José Carlos Aguiar da Silva

Possui Graduação em Agronomia (2000) e Mestrado em Manejo de Solo e Água pela Universidade Federal da Paraíba (2003). Doutorado em Engenharia Agrícola na área de Irrigação e Drenagem pela Universidade Federal de Campina Grande (2012). Trabalha no Setor de Transferência de Tecnologias da Embrapa Algodão. Tem experiência na área agronômica, com ênfase em Agricultura Familiar, atuando principalmente nos seguintes temas: Transferência de Tecnologias das culturas do algodão, mamona, gergelim, amendoim e sisal.

Informações coletadas do Lattes em 18/06/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em Engenharia Agrícola

2008 - 2012

Universidade Federal de Campina Grande
Título: CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DE GENÓTIPOS DE GERGELIM EM FUNÇÃO DE LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO
PEDRO DANTAS FERNANDES. Palavras-chave: Sesamum indicum; Lâminas de irrigação; Nutrientes.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura e Exploração Florestal.

Mestrado em Manejo de Solo e Água

2001 - 2003

Universidade Federal da Paraíba
Título: INFILTRAÇÃO DA ÁGUA NO SOLO COMO INDICADOR DAS MODIFICAÇÕES EDÁFICAS PELO SISTEMA DE MANEJO,Ano de Obtenção: 2005
ALBERÍCIO PEREIRA DE ANDRADE.Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil. Palavras-chave: SOLO, SISTEMAS DE MANEJO, ÁGUA-MANEJO, INFILTRAÇÃO.Grande área: Ciências AgráriasSetores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal.

Graduação em Agronomia

1996 - 2000

Universidade Federal da Paraíba
Título: Evapotranspiração de Referência: Análise do Modelo Penman-Monteith Padrão FAO para a Microrregião de Sousa-PB
Orientador: José Ferreira da Costa Filho
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Curso técnico/profissionalizante

1993 - 1995

Escola Agrotécnica Federal de Sousa Pb

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

2014 - 2014

Rumo a uma cultura de acesso a informação. (Carga horária: 10h). , Controladoria-Geral da União, CGU/PR, Brasil.

2013 - 2013

Captação e Manejo de Água de Chuva. (Carga horária: 24h). , Embrapa Simiarido, CPATSA, Brasil.

2013 - 2013

Capacitação e Planejamento sobre Galinha Caipira. (Carga horária: 24h). , Embrapa Meio Norte, CPAMN, Brasil.

2013 - 2013

Lei das Águas. (Carga horária: 20h). , Agência Nacional de Águas, ANA, Brasil.

2013 - 2013

Capacitação e Planejamento do Reniva BSM. (Carga horária: 24h). , Embrapa Mandioca e Fruticultura, CNPMF, Brasil.

2012 - 2012

Noções de Fotografia e Fotojornalismo. (Carga horária: 16h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2012 - 2012

A inovação da inovação: da TT positiva a Inov Cons. (Carga horária: 40h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2011 - 2011

Sist.Prod. e certificação de algodão agroecológico. (Carga horária: 24h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2010 - 2010

Responsabilidade Socioambiental. (Carga horária: 80h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2010 - 2010

Inteligência Competitiva. (Carga horária: 70h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2009 - 2009

Introdução a propriedade intelectual e inovação. (Carga horária: 90h). , Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.

2009 - 2009

Técnicas de Gerenciamento de Projetos. (Carga horária: 80h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2009 - 2009

Competências Gerenciais. (Carga horária: 70h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2009 - 2009

Capacitação no uso de metodologias participativas. (Carga horária: 24h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2009 - 2009

Desenvolvimento de Habilidades Gerenciais. (Carga horária: 60h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2008 - 2008

Organização da Produção e do Comércio de Sementes. (Carga horária: 12h). , Embrapa Simiarido, CPATSA, Brasil.

2008 - 2008

Segurança da Informação e Comunicações. (Carga horária: 8h). , Departamento de Segurança da Informação e Comunicações, DSIC, Brasil.

2008 - 2008

Capacitação sobre Algodão Orgânico. (Carga horária: 24h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2008 - 2008

Treinamento e Aperfeiçoamento de Supervisores I. (Carga horária: 36h). , JP Veritas Consulting, JP VERITAS CONSU, Brasil.

2008 - 2008

Gestão do Conhecimento. (Carga horária: 80h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2008 - 2008

Capacitação em Produção Integrada de Amendoim. (Carga horária: 40h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2008 - 2008

Treinamento e Aperfeiçoamento de Supervisores II. (Carga horária: 40h). , JP Veritas Consulting, JP VERITAS CONSU, Brasil.

2008 - 2008

Ofina Experiencias da Embrapa em Territórios Rura. (Carga horária: 16h). , Embrapa Tabuleiros Costeiros, CPATC, Brasil.

2007 - 2007

Elaboração de Projetos para Capacitação de Recurso. (Carga horária: 30h). , Faculdade Anglo-Americano de Campina Grande, FAAME, Brasil.

2007 - 2007

Metodologia para FP e Atividades de PS. (Carga horária: 40h). , Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR, Brasil.

2007 - 2007

Trabalho em Equipe. (Carga horária: 25h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2007 - 2007

Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. (Carga horária: 60h). , Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.

2006 - 2006

Fisiologia e Ecofisiologia da Mamoneira. (Carga horária: 4h). , Embrapa Algodão, CNPA, Brasil.

2006 - 2006

A Arte de Comunicar Se no Ambiente de Trabalho. (Carga horária: 15h). , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.

2006 - 2006

Open Office 2 0. (Carga horária: 17h). , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.

2003 - 2003

Manejo Cultural do Algodão no Estado da Paraíba. (Carga horária: 8h). , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.

2002 - 2002

Marketing para Engenharia Arquitetura e Agronomia. (Carga horária: 12h). , Conselho Regional de Engenharia Arquitetura e Agronomia do Estado da Paraíb, CREA, Brasil.

2000 - 2000

Fundamentos do Agronegócio. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

2000 - 2000

Orientação Para Crédito. (Carga horária: 16h). , Serviço Brasileiro de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas, SEBRAE, Brasil.

1999 - 1999

Irrigação Localizada e Fertirrigação. (Carga horária: 20h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

1996 - 1996

Introdução ao trabalho de laboratório de química. (Carga horária: 30h). , Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.

1995 - 1995

Manejo Integrado de Pragas do Algodoeiro. (Carga horária: 16h). , Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.

1995 - 1995

Projetos de Construções Rurais. (Carga horária: 40h). , Escola Agrotécnica Federal de Sousa Pb, EAFS, Brasil.

1994 - 1994

Fertilidade e Microbiologia do Solo. (Carga horária: 40h). , Escola Agrotécnica Federal de Sousa Pb, EAFS, Brasil.

1994 - 1994

Treinamento em Defensivos Agrícolas. (Carga horária: 24h). , Serviço Nacional de Apredizagem Rural, SENAR*, Brasil.

1993 - 1993

Produção de Mudas. (Carga horária: 40h). , Escola Agrotécnica Federal de Sousa Pb, EAFS, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Agronegócios.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Tranferência de Tecnologias Para Agricultura Familiar.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Manejo e Conservação do Solo.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

SILVA, José Carlos Aguiar da . Capacitação em Sistema de Produção e Certificação de Algodão Agroecológico. 2011. (Outro).

SILVA, José Carlos Aguiar da . Curso de Capacitação sobre Algodão Orgânico. 2008. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

28 º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e ambiental. EDUCAÇÃO AMBIENTAL E AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE COMO EXERCÍCIO DE CIDADANIA E INCLUSÃO SOCIAL. 2015. (Congresso).

Seminário: Paraíba - Desertificação, Agroecologia e os Desafios da Sustentabilidade. 2013. (Seminário).

Seminário sobre manejo e conservação de água e solo da Paraíba. 2012. (Seminário).

XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA QUÍMICA - COBEQ 2012. Estudo da recuperação de área degradada por resíduos de borracha para aplicação da técnica de fitorremediação. 2012. (Congresso).

III Simpósio de Mudanças Climáticas e Desertificação no Semiárido. 2011. (Simpósio).

VII Congresso Brasileiro de Agroecologia. 2011. (Congresso).

I Congresso Paraibano de Agroecologia, IV Fórum sobre o Registro Profissional do Agroecólogo. 2010. (Congresso).

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas. Avaliação do Crescimento da Cultivar BRS Energia na Região de Irecê-BA. 2010. (Congresso).

II Simpósio de Ciências e Tecnologia Alimentar, II Encontro de Extensão do CCTA.Agroindústria numa Perspectiva Empresarial e Seus Impactos Ambientais. 2009. (Simpósio).

IV Encontro Sober Regional Nordeste. 2009. (Encontro).

Congresso ABIPTI 2008. 2008. (Congresso).

III Congresso Brasileiro de Mamona: Energia e Ricinoquímica. 2008. (Congresso).

2° Congresso Nordestino do Turismo Rural: Preservando e Resgatando a Cultura do Semi-Árido. O Algodão Naturalmente Colorido no Contexto do Turismo Rural e Cientifico no Semi-árido Brasileiro. 2007. (Congresso).

VI Congresso Brasileiro do Algodão. Avaliação de Unidades Demonstrativas de Algodoeiro Herbáceo de Sequeiro no Estado da Paraíba. 2007. (Congresso).

II CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA - Cenário atual e perspectivas. Ocorrência do Ácaro Polyphagotarsonemus latus Banks (Acari:Tarsonemidae) sobre plantas de pinhão manso, Jatropha curcas L., (euphorbiaceae), no estado da Paraíba. 2006. (Congresso).

V Congresso Brasileiro de Algodão. V Congresso Brasileiro de Algodão. 2005. (Congresso).

I Congresso Brasileiro de Mamona: Energia e Sustentabilidade. I Congresso Brasileiro de Mamona: Energia e Sustentabilidade. 2004. (Congresso).

II Seminário Sobre a Cadeia Produtiva da Cultura da Mamona.II Seminário Sobre a Cadeia Produtiva da Cultura da Mamona. 2003. (Seminário).

IV CONGRESSO BRASILEIRO DE ALGODÃO. IV Congresso Brasileiro de Algodão. 2003. (Congresso).

Seminário Regional de Impulsão dos Pactos do Agreste e Brejo Paraibano.Seminário Regional de Impulsão dos Pactos do Agreste e Brejo Paraibano. 2003. (Seminário).

EMPRECULT 2002.Semana do Empreendedor e da Cultura do Cariri Paraibano. 2002. (Encontro).

XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e da III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia.. XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e da III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia.. 2001. (Congresso).

Curso de Fundamentos do Agronegócios.Curso de Fundamentos do Agronegócio. 2000. (Outra).

III Semana de Agronomia.III Semana de Agronomia. 1999. (Outra).

II Encontro de Agroecologia: Agricultura Familiar e Agroecologia.II Encontro de Agroecologia: Agricultura Familiar e Agroecologia. 1997. (Encontro).

XVII Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Ciências Agrárias. XVII Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Ciências Agrárias. 1997. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em bancas

Aluno: Augusta Roberta Santa Cruz Carvalho

LIMA, Lenilde Mérgia Ribeiro;SILVA, José Carlos Aguiar da; RIBEIRO, G. N.. Perfil Socioeconômico dos Agricultores da Associação dos Produtores Agroecológicos do Município de Monteiro - PB. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização EJA-ECOSOL) - Universidade Federal de Campina Grande.

Aluno: Juliane Lucena Vilar

LIMA, Lenilde Mérgia Ribeiro;SILVA, José Carlos Aguiar da; BARROS, A. J. M.. Características Socioeconômicas dos Agricultores da Associação Amuabas, Sumé - PB, no Cultivo de Horta Orgânica. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização EJA-ECOSOL) - Universidade Federal de Campina Grande.

Aluno: Carlos de Arruda Santos

FARIAS, Givanildo Gonçalves de;SILVA, José Carlos Aguiar da; ALMEIDA, Rochane Villarim de. Avaliação da recuperação de áreas degradadas pelo extrativismo mineral - uma contrapartida social.. 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Ambiental na Indústria) - Universidade Estadual da Paraíba.

Aluno: Cristiana Paula Fernandes Moreira

LIMA, Lígia Maria Ribeiro; SILVA, V. L. M. M.;SILVA, José Carlos Aguiar da. Educação e Conscientização sobre Gestão Ambiental em Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado da Paraíba. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Industrial) - Universidade Estadual da Paraíba.

Aluno: José Carlos Gomes

SILVA, José Carlos Aguiar da; MELO, Alana Candeia de; BARROS, Heloísa Helena de Araújo. A Cultura do Sisal no Município de Teixeira-PB: do apogeu à decadência. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba.

SILVA, José Carlos Aguiar da. Coordenador de sala de apresentação de trabalhos científicos no 2° Congresso Brasileiro de Mamona. 2006.

SILVA, José Carlos Aguiar da. Membro de Comissão Científica de Congresso do I Congresso Brasileiro de Mamona. 2004. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

SILVA, José Carlos Aguiar da. Coordenador de Trabalhos Técnicos-Científicos no I Congresso Brasileiro de Mamona. 2004. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

SILVA, José Carlos Aguiar da. Coordenador do II Encontro de Agroecologia do CCA/UFPB. 1997. Universidade Federal da Paraíba.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

José Renato Cortez Bezerra

Fernandes, P. D.; FARIAS, S. A. R.;DANTAS NETO, José; Andrade, A. P.;BEZERRA, J. R. C.; Arriel, N. H. C.. Crescimento e produção de genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação. 2012. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Campina Grande.

Nair Helena Castro Arriel

FERNANDES, P. D.; FARIAS, S.A.R.; DANTAS NETO, J.; ANDRADE, A. P.; BEZERRA, J. R. C.;ARRIEL, N. H. C.. Crescimento e desenvolvimento de três genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Campina Grande.

José Dantas Neto

FERNANDES, P. D.FARIAS, Soahd Arruda RachedDantas Neto, José; ANDRADE, Alberício Pereira de; BEZERRA, José Renato Cortez; Arriel, N.H.C.. Crescimento e produção de genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação. 2012. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Campina Grande.

ALBERÍCIO PEREIRA DE ANDRADE

FERNANDES, P. D.; FARIAS, S. A. R.; Dantas Neto, J.;ANDRADE, A. P. de; BEZERRA, J. R. C.; ARRIEL, N. H. C.. Crescimento e produção de genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação. 2012. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Campina Grande.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Orientou

Alexandre Manuel Silveira Santos

A Agroindústria numa perspectiva empresarial e seus impactos ambientais; ; 2006; 51 f; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Ambiental na Indústria) - Universidade Estadual da Paraíba; Orientador: José Carlos Aguiar da Silva;

Aminadab Chaves Cavalcante

Recuperação de área degradada com resíduo de borracha através de fitorremediação; 2006; Monografia; (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Gestão Ambiental na Indústria) - Universidade Estadual da Paraíba; Orientador: José Carlos Aguiar da Silva;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

José Ferreira da Costa Filho

Evapotranspiração de referência: análise do modelo Penman-Monteith-padrão-FAO para a microrregião de Souza-PB; 2000; 78 f; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba, Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba; Orientador: José Ferreira da Costa Filho;

Iede de Brito Chaves

Estudo da Evapotranspiração de Referênci-Modelo Penmam-Monteith Padrão FAO para a Microrregião de Sousa-PB com fins de Programação de Irrigação; 2000; 0 f; Iniciação Científica - Universidade Federal da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Iêde de Brito Chaves;

ALBERÍCIO PEREIRA DE ANDRADE

Avaliação de sistemas de manejo em função da infiltração da água no solo; 2003; 72 f; Dissertação (Mestrado em Manejo de Solo e Água) - Universidade Federal da Paraíba,; Orientador: Alberício Pereira de Andrade;

Ivandro de França da silva

Infiltração da água no solo como indicador das modificações edáficas pelo sistema de manejo; 2003; 53 f; Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação Em Manejo de Solo e Água) - Universidade Federal da Paraíba, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior; Coorientador: Ivandro de França da Silva;

Pedro Dantas Fernandes

Crescimento e produção de genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação; 2012; Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Campina Grande,; Orientador: Pedro Dantas Fernandes;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • 2014 SILVA, José Carlos Aguiar da ; FERNANDES, P. D. ; BEZERRA, José Renato Cortez ; ARRIEL, N. H. C. ; CARDOSO, G. D. . Crescimento e produção de genótipos de gergelim em função de lâminas de irrigação. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online) , v. 18, p. 408-416, 2014.

  • 2013 DINIZ NETO, M. A. ; SILVA, I. F. ; CAVALCANTE, L. F. ; DINIZ, B. L. M. T. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SILVA, E. C. . Mudas de oiticica irrigadas com águas salinas no solo com biofertilizante bovino e potássio. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online) , v. 18, p. 10-18, 2013.

  • SANTOS, Alexandre Manuel Silveira ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; LIMA, Lígia Maria Ribeiro . A Agroindústria numa perspectiva empresarial e seus impactos ambientais. In: Antônio Augusto Pereira de Sousa; Djane de Fátima Oliveira; Givanildo Gonçalves de Farias; Maria de Fátima Nascimento de Sousa; Mercília Tavares Jordão. (Org.). Sinal Verde: Gestão Ambiental, a experiência do CEGAMI. 22ed.Campina Grande, PB: Editora da Universidade Estadual da Paraíba/EDUEPB, 2007, v. 1, p. 30-41.

  • CAVALCANTE, A. C. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; LIMA, Lenilde Mérgia Ribeiro . Recuperação de áreas degradadas com resíduos de borracha a través de fitorremediação. In: Antônio Augusto Pereira de Sousa; Djane de Fátima Oliveira; Givanildo Gonçalves de Farias; Maria de Fátima Nascimento de Sousa; Mercília Tavares Jordão. (Org.). Sinal Verde: Gestão Ambiental, a experiência do CEGAMI. 22ed.Campina Grande, PB: Editora da Universidade Estadual da Paraíba/EDUEPB, 2007, v. 1, p. 42-51.

  • CARTAXO, Waltemilton Vieira ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SILVA, Odilon R. R. F. da ; BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; OLIVEIRA, José Mario Cavalcanti de . Unidades de Teste e Demonstração: Estratégia para adoção de tecnologia coletiva para o cultivo da mamona na agricultura familiar. In: Demóstenes Marcos Pedrosa de Azevedo, Napoleão Esberard de Macêdo Beltrão. (Org.). O Agronegócio da Mamona no Brasil, 2a Edição, Revisada e Ampliada. 2ed.Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2007, v. , p. 21-506.

  • LIMA, Lenilde Mérgia Ribeiro ; CAVALCANTE, A. C. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; LIMA, Lígia Maria Ribeiro . Estudo da recuperação de área degradada por resíduos de borracha para aplicação da técnica de fitorremediaçãi. In: XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA QUÍMICA - COBEQ 2012, 2012, Búzios - RJ. Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia Química, 2012. p. 2747-2755.

  • MOREIRA, C. P. F. ; RODRIGUES, F. K. S. ; COSTA, K. J. B. ; SANTOS, F. S. F. ; SILVA, F. D. M. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; LIMA, Lígia Maria Ribeiro . Educação e Conscientização sobre Gestão Ambiental em Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado da Paraíba. In: VII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental, 2012, Salvador - BA. VII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental: Rumo à Rio+20 e às Sociedades Sustentáveis, 2012.

  • Freitas, J. G. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; Mota, J. R. ; SILVA, Gilvando Almeida da . Avaliação do Crescimento da Cultivar BRS Energia na Região de Irecê-BA. In: IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, 2010, JOÃO PESSOA. INCLUSÃO SOCIAL E ENERGIA, 2010.

  • Freitas, J. G. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; Mota, J. R. ; SILVA, Gilvando Almeida da . Comportamento da Cultivar de Mamona BRS Energia Cultivada sob duas Densidades de Plantio em Irecê-BA. In: IV CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA E I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE OLEAGINOSAS ENERGÉTICAS, 2010, JOÃO PESSOA. INCLUSÃO SOCIAL E ENERGIA, 2010.

  • Guimarães, F. M. ; Cardoso, G. D. de ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da . Germinação de Sementes de Mamona Com e Sem Marieiro em Diferentes Profundidades de Semeadura. In: IV CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA E I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE OLEAGINOSAS ENERGÉTICAS, 2010, JOÃO PESSOA. INCLUSÃO SOCIAL E ENERGIA, 2010.

  • SANTOS, Alexandre Manuel Silveira ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; LIMA, Lenilde Mérgia Ribeiro ; LIMA, Lígia Maria Ribeiro . Agroindústria numa perspectiva empresarial e seus impactos ambientais. In: II Simpósio de Ciências e Tecnologia Agroalimentar - II SIMTAGRO, 2008, Pombal - PB. II Simpósio de Ciências e Tecnologia Agroalimentar - II SIMTAGRO, 2008.

  • Freitas, J. G. ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Junior, F. de M. V. ; Agenor, A. A. ; Sousa, R. V. e ; Oliveira, C. A. L. de ; ALVES, Isaias ; Guimarães, F. M. ; Cardoso, G. D. de ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Desempenho das Unidades Demonstrativas de Algodoeiro Herbáceo de Sequeiro Instalada no Estado do Ceará no Período 2002-2004. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • CARTAXO, Waltemilton Vieira ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; MOTA, Valons de Jesus ; Vale, L. S. do ; VANDERLEI, Job Carneiro . Comportamento da Cultivar de Algodão Colorido BRS Safira na Produção Familiar no Município de Uruana-GO. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Balanço Energético de Sistemas de Produção de Algodão no Cerrado do Mato Grosso. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Balanço Energético da Cultura do Algodão na Pequena Propriedade Rural no Cerrado do Mato Grosso do Sul. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Junior, F. de M. V. ; Agenor, A. A. ; Sousa, R. V. e ; Oliveira, C. A. L. de ; ALVES, Isaias ; Guimarães, F. M. ; Cardoso, G. D. de ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Resrultados Agroeconômicos de Cultivares de Algodão, Avaliadas Através de Unidades de Teste e Desmonstração em Sete Municípios do Estado do Ceará, Safra 2006. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Junior, F. de M. V. ; Agenor, A. A. ; Sousa, R. V. e ; Oliveira, C. A. L. de ; ALVES, Isaias ; Guimarães, F. M. ; Cardoso, G. D. de ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Resultados Técnicos e Econômicos de Unidades de Teste e Demonstração (UTDs) de Algodão BRS 201 em Seis Municípios do Estado do Ceará, Safra 2004. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; SANTANA, João Cecílio Farias de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; VANDERLEI, Job Carneiro ; SILVA, Odilon Reny Ribeiro Ferreira da ; MIRANDA, José Edmilson ; VALE, Dalfran Gonçalves ; ALVES, Isaias ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de . Unidades de Teste e Demonstração: Desempenho daa Cultivar BRS Aroeira Avaliadas em Três Municípios do Estado de Goiás, Safra 2002/2003. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; VALE, Dalfran Gonçalves ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Junior, F. de M. V. ; Agenor, A. A. ; Sousa, R. V. e ; Oliveira, C. A. L. de ; ALVES, Isaias ; Guimarães, F. M. ; Cardoso, G. D. de ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Resultados Técnicos-Econômico de Unidades de Teste e Demonstração (UTDs) de algodão BRS 8H Instaladas em Seis Municípios do Estado do Ceará no Ano de 2003. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; VALE, Dalfran Gonçalves ; Cardoso, G. D. de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Junior, F. de M. V. ; Agenor, A. A. ; Sousa, R. V. e ; Oliveira, C. A. L. de ; ALVES, Isaias ; Guimarães, F. M. ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira . Unidades de Teste e Demonstração (UTDs): Avaliação Produtiva e Econômica em Sete Municípios do Estado do Ceará, Ano de 2002. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; SANTANA, João Cecílio Farias de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; VALE, Dalfran Gonçalves ; ALVES, Isaias ; SOUSA, Manoel Francisco de ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Cardoso, G. D. de . Desempenho de UTDS de Algodão: Avaliação Agronômica e Tecnológica da Fibra da Cultivar BRS 187-8H Provenientes do Agreste Paraibano, Safra 2003. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; SANTANA, João Cecílio Farias de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; VALE, Dalfran Gonçalves ; Junior, F. de M. V. ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; ALVES, Isaias ; SOUSA, Manoel Francisco de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; Cardoso, G. D. de . Avaliação de Unidades de Teste e Demonstração: Qualidade Agronômica e Tecnológica de Cinco Cultivares de Algodão Testadas no Município de Quixadá. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; OLIVEIRA, José Mario Cavalcanti de ; BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SOUSA, Manoel Francisco de ; VALE, Dalfran Gonçalves . Ocorrência do Ácaro Polyphagotarsonemus latus Banks (Acari:Tarsonemidae) sobre plantas de pinhão manso, Jatropha curcas L., (euphorbiaceae), no estado da Paraíba. In: II Congresso Brasileiro de Mamona: Cenário atual e perspectivas, 2006, Aracajú-SE. II CONGRESSO BRASILEIRO DE MAMONA: CENÁRIO ATUAL E PERSPECTIVAS, 2006.

  • OLIVEIRA, José Mário Cavalcante de ; Araújo, J. M. de ; SOUSA, Manoel Francisco de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; VALE, Dalfran Gonçalves ; Cardoso, G. D. de . Avaliação de Unidades Demonstrativas de Algodoeiro Herbáceo de Sequeiro no Estado da Paraíba. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2006, Uberlândia. O algodão como oportunidade de negócios, 2007.

  • OLIVEIRA, José Mário Cavalcanti de ; PEREIRA, Sérgio Ricardo de Paula ; FONSECA, Catarina Donda Gomes da ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; SOUSA, Manoel Francisco de ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; CAVALCANTI, Mário Luiz Farias ; NEVES, Adão Cabral das . Unidades de Teste e Demonstração - UTDs - Escola de Campo. Uma estratégia de Difusão e Transferência de Tecnologia para Agricultura Familiar. In: V Congresso Brasileiro de Algodão, 2005, Salvador-BA. Algodão, uma fibra natural, 2005.

  • DIAS, José Marcelo ; BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; BEZERRA, José Renato Cortez ; SANTOS, José Aderaldo Trajano dos ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SANTOS, Tatiana da Silva . Interatividade entre os fatores doses de nitrogênio e doses de regulador de crescimento em algodão herbáceo colorido sobre estresse hídrico.. In: V Congresso Brasileiro de Algodão, 2005, Salvador-BA. Algodão, uma fibra natural, 2005.

  • SILVA, Odilon Reny Ribeiro Ferreira da ; WANDERLEY, Maurício José Rivero ; SANTANA, João Cecílio Farias de ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SANTOS, José Wellingthon dos . Influência da Colheita Mecânica Sobre Algumas Características Intrínsecas e Extrínsecas da Fibra do Algodão. In: IV Congresso Brasileiro de Algodão, 2003, Goiânia-GO. Algodão: Um Mercado em Evolução, 2003.

  • GODINHO, Vicente de Paulo Campos ; FREIRE, Elêusio Curvelo ; FARIAS, Francisco José Correia ; UTUMI, Marley Marico ; RAMALHO, André Rostand ; ALVES, José Cláudio ; SILVA, José Carlos Aguiar da . Avaliação de Cultivares de Algodoeiro Herbáceo para o Cerrado do Estado de Rondônia. In: IV Congresso Brasileiro de Algodão, 2003, Goiânia-GO. Algodão:Um Mercado em Evolução, 2003.

  • DINIZ NETO, M. A. ; SILVA, I. F. ; CAVALCANTE, L. F. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; PEREIRA JUNIOR, A. ; DINIZ, B. L. M. T. ; PEREIRA, A. A. ; SILVA, E. C. ; PEREIRA, A. R. ; GAB, M. . Área foliar e concentração de pigmentos clorofilados em plantas de oiticica submetidas a estresse salino adubadas com biofertilizante bovino e potássio. In: V Congresso Brasileiro de Mamona, II Simpósio de Oleaginosas Energéticas e I Fórum Capixaba de Pinhão Manso, 2012, Guarapari - ES. Desafios e Oportunidades, 2012.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. . Análise da pluviometria no município de Areia-PB: I- Estudo do início duração e término da estação chuvosa e ocorrências de veranicos.. In: XI Congresso brasileiro de Agrometeorologia e II Reunião Latino-America de Agrometeorologia, 2001, Florianópolis-SC. XI Congresso brasileiro de Agrometeorologia e II Reunião Latino-America de Agrometeorologia, 2001. p. 475-475.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; GUIMARÃES, M. A. M. . Precipitação Pluvial, Temperatura do Ar e Evapotranspiração de Referência em Areia-PB, em dois Anos de EL Niño. In: XII Congresso brasileiro de Agrometeorologia e III Reunião Latino-America de Agrometeorologia, 2001, Fortaleza-CE. XII Congresso brasileiro de Agrometeorologia e III Reunião Latino-America de Agrometeorologia, 2001.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; XENOFONTE, G. H. S. ; BARBOSA, N. W. C. . Tempo de Retorno e probabilidade de ocorrências de chuvas máximas para a província de Córdoba - Espanha.. In: VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000, João Pessoa. VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; GUIMARÃES, M. A. M. . Análise da precipitação pluvial na Microrregião brejo paraibano como suporte ao planejamento agrícola: i- estudo do início, duração e término da estação chuvosa e ocorrência de veranicos.. In: VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000, João Pessoa. VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000.

  • Junior, F. de M. V. ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; GUIMARÃES, M. A. M. ; GONDIM, A. W. A. ; COSTA FILHO, J. F. . Análise da precipitação pluvial, temperatura do ar e evapotranspiração em Areia-PB, em anos de ocorrência de "el niño". In: VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000, João Pessoa. VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB: Ciências da Vida, 2000.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; GUIMARÃES, M. A. M. . Estudo da Evapotranspiração de Referência - Modelo Penman-Monteith Padrão FAO - para a Microrregião de Sousa-PB, com fins de programação de irrigação.. In: VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000, João Pessoa. VIII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 2000.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; GUIMARÃES, M. A. M. ; TOSCANO, B. L. M. . Análise de modelos que estimam a Evapotranspiração de Referência (ETO) para a Microrregião de Sousa.. In: VII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 1999, João Pessoa. VII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 1999.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; GUIMARÃES, M. A. M. ; TOSCANO, B. L. M. . Análise do Termo Energético e Aerodinâmico dos Modelos Penman-FAO e Penman Monteith e sua Importância na Estimativa da Evapotranspiração de Referência (ETO).. In: VII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 1999, João Pessoa. VII Encontro de Iniciação Científica da UFPB, 1999.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; COSTA FILHO, J. F. ; VELOSO JUNIOR, J. F. ; TOSCANO, B. L. M. ; LEAL, F. R. R. ; MATOS, F. D. P. . Análise da Precipitação na Microrregião Brejo Paraibano como Suporte ao Planejamento Agrícola.. In: XVIII Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Ciências Agrárias, 1998, Cuiabá - MT. XVIII Congresso Brasileiro de Iniciação Científica em Ciências Agrárias, 1998.

  • SILVA, José Carlos Aguiar da . Uso de Mucilagem de Sisal. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • SANTOS, Alexandre Manuel Silveira ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; LIMA, Lenilde Mérgia Ribeiro ; LIMA, Lígia Maria Ribeiro . Agroindústria numa Perspectiva Empresarial e Seus Impactos Ambientais. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • SILVA, José Carlos Aguiar da . Experiência da Embrapa Algodão em Territórios Rurais. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • SILVA, José Carlos Aguiar da ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; SILVA, Odilon R. R. F. da ; MOTA, Valons de Jesus ; VANDERLEI, Job Carneiro ; GOTHENS, Wilson Hermuth ; PEIXOTO, Paulo Cesár da Cunha ; FIÚZA, Osvaldo Pinto . Núcleos Avançados de Produção Associativa de Algodão, na Agricultura Familiar de no Estado de Goiás. 2006 (Folder).

  • BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; VALE, Dalfran Gonçalves ; SOUSA, Manoel Francisco de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; ALVES, Isaias ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; OLIVEIRA, José Mario Cavalcanti de . Consórcio Mamona + Amendoim 2006 (Folder).

  • BELTRÃO, Napoleão Esberard de Macedo ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SOUSA, Manoel Francisco de ; ALBUQUERQUE, Fábio Aquino de ; ALVES, Isaías ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; OLIVEIRA, José Mário Cavalcanti de . Consórcio Mamona + Gergelim 2006 (Folder).

  • SILVA, Odilon Reny Ribeiro Ferreira da ; FREIRE, Elêusio Curvelo ; CARTAXO, Waltemilton Vieira ; SILVA, José Carlos Aguiar da ; SILVA, Carlos Alberto Patrício da ; ARAÚJO, Marielza R Targino de ; MONTEIRO, Rejane C C ; SILVA, Antônio Vieira da ; CAVALCANTE, Alberto Jorge de A . Projeto Massabielle: Geração de emprego e Renda no Semi-Árido Nordestino 2003 (Folder).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Outras produções

SILVA, José Carlos Aguiar da ; Freitas, J. G. . O Cultivo da Mamona na Região de Irecê-BA. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

SILVA, José Carlos Aguiar da . Atualização do Sistema Produtivo da Cultura do Algodão. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2006 - 2007

    Formação de Núcleos de Produção Associativa de Algodão Integrada ao Artesanato e Pecuária na Agricultura Familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTÂNCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante / Sebastião Carlos de Carvalho - Integrante / Silveli Joaquim da Silva - Integrante / Ricardo Gomes - Integrante / Geraldo Silva Vilela - Integrante / Eunice Fernandes de Oliveira - Integrante / Claudison Euzébio de Jesus - Integrante / Francisco Neres Delmoni - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2008

    Sistema de produção familiar para convivência com o Semi-árido Brassileiro., Descrição: O projeto Sistema de Produção Familiar no Semi-árido Brasileiro tem por objetivo geral desenvolver, valorizar e potencializar sistemas de produção familiares para convivência com o semi-árido brasileiro, de modo a permitir o progresso social por meio da definição de sistemas de produção que contribuam com a geração de ocupação e renda em bases sustentáveis. A metodologia utilizada será a de pesquisa-ação, na qual os agricultores (as) participam diretamente na definição, condução e tomada de decisões dentro das áreas experimentais. Dessa forma, têm-se um projeto de pesquisa e desenvolvimento participativo, que agrega os conhecimentos técnicos-científicos e as experiências vivenciadas no dia-a-dia dos agricultores. A partir de diagnósticos participativos, serão definidas e construídas as experimentações com os sistemas de produção capazes de compor o bojo de estratégias de convivência com o semi-árido. Essas áreas experimentais servirão como Unidades de Demonstração, que terão importância fundamental enquanto Campos de Aprendizagem sobre as dinâmicas ambientais e sócio-culturais do semi-árido. Os resultados experimentais ajudarão a elucidar questões paradigmáticas como: Existe viabilidade econômica, social e ambiental no policultivo em áreas semi-áridas? É possível produzir na caatinga sem precisar desmatar? É possível produzir com sustentabilidade culturas alimentares, forrageiras, fibras e ainda garantir a oferta de madeira e lenha dentro do Bioma Caatinga? As reflexões serão feitas com aproximadamente 500 famílias, utilizando-se visitas de intercambio, oficinas temáticas, dias de campo, e outros processos de inovação e adoção que venham a ser construídas num modelo horizontal.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / Melchior Naelson Batista da Silva - Integrante / Alexandre Eduardo de Araújo - Integrante / Camilo Flamarion de Oliveira Franco - Integrante / Daniel Duarte Pereira - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    Sistema de produção de mamona consorciada com culturas alimentares na produção familiar do Semi-árido., Descrição: O presente projeto propõe a formação de pólos de produção de mamona consorciada com culturas alimentares através da transferência de tecnologias de produção apropriadas, formação de bancos de sementes para atender as comunidades integrantes de cada pólo e produção de alimentos através dos consórcios. Através da implantação de unidades de teste e demonstração (UTD S), pretende-se transferir as tecnologias propostas aos agricultores familiares e concomitantemente produzir a semente para a formação dos bancos, que têm como objetivo assegurar a autonomia das comunidades quanto à disponibilidade de sementes de Mamona e Culturas Alimentares em quantidade, qualidade e na época adequada. A metodologia de trabalho prever capacitação mensal dos grupos de agricultores nas UTD S, onde serão discutidos os problemas e soluções devendo estes agricultores adequá-las a realidade de suas respectivas áreas de produção. Esta forma de atuação apresenta a vantagem de promover ações associativistas, essenciais ao sucesso do trabalho e conseqüentemente a consolidação dos pólos de produção. Como estratégia para assegurar a seqüência dos pólos após o término das ações do projeto, serão desenvolvidas atividades de capacitação de técnicos da assistência técnica e extensão rural (ATER) das regiões na produção consorciada de Mamona e culturas alimentares. Espera-se ao final do projeto a consolidação de cinco pólos auto-sustentáveis de produção de mamona e alimentos, tanto para grãos, quanto para abastecer os respectivos pólos com sementes. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Coordenador / Dalfran Gonçalves Vale - Integrante / Dalmo Oliveira - Integrante / José Mario Cavalcanti de Oliveira - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2005 - 2006

    Núcleos avançados de produção associativa de algodão, na agricultura familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTANCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Verticalização das culturas do Gergelim e do Amendoim., Descrição: Em virtude das potencialidades de mercado para as culturas do gergelim e amendoim, da utilização de contingente considerável de mão-de-obra e das excelentes propriedades nutricionais de ambos os produtos, o que certamente contribuirá nos programas de combate à desnutrição, as ações previstas neste projeto auxiliarão nos novos programas do governo federal, como o Fome Zero e o Vida digna no Campo. Além de Capacitar produtores familiares na produção, pós colheita e comercialização do gergelim e amendoim e na elaboração de produtos alimentícios de alto valor protéico, identificando novos espaços, nichos de mercado para a agricultura familiar dentro do agronegócio sustentável do gergelim e amendoim.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / José Mário Cavalcanti de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2003 - 2005

    Rede de inovações tecnológicas, sócioeconômicas e ambientais para convivência com a seca no Semi-Árido Nordestino., Descrição: O projeto foi estruturado visando promover a melhoria dos sistemas de produção praticadas pelos agricultores da região semi-árida do Nordeste. Seus principais elementos constitutivos formam um conjunto amplo de ações que pode envolver o diagnóstico rápido dos espaços agrários, a caracterização dos sistemas produtivos, o estudo das cadeis produtivas, a introdução de novas tecnologias e conhecimentos nos sistemas produtivos, e a avaliação do impacto dessas ações na estrutura de renda do produtor e na inserção social e econômica dessas famílias. O principal objetivo é fortalecer o processo de comunicação e transferência de tecnologia para agricultura familiar na região semi-árida nordestina, por intermédio do estabelecimento de unidades de referências locais, com ênfase para conviv~encia com a seca. Nessa perspectiva visa identificar e promover um conjunto de atividades agrícolas e não-agrícolas que possam se traduzir em ocupação e renda familiar.Em termos operacionais a proposta está estruturada em três eixos básicos: 1) Implementação das ações de comunicação e transferência de tecnologias voltadas para convivência com a seca, apoiadas na instalação de unidades de referência locais e numa perspectiva de desenvolvimento territorial; 2) Estruturação de uma rede técnico-científica qualificada na região semi-árida; 3) Implantação de núcleos de formação e transferência de tecnologias espacialmente distribuídos e localizados na região. Espera-se que ao final dos três anos de execução do projeto, pelo menos 20% dos produtores de área objeto das ações tenham incorporado os conhecimentos, tecnologias e sistemas difundidos, e que essas experiências possam contribuir para melhoria de renda da população mais pobres, com a redução da exclusão econômica e social que separa a região semi-árida dependente de chuvas das demais regiões do país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Pedro Carlos Gama da Silva - Coordenador / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Clóvis Guimarães Filho - Integrante / Ghermam Garcia Leal de Araújo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / João Ambrósio de Araújo Filho - Integrante / Marcos Antônio Drumond - Integrante / Odilon Reny Ribeiro Ferreira da Silva - Integrante / Severino Gonzaga de Albuquerque - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2007

    Formação de Núcleos de Produção Associativa de Algodão Integrada ao Artesanato e Pecuária na Agricultura Familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTÂNCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante / Sebastião Carlos de Carvalho - Integrante / Silveli Joaquim da Silva - Integrante / Ricardo Gomes - Integrante / Geraldo Silva Vilela - Integrante / Eunice Fernandes de Oliveira - Integrante / Claudison Euzébio de Jesus - Integrante / Francisco Neres Delmoni - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2008

    Sistema de produção familiar para convivência com o Semi-árido Brassileiro., Descrição: O projeto Sistema de Produção Familiar no Semi-árido Brasileiro tem por objetivo geral desenvolver, valorizar e potencializar sistemas de produção familiares para convivência com o semi-árido brasileiro, de modo a permitir o progresso social por meio da definição de sistemas de produção que contribuam com a geração de ocupação e renda em bases sustentáveis. A metodologia utilizada será a de pesquisa-ação, na qual os agricultores (as) participam diretamente na definição, condução e tomada de decisões dentro das áreas experimentais. Dessa forma, têm-se um projeto de pesquisa e desenvolvimento participativo, que agrega os conhecimentos técnicos-científicos e as experiências vivenciadas no dia-a-dia dos agricultores. A partir de diagnósticos participativos, serão definidas e construídas as experimentações com os sistemas de produção capazes de compor o bojo de estratégias de convivência com o semi-árido. Essas áreas experimentais servirão como Unidades de Demonstração, que terão importância fundamental enquanto Campos de Aprendizagem sobre as dinâmicas ambientais e sócio-culturais do semi-árido. Os resultados experimentais ajudarão a elucidar questões paradigmáticas como: Existe viabilidade econômica, social e ambiental no policultivo em áreas semi-áridas? É possível produzir na caatinga sem precisar desmatar? É possível produzir com sustentabilidade culturas alimentares, forrageiras, fibras e ainda garantir a oferta de madeira e lenha dentro do Bioma Caatinga? As reflexões serão feitas com aproximadamente 500 famílias, utilizando-se visitas de intercambio, oficinas temáticas, dias de campo, e outros processos de inovação e adoção que venham a ser construídas num modelo horizontal.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / Melchior Naelson Batista da Silva - Integrante / Alexandre Eduardo de Araújo - Integrante / Camilo Flamarion de Oliveira Franco - Integrante / Daniel Duarte Pereira - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    Sistema de produção de mamona consorciada com culturas alimentares na produção familiar do Semi-árido., Descrição: O presente projeto propõe a formação de pólos de produção de mamona consorciada com culturas alimentares através da transferência de tecnologias de produção apropriadas, formação de bancos de sementes para atender as comunidades integrantes de cada pólo e produção de alimentos através dos consórcios. Através da implantação de unidades de teste e demonstração (UTD S), pretende-se transferir as tecnologias propostas aos agricultores familiares e concomitantemente produzir a semente para a formação dos bancos, que têm como objetivo assegurar a autonomia das comunidades quanto à disponibilidade de sementes de Mamona e Culturas Alimentares em quantidade, qualidade e na época adequada. A metodologia de trabalho prever capacitação mensal dos grupos de agricultores nas UTD S, onde serão discutidos os problemas e soluções devendo estes agricultores adequá-las a realidade de suas respectivas áreas de produção. Esta forma de atuação apresenta a vantagem de promover ações associativistas, essenciais ao sucesso do trabalho e conseqüentemente a consolidação dos pólos de produção. Como estratégia para assegurar a seqüência dos pólos após o término das ações do projeto, serão desenvolvidas atividades de capacitação de técnicos da assistência técnica e extensão rural (ATER) das regiões na produção consorciada de Mamona e culturas alimentares. Espera-se ao final do projeto a consolidação de cinco pólos auto-sustentáveis de produção de mamona e alimentos, tanto para grãos, quanto para abastecer os respectivos pólos com sementes. . , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Coordenador / Dalfran Gonçalves Vale - Integrante / Dalmo Oliveira - Integrante / José Mario Cavalcanti de Oliveira - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2005 - 2006

    Núcleos avançados de produção associativa de algodão, na agricultura familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTANCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Verticalização das culturas do Gergelim e do Amendoim., Descrição: Em virtude das potencialidades de mercado para as culturas do gergelim e amendoim, da utilização de contingente considerável de mão-de-obra e das excelentes propriedades nutricionais de ambos os produtos, o que certamente contribuirá nos programas de combate à desnutrição, as ações previstas neste projeto auxiliarão nos novos programas do governo federal, como o Fome Zero e o Vida digna no Campo. Além de Capacitar produtores familiares na produção, pós colheita e comercialização do gergelim e amendoim e na elaboração de produtos alimentícios de alto valor protéico, identificando novos espaços, nichos de mercado para a agricultura familiar dentro do agronegócio sustentável do gergelim e amendoim.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / José Mário Cavalcanti de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2003 - 2005

    Rede de inovações tecnológicas, sócioeconômicas e ambientais para convivência com a seca no Semi-Árido Nordestino., Descrição: O projeto foi estruturado visando promover a melhoria dos sistemas de produção praticadas pelos agricultores da região semi-árida do Nordeste. Seus principais elementos constitutivos formam um conjunto amplo de ações que pode envolver o diagnóstico rápido dos espaços agrários, a caracterização dos sistemas produtivos, o estudo das cadeis produtivas, a introdução de novas tecnologias e conhecimentos nos sistemas produtivos, e a avaliação do impacto dessas ações na estrutura de renda do produtor e na inserção social e econômica dessas famílias. O principal objetivo é fortalecer o processo de comunicação e transferência de tecnologia para agricultura familiar na região semi-árida nordestina, por intermédio do estabelecimento de unidades de referências locais, com ênfase para conviv~encia com a seca. Nessa perspectiva visa identificar e promover um conjunto de atividades agrícolas e não-agrícolas que possam se traduzir em ocupação e renda familiar.Em termos operacionais a proposta está estruturada em três eixos básicos: 1) Implementação das ações de comunicação e transferência de tecnologias voltadas para convivência com a seca, apoiadas na instalação de unidades de referência locais e numa perspectiva de desenvolvimento territorial; 2) Estruturação de uma rede técnico-científica qualificada na região semi-árida; 3) Implantação de núcleos de formação e transferência de tecnologias espacialmente distribuídos e localizados na região. Espera-se que ao final dos três anos de execução do projeto, pelo menos 20% dos produtores de área objeto das ações tenham incorporado os conhecimentos, tecnologias e sistemas difundidos, e que essas experiências possam contribuir para melhoria de renda da população mais pobres, com a redução da exclusão econômica e social que separa a região semi-árida dependente de chuvas das demais regiões do país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Pedro Carlos Gama da Silva - Coordenador / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Clóvis Guimarães Filho - Integrante / Ghermam Garcia Leal de Araújo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / João Ambrósio de Araújo Filho - Integrante / Marcos Antônio Drumond - Integrante / Odilon Reny Ribeiro Ferreira da Silva - Integrante / Severino Gonzaga de Albuquerque - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2006 - 2007

    Formação de Núcleos de Produção Associativa de Algodão Integrada ao Artesanato e Pecuária na Agricultura Familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTÂNCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante / Sebastião Carlos de Carvalho - Integrante / Silveli Joaquim da Silva - Integrante / Ricardo Gomes - Integrante / Geraldo Silva Vilela - Integrante / Eunice Fernandes de Oliveira - Integrante / Claudison Euzébio de Jesus - Integrante / Francisco Neres Delmoni - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2008

    Sistema de produção familiar para convivência com o Semi-árido Brassileiro., Descrição: O projeto Sistema de Produção Familiar no Semi-árido Brasileiro tem por objetivo geral desenvolver, valorizar e potencializar sistemas de produção familiares para convivência com o semi-árido brasileiro, de modo a permitir o progresso social por meio da definição de sistemas de produção que contribuam com a geração de ocupação e renda em bases sustentáveis. A metodologia utilizada será a de pesquisa-ação, na qual os agricultores (as) participam diretamente na definição, condução e tomada de decisões dentro das áreas experimentais. Dessa forma, têm-se um projeto de pesquisa e desenvolvimento participativo, que agrega os conhecimentos técnicos-científicos e as experiências vivenciadas no dia-a-dia dos agricultores. A partir de diagnósticos participativos, serão definidas e construídas as experimentações com os sistemas de produção capazes de compor o bojo de estratégias de convivência com o semi-árido. Essas áreas experimentais servirão como Unidades de Demonstração, que terão importância fundamental enquanto Campos de Aprendizagem sobre as dinâmicas ambientais e sócio-culturais do semi-árido. Os resultados experimentais ajudarão a elucidar questões paradigmáticas como: Existe viabilidade econômica, social e ambiental no policultivo em áreas semi-áridas? É possível produzir na caatinga sem precisar desmatar? É possível produzir com sustentabilidade culturas alimentares, forrageiras, fibras e ainda garantir a oferta de madeira e lenha dentro do Bioma Caatinga? As reflexões serão feitas com aproximadamente 500 famílias, utilizando-se visitas de intercambio, oficinas temáticas, dias de campo, e outros processos de inovação e adoção que venham a ser construídas num modelo horizontal.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / Melchior Naelson Batista da Silva - Integrante / Alexandre Eduardo de Araújo - Integrante / Camilo Flamarion de Oliveira Franco - Integrante / Daniel Duarte Pereira - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    Sistema de produção de mamona consorciada com culturas alimentares na produção familiar do Semi-árido., Descrição: O presente projeto propõe a formação de pólos de produção de mamona consorciada com culturas alimentares através da transferência de tecnologias de produção apropriadas, formação de bancos de sementes para atender as comunidades integrantes de cada pólo e produção de alimentos através dos consórcios. Através da implantação de unidades de teste e demonstração (UTD?S), pretende-se transferir as tecnologias propostas aos agricultores familiares e concomitantemente produzir a semente para a formação dos bancos, que têm como objetivo assegurar a autonomia das comunidades quanto à disponibilidade de sementes de Mamona e Culturas Alimentares em quantidade, qualidade e na época adequada. A metodologia de trabalho prever capacitação mensal dos grupos de agricultores nas UTD?S, onde serão discutidos os problemas e soluções devendo estes agricultores adequá-las a realidade de suas respectivas áreas de produção. Esta forma de atuação apresenta a vantagem de promover ações associativistas, essenciais ao sucesso do trabalho e conseqüentemente a consolidação dos pólos de produção. Como estratégia para assegurar a seqüência dos pólos após o término das ações do projeto, serão desenvolvidas atividades de capacitação de técnicos da assistência técnica e extensão rural (ATER) das regiões na produção consorciada de Mamona e culturas alimentares. Espera-se ao final do projeto a consolidação de cinco pólos auto-sustentáveis de produção de mamona e alimentos, tanto para grãos, quanto para abastecer os respectivos pólos com sementes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Coordenador / Dalfran Gonçalves Vale - Integrante / Dalmo Oliveira - Integrante / José Mario Cavalcanti de Oliveira - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2005 - 2006

    Núcleos avançados de produção associativa de algodão, na agricultura familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTANCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Rede de inovações tecnológicas, sócioeconômicas e ambientais para convivência com a seca no Semi-Árido Nordestino., Descrição: O projeto foi estruturado visando promover a melhoria dos sistemas de produção praticadas pelos agricultores da região semi-árida do Nordeste. Seus principais elementos constitutivos formam um conjunto amplo de ações que pode envolver o diagnóstico rápido dos espaços agrários, a caracterização dos sistemas produtivos, o estudo das cadeis produtivas, a introdução de novas tecnologias e conhecimentos nos sistemas produtivos, e a avaliação do impacto dessas ações na estrutura de renda do produtor e na inserção social e econômica dessas famílias. O principal objetivo é fortalecer o processo de comunicação e transferência de tecnologia para agricultura familiar na região semi-árida nordestina, por intermédio do estabelecimento de unidades de referências locais, com ênfase para conviv~encia com a seca. Nessa perspectiva visa identificar e promover um conjunto de atividades agrícolas e não-agrícolas que possam se traduzir em ocupação e renda familiar.Em termos operacionais a proposta está estruturada em três eixos básicos: 1) Implementação das ações de comunicação e transferência de tecnologias voltadas para convivência com a seca, apoiadas na instalação de unidades de referência locais e numa perspectiva de desenvolvimento territorial; 2) Estruturação de uma rede técnico-científica qualificada na região semi-árida; 3) Implantação de núcleos de formação e transferência de tecnologias espacialmente distribuídos e localizados na região. Espera-se que ao final dos três anos de execução do projeto, pelo menos 20% dos produtores de área objeto das ações tenham incorporado os conhecimentos, tecnologias e sistemas difundidos, e que essas experiências possam contribuir para melhoria de renda da população mais pobres, com a redução da exclusão econômica e social que separa a região semi-árida dependente de chuvas das demais regiões do país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Pedro Carlos Gama da Silva - Coordenador / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Clóvis Guimarães Filho - Integrante / Ghermam Garcia Leal de Araújo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / João Ambrósio de Araújo Filho - Integrante / Marcos Antônio Drumond - Integrante / Odilon Reny Ribeiro Ferreira da Silva - Integrante / Severino Gonzaga de Albuquerque - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Verticalização das culturas do Gergelim e do Amendoim., Descrição: Em virtude das potencialidades de mercado para as culturas do gergelim e amendoim, da utilização de contingente considerável de mão-de-obra e das excelentes propriedades nutricionais de ambos os produtos, o que certamente contribuirá nos programas de combate à desnutrição, as ações previstas neste projeto auxiliarão nos novos programas do governo federal, como o Fome Zero e o Vida digna no Campo. Além de Capacitar produtores familiares na produção, pós colheita e comercialização do gergelim e amendoim e na elaboração de produtos alimentícios de alto valor protéico, identificando novos espaços, nichos de mercado para a agricultura familiar dentro do agronegócio sustentável do gergelim e amendoim.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / José Mário Cavalcanti de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2006 - 2007

    Formação de Núcleos de Produção Associativa de Algodão Integrada ao Artesanato e Pecuária na Agricultura Familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTÂNCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante / Sebastião Carlos de Carvalho - Integrante / Silveli Joaquim da Silva - Integrante / Ricardo Gomes - Integrante / Geraldo Silva Vilela - Integrante / Eunice Fernandes de Oliveira - Integrante / Claudison Euzébio de Jesus - Integrante / Francisco Neres Delmoni - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2008

    Sistema de produção familiar para convivência com o Semi-árido Brassileiro., Descrição: O projeto Sistema de Produção Familiar no Semi-árido Brasileiro tem por objetivo geral desenvolver, valorizar e potencializar sistemas de produção familiares para convivência com o semi-árido brasileiro, de modo a permitir o progresso social por meio da definição de sistemas de produção que contribuam com a geração de ocupação e renda em bases sustentáveis. A metodologia utilizada será a de pesquisa-ação, na qual os agricultores (as) participam diretamente na definição, condução e tomada de decisões dentro das áreas experimentais. Dessa forma, têm-se um projeto de pesquisa e desenvolvimento participativo, que agrega os conhecimentos técnicos-científicos e as experiências vivenciadas no dia-a-dia dos agricultores. A partir de diagnósticos participativos, serão definidas e construídas as experimentações com os sistemas de produção capazes de compor o bojo de estratégias de convivência com o semi-árido. Essas áreas experimentais servirão como Unidades de Demonstração, que terão importância fundamental enquanto Campos de Aprendizagem sobre as dinâmicas ambientais e sócio-culturais do semi-árido. Os resultados experimentais ajudarão a elucidar questões paradigmáticas como: Existe viabilidade econômica, social e ambiental no policultivo em áreas semi-áridas? É possível produzir na caatinga sem precisar desmatar? É possível produzir com sustentabilidade culturas alimentares, forrageiras, fibras e ainda garantir a oferta de madeira e lenha dentro do Bioma Caatinga? As reflexões serão feitas com aproximadamente 500 famílias, utilizando-se visitas de intercambio, oficinas temáticas, dias de campo, e outros processos de inovação e adoção que venham a ser construídas num modelo horizontal.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / Melchior Naelson Batista da Silva - Integrante / Alexandre Eduardo de Araújo - Integrante / Camilo Flamarion de Oliveira Franco - Integrante / Daniel Duarte Pereira - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

  • 2005 - 2007

    Sistema de produção de mamona consorciada com culturas alimentares na produção familiar do Semi-árido., Descrição: O presente projeto propõe a formação de pólos de produção de mamona consorciada com culturas alimentares através da transferência de tecnologias de produção apropriadas, formação de bancos de sementes para atender as comunidades integrantes de cada pólo e produção de alimentos através dos consórcios. Através da implantação de unidades de teste e demonstração (UTD?S), pretende-se transferir as tecnologias propostas aos agricultores familiares e concomitantemente produzir a semente para a formação dos bancos, que têm como objetivo assegurar a autonomia das comunidades quanto à disponibilidade de sementes de Mamona e Culturas Alimentares em quantidade, qualidade e na época adequada. A metodologia de trabalho prever capacitação mensal dos grupos de agricultores nas UTD?S, onde serão discutidos os problemas e soluções devendo estes agricultores adequá-las a realidade de suas respectivas áreas de produção. Esta forma de atuação apresenta a vantagem de promover ações associativistas, essenciais ao sucesso do trabalho e conseqüentemente a consolidação dos pólos de produção. Como estratégia para assegurar a seqüência dos pólos após o término das ações do projeto, serão desenvolvidas atividades de capacitação de técnicos da assistência técnica e extensão rural (ATER) das regiões na produção consorciada de Mamona e culturas alimentares. Espera-se ao final do projeto a consolidação de cinco pólos auto-sustentáveis de produção de mamona e alimentos, tanto para grãos, quanto para abastecer os respectivos pólos com sementes.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Coordenador / Dalfran Gonçalves Vale - Integrante / Dalmo Oliveira - Integrante / José Mario Cavalcanti de Oliveira - Integrante / Manoel Franscisco de Sousa - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2005 - 2006

    Núcleos avançados de produção associativa de algodão, na agricultura familiar no Estado de Goiás., Descrição: O projeto tem como objetivo diversificar o cultivo e permitir a sustentabilidade do negócio agrícola nas propriedades da agricultura familiar do estado de Goiás, através da introdução e difusão das tecnologias de produção e de beneficiamento do algodão, por meio da assistência técnica diferenciada em tempo real, de acordo com o perfil dos agricultores familiares, difundindo tecnologias de manejo integrado de pragas, para permitir a redução dos custos com agrotóxicos; minimizar os impactos do cultivo do algodão no meio ambiente; criar mais alternativas de composição de renda para os agricultores; permitir a formação de uma consciência de produção associativa entre os agricultores familiares, como forma de conquistar e ocupar espaço no mercado consumido, através da QUANTIDADE, QUALIDADE e CONSTANCIA dos seus produtos.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Job Carneiro Vanderlei - Coordenador / Odilon R. R. F. da Silva - Integrante / Waltemilton Vieira Cartaxo - Integrante / José Edmilson Miranda - Integrante / Valons de Jesus Mota - Integrante / Wilson Hermuth Gothens - Integrante., Financiador(es): Fundo de Incentivo a Cultura do Algodão de Goiás - Auxílio financeiro.

  • 2003 - 2005

    Verticalização das culturas do Gergelim e do Amendoim., Descrição: Em virtude das potencialidades de mercado para as culturas do gergelim e amendoim, da utilização de contingente considerável de mão-de-obra e das excelentes propriedades nutricionais de ambos os produtos, o que certamente contribuirá nos programas de combate à desnutrição, as ações previstas neste projeto auxiliarão nos novos programas do governo federal, como o Fome Zero e o Vida digna no Campo. Além de Capacitar produtores familiares na produção, pós colheita e comercialização do gergelim e amendoim e na elaboração de produtos alimentícios de alto valor protéico, identificando novos espaços, nichos de mercado para a agricultura familiar dentro do agronegócio sustentável do gergelim e amendoim.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Isaías Alves - Integrante / Adão Cabral das Neves - Integrante / Marenilson Batista da Silva - Coordenador / José Mário Cavalcanti de Oliveira - Integrante., Financiador(es): Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - Cooperação.

  • 2003 - 2005

    Rede de inovações tecnológicas, sócioeconômicas e ambientais para convivência com a seca no Semi-Árido Nordestino., Descrição: O projeto foi estruturado visando promover a melhoria dos sistemas de produção praticadas pelos agricultores da região semi-árida do Nordeste. Seus principais elementos constitutivos formam um conjunto amplo de ações que pode envolver o diagnóstico rápido dos espaços agrários, a caracterização dos sistemas produtivos, o estudo das cadeis produtivas, a introdução de novas tecnologias e conhecimentos nos sistemas produtivos, e a avaliação do impacto dessas ações na estrutura de renda do produtor e na inserção social e econômica dessas famílias. O principal objetivo é fortalecer o processo de comunicação e transferência de tecnologia para agricultura familiar na região semi-árida nordestina, por intermédio do estabelecimento de unidades de referências locais, com ênfase para conviv~encia com a seca. Nessa perspectiva visa identificar e promover um conjunto de atividades agrícolas e não-agrícolas que possam se traduzir em ocupação e renda familiar.Em termos operacionais a proposta está estruturada em três eixos básicos: 1) Implementação das ações de comunicação e transferência de tecnologias voltadas para convivência com a seca, apoiadas na instalação de unidades de referência locais e numa perspectiva de desenvolvimento territorial; 2) Estruturação de uma rede técnico-científica qualificada na região semi-árida; 3) Implantação de núcleos de formação e transferência de tecnologias espacialmente distribuídos e localizados na região. Espera-se que ao final dos três anos de execução do projeto, pelo menos 20% dos produtores de área objeto das ações tenham incorporado os conhecimentos, tecnologias e sistemas difundidos, e que essas experiências possam contribuir para melhoria de renda da população mais pobres, com a redução da exclusão econômica e social que separa a região semi-árida dependente de chuvas das demais regiões do país.. , Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) . , Integrantes: José Carlos Aguiar da Silva - Integrante / Pedro Carlos Gama da Silva - Coordenador / Manoel Francisco de Sousa - Integrante / Clóvis Guimarães Filho - Integrante / Ghermam Garcia Leal de Araújo - Integrante / Isaías Alves - Integrante / João Ambrósio de Araújo Filho - Integrante / Marcos Antônio Drumond - Integrante / Odilon Reny Ribeiro Ferreira da Silva - Integrante / Severino Gonzaga de Albuquerque - Integrante., Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb. , Rua Oswaldo Cruz, 1143, Centenário, 58428095 - Campina Grande, PB - Brasil - Caixa-postal: 147, Telefone: (83) 31824300, Ramal: 4516, Fax: (83) 31824367, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2008 - 2011

    Embrapa Algodão

    Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Supervisor, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Supervisor da Área de Comunicação Empresarial e Negócios Tecnológicos

  • 2002 - Atual

    Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

    Vínculo: , Enquadramento Funcional: Técnico A (Técnico Agrícola), Carga horária: 40

    Atividades

    • 05/2002

      Pesquisa e desenvolvimento , Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb.,Linhas de pesquisa

    • 05/2002

      Serviços técnicos especializados , Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb.,Serviço realizado, Transferência de Tecnologias para Algodão, Mamona, Sisal, Gergelim e Amendoim.

    • 05/2002

      Serviços técnicos especializados , Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb.,Serviço realizado, Organização e Realização de Dias de Campo sobre Algodão, Mamona, Sisal, Amendoim e Gergelim.

    • 05/2002

      Serviços técnicos especializados , Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb.,Serviço realizado, Instalação e Acompanhamento de UTDs.

    • 05/2002

      Serviços técnicos especializados , Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb.,Serviço realizado, Acompanhamento e condução de experimentos em campo.

    • 05/2002

      Treinamentos ministrados , Centro Nacional de Pesquisa de Algodão, Campina Grande Pb.,Treinamentos ministrados, Sistemas de Cultivo de Algodão, Mamona, Sisal, Gergelim e Amendoim, Manejo Integrado de Pragas do Algodoeiro

  • 2000 - 2000

    Parque Zoo Arruda Câmara

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estagiário da área de paisagismo, Carga horária: 40

    Atividades

    • 03/2000 - 04/2000

      Estágios , Depae, Unidade de Paisagismo.,Estágio realizado, Estágio Extra-curricular na área de Paisagismo Urbano.

  • 1996 - 2000

    Universidade Federal da Paraíba

    Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Aluno da Graduação em Agronomia, Carga horária: 10

    Atividades

    • 05/2003 - 06/2003

      Estágios , Centro de Ciências Agrárias - Campus III, .,Estágio realizado, Estágio Docência na disciplina de Meteorologia e Climatologia.

    • 03/1997 - 08/1999

      Estágios , Centro de Ciências Agrárias - Campus III, Departamento de Solos e Engenharia Rural.,Estágio realizado, Estágio Extra-curricular na área de Agrometeorologia.