Vanderson da Silva

Cursando Engenharia de Instrumentação, Automação e Robótica na Universidade Federal do ABC.

Informações coletadas do Lattes em 23/10/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Graduação em Engenharia de Instrumentação, Automação e Robótica

2010 - 2017

Universidade Federal do ABC

Graduação em Programa Ciência sem Fronteiras

2013 - 2014

University of Wisconsin - Milwaukee
Orientador: em Universidade Federal do ABC ( Eduardo Gueron)
com Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.

Ensino Médio (2º grau)

2007 - 2008

Escola Estadual Dr. Generoso Alves de Siqueira

Ensino Médio (2º grau)

1998 - 2006

Escola Estadual Professor José Brancaglione

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Português

Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.

Alemão

Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

6º Workshop de tecnologia adaptativa ? WTA 2012. 2012. (Congresso).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Carlos Eduardo Capovilla

Capovilla, C. E.; MUNOZ, R. R.. Indutores ativos diferenciais CMOS visando aplicação em circuitos para comunicação sem fio entre sensores. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Instrumentação, Automação e Robótica) - Universidade Federal do ABC.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Carlos da Silva dos Santos

Protótipo de um robô guia para auxiliar deficientes visuais; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal do ABC, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carlos da Silva dos Santos;

Beatriz Stransky Ferreira

Modelagem dos Efeitos de Aterações Genéticas na Progressão Tumoral; 2011; Iniciação Científica; (Graduando em Bacharelado em Ciência e Tecnologia) - Universidade Federal do ABC; Orientador: Beatriz Stransky Ferreira;

Carlos Eduardo Capovilla

Indutores ativos diferenciais CMOS visando aplicação em circuitos para comunicação sem fio entre sensores; 2016; Trabalho de Conclusão de Curso; (Graduação em Engenharia de Instrumentação, Automação e Robótica) - Universidade Federal do ABC; Orientador: Carlos Eduardo Capovilla;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • RELVAS, L. F. M. ; SOUZA, A. G. ; SILVA, V. ; RIBAS, D. ; FONSECA, J. A. L. ; FREIRE, A. ; TANAKA, F. H. . Extração de furfural. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2012 - 2013

    Protótipo de um robô guia para auxiliar deficientes visuais, Descrição: Pessoas com deficiência visual podem se locomover com o auxílio de recursos como bengalas, ajuda de outras pessoas ou cães guias especialmente treinados. Um cão guia oferece ao deficiente maior grau de independência e mobilidade, mas apresenta custo alto devido ao processo de treinamento e a exigência de cães de raças selecionadas. O objetivo principal deste projeto é a construção de um protótipo de robô guia voltado para assistência a deficientes visuais. O robô deve ser capaz de navegar em um ambiente fechado, seguindo uma rota determinada pelo seu usuário. Nesse procedimento, o robô deve identificar e desviar-se de obstáculos, ao mesmo tempo que interage com o usuário para orientá-lo rumo ao seu destino. O robô assim desenvolvido pode substituir um cão guia tradicional, a um custo muito menor e com desempenho robusto. A construção deste robô empregará a plataforma LEGO® MINDSTORMS® NXT 2.0 já disponível na Universidade Federal do ABC.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Graduação: (1) . , Integrantes: Vanderson da Silva - Coordenador / Carlos da Silva dos Santos - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2011 - 2012

    Modelagem dos Efeitos de Alterações Genéticas na Progressão Tumoral, Descrição: O entendimento do processo tumoral como um processo evolutivo que ocorre em um tecido tem implicações importantes tanto para a pesquisa básica quanto para a clínica médica. Dentro desta perspectiva, os tumores podem ser considerados como uma coleção de células que acumulam alterações genéticas e epigenéticas. De acordo com esta visão, a teoria multi-estágio (Multi-stage Hit) prevê que a transformação de uma célula normal para uma tumoral envolve um número de eventos limitantes (epi)genéticos, que ocorrem em uma série de estágios discretos (Armitage e Doll, 1954). Porém, nem todas as mutações presentes na célula estão diretamente envolvidas no desenvolvimento do câncer e é provável que algumas não contribuam de forma nenhuma (passenger mutation). Além disso, o processo de evolução tumoral é pontuado por seleção de mutações vantajosas e expansões clonais No entanto, não se sabe ainda quantos eventos limitantes (mutações drivers) são necessários e/ou suficientes para promover um processo cancerígeno, ou ainda, quais são valores associados à vantagem adaptativa de diferentes tipos de mutações drivers. Sabemos que algumas vias são mais importantes na iniciação ou no estabelecimento do processo tumoral, enquanto outras são mais importantes na manutenção ou no processo de metástase. Estas suposições permanecem em grande parte ainda não testadas, matematicamente e estatisticamente, apesar a disponibilidade de dados de alta qualidade câncer de explorar a sua adequação. Neste projeto propomos utilizar dados de sequenciamento genômico de tumores de ovário e glioblastomas, obtidos pelos grupos de pesquisa de Biologia Computacional, do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer, para elaborar um modelo matemático/computacional de evolução tumoral, que relacione o padrão de mutações observadas ao estabelecimento e desenvolvimento tumoral.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Vanderson da Silva - Integrante / Beatriz Stransky Ferreira - Coordenador / Fabiana Santana Soares - Integrante., Financiador(es): Hemocentro - USP - Ribeirão Preto - Bolsa.

  • 2011 - 2012

    Modelagem dos Efeitos de Alterações Genéticas na Progressão Tumoral, Descrição: O entendimento do processo tumoral como um processo evolutivo que ocorre em um tecido tem implicações importantes tanto para a pesquisa básica quanto para a clínica médica. Dentro desta perspectiva, os tumores podem ser considerados como uma coleção de células que acumulam alterações genéticas e epigenéticas. De acordo com esta visão, a teoria multi-estágio (Multi-stage Hit) prevê que a transformação de uma célula normal para uma tumoral envolve um número de eventos limitantes (epi)genéticos, que ocorrem em uma série de estágios discretos (Armitage e Doll, 1954). Porém, nem todas as mutações presentes na célula estão diretamente envolvidas no desenvolvimento do câncer e é provável que algumas não contribuam de forma nenhuma (passenger mutation). Além disso, o processo de evolução tumoral é pontuado por seleção de mutações vantajosas e expansões clonais No entanto, não se sabe ainda quantos eventos limitantes (mutações drivers) são necessários e/ou suficientes para promover um processo cancerígeno, ou ainda, quais são valores associados à vantagem adaptativa de diferentes tipos de mutações drivers. Sabemos que algumas vias são mais importantes na iniciação ou no estabelecimento do processo tumoral, enquanto outras são mais importantes na manutenção ou no processo de metástase. Estas suposições permanecem em grande parte ainda não testadas, matematicamente e estatisticamente, apesar a disponibilidade de dados de alta qualidade câncer de explorar a sua adequação. Neste projeto propomos utilizar dados de sequenciamento genômico de tumores de ovário e glioblastomas, obtidos pelos grupos de pesquisa de Biologia Computacional, do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer, para elaborar um modelo matemático/computacional de evolução tumoral, que relacione o padrão de mutações observadas ao estabelecimento e desenvolvimento tumoral.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Integrantes: Vanderson da Silva - Integrante / Beatriz Stransky Ferreira - Coordenador / Fabiana Santana Soares - Integrante., Financiador(es): Hemocentro - USP - Ribeirão Preto - Bolsa.

  • 2011 - 2012

    Modelagem dos Efeitos de Alterações Genéticas na Progressão Tumoral, Descrição: O entendimento do processo tumoral como um processo evolutivo que ocorre em um tecido tem implicações importantes tanto para a pesquisa básica quanto para a clínica médica. Dentro desta perspectiva, os tumores podem ser considerados como uma coleção de células que acumulam alterações genéticas e epigenéticas. De acordo com esta visão, a teoria multi-estágio (Multi-stage Hit) prevê que a transformação de uma célula normal para uma tumoral envolve um número de eventos limitantes (epi)genéticos, que ocorrem em uma série de estágios discretos (Armitage e Doll, 1954). Porém, nem todas as mutações presentes na célula estão diretamente envolvidas no desenvolvimento do câncer e é provável que algumas não contribuam de forma nenhuma (passenger mutation). Além disso, o processo de evolução tumoral é pontuado por seleção de mutações vantajosas e expansões clonais No entanto, não se sabe ainda quantos eventos limitantes (mutações drivers) são necessários e/ou suficientes para promover um processo cancerígeno, ou ainda, quais são valores associados à vantagem adaptativa de diferentes tipos de mutações drivers. Sabemos que algumas vias são mais importantes na iniciação ou no estabelecimento do processo tumoral, enquanto outras são mais importantes na manutenção ou no processo de metástase. Estas suposições permanecem em grande parte ainda não testadas, matematicamente e estatisticamente, apesar a disponibilidade de dados de alta qualidade câncer de explorar a sua adequação. Neste projeto propomos utilizar dados de sequenciamento genômico de tumores de ovário e glioblastomas, obtidos pelos grupos de pesquisa de Biologia Computacional, do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer, para elaborar um modelo matemático/computacional de evolução tumoral, que relacione o padrão de mutações observadas ao estabelecimento e desenvolvimento tumoral.. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Gol Linhas Aéreas S.A.. , Praça Comandante Lineu Gomes, Vila Congonhas, 04626900 - São Paulo, SP - Brasil, Telefone: (11) 21284651, Ramal: 4651

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional