Carolina Martins do Prado

Possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade São Judas Tadeu (2005). Mestre em Ciências com ênfase em Biotecnologia pelo Programa de Pós-graduação Interunidades em Biotecnologia (IPT/Butantan/USP) da Universidade de São Paulo (2010). Doutorado em Ciências com ênfase em Psiquiatria pelo Programa de Pós-graduação do Instituto e Departamento de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (2016). Tem experiência na área de Gestão Farmacêutica e Laboratorial, Atenção Farmacêutica, Docência, Psiquiatria, Farmacologia, Genética, Farmacogenética generalista. Atua como consultora para médicos e pacientes sobre terapia farmacológica e interpretação de laudos farmacogenéticos . Foi CFO e Co-fundadora do Brasilian Institute of Psycopharmacology and Pharmacogenetics (BIPP). CEO da Prado.Farmacogenética - consultorias e serviços educacionais. Membro dos comitês internacionais Pharmacogenomics Research Network (PGRN) e Clinical Pharmacogenetics Implementation Consortium (CPIC®).

Informações coletadas do Lattes em 27/06/2020

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Medicina - Psiquiatria

2011 - 2016

Universidade de São Paulo
Título: Farmacogenética em Psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos à ECT
Wagner Farid Gattaz. Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil. Palavras-chave: farmacogenética; refratariedade; eletroconvulsoterapia; Depressão.Grande área: Ciências da SaúdeGrande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Psiquiatria. Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Farmácia clínica, assistência e atenção farmacêuticas. Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico; Atividades de atenção à saúde humana; Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.

Mestrado em Biotecnologia

2007 - 2010

Universidade de São Paulo
Título: Desenvolvimento de metodologia para a determinação dos genótipos principais dos genes CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9: aplicação na Farmacogenética,Ano de Obtenção: 2010
Elida Paula Benquique Ojopi.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: farmacogenética; SNPs; CYP2D6; Genotipagem.Grande área: Ciências BiológicasGrande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: farmacogenética / Especialidade: Farmacogenética.

Graduação em Farmácia e Bioquímica

2002 - 2005

Universidade Sao Judas Tadeu

Curso técnico/profissionalizante em Técnico em Nutrição de Dietética

1996 - 2000

Escola Técnica Estadual Getúlio Vargas

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2017 -

Medicinal Chemistry: The Molecular Basis of Drug Discovery. (Carga horária: 120h). , Davidson College, D.C, Estados Unidos.

2017 -

Genomic Medicine Gets Personal. (Carga horária: 40h). , Georgetown University Medical Center, GU, Estados Unidos.

2017 -

Introduction to Fundamentals of Clinical Trials. (Carga horária: 100h). , Harvard School of Public Health, HSPH, Estados Unidos.

2017 -

Demystifying Biomedical Big Data. (Carga horária: 40h). , Georgetown University Medical Center, GU, Estados Unidos.

2017 -

FARMACOLOGIA APLICADA. (Carga horária: 80h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2017 -

Assuntos Regulatórios: Formação Básica, Intermediária e Avançada. (Carga horária: 120h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2016 -

Medicating for Mental Health: Judicious Use of Psychiatric Drugs. (Carga horária: 100h). , Colgate University, C.U., Estados Unidos.

2016 -

Introduction to the Course on Pragmatic Randomized Controlled Trials in Hea. (Carga horária: 100h). , Karolinska Institutet, KI, Suécia.

2016 -

Take Your Medicine - The Impact of Drug Development. (Carga horária: 100h). , University of Texas at Austin, UT Austin, Estados Unidos.

2016 -

Medical Genomics 101. (Carga horária: 50h). , Charlotte Area Health Education Center, CHARLOTTE AHEC, Estados Unidos.

2017 - 2017

FARMACOVIGILÂNCIA NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA. (Carga horária: 40h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2017 - 2017

Intercambialidade de Medicamentos Similares. (Carga horária: 4h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2017 - 2017

FARMACOVIGILÂNCIA NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA. (Carga horária: 40h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2017 - 2017

Gerenciamento de Reações Adversas Medicamentos e Interações Medicamentosas. (Carga horária: 10h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2017 - 2017

Liderança e Relacionamento Interpessoal. (Carga horária: 20h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2017 - 2017

Farmácia Clínica e Hospitalar. (Carga horária: 120h). , EaD PLUS cursos on line, EAD PLUS, Brasil.

2012 - 2012

PHARMACOGENOMICS PRINCIPLES AND APPLICATIONS. , Instituto Nacional de Câncer, INCA, Brasil.

2012 - 2012

Sistema de PCR quantitativo Line Gene 9600 Bioer. (Carga horária: 18h). , Lab Trade do Brasil, LAB TRADE, Brasil.

2011 - 2011

Treinamento operacional na Plataforma ABI 7500. (Carga horária: 12h). , Life Technologies Brasil, LIFE TECHNOLOGIE, Brasil.

2011 - 2011

Curso teórico-prático de PCR em tempo real. (Carga horária: 12h). , Lab Trade do Brasil, LAB TRADE, Brasil.

2004 - 2004

Estágio em Farmácia Homeopática. , Universidade São Judas Tadeu, USJT, Brasil.

2003 - 2003

Evolution on Vaccine Production. (Carga horária: 3h). , Brazilian Society for Virology, BSV, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: farmacogenética/Especialidade: Farmacogenética.

    Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Pesquisa Clínica.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Farmácia clínica, assistência e atenção farmacêuticas.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Farmacologia Clínica.

    Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Biologia Molecular.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

XXII Congresso Brasileiro & IX Simpósio Internacional de Mastologia. Principles of Pharmacogenetics and The Tamoxifen Use. 2019. (Congresso).

XXXVI Congresso Brasileiro de Psiquiatria 2018.Farmacogenética na Psiquiatria. 2018. (Simpósio).

XXXVI Congresso Brasileiro de Psiquiatria 2018,.Farmacogenética na Psiquiatria. 2018. (Simpósio).

50a. Semana Universitária Paulista de Farmácia e Bioquímica.Farmacogenética/Medicamentos personalizados. 2015. (Encontro).

Simpósio Internacional A CLÍNICA DAS PSICOSES: da psicose atenuada à esquizofrenia refratária Laboratório de Neurociências (LIM-27). 2014. (Simpósio).

Socitey of Biological Psychiatry 69th Annual Scientific Convention and Meeting.CYP2C9 Intermediate and Poor Metabolizers are More Prevalent in a Sample of Refractory Mood Disorders Patients Undergoing ECT. 2014. (Encontro).

Socitey of Biological Psychiatry 69th Annual Scientific Convention and Meeting.ABCB1 Polymorphism may be Related to Refractoriness in a Sample of Mood Disorders Patients Undergoing ECT. 2014. (Encontro).

XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics. Can CYPS Phenotypes Influence Refractoriness Mood Disorders? A Pharmacogenetics Study with Patients Undergoing ECT. 2014. (Congresso).

XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics. Are HTR1A and HTR2A Polymorphisms Related to Treatment Response? A Pharmacogenetics Study of ECT Patients. 2014. (Congresso).

XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics. ABCB1 polymorphism as a clue to refractoriness in a sample of mood disorders patients undergoing ECT. 2014. (Congresso).

Congresso de Farmácia Hospitalar: IX Brasileiro e II Sulamericano. Farmacogenômica: qual sua relação com reações adversas e a efetividade?. 2013. (Congresso).

I International Symposium on Personalized Medicine.Personalized Medicine and Clinical Practice. 2013. (Simpósio).

Seminário Científico - UNIBAM.Farmacogenética na Psiquiatria: desafios e prespectivas. 2013. (Outra).

XXIst World Congress of Psychiatric Genetics. ABCB1 and HTR2A Polymorphism may be related to Treatment Response in a Sample of Mood Disorders Patients Undergoing Electroconvulsive Therapy. 2013. (Congresso).

XXIst World Congress of Psychiatric Genetics. COMT Polymorphism rs4680 may be Associated with Refractoriness to Pharmacological Treatment in a Sample of Depressive Patients Undergoing Electroconvulsive Therapy. 2013. (Congresso).

XXXI Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Polimorfismo no gene HTR2A pode estar relacionado à refratariedade em uma amostra de pacientes com transtrosnos afetivos em tratamento com ECT. 2013. (Congresso).

2nd Latin Americam Pharmacogenomics and Personalized Medicine Congress m. CYP2D6 and CYP2C19 predicted phenotypes are not associated with refractoriness to antipsychotic treatment. 2012. (Congresso).

2nd Latin Americam Pharmacogenomics and Personalized Medicine Congress m. Development of methodology for determining the major alleles of CYP2D6, CYP2C19 and CYP2C9 genes: application in pharmacogenetics. 2012. (Congresso).

XXth World Congress of Psychiatric Genetics. Cytochrome P450 Genotypes are not Associated with Refractoriness to Antipsychotic Treatment. 2012. (Congresso).

XXth World Congress of Psychiatric Genetics. Use of Genetic Polymorphisms as Markers of Resistance to Treatment in Schizophrenia. 2012. (Congresso).

1° encontro de pesquisadores do NAPNA ? Núcleo de Apoio à Pesquisa em Neurociência Aplicada. 2011. (Encontro).

7° Congresso Brasileiro de Cérebro, Comportamento e Emoções. 2011. (Congresso).

Clínica Psiquiátrica. Farmacogenética na Psiquiatria. 2011. (Congresso).

Schizophrenia International Research Society South America Meeting. 2011. (Encontro).

XXIX Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Farmacogenética na depressão. 2011. (Congresso).

1º Simpósio da Associação Brasileira de Neurociência Clínica (ABraNeC). 2010. (Simpósio).

4° Simpósio Avanços em Pesquisas Médicas dos Laboratórios de investigação Médica do HC-FMUSP.Development of methodology for determining the major genotypes of CYP2D6, CYP2C19 and CYP2C9 genes: application in pharmacogenetics. 2010. (Simpósio).

Medical Genomics Research Conference. 2010. (Outra).

XXXIV Congresso Anual da Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento. 2010. (Congresso).

6th Search for the Causes of Schizophrenia.. 2009. (Simpósio).

Quantitative real-time RT-PCR: Recent advances and new perspectives in mRNA quantification. 2009. (Outra).

XI São Paulo Research Conference - Medicina Molecular e Farmacogenética. Farmacogenética no estudo da Depressão Maior: o impacto de CYP2D6 e CYP2C19 na resposta aos antidepressivos atuais. 2008. (Congresso).

Prêmio IPq 2007 ?O melhor da pesquisa no Departamento e Instituto de Psiquiatria (HC-FMUSP)?.Farmacogenética no estudo da Depressão: o impacto de polimorfismos em CYP2D6 na resposta aos antidepressivos atuais.. 2007. (Simpósio).

XIV Congresso Paulista de Farmacêuticos - VI Seminário Internacional de Farmacêuticos. 2005. (Congresso).

XIV Encontro Nacional de Virologia. 2003. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Élida Paula Benquique Ojopi

OJOPI, EB; Sertie, AL; Pereira, LV. Desenvolvimento de metodologia para a determinação dos genótipos principais dos genes CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9: aplicação na Farmacogenética. 2010. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de São Paulo.

Cintia Fridman

Fridman, Cintia; KURTZ, G. S.;Gattaz WF; POLANCYK, G. V.; PEREIRA, L. V.. Farmacogenética em psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos à ECT. 2016. Tese (Doutorado em Psiquiatria) - Faculdade de Medicina - USP.

Lygia da Veiga Pereira

GATTAZ, W. F.; RAVE, C. F.; KURTZ, G. S.; POLANCZYK, G. V.;PEREIRA, L. V.. Farmacogenética em psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos à ECT. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Programa de Psiquiatria) - Faculdade de Medicina de São Paulo - USP.

Andrea Laurato Sertie

Pereira Lda V; Ojopi, E;Sertie, AL. Desenvolvimento de metodologia para a determinação dos genótipos principais dos genes CYP2D6, Desenvolvimento de metodologia para a determinação dos genótipos principais dos genes CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9: Desenvolvimento de metodologia para a determinação dos genótipos principais dos genes CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9: aplicação na farmacogenética.. 2010. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação Interunidades em Biotecnologia) - Universidade de São Paulo.

Homero Pinto Vallada Filho

GATTAZ, W. F.; RAVE, C. F.; KURTZ, G. S.; POLANCZYK, G. V.; CARRAMASCHI, L. V. P.;VALLADA, H. (Membro Suplente) Farmacogenética em Psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos a ECT. 2016. Tese (Doutorado em Psiquiatria) - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Guilherme Vanoni Polanczyk

GATTAZ, W. F.; RAVE, C. F.; KURTZ, G. S.; POLANCZYK, G. V.; CARRAMASCHI, L. V. P.. Farmacogentica em psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos à ECT. 2016. Tese (Doutorado em Pós-graduação) - Departamento de Psiquiatria da FMUSP.

Guilherme Vanoni Polanczyk

POLANCZYK, G. V.; ANDRADE, A. G.; PEREIRA, L. V.. Farmacogenética em Psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos a ECT. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Pós-graduação) - Departamento de Psiquiatria da FMUSP.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Sandra Cardoso

Determinação da frequência alélica e genotípica do gene APOE; Início: 2015; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Paulista; (Orientador);

Luiz de Nicolai

Modificação molecular de anestésicos gerais; Início: 2015; Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade de Mogi das Cruzes; (Orientador);

Luiz Henrique Denicolai Magnani

PRÓ-FÁRMACOS: proposta de modificação molecular do tiopental sódico; 2017; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Farmácia) - Universidade de Mogi das Cruzes; Orientador: Carolina Martins do Prado;

Carolina Zadres

Farmacogenética em um laboratório de análises clínicas; 2010; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Biomedicina) - Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas; Orientador: Carolina Martins do Prado;

Bruna Valim de Sousa

Farmacogenética do Lítio; 2014; Iniciação Científica; (Graduando em Biomedicina) - Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas; Orientador: Carolina Martins do Prado;

Amanda Natasha Menardo Claro

Relatório de Estágio Supervisionado em Análises Clínicas; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Farmacêuticas) - Faculdade de Medicina do ABC; Orientador: Carolina Martins do Prado;

Leticia Viana

Relatório de estágio; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Farmacêuticas) - Faculdade de Medicina do ABC; Orientador: Carolina Martins do Prado;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Frederico Antonio Schmalz Cardillo

Farmacogenética em Psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos a ECT; 2012; Orientação de outra natureza; (Ciências Moleculares) - Universidade de São Paulo; Orientador: Frederico Antonio Schmalz Cardillo;

Élida Paula Benquique Ojopi

Farmacogenética no estudo da Depressão e resposta aos antidepressivos; 2010; Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Orientador: Elida Paula Benquique Ojopi;

Wagner Farid Gattaz

Farmacogenética em Psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos a ECT; ; 2016; Tese (Doutorado em Psiquiatria) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; Orientador: Wagner Farid Gattaz;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2015 VAN DE BILT, M.T. ; PRADO, C.M. ; OJOPI, E.P.B. ; SOUSA, R.T. ; LOCH, A.A. ; ZANETTI, M.V. ; TALIB, L.L. ; GATTAZ, W.F. . Cytochrome P450 genotypes are not associated with refractoriness to antipsychotic treatment. Schizophrenia Research (Print) , v. 168, p. 587, 2015.

  • 2015 LOCH, ALEXANDRE A. ; VAN DE BILT, MARTINUS T. ; BIO, DANIELLE S. ; PRADO, CAROLINA M. DO ; SOUSA, RAFAEL T. DE ; VALIENGO, LEANDRO L. ; MORENO, RICARDO A. ; ZANETTI, MARCUS V. ; GATTAZ, WAGNER F. . Epistasis between COMT Val158Met and DRD3 Ser9Gly polymorphisms and cognitive function in schizophrenia: genetic influence on dopamine transmission. Revista Brasileira de Psiquiatria , v. 37, p. 235-241, 2015.

  • 2014 SOEIRO-DE-SOUZA, MÁRCIO GERHARDT ; POST, ROBERT ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO ; Prado, Carolina Martins do ; Moreno, Ricardo Alberto ; AKISKAL, HAGOP ; AKISKAL, KAREEN K. . Association study between COMT 158Met and creativity scores in bipolar disorder and healthy controls. Revista de Psiquiatria Clínica (São Paulo. Impresso) , v. 41, p. 29-33, 2014.

  • 2012 SOEIRO-DE-SOUZA, MÁRCIO GERHARDT ; do Prado, Carolina Martins ; POST, ROBERT M. ; MORENO, RICARDO A. ; GATTAZ, WAGNER F. ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO ; DE SOUSA, MARIO LUCIO ; MISSIO, GIOVANI . Does BDNF genotype influence creative output in bipolar I manic patients?. Journal of Affective Disorders (Print) , v. 1, p. 1-6, 2012.

  • 2012 SOEIRO-DE-SOUZA, MÁRCIO GERHARDT ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO ; SOARES BIO, DANIELLE ; do Prado, Carolina Martins ; Moreno, Ricardo Alberto . COMT polymorphisms as predictors of cognitive dysfunction during manic and mixed episodes in bipolar I disorder. Bipolar Disorders (Print) , v. 2012, p. no-no, 2012.

  • 2011 Vargens, Daniela D. ; Neves, Ronaldo R.S. ; Bulzico, Daniel A. ; Ojopi, Élida B. ; Meirelles, Ricardo M.R. ; Pessoa, Cencita N. ; Prado, Carolina M. ; Gonçalves, Pedro A. ; Leal, Vera L.G. ; Suarez-Kurtz, Guilherme . Association of the UGT1A1-53(TA)n polymorphism with L-thyroxine doses required for thyrotropin suppression in patients with differentiated thyroid cancer. Pharmacogenetics and Genomics (Print) , v. 21, p. 341-343, 2011.

  • 2010 De Souza, Márcio Gerhardt Soeiro ; Bio, Danielle Soares ; Dias, Vasco Videira ; Prado, Carolina Martins do ; Campos, Rodolfo Nunes ; Costa, Luis Felipe de Oliveira ; Moreno, Doris Hupfeld ; Ojopi, Elida Benquique ; Gattaz, Wagner Farid ; Moreno, Ricardo Alberto . SHORT COMMUNICATION: Apolipoprotein E genotype and Cognition in Bipolar Disorder. CNS Neuroscience & Therapeutics (Print) , v. 16, p. 316-321, 2010.

  • Prado, Carolina M. ; Dieckmann, L. H. J. ; Dieckmann, P. M. . Farmacogenética na Psiquiatria: entendendo os princípios e a aplicabilidade clínica. 1. ed. Rio de Janeiro: Doc Content, 2018. v. 1. 448p .

  • Ojopi, EB ; PRADO, CM ; Gattaz, WF . Farmacogenética na Psiquiatria. In: Euripedes Constantino Miguel; Valentim Gentil; Wagner Farid Gattaz. (Org.). Clínica Psiquiátrica. Barueri: Manole, 2011, v. 2, p. 1273-1293.

  • PRADO, CM ; Dieckmann, L. H. J. . Farmacogenética: a personalização da medicina. Doc Content, Rio de Janeiro, 04 abr. 2019.

  • PRADO, C.M. ; Dieckmann, L. H. J. . FQM marca presença no XXXVI Congresso Brasileiro de Psiquiatria - CBP. GRUPO SEGS, Rio de Janeiro, 18 out. 2018.

  • Gattaz, WF ; Ojopi, EB ; PRADO, CM . Exame genético determina a dose do medicamento para cada paciente. O Estado de São Paulo, São Paulo, 14 maio 2009.

  • PRADO, CM ; Ojopi, EB . Pesquisa da USP tenta prescrever quantidade certa de antidepressivos para pacientes.. Agência Universitária de Notícias - USP, 07 abr. 2008.

  • B. Valim de Nicola ; C. PRADO ; VAN DE BILT, M.T. ; S. Rigonatti ; L. Rigonatti ; L. Talib ; W. Gattaz . Are HTR1A and HTR2A polymorphisms related to treatment response? A pharmacogenetics study of ECT patients. In: 12th World Congress of Biological Psychiatry, 2015, Atenas. 12th World Congress of Biological Psychiatry - Final Program, 2015.

  • CAROLINA PRADO ; M. van de Bilt ; B. Valim de Nicola ; L. Rigonatti. ; S. Rigonatti ; L. Talib ; W. Gattaz . ABCB1 polymorphism may be related to refractoriness in a sample of mood disorders patients undergoing ECT: A pharmacogenetics approach. In: 12th World Congress of Biological Psychiatry, 2015, Atenas. 12th World Congress of Biological Psychiatry - Final Program, 2015. p. 55.

  • BILT, M. T. V. ; PRADO, CM ; Costa, LFO ; RIGONATTI, S. P. ; TALIB, L. L. ; Gattaz, WF . Can CYPs phenotypes influence refractoriness mood disorders? A pharmacogenetics study with patients undergoing ECT. In: XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics, 2014, Copenhagen. XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics Abstract Book, 2014.

  • NICOLA, B. V. ; PRADO, CM ; BILT, M. T. V. ; Rigonatti, L.F. ; TALIB, L. L. ; RIGONATTI, S. P. ; Gattaz, WF . Are HTR1A and HTR2A polymorphisms related to treatment response? A pharmacogenetics study of ECT patients. In: XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics, 2014, Copenhagen. XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics Abstract Book, 2014.

  • do Prado CM ; BILT, M. T. V. ; Rigonatti, L.F. ; RIGONATTI, S. P. ; TALIB, L. L. ; Gattaz, WF . ABCB1 polymorphism as a clue to refractoriness in a sample of mood disorders patients undergoing ECT. In: Biological Psichiatry 69th Annual Scientific Convention and Meeting, 2014, Nova York. Biological Psychiatry. Nova York, 2014. v. 75. p. 1S-401S.

  • BILT, M. T. V. ; do Prado CM ; Rigonatti, L.F. ; RIGONATTI, S. P. ; TALIB, L. L. ; Gattaz, WF . CYP2C9 Intermediate and Poor Metabolizers are More Prevalent in a Sample of Refractory Mood Disorders Patients Undergoing ECT. In: Biological Psichiatry 69th Annual Scientific Convention and Meeting, 2014, Nova York. Boilogical Psychiatry Volume. Nova York, 2014. v. 75. p. 1S-401S.

  • PRADO, CM ; BILT, M. T. V. ; Rigonatti, L.F. ; JESUS, F. L. ; RIGONATTI, S. P. ; L. Talib ; Gattaz, Wagner Farid . ABCB1 Polymorphism as a Clue to Refractoriness in a Sample of Mood Disorders Patients Undergoing ECT. In: XXIInd World Congress of Psychiatric Genetics, 2014, Copenhagen. ABCB1 Polymorphism as a Clue to Refractoriness in a Sample of Mood Disorders Patients Undergoing ECT, 2014.

  • Loch AA ; BILT, M. T. V. ; Bio, DS ; PRADO, CM ; SOUSA, R. A. T. ; VALIENGO, L. ; ZANETTI, M. V. ; Moreno, Ricardo Alberto ; Gattaz, Wagner Farid . Epistasis between COMT Val(158)Met and DRD3 Ser(9)Gly polymorphisms on cognitive function of individuals with schizophrenia. In: 14TH I NTERNATIONAL CONGRESS ON SCHIZOPHRENIA RESEARCH, 2013, Grande Lakes. Epistasis between COMT Val(158)Met and DRD3 Ser(9)Gly polymorphisms on cognitive function of individuals with schizophrenia, 2013.

  • Loch AA ; BILT, M. T. V. ; Bio, Danielle Soares ; PRADO, CM ; SOUSA, R. A. T. ; VALIENGO, L. ; Moreno, RA ; ZANETTI, M. V. ; Gattaz, WF . Epistasis Between COMT Val (158) Met and DRD3 SER (9) Gly Polymorphisms on Cognitive Function of Individuals with Schizophrenia. In: Society of Biologycal Psychiatry 68th Annual Scientific Meeting, 2013, São Francisco. Epistasis Between COMT Val (158) Met and DRD3 SER (9) Gly Polymorphisms on Cognitive Function of Individuals with Schizophrenia. Dallas: ELSEVIER SCIENCE INC, 2013. v. 73. p. 276S-276S.

  • Carolina do Prado ; BILT, M. T. V. ; Ojopi, EB ; Loch AA ; ZANETTI, M. V. ; Gattaz, WF . Use of Genetic Polymorphisms as Markers of Resistance to Treatment in Schizophrenia. In: XXth World Congress of Psychiatric Genetics, 2012, Hamburg, Germany. Annals of the XXth World Congress of Psychiatric Genetics, 2012.

  • Carolina do Prado ; BILT, M. T. V. ; SOUSA, R. A. T. ; Loch AA ; ZANETTI, M. V. ; Gattaz, WF . Cytochrome P450 Genotypes are not Associated with Refractoriness to Antipsychotic Treatment. In: XXth World Congress of Psychiatric Genetics, 2012, Hamburg, Germany. Annals of the XXth World Congress of Psychiatric Genetics, 2012.

  • do Prado CM ; BILT, M. T. V. ; Moreno, Ricardo Alberto ; Ojopi, EB ; Gattaz, WF . Development of methodology for determining the major alleles of CYP2D6, CYP2C19 and CYP2C9 genes: application in pharmacogenetics. In: 2nd Latin Americam Pharmacogenomics and Personalized Medicine Congress m, 2012, Rio de Janeiro. 2nd Latin American Pharmacogenetics and Personalized Medicine Congress Abstract Book, 2012.

  • BILT, M. T. V. ; Do Prado CM ; SOUSA, R. A. T. ; Loch AA ; ZANETTI, M. V. ; Gattaz, WF . CYP2D6 and CYP2C19 predicted phenotypes are not associated with refractoriness to antipsychotic treatment. In: 2nd Latin Americam Pharmacogenomics and Personalized Medicine Congress m, 2012, Rio de Janeiro. 2nd Latin American Pharmacogenetics and Personalized Medicine Congress Abstract Book, 2012.

  • BILT, M. T. V. ; do Prado CM ; Ojopi, EB ; Loch AA ; ZANETTI, M. V. ; SOUSA, R. A. T. ; MACHADO-VIEIRA, RODRIGO ; GATTAZ, WAGNER F. . Clinical Use of Genetic Polymorphisms as Markers of Refractoriness in Schizophrenia. In: Society of Biological Psychiatry 67th Annual Convention, 2012, Philadelphia. Clinical Use of Genetic Polymorphisms as Markers of Refractoriness in Schizophrenia, 2012.

  • BILT, M. T. V. ; Prado, Carolina M. ; Ojopi, EB ; ZANETTI, M. V. ; Loch AA ; SOUSA, R. A. T. ; Machado-Vieira R ; Gattaz, WF . Refractoriness in Schizophrenia is not Associated with CTP2D6 and CYP2C19 Genotypes. In: Society of Biological Psychiatry 67th Annual Convention, 2012, Philadelphia. Society of Biological Psychiatry 66th Annual Convention, 2012.

  • de Sousa, MSG ; Bio, DS ; PRADO, CM ; Moreno, DH ; RM Post ; Machado-Vieira R ; Moreno, RA . Creativity and impulsivity association with catecol-O-methytransferase rs4680 low activity allele. In: Ninth InternationalConference on Bipolar Disorder, 2011, Pittsburg. Bipolar Disorders, 2011. v. 13. p. 92.

  • de Sousa, MSG ; PRADO, CM ; Bio, DS ; Machado-Vieira R ; Moreno, RA . COMT polymorphism modulates acute cognitive impairment across symptomatic stages of bipolar disorder: the dopamine inverted U shape hypotesis. In: Society of Biological Psychiatry 66th Annual Meeting, 2011, San Francisco. Biological Psychiatry (1969), 2011. v. 69. p. 141S.

  • BILT, M. T. V. ; PRADO, CM ; Loch AA ; SOUSA, R. A. T. ; ZANETTI, M. V. ; Gattaz, WF . Greater prevalence of ultra-rapid metabolizers between refractory schizophrenia patients? A pharmacogenetic study. In: Schizophrenia International Research Society South America Meeting, 2011, São Paulo. Revista de Psiquiatria Clínica. São Paulo: Segmento Farma, 2011. v. 38. p. 6-6.

  • BILT, M. T. V. ; Ojopi, Élida B. ; PRADO, CM ; Loch AA ; SOUSA, R. A. T. ; ZANETTI, M. V. ; Bio, DS ; Gattaz, WF . Maior prevalência de metabolizadores ultrarrápidos entre os portadores de esquizofrenia refratária? Um estudo farmacogenético. In: XXIX Congresso Brasileiro de Psiquiatria, 2011, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Psiquiatria (São Paulo. 1999. Impresso). São Paulo, 2011. v. 33. p. S25-S25.

  • BILT, M. T. V. ; PRADO, CM ; Ojopi, Elida Benquique ; SOUSA, R. A. T. ; Loch AA ; ZANETTI, M. V. ; Bio, DS ; Gattaz, WF . Uso clínico de polimorfismos genéticoscomo marcadores de refratariedade ao tratamento da esquizofrenia. In: XXIX Congresso Brasileiro de Psiquiatria, 2011, Rio de Janeiro. Uso clínico de polimorfismos genéticoscomo marcadores de refratariedade ao tratamento da esquizofrenia.

  • de Sousa, MSG ; Bio, DS ; PRADO, CM ; Ojopi, EB ; Moreno, RA . APOE Genotype and Bipolar Disorder. In: Society of Biological Psychiatry 65th Annual Meeting, 2010, New Orleans. Biological Psychiatry (1969), 2010. v. 67. p. 67.

  • de Sousa, MSG ; Bio, DS ; PRADO, CM ; Ojopi, EB ; Moreno, RA . COMT Val158Met and neurocognitive function in bipolar disorder. In: Society of Biological Psychiatry 65th Annual Meeting, 2010, New Orleans. Biological Psychiatry (1969), 2010. v. 67. p. 68.

  • Ojopi, EB ; PRADO, CM ; Moreno, RA ; Gattaz, WF . The impact of CYP2D6 and CYP2C19 on antidepressant therapy of Major Depression.. In: 9th World Congress of Biological Psychiatry, 2009, Paris. Annals of the 9th World Congress of Biological Psychiatry, 2009.

  • PRADO, CM ; Moreno, RA ; Gattaz, WF ; Ojopi, EB . CYP2D6 and CYP2C19 in a Brazilian population: potential role in improving treatment outcomes in Major Depression.. In: XVII World Congress of Psychiatric Genetics, 2009, San Diego. Annals of the XVII World Congress of Psychiatric Genetics, 2009.

  • Ojopi, EB ; PRADO, CM ; Moreno, RA ; Gattaz, WF . Farmacogenética no estudo da Depressão Maior: o impacto de CYP2D6 e CYP2C19 na resposta aos antidepressivos atuais.. In: XI São Paulo Research Conferences - Medicina Molecular e Farmacogenética, 2008, São Paulo. Farmacogenética no estudo da Depresão Maior: o impacto de CYP2D6 e CYP2C19 na resposta aos antidepressivos atuais., 2008.

  • PRADO, CM ; Moreno, RA ; Gattaz, WF ; Ojopi, EB . Pharmacogenetics in the study of Major Depression: the impact of CYP2D6 and CYP2C19 on the present antidepressant drug therapy.. In: XVIth World Congress on Psychiatric Genetics., 2008, Osaka. Pharmacogenetics in the study of Major Depression: the impact of CYP2D6 and CYP2C19 on the present antidepressant drug therapy., 2008.

  • PRADO, CM ; Moreno, RA ; Gattaz, WF ; Ojopi, EB . Farmacogenética no estudo da Depressão: o impacto de polimorfismos em CYP2D6 na resposta aos antidepressivos atuais. In: Prêmio IPq 2007 ?O melhor da pesquisa no Departamento e Instituto de Psiquiatria (HC-FMUSP)?, 2007, São Paulo. Revista de Psiquiatria Clínica, 2007. v. 34. p. 236-236.

  • CAROLINA MARTINS DO PRADO . Farmacogenética/Medicamentos personalizados. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PRADO, CM . Personalized Medicine and Psychiatry. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PRADO, CM . A contribuição da Farmacogenética na Psiquiatria. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PRADO, CM . Farmacogenética na Psiquiatria: desafios e perspectivas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PRADO, CM ; BILT, M. T. V. ; MIGUEL, L. C. V. ; Netto, G.T.M. ; Rigonatti, L.F. ; RIGONATTI, S. P. ; Gattaz, WF . Polimorfismo no gene HTR2A pode estar relacionado à refratariedade em uma amostra de pacientes com transtornos afetivos em tratamento com ECT. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • PRADO, CM . Farmacogenética na Psiquiatria. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PRADO, CM . Farmacogenética. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PRADO, CM . Farmacogenética na depressão. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • PRADO, CM ; Moreno, RA ; Gattaz, WF ; Ojopi, EB . Development of methodology for determining the major genotypes of CYP2D6, CYP2C19 and CYP2C9 genes: application in pharmacogenetics. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • PRADO, C.M. . OMG-Enomics! Whem psychopharmacology gets personal, 2019. (Tradução/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

PRADO, C.M. ; Dieckmann, L. H. J. . Farmacogenética na Psiquiartria. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

PRADO, C.M. . Farmacogeneticista - Carolina Prado, MsC, PhD. 2018; Tema: Farmacogenética. (Rede social).

PRADO, C.M. ; Dieckmann, L. H. J. . Brazilian Institute of Psychopharmacology and Pharmacogenetics -BIPP. 2018; Tema: Ensino EAD. (Rede social).

PRADO, C.M. . Farmacogenética. 2018; Tema: Farmacogenética no Instagram. (Rede social).

PRADO, CM ; JOAQUIN, H. P. G. . Ementa para o módulo de Biotecnologia para o Curso Técnico em Hemoterapia. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Ementa para o módulo de Biotecnologia para o Curso Técnico em Hemoterapia).

PRADO, CM . Técnicas de genética e farmacogenômica. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Carolina Martins do Prado ; Martins, J. N. R. . Extração de DNA de vírus. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2012 - 2016

    Farmacogenética em Psiquiatria: busca de marcadores de refratariedade em pacientes deprimidos submetidos a ECT, Descrição: A depressão refratária é caracterizada por ciclos recorrentes de longa duração de episódios severos, que não remitem ao utilizar vários tipos de antidepressivos. Até 20% desses pacientes necessitam de tratamentos com a utilização de múltiplos antidepressivos e/ou eletroconvulsoterapia (ECT). Para minimizar a duração da doença, o surgimento de reações adversas a medicamentos e os custos médicos com o tratamento, torna-se útil o conhecimento prévio da terapia que provavelmente será mais efetiva e melhor tolerada para cada paciente. Um dos objetivos deste trabalho foi identificar polimorfismos de DNA em genes envolvidos na farmacocinética e farmacodinâmica dos antidepressivos, que poderiam estar envolvidos com a resposta terapêutica na depressão unipolar ou bipolar. Para tanto, avaliamos polimorfismos de DNA tais como: CYP2D6, CYP2C19, CYP2C9, ABCB1, SCL6A2, SLC6A3, HTR1A, HTR2A, TPH1, TPH2, COMT. Desse modo, polimorfismos nos genes selecionados foram genotipados em pacientes com depressão que respondem ao tratamento e em pacientes com os mesmos diagnósticos que são refratários ao tratamento medicamentoso e, por esse motivo, são submetidos à ECT. Em nosso estudo, encontramos somente diferenças significativas no genótipo entre refratários e respondedores para o gene ABCB1 [aumento da frequência do genótipo CT em pacientes refratários para o polimorfismo rs1128503 (p=0,007) ] e para o polimorfismo rs6314 no gene HTR2A [ aumento da frequência do genótipo AG em pacientes respondedores (p=0,042) ]. Para os demais genes não encontramos diferenças entre as frequências alélicas e genotípicas. Para realizarmos uma análise mais abrangente, utilizamos o método CART (Classification regression tree). Com ele pudemos fazer um modelo de Árvore de Decisão que possibilitou unificar os resultados dos genótipos dos polimorfismos estudados nos genes CYP2D6, CYP2C19, CYP2C9, ABCB1, SCL6A2, SLC6A3, HTR1A, HTR2A, TPH1, TPH2, COMT, afim de identificar o conjunto de genótipos que poderiam mostrar o percentual de chance dos pacientes serem refratários ou respondedores, ou seja, conseguimos adequar uma metodologia estatística que avalia os genótipos de diferentes genes em conjunto, identificando assim, qual é a contribuição dos genótipos para a condição de refratário ou respondedor. Com isso, criamos um modelo de análise de vários genótipos ao mesmo tempo que seleciona aqueles que melhor classificam os grupos (refratários e respondedores). O que seria mais eficaz do que fazer associações individuais, porque, a árvore de decisão é capaz de encontrar interação entre os genótipos, além de evitar colinearidade. Com nossos dados de genotipagem, conseguimos uma árvore que apresenta uma sensibilidade de 81,6%, especificidade de 58,1% e precisão de 71,5%. Acreditamos que futuramente a utilização da combinação de genótipos de um grupo de genes relacionados à farmacocinética e dinâmica de medicamentos utilizados no tratamento de diferentes doenças, possa ser simplesmente inserido em um banco de dados que determine as possibilidades do paciente responda ou não à determinado tratamento (baseado no modelo da Árvore de Decisão). Acreditamos também que a determinação de um conjunto de polimorfismos relacionados à resposta e refratariedade ao tratamento com antidepressivos pode trazer benefícios clínicos ao paciente, contribuindo para a personalização da terapia, melhorando a eficácia do tratamento da depressão unipolar ou bipolar.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Doutorado: (1) . , Integrantes: Carolina Martins do Prado - Coordenador / Wagner Farid Gattaz - Integrante / Martinus Theodorus van de Bilt - Integrante / Sérgio Paulo Rigonatti - Integrante / Luiz Felipe Rigonatti - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2015

    Farmacogenética como instrumento de auxílio à decisão clínica na esquizofrenia refratária, Descrição: Estudos longitudinais sugerem que 20-30% dos pacientes de esquizofrenia preenchem critérios para esquizofrenia refratária. Vários estudos e meta-análises confirmaram a superioridade da clozapina no tratamento dessa condição, ficando assim estabelecida como o fármaco de primeira escolha. O conhecimento atual sobre polimorfismos em alguns genes-chave para enzimas metabolizadoras de fármacos e sua influência parcial na resposta ao tratamento vêm tornando os testes farmacogenéticos importante ferramenta de auxílio à decisão clínica, uma vez que a determinação do status metabólico pode aumentar a eficácia da farmacoterapia em 10-15% e reduzir a incidência de efeitos colaterais em 15-20% dos casos. O presente estudo pretende averiguar a hipótese de que, entre os portadores de esquizofrenia refratária, ocorra uma maior prevalência de metabolizadores ultra-rápidos de neurolépticos. A eventual confirmação dessa hipótese, aliada à progressiva redução do custo dos testes farmacogenéticos, poderia legitimar a inclusão da testagem farmacogenética nos pacientes resistentes a doses habitualmente empregadas de pelo menos 2 neurolépticos diferentes, antes de se passar ao uso da clozapina, conforme os algoritmos vigentes. Pretende, ainda, confirmar ou não o papel de alguns polimorfismos de genes de receptores de neurotransmissores como marcadores de refratariedade ao tratamento com antipsicóticos que não a clozapina. A eventual confirmação dessa hipótese poderia legitimar a inclusão da testagem farmacogenética envolvendo também fatores farmacodinâmicos. Pretende, por fim, averiguar a possível associação entre alguns polimorfismos e melhor desempenho cognitivo em pacientes sob tratamento e sua eventual influência na reabilitação dos mesmos. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Carolina Martins do Prado - Integrante / Wagner Farid Gattaz - Integrante / Elida Benquique Ojopi - Integrante / Martinus Theodorus van de Bilt - Coordenador., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2009 - 2012

    Estudo genético de associação entre Polimorfismos de nucleotídeo único e desempenho cognitivo em pacientes bipolares tipo I jovens: LICAVALGENE, Descrição: A cognição é uma função complexa influenciada por uma série de genes, cada qual com um efeito pequeno. O desempenho em cada domínio cognitivo pode ser estatisticamente associado à atividade de uma determinada proteína e por extensão a variações genéticas responsáveis por essas diferenças funcionais. Os pacientes com transtorno do humor bipolar apresentam durante os episódios de mania, depressão e estados mistos e sério comprometimento neurocognitivo comparados com controles. Trabalhamos atualmente com a hipótese de que exista um grupo dentre os pacientes bipolares com características genéticas semelhantes que sofra um maior prejuízo cognitivo durante as fases da doença. Dos genes mais associados à função neurocognitiva se destacam o catecol-O-metiltransferase (COMT), a apolipoproteína E (APOE) e o fator neurotrófico cerebral (BDNF). Objetivo: Pretendemos avaliar o desempenho cognitivo de pacientes bipolares jovens durante fase e sem medicações (já que as mesmas interferem na função cognitiva) e a associação do fenótipo com o genótipo COMT, APOE e BDNF. A oportunidade de avaliar o desempenho cognitivo de pacientes bipolares em fase e sem medicações é original na literatura e justificada pela maior probabilidade de expressão das diferenças fenotípicas. Material e método: Seleção de 80 pacientes com diagnóstico de transtorno bipolar do humor tipo I (DSMIV-TR) em fase (mania, depressão ou estado misto) com menos de 35 anos e 60 controles pareados para avaliação neuropsicológica completa e coleta de DNA (sangue periférico) para genotipagem de COMT (val158met, rs165599, -287, rs737865), APOE (rs429358 e rs7412) e BDNF (val66met).. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Integrantes: Carolina Martins do Prado - Integrante / Ricardo A Moreno - Coordenador / Wagner Farid Gattaz - Integrante / Márcio Gerhardt Soeiro de Souza - Integrante / Rodrigo Machado-Vieira - Integrante., Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.

  • 2007 - 2010

    Desenvolvimento de metodologia para a determinação dos genótipos principais dos genes CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9: aplicação na farmacogenética, Descrição: É comum pacientes responderem de maneiras diferentes a um mesmo tratamento e essa variabilidade na resposta pode ser atribuída a múltiplos fatores como idade, gênero, etnia, fatores genéticos, ambientais entre outros. A superfamília do Citocromo P450 (CYP) representa as enzimas responsáveis pelo metabolismo de substâncias endógenas e xenobióticos e, dentre os últimos, inclui-se mais de 60% de todas as medicações utilizadas. Sozinhas, as enzimas CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9 são responsáveis pelo metabolismo de aproximadamente metade dos 200 medicamentos mais prescritos nos EUA. Os polimorfismos do gene CYP2D6 têm grande importância na farmacogenética da Depressão Unipolar e atualmente alguns grupos de pesquisa recomendam ajustes de doses baseadas no seu genótipo, visto que muitos antidepressivos tricíclicos são metabolizados mais eficientemente pela enzima CYP2D6. Além dessa enzima, há a participação de CYP2C19 e CYP2C9 no metabolismo de outros medicamentos o que também torna interessante a avaliação de polimorfismos nos genes que as codificam. Desse modo, padronizamos ensaios de genotipagem para os genes CYP2D6 (alelos *1, *2, *3, *4, *5,*6, *9, *10, *15, *17, *29, *35, *39,*40, *41) , CYP2C19 (alelos *1, *2, *3 e *17) e CYP2C9 (alelos *1, *2 e *3) baseados na discriminação alélica com o sistema TaqMan®. De um total de 198 indivíduos, 148 foram genotipados para o gene CYP2D6. Os alelos *1 e *2 foram os mais freqüentes (39,2 e 17,2% respectivamente), seguidos pelos alelos *4 (14,5%),*41 (5,4%), *35 (4,1%), *17 (3,4%), *5 (2,7%), *10 (2,4%), *6 (0,7%), *29 (0,7%) e *9 (0,3%). Desenvolvemos também uma nova metodologia para a determinação do número de cópias do gene CYP2D6 e as duplicações do gene representaram 9,5% da amostra. Para o gene CYP2C19, 198 indivíduos foram genotipados e o alelo *1 foi o mais frequente (63,7%), seguido pelos alelos *17 (20,7%), *2 (15,3%) e *3 (0,3%). Nosso estudo foi o primeiro a determinar a freqüência alélica do gene CYP2C19 no Brasil. Para o gene CYP2C9, 152 indivíduos tiveram seus genótipos determinados e o alelo *1 foi o mais frequente (86,8%) seguido pelos alelos *2 (9,2%) e *3 (3,9%). Com este projeto, conseguimos desenvolver uma nova metodologia reprodutível e acessível para a genotipagem dos polimorfismos principais dos genes CYP2D6, CYP2C19 e CYP2C9. A identificação precoce de indivíduos suscetíveis a efeitos adversos, bem como de metabolizadores rápidos pode trazer grandes benefícios aos pacientes possibilitando assim uma medicina personalizada.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Carolina Martins do Prado - Coordenador / Ricardo A Moreno - Integrante / Wagner Farid Gattaz - Integrante / Elida Benquique Ojopi - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2013

Pôster: Polimorfismo no gene HTR2A pode estar relacionado à refratariedade em uma amostra de pacientes com transtornos afetivos em tratamento com ECT, Associação Brasileira de Psiquiatria.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Carolina Prado Farmacogenética, Carolina Prado Farmacogenética. , Rua Doutor Melo Alves, Cerqueira César, 01417010 - São Paulo, SP - Brasil, Telefone: (11) 30820649

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2016 - Atual

    Carolina Prado Farmacogenética

    Vínculo: Consultora, Enquadramento Funcional: CEO

    Outras informações:
    Consultório farmacêutico destinado a orientações farmacogenéticas e e farmacológicas para médicos e pacientes.

  • 2016 - Atual

    Pharmacogen

    Vínculo: Gestora, Enquadramento Funcional: Proprietária, gestora

    Outras informações:
    Empresa que oferece treinamento em desenvolvimento profissional nas áreas das Ciências Biológicas, além de oferecer consultorias nas áreas de Atenção Farmacêutica, Farmacogenética, implementação de novas tecnologias de análise genética e farmacogenética, interpretação de testes farmacogenéticos, auxílio na prescrição médica para determinar qual medicamento seria mais adequado para cada paciente (levando em consideração comorbidades, estado biológico, polifarmácia, entre outros fatores que interferem na eficácia do tratamento).

  • 2018 - 2019

    Centro de Genomas

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assessora científica - Farmacogenenticista, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Farmacogeneticista responsável pelo setor de Farmacogenética do laboratório. Especialista nas áreas de farmacogenética psiquiátrica e oncologia. Faz parte do "Grupo de Inteligência Genética" (GIG), da empresa. Elabora e libera laudos de testes farmacogenéticos, faz aconselhamento farmacogenético com os prescritores auxiliando na melhor escolha do tratamento (sempre baseada no nos genes e no histórico do paciente). Paelestrante do Centro de Genomas.

  • 2018 - 2019

    Brazilian Institute of Psychopharmacology and Pharmacogenetics

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Co-founder and CTO

  • 2016 - 2016

    Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Pós-graduação

    Outras informações:
    Professora da matéria de Virologia e Micologia do Curso de Pós-graduação em Microbiologia aplicada à saúde e indústria.

  • 2016 - 2016

    Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Pós-graduação

    Outras informações:
    Professora da matéria de Gestão e Empreendedorismo do Curso de Pós-graduação em Microbiologia aplicada à saúde e indústria.

  • 2016 - 2016

    Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Pós-graduação

    Outras informações:
    Professora da matéria "Ambiente e Doenças do Trabalho", do Curso de Pós-graduação em Engenharia e Segurança do Trabalho.

  • 2006 - 2016

    Laboratório de Neurociências - LIM27

    Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Perquisadora na área de Farmacogenética, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Pesquisadora sênior na área de Farmacogenética em doenças neuropsiquiátricas, avaliando polimorfismos em genes relacionados à resposta medicamentosa, utilizando ferramentas de biologia molecular como Sequenciamento Direto e PCR em Tempo Real.

  • 2013 - 2013

    Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 5

    Outras informações:
    Responsável por elaborar a nova ementa das aulas da disciplina de Biotecnologia para o curso técnico em hemoterapia.

  • 2011 - 2011

    Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Responsável por elaborar e ministrar aulas da disciplina de Biotecnologia para o curso técnico em hemoterapia.

  • 2010 - 2010

    Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 12

    Outras informações:
    Responsável por elaborar e ministrar aulas da disciplina de Biotecnologia para o curso técnico em hemoterapia.

  • 2011 - 2011

    Centro Universitário Senac

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 8

    Outras informações:
    Responsável por elaborar e ministrar aulas da disciplina de Biotecnologia para o curso técnico em hemoterapia.

  • 2010 - 2010

    Faculdade Método de São Paulo

    Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 4

    Outras informações:
    Docente da disciplina de Anatomia Segmentar para o curso técnico em Segurança do Trabalho.

  • 2006 - 2007

    Amparo Maternal

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Farmacêutica - Responsável Técnica, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Farmacêutica responsável pela implantação de uma farmácia hospitalar.

  • 2006 - 2006

    Dipro-Far Comércio de Produtos Farmacêuticos

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Farmacêutica - Responsável Técnica, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Farmacêutica responsável pela distribuidora de medicamentos.

  • 2006 - 2016

    Hospital das Clinicas de São Paulo

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro de grupo de pesquisa., Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    Atividades de Participação em Projetos, Instituto de Psiquiatria, Laboratório de Neurociências - LIM27.

  • 2005 - 2005

    Universidade Sao Judas Tadeu

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitora de laboratório, Carga horária: 6

    Atividades

    • 02/2005 - 12/2005

      Ensino, Farmácia e Bioquímica, Nível: Graduação,Disciplinas ministradas, Química Orgânica - monitora de laboratório

  • 2005 - 2006

    Universidade de São Paulo

    Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Aluna, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Instituto de Ciências Biomédicas I ?Departamento de Fisiologia - Laboratório de Neurofisiologia. Estágio em neurofisiologia: acompanhamento da rotina laboratorial, sob orientação do Prof. Dr. Luiz R. Britto.

  • 2002 - 2005

    Universidade de São Paulo

    Vínculo: Iniciação científica, Enquadramento Funcional: aluna, Carga horária: 30

    Outras informações:
    Instituto de Ciências Biomédicas II ?Departamento de Microbiologia - Laboratório de Virologia Clínica e Molecular. Estagiária em biologia molecular e análises clínicas: auxílio em reações de sequenciamento genético de vírus; realização de testes imunológicos (ELISA e imunofluorescência); participação na disciplina de Microbiologia Aplicada a Medicina Veterinária, ministrando a aula prática de Extração de DNA de vírus.

    Atividades

    • 06/2006 - 01/2007

      Estágios , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Psiquiatria.,Estágio realizado, Atividades desenvolvidas na área de neurociências, farmacogenética, biologia molecular. Orientadora: Dra. Elida Paula Benquiquie Ojopi.

    • 07/2005 - 04/2006

      Estágios , Instituto de Ciências Biomédicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.,Estágio realizado, Estágio em neurofisologia - Laboratório de Neurofisiologia - Orientador: Dr. Luis R. Britto.

    • 08/2004 - 06/2005

      Estágios , Instituto de Ciências Biomédicas, Departamento de Microbiologia.,Estágio realizado, Laboratório de Virologia Clínica e Molecular - Estagiária em biologia molecular de vírus. Orientador: Edison L. Durigon.