Márcio Gonçalves Campos

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - FCA/UNESP (2002) de Botucatu. Exerceu experiência profissional como Agente de Desenvolvimento Agrário no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA/SP (2003 - 2006). Foi bolsista modalidade Extensão no País em projeto de Pesquisa e Desenvolvimento pelo CNPq (2007 - 2008). Em 2009 foi nomeado Secretário Municipal de Agricultura e Abastecimento da Prefeitura Municipal de Botucatu (2009 - 2012). Teve vinculo de coordenação das áreas de Empreendedorismo e Inovação por meio do cargo de Assessor em Desenvolvimento Local da Prefeitura Municipal de Botucatu (2013 - 2016). Possui especialização em Administração Pública e Gerenciamento de Cidades ministrado em nível de pós-graduação lato sensu pelo Centro Universitário Internacional - UNINTER (2011 - 2012). Realizou o mestrado no Programa de Pós-Graduação na Horticultura - Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP/Botucatu (2013 - 2015) com pesquisa fitoquímica sobre plantas medicinais e agricultura familiar. Atualmente é doutorando no Programa de Pós-Graduação na Horticultura - Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP/Botucatu (2015 - 2018) com estudo de arranjo produtivo de plantas medicinais no Estado de São Paulo. Tem experiência profissional na Extensão Rural, com ênfase em Desenvolvimento Rural Sustentável, atuando principalmente nos seguintes temas: olericultura, agroecologia, extensão rural, agricultura familiar, políticas públicas, estudo de cadeias produtivas e agroindustrialização.

Informações coletadas do Lattes em 10/04/2019

Acadêmico

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação acadêmica

Doutorado em andamento em Agronomia (Horticultura)

2015 - Atual

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: ANÁLISE DO ARRANJO PRODUTIVO DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS NO ESTADO DE SÃO PAULO: COMPETITIVIDADE E OPORTUNIDADES DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA À INDÚSTRIA FARMACÊUTICA.,
Orientador: LIN CHAU MING
Palavras-chave: Análise de mercado agrícola; Economia Agrária; plantas medicinais; Desenvolvimento rural sustentável.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: horticultura. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Economia Agrícola / Especialidade: Conjuntura Agrícola Brasileira. Setores de atividade: Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos; Pesquisa e desenvolvimento científico; Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.

Mestrado em Agronomia

2013 - 2015

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: Análise de crescimento e teor de flavonoides em passiflora incarnata em função de adubação orgânica e calagem,Ano de Obtenção: 2015
Lin Chau Ming.Palavras-chave: planta medicinal; fitoquimica; horticultura; agricultura familiar.Grande área: Ciências AgráriasGrande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia / Especialidade: Fisiologia de Plantas Cultivadas. Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural / Especialidade: Extensão Rural Agroecologica. Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados; Fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos; Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.

Especialização em Administração Pública e Gerenciamento de Cidades

2010 - 2012

Centro Universitário Internacional
Título: A estratégia de municipalização do Imposto Territorial Rural (ITR): é um instrumentos de desenvolvimento rural sustentável ou penalização aos municipios Brasileiros.
Orientador: Karin Sell Schneider

Graduação em Agronomia

1997 - 2002

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Título: A Extensão Rural Agroecológica no Município de Botucatu, Estado de São Paulo.
Orientador: Alberto Médici
Bolsista do(a): pró reitoria de extensão, PROEX, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Formação complementar

1998 - 2002

Extensão universitária em Agronomia. (Carga horária: 2500h). , Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Idiomas

Inglês

Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Espanhol

Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Áreas de atuação

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Agroecologia.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Desenvolvimento Agrário e Territorial.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Extensão Rural Agroecologica.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Pesquisa Ação.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Investigação Ação Participativa.

    Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Extensão Rural/Especialidade: Desenvolvimento Rural Sustentável.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Organização de eventos

MING, L . C. ; CAMPOS, M. G. . 3º Encontro do Arranjo Produtivo Local (APL) de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. 2014. (Outro).

STAMATO, Beatriz ; MOREIRA, Rodrigo Machado ; CAMPOS, M. G. . 3º Encontro Internacional de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. 2013. (Outro).

CAMPOS, M. G. . 1º Seminário de Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e Segurança Alimentar de Botucatu e Região. 2012. (Outro).

CAMPOS, M. G. . Fórum sobre Citricultura. 2011. (Outro).

CAMPOS, M. G. . Semana da Alimentação. 2011. (Outro).

CAMPOS, M. G. . Comemoração do Dia do Agricultor. 2011. (Outro).

CAMPOS, M. G. . 1ª Conferencia Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional. 2011. (Outro).

CAMPOS, M. G. . 1º Fórum das Hortas Comunitárias de Botucatu. 2008. (Outro).

CAMPOS, M. G. . Semana do Alimento Orgânico. 2008. (Outro).

CAMPOS, M. G. . Encontro Regional de Agroecologia. 2006. (Outro).

CAMPOS, M. G. . Articulação Paulista de Agroecologia. 2006. (Outro).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Participação em eventos

11º Workshop de Plantas Medicinais.DESEMPENHO DE PASSSIFLORA INCARNATAL. NOS TEORES DE POLIFENÓIS TOTAIS EM FUNÇÃO DE ADUBAÇÃO ORGÂNICA. 2014. (Simpósio).

2ª Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável. 2013. (Encontro).

1ª Conferencia Estadual de ATER.Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural. 2012. (Outra).

1ª Conferencia Nacional de ATER.Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. 2012. (Outra).

1ª Conferencia Regional de ATER.Conferência Regional de Assistência Técnica e Extensão Rural. 2012. (Outra).

2nd Spring School in "Food Quality and Safety".Spring School in "Food Quality and Safety". 2012. (Simpósio).

4ª Conferencia Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional.Conferencia Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional. 2011. (Outra).

4ª Conferencia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.Conferencia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. 2011. (Outra).

5ª Conferencia Municipal de Saúde.Conferencia Municipal de Saúde. 2010. (Outra).

Feira Brasileira de Turismo.Turismo rural. 2010. (Outra).

28º Encontro Nacional de Estudantes de Veterinária.A importância do Profissional Médico Veterinário para a Agricultura Familiar. 2009. (Encontro).

Bio Brasil Fair.Estande do Município de Botucatu e suas representações da agricultura municipal na Feira Internacional dos Orgânicos. 2009. (Outra).

2º Encontro Internacional de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável.2º Encontro Internacional de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. 2005. (Encontro).

Simpósio de Pesquisa em Agricultura Orgânica.1º- Simpósio de Pesquisa em Agricultura Orgânica, na Universidade Federal de Lavras. 2003. (Simpósio).

4º Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia..4º Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, realizado de 25 de fevereiro a 01 de março de 2002 em Recife, estado de Pernanbuco, na qualidade de congressista.. 2002. (Simpósio).

BIOMASSA.II Encontro Biomassa de Adubos Orgãnicos e Manejo da Biomassa.. 2002. (Encontro).

Encontro Regional dos Estudantes de Nutrição.3º Encontro Regional dos Estudantes de Nutrição - Sudeste II, realizado no período de 30 de maio a 02 de Junho de 2002, na condição de palestrante da mesa redonda de Movimento Estudantil.. 2002. (Encontro).

I Simpósio de Produção e Comercilaização Orgânica.I Simpósio de Produção e Comercialização Orgânica, realizado nos dias 16 e 17 de agosto de 2002 no campus da Esalq, município de Piracicaba - SP.. 2002. (Simpósio).

1º Encontro Internacional sobre agroecologia e desenvolvimento rural sustentável.1º Encontro Internacional sobre Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, foi um evento que reuniu uma diversidade de experiências nacionais e mundiais, que trabalham com o tema da agroecologia em comunidades rurais.. 2001. (Encontro).

1º Reunião de troca de informaçãoes de estágios extracurriculares..1º Troca de Experiências da Faculdade de Ciências Agronômicas, foi um espaço acadêmico aberto de apresentação de projetos de pesquisa e extensão, sendo eu o palestrante do Tema Extensão Rural em Assentamentos, em 8 de junho/2001.. 2001. (Outra).

Dia de campo de Adubação Verde de inverno.Dia de campo de adubação verde de inverno, realizado na Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica e promovido pelo Instituto Agronômico, no período de 04 de Outubro de 2001. 2001. (Outra).

Orientação para o crédito agrícola..Orientação para o crédito agrícola, organizado pelo SEBRAE, buscando formar profissionais com experiência em mercados agrícolas e crédito rural, no período de 19 a 22 de novembro de 2001.. 2001. (Oficina).

Monitoramento Ambiental em Microbacias.Monitoramento Ambiental em Microbacias, realizado na programação da XIV Semana de Estudos Agropecuários e Florestais de Botucatu, realizado no período de 2 a 6 de Outubro de 2000. 2000. (Seminário).

O uso da terra nos assentamentos rurais.O uso da terra nos assentamentos rurais, foi marcado pelo debate da questão agrária no meio acadêmico, desmistificando a realidade da reforma agrária brasileira, sendo nos ultmos 20 anos contribuido pelos movimentos sociais organizados.. 2000. (Seminário).

Semana do Meio Ambiente.Semana do Meio Ambiente, de 5 a 9 de junho de 2000, foram 5 dias de cursos e palestras e oficinas de capacitação sobre os temas ambientais em defesa dos recursos hídricos, naturais, faunísticos e da biodiversidade florestal.. 2000. (Seminário).

2º Encontro Regional de Agricultura Alternativa.2º Encontro Regional de Agricultura Alternativa, sendo o tema principal recursos naturais e sensibilidade: agricultura para o futuro, ocorrendo diversas oficinas, cursos, palestras, dias de campo, troca de experiências em pesquisas, safs.. 1999. (Encontro).

42º CONEA. 42º Congresso Nacional de Estudantes de Agronomia, espaço de deliberação da executiva nacional dos estudantes de agronomia, sendo o movimento estudantil da agricultura nacional discutindo modelo de produção e política nacional.. 1999. (Congresso).

Bio-arquitetura e Agroecologia.Participante de curso sobre Bio-arquitetura e Agroecologia em Permacultura, mostrando a importância da arquitetura alternativa de baixo custo, sendo uma tecnologia muito adequada ao meio rural e no planejamento da propriedade.. 1999. (Oficina).

Sistemas agroflorestais:uma alternativa para o desenvolvimento sustentável.Sistemas Agroflorestais: Uma alternativa para o desenvolvimento sustentável, realizado na programação da Samana de Estudos Agropecuários e Florestais de Botucatu, no período de 4 a 8 de outubro de 1999. 1999. (Seminário).

Projeto "O Lageado é seu".Mini curso de Operação e manutenção de tratores agrícolas.. 1998. (Outra).

XI Semana de estudos Agropecuários e Florestais de Botucatu - SEAB..Curso de Marketing Agrícola e perspectivas da agricultura brasileira, realizado na programação da XI Semana de Estudos Agropecuários e Florestais de Botucatu - Faculdade de Ciências Agronômicas / UNESP durante 13 a 16/10/1997. 1997. (Seminário).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Comissão julgadora das bancas

Igor Ignácio

IGNÁCIO, I.RODRIGUES, C. C.. A ESTRATÉGIA DE MUNICIPALIZAÇÃO DO IMPOSTO TERRITORIAL RURAL (ITR): OPORTUNIDADE DE PROMOVER O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL OU PENALIZAÇÃO AOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS. 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E GERÊNCIA DE CIDADES) - Centro Universitário Internacional.

Osmar Delmanto Junior

MING, L. C.; SILVA, S. M. P.;DELMANTO JUNIOR, O.; GONCALVES, G. G.; CHECHETTO, F.. Análise da Diversidade dos Sistemas de Produção na Horticultura no Contexto do Desenvolvimento do Município de Botucatu-SP. 2018. Tese (Doutorado em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Osmar Delmanto Junior

PINTO, L. B.; ESQUERDO, V. F. S.;DELMANTO JUNIOR, O.. Análise da Diversidade dos Sistemas de Produção na Horticultura de Base Familiar no Contexto do Desenvolvimento do Município de Botucatu-SP.. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Leonardo de Barros Pinto

PINTO, L. B.; ESQUERDO, V. F. S.; DELMANTO JUNIOR, O.. Análise da diversidade do sistema de produção em horticultura de base familiar no contexto do desenvolvimento do município de Botucatu/SP. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Fátima Chechetto

Ming, Lin Chau; SILVA, S.M.P.; DELMANTO JUNIOR, O.; GONCALVES, G. G.;CHECHETTO, FÁTIMA. Análise da diversidade de sistemas de produção na horticultura no contexto do desenvolvimento do Município de Botucatu - SP. 2018. Tese (Doutorado em Pós-Graduação em Produção Vegetal) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Lin Chau Ming

MING, LC; ULIANA, M. R.; CAMACHO, C. R. C.. Adubação orgânica na produção de fitomassa e de bioativos em Passiflora incarnata L.. 2015. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Camila Renata Corrêa

Ming L C; LIMA, G. P. P.; Correa, Camila R.. Análise de crescimento teor de polifenóis totais, flavonoides e DPPH (atividade antioxidante) em maracujá silvestre (passiflora incarnata L.) em função de adubação orgânica. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia - Produção Vegetal) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Giuseppina Pace Pereira Lima

MING, L. C.GIUSEPPINA, P.P. LIMA; CAMACHO, C. R. C.. Análise de crescimmento e teor de polifenóis totais, flavonóides e dpph (atividade antioxidante) em maracujá silvestre (Passiflora incarnata L.) em função da adubação orgânica. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Vanilde Ferreira de Souza Esquerdo

PINTO, L. B.;SOUZA-ESQUERDO, V. F.. Análise da diversidade dos sistemas de produção na horticultura de base familiar no contexto do desenvolvimento do município de Botucatu/SP. 2018. Tese (Doutorado em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Gabriela Granghelli Gonçalves

MING, L. C.; SILVA, S. M. P.; DELMANTO JUNIOR, O.;GONÇALVES, G.G.; CHECHETTO, F.. Análise da diversidade dos sistemas de produção na horticultura de base familiar no contexto de desenvolvimento do município de Botucatu-SP. 2018. Tese (Doutorado em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Sandra Maria Pereira da Silva

MING, Lin Chau; ULIANA, M.R.; CAMACHO, C.R.C.; LIMA. G.P.P.;SILVA, S. M. P. da. Efeito da adubação orgânica na produção de fitomassa e nos compostos bioativos em Passiflora incarnata L.. 2015. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Foi orientado por

Leonardo de Barros Pinto

Análise da diversidade do sistema de produção em horticultura de base familiar no contexto do desenvolvimento do município de Botucatu/SP; Início: 2017; Tese (Doutorado em Horticultura (Botuc; )) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; (Coorientador);

Lin Chau Ming

Cadeia produtiva de plantas medicinais de Botucatu, SP; ; Início: 2016; Tese (Doutorado em Agronomia (Horticultura)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho; (Orientador);

Lin Chau Ming

Adubação orgânica na produção de fitomassa e de bioativos em Pasiflora incarnata L; ; 2015; Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Agronomia - Horticultura) - Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP,; Orientador: Lin Chau Ming;

Carlos Antônio Leite Brandão

A construção da arquitetura através da história; 2012; Iniciação Científica; (Graduando em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; Orientador: Carlos Antônio Leite Brandão;

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Produções bibliográficas

  • CAMPOS, M. G. . Implantação de viveiro comunitário no assentamento rural Pirituba II. In: 2º Congresso de Extensão Universitária da UNESP, 2002, Bauru. Anais do 2º Congresso de Extensão Universitária da UNESP., 2002.

  • CAMPOS, M. G. . ESTUDO DE CASO: IMPLANTAÇÃO DE SALA DO PRODUTOR RURAL COMO ESPAÇO DE INCUBAÇÃO DE ASSOCIAÇÕES DE AGRICULTORES FAMILIARES DE BOTUCATU. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CAMPOS, M. G. . A EXTENSAO RURAL E O PRGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NO MUNICIPIO DE BOTUCATU. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. . Adubação orgânica na produção de fitomassa e de compostos bioativos em Passiflora incarnata l.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. . Estudo de viabilidade do arranjo produtivo local de plantas medicinais e fitoteráicos: caso de cadeia de valor de Botucatu (SP).. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. . Effect of Organic Fertilization on Biomass Production and Bioactive compounds in Passiflora incarnata L.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CAMPOS, M. G. ; caue trivellato ; Cristiane Cabral ; MING, L . C. . Estudos de implementação do arranjo produtivo local de plantas medicinais: caso de organização da cadeia de valor em Botucatu - SP.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CAMPOS, M. G. ; Maira Uliana ; daniel v. montero ; MING, L . C. . Adubação orgânica na produção de fitomassa e de compostos bioativos em pasiflora incarnata l.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

  • CAMPOS, M. G. . A ESTRATÉGIA DE MUNICIPALIZAÇÃO DO IMPOSTO TERRITORIAL RURAL (ITR): OPORTUNIDADE DE PROMOVER O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL OU PENALIZAÇÃO AOS MUNICIPIOS BRASILEIROS?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. . EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO APOIO À ESTRUTURAÇÃO DE CADEIA PRODUTIVA DE PLANTAS MEDICINAIS DE BOTUCATU. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • Alves, L. F. ; Bonfim, F. ; Oliveira, S. G. ; Galvão, A. C. ; CAMPOS, M. G. . Supressão de irrigação na produção de biomassa, teor e rendimentos de óleo essencial de hortelã.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. . DESEMPENHO DE PASSSIFLORA INCARNATAL. NOS TEORES DE POLIFENÓIS TOTAIS EM FUNÇÃO DE ADUBAÇÃO ORGÂNICA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. ; Bonfim, F. . Arranjo Produtivo Local (APL) de Plantas Medicinais e Fitoterápicos de Botucatu/SP. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

  • CAMPOS, M. G. ; Bonfim, F. . INFLUÊNCIA DE DIFERENTES TIPOS DE REGULADORES VEGETAIS NA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. . 2º Seminário Nacional de Plantas Medicinais, Fitoterápicos e Assistência Farmacêutica.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. ; Bonfim, F. . Arranjo Produtivo Local (APL) de Plantas Medicinais e Fitoterápicos no Sistema Único de Saúde (SUS) de Botucatu - Manual para Agricultores. Itapetininga: Gráfica Marquinhos ME, 2014 (Cartilhas).

  • CAMPOS, M. G. ; MING, L . C. ; Bonfim, F. . Arranjo Produtivo Local de Plantas Medicinais e Fitoterápicos no Sistema Único de Saúde (SUS) de Botucatu - Manual para Profissionais de Saúde.. Itapetininga: Grafica Marquinhos ME, 2014 (Cartilhas).

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de pesquisa

  • 2013 - 2014

    Análise de crescimento e teor de flavonóides em passiflora incarnata L. em função da adubação orgânica e calagem., Descrição: Objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de Passiflora incarnata L. em função de diferentes níveis de adubação orgânica e calagem no conteúdo dos polifenóis totais. O experimento foi realizado com produtores rurais familiares de Botucatu, entre outubro de 2013 e fevereiro de 2014. Mudas foram produzidas em casa de vegetação e posteriormente transplantadas para o campo com espaçamento 0,60 x 0,30 m, sem tutoramento, pelo sistema de moita, irrigadas por aspersão. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com sete tratamentos e quatro blocos (T1: testemunha; T2: calcário; T3: calcário + matéria orgânica; T4: calcário + matéria orgânica + esterco; T5: calcário + matéria orgânica + esterco + yoorin; T6: produção comercial orgânica 1; T7: produção comercial orgânica 2. A adubação orgânica e a calagem foram feitas em linha de plantio com esterco de coelho, resíduo orgânico e calcário dolomítico 30 dias antes do transplantio. Os polifenóis totais foram avaliados de acordo com o método espectrofotométrico com o uso do reativo de Folin-Ciocalteau, proposto por Singlenton & Rossi, 1995, nas folhas e ramos do maracujá vermelho, que foram secos em estufa com circulação de ar a 40 °C/48 h. Apesar de não diferem estatisticamente, pode-se observar um aumento dos teores de polifenóis nas folhas de maracujá vermelho nos tratamentosT3 e T5 e nas produções comerciais (T6 e T7). O mesmo foi comprovado nos ramos, porém com diferenças estatísticas. A partir dos resultados obtidos, pode-se concluir que a adubação orgânica confere uma resposta positiva ao conteúdo de polifenóis totais em Passiflora incarnata L.. , Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. , Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) . , Integrantes: Márcio Gonçalves Campos - Integrante / Lin Chau Ming - Coordenador.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Projetos de desenvolvimento

  • 2012 - Atual

    ORGANIZAÇÃO DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL COMO ESTRATÉGIA PARA A IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS NA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE DO MUNICÍPIO DE BOTUCATU, ESTADO DE SÃO PAULO, Descrição: O município de Botucatu, cidade sede do Projeto, reúne segmentos e entidades vinculadas aos estudos e pesquisas sobre as Plantas Medicinais e Fitoterápicos que vão desde a universidade publica (UNESP FCA, IB e FMB), secretarias municipais (saúde, ciência e tecnologia e desenvolvimento econômico) e empresas do setor alimentício, farmacêutico e de suplementos dietéticos. Há, portanto um cenário favorável para a implantação de um programa municipal de plantas medicinais e fitoterápicos na saúde pública aliado a processos de pesquisas, ensino superior e produção industrial de fitoterápicos no município de Botucatu que poderão ser irradiados a 60 (sessenta) municípios atendidos diariamente pelo Hospital Universitário da UNESP. O Município de Botucatu tem tradição nesse assunto, em 2001, foi realizado a 4a Jornada Paulista de Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu (FCA/UNESP), com apoio financeiro do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) e FAPESP através do Projeto do Programa de Políticas Públicas, no qual foram discutidos assuntos sobre a legislação relacionada às plantas medicinais e fitoterapia através de mesas-redondas e palestras. Em adição, nas diferentes unidades universitárias da UNESP, instaladas em Botucatu, existe uma série de pesquisadores especialistas na pesquisa de plantas medicinais desenvolvendo projetos de pesquisa em diversas áreas de conhecimento, especialmente em etnofarmacologia e etnobotânica, estudos de eficácia farmacológica e segurança de plantas medicinais brasileiras, controle de qualidade, fitoquímica e botânica de espécies medicinais do Cerrado e da Mata Atlântica que complementam o cenário necessário para implantação de políticas públicas nesta área. O município de Botucatu também abriga atualmente a tesouraria e uma das diretorias da Federação Brasileira das Associações para o estudo das Plantas Medicinais (FEBRAPLAME), assim como membros participantes do Comitê Gest. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Márcio Gonçalves Campos - Coordenador / Lin Chau Ming - Integrante.

  • 2012 - Atual

    ORGANIZAÇÃO DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL COMO ESTRATÉGIA PARA A IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS NA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE DO MUNICÍPIO DE BOTUCATU, ESTADO DE SÃO PAULO, Descrição: O município de Botucatu, cidade sede do Projeto, reúne segmentos e entidades vinculadas aos estudos e pesquisas sobre as Plantas Medicinais e Fitoterápicos que vão desde a universidade publica (UNESP ? FCA, IB e FMB), secretarias municipais (saúde, ciência e tecnologia e desenvolvimento econômico) e empresas do setor alimentício, farmacêutico e de suplementos dietéticos. Há, portanto um cenário favorável para a implantação de um programa municipal de plantas medicinais e fitoterápicos na saúde pública aliado a processos de pesquisas, ensino superior e produção industrial de fitoterápicos no município de Botucatu que poderão ser irradiados a 60 (sessenta) municípios atendidos diariamente pelo Hospital Universitário da UNESP. O Município de Botucatu tem tradição nesse assunto, em 2001, foi realizado a 4a Jornada Paulista de Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu (FCA/UNESP), com apoio financeiro do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) e FAPESP através do Projeto do Programa de Políticas Públicas, no qual foram discutidos assuntos sobre a legislação relacionada às plantas medicinais e fitoterapia através de mesas-redondas e palestras. Em adição, nas diferentes unidades universitárias da UNESP, instaladas em Botucatu, existe uma série de pesquisadores especialistas na pesquisa de plantas medicinais desenvolvendo projetos de pesquisa em diversas áreas de conhecimento, especialmente em etnofarmacologia e etnobotânica, estudos de eficácia farmacológica e segurança de plantas medicinais brasileiras, controle de qualidade, fitoquímica e botânica de espécies medicinais do Cerrado e da Mata Atlântica que complementam o cenário necessário para implantação de políticas públicas nesta área. O município de Botucatu também abriga atualmente a tesouraria e uma das diretorias da Federação Brasileira das Associações para o estudo das Plantas Medicinais (FEBRAPLAME), assim como membros participantes do Comitê Gest. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Márcio Gonçalves Campos - Coordenador / Lin Chau Ming - Integrante.

  • 2012 - Atual

    ORGANIZAÇÃO DE ARRANJO PRODUTIVO LOCAL COMO ESTRATÉGIA PARA A IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERÁPICOS NA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE DO MUNICÍPIO DE BOTUCATU, ESTADO DE SÃO PAULO, Descrição: O município de Botucatu, cidade sede do Projeto, reúne segmentos e entidades vinculadas aos estudos e pesquisas sobre as Plantas Medicinais e Fitoterápicos que vão desde a universidade publica (UNESP ? FCA, IB e FMB), secretarias municipais (saúde, ciência e tecnologia e desenvolvimento econômico) e empresas do setor alimentício, farmacêutico e de suplementos dietéticos. Há, portanto um cenário favorável para a implantação de um programa municipal de plantas medicinais e fitoterápicos na saúde pública aliado a processos de pesquisas, ensino superior e produção industrial de fitoterápicos no município de Botucatu que poderão ser irradiados a 60 (sessenta) municípios atendidos diariamente pelo Hospital Universitário da UNESP. O Município de Botucatu tem tradição nesse assunto, em 2001, foi realizado a 4a Jornada Paulista de Plantas Medicinais e Fitoterápicos na Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu (FCA/UNESP), com apoio financeiro do Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA) e FAPESP através do Projeto do Programa de Políticas Públicas, no qual foram discutidos assuntos sobre a legislação relacionada às plantas medicinais e fitoterapia através de mesas-redondas e palestras. Em adição, nas diferentes unidades universitárias da UNESP, instaladas em Botucatu, existe uma série de pesquisadores especialistas na pesquisa de plantas medicinais desenvolvendo projetos de pesquisa em diversas áreas de conhecimento, especialmente em etnofarmacologia e etnobotânica, estudos de eficácia farmacológica e segurança de plantas medicinais brasileiras, controle de qualidade, fitoquímica e botânica de espécies medicinais do Cerrado e da Mata Atlântica que complementam o cenário necessário para implantação de políticas públicas nesta área. O município de Botucatu também abriga atualmente a tesouraria e uma das diretorias da Federação Brasileira das Associações para o estudo das Plantas Medicinais (FEBRAPLAME), assim como membros participantes do Comitê Gest. , Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. , Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) . , Integrantes: Márcio Gonçalves Campos - Coordenador / Lin Chau Ming - Integrante.

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Prêmios

2002

Melhor Formação Político-Social na Graduação, Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP.

Histórico profissional

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Endereço profissional

  • Prefeitura Municipal de Botucatu, Secretaria de Agricultura e Abastecimento. , Rua Miguel Cioffi, 325, Vila dos Médicos, 18607693 - Botucatu, SP - Brasil, Telefone: (14) 38829959, URL da Homepage:

Seção coletada automaticamente pelo Escavador

Experiência profissional

  • 2015 - 2019

    Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

    Vínculo: discentes, Enquadramento Funcional: doutorando

  • 2003 - 2005

    Fundação para o Desenvolvimento da UNESP

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Analista de Desenvolvimento Agrário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

    Outras informações:
    A atribuição do Analista de Desenvolvimento Agrário é de desempenhar atividades de capacitação de trabalhadores e trabalhadoras rurais em projetos de assentamentos rurais no Estado de São Paulo, através do Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA) em convênio com a FUNDUNESP. As atividades desenvolvidas nos assentamentos rurais e acampamentos da reforma agrária, são de promover as políticas públicas de desenvolvimento agrário, ligadas aos programas do Governo Federal, na implantação do II Plano Nacional de Reforma Agrária, que consiste em melhorar as condições de infra-estrutura dos assentamentos rurais e avaliação sócio-econômica das famílias assentadas, participando de programas de conservação de solos nas áreas dos assentamentos rurais, estímulo a produção de variedades crioulas de sementes, implantação de viveiros de mudas nativas e frutíferas, aplicação de créditos específicos aos assentados da reforma agrária ( Fomento, Habitação e Pronaf ) e na organização social das famílias em associações e cooperativas agrícolas de produção e agroindustrialização. Dentro das inúmeras ações, a realização da assistência técnica e extensão rural ( ATER ) nas áreas de assentamento rural nos preparou para realizar projetos do PRONAF nas linhas A, A/C, MULHER e AGROECOLOGIA e nos projetos técnicos de produção, realizando dignósticos rurais participativos e laudos de vistoria técnica nas áreas em conflito agrário e fundiário. Durante este período, a chance em conhecer a realidade rural foi muito grande, possibilitando uma série de oportunidades de desenvolver métodos e técnicas agroecológicas na produção agropecuária, buscando reduzir custos de produçaõ e impactos ambientais, viabilizando desta forma, uma melhoria de renda e de qualidade de vida nas áreas de assentamento rural no estado de São Paulo.

    Atividades

    • 12/2003 - 06/2005

      Serviços técnicos especializados , Incra, Escritórios Regionais de Sorocaba e Iaras.,Serviço realizado, Desenvolvimento de ações de capacitação dos trabalhadores e trabalhadoras rurais dos Assentamentos Rurais..

  • 2001 - 2006

    Instituto Giramundo Mutuando

    Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário voluntário, Carga horária: 20

    Outras informações:
    A organização não governamental, Instituto Giramundo mutuando realiza diversas atividades ligadas a agricultura familiar como foi o 1º e o 2º Encontro Internacional de Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, que reuniram ao todo 1600 participantes de 14 estados brasileiros e de 7 paises diferentes, que tiveram a oportunidade de debater e ampliar os conhecimentos acerca da Agroecologia. Aproximou a Universidade, profissionais, técnicos, estudantes e professores desta nova Ciência e da importância da inclusão do debate sobre as formas de manejo dos agroecossistemas que preservem a cultura e o meio ambiente. O Instituto Giramundo tem um projeto aprovado com a Secretaria da Agricultura Familiar, denominado como PROGERA - Programa de Extensão Rural Agroecológico que possui diversas parcerias: Universidade Estadual Paulista - Unesp - Botucatu, Faculdade de Ciências Agronômicas ,Associação Biodinâmica, Associação dos Produtores Orgânicos da Região de Botucatu, Associação dos Produtores da Baixada Serrana de Botucatu, Assentamento Rural Pirituba, município de Itapeva; Assentamento Rural Zumbi dos Palmares, município de Iaras. As atividades realizadas são: diagnósticos rurais participativos, análises de agroecossistemas e análises de sustentabilidade em agroecossistemas, economia e comercalização solidário, produtos e processados vegetais e de origem animail.O planejamento participativo das ações produtivas e organizativas com as Associações de Produtores e Assentados da reforma agrária durante o período de desenvolvimento do PROGERA, tendo como principais resultados e conquistas o suporte organizacional e técnico-produtivo no planejamento da transição agroecológica, na produção e comercialização de produtos ecológicos.

    Atividades

    • 06/2002 - 08/2003

      Estágios , Associação de Produtores Orgânicos de Botucatu e Região, Pequenos Produtores Familiares.,Estágio realizado, Extensão Rural Agroecológica aos produtores rurais familiares de Botucatu..

  • 2004 - 2006

    INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Analista de desenvolvimento agrário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

  • 2007 - 2008

    Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq

    Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista EXP de pesquisa ação

  • 2003 - 2003

    Prefeitura Municipal de Avaré

    Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Extensionista Rural, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Atuação no Programa FOME ZERO, Projeto de Hortas Comunitárias

  • 2009 - Atual

    Prefeitura Municipal de Botucatu, PM/Botucatu

    Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Secretário de Agricultura e Abastecimento, Carga horária: 40

    Outras informações:
    Coordenador de políticas públicas de segurança alimentar, compras governamentais e programas de desenvolvimento rural sustentáveis