auxiliares de enfermagem indígena no Parque indigena do Xingu. 2018. (Encontro).

17 Congresso Nacional de Iniciação Científica CONIC-SEMES P ,. USO DE METARHIZIUM ANISOPLIAE PARA CONTROLE DE FRANKLINIELLA SPP NO TOMATEIRO (SOLANUM LYCOPERSICUM L.) ORGÂNICO EM AMBIENTE PROTEGIDO. 2017. (Congresso).

17 Congresso Nacional de Iniciação Científica CONIC-SEMES P ,. CONTROLE BIOLÓGICO DE BEMISIA SPP NA CULTURA DE SOLANUM LYCOPERSICUM L. EM AMBIENTE PROTEGIDO.. 2017. (Congresso).

17 Congresso Nacional de Iniciação Científica CONIC-SEMES P ,. Manejo integrado e controle biológico de pragas e doenças na cultura do pepino (Cucumis sativus L., 1753) em ambiente protegido.. 2017. (Congresso).

20 Simpósio de Iniciação Científica - Núcleo de Pesquisa (NuPe) Unilins.Calçados de Segurança e Resistência Química da Microfibra: um estudo de caso. 2017. (Simpósio).

5 TECNOBIO: Controle Biológico na prática. 2017. (Congresso).

Certificação fitossanitária - bases e critérios. 2017. (Simpósio).

II Fórum de Agricultura Orgânica - Do Campo ao Consumidor.. 2017. (Encontro).

IV Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Católica Dom Bosco - Saberes em Ação,. Manejo integrado de praga e doenças na cultura do tomateiro (Solanum lycopersicum L.) em ambiente protegido. 2017. (Congresso).

Manejo integrado de Frankliniella schultzei na cultura de Solanum lycopersicum L. em ambiente protegido. Manejo integrado de Frankliniella schultzei na cultura de Solanum lycopersicum L. em ambiente protegido. 2017. (Congresso).

Oficina Artesanal de Bambu - Construção de Estufa. 2017. (Oficina).

Qualidade, critérios e parâmetros regulatórios em microbiologia de alimentos.. 2017. (Encontro).

SISTEMA AGROFLORESTAL COM ENFOQUE EM HORTICULTURA. 2017. (Outra).

VI Encontro Científico e Simpósio de Educação.Eficiência do extrato orgânico de Cyperus rotundus como enraizador na propagação de Corymbia Citriodora. 2017. (Seminário).

VI Encontro Científico e Simpósio de Educação.Controle biológico na cultura do tomateiro (Solanum lycopersicum L.) orgânico em ambiente protegido. 2017. (Simpósio).

VI Encontro Científico e Simpósio de Educação.Controle biologico na cultura do tomateiros (Solanum lycopersicum L.) orgânico em ambiente protegido. 2017. (Simpósio).

VI Encontro Científico e Simpósio de Educação.Eficiência do extrato orgânico de Cyperus rotundus como enraizador na propagação de Corymbia Citriodora. 2017. (Simpósio).

VI ENCONTRO CIENTÍFICO e SIMPÓSIO DE EDUCAÇÃO DO UniSALESIANO. 2017. (Simpósio).

V Seminário de Iniciação Científica ? PIBIC - 29/10/16.Manejo integrado do ácaro Tetranychus urticae Koch (Acari: Tertranychidae) em cultura de pimentão Capsicum annuum L.. 2016. (Seminário).

II Seminário Agrícola ABJICA: Agricultura Sustentável e Dia de Campo da Noroeste. 2015. (Seminário).

IV Encontro Científico e Simpósio de Educação Salesiano.A INTERFACE ENTRE ATENDIMENTO PSICOLÓGICO, EQUOTERAPIA E AUTISMO. 2015. (Seminário).

IV Encontro Científico e Simpósio de Educação Salesiano.PLASMA BOVINO: DE RESÍDUO POLUIDOR À INGREDIENTE FUNCIONAL. 2015. (Simpósio).

Workshop Inovação Competitiva e Design Thinking. 2015. (Outra).

Povos Originários do Brasil.Semana do Índio em Guaiçara. 2014. (Encontro).

Reunião de Representantes de Curso na Área da Química. 2014. (Encontro).

Seminário de Psicologia Jurídica. 2014. (Seminário).

V Seminário Luso Brasileiro de Ciências do Ambiente e Empresariais..Tecnologia em massa alimentícia: utilização de hemocomponente bovino como complemento proteico. 2014. (Seminário).

V Simpósio Luso Brasileiro de Ciências.Eficiência de biorremediadores em lagoas de efluentes de frigoríficos. 2014. (Seminário).

Curso de Redação Científica. 2013. (Oficina).

IV ENCONTRO CIENTIFICO E SIMPOSIO DE EDUCAÇÃO UNISALESIANO. 2013. (Simpósio).

Mini Cursos - CRQ - Iniciação a Química Forense. 2012. (Encontro).

Palestras sobre Química na Sociedade.Quimica na Sociedade - CRQ IV Regiao. 2012. (Encontro).

Reuniao Representantes de Cursos CRQ IV Regiao. 2012. (Encontro).

X Forum Regional de Educação Popular do Oeste Paulista.Diga Nao ao Dia do Indio. 2012. (Oficina).

III ENCONTRO CIENTIFICO E SIMPOSIO DE EDUCAÇÃO UNISALESIANO.Fundamentos Basicos da Cosmetologia. 2011. (Simpósio).

IX Fórum Regional de Educação Popular do Oeste Paulista. 2011. (Congresso).

Jovens Empreendedores Primeiros Passos - do 6 ao 9 ano. 2011. (Oficina).

Programa de Palestras AIQ 2011. 2011. (Encontro).

Responsabilidade Técnica na Área Cosmética. 2011. (Oficina).

2 Encontro Nacional de Química Forense. 2010. (Encontro).

4ª Conferecia Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação. 2010. (Outra).

Capacitação de Educadores na Agenda Ambiental. 2010. (Oficina).

Destinação de resíduos gerados em laboratório. 2010. (Oficina).

Inocuidade de Alimentos - Importância no Plano de Amostragem e Coletas de Amostras. 2010. (Encontro).

Mini Cursos - CRQ - Destinação de Resíduos Gerados em Laboratorio. 2010. (Outra).

Principios da Produção de Açúcar e Álcool. 2010. (Oficina).

Toxicologia para Químicos. 2010. (Oficina).

VIII Fórum Regional de Educação Popular do Oeste Paulista - V Internacional. 2010. (Outra).

VIII Fórum Regional - V Internacional de Educaco Popular do Oeste Paulista. EDUCAÇÃO POPULAR E DIVERSIDADE CULTURAL. 2010. (Congresso).

19 Congresso de Biólogos do CrBio-01. 2009. (Congresso).

1 Seminário ?Engenharia e Segurança do Trabalho?. 2009. (Seminário).

3 Jornada de Profissões.Profissão Biólogo: em beneficio da vida. 2009. (Encontro).

5 Fórum Nacional de Coordenadores de Cursos de Graduação em Química.Fórum Nacional de Coordenadores de Cursos de Graduação em Química. 2009. (Encontro).

Coleta e Análise do Fitoplâncton com ênfase em Cianotoxinas e Cianobactérias.Coleta e Análise do Fitoplâncton com ênfase em Cianotoxinas e Cianobactérias. 2009. (Outra).

II Encontro Científico e II Simpósio de Educação Unisalesiano.Os direitos e deveres do Químico. 2009. (Simpósio).

VII Forum Regional de Educação Popular. Os (des)caminhos socioambientais contemporâneos e a implantação da educação ambiental em espaços formais e não formais. 2009. (Congresso).

15 Encontro de Biólogos. Água Clara é Água Cara? Um estudo de caso em Lins/SP. 2004. (Congresso).

IV Simpósio de Iniciação Científica e II Seminário sobre Ensino e Pesquisa, Faculdade.Relação entre a etiologia e efeitos da dieta nutricional in natura e industrializada de Cavia porcelus, em cativeiro. 2002. (Simpósio).

1 Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos.Razão e Emoção ? A Construção do Conhecimento em Saúde Pública, através do Teatro de Fantoches. 2001. (Seminário).

III Simpósio de Iniciação Científica e I Seminário sobre Ensino e Pesquisa, Faculdade.Utilização de materiais recicláveis para demonstrar uma estação de tratamento de água aos alunos do ensino médio. 2001. (Simpósio).

III Simpósio de Iniciação Científica e I Seminário sobre Ensino e Pesquisa, Faculdade.Ensino de Ciências e Saúde Pública: Uma metodologia diferenciada. 2001. (Simpósio).

III Simpósio de Iniciação Científica e I Seminário sobre Ensino e Pesquisa, Faculdade.A utilização da Educação Ambiental como ferramenta para preservação do Rio Itapecuru. 2001. (Simpósio).

IV Simpósio de Iniciação Científica e II Seminário sobre Ensino e Pesquisa.Saúde e Qualidade da Carne Consumida no Brasil. 2001. (Simpósio).

I Congresso Brasileiro da Qualidade no Ensino Superior. Integração Universidade Escolas de I° e II° Graus - Projeto Clube de Ciências. 1994. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Fabiane C

SILVA, FABIANE CARDOSO; ZAVANELLI, LETICIA; GOMES, VANESSA CAMAÇARI SANTANA;LIMA, E. P.. SILVA, LETICIA ZAVANELLI, VANESSA CAMAÇARI SANTANA. Ecoeficiêcnia. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Saneamento Meio Ambient) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: MARIA GRACIANA QUINTANILHA BARBOSA, GABRIEL ANDRADE FAZIONI

FAZIONI, GABRIEL DE ANDRADE; BARBOSA, MARIA GRACIANA QUINTANILHA;LIMA, E. P.. Bicarbonatação: O tratamento do caldo de cana-de-açucar ecologicamente correto. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Saneamento Meio Ambient) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Karina, Marcela e Monica

LIMA, E. P.; MOTOOKA, Karina Irikura; GIROTO, Marcela L. Ferres; LOURENCO, M. V.. A Concepção de Universitários do Município de Penápolis/SP em Relação Ao Manejo de Resíduos Sólidos Domiciliares e Os Impactos Gerados Pelo Seu Descarte Inadequado. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Andrea, Estefania e Luiz Antonio

LIMA, E. P.; DUDU, Andrea Rosa; PEREIRA, Estefania O.; COLPANI, Luiz A.J.. Desenvolvimento Sustentável ?Geração de Lixo e a Transformação Consciente?. 2011.

Aluno: Alex, Ana Paula e Linica

LIMA, E. P.; OLIVEIRA, Alex F.; HOSOTANI, Ana P. C.; REGIANE, Linica Marilia Dantas. "Monitoramento Físico-Químico da Qualidade do Leite Pasteurizado Integral Comercializado na Cidade de Lins-SP em 2010". 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Fabiola e Taise

LIMA, E. P.; SANTOS, F. L.; TEIXEIRA, T. F.. Avaliação de pH e Condutividade Elétrica em Amostras de Água Mineral Natural Em Embalagens de 20 Litros Comercializadas na Cidade de Lins/SP.. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Daniel, Fernando e Johnny

LIMA, E. P.; SILVA, Daniel A.S.; DAMAZO; SANTOS, Johnny C.. Controle e Combate de Microorganismos Indesejaveis no Processo de Fermentação Etanólica. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Carla, Jaine e Maisa

LIMA, E. P.; MORO, Carla Cristina; RODRIGUES, Jaine Andressa; SILVA, Maisa Carla. Utilização da Vinhaça como Fertilizante no Cultivo da cana-de=açucar. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Ana Paula e Alessandra

LIMA, E. P.; MANZANO, A. P. L.; ALMEIDA, Alessandra S.. Cooperativas De Recicladores de Lixo e a Sustentabilidade Socioambiental: O Caso do Município de Penápolis/Sp. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Luis Fernando, Tiago e Wilian

LIMA, E. P.; SILVA, Luis Fernando; MAZZOCO, Tiago H.S.; CORREA, Wilian. DETERMINAÇÃO DO DESVIO PADRÃO DA ANÁLISE DO AÇÚCAR DE ACORDO COM A COR ICUMSA: RELATO DE CASO DA ANÁLISE COMPARATIVA DOS RESULTADOS EM TRÊS TURNOS DE TRABALHO. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Pos graduação Lato Sensu Tecnologia Química Indust) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Bruno Dias Cerchiari, Gilson Jose Faustino, Giovane Santos d

LIMA, E. P.; CERCHIARI, B. D.; FAUSTINO, G. J.; OLIVEIRA, G. S.; ANDRADE, V. S. M.. PRODUÇÃO DE PEPINO (Cucumis sativus L.) EM AMBIENTE PROTEGIDO EM FUNÇÃO DE DIFERENTES TRATAMENTOS BIOLÓGICOS VIA SOLO. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: Thaiza Gabriela Mendes Maximo, Wellington Rafagnin de Olivei

LIMA, E. P.; MAXIMO, T. G.; OLIVEIRA, W. R.. Controle microbiológico em frutas de feiras livres e mercados da cidade de Lins/SP. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Ana B

LIMA, E. P.; LEANDRO, A. B. B.; OLIVEIRA, L. A.; MARCAL, E. G.. Brolio Leandro, Luciano A. de Oliveira, Edgar G. Març.Determinação de cloro residual livre em água tratada no final da linha de abastecimento. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Nicole Ramos Lopes

LOPES NIcole Ramos;LIMA, E. P.. Conhecimentos Guarani sobre a fauna e o Ensino de Zoologia para alunos da aldeia Tekoa Pyau do município de Sao Paulo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Paulo.

Aluno: Cristina Domingues Prudêncio

LIMA, E. P.; Ana Paula Menoti Dyonisio; Jose Medice. Ensino de Ciências no 2 ano do Ensino Fundamental. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: Evandro Oliveira Araujo, Flavio Policarpo e Rodolfo Correia

LIMA, E. P.; ARAUJO, E. O.; POLICARPO, F.; SILVA, R. C.. Reuso da água na indústria do couro. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: Martins, D

LIMA, E. P.; MARTINS, D. A.; BOY, L. T. P.; FERREIRA, S. C.. A.; BOY, L. T. P.; FERREIRA, S. C..Determinação do teor de ureia em cremes hidratantes mais comumente comercializados na cidade de Lins/SP. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: CIOCCA, F

LIMA, E. P.; CIOCCA, F. O.; SILVA, T. F.. O.; SILVA, T. F..Avaliação da qualidade microbiológica da carne de frango comercializada no município de Lins/SP.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: SILVA, M

LIMA, E. P.; SILVA, M. W. F.; SIQUEIRA, D. P.; TOBLER, B.. W.F.; SIQUEIRA D.P.; TOBLER Bruno.Agro-energia sustentável. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: REIS, Maria Augusta da Cruz

REIS, M. A. C.;LIMA, E. P.. Gestão de Resíduos Sólidos com Enfase na compostagem de lixo doméstico, aplicado na cultura de tomate cereja. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: CAETANO N

LIMA, E. P.. S.A.; CUSTÓDIO F.H.M.; GIMENES R.D.; LOPES C.;.Reciclagem de Baterias ácido-chumbo. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium.

Aluno: Jaqueline Ap

Ferreira Jaqueline C.; SIQUEIRA, Silvana S.; BERGONSO, V. R.;LIMA, E. P.. , Silvana S, Siqueira, Veronica Bergonso.Avaliação do pH em salmoura de palmito em conservas. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Missão Salesiana de Mato Grosso Inspetoria de Campo Grande.

Aluno: Amanda Comparetti Silva e Ariane Comparetti Silva

SILVA, Amanada Comparetti; SILVA, Ariane Comparetti;LIMA, E. P.. Gerenciamento de recursos hídricos na indústria canavieira. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Missão Salesiana de Mato Grosso Inspetoria de Campo Grande.

Aluno: Adrielli Ronchi e Mariana Verona Amicucci

RONCHI, Adrielli; AMICUCCI, Mariana Verona;LIMA, E. P.. O uso do DNA Forense na elucidação de crimes. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Camila Andressa Egídio Lima, Cláudio Cracco Waldir Ferreira

LIMA, E. P.; LIMA Camila Andressa Egídio; Cracco Cláudio; JUNIOR Waldir Ferreira de Macedo. Determinação da maior fonte de contribuição para incerteza de medição no processo de validação do método de cloreto em matriz água. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Ana Paula Alves da Silva e Juliany Nascimento de Oliveira

LIMA, E. P.; OLIVEIRA Juliany Nascimento; SILVA, Ana Paula. Monitoramento do processo de boas práticas de fabricação de leite pasteurizado em uma. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: Giuliana P Oliveira e Silva, Mariane T Pereira, Natalia

LIMA, E. P.; ALMEIDA, Natália Schimidt; PEREIRA, Mariane Trevisi; SILVA Giuliana Priscila de Oliveira. Análise de concentrações de carbamato de etila em cachaça. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: José Ciocca Jr

LIMA, E. P.; JUNIOR José Ciocca; MINOTTI Mariana Tiago. e Mariana Tiago Minotti.Índice de qualidade da água de alguns recursos hídricos brasileiros. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins.

Aluno: SIMONE ALVES COSTA e outros

LIMA, E. P.. SEXO BIOLÓGICO E PSICOSSOCIAL:"O PONTO DE VISTA DO JOVENS E ADOLESCENTES DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DE GUARANTÃ E DO BAIRRO DO BACURITI. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Habilitaç ão em Biologia) - Faculdade Auxilium de Filosofia Ciências e Letras de Lins.

Aluno: ALEXANDRE ASEVEDO DA SILVA e outros

LIMA, E. P.. Gravidez na adolescencia. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Habilitaç ão em Biologia) - Faculdade Auxilium de Filosofia Ciências e Letras de Lins.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Sandra Fiorelli de Almeida Penteado Simeão

SIMEÃO, S. F. A. P.; VIRMOND, M. C. L.; ROSA, P. S.. Resíduos sólidos urbanos: uma questão ambiental, educacional, social e de saúde coletiva. 2008. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade do Sagrado Coração.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Ana Paula Caires Turatti; Larissa Silva Rodrigues

EFEITO DE ISOLADOS DE Trichoderma spp NO DESENVOLVIMENTO E PRODUTIVIDADE DO TOMATEIRO; ; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; (Orientador);

BRUNO D

Ccerchiari; Gilson J; Faustino; Giovane Santos;Vitor; Avaliação da Produtividade da Cultura do Pepino (Cucumis sativus L; ) com Diferentes Tratamentos Nutricionais do Solo; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; (Orientador);

Alexandre Oliveira Jr; Djenifer B

Pecarara; Renan Fco Santo; Estudo de incidência de ovos Ascaris lumbricoides presentes em alface crespa comercializadas nos principais supermercados e feiras livres de Lins/SP; ; Início: 2019; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Biomedicina) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; (Orientador);

Pacheco, L

F; ; ALVES, T; H; S; ; MANEJO INTEGRADO DO ÁCARO TETRANYCHUS URTICAE KOCH (ACARI: TERTRANYCHIDAE) EM CULTURA DE PIMENTÃO CAPSICUM ANNUUM L; ; Início: 2016; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; (Orientador);

NAVARRO, L

F; F; ; SILVA, M; S; ; MOECKE, U; F; R; EFICIÊNCIA DO EXTRATO ORGÂNICO DE Cyperus rotundus COMO ENRAIZADOR NA PROPAGAÇÃO DE Corymbia citriodora; Início: 2016; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; (Orientador);

Anne Caroline Veronesi Cava Padovan, Maria Caroline Ferreira

Reaproveitamento de Toucas Descartáveis Utilizadas em uma Fábrica de Higiene e Limpeza; Início: 2011; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Missão Salesiana de Mato Grosso Inspetoria de Campo Grande; (Orientador);

Amanda Camargo Theodoro , Ana Paula da Silva

Utilização da vinhaça na fertitigação da cultura da cana-de-açucar; Início: 2011; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Bacharelado em Química) - Missão Salesiana de Mato Grosso Inspetoria de Campo Grande; (Orientador);

RIBEIRO, L

S; ; AQUINO,A; F; C; ; Calçados de segurança e resistência química da microfibra: um estudo de caso; Início: 2016; Iniciação científica (Graduando em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; (Orientador);

Mayara Moreira dos Santos

Avaliação da Biodegradação de Polímeros Sintéticos em Solos Simulados; Início: 2011; Iniciação científica (Graduando em Engenharia Ambiental) - Centro Universitário de Lins; (Orientador);

Fabiana Ribeiro Mattos

Análise Microbiológica do Leite Cru em Pequenas Propriedades Rurais no Município de Lins-SP; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Luciano André de Oliveira

Avaliação da Potabilidade da Água de Uso Comunitário no Município de Promissão/SP Determinando a presença de Escherichia Coli; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

RAISSA CAROLINI DOS SANTOS

Índice de Eficiência Microbiológica de Uma Fossa Séptica Biodigestora; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Rosilene Merli Correa de Mello

Higienização E Redução De Microrganismos Mediante Análise De Perigos E Pontos De Controle Em Indústria Química Veterinária; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Thais Ravazzi Pires da Silva

Qualidade Microbiológica de Águas Minerais Comercializadas no Município de Lins/SP: pesquisa de Pseudomonas Aeruginosa; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Sabrina Macimiano da Silva

Qualidade Microbiológica de Frutas Minimamente Processadas: Revisão bibliográfica; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Silvana Salustriano da Silva

Contaminação Microbiológica em Lactuca Sativa L; no Municipio de Guaimbê/ SP: um estudo de caso; 2018; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Microbiologia, Biotecnologia Aplicada na Saúde, Meio Ambie) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

OLIVEIRA, L

Crislaine; 1, SILVA, B; Lara2, CORTEZ Kelly; IMPLANTAÇÃO DA ISO/IEC 17025 EM LABORATÓRIO DE ENSAIO DE UMA UNIDADE PRODUTORA DE BIODIESEL; 2013; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Sequencial Gestão Qualidade Setor Alimentos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Diego Bernardino Parra Chiorato;Rafael Aparecido Vasques

AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DA INOCULAÇÃO E COINOCULAÇÃO DE BRADYRHIZOBIUM JAPONICUM E AZOSPIRILLUM BRASILIENSE ASSOCIADO A UREIA VIA SOLO E FOLIAR NO DESENVOLVIMENTO E NA PRODUTIVIDADE DA SOJA; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Renato Cardoso Gimenez, Lucas Hajime dos Santos Nakamura

CONTROLE DE QUALIDADE DE COR, PONTOS PRETOS E SULFITO EM AÇÚCAR CRISTAL; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Jucilene Bicudo Barbosa, Vânia Larissa de Oliveira

Biossegurança e riscos ocupacionais em estética: a importância da adoção de medidas preventivas; ; 2018; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Estética) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Andressa Fernanda C

de Aquino, Lorena Souza Ribeiro; Calçados de segurança e resistência química da microfibra: um estudo de caso; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Andréia dos Santos Ferreira; Evandro de Souza Brigido

TEOR NITRITO EM LINGUIÇAS TIPO TOSCANA COMERCIALIZADAS NOS PRINCIPAIS SUPERMERCADOS DO MUNICÍPIO DE LINS-SP; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Diego R

L; Ferreira; Erick T Ferreira Abe; Higor Gonçalves; SÓDIO: O PERIGO OCULTO EM PÃES TIPO BISNAGUINHA; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Luiz Fernando Pacheco; Thiago Henrique Souza Alves

Manejo integrado do ácaro Tetranychus urticae koch (acari: Tetranychidae) em cultura de pimentão Capsicum annuum L; ; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Luis F

Fonseca Navarro;Milena S Silva;Udo F Rocha Moecke; EFICIÊNCIA DO EXTRATO ORGÂNICO DE Cyperus rotundus COMO ENRAIZADOR NA PROPAGAÇÃO DE Corymbia citriodora; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Moreira, A

L, G; ; MARCELINO C; H; ; PEREIRA C; S; ; TEOR DE LACTOSE EM LEITES UHT QUE DECLARAM SER ZERO LACTOSE; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

MIRANDOLA Anderson Luiz, AMARAL Leonardo Silva, GUIMARÃES

Qualidade Microbiológica Da Água De Poços Rasos De Propriedades Rurais Da Região De Lins/SP; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

BERNARDINO, Leonardo I

G; , POLONI, Rodrigo; Ameaça Invisível: Contaminação Microbiológica Do Acém Processado E Moído; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

BARBOSA Júlia C Silva CARMO Elisania Souza, SALVADOR, Elaine

Os Riscos Dos Resíduos De Sulfitos Em Açúcar Refinado Para A Saúde Humana; 2015; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

BIAGI Tatiane Michele de, DUTRA Michele Fernanda Souza

Tecnologia em massa alimentícia: utilização de hemocomponente bovino como complemento proteico; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Andre Luis Soares Yamamoto;Fernando Soares; Hiago Ferreira

Eficiência de biorremediadores em lagoas de efluentes de frigoríficos; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Danilo Alessandro Martins Laura Taisa Paiva Boy Sarah Cristi

Cremes Hidratantes Para Peles Secas: Avaliação Do Teor De Uréia; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Fernando de Oliveira Ciocca, Tamiris Ferreira Silva

Avaliação da qualidade microbiológica da carne de frango comercializada no município de Lins/SP; ; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Edivania Letícia do Nascimento Gregati, Franciny Giovanna Mo

A interface entre a psicologia, equoterapia e autismo; 2014; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Psicologia) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

JAMBA Sergio Antonio Figueiredo, MATTOS Fabiana Ribeiro

DISRUPTORES ENDÓCRINOS NOS ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS: O INIMIGO OCULTO; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

ALMEIDA Anderson Sunhiga, FRANCO Glaucio Novaes

CÓRREGO CAMPESTRE: SERÁ QUE ESTÁ PRA PEIXE?; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

SILVA Inês F

1, SOUZA Bernadete Lourdes Ferreira; ÁGUA CLARA É ÁGUA CARA? A EFICIÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE DESINFECÇÃO DE ÁGUAS DE PISCINAS; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

MIRANDA, Kellen; SILVA, Ralita Barbosa Carvalho

ECOPEDAGOGIA: UMA EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Pedagogia) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

ROCHA César Augusto; SILVA, Elton de Freitas

POLÍMERO DE ENTRETENIMENTO: UMA MACROMOLÉCULA BIODEGRADÁVEL; 2013; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

MANTOVANI Rubens R

, MARCELINO Renato de Sousa; QUALIDADE DA ÁGUA PLUVIAL DO MUNICÍPIO DE LINS/SP: ESTUDO DA VIABILIDADE DE SUA CAPTAÇÃO E USO; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

LIMA Leandro Bueno, PAULINO Dayana da Silva

FISHBURGER DE FILÉ DE CORVINA: UMA OPÇÃO NUTRITIVA E SABOROSA; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

CRACO Maira da Silva, YAMAMOTO Melina Keila

SÓDIO: O INIMIGO OCULTO PRESENTE NAS SOPAS INSTANTÂNEAS; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

MARQUES, Ana Paula

A Educação Ambiental aplicada na Educação Infantil através do cultivo de uma horta; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Pedagogia) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

SALVIO, Bruno Pires,SOUZA, Cynthia Ribeiro,BETTI Gesiane Cri

ANÁLISE DE ROTULAGEM DE LEITE INTEGRAL UHT COMERCIALIZADO NO MUNICÍPIO DE PROMISSÃO-SP; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

SILVA Everton, BUENO Lucas Cabral, CORTINAS Luís Gustavo

Qualidade e Segurança do Sorvete Artesanal; 2012; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

CASTRO, Anaira M

L; ; FERREIRA, Maria C; ; PADOVAN, Anne C; V; ; Reutilização de toucas de polipropileno descartáveis: estudo de caso de uma empresa de higiene e limpeza; 2011; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Carlos Ferreira de Macedo e Osmar Gomes Ferraz Neto

Avaliação da contaminação microbiana por Salmonella choleraesuis e Staphylococcus aureus em desifentantes de uso domiciliar comercializados no município de Lins/SP; ; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Paulo H

Stella Torrezan, Tonieldo S; Flavio e Leandro Ianes; Análise Comparativa entre plásticos biodegradáveis e plásticos convencionais; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Tecnologia em Processos Químicos) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Jonas Q

Ferreira, Juliana C; Carvalho, Vanessa Arielen Mota; Analise Comparativa do rendimento de carbonização do eucalipto, da mangueira e da sibipiruna para produção de carvão vegetal; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Missão Salesiana de Mato Grosso Inspetoria de Campo Grande; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

DELMA M

Santos, João P; Cirilo, Petterson B; O; Silva; Avaliação físico-química dos méis comercializados no município de Promissão/SP; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Bacharelado em Química) - Missão Salesiana de Mato Grosso Inspetoria de Campo Grande; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Mayara Olivera Ortega, Tatiane Haramura e Raquel Sassi

Avaliação da eficiência do uso de diversos ninhos-armadilha para a captura de enxames de Meliponini no município de Lins/SP; ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Biologia) - Centro Universitário Salesiano "Auxilium"; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Carolina Rocha de Carvalho

A Importância dos Zoológicos na Conservação Ex-situ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Licenciatura em Biologia) - Centro Universitário Salesiano "Auxilium"; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

David C

, LOPES A; R; , PINTO R; R; Avaliação Microbiológica do Queijo Minas Frescal Produzido Artesanalmente na Micro-Bacia Leiteira De Promissão/SP; ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Curso Sequencial Gestao da Qualidade Setor Alimen) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

ALMEIDA Márcia Cardoso, LAURENTINO Luciano, SILVA Leonice Ri

Avaliação Microbiológica de Água Mineral Envasada em Galões de 20 Litros, Comercializado no Município de Lins/SP; ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Curso Sequencial Gestao da Qualidade Setor Alimen) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

SANTOS, Fabiana Nascimento; GOMES, João Roberto; CASTELANELL

Avaliação da Eficiência do Sistema de Tratamento de Efluentes Na Indústria de Laticínios; ?Estudo de Caso?; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Curso Sequencial Gestao da Qualidade Setor Alimen) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

BARROS, Ana Carolina, FERREIRA, Isabel INACIO, Edna Maria; S

Avaliação da Temperatura de Conservação de Carnes Bovinas Embaladas Resfriadas Comercializadas em Supermercados na Cidade de Lins-SP; ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Curso Sequencial Gestao da Qualidade Setor Alimen) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

BARBARÁ, Karina da Silva; NAKA, Sandra Teruko; NAVARRO, Graz

Análise de Coliformes Termotolerantes em Alfaces (Lactuca Sativa) Servidas nos Restaurantes Self-Service do Município de Lins-SP; ; 2009; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Curso Sequencial Gestao da Qualidade Setor Alimen) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Adriano Cesar Pereira, Dorival Rossato, Apolinario Barbosa

Farinha de Amendoim semi- desengordura e sistema de analises, perigos e ponos críticos de controle aplicado ao processo produtivo da pasta de amendoim; ; 2008; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Curso Sequencial Gestao da Qualidade Setor Alimen) - Centro Universitário de Lins; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

PACHECO, Luiz Fernando

MANEJO INTEGRADO DO ÁCARO TETRANYCHUS URTICAE KOCH (ACARI: TERTRANYCHIDAE) EM CULTURA DE PIMENTÃO CAPSICUM ANNUUM L; ; 2016; Iniciação Científica; (Graduando em Engenharia Agronômica) - Centro Universitario Católico Salesiano Auxilium; Orientador: Elizete Peixoto de Lima;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Ilca OLiveira de Almeida Vianna

A Docência no Ensino Superior, Os Desafios da Construção Interativa do Conhecimento; 1999; Dissertação (Mestrado em Docencia no Ensino Superior) - Universidade do Sagrado Coração,; Orientador: Ilca OLiveira de Almeida Vianna;

Marcos da Cunha Lopes Virmond

Resíduos sólidos urbanos: uma questão ambiental, educaional, social e de Saúde coletiva; 2008; Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva Epidemiologia) - Universidade do Sagrado Coração,; Orientador: Marcos da Cunha Lopes Virmond;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CALGARO, H. F. ; LIMA, E. P. ; HAMAMURA, H. ; TURATTI, A. P. C. ; PRADO, V. O. . Controle Biológico de Bemisia tabaci (Gennadius, 1889) na cultura do tomateiro em ambiente protegido. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 1, p. 368-377, 2018.

  • LIMA, E. P. ; NAKAMURA, L. H. S. ; GIMENEZ, R. C. . CONTROLE DE QUALIDADE DE COR, PONTOS PRETOS E SULFITO EM AÇÚCAR CRISTAL. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 01, p. 54-57, 2018.

  • LIMA, E. P. ; BARBOSA, J. B. ; OLIVEIRA, V. L. . BIOSSEGURANÇA E RISCOS OCUPACIONAIS EM ESTÉTICA: A Importância da Adoção de Medidas Preventivas. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 01, p. 52-180, 2018.

  • LIMA, E. P. ; PACHECO, L. F. ; ALVES, T. H. S. . Manejo integrado do ácaro Tetranychus urticae koch (acari: Tetranychidae) em cultura de pimentão Capsicum annuum L.. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 01, p. 15, 2017.

  • LIMA, E. P. ; ANDRADE, V. S. M. ; BAZAN, M. A. S. ; ALMEIDA, I. S. A. ; HAMAMURA, H. . Monitoramento e controle da densidade populacional de fitopatógenos por meio de técnicas sustentáveis em pepino (Cucumis sativus l., 1753). REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 01, p. 20, 2017.

  • LIMA, E. P. ; RIBEIRO, L. S. ; AQUINO, A. F. C. . Calçados de segurança e resistência química da microfibra: um estudo de caso. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 01, p. 25, 2017.

  • LIMA, E. P. ; SILVA, I. F. . Água clara é água cara? A eficiência de diferentes métodos de desinfecção de águas de piscinas. Estudos & Pesquisas , v. 16Â, p. 29, 2016.

  • LIMA, E. P. ; NOVAES, G. F. . Córrego campestre: Será que está pra peixe?. Estudos & Pesquisas , v. 10Â, p. 67, 2016.

  • LIMA, E. P. ; Sergio Figueiredo Jamba . Disruptores endócrinos nos ecossistemas aquáticos. Estudos & Pesquisas , v. 10Â, p. 91, 2016.

  • LIMA, E. P. ; BIAGI, T. M. ; DUTRA, M. F. S. . Tecnologia e massa alimentícia - Utilização de hemocomponente bovino como complemento proteico. Estudos & Pesquisas , v. 10Â, p. 206, 2016.

  • MIRANDA, P. K. ; SILVA, R. B. C. ; LIMA, E. P. ; BOZZO, F. A. T. E. F. . ECOPEDAGOGIA: UMA EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 6, p. 131-146, 2015.

  • LIMA, E. P. ; FRANCO, G. N. ; ALMEIDA, A. S. ; PELLOSO JUNIOR, A. A. ; RODRIGUES, A. S. . CÓRREGO CAMPESTRE: SERÁ QUE ESTÁ PRA PEIXE?. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 1, p. http://www.sale, 2014.

  • LIMA, E. P. ; BIAGI, T. M. ; DUTRA, M. F. S. . TECNOLOGIA EM MASSA ALIMENTÍCIA: utilização de hemocomponente bovino como complemento proteico. REVISTA UNIVERSITÁRI@ , v. 01, p. 20, 2014.

  • LIMA, E. P. ; Bruno Pires Salvio ; Cynthia Ribeiro de Souza ; Gesiane Cristina Brandão Betti . ANÁLISE DE ROTULAGEM DE LEITE INTEGRAL UHT COMERCIALIZADO NO MUNICÍPIO DE PROMISSÃO-SP. revista universitári@ , v. 1, p. 97-110, 2013.

  • LIMA, E. P. ; César Augusto Rocha ; Elton de Freitas Silva ; Roberta Cristina Carvalho de Souza . POLÍMERO DE ENTRETENIMENTO: UMA MACROMOLÉCULA BIODEGRADÁVEL. revista universitári@ , v. 1, p. 266-275, 2013.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; GIROTO, Marcela L. Ferres ; LOURENCO, M. V. ; MOTOOKA, Karina Irikura . A CONCEPÇÃO DE UNIVERSITÁRIOS DO MUNICÍPIO DE PENÁPOLIS/SP EM RELAÇÃO AO MANEJO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES E OS IMPACTOS GERADOS PELO SEU DESCARTE INADEQUADO. Revista Cognitio , v. 02, p. 01-06, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; SANTOS, F. L. ; TEIXEIRA, T. F. . AVALIAÇÃO DE VALORES DE PH E CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM AMOSTRAS DE ÁGUA MINERAL NATURAL EM EMBALAGENS DE 20 LITROS COMERCIALIZADAS NO MUNICÍPIO DE LINS/SP. Revista Cognitio , v. 02, p. 07-09, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; DAMAZO ; SANTOS, Johnny C. ; SILVA, Daniel A.S. . CONTROLE E COMBATE DE MICROORGANISMOS INDESEJÁVEIS NO PROCESSO DE FERMENTAÇÃO ETANÓLICA. Revista Cognitio , v. 02, p. 11-16, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; ALMEIDA, Alessandra S. ; MANZANO, A. P. L. . COOPERATIVAS DE RECICLADORES DE LIXO E A SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL: O CASO DO MUNICÍPIO DE PENÁPOLIS/SP.. Revista Cognitio , v. 02, p. 18-24, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; DUDU, Andrea Rosa ; COLPANI, Luiz A.J. ; PEREIRA, Estefania O. . DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ?Geração de Lixo e a Transformação Consciente?. Revista Cognitio , v. 02, p. 25-28, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; OLIVEIRA, Alex F. ; HOSOTANI, Ana P. C. ; REGIANE, Linica Marilia Dantas . MONITORAMENTO FÍSICO-QUÍMICO DA QUALIDADE DO LEITE PASTEURIZADO INTEGRAL NO MUNICÍPIO DE LINS/SP EM OUTUBRO DE 2010. Revista Cognitio , v. 02, p. 28-31, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; MORO, Carla Cristina ; RODRIGUES, Jaine Andressa ; SILVA, Maisa Carla . UTILIZAÇÃO DA VINHAÇA COMO FERTILIZANTE NO CULTIVO DA CANA DE AÇÚCAR. Revista Cognitio , v. 02, p. 32-36, 2011.

  • LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de ; CORREA, Wilian ; MAZZOCO, Tiago H.S. ; SILVA, Luis Fernando . DETERMINAÇÃO DO DESVIO PADRÃO DA ANÁLISE DO AÇÚCAR DE ACORDO COM A COR ICUMSA: RELATO DE CASO DA ANÁLISE COMPARATIVA DOS RESULTADOS EM TRÊS TURNOS DE TRABALHO. Revista Cognitio , v. 02, p. 37-40, 2011.

  • ARANHA, Rafael Santana ; COSTA, Antonio Mauricio ; FREITAS Joao ; LIMA, E. P. ; POLONIO, Ricardo Santana ; SILVA Rodrigo Fernandes Neves . Pesquisa e Desenvolvimento de Hambúrguer New Life com baixo teor de gordura. Estudos & Pesquisas Unilins , v. 01, p. 47-48, 2007.

  • SOUZA, L. C. R. ; LIMA, E. P. ; MACEDO Mauricio Ferreira de . Pesquisa e Desenvolvimento de Queijo Minas Frescal com tomate seco e orégano: Aspectos sensoriais e comerciais. Estudos & Pesquisas Unilins , v. 01, p. 49-50, 2007.

  • LIMA, E. P. ; BARBOSA Adriana da Silva ; RIBEIRO Bianor ; JUNIOR Waldir Ferreira de Macedo ; SOUZA Wilson de Caetano . Monitoramento do recebimento e armazenamento do amendoim in natura em grãos: um estudo de caso na empresa Relux Indústria e Comercio de Promissão. Estudos & Pesquisas , v. 01, p. 71-72, 2007.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

LIMA, E. P. . Desenvolvimento de repositor hidroeletrolítico. 2012.

LIMA, E. P. ; HAMAMURA, H. . Mãos a horta: Core, Odores & Sabores. 2019. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

LIMA, E. P. ; HAMAMURA, H. . Mãos À Horta: Cores, Odores & Sabores. 2019. .

LIMA, E. P. . CLONAGEM DE SEGMENTOS NODAIS DO CAULE DE Brassica oleracea. 2015. .

LIMA, E. P. . A SUSTENTABILIDADE PARA A DIVERSIDADE: O HOMEM E O MEIO AMBIENTE. 2013. .

LIMA, E. P. ; NETO, Derado F. ; CASADEI Maria D.L. . A Questão dos povos originários na escola. 2011. .

LIMA, E. P. . Fundamentos Básicos da Cosmetologia. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

LIMA, E. P. . FUNDAMENTOS BÁSICOS DA COSMETOLOGIA. 2011. .

LIMA, E. P. . Educação Ambiental. 2010. .

LIMA, E. P. ; LEAL lRegina Helena Cardoso . Tecnologia de Produção de Doce de Leite. 2004. (Trabalho de Conclusao de Curso).

LIMA, E. P. . Mecanismo de Ação e Sintomatologia Clínica do Inseticida Parathyon Methyl nas Sinapses Colinérgicas. 1993 (Monografia de Curso de Especialização) .

LIMA, E. P. . Princípios de Tratamento de Água para Caldeiras. 1988 (Monografia de Bacharelado) .

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2019 - Atual

    Ação de diferentes cepas de Trichoderma spp e um composto orgânico classe "A" no enraizamento inicial e na velocidade de crescimento de mudas de citros., Descrição: Hodiernamente a agricultura brasileira perde qualidade devido à busca de produtividade e rentabilidade, aplicando-se insumos em dosagens e frequências exageradas, colocando em risco não só a vida dos trabalhadores, mas também dos consumidores. Torna-se necessário a busca de meios para que os insumos sejam aplicados de forma reduzida, garantindo a produtividades de frutos. Trichoderma spp é fungo utilizado contra fitopatógenos nas plantas, auxiliando no desenvolvimento radicular e no crescimento vegetativo, devido a sua capacidade de eliminar microrganismos que prejudicariam o seu desenvolvimento além de liberar bio-assimilados capazes de promover o desenvolvimento de plantas, disponibilizando nutrientes, melhorando a absorção radicular, fornecendo aumento na resistência ao estresse biótico e abiótico. A citricultura atualmente domina uma grande parte da produção agrícola no Brasil, consequentemente existem pragas e doenças que prejudicam o desenvolvimento das mesmas, principalmente na fase inicial da cultura, cujas mudas estariam mais suscetíveis ao ataque de pragas e doenças, como o Greening. Torna-se, indispensável a utilização de recursos alternativos para que não haja perda significativa na produção e minimização de resíduos de agroquímicos. A utilização de insumos de origem biológica como o Trichoderma spp auxilia na redução do uso de agroquímicos, auxiliando o maior desenvolvimento inicial do sistema radicular, vigor das plântulas e maior produtividade. Essa pesquisa será conduzida na fazenda escola do UniSALESIANO/Lins, objetivando analisar a velocidade de crescimento, diâmetro da haste e volume de raízes de mudas de Citrus sinensis L. Osbeck), servindo-se de 3 cepas de Trichoderma, um composto orgânico e uma testemunha, comparando qual dos tratamentos potencializa os tratamentos elencados.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Harumi Hamamura - Integrante / Matheus Martins - Integrante / João Paulo Cardoso do Carmo - Integrante / Welton Ganzerolli - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Produção de sementes de oleaginosas para extração de biodiesel, Descrição: Nos últimos anos, os projetos para produção do biodiesel ganham importância por se tratar de um produto sustentável. A inserção do produtor rural no campo é um dos fatores indispensáveis neste processo, uma vez que a matéria prima é de origem agrária, trazendo inúmeras vantagens econômicas e benefícios ambientais, além de mostrar-se como instrumento gerador de renda no meio rural, com impacto positivo sobre a agricultura familiar. Aa produção desse combustível alternativo foi dado pelo governo federal por meio do ?Selo Combustível Social?, que prevê que indústrias produtoras comprem matérias-primas do biodiesel oriundas da agricultura familiar, tornando-se assim, culturas motivadoras a curto, médio e longo prazos, inserindo o agricultor familiar no campo e na cadeia produtiva do biodiesel. Várias são as culturas com potencial agronômico positivo que podem promover a inclusão da agricultura familiar na cadeia produtiva do biodiesel, levando em consideração as especificidades de cada região brasileira, sendo que neste trabalho objetiva-se pesquisar e cultivar na Fazenda escola do UniSALESIANO/Lins três oleaginosas: Helianthus annuus (girassol), Ricinus communis (mamona) e Gossypium spp (algodão), avaliando-se o potencial de diversificação de cultivos com oleaginosas para produção de biodiesel, em sistemas produtivos compatíveis com a agricultura familiar regional como proposta de estratégia de adaptação às mudanças climáticas, além do aproveitamento dos restos culturais, como adubos e/ou na alimentação animal. Após as colheitas suas sementes serão esmagadas, para obtenção do éster bruto em forma de óleo, depois de purificados, passarão pelo processo de transesterificação. Os aspectos produtivos e econômicos, referentes à fase agrícola, bem como os relativos ao rendimento em óleo, caracterizações físico-químicas dos óleos e o custo serão fatores inerentes à pesquisa. O potencial de difusão e diversificação de oleaginosas apresenta aptidão para o cultivo, sob as condições sócio-econômicas e ambientais da região será avaliado em todas as etapas do projeto. A utilização de biodiesel em substituição parcial ao uso do óleo diesel pode resultar em redução das emissões de gases de efeito estufa para a atmosfera e a demanda por matéria-prima para a produção de biodiesel pode aumentar as chances de seleção e melhoramento de espécies oleaginosas aptas ao desenvolvimento nas condições de cada região brasileira. Espera-se que essas culturas apresentem boa produção de biodiesel, nas condições climáticas do município de Lins/SP, permitindo deste modo gerar subsídios que incrementem e estimulem os agricultores familiares a mais essa possibilidade de geração de emprego e renda.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Integrante / Harumi Hamamura - Integrante / Francisco de Assis Andrade - Coordenador.

  • 2019 - Atual

    Efeito De Isolados De Trichoderma Spp. No Desenvolvimento E Produtividade Do Tomateiro Em Ambiente Protegido, Projeto certificado pela empresa Instituto Biológico em 04/10/2019., Descrição: O tomateiro (Solanum lycopersicum L.), pertencente à família das solanáceas, é uma hortaliça de grande importância econômica em todo o mundo, sendo cultivada tanto em campo aberto quanto em ambiente protegido. O objetivo desse trabalho é o de avaliar o efeito de diferentes isolados de Trichoderma spp no desenvolvimento e produtividade do tomateiro em ambiente protegido, através da análise dos seguintes caracteres: altura da planta, diâmetro do caule, distância de internódios, altura da primeira penca, massa verde e massa seca da raiz e da parte aérea, número de pencas, peso de fruto, diâmetro de fruto, produção por planta.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2019 - Atual

    Produtividade e teor nutricional de Capsicum annuum L. variedade Akamu cultivado em ambiente protegido em solo tratado com fertilizantes de origem orgânica e inorgânica, Descrição: O pimentão C. annuum L. é uma hortaliça comumente cultivada em larga escala, propiciando ao agricultor condições favoráveis para produção o ano todo em praticamente todo o território nacional. Essa vantagem aliada ao mercado da gastronomia brasileira que está aquecido ganha a oportunidade de inovar e oferecer ao consumidor produtos diferenciados que se destacam pelo sabor, textura e qualidade nutricional. A fertilização de hortaliças gera importantes reflexos econômicos e fisiológicos à cultura, tais como aumentar a produtividade e a produção, melhorar o vigor de plantas a estresses bióticos e /ou abióticos além de ampliar a qualidade nutricional. O estudo objetiva cultivar o mini pimentão laranja, variedade Akamu utilizando técnicas de fertilização com produtos de origem orgânica e inorgânica, visando avaliar a massa de frutos comerciais (MFC), massa de frutos não comerciais (MFNC), número de frutos comerciais (NFC) número de frutos não comerciais (NFNC) e o teor nutricional (TN). Será realizado em Lins/SP., na fazenda escola do UniSALESIANO, em estufa tipo arco, com área de 210 m. O projeto conta com a parceria das empresas Organoeste Ind. e Com. de Adubos e Fertilizantes Ltda. e Pedraccon Mineracao Ltda., que fornecerão fertilizantes orgânicos e inorgânicos, respectivamente, Instituto Biológico e APTA que fornecerão as cepas de Trichoderma e da CATI que prestará apoio técnico. Espera-se incentivar os agricultores da região a investirem no cultivo de mini hortaliças que configuram como diferenciais no nicho de snacks saudáveis, além de incrementar o uso de alternativas sustentáveis quanto a fertilização orgânica e uso de pó de rocha, que recuperam o solo para que microrganismos sejam os responsáveis pelo tratamento das plantas, reduzindo os custos de produção do NPK industrial, minimizando a dependência de fertilizantes químicos importados aproveitando no cultivo resíduos da mineração, que representa um passivo ambiental.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (5) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / Harumi Hamamura - Integrante / Aline Silva Scaramussa - Integrante / Diego Donizeti Tronchin - Integrante / Milena Nair da Silva Lopes - Integrante / Rita Raissa Silva Correia - Integrante.

  • 2018 - 2018

    Manejo integrado de Pragas e Doenças em Alface (Lactuca sativa var. crispa), Descrição: A alface (Lactuca sativa) é uma hortaliça muito cultivada e consumida em todo o território brasileiro, normalmente oriunda da agricultura familiar. Assim como outras hortaliças, está sujeita a ataques de pragas, principalmente o pulgão (Capitophorus braggii), lagarta minadora (Liriomyza spp) e a Tesourinha (D. luteipes), e incidência de doenças como: septoriose, cercosporiose, tombamento, podridão de Sclerotinia, podridão da saia, míldio, mancha bacteriana, vírus do mosaico. Com tantos patógenos e enfermidades, há necessidade do combate em resposta, normalmente pela aplicação de insumos químicos, que podem gerar um desequilíbrio biológico no meio e nos microrganismos benéficos para a cultura. Com a maior carência do mercado comercial de qualidade de produto e alimentos mais saudáveis, incentiva o agricultor a buscar novos métodos de manejos para sua cultura. Métodos como o Manejo Integrado de Pragas e Doenças, é uma estratégia de controle múltiplo de infestações que se fundamenta no controle ecológico. O estudo será realizado, em parceria com a empresa Koppert Do Brasil Holding Ltda. no Campus de Ensino Pesquisa e Extensão Ciências Agrárias da instituição do Unisalesiano de Lins, município de Lins/SP, em ambiente controlado por estufa tipo Londrina. Após o transplantio das mudas de alface, serão estaladas Horiver, armadilhas adesivas para monitoramento populacional das pragas e captura massal dos mesmos. O monitoramento acontecerá semanalmente e os indivíduos serão capturados e contados. Esses dados serão transcritos para ficha de monitoramentos e encaminhado para os orientadores e técnicos da Koppert para análise e tomada de decisões. As aplicações de controle biológico são prioridade, porém produtos agroquímicos poderão ser utilizados respeitando-se as regras de compatibilidade e período de carência. A empresa parceira fornecera todos os produtos para captura e controle das possíveis pragas. Os princípios do MIPD e de outros métodos ecológicos tem por objetivo combater os patógenos, assim colaborando para a produção e qualidade de alimentos mais saudáveis, consequentemente diminuindo a exposição do agricultor e do meio ambiente a resíduos químicos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Harumi Hamamura - Integrante / Evandro Rodrigues Tosatti - Integrante / Murilo Aleixo Corrêa - Integrante / Stefani Teodoro Ferreira Villar - Integrante.

  • 2018 - 2018

    Produtividade Influenciada Por Plantio Em Diferentes Espaçamentos E Uso De Trichodermil Na Cultura Do Tomate (Solanum Lycopersicum L.) Em Ambiente Protegido, Projeto certificado pela empresa Koppert do Brasil Holding em 08/05/2019., Descrição: O tomateiro (Solanum lycopersicum L.), pertencente à família das solanáceas, é uma hortaliça de grande importância econômica em todo o mundo, sendo cultivada tanto em campo aberto quanto em ambiente protegido. O estudo será realizado na cidade de Lins-SP, na Fazenda Experimental do UniSalesiano, em estufa tipo londrina, com 640 m, com 11 ruas de 26 metros cada e espaçadas 1,50 metros umas das outras, porém serão utilizadas apenas 8 ruas para a realização do experimento. O objetivo é testar a produtividade em dois espaçamentos entre plantas, sendo eles de 50 e 70 cm e analisar os dados de produção com o uso do produto Trichodermil. O experimento será conduzido em dois blocos homogêneos ambos com duas parcelas de cada espaçamento, sendo que, apenas no primeiro bloco serão feitas aplicações de Trichodermil.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante / Harumi Hamamura - Integrante.

  • 2018 - Atual

    Prevalência de Ascaridíase e Perfil Enteroparasitológico em escolares da Educação Infantil do município de Lins/SP, Descrição: As parasitoses intestinais são doenças que estão ligadas às condições sanitárias e representam um importante problema de saúde pública nos países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, por apresentarem variáveis climáticas, geográficas e socioeconômicas favoráveis às helmintíases, atingindo principalmente as crianças em idade escolar. Dentre as parasitoses prevalentes na população infantil, destaca-se a ascaridíase, uma das helmintoses mais comuns no Brasil e no mundo, devido às más condições de higiene, saneamento básico e carência de educação sanitária. Assim objetiva-se neste estudo avaliar a ocorrência de ascaridíase em crianças da educação infantil nas Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI) Prof.ª. Áurea de Campos Gonçalves e Carlos Aparecido Sanches, ambas localizadas no município de Lins/SP, bem como analisar e discutir os possíveis fatores de risco aos quais estão expostos, caracterizando descritivamente a epidemiologia da doença na região e nesta faixa etária. Após submissão e aprovação do comitê de ética interno e externo, apresentação dos objetivos aos responsáveis e assinatura de termo de consentimento livre e esclarecido (TCLE), as famílias responderão a um questionário padrão, com questões objetivas e de múltipla escolha, levando-se em consideração a situação de saúde, higiene e saneamento básico. Amostras de fezes serão coletadas em recipientes estéreis com tampa e acondicionadas a 4C e o método utilizado para as análises que serão realizadas no laboratório de Parasitologia do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium de Lins, será o de sedimentação espontânea de Hoffman, Pons e Janer (1934). Após os resultados das análises, será proposto, se possível, um plano de intervenção para adoção de medidas profiláticas, além da viabilização de oficinas e rodas de conversas entre os pesquisadores, professores e familiares envolvidos no projeto.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Liziani Ramos Rosa - Integrante / Ana Beatriz Silva dos Santos - Integrante / Daniela Ramos Rodrigues - Integrante.

  • 2017 - 2017

    EcoDesafio: Bang life ? bombas de sementes, Descrição: Ecodesafios é um projeto desenvolvido pela Diretoria de Ensino de Lins, fundamentado nas experiências empíricas de 2012 veiculadas pelo ?Empírika 2012?, a feira ibero-americana da Ciência, Tecnologia e Inovação, evento que teve a participação motivada pela equipe CGEB de CNT. Apresenta uma natureza de estímulo à preservação do ambiente e à sustentabilidade.O UniSalesiano de Lins, em parceria com a Diretoria de Ensino - Região de Lins e a Escola Estadual Jardim Dom Bosco de Guaiçara, participaram ao longo desse ano de um projeto ambiental, intitulado Bang Life ? Bombas de sementes.Ao longo dos meses pesquisamos sobre as árvores nativas da flora fanerogâmica do estado de São Paulo, na biblioteca da universidade e em meios eletrônicos. Após a revisão bibliográfica, nove espécies foram selecionadas: Anda-assú (Joannesia princeps), Angico branco (Albizia polycephala), Angico vermelho (Anadenanthera macrocarpa (Benth), Araçá, (Psidium sp.), Aroeira preta (Myracrodruon urundeuva), Copaíba (Copaifera languisdorffii), Goiaba branca (Psidium guajava L.), Jenipapo (Genipa americana) e a Lobeira (Solanum lycocarpum). As sementes foram cedidas pela Flora Tietê Associação de Recuperação Florestal, de Penápolis e após iniciou-se os testes de germinação nos laboratórios do UniSalesiano, com o apoio dos parceiros. Posteriormente as ?bombas de sementes? foram confeccionadas e liberadas em área de proteção ambiental (APP), localizada na fazenda escola da instituição. A germinação e o desenvolvimento das plantas serão acompanhados por acadêmicos e professores da instituição, assim como os alunos participantes do projeto. Já está implantado nessa APP, um outro projeto cientifico de reflorestamento que é de suma importância ambiental, uma vez que a presença das árvores, garantem e preservam os lençóis freáticos, o solo, aumentam a umidade e qualidade do ar, atuam no ciclo da chuva e, por consequência, auxiliam no combate ao aquecimento global e contribuem também com a refaunação de espécies nativas.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Luiz Gabriel Tavares - Integrante / Felipe Lopes - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo Integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumissativus L., 1753) em Ambiente Protegido, Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo Integrado de Pragas e Doenças na Cultura do Tomateiro (Solanum Lycopersicum L.), Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Teor de lactose em leites UHT que declaram ser "zero lactose", Descrição: Considerando que mais de 50% dos adultos no mundo são intolerantes à lactose, este trabalho trata de uma investigação experimental leites UHT que declaram ser ?zero lactose?. Visto que há grande demanda de pessoas que possuem intolerância à lactose e que devem consumir produtos com restrição da mesma. Essas indicações fornecidas pelos fabricantes são de extrema relevância, pois, é a única garantia que o consumidor desse tipo de produto dispõe. Mas, é importante supor que a descrição da embalagem pode ser enganosa, levando dessa maneira o consumidor que possui intolerância ao açúcar natural do leite ter sintomas de hipolactasia.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Ana Laura Gabriel Moreira - Integrante / Carlos Henrique Marcelino - Integrante / Cleyton da Silva Pereira - Integrante.

  • 2016 - Atual

    Calçados de segurança e resistência química da microfibra: um estudo de caso, Descrição: A microfibra, é uma matéria prima inovadora que vem sendo amplamente utilizada na fabricação de calçados de segurança pois apresenta resistência superior ao couro que sofre mais desgaste durante o uso no ambiente de trabalho, além de apresentar propriedades que facilitam a limpeza e higienização evitando acúmulo de resíduos e proliferação de microrganismos nos calçados utilizados como equipamento de proteção individual, aumentando a sua vida útil, tornando os calçados mais ecológicos, superando os certificados da Associação Internacional para Investigação e Ensaios no Domínio da Ecologia Têxtil (OEKO-TEX 100), um sistema de verificação e certificação independente para produtos têxteis em bruto, intermédios e acabados de todos os estados de transformação. A empresa Brisa Industria de Tecidos Tecnológicos S/A, localizada no Polo industrial de Simões Filho ? Bahia, é uma indústria especializada na produção de couro sintético largamente utilizado na produção de calçados de segurança estando conceituada e reconhecida no mercado por possuir flexibilidade, agilidade e baixos custos de produção, motivo este que leva a empresa a buscar incansavelmente melhorias em suas matérias primas, processos de produção e na qualidade de seus materiais e produtos. Desta forma, pretende-se, através deste projeto de iniciação científica (PIC), firmar uma parceria entre a Unilins e a Brisa S/A. para a realização de ensaios físico-químicos de resistência da microfibra, comparando os resultados analíticos com os testes tradicionais realizados para controle de qualidade de produto, realizados na empresa Brisa S/A, e com alguns ensaios descritos em normas técnicas para equipamentos de proteção individual.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Lorena Souza Ribeiro - Integrante / Andressa Fernanda Cotarelli de Aquino - Integrante.

  • 2015 - 2016

    Manejo integrado do ácaro Tetranychus urticae Koch (Acari: Tertranychidae) em cultura de pimentão Capsicum annuum L., Descrição: O ácaro rajado, Tetranychus urticae Koch (Acari: Tetranychidae) é uma das principais pragas na cultura do pimentão, algodão, feijão, mamão, morango, maçã, pêssego, plantas ornamentais, dentre outras. Essa praga tem trazido prejuízos econômicos significativos no cultivo do pimentão Capsicum annuum L. no centro oeste do estado de São Paulo, Brasil e a aplicação de acaricidas constitui como única medida de controle adotada pelos produtores dessa região, os quais ainda não implantaram nenhum programa de manejo integrado. O uso contínuo de defensivos químicos eleva o custo da produção e pode provocar o desenvolvimento de resistência do T. urticae a acaricidas, contribuindo ainda por exceder do limite máximo permitido de resíduos químicos no fruto, causando contaminação ambiental, intoxicação do consumidor e do trabalhador rural. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de T. urticae na cultura de pimentão, estudar a flutuação populacional do ácaro rajado T. urticae e de seu predador Neoseiulus californicus como forma a identificar o momento de tomada de decisão quanto ao controle a ser adotado; avaliar, sob condições de laboratório, a eficiência de inseticidas/acaricidas na mortalidade de ovos e fêmeas adultas do ácaro rajado; e comparar custos de controle convencional e integrado do ácaro rajado na cultura do pimentão. O experimento será conduzido no Sítio Yassuda, Bairro Tangará Sete, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2015 a julho de 2016, período no qual serão realizados levantamentos de campo e análises laboratoriais. As amostragens serão realizadas coletando-se uma folha por planta no terço mediano do vegetal, avaliando-se cinco exemplares por ponto amostral em um total de 20 pontos de amostragem por talhão, totalizando 100 plantas, até a frutificação.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Luiz Fernando Pacheo - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Os riscos dos resíduos de sulfitos em açúcar refinado para a saúde humana, Descrição: Sulfitos são aditivos de origem mineral pertencentes ao grupo dos antioxidantes, agindo em doses mínimas que variam dentre 0,005% a 0,2%, provocando o enfraquecimento entre as pontes dissulfúricas. São sais do ácido sulfuroso H2SO3, compostos a base de enxofre que podem ocorrer naturalmente em alguns alimentos e no corpo humano. A utilização dos sulfitos teve início na antiguidade, tendo uma longa história de uso como aditivos alimentares. Em alguns países proibiu-se o uso de sulfitos para a conservação de alimentos a serem consumidos ?in natura?, e em alimentos fonte de vitamina B1. Cada país possui sua legislação quanto ao uso de conservadores e outros aditivos alimentares estabelecidas com base na segurança de uso e necessidade tecnológicos. De acordo com a legislação brasileira vigente, a resolução RDC n27 de 28 de março de 2000 o limite máximo de SO2 tolerável é de 0,004 (g/100g ou g/100mL). O Food and Drug Administration (FDA) estima que 1 em cada 100 pessoas seja sensível aos sulfitos, apresentando manifestações clínicas associadas a ele. A sulfitação é o método mais utilizado na clarificação do caldo de cana-de-açúcar no Brasil e em outros países. Neste processo pode haver a geração de resíduos de sulfito que devem ser monitorados para evitar que o consumo não ultrapasse a Ingestão Diária Aceitável (IDA).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Júlia Caroline da Silva Barbosa - Integrante / Elisania de Souza do Carmo - Integrante / Elaine Luisa Salvador - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Qualidade microbiológica da água de poços rasos de propriedades rurais ra região de Lins/Sp, Descrição: A água cumpre um papel essencial para a sobrevivência humana e para o desenvolvimento da sociedade, sabe-se ainda que a sua disponibilidade na natureza é insuficiente para atender a demanda necessária para muitas regiões do planeta, fenômeno esse que vem se agregando de uma forma cada vez mais crescente. Nas zonas rurais o abastecimento de água é através de poços rasos ou nascentes, porém mesmo sendo considerada uma água potável, pode sofrer algum tipo contaminação durante o processo de perfuração ou de captação, sendo que a água que é usada para consumo humano deve ser isenta de qualquer contaminante seja ela química ou biológica. O presente trabalho tratou-se da qualidade microbiológica da água de poços rasos de propriedades rurais da região de Lins/SP, os municípios monitorados foram Sabino, Getulina e Lins. O intuito deste monitoramento foi realizar análises microbiológicas desses pontos escolhidos, e conscientizar os moradores dos risco que correm ao consumir água sem nenhum tipo de tratamento e contaminada por microorganismos patogênicos. Os parâmetros analisados foram Escherichia coli (E.coli) e Coliformes totais, e foi utilizado como base a portaria 2.914 do Ministério da Saúde. As coletas foram realizadas durante um período de três meses, sendo eles agosto, setembro e outubro. No decorrer do trabalho pode-se notar que devido a condições climáticas adversas os resultados das análises variaram de um mês para o outro, sendo que em alguns meses os resultados obtidos não atenderam o exigido pela portatria em relação ao parâmetro de E.coli, na qual podem trazer riscos a saúde dos moradores que consumirem dessa água.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Anderson Luiz Mirandola - Integrante / Leonardo Silva Amaral - Integrante / Leopoldo Souza Guimaraes - Integrante / Lucas Elói Ferreira de Souza - Integrante.

  • 2014 - 2015

    Ameaça Invisível: contaminação microbiológica do acém crocessado e moído, Descrição: A carne é utilizada pelo homem como uma importante fonte de alimentação devido ao seu alto valor nutritivo, o que por sua vez faz desse alimento um meio de cultura muito propício a multiplicação de microrganismos patogênicos ou não. A carne bovina moída tem sua superfície de contato maior devido ao processo de moagem, sendo assim, o risco que este alimento oferece a saúde do consumidor é maior. Embora os dados estatísticos sobre a incidência de doenças de origem alimentar sejam insuficientes, estas são consideradas um problema na saúde pública Neste trabalho foram avaliadas as condições da qualidade microbiológica da carne bovina moída comercializada em pontos diferentes do município de Lins/SP através da detecção e quantificação de Salmonella, Staphylococcus aureus e Coliformes Termotolerantes a 45°C. As amostras foram coletas nos meses de maio, junho e julho de 2015 em estabelecimentos do tipo Supermercado, e encaminhadas ao Laboratório de Análises Químicas, Microbiológicas e Controle Industrial (LACI) localizado no campus da Fundação Paulista de Tecnologia e Educação (FPTE) no Município de Lins, SP. Os resultados obtidos para a análise de Salmonella foram confrontados com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) n 12 de 02/01/2001 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), onde todas as amostras atenderem a legislação vigente. Para S. aureus e Coliformes Termotolerantes, embora a legislação vigente não estabeleça parâmetros para este tipo de alimento, foram constatadas a sua presença em todas as amostras apontando assim uma inadequação na manipulação e a uma necessidade de maior controle da sanidade.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Leonardo Iyda Bernardino - Integrante / Rodrigo Poloni - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Eficiência de bioremediadores em lagoas de efluentes frigoríficos, Descrição: A implantação do processo de Biorremediação mostra-se mais eficiente no tratamento de efluentes de frigoríficos bovinos em relação ao tratamento convencional, porque atua na remoção de lodo e conversão de matéria orgânica em produtos gasosos, aumenta a eficiência na remoção de Óleos e Graxas (OG), na remoção de Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO), na remoção de Demanda Química de Oxigênio (DQO), no aumento da capacidade fotossintética das lagoas e no aumento do oxigênio dissolvido no efluente.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Andre Luis Soares Yamamoto - Integrante / Fernando Soares - Integrante / Hiago Ferreira Laraya - Integrante.

  • 2013 - 2014

    Tecnologia em massa alimentícia: utilização de hemocomponente bovino como complemento proteico, Descrição: O acesso a alimentos nutritivos não é comum a todos e existe uma grande preocupação de governos e entidades humanitárias com a desnutrição. Frente a tal problema várias pesquisas, tal qual a presente, surgem com o intuito de encontrar alternativas viáveis para se obter alimentos com baixo custo e de alto valor nutricional. O plasma bovino proveniente do sangue gerado nos abates dos frigoríficos surge como insumo de alto teor proteico e de ampla utilidade na indústria alimentícia devido às características funcionais como retenção de água, emulsificação e geleificação, sem alterar as características organolépticas do produto final. A utilização do plasma em produtos cárneos já é uma prática comum e a mesma vem se estendendo para o setor panificador. O propósito deste projeto é utilizar o plasma líquido bovino no desenvolvimento de uma massa alimentícia, substituindo a utilização dos ovos conforme encontrado nas massas alimentícias convencionais. Para o desenvolvimento das duas massas alimentícias será utilizado farinha de trigo especial, ovos e plasma bovino líquido. O plasma bovino obtido será avaliado e caracterizado microbiologicamente no laboratório da própria empresa responsável pelo fornecimento. Será desenvolvida uma massa alimentícia com formulação tradicional, ou seja, utilizando ovos e uma massa alimentícia utilizando o plasma bovino líquido em substituição aos ovos. A preparação das massas desenvolvidas e as análises de qualidade padrão, assim como sua caracterização físico-química, microbiológica, nutricional e de qualidade e composição seguirão parâmetros previstos pelas legislações vigentes, sendo elas Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) n 12, de 02 de janeiro de 2001; RDC n 93, de 31 de outubro de 2000; RDC n 363, de 22 de setembro de 2005; RDC n 54, de 12 de novembro de 2012 e Dossiê Técnico para Massas Alimentícias, baseadas na Portaria SVS/MS n326, de 30 de julho de 1997. Os resultados obtidos através das análises efetuadas serão confrontados mediante uma tabela comparativa, valendo-se da massa alimentícia de formulação convencional e da massa alimentícia formulada com o plasma líquido bovino.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Tatiane Michele de Biagi - Integrante / Michele Fernanda Souza Dutra - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Disruptores endócrinos nos ecossistemas aquáticos: o inimigo oculto, Descrição: Os disruptores endócrinos são substâncias que interferem no funcionamento natural do sistema endócrino de homens e animais de outras espécies. Resíduos de estrona, estriol, estradiol e testosterona podem ser encontrados em águas superficiais, no subsolo, no logo de esgoto e no efluente das estações de tratamento de esgotos, oriundos das atividades antrópica. Pode-se considerar como um possível ponto de entrada de desreguladores endócrinos, nos cursos dágua, as descargas domésticos, além de derramamentos acidentais desses compostos, provavelmente pelo déficit de infraestrutura em saneamento, ou pela ineficiência (tecnológica e/ou operacional) das estações de tratamento. A partir dos dados levantados na literatura científica, verificou-se um crescimento no uso de desreguladores endócrinos ao longo do tempo e que os processos de tratamentos dos efluentes contaminados com estas substâncias são incipientes e pouco aplicáveis. O presente trabalho apresenta um estudo sobre a possível presença de desreguladores endócrinos em matrizes da saída do sistema de tratamento de efluente, na montante e na jusante do lançamento do efluente tratado pela ETE, no córrego Campestre, no município de Lins/SP. As amostras analisadas por "SCREENING" utilizando espectometria de massa não apresentaram nenhum dos compostos alvos da pesquisa, para os pontos de coleta sendo estes da saída do sistema da ETE, montante e jusante ao lançamento. Nenhuma das massas de interesse foram identificadas nos fragmentos gerados do espectro de massa retirados do cromatograma através do ?TOTAL IONS CRHROMATOGRAPHIC? (TIC) e extraídos nos espectros. Faz-se necessário a implantação de um sistema contínuo de avaliação da presença de desreguladores endócrinos em matrizes ambientais, estabelecer os limites de concentrações para o descarte seguro de efluentes domésticos tratados em corpos receptores. O monitoramento da eficiência de remoção desses resíduos pelos processos convencionais de tratamento de efluentes domésticos das ETEs é de grande importância pois, no futuro, podem ser necessárias adaptações, ou mesmo implantar outros processos de tratamento que complementem a remoção adequada desses resíduos promotores de agravos a saúde ambiental e animal.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Mauricio Ferreira de Macedo - Integrante / JAMBA Sergio Antonio Figueiredo - Integrante / MATTOS Fabiana Ribeiro2 - Integrante / Ghessica Gonçalves Silva - Integrante.

  • 2012 - 2013

    Córrego Campestre: será que está para peixe?, Descrição: A prática de pesca em pequenos rios e córregos do interior paulista é muito comum e, algumas vezes duvidosa em relação à qualidade físico química dos peixes presentes em regiões com núcleos habitacionais periféricos. Sendo assim, a pesquisa visa alertar a comunidade local, sobre a importância do controle de qualidade físico-químico do pescado presente no Córrego Campestre localizado no município de Lins/SP, utilizando como referência exemplares da espécie Cathorps sp, conhecido popularmente como bagre, além incitar a reflexão sobre os impactos ambientais, contribuindo, inclusive, para a preservação do meio ambiente que está relacionado diretamente com a fauna e flora presente em toda a extensão do córrego. Para desenvolver esse estudo foram estipulados três pontos de monitoramento com características similares, no Córrego Campestre, para a coleta dos exemplares, que foram realizadas de acordo com a Instrução Normativa n 25 de 2 de junho de 2011, que apresenta os parâmetros para análise em pescado do tipo fresco. As coletas foram realizadas utilizando-se o método de pesca com caniço de mão, ou varas de nylon, entre os períodos de agosto, setembro e outubro de 2013. As amostras coletadas foram encaminhadas ao laboratório LACI para realização das análises físico-químicas avaliando-se qualitativamente e quantitativamente os seguintes parâmetros: aspecto, odor, coloração, consistência textura, prova de cocção, anidrido sulfuroso, bases voláteis, nitratos, nitritos, e pH, são os mesmos prescritos pelo Laboratório Nacional de Referência Animal (LANARA), através da Portaria n 1 de 07 de outubro de 1981. Posteriormente os resultados foram comparados com o Decreto Lei n° 1.255, de 25 de Junho de 1962 e IN 25/2011, que identificam os valores máximos permitidos para os parâmetros descritos para pescado. Os resultados obtidos demonstraram que alguns valores dos parâmetros físico-químicos analisados encontram-se fora dos padrões estabelecidos pela legislação vigente. Dois pontos analisados apresentaram um aumento consideravelmente alto em relação aos parâmetros de pH e nitratos. O estudo demonstrou que o pescado fresco presente no Córrego Campestre de acordo com os parâmetros físico-químicos estabelecidos pelo Decreto Lei n° 25 e IN 25/2011, não devem ser utilizados como fonte de alimento para consumo humano, por ter sido evidenciado traços de contaminação supostamente provenientes de descartes clandestinos de esgotos domésticos e industriais.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Anderson Almeida Sunhinga - Integrante / Glaucio Franco Novaes - Integrante / Alexandre Arquimedes Pelloso Junior - Integrante / Anderson da Silva Rodrigues - Integrante.

  • 2012 - 2013

    A eficiência de diferentes métodos de desinfecção de águas de piscinas no município de Lins/SP, Descrição: As piscinas são ambientes recreativos onde os frequentadores estão expostos a muitos fatores contaminantes, veiculados pelo meio aquoso. Em virtude disso, a Norma da ABNT NBR 10818:89 estabelece os limites para os parâmetros físico-químicos e microbiológicos relativos a águas de piscinas, como forma de garantir o bem-estar e a segurança de seus usuários. Para atender a essa Norma Técnica, são disponibilizados no mercado diversos métodos químicos para desinfecção, a maioria deles compostos clorados. Como forma de verificar a eficiência desses métodos, foi realizada a coleta de água de quatro piscinas de uso coletivo no município de Lins/SP, para serem analisadas quanto aos parâmetros de pH, temperatura do ar, temperatura da amostra e cloro residual livre, no campo; e em laboratório, Coliformes Totais, E. coli, S.aureus e turbidez. Os resultados obtidos mostraram que os métodos químicos realmente promovem a desinfecção da água, mas a aplicação dos produtos em excesso pode alterar o pH da mesma, comprometendo a desinfecção, além de originar subprodutos resultantes da cloração, através da oxidação da matéria orgânica presente na água, os chamados trihalometanos. Em virtude disso, para que se possa fazer uso das piscinas com tranquilidade, além do processo de desinfecção deve-se também monitorar a formação desses compostos orgânicos na água da piscina e sua liberação na atmosfera, já que alguns deles são voláteis, pois os trihalometanos são potenciais causadores de tumores cancerígenos.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Inês Ferreira da Silva - Integrante / Bernaete Lourdes Ferreira Souza - Integrante.

  • 2011 - Atual

    Avaliação da biodegradação de polímeros sintéticos em solos simulados, Descrição: O estudo caracteriza-se pelo levantamento bibliográfico como procedimento inicial, discussão do assunto a respeito do tema como fundamentação teórica e verificação dos fatos relacionados com a degradação dessas sacolas plásticas através da quantificação da degradação dos polímeros pela produção de CO2 teste de Sturm, com base nas normas da American Standard for Testing and Methods (ASTM D-5338).. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / MAYARA MOREIRA DOS SANTOS - Integrante., Financiador(es): Centro Universitário de Lins - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2010

    Avaliação da contaminação microbiana por Salmonella choleraesuis e Staphylococcus aureus em desinfetantes de uso domiciliar comercializados no município de Lins/SP, Descrição: Avaliaçao da contaminação microbiológica de desinfetantes de uso domiciliar, comumente comercializados no município de Lins/SP., pesquisando a presença das bactérias Salmonella choleraesuis e Staphylococcus aureus.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (2) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador.

  • 2009 - 2010

    Análise Quantitativa da vida útil do aterro do município de Penápolis SP., Descrição: Mensuração quantitativa das vantagens apresentadas com a criação da Cooperativa dos Recicladores de Penápolis (CORPE). Através de dados obtidos no DEpartamento de Água e Esgoto (DAEP) conseguimos calcular deste o que foi poupado do aterro sanitário em área e vida útil, até a quantidade em recursos naturais não extraídos da natureza.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador.

  • 2009 - 2010

    Avaliação da Biodegradação dos Polímeros Sintético e Oxibiodegradável, Descrição: Avaliação do tempo de degradação entre as sacolas de polietileno de baixa densidade (PEBD) e as sacolas oxibiodegradáveis. Quantificaçao da degradação dos biopolímeros através da produção de CO2 com o método de Sturm teste, com base nas normas da ASTM D-5338.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador.

  • 2009 - 2010

    Avaliação do aumento da massa do carvão vegetal com a implantação de um lavador de gases em carvoarias, Descrição: Descrição do processo de obtenção do carvão vegetal. Quantificação da carga poluente emitida por uma carvoaria. Projeção e construção de um lavador de gases para carvoaria. Avaliação da eficiência do lavador instalado num forno de carvão, de acordo com as normas da CETESB.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador.

  • 2009 - 2010

    Avaliação Físico-Química e Microbiológica dos Méis Comercializados no Município de Promissão-SP., Descrição: Avaliação da qualidade físico-química e microbiológica dos méis comercializados no município de Promissão. Verificação dos parâmetros físico-químicos estabelecidos pela legislação vigente, pesquisando se as amostras pesquisadas encontram-se isentos de bactérias do gênero Clostridium botulinum.. , Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (4) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado e Controle Biológico de Pragas e Doenças na Cultura do Pepino (Cucumis sativus) em ambiente protegido, Descrição: O pepino (Cucumis sativus) é uma espécie herbácea muito cultivada em ambientes protegidos (estufas), o que lhe proporciona condições favoráveis para produção o ano todo. E por outro lado é também a condição ideal para a proliferação de pragas e doenças. O uso de técnicas convencionais de controle fitossanitário vem perdendo eficiência, obrigando o produtor a aplicar altas dosagens ou a rotação de diversos agrotóxicos para combater as pragas e doenças, devido ao selecionamento de indivíduos toleráveis aos produtos. Outro problema é a dificuldade em relação a colheita e a comercialização da produção devido ao tempo de carência que é exigido pelos produtos químicos. O controle biológico é uma alternativa, na qual não é exigido esse tempo de carência, é sustentável e ocorre naturalmente num ambiente em equilíbrio. Por isso vem sendo utilizado no combate a pragas e doenças, monitorando os níveis de infestação e as taxas populacionais dos patógenos e vetores. Agindo com o combate biológico é possível produzir com uma melhor eficiência e garantir, tanto vantagens lucrativas para o produtor, quanto benefícios a saúde do consumidor. O estudo será realizado no município de Balbinos-SP entre os meses de Maio de 2017 e Julho de 2018, através do monitoramento e coleta de dados. O inspecionamento acontecerá por meio de análise da cultura (analisando 3 plantas por ponto de amostragem e verificando as partes baixa, média e alta do vegetal), observando a presença de pragas e sinais de doenças, bem como a coleta das informações climáticas.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Bruno Dias Cerchiari - Integrante / Vitor Souza Marcondes De Andrade - Integrante / Alexsandro Dourado Missias Duarte - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.): um estudo de caso no sítio Sítio Santazita - LIns/SP, Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente experimento objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado no Sítio Santazita, Monlevade km 9, município de Lins/SP, entre os meses de agosto de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Vinicius Oliveira do Prado - Integrante / LARISSA SILVA RODRIGUES - Integrante / ANA PAULA CAIRES TURATTI - Integrante.

  • 2017 - Atual

    Manejo integrado de pragas na cultura do tomate (Solanum lycopersicum Mill.), variedade"Grape" Mascot na chácara Sempre verde, em Lins/SP, um estudo de caso., Descrição: O tomate (Solanum lycopersicum Mill.) é uma hortaliça cultivada em grande escala, abrangendo amplas áreas de produção distribuídas praticamente em todo território nacional. Esta alta produtividade em ambientes distintos faz com que a cultura fique suscetível ao ataque de diversas pragas e consequentemente ao aparecimento de doenças que são motivos de preocupação para os tomaticultores. Devido à falta de informações que tragam segurança em relação ao controle das doenças do tomateiro, os agricultores, principalmente os pequenos, acabam optando pelo uso de insumos químicos, que quando usados de maneira inadequada e em altas concentrações podem acarretar vários danos ambientais, econômicos e, também, podem afetar de forma direta e/ou indireta, a saúde dos consumidores e do trabalhador rural. Os fatores negativos deste método de produção juntamente com a crescente preferência dos consumidores por alimentos mais saudáveis, faz com os produtores busquem, cada vez mais, por novas alternativas que resultem em custos menores de produção e frutos com qualidade fitossanitária, ou seja, livres de contaminantes. Uma dessas alternativas é o MIP (Manejo Integrado de Pragas), o qual objetiva preservar e/ ou incrementar os fatores de mortalidade natural das pragas, por meio do uso integrado de métodos de controle compatíveis entre si e que tenham sido selecionados com base em parâmetros ecológicos, econômicos e sociológicos. O uso deste método resulta na redução dos riscos de poluição ambiental, na produção de alimentos mais seguros e na redução do custo de produção, principalmente pela redução no uso dos agrotóxicos. O presente projeto de pesquisa objetiva fornecer subsídios técnicos para o manejo integrado de pragas na cultura do tomateiro, estudar a flutuação das mesmas e de seus predadores naturais, caso houverem, para assim, identificar o momento de tomada de decisão quanto a quantificação e a qualificação dos controles a serem adotados. O experimento será realizado na chácara Sempre verde, em Lins/SP, entre os meses de abril de 2017 e julho de 2018, período no qual serão realizados levantamentos de campo desde o transplante das mudas até a colheita dos frutos.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) . , Integrantes: Elizete Peixoto de Lima - Coordenador / Gabriela Montanha Marcos - Integrante / Mara Rubia Gomes - Integrante / Vanessa Cristina Silveira Garoze - Integrante.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Unilins e Unisalesiano. , Avenida Nicolau Zarvos, 1925; Rua Dom Bosco, 265, Ribeiro e Vila Alta, 16401-301 - Lins, SP - Brasil, Telefone: (14) 35333200, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

2005 - Atual

Centro Universitário de Lins

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Docente e Coordenadora de Cursos, Carga horária: 20

2006 - Atual

CENTRO UNIVERSITARIO CATOLICO AUXILIUM

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 16

1993 - Atual

Fundação Paulista de Tecnologia e Educação

Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Docente - Ensino Fundamental, Carga horária: 12

2016 - Atual

Navas & Cia. Ltda.

Vínculo: Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Responsável técnico atividades área química, Carga horária: 8

2010 - 2013

CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social

Vínculo: Professora pesquisadora, Enquadramento Funcional: Professora Pesquisadora, Carga horária: 8

1991 - 2007

Faculdade Auxilium de Filosofia Ciências e Letras de Lins

Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 25

Outras informações:
Docente nos Cursos de Biologia, Química, Psicologia, Normal Superior e Pedagogia.

1988 - 2011

Missão Salesiana de Mato Grosso

Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professora de ensino médio, Carga horária: 5

2005 - 2015

Proseg Segurança e Vigilância Ltda

Vínculo: Química Responsável, Enquadramento Funcional: Prestação de Serviços tecnicos, Carga horária: 8

1996 - 2010

MILMA - Indústria de Alimentos

Vínculo: Consultora Técnica, Enquadramento Funcional: Consultoria qualidade e garantia qualidade, Carga horária: 8